Você está na página 1de 4

Centro de Ensino Fundamental 04

Prova de Língua Portuguesa


Professor: Jeane Araújo Data: ____/____/_____
Aluno (a):
Série: Turma: Valor: NOTA:
Questão: ① ② ③ ④ ⑤ ⑥ ⑦ ⑧ ⑨ ⑩ ⑪ ⑫ ⑭ ⑮

Letra:
Correção:

I - Orientações:
Preencha o cabeçalho de sua prova. dezenas de sacos plásticos recheados de papelão,
Verifique se o número de questões e a paginação isopor, restos de sanduíches.
estão corretos. Isso acaba propiciando um lamentável
II - Atenção: banquete de mendigos. Dezenas deles vão ali revirar o
O aluno não poderá estar portando, durante a prova, material e acabam deixando os restos espalhados pelo
aparelho celular, bip ou outros objetos eletrônicos. calçadão. (Veja São Paulo, 23-29/12/92)
Todo o material escolar deverá ser colocado embaixo
da carteira. (Texto 2) O bicho
A prova deve ser feita com caneta esferográfica azul
ou preta. Vi ontem um bicho
Não será aceito rasura nas questões objetivas. Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Não utilize qualquer corretivo e máquina de calcular.
Não peça material emprestado durante a prova.
Quando achava alguma coisa,
BOA PROVA!
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
01) Sobre a linguagem não literária é correto
O bicho não era um cão,
afirmar, exceto: Não era um gato,
Não era um rato.
(a) É utilizada, sobretudo, em textos cujo caráter
seja essencialmente informativo.
(b) Sua principal característica é a objetividade. O bicho, meu Deus, era um homem.
(c) Utiliza recursos como a conotação para
(Manuel Bandeira. Em Seleta em prosa e verso. Rio de Janeiro: J.
conferir às palavras sentidos mais amplos do Olympio/MEC, 1971, p.145)
que elas realmente possuem.
(d) Utiliza a linguagem denotativa para expressar I. No primeiro texto, publicado por uma revista, a
o real significado das palavras, sem metáforas linguagem predominante é a literária, pois sua
ou preocupações artísticas. principal função é informar o leitor sobre os transtornos
causados pelos detritos.
02) São características da linguagem
literária, EXCETO: II. No segundo texto, do escritor Manuel Bandeira, a
linguagem não literária é predominante, pois o poeta
(a) Variabilidade. (b) Denotação. faz uso de uma linguagem objetiva para informar o
(c) Liberdade na criação. (d) Complexidade. leitor.

03) Leia os textos abaixo para responder à III. No texto “Descuidar do lixo é sujeira”, a intenção é
questão: informar sobre o lixo que diariamente é depositado nas
calçadas através de uma linguagem objetiva e concisa,
(Texto 1) Descuidar do lixo é sujeira marca dos textos não literários.

Diariamente, duas horas antes da IV. O texto “O bicho” é construído em versos e estrofes
chegada do e apresenta uma linguagem plurissignificativa, isto é,
caminhão da prefeitura, a gerência de uma permeada por metáforas e simbologias, traços
das filiais do McDonald’s deposita na calçada determinantes da linguagem literária.
(b) Uma palavra ou expressão é usada no sentido
denotativo para representar diferentes significados
Estão corretas as proposições: dependendo do contexto da enunciação.
(c) Os textos não literários devem preferir a
(a) I, III e IV. (b) III e IV. denotação, pois essa tem como finalidade informar
(c) I, II, III e IV. (d) I e IV. o receptor da mensagem de maneira clara e
objetiva, livre de ambiguidades e metáforas.
04) Observe a tirinha abaixo e responda: (d) A conotação e a denotação são as variações de
significado que ocorrem no signo linguístico, que,
Você vai comer asfalto no por sua vez, é composto de um significante (letras e
quinto período, babaca. sons) e um significado (conceito, ideia).
Fique esperto.
Entendeu.
06) Observe a imagem abaixo e responda:

a. A imagem mostra uma pessoa prestes a


Analisando as falas das personagens, assinale a abocanhar a Terra que está espetada num garfo.
alternativa que contenha as expressões utilizadas Podemos comparar essa imagem a frase
em seu sentido conotativo: ESTAMOS DEVORANDO O PLANETA no
(a) “Você vai comer asfalto” e “estou morto”. sentido real, portanto a esse sentido sobrepõe-
se:
(b) “No quinto período, seu babaca” e “você vai
comer asfalto”.
(a) a conotação (b) a denotação
(c) “Ameaça terrorista” e “aula de educação
física”. 07) O item em que o termo sublinhado está
(d) “Ameaça terrorista” e “estou morto”. empregado no sentido denotativo é:

(a) “Além dos ganhos econômicos, a nova realidade


05) Sobre a conotação e a denotação, rendeu frutos políticos.”
podemos afirmar, exceto: (b) “...com percentuais capazes de causar inveja ao
presidente.”
(a) A conotação é utilizada principalmente na
(c) “Os genéricos estão abrindo as portas do
linguagem poética e na literatura, mas pode ser mercado...”
encontrada em gêneros textuais do cotidiano,
(d) “...a indústria disparou gordos investimentos.”
como letras de músicas, anúncios publicitários,
entre outros.
08) Leia o poema de Adélia Prado para
responder à questão.

Explicação de poesia sem ninguém pedir


Um trem-de-ferro é uma coisa mecânica,
Mas atravessa a noite, a madrugada, o dia,
Atravessou minha vida,
Virou só sentimento.
(Poesia reunida. São Paulo: Siciliano, 1991)

Considerando que, no poema, o aspecto físico do


trem se contrapõe à sua característica
sentimental, a palavra Mas, no segundo verso,
estabelece, entre as orações, ideia de:
( A )comparação. (B )oposição.
( C )conclusão. ( D )explicação.

09) Leia estes “poeminhas” do humorista


Millôr Fernandes e responda à questão:

Poeminha com a maior dúvida


metafísica
Em matéria de caras
Tenho uma dúvida fundamental:
A natureza é sempre diferente A palavra mas que aparece no primeiro quadrinho é
Ou não consegue fazer igual? classificada como:
( a ) Conjunção coordenativa aditiva.
Poesia de incompreensão infantil ( b ) Conjunção coordenativa explicativa.
A natureza é sábia
( c ) Conjunção coordenativa adversativa.
Mas não compreende um fato:
Por que só tem uma mãe ( d ) Conjunção coordenativa conclusiva.
E tanto parente chato? Leia:

Essa cara não me é estranha


Vi meu amigo ao longe
E ele também me reconheceu
Nos aproximamos alegremente
E cada um arrefeceu
Eu vi que não era ele
Ele viu que não era eu.

As palavras em destaque nos poeminhas são


conjunções coordenativas:

( a ) Alternativa, Adversativa e Aditiva


( b ) Conclusiva, Explicativa e Alternativa
( c ) Adversativa, Aditiva e Conclusiva
( d ) Alternativa, Explicativa e Conclusiva

10) Depois de leitura da tirinha responda o


que é solicitado.
11) – “Nós olhamos no shopping inteiro, e eu ainda 15) Leia a tirinha e responda à questão:
não achei um presente para Liz!”. Nesse contexto,
a conjunção “e” sinaliza uma:
(a) adição (b) conformidade
(c) condição (d) adversidade

12) Se Jon dissesse “Nós olhamos no shopping


inteiro, e eu achei um presente para Liz!”, a
conjunção “e” indicaria:
(a) adversidade (b) consequência
(c) adição (d) causa

13) Assinale a alternativa em que a A conjunção como utilizada no último quadrinho é


palavra como assuma valor de conjunção
subordinada conformativa: uma conjunção subordinativa:
(a) Conformativa
(a) Como ele mesmo afirmou, viveu sempre
(b) Comparativa
tropeçando nos embrulhos da vida
(c) Temporal
(b) Como não tivesse condições necessárias para
(d) Causal
competir, participou, com muita insegurança, das
atividades esportivas
(c) As frustrações caminham rápidas como as
tempestades das matas devastadoras
(d) Indaguei-lhe apreensiva como papai tinha
assumido aquela contínua postura de
contemplação.

14) Em qual período o “se” é uma conjunção


integrante?

(a) “Paraquedista se prepara para romper a


barreira do som com salto da estratosfera.”
(b) “Um tecido comum pegaria fogo se fosse
exposto diretamente a essa radiação.”
(c) “Sabe-se também que a alimentação materna
pode ter impacto na chance de a criança vir a
desenvolver câncer.”
(d) “Marilyn Monroe morreu aos 36 anos de forma
trágica, vítima de uma overdose de medicamentos
que até hoje não se sabe se foi intencional,
acidental ou provocada por alguma misteriosa
conspiração política.”

Interesses relacionados