Você está na página 1de 6

02/01/2018 >> Noções de Primeiros Socorros > Verificação das condições gerais da vítima

Curso: Reciclagem para condutores infratores
Disciplina: Reciclagem para Condutores Infratores
NT3: Noções de Primeiros Socorros

UE2: Verificação das condições gerais da vítima

OBJETIVO
Apresentar  as  noções  básicas  para  verificação  das  condições  de  saúde  da  vítima  e  a  maneira
correta de realizar o atendimento.

Olá!  Seja  bem­vindo  a  mais  uma  Unidade  de  Estudo.  Você  sabia
que identificar as condições de saúde da  vítima  de  acidente  de
trânsito pode ajudar a salvar a vida dessa pessoa, além de evitar
possíveis  sequelas?  Mas  será  que  você  está  preparado  para
identificar  essas  condições?  Nesta  Unidade  de  Estudo,  vamos
conhecê­las e aprender a maneira correta e adequada de prestar
atendimento à vítima. Bons estudos!

Avaliação primária da vítima

A avaliação das condições gerais da vítima deve ser feita de forma rápida e precisa. Para isso,
é preciso ter calma, para poder passar confiança. É necessário afastar os curiosos e evitar comentários
trágicos sobre o estado de saúde do ferido e ter sempre em mente que a correta avaliação é iniciada pela
verificação dos sinais vitais da vítima. 

A  prioridade  no  atendimento  deve  ser  às  vítimas  que  correm  maior  risco  de
morte.  Quem  está  prestando  socorro  deve  lembrar­se  de  que,  como  não  é  um
profissional  de  socorro,  deve  tomar  muito  cuidado  e  limitar­se  a  fazer  o  mínimo
necessário com a vítima.

O que são sinais vitais?

São aqueles sinais que mostram o funcionamento ou as alterações das funções do corpo. Para
avaliar a condição de saúde da vítima, é necessário verificar se os sinais vitais estão normais.

Você  sabe  quais  são  esses  sinais  e  como  identificá­los?  Veja,  a


seguir,  as  características  de  cada  sinal  e  as  condições
consideradas normais para cada um deles:

Pulso: 60 a 100 batimentos por minuto;
Respiração: 12 a 20 respirações por minuto;
Pressão arterial: 120 x 80 mmHg;
Temperatura corporal: 36 °C a 37 °C.

http://www.plataformajornada.com.br/index.php?r=estudarDisciplina/listarUE&id=14 1/6
02/01/2018 >> Noções de Primeiros Socorros > Verificação das condições gerais da vítima

Avaliação inicial
Para  fazer  a  avaliação  inicial,  é  preciso  verificar,  de  modo  rápido,  se  a  vítima  está  consciente
(acordada) e se respira, ou se está com dificuldade para respirar.

Para tal avaliação, é necessário examinar a vítima seguindo obrigatoriamente a sequência:

1. Vias aéreas e coluna cervical
2. Respiração
3. Circulação, controle de hemorragia e do choque
4. Nível de consciência, fraturas
5. Exposição, proteção da vítima e queimaduras

Isso deve ser feito da seguinte forma:

No  caso  de  a  vítima  estar  acordada  ou  consciente,  é  preciso  aproximar­se  dela  e,  com
cuidado, efetuar os seguintes procedimentos:

conversar com a vítima, dizendo quem é e que está ali para ajudá­la; 
utilizar luvas de silicone para evitar contato com sangue ou saliva; 
caso a vítima esteja acordada, deve­se acalmá­la e solicitar que não se mova;
apoiar  a  mão  sobre  a  testa  da  vítima,  sem  fazer  força,  somente  para  impedir  que  ela  faça
movimentos bruscos;
verificar se ela está com dificuldade para respirar;
verificar a circulação colocando 2 dedos sobre a artéria radial localizada no pulso;
conversar com a vítima para verificar seu nível de consciência;
proteger a vítima, cobrindo­a com mantas e casacos.

No  caso  de  a  vítima  estar  desacordada  ou  inconsciente,  o


procedimento é um pouco diferente:

ajoelhado ao lado da vítima, a pessoa que está prestando socorro deve colocar uma das mãos
em sua testa e a outra sobre o ombro contrário ao do seu corpo. 

depois  de  verificar  se  a  vítima  está  consciente  e  se  está  respirando,  deve­se  conferir  o
pulso (não deve levar mais que 10 segundos para verificar, pois qualquer demora pode ser
fatal).

http://www.plataformajornada.com.br/index.php?r=estudarDisciplina/listarUE&id=14 2/6
02/01/2018 >> Noções de Primeiros Socorros > Verificação das condições gerais da vítima

Figura 1 – Posição correta para avaliação inicial da vítima.

Para esse procedimento, você deve seguir os seguintes passos:

1. Coloque os dedos no centro do pescoço da vítima (onde está localizada a traqueia);
2. Em seguida, deslize os dedos lateralmente no pescoço e procure o pulso.
 

Animação 1 – Verificação do pulso carotídeo

http://www.plataformajornada.com.br/index.php?r=estudarDisciplina/listarUE&id=14 3/6
02/01/2018 >> Noções de Primeiros Socorros > Verificação das condições gerais da vítima

Se  a  vítima  estiver  com  dificuldade  para  respirar  devido  a  algum  objeto  ou
líquido  que  esteja  obstruindo  as  vias  áreas,  ela  pode  morrer  ou  ficar  com  problemas
graves no cérebro, sendo assim, é preciso desobstruir as vias aéreas, ou seja, liberar a
passagem do ar.

Mas  e  se  a  vítima  estiver  sem  pulsação?  É  necessário  ligar  imediatamente  para  a  equipe  de
Urgência e Emergência:

Quadro 1 ­ Telefones dos Serviços de Urgência
e Emergência
Serviço Nº

Serviço  de  Atendimento  Móvel  de


192  
Urgência (SAMU) 

Corpo de Bombeiros  193 
 

Percebeu  a  necessidade  de  saber  algumas  das  técnicas  para


avaliar as condições de saúde da vítima? Agora, você vai conhecer
alguns procedimentos aplicados em casos mais graves.

Avaliação secundária

Feita  a  avaliação  inicial,  é  preciso  verificar  a  extensão  dos  ferimentos,  a  quantidade  de  sangue
perdido, as fraturas e outras lesões. A partir disso, pode­se iniciar os procedimentos adequados para cada
caso, de acordo com as prioridades, mas cuidando sempre da manutenção dos sinais vitais. 

Lembre­se:  É  preciso  ter  consciência  de  que  lesões  aparentes  nem  sempre
são as mais graves.

Como identificar os sinais vitais:
Parada respiratória: ausência de movimentos respiratórios causando inconsciência; lábios,
língua e unhas de cor azuladas (arroxeados); sem movimentação de respiração no peito.
Parada  cardíaca:  ausência  de  batimentos  cardíacos  causando  inconsciência;  aparência
excessivamente pálida; sem pulsação (sem batimentos do coração).

Quando a vítima apresentar uma parada respiratória, é necessário
realizar a respiração artificial. Ela pode ser feita de três formas:

Boca a boca: é a mais eficiente e usada somente em adultos. Deve­se tapar as narinas do
acidentado com os dedos, para não haver escape de ar, colocar a sua boca na boca da vítima
e soprar até perceber que o tórax dela está levantando. Essa operação deve ser repetida até
a vítima respirar normalmente;
http://www.plataformajornada.com.br/index.php?r=estudarDisciplina/listarUE&id=14 4/6
02/01/2018 >> Noções de Primeiros Socorros > Verificação das condições gerais da vítima

Manual:  essa  técnica  é  recomendada  quando  não  foi  possível  praticar  a  anterior.
Primeiramente,  verifique  se  há  fraturas  na  vítima.  Coloque­a  deitada  de  costas.  Segure  os
braços da vítima pelos pulsos, cruzando­os e comprimindo­os contra a parte inferior do peito.
Em seguida, puxe os braços da vítima para cima, para fora e para trás;
Boca­nariz­boca:  os  procedimentos  são  idênticos  aos  do  método  boca  a  boca,  sendo  que
nesse caso a sua boca devera cobrir também o nariz.

 
Massagem cardíaca

Quando  for  constatada  a  ausência  de  batimentos  no  coração  da  vítima,  deve  ser  realizada  a
massagem  cardíaca.  Esse  procedimento  faz  com  que  o  coração  e  o  pulmão  voltem  a  funcionar
normalmente. Para realizar tal procedimento, devem­se seguir as seguintes recomendações:

Deitar a vítima de costas, em superfície rígida, apoiar a mão sobre a parte inferior do tórax,
colocar a outra mão em cima da primeira e fazer compressões. 
Em  crianças  com  2  (dois)  anos  ou  mais,  os  procedimentos  são  os  mesmos,  porém,  deve­se
utilizar somente uma das mãos para realizar as compressões.
Em crianças com menos de 2 (dois) anos e bebês, os procedimentos também são os mesmos,
mas deve­se utilizar o polegar para realização das compressões.
As  compressões  torácicas  devem  ser  iniciadas  em  uma  frequência  de  100  vezes  por
minuto ou mais rápido (veja a representação da RCP na Figura 3).

Figura 3 – Localização para compressão torácica

  É  comum  ocorrer  ao  mesmo  tempo  a  parada  respiratória  e  a  parada  cardíaca,  denominada
parada  cardiorrespiratória.  Se  isso  ocorrer,  é  preciso  realizar  a  respiração  artificial  e  a  massagem
cardíaca.

http://www.plataformajornada.com.br/index.php?r=estudarDisciplina/listarUE&id=14 5/6
02/01/2018 >> Noções de Primeiros Socorros > Verificação das condições gerais da vítima

É  necessário  fazer  essa  manobra  até  a  chegada  do  serviço  médico  de


emergência ou de outras pessoas preparadas para assumir o cuidado da vítima.

Não  se  deve  oferecer  líquido  para  uma  pessoa  acidentada,  principalmente  se  ela  estiver  com
dificuldade para respirar. 

Todas  as  noções  básicas  aqui  apresentadas  são  importantes,  necessárias  e  ajudam  a  salvar
muitas vidas. Mas é preciso ter em mente que a melhor pessoa para realizar o atendimento a uma vítima
de acidente de trânsito será sempre um profissional capacitado.

Nosso  objetivo  nesta  Unidade  de  Estudo  não  é  transformar  você


em  um  profissional  da  saúde  ou  em  um  especialista  em
atendimentos  de  urgência  e  emergência,  mas  facilitar  sua  função
como cidadão que deve prestar os primeiros socorros a vítimas de
acidente de trânsito de maneira segura, adequada e eficaz. Nunca
se  esqueça  de,  primeiramente,  sinalizar  o  local  e  acionar  os
recursos especializados. Até a próxima Unidade!

Referências
AHA  –  American  Heart  Association.  Destaques  das  diretrizes  da  American  Heart  Association
2010  para  RCP  e  ACE.  São  Paulo,  2010.  Disponível  em:  <https://www.heart.org/idc/groups/heart­
public/@wcm/@ecc/documents/downloadable/ucm_317343.pdf>. Acesso em: 12 nov. 2016.

ITT – INSTITUTO TECNOLÓGICO DE TRANSPORTE E TRÂNSITO (Coord.). Capacitação de Recursos
Humanos.  Curitiba,  2001,  144  p.  Apostila  do  Curso  de  Formação  de  Instrutor  de  Trânsito.  Módulo
IV. Parte C. Noções de Primeiros Socorros e Medicina de Tráfego. Curso a distância. Versão 10.10.01.

http://www.plataformajornada.com.br/index.php?r=estudarDisciplina/listarUE&id=14 6/6

Você também pode gostar