Você está na página 1de 4

AMOR DE DEUS

Qual o aprendizado que preciso ter:


Baseado na orientação do Rev. Watanabe

Gostaria que cada um pensasse e fizesse uma profunda reflexão de


sua postura, nesse ano de 2007, se perguntando:
1. Será que agradeci a altura todas as graças que recebi este ano? Pois
todos sabem que quem não agradece a Deus vira as costas para Ele.

2. E as purificações eu também agradeci, com a convicção que foi amor


de Deus?

Refletindo sobre essas duas perguntas vou falar sobre um ponto muito
importante, que traz uma grande mudança em um paradigma que era
comum às religiões, até hoje. Meishu-Sama ensinou que o maior pecado
acumulado pelos antepassados foi ignorar a existência de Deus. Muitas
pessoas podem pensar: “Meus antepassados foram religiosos, tinham fé,
nunca ignoraram Deus...”. Mas, na verdade, o ser humano sempre acreditou
no Deus que atendia aos seus desejos da forma que ele queria. Se o
resultado fosse o contrário do que tinha pedido, já achava que era atuação
da força negativa. Em outras palavras, o homem sempre considerou que
“graça” era só aquilo que ele achava bom para si, e que as doenças, os
problemas financeiros, os conflitos, e tudo aquilo que gerava sofrimento não
eram manifestações do amor de Deus.

O resultado deste pensamento é que a humanidade só aproveitou


metade do amor de Deus e ignorou a outra metade, achando que veio da
força negativa. Se tivesse enxergado a totalidade desse amor desde o início,
certamente o mundo estaria diferente. Por exemplo: se desde o início o
homem, ao pegar gripe, aceitasse isso como amor de Deus para eliminar
suas impurezas, não iria combatê-la com remédios. Iria entender que a gripe
é um processo de purificação natural, para que ele recupere a verdadeira
saúde. Se ele tivesse feito isso, com certeza não existiriam as milhares de
doenças que existem hoje!

Meishu Sama ensina: “... O que é bom é considerado bom


naturalmente. Mas, o que parece desastroso e calamitoso também é bom,
desde que sirva como processo purificador. Considerar esse processo, antes
de tudo, como purificador, é de suma importância. A mesma verdade se
aplica à doença. A criatura que chega a encarar todo sofrimento com esta
compreensão, terá atingido muita iluminação espiritual e muita paz.
Isso, entretanto, só pode ser aplicado a quem tiver muita fé em Deus.
Os sofrimentos de uma pessoa com pouca ou nenhuma fé só podem dar
origem a maiores sofrimentos. Quanto mais impaciente for a pessoa, pior se
tornará a situação, atingindo, não raro, proporções desastrosas. “O segredo
da felicidade está na aceitação da Lei da Concordância Espiritual e da Lei da
Purificação”.

Assim, ao invés de aproveitar o sofrimento como amor de Deus para o


seu crescimento, o ser humano ignorou essa verdade e, ainda por cima,
lutou contra isso, interpretando que o sofrimento é produto da força negativa.
Foi assim que o pensamento materialista se fortaleceu. Esse foi o maior
pecado cometido pelos nossos antepassados. Como talvez alguns dos
senhores ainda tenham dificuldade para acreditar que os sofrimentos são
provas do amor de Deus, vou dar outro exemplo. Será que todos os santos,
profetas e mensageiros de Deus tiveram vida fácil, sem problemas? E todos
os grandes homens da história da humanidade? Será que viveram na “vida
mansa”? Foram “filhinhos da mamãe”? Não! Todos sofreram e batalharam!
Por isso se fortaleceram e cresceram. Ninguém consegue evoluir sem
enfrentar problemas e sofrimentos.
Meishu sama dá seu próprio exemplo de purificação e o cominho para
superar, nos seus ensinamentos:
“É difícil obter repentinamente a paz e a segurança. E preciso que a
pessoa se purifique o suficiente. Entretanto, se a pessoa conseguir entender
e acreditar verdadeiramente até esse ponto, e se ela aconteça o que
acontecer não se abalar o mínimo que seja, significa que ela já adquiriu a
paz e a segurança. Mesmo que esteja sofrendo um pouco, ela acreditará
que isso é purificação e que com isso, as toxinas irão diminuir. Por isso,
quem ingressa na Igreja Messiânica Mundial, de um modo geral, tem obtido
paz e segurança. Só que, como a purificação está muito forte, existem, entre
os fiéis, aqueles que vacilam, pensando: “Por que isso está acontecendo
comigo”?, mas isso é algo inevitável para o homem. Se entenderem o seu
fundamento, conseguirão ultrapassar facilmente esse sofrimento. Por isso,
no meu caso, por exemplo, quando fui maltratado pela polícia, no ano
passado, cheguei a pensar: "Na realidade, Deus não precisava chegar a tal
ponto." Mas, por outro lado, também pensei: "Como tenho uma missão muito
importante, é natural que sofra mais que as pessoas comuns."
Se eu perguntar para cada um dos senhores como foi que adquiriram
a fé que têm hoje, com certeza cada um vai responder: “Eu tive purificações
muito sérias, sofri muito...” Como viveu essa purificação, cada um buscou o
caminho da solução até que, finalmente, conseguiu construir a fé que tem
hoje. Se os senhores estão felizes, é graças a essas purificações que
tiveram. Geralmente, só depois que passam os sofrimentos é que
conseguimos agradecer. No momento em que recebemos uma grande
purificação, realmente isso é muito difícil, quase impossível. Mas, uma vez
sabendo dessa verdade, ou seja, que quando crescer vai conseguir
agradecer e, se não crescer, não vai conseguir sentir gratidão, na hora em
que purificar novamente procure agradecer desde o início, mesmo contra a
vontade, respeitando isso como amor com Deus. Assim vai se ligar ao
Criador, e conseguirá crescer e evoluir mais rápido para ganhar a felicidade.
Por outro lado, quem só reclama e se acha abandonado por Deus vai acabar
se ligando a Satanás, e se tornará um homem infeliz pelo resto da vida.

É importante entender que existem dois tipos de amor de Deus: um é


o amor Shojo, restrito, que traz a felicidade, carinho, bondade para a gente
ficar feliz naquele momento. O outro é o amor Daijo, amplo, que demonstra a
rigorosidade de Deus para a gente crescer, fortalecer e aprimorar. Ambas
são manifestações de amor, mas a humanidade só aceitou a primeira
metade. É importante receber 100% do amor de Deus.

Ninguém nasce grande. Todos precisam aprimorar para crescer. Por


isso o sofrimento é uma dádiva divina. Purificação é amor de Deus. Mesmo
na pior das purificações, Deus nunca nos abandona sempre nos ama e
espera que a gente cresça para se aproximar dele, e nos tornarmos Seus
verdadeiros filhos. Só o Messias é que pode ensinar esta verdade!

Outro exemplo: “... As pessoas me perguntam: “Que práticas ascéticas o senhor


realizou”? Subiu alguma montanha para banhar-se numa cachoeira, jejuou ou fez
outras penitências?" Então esclareço que jamais pratiquei tais coisas. Todas as minhas
"penitências" consistiram em tolerar a tortura das dívidas e reprimir a ira. Quem ouve,
fica espantado, mas é a pura verdade. Creio que Deus determinou aperfeiçoar-me
mediante purificações desse tipo...”

MEISHU-SAMA ensina o porquê purificamos: “É porque possui


muitas máculas, e também, porque tem uma grande missão. Quem tem
maior missão, mais precisa se polir. Por esse motivo, quando a pessoa tem
fé, mesmo tendo purificações difíceis, Deus sempre atribui milagres e algo
de bom para que ela seja capaz de suportá-las sem perder as esperanças.
Por conseguinte, basta que a fé não se abale para que as coisas comecem a
melhorar gradativamente, sem precisar sofrer tanto. Consequentemente
devemos entender que se trata de um sofrimento para melhorar”.
Meishu-Sama nos ensina que Deus permitiu a atuação do mal para
desenvolver o progresso da civilização, para poder construir o Paraíso
Terrestre. Essa é que é a vontade do Deus Supremo. É nesse Deus
Supremo, o verdadeiro Pai, que devemos acreditar, pois foi Ele quem criou
todos os seres, inclusive aqueles considerados como força negativa,
inclusive o próprio Satanás., Meishu-Sama afirma que o progresso espiritual
não está preso ao tempo e, portanto, a elevação espiritual pode ocorrer num
instante: basta mudar o pensamento. É por isso que a existência do mal
depende do pensamento do homem. Ou seja, se todos os seres humanos
compreendessem que tudo vem de Deus, e que Deus está no comando de
tudo, o conceito que se tem de mal desapareceria. Ultimamente, Kyoshu-
Sama nos ensinou a ter o seguinte Sonen, que é muito importante e que
gostaria que os senhores sempre tivessem: “Que a vontade de Deus e de
Meishu-Sama se concretize dentro de mim!”. Não é em qualquer lugar, é
“dentro de mim”. Porém, para Meishu-Sama concretizar Sua vontade dentro
de nós, antes precisamos estar preparados para que isso aconteça. E isso
significa abrir o nosso coração para receber 100% do amor de Deus, tanto o
amor carinhoso como o amor rigoroso. Quem compreende essa verdade
naturalmente conseguirá se tornar verdadeiro instrumento de Deus e do
Messias.

Eu sei que os senhores já sabem que a purificação é amor de Deus.


Mas não basta só saber, e aceitar isso com resignação. É preciso manifestar
sua gratidão a Deus. Se não agradece, significa que não está
compreendendo nem recebendo a purificação como amor de Deus.
Isso porque Meishu Sama ensina que o amor de Deus vai se manifestar pela
purificação devido a 2 objetivos:
• O primeiro é que Deus precisa, a qualquer custo, corrigir o que está
errado, e limpar o que é sujo;
• E o outro é salvar um maior número possível de pessoas.

Então, daqui para frente vamos agradecer sempre para podermos


receber, de Deus, 100% do seu amor! Que a vontade de Deus e Meishu-
Sama se concretize dentro de cada um dos senhores!
Muito obrigado!

Interesses relacionados