Você está na página 1de 18

A ARTE GÓTICA

PINTURA
OS VITRAIS GÓTICOS ANÁLISE TEMÁTICA
 TEMAS RELIGIOSOS MAIORITÁRIOS:
ANTIGO E NOVO TESTAMENTO,
VIDA DE JESUS E MARIA.

 CENAS DO QUOTIDIANO RURAL E


OFICINAL.

 RETRATOS DE PATRONOS.

ANÁLISE FORMAL
 FORMAS LINEARES, SINTETIZADAS
E DEPURADAS.

 CORES PRIMÁRIAS (AZUL,


AMARELO E VERMELHO).

 USO DO BRANCO E DO PRETO.

 COMPOSIÇÕES COMPLEXAS E
DENSAS EM CENÁRIOS EXÍGUOS.

ANÁLISE ESTÉTICA
VITRAIS DA CATEDRAL DE CHARTRES (SÉCS. XII-XIII) • A ESSÊNCIA DO VITRAL É A LUZ.
AS ILUMINURAS GÓTICAS IRMÃOS LIMBURGO
ILUMINURA DDO LIVRO DE HORAS
“LES TRÊS RICHES HEURES DU DUC
DE BERRY”
1412-1416

ANÁLISE TEMÁTICA:
VIDA QUOTIDIANA RURAL: TRABALHO NO CAMPO.

ANÁLISE FORMAL:
CONCEÇÃO DO ESPAÇO COM ELEMENTOS
ARQUITETÓNICOS.
CORES VIBRANTES COM PREDOMÍNIO DO AZUL.
UTILIZAÇÃO DE DOURADO (INFLUÊNCIA
BIZANTINA).

ANÁLISE ESTÉTICA:
ENORME RIQUEZA CROMÁTICA.
INSERE-SE NO “GÓTICO INTERNACIONAL”.
REVOLUÇÃO NA TOSCÂNIA

«A importância dos pintores toscanos […] reside no corte com a tradição


bizantina e na procura do naturalismo, pela racionalização da representação,
sempre enquadrada em cenários naturais arquitetónicos […], ainda que
ingenuamente captados.
Outras inovações resultam da individualização expressiva das personagens pela
particularidade dos rostos, posturas e gestos e, principalmente, da massa
volumétrica transmitida aos corpos pelo melhor tratamento do claro-escuro.»
In: Ana Lídia Pinto e outras (2014). Ideias & Imagens 10,. Porto: Porto Editora, p. 207.
BONAVENTURA BERLINGHIERI

A TRADIÇÃO BIZANTINA S. FRANCISCO DE ASSIS


TÊMPERA SOBRE MADEIRA
VISITAÇÃO
1235
PINTURA SOBRE MADEIRA
IGREJA S. MARIA
ESCOLA CATALÃ DE PINTURA
BARCELONA, ESPANHA
INÍCIOS SÉC. XIII

ANÁLISE TEMÁTICA:
S. FRANCISCO E A SUA VIDA.

ANÁLISE FORMAL:
* QUADROS NARRATIVOS DA VIDA DE S. FRANCISCO.

* INFLUÊNCIA BIZANTINA, PRESENTE NO FUNDO


DOURADO E NA RÍGIDA POSTURA CORPORAL.

ANÁLISE ESTÉTICA:
* NEGAÇÃO DA ESPACIALIDADE.

* CARÁTER TRANSCENDENTE E SAGRADO DA FIGURA


DE S. FRANCISCO, REALÇADO PELO FUNDO
DOURADO.
TRECENTO ITALIANO ANÁLISE TEMÁTICA:
TEMÁTICA RELIGIOSA: “A VIRGEM”.

ANÁLISE FORMAL:
COMPOSIÇÃO EM DOIS NÍVEIS: O DA VIRGEM, JESUS E OS
ANJOS E O NÍVEL DAS PERSONALIDADES E PATRONOS.
PERSPETIVA EMPÍRICA, ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÃO
DAS FIGURAS.
INFLUÊNCIA BIZANTINA - FUNDO DOURADO E A POSTURA
CORPORAL RÍGIDA.

ANÁLISE ESTÉTICA:
EXPRESSIVIDADE, PATENTE NAS FIGURAS DO PATAMAR
INFERIOR.

CIMABUÉ
VIRGEM EM MAJESTADE
TÊMPERA SOBRE MADEIRA - 385X223 CM
1285
TRECENTO ITALIANO GIOTTO DI BONDONE
S. FRANCISCO PREGANDO AOS PÁSSAROS
FRESCO- 270X200 CM
1295-1300

ANÁLISE TEMÁTICA:
S. FRANCISCO E A PREGAÇÃO.

ANÁLISE FORMAL:
POSTURA HUMILDE DE S. FRANCISCO
INDICIA A RELAÇÃO DEUS – NATUREZA.
ALGUMA NOÇÃO DE PROFUNDIDADE.
ELEMENTOS NATURAIS PRESENTES –
ÁRVORES E PÁSSAROS.
FUNDO NÃO TOTALMENTE PLANO.

ANÁLISE ESTÉTICA:
REALISMO E APROXIMAÇÃO AO
NATURALISMO.
TRECENTO ITALIANO

GIOTTO DI BONDONE
LAMENTAÇÃO
FRESCO
1303-1305

SENDO AS IGREJAS
ITALIANAS BAIXAS,
LARGAS E COM
PAREDES COMPACTAS,
A TÉCNICA DO FRESCO
PERMANECEU
DOMINANTE, AO
CONTRÁRIO DO QUE
ACONTECEU NO
NORTE DA EUROPA.
TRECENTO ITALIANO
DUCCIO DE BUONINSEGNA
VIRGEM EM MAJESTADE
TÊMPERA SOBRE MADEIRA – ALT . 210 CM
1308

TRIDIMENSIONALIDADE
DAS FORMAS

HUMANIZAÇÃO
DAS FIGURAS
TRECENTO ITALIANO GIOTTO DI BONDONE
VIRGEM DE TODOS OS SANTOS
TÊMPERA SOBRE MADEIRA – 325X204 CM
1310

PERSPETIVA EMPÍRICA
(ENQUADRAMENTO)

VOLUMETRIA DOS CORPOS


ATRAVÉS DO USO DO CLARO-
ESCURO DA COR
TRECENTO ITALIANO

SIMONE MARTINI
CRISTO A CAMINHO DO CALVÁRIO
TÊMPERA SOBRE MADEIRA
1340

DRAMATISMO DA CENA,
REFORÇADO PELO USO DE
CORES VIBRANTES.

EXPRESSIVIDADE NOS ROSTOS


E POSTURAS
AMBROGIO LORENZETTI
TRECENTO ITALIANO O BOM GOVERNO DA CIDADE
FRESCO
1337-1340

PROFUNDIDADE CONFERIDA PELA RELAÇÃO ENTRE OS VOLUMES DOS EDIFÍCIOS


E A SUA DISPOSIÇÃO NO ESPAÇO PICTÓRICO
GRÁFICO DA AUTORIA DE ANA BARREIROS, PROFESSORA DA ES IBN MUCANA
PINTURA FLAMENGA
(FLANDRES)

MESTRE DE FLEMALLE
RETÁBULO MERODE
ROBERT CAMPIN (1375-1444), MAIS CONHECIDO POR MESTRE DE
ÓLEO SOBRE MADEIRA FLEMALLE INTRODUZ UM CAMPO VISUAL DE PROFUNDIDADE INFINITA,
1425-1428
DETERMINANDO A ILUSÃO ESPACIAL ATRAVÉS DA MANEIRA COMO
DISPÕE AS FIGURAS E OS OBJETOS NO AMBIENTE E PELA FORMA COMO
SE PROJETAM AS SOMBRAS.
PINTURA FLAMENGA
(FLANDRES)
JAN VAN EYCK
ADORAÇÃO CORDEIRO
MÍSTICO (POLÍPTICO)
ÓLEO SOBRE MADEIRA
1432

JAN VAN EYCK DEU VOLUME ÀS SUAS FIGURAS E PROFUNDIDADE AO ESPAÇO ATRAVÉS DE UM ELABORADO
JOGO DE LUZ E SOMBRA, E PINTOU CADA DETALHE DA NATUREZA […] ESTA FOI UMA INOVAÇÃO DE CARÁTER
ESSENCIALMENTE TÉCNICO […], A PINTURA A ÓLEO, CRIADA NA FLANDRES NO INÍCIO DO SÉCULO XV.
PINTURA FLAMENGA (FLANDRES)

ROGIER VAN DER WEYDEN


TRÍPTICO DE SANTA COLUMBA COMO FISIONOMISTA EXÍMIO, ROGIER VAN DER WEYDEN IMPRIME
ÓLEO SOBRE MADEIRA
138X293 CM DELICADEZA NOS ROSTOS FEMININOS E MAIOR REALISMO ÀS
1455 MASCULINAS.
OS CENÁRIOS ORA SÃO DE PENUMBRA, ORA INTENSAMENTE
ILUMINADOS, PARA REFORÇAR A EMOTIVIDADE E O SENTIDO DRAMÁTICO
DAS CENAS.
HUGO VAN DER GOES
TRÍPTICO PORTINARI
ÓLEO SOBRE MADEIRA
VAN DER GOES…
138X293 CM
1475 • COMBINA ESPIRITUALIDADE E REALISMO, ATRAVÉS DA DIFERENÇA DE
DIMENSÃO DOS ANJOS E DOADORES EM RELAÇÃO ÀS DEMAIS
PERSONAGENS.
• CONTRASTA A DELICADEZA DAS FIGURAS ANGELICAIS E O REALISMO
RUDE DOS PASTORES
ROGIER VAN DER WEIDEN
A DESCIDA DA CRUZ
ÓLEO SOBRE MADEIRA - 220X262 CM
1435
MUSEU DO PRADO, MADRID
HTTP://PALLASATHENA-PT.BLOGSPOT.PT/2015/03/A-DESCIDA-DA-CRUZ-DE-
ROGIER-VAN-DER.HTML

JAN VAN EYCK


O CASAMENTO DOS ARNOLFINI
ÓLEO SOBRE MADEIRA - 82X60 CM
1434
NATIONAL GALLERY, LONDRES
HTTP://PALLASATHENA-PT.BLOGSPOT.PT/2015/03/JAN-VAN-EYCK-ESTEVE-
PRESENTE-NO.HTML