Você está na página 1de 78

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS


DISCIPLINA ANATOMIA HUMANA
BACHARELADO EM MEDICINA

MODULO 5 – FUNÇÕES BIOLÓGICAS

Profa. Dra. Juliana S. de C. Monteiro


julianademonteiro@hotmail.com
SISTEMA CIRCULATÓRIO

CORAÇÃO
GRANDES VASOS
CORAÇÃO
Pericárdio
S - adventícia dos grandes vasos
I- centro tendíneo do diafragma
A- posterior do esterno - ligamentos esternopericárdicos superior e inferior,
P- brônquios principais, esôfago, plexo esofágico, parte torácica da parte descendente da
aorta, pleura parietal mediastinal
L– pleura parietal mediastinal
Ligamentos
vertebropericárdicos

Ligamento
esternopericárdico
superior

Ligamento
esternopericárdico
anterior

Ligamento Ligamento
frenopericárdico frenopericárdico
direito anterior
Reflexões do pericárdio seroso

Interior do saco pericárdico após secção dos grandes vasos em sua origem cardíaca e remoção do coração, vista anterior
Suprimento vascular e inervação
do pericárdio
Artérias
– Ramos das artérias torácica interna e
musculofrênica e da parte torácica da aorta
descendente
Veias
– Tributárias do sistema ázigo

Nervos
– Nervo vago, nervos frênicos e troncos simpáticos
Coração

T1 à T4

Timo

Coração
T5 ao
diafragma Esôfago
e aorta
torácica

S – Diafragma
I- VCS
P- Esterno
A- Esôfago
M– Pulmões
vídeo
Parte ascendente Tronco
da aorta pulmonar

VCS Aurícula
Esquerda

Aurícula direita

Átrio direito

Sulco coronário

Sulco
interventricular
anterior
Ventrículo
direito Ventrículo
Esquerdo

Coração fixado em diástole (vista anterior) Os ventrículos estão dilatados e os átrios contraídos
Parte ascendente da aorta
Artéria pulmonar direita

VCS Tronco pulmonar

Aurícula direita
Sulco terminal com nó
sinoatrial

Átrio direito
Sulco interventricular anterior

Sulco coronário

Ventrículo direito

Ventrículo esquerdo

Coração fixado em sístole (vista anterolateral) Os ventrículos estão contraídos e os átrios dilatados
Coração direito
Coração esquerdo
 Impede que sejam excessivamente distendidos os óstios das valvas
 Oferece fixação para as válvulas das valvas
 Oferece fixação para o miocárdio,
 Forma um “isolante” elétrico, separando os impulsos conduzidos dos átrios e
 Circunda dando passagem à parte inicial do feixe AV do complexo estimulante do coração
Valva do Tronco
pulmonar

Seio do Tronco
pulmonar

A. Coronária Valva da aorta


esquerda
A. Coronária
V. Interventricular
direita
anterior

Valva AVE Valva AVD

Bulbo da aorta

Seio coronário

Valvas do coração (vista superior). Átrios esquerdo e direito retirados. Dissecação das artérias
coronárias. Acima: parede anterior do coração
8-9cm

12cm

6cm

300g H
250g M
AE AD

Base VD VE VD

Face Esternocostal Face Diafragmática

VE AD
VE
Ápice
Face Pulmonar Esquerda Face Pulmonar Direita
AD ad + AE ae

AE
AD +
VE VE

VD + VE
T6-T9
Base
Parede anterior do seio oblíquo do pericárdio
Ápice
Linha medioclavicular

5º. Espaço intercostal esquerdo


Face esternocostal

c
Linha esternal de reflexão pleural – parte costal torna-se contínua com a parte mediastinal
anterior.
Pleuras costais direita e esquerda descem juntas até a 4ª cartilagem costal depois divergem
Direita – desce até a parte posterior da articulação xifoesternal
Esquerda – diverge lateralmente (2-2,5mm do esterno) até 6ª cartilagem costal formando a incisura
cardíaca
Face diafragmática
Face pulmonar esquerda

Ventrículo
Esquerdo

+
Aurícula esquerda

Sulco coronário
Face pulmonar direita

Átrio Direito

Sulco terminal
Átrio Direito

Sulco
3ª. cc
terminal

5ª. cc
Ventrículo Direito

4o e 5o espaços intercostais/anel fibroso


Cristas ou colunas Pontes Papilares
Livres em sua porção média, Forma cônica com a base implantada na
Formam um relevo na porém, inseridos à parede do parede ventricular, ligados às cordas
parede ventricular órgão por suas extremidades tendíneas

MÚSCULO ORIGEM INSERÇÃO

Papilar anterior parede anterior do VD válvulas anterior e posterior da valva AVD

Papilar posterior parede inferior do ventrículo válvulas posterior e septal da valva AVD
direito,

Papilar septal septo interventricular válvulas anterior e septal da valva AVD


Átrio direito

Válvula anterior da
valva AVD

Septo interventricular

Válvula septal da
Cordas tendíneas valva AVD
Trabéculas cárneas

Músculo papilar
anterior direito

Miocárdio do
ventrículo direito

Valva AVD (vista anterior), após retirada da parede anterior do ventrículo direito
Parte membranácea
do SIV
Parte muscular do SIV
Septo atrioventricular
Septo interventricular
No lado direito, a válvula septal da valva AVD está fixada na parte membranácea do esqueleto fibroso. Portanto
inferiormente à válvula, a membrana é um septo interventricular, mas superiormente à válvula, é um septo
atrioventricular, que separa o átrio direito do ventrículo esquerdo.
Septo atrioventricular, que separa o átrio direito do ventrículo esquerdo.

AD AD

VE
VE
Crista supraventricular
O sangue faz um trajeto em formato de U no ventrículo direito, mudando de
direção em cerca de 140°. Direciona o fluxo de entrada para a cavidade principal do
ventrículo e o fluxo de saída para o cone arterial em direção ao óstio do tronco
pulmonar

3ª. cc

Trabécula septomarginal
Conduz parte do ramo direito do fascículo AV
VCS

Tronco pulmonar

Parte ascendente
Crista terminal da aorta

Valva do tronco pulmonar


Fossa oval

Óstio da VCI
Óstio do seio coronário Miocárdio
Aurícula direita Cone arterial (septo
interventricular)
Artéria coronária direita e Mm papilares
sulco coronário septais
Cúspide da valva AVD
Cordas tendíneas Trabécula
septomarginal
M. papilar anterior direito

Miocárdio

Coração direito (vista anterior). Retirada da parede anterior de átrio e ventrículo direitos
Átrio Esquerdo

Septo interatrial
Assoalho da fossa oval
Tronco pulmonar
Parte ascendente da aorta
Veias pulmonares
Veias pulmonares Aurícula Esquerda
Posição da fossa oval
Átrio esquerdo Valva AVE
Pericárdio
M. Papilar posterior
Cordas tendíneas
Cordas tendíneas

Ventrículo esquerdo
Septo interventricular

Coração, ventrículo e átrio esquerdos (abertos) mostrando a parte posterior da valva AVE
(mitral) com os músculos papilares
Ventrículo Esquerdo
Óstio da aorta
Valva da aorta – 3º. espaço intercostal esquerdo

Vestibulo da aorta

4ª. cc

2X ou 3X +
Cristas ou colunas Pontes Papilares

MÚSCULO ORIGEM INSERÇÃO

Papilar anterior miocárdio mural esternocostal áreas correspondentes de fechamento em


ambas as válvulas

Papilar posterior região diafragmática áreas correspondentes de fechamento em


ambas as válvulas
Tronco pulmonar
Parte ascendente da aorta
Aurícula Esquerda

Valva da aorta

Cordas tendíneas
Átrio direito
Cordas tendíneas

M. Papilar anterior Ventrículo esquerdo


direito
Parede do
ventrículo direito

Coração e ventrículo esquerdo com valva AVE (mitral), músculos papilares e valva da aorta
(a porção anterior do coração foi removida)
Ventrículo Direito X Ventrículo Esquerdo
Uma valva tricúspide Uma valva bicúspide
Uma face septal trabeculada Uma face septal lisa
Uma crista supraventricular Nenhuma crista
Presença do infundíbulo (cone arterial) Ausência do infundíbulo
Valva do tronco
pulmonar

Valva
aórtica

Valva tricúspide
Valva mitral
Valva AVD
Óstio atrioventricular direito
11,4 cm H / 10,8 cm M

O aparelho valvar atrioventricular, no óstio e seu anel fibroso associado, nas válvulas, nas cordas tendíneas de
sustentação e nos músculos papilares
Valva AVE

Óstio atrioventricular esquerdo


9,0cm H / 7,2cm M

Quando as válvulas se
fecham formam uma zona
única de coaptação, às
vezes denominada de
comissura
Valva do Tronco Pulmonar
Valva da aorta
Válvula semilunar anterior da valva do TP

Válvula semilunar esquerda da valva do TP

Válvula semilunar direita da valva do TP

Válvula semilunar esquerda da valva da aorta


Válvula semilunar direita da valva da aorta

Válvula semilunar posterior da valva da aorta


Vasculatura coronária
 As artérias coronárias originam-se dos seios
aórticos na porção inicial da aorta ascendente.

 Circundam o coração no sulco coronário e têm


ramos marginais e interventriculares nos
sulcos interventricures, convergindo para o
ápice do coração.
Artéria coronária direita

 AD
 VD
 Nó sinoatrial
 Nó atrioventricular,
 Septo interatrial,
 Uma parte do AE,
 Terço póstero-inferior do
septo interventricular
 Uma porção da parte
superior do VE

Artéria coronária Esquerda

 Maior parte do AE e VE
 Maior parte do septo
interventricular, incluindo
o feixe atrioventricular e
seus ramos
VE
2-3cm

0 sangue venoso que retorna atravessa as veias cardíacas; maioria das quais desemboca no
seio coronário, localizado no sulco coronário na superfície posterior do coração entre o AE e
o VE, e desemboca no AD entre o óstio da VCI e o óstio AVD.
Sistema de condução cardíaco

Lado direito do septo


interventricular em
direção ao ápice do VD

Entre VCSe AD

Próximo ao seio coronário

Contínuo os ramos Entra pela


subendocárdicos das células
de condução ventricular ou
fibras de Purkinje

Base do
Inervação cardíaca
Ramos dos sistemas parassimpático e simpático contribuem para a formação do plexo cardíaco

 parte superficial, inferior ao arco aórtico e entre ele e o tronco pulmonar


 parte profunda, entre o arco aórtico e a bifurcação da traquéia

Inervação parassimpática Inervação simpática Aferentes viscerais


• diminui a freqüência cardíaca; • aumenta a freqüência cardíaca; • retornam ao nervo vago [X];
• reduz a força de contração; • aumenta a força de contração. • percebem alterações na pressão
• causa constrição das artérias arterial e na química do sangue
coronárias.
GRANDES
VASOS
Veias Braquiocefálicas Direita e
Esquerda
 Posteriormente às articulações esternoclaviculares (EC)
 União das veias jugular interna e subclávia
 No nível da 1a cartilagem costal direita, unem-se para formar a VCS
 Conduzem o sangue da cabeça, pescoço e membros superiores

6 cm

2,5 cm Tributárias
vertebral esquerda,
torácica interna esquerda
tireóidea inferior,
intercostais superiores esquerdas
intercostais posteriores esquerdas,
Tributárias: tímicas
veias vertebral direita, pericárdicas
torácica interna direita,
tireóidea inferior
veias intercostais posteriores direitas.
Veia Cava Superior
 Desce verticalmente por trás dos 1º. e 2º. espaços intercostais e termina na porção superior do
átrio direito atrás da 3ª.cartilagem costal direita.
 Não apresenta valvas.
 Tributárias: veia ázigo e pequenas veias derivadas do pericárdio e de outras estruturas mediastinais

7 cm
Veia Cava Inferior
 Atravesa o diafragma ao nível da T8-T9 e drena para a parte inferoposterior do átrio direito
 Está parcialmente dentro e parcialmente fora do saco pericárdico.
Aorta

Ascendente Arco Descendente

Coronárias
direita e Subclávia E Torácica
esquerda

Carótida
Abdominal
Comum E

Tronco
Braquiocefálico
D

Subclávia D

Carótida
Comum D
Parte Ascendente da Aorta
 Intrapericárdica
 Origina-se no óstio aórtico do ventriculo esquerdo, continua até o nível da 2ª.cartilagem costal
direita e no nível do disco intervertebral de T5 e passa a ser denominada arco da aorta.
 Ramos: artérias coronárias direita e esquerda

2,5 cm
Arco da Aorta
 Inicia-se posteriormente à 2a articulação esternocostal (EC) direita, ascende anteriormente à
artéria pulmonar direita e à bifurcação da traqueia, atingindo seu ápice no lado esquerdo da
traqueia e esôfago, quando passa sobre a raiz do pulmão esquerdo.
 Desce posteriormente ao lado da vértebra T4, e termina formando a parte torácica (descendente)
da aorta, posteriormente à 2a articulação esternocostal esquerda
 Ramos:
1.Tronco braquiocefálico, se divide nas artérias
carótida comum direita e subclávia direita,
2.Artéria carótida comum esquerda,
3.Artéria subclávia esquerda
Parte Descendente da Aorta
 Começa à esquerda da margem inferior do
corpo da vértebra T4 e desce no
mediastino posterior à esquerda das
vértebras T5 a T 12.
 Termina (com a mudança de nome para
parte abdominal da aorta) anteriormente
à margem inferior da vértebra T12 e entra
no abdome através do hiato aórtico no
diafragma.

5 cm
Artéria carótica
comum esquerda

Tronco Artéria subclávia


braquiocefálico esquerda

Arco aórtico

Ramo
Ramo
ascendente
descendente
Artérias
coronárias direita Tronco torácico
e esquerda
Tronco abdominal
Tronco Pulmonar
 É o mais anterior dos vasos cardíacos
 Esta contido no interior do saco pericárdico, coberto pela lâmina visceral do pericárdio seroso
 Origina-se do cone arterial do ventrículo direito no óstio do tronco pulmonar

Tronco pulmonar
5cm C e 3cm D

Cone arterial
Nível do disco intervertebral de T5 e T6, opostamente à margem esquerda do esterno e
posteriormente à 3ªcartilagem costal esquerda, o tronco pulmonar divide-se em:

 artéria pulmonar direita, que passa para a direita, posteriormente à aorta ascendente e à
veia cava superior, entrando no pulmão direito;
 artéria pulmonar esquerda, que passa inferiormente ao arco da aorta e anteriormente à
aorta descendente, entrando no pulmão esquerdo.

Você também pode gostar