Você está na página 1de 9

LINK DE ATIVIDADES DESTE PROJETO

https://sites.google.com/site/geempiandosempre/o-coelhinho-que-nao-
queria-estudar

SEQUÊNCIA DIDÁTICA: O COELHINHO QUE NÃO QUERIA ESTUDAR

Objetivos
- Estimular o gosto pela leitura.
- Explorar a Oralidade.
- Distinguir letras de números e outros sinais gráficos.

- Desenvolver atitudes de convivênvia e respeito.

Conteúdos
- Práticas de leitura e escrita.
- Apropriação do Sistema de escrita.
- Compreensão e direção convencional da escrita.
- Interpretação Oral

Ano:
1º ANO
Tempo estimado
Dez aulas.
Material necessário
Folhas de sulfite, lápis preto, borracha, lápis de colorir, atividades xerocadas,
tesoura, cola.
Avaliação

A avaliação se dará a partir de observações do desempenho, interesse e


participação dos alunos nas atividades propostas.

História:
O COELHINHO QUE NÃO QUERIA ESTUDAR
Desenvolvimento

1º momento:

Levantamento de hipóteses
- Apresentar o título. Sugestões: escrever no quadro ou num cartaz, tiras
de papel com ilustrações...
- Onde vocês imaginam que acontece a história?
- Irá contar história sobre quem?
_ Na opinião de vocês porquê o Coelhinho não queria estudar?
- Será que terá outros personagens na história? Quais seriam (anotar no
quadro as sugestões)
- O que imaginam que irá acontecer com o coelho?
- Será que no final da história o coelhinho vai querer ir à escola?

2º momento:
- Contação da história;

O COELHINHO QUE NÃO QUERIA ESTUDAR


Personagens: Coelhinho Juquinha, coelhinhos irmãos de Juquinha, tio Coelho,
pássaro mensageiro, coelhinha e vários animaizinhos da floresta.

*Caracterizar as crianças; escolher um narrador.

Na floresta, todos os filhotes de animais iam à escola. Só um ficava em casa, o


coelhinho Juquinha.
- Aprender a ler? Para que? Eu não preciso disso, posso muito bem encontrar
cenouras sem saber ler. Eu vou é me divertir.
Todos os animaizinhos tinham ido à escola, Juquinha resolveu distrair-se e
pensou:
- Vou à casa do tio Coelho ouvir histórias.
Juquinha chegou à casa do tio Coelho, bateu... Chamou... Chamou, ninguém
respondeu. Tio Coelho tinha deixado um aviso na porta, mas Juquinha não
sabia ler e pensou:
- Com certeza tio Coelho foi fazer alguma visita. Vou embora.
Aborrecido por não ter encontrado o tio em casa, e cansado de tanto andar,
Juquinha com surpresa avista o tio.
- Estou vindo de sua casa, tio Coelho. Que pena o senhor ter ido fazer visita
justamente hoje.
- Fazer visitas? Você não leu o aviso que coloquei na porta?
Juquinha ficou muito desapontado e não respondeu. Tio Coelho se lembrou de
que ele não sabia ler e explicou:
- Pois o aviso dizia: volto já, sente-se e espere um pouco.
- Ah! Então é isso que os avisos dizem. Pois já sei, agora aprendi.
No dia seguinte Juquinha foi à casa do senhor João de Barro conversar um
pouco. Seu João de Barro não estava. Mas, bem embaixo de sua casa, havia
uma cadeira com um aviso.
- Agora, já sei ler avisos. Senhor João de Barro volta já, vou sentar e esperar
um pouco. Que horror! Sujei-me todo de tinta, por que não me avisaram?
Um pássaro mensageiro que passava disse:
- Que é isto, Juquinha? Você não viu o aviso sobre a cadeira? Ah! Você não
sabe ler, não é? Este papel na cadeira diz: tinta fresca.
- Como eu me enganei, mas agora eu não me engano mais. Já sei tudo sobre
avisos.
Juquinha foi embora. Quando ele chegou em sua casa, viu a caixa do correio
aberta. Dentro dela havia um papel.
- Já sei, não devo chegar perto da caixa, ela foi pintada de novo, aquele papel
diz: tinta fresca. Vou passar bem longe.
No dia seguinte, Juquinha notou um movimento diferente. Parecia que estava
acontecendo alguma coisa fora do comum. Havia muitos animaizinhos
passando na rua. Eles não tinham ido à escola, carregavam doces, balas,
bombons e salgados. Juquinha resolveu ir ver aonde eles iam e começou a
acompanhá-los às escondidas. Os animais estavam parando no meio da
floresta. Debaixo de uma árvore, colocavam os doces, salgados e bebidas.
- Um piquenique! E não me convidaram!
A coelhinha sua amiga viu Juquinha chorando e lhe perguntou:
- Por que você está chorando, Juquinha?
- Eu não fui convidado para o piquenique, ninguém se lembrou de mim.
- Lembraram sim, Juquinha. Eu vi o carteiro colocando o convite na caixa do
correio de sua casa.
- Então aquilo era um convite? Pensei que fosse um aviso sobre tinta fresca.
- Ora Juquinha, que vergonha! Você precisa aprender a ler.
- Então eu fui convidado para o piquenique, que bom! Pensei que eles tinham
se esquecido de mim, eu preciso aprender a ler, preciso aprender a ler.
Amanhã mesmo eu vou começar. Serei o primeiro a chegar à escola.

Após a historia, conversar com os alunos e ver se as hipóteses


levantadas se confirmaram e quais das hipóteses mais se aproximaram
da história ouvida.
 Reconto
Será que alguém saberia recontar a história que ouviram? Dar a
oportunidade dos alunos fazerem o reconto.
 Dar uma folha e pedir que ilustrem a história.

3º momento:

INTERPRETAÇÃO ORAL DA HISTÓRIA


A) QUAL É O TÍTULO DA HISTÓRIA?
B) QUAL O NOME DO COELHINHO QUE NÃO QUERIA ESTUDAR?
C) PARA O COELHINHO JUQUINHA, PORQUE ELE NÃO PRECISAVA IR A
ESCOLA?
D) QUAL FOI O 1º PASSEIO DO COELHO JUQUINHA?
E) O QUE O COELHO JUQUINHA FOI FAZER NA CASA DO TIO COELHO?
F) O QUE TINHA NO AVISO DA PORTA DA CASA DO TIO COELHO? PARA
QUE SERVEM OS AVISOS? ONDE PODEMOS ENCONTRÁ-LOS?
G) O SEGUNDO PASSEIO DO COELHO JUQUINHA FOI NA CASA DO
SENHOR JOÃO DE BARRO. QUE EPISÓDIO ACONTECEU NESTA VISITA?
POR QUÊ?
H) O QUE TINHA NO AVISO NA CASA DO SENHOR JOÃO DE BARRO?
I) POR QUE O COELHO JUQUINHA SENTIU NECESSIDADE DE IR À
ESCOLA?

-Discutir com alunos ao longo das aulas a importância de se estudar.

_ E vocês? Acham importante vir à escola e estudar? O que esperam aprender


aqui na escola esse ano?

 Apresentar um cartaz com um aviso de tinta fresca e pedir que os alunos façam
a leitura ou se eles imaginam o que está escrito. Após, fazer a leitura e discutir
com eles como poderia ser feito um cartaz com essa informação para quem
ainda não sabe ler.

Ah! E se fossemos todos aqui da sala fazer uma visita ao Senhor João de
Barro, será que todos sentariam na cadeira com tinta fresca? Algum de vocês
sabe ler?

4º momento:

- Conversar com as crianças sobre a importância da leitura.


- Fazer leitura das placas existente na sala de aula.
- Fazer um passeio pelos diversos ambientes da escola apresentando cada
local, as pessoas que ali trabalham, o que fazem, explorar as placas destes
locais.

 Construindo e escrevendo uma lista:


- Retornar para sala e fazer uma lista dos locais visitados (ver se neste
momento já seria possível registrar no quadro para copiarem)

5º momento:

Retomar a história do coelhinho que não queria estudar.


- Vamos imaginar que o coelhinho Juquinha chegou à escola e corria o tempo
todo, falava alto, brigava com os colegas e mexia em seus materiais, jogava
lixo e merenda no chão, em pouco tempo o coelhinho estava sozinho e sem
colegas, pois por todos os lados tinham placas de orientações, mas ele não as
conhecia.
 Conversar com os alunos sobre a importância das regras de vivência e
convivência.
 Construir oralmente e escrever no quadro as regras para o bom convívio com os
colega, a professora e no ambiente dentro da sala de aula.
Anotar as regras e combinados e fazer um cartaz para fixar na sala de aula.
Explorar sobre o cartaz, para que serve, onde encontramos para quem é
destinado... Solicitar aos alunos sugestões para ilustrar cada regra, assim, os
alunos que ainda não sabem ler podem entender as regras e retomá-las
sempre que for necessário. “Eleger” as sugestões mais criativas para ilustrar o
cartaz de regras da turma.

6º momento:

 Apresentar um cartaz com letras e outros símbolos gráficos.


O coelho Juquinha escreveu um cartaz e levou para sala:

Coletivamente, vamos colorir no cartaz apenas as letras e formar uma palavra.


Professor, escrever a palavra no quadro

COELHINHO
Distribuir uma folha branca e pedir que copiem a palavras.
circular a 1ª letra= c
fazer um x na última letra.
Colorir cada letra. Quantas letras uso para escrever a palavras? Escreva o
numeral na frente.

COELHINHO= 9
Quantos armários tenho na sala? E quantas meninas tem? O carro tem
quantas rodas? O aluno ........... tem quantos anos? Quantos dias tem a
semana?
Quando respondo à estas perguntas utilizo letras ou números ?

 Confeccionar um cartaz de letras e números. Distribuir revistas e jornais e


pedir que em grupos recortem letras e números e quando forem colando
perguntar que letra é essa, o que posso escrever com ela? Que número é este,
o que tem na sala que representa esta quantidade?

 7º momento:
 A primeira coisa que o coelhinho aprendeu que para escrever usamos as letras
e que todas as letras que usamos são 26 e elas formam o alfabeto.
 Explorar com os alunos o alfabeto exposto em sala. Cantar musica relacionado
com alfabeto.

1 - CIRCULE DE VERDE A LETRA O E DE LARANJA A LETRA E,

COELHO
2 - COMPLETE A PALAVRA COM AS VOGAIS:

A–E–I–O–U

C L H
8º momento:

Escrever um cartaz com a letra da música abaixo.


Fazer a leitura da música passando o dedo para que os alunos percebam a
orientação da escrita (da esquerda para a direita, de cima para baixo).
Cantar a música com eles.

Pedir que encontrem no cartaz a palavra: ESTUDAR


Com que letra inicia esta palavra e com qual termina, então vamos encontrá-la
?

Mas no cartaz tem duas palavras começadas com a letra E, qual delas seria
ESTUDAR?
Escrever no quadro as duas palavras e explorar, questionar, e perguntar como
chegaram a conclusão de qual das palavras é.

MÚSICA:
MAMÃE EU QUERO
MAMÃE EU QUERO
MAMÃE EU QUERO
MAMÃE EU QUERO ESTUDAR.
QUERO BRINCAR,
LER E ESCREVER
SÓ AQUI NA ESCOLA
É QUE EU VOU APRENDER.

 Artes
Confeccionar um coelho ( ver anexo)

9º momento:

Educação Física

BRINCADEIRA:
♥ Hop... Hop... COELHINHO
Preparação: As crianças ficam em círculo e um dos jogadores é escolhido para
iniciar o jogo.
Desenrolar: O jogador escolhido andará em volta do círculo batendo nas costa
de cada um dos seus componentes dizendo à cada batida a palavra "hop". Irá
prosseguindo assim até que escolherá um jogador e quando bater nas suas
costas ele dirá a palavra "coelhinho". Neste momento ele sai correndo e o
jogador escolhido sai correndo atrás dele. O primeiro jogador estará a salvo se
conseguir alcançar o lugar ocupado pelo seu perseguidor antes que este bata
nas suas costas dizendo a palavra "hop" . Se isto acontecer o perseguidor
começará novamente o jogo girando em torno do círculo e batendo nas costas
de cada elemento dizendo a palavra "hop". Caso o perseguidor consiga "pegar"
o outro ele voltará ao seu lugar e a criança "pega" repetirá novamente as açôes
para nova rodada do jogo...

10º momento:
O coelhinho aprendeu muitas coisas e ficou muito feliz, então decidiu fazer uma
festa e convidar todos os amiguinhos da floresta.
Construir com os alunos uma lista dos convidados e escrever no quadro para
posteriormente copiarem.

LISTA DE CONVIDADOS

Depois da lista pronta é hora de escrever um convite.


Explorar:
Para que serve o convite, a quem é encaminhado, quais informações deve
conter nele...
Agora todos juntos vamos escrever o convite.