Você está na página 1de 7

14/9/17 OFICINA DE DIREITO DAS SUCESSOES

hosanaleandro@yahoo.com.br
Da sucessão em geral

•Abertura da sucessão- art. 1784


Momento do falecimento- com o falecimento ocorre a transmissão
automatica do patrimonio
Transmissão automatica da herança
Principio de saisine- permite que o patrimonio do falecido seja
transmitido aos herdeiros imediatamente apos sua morte
Imissão da posse pelo herdeiro

A sucessão é aberta no momento do falecimento do individuo


A herança ja se transmite imediatamente aos herdeiros

Os direitos inerentes a posse ja se transmite aos herdeiros na


abertura da sucessão.

• Comoriencia- morte simultanea


Efeito- impede a sucessão entre possiveis herdeiros falecidos
simultaneamente.

Questão de alta indagação que deve ser arguida em ação ordinária


(art.612 c/c 628§2°,cpc)

Em que momento será abordado a comoriência?


Questão de alta indagação- questões que requerem produção de
provas.
Deve ser realizada em uma ação ordinaria paralela ao inventário.
Ficando o inventário suspenso até que se resolva a ação ordinária.

•Indivisibilidade da herança: art.1791,cc


A herança é considerada um bem indivisivel
Normas inerentes ao condomínio

Todos os herdeiros estão em situação de condominio até a conclusão


do processo de inventário

HN's= herdeiros necessários= descendentes, ascendentes e


conjuges
• Liberdade de testar: limitada, quando houver HN's
Herança:
-50% HN's
-50% autor da herança- pode fazer o que quiser (doar, testar)

O momento do falecimento do inventario condiciona a legislação a


ser aplicada que é a da época.

• Espécies de sucessão:
A) legitima: lei
B) testamentária: testamento
C) titulo universal: totalidade do patrimonioo objeto da sucessão
D) titulo singular: legado patrimonio especificado

• Espécies de sucessores:
A) legitimos: Art.1829,CC (HN's e HF's)
B) testamentarios
C) Legatario: bem certo e determinado
D) universal: único herdeiro

HF= Herdeiros facultativos- herdeiros colaterais até 4° grau

• Cessão de direitos hereditários (arts 1973 a 1975,cc)

- limitada a quota parte/fração ideal do herdeiro


- após a morte do autor da herança
- via escritura publica
- limitada a existencia da clausula da inalienabilidade
- a titulo oneroso: herdeiro se responsabiliza pela sua condição
de herdeiro
- a titulo gratuito: só responde se agiu de má fé
- cessionario pode conservar/proteger seu direito
- Negocio Juridico aleatorio- não há responsabilidade pela
evicção

Importante: preferencia dos demais coerdeiros


*** ler sobre clausulas de inalienabilidade em testamento
Cessionario= quem recebe os direitos hereditarios

• Aceitação da herança
Art.1806- fase de deliberação: confirma a intenção de receber a
herança
Prazo para abrir a herança: 60 dias do falecimento

Art.1804- é irrevogavel; efeitos ex tunc

Regra: feita pelo próprio herdeiro


Exceções: tutor/curador, mandatarios com poderes especiais,
conjuge

Especies:
A) expressa/tacita- art.1805
B) presumida- art.1807- provocado por algum interessado
C) direta (herdeiros)/indireta (terceiros)

Caracteristicas:
Ato unilateral
Independente- não depende da aceitação dos outros herdeiros
Efeitos ex tunc retroage até o momento da abertura da sucessão
Regra: personalissimo
Indivisivel
Incondicional
Irrevogavel

• Renuncia da herança
Caracteristicas:
Ato unilateral
Solene e formal
Expressa
Ato personalissimo
Indivisivel
Irretratavel
Efeitos ex tunc

• Espécies:
A) abdicativa: pura e simples
B) translativa: indicação de determinada pessoa

Limitações:
A) capacidade do renunciante
B) ausencia de prejuizo para credores

Efeitos:
- exclusao completa do herdeiro
- efeitos ex tunc
- quinhão volta para acervo comum
- não hádireito de representação
- de acordo com o testamento, se houver

Herança jacente e vacante

Estado é previsto como herdeiro- art.1844

Jacente- herança cujos herdeiros não são conhecidos ou


renunciaram

Após 1 ano da conclusão do inventário= vacante

05/10/17

Vocação hereditária

Legitimidade do herdeiro

Art.1798,cc- pessoas nascidas ou ja concebidas no momento da


abertura da sucessão.

Art.1799,cc- sucessão testamentaria:


I- prole eventual (até 2 anos da abertura da sucessão)- pessoa
ainda não nascida
II- as pessoas juridicas
III- pessoas juridicas determinadas pelo testador na forma de
fundação

Fecundação postuma- não tem direito a partilha da herança


conforme entendimento jurisprudencial
Só o nascimento com vida permite que o individuo seja herdeiro

Art.1801- quem não pode ser herdeiro ou legatário:


I-
II-
III- o concubino do testador casado,..
IV-

* hipoteses legais de perda do direito de carater punitivo:

Indignidade- art.1814
Alcança todos os herdeiros e depende da iniciativa dos mesmos
Prazo de 4 anos da abertura da sucessão

Deserdação- art.1961
Restrita aos herdeiros necessários
Só pode acontecer por testamento
Prazo de 4 anos da abertura do testamento

O direito de representação só existe na sucessão legitima

Ação de petição de herança

Art.1824 a 1828
Legitimidade: herdeiro preterido ou desconhecido
Momento- apos finalização do inventario e efetivação da partilha
Prazo 10 anos- art. 205, cc

Declarar qualidade de herdeiro

O que prescreve é a condenação a restituição de herança


O direito ao reconhecimento a filiação é imprescritivel (ligado a
personalidade)

***Estudar sobre concorrencia sucessória


Art.1829- ordem de vocação hereditaria

1-Descendentes
2-Ascendentes
3-Conjuge
C/ descendentes- concorrencia sucessoria
S/ descendentes/ascendentes-- unico herdeiro
4- parentes colaterais até o 4° grau

A CF equipara a união estavel ao casamento, nesse caso


equiparando o companheiro ao conjuge.

A concorrencia do conjuge com os ascendentes independe do


regime de bens.- haverá a concorrencia sucessória.

Mesmo grau- herdam por direito proprio e por cabeça

Concorrencia sucessoria-

Se o regime for comunhao total não tem concorrencia


Separação obrigatoria de bens não tem concorrencia
Comunhao parcial sem bens particulares não tem concorrencia

Quando não for meeiro o conjuge ira precisar da herança

Comunhao parcial com bens particulares havera concorrencia

18/101/17

Art.1836- ascendentes herdam em concorrencia com o conjuge


em qualquer regime de bens!!!

1837- conjuge= 1/3 da herança

Não há direito de representação para cima, somente para os


descendentes

Sucessão do companheiro-

1841- Na sucessão colateral: Irmao bilateral herda o dobro dos


unilaterais
A clausula de incomunicabilidade não beneficia o conjuge como
meeiro mas da direito ao conjuge como herdeiro

1843- não havendo irmaos do falecido, os sobrinhos herdam em


preferencia dos tios

Você também pode gostar