Você está na página 1de 11

N° 52

Ano 4/2016
2ª Edição

www.mundodasespecialidades.com.br

Acampamento
nível 1
ATIVIDADES RECREATIVAS

Ministério dos Desbravadores


Igreja Adventista do Sétimo Dia
mundodasespecialidades

mundodasespecialidades@hotmail.com

mundodasespecialidades

www.mundodasespecialidades.com.br

EXPEDIENTE

2ª Edição: Disponível em
www.mundodasespecialidades.com.br
Direção Geral:
Khelven Klay de Azevedo Lemos
Diagramação e Edição:
Khelven Klay de A. Lemos
Coord. de Guias das Especialidades:
Thomé Duarte
Editoração e Revisão : Aretha Stephanie
Autor: Aênio Rodrigues Nascimento

O que vem por aí ///


Impressão: Servgrafica Editora
por Mundo das Especialidades
SITE MUNDO DAS ESPECIALIDADES

J
á falamos “Não levar nada Além de fotos, não deixar nada além de Telefones:(84)8778-0532
pegadas, não matar nada além do tempo”; é com esse pensamento E-mail:mundodasespecialidades@hotmail.com
Site: www.mundodasespecialidades.com
que devemos nos planejar e agir durante um acampamento.
Facebook:Facebook.com/mundodasespecialidades
No Clube de Desbravadores não existe atividade mais atrativa e espe-
rada durante o ano como um acampamento. Quem não se lembra de DIREITOS RESERVADOS:
seu primeiro acampamento, as expectativas, curiosidades, a quan- A reprodução deste material seja de forma total ou
tidade de informações... parcial de seus textos ou imagens é permitida, des-
Ai começam as dúvidas: o que levar? Como Agir? E a roupa? de que seja referenciado o Mundo das Especialida-
des e seus autores pela nova autoria ao fim de seu
O que levar pra dormir? Onde vou dormir? E a alimentação? Nossa... É material. Todos os direitos reservados para Mundo
uma quantidade enorme de questões que vamos tentar solucionar! das Especialidades
Como já foi dito “Não levar nada Além de fotos, não deixar nada
além de pegadas, não matar nada além do tempo”; essa sem dúvida UNIÃO NORDESTE BRASILEIRA
UNIÃO LESTE BRASILEIRA
é a primeira regra e o pensamento que deve ser mantido por todos no
acampamento. Como Desbravadores somos mordomos do que nosso IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
Deus criou e somos um exemplo para a sociedade, entre nossas funções MINISTÉRIO DOS DESBRAVADORES
estão a preservação, o cuidado e o carinho com as coisas que o Criador Natal, RN, Abril de 2016
fez com tanto zelo, e se possível devemos deixar o local melhor do que
encontramos.

QUEM ESCREVE

AÊNIO RODRIGUES

Bom Estudo!
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

Estadia e pernoites

É comum após um acampamento ficar lixo, sisal, madeira, cin-


zas, tocos queimados, entre outros dejetos e tudo isso deixa o local
pior do que encontramos, logo mais vamos ver como fazer com esse
materiais.Que tal conhecermos um pouco de alguns equipamentos
que podemos utilizar? Primeiro vamos ver alguns pra uma boa noite de
sono:
Saco de dormir: É uma ótima escolha pra quem não gosta muito do
volume e peso de colchonetes ou colchões, prático no manuseio, leve
pra ser carregado e melhor ainda pra ser acomodado na mochila.
O saco de dormir, pode ser utilizado tanto dentro como fora de uma
barraca, porém, para se utilizar fora, é melhor ver em que época será
realizado o acampamento, pra não ser surpreendido com uma chuva!
Colchonete: Se encaixa nas características do saco de dormir, porém
seu preço é bem menor, e dependendo da espessura tem-se também
uma grande facilidade em acomodá-lo junto com a bagagem, porém,
nem sempre são muito confortáveis.
Colchão inflável: Quando se fala de conforto e praticidade, é dele
que falamos. Ficou muito popular nos últimos anos por seu conforto
proporcionado em um acampamento, sem contar que em acampa-
mentos onde chove muito e pela barraca ter sido montada de forma
irregular ele ainda ajuda no salvamento de seu equipamento, por ser
impermeável com seu equipamento em cima, ele ainda te “salva” de ter
seus pertences molhados.
Rede: Um item muito interessante quando se fala em dormir, é mui-
to utilizado em acampamentos de verão, acampamentos com grupos
menores ou em treinamentos de sobrevivência. Sua vantagem está na
facilidade de ser montada, peso e acomodação na bagagem. Hoje já
existem redes mais preparadas para acampamentos, com teto (TARP)
e até áreas preparadas pra serem colocadas as bagagens.

O que levar na mochila?

Alguns itens são indispensáveis, e é muito interessante que


sejam comprados ou adquiridos com uma boa análise pra não se jo-
gar dinheiro fora, ver sua praticidade, comodidade, fácil manuseio, fá-
cil manutenção e, claro, a durabilidade. Uma dica legal é perguntar
aos acampantes mais experientes o que se levar, qual comprar e onde
comprar é muito interessante, e até quem sabe aprender dicas e práti-
cas de manuseios.
É comum que acampantes de primeira viagem levem muitas
coisas ou esquecerem-se de levar algumas coisas essenciais pra um
bom acampamento, não se deve levar nada além do que se precisa,
e isso vai variar dependendo do local, quantidade de dias, estação do
ano, e com quem se vai dormir na barraca.

Atividades Recreativas * Acampamento 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 02


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
w
ATIVIDADES RECREATIVAS

>>> Observe que em noites frias você claramente vai precisar estar
bem agasalhado. Se possível, levar tocas, luvas, cachecol ou até mes- Se ligue!
mo um shemagh. Busque deixar tudo programado com seus compa-
nheiros de barraca sobre onde vão dormir, colchão, colchonete e saco Itens que em todos os acampamen-
tos são necessários:
de dormir. Assim podem deixar combinado quem deve levar algo mais
quente para dormir e. em situações mais extremas, o calor humano •Bíblia (Desbravador não pode nunca andar
pode ser bem aconchegante e quentinho. desarmado)
•Cantil
Barracas •Canivete (sempre bom solicitar ao membro
da direção que o auxilie no uso)
•Talheres
Uma grande alegria pra o desbravador é a oportunidade de dormir em •Papel higiênico
uma barraca. Algo tão leve, prático e fácil de ser montado não é? Mas •Medicação (Faz-se necessário avisar ao seu
anos após anos desbravadores reclamam de suas roupas molhadas, conselheiro ou ao padioleiro que medicação
que sua barraca foi alagada e outras situações muito desesperadoras. você toma e se possível deixar com algum de-
Na hora da chuva a barraca deve ser um local de refúgio e não de les)
desespero, alguns anos atrás vi uma desbravadora que saiu de sua •Lanterna (Adquira essas novas de LED, são
mais econômicas, práticas e sua potência é
barraca, que estava montada de forma irregular, no meio da chuva com
maior)
sua única peça SECA pra secar o teto da barraca porque, segundo ela, •Colchão inflável, colchonete, saco de dormir
estava molhando tudo dentro. ou rede
1. Uma barraca bem montada não poderá ter o sobreteto encostando •Material de higiene pessoal
•Protetor solar
no teto ou mosquiteiro. Os estabilizadores (varetas) laterais deverão
estar bem esticados, sempre. SEMPRE TENSIONAR BEM A BARRACA,
seguindo a costura. A costura do teto é uma guia para os estabilizado-
res (varetas) laterais.
2. Escolha um local plano, verifique se não existem pedras, gravetos,
buracos ou qualquer objeto que possa prejudicar a integridade física
da barraca.
3. Não acampar debaixo de árvores, pois galhos secos podem cair e
furar a barraca e até mesmo machucar o acampante.
4. Sempre verificar a direção do vento pra o mesmo não levar ou até
mesmo quebrar as varetas. A porta da barraca deve sempre ficar em
lado oposto a direção do vento.
5. Para conservar sua nova “casa”, guarde-a sempre seca e limpa, ilhós
pois a sujeira pode danificar a qualidade do tecido e das costuras. Ao Sobreteto
lavar, use sempre água abundante. Se não for suficiente, um detergen-
te ou sabão neutro. Deixe secar, de preferência, à sombra. Jamais a
deixe montada ao ar livre por longos períodos. Lembre-se: sol, vento varetas
e chuva são prejudiciais aos tecidos. Se possível limpar com pano
seco no local do acampamento
6. Se você utiliza muito a sua barraca, ela poderá
apresentar sinais de desgastes principalmente
quanto à impermeabilização, qualidade fundamental
de uma barraca. Utilize produtos impermeabilizantes
sobre o tecido e prolongue, assim, a vida do seu
equipamento. >>> cortina

É muito comum se utilizar em acampamen- zíper


tos de chuva uma lona abaixo do chão da
barraca, essa pratica não é adequada, pois
quando chove o solo abaixo da barraca
precisa drenar a água e com a lona abaixo do
teto são criadas poças que só ajudam a “alagar”.

mosquiteiro

03 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Acampamento 1 * Atividades Recreativas


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

7. Um avanço lateral ou frontal é importante para guardar o material


durante a noite. Barracas para duas pessoas com duas portas pode
ser uma ótima opção, deixando as duas pessoas independentes e com
avanço para cada uma individualmente guardar seus equipamentos.
Por outro lado, algumas barracas possuem uma porta apenas com um
grande avanço, que poderá ser facilmente compartilhado.
8. Jamais, em tempo algum, acenda um fogareiro dentro da barraca. Você sabia?
Além do náilon ser ultra inflamável, o fogareiro rouba todo o oxigênio
disponível e poderá, facilmente, causar a morte por asfixia dos usuá- Quando for comprar sua barraca
rios.
A. na hora de comprar barraca, prefira
barraca que se encaixe com sua neces-
Condições Sanitárias sidade.
B. Compre sempre as que possuem teto
Agora que já temos uma noção do que levar e de nossa barra- e sobreteto separados.
ca que tal analisarmos um ponto muito importante no acampamento. A
higiene tanto pessoal quanto do local. C. Procure varetas com espessura gran-
des para garantir resistência contra o
Querido desbravador, pode ser algo muito bobo, mas não es- ventos fortes.
pere que no local de acampamento você encontre um banheiro da for-
ma que você tem em sua casa. No acampamento temos que lembrar D. Se possivel, dê prefereencia às que
de que estamos em um ambiente que não devemos modificar, e sim possuem colunas d`água superiores a
nos adequar da melhor forma possível a ele. Então preste atenção em 800mm
mais essas dicas e informações. E. Observe se os acabamentos e costu-
1. Observe o local separado pela direção para banho, lá somente é ras são de boa qualidade.
para BANHO. Não devemos brincar ou pensar que é local de LAZER.
2. No local do banho, não deixe caixas ou embalagens de seus produ-
tos de higiene pessoal;
3. Não contamine a água que vai ser utilizada para alimentação com
nenhum tipo de dejeto.
4. No local conhecido como SETOR X (nosso banheiro improvisado)
respeite o ambiente e as regras lá estabelecidas. Se for possível, após
a sua utilização jogue um pouco de CAL. Ele evita o mau cheiro e inse-
tos indesejáveis.
5. Na confecção do Setor X, observe questões como VENTO, CÓRRE-
GO ou até mesmo LENÇÓIS FREÁTICOS.
6. Quando acabar o acampamento, lembre-se de enterrar a latrina do
Setor X e não deixar de algum jeito quaisquer vestígios.
7. Nunca cuspa na água quando estiver escovando os dentes. Cuspa
na areia.

Latrina simples

Atividades Recreativas * Acampamento 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 04


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

Barracas Banheiro

Se você gosta de aventuras em


montanhas com o excesso de
pessoas nesse tipo de atividade,
a falta de estrutura em banheiros
tem se tornado um grande pro-
blema, transformando locais de
camping em verdadeiros campos
minados. O montanhista Maxi-
mo Kausch conta como resolveu
o problema em suas expedições
com a criação das barracas ba-
nheiro. Utilizando de uma barra-
ca já velha, esta estrutura tem se
tornado útil.

Se ligue! Canivetes e facas

Utensílios de Cozinha Um bom canivete pode ser um substituto eficiente da faca,


desde que possua uma lâmina forte e que permaneça firme quando
Os materiais de cozinha devem ser bem lava- aberto. Lembre-se que deve ser evitada a ostentação desnecessária
dos e armazenados em uma cozinha prepa-
da faca e do canivete, que devem ser levados à cinta, única e exclu-
rada com pionerias, lembrando-se de nunca
agredir a natureza, levar sempre materiais de sivamente quando estiver em uso, caso contrário deve ser levada nos
limpeza que seja biodegradáveis, não levar bolsos da mochila. Um bom facão é outro instrumento de grande utili-
limpa alumínio porque suja rios e lençóis fre- dade, podendo inclusive substituir o machado em serviços mais leves.
áticos. Selecionar uma área exclusiva pra lava- É importante que seja de boa qualidade para que tenha a resistência
gem de panelas e pratos, que seja um pouco necessária. O uso do facão é serviço pesado, e caso não tenha a qua-
afastada do rio pra não sujarmos com os de- lidade necessária torna-se muito perigoso. Deve ser leve, porém sua
jetos orgânicos e os dejetos dos produtos de construção deve ser tal que quando em movimento ganhe a energia
limpeza. necessária aos cortes a que se destina.
O exemplo das facas, os cabos devem ser de boa qualidade,
anatômicos e sem protuberâncias a fim de que não machuquem as
mãos. É sempre preferível que quando fora de uso seja levado em sua
bainha. Quando em uso, certificar-se sempre de que não existem pes-
soas no raio de alcance da ferramenta. Quando caminhar, muito cui-
dado com o equilíbrio, pois quedas quando se segura facões podem
causar sérios acidentes. A faca é uma ferramenta bastante útil para o
desbravador e, por isso, deve ser bem comprada e bem cuidada.
Ao comprar a faca, verifique se o cabo é resistente e se a faca
está bem equilibrada. Normalmente as facas já são vendidas com bai-
nha. Se a sua não tiver, deverá arranjar uma o mais depressa possível.
Você pode sempre decorar a bainha da faca com coisas que te identi-
fiquem, como uma espécie de marca pessoal. >>>

Na imagem, faca Cavallini Explorer foi


criada pelo próprio Celso Cavallini para
suprir suas necessidades em suas expedi-
ções e é produzida pelo renomado Cutelei-
ro Ricardo Vilar. É uma faca extremamen-
te operacional, preparada para aguentar
grandes desafios.Conheça mais através do
e-mail: LojaCavallini@gmail.com

05 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Acampamento 1 * Atividades Recreativas


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

Como entregar a faca a alguém

Alguns acabam sempre se cortando com facas (e mesmo ca-


nivetes) ao receberem-nas de outra pessoa. O desbravador deve saber
como entregar corretamente uma faca, e também ter o devido cuidado
ao recebê-la de outra pessoa. Não há uma maneira única de entregar
a faca. Apenas é preciso ter cuidado para ninguém se cortar com a
lâmina.

Errado: Ao dar a faca com a lâmina Errado: Quando a pessoa que recebe Correto : A pessoa que entrega a
para frente, a pessoa que a recebe pode puxar a faca, a lâmina desliza sobre os faca nunca se corta, porque os dedos
se cortar, mesmo que vá pegar no cabo. dedos de quem está entregando, cortan- estão fora do alcance da lâmina. Por
Uma faca deve sempre ser entregue do-os de imediato. seu lado, a pessoa que a recebe, tem o
com o cabo livre para se pegar. cabo completamente livre para pegar,
ficando igualmente fora do alcance da
lâmina.
Como cortar gravetos

Para evitar um corte no dedo ou na mão, os movimentos da


faca devem ser sempre feitos para fora do nosso corpo, no sentido
Você sabia?
oposto à mão com que seguramos a madeira ou graveto. Assim, a
lâmina da faca nunca vem contra nós. Cuidados com a faca

SIM NÃO A faca deve andar sempre na bainha,


quando não estiver em uso. No fim dosa-
campamentos e atividades, siga sempre
os seguintes passos:
1- Limpá-la cuidadosamente de todos os
detritos, usando detergente se for preci-
so.
2- Secar bem toda a faca, para evitar fer-
rugem.
3- Afiar a lâmina para ficar pronta para a
próxima atividade.
4- Untar a lâmina (e outras partes metáli-
cas) com óleo para proteger da ferrugem.
5- Embrulhá-la com plástico, para conser-
var o óleo.
Além disto, você deve ter o cuidado de deixar a faca de ma- 6- Guardá-la numa gaveta ou caixa onde
neira que ninguém se corte na lâmina. Deixar a faca no chão é um dos ficará em segurança.
erros mais comuns de alguns: Além de apanhar umidade e de alguém
Enquanto estiver no campo e usando a
poder pisar e parti-la, alguém descalço ou de chinelos pode cortar- faca, talvez precise guardá-la e não tenha
se. Também espetar a faca num cepo pode ser perigoso, pois alguém a bainha por perto, ou então ter a faca
pode cortar-se ao passar por ali, além de acabar por torcer o bico da tão suja que não queira guardar na bai-
faca caso seja espetada de ponta. Nunca esquecer que quando espe- nha. Alguns cometem os maiores erros
tar uma faca num cepo é apenas por alguns minutos ou segundos, e nestas horas, mas você, como bom des-
bravador, fará o correto.
que o local não pode ser frequentado por outras pessoas, se não al-
guém pode se cortar. Nunca espetar a faca na terra - se espetar na terra
poderá encontrar uma pedra que estrague o seu fio. Mesmo espetando
em areia, há sempre prejuízo para o fio da lâmina.

Atividades Recreativas * Acampamento 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 06


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

Se ligue! Machado ou machadinha

Não usar a faca (ou canivete) num veículo em


A diferença entre o machado e a machadinha está no tama-
movimento, como por exemplo, num ônibus
ou carro. Um solavanco inesperado pode cau- nho. O machado é grande e usa-se com as duas mãos. A machadinha
sar um acidente com a lâmina. No caso de uma é bem menor e basta uma mão para manobrá-la. O acampante costu-
freada brusca, a faca pode espetar-se no seu ma usar a machadinha.
corpo ou atingir outra pessoa. Quando come-
A machadinha, usada só com uma mão, requer mais pontaria
çar usar a faca, canivete ou machado tenha a
preocupação de verificar se tem pessoas pró- do que força. Os golpes com a machadinha são dados pausadamente,
ximas de você, que poderiam vir a serem víti- calculando sempre o local do golpe, e sem excesso de força. O ma-
mas de algum deslize da lâmina. Se transpor- chado, apesar de ser pego com duas mãos, usa-se também pausada-
tar a faca dentro da mochila, deve ter cuidado mente, sem força excessiva e apostando sempre na pontaria. A macha-
para não enfiá-la à força no meio das coisas, dinha, por poder ser usada apenas com uma mão, deve se pegar na
pois o bico da faca pode furar a bainha e ras- ponta do cabo, e não no meio dele. Tem-se melhor balanço, e é preciso
gar o material ou mesmo a mochila. fazer-se menos força.

olhal

pescoço

face

fio da
lâmina cabo Sempre que começamos usar um machado, devemos verificar
o seguinte:1 - Se a cunha está bem fixa. Mergulhar o machado em
água faz inchar a madeira e assim garantir melhor a fixação do cabo na
lâmina. 2- Se não há ninguém por perto que possa ser atingido por um
pega golpe.
A. Para cortar um galho, nunca devemos fazer sobre terra, pois a lâmi-
Você sabia? na acabará sempre atingindo o solo, estragando o fio. Deve-se sempre
apoiar o galho em cima de um cepo mais grosso.
Segurança

Além de saber manejar corretamente NÃO SIM


o machado, você deve igualmente saber
tomar todas as medidas de segurança re-
lativamente a está ferramenta.
Tal como a faca, canivete ou outra fer-
ramenta cortante, o machado não deve
ser deixado caído no chão, encostado a
uma árvore e muito menos cravado no
tronco vivo de uma árvore. O seu manejo
deve observar regras de segurança para o
utilizador, assim como para pessoas que
se encontrem por perto.
Devemos ter todo cuidado ao usar o
machado para que este não atinja sua
perna ou braço. Se estiver segurando
com a mão no tronco ou galho que esta
sendo cortado, verifique se a mão não
esta ao alcance de nenhum golpe desvia-
do por acaso.

07 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Acampamento 1 * Atividades Recreativas


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

B. O ponto onde vamos cortar deve estar bem apoiado e o mais fixo Desbastar um tronco
Para limpar ou desbastar um galho ou tronco, co-
possível. Nunca desferir golpes com o machado sobre um ponto do meça-se pela parte mais grossa e vai-se avançan-
galho que esteja sem apoio, pois o efeito será fraco e o galho ao vibrar do em direção à ponta, no sentido de crescimento
pode fazer com que o machado salte e atinja o utilizador. da árvore. Se os golpes forem dados no sentido
contrário, acabará por rachar o tronco.

SIM
NÃO

SIM NÃO

C. A inclinação do machado é importantíssima para o efeito dos gol- Os golpes devem O machado
pes. Nunca se deve dar os golpes com a lâmina num ângulo de 90º, ou ser alternados, nunca deve ser
ora inclinados usado como
seja, na vertical. Deve-se inclinar sempre o machado para fazer aproxi- para a esquerda martelo, pois não
madamente um ângulo de 60º. ora para a direita. foi para isso que
foi feito.
NÃO SIM
90º 60º

D. A técnica precisa de duas zonas de golpe: a primeira de um lado, e Cortando um cabo verde
a segunda do lado oposto e mais em cima. Esta técnica aplica-se tanto Para cortar uma vara verde, segure pela parte de
cima para envergar. Os golpes devem ser dados
para um galho, como para um tronco, como para árvores. No caso de com inclinação de 60º e não perpendicularmente
uma árvore, esta cairá para o lado da primeira zona de golpe. à vara. Vergar a vara aumenta o efeito de corte do
machado.

SIM NÃO

Atividades Recreativas * Acampamento 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08


www.mundodasespecialidades.com.br
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

Fazendo estacas E. Para rachar lenha, comece cravar a lâmina no tronco (não precisa
Para afiar uma estaca, devemos apoiá-la em cima ser com muita força), junto a uma das extremidades. Em seguida, vai
de um cepo, e golpeá-la com pontaria, como na fi- batendo com o conjunto tronco-machado em cima de um cepo. Aos
gura. A cada golpe vire um pouco a estaca. Uma poucos o machado vai-se enterrando cada vez mais no tronco, rachan-
estaca deve ter a parte de trás ligeiramente desbas-
tada, como na figura acima, para evitar que, ao ba- do-o ao meio.
ter nela, se desfaça.

Como guardar o machado: O machado deve ficar guardado den-


tro da respectiva bainha, ou cravado num cepo ou num suporte próprio
montado no campo. Para cravar o machado num cepo é comum ver
pessoas desferirem grandes golpes sem grandes resultados. A técnica
consiste unicamente em espetar a lâmina em bico, e não com o fio
todo. Para isso, a lâmina deve ficar paralela ao cepo.

NÃO NÃO

SIM SIM
Transporte: O transporte do machado é outro fator importante na se-
gurança. Quando o transportar na mão, segure-o sempre pela lâmina,
e nunca pelo cabo. Os iniciantes, quando pegam no machado pela pri-
meira vez, costumam andar com ele segurando no cabo e balancean-
do-o, arriscando-se a bater com a lâmina nas pernas ou atingir algum
colega. Se o machado for grande poderá levá-lo ao ombro, mas sem-
pre com o fio da lâmina virado para fora. Quando se passa o machado
a outra pessoa, devemos entregá-lo sempre segurando na lâmina, para
que se possa pegar facilmente no cabo.

Se ligue!

Para evitar a ferrugem, devemos seguir al-


guns conselhos:
!- Quando regressar de uma atividade, limpe
bem o machado, para tirar toda a sujeira e
umidade.
2- Para retirar ferrugem, use palha de aço.
3- Para conservar o machado sem ferrugem,
unte a lâmina com óleo Singe, e embrulhe com
plástico.

09 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Acampamento 1 * Atividades Recreativas


www.mundodasespecialidades.com.br
sdsdsd
Guia das Especialidades
ATIVIDADES RECREATIVAS

Fogo do Conselho Pense sobre isto!

Uma atividade muito esperada em um acampamento é a con- Lições para a vida


versa à noite ao redor de uma fogueira, um momento de confraterniza-
ção, descanso, até mesmo um momento pra instrução ou o magnífico Aproveite também o tempo do acam-
“FOGO DO CONSELHO”, um momento de adoração e um dos mais pamento para tirar lições espirituais so-
belos encontros com Deus. Mas a fogueira além de ser pra tudo isso bre seu relacionamento com Jesus, pais
tem sua comodidade que é espantar animais que possam fazer mal ao e amigos. É neste momento quando esta-
mos refletindo que crescemos e amadu-
bom andamento do acampamento. recemos.
1- Local: Não deve ser próximo à barracas ou a materiais inflamáveis
como madeira ou capim seco.
2- Ter sempre próximo um balde com água ou areia pra poder apagar
o fogo com facilidade para uma eventual necessidade.
3- Se for necessário mexer no fogo, cuidado ao utilizar materiais que
são condutores de calor ou que inflamam com facilidade.
4- Cuidado ao armazenar os fósforos pra eles não acabarem sendo
molhados
5- Nunca utilizar madeira “VERDE” (madeira retirada de árvores vivas)
6- Em períodos de chuva proteger a lenha com lona Se ligue!

Como nossa regra é sempre preservar a


natureza, não agredi-la, sujá-la ou prejudicá-la
de alguma forma a prática de “QUEIMAR O
LIXO” não deve ser realizada. O lixo queimado
traz muito prejuízos ao acampamento, acam-
pantes e, claro, à natureza.

O lixo orgânico pode e deve ser enterrado


em um local conhecido como LATRINA, que
deve ser um buraco de 1,5M longe do acam-
pamento e rio. Os demais materiais devem
ser armazenados em um local próprio e ser
trazido à cidade onde deve ser descartado de
forma adequada.

Fogo do Conselho

Pão no Espeto

Algo bem legal de se praticar no acampamento é a cozinha


rupestre, onde devemos aprender a preparar refeições rápidas e sem
utilização de utensílios de cozinha. Uma das mais legais de ser feita
é o pão de caçador ou pão no espeto. Coloque em um recipiente a
água morna e dilua o sal. Em outro recipiente, misture o fermento com
a farinha, faça um montinho com um buraco no meio e coloque um
pouco da água preparada anteriormente. Com a ponta dos dedos vá
misturando tudo e acrescentando água até que a massa esteja bem
homogênea e não grude mais nas mãos.
Com a massa pronta, faça umas “minhocas” gigantes e enrole Ingredientes:
em pedaços de bambu ou espetos feitos com galhos secos. Coloque 500 g de farinha de trigo
os espetos a uma distância de 10 a 15 cm de um fogo em brasa (nunca 1 colher de sopa de sal
nas chamas), girando até que toda a sua volta esteja assada. Depois, 1 xícara de água morna
é só saborear os pães! Bom apetite! 1 pacote de fermento

Atividades Recreativas * Acampamento 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10


www.mundodasespecialidades.com.br