Você está na página 1de 2

Oríkì fún Yemonjá

Yemoja mo pe
Yèyé awon eja mo pe
Eniti nso agan di olomo mo pe
Eniti nso talaka di olowo mo pe
Inu re ni Olokun ti jade
Inu re ni Òsóòsí ti jade
Inu re ni Ode ti jade
Inu re ni Olosa ti jade
Ko wa gbo igbe ebe mi.
Oriki para Yemonjá
Yemoja eu te chamo
Mãe dos filhos peixes eu te chamo
A pessoa que tornou aquela mulher fértil para ter filhos, eu te chamo
A pessoa que tornou pobre em rico, eu te chamo
Dentro de você, saiu Olokun
Dentro de você, saiu Oxossí
Dentro de você, saiu Odé
Dentro de você, saiu Olosá
Para você ouvir o meu grito de clamor.

Orìkí fún Òsun


Ìba Òsun sekese
Ìba Òsun olodi
Latojoki awede we’mo
Ìba Òsun ibu kole
Yeye kari
Latokoko awede we’mo
Yeye opo
O san rere o
Àse
Orìkí para Òsun
Eu elogio a deusa do mistério, espírito que limpa de dentro para fora,
Eu elogio a deusa do rio
Espírito que limpa de dentro para fora
Eu elogio a deusa da sedução
Mãe do espelho
Espírito que limpa de dentro para fora
Mãe da abundância
Nós cantamos seus elogios
Axé

Orìkí fún Oya


Ajalaiyé, ajalorin, fún mi ire
Ìba Oya, Ajalaye ajalorun, fun mi gbogbo ire
IBA Yansan
Ajalaiye, ajalorun wi wini
Bem ma yansan
Àse
Orìkí para Oya
Os ventos da terra e o céu me dão fortuna boa
Eu elogio o filho da mãe dos nove
Os ventos da terra e o céu me dão fortuna boa
Eu elogio o espírito do vento
Os ventos da terra e o céu são maravilhosos
Sempre haverá a mãe dos nove
Axé
Oriki fún Òòsààlà
Obanla o rin n’eru ojikutu s’eru. Obà n’ille Ifon alabalase oba patapata n’ille iranje. O yo kelekele o ta
mi l’ore. O gba a giri l’owo osika. O fi l’emi asoto l’owo. Oba igbo oluwaiye re e o ke bi owu la. O yi
ala. Osun l’ala o fi koko ala rumo. Obà igbo.

Kí Òrìsà-nlá Olú àtélesé, a gbénon dídùn là. Ní Ibodè Yìí, Kò Sí Òsán, Bèéni Kò Sí Òru. Kò Sí Òtútù,
Bèéni Kò Sí Ooru. Ohun Àsírií Kan Kò Sí Ní Ibodè Yìí. Ohun Gbogbo Dúró Kedere Nínu Ìmólè
Olóòrun. Àyànmó Kò Gbó Oògùn. Àkúnlèyàn Òun Ní Àdáyébá. Àdáyébá Ni Àdáyé Se.

Oriki para Òòsààlà


Rei das roupas brancas que nunca teme a aproximação da morte. Pai do Paraíso eterno dirigente
das gerações. Gentilmente alivia o fardo de meus amigos. Dê-me o poder de manifestar a
abundância. Revela o mistério da abundância. Pai do bosque sagrado, dono de todas as benções
que aumentam minha sabedoria. Eu me faço como as Roupas Brancas. Protetor das roupas
brancas eu o saúdo. Pai do Bosque Sagrado.

Que o Grande Òrìsà, Senhor da sola dos pés, guie-nos aos benefícios da riqueza! Aqui é a porta do
Céu, nela pode-se entrar de dia e de noite. Nela não há frio, e também não há calor. Aqui, na porta
do Céu, nada é segredo. E nela todas as coisas permanecerão claras diante da luz de Deus. Que o
destino não nos faça usar remédios. Que as pessoas adorem de joelhos as coisas do Céu, para
encontrar coisas boas na Terra. Que as coisas boas sejam sempre encontradas na Terra.

Oríkì fún Òsòósì


Ìba Òsòósì
Ìba Òsòósì
Ìba ologarare
Ìba onibebe
Ìba osolikere
Ode ata matase
Agbani nijo to buru
Oni Ode gan fidija
Mo jùbá
Àse
Oríkì para Òsòósì
Elogio para o espírito do Caçador
Eu elogio ao espírito do Caçador
Eu elogio ao espírito do Caçador
Eu elogio o que tem domínio nele mesmo
Eu elogio o dono do banco do rio
Eu elogio o mágico da floresta
Caçador que nunca falhou
Espírito sábio que oferece muitas bênçãos
Dono do papagaio guia ele para conquistar ao medo
Eu o cumprimento
Àse

Orìkí fún Sóngò


KA’WO KA’BIYESILE
ETALA MO JUBA GADAGBA MI JUBA
OLUOYO
ETALA MO JUBA GADAGBA MO JUBA
OVA KO SO
ETALA MO JUBA GADAGBA MO JUBA
Àse
Orìkí para Sóngò
Eu cumprimento o rei
13 vezes eu o cumprimento a você
Chefe do buraco (vulcão)
13 vezes eu o cumprimento a você
O chefe que não morreu
13 vezes eu o cumprimento a você
Axé

Interesses relacionados