Você está na página 1de 40

www.deco.proteste.

pt | 127 | junho/julho 2017 | bimestral | € 9,60


Diretora e editora Cláudia Maia

Medicamentos O que pode levar no avião e em que condições

Escaldão à vista
Testámos 13 protetores solares que anunciam fator de proteção 30.
Clarins e Piz Buin ficam abaixo do que prometem

Colesterol Vacinas Pão


Sexo, idade, tensão e hábitos O recente surto de sarampo O de alfarroba está na moda.
são essenciais para calcular reacendeu a discussão. Mas o prokorn tem menos
o risco cardiovascular A ciência defende-as calorias e mais fibra
sumário BREVES

04
CHECK UP Dieta vegetariana •
Unhas de gel • Muito açúcar à mesa
• Contra azias • Terapias sem IVA •
Psicólogos e dentistas • Sandes
para a praia • Muitas razões de
queixa na saúde • Antidepressivos •
Boletim de vacinas • Glifosato.

EM FOCO 4
127
10
junho / julho 2017
CAPA
PROTETORES SOLARES A maioria
oferece a proteção esperada.

14
10 QUESTÕES À MESA Respostas
para comer com mais certezas.

16
ANTIBIÓTICOS Muitas farmácias
continuam a vendê-los sem receita.

19
Trabalho realizado por COLESTEROL Conheça os
Iris Oliveira medicamentos mais eficazes.
Passatempo Ilustre o Logo
da TESTE SAÚDE

23 16
VACINAS É preciso continuar
a administrá-las.

OS NOSSOS VALORES

INDEPENDÊNCIA 24
MEDICAMENTOS O que pode
levar no avião e em que condições. 23
A nossa missão exige independência total:
financeira, política e ideológica.

26
Os conselhos e tomadas de posição resultam ENTREVISTA A equipa da Unidade
dos nossos estudos e análises, livres de Hospitalização Domiciliária
de qualquer tipo de pressão. explica como funciona o serviço.
A totalidade das receitas da nossa atividade
é reinvestida em prol dos consumidores.

29
REVISTAS DIGITAIS Como aceder
CREDIBILIDADE à TESTE SAÚDE em qualquer lugar.
A concretização da nossa missão assenta na
credibilidade e no reconhecimento da qualidade
do nosso trabalho. Esta resulta

30
do profissionalismo das nossas equipas INFEÇÕES HOSPITALARES
e de métodos comprovados, transparentes Portugal é líder nas infeções
e permanentemente reavaliados, baseados associadas a cuidados de saúde.
numa ética profissional exigente.

32
PROXIMIDADE ALERGIAS Saiba porque estão
A nossa missão é permanentemente orientada a aumentar.
para a satisfação das necessidades
dos consumidores. A sua concretização

35
passa por interagir com todos os interlocutores

35
– consumidores, comunicação social, poderes PASSATEMPO Ilustre o coração da
políticos, etc. –, respondendo às suas TESTE SAÚDE até 30 de setembro.
solicitações de forma direta, concreta
e adequada.

36
PÃO Qual o menos calórico?

CONTACTE-NOS
Telefone
218 410 858 (telemóvel) PERTO DE SI

38
808 200 145 (chamada local) Leitores em direto
Serviço de informações O bacalhau está bom? •
218 410 801 (telemóvel)
808 200 146 (chamada local) Seguradora alega cirurgia estética
Assinaturas e encomendas e não paga • Hospital recusa
Internet cirurgia • Envio a baixa a quem?
www.deco.proteste.pt/contactos • A radiografia é minha.

2 testesaúde 127
10 Vacinas

Do esquecimento
à iliteracia
Longe vão os dias em que as pessoas se maravilhavam
com o sucesso das campanhas de vacinação contra
doenças infecciosas como a poliomielite, uma das que mais
João Oliveira assustavam as famílias pelas suas possíveis sequelas graves,
Coordenador técnico a paralisia infantil, por exemplo.
da TESTE SAÚDE
Doenças que, em tempos, matavam milhões de pessoas
por todo o mundo e induziam simultaneamente o medo e a
esperança na descoberta de vacinas capazes de as prevenir
tornaram-se raras e distantes. Tal origina uma falsa e perigosa

19 complacência nas sociedades dos países desenvolvidos, como


se pode constatar com o recente surto de sarampo em vários
A OMS
32
países europeus e ao qual Portugal não escapou.
Por infeliz ironia, tínhamos recebido, em 2016, um diploma
estima que da Organização Mundial de Saúde que oficializava Portugal
pelo menos como estando livre de sarampo, dado que os poucos casos
dez milhões registados nos últimos anos haviam sido contraídos noutros
países. No entanto, este ano, só em quatro meses, registámos
de mortes mais casos de sarampo do que na última década, a maioria
tenham sido dos quais em pessoas não vacinadas. Em Itália e na Roménia,
evitadas os números são piores, atingindo alguns milhares.
As vacinas têm representado uma das histórias de maior êxito
entre 2010 da medicina moderna, e a Organização Mundial de Saúde
e 2015, estima que pelo menos dez milhões de mortes tenham sido
graças às evitadas entre 2010 e 2015, graças às vacinações realizadas
em todo o mundo. Se os programas de vacinação têm sólida
vacinações sustentação científica e um registo incontestável de eficácia
realizadas e segurança, porque se têm instalado algumas tendências
em todo o antivacinação? Como pode ler no artigo da página 23,

36
as vacinas tornaram-se, em certa medida, vítimas do seu
mundo próprio êxito e, para alguns pais, os receios infundados com
a vacinação dos seus filhos conseguem fazer esquecer décadas
de conhecimento científico e de avanços de saúde pública.
É por isso essencial que os governos e a Comissão Europeia
reforcem o investimento na promoção da literacia em saúde,
também sobre este tema. Importa igualmente estudar em
que circunstâncias determinadas informações erradas são
difundidas, seja através de canais virtuais ou não, e intervir
no sentido de garantir que os pais dispõem de informação
adequada para tomar as decisões certas para o bem-estar
dos seus filhos, mas também da sociedade. Porque não se trata
apenas de uma liberdade individual, mas também de uma
questão de responsabilidade social.

127 testesaúde 3
Checkup
Cantinas públicas Dieta
OFERTA VEGETARIANA ACESSO
A INVI-
OBRIGATÓRIA SUAIS
A partir de junho, as cantinas públicas vão ter de
O Programa
disponibilizar um prato vegetariano, além de um de
Nacional para
carne e outro de peixe. Cabe à Autoridade de Segurança
a Promoção
Alimentar e Económica (ASAE) assegurar a fiscalização
da Alimentação
do cumprimento da nova lei.
Saudável, da
Direção-Geral
Escolas, universidades, hospitais, prisões, autarquias e
da Saúde,
serviços sociais da administração pública são exemplos de
lançou o primeiro
locais com cantinas públicas, que terão de oferecer aos seus
documento em
utentes ementas sem qualquer produto de origem animal.
braille sobre dieta
Para ser saudável, esta dieta tem de incluir os nutrientes
mediterrânica.
essenciais, como proteínas, ácidos gordos, ómega 3, ferro,
O conteúdo foi
cálcio, zinco, vitamina B12, vitamina D e iodo. O equilíbrio
produzido com o
só se consegue com uma boa combinação dos vários
apoio da ACAPO
alimentos. Por isso, a lei indica que os responsáveis pelos
– Associação dos
serviços de alimentação das cantinas públicas deverão
Cegos e
ter formação técnica adequada para elaborar ementas
Amblíopes de
vegetarianas equilibradas.
Portugal – e será
Tal como nas dietas sem restrições, é preciso ter atenção
distribuído por
às formas de confeção: os alimentos cozidos, grelhados,
esta entidade.
cozinhados em papelote e estufados são os mais saudáveis.
O objetivo é
Os fritos só devem ser consumidos uma vez por semana. Bem
divulgar os
planeada, a dieta vegetariana é adequada em todas as fases da
princípios da
vida, incluindo durante a gravidez, a amamentação, a infância
dieta a invisuais.
e a adolescência.

4 testsanté 000
Unhas de gel Tempo de
resposta
À ESPERA DE ORDEM
INVESTIGAÇÃO NA
SAÚDE
As lâmpadas usadas para
secar o verniz nas unhas Em maio, foi
atualizada a
de gel aumentam o risco legislação que
de cancro da pele? define os tempos
máximos de
A questão foi levantada pela revista resposta
científica Jama Network, mas não vale a garantida do
pena entrar em pânico: apesar de haver Serviço Nacional
indícios de que a exposição às lâmpadas
UV pode aumentar o risco de cancro
de Saúde.
Por exemplo,
Inquérito alimentar nacional

Muito açúcar
de pele, são precisos mais estudos para o máximo de
comprovar a relação. espera por uma
As unhas de gel e o gelinho são mais consulta

à mesa
resistentes do que o verniz normal. hospitalar da
Daí a sua popularidade. O mecanismo especialidade
é simples: aplicam-se uma ou duas com prioridade
camadas de gel nas unhas e, depois, o diminui de 180
verniz de cor. No caso do gelinho, é usado
apenas um verniz especial. Para secar, as
para 150 dias,
e a cirurgia
Um quinto dos portugueses
mãos são colocadas sob lâmpadas UV ou programada, de bebe refrigerantes todos os dias
LED. Estas emitem radiação ultravioleta, 270 para 180 dias.
que contribui para o envelhecimento Foram ainda De acordo com o segundo inquérito alimentar nacional
da pele e, nalguns casos, para o definidos prazos e de atividade física, do Instituto de Saúde Pública da
aparecimento do cancro. No entanto, para outros atos Universidade do Porto, mais de 95% da população ingere
trata-se de um risco baixo. Ainda assim, médicos, como mais açúcares simples do que o máximo indicado por
se é adepta da prevenção, 20 minutos a endoscopia pela Organização Mundial de Saúde, 10% da energia
antes de começar a manicure, aplique gastroenterológica diária necessária, e quase um quinto bebe refrigerantes
protetor solar com filtros UVA e UVB e a TAC (90 dias). ou néctares todos os dias. Na fruta e nos produtos
nas mãos. hortícolas, metade dos portugueses ficam aquém das
cinco doses aconselhadas por aquela organização.
Preocupante é também o facto de 10% das famílias terem
dificuldade em pôr comida suficiente na mesa, por falta
de recursos económicos. As maioria destas famílias tem
crianças e jovens com menos de 18 anos.
A par da alimentação pouco cuidada surge a inatividade
física. Apenas quatro em cada 10 portugueses praticam
exercício de forma programada. As estimativas da
Organização Mundial de Saúde apontam para 900
milhões de euros de custos associados à inatividade
física, num país de 10 milhões de habitantes, em que
metade são sedentários. A Direção-Geral da Saúde
revela que, para Portugal, estes custos não devem andar
longe da realidade. E, se assim for, representam 9% do
orçamento da Saúde em 2017, o que, por si, justifica um
maior investimento na promoção da atividade física.

127 testesaúde 5
Centros de saúde
PSICÓLOGOS
E DENTISTAS
O Ministério da
Saúde anunciou
a contratação de
psicólogos e dentistas
para os centros
de saúde
Mais 31 psicólogos para a Administração
Terapia Regional de Saúde do Norte e do Centro,
alternativas e 50 dentistas, até ao fim do ano, para
SEM IVA os centros de saúde é a promessa
do Ministério da Saúde para reduzir

Contra azias
os problemas de acesso a estas
As terapias
especialidades nos cuidados de saúde
alternativas
primários. É pouco face às necessidades,
reconhecidas na
mas é um começo. A Ordem dos
lei estão isentas
Psicólogos, por exemplo, estima que
de IVA. É o caso
Os medicamentos para reduzir a acidez do estômago só mais mil psicólogos permitiria uma
da acupuntura,
não são “protetores” e devem ser usados com cobertura aceitável.
fitoterapia,
precaução e, no máximo, durante 14 dias, se não forem Esperamos que os números agora
homeopatia,
receitados pelo médico anunciados sejam um passo para
medicina
a melhoria efetiva da oferta pública nestas
tradicional
Os medicamentos com omeprazol, lansoprazol, pantoprazol, áreas, de modo a proporcionar cuidados
chinesa,
rabeprazol, dexlansoprazol e esomeprazol não servem para a quem deles precisa.
naturopatia,
proteger as paredes do estômago, como muitos pensam, mas Enquanto tal não acontece, se o privado é
osteopatia
destinam-se a controlar os sintomas de refluxo em adultos, uma opção, consulte a nossa página www.
e quiropraxia.
como sensação de queimadura no peito e sabor amargo na maissaudeja.pt para saber como obter
Para exercer uma
boca. Servem ainda para tratar úlceras no estômago e nos consultas mais baratas.
destas terapias,
intestinos, e prevenir o aparecimento das mesmas decorrentes
é preciso
do uso de alguns medicamentos.
respeitar uma
Se não foram receitados pelo médico, convém tomá-los apenas
série de regras
até os sintomas de desaparecerem ou, no máximo, durante
pelas quais a
14 dias. Se os sintomas persistirem, consulte o médico.
DECO lutou
Tome um comprimido por dia, de manhã com, pelo menos,
durante mais
meio copo de água. Leia o folheto informativo e se sentir efeitos
de 10 anos. Os
adversos, como irritação na pele ou dores nas articulações, fale
profissionais têm
com o médico. Caso o medicamento tenha sido prescrito, siga
de ter formação
à risca as indicações, nomeadamente no que se refere à dose
académica,
e ao período de tratamento, que variam consoante o problema
carteira
de saúde. Não interrompa a medicação repentinamente, pois os
profissional
sintomas podem voltar de forma ainda mais forte. Convém fazer
e um seguro de
uma desabituação com metade da dose durante duas semanas.
responsabilidade
Por exemplo, se toma um comprimido todos os dias, passe
civil.
a fazê-lo em dias alternados.

6 testesaúde 127
Refeições de verão

Sandes
para a praia
Serviços de saúde
MUITAS RAZÕES
Praia não deve ser sinónimo de refeições
monótonas. Legumes, fruta, queijo , fiambre, DE QUEIXA
carne, pão e massas, ligados com imaginação,
dão deliciosos lanches ao ritmo da maresia Os hospitais e centros de saúde são
os que dão mais razões aos utentes
para reclamar, segundo um estudo
As sandes e as saladas são uma forma prática de de satisfação com os serviços
fazer refeições leves. As massas e o pão fornecem hidratos de públicos promovido pelo Portal
carbono. Se for de mistura ou integral é mais rico em fibras, da Queixa
vitaminas e minerais (ver o artigo da pág. 36).
Os resultados do inquérito a 5653
Fiambre, queijo, atum ou carne fria são boas fontes de utilizadores registados naquele
proteínas. Opte pelo queijo magro ou meio-gordo, retire a portal, que reúne a experiência de
gordura ao fiambre ou à carne e evite molhos. Adicione folhas consumidores, posicionam os centros de
de alface, rodelas de tomate ou pedaços de abacaxi. saúde e os hospitais a meio da tabela dos
Para evitar que o tomate amoleça, corte-o às fatias, ponha-o serviços públicos, com uma avaliação
num recipiente e junte-o às sandes antes de comer. Guarde de 5,27, numa escala até 10. Ficaram
tudo na geleira. Se a criatividade andar fugida, as nossas dicas, mais mal classificados do que escolas,
em www.deco.proteste.pt/alimentação, podem ajudar. universidades, autoridades policiais, mas
A fruta refresca e pode ser uma boa fonte de vitaminas, sais
à frente, por exemplo, dos tribunais e da
minerais e fibras. Para ir à praia ou passear no campo, escolha
segurança social.
fruta que pode preparar em casa e levar em caixas fechadas
Seis em cada 10 inquiridos afirmaram que
de plástico. Melancia, melão, papaia e manga são boas opções.
já tiveram necessidade de reclamar de
Quanto às maçãs, ameixas, uvas, cerejas e pêssegos, basta
um serviço público, sendo a saúde o mais
lavá-las. Coloque a fruta mais sensível por cima dos outros
citado (31% dos inquiridos). A maioria
alimentos, para não ficar esmagada. 
dos que referiram ter feito queixa de
hospitais e centros de saúde revelou que
As bebidas não podem faltar, pois mantêm a hidratação. obteve resposta, em média, em 34 dias,
Para satisfazer a sede, o melhor é a água, mas também pode mas não ficou satisfeita com o conteúdo.
recorrer a outras bebidas sem adição de açúcar e álcool, como Segundo esta investigação realizada entre
os sumos de fruta naturais. Com o calor, transpiramos mais e 12 de dezembro e 4 de janeiro, o principal
perdem-se muitos líquidos. Mesmo que não tenha sede, beba problema dos serviços públicos, segundo
água ou sumos. 77% dos inquiridos, é o tempo de espera
e a demora na resposta às questões.

127 testesaúde 7
Antidepressivos Vacinas
PARA BOLETIM
DIGITAL
INSÓNIAS?
O Ministério da
Grande parte dos Saúde pretende

antidepressivos não que todos os


utentes tenham
são receitados para boletim de
a depressão vacinas eletrónico
até ao fim do ano.
Por enquanto,
Um estudo canadiano recente mostrou
este registo só
que grande parte dos antidepressivos
existe na Unidade
prescritos nos cuidados de saúde
Local de Saúde
primários (centros de saúde) se destina
do Litoral
a problemas de saúde diferentes dos
Alentejano (no
que estão descritos nas indicações do
âmbito de um
medicamento, que foram aprovadas

Outra vez
estudo) e para as
pelas autoridades de saúde. Trata-se da
crianças nascidas
chamada utilização off-label, que, muitas
a partir de junho
vezes, carece de suporte científico.
de 2013.
Segundo a investigação publicada

o glifosato
O e-Boletim,
na British Medical Journal, 29%
facilita o acesso à
das prescrições analisadas não se
informação pelos
dirigiam a pacientes com depressão.
profissionais de
Os antidepressivos tricíclicos, como
saúde, seja qual
a amitriptilina, por exemplo, foram
for o local, e
receitados para dores, insónia e A Agência Europeia dos Produtos Químicos
permite aos pais
enxaqueca. A trazodona foi prescrita considerou que o glifosato, utilizado como herbicida,
receber alertas,
principalmente para insónia, apesar de não deve ser classificado como “cancerígeno”,
por exemplo,
não haver estudos que comprovem a sua mas “potencialmente cancerígeno”
sobre a vacinação
utilidade nesta situação. Apenas uma
das crianças.
em cada seis prescrições off-label estava O parecer, que poderá levar ao relançamento do processo
suportada por evidência científica forte. de renovação da licença de utilização do glifosato, já mereceu
críticas de diversas Organizações Não Governamentais, como
a Greenpeace. Esta acusou os especialistas da agência europeia
de ignorarem os alertas de dezenas de cientistas independentes.
Dado haver dúvidas sobre a segurança dos produtos que
incluem glifosato, a DECO continua a defender o princípio
da precaução, ou seja, que não estejam disponíveis para
uso doméstico. Para uso profissional, também devem ser
encontradas outras soluções.
A classificação de “potencialmente carcinogénico” significa
que há evidência científica limitada de que é cancerígeno
para os humanos, mas provas suficientes de que causa cancro
nos animais de laboratório. 
No início deste ano, o Governo português proibiu o uso de
pesticidas em espaços públicos, como jardins infantis, parques
urbanos, escolas e hospitais, de forma a reduzir e controlar
eventuais efeitos prejudiciais na saúde pública.

8 testesaúde 127
CASAS ANTIGAS, 20% DE DESCONTO
RÚSTICAS E QUINTAS EM 94 ALOJAMENTOS

Negociámos um protocolo que lhe dá 20% de desconto em 94


casas de turismo de habitação, da TURIHAB - Solares de Portugal.
Encontre casas antigas, rústicas e quintas, distribuídas
por todo o país, incluindo as ilhas. Consulte pormenores das casas
no nosso site. Para reservar, basta indicar o número de associado.

DE MALAS AVIADAS
DESFRUTE DE LOCAIS HISTÓRICOS, GENUÍNOS OU RURAIS
DISTRIBUÍDOS POR TODO O PAÍS, INCLUINDO ILHAS
SAIBA MAIS
WWW.DECOMAIS.PT/TURISMO-E-LAZER/SOLARES-DE-PORTUGAL
PIZ BUIN
Moisturising
Sun lotion
FPS 20,
segundo o
nosso teste

CLARINS
Crème Solaire
Securité
FPS 15,
segundo o
nosso teste

O teste revelou que o fator


de proteção é inferior
ao anunciado
Atenção
ao sol
PROTETOR NÃO
É ARMADURA
Nenhum protetor
solar defende
a pele a 100%

protetor
das radiações
ultravioleta.

pele nem sempre a salvo


Testámos 13 produtos com fator de proteção solar 30, o mínimo recomendado pela
Direção-Geral da Saúde. A maioria apresenta boa qualidade, mas o Clarins e o Piz
Buin oferecem uma proteção inferior à anunciada. As nossas Escolhas Acertadas
permitem poupar 28 euros por 200 mililitros face ao protetor solar mais caro
Fátima Ramos

O
fator de proteção solar (FPS ou Os protetores devem também defender a
SPF), que define a capacidade O nosso estudo pele das radiações ultravioleta do tipo A,
do produto para bloquear os que favorecem o envelhecimento, embora
raios ultravioleta do tipo B, é o principal Testámos 13 protetores solares com não sejam obrigados a indicar o índice
critério de escolha do protetor solar. fator de proteção 30. No laboratório, no rótulo. Basta indicar que têm proteção
A Direção-Geral da Saúde recomenda verificámos o fator de proteção solar e a UVA, que todos os produtos incluem.
a utilização de produtos com FPS 30, no proteção contra a radiação ultravioleta do O Yves Rocher Solaire Peau Parfaite e o
mínimo, para prevenir o desenvolvimento tipo A, seguindo o método recomendado Cien Sun Leite Solar Classic cumprem
de queimadura solares e o aparecimento pela Comissão Europeia. O primeiro foi os mínimos definidos na recomendação
de cancro cutâneo. As crianças, as verificado na pele de voluntários, sujeita europeia (um terço do FPS anunciado),
pessoas com pele mais sensível ao sol e a radiação UVB. O segundo foi medido enquanto os restantes apresentam níveis
as que têm história pessoal ou familiar de numa placa apropriada, submetida a um pouco mais elevados.
cancro cutâneo devem optar por índices raios UVA. Pedimos ainda a um grupo Ao nível da composição, há ainda a
de proteção mais elevados. de 30 mulheres para experimentarem os destacar a presença de substâncias
O nosso teste revela que o Clarins Crème produtos e darem a sua opinião. suspeitas de serem desreguladores
Solaire Securité e o Piz Buin Moisturising endócrinos, como ethylhexyl
Sun Lotion não devem indicar FPS 30, methoxyinnamate, em dois produtos
mas 15 e 20, respetivamente. Estes valores OS NOSSOS TÍTULOS (ver quadro, na página 12). Estas
significam que os produtos conferem MELHOR ESCOLHA substâncias, não são proibidas, mas o
proteção média, segundo a escala DO TESTE ACERTADA princípio da precaução manda que sejam
Produto com os Produto com a
definida na recomendação da União melhores resultados melhor relação entre evitadas enquanto houver suspeitas de
nos testes. a qualidade e o
Europeia, que seguimos para avaliar os preço.
que podem afetar o sistema hormonal e
produtos. A diferença entre o que está no reduzir a fertilidade.
MAIS EM CONTA
rótulo e o que foi medido pode traduzir- Produto com
-se numa falsa sensação de segurança e, qualidade aceitável
e preço muito
Agradam aos utilizadores
consequentemente, num maior risco de vantajoso. Verificada a qualidade em laboratório,
escaldão. quisemos saber se agradam aos >

127 testesaúde 11
MELHOR ESCOLHA MELHOR ESCOLHA MELHOR MAIS
DO TESTE ACERTADA DO TESTE ACERTADA DO TESTE EM CONTA

72 QUALIDADE 72 QUALIDADE 72 QUALIDADE 64 QUALIDADE


BOA BOA BOA MÉDIA

L’ORÉAL PARIS Sublime Sun GARNIER Ambre Solaire LA ROCHE-POSAY CIEN Sun Leite Solar Classic
Cellular Protect Leite Protetor Anthelios Lait Confort Cumpre os critérios de
Mostrou bom desempenho Passou nos testes, mas não Boa prestação em laboratório proteção da recomendação
na proteção contra radiações é a melhor opção para quem e excelente rotulagem. Não europeia, mas não serve para
ultravioleta do tipo B e A. tem tendência para alergias. tem perfume nem alergénios. quem tem alergias.
€ 10,39 a € 17 € 11,99 a € 14,99 € 14,29 a € 25,19 € 3,99 a € 4,99
por embalagem por embalagem por embalagem por embalagem

PREÇO (€) CARACTERÍSTICAS RESULTADOS

QUALIDADE GLOBAL (%)


POUPE
Fator de proteção solar (FPS)
Desreguladores endócrinos

€ 28
Fragrâncias alergénicas

Teste de utilização
Médio por 200 ml

Capacidade (ml)
Por embalagem

Proteção UVA
(abril de 2017)

Protetores solares fator 30


Rotulagem
Perfume

FF L’ORÉAL Paris Sublime Sun Cellular Protect 10,39 - 17 12,76 200 G B B B B 72


FF GARNIER Ambre Solaire Leite Protetor 11,99 - 14,99 13,73 200 G G B B B B 72
F LA ROCHE-POSAY Anthelios Lait Confort 14,29 - 25,19 17,15 250 B B A B 72
NIVEA Sun Protect & Moisture 14,55 - 29,98 16,78 200 G G B B B B 71
EUCERIN Sun Lotion Extra Light 13,95 - 15,90 20,19 150 G B B B B 71
AVÈNE Lait 16,99 - 20,35 37,20 100 G B B B B 70
VICHY Idéal Soleil Fresh Hydrating Milk 13,87 - 28,13 14,52 300 G B B B B 70
YVES ROCHER Solaire Peau Parfaite 11,79 - 11,79 15,72 150 G G B C B B 67
F CIEN Sun Leite Solar Classic (Lidl) 3,99 - 4,99 3,59 250 G G B C B B 64
NUXE Sun Delicious Lotion High Protection 17,70 - 21,90 26,50 150 G G G B B B B 60
URIAGE Bariésun Lait 13,79 - 27,58 38,23 100 G G B B B B 60
CLARINS Crème Solaire Sécurité 20,25 - 28,55 41,07 125 G G E B C B 25
PIZ BUIN Moisturising Sun Lotion 13,99 - 27,63 19,70 200 G E B B B 24
www.deco.proteste.pt/protetores-solares Boa qualidade Média qualidade Má qualidade

12 testesaúde 127
Exposição
descuidada

RADIAÇÃO UVB
classificadas como alergénicas: Garnier, Em excesso,
os raios UVB
Cuidados com sol Nivea, Yves Rocher, Cien, Nuxe e Clarins.
Todos os fabricantes respeitam a lei
podem provocar
escaldões,
da rotulagem, incluindo todas as manchas na pele
Acompanhe o índice de radiação e alguns cancros.
menções obrigatórias. O rótulo mais
publicado diariamente pelo Instituto
completo pertence à La Roche Posay.
do Mar e da Atmosfera (www.ipma.pt)
Além das informações exigidas por lei,
e siga as recomendações.
fornece outros conselhos de utilização
e precauções. O fabricante do Clarins
Entre as 11 e as 17 horas, limite a
é o menos cuidadoso: imprimiu a
exposição ao sol. Mantenha-se à sombra.
tradução em português na face interna
da embalagem, pelo que o consumidor horas e após cada banho. Se transpirou
Na escolha do vestuário, é preciso
só terá acesso à mesma após a compra e muito, também deve repor.
ter em conta o controlo da temperatura
depois de destruir a caixa. Espalhe o creme em abundância.
corporal e a proteção contra radiações.
Ao contrário do que seria desejável, a lei Se aplicar pouca quantidade, diminui
O algodão cumpre as duas funções.
permite o uso de alegações sem utilidade o índice de proteção. Não esqueça
As cores escuras, apesar de quentes,
real para o consumidor. nenhuma zona exposta ao sol, incluindo
protegem mais das radiações. Os tecidos
A L’Oréal, a Avène, a Vichy e a Uriage, a planta e o peito dos pés, as orelhas
secos são mais eficazes.
por exemplo, dizem-se hipoalergénicas e e o couro cabeludo, se estiverem a
incluem substâncias suscetíveis de causar descoberto. E lembre-se de que os dias
Use óculos de sol com proteção UVB
alergias, como o perfume. Aliás, qualquer nublados não dispensam o protetor
ou UVA e chapéu de aba larga.
ingrediente as pode provocar. solar.
Além da cabeça, este protege os olhos,
Segundo a lei, os fabricantes podem optar
os ouvidos, a cara e o pescoço.
por indicar a durabilidade mínima ou a Dossiê técnico Susana Santos
validade após a abertura do produto. e Susana Costa Nunes
A maioria apresenta a última, mas o ideal
seria aparecerem ambas.

> Bons mais baratos


utilizadores. Para isso, convidámos Os protetores testados custam entre 3,59 CONSUMIDORES EXIGEM
30 mulheres de várias idades a e 41,07 euros por 200 mililitros. O mais
experimentarem os produtos. Entregámos caro é o Clarins, que se encontra no fim
os protetores na embalagem original, da tabela classificativa, por não oferecer o
mas ocultámos o rótulo, incluindo a
marca. Em geral, as amostras foram
nível de proteção UVB que anuncia.
O custo mais baixo pertence ao Cien,
A escaldar
bem apreciadas: as utilizadoras deram marca comercializada pelo Lidl, que Regras mais apertadas
nota positiva em todos os critérios aos apresenta uma qualidade aceitável e é As análises laboratoriais revelaram
produtos testados. Ainda assim, as a opção mais em conta. Se optar pelas que dois produtos oferecem um nível
avaliações revelam pequenas diferenças. nossas Escolhas Acertadas, o L’Oréal Paris de proteção inferior ao que anunciam.
O creme da Piz Buin, por exemplo, é mais Sublime Sun Cellular Protect e o Garnier Informámos o Infarmed, a entidade
que supervisiona os cosméticos,
difícil de espalhar do que os restantes, Ambre Solaire Leite Protetor, poupa 28
destes resultados.
mas a textura do Avène foi a que menos euros por 200 mililitros face ao mais caro.
Tal como temos referido noutros
satisfez. Globalmente, o produto da Nivea Durante a época balnear, muitas lojas estudos a cosméticos, a lei
foi o mais apreciado e o La Roche Posay, fazem promoções, que podem valer a da rotulagem deve ser revista,
o que me menos agradou, provavelmente, pena. Antes de comprar, compare o preço de modo a impedir alegações
por não incluir perfume. por litro, para se certificar que assim é. como “hipoalergénico” ou
A predileção por perfume pode causar Uma vez adquirido o produto, não se “dermatologicamente testado”,
incómodo a quem tem tendência para esqueça de que deve usá-lo sempre que não têm significado. É importante
alergias. O risco a este nível aumenta que andar ao ar livre. Aplique-o 20 a 30 tornar obrigatória a indicação do
com os seis produtos que incluem, minutos antes de sair de casa, para que prazo de validade nos produtos.
pelo menos, uma das 26 fragrâncias seja bem absorvido, renove a cada duas

127 testesaúde 13
Comer
um ovo
TODOS OS DIAS
O consumo
diário de ovo (por

10 questõe
exemplo, cozido)
não favorece a
subida dos níveis
de colesterol.

1. COMER OVOS AUMENTA


O COLESTEROL?
A gema do ovo contém cerca de 250 miligramas de colesterol.
Mas é o consumo de gorduras saturadas, presentes, por exemplo,
na carne e noutros produtos de origem animal, que mais contribui
para a subida do “mau” colesterol (LDL). E, consequentemente, para
o aumento do risco de doenças cardiovasculares. O consumo diário
de um ovo (por exemplo, cozido) não favorece a subida dos níveis
de colesterol quando o organismo é saudável e se integrado numa
alimentação equilibrada, com poucas gorduras saturadas.

2. HÁ VANTAGEM EM CONSUMIR
OVOS CRUS?
Não. O ovo cru digere-se mal, e o organismo só aproveita
metade dos nutrientes. Cozinhado, torna-se mais fácil de digerir
e menos propenso a causar infeções por bactérias patogénicas,
que são destruídas pelo calor.
As dúvidas rela
a alimentação
têm respos
3. UMA COLHER DE MEL AJUDA e as crenças,
A CURAR AS CONSTIPAÇÕES? são incorretas.
A maioria das virtudes associadas ao mel não está
conhecimen
confirmada. Contudo, não é por acaso que se sugere o caso, ajus
um chá com uma colher de mel a quem está com tosse:
o mel tem uma ação antibacteriana, o que explica o seu Texto Fátim
possível papel em afeções das vias respiratórias. Dossiê técnico So

4. COMER UMA MAÇÃ TOCADA


FAZ MAL?
Não. Se uma parte da polpa escurecer por ter caído no chão
ou sofrido um choque, não se justifica deitar a peça toda
fora. Basta retirar a zona tocada, por ser menos apetitosa.
Com o choque, os tecidos rompem e reagem com
o oxigénio do ar. É a chamada oxidação. Para evitar
que esta ocorra e que a fruta fique amarelada, mergulhe
a maçã num pouco de água com limão.

5. OS REFRIGERANTES CONTRIBUEM
PARA A DESCALCIFICAÇÃO DOS OSSOS?
Não está provado, mas convém beber com moderação. Há uns anos, o consumo de
refrigerantes foi associado à diminuição da densidade óssea e ao aumento de fraturas.
O responsável seria o ácido fosfórico, um aditivo presente sobretudo nas bebidas de cola.
Desde então, surgiram outros estudos e explicações: os grandes consumidores de refrigerantes
podem ingerir leite e derivados em quantidade insuficiente e, por isso, apresentar carência
de cálcio. Mas também é sabido que a ingestão regular de produtos com ácido fosfórico
e fosfatos pode reduzir a absorção daquele mineral, por causa do desequilíbrio
na relação entre cálcio e fósforo.

14 testesaúde 127
es à mesa 6. OS LEGUMES CRUS SÃO MAIS
SAUDÁVEIS DO QUE OS COZIDOS?
Muitos legumes perdem entre 20% e 50% das vitaminas quando
cozinhados. Mas, se aproveitar a água da cozedura, como
acontece na sopa, as perdas são quase insignificantes.
Estes alimentos contêm outros nutrientes, igualmente
interessantes para a saúde, mais fáceis de assimilar após a
cozedura. É o caso do betacaroteno (cenoura), do licopeno
(tomate) e da luteína (espinafres). A absorção de betacaroteno,
por exemplo, é três vezes maior quando ingerimos cenouras
cozidas em vez de cruas. A regra é optar por uma alimentação
variada, que inclua tanto legumes crus como cozidos.

7. A MANTEIGA TEM MENOS


GORDURA DO QUE A MARGARINA?
Não. Ambas incluem, pelo menos, 80% de matéria gorda.
cionadas com É o tipo de gordura que as diferencia: enquanto a manteiga
nem sempre é exclusivamente de origem animal (com uma proporção
ta s óbvias maior de ácidos gordos saturados, piores para a saúde),
a margarina pode ser só de origem vegetal ou resultar
GUIA
muitas vezes,
Confira os seus
de uma mistura de gordura animal e vegetal. PRÁTICO
tos e, se for
te o prato 8. O CHOCOLATE PROVOCA ACNE?
Apesar de muitas pessoas afirmarem que o consumo de
a Ramos certos alimentos, como o chocolate, está relacionado com
fia Mendonça o aparecimento da acne, nenhum estudo o comprovou.
Idealmente, a dieta deve ser variada, sem abusar de açúcares
e de gorduras. Se, ainda assim, sentir que a sua pele “reage”
a alguns produtos, como enchidos e chocolate, o melhor
é moderar o consumo.

9. SE O CHOCOLATE FICAR Comer ovos


ESBRANQUIÇADO, ESTÁ ESTRAGADO? aumenta o
O chocolate é bastante frágil. Se não for bem conservado, pode
colesterol?
perder brilho e ficar com um aspeto esbranquiçado
ou acinzentado. Mas não significa que esteja estragado. Esclareça esta
Para manter o chocolate apetitoso, guarde-o num local seco, e outras questões
arejado, a uma temperatura entre 18º e 20ºC, e ao abrigo da luz. interessantes
sobre
alimentação e
10. OS ADULTOS NÃO PRECISAM DE BEBER LEITE?
rotulagem com
O leite nem sempre é visto com bons olhos, por ser rico em gordura saturada ou por ser mal
tolerado por algumas pessoas. Quando não há restrições médicas, o consumo de leite e de este guia prático.
derivados é recomendado em qualquer idade. Estes alimentos são especialmente ricos em cálcio,
apresentando uma boa relação com o fósforo. A absorção do primeiro ao nível do intestino é www.deco.
influenciada pela presença de fósforo, sendo mais eficaz quando a quantidade deste é cerca de
proteste.pt/
metade da do cálcio. As necessidades diárias de cálcio variam, por exemplo, com a idade e o sexo,
mas, regra geral, os especialistas aconselham duas a três doses de laticínios por dia. Na prática, guiaspraticos
basta ingerir, por exemplo, dois copos de leite meio-gordo e um iogurte.

127 testesaúde 15
Atitude
correta
60 FARMÁCIAS
A maioria das
farmácias não
vendeu nenhum
medicamento e
sugeriu a visita ao
veterinário.

sem receita médica

antibióticos Pedimos um antibiótico para o cão em 100 farmácias portuguesas, sem apresentar receita
do veterinário, e conseguimos comprá-lo em 38 delas. Além de ilegal, tal prática potencia 
o uso desnecessário destes medicamentos, que favorece o aparecimento de bactérias
resistentes, com impacto também na saúde humana
Fátima Ramos

Há 20 anos a exigir medidas de controlo das resistências a antibióticos


1997 1998 2002 2003 2006 2007
Antibióticos na carne Carne de porco Leite pasteurizado Mistura de marisco Mel e geleia real Prescrição e dispensa
congelado de antibióticos
Chamámos a atenção Os antibióticos eram Pesquisámos Alertámos para a
para o uso rotineiro usados de forma antibióticos em Encontrámos utilização massiva Fomos a 44 consultórios
de antibióticos a título sistemática e massiva, leite pasteurizado. vestígios de e sem critério médicos, queixámo-nos
preventivo. Alertámos inclusive, em animais Não encontrámos antibióticos, usados de antibióticos, de uma dor de garganta
para a adição de saudáveis. problemas. Nesta para solucionar, por bem como para simulada e recebemos
antibióticos às rações, Reforçámos a altura, já se temiam as exemplo, problemas a utilização dos antibióticos em mais
para aumentar a necessidade de bactérias resistentes de higiene. mesmos a título de metade dos casos.
produção, e para controlar o uso destes a vários antibióticos, Exigimos legislação preventivo. Pedimos um destes
o desenvolvimento medicamentos, em parte, devido mais apertada e medicamentos sem
de resistências para travar as ao mau uso destes monitorização da receita em 60 farmácias
bacterianas. resistências. medicamentos. aplicação da lei. e 7 venderam.

16 testesaúde 127
"T Se não houver
enho um cão que, na última conhecimento da legislação [por parte
semana, tem tossido muito. dos farmacêuticos], nem da importância
No passado, o veterinário da saúde animal e da sua influência na medidas para
receitou-lhe Actidox para uma tosse
parecida”. Esta foi a situação que
saúde humana... mas a sensibilização
sobre a medicina veterinária ainda não controlar as
expusemos em 100 farmácias nacionais
escolhidas ao acaso. Em 34 venderam-nos
existe há muito tempo”, explica Ana Paula
Martins, bastonária daquela Ordem.
resistências
o antibiótico sem a necessária prescrição das bactérias,
Resistências a crescer
médica. Noutras quatro, perguntaram se
iríamos entregar a receita mais tarde. As bactérias resistentes, que sobrevivem podemos ficar
Não íamos, mas venderam na mesma.
Nas restantes 62 farmácias visitadas, não
à ação dos antibióticos, representam
uma séria ameaça para a saúde
sem medicamentos
conseguimos comprar o medicamento humana e animal. Se não se travar o seu para combater
pretendido. A maioria informou que se
tratava de um antibiótico e, como tal, não
desenvolvimento, num futuro próximo,
a medicina terá grande dificuldade em as infeções
poderia ser vendido sem receita médica. tratar algumas doenças bacterianas, por
O melhor seria consultar o veterinário, ineficácia dos medicamentos.
disseram. Esta é a atitude correta e a As bactérias têm uma grande capacidade
mais responsável. Além de ilegal, a venda de adaptação e desenvolvem mecanismos
de antibióticos sem prescrição médica de resistência aos fármacos de uso mais
permite o uso indevido e mostra um comum. Trata-se de uma espécie de
ponto de fuga no sistema. escudo protetor que é incorporado nos
Estes medicamentos são cruciais genes e transmitido à descendência.
para tratar infeções, mas, em excesso, Mas também existe uma “transmissão
promovem o desenvolvimento de horizontal”: uma bactéria é capaz
resistências. de incorporar o material genético
Durante as últimas décadas, estudámos proveniente de outra bactéria resistente.
várias vertentes da utilização destes No passado, este fenómeno confinava- CONSUMIDORES EXIGEM
fármacos, denunciámos situações e -se aos hospitais, onde há uma
contribuímos para algumas soluções. grande concentração de pessoas e se
Esperamos que o mesmo suceda desta recorre massivamente a antibióticos,
vez. A Ordem dos Farmacêuticos
reconheceu o problema e diz já estar
condições propícias ao aparecimento
e disseminação de resistências. Mas,
Pela eficácia
Mais campanhas e controlo
a trabalhar, juntamente com a Ordem atualmente, estende-se à população geral
Para travar o avanço das resistências,
dos Veterinários, em medidas para o e aos animais. é necessária uma ação concertada
ultrapassar. “Não se trata de falta de Um estudo recente realizado no Brasil > de várias entidades, ao nível nacional
e internacional.
Por cá, os ministérios da Saúde
e da Agricultura não podem baixar
a guarda nas campanhas de
sensibilização para o uso racional
destes medicamentos, em homens
2008 2010 2013 2014 e animais. Estas campanhas devem
Antibióticos Mel contaminado Superbactérias Prescrição e venda ser dirigidas a profissionais de
com regras de antibióticos saúde, como médicos, veterinários
A presença de Analisámos 50 e farmacêuticos, aos responsáveis
Chamámos a antibióticos no amostras de peito de Fomos a 50
pelas explorações pecuárias
atenção para o mel denunciava a frango e encontrámos consultórios médicos
acesso facilitado e utilização massiva bactérias resistências com uma dor de e aos consumidores em geral.
uso indevido destes destes medicamentos a antibióticos em 37. garganta simulada Pela nossa parte, continuaremos
fármacos e para na alimentação dos Pedimos medidas e, em metade, vigilantes nesta área, alertando
a sobredimensão animais. para preservar recebemos um os consumidores e as autoridades
das embalagens. a eficácia dos antibiótico. Pedimos para os problemas. Para preservar
medicamentos este medicamento sem
a eficácia dos antibióticos.
que combatem receita em 70 farmácias
as infeções. e só uma vendeu.

127 testesaúde 17
Utilização
inadequada

AUMENTA

Venderam antibiótico?
RESISTÊNCIA
Os antibióticos só
tratam infeções
bacterianas, tanto Pedimos um antibiótico para o cão. Não tínhamos receita,
em homens como mas tal não impediu quase 40% das farmácias de dispensar
em animais. o medicamento

Farmácia Aisier Avenida Gago Coutinho, loja 1 A/ 1 B,


Parede, Cascais
Farmácia Almeida Sousa
Avenida do Brasil, 156, Figueira da Foz

38% Farmácia Aragão


Rua Mundial da Criança, 116, São Domingos de Rana,

> Sim Cascais


Farmácia Avenida Avenida da República, 294,
avaliou os perfis de resistência aos principais 62% Vila Nova de Gaia
Farmácia Central de Beja Rua Conde da Boavista, 5, Beja
antibióticos em amostras do ouvido externo Não Farmácia Central Rua de Avis, 53, Évora
de animais de companhia (cães e gatos) Farmácia Central de Murtede Rua da Igreja, 39, Murtede,
Coimbra
e concluíram que 25% eram Staphylococcus
Farmácia Central do Restelo Rua Ilha do Pico, 30 A, Lisboa
aureus, (bactérias envolvidas em infeções Farmácia Central Trafaria Estrada Militar, 1, Loja B/C,
hospitalares), sendo mais de um terço Das farmácias que não dispensaram
Trafaria, Almada
Farmácia Chai Avenida General Humberto Delgado, 5 F,
resistente a vários antibióticos. Nas últimas antibióticos, duas venderam outros
Costa de Caparica, Almada
medicamentos e 60 farmácias não
décadas, houve um aumento significativo recomendaram nenhum produto e Farmácia Cortesão Rua do Padroeiro, 20, São Silvestre,
de bactérias multirresistentes em animais encaminharam para o veterinário Coimbra
Farmácia da Madorna Avenida Francisca Lindoso, 236 E,
domésticos. Muitas encontram-se com São Domingos de Rana, Cascais
frequência na pele e nas mucosas de cães e Farmácia da Misericórdia Praça do Giraldo, 27, Évora
gatos, e podem ser transmitidas ao Homem. Farmácia da Tamargueira Rua das Tamargueiras, 5,
Buarcos, Figueira da Foz
Farmácia de Campanhã Rua da Estação, 96, Porto
Menos antibióticos Farmácia Diana Largo Portas de Moura, 37, Évora
Restringir o uso de antibióticos às situações Farmácia do Bonfim Rua do Bonfim, 73, Porto
Farmácia dos Clérigos Rua dos Clérigos, 34, Porto
em que são indispensáveis, tanto no Farmácia Garcia Avenida dos Missionários, 7 e 9,
Homem como em animais, é um passo Cacém, Sintra
crucial para travar as resistências. A venda Farmácia Guarda Inglesa Avenida da Guarda Inglesa,
Edifício Cerca D, Coimbra
indevida é apenas uma parte do problema. Farmácia Guerreiro Rua dos Três Vales, 73 A, Arrentela,
É também necessário vigiar a prescrição Seixal

Como testámos
– não a abordámos para não sujeitar um Farmácia Gusmão Rua da República, 63, Évora
Farmácia Isabel Folhas Rua Carolina Michaellis, 20 D-F,
animal a intervenções desnecessárias. Coimbra
Em março de 2017, colaboradores
O problema que detetámos na dispensa da DECO PROTESTE, sem se
Farmácia J. Delgado Rua Conde da Boavista, 5, Beja
sem receita podem ser resolvidos com Farmácia Lusitana Rua João Gil, 2, Arrentela, Seixal
identificarem como tal, visitaram Farmácia Meneses de Lima Praça das Flores, 227, Porto
uma maior consciencialização de quem 100 farmácias escolhidas ao acaso, Farmácia Natário Rua dos Bombeiros Voluntários, Loja B,
trabalha nas farmácias. Os nossos estudos nos distritos de Beja, Coimbra, Évora, Montemor-o-Velho, Coimbra
têm mostrado uma evolução positiva neste Lisboa, Porto e Setúbal. Objetivo: Farmácia Paes Moreira Rua da Rechousa, 571, Vila Nova
de Gaia
tipo de dispensas, quando o destinatário pedir um antibiótico para o seu cão, Farmácia Picado Rua Central do Olival, 3468, Vila Nova
é humano. Por que razão atuam de forma que estava com tosse há cerca de de Gaia

diferente quando se trata de animais? uma semana. Os colaboradores não Farmácia Progresso Rua Francisco Gentil, 36 A, Lisboa
tinham receita, mas afirmavam que, Farmácia Rebocho Pais Rua João de Deus, 67-69, Évora
No entender de Ana Paula Martins, pode Farmácia Romana Rua Gil Vicente, 25, Corroios, Seixal
noutra ocasião, o veterinário lhes
estar em causa a tradição: “durante muito Farmácia Santa Cruz Rua das Padeiras, 94, Coimbra
tinha receitado o medicamento Farmácia São José Avenida Calouste Gulbenkian,
tempo, as farmácias eram o único espaço
para sintomas idênticos. Lote 5 r/c, Coimbra
de saúde nalguns locais e a saúde animal Dadas as características do estudo, Farmácia Silva Marques Rua Raimundo de Carvalho,
vivia muito da relação de confiança com o os resultados devem ser vistos como 910, Vila Nova de Gaia
Farmácia Silveira Rua de Mértola, 21, Beja
farmacêutico. Agora é preciso trabalhar para uma fotografia de momento e não Farmácia Teresa Bernardes Antunes Rua José Régio,
melhorar as boas práticas”, remata. permitem qualquer generalização 216 r/c, Coimbra
estatística. Farmácia Vaz Teixeira Rua do Heroísmo, 56, Porto
Dossiê técnico Teresa Rodrigues

18 testesaúde 127
Inovação
MEDICAMENTO
Nem sempre
os benefícios
prometidos
justificam
os elevados
custos.

colesterol
velhas glórias
dão cartas no tratamento
Muitos medicamentos usados há décadas para baixar o colesterol continuam a ser dos mais
eficazes no mercado. Conjugá-los com um estilo de vida saudável é a chave para manter-se
afastado das doenças cardiovasculares
Ana Santos Gomes

F
azem parte do grupo de fazer o seu trabalho. Com ela surgem apostar nos “velhos clássicos”. Já deram
medicamentos mais vendidos no novos medicamentos, eficazes, é certo, provas de eficácia. E são mais acessíveis à
país. As estatinas destacam-se entre mas com custos avassaladores para os carteira.
os antidislipidémicos que os portugueses utentes e para os sistemas de saúde. É o Todo este cenário reforça a nossa posição
mais consomem para baixar o colesterol. caso dos inibidores de PCSK9, uma nova nesta matéria. Há muitos anos que
O recordista nacional dá pelo nome classe de medicamentos aprovada para consideramos necessário avaliar ao nível
de sinvastatina. Já a rosuvastatina, do os Estados-membros da União Europeia, europeu o valor acrescentado dos novos
mesmo grupo, ocupa o sexto lugar no mas que ainda não é comercializada medicamentos em relação aos existentes.
ranking dos medicamentos que mais em Portugal. São eficazes a remover o E não só. Também defendemos a compra
despesa representam para o Serviço chamado “mau” colesterol da circulação, conjunta de medicamentos por vários
Nacional de Saúde. São vendidas quase mas a grande vantagem reside na toma Estados-membros, de forma a reduzir
um milhão de embalagens todos os anos. de apenas uma ou duas injeções mensais. custos. Queremos medicamentos em
Custo total: 18 milhões de euros. Cerca de Enquanto se debate a relação entre o tempo útil e a preço comportável. E que
7 milhões são suportados pelos doentes. benefício e o custo elevado destes novos se aposte na investigação de fármacos
Ainda assim, a investigação continua a medicamentos, a medicina continua a verdadeiramente inovadores. >

127 testesaúde 19
Calcule o seu risco cardiovascular
Cruze o resultado das suas análises com a idade, sexo, tensão arterial e hábitos tabágicos.
1
A partir do nível de colesterol total revelado pelas análises, verifique se está no escalão A, B, C, D ou E.
2 Cruze o escalão com a coluna do seu género e do hábito tabágico regular.
3 Tenha em conta a linha da idade e a tensão arterial sistólica (a tensão “alta”) atual.
4 Descubra o seu grau de risco e consulte os tratamentos recomendados pela Direção-Geral de Saúde
na página ao lado.

2 3

Tensão Escolha
arterial a sua
sistólica Mulheres idade Homens
Não fumadora Fumadora Não fumador Fumador
180 7 8 9 10 12 13 15 17 19 22 14 16 19 22 26 26 30 35 41 47
160 5 5 6 7 8 9 10 12 13 16
65
9 11 13 15 16 18 21 25 29 34
140 3 3 4 5 6 6 7 8 9 11 6 8 9 11 13 13 15 17 20 24
120 2 2 3 3 4 4 5 5 6 7 4 5 6 7 9 9 10 12 14 17

180 4 4 5 6 7 8 9 10 11 13 9 11 13 15 18 18 21 24 28 33
160 3 3 3 4 5 5 6 7 8 9
60
6 7 9 10 12 12 14 17 20 24
140 2 2 2 3 3 3 4 5 5 6 4 5 6 7 9 8 10 12 14 17
120 1 1 2 2 2 2 3 3 4 4 3 3 4 5 6 6 7 8 10 12

180 2 2 3 3 4 4 5 5 6 7 6 7 8 10 12 12 13 16 19 22
160 1 2 2 2 3 3 3 4 4 5
55
4 5 6 7 8 8 9 11 13 16
140 1 1 1 1 2 2 2 2 3 3 3 3 4 5 6 5 6 8 9 11
120 1 1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 2 3 3 4 4 4 5 6 8

180 1 1 1 2 2 2 2 3 3 4 4 4 5 6 7 7 8 10 12 14
160 1 1 1 1 1 1 2 2 2 3
50
2 3 3 4 5 5 6 7 8 10
140 0 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 3 3 3 4 5 6 7
120 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 3 3 4 5

180 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 2 2 2 2 3 3 4
160 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
40
1 1 1 1 1 1 2 2 2 3
140 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 2 2
120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1
A B C D E A B C D E A B C D E A B C D E

1 4

COLESTEROL
TOTAL GRAU DE RISCO DE DOENÇA CARDIOVASCULAR A 10 ANOS
150 200 250 300
mg/dl
<1 1 2 3-4 5-9 10 - 14 >= 15

20 testesaúde 127
Alimentação
equilibrada
BAIXO RISCO
A dieta
mediterrânica, rica
em azeite, frutas e
vegatais, favorece
o “bom”colesterol.
>
Porque nem todos o são. Logo, nem

Que tratamento?
todos justificam um preço tão elevado.

Vou ter um problema cardíaco?


O colesterol é produzido pelo organismo,
mas a sua quantidade também depende Risco cardiovascular baixo ou moderado
da comida que ingerimos e da forma Pontuação de 1 a 4
como o nosso corpo a processa.
A hipercolesterolemia (colesterol 1.º nível 2.º nível
elevado) não gera sintomas, pelo que o Altere o seu estilo de vida Aposte Sinvastatina Indicada quando a mudança
melhor é ter um estilo de vida ativo, com numa dieta equilibrada, rica em legumes, de estilo de vida não é suficiente.
hábitos alimentares saudáveis, e manter leguminosas, verduras e frutas e pobre em Atua sobre o fígado de duas formas
os níveis de colesterol sob vigilância, gorduras. Pratique exercício físico durante distintas: diminui a produção do “mau”
30 a 60 minutos em quatro a sete dias por colesterol (LDL) e aumenta a capacidade
através de análises de rotina. semana. Reduza o consumo de álcool, não de expulsar o “mau” colesterol.
Mas falamos de um problema que está fume e limite a ingestão de sal a um máximo Efeitos adversos: inflamação muscular;
associado à ocorrência de doenças de 5,8 g diários. diarreia ou flatulência; aumento dos níveis
cardiovasculares, como os ataques de açúcar no sangue, entre outros.
cardíacos ou os acidentes vasculares
cerebrais (AVC). Por isso, antes de mais, Risco cardiovascular alto e muito alto
há que avaliar até que ponto está num
grupo de risco elevado.
Pontuação igual ou superior a 5
Vamos, então, a contas. E, para isso, tem
de cruzar o resultado das suas análises 1.º nível 2.º nível 3.º nível
ao colesterol com a idade, sexo, tensão Sinvastatina 40 mg Outras estatinas Inibidores da absorção de
arterial e hábitos tabágicos. Consulte a As estatinas Não resultando o colesterol A etezemiba atua ao
continuam a ser a tratamento do primeiro nível do intestino, bloqueando a
tabela da página 20 para avaliar o seu primeira opção. nível, o médico pode sua capacidade para absorver
perfil de risco. A partir do grau 5 (cores Seguindo as tentar uma estatina o colesterol. O ácido nicotínico
laranja, rosa e vermelho), o risco sobe recomendações mais potente, como aumenta os níveis de “bom”
para “alto” e para “muito alto”, se este da Direção-Geral de a rosuvastatina ou a colesterol e reduz os níveis de
Saúde, o médico pode atorvastatina. colesterol total, “mau” colesterol
for superior a 10. Se é o seu perfil, a prescrever até à dose Efeitos adversos: e triglicéridos.
vigilância deve ser um hábito enraizado, máxima recomendada inflamação muscular e Efeitos adversos: dor de cabeça,
bem como a toma da medicação ou até à dose mais aumento de açúcar no má disposição ou azia; diarreia
prescrita pelo médico e a manutenção elevada tolerada. sangue, entre outros. ou rubor na face e pescoço.
de um estilo de vida saudável. Também
para estes casos, é importante que o
colesterol total se mantenha abaixo dos Fitoesterois
175 mg/dl, já que terá outros fatores a
pesar na balança do risco. Aqueles que Danacol, Benecol e Becel Proactiv são alguns dos produtos que já analisámos por terem
têm risco de doença cardiovascular baixo sido enriquecidos com fitoesteróis ou esteróis vegetais. Estas substâncias são semelhantes
ou moderado (cores verdes e amarelas) ao colesterol e habitualmente estão presentes em frutas, vegetais, leguminosas, sementes,
devem manter o colesterol total inferior cereais integrais e frutos oleaginosos, entre outros.
a 190 mg/dl. E se a tabela lhe apontar
um risco zero, não há razões para A Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) considera que o consumo
preocupação. diário de uma dose de 1,5 a 2,4 g de esteróis ou estanóis vegetais pode ajudar a reduzir os
níveis de colesterol entre 7 e 10%, no prazo máximo de duas semanas.
Do "mediquês" ao português
Mas afinal o que é o colesterol? E porque Em 2014, testámos 10 produtos com fitoesterois e confirmámos a existência de doses
se fala dele num tom algo alarmista? eficazes de esteróis vegetais, segundo os cálculos da EFSA.
É verdade que esta substância é
imprescindível para o organismo Não são inofensivos Apesar dos potenciais benefícios, estes produtos não devem ser
funcionar bem, mas os problemas utilizados por grávidas, latentes, crianças até aos seis anos. Quem toma medicação para o
surgem quando há demasiado colesterol também não deve consumir estes produtos sem vigilância clínica.
colesterol: a gordura existente no >

127 testesaúde 21
Entrevista Fibratos
COMPRIMIDOS
Em alguns casos,
podem ser usados
para reduzir

"A prevenção
o colesterol
e os triglicéridos
em simultâneo.

é fundamental"
Os antecedentes familiares ligados a doenças cardíacas precoces
devem ser tidos em conta na hora de vigiar o colesterol, já que
os primeiros sintomas chegam tarde demais. Os rastreios são
imprescindíveis para detetar eventuais descontrolos do colesterol
>
sangue vai sendo depositada nas paredes
das artérias. A esses depósitos de matéria
Os portugueses estão
gorda chamam-se placas, que, com
mais atentos aos níveis
o tempo, vão estreitando os vasos
de colesterol e à importância
e diminuindo o fluxo de sangue.
dos rastreios?
Nos casos extremos, as placas bloqueiam
Os níveis elevados de colesterol são
a passagem da corrente sanguínea para
assintomáticos, pelo que a perceção
o coração, o que pode provocar ataques
da população é relativamente baixa.
cardíacos. Já se for o cérebro a ficar
Por isso, as campanhas são
privado de sangue, ocorre um acidente
importantes para sensibilizar
vascular cerebral (AVC).
para este problema, que é a causa
Por aqui se percebe facilmente o impacto
mais importante de ataques cardíacos.
do colesterol no desenvolvimento
Particular cuidado devem tomar
das doenças cardiovasculares, que
as pessoas com história familiar de
continuam a ser a principal causa de
doença coronária prematura (quando,
morte em Portugal.
por exemplo, o pai teve um enfarte
A confusão intensifica-se quando
do miocárdio antes dos 55 anos) ou
o médico fala em “bom” e “mau”
quando há alterações marcadas do
colesterol? Então, há mais do que um?
colesterol ou do restante perfil lipídico
Passamos a explicar. O colesterol é
Victor Machado

em familiares próximos. Ainda assim,


transportado no sangue por dois tipos
é notório que as pessoas estão cada
de lipoproteínas: as de baixa densidade
vez mais atentas a este problema
(low-density lipoproteins ou LDL) e
e acorrem em grande número aos
as de alta densidade (high-density
rastreios da fundação.
Manuel Carrageta lipoproteins ou HDL). Níveis elevados de
Presidente da Fundação Portuguesa LDL potenciam a existência deste tipo
Tipicamente, a deteção é feita
de Cardiologia de gordura no sangue, o que antecipa
tarde demais?
a ocorrência de depósitos nas paredes
Um estudo da Fundação Portuguesa
das artérias e a ocorrência de doença
de Cardiologia mostrou que cerca
cardiovascular. Este é o “mau” colesterol.
de dois terços da população adulta costumam respeitar
Já as HDL transportam o colesterol de
portuguesa têm o colesterol elevado. o tratamento? 
novo para o fígado, que, por sua vez,
No entanto, este não causa sintomas. O projeto Coração Seguro, que a
expulsa a gordura do organismo. Eis
Quando estes ocorrem, podem fundação desenvolveu junto dos
o “bom” colesterol, assim designado
manifestar-se logo sob a forma de utentes de centros de saúde, mostrou
porque reduz o risco de doença
dor no peito devido a angina de peito que cerca de 35% dos doentes não
cardiovascular.
ou enfarte do miocárdio. Estamos estavam controlados, apesar de
Quanto ao colesterol total (CT), que
perante um problema grave que se estarem a fazer terapêutica para
também vem indicado nas análises
desenvolve silenciosamente, pelo que redução do colesterol. Na maior parte
comuns, resulta da soma dos níveis
é fundamental fazer a sua prevenção. dos casos, isso acontecia por não
de LDL e HDL. E é este o valor a ter em
cumprirem devidamente a terapêutica,
conta para avaliar na tabela o risco de vir
Precisamente porque não nem adoptarem um estilo de vida
a sofrer uma doença cardiovascular.
há sintomas, os doentes saudável.
Dossiê técnico Cristina Cabrita

22 testesaúde 127
Vacinas
GRÁVIDAS
São aconselhadas
a vacinarem-se
contra a difteria,
o tétano, a tosse
convulsa e a gripe.

acabar com o medo


O receio de efeitos adversos das vacinas
já levou ao reaparecimento de surtos,
como o de sarampo. A ciência mostra
que a vacinação é segura e benéfica
Fátima Ramos PROGRAMA NACIONAL DE VACINAÇÃO

A
À
VHB – hepatite B (1.ª dose)
s vacinas protegem as crianças nascença
das doenças ditas “infantis”, que DTP – difteria, tétano e tosse convulsa
(1.ª dose)
poderiam evoluir para problemas
Hib – doenças causadas por Haemophilus
graves ou mortais. Graças à vacinação, influenzae tipo B (1.ª dose)
Aos
a varíola já foi erradicada e outras doenças, 2 meses VIP – vacina contra a poliomielite (1.ª dose)
como a poliomielite e a difteria, estão em VHB (2.ª dose)
vias de ser eliminadas. Mas a situação cria-se a chamada imunidade de grupo:
Prevenar 13 – doenças causadas por
pode inverter-se se os argumentos se surgir uma infeção, é mais difícil Streptococcus pneumoniae (1.ª dose)
antivacinação, sem fundamento científico, transmiti-la, permitindo eliminar ou DTP (2.ª dose)
começarem a ganhar terreno. controlar as doenças. Quando poucos Hib (2.ª dose)
Em Portugal, o Programa Nacional estão imunizados, as doenças contagiosas Aos
4 meses VIP (2.ª dose)
de Vacinação é cumprido por 95% da espalham-se facilmente. O melhor é, pois,
Prevenar 13 – doenças causadas por
população. Contudo, não está livre das fazer a vacinas recomendadas na altura Streptococcus pneumoniae (2.ª dose)
influências do exterior. Recentemente, certa. Além das que estão previstas no DTP (3.ª dose)
reapareceram surtos de sarampo, Programa Nacional de Vacinação,
Aos Hib (3.ª dose)
tal como sucedeu noutros países. a Direção-Geral da Saúde ou o médico
6 meses VIP (3.ª dose)
As autoridades de saúde relacionam podem sugerir outras, devido a surtos
o fenómeno com a recusa dos pais em de doenças, à vulnerabilidade da pessoa, VHB (3.ª dose)
vacinar os filhos, por acreditarem que a riscos profissionais ou a viagens. VASPR – sarampo, parotidite e rubéola
(1.ª dose)
poderia causar autismo. Na base, está Aos
MenC – doença meningocócica C
um artigo publicado em 1998 na revista Reações leves 12 meses
The Lancet, e amplamente publicitado, Na maioria dos casos, não há reações Prevenar 13 – doenças causadas por
Streptococcus pneumoniae (3.ª dose)
que associava a vacina com o aumento adversas ou surgem sintomas ligeiros
DTP (4.ª dose)
de casos daquela perturbação. Contudo, (inchaço, vermelhidão e febre). Aos
Hib (4.ª dose)
foram identificadas deficiências As reações severas, como inchaço do 18 meses
metodológicas graves na investigação e, rosto, dificuldade respiratória, pressão VIP (4.ª dose)
em 2010, os seus autores desmentiram arterial baixa e perda de consciência, DTP (5.ª dose)
as conclusões. O autor principal até são muito raras, mas exigem intervenção Aos
VIP (5.ª dose)
5 anos
viu revogada a sua licença para exercer médica imediata. VASPR (2.ª dose)
medicina. E há evidência de que as As crianças mais vulneráveis ou que HPV – doenças causadas pelo Vírus
vacinas não causam autismo. tenham sofrido reações graves a vacinas, Aos do Papiloma Humano (2 doses)
10 anos
devem ser imunizadas no hospital e Td – tétano e difteria (reforço)
Proteção de grupo manter-se sob vigilância. A solução muito Aos 25,
Optar pela vacinação é uma decisão raramente será não vacinar. 45, 65 e
depois de Td (reforços)
individual com peso na sociedade. 10 em 10
Se a maioria da população o fizer, Dossiê técnico Anabela Jorge anos

127 testesaúde 23
o que levar no
bê-a-bá do transporte de medicam
Bombas a bordo? Só as da asma. Mais as seringas e as canetas
dos diabéticos, as máquinas da apneia do sono, as cadeiras de rodas
e todos os medicamentos e aparelhos necessários. Mas com regras
Inês Lourinho

ões
o raz
s erv ar sã r
on po
em c ixas ( o
O S v io e b as são ba ao médic .
E N T d e ex tra
ra tu r P e ça glês
IC A M o risco as tempe riorada). ncia, em in
MED te o voo, eveit. No porãla
ar o, te rê ão
ar de prefe gel n
ra n b in g e r e fic ade, de ossol ou révia
du c a o n ss id ae r o p
Usar vá-los na na pode c ar a nece líquido, utorizaçã édica.
le li v m a m
para lo, a insu a compro mentos e recisa de claração
x em p ção e dic a ão p r a de
e ra .N a
decla dos m ilitros m lev
uma balagens e 100 mil as convé
m d , m
As e mais canetas
m ter u
deve eringas o
s
para

ICOS os implantámvédica.
eis
É D
SM omát
ic
ação
OSITIVO ilhadores açuãt o ou informispositivo ão,
DISP u des
fibr
, dec
lara
ador
do d precauç .
rs o rtão te é port didas de o destino
make m ca
Pace viajar co ue o doen ), e as me no local d relho não
m q s a .
deve m referir cterística ia médica que o ap eroporto
é ra c e a
Conv etivas ca e assistên logista d rança do
p d io u
(e res ecessite o do card lo de seg
n nt ntro
caso que-se ju o co
ia n
Certifi terferênc lhos
so fr e in
var apare te
m le uran
S o s pode xigénio d ce,
DICO piratórios crmó precisa daequem o foernque o
n ic o e
S M É nt
ENTO m problemasção prévia.sQ
res ue t
, é es anha de
A M urança m acomp cadeiras e maca,
U I P c o riza o r e g
a r u iliza o d
EQ a
os o u r au to rea : p
ou le
v
rdíac vem obte panhia aé aparelho porto dis , é transp ros pode
pon ib ort ad usar
te s c de m o ro do b ia.
Doen ine, mas rmar a co er operar ção, o ae jar senta u os mem tecedênc
a b fo b o via o n
na c tem de in ve sa de locom ão puder ronco ise com a
iro de s la o t v
o voo passage ificuldade vião. Se n o contro de que a
o od oa nã des
mas end té a u em iais,
Hav cia a te. Q pec
faça. e assistên mpanhan cintos es
d as a co o o u
ro
ido u
m çã
reten
e exig itivos de
s
dispo
Pergunte
primeiro,
viaje depois
NECESSIDADES
ESPECIAIS
Se precisar de
dieta, fármacos,

avião?
aparelhos, oxigénio
ou outros, informe
a companhia.

entos
J
ovens ou idosos, pessoas saudáveis mais ciclos respiratórios por minuto oxigénio providenciadas pela companhia
ou portadoras de doenças crónicas, para compensarem a falta de oxigénio, aérea e de certos modelos de máquinas
praticamente todos são elegíveis mas o processo não implica um esforço para a apneia do sono.
para uma viagem de avião. Mas há regras. acrescido. Traduzindo, respiram mais E, se no meio de uma crise de
É que, nos voos comerciais, a cabine depressa, embora não se cansem asma, levar a mão ao bolso e não
atinge uma pressão atmosférica inferior particularmente. Com os doentes crónicos, encontrar o inalador? Continue
à do nível do mar e, assim, a quantidade a história pode conhecer outro desfecho. a respirar calmamente. Os aviões
de oxigénio é mais reduzida. levam na bagagem alguns fármacos e
Consequências? Os médicos falam Doentes crónicos sob vigilância equipamentos médicos, e o pessoal
em distensão dos gases e em menor Se sofre de algum problema de saúde, de bordo tem formação para responder
humidade nas cavidades do organismo. informe-se das regras junto do serviço a certas situações. A administração
Os comuns mortais sabem que ficam de reservas da companhia aérea que o de fármacos injetáveis, essa, já exige a
com a barriga inchada como um vai levar ao seu destino. Trata-se de um presença de um médico ou enfermeiro.
balão, e os olhos e as narinas secos cuidado ainda mais importante face
como o deserto do Sara. Mas, apesar a problemas cardíacos, pulmonares,
de causarem desconforto, estes efeitos gastrointestinais ou psicológicos, ou no
não perturbam os indivíduos saudáveis. caso de cirurgia ou internamento recente. Para levar alguns
Até podem ser obrigados a completar Nestas situações, podem existir restrições
para voar durante um certo período fármacos na
ou ser exigido o acompanhamento por
um médico ou enfermeiro. Por vezes,
cabine, precisa de
até são necessários alguns extras, declaração médica
como ventilador ou soros.
Muitas companhias facultam nos seus
sites um documento internacionalmente Tem fobia de voar e prefere o comboio?
conhecido como MEDIF ou INCAD-part Transporte os medicamentos e as
2. No caso da TAP, pode procurá-lo em seringas nas embalagens originais e,
www.flytap.com/pt-pt/necessidades- à cautela, leve uma declaração médica,
especiais/assistencia-medica. sobretudo se viajar para fora da
União Europeia. Já se são as ondas
Oxigénio na bagagem de mão do mar aquilo que o fascina, e gosta
Nem todas as bombas matam. No que da companhia dos mais pequenos, saiba
aos asmáticos diz respeito, aliás, a falta que alguns cruzeiros exigem declarações
dela é que, no limite, pode ter efeitos fatais. a miúdos com menos de 1 ano, a
Daí que os inaladores da asma possam comprovar que estão bem de saúde.
ser transportados na bagagem de mão. Num espaço fechado, temem a
Seringas e canetas para diabéticos, por propagação de infeções virais.
exemplo, também podem viajar na cabine, Uma diarreia, entre outros problemas
mas convém serem acompanhadas comuns na infância, não será, por certo,
de uma declaração médica. Outros o mais ilustrado dos postais.
equipamentos há que requerem
autorização. É o caso de garrafas de Dossiê técnico Anabela Jorge

127 testesaúde 25
Cinco membros
da Unidade de
Hospitalização
Domiciliária do
Hospital Garcia
de Orta, em Almada,
concederam-nos uma
entrevista conjunta,
sinal do bom trabalho
em equipa

Sérgio Sebastião
Pedro Correia
enfermeiro
Azevedo
coordenador
médico João Correia
Vitória Cunha Francisca Delerue médico
médica diretora do serviço coordenador
de medicina
Victor Machado

26 testesaúde 127
Trabalho
abrangente
ALÉM
DA SAÚDE
Os profissionais
de saúde também
acionam processos
para melhorar as
condições sociais.

comodidade
quando o hospital vai a casa
A hospitalização domiciliária é uma alternativa segura à permanência no hospital. Os
doentes têm menos delírios, menos infeções, ficam menos dependentes e correm menos
risco de abandono pelos familiares, explica a equipa responsável pelo serviço
Fátima Ramos e Inês Lourinho

Lembram-se do primeiro doentes que teriam de ficar no hospital


doente que internaram se não houvesse esta possibilidade.
em casa? Garantimos que os doentes não são
Era um doente já idoso, com um quadro prejudicados por se encontrarem em
infecioso, e que, prontamente, aceitou o casa: têm os mesmos direitos dos
internamento. Sentiu-se muito bem em doentes internados no hospital. Exames
casa, tinha muitas visitas familiares... complementares de diagnóstico, consultas
Era um doente de nacionalidade de especialidades... todos os recursos
brasileira, mas que vivia em Portugal há estão à nossa disposição. Se houver
muitos anos: tinha aquela facilidade de necessidade de fazer algum exame, uma
ter muitos amigos. ambulância traz o doente ao hospital
e leva-o de volta. E eles ficam também
Como reagiu à proposta? com o nosso contacto. Se surgir alguma
A esposa ficou algo hesitante. Mas, dúvida ou questão, estamos à disposição
ao longo do internamento, foram-se 24 horas por dia. Mas há sempre alguma
dissipando as dúvidas e, no final, até nos desconfiança. Às vezes, na primeira
agradeceram com um chocolate. Mas visita, dizem-nos “afinal, vocês vêm
continua a haver algum receio, muitas mesmo a casa”. Depois, ao longo do
vezes, mais dos familiares do que do acompanhamento, estabelece-se a relação
doente. Há duas condições fundamentais de confiança e terapêutica, mas também
para a hospitalização domiciliária: cordial. Temos doentes que, quando
ter um cuidador, pois não podemos regressam ao hospital por outros motivos,
deixar o doente sozinho; e estabilidade pedem para chamar o médico da Unidade
clínica. Às vezes, deixamos ficar o doente de Hospitalização Domiciliária, porque
na urgência um dia ou dois, para vermos querem ir para casa. Se dizemos que não
se vai evoluir bem ou não e termos mais pode ser, ficam desiludidos.
certeza.
Nota-se uma relação muito
E as pessoas não têm receio forte com a comunidade.
de serem menos cuidadas? O nosso hospital sempre criou uma
Este é um serviço domiciliário, mas de ligação muito forte com os médicos de
nível hospitalar. Tratamos de doentes família. Agora, também há um projeto
agudos numa visita ao domicílio. São entre os enfermeiros no cuidado pós-alta, >

127 testesaúde 27
Relação de
proximidade
VER E ENSINAR
Os profissionais
presenciam os
as dificuldades
de doentes e
familiares e ajudam
a ultrapassá-las.
Aproveitamos para educar a todos os
níveis: organização da medicação, na
alimentação, ensinamos a melhor forma
de levantar a pessoa, de se mobilizar,
> como deve estar colocada na cama.
para o doente sair do hospital e não ficar
desamparado, havendo sempre uma Vídeo com Vemos se há alguma dificuldade na
deglutição, se se engasgam... ensinamos
continuação de cuidados.
Ganhamos uma intimidade muito
reportagem a tornar a água mais espessa, como é
que se usam e adaptam os produtos
maior com os doentes no internamento completa disponíveis, qual é a melhor forma de
em casa. Entramos em casa deles,
conhecemos a família, sabemos onde em www. os administrar. Tudo o que é transferível
para o cuidador, nós transferimos: há
é que têm os medicamentos e como os
usam, como percebem a doença, uma
youtube.com/ certos procedimentos que lhe ensinamos
e, assim, também conseguimos garantir
coisa que nós, aqui no internamento, decoproteste mais visitas a outros doentes. E depois
mesmo que queiramos, não conseguimos há a telemonitorização, que nos permite
fazer. Enquanto corre o antibiótico avaliar cinco parâmetros: o peso, a tensão
ou estamos a fazer o penso, temos arterial, a temperatura, a oximetria e a
tempo para explicar o que as doenças glicemia.
significam, qual vai ser a repercussão Os cuidadores ficam com um tablet em
no futuro. Conseguimos perceber como casa, para introduzirem estas medições e
alimentação é feita. Se chegamos na hora nós monitorizamos no sistema.
da refeição, vemos, por exemplo, porque É importante saberem que estão a ser
é que a diabetes está descompensada. vigiados à distância.
Temos oportunidade de fazer uma No geral, estes doentes já estão
abordagem muito mais direcionada e habituados a medir a sua tensão, a
educação para a saúde. Numa altura, pesar-se ou a picar o dedo, porque são
a filha de uma doente disse-nos “vocês Equipas em ação diabéticos. O pior não é isso. O pior,
fizeram milagres. Nós estávamos fartos às vezes, é o tablet, que funciona por
de dizer para tirar uns tapetes e ela nunca A Unidade de Hospitalização Domiciliária bluetooth e está ligado ao telemóvel.
nos ligou. Vocês disseram e ela tirou”. é composta por 9 enfermeiros, cinco mé- Os mais novos não têm problemas.
dicos e uma assistente social. Apenas os
Devem ter a noção de que se enfermeiros estão dedicados em exclusivo O modelo é exportável
pode pensar que querem tirar ao projeto. Os médicos prestam outros para outros hospitais?
o doente do hospital, porque serviços no hospital. Será o futuro do Serviço
vos fica mais barato… Nacional de Saúde?
Sim, verbalizam isso. Mas não Os profissionais dividem-se em quatro É exportável e estão a pedir-nos ajuda.
corresponde à verdade. É preciso dizer equipas: duas fazem visitas de manhã e Não é o futuro, mas é uma alternativa
que a hospitalização domiciliária é uma duas à tarde. Em geral, o dia começa às válida, e quem beneficia mais são os
alternativa segura, eficaz e de custo 7 da manhã e termina à meia noite, mas doentes. Por isso, é importante haver
efetivo. Aqui os doentes não têm quadros há enfermeiros para atender o telefone um alargamento e uma implementação
de delírio, têm menos infeções, há menos durante 24 horas. deste projeto no País. Também é uma
tendência para a dependência e para o necessidade, porque estamos com dois
abandono familiar. Portanto, é tudo no milhões de idosos e outros dois milhões a
interesse do doente. E fica mais barato: caminho, doentes que tomam, em média,
gastamos cerca de 680 euros até o doente 10 medicamentos, com cinco, seis, sete
ficar tratado. diagnósticos e doenças crónicas, que
No hospital, costuma ser mais do que podem agudizar por qualquer motivo.
dois mil euros. Para muitos deles, a presença no hospital
não é benéfica: saem diretamente para os
Que tipo de apoio dão lares. Portanto, é uma necessidade e uma
aos cuidadores? Alguma carteira de serviços novos, embora seja
formação, ideias ou dicas? uma via que não é para todos.

28 testesaúde 127
CHEGÁMOS AO TABLET
Os fãs incondicionais da teste saúde já podem Explorá-la no tablet ou no smartphone.
Junte-se aos 3600 utilizadores que acedem à revista digital Navegar
Filipa Rendo

Com o tablet na
vertical, visualiza uma
única página. Deslize
o dedo para a virar

Descubra os temas
de cada edição e leia os
que mais lhe interessam

O triângulo identifica o Com o tablet na


horizontal, consegue
vídeo. Clique no botão ver duas páginas.
para o ver Para mudar de artigo,
deslize o dedo

Toque para voltar


à aplicação

Pressionar
Veja
o vídeo

Um artigo despertou-lhe a atenção?


Veja a
Selecione-o na barra inferior para fotogaleria
o ler em primeira mão Consulte os
preços e os
resultados
do teste
Aceda aos resultados
Clique para
completos do teste saber mais

Aceda ao link direto


www.deco.proteste.pt/
apprevistas

A
aplicação Deco Proteste Revistas ou os resultados completos dos testes.
está disponível na App Store Basta estar atento aos botões vermelhos
Download
e na Google Play Store. Depois que vão aparecendo ao longo dos artigos agora
de descarregada, os nossos associados (conheça-os na barra ao lado).
só precisam de introduzir o nome de Se ainda não é nosso associado, não
utilizador e a palavra-passe que usam tem de ficar privado da leitura da revista.
habitualmente para aceder ao site À semelhança do que acontece com a DECO PROTESTE
(www.deco.proteste.pt). Desta forma, compra em banca, é possível adquirir REVISTAS
podem navegar gratuitamente pela a edição em que está interessado na app, Uma app gratuita
revista em formato digital, juntando-se e descarregá-la para o tablet ou para
a possibilidade de explorarem conteúdos o smartphone. Depois, pode ir lendo
extra, como dossiês, vídeos, fotogalerias aos poucos, sem estar ligado à net.

125 testesaúde 29
infeções hosp
Portugal com o dobro da União Euro
Os hospitais reúnem condições favoráveis para a propagação das infeções. Em Portugal, 11% do internados
são contaminados durante a permanência no hospital, quase o dobro da média da União Europeia.
A limpeza, a desinfeção e a lavagem das mãos previnem muitas transmissões
Fátima Ramos

O
s cuidados e procedimentos de
saúde, como a administração
de soro ou a aplicação de uma
algália, podem transmitir microrganismos
causadores de infeções, se não forem
cumpridas com rigor todas as regras
de higiene e limpeza.
Os estabelecimentos de saúde são
“habitat natural” de muitos germes.

11%
Os pacientes, seus acompanhantes e
visitas também podem ser um veículo
de transmissão. Quem tem a saúde
debilitada, como doentes que frequentam
as unidades de saúde, em geral, tem Portugal
menos defesas, pelo que contrai infeções
com mais facilidade e tem menor
capacidade para combatê-las.
Apesar da melhoria nos últimos anos,
Portugal tem revelado uma taxa de Doentes
infeções associadas a cuidados de saúde infetados
bastante superior à média da União
Europeia. No nosso país, estas infeções
matam sete vezes mais do que os
acidentes de viação.
Atualmente, consideram-se infeções

6%
associadas a cuidados de saúde todas
as que surgem em consequência, por
exemplo, de tratamentos médicos
ou cirurgias, ou por contacto com as
unidades de saúde (não só o hospital). União Europeia
Contudo, muitas destas infeções podem (média)
ser evitadas, se os profissionais, doentes e
visitas tiverem os cuidados necessários.

Dossiê técnico Anabela Jorge

30 testesaúde 127
Serviços
de saúde
PERIGO
À ESPREITA
As infeções ligados

pitalares
a cuidados de
saúde matam sete
vezes mais do os
acidentes de viação.

CAUSAS

peia
Doentes
internados
estão mais frágeis
(imunodeprimidos).
Exames e tratamentos
RESPIRATÓRIAS invasivos, que facilitam a
entrada de microrganismos.

29
As infeções respiratórias
em estabelecimentos de Doenças no hospital.
saúde estão associadas,
sobretudo, a processos
% Presença de bactérias
resistentes
de entubação e a a antibióticos.
equipamentos de
ventilação respiratória.

URINÁRIAS
Estão relacionadas
sobretudo com o uso de
algálias. A introdução de
um cateter até à bexiga
21% COMO
REDUZIR
aumenta a probabilidade de
contaminação da urina.

FERIDA
CIRÚRGICA

18%
Pode dever-se à
contaminação por germes Profissionais
existentes na pele ou nas
mucosas, à colocação
de drenos ou à limpeza
ineficiente das feridas. Lavar as mãos, usar luvas e máscara.
Assegurar a higiene das instalações e equipamentos.
Alojar doentes infetados em quarto individual.

SANGUE Visitas
Em geral, estas infeções
estão associadas à
colocação de sistemas
para a administração de
soro e de tratamentos
8% Não levar flores ou comida para o hospital.
Não tocar nos equipamentos, nem sentar nas
endovenosos. camas.
Não usar as casas de banho reservadas
aos doentes.
Os dados referem-se às infeções Lavar as mãos antes e depois
mais frequentes em Portugal, em 2013. da visita.

127 testesaúde 31
alergias
estratégias para prevenir e tratar
Espirros, nariz entupido, olhos lacrimejantes, asma ou urticária:
cerca de um terço da população sofre de alergias e os casos não
param de aumentar. Saiba porquê e como viver com elas
Cécile Rodrigues e Inês Lourinho

I
nês Braga, 13 anos. Há dois anos A mãe acompanha o calendário polínico
que a pediatra lhe diagnosticou asma. em www.rpaerobiologia.com e, assim
“Levei a minha filha ao médico por que a concentração de pólenes atinge
causa de uma tosse que não passava”, um nível elevado, começa a prevenção.
conta a mãe. “Pensava que estava muito Anti-histamínicos de manhã e ao deitar,
constipada. Mas uma análise ao sangue além de bombas para a asma, a usar
permitiu descobrir que se tratava de em SOS, nomeadamente quando há
uma pronunciada alergia às gramíneas.” provas desportivas escolares ao ar livre,
Além de asma, há já alguns anos que Inês fazem parte da estratégia. “Temos outros
desenvolve urticária nas costas por alturas cuidados na época de polinização das
do verão, outra reação às gramíneas. gramíneas. Evitamos abrir as janelas

32 testesaúde 127
Choque
anafilático
VÁ À URGÊNCIA
Atenção a lábios,
face e pescoço
inchados, tonturas,
dificuldade em
respirar e ritmo
cardíaco irregular.
de casa, sobretudo de manhã, e a Inês
passa o cabelo por água quando volta da Crianças que
rua, para eliminar os pólenes”, relata a mãe.
crescem em
Aumento exponencial quintas sofrem
de alergias
Inês não está sozinha. As reações 25% menos de reações manifestam-se através de eczemas
ou de erupções cutâneas, frequentemente
alérgicas constituem hoje as doenças
mais frequentes nos países ocidentais.
asma do que avermelhadas e associadas a comichão.
Outros indivíduos desencadeiam asma
Segundo a Sociedade Portuguesa de as não expostas e ainda sintomas como fadiga, debilidade
Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC),
cerca de um terço dos portugueses sofre ao ambiente rural e dores de cabeça. Em casos mais graves
de exposição a um alergénio, pode ocorrer
de alergias. A asma e a rinite coexistem um choque anafilático, com risco de asfixia
muitas vezes no mesmo doente, revela e morte. Neste caso, não perca tempo:
Elisa Pedro, presidente da SPAIC: 80% dos chame o 112 ou dirija-se às urgências.
asmáticos têm rinite e 40% dos doentes
com rinite sofrem de asma. Existem Em busca do alergénio
cerca de 175 mil crianças e adolescentes Perante a suspeita de alergia, o médico
asmáticos no nosso país (8,4% desta pode aconselhar uma análise ao sangue
população). A tosse com pieira é o para quantificar os anticorpos da
sintoma mais frequente. As vespas e as chamada classe IgE, libertados em reações
abelhas também podem provocar reações alérgicas a determinadas substâncias.
com consequências graves em pessoas Pode ainda propor testes cutâneos para
alérgicas ao veneno. Estima-se que em Cuidados identificar os alergénios implicados.
Portugal ocorram um a cinco casos fatais
por ano resultantes destas picadas. para alérgicos O processo é simples. São depositadas
gotículas de várias substâncias sobre
a pele (geralmente, das costas ou do
Em caso de alergia aos ácaros do pó,
Múltiplos fatores implicados braço) e pica-se a zona com uma agulha,
a Sociedade Portuguesa de Alergologia e
Pólenes, ácaros, fungos, pó, picadas para que a solução penetre no sistema.
Imunologia Clínica recomenda edredões
de insetos, cosméticos, alimentos Se a pessoa for alérgica a alguma das
sintéticos, coberturas antiácaros nos
e medicamentos: são várias as substâncias, 15 a 20 minutos depois, a pele
colchões e almofadas e lençóis de
substâncias suscetíveis de desencadear fica avermelhada e forma-se uma pápula
algodão lavados semanalmente a 60ºC.
reações. Os alérgicos manifestam uma (“borbulha”) que provoca comichão.
reação concreta a uma substância A asma, a rinite ou a rinoconjuntivite
Evite alcatifas e tapetes, assim como
específica, dita alergénio. E cada alérgica (quando afeta o nariz e os olhos),
objetos que acumulem pó no quarto
vez mais pessoas apresentam uma assim como os eczemas, são as doenças
(por exemplo, peluches e livros).
predisposição, individual ou familiar, atópicas mais frequentes. Conhecer as
para desenvolverem reações na presença substâncias que desencadeiam as reações
Aspire regularmente colchões e sofás
de fatores ou alergénios, sendo que esta permite evitá-las e prevenir ou até tratar
com um aspirador dotado de filtro HEPA,
sensibilidade varia ao longo da vida. com vacinas antialérgicas (ver entrevista
areje a casa e estenda a roupa ao sol.
Ou seja, nem sempre as mesmas na página seguinte).
substâncias provocam as mesmas
Os alérgicos a pólenes podem
reações. “Indivíduos atópicos” é a
acompanhar o boletim polínico da sua
Vida caseira e higiene excessiva
expressão utilizada para designar as Várias investigações têm procurado
área (www.rpaerobiologia.com) e evitar
pessoas que sofrem desta condição. descobrir o motivo do aumento
atividades ao ar livre em períodos com
Quanto aos sintomas de uma crise das alergias nas nossas populações
elevada polinização, sobretudo de manhã
alérgica, dependem da causa, da desde meados do século xx. A maior
cedo. Nestas alturas, feche as janelas,
substância que a provoca e da idade frequência de asma nas crianças está,
sobretudo em dias ventosos, quentes e
do doente. Mas as principais queixas para alguns, relacionada com o facto
secos, e não estenda a roupa no exterior.
são olhos inflamados e lacrimejantes, de passarem mais tempo em casa,
por vezes, com corrimento nasal ou nariz Use óculos escuros na rua e mude
o que aumenta a sua exposição ao pó
entupido: é o que se designa por rinite de roupa ao chegar a casa.
e aos ácaros. O excesso de limpeza
alérgica ou rinoconjuntivite. Muitas doméstica, a higiene pessoal e >

127 testesaúde 33
Entrevista

"Contactar
com a natureza
>
o menor número de familiares sob o
mesmo teto parecem também estar

é favorável"
implicados no agravamento dos
problemas. Há também quem defenda
que fatores como a melhoria da qualidade
das águas sanitárias e da alimentação,
Crianças criadas em ambientes muito protegidos, ou seja, pouco bem como o uso de antibióticos e de
expostos a micróbios e bactérias tendem a desenvolver mais alergias. vacinas, podem contribuir para reduzir
a exposição do organismo às bactérias.
Aliás, verificou-se que as crianças que
O que explica o aumento vivem em quintas desenvolvem menos
de casos de alergias doenças atópicas. Este grupo sofre 25%
nas últimas décadas? menos de asma do que o correspondente
A chamada “teoria da higiene”, a crianças não expostas ao ambiente
segundo a qual o acréscimo de rural e a animais. Outras investigações
problemas de alergias poderá dever- focam as alterações alimentares, com
-se a um excesso de higiene pessoal o aumento de gorduras saturadas, por
e das casas, levanta ainda alguma
controvérsia. Contudo, parece haver
consenso quanto ao contributo das
alterações ambientais e do estilo de Consulte o dossiê
completo sobre
Joana Jesus

vida. A diminuição do número de


infeções na infância, decorrentes da
vacinação e da melhoria das condições alergias em www.
sanitárias, conduz a um desvio da
resposta do sistema imunitário contra
Elisa Pedro
Presidente da Sociedade Portuguesa
deco.proteste.pt/
alergénios do meio ambiente. Pensa-
-se também que as modificações
de Alergologia e Imunologia Clínica saude-doencas
nos padrões alimentares com uma um plano de tratamento e prevenção,
alimentação rica em gorduras e com nomeadamente através de vacinas
exemplo, como possível causa para o
alimentos altamente processados, antialérgicas. Quando instituídas
aumento das atopias. E, embora não se
assim como a exposição ao fumo numa fase precoce da doença, são
conheça a razão, verificou-se uma relação
de tabaco e à poluição atmosférica, muito eficazes: estão associadas a uma
direta entre a obesidade e o risco de
sejam fatores determinantes para o redução significativa dos sintomas,
sofrer de asma. A poluição atmosférica
aparecimento de alergias. além de diminuírem o risco de novas
e o aquecimento global são igualmente
alergias e o desenvolvimento de asma
causas em estudo.
Quando é indicado fazer nos doentes com rinite alérgica.
Mas não há certezas. Apesar de inúmeras
testes de alergologia? investigações avançarem com possíveis
Sempre que haja uma suspeita É aconselhável deixar causas, nenhuma conseguiu ainda
de alergia, quer seja respiratória as crianças brincarem identificar um fator específico. Existe,
ou cutânea, o doente deve ser na terra e com animais? contudo, um consenso quanto ao facto
referenciado a um médico De acordo com a “teoria da higiene”, de estas complicações de saúde
imunoalergologista, para que acredita-se hoje que as crianças resultarem de um conjunto de fatores
se possa identificar o alergénio criadas em ambientes praticamente ambientais, como explica Elisa Pedro,
responsável pelos sintomas, pois só estéreis, menos expostos a micróbios que alerta para a importância de um
assim se consegue tratar e prevenir a e bactérias, tendem a desenvolver diagnóstico precoce. Perante a suspeita
doença. Poderão ser realizados testes mais alergias. Por este motivo, o de alergia, fale com o médico de família.
cutâneos e/ou análises de sangue contacto das crianças com a natureza, Caso se justifique, este pode referenciá-
com os anticorpos (IgE) específicos supervisionado e com bom senso, lo a um imunoalergologista. Só assim é
para determinados alergénios. será favorável do ponto de vista possível identificar o alergénio implicado,
Uma vez identificados os agentes imunológico, além de ter um benefício e tratar e prevenir a doença.
responsáveis, é possível estabelecer comportamental e cognitivo.
Dossiê técnico Anabela Jorge

34 testesaúde 127
Prémios
aliciantes
ABERTO
A TODOS
Iluste o logótipo
da TESTE SAÚDE
e incentive os mais
novos a fazê-lo, até
30 de setembro.

passatempo
o que cabe no
José Bandeira
cartoonista
seu coração?
Está a decorrer a segunda edição do passatempo “Ilustre o
coração da TESTE SAÚDE” . Siga o exemplo dos artistas que
apadrinharam esta iniciativa, inspire-se no que lhe proporciona
bem-estar e participe. Pode ganhar 2500 euros em cartão
Fátima Ramos

P
edimos a José Bandeira, a José Fernandes e a Nuno Saraiva
para apadrinharem a segunda edição do passatempo,
mostrando-nos o que lhes cabe no coração. Aceitaram
o desafio e os resultados estão à vista: três obras para inspirar
quem lhes queira seguir os passos.
Motivado para participar? Use o encarte que enviámos na
PROTESTE 390, de maio, ou descarregue o documento em
www.deco.proteste.pt/passatempo. Aqui, encontra também o
regulamento completo do passatempo. Escolha uma técnica
José Fernandes (ilustração, fotografia, colagem...) e (pre)encha o coração.
fotógrafo Se optou pelo encarte, basta dobrar, colar os bordos e pôr no
correio. Não necessita de selo. Se preferir, digitalize ou fotografe a
obra (respeitando o formato 15 cm × 15 cm, com 300 dpi, ou 1772
× 1772 píxeis) e enviar para logo.testesaude@deco.proteste.pt.
Caso lhe dê mais jeito, pode enviar o documento que descarregou
do nosso portal pelo correio para: Passatempo Teste Saúde, Av.
Eng.º Arantes e Oliveira, n.º 13, 4.º B, 1900-221 Lisboa.
Os trabalhos mais originais serão publicados devidamente
identificados no site e nas edições de dezembro da PROTESTE e
da TESTE SAÚDE. Há ainda a possibilidade de serem distribuídos
noutros suportes, como marcadores de livros.
Um júri, composto por um diretor e um designer da DECO
PROTESTE e três convidados externos, irá selecionar três obras:
o vencedor recebe 2500 euros em cartão; o segundo classificado
ganha um pack com alojamento para uma noite, pequeno-almoço
e jantar, num de 100 estabelecimentos de todo o País;
e o terceiro, um pack bem-estar, que permite escolher uma
de 370 experiências.
As obras das crianças até aos 12 anos serão avaliadas à parte.
Nuno Saraiva Ao autor do trabalho eleito, atribuiremos uma bicicleta.
ilustrador Cada consumidor pode concorrer com várias obras,
até 30 de setembro de 2017, mas só uma pode ser premiada.

127 testesaúde 35
pão nosso
variado de todos 1  CARCAÇA

os dias
Rico em hidratos de carbono,
este pão de trigo é pobre
em gordura e fibra.

150 kcal por pão


Alfarroba, centeio, milho e trigo, integral ou não. 2 g de fibra
Os pães que analisámos diferem na fibra, no sal, 10 a 20 cêntimos
no açúcar e em gordura. O mais calórico e com
mais fibra é o pão de cereais com sementes.
A carcaça e o prokorn têm menos calorias 2  PROKORN
Deonilde Lourenço Centeio, trigo e trigo integral, e
sementes de linhaça e de soja conferem
grande riqueza em fibra e proteína.

180 kcal por 2 fatias


Á
gua, farinha, fermento e sal, o mesmo é dizer pão,
fiel companheiro ao pequeno-almoço e ao lanche, 6 g de fibra
mas também às refeições principais. Sacia e conforta. 25 a 30 cêntimos
Mas há tantas variações ao tema, que se impõe a questão:
qual o melhor e o que distingue uns pães dos outros?
Bom, não tem de escolher o melhor, a regra é variar.
Em laboratório, encontrámos diferenças nutricionais,
3  INTEGRAL
sobretudo ao nível da fibra. À base de trigo ou de centeio integral,
O pão contém hidratos de carbono, sob a forma de amido, com o grão completo, incluindo o farelo,
um açúcar de absorção lenta e de fácil assimilação. Fornece daí o nome integral.

210 kcal por pão


ainda proteínas vegetais, fibras, ferro e vitaminas B1 e PP.
O integral tem mais fibra, benéfica para manter o intestino
saudável. Nenhum pão ultrapassa 1,4 gramas de sal 5 g de fibra
por 100 gramas, como a lei determina. A versão de cereais
20 a 40 cêntimos
com sementes está no limite. Para reduzir o consumo de
sódio, opte por pão sem sal.
Na roda dos alimentos, o pão pertence à fatia dos cereais
e derivados e dos tubérculos. Recomenda-se o consumo 4  CENTEIO
diário de 4 a 11 porções deste grupo de alimentos (pão,
O centeio domina, mas pode
milho, arroz, esparguete e batata, entre outros). Uma porção
conter algum trigo. O teor em fibra
equivale, por exemplo, a uma carcaça (50 gramas),
é q.b.
duas fatias de pão de forma ou a uma fatia fina de broa
(70 gramas). 
211 kcal por pão
Dossiê técnico Sofia Mendonça
3 g de fibra
e Susana Costa Nunes 25 a 30 cêntimos

36 testesaúde 127
8

4
3
5

5  MISTURA
O centeio é misturado
com trigo e milho ou
só com um destes.

217 kcal por pão


3 g de fibra
23 a 30 cêntimos

6  ALFARROBA 7  TIGRE 8  CEREAIS COM SEMENTES


Pobre em gordura, o sabor A cobertura crocante de farinha Campeão em fibra e em gordura,
adocicado deve-se ao teor de arroz, gordura e açúcar dá-lhe sobretudo insaturada, a mais benéfica,
em açúcar (4 gramas). o ar “tigrês”, mas a base é de trigo. graças às sementes.

230 kcal por pão 231 kcal por pão 300 kcal por pão
4 g de fibra 3 g de fibra 9 g de fibra
30 a 40 cêntimos 30 cêntimos 40 a 58 cêntimos

127 testesaúde 37
em direto
leitores

Tenha
atenção
à cor do
bacalhau

O bacalhau
está bom?

4See/Raquel Wise
Numa ida ao restaurante, o nosso leitor Emanuel Lobo
reparou que o bacalhau grelhado que lhe serviram tinha
uma coloração cor de rosa na parte da espinha. Achou
estranho porque nunca tinha visto algo semelhante.
O leitor questiona se esta situação é normal ou se,
pelo contrário, é motivo de preocupação.
Sim, é motivo de preocupação. O bacalhau com este defeito Seguradora alega
não pode ser vendido, nem deve ser consumido.
A coloração avermelhada é uma alteração de origem microbiana cirurgia estética
com tendência para se localizar nas extremidades cefálicas
e ao longo da coluna vertebral do bacalhau, como era o caso.
A cor provém do fato de as bactérias em causa segregarem um
e não paga
Com problemas na coluna há vários anos,
pigmento vermelho, que varia do vermelho-claro à cor de tijolo.
provocados por uma gigantomastia (excesso de
Quando presentes, as bactérias são normalmente oriundas
peso mamário), Ana Santos, de Vila Franca de Xira,
do sal, mas a sua concentração depende muito das condições
seguiu a recomendação do seu médico e submeteu-
de conservação.
se a uma cirurgia de redução mamária.
Em regra, estas bactérias não são patogénicas, ou seja, não
Depois de operada, enviou todas as despesas,
provocam doenças, mas deterioram o produto, pelo que
no valor de 3 mil euros, para a Allianz, a sua
desaconselhamos o seu consumo.
seguradora, solicitando o reembolso.
Um mês depois, foi surpreendida com uma resposta
negativa ao seu pedido. A seguradora alegou que
este tipo de intervenção cirúrgica apenas é coberto
quando resulta de um acidente ou de uma doença
maligna, não sendo esse o caso.
Todos os relatórios médicos que Ana enviou à seguradora
atestavam não estar em causa uma motivação estética
e, sim, um problema clínico. Mas a Allianz mostrou-se
irredutível em todos os nossos contactos e pedidos de
reanálise do processo, que se estenderam até ao início
deste ano.
Perante o impasse na resolução do caso, resta a Ana recorrer
a um julgado de paz ou, caso o juiz de paz se assuma
incompetente nesta matéria, contratar um advogado e
Consulte os nossos conselhos sobre bacalhau interpor uma ação em tribunal.
em www.deco.proteste.pt/produtos-alimentares

38 testesaúde 127
TESTE SAÚDE
DECO PROTESTE,
Editores, Lda.
Proprietária, Editora
e Redação
Av. Eng.º Arantes e Oliveira,
n.º 13, Olaias, 1900-221
Lisboa
Conselho de Gerência
Armand De Wasch,
Crescenzo Passaro,
Daniel Stons,
Jorge Cancela,
Luís Silveira Rodrigues,
Vasco Colaço
Capital Social
Algumas . DECO - Associação
Portuguesa para a Defesa
urgências do Consumidor (25%)
Presidente Vasco Colaço
podem ser . Euroconsumers (75%)
Presidente Daniel Stons
recusadas
Envio A radiografia Presidente
da Comissão Nacional

a baixa
é minha
e Representante Legal

Hospital
Nuno Fortes

a quem? Diretora e Editora


de publicações
Posso exigir ao dentista que me
recusa
Cláudia Maia
Enquanto estava
dê uma cópia da radiografia tirada Registo de pessoa
de baixa médica, coletiva 502 611 529
ao meu dente? A questão foi-nos
urgência o nosso leitor
Mendes Silva
despediu-se.
enviada por Maria José Costa,
através do Facebook. Se não ficar
Registo da Editora
215 705
Registo na ERC
Cristina Pereira, de Guimarães, satisfeita com o tratamento e quiser 118 048
Por isso, ISSN 0873-8807
recorreu, em janeiro, à urgência de mudar de dentista, terei de repetir
perguntou-nos, Depósito legal 93633/95
psiquiatria do Hospital de Braga, as radiografias, mesmo tendo pago
via Facebook, Tiragem
por saber que a unidade hospitalar as anteriores? 312 000 exemplares
a quem deveria
da sua área de residência não Execução gráfica/
enviar o
dispunha desta valência. Mas os /Distribuição
documento Fotografia 4See/José
profissionais do Hospital de Braga Fernandes, Fernando
de renovação
recusaram atendê-la. Alegaram Piçarra, Shutterstock
da baixa. e Thinkstock.
que a sobrelotação que viviam Impressão: Sogapal,
Se está sem
naqueles dias de inverno os Comércio e Indústria
empregador, de Artes Gráficas, S.A.
obrigava a atender exclusivamente Estrada de São Marcos, n.º
deve guardar
os residentes naquela área de 27, 2735-521
a segunda via Agualva-Cacém.
abrangência. Distribuição: Distrinews
do certificado
Pelo Facebook, Cristina perguntou- II, SA, Largo Duque de
de incapacidade Cadaval, 17 - 1.º,
-nos se esta prática é legal. St.ª Maria Maior,
temporária (CIT) . 1200-160 Lisboa.
Sim, a falta de recursos do hospital A original
ou o horário limitado da urgência continua a ser UTILIZAÇÃO PARA FINS
COMERCIAIS
de psiquiatria podem fundamentar remetida para Sim, pode ficar com uma cópia A DECO PROTESTE
a recusa do hospital em atender os a Segurança de todos os exames complementares proíbe a reprodução e a
citação dos seus artigos,
doentes de outras localidades que ali se Social. Porém, se de diagnóstico a que se submete bem como a referência
dirijam. No entanto, o Hospital de Braga estiver a receber em estabelecimentos de saúde, sejam ao nome da editora e às
publicações (PROTESTE,
poderia ter encaminhado a doente para subsídio de públicos ou privados. DINHEIRO&DIREITOS,
outra unidade hospitalar que dispusesse desemprego, em Nos dias que correm, grande parte destes TESTE SAÚDE, PROTESTE
INVESTE e guias práticos)
de capacidade para a acolher e não vez de guardar exames são guardados em suporte digital, com fins comerciais.
simplesmente recusar-lhe o atendimento. a segunda via, e o utente tem sempre direito a ficar com A utilização, com o mesmo
fim, das designações
Tudo seria diferente se em causa estivesse deve apresentá- uma cópia do ficheiro. Mas, na maior “Escolha Acertada” e
uma situação de urgência geral. -la no centro parte dos casos, tem de efetuar esse “Melhor do Teste” apenas
é autorizada nas condições
Nesse caso, nenhum hospital pode de emprego pedido, pois em muitos estabelecimentos previstas em www.deco.
rejeitar o atendimento de um doente, para fazer prova não é prática comum disponibilizar os proteste.pt/selos.
Estatuto editorial
seja ele residente ou não na área de da doença. ficheiros aos utentes, a não ser que estes www.deco.proteste.pt/
abrangência do hospital. os peçam. estatuto-editorial

127 testesaúde 39