Você está na página 1de 75

HIDROLOGIA

APLICADA

Profa. Dayse Luna Barbosa


Ementa

Conceitos hidrológicos básicos. Dados hidrológicos: grandezas,


unidades e métodos de medida. Bacias hidrográficas:
caracterização fisiográfica. Métodos probabilísticos e estatísticos
na hidrologia. Outros métodos de análises hidrológicas.
Objetivos
A disciplina Hidrologia Aplicada objetiva capacitar os alunos a:

Compreender todos os Familiarizar-se com o uso


processos inerentes a cada uma dos métodos de análise
das fases do ciclo hidrológico; hidrológica;

Desenvolver uma melhor compreensão das


interações entre a ciência hidrológica e sua
aplicação às diversas áreas das engenharias e
de outras ciências aplicadas;

Familiarizar-se com a aplicação Desenvolver uma maior percepção dos problemas atuais, tanto
regionais quanto nacionais e internacionais, que envolvam a
de métodos estatísticos e
quantificação, avaliação e uso dos recursos hídricos.
probabilísticos na hidrologia;
Conteúdo Programático

CONCEITOS O CICLO A BACIA


HIDROLÓGICOS BÁSICOS HIDROLÓGICO HIDROGRÁFICA

PRECIPITAÇÃO EVAPORAÇÃO E
INTERCEPTAÇÃO
EVAPOTRANSPIRAÇÃO

ESCOAMENTO ÁGUA
INFILTRAÇÃO
SUPERFICIAL SUBTERRÂNEA

MÉTODOS PROBABILÍSTICOS E
ESTATÍSTICOS NA
HIDROLOGIA
Referências Bibliográficas

TUCCI, C. M. (org.). Hidrologia: Ciência e Aplicação. Porto Alegre: ABRH/


Editora da UFRGS/USP, 2007.

 COLLISCHONN, W.; DORNELLES, F. Hidrologia para Engenharia e Ciências Ambientais. Editora


ABRH. 2013 .

 VILLELA, S. M. & MATTOS, A. Hidrologia Aplicada. Editora McGraw Hill do Brasil, 1975.
Conceito de Hidrologia
Hidrologia é a ciência que estuda a água sobre a Terra;
sua quantidade, distribuição, circulação, características
químicas e físicas, e sua relação com o meio ambiente e
com os seres vivos. Ven Te Chow

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
O que é Hidrologia?

É uma “ciência da Terra”

De forma bem simplificada pode-se dizer que a


hidrologia tenta responder à pergunta:

O que acontece com a água da chuva?

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Hidrologia
Hidrometeorologia: trata a água na atmosfera

Limnologia: estuda os lagos e reservatórios

Potamologia: estuda os rios

Oceanografia: estuda os oceanos

Hidrogeologia: estuda as águas subterrâneas

Glaciologia: trata da ocorrência de neve/ gelo na


natureza
Adaptado de Walter Collischonn
IPH - UFRGS
Os problemas relacionados à água geralmente requerem
um enfoque multidisciplinar, segundo o qual diversos
especialistas contribuem em suas áreas para entender a
situação e alcançar a melhor alternativa.

Hidrologia aplicada

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Engenharia Hidrológica

• Relacionada aos usos da água • Relacionada ao manejo da água


• Abastecimento • Controle de cheias
• Navegação • Proteção contra enchentes
• Irrigação • Drenagem urbana
• Diluição de poluentes • Proteção/restauração de recursos
• Manutenção dos ecossistemas biológicos
• Pesca • Erosão e assoreamento
• Turismo • Tratamento de esgotos
• Recreação • Gestão de águas
• Geração de energia elétrica

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Algumas manchetes
Estiagem no Sul do Brasil ameaça envio de energia à Argentina

Chuvas de março e abril no Nordeste afastam risco de racionamento de energia,


dizem especialistas

Seca australiana agrava crise global de produção de arroz

Mortandade de peixes no CE

Eucaliptos: as árvores da sede

A seca que atingiu o nordeste no começo de 2012 foi a pior dos últimos 30 anos

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Usos da água no mundo

No ano 2000 o mundo todo usou duas vezes mais água do que em 1960.

O volume de água doce na superfície da terra é relativamente fixo. De


certa forma, à medida que a população cresce e as aspirações dos
indivíduos aumentam, há uma maior possibilidade de escassez de água no
mundo.

O Brasil é um dos países mais ricos em água, embora existam problemas


diversos.

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Abastecimento de Água

A ETA situa-se na localidade denominada de


Gravatá, município de Queimadas, a uma
distância de 21 km de Campina Grande. A
estação é do tipo convencional, com capacidade
para tratar 1.500 l/s.
Adaptado de Walter Collischonn
IPH - UFRGS
Abastecimento de Água

Estima-se em 200 litros por habitante por dia o


consumo de água no Brasil.

A água dos vazamentos infiltra e fica armazenada no


solo ou no subsolo. Eventualmente retorna aos rios.

Aproximadamente 80% da água que chega a uma


residência retorna como esgoto cloacal.

Cidades como Barcelona estão importando água para


abastecimento usando navios.

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Irrigação

Maior uso mundial


Melhor produtividade
Menos riscos climáticos

Algumas dificuldades

Usar água em regiões secas


Transferir água
Conflitos com outros usos
Adaptado de Walter Collischonn
IPH - UFRGS
Água para alimentos

Estimativas de consumo de água


para diferentes produtos.

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Irrigação – transporte de água em sistemas de canais - transposição

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Uso Industrial
Refrigeração
540 litros
Vapor
Processos
Produto
Limpeza

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Lançamento e tratamento de esgotos

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Pesca

Subsistência
Artesanal
Comunidades nativas

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Pesca
Esportiva
Turismo/Recreação

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Navegação
Vantagens:

Maior capacidade de carga


Mais barata para determinadas
cargas ($ por Kg relativamente
baixo) (minério, grãos, madeira )

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Recreação

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Barragens de Jucazinho, Goitá,
Controle de Cheias Tapacurá e Carpina

Reservatório Carpina - PE

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Sedimentos

Assoreamento no rio Paraíba


Adaptado de Walter Collischonn
IPH - UFRGS
Turismo

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Manutenção de ecossistemas

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Geração de Energia

Reservatório da usina hidrelétrica de Coremas

Reservatório da usina hidrelétrica de Sobradinho, no Rio São Francisco, a maior do Brasil Adaptado de Walter Collischonn
IPH - UFRGS
Geração de Energia

Adaptado de Walter Collischonn


IPH - UFRGS
Algumas perguntas típicas:

1) Qual é a vazão máxima provável em um local proposto para uma barragem ?

2) Qual é a disponibilidade de água de um rio e como ela poderá variar entre estações e de
um ano a outro ?

3) Qual é a vazão mínima de um rio que é igualada ou superada 90 % do tempo ?

*Adaptado de Zahed e Porto (USP)


75 % da superfície coberta por água, mas ...
Fluxos e Reservas Globais de Água

Reservas Globais
10^15 m3 % do Total
Oceanos 1350 97.57
Geleiras 25 1.81
Água Subterrânea 8.4 0.61
Rios e Lagos 0.2 0.014
Atmosfera 0.013 9.40E-04
Biosfera 0.0006 4.30E-05
Oceanos - 97,57%
Rios e Lagos - 0,014%

Geleiras - 1,81%
Fluxos e Reservas Globais de Atmosfera - 0,00094%
Água

Águas Subterrâneas - 0,61% Biosfera - 0,000043%


Fluxos e Reservas Globais de Água
Fluxos

10^12 %
m3/ano
Precipitação Continente 99 23.4
Oceano 324 76.6
Evaporação Continente 62 14.7
Oceano 361 85.3
Fluxos e Reservas Globais de Água
Água Superficial no Mundo
Precipitação, Evaporação e Escoamento Superficial por Região
Produção Hídrica de Superfície Mundial
Produção Hídrica de Superfície Mundial
Região Vazão Média Participação
(m3/s) (%)
América do Sul 334000 23.1
América do Norte 260000 18.0
África 145000 10.0
Europa 102000 7.0
Antártida 73000 5.0
Oceania 65000 5.5
Austrália/Tasmânia 11000 0.8
Ásia 458000 31.6
BRASIL 177900 12.3
Total 1448000 100.0
Fonte : Carta da disponibilidade Hídrica do Brasil- DNAEE-DCRH-1984
População Mundial
Regiões onde há deficiência de água
África: Saara (9.000.000 km2) - Kalahari (260.000 km2)

Ásia: Arábia (225.500 km2) - Gobi (1.295.000 km2)

América - Chile: Atacama (78.268 km2)

Onze países da África e nove do Oriente Médio já não têm água.

A situação também é crítica no México, Hungria, Índia, China,


Tailândia e Estados Unidos.
Evolução do Uso da Água no Mundo

Consumo Médio de Água no Mundo/Faixa de Renda


Disponibilidade de Água por Habitante/Região (1000m3)

Fonte: N.B. Ayibotele. 1992. The world water: assessing the resource.
Disponibilidade de Água por Habitante

Capacidade de armazenamento per capita no mundo (m3/habitante)


Consumos de Água Mundial por Macro-Atividade

Residência
Indústria
8%

22%

Agricultura

70%
Recursos Hídricos no Brasil

O Brasil detém 11,6% da água doce superficial do


mundo.

Os 70 % da água disponíveis para uso estão localizados


na Região Amazônica

Os 30% restantes distribuem-se desigualmente pelo


País, para atender a 93% da população
Distribuição dos Recursos Hídricos,
da Superfície e da População
(em % do total do país)

Fonte: DNAEE 1992


Área das Bacias Hidrográficas no Brasil
(em %)
GRANDES BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS
Balanço Hídrico das Regiões Hidrográficas Brasileiras

Região Área Chuva Vazão Evapo Chuva Vazão Evapo Vazão Vazão
transp. transp. % %
km2 m3/s m3/s m3/s mm mm mm Chuva Brasil
Amazonas - Total 6112000 493491 202000 291491 2546 1042 1504 41
Amazonas- Brasil 3884191 277000 128900 139640 2249 1047 1134 47 72
Tocantins 757000 42387 11300 31087 1766 471 1295 27 6
Atlântico Norte 242000 16388 6000 10388 2136 782 1354 37 3
Atlântico Nordeste 787000 27981 3130 24851 1121 125 996 11 2
São Francisco 634000 19829 3040 16789 986 151 835 15 2
Atlântico Leste (1) 242000 7784 670 7114 1014 87 927 9 0
Atlântico Leste (2) 303000 11791 3710 8081 1227 386 841 31 2
Paraná 877000 39935 11200 28735 1436 403 1033 28 6
Paraguai 368000 16326 1340 14986 1399 115 1284 8 1
Ciclo Hidrológico

Fenômeno global de circulação da água entre a superfície


terrestre e a atmosfera, impulsionado fundamentalmente
pela energia solar, associada à gravidade e à rotação da
Terra.
Ciclo hidrológico

Fonte: Adaptada de Brutsaert (2005)


Fases do ciclo hidrológico

• Evaporação
• Transpiração
• Condensação

• Precipitação
• Interceptação
• Escoamento superficial

• Infiltração
http://www.escolovar.org/agua_ciclodaagua.swf
• Percolação
• Escoamento subterrâneo
Água subterrânea:

• Escoamento superficial

• Escoamento sub-superficial

• Escoamento subterrâneo
Tipos de escoamento bacia
• Superficial
• Sub-superficial ??
• Subterrâneo
• Chuva, infiltração, escoamento
superficial
• Chuva, infiltração, escoamento
superficial, escoamento subterrâneo

Camada saturada
• Escoamento
sub-superficial
• Depois da chuva: Escoamento sub-superficial e escoamento subterrâneo

Camada saturada
• Estiagem: apenas escoamento subterrâneo

Camada saturada
• Estiagem: apenas escoamento subterrâneo

Camada saturada
• Estiagem: apenas escoamento subterrâneo

Camada saturada
• Estiagem muito longa = rio seco
Rios intermitentes

Camada saturada
• Onde está a água no mundo?

– A mesma quantidade de água está presente na Terra atualmente como no


tempo em que os dinossauros habitavam o planeta, há milhões de anos atrás.

Reservas de água
Quantificação das
reservas de água:

Oceanos 1350 x 1015 m3


Geleiras 25 x 1015 m3
Águas subterrâneas 8,4 x 1015 m3
Rios e Lagos 0,2 x 1015 m3
Atmosfera 0,0130 x 1015 m3
Biosfera 0,0006 x 1015 m3

Fluxos: P = E = 1012 m3.ano-1


• Ciclo global:
• ciclo fechado
• recirculação de toda a água
• oceanos: mais evaporação do que precipitação
• continentes: mais precipitação do que evaporação

• Ciclo regional
• ciclo aberto
• parte da água retorna
• parte da água é trazida de fora pela atmosfera
• balanço hídrico

O ciclo hidrológico global e regional


Balanço Hídrico Regional

Simplificado
Balanço Hídrico:

• dV = P – E – Q

• no longo prazo dV pode ser considerado zero

• P=Q+E
Balanço anual da
Bacia Hidrográfica:

• Entrada:
• Precipitação (P)
• Saídas:
• Escoamento (Q)
• Evapotranspiração (E)

P=Q+E
Atenção: Não estamos considerando o armazenamento!!!!
Unidades de medida em hidrologia

Área da bacia → km² ou ha

Precipitação → mm

Intensidade de precipitação → mm/h

Evapotranspiração → mm

Infiltração → mm/h

Vazão → m³/s
Representação Gráfica de Variáveis Hidrológicas

Hidrograma

Hidrograma+Pluviograma

Pluviograma
Balanço Hídrico de uma Bacia
Limite da P
Bacia

EVT

Infiltração
Lençol Q
Freático em Zona
t =1 Aerada

Lençol DS
Freático
em t =0

Zona
Saturada

Substrato Impermeável
Balanço Hídrico de uma Bacia

P  Q  E  DS
• onde :
• P = Precipitação
• Q = Vazão
• E = Evapotranspiração
• DS = Armazenamento Subterrâneo
Adaptado de Walter Collischonn
IPH – UFRGS e Ticiana Studart

Você também pode gostar