Você está na página 1de 2

Português

Verbo
Flexão do verbo: modo imperativo

Valores do modo imperativo

O modo verbal determina a atitude do locutor em relação à ação.


O modo imperativo pode exprimir:

Uma ordem Ex.: Arruma o teu quarto.

Um conselho Ex.: Vai para casa descansar.

Um pedido Ex.: Traz-me um café, por favor.

Um convite Ex.: Anda connosco!

Características do modo imperativo

O modo imperativo apresenta apenas duas formas verbais, a 2.ª pessoa do singular (tu) e a 2.ª
pessoa do plural (vós).

2.ª pessoa do singular (tu) 2.ª pessoa do plural (vós)

Faz o trabalho de casa. Fazei o trabalho de casa.

Para as outras pessoas, nomeadamente a 3.ª pessoa do singular (ele, ela, você) e do plural
(eles, elas, vocês) e a 1.ª pessoa do plural (nós), utiliza-se o presente do conjuntivo.

Na forma negativa do imperativo, também se utiliza o modo conjuntivo.

Ex.:
Não feches a janela.
Não fiques aí a ver televisão.

Há outras estratégias linguísticas que podem substituir o imperativo na expressão de ordens,


pedidos, sugestões, conselhos…

Alguns substitutos do imperativo Exemplos

Interjeição Chiu! Silêncio! Caluda!

Imperfeito do conjuntivo E se te calasses?!

Presente do indicativo Entregas-me o trabalho amanhã.

Futuro do indicativo Não roubarás.

Infinitivo Não pisar a relva.

www.escolavirtual.pt © Escola Virtual 1/2


Português

Podemos reforçar ou atenuar o tom imperativo de uma frase, imprimindo-lhe diferentes


entoações ou usando outras estratégias:

Exemplos Reforço Atenuação

Sai, sai imediatamente! X

Fora! Rua! Ala! Andar! X

Vá para o diabo que o carregue! X

Não sairás! X

Proibido abrir a porta. X

E se te fosses embora?! X

Por favor, sai. X

Vais-te embora amanhã. X

Quer ter a bondade de sair? X

www.escolavirtual.pt © Escola Virtual 2/2

Você também pode gostar