Você está na página 1de 4

 

Termo de conduta ética

Termo de Conduta Ética

A todo Inspetor de Soldagem certificado pelo Sistema Nacional de

Qualificação e Certificação é encaminhado um Termo de Conduta e

Ética, conforme apresentado a seguir, onde são estabelecidas as regras

de conduta e ética a serem seguidas pelo Inspetor no exercício de suas

atribuições, as penalidades em caso de uso indevido do certificado e as

recomendações do Bureau de Qualificação e Certificação de Inspetores

de Soldagem, quanto à certificação.

Termo de Conduta e Ética

Data:10/11/05

Ver.05

Regras de Conduta e Ética

1. O certificado atesta que o inspetor demonstrou nível de competência


aceitável através dos exames de qualificação realizados no CEQUAL. Ao
Inspetor ou empregador é negada qualquer conjectura quanto à
qualificação, que não seja a estabelecida no certificado.

2- O certificado é valido somente:

• Pelo período indicado no verso;


• Caso todas as taxas tenham sido pagas;
• Se impresso em papel timbrado com o logotipo do sistema e
assinado pelo Gerente do BUREAU;
• Se assinado pelo Inspetor;
• Se o Inspetor comprovar aptidão física e acuidade visual segundo os
critérios exigidos pela Norma NBR 14842;

Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem | ‐ FBTS 
Este texto complementar é parte integrante do material on line disponibilizado para o Curso de Inspetor 
de Soldagem 
Página | 1 
 
Termo de conduta ética

• Se atender aos requisitos de manutenção estabelecidos na Norma


NBR 14842, dentro do período indicado no verso.

3- Inspetores ou empregadores não podem se valer, em nenhuma


hipótese, de certificados ou do logotipo do sistema, nem consentir seu
uso por terceiros, para fins considerados fraudulentos.

4- A todo inspetor certificado é mandatória a manutenção de


Registro de Atividades e Reclamações contra ele, dentro do escopo do
certificado. A não manutenção e o preenchimento fraudulento destes
registros são considerados abusos, acarretando medidas punitivas
conforme descrito a seguir. Os Registros de Atividades e Reclamações
devem estar disponíveis pelo Inspetor para a apresentação à FBTS e ao
empregador, quando solicitados.

Penalidade pelo uso Indevido de Certificados

A penalidade pelo uso indevido de certificados em todos os casos


descritos anteriormente é a revogação do certificado. Caso o uso
indevido tenha sido a nível público, a publicação da transgressão pode
também ser efetuada. Qualquer abuso que possa ser interpretado como
violação da lei resultará na sua comunicação à autoridade competente.

Recomendações do Bureau

1- O Inspetor de Soldagem não pode se valer de fotocópias do


certificado e da carteira para comprovação de sua certificação;

2- É negada ao Inspetor de Soldagem qualquer conjectura quanto à


qualificação e certificação que não seja a estabelecida no certificado.

3- O Inspetor de Soldagem Nível 2 só pode assinar e atuar na(s)


Norma(s) principal(is) de Qualificação na(s) qual(is) foi certificado.

Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem | ‐ FBTS 
Este texto complementar é parte integrante do material on line disponibilizado para o Curso de Inspetor 
de Soldagem 
Página | 2 
 
Termo de conduta ética

4- O pessoal certificado deve manter registro de atividades


desenvolvidas e das reclamações em formulário "Registro de Atividades
e Reclamações".

5- Certificados são documentos importantes que devem ser


guardados com o devido cuidado.

6- Novos empregadores de pessoal certificado devem se certificar de


que o Inspetor de Soldagem esteve empregado com "razoável
continuidade" (atendimento a manutenção da certificação) dentro do
escopo do certificado. Recomenda-se ao empregador solicitar ao
Inspetor de Soldagem a apresentação dos "Registros de Atividades e
Reclamações" e consultar a FBTS, caso necessário.

7- No caso de revogação ou cancelamento da certificação, é vedado


todo o uso que contenha qualquer referência a FBTS ou a certificação
em si e nestes casos, o Inspetor de Soldagem deve devolver à FBTS o(s)
certificado(s) emitido(s).

8- O Inspetor de Soldagem deve consultar periodicamente o Guia do


Candidato, disponível no site www.fbts.com.br, para verificar se houve
alteração nos requisitos do Sistema estabelecidos na norma NBR 14842.

Eu, declaro que conheço e aceito


as regras de conduta e ética acima descritas, a serem atendidas pelo
Inspetor de Soldagem certificado.

__________________________________________________________________

Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem | ‐ FBTS 
Este texto complementar é parte integrante do material on line disponibilizado para o Curso de Inspetor 
de Soldagem 
Página | 3 
 
Termo de conduta ética

Você estudou neste texto que todo inspetor de soldagem capacitado


pelo Sistema Nacional de Qualificação e Certificação recebe um Termo
de Conduta e Ética.

Esse Termo contém algumas regras de conduta e ética que devem ser
seguidas pelo inspetor de soldagem durante o exercício profissional, as
penalidades em consequência do uso incorreto do certificado e as
recomendações direcionadas a certificação pelo Bureau de Qualificação e
Certificação de Inspetores de Soldagem. Teste agora a sua compreensão do
texto, respondendo às questões de revisão. Caso seja necessário releia
o texto e/ou recorra aos tutores para resolver suas dúvidas. Ao concluir,
envie suas respostas para a equipe de tutoria.

ATIVIDADES PROPOSTAS

1- “A todo Inspetor de Soldagem certificado pelo Sistema Nacional de


Qualificação e Certificação é encaminhado um Termo de Conduta e
Ética”. De acordo com a leitura do texto, responda:

a) O que o Termo de Conduta e Ética estabelece para o inspetor?


b) O que esse Termo atesta ao inspetor de soldagem?
c) Quais itens comprovam a validação do certificado?

2- Quais as recomendações do Bureau de Qualificação e Certificação de

Inspetores de Soldagem no que se refere à certificação?

Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem | ‐ FBTS 
Este texto complementar é parte integrante do material on line disponibilizado para o Curso de Inspetor 
de Soldagem 
Página | 4 

Interesses relacionados