Você está na página 1de 10

METODOLOGIA DA APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS

NA DISCIPLINA ELETROTÉCNICA GERAL DO CURSO DE


ENGENHARIA DE PETRÓLEO DA UFCG

Bruno Hermínio Pereira de Oliveira*


Catarina Raquel**
Isadora Ribeiro Rocha Silva***
Laura Rafaela Cavalcanti de Oliveira****

RESUMO
O presente artigo trata da metodologia empregada na disciplina Eletrotécnica Geral. A mesma
visa transmitir aos seus respectivos alunos conhecimentos necessários de equipamentos,
técnicas e normas, para que eles tenham condições de elaborar um excelente projeto elétrico
industrial, em sua própria área, uma vez que é um curso presente na grade curricular de
muitas áreas da engenharia na Universidade Federal de Campina Grande. Além disso,
também se faz presente na metodologia ferramentas que são indispensáveis para um
engenheiro em formação, como a elaboração de artigos, livretos; e também a utilização de
programas computacionais como o AutoCAD, para a elaboração de plantas elétricas. Diante
disto, neste artigo a disciplina é avaliada segundo sua metodologia de ensino e avaliação,
apontando-se aqui seus pontos positivos, negativos e sugestões, a partir da experiência de
alunos que cursaram a própria disciplina.

Palavras-chave:
1
metodologia, eletrotécnica, engenharia

1
*Estudante, **Estudante, ***Estudante, ****Estudante
Universidade Federal de Campina Grande
Graduandos em Engenharia de Petróleo
Emails: brunoo.herminio99@gmail.com - catarinna.raquel@gmail.com -
isadora_ribeiro21@hotmail.com - laura.rafaela@hotmail.com
1. INTRODUÇÃO

Ao longo dos anos, vários cientistas descobriram que a eletricidade parece se


comportar de maneira constante e previsível em dadas situações, ou quando sujeitas a
determinadas condições. Estes cientistas, tais como Faraday, Ohm, Lenz e Kirchhoff, para
citar apenas alguns, observaram e descreveram as características previsíveis da eletricidade e
da corrente elétrica, sob a forma de certas regras. Estas regras recebem comumente o nome de
“leis”. A partir dessas leis, a algumas décadas passaram a se desenvolver inúmeras aplicações
para a eletricidade em diversos segmentos da nossa vida cotidiana, podendo ser no nosso lar,
no comércio, no trânsito ou na indústria. Seja a aplicação da eletricidade em aparelhos,
máquinas e equipamentos industriais, trabalhos manuais e mentais foram facilitados ou
mesmo substituídos. Através da energia elétrica, pode-se produzir luz, calor, ação magnética
ou fenômenos químicos, o que faz com que todas as atividades desenvolvidas pelos seres
humanos hoje em dia seja influenciada e facilitada por aplicações da eletricidade.
A disciplina de Eletrotécnica Geral visa proporcionar conhecimento teórico da
eletricidade aplicada em diversas áreas. Atualmente com o avanço tecnológico em todos os
segmentos da indústria passou-se a usar muitos equipamentos elétricos, além disso toda
empresa conta com uma rede elétrica para suprir sua demanda, dessa maneira todo engenheiro
bem qualificado, independente da área deve ter um conhecimento dos equipamentos, redes,
instalações entre outras aplicações elétricas. Isso dará ao engenheiro o respaldo para resolver
vários problemas que lhe serão impostos, de maneira eficiente.
Visando dar a seus alunos e futuros engenheiros esse conhecimento necessário, os
cursos de engenharia da Universidade Federal de Campina Grande disponibilizam na grade
curricular de forma obrigatória, a disciplina de Eletrotécnica Geral, onde é abordado todos as
temáticas relacionadas às aplicações da eletricidade, usando uma metodologia baseada na
resolução de problemas impostos a grupos de alunos, esses grupos são divididos de acordo
com a área de cada engenharia, de forma que o aluno se aproxime da realidade que enfrentará
no futuro, resolvendo problemas específicos na sua área.
Além dos pontos supracitados, o aluno aprende a colocar em prática vários
conhecimentos adquiridos em outras disciplinas já cursadas, como por exemplo Física III,
Expressão Gráfica, Física Experimental II, Português, seja redigindo textos podendo ser,
artigos, relatórios, livretos entre outros, o que vai lhes servir muito na vida acadêmica, e pós
acadêmica, e até usando programas de computacionais como AutoCAD para obtenção de
plantas elétricas, circuitos elétricos e etc. Olhando por outra perspectiva o instinto criativo dos
alunos também é aguçado, de modo que eles pensem e reflitam em formas de lidar com a
gestão energética de seus setores, e a resolução de problemas mais eficientemente possível, de
maneira que se possa até chegar a uma solução real e aplicável.
2. METODOLOGIA DE APRENDIZAGEM BASEADA EM
PROBLEMAS

Ao longo da disciplina o Prof. Luis Reyes Rosales Montero dividiu a avaliação em três
estágios, usando em cada um desses estágios um método chamado de Problem Based
Learning (PBL), tal método vem ganhando muito espaço entre os educadores. Essa
metodologia surgiu no final da década de 60, início da década de 70 nas Faculdades de Medicina
da Universidade de McMaster. No inicio a propagação dessa metodologia foi um pouco lenta nas
outras faculdades de medicina, mas depois propagou-se de forma exponencial, o sucesso foi
tanto que atingiu as outras áreas do saber, sendo progressivamente adaptada a cada área. Esse
recurso didático quebrou vários paradigmas como a velha e cansativa aula tradicional, o
controle de presença e provas. O aluno estuda e na sala de aula tira e discute suas dúvidas,
isso tudo em grupos de no máximo dez pessoas. Com a PBL, o foco do ensino passa a ser o
aluno, que deixa de exercer o papel de receptor passivo das informações transmitidas por seus
professores.
Algumas das vantagens da PBL são aumento do senso de responsabilidade dos
estudantes, estimula a leitura ao emprego do raciocínio lógico entre outros, e em especial o
acesso precoce do estudante ao meio prático da profissão. Porém como tudo tem seu lado
negativo podemos citar como desvantagens a redução na cobrança por parte do professor e os
alunos podem acabar recorrendo a fontes duvidosas.
A partir disso, nesse caso os alunos de Engenharia de Petróleo, buscaram avaliar todos
o envolvidos a partir de relatos de experiência vivido pelos próprios autores, dividindo essa
avaliação por estágios, falando sobre o problema proposto e todos os fatores envolvidos.
3. RESULTADOS E DISCUSSÕES

3.1 Primeiro Estágio

A avaliação da primeira unidade consiste em elaborar um projeto elétrico de um


prédio ou um projeto industrial pelo aluno ou pelo grupo de alunos. O tema abordado por esse
grupo foi a “Indústria da cerâmica”. Onde foi abordado o tema, mostrando o método de
produção do mesmo, projeto de iluminação, projeto dos quadros e cargas dos motores, planta
baixa, os quadros, projeto elétrico e outros. E também uma planta elétrica no AutoCAD.
Nesse projeto aprendemos a escolher o melhor tipo de iluminação para um local bem como os
tipos de tomadas e interruptores necessários no ambiente, o diagrama unifilar e também o
projeto contra curto-circuito; tivemos alguns problemas para realizar esse trabalho pois como
não temos uma cadeira que ensine de verdade a usar o AutoCAD, uma ferramenta muito
importante para um engenheiro, sentimos dificuldade de executar o mesmo.
O ensino baseado em problema se dá através da orientação individual do professor o
ao grupo de aluno. O professor fornece todo o apoio ao aluno para que este possa fazer o seu
trabalho basicamente da leitura e fichamento de trabalhos publicados no Google, na biblioteca
e trabalhos relacionado ao tema fornecido pelo professor dando todo apoio ao aluno na
execução das tarefas. O aluno é incentivado a procurar, quando pertinente, o auxílio de
profissionais, professores, especialistas ou outras pessoas que possam contribuir com o
objetivo do estudo.

3.2 Segundo Estágio

A avaliação proposta no segundo estágio da disciplina, se tratava da elaboração de um


livreto a partir de temas específicos escolhidos pelos próprios alunos com a orientação do
professor de acordo com a área de cada um. O tema do livreto dos alunos do curso de
engenharia de petróleo, os mesmos que são autores deste artigo foi "Plano de gestão do Gás
veicular".
O tema era abordado apresentando as vantagens da utilização do gás veicular (GNV)
e os seus problemas, que em geral estão relacionados ao fato de esse composto ser formado de
hidrocarboneto inflamáveis e que a sua utilização envolve altas pressões, seu armazenamento
conta com risco de explosão, alto custo, alto consumo de energia, entre outros.
A proposta da avaliação desafiava os alunos a encontrarem problemas e suas
respectivas soluções dentro do tema abordado, estimulando assim inovação, que é uma
ferramenta primordial e de destaque particular no mercado de trabalho. Essa metodologia de
avaliação é chamada de Aprendizagem Baseada em Problemas.
A Aprendizagem Baseada em problemas (PBL) traz para a sala de aula a
interdisciplinaridade, seguindo a concepção de ensino atual. A PBL também segue as novas
diretrizes e parâmetros curriculares da educação básica, reduzindo a distância entre o
aprendizado da teoria e a prática. Com a PBL, o foco do ensino passa a ser o aluno, que deixa
de exercer o papel de receptor passivo das informações transmitidas por seus professores.
A elaboração do livreto apresentava normas, padrões e deveria possuir os seguintes
elementos obrigatórios: uma folha de rosto, um sumário, as referências, conteúdo do texto.
Como elementos opcionais poderiam haver: uma falsa folha de rosto, errata, dedicatória,
agradecimentos, epígrafe, lista de ilustrações, lista de tabelas, lista de abreviaturas e siglas,
lista de símbolos, prefácio, apresentação, posfácio, glossário, apêndice, anexo e índice.
Pode-se concluir que o objetivo principal dessa avaliação foi a transmissão dos
conhecimentos textuais do folheto e o desafio da busca problematizadora, solucionadora e ao
mesmo tempo inovadora.

3.3 Terceiro Estágio

3.3.1 Aula em PowerPoint

A primeira parte da avaliação do terceiro estágio é uma aula em powerpoint, onde é


indicado de acordo com o número do grupo, a aula e os assuntos que serão passados para o
powerpoint (aula invertida). Aula Invertida (em inglês: Flipped Classroom,) é uma
modalidade de Blended learning pesquisada desde 1990, no entanto, que ganhou forma em
2007, nos Estados Unidos da América, com os professores Jonathan Bergman, Karl Fisch e
Aaron Sams. A ideia da aula invertida é retirar de cada um dos documentos mais importante
e relevante e colocar este texto na apresentação em powerpoint. Essa modalidade tem como
resultado uma maior interação entre professores e estudantes e permite um melhor
aproveitamento a alunos com dificuldades na aprendizagem. Para os estudantes que têm mais
facilidade em aprender, a aula invertida dá a oportunidade de estudarem assuntos novos, além
do currículo padrão.
3.3.2 Artigo

A segunda parte do terceiro estágio é o artigo com o tema “Metodologia da


aprendizagem baseada em problemas na disciplina eletrotécnica geral”. O artigo seria uma
matéria escrita sobre algum tema específico, na qual, geralmente, o autor expressa sua opinião
sobre o tema ou o resultado de estudos ou pesquisas que tenha feito sobre ele. Os artigos
podem ser voltados a um público geral, como em jornais e revistas de notícias ou a um
público determinado, como em revistas sobre temas escolhidos ou áreas específicas do
conhecimento, sejam de divulgação ou acadêmicas, tem a seguinte estrutura, resumo,
introdução, metodologia, resultados e discussões, conclusão e referências. Onde é abordado o
método de ensino e avaliação usadas pelo professor. O objetivo principal deste trabalho foi o
aprimoramento em elaborar um artigo, que é muito importante na vida acadêmica de um
engenheiro desenvolver essa habilidade que usará essa ferramenta muitas vezes durante sua
jornada.
4. CONCLUSÃO

Foi avaliada neste artigo a metodologia de ensino e avaliação empregada no curso de


Eletrotécnica Geral, que é ofertado na grade curricular do centro de tecnologias da
Universidade Federal de Campina Grande, para diversas engenharias, como engenharia de
petróleo, engenharia química, engenharia de materiais e muitas outras.
Assim, foi possível concluir que além dos objetivos gerais da disciplina, que trata da
transmissão de conhecimentos necessários de equipamentos elétricos, técnicas e normas, para
que se tenham condições de elaborar um excelente projeto elétrico industrial, também foram
transmitidos conhecimentos gerais valiosos a partir dos métodos avaliativos da disciplina,
entre eles o domínio da ferramenta computacional AutoCAD, que foi requerida na primeira
avaliação da disciplina para a elaboração da planta elétrica de um projeto industrial. Além
disso também foi requerido um conhecimento textual para a elaboração de artigos e livretos; o
que é imprescindível, uma vez que prepara o engenheiro em formação para projetos futuros
como a elaboração de textos de conclusão de curso, estágio e outros trabalhos acadêmicos. A
apresentação em PowerPoint, presente na terceira avaliação da disciplina fez uso da
metodologia de Aula Invertida, onde foi possível promover o desenvolvimento de uma
aprendizagem ativa, investigativa e colaborativa entre os alunos.
É válido ressaltar a importância dos trabalhos que ocorreram em grupo, em que foi
possível conferir aptidão de trabalho em equipe aos alunos, o que será de grande proveito para
o futuro mercado de trabalho.
A respeito da metodologia utilizada Problem Based Learning (PBL), ela traz como
uma de suas vantagens o aumento do senso de responsabilidade dos estudantes e também
estimula a leitura ao emprego do raciocínio lógico, possibilitando um estudo de problemas de
forma eficiente, visando a melhor solução possível.
Diante de tudo que foi apresentado, conclui-se que a disciplina Eletrotécnica Geral,
agrega ricamente aos alunos do curso de engenharia da Universidade Federal de Campina
Grande; de forma que lhes são atribuídos conhecimentos específicos da área eletrotécnica e
também gerais; através da metodologia empregada que transmite uma grande visão de
projetos acadêmicos futuros e possibilita preparo para o mercado de trabalho.
METHODOLOGY OF TRAINING BASED ON PROBLEMS IN THE GENERAL
ELETROTECHNICAL DISCIPLINE OF THE COURSE OF OIL ENGINEERING OF
UFCG

ABSTRACT
This article deals with the methodology used in the General Electrotechnical discipline. The
same notification is sent to their connoisseurs necessary for equipment, techniques and
standards, so that they have the conditions to elaborate an excellent industrial electrical
project, in its own area, since it is a course present in the curricular class of many areas of
engineering in the Federal University of Campina Grande. In addition, it is also necessary to
present in the methodology tools that are indispensable for an engineer in training, such as an
elaboration of articles, booklets; and also the use of computer programs such as AutoCAD,
for the elaboration of electrical plants. In view of this, this article is disciplined and evaluated
according to its methodology of teaching and evaluation, pointing out its positives, negatives
and suggestions, from the experience of students who studied the discipline itself.

Keywords:
methodology, electrotechnology, engineering.
REFERÊNCIAS

ALVES, M. B. M. & ARRUDA, S. M. de. COMO ELABORAR ARTIGO CIENTÍFICO.


2003. Disponivel em:
https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVlLnVmY2cuZWR1LmJyfGx1aX
NyZXllc3xneDphZmVmYWFiYTRkNTA4ZmM. Acessado em: 24/08/2017

LIRA, F. R. de B. et al. AVALIAÇÃO DOS MÉTODOS DE APRENDIZAGEM


APLICADOS NA DISCIPLINA DE ELETROTÉCNICA GERAL. 2017

SENAI-RS. ELETROTÉCNICA BÁSICA. 2000. Disponivel em:


http://cursosgratuitospro.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Eletrotecnica-Basica.pdf.
Acessado em: 24/08/2017

SÍLABE BLOG. APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS (PBL), o que é?.


2015. Disponivel em: https://silabe.com.br/blog/aprendizagem-baseada-em-problemas-pbl/.
Acessado em: 24/08/2017

Trabalho realizado em parceria SENAI / CST (Companhia Siderúrgica de Tubarão).


ELÉTRICA ELETROTÉCNICA. 1996. Disponível em:
http://www.abraman.org.br/arquivos/24/24.pdf. Acessado em 24/08/2017

Aula invertida. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Aula_Invertida Acessado em:


25/08/2017

Artigo. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Artigo_(publica%C3%A7%C3%B5es).


Acessado em: 25/08/2017