Você está na página 1de 36

FEVEREIRO 2016 .

145

DESTAQUES

CORREIO
Produtos com imagem renovada

PROJETO GEO10
Georreferenciação a caminho dos 100%

QUIOSQUES INTERATIVOS
Compre a sua viagem nas Lojas CTT
FICHA TÉCNICA ÍNDICE

Diretor Miguel Salema Garção


Diretora Executiva Adriana Eugénio
Redação Elsa Duarte, Lucília Prates, Miguel Maia,
Paula Padrão, Paulo Rui Teixeira, Raquel Moz e
Rosa Serôdio
Layout Miguel Dantas
Conceção Gráfica Miguel Dantas e Samuel Trindade Capa
Fotografia Pedro Mónica, Pedro Cruz e Arquivo CTT
Produção Marca e Comunicação
Propriedade
CTT Correios de Portugal, S.A. - Sociedade Aberta
Av. D. João II, nº 13, 1999-001 LISBOA 5
Tel.: 210 470 300
Pessoa coletiva nº 500 077 568 + EDITORIAL
A revista Aposta+ é impressa na Um novo momento
LISGRÁFICA - Impressão e Artes Gráficas, S.A.
Tiragem 23 100 exemplares
Esta revista foi impressa em Respecta Satin
de 125 gramas (miolo) e 250 gramas (capa).
Depósito Legal 186482/02
PUBLICAÇÃO MENSAL . DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
6
A revista Aposta+ foi escrita ao abrigo + MOMENTOS
do novo Acordo Ortográfico.

RETIFICAÇÃO À APOSTA+ 144


Pedimos desculpa à gráfica Fernandes & Terceiro, S.A.
pelo lapso ocorrido na edição da revista Aposta+ 144.
Na ficha técnica da revista onde consta informação sobre
10
a impressão da publicação, deve ler-se Lisgráfica, S.A. + EVENTOS
e não Fernandes & Terceiro, S.A.. Vencer 2016

12
+ TAÇA CTT
Oriental a renascer

2 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


12 18 32

14 28 34
+ NEGÓCIO + SUSTENTÁVEL + VAGARES
Georreferenciação de Portugal a + Ambiental
caminho dos 100% + Económico
Já fez a sua mala? + Solidário
Correio com a imagem renovada

24 30
+ RESPONSABILIDADE SOCIAL + FILATELIA
Compromisso com a igualdade Livros de pedra

26 32
+ INOVAÇÃO + AGENDA
La Poste “aciona” botão de envios SUGESTÕES
domésticos Envie as suas para cmi@ctt.pt

Aceda à revista online através da


Comunidade CTT:

3
EDITORIAL

Um novo momento
Miguel Salema Garção
Diretor de Marca e Comunicação

E stá a chegar um
novo momento.
Para os CTT, para a nossa
Rede de Lojas, para todos nós e para
os portugueses. Esse momento é a
abertura ao público do Banco CTT.
de ações e ativações planeadas,
do que os trainees que já estão a
trabalhar junto de nós. Sem dúvida,
uma iniciativa de enorme fulgor e
significado que visa trazer para os CTT
os jovens talentos que pretendem
iniciar a sua vida profissional.
Sem dúvida mais um marco histórico
nos já longos, ricos e bonitos anos da A terminar deixo uma palavra para a
vida desta grande empresa. área de expresso e encomendas que
Muitos são os colegas que já viu o seu produto/serviço Click&Ship
procederam à abertura de conta e que vencer o prémio Marketeer, num
possuem orgulhosamente reconhecimento muito merecido,
o seu cartão Banco CTT. comprovando o porquê de sermos
Este projeto é de todos e líderes de mercado.
para todos. Vamos recebê-lo de
braços abertos e ajudar à sua
implementação e crescimento.
Chegou a hora de sermos
portadores desta nova
ESTE PROJETO identidade e fazê-la chegar
[BANCO CTT] É DE o mais longe possível.
Contamos com todos!
TODOS E Iniciado o ano passado, o
PARA TODOS. projeto Employer Brand
VAMOS RECEBÊ-LO dos CTT volta este ano às
melhores universidades
DE BRAÇOS ABERTOS e escolas de negócio
E AJUDAR À SUA do país, no sentido de
posicionar a empresa de
IMPLEMENTAÇÃO E forma clara e atrativa junto
CRESCIMENTO. CHEGOU dos jovens talentos que
A HORA DE SERMOS estão prestes a terminar o
seu percurso de formação
PORTADORES DESTA e desenvolvimento
NOVA IDENTIDADE E universitário. Assumindo
FAZÊ-LA CHEGAR O um ADN com uma
forte componente
MAIS LONGE POSSÍVEL. de desenvolvimento
CONTAMOS COM estratégico e de caráter
de inovação, os CTT
TODOS! conseguiram já alterar a
perceção inicial junto deste
target e ninguém melhor,
para implementar o conjunto

APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016 5


MOMENTOS

CTT e Correios de Singapura


assinam acordo
O s CTT e os Correios de Singapura
assinaram um acordo de parceria
para a dinamização do negócio de
e-Commerce, no âmbito do qual está a ser
desenvolvida uma solução que permitirá
aos cidadãos portugueses realizar compras
pela internet em geografias à escala global.
O contrato foi assinado em Singapura, no
início de janeiro, por Alberto Pimenta, Diretor
de e-Commerce dos CTT, e Marcelo Wessler,
CEO da Singapura e-Commerce, empresa
subsidiária dos Correios daquele país.
Baseada numa plataforma eletrónica que
controlará as operações desenvolvidas em
armazéns de consolidação espalhados e possibilitando, ainda, que os objetos sejam expedidos de
pelo mundo (Estados Unidos, Reino Unido, forma agregada para Portugal.
Japão e China), a solução permitirá aos No desenvolvimento desta relação, perspetiva-se que a
utilizadores fazer compras online como se solução venha a ser implementada noutras geografias,
estivessem nesses países, tirando partido de proporcionando a prestação do serviço a clientes localizados
campanhas específicas que aí se verifiquem em Espanha e em Países de Expressão Portuguesa. + RS

Duas toneladas
de papel para o Banco Alimentar

O s CTT doaram, no dia 25 de janeiro, duas toneladas de papel ao Banco


Alimentar Contra a Fome, no âmbito da campanha “Papel por Alimentos”.
Em causa estão manuais escolares desatualizados do projeto Biblioteca Escolar dos CTT.
A campanha “Papel por Alimentos” do Banco Alimentar Contra a Fome permite converter
o valor da venda deste papel em alimentos.
Para Isabel Jonet, Presidente do Banco Alimentar Contra a Fome, esta campanha permite envolver toda a sociedade civil.
«Todos podemos ter um papel, neste caso, com um papel que dá de comer a quem precisa». + ED

6 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


Study Trip

A School of Business and Economics, da Universidade


Nova de Lisboa, realizou uma visita aos CTT com
alguns dos seus mestrandos. Esta “study trip”, como
foi designada, teve lugar no dia 21 de janeiro, com o
a apresentação, Francisco Simão é um ex-aluno da
Universidade Nova, particularidade de que não podia deixar
de dar nota.
Seguiram-se apresentações de dois dos eixos essenciais
ponto de encontro inicial no auditório do Edifício CTT. dos CTT, a Rede de Lojas e a CTT Expresso. A apresentação
Os cerca de 20 alunos de mestrado tinham um interesse desta última esteve a cargo de Pedro Faraústo, Diretor de
especial em conhecer o Programa Trainee CTT e, depois de Marketing da subsidiária, sendo que a Redes de Lojas foi
uma introdução por parte de Helena Camisão, responsável apresentada no final dos trabalhos, numa exposição a cargo
pelo programa, foi o trainee António Homem de Melo quem de Sandra Ventura.
falou da sua experiência na primeira pessoa. A visita de estudo terminou com uma ida à Loja CTT, que se
Seguiu-se uma apresentação aprofundada da história, encontra junto ao edifício sede. Lá, além de uma explicação
estrutura e dinâmica de negócios dos CTT, que ficou sobre o funcionamento pioneiro desta Loja, os estudantes
a cargo de Francisco Simão, Diretor de Estratégia e tiveram a oportunidade de aprender a recuperar uma
Desenvolvimento. Tal como o trainee escolhido para encomenda de forma autónoma e automática. + MM

CTT Contacto mantém certificações


A auditoria externa ao Sistema de Gestão da CTT
Contacto, efetuada pela empresa SGS no dia 9 de
dezembro de 2015, foi concluída com sucesso. Assim,
no âmbito da gestão e
tendo sido identificadas apenas duas “Observações”.
De realçar o grande envolvimento de toda a equipa da RTS/
CTT Contacto, bem como a excelente colaboração das áreas
de OP, MK e AQ dos CTT.
distribuição de correio não Esta certificação é uma
endereçado, endereçado, mais-valia, que faz a
semi-endereçado e diferença no mercado
serviços de logística, a altamente concorrencial
CTT Contacto mantém da Publicidade Não
as certificações de Endereçada e, mais uma
Qualidade (ISO 9001) e vez, posiciona os CTT
Ambiente (ISO 14001). como uma empresa de
Não foram registadas referência na prestação de
“Não Conformidades”, serviços de qualidade. + RS

7
MOMENTOS

Nova edição do programa Trainee CTT


no ISCTE Career Forum

O primeiro ato público


da segunda edição
do Programa Trainee CTT
foi o principal motivo de
interesse da participação dos
CTT no ISCTE Career Forum,
no dia 3 de fevereiro

T ratou-se da primeira feira de


emprego organizada em 2016
por uma das universidades em que os
CTT estão a investir, de modo a atrair os
Clarke, que incidiu sobre três grandes temas.
Em primeiro lugar, a Empresa foi apresentada,
com especial enfoque sobre a forma como
se enquadra nas macrotendências regionais
melhores jovens finalistas para os seus e globais do setor postal: a globalização, a
quadros. Como tal, este evento foi motivo privatização e a liberalização do mercado. Os
para o lançamento de uma nova imagem desafios dos CTT recaíram especialmente
que conta com os próprios trainees da sobre a digitalização e o e-commerce, «as
primeira edição a dar a cara pelo programa. duas faces da mesma moeda» de ameaças
O dia começou com um pequeno-almoço, e oportunidades que as novas tecnologias
que reuniu alguns dos alunos com melhores da comunicação aportam. Finalmente, como
classificações nas licenciaturas e mestrados forma de fazer face ao panorama apresentado,
que mais interessam aos CTT. A os alunos presentes ficaram a conhecer «dois
representação da Empresa esteve a cargo dos maiores ativos da Empresa: a solidez e
de Maria José Vieira, da RH, que se ocupa a confiança» depositada na sua Marca e nos
diretamente da gestão do programa, milhares de colaboradores que dão a cara pela
tendo sido coadjuvada por Elsa Carvalho, Empresa, seja na rede de distribuição, seja na
uma das atuais trainees que é, exatamente, de atendimento.
ex-aluna da instituição. A apresentação foi encerrada com os
Depois de uma explicação acerca das principais contributos das outras três trainees que
características e desafios da Empresa, a também estavam no balcão dos CTT,
conversa focou-se especialmente sobre o Ana Filipa Lourenço, Inês Ferreira e
lançamento do Banco CTT. Esta abordagem Catarina Silva. Elas, que também integraram
mostrou-se a mais adequada, porque o programa através do ISCTE, partilharam
as perguntas dos jovens incidiram com os colegas como, há um ano, estavam
precisamente sobre este assunto. precisamente na posição deles e, reforçando
No espaço dedicado às empresas, a como os CTT são uma empresa inovadora
ativação dos CTT revelou-se uma das mais e com vontade de crescer, instaram-nos
concorridas, com vários alunos a abordar diretamente: «Enviem o vosso currículo e
as representantes dos Recursos Humanos arrisquem!». A participação dos CTT culminou,
com as suas perguntas. Esclarecidos sobre o no dia seguinte, com um almoço em que
funcionamento do programa, muitos foram os os melhores alunos da instituição tiveram
que então optaram por deixar o seu CV. a oportunidade de privar com o Diretor de
Seguiu-se a apresentação, no auditório Recursos Humanos, António Marques,
principal, a cargo do responsável de Estratégia e o Diretor de Marca e Comunicação,
e Projetos Internacionais dos CTT, Francisco Miguel Salema Garção. + MM

8 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


Correio Editorial
com acordo até final de 2018

O s CTT, a Associação Portuguesa de Imprensa (API) e a


Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros
assinaram, no dia 27 de janeiro, no edifício CTT, em Lisboa, o
novo Acordo de Correio Editorial Nacional e Internacional.
O Acordo, que envolve 120 milhões de jornais e revistas em regime de
assinaturas enviados pelos CTT, é válido para o triénio 2016/2018 e Sérgio Gomes da Silva, e o Diretor Executivo da
define as tarifas postais do Correio Editorial (JPP - Jornais e Publicações Visapress, Carlos Eugénio.
Periódicas) para este período, bem como um conjunto de outras variáveis Na ocasião, foi também formalizado um
de apoio à imprensa. protocolo entre os CTT e a API que garante a
Francisco de Lacerda e Dionísia Ferreira, respetivamente Presidente e continuação do envio semanal gratuito de um
CEO e Administradora Executiva dos CTT, João Palmeiro e Vitor Brás, pacote postal de jornais e revistas até 20 kg,
Presidente e Vice-Presidente da API, e José Sousa Rego, Secretário-Geral dirigido à Escola Portuguesa de Moçambique.
da Presidência do Conselho de Ministros, foram os signatários. Esta iniciativa visa a promoção da língua
Na cerimónia estiveram ainda presentes o Ministro da Cultura, portuguesa naquele país e o desenvolvimento
João Soares, o Diretor de Serviços de Política Legislativa para os Media, da ligação cultural a Portugal. + LP

Sessão de autógrafos com Eduardo Sá

N o dia 5 de fevereiro, o psicólogo Eduardo Sá esteve na Loja


CTT da Gare do Oriente para uma sessão de autógrafos.
Em destaque esteve o seu último livro, intitulado “Um estranho no coração”.
Esta obra é apresentada como o primeiro romance do autor mas,
para Eduardo Sá, não se trata de um romance, mas sim de uma história.
«É uma forma de pegar em fragmentos de histórias em personagens que
correspondem a pessoas reais, e articulá-las todas numa história onde, de
alguma forma, nós nos podemos rever, nos nossos encontros e desencontros
com as relações amorosas».
Foi a primeira sessão de autógrafos com o escritor, que se revelou
surpreendido, tanto com a quantidade de livros que assinou como com a
familiaridade dos CTT. «É uma relação estranhamente familiar. É tão familiar
que nem parece que estamos numa grande cidade». + ED

9
EVENTOS

Vencer 2016

A iniciar o novo ano, a Direção de Operações reuniu-se


para preparar 2016. A agenda de trabalhos incluiu a apresentação
da nova estrutura daquela área, bem como
dos seus compromissos e objetivos

S ob o lema “Vencer 2016”, a reunião nacional


da Direção de Operações (OP) realizou-se
no dia 6 de janeiro, em Cabo Ruivo. O encontro,
para o qual foram convocadas as primeiras e segundas
linhas daquela Direção, também contou com a presença da
Administradora Executiva, Dionísia Ferreira.
soluções, e sete Direções operacionais, que executam e
controlam as operações.
A grande alteração do novo modelo, em termos
executivo-operativos, prende-se com a criação, em
termos regionais, de um único responsável de operações
(tratamento, transportes e distribuição). Na sequência de
Olhando para 2015, Hernâni Santos, Diretor de Operações, alterações efetuadas em 2013, Hernâni Santos acredita que
considera que as iniciativas desenvolvidas no ano passado há maturidade «para ir mais longe», com a criação de um
foram bem conseguidas. «O saldo é positivo» e, portanto, comando regional único.
começou por agradecer a dedicação e o empenho de toda Houve também a fusão de duas áreas funcionais e
a equipa. «Acho que é importante, em relação às pessoas relativamente próximas e interdependentes, os transportes
que trabalharam diretamente comigo durante o ano de e o tratamento. Nas palavras do Diretor de Operações,
2015, manifestar o meu reconhecimento pelo que foi feito «pareceu-nos oportuno, face a estes três anos de
ao longo do ano», disse o responsável, acrescentando funcionamento, que tínhamos vantagem em juntar numa
que «gostaria que fizessem a comunicação deste única Direção a conceção, desenho e monitorização, em
agradecimento às vossas equipas». conjunto, do tratamento e dos transportes». Desta forma, foi
O início de 2016 foi marcado por alterações na estrutura criada a ODP (Organização e Desenvolvimento da Produção
daquela área, que é composta por duas Direções e Logística).
centrais e transversais, duas Direções funcionais, com Por outro lado, face ao crescimento do comércio
responsabilidade de suporte, conceção e desenho de internacional e à oportunidade de negócio que o mesmo

10 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


ENTRE OS PRINCIPAIS COMPROMISSOS
PARA 2016 ESTÁ A NECESSIDADE DE
POTENCIAR SINERGIAS ENTRE A
REDE BASE E A REDE EXPRESSO

representa para os CTT, foi criada a área de Operações envolvimento e participação dos colaboradores é
Internacionais e Regiões Autónomas (OIR). fundamental. A existência de uma liderança forte, a
O último ponto e, nas palavras do responsável, «o mais par duma capacidade permanente de comunicação e
impactante do ponto de vista da OP», prende-se com o envolvimento das pessoas nas áreas operacionais, constitui
facto de a coordenação das atividades e as operações da um fator crítico para o sucesso.
CTT Expresso passarem a estar dependentes da Direção Por outro lado, a superação dos níveis de qualidade e
de Operações. Durante este ano, as duas estruturas vão a melhoria da prestação de serviço são também um
ser mantidas em paralelo e as operações da CTT Expresso compromisso e traduzem-se numa maior capacidade de
têm como objetivo desenhar os modelos de transporte, resposta às necessidades do mercado e dos clientes, bem
encaminhamento e distribuição da mesma forma que como na flexibilização e conveniência da operação.
estão desenhados na rede base dos CTT. Haverá ainda Para 2016, as iniciativas do plano de transformação
a integração da distribuição da Rede de Terceiros nos assentam nos quatro vetores: ações da rede de transportes,
Diretores Regionais da OP. da rede de tratamento, da rede de distribuição e as sinergias
entre as redes. Desta forma, Hernâni Santos falou sobre
COMPROMISSOS PARA 2016 algumas iniciativas já levadas a cabo anteriormente, bem
Para 2016, a Direção de Operações tem quatro como as ações a desenvolver no ano de 2016 e que se
compromissos principais que, segundo Hernâni Santos, espera possam dar um importante contributo para os
«têm de constituir, para nós, a base de trabalho diário». resultados do ano.
Entre os principais compromissos está o aumento da A terminar, o Diretor de Operações demonstrou confiança
eficiência operativa. É preciso mais competitividade ao na equipa e deixou palavras de motivação: «Há trabalho
nível do preço e, desta forma, será necessário tornar as para fazer. Tenho, para mim, que somos capazes de o fazer.
Operações mais eficientes. Estamos preparados para fazer andar as coisas, cumprir os
Outro aspeto central relaciona-se com a necessidade de objetivos e realizar os compromissos».
potenciar sinergias entre a rede base e a rede expresso. A Administradora Executiva, Dionísia Ferreira, encerrou o
A decisão de juntar na Direção de Operações a área da evento, realçando o bom trabalho desenvolvido em 2015
expresso constitui «um gigantesco passo para a melhoria e falando acerca dos principais desafios para este ano.
das sinergias entre as redes e isso é um aspeto que «Estou convicta de que vamos vencer 2016». + ELSA DUARTE
considero particularmente importante», revelou.
Numa Direção com cerca de sete mil pessoas, o

11
TAÇA CTT

Oriental
a renascer

Depois de acompanhar o primeiro jogo do Oriental na Taça CTT,


a revista Aposta+ voltou ao campo Eng. Carlos Salema para

C
a grande apoteose. O Benfica foi jogar a Marvila

orria o verão quente de 1974 quando caminhada, que passou pela eliminação do Estoril Praia e
o Oriental recebeu pela última vez o que culminava, naquela tarde de janeiro, com a visita do
Benfica em sua casa. Há mais de quatro todo-poderoso Sport Lisboa e Benfica.
décadas, portanto. Mas a idade é um estado de espírito A bancada de pedra despida estava agora cheia, com
e, numa Empresa quase a fazer 500 anos, sabemos milhares de adeptos a tentarem obter o melhor lugar e,
muito bem que o ano de nascimento pode ser um do lado dos visitantes, havia uma claque organizada com
sinónimo de antiguidade, mas nunca de velhice! efeitos pirotécnicos e coro a compasso. Dentro de campo,
O Oriental é um ótimo exemplo disto mesmo. O vinil tostões do plantel do Freamunde deram lugar aos milhões
riscado que tocava o hino do clube, arrancado aos idos de do Benfica, com internacionais por Portugal, Grécia, Sérvia,
1950, mais parecia pertencer a uma cena tirada do “Leão Bélgica, Marrocos e Argentina, todos a alinhar na equipa
da Estrela”, o original a preto e branco. Mas a claque de inicial do clube da Luz.
pequenos orientalistas, rapazolas de 10 anos, com as
suas vozes de cana rachada e os seus cortes de cabelo à CORAÇÕES DIVIDIDOS
Cristiano Ronaldo, poderiam ter saído do remake do filme, Percebemos que os corações de muitos dos espetadores
em 2015. Quem pensasse que o Oriental era um clube de estavam divididos, com a larga maioria a apoiar os dois
velhos, bastaria pôr os olhos naqueles pardais rufiões e veria clubes com o mesmo fervor. Mais que um jogo de futebol,
que sangue novo é coisa que ali não falta. parecíamos mergulhados numa bizarra experiência sobre
Da primeira vez que nos deslocámos ao Eng. Carlos a esquizofrenia de grupo com a mesmíssima plateia a
Salema, antes da Fase de Grupos e das luzes da televisão, empolgar-se da mesmíssima forma quer a bola rondasse
o Oriental tinha eliminado o Freamunde. Foi o início de uma uma baliza, quer rondasse a outra.

12 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


No campo, havia uma história a defender e o Oriental não
abria mão da honra devida à camisola grená, começando
por fechar bem as portas da sua baliza e começando, a
pouco e pouco, a aparecer no ataque. Os confrontos entre
estes rivais de Lisboa remontam a 1946 e, em 18 jogos,
nunca o Oriental conseguiu vencer o Benfica. O melhor
que conseguiu foram quatro empates, o último dos quais
no tal jogo de 1974.
Poucas devem ter sido as ocasiões em que o Oriental
esteve tão perto da vitória e, em duas jogadas, ainda com
0-0 no marcador, os orientalistas surgiram diante do Os miúdos do Oriental deram a voz pela sua equipa
guarda-redes do Benfica, com tudo para fazer golo… só que
não, com um misto de exasperação e alívio a perpassar por
aquela plateia confusa.
SE JULGÁVAMOS QUE ESTA
OS MIÚDOS REPORTAGEM IA VERSAR SOBRE AS
Entre os miúdos, o conflito de filiações estava ainda mais
presente e um deles gritava no sentido da claque do Benfica: DIFERENÇAS ENTRE A VISITA DOS
«O-ri-en-tal!». A gritaria só foi interrompida por uma PEQUENOS E A VISITA DOS GRANDES,
pergunta ao colega do lado: “Estás por quem? Pelo Benfica?
Ah, eu também!”. Mesmo atrás, um daqueles rapazes que
DESCOBRIMOS QUE ESTA É UMA
só fala quando tem a certeza, impressionou-se com uma REPORTAGEM SOBRE O QUE NÃO MUDA
entrada mais dura de um jogador do Benfica e alvitrou sem
hesitar: «Aquilo não vale, aquilo é pé-em-risco!».
O melhor de viajar com preconceitos é o gosto de os ver
desmentidos pela realidade e, se julgávamos que esta
reportagem ia versar sobre as diferenças entre a visita dos
pequenos e a visita dos grandes, descobrimos que esta é
uma reportagem sobre o que não muda. Lá por ser treinador
do Benfica, Rui Vitória também não se livrou do ocasional
piropo e, enquanto levava a garrafa de água à boca, um
adepto mais afoito perguntou, com a familiaridade do
costume: «Então, o bacalhau estava salgado?».
E os miúdos. Esta é uma reportagem sobre os miúdos. E
sobre o que não mudou desde que nós também tínhamos
aquela idade. «Achas que o Mitroglou me vai dar a camisola
no fim do jogo?», perguntou-nos um deles, como que
buscando um aliado para a sua quimera. «Nunca se sabe,
nunca se sabe.»

A MIÚDA Com 92 anos, a D. Conceição foi à Taça CTT para ver o Benfica ao vivo
Nas bancadas, uma pequena comoção captura-nos o
olhar. Tudo porque uma daquelas jovens em quem todos
reparam fazia o seu caminho por entre a multidão.
D. Conceição tem 92 anos e ninguém lhe fica indiferente. encarnada em confrontos com o Oriental. «O meu favorito é
Quando ela nasceu, os CTT tinham acabado de fazer o que marcou o golo», confessou-se, depois do jogo. Pudera!
400 anos e, a avaliar pela genica com que saltava, gritava O golo é o epílogo desta passagem do Oriental pela
e dançava, diríamos que podemos contar com ela para a Taça CTT e a confirmação o afastamento dos de Marvila da
festa dos 500. Confessou-nos que estava lá para ver fase seguinte da competição. Pouco depois, o jogo acaba
«o seu Benfica», que «nunca tinha visto no estádio» e e os orientalistas brindam a(s) sua(s) equipa(s) com uma
que, por ela, «devia de haver Taça CTT todas as semanas!» merecida ovação. É o único momento de unanimidade, de
Como que para lhe fazer o favor, Anderson Talisca arrancou reconhecimento pela entrega de todos.
um remate mesmo à sua frente e carimbou a 15ª vitória É a festa da Taça CTT. + MIGUEL MAIA

13
NEGÓCIO

Georreferenciação
de Portugal
a caminho dos

100%
O projeto GEO10 caminha
para a sua fase final, com o
levantamento de informação
nas Regiões Autónomas.
O continente já está concluído,
com 4 milhões e 700 mil portas e,
no final deste ano, os CTT terão a
caracterização e georreferenciação
da totalidade das portas
existentes em Portugal

14 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


D esde o final de 2015 que todas as portas de
Portugal continental estão georreferenciadas
e caracterizadas. Esta etapa representa
o fim de um ciclo para a equipa do projeto GEO10, que
iniciou o levantamento desta informação em 2011
e envolveu, durante os últimos quatro anos, cerca de
«NESTE MOMENTO, SOMOS A ÚNICA
EMPRESA QUE TEM PORTUGAL
CONTINENTAL GEORREFERENCIADO».
PAULO SILVA
100 pessoas, essencialmente provenientes da Rede
Operacional e da Rede de Lojas. Durante o ano de 2016
será desenvolvida a fase final, com ações em terreno nas Portugal continental georreferenciado e, por isso, capazes
ilhas da Madeira e dos Açores (São Miguel, Terceira e Faial). de disponibilizar serviços inovadores associados a este tipo
No continente, terminada a recolha no terreno, é agora de informação», realça Paulo Silva, responsável pela ODP
tempo de proceder ao tratamento e integração dos (Organização e Desenvolvimento da Produção e Logística),
dados nos sistemas dos CTT. Neste momento, dos 508 a área que gere o projeto.
CP4 existentes, 463 encontram-se concluídos, o que
representa 4 milhões e 700 mil portas georreferenciadas e PONTO POR PONTO
caracterizadas. Destas, 2 milhões e 300 mil são novas, face Quem olhar para um mapa do nosso país com estes dados
à informação anterior, sendo que 1 milhão e 200 mil são inseridos, vê apenas inúmeros pontinhos. Cada um equivale
sequenciáveis, ou seja, têm número de porta. Contam-se 6 a uma porta. Aprofundando o nível de informação, é possível
milhões e 600 mil pontos de entrega, 5 milhões e 900 mil saber se se trata de uma habitação ou de um espaço
dos quais são residenciais e 700 mil funcionais. A par disto, funcional (como empresas, lojas, consultórios médicos, etc).
foram também georreferenciados todos pontos da rede E, nos casos dos prédios, os alojamentos que inclui. Com
CTT, como Lojas, CDP, marcos de correio, etc. esta informação é possível localizar geograficamente todos
«Neste momento, somos a única empresa que tem os endereços de Portugal.

15
NEGÓCIO

Para Paulo Silva e Egídio Moutinho, responsável pelo


projeto, a informação recolhida no âmbito do GEO10
«O CONCEITO DE “PROBE DATA”,
tem essencialmente duas utilizações. Do ponto de vista EM QUE O SISTEMA APRENDE CONSIGO
comercial, permite a venda de serviços baseados nessa PRÓPRIO, É REVOLUCIONÁRIO
informação. Assim, um cliente que queira abrir uma loja
numa determinada região, poderá saber exatamente o
PARA AS OPERAÇÕES DOS CTT».
número de pontos de entrega existentes, bem como toda EGÍDIO MOUTINHO
a sua caraterização. E, cruzando os dados do GEO10 com
informação de outras entidades como o INE, por exemplo,
é possível obter caracterizações mais aprofundadas do
território nacional, importantes para negócios orientados A propósito desta realidade, Paulo Silva recorda o papel
para públicos com características específicas. central que os CTT tiveram aquando da alteração das
Do ponto de vista operacional, contribui para a melhoria da freguesias em 2013. Sendo detentores da localização
eficiência das operações dos CTT e para o enriquecimento exata das portas, os CTT contribuíram para a identificação
dos seus sistemas de informação, permitindo um dos alojamentos que passaram a fazem parte de uma
aumento significativo na capacidade de tratamento freguesia ou de outra e, desta forma, assumiram-se
automático de correio. A localização geográfica de todos como um importante parceiro para a DGAI (Direção Geral
os pontos de entrega, associada à informação de tráfego da Administração Interna). O valor desta informação foi
postal, permite também, por exemplo, uma otimização reconhecido perante todas as entidades envolvidas no
da definição dos giros da distribuição. Além disto, os referido processo.
CTT têm de assegurar, perante a ANACOM, um rácio de
caixas postais por freguesia e, também a este nível, o ATUALIZAÇÃO CONSTANTE
projeto GEO10 contribuiu para a melhoria da rede CTT, Terminada a fase de recolha e tratamento de dados, estes
identificando a necessidade e indicando a localização terão de ser inevitavelmente atualizados no futuro. Não
ótima para a instalação de novas caixas, através de sendo viável proceder a um novo levantamento exaustivo,
processos avançados da análise geográfica efetuados pela foi desenhado um mecanismo que permite a manutenção
equipa central de Informação Geográfica. e atualização dos dados. Está a ser desenvolvido um

16 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


A equipa associada ao projeto GEO10: Paulo Silva, Carla Marisa Silva, Ana Lúcia Martins, Inês Soares, Anabela Lagarto, Egídio Moutinho, Euclides
Silva, Filipe Teixeira, José Espírito Santo, Veríssimo Dias e João Torrinhas Pereira

sistema baseado no conceito de “PROBE DATA”. Esta é uma


tecnologia utilizada, por exemplo, pelos fabricantes de GPS, PROJETO GEO10
e permite recolher dados de forma automática, passiva
e anónima, na medida em que os próprios dispositivos CP4 concluídos: 463 (100% Portugal continental)
informam o sistema da existência de novos dados. Portas georreferenciadas e caracterizadas: 4,7 milhões
Assim, no caso dos CTT, cada endereço interpretado e ● Portas novas: 2,3 milhões

“rejeitado” nas máquinas de tratamento de correio por falta ● Portas novas com número: 1,2 milhões

de informação em sistema, será posteriormente analisado


e georreferenciado no terreno, para que passe a constar da Pontos de entrega: 6,6 milhões
nossa informação. A ação de validação destes alertas de ● Residenciais: 5,9 milhões
nova informação será efetuada no terreno, tirando partido ● Funcionais: 700 mil

dos tablet pc que serviram de suporte ao levantamento


exaustivo de Portugal continental. Artérias georreferenciadas e caracterizadas: 0,5 milhões
«O conceito de “PROBE DATA”, em que o sistema aprende ●Artérias novas: 67 mil
consigo próprio, é revolucionário para as operações dos CTT»,
defende Egídio Moutinho. Rede CTT: mais de 35 mil pontos
Em 2011, simbolicamente, o primeiro ponto georreferenciado ● Rede de Tratamento (CPL, CLD, CO Expresso…): 30
foi o Edifício CTT, em Lisboa e, nesta última fase, o processo ● Rede de Distribuição (CDP, CAD, marcos, caixas, CCI,

de recolha de dados será semelhante ao do primeiro BRIC, BCCI…): 29 mil


dia, salvaguardando, temporal e geograficamente, a ● Rede Comercial (Lojas, Postos, Payshop): 6,3 mil

homogeneidade da informação. Com recurso a um tablet


pc com GPS, o sistema identifica a posição geográfica e
associa a rua referente a essa localização. Os operadores
confirmam o nome da mesma e marcam a porta, indicando
se esta é um ponto de distribuição. Finalmente, é feita a
caracterização do edifício e tipologia de pisos, bem como
dos alojamentos (residencial ou funcional).
O início do levantamento de informação na Madeira e
dos Açores vai começar em breve. O projeto contará com
cerca de 18 carteiros e terá uma duração aproximada de
nove meses. + ELSA DUARTE

17
NEGÓCIO

Já fez a sua
mala?

Agora não tem desculpas.


Está na hora de “ir para fora cá dentro”.
A Mala de Viagens chegou às Lojas CTT,
transportando o novo serviço de venda de viagens
aos melhores preços. De que está à espera para
reservar a sua próxima viagem de forma fácil, rápida
e com toda a conveniência?

O início de 2016 trouxe aos


clientes de nove Lojas CTT
uma agradável surpresa. Sob
a forma de mala de viagem, um moderno
e atrativo quiosque interativo dá nas
vistas de quem entra nas Lojas de Picoas
rápida e cómoda de viagens e experiências
de lazer aos melhores preços do mercado.
E com ela chega à Rede de Lojas CTT um
novo serviço de venda de viagens, assente
em meios digitais, que reforça ainda mais a
proximidade da Empresa às populações.
(Lisboa), Sintra, Rossio (Évora), Teixeira Mas o público interno também não foi
Gomes (Portimão), Fernão Magalhães esquecido. Um quiosque idêntico está
(Coimbra), Viseu, Vila Nova de Gaia, Marquês colocado no átrio do Edifício CTT em Lisboa,
de Pombal (Porto) e Maximinos (Braga). permitindo aos colaboradores que aí exercem
Esta Mala de Viagens vem carregada a sua atividade beneficiar desta oferta.
de informação sobre ofertas turísticas, Esta rede inicial de 10 quiosques integra
permitindo a compra de uma forma fácil, um projeto-piloto, que surge na sequência

18 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


de uma parceria estabelecida entre os CTT e a agência SERVIÇO INOVADOR
Mala de Viagens. Assim, durante um período de seis Com esta nova parceria pretende-se levar a experiência da
meses, o novo serviço disponibilizado nestes espaços vai internet a um público com menos apetência tecnológica,
chegar a cerca de quatro mil pessoas por dia, em distintas garantindo a confiança que os clientes depositam
regiões do país, com diferentes interesses e poder de na marca CTT. De salientar, ainda, que os quiosques
compra. Durante o piloto vai ser possível analisar de forma disponibilizam wi-fi grátis aos clientes das Lojas onde
continuada a adesão e o comportamento do público, tendo estão instalados.
em vista uma melhor promoção e adequação da oferta A Mala de Viagens é uma agência associada da APAVT
às preferências do público-alvo da região onde a Loja CTT (Associação Portuguesa das Agências de Viagens e
está localizada. Permitirá, também, avaliar até que ponto Turismo) e conta com o patrocínio e apoio da
este é um modelo de negócio atrativo e sustentável para a Travelport – Galileo como seu parceiro tecnológico.
Empresa. Posicionada no mercado de turismo como uma nova
agência de viagens num conceito de fusão online/offline,

19
NEGÓCIO

Loja CTT de Sintra

PARCERIA ENTRE OS CTT E


A MALA DE VIAGENS LEVA À
INSTALAÇÃO DE QUIOSQUES
INTERATIVOS EM LOJAS CTT
PARA A PROMOÇÃO E VENDA
DE TURISMO NACIONAL
Loja CTT de Picoas, Lisboa

a Mala de Viagens disponibiliza uma oferta COMO COMPRAR


nacional com a melhor relação O processo de compra é simples e rápido.
qualidade/preço possível, ao mesmo tempo O cliente escolhe o destino da sua viagem
que reforça dentro do país a boa imagem que no ecrã táctil de grandes dimensões. É-lhe
Portugal tem vindo a construir no estrangeiro. pedido que indique o número de telemóvel
Por exemplo, a Lonely Planet destaca e a altura em que pretende ser contactado,
Portugal como um Best Value Destination, de forma a fornecer os restantes elementos
recomendando-o como um dos melhores e efetivar a reserva. Depois, recebe uma
destinos a visitar e com a melhor relação mensagem com o número da reserva e os
qualidade/preço. dados para pagamento, que estão ativos por
Por isso, para incentivar também os 48h após receção do SMS, podendo optar por
portugueses a descobrir e apreciar a fazê-lo no multibanco ou diretamente nos
qualidade do nosso turismo, a Mala de balcões CTT.
Viagens aposta quase exclusivamente E pronto! Siga o exemplo dos muitos
em destinos nacionais, continente e ilhas, portugueses que já experimentaram este
dando destaque a ofertas locais, a hotéis e novo serviço de viagens e tire partido das
experiências menos divulgadas, promovendo suas vantagens. Faça também a sua mala
assim o turismo interno de menor dimensão, para viagens inesquecíveis! + ROSA SERÔDIO
mas de qualidade. A oferta é constantemente
angariada, segmentada e adequada ao
público-alvo.

20 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


NEGÓCIO

Correio com
imagem renovada
Os produtos de correio vão ganhar prestígio, dinamismo e modernidade.
A nova identidade visual vem uniformizar as peças gráficas e dotar de
coerência todas as marcas, produtos e serviços institucionais,
criando uma imagem clara e distintiva dos CTT

22 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


O conceito gráfico passa
por libertar o símbolo
identificativo de
dentro da caixa, para assim assumir
maior protagonismo e ele próprio
definir os limites da caixa. As marcas
Nacional
Internacional
Nacional
Internacional

Última hora 18:30h


dias úteis

PUXE
Nacional

Última hora 18:30h


dias úteis
Internacional

Última hora 18:30h


dias úteis

de produtos de correio assumem


assim uma identidade mais moderna
e uma atitude mais afirmativa.
No Correio Normal, o “N” ganha
preponderância, transformando-se
numa marca sólida e demarcada.
“Se é importante, registe!” é, desde
há vários anos, o lema do Correio
Registado, a solução ideal para enviar
documentos e objetos importantes
ou valiosos. Na nova identidade visual,
é dado destaque às barras da marca
registada.
Para o Correio Azul apostou-se numa
evolução gráfica da seta característica Maqueta de novo recetáculo exterior
desta marca, através da sua
simplificação, dimensão e destaque.
Já o Correio Verde, o mais ecológico
de todos os produtos postais,
teve direito a uma atualização não
AS NOVAS SOLUÇÕES RESULTAM DA EVOLUÇÃO DAS
apenas da imagem, mas também IDENTIDADES VISUAIS JÁ EXISTENTES E TORNAM A
da mensagem. A letra “V” de verde LINGUAGEM GRÁFICA MAIS IMPACTANTE
ganha preponderância e o lema “Uma
mensagem que preserva o ambiente
é sempre bem recebida” é substituído
por “No Correio Verde cabe tudo, até o com materiais reciclados, impressos com tintas amigas do ambiente e todo o
futuro do nosso planeta”. processo de distribuição contempla a compensação carbónica.
Além dos produtos de correio, também a funcionalidade de correio prioritário, via
ECOLOGIA E CONVENIÊNCIA aérea, foi sujeita a um “restyling” que reflete uma evolução do símbolo do avião,
O Correio Verde continua a aliar a representada graficamente através da sugestão de uma asa.
conveniência à ecologia, pois não Os CTT continuam, assim, a disponibilizar produtos adequados às diferentes
é necessário selar nem pesar. É só necessidades dos clientes, quer sejam de economia, informação, velocidade
escolher o formato mais adequado ou conveniência. Só que estes estão agora mais modernos, mais atrativos
e enviar, pois já tem o valor do porte e em consonância visual com a identidade da marca principal, reforçada pela
incluído no preço. Tudo isto com o tipografia Acto Book CTT, utilizada em todas as peças. A nova linha gráfica das
carimbo da sustentabilidade. marcas de produtos de correio será implementada gradualmente ao longo
Todas as embalagens são produzidas do tempo. + LUCÍLIA PRATES

23
RESPONSABILIDADE SOCIAL

Compromisso com a
igualdade
Em sessão solene, realizada no dia 26 de janeiro, que contou com
a presença de Ana Jordão, Administradora Executiva dos CTT,
foi reafirmado o compromisso da Empresa com

O
o iGen – Fórum de Empresas para a Igualdade

s trabalhos foram iniciados pela intervenção o ethos de uma sociedade que se pretende igualitária e
de Rodrigo Costa, Presidente e CEO meritocrática. O governante lembrou que «as desigualdades
da REN, que, na qualidade de anfitrião salariais entre homens e mulheres estão ainda assentes, na
do encontro, deu as boas-vindas aos cerca de 200 sua origem, em desigualdades em termos de formação e de
participantes. Entre eles, contavam-se o Secretário de acesso ao mercado de trabalho», nomeadamente no que
Estado do Emprego, Miguel Cabrita, e a Secretária de diz respeito às gerações mais velhas.
Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino. Isabel Viegas, Diretora Coordenadora do Banco Santander
A primeira intervenção esteve a cargo da Presidente da Totta, tomou depois a palavra, em representação da Direção
Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego, do iGen, e apresentou o seu Relatório de Atividades.
Joana Gíria, que lançou o mote das intervenções seguintes, Destacou a revisão dos códigos de ética e de conduta que
tocando nos pontos basilares em discussão: o acesso visem «retirar toda a linguagem não-inclusiva».
paritário a lugares na chefia de topo das empresas, a
remuneração igual para trabalho igual e a defesa da A FORÇA DOS NÚMEROS
parentalidade partilhada. Os cenários apresentados pelos intervenientes são
Seguiu-se a intervenção de fundo do Secretário de Estado facilmente discerníveis na experiência do dia a dia,
do Emprego, Miguel Cabrita, que se referiu à questão da nomeadamente, no mundo laboral. No entanto, os
desigualdade como estando em total contradição com organizadores deste evento não se quiseram ficar pelas

24 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


Ana Jordão reafirmou o compromisso
da Empresa com a igualdade

O Secretário de Estado do Emprego acrescentou


a parentalidade partilhada aos temas críticos
para a igualdade de género

COM A ASSINATURA, OS CTT REITERAM


A CONCORDÂNCIA COM OS TERMOS DO
COMPROMISSO E A SUA POLÍTICA DE
RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ASSENTE «NO
PRINCÍPIO DA IGUALDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO
EM FUNÇÃO DO SEXO»

meras considerações genéricas e foram apresentados dois particularmente sintomático, mostrando como, além da
estudos fundados em dados reais. dificuldade em ascender, parece ser mais difícil às mulheres
O primeiro, designado “Women Matter”, é da manterem as suas posições na chefia de topo.
responsabilidade da consultora McKinsey&Co. e foi As diferenças percentuais tendem a esbater-se à medida
apresentado por Maria João Ribeirinho. O estudo mostra que se desce na pirâmide funcional mas, ainda assim, as
como a representatividade feminina nos lugares de chefia direções tidas por mais “masculinas”, como as comerciais
não reflete o nível de formação atual, que já aponta para ou de engenharia, «tendem a apresentar soluções de
uma paridade entre homens e mulheres. Segundo a carreira mais aliciantes, com progressões mais rápidas e
consultora, este cenário ficará principalmente a dever-se remunerações mais elevadas, principalmente nas suas
à «perceção de que as mulheres, por via da maternidade, componentes variáveis», referiu Tiago Viegas.
terão uma disponibilidade de horário reduzida».
O estudo dá ainda pistas sobre o que a liderança no feminino DAS PALAVRAS AOS ATOS
pode trazer, como «as tomadas de decisão partilhadas e o Os CTT, que integram o iGen desde a sua fundação, em
role modelling», ou liderança pelo exemplo, com um menor 2013, são um benchmark no que diz respeito à igualdade
recurso a resoluções punitivas dos conflitos. de género na própria Administração. Não deixou de
Para Maria João Ribeirinho, estes dados ajudam a justificar ser sintomático como, de entre os 31 membros que
o facto de «as empresas que apostam na paridade terem reafirmaram o seu compromisso e os 10 novos membros
melhores performances financeiras». que assinaram a adesão, menos de um quinto se terem
O outro estudo é da responsabilidade da Mercer, a maior feito representar por mulheres.
consultora de Recursos Humanos a nível mundial. Cristina Foi o caso de Ana Jordão, Administradora Executiva dos
Duarte, Consultora Sénior da organização, acompanhada CTT com o pelouro dos Recursos Humanos, acompanhada
pelo Diretor, Tiago Viegas, apresentaram dados que de António Marques, Diretor de RH da Empresa. Com a
mostram a realidade portuguesa com maior acuidade. assinatura, os CTT reiteram a concordância com os termos
Incidindo sobre mais de 300 empresas nacionais, do compromisso e a sua política de recrutamento e seleção
responsáveis pela contratação de mais de 113 mil assente «no princípio da igualdade e não discriminação em
colaboradores, o estudo aponta os seguintes dados: função do sexo».
- Apenas 14% dos lugares na chefia de topo são ocupados Catarina Marcelino, Secretária de Estado para a Igualdade e
por mulheres; Cidadania, fechou os trabalhos. Numa atitude de verdadeira
- A cifra aumenta ligeiramente para os 25% entre os promoção da corresponsabilização, instou os homens a
Diretores de 1ª Linha. promover «a sua própria revolução» e a «reivindicar o
Um dado significativo é o do “turn over” das mulheres seu direito a ver devidamente reconhecido o trabalho
que atingem lugares nas direções e administrações das não pago». Só assim, os encargos com o trabalho que se
empresas, isto é, a velocidade com que deixam essas faz em casa ou a tomar conta dos filhos serão também eles
posições, que é bem superior à dos homens. Este dado é devidamente equiparados. + MIGUEL MAIA

25
INOVAÇÃO

La Poste “aciona”
botão de envios domésticos
O envio de objetos a
partir do domicílio à distância
do pressionar de um botão

O “Domino” é o novo
serviço assente num
dispositivo “Internet of
Things” do operador francês La Poste.
Permite fazer envios de encomendas
e pequenos objetos a partir da caixa de
um botão “Domino”;
2. Pressiona o botão “Domino Colissimo”;
correio do domicílio de qualquer cidadão. 3. Valida o pedido e introduz a morada de destino na APP exclusiva do
Uma vez conectado à internet, serviço;
o “Domino” permite ao cliente obter 4. Um carteiro vem recolher o objeto e encarrega-se do seu
uma experiência diferente e complementar embalamento, etiquetagem e porte.
aos serviços de entrega a particulares Este novo serviço está a ser testado numa zona piloto durante o primeiro
“Colissimo” já existentes. semestre de 2016. É provável que, no futuro, apareçam outros usos
Funciona em quatro passos muito simples: associados ao botão, uma vez que a solução “Domino” foi concebida de
1. O cliente coloca qualquer objeto, embalado raiz para ser universal e personalizável.
ou não, na sua caixa de correio equipada com Fonte: Paulo Rui Teixeira

LONDRES TESTA VEÍCULOS SEM CONDUTOR CANADA POST, A NEUROCIÊNCIA E


EM ENTREGAS O DIRECT MAIL
O governo britânico está a financiar os ensaios de unidades de A neurociência aplicada ao serviço do marketing
investigação, com o objetivo de testar o sucesso da utilização de veículos pode afetar as perceções sensoriais dos
sem condutor, para efetuarem entregas de encomendas e outros bens, na consumidores e influenciar assim as suas decisões
cidade de Londres. e experiências de compra.
O Transport Research Laboratory encontra-se a desenvolver uma ampla A Canada Post tem vindo a desenvolver
gama de testes e projetos, com o objetivo de avaliar de que forma os experiências nesta área e tem-nas colocado ao
veículos autónomos (i.e. sem condutor) podem ser usados nas ruas do serviço do “Direct Mail” com excelentes ganhos, que
Reino Unido e como o público em geral vai reagir à sua presença. se traduzem em aumentos significativos de retorno
Um dos projetos chave é o Greenwich Automated Transport Environment do investimento aos utilizadores do serviço.
(GATEway) que irá testar a utilização destes veículos em ambiente urbano. A neurociência mostra que a eficácia superior da
Notícias recentes reportam que, como parte deste programa de testes, solução multicanal “Smartmail Marketing” dos
os veículos autónomos podem ser usados para transportar encomendas correios do Canadá, se deve ao mix de experiência
entre armazéns e entre lojas e domicílios dos consumidores. física, dados e conectividade.
Fonte: Post & Parcel Fonte: Nelson Garcez / Paulo Rui Teixeira

26 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


UCELLA CRIA SMART MAILBOX DPD FRANCE TESTA NOVO ROBÔ LITHUANIA POST ANUNCIA
A “smart mailbox” liga-se A DPD France anunciou recentemente “E-SELF SERVICE”
automaticamente via WiFi à conta de que se encontra a testar um novo tipo de Os correios da Lituânia anunciaram um
e-mail do utilizador à procura de códigos robôs de roteamento da Solystic, serviço de “self-service” que permitirá
de rastreamento de entregas. Os serviços no seu centro operacional em Vémars, aos seus clientes empresariais «cuidar
de entrega podem fazer a leitura do código na Île-de-France. das suas correspondências e enviar
da encomenda diretamente na mailbox, Os novos robôs, chamados Soly, foram encomendas por si mesmos».
que a abrirá de forma automática se o concebidos para entregar pequenos Segundo Mikas Jovaišas, diretor do
código for positivamente reconhecido. objetos aos seus pontos de transporte departamento de desenvolvimento de
A tecnologia proprietária da uCella dentro do centro. negócio, «o princípio operativo do “e-Self
permite seguir, em tempo real, a Para que os robôs pudessem ser usados Service” é: o cliente empresarial preenche
localização e o estado das entregas que em Vémars apenas foi necessário colocar, os dados online necessários e imprime
são comunicados ao utilizador por via de no chão do centro, marcações de códigos uma etiqueta especial que cola no objeto
notificações de uma APP. QR. Os robôs movimentam-se seguindo a expedir. Este objeto apenas tem de ser
Para terem acesso às encomendas, os estas marcações. entregue a um funcionário postal ou numa
utilizadores usam o código QR mestre Fonte: Post & Parcel loja de correios para que seja enviado. É
da sua caixa, diretamente da APP. Esta uma forma flexível, conveniente e rápida
permite ainda o acesso à política de de se usarem os serviços postais”.
devolução do comerciante e a redes de Fonte: Post & Parcel
suporte a clientes.
Fonte: Post & Parcel

ROYAL MAIL DÁ CÂMARAS


FOTOGRÁFICAS AOS CARTEIROS
Os carteiros britânicos poderão, em breve, DPD LANÇA “RATE YOUR
estar munidos com câmaras para os COURIER” E “E-TIPS”
ajudar a fazer entregas furtivas em “locais A DPD está a lançar os seus serviços mais
BUDD-E: O “CONCEPT CAR” seguros” fora da casa. A imagem do local recentes, para recetores de encomendas
DA VOLKSWAGEN em que a encomenda ficou pode ser, em na Alemanha, com a função “classifique
A Volkswagen revelou o seu novo seguida, enviada ao cliente, a pedido. a sua entrega” (rate you courier) e a
“concept car” elétrico na feira CES em Las Se o teste em curso tiver sucesso, possibilidade de dar gorjetas eletrónicas
Vegas, o Budd-e, que contém um conjunto os trabalhadores dos correios poderão, (e-Tips) aos seus estafetas.
de caraterísticas futuristas, incluindo um tal como já acontece com arrumadores Clientes que recebam encomendas
compartimento de armazenamento por de carros e forças policiais, transportar pela DPD podem agora classificar
baixo da bagageira que pode ser usado câmaras. instantaneamente a entrega que foi feita,
para entrega de encomendas. Isto também possibilitará à Royal Mail através de uma nova função em destaque
O acesso a este compartimento é fazer uso de provas fotográficas para na APP da DPD ou no seu site.
controlado por uma chave digital. rebater pedidos de indemnização de Fonte: CEP Research
Fonte: Post & Parcel clientes que afirmem que as encomendas
não foram entregues.
Fonte: Daily Mail

27
SUSTENTÁVEL

AMBIENTAL

Sabia que...

O E m 2014 foram
mantidas as

D a energia utilizada
pela indústria
europeia de papel, 55%, é
proveniente da bioenergia N a Europa, 92%
da água usada
s CTT têm
apostado na
utilização de papel
originário de florestas
sustentáveis e na
certificações integradas
existentes nos quatro
principais centros
operacionais dos CTT e
na quase totalidade das
ou biomassa, uma fonte pela indústria postal é promoção da utilização empresas subsidiárias
de energia renovável. devolvida ao ambiente de papel certificado nos (CTT Expresso, Tourline,
Fonte: Confederation of European em bom estado. produtos e serviços. Mailtec e PostContacto).
Paper Industries Fonte: Confederation of European Fonte: CTT – Relatório Fonte: CTT – Relatório
Paper Industries Sustentabilidade 2014 Sustentabilidade 2014

SOLIDÁRIO

Casa da
Criança deTires
A Casa da Criança é uma resposta social da responsabilidade da Fundação
Champagnat, presente junto ao Estabelecimento Prisional de Tires desde 2001.
O seu trabalho faz-se maioritariamente com os filhos das reclusas que estão a
cumprir penas de prisão efetiva, trabalhando também com as mães e com as
famílias para promover uma solução permanente para as crianças

28 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


ECONÓMICO

Sabia que...

U m produto típico
de direct mail tem
uma pegada carbónica
de 28,7g comparada
O uso de
equipamentos
auxiliares aumenta
com 19 g de um email
com um anexo de texto
com 4 páginas. No
entanto, se esse email
for impresso a pegada
significativamente o
consumo de combustível
dos automóveis, sendo
o ar condicionado o
que mais influencia os
H á uma “água
invisível”
necessária para garantir
tudo o que consumimos
N o Reino Unido,
82% das
revistas são recicladas
poderá subir para 44 g. valores (até 25%). ou produzimos. É a após serem lidas.
Fonte: Keith Messer, University of Fonte: Adene – Agência para a chamada pegada hídrica. Fonte: Professional Publishers
Belgrano, Argentina Energia Fonte: Jornal “Público” Association, Reino Unido

A instituição tem a capacidade de acolher, em


regime de internato, um total de doze crianças.
Podendo parecer um número limitado, a metodologia de
funcionamento da Casa está desenhada precisamente
de internamento, sendo mais habitual que permaneçam
um mínimo de um ano e, no máximo, a duração completa
da moldura penal a cumprir pelas suas mães.
Em qualquer dos casos, quando atingem a idade máxima
para providenciar todas as condições aos menores, de modo de 11 anos, a crianças são encaminhadas para a saída mais
a que as suas vidas sejam o menos impactadas possível indicada. Essa saída passa, sempre que possível, pela
pela situação das suas mães. integração junto de familiares ou, quando isso se revele do
O regime normal de acolhimento leva a que as crianças superior interesse da criança, pela adoção.
possam ser recebidas a partir dos três anos de idade. Antes Durante o tempo que passam na Casa, as crianças e os
disso, salvo algumas exceções, estas permanecem junto técnicos partilham os espaços como se de uma família
das mães, partilhando o seu espaço no estabelecimento se tratasse. Os doze ocupantes são acompanhados, as
prisional. Os únicos casos em que a Casa da Criança suas rotinas planeadas e são acautelados os momentos
poderá acolher um menor com menos de 3 anos são mais delicados, como os finais de cada dia e as visitas
aqueles em que também são para lá transferidos bissemanais às mães. De resto, é uma casa como qualquer
os seus irmãos mais velhos. outra, com a desordem esperada na hora da refeição e
Quando foi inicialmente criada, a Casa da Criança o espaço e a privacidade de que cada um precisa para
prestava-se a receber as crianças por um período não desenvolver uma personalidade equilibrada, com
superior a seis meses. No entanto, a experiência no muita atenção ao seu desempenho escolar.
acolhimento dos menores tem levado à conclusão de que, A Casa da Criança é uma das instituições beneficiárias do
para a verdadeira compreensão da sua envolvente social, Somar para Dividir, a campanha de solidariedade dirigida aos
económica e até emocional, é necessário um período maior colaboradores dos CTT.

https://www.facebook.com/EsferaCTT 29
FILATELIA

Livros de pedra
A primeira edição de 2016 do Clube do Colecionador dos Correios é um
convite à descoberta da beleza e da mensagem das catedrais de Portugal.
27 edificações únicas integram um circuito histórico e cultural, que agora

«
pode percorrer de uma assentada folheando este livro

No território nacional português destaca-se Gestão de Centros Históricos e Gestor Urbano. É autor do livro
uma riqueza arquitetónica, possuidora de “Guarda – Apontamentos Gráficos e Urbanos” e coordenador
uma função religiosa, constituindo, pela de várias publicações, donde se destaca “A Guarda em Postal
diversidade estética que apresenta, um património único Ilustrado de 1901 a 1970”, “Marcas Mágico-Religiosas no
que deve ser valorizado e dado a conhecer. De entre este centro histórico da Guarda” e “Judeus, Judiarias e Cristãos
acervo, destacam-se as catedrais que, não só pelo seu Novos na Beira Interior”. É, também, autor e coautor de
estatuto, mas pela monumentalidade e diferença que projetos de arquitetura, medalhas comemorativas e peças
apresentam relativamente aos outros templos, merecem escultóricas em diversos materiais. No âmbito da sua carreira
uma referência». profissional foi distinguido por várias instituições culturais,
É com estas palavras que António Saraiva, autor da primeira desportivas e de solidariedade social.
edição de 2016 do Clube do Colecionador dos Correios, inicia Esta obra surge como um circuito arquitetónico histórico e
o título “Catedrais de Portugal”. Com design do atelier Folk cultural pelos 27 imponentes templos, que possuíram ou
Design e uma tiragem limitada a 3700 exemplares, o livro ainda detêm o estatuto de catedral, localizados de norte a sul
contém as três emissões “Rota das Catedrais”, lançadas em do país, incluindo os Açores e a Madeira. Desde a mais antiga,
anos anteriores, num total de 26 selos: 10 selos de N20g a de Idanha-a-Velha, à mais recente, a Sé Nova de Bragança,
(2012), oito selos de €0,36 (2013) e oito selo de €0,42 (2014). o autor apresenta cada uma das catedrais em termos
Natural da Guarda, António Saraiva licenciou-se em artísticos, arquitetónicos e patrimoniais, fazendo a ligação à
Arquitetura e Planeamento Urbano e especializou-se em respetiva envolvente geográfica.

30 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016


A MENSAGEM DAS CATEDRAIS A ARTE RELIGIOSA REVELA A ESPIRITUALIDADE
O livro aborda também os estilos
arquitetónicos que são referência na
QUE HÁBEIS ARTISTAS, MESTRES E CANTEIROS
edificação e/ou requalificação das catedrais SOUBERAM TRANSMITIR À PEDRA, CRIANDO
em Portugal, entre os séculos X e XVIII, ESPLENDOROSAS OBRAS PARA O CULTO DE DEUS
começando com o românico e terminando
no rococó.
No final do livro, para lá do útil glossário
alusivo à temática das catedrais, o leitor
encontra um friso cronológico com a
evolução deste património, assim como
informação relativa a factos relevantes da
História de Portugal.
A arte religiosa revela a espiritualidade
que hábeis artistas, mestres e canteiros
souberam transmitir à pedra, criando
esplendorosas obras para o culto de Deus.
Sendo a catedral a igreja principal da diocese,
onde o bispo tem a sua cátedra, ela é, por
excelência, o monumento representativo da
arquitetura religiosa na cidade e um marco
fundamental da identidade cultural da
mesma, refletindo a harmonia do cosmos.
Estes templos medievais ultrapassam as
religiões e as crenças, constituindo-se
na Idade Média (época em que aconteceu
a edificação da maioria das catedrais) e
ainda hoje como autênticos livros de pedra.
A sua construção obedecia a um conjunto
de requisitos, que vão da localização
e implantação à simbologia imensa e
diversificada, com o objetivo de transmitir
uma mensagem.
Assim, numa leitura global, o edifício da
igreja representa o corpo místico de Deus e
as pedras são representativas dos fiéis.
O templo, em si, evoca a Jerusalém celeste
e a sua elevação em direção ao céu
simboliza a unidade criativa do Grande
Arquiteto do Universo.
O Bispo da Guarda, Manuel Felício, sublinha
no prefácio que «a catedral não é só um
conjunto de pedras». É, sobretudo, «um
repositório da Fé vivida ao serviço das
pessoas, das comunidades e da sociedade
em geral», felicitando António Saraiva
que, com este livro, «nos estimula a visitar FICHA TÉCNICA
cada uma das nossas catedrais in loco para Título: Catedrais de Portugal
fruirmos da sua beleza e compreendermos Autor: António Saraiva
mais e melhor o valor da sua mensagem». Design: Folk Design
Desafio que é reforçado pelo autor: «Que Edição: Clube do Colecionador dos Correios
cada um de nós olhe para as catedrais Nº de páginas: 107
e para os seus pormenores com outro olhar Tiragem: 3700 exemplares numerados e autenticados. Contém 26 selos das
e outra forma de sentir e de assimilar emissões “Rota das Catedrais” de 2012, 2013 e 2014
a mensagem que cada elemento, que Preço: €37,00
faz parte de um todo, pretenderá transmitir». À venda nas Lojas CTT, em www.ctt.pt e filatelia@ctt.pt
+ ROSA SERÔDIO

31
AGENDA

Música Teatro Livros Eventos

ANA MOURA LOBO MAU EUQUILÍBRIO PORTO


Em 2016, Ana Moura parte Imagens que às vezes Dedicando poucos minutos MOSTEIRO DA SERRA
em digressão com o seu 6º flutuam, voam, ficam a pairar por dia e seguindo o plano dos DO PILAR
disco de originais, “Moura”. A e caem com todo o peso da 14 dias conseguirá uma vida O Mosteiro da Serra do Pilar
maior artista portuguesa da gravidade, com a força de um mais plena e feliz. Aprenda a foi criado após a reforma da
atualidade anuncia a primeira carimbo, entre o absurdo e o viver com o seu stress e a ser Ordem dos Agostinianos. Em
etapa nacional desta tour com surreal, espelhando o insólito mais feliz, mais tranquilo, mais 1809 o espaço do mosteiro
concertos nas maiores salas de lupa na mão. saudável, mais produtivo, e a foi ocupado pelas tropas
do país. Espetáculo de teatro de ter o controlo da sua própria de Wellington, quando foi
“Moura” é o disco de marionetas da Companhia vida. planeado o ataque do exército
consagração de Ana Moura e Red Cloud, coproduzido pelo português à cidade do Porto,
será apresentado um pouco Cine-Teatro de Estarreja, Jean Bruce, Andrew Shatte, então ocupada pelas tropas
por todo o mundo. estreia numa sessão Adam Perlman de Napoleão.€3
dedicada a toda a família. Arena
Pavilhão Multiusos de PREÇO €14,90 J
Guimarães Cine Teatro CENTRO DE PORTUGAL
12 de março, às 21h30 Estarreja NA ROTA DAS
PREÇO entre €25 e €35 J 6 de março, às 16h00 O NOME DE DEUS É JUDIARIAS
PREÇO €3 J MISERICÓRDIA Nas cidades e vilas medievais,
Papa Francisco os judeus moravam numa
ACORDES – XV EDIÇÃO Editorial Planeta parte do núcleo habitacional
DO FESTIVAL DE AS RAPOSAS PREÇO €17,70 J que lhes era reservado pela
TUNAS FEMININAS DA Teatro Nacional São João Coroa, a judiaria. Muitas das
ESES Porto casas destes núcleos estão,
Fórum Luisa Todi 3 a 13 de março, às 21h00 UMA ESCOLHA POR ainda hoje, assinaladas com
Setúbal PREÇO entre €5 a €12 J AMOR marcas em soleiras de portas
12 de março, às 21h30 Nicholas Sparks e janelas, indicando que
PREÇO €4 J ASA ali viviam judeus. As mais
DONA RAPOSA E PREÇO €16,90 J conhecidas judiarias na faixa
OUTROS ANIMAIS raiana da Beira situavam-se
ALA DOS NAMORADOS Teatro Municipal Joaquim na Guarda, Trancoso, Castelo
Cine-Teatro Louletano Benite AS GRANDES CARTAS Rodrigo, Celorico da Beira,
Loulé Almada DE AMOR Almeida, Foz Côa, Pinhel,
19 de março, às 21h30 5 e 6 de março, às 16h00 Elizabete Agostinho Linhares e Belmonte.
PREÇO €10 J PREÇO €10 J Editora Guerra & Paz
PREÇO €14,90 J

FUNDÃO MUSIC PLAZA SUITE


FESTIVAL 2016 CAE ESTRANHOS AO LUAR
Pavilhão Multiusos Figueira da Foz Jude Deveraux
Fundão 18 e 19 de março, às 21h30 Quinta Essência
24 de março, às 22h00 PREÇO €15 J PREÇO €16,90 J
PREÇO €10 J

J As sugestões assinaladas com este símbolo podem ser adquiridas nas Lojas CTT ou através da loja online em www.ctt.pt.

32 APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016 https://www.facebook.com/BilheteiraCTT


APOSTA 145 . FEVEREIRO 2016 34
1 - Sol; 2 - Pássaro; 3 - Árvore; 4 - Joaninha; 5 - Balde; 6 - Cor do cabelo rapariga;
7 - Porta; 8 - Buraco na terra; 9 - Cor colete.
VAGARES
CRUZADAS SUDOKU
HORIZONTAIS: 1 - No dia 6 de janeiro, o (...) de Desporto, Cultura e Recreio deslocou-se uma vez mais à sede dos Complete com números de 1 a 9.
CTT para expressar os votos de próspero ano novo – um final de tarde repleto de música, dança e boa disposição; nome
da letra B. 2 - Palavra havaiana que designa lavas ásperas e escoriáceas; depuro. 3 - Erigir; lantânio (s.q.). 4 - Despida; 8 1 5 7
avaliam a grandeza. 5 - Planta liliácea da China; assisti; camareira. 6 - “Economia (...): os 4 superpoderes para se destacar
na economia em rede” foi o tema de mais uma conferência internacional promovida pela AICEP. 7 - Sétima nota da 7 9
escala musical; cofres. 8 - Um certo. 9 - Planta apiácea conhecida por erva-doce; decorreu, no dia 20 de novembro, nas 4 8 6
instalações do DHL Innovation Center, em (...), na Alemanha, o AESForum de 2015, uma oportunidade para analisar como a
inovação está a ser abordada pelos principais operadores europeus. 10 - Igualar (pop.). 11 - O escritor Richard (...) esteve a 3 7 6
9 de dezembro na loja CTT da Gare do Oriente, em Lisboa, para autografar livros e conversar com os seus leitores; designa
diferentes relações, como posse, matéria, lugar, providência (prep.). 12 - Parte mais dura da madeira; contendas.
2 5
13 - Medida de capacidade correspondente a 60 alqueires; rio da Suíça. 6 1 9
VERTICAIS: 1 - Mário Ruivo, o renomado (...) do mar português, reuniu à sua volta grandes especialistas e nomes altos 8 6 5
da ciência, investigação e cultura, na cerimónia de apresentação da mais recente edição CTT. 2 - Nome próprio masculino;
de cor violácea mais ou menos brilhante. 3 - Ser da 1 8
teogonia hindu, de cabeça humana e corpo de serpente;
recitei; reduz a pó. 4 - Letra grega, correspondente ao
1 6 7 9
T; em 2006 chegou o correio do futuro em formato JJJHH
digital – a marca (...) CTT vai ter nova identidade visual
em breve; o meridiano. 5 - Sai do seu país para ir viver
noutro; elemento de formação de palavras que exprime
3 4 9 8 7 6 2 5 1
8 1 6 2 4 5 7 3 9

a ideia de terra. 6 - Terra argilosa, colorida por um óxido 2


4
7
8
5
2
1
7
9
5
3
9
6
1
4
6
8
3
de ferro com a qual se obtém um pigmento natural; 5 3 1 4 6 8 9 7 2

Instituto Camões (abrev.); embarcação pequena para


9 6 7 3 2 1 5 8 4
6 2 8 9 3 7 4 1 5

carga e transporte. 7 - Pequeno carimbo, de caracteres 1 5 4 6 8 2 3 9 7


7 9 3 5 1 4 8 2 6
móveis, para datar; hectare (abrev.). 8 - A plataforma de SUDOKU:
partilha de (...), foi lançada no início de dezembro – uma 9 - Candeeiro teto; 10 - Janela lado dir.

plataforma de carpooling para os colaboradores do helicóptero; 6 - Pessoas a passar; 7 - Cor hélice; 8 - Pá do helicóptero;
4 - Logotipo carrinho CTT; 5 - Emblema Ordem de Cristo no
Edifício CTT, que permite encontrar colegas que fazem DIFERENÇAS: 1 - Cor avião esq.; 2 - Roda avião esq.; 3 - T-shirt carteiro;
percursos casa-trabalho semelhantes e que queiram 8 - Boleias; dar. 9 - Amal; gases.

partilhar a viatura própria; oferecer. 9 - Condutor


4 - Tau; via; sul. 5 - Emigra; geo. 6 - Ocre; IC; barca. 7 - Datador; ha.
VERTICAIS: 1 - Cientista. 2 - Rui; iantino. 3 - Naga; li; mói.
de palanquim, na Índia; num momento em que as 10 - Ugar. 11 - Zimler; de. 12 - Nó; ochas. 13 - Moio; Aar.

Alterações Climáticas estão na ordem do dia, os CTT


medem. 5 - Ti; vi; aia. 6 - Digital. 7 - Si; arcas. 8 - Tal. 9 - Anis; Bona.
HORIZONTAIS: 1 - Centro; bê. 2 - Aa; coo. 3 - Erguer; La. 4 - Nua;
reforçaram a sua posição líder no combate aos efeitos PALAVRAS CRUZADAS:

adversos da emissão de (...) com Efeito de Estufa . SOLUÇÕES:

DIFERENÇAS
Procure as dez diferenças entre os desenhos.
Samuel Trindade / ATG / MC

35