Você está na página 1de 60

Criando pastas e subpastas .........................................

33
SISTEMA OPERACIONAL ................................................. 2
APLICATIVOS ............................................................ 35
Principais sistemas operacionais .............................. 3 Tipos de aplicativos ..................................................... 35
Compiladores ............................................................ 3 Instalação de um programa ......................................... 35
Software aplicativos ................................................. 3 Executando programas ................................................ 35
Desinstalação de um programa ................................... 35
Software aplicativos ................................................. 3
Classificação quanto à licença ..................................... 35
Softwares utilitários .................................................. 3
Teclas de atalho função ........................................... 36
Distribuição ................................................................... 3
LINUX ............................................................................ 4 Arquivos ................................................................... 37
Extensão DOC (documento do Microsoft Word) ......... 38
Características .......................................................... 4
Extensão DOCX (Word 2007) ....................................... 38
Código fonte .................................................................. 4
Extensão XLS (Microsoft Excel) .................................... 38
Kernel ............................................................................ 5
Extensão XLSX (Excel 2007) ......................................... 38
Shell ............................................................................... 5
Extensão PPS (Power Point)......................................... 38
Aplicação de sistemas ............................................... 5
Área de transferência .............................................. 38
Ambiente gráfico ........................................................... 5
Comparativo Windows x Linux ................................. 6
Nomes de arquivos........................................................ 6
Usuário no Linux ....................................................... 6
Super usuário (Root) ..................................................... 6
Potencialidade .......................................................... 7
Diretorios e arquivos ................................................. 7
Navegando em diretórios .............................................. 7
Arvores de diretórios..................................................... 7
Donos, grupos e outros ............................................. 8
Tipos de permissões .................................................. 8
Comandos ................................................................. 9
Comandos básicos ......................................................... 9
Ligando e desligando .............................................. 11
Saindo do sistema ....................................................... 11
Desligando e reinicializando ........................................ 11
Reinicialização ........................................................ 12
Gerênciamento de pacotes ..................................... 13
WINDOWS ................................................................... 14
Windows 7 .............................................................. 14
Windows 7 home basic ............................................... 14
Windows 7 home Premium ......................................... 14
Windows 7 enterprise ................................................. 14
Windows 7 profissional ............................................... 15
Windows Ultimate ...................................................... 15
Inicialização do sistema .......................................... 16
Tela de boas-vindas ..................................................... 16
Interface ................................................................. 16
Barra de tarefa ............................................................ 16
Contas de usuários ...................................................... 17
Lixeira .......................................................................... 18
Área de notificação ..................................................... 19
Gerenciamento do sistema ......................................... 19
Menu iniciar ................................................................ 19
Comandos ................................................................... 20
Ferramenta de pesquisa .............................................. 21
Ferramentas de sistema .............................................. 21
Ícones .......................................................................... 23
Comando desligar ....................................................... 25
Recurso Aero ........................................................... 26
Janelas e seus elementos ........................................ 27
Menu controle............................................................. 29
Alternando entre janelas ............................................. 29
Windows explorer ................................................... 29
Drives, pasta e subpastas ............................................ 30
SISTEMA OPERACIONAL 2. Monosuário e monotarefa: criado para um
São os softwares que funcionam como interpretes único usuário executar uma tarefa de cada
entre o computador e o usuário. São formados por vez;
um conjunto de programas que tem a função de 3. Monusuário e multitarefa: Criado para um
gerenciar o uso de recursos disponíveis, bem único e executa varias tarefas ao mesmo
como, o funcionamento adequado, a tempo.
independência e a proteção de todos os 4. Multiusuário: É o caso dos sistemas
processos a que estão em execução. operacionais para servidores; administra e
É um conjunto de programas que gerenciam distribui as tarefas sem interferência no
todas as operações de funcionamento de desenvolvimento dos processos de cada
Hardware e Software de um computador. Faz a operador.
interface entre o homem, execução de programas
e utilização de periféricos tais como: Ex.: 1: Além de servir de plataforma para outros
 Teclado; softwares, outra função básica dos sistemas
 Vídeos; operacionais é gerenciar e controlar o hardware.
 Unidades de disquete; ( ) certo ( ) errado.
 Impressoras. Certo: O sistema operacional apresenta três
Inicialmente os sistemas operacionais eram bem funções básicas; controlar todo o hardware,
simples, usados apenas por um usuário de cada controlar todo o software e servir de interprete
vez e quase não tinham técnicas para proteção entre o home e a máquina.
dos processos, até porque, a maioria dos casos,
só havia um processo por vez, com o passar do Ex.: 2: O sistema operacional é uma plataforma,
tempo, os hardwares ficaram mais sofisticados e ou seja, uma espécie de base sobre a qual são
velozes, e os sistemas operacionais também executados os programas usados num
tiveram que acompanhar essa velocidade e se computador. Além disso, traduz as tarefas
tornar mais abrangentes. Hoje, os módulos dos requisitadas pelo usuário ou por programas para
sistemas operacionais e comunicação dos mais uma linguagem que o computador compreenda.
variados recursos, dentre os quais, gerenciam os ( ) certo ( ) errado.
recursos de hardware (teclado, vídeo etc.), Certo.
alocação da CPU e gerenciamento do tempo de
uso de cada processo, controlar as entradas e as Ex.: 3: O sistema operacional é uma interface
saídas (I/o imput/output); gerenciamento do entre a máquina e o usuário que proporciona uma
sistema de arquivos, gerenciamento de forma amigável de comunicação entre esses.
comunicação via rede; gerenciamento do sistema Assinale a alternativa incorreta sobre o sistema
de segurança (nível de prioridade e acesso operacional.
permitido a cada usuário, geração de relatório de a. Uma das funções do sistema operacional é
segurança baseado em registros feitos das controlar os dispositivos de entrada e saída;
operações); manutenção da interface com o b. Fornecer recursos de comunicações, conexão
usuário, geração de um ambiente adequado ao e controle a redes de computadores;
desenvolvimento de programas. c. Monitora todos os recursos de hardware,
O sistema operacional tem três funções básicas: porém, recursos de software, como o
1. Controlar o hardware; gerenciamento do processo de um programa,
2. Controlar o software; não é de sua responsabilidade;
3. Servir de interprete entre o home e a d. Controla todos os recursos de hardware,
máquina. porém, recursos de software, como o
São formados pelo núcleo, (Kernell) onde ficam os gerenciamento do processo de um programa,
arquivos e as bibliotecas (DLL = Dinamic Link não é de sua responsabilidade;
Library) necessário para gerenciar o hardware e e. O sistema operacional tem a função de
software e o Shell que é a camada responsável manipulação de arquivos e também faz o
por servir como interprete entre o homem e a gerenciamento do tempo gasto do CPU pelo
maquina. usuário.
Existem quatro tipos de sistemas operacionais: Resposta:
1. Sistema operacional de tempo real (RTOS  Alternativa (a): opção A refere ao item
real time operating system) usado para gerência de entrada e saída;
controlar instrumentos e máquinas. Esse tipo  Alternativa (b) refere-se ao item sistema de
de sistema operacional é entregue embarcado arquivos;
em produtos e não tem interface amigável;  Alternativa (c): refere-se ao item gerência de
memória;
 Alternativa (d) correta:
 Alternativa (e): esse item refere ao
gerenciamento de processador.
Principais sistemas operacionais Distribuição
Windows: desenvolvido pela Microsoft, oferece Quando à distribuição os softwares se classificam
ambiente multitarefa, visual gráfico, recursos de em:
integração com a internet transparente para o  Shareware: o usuário deve pagar a licença de
usuário, sistema de arquivo FAT32 e NTFS, uso, é o tipo mais comum hoje em dia e
dentre outras séries de características. constitui ato de pirataria, usar esse tipo de
Unix: é um sistema operacional de 32 bits, programa comercialmente se pagar por ele.
multitarefa e multiusuário que está no mercado o Tryware: tipo de shareware que o usuário
destes 1970. É um precursor do sistema de pode usar durante um período de tempo
arquivos baseados em árvore (diretório e limitado pelo fabricante (para ver se atende a
subdiretório), pode ser executado em varias sua necessidade) sem pagar a licença, após
plataformas apresenta alto desempenho e grau de o tempo determinado, se o usuário quiser
segurança. continuar a usar, terá que pagar.
Linux: é um sistema operacional baseado no  Freeware: Oferece gratuitamente o código
Unix, porém distribuído gratuitamente. O Linux é executável e pode ser repassado livremente.
extremamente eficiente sendo executado o Glp: São os softwares livres, podem ser
rapidamente em máquinas simples, é popular, usados sem restrições, serem repassadas, e
altamente compatível com o MS-DOS e Windows como, na maioria das vezes, é cedido
oferece um alto grau de confiança, desempenho e também o código fonte pode ser
qualidade. personalizados pelo usuário.

Compiladores
São programas responsáveis por lei, analisar e
traduz todo o programa fonte (programa escrito na
linguagem de programação) em programa objeto
(programa traduzido para a linguagem da máquina
instruções necessárias, para a correta execução
dos programas).

Software aplicativos
Programas criados para atenderem a
necessidade especificas do usuário, que são
atentitos pelo sistema operacional, por exemplo,
planilhas eletrônicas, editores do texto, etc. Este é
o maior grupo de programas existentes e aqui
podem ser incluídos também os chamados
``software personalizados´´ ou ``custom software´´
que são os programas desenvolvidos para um
determinado cliente.

Software aplicativos
Não há consenso sobre essa classificação, mas
seriam os softwares que atendem a necessidade
especificas dos usuários e fazem parte do sistema
operacional. Um exemplo bem comum é a
calculadora do Windows ou o bloco de notas.

Softwares utilitários
São programas que completam ações do sistema
operacional e estão diretamente ligadas as ações
oferecidas por els. ex.: Scandisk, defrag, limpeza
de disco, etc.
LINUX 5. Portável: a maioria dos códigos do Linux é
É um sistema operacional gratuito, bastante escrito em linguagem C, a vantagem disso é
parecido ao Unix. foi escrito inicialmente por Linus que ele pode ser transportado para um novo
Torvalds do departamento de ciências da hardware de computador. O Unix evolui com o
computação da universidade de Helsing, surgimento da linguagem C;
Finlândia, com a ajuda de vários programadores 6. Flexível: O Linux pode ser usado para variar
voluntários através da internet. É um sistema finalidades, como um host de rede, roteador,
operacional robusto e estável. estação gráfica de trabalho, escritório, servidor
de arquivos, servidores web, cluster etc.
7. Estável: O kernel do Linux atingiu um nível de
maturidade muito bom. Não é raro encontrar
relatos de servidores Linux que executaram
durante anos sem qualquer tempo de
inatividade;
8. Open source: Programa que tem seu código
fonte aberto. Qualquer um pode baixar o
código fonte, estudá-lo ou mesmo aperfeiçoá-
Características lo.
As principais características podem ser resumidas
em: Ex.: 1: Apesar de multiusuário e multiprogramável
 É um sistema de código livre, ou seja, não o sistema operacional linux não permite o
possui código proprietário em seu interior e redirecionamento de entrada e saída de dados.
seu código fonte está livremente disponível ( ) certo ( ) errado.
para os usuários interessados. Suas Errado: O linux é sim multiusuário (permite vários
bibliotecas são facilmente compartilhadas; usuários ao mesmo tempo) é multiprogramável
 É um sistema operacional multiusuário; (vários programas executando ao mesmo tempo).
 Possui gerenciamento de memória próprio;
 Possui suporte à rede TCP/IP; Ex.: 2: assinale a opção correspondente a
 Oferece multitarefa real e controle de característica do sistema operacional Linux.
memória virtual; a. Multitarefa, multiusuário, open source;
 Oferece suporte às varias linguagens como: b. Monotarefa, multiusuário, open source;
Java, C, C++, Pascal, Delphi e outras; c. Multitarefa, monousuário, gratuito;
 É um sistema operacional extremamente d. Monotarefa, monousuário, gratuito.
estável; Resposta A: o Linux é um sistema operacional
multiusuário, multitarefa e open-source, também é
 Os seus executáveis ´´Copy-on-write´´ são
flexível, interoperável, portável e estável. além
compartilhados.
disso, ele segue o padrão POSIX/UNIX, o que
Alguns dos principais pontos a serem discutidos
garante no Linux todo o sistema de proteção do
no Linux são:
núcleo do kernel, com isto fica quase impossível
1. O Linux é um sistema multiusuário: O que
um programa travar em Linux.
significa que varias pessoas pode usar o Linux
num computador (ao mesmo tempo). Cada
Código fonte
usuário é reconhecido pelo sistema quando
No sistema Windows, qualquer mudança é feita
inicia sua atividade mediante a apresentação
pela detentora do código fonte, a Microsoft, que
de um nome e uma senha (cadastrados).
disponibiliza a atualização em seu site ``Windows
2. O Windows pode ser usado graficamente:
update´´. Quanto ao Linux, qualquer usuário
Quer dizer que o sistema Linux pode se
conhecedor do C pode mudar alguma coisa que
apresentar para o usuário do mesmo modo que
não ache satisfatório no sistema, permitindo
o Windows se mostra. O Linux tem ambientes
melhorias imediatas sem a dependência de uma
gráficos, e muitos. O Linux usa mouse e
suposta fabricante. Isso é claro, porque o usuário
ícones, janelas e menus, como o Windows, e
é o detentor do código fonte.
isso facilita o aprendizado.
Certas mudanças ficam restritas ao computador
3. Multitarefa: O Linux é capaz de executar
do usuário que as fez, mas algumas são enviados
simultaneamente vários programas, garantindo
à comunidades que avaliam a relevância da
a melhor distribuição de recursos entre esses
mudança e julgam se ela pode ser ou não
programas;
adicionada na próxima versão do Linux.
4. Interoperável: O Linux é executado bem com a
maioria dos protocolos de rede e sistema
operacionais incluindo Windows, Unix, Mac Os
da Apple;
Ex.: 1: O sistema Linux tem código-fonte Aplicação de sistemas
disponível, escrito na linguagem C, o que permite O Kernel faz muito pouco sozinho, ele só prove
a sua modificação por qualquer usuário. os recursos que são necessários para que outros
( ) certo ( ) errado. programas sejam executados. Logo, é necessário
Certo: Qualquer pessoa pode modificar o sistema o uso de outros programas para implementar os
Linux. Basta alterar o código-fonte (programa em vários serviços necessários ao sistema
linguagem C) e compilar o sistema novamente operacional. As aplicações são aquelas precisas
(compilar é converter o código-fonte para a para fazer com que funcionem. Entre elas
linguagem do computador. Isto é feito por podemos citar o init, o getty e o syslog. Uma
programas especializados chamados de distribuição Linux consiste na organização do
compiladores). Kernel do programa e de todas as demais
aplicações que ela comporta. Existem
Ex.: 2: Os sistemas operacionais Linux e Windows distribuições bem pequenas, que cabem num
têm, respectivamente, como características o disquete, e distribuições gigantescas, em mais de
acesso restrito ao código fonte e o acesso total ao um DVD, variando seu conteúdo e aparências.
código fonte. Muitas destas versões são ``não comerciais´´
( ) certo ( ) errado. (gratuitas) e outras são comerciais (pagas). Mas
Errado: O Linux é um sistema em software livre, todas elas têm o código fonte aberto. dentre as
sendo um sistema totalmente aberto aos usuários. versões mais conhecidas podemos citar:
Ou seja, possui código fonte aberto. O Windows é  MANORIVA = (conectivos + Mandrake);
um sistema operacional propriedade da empresa  KURUMIN (brasileiros);
Microsoft, com isso, o acesso ao código fonte do  UBUNTU;
mesmo é restrito, ao contrário do que foi  SUSE;
mencionado na questão.  RED HAT: a mais usada mundialmente;
 SLACKWARE;
Kernel  DEBIAN;
É o núcleo do sistema e é responsável pelas
 GENTOO.
funções de mais alto nível, como o gerenciamento
de memória, gerenciamento de processos e da
Ambiente gráfico
CPU. Também é o responsável pelo suporte aos
No Linux a responsabilidade pelo ambiente
sistemas de arquivos, dispositivos e periféricos
gráfico não é do Kernel, mas sim de um programa
conectados ao computador, como placas SCSI,
especial, o XFree86. No entanto, esse programa
placas de rede, de som, pastas seriais, etc.
provê apenas as funções de desenho de
Embora ele seja uma parte importante do Linux,
elementos gráficos e interação com a placa de
ele só, não constitui o sistema GNU/Linux. É
vídeo. A interação final do usuário com a interface
chamado Linux o conjunto do Kernel e demais
gráfica se dá através de programas gerenciadores
programas, como Shells, compiladores, bibliotecas
de janelas (chamados de interfaces), como o
de funções, etc.
KDE, o Windows Marker e o Gnome, e são eles
os responsáveis pela aparência do seu Linux.
Shell
X Windows System (x11 ou X): É o toolkit e
É o elo entre o usuário e o sistema. Imaginemos o
protocolo padrão para interfaces gráficas em
Shell como sendo um interprete entre pessoas
plataforma Unix e similares (como o Linux). Ele
que falam línguas diferentes. Ele traduz os
não é uma interface gráfica completa; Apenas
comandos digitados pelo usuário para a
define como os objetos básicos devem ser
linguagem usada pelo kernel e vice-versa. Sem o
desenhados e manipulados na tela. o X pode ser
Shell a interação entre usuário e o kernel seria
executado em máquinas locais ou remotamente,
bastante complexa. O Shell faz o sistema
através de uma rede.
completo e amigável para o usuário poder usar as
interfaces gráficas (ambiente que apresentam
Ex.: 1: No Linux, ambientes gráficos são
ícones e janelas, como o Windows) os aplicativos
executados por meio de um servidor, geralmente
(para digitar texto, construir planilhas, desenhar e
X Windows ou X11, o qual fornece os elementos
acessar a internet). Ao efetuarmos o login, irá
necessários para uma interface de usuário.
aparecer um prompt. O símbolo prompt não é fixo
( ) certo ( ) errado.
e varia conforme o interpretador de comando
Certo: O Linux possui um programa gerenciador
(Shell) ou configuração. Para usuários comuns o
do ambiente gráfico e permite que o usuário
prompt é o sinal $ e pode também ter o nome do
escolha qual o ambiente que deseja usar.
diretório em que estamos naquele instante
(diretório corrente). Geralmente ao entrar no
sistema, um interpretador de comando –shell- é
iniciado, o qual está associado à sua conta em
seu diretório home.
Comparativo Windows x Linux Uma vez digitados o login e a senha, teremos
Para compararmos os dois sistemas, vamos levar acesso, ao prompt. Esse prompt (simbolizado por
em consideração o Windows, em qualquer de $) é gerado um programa chamado Shell (casca)
suas versões, e o núcleo (Kernel) do sistema que é responsável por lidar com os seus
operacional Linux, já que existem varias versões comandos. Para facilitar o gerenciamento os
de distribuições no mercado, cada qual regido por usuários podem ser organizados em grupos, como
suas próprias regras. RH, compras. No caso do Root, seu grupo por
padrão é o Root.
Ex.: 1: O sistema operacional Linux não pode ser
instalado em máquinas que possuam o sistema Super usuário (Root)
operacional OS/2.27: O linux permite a existência de varios usuários.
( ) certo ( ) errado. Os cadastros dos usuários que o sistema possui
Errado: dois sistemas operacionais podem são feitos em registros exclusivos chamados
coexistir numa máquina, por exemplo, Windows e contas (ou contas de usuários) então para
Linux. Se não compartilharem de um mesmo usarmos o linux devemos ter uma conta
sistema de arquivos, o disco rígido deve ser cadastrada no sistema. Essa conta consiste, no
particionado. De qualquer forma, este sistema login e a senha. As contas também definem os
funciona em personal computer (PCs). Então, privilégios de acesso que o usuário tem no
certamente o linux funciona em computadores sistema, como exemplo, se ele vai poder alterar
com este sistema. um determinado arquivo, ou se vai poder lê-lo.
A conta de quem tem o direito a fazer qualquer
Nomes de arquivos coisa no sistema é: o administrador ou super
Outra diferença importante para os usuários é o usuário. O super usuário pode tudo. A conta do
fato dos nomes dos arquivos no GNU/Linux serem administrador é: Root, ou seja, para ser
case sensitive, ou seja, as letras maiúsculas e reconhecido como super usuário, é preciso, na
minúsculas fazem diferença no exemplo, no inicialização do sistema, que o usuário digite root,
GNU/Linux, para os seguintes nomes de arquivos e a senha apropriada.
num mesmo diretório: Se o caso, for que solicitamos a alguem que
# Is-1; instale o linux no nosso computador, a pessoa nos
teste; entrega a maquina com um bilhete com; usuario:
testE; fulano; senha:1234. Isso significa que para
tesTE; podermos acessar o sistema, devemos apresentar
TesTe; essas informações todas as vezes que ligarmos o
TESTE. computador.
Uma última diferença diz respeito às extensões
dos arquivos, que não são necessárias para os Ex.: 1: No linux quando há mais de um
arquivos no GNU/Linux, enquanto no Windows, administrador na rede, eles devem, sempre que
um arquivo nomeado –arquivo.exe- é um possível, usar a conta root diretamente. Esse
executável e um texto.doc é um documento de procedimento permite que os administradores
texto, no GNU/Linux podemos ter somente os tenham os privilégios mais elevados, sem
nomes arquivo e texto, mas então como saber o restrições, para acessar o sistema e para executar
tipo de arquivo se o mesmo não tem extensão a aplicativos.
identificação dos arquivos é feita baseado no ( ) certo ( ) errado.
conteúdo do cabeçalho dos mesmos. Nada Errado: no linux um administrador é um root, ou
impede que o usuário crie pastas na raiz e seja, ele já possui todos os privilégios necessários
armazene ali os seus arquivos, no entanto é para acessar o sistema e para executar qualquer
altamente recomendável que ele faça isso na aplicativo.
pasta/home, evitando confusões desnecessárias.
Ex.: 2: No sistema linux, existe um usuário de
Usuário no Linux nome root, que tem poder de superusuário. esse
Quando usamos um computador Linux instalado, nome é reservado exclusivamente ao usuário que
a primeira coisa que se deve fazer é informar o detém permissão para executar qualquer
seu login, e se autenticar no sistema com um operação válida em qualquer arquivo ou processo,
usuário válido, que podem ser nomes comuns, há um único superusuário com esse perfil.
como Sergio, o João, Pedro. E em seguida a sua ( ) certo ( ) errado.
senha, o que lhe dará acesso a todos os recursos Errado: podem existir varios usuários root.
disponíveis, em geral, apenas o usuário chamado
Root tem acesso irrestrito a todo o sistema, e é
ele quem administra o restante das configurações,
também chamado de superuser (super usuário).
Potencialidade Navegando em diretórios
Possui grande capacidade de gerência as ações Use o comando cd para a navegação nos
(multitarefa), podemos abrir varias janelas, diretórios de arquivo do linux. Para ir ao seu
chegando a perder o conta de quantas coisas diretório o home (seu diretório padrão de
estamos fazendo, e mesmo assim ele pode mais. trabalho), basta digitar o comando da listagem
a. No modo gráfico: o Linux abre quantas abaixo. Se o usuário for pedro então para ir para o
janelas quisermos, só que dificilmente diretório é necessário digitar o caminho completo.
trava, e se travar, muitas vezes podemos O comando para navegar nos diretórios é o cd.
sair do X teclando CTRL + alt + backspace, $ cd/home/pedro
porque na maioria das vezes quando (e Para ir rapidamente ao seu diretório home, apenas
se) travar, a culpa é de algum programa, e digite:
não do sistema em si, por isso podemos $ cd ~
sair do x e reiniciá-lo como se nada tivesse O simbolo ~é expandido pelo interpretador como
acontecido. /home/seu_usuário ao executar o comando. Para
b. No modo texto: o console que parece com verificar mas isso, experimentarmos:
o DOS não se limita nenhum pouco a isso. $ echo ~
Primeiro porque abrir vários consoles com
/home/vivas.
usuários diferentes. bem, se estamos num
Alternativa pode ser usado na forma reduzida que
console executando um programa e não
produzira o mesmo efeito, ou seja, o comando cd
quer sair dele, abra outro. digitando
sozinho.
CTRL+Z, ele joga para background parado
digite bg para continuar executando, e no $ cd
momento que digitamos bg lhe fornece um Os diretórios. E.. Referem-se ao diretório corrente
número ([x]). e diretório-pai, respectivamente. Esses diretórios
podem ser usados em sintaxes de comandos,
Diretorios e arquivos assim como também. ex.;
No linux, tudo é arquivo. se há algo que não seja Is-la.
um arquivo, então este algo é um processo. No Is-F..
GNU/linux (como no unix), não há diferença entre cd..
arquivo e diretório, uma vez que um diretório é cd./dir1/dir2
apenas um arquivo contendo nomes de outros Para retornar não o dietório-pai basta usar o
arquivos. Imagens, músicas, textos, programas, código da listagem abaixo,
serviços e assim por diante são todos os arquivos. $cd/home/usuário
Dispositivos de entrada e saída, e geralmente,
3$ cd..
todos os dispositivos, são considerados como
arquivos. Arvores de diretórios
Todos estes arquivos estão organizados de
A estrutura de diretórios do linux é uma arvore
acordo com uma hierarquia isto é, há critérios que
invertida, a raiz da arvore de diretórios é o topo. O
prevem os principais diretórios e seu conteúdo. diretorio raiz é representados por uma barra (/) e é
Estes critérios são definidos por uma padrão, o
chamado de root.
FHS (filesystem hierarchy standard).

Figura 1: arvores de diretórios.

 Estrutura de diretórios do sistema linux: A


estrutura do sistema de arquivos adotados
pelo sistema linux é mostrado na figura abaixo.
o diretório raiz (root) é o local aonde todos os
arquivos e diretórios se iniciam. Apenas o
No topo da hierarquia de arquivos fica o chamado usuários root possui o privilegio para escrever
diretório raiz (diretório root), pois a estrutura de neste diretório. note que o diretório /root: é o
critério é chamado também de arvore de diretório home do administrador (usuário root),
diretórios. o que é diferente do diretório/ (diretório raiz).
o /bin: armazena os executáveis de alguns Ex.: 1: na árvore de diretórios do linux, o /lib
comandos básicos do sistema, contém contém os programas necessários à inicialização
arquivos binários executáveis, inclusive os do sistema, e o /home contém os arquivos e
comandos comuns usados, como exemplo diretórios dos usuarios.
os, is, ping, cp etc. ( ) certo ( ) errado.
o /boot: armazena o Kernel (ou núcleo) do Errado: o diretório /lib contém arquivos usados
sistema operacional e os arquivos carregados por varios proramas. o diretório /home é o diretório
durante a inicialização do sistema. local (home) de usuários.
o /dev: Dispositivo:o/dev contém referências
para todos os dispositivos, os quais são Ex.: 2: na estrutura de diretíro /bin é usado para
representados como arquivos com armazenar informações a respeito dos processos
propriedades especiais. binários em execução no sistema.
o /sbin: Armazena os executáveis que estão ( ) certo ( ) errado.
disponíveis somente para o root, contém Errado: o diretório /bin tem os executáveis
arquivos binários executaveis do sistema, essenciais a todos os usuários comuns do
como exemplo uptables, reboot, fdisk, sistema, como os comandos Is, cd, mkdir, rm, um
ifconfig, etc. entre outros. o diretorio que informa sobre o
o /etc: Contém arquivos de configuração processo é o /proc que é apenas um sistema de
necessários para todos os programas; arquivo virtual para que os administradores do
contém também scripts de inicialização e sistema tenham acesso às informações do
finalização de programas; processamento do Kernel em forma de arquivos
o /deu: Contém arquivos de dispositivos como de consulta.
disco rigido, dispositivos usb, etc.
o /proc: Contém informações sobre os Donos, grupos e outros
processos do sistema; No linux, para cada arquivo são definidos
o /var: Contém arquivos varíaveis (mudam com permissões para três tipos de usuários: o dono do
o tempo), como exemplo, arquivo de log no arquivo, um grupo de usuário e os demais
diretório ivar/log, arquivos de pacotes e bases usuários.
de dados em /var/lib, fila de impressão em  Dono: o dono do arquivo é o usuário que
/var/spool; etc. criou o mesmo. Somente o dono e o usuário
o /temp: Contém arquivos temporários criados root podem mudar as permissões para um
pelo sistema e usuários; arquivo ou diretório.
o /usr: Contém arquivos binários bibliotecas,  Grupo: é um conjunto de usuários. Grupos
documentação e códigos fontes de foram criados para permitir que vários
programas de 2º nivel; usuários tivessem acesso a um mesmo
o /lib: Contém arquivos da biblioteca que arquivo;
suportam os binarios localizados em /bin e  Outros: Como dito anteriormente, são os
/sbin; bibliotecas (são subprogramas ou usuários que não se encaixam nos tipos de
códigos auxiliares usados por programas) usuários supracitados.
essenciais para o funcionamento do linux, e
também os modulos do kernel; Tipos de permissões
o /opt: Contém aplicativos de fornecedores Os três tipos básicos de permissões para
individuais; arquivos e diretórios são:
o /mnt: Diretório temporários de montagem de 1. R (read): permissão de leitura para arquivo.
sistema de arquivos; Caso seja um diretório, permite listar seu
o /media: Diretórios temporários de montagem conteúdo (com os comandos 1s);
de dispositivos removiveis, exemplo 2. W (write): permissão de escrita para arquivos:
/media/cdrom, /media/floppy; este diretório caso seja diretório, permite a gravação de
contém subdiretórios que são usados como arquivos ou outros diretórios dele. Para que
pontos de montagem para mídias removiveis, um arquivo/diretório possa ser apagado, é
com disquetes, cdrons, pendrives etc. necessário o acesso à escrita (gravação);
o /srv: contém dados especificos de alguns 3. X (execute): Permite executar um arquivo
serviços. caso seja um diretório, permite que seja
acessado através do comando cd (equivale a
entrar no diretório).
Para cada arquivo do sistema, são definidos
permissões para o do arquivo, para um grupo de
usuários e para os demais usuários. Essas
permissões são de leituras, escritas e execução (r,
w ou x).
Figura 2: estrutura de diretórios linux.
Comandos  BG: É usado para forçar um processo.
Um comando é um software que realiza uma suspenso a ser executado em segundo plano.
determinada função, usualmente uma função se tivermos iniciado um comando em primerio
especializada. no sistema Unix, comando é um plano e perceber que ele vai demorar algum
simples arquivo localizado. geralmente no diretório tempo e precisa de seu Shell, enquanto esse
/bin ou /sbin. assim, defini-se como caminho processa está em execução, pressione as
absoluto aquele caminho completo, desde o teclas CTRL+Z. isto deixa o processo atual na
diretório raiz. espera. podemos deixá-los na espera como se
No Linux, os comandos são arquivos que estivesse chamando a sua empresa telefonica,
possuem permissão para serem executados. A ou pode inserir esse processo no 2º plano
maioria dos comandos inerentes ao linux digitando bg este comando libera o shell para
encontra-se no diretório/bin. Assim como no DOS, permitir que executemos outros comandos.
existe uma lista de diretórios no qual o shell  WHOAMI: Mostra quem você é: útil quando
pesquisa à procura de comandos. queremos esquecer com que login entramos.
$ whoami
Comandos básicos Pedro
O formato geral de um comando é: comando [-
$ pwd
[ocpção1][opção2]...] parâmetro, onde o que
 PWD: Exibe o diretório atual;
está entre colchcetes é opcional.
Para obtermos mais informações sobre qualquer  RM: Serve para apagar arquivos e diretórios. a
comando, basta consultar as páginas do manual linha de comando rm-r<nome do diretório a
digital, inserindo no promt´man´´ seguido do nome apagar > exibe todos os arquivos e
comando ex.: subdiretórios da pasta que está sendo
deletada.
$man2s.
 CP: faz a copia de arquivos, mas com a
Lista dos principais comandos do linux, suas
sintaxe (cp diretório origem/arquivo de origem
finalidades, sintaxes e parâmetros:
diretório destino´´).
 ADDUSER: É usado pela raiz, ou alguém mais
 CD: permite a navegação entre diretórios; se
que tenha autoridade, para criar um novo
quisermos ir para um diretório, é preciso digitar
usuário. o comando adduser é seguido do
o comando seguido do nome do diretório,
nome da conta a ser criada, ex.:
separados por barra. ex.:
#adduser avesso.
#cd/clientes<ENTER>, para sair digite: #cd.
 ALIAS: É usado para criar nomes alternativos
 PS: exibe um status dos processos;
para comandos. tipicamente, são nomes
alternativos do comando real. no exemplo  GREP: lista todos os arquivos que contenham
seguinte, o usuário está acrescentando um em seu conteúdo a palavra de pesquisa.
nome alternativo dir para uma listagem de  FREE: exibe todo a memória disponível,
diretórios #alias dir=Is, digitar o comando alias ocupado e buffer de RAM;
sozinho fornece uma lsita de todos os nomes  DU: relatório no uso do sistema de arquivo;
alternativos.  DF: exive todas as informações de espaço livre
 APROPOS<PARÂMETRO>: Significa e ocupado das partições;
apropriado ou quanto a outros. quando  CAT: permite a leitura do conteúdo de um ou
seguido de um parâmetro, ele procura nas mais arquivos, combina arquivos é a versão
documentações as entradas que incluem o unix do comando Type do DOS.
parametros. Basicamente, esse comando
executa uma procura de palavras em todas as #cat –n avesso.txt = serve para contar as
documentações. é o equivalente ao comando linhas do texto;
man-k<parâmetro>. #cat*.txt = permite a leitura de todos os
 AWK: Procura por um modelo a partir de um arquivos txt;
arquivo, inclui uma linguagem de programação #cat avesso1.txt avesso2.txt = permite a
embutida.
leitura dos arquivos especificados;
 BANNER: Exibe um banner grande e de alta
#cat avesso1.txt>>avesso2.txt = acrescenta o
qualidade na saída padrão. Se a mensagem é
omitida, exibe um prompt para a mensagem e conteúdo de um arquivo em seguida, ao
lê uma linha a partir da entrada padrão. Para conteúdo do outro, sem criar um terceiro
experiência, digite o comando $ banner linux arquivo;
para criar um banner. #cat>avesso.txt = cria um texto sem um
 BDIFF: Compara dois arquivos grandes; aplicativo de processamento de texto;
 BFS: Procura um arquivo grande;
Ao terminar a digitação, pressione as teclas
CTRL+D, simultaneamente, para fechar o arquivo.
 PWD: exibe o diretório atual; Ex.: 4: no linux, o comando cd/et/teste cria o
 PASSWOD: Esse comando pede ao usuário a diretório teste dentro do diretório/etc.
senha antiga. a seguir, a nova senha duas ( ) certo ( ) errado.
vezes, para certificar-se de que foi digitada errado: o comando cd no linux é usada para
corretamente. a nova senha deve ter pelo mudar de diretório (mudar o diretório ativo).
menos seis caracteres em letras minúsculas
ou um que não seja letra. além disso, a nova Ex.: 5: no linux, a execução do comando os –aexf/
senha não pode ser igual aquela que está grep arq mostrará uma lista de processos em
sendo substituída nem poder ser igual à ID do execução que tenham em sua descrição de
usuário (nome da conta); caracteres arq.
 VI: Editor de texto, seus comandos são: ( ) certo ( ) errado.
o CTRL+b: equivalente à tecla pageUp; Certo: o comando ps possibilita uma listagem de
o CTRL+f: equivalente à tecla pageDown; todos os processo em execução na maquina. este
o $: move o cursor para o fim da linha em que comando possui algumas opções, como:
ele está;  -a: lista os processos de todos os usuários;
o ng: move o cursor para a linha n;  -e: lista as variáveis de ambiente no momento
o G: move o cursor para a última linha do da inicialização do processo;
arquivo;  -x: lista todos os processo que não foram
o X: elimina o caractere sob o cursor; iniciados no console;
o Ndd: elimina n linhas a partir da que o cursor  -f: lista uma arvore de execução de comando/
qestá posicionado;  -u: exibe um comando do usuário e a hora do
o Rc: substitui o caractere sob o cursor pelo inicio do processo.
caractére c; A questão fala do comando os- aexf. Este
o U: desfaz a última operação; comando, executado com as opções aexf detalha
o Nyy: copia para a memoria n linhas a partir a listagem de todos os processos em execução na
da que o cursor está posicionado; maquina. Usar o comando os puro pode deixar a
o P: cola as linhas armazenadas na memória; sua listagem de processos em execução muito
o :/´´string´: procura (string) no texto; extensa e é aí que entra o comando grep, usado
o n: repete a procura anterior. para filtrar as ocorrências numa listagem,
 WHO: mostra quem está na máquina no permitindo a redução dos dados que serão
momento. mostrados. neste caso somente as linhas que
 CHMOD: define os privilégios de acesso dos contenham a expressão ARQ serão mostrada.
usuários. será usado no caso de o linux estar
instalado em rede; Ex.: 6: quando executado no console do linux, o
 CHOWN: usado pela raiz ou pelo proprietário comando VI possibilita alterar o modo de acesso,
do diretório para alterar a identificação (ID) do ou seja, as permissões de um arquivo ou diretório.
usuário. o formato do comando é: ( ) certo ( ) errado.
 chown<id do usuário> <arquivo>; Errado: o comando VI, ao ser executado, abre o
 RMDIR: Serve para apagar diretórios vazios. editor de texto mais popular no linux.
 Sintaxe: rmdir<nome do diretório>.
Ex.: 7: o linux permite logins simultaneos de varios
Ex.: 1: no sistema operacional linux, o camando usuários. para visualizar usuários logados em
whoami é usado quando desejamos listar nomes determinado momento, deve-se executar o
da conta associada ao login atual. comando who.
( ) certo ( ) errado. ( ) certo ( ) errado.
Certo: o comando Whoami mostra o dono do shell Certo: o comando who permite a visualização de
(pode ser, por exemplo, um usuário de algum todos os usuários que estão logados no sistema.
aplicativo).
Ex.: 8: no ambiente linux, o comando Is permite
Ex.: 2: o comando pwd, no linux, é usado para listar todos os arquivos diretórios atual.
mostrar a versão usado do sistema operacional. ( ) certo ( ) errado.
( ) certo ( ) errado. certo: o Is é um dos comandos básicos do
errado: o comando pwd mostra o diretório sistema, ele lista o conteúdo de diretórios. usado
corrente (diretório atual). assim, sem parâmetros, ele lista dos diretórios e
Ex.: 3: os comandos rm e cp permitem, arquivos da pasta atual.
respectivamente, remover e copiar um ou mais
arquivos:
( ) certo ( ) errado.
Certo: observe alguns comandos do linux: cp:
copiar arquivos e diretórios; rm: deletar arquivos e
diretórios.
Ex.: 9: no linux para se ajustar as permissões via Ligando e desligando
linha de comando, usam-se os comandos chmod Saindo do sistema
e chown. o primeiro permite transferir a posse, Ao terminarmos nosso trabalho devemos sair do
especificando a qual usuário e grupo determinada sistema, o comando logout é usado para fechar
parte ou arquivo pertence, e o segundo permite sua conta para que outras pessoas não entre no
ajustar as permissões dos arquivos e portas. seu sistema e acesse seus arquivos.
( ) certo ( ) errado. [avivas@musashi~] $exit.
Errado: a banca inverteu os comandos! é o
comando chown que permite transferir a posse ( o  Saindo do sistema com exit: Também
dono do arquivo), especificando a qual o usuário e podemos sair do terminal usando o comando
grupo determinado diretório (pasta) ou arquivo exite. apesar de serem praticamente iguais, o
pertence. já o comando chmod permite ajuste as exit pode ser usado em qualquer escript
permissões dos arquivos e diretórios. enquanto o logout não. o procedimento de uso
do comando exit é apresentado abaixo:
Ex.: 10: o comando rmdir permite ao usuário root [avivas@musashi ~] $ exit.
suprimir o diretório cujo nome é passado em
argumento a esse comando, que tal diretório
Caso tenhamos entrado via interface gráfica
esteja vazio ou contenha arquivo.
existem alternativas gráficas para realizar esta
( ) certo ( ) errado.
tarefa. podemos também usar a combinação
Errado: o comando rmdir remove apenas um
CRTL+ALT+SPACE, ou ainda, a opção mais
diretório vazio, se o diretorio estiver com algum
rapita CTRL+D.
conteúdo como um arquivo, o comando rmdir não
conseguira remover o diretório. Para remover um
Desligando e reinicializando
diretório com conteúdo deve se usar o comando
Outra forma de sair do sistema é desligando a
rm-rt.
máquina. Nunca desligue a máquina sem os
comandos apropriados. Pois, isto pode corromper
o sistema de arquivos do linux. Ao desligar a
máquina corretamente, o linux finalizará os
programas, gravará os dados no disco rígido e
começará a mostrar procedimentos de finalização
(fs, sinais KILL, sigterm paa os processos
resistentes na memória).

 Desligando imediatamente: Para desligar o


computador usamos o comando shot down. Se
quiser desligar imediatamente use o codigo de
listagem abaixo. Ele vai pedir a senha do
administrador para desligar a máquina. A
opção h significa que é para o computador.
Para desligarmos a máquina termos que ter a
senha de root.

[avivas@musashi~] $ shutdown –h. now.


====AUTHENTICANTING for org.free
desktop.login1-power-off ===
é necessário autenticação para desligar o
sistema.
authenticating as: root
password:

Outra forma de desligar a máquina é usar o


comando poweroff. para usar a veja a lista
abaixo. ele funciona da mesma forma que o
comando
shutdow –n now.
$sudo poweroff.
Desligando após determinado tempo: Se Reinicialização
quisermos desligar a máquina após 3 Para reinicializar uma máquina podemos usar o
minutos usamos o mesmo comando, mas comando reboot.
passamos como argumento o tempo como na
listagem abaixo: $ sudo reboot
$ sudo shudow –h +3 Password
De outra pessoa estiver logado no sistema irá
receber mensagens parecidos com as da O comando apresentado abaixo tem o mesmo
listagem abaixo. resultado do comando reboot.
$
espalhar mensagem de vivas@zafu $ sudo shutdown –r now
(/dev/pts/d) em 9:14... passowrd.

they system is going down for hat in 2  Reinicializando numa determinada hora:
minutes Para programas a hora na qual a máquina irá
desligando reinicializar usamos a opção –r + tempo. a
listagem abaixo apresenta o comando.
espalha mensagem de vivas@zafu
$ sudo shutdown –r + 8:15
(/dev/pts/o) em 9:15…
password:

they system is going down for halt in 1 Ex.: 1: no sistema operacional linux, se o usuário
minute! root desejar reiniciar o computador, é suficiente
desligando que ele pressione, simultaneamente, as teclas,
CTRL+ALT+SPACE.
espalhar mensagem de vivas@safu ( ) certo ( ) errado.
(/dev/pts/o) em 9:16... Errado: Observa algumas funçoes do comando
shutdown. o shutdown envia uma mensagem a
todos os usuários do sistema alertando sobre o
o sistema está sendo paralisado AGORA! desligamento em suas tarefas. depois disso, o
desligando. shutdown muda o nível de execução pelo
comando init para 0 (desligamento), 1 (modo
 Desligando numa hora especifica: para monousuário), 6 (reinicialização). é recomendado
desligarmos numa hora determinada basta o uso do simbolo &ramp no final da linha de
passar a hora desejada como argumento. a comando, para o shutdown seja executado em
listagem abaixo apresenta o comando para seguida plano.
desligar a máquina às 10:10 da manhã.
$ sudo shutdown –h 10:10 Ex.: 2: Comparativamente a computador com
outros sistemas operacionais, computadores com
 Cancelando um shutdown: quer interromper o sistema linux apresentam a vantagem de não
o comando de shutdown? vamos supor que perderem dados caso as ma´quinas sejam
tenha digitado o seguinte comando da listagem desligados por meio de interrupção de
abaixo: fornecimento de energia elétrica.
( ) certo ( ) errado
$ sudo shutdown –h +5 Errado: O linux também pode perder dados
quando o computador é desligado por falta de
Para cancelarmos um shutdown vá em outro energia, sem executar as rotinas de desligamento.
terminal e digite o comando abaixo.

$ sudo shutdown –c
shutdown: desligamos cancelado

Outra forma de cancelar o deslicamento da


maquina é ir no terminal e digitar
CONTROL+C.
Gerênciamento de pacotes
o linux usa um repositorio de pacotes e todas as
operações de instalações e remoção podem ser
feitos usando comandos. um repositório, é um
servidor onde os pacotes estão armazenados para
instalar digitamos o comando e o nome do pacote,
nada além disso. sua máquina entra em contado
com o servidor, faz o download do pacote e depois
instala automaticamente o software.
 Atualização de pacotes: para atualizar a
listagem dos pacotes disponiveis usamos o
comando apt-get. a listagem abaixo ilustra o
comando.

apt-get update.

 Atualizando a distribuição: a medida que o


tempo vai passando novas versões do
software são disponibilizadas varias
atualizações de segurança são realizadas em
cada semana. para manter sua distribuição
atualizada precisamos usar o comando
upgrade como na lista abaixo:

apt-get upgrate.

 Instalando software: para instalar um novo


pacote precisamos saber o nome do software
e usar o comando install como na listagem
abaixo:

apt-get install vim.

 Removendo pacotes: para remover um


pacote especifico precisamos saber o nome
do software e usar o comando remove como
na listagem abaixo:

apt-get remove vim

 Instalado software no fedora: para instalar


um novo pacote no fedora precisamos usar o
comando dnf. a listagem abaixo apresenta o
procedimeto para instalação do pacote ishw.

dnf install ishw.

Ex.: 1: No ambiente linux, um pacote é definido


como um arquivo que contém os arquivos binários
necessários para a instalaçaõ de um aplicativo.
( ) certo ( ) errado.
Errado: No ambiente linux, um pacote é definido
como um arquivo que contém os arquivos
binários necessários para a instalação de um
aplicativo. estes pacotes são instalados ou
removidos com auxilio de um aplicativo. estes
pacotes são instalados ou removidos com auxilio
de ferramentas de gerenciamento de pacotes
como yast, yum, rrm, etc.
WINDOWS Esta edição vem com o Windows defender, que
O sistema operacional mais usado e conhecido é é o software para detecção, remoção e prevenção
o Windows. Apesar de várias versões a essência contra softwares mal-intencionados, os
do Windows não mudou. Muitas coisas como o conhecidos Spywares. O internet Explorer 8, traz
gerenciamento de arquivos, a área de trabalho e uma proteção contra os sites falsos, que aplicam
aplicativos estão desde as primeiras versões. o chamado golpe de Phishing um site falso que
imita a aparência de um site verdadeiro. O
Windows 7 Windows home basic vem com recursos
O Windows 7 é um sistema operacional importantes, tais como o Firewall download
multitarefa e para múltiplas usuários. O Windows atualizações através do Windows update, controle
7, está disponível em seis diferentes edições, dos pais, etc.
porém apenas o Home Premium, profissional e
ultimate são vendidos na maioria dos países. As Windows 7 home Premium
outras edições se concentram em outros É uma edição indicada para usuários domésticos
mercados, como mercado de empresas ou só e de notebooks. Um diferencial importante é a
para países em desenvolvimento. inclusão do recurso Windows Mídia Center, o que
1. Requisitos: O Windows 7 exigi uma torna bem mais fácil trabalhar com fotos digitais,
configuração de hardware relativamente boa, arquivos, de músicas, vídeos e filmes e, caso
para que seja usado sem problemas de tenha uma placa de captura de vídeo instalado no
desempenho. A configuração mínima é: computador, interagir com a TV. O Windows mídia
 Processador de 1GHz (32-bit); Center facilita organizar e desfrutar de fotos,
 Memória (RAM) de 1GB; músicas e DVD´s, gravações de TV e filmes
 Placa de vídeo compatível com directX9.0 e domésticos. Com estes recursos é fácil gravar
32 MB de memória; filmes domésticos e apresentações de slides de
 Espaço requerido de 16GB; fotos em DVD´s de vídeo, onde será possível
 DVD-RAM e Saída de áudio. assistir num DVD player ou computador. Esta
Se quisermos rodar o sistema sem problema de edição inclui a nova interface Windows AERO
lentidão e usar o recurso Aero, o recomendado é a completa, que fornece recursos importantes, tais
seguinte configuração: como efeito transparência e as miniaturas em 3D
 Processador de GHz (32 ou 64 bits); dos programas abertos, miniaturas estas que são
 Memória (RAM) de 2GB; exibidas em formato de janela em cascata. Esta
edição é a mais indicada para notebooks, devido a
 Placa de vídeo com suporte gráficos
uma série de recursos para computadores móveis.
 DirectX9 com 256MB de memória unidade
Ele oferece um gerenciamento de energia mais
 de DVD-R/W e Conexão com a internet. simplificado do que nas versões anteriores,
suporta a instalação e administração de uma rede
Ex.: 1: As principais caracteristicas do sistema sem fio bem mais fácil e forma melhor de
operacional Windows é ser multitarefa e sincronizar os dispositivos que mantém você
multiusuários. conectado. Essa versão possui backup automático
( ) certo ( ) errado. para os seus dados.
Certo: O Windows é um sistema operacional da
Microsoft que possui código fechado, precisamos Windows 7 enterprise
adquirir uma licença de uso, é multitarefa e Uma edição recomendada para ser usada, nas
multiusuário. estações de trabalho, das redes de grandes
empresas, onde a rede é baseada em domínios
Windows 7 home basic de Active Directory, com servidores baseados no
Versão indicada para usuários residenciais, que Windows serve 2003 ou no 2008. Um recurso
fazem uso básico do computador, como navegar importante, disponível nesta edição é a opção de
na internet, edição de texto e planilhas e visualizar criptografia baseada em Hardware, criptografia da
fotos. Uma das características desta edição é a unidade do Windows Bitlocker este recurso
facilidade de encontrar programas e arquivos, o adiciona um nível a mais de segurança, o que
que é um recurso muito útil para os usuários pode ser de grande ajuda em computadores que
chamados básicos, aqueles sem conhecimentos precisam.
técnicos do Windows e de informática em geral,
com esta edição, está disponível o recurso de
pesquisa instantânea, na área de trabalho do
Windows. Este recurso examina todos os
documentos, e-mails e fotos do usuário e organiza
os resultados de diferentes maneiras, de acordo
com as preferidas definidas pelo usuário.
Windows 7 profissional Ex.: 2: das edições do windows 7 disponíveis no
É mais indicado para uso por pequenas mercado, apenas três estão disponíveis para
empresas e por usuários residenciais que instalação num computador de mesa ou notebook
precisam de recursos mais avançados. Um doméstico, as quais são: Windows 7 Home
diferencial desta edição é a inclusão do recurso Premium, Windows 7 Professional e Windows 7
Windows media Center, o qual torna bem mais Ultimate.
fácil trabalhar com fotos digitais, arquivos de ( ) certo ( ) errado.
músicas, vídeos, filmes e, caso tenha uma placa Certo: As versões Home Basic e Starter Edition
de captura de vídeo instalada no computador, são OEM, ou seja, pré-instalada pelos fabricantes.
interagir com a TV. O Windows media Center o computador Home Basic ainda vem com o DVD
facilita a organizar edesfrutar de fotos, música, de recuperação, mas o computador Starter Edition
DVDs, gravações de TV e filmes domésticos. Esta vem com o Windows 7 de recuperação gravado
edição apresenta a nova interface Windows Aero diretamente numa repartição do disco rigido.
completa, a qual fornece recursos importantes,
tais como os efeitos de transparência e as Ex.: 3: o Windows 7 está disponível nas edições
miniaturas em 3D dos programas abertos, Home Premium Professional, Ultimate e
miniaturas estas que são exibidas na barra de Enterprise. dessas opções, apenas as duas
tarefas ou podem ser exibida em formato de primeiras contém o recurso Peek, que permite a
janelas em cascata. visualização de documentos apartir de janelas
abertas na área de trabalho.
Windows Ultimate ( ) certo ( ) errado.
É a escolha para quem quer ter tudo. Alterna Errado: o recurso Peek não está disponível nas
facilmente entre os mundos de produtividades e duas primeiras versões de uma lista maior, que é
experiência da edição mais completa do Windows. Starter Edition, Home Basic, Home Premium... ou
além da funcionalidade do Windows Home seja, a CESPE copiou/colou e exclui os dois
Premium e do Windows Profissional, o Ultimate primeiros nomes da lista.
tem os recursos de economia de energia,
segurança como BitLocker e BitLocker To Go, Ex.: 4: No Windows é um sistema operacional
recursos de mobilidade como Direct Acess que que, ao ser instalado numa máquina, permite que
funciona integrado a uma rede com Windows apenas um único usuário da máquina consiga
Server 2008 R2. acessar, com segurança, seus arquivos e pastas.
( ) certo ( ) errado.
Errado: deste a versão Windows 7, existe suporte
para telas sensíveis a toque (TouchScreen).

Ex.: 5: No Windows, não há possibilidade do


usuário interagir com o sistema operacional por
meio de uma tela de computador sensível ao
Figura 3: (a) Starter: A versão mais simples do Windows 7. sem toque.
AERO; (b) Home Basic: tarefas diárias mais rápidas e o seu
fundo de tela personalizado. Sem AERO; (c) Home premium: o ( ) certo ( ) errado.
melhor do Windows 7 em seu computador pessoal; (d) Errado: Qualquer usuário com o perfil de
Professional: A versão ideal para quem usa o computador para
o trabalho; (e) Enterprese: somente comercializado via contrato
administrador poderá acessar os arquivos de
com a Microsoft; (f) Ultimate: a versão mais completa do outros usuários no mesmo computador.
Windows 7.
Ex.: 6: O Windows 7 foi lançado em quatro
EX.: 1: A Microsoft lançou uma edição do versões, cada uma direcionada a um público
Windows 7 apenas para mercados emergentes, especifica a versão Stanter possibilita a
como o Brasil e colombia, entre outros esta edição encriptação de dados mediante o uso de recurso
é: conhecido como BitLocker!
a. Starter; ( ) certo ( ) errado.
b. Home Premium; Errado: o recurso BitLocker é para encriptar os
c. Ultimate; dados de disco, e BitLocker To Go é para
d. Home Basic. encriptar os dados de um disco removível
Resposta: (pendrive). este aplicativo só está disponível nas
Alternativa (d) correta: as versões Starter e versões mais completas. a versão Starter é a
Home basic estão disponíveis, em mercados versão de entrada, desenvolvida e comercializada
emergentes, entretanto a Starter e OEM (pré- em mercados emergentes (Brasil). a versão
insataldo) em netbooks e computadores de Starter é limitada, executa até 3 aplicativos
entrada. simultaneamente, não modifica o papel de parede
da área de trabalho e não possui uma série de
recursos avançados do Windows.
Inicialização do sistema Outro detalhe é em relação à barra de
O Windows 7 inicializa mais rápido que as inicialização rápida, que fica ao lado do menu
versões anteriores. Ao instalar o Windows 7 é iniciar e tem atalhos para a internet Explorer, para
criado, uma conta chamada administrador. opção biblioteca.
Durante a instalação podemos definir uma senha  Plano de fundo: Não precisa mais ter uma
para a conta administrador e deve ser criada, pelo imagem com o Windows 7, podemos exibir
menos mais uma conta, a conta do administrador uma apresentação de slides de imagens.
é oculta, não sendo exibida na lista de usuário Alguns temas que já vem com o Windows 7
quando o Windows 7 é inicializado. Isso ocorre incluem uma apresentação de slides ou
porque, por padrão, a conta administrador está podemos criar nossa própria apresentação de
desativada. slides com sua coleçãopessoal de imagens.

Tela de boas-vindas Barra de tarefa


É aquela que usamos para fazer logon no Atravessa toda a base da área de trabalho. Ela
Windows. Ela exibe todas as contas do apresenta o botão iniciar, os botões dos
computador. Podemos usar nosso nome de programas e a área de notificação e, na
usuário em vez de digitá-lo, e depois trocar para extremidade direita, um botão chamado mostrar a
outra conta com a troca rápida de usuário. área de trabalho. É uma barra cinza retangular
localizada, como padrão, ao longo da parte inferior
da área de trabalhho. a barra de tarefas fér
formada por:
 Área de notificação: contém os item de
notificação que são os programas ativados na
memóeria junto com o Windows. Geralmente
são antivírus, a conexão da rede, o
antisppyware, o audio, e o relógio. Na área de
Figura 28: Tela de boas-vindas. notificação temos um recurso novo do
Windows 7, a Central de ação. Ela é um local
Interface central para exibir alertas e tomar
Após a instalação, a área de trabalho está providências que podem ajudar a executar o
completamente limpa, sem os tradicionais ícones Windows uniformemente.
que existiam nas versões anteriores. Apenas o  Area intermediária: contém os icones das
ícone para lixeira está presente na área de janelas minimizadas e dos programas e
trabalho. O menu iniciar também foi bastante documentos que estão abertos no momento;
modificado em relação ao Windows XP.  Barra inicialização rápida: ou Quick Launch.
A primeira e mais evidente mudança é que agora essa barra apresenta atalho para o Brouser, o
não tem mais a palavra iniciar. O menu iniciar programa de Email, os programas de audio;
agora é representado por um botão em forma de  Botão iniciar: pasta de entrada principal para
esfera, dentro do qual tem o logotipo do Windows. o uso do Windows.
Na interface existem novidades que chamam a Ao clicarmos com o botão direito do mouse sobre
atenção, mas são nas funcionalidades e nos a barra de tarefa surgirá o seguinte menu pop-up:
novos recursos que o Windows 7 mostra seu  Barra de ferramentas: Permite ao usuário
poder. Os objetivos das modificações da interface exibir ou não as barras de ferramentas de
foi facilitar a execução das tarefas mais usadas endereço, links, area de trabalh, barra de
logo após instalar o Windows vista após a primeira idioma e permite ainda a criação de uma nova
inicialização, a nova área de trabalho está barra de ferramenta;
completamente limpa. O que está na área de
 Janelas em cascata: Essa opção organização
trabalho, logo após a instalação tem o botão
as janelas de todos os programas abertos uma
iniciar, o ícone para a lixeira, barra de tarefas e
sobre as outras, de maneira que só apareça a
a barra de Gadgets, situada, por padrão do lado
barra de titulo. A última será mostrada como
direito da tela. Gadgets é a apenas um nome
um todo e será a janela ativa;
bonito para miniprograma. Nesta versão foi
 Mostrar janelas empilhadas: Essa opção
retirada Gadgets.
organiza as janelas de todos os programas
abertos, uma ao lado da outra, no sentido
horizontal;
 Mostrar janelas lado a lado: Essa opção
organiza as janelas de todos os programas
abertos, uma ao lado da outra, no sentido
vertical;
Figura 29: área de trabalho do Windows 7, após a instalação.
 Mostrar janelas abertas: Quando todas as Ex.: 3: Para ajustar o relogio de um computador
janelas estão minimizadas, esse menu em que está instalado o Windows, em sua
restaurará todas. Quando há janelas configuração padrão, um usuário devera acessar o
restaurada, esse menu se transforma em recurso de configuração adequado.
mostrar área de trabalho e minimizará todas as a. No menu acessório;
janelas. b. No menu computador;
 Iniciar gerenciador de tarefa: Exibe o c. No painel de controle;
gerenciador de tarefas do Windows; d. Na barra de ferramenta;
 Bloquear a barra de tarefa: Impete que a e. Na área de transferências.
barra de tarefa seja movimenta na tela; Resposta (c): As configurações de um
 propriedade: Leva a mesma tela da computador com o Windows são gerenciados pelo
opção\configuração\barra de tarefas e menu painel de controle.
iniciar.
Obs. E.: 4: Utilidades tais como calendários,, relógio e
 Para mover a barra de tarefas: Arraste a medidor de CPU, entre outros, podem ficar
barra de tarefas para qualquer borda da áarea fixamente presente na área de trabalho do
de trabalho; Windows 7. trata-se de:
 Para alargar ou estreitar a barra de tarefas: a. Painel de controle de serviços;
Mova o ponteiro para dentro da barra de b. Serviços de administrativos;
tarefas. Quando o ponteiro mudar para uma c. Gadgests;
seta de duas pontas, arraste-o para alterar a d. Budgets;
larura da barra de tarefas. e. Ícones da área de notificação.
Ex.: 1: No programa Windows 7, em sua Resposta (c): Os gadgets são miniprogramas que
configuração padrão, à área situada na parte oferecem visualização instantanea de informações
inferior da tela onde estão localizados ícones para e acesso fácil a ferramentes usadas com
a chamada de programas aplicativos em execução frequências.
é dado o nome de:
a. Barra de ferramentas; Contas de usuários
b. Barra de inicialização; Administrador: Os administradores (pode existir
c. Barra de status; mais de uma conta de administrador) têm acesso
d. Barra de tarefas; todal ao computador pode criar, usar senha e
e. Barra de trabalho. alterá-las.
Resposta (d): A barra de ferramenta existe nos Usuário padrão: Podem usar a maioria dos
aplicativos mas não na área de trabalho do softwares mas não podem alterar configurações
Windows. A barra de inicialização rápida, do computador que afetem outros usuários ou à
localizada ao lado do botão iniciar, permite acesso segurança do computador. Pode existir mais que
a aplicativos, porém eles ainda não estão em uma conta usuário padrão. O usuário padrão pode
execução, e a barra de trabalho não existe. criar, usar e alterar sua senha.
Conta convidado: não possui senha.
Ex.: 2: na configuração da barra de tarefa,
presente na área de trabalho do Windows, é Ex.: 1: O Windows 7 professional permite que
corredo afirmar que: qualquer usuário sem poderes administrativo
a. Ao contrário de outras barras, ela fica sempre instale ou desinstale drivers de dispostivo.
visivel, não podendo ser configurada para se ( ) certo ( ) errado.
ocultar automaticamente; Errado: é preciso poderes administrativos para
b. Ela fica presente na parte inferior da tela, não instalar driver de dispositivos no Windows 7/8.
podendo ser movido para outro local;
c. Ela destena apenas ao acesso à internet, Ex.: 2: O Windows é um sistema operacional que,
possuindo botões para a ativação de um ao ser instalado numa máquina, permite apenas
navegador e outros recursos associados à um único usuário da máquina consiga acessar,
internet; com segurança, seus arquivos e pastas.
d. O botão iniciar fica nela presente, no seu canto ( ) certo ( ) errado.
esquerdo; Errado: O Windows permite que mais de um
e. O recurso restaura fica presente no seu canto usuário acesse seus arquivos e pasta com
direito. segurança.
Resposta (d): A barra de tarefas poderá ser
ocultada udrante a execução de aplicações. ela
está na parte inferior da tela, mas é possivel
porém não é sua única e nem exclusiva função. o
recurso restaurar não está presente na barra de
tarefas.
Lixeira Ex.: 2: Ao se apagar um arquivo usando
Quando não precisamos mais de um arquivo, simultaneamente as teclas SHIFT + DELETE, o
podemos removê-los do computador. Para excluí- arquivo será movido para a lixeira do Windows 7.
los selecionamos o arquivo que desejamos excluir ( ) certo ( ) errado.
com um clique sobre ele, e clicamos em delete, na Errado: O item será excluido definitivamente. Para
caixa de diálogo, selecionamos excluir arquivos e armazenar na lixeira, se houver espaço e não
clicamos em sim. O arquivo é armazenado estiver desativado, pressione delete.
temporariamente na lixeira.
Ex.: 3: Para se recuperar um arquivo deletado de
uma biblioteca de imagens do Microsoft Windows
7, devemos clicar com o botão direito do mouse a
opção biblioteca e depois clicar a opção restaurar
versões anteriores. Após o segundo clique, será
listado os arquivos de acordo com os pontos de
restauração.
Figura 4: (a) lixeira cheia; (b) lixeira vazia.
( ) certo ( ) errado.
Errado: Restaurar versões anteriores e copia de
1. Esvaziando a lixeira: Ao esvaziar a lixeira, os sombra, uma espécie de Backup automático dos
arquivos são definitivamente excluídos pelo dados do usuários, pontos de restauração é
Windows: restauração do sistema, uma espécie de backup
 Abra a lixeira e No menu arquivo, automático dos dados do sistema.
 Clique em esvaziar lixeira.
Ex.: 4: Por padrão, a lixeira do Windows 7 ocupa
Podemos esvaziar a lixeira sem abri-las, basta
uma área correspondente a 10% do espaço em
clicar com o botão direito do mouse sobre o ícone
disco rígido do computador.
da lixeira e selecionar no menu de contexto
( ) certo ( ) errado.
esvaziar lixeira.
Errado: A lixeira do Windows XP possuía o
padrão dos 10% do disco rigido. no Windows 7 a
lixeira tem o seu tamanho configurável, e não está
associado a um valor especifico de porcentagem
teoricamente, disponível nos discos rigidos (ou HD
externo).

Ex.: 5: No Windows 7, uma das opçoes de


configuração que pode ser definida para a lixeira é
Figura 31: (a) pasta lixeira aberta; (b) caixa de diálogo da lixeira.
fazer que um arquivo apagado por um usuário
seja imediatamente excluido do sistema,
Ao esvaziarmos a lixeira. Isso, excluíra eliminando-se dessa forma, o envio desse arquivo
permanentemente os itens e recuperará o espaço à lixeira.
em disco rígido por ele ocupado, em situações ( ) certo ( ) errado.
normais, todos os arquivos são enviados para a Certo: No Windows 10 a mensagem de
lixeira, mas existe sete exceções: confirmação mostrada ao pressionar DELETE
 Excluir com a tecla SHIFT pressionada; sobre um item armazenado no disco rígido foi
 Excluir de dispositivos com armazenamento desativada, podendo ser reativada. No Windows
removível (pendrive); 7, podemos definir que todos os itens deletados
 Excluir de rede; com DELETE não sejam armazenados na lixeira,
 Configurar o tamanho de lixeira como ``0´´; sendo excluido definitivamente, como se fosse
 Excluir arquivos maiores que o tamanho da pelo SHIFT + DELETE.
lixeira;
 Excluir arquivos maiores que o o espaço livre
da lixeira faz com que os arquivos mais antigos
sejam excluidos;
 Configurar a lixeira selecionada a opção ``não
mover arquivos para a lixeira´´.

Ex.: 1 : Ao se excluir uma pasto diretório C:\


usando a tecla DELETE a pasta irá para a lixeira
do Windows.
( ) certo ( ) errado.
Certo: Na configuração padrão, um arquivo
excluido do disco local do computador será
enviado para lixeira do Windows.
Área de notificação Menu iniciar
Apresenta o relógio do computador e outros É composto de duas colunas, sendo que na
ícones de programa em execução, como antivírus coluna da esquerda tem atalhos para os últimos
e outros programas residentes na memória. programas que foram usados. Nesta versão, o
atalho se torna um menu para acesso aos últimos
documentos abertos no referido programa. No
menu da esquerda também tem a opção todos os
programas, a qual dá acesso aos programas
instalados no computador. Na coluna da direita
ficam os atalhos que, nas versões anteriores,
ficavam na área de trabalho, por exemplo, atalho
Figura 32: Área de notificação do Windows.
para o computador, documentos, imagens,
músicas, jogos, painel de controle, rede e assim
Gerenciamento do sistema
por diante. O menu iniciar não teve muitas
Manter o sistema funcionando, sem problemas,
modificações, uma opção que foi acrescentada foi
mas, quando ocorre problemas, tem sido um
no menu contexto, quando clicamos com o botão
ponto importante e que vem sendo melhorado
direito do mouse numa opção do menu iniciar, a
mais a cada nova versão do Windows. A principal
opção; fixar na barra de tarefa. Esta opção permite
novidade do Windows 7 nesta área é a opção
que você crie um atalho permanente da barra de
central de ação.
tarefa, para um programa que é usado com mais
A central de ação lista mensagens importantes
frequência. Ao clicarmos em todos os
sobre configuração segurança e manutenção que
programas,as opções deste menu, abrem na
precisam da atenção do administrador do
coluna da esquerda, ocultando as opções desta
computador.
coluna. Ao clicar em uma das opções do menu
 Os itens em vermelhos na central de ações
todos os programas, como por exemplo acessório,
são rotulados como importantes e indicam
as opções do menu acessório são abertas neste
problemas gerais.
espaço da coluna da esquerda, abaixo de
 Os itens amarelos são as tarefas sugeridas, é acessório.
recomendada que executemos estas tarefas, 1. Lista de programas fixos: Os ícones que
para garantir o bom funcionamento do estão no canto superior esquerdo do menu são
Windows 7, compartilhar imagens, músicas, atalhos para quaisquer programas que
vídeos, documentos e impressoras com outras julguemos interessantes. Na figura abaixo
pessoas do seu grupo doméstico. temos dois programas fixos (sempre estarão
O grupo doméstico é protegido por senha, e lá).
poderemos sempre escolher o que vamos
compartilhar com o grupo.

Figura 33: a opção painel de controle.

Figura 35: (a) Programas fixos no Menu Iniciar.


2. Lista de programas mais usados: Os ícones Ex.: 2: o menu iniciar do windows pode ser
que ficam na parte inferior esquerda do menu configurado de acordo com as preferências do
são atalhos para os programas usados pelo usuário, por meio da opção propriedades,
usuário mais recentemente. Podemos acionada com o botão direito do mouse sobre a
configurar quantos itens poderão ser barra de tarefas da area de trabalho.
apresentados nessa lista, bem como limpara ( ) certo ( ) errado.
lista inteira para que ela seja preenchida Certo: podemos configurar o menu iniciar de
conforme o usuário abra seus programas mais acordo com menu preferências. depois clicar na
usados. opção propriedades acionado com o botão direito
do mouse sobre a barra de tarefas da áraea de
trabalho, clique no botão personalizar e habilite as
opções que deseja.

Comandos
 Dispositivos e impressoras: Dá acesso à
janela que lista dispositivos de Hardware
ligadas ao computador.
 Programa padrão: Permite a configuração
acerca de quais aplicativos. Além de outras
configurações.
 Ajuda e suporte: Acessar a janela de busca
de ajuda, permite obter respostas às principais
dúvidas do usuário.
 Painel de controle: Tem numa única tela
Figura 36: (a) Atalhos para os programas usados mais todas as opções de configurações dos
recentemente no Windows. periféricos de Hardware e configurações do
Windows. Não precisando pesquisar em
Alguns itens desta listagem possuem uma diferentes janelas para fazer configurações de
pequena seta apontada para a direita. Esta seta hardware e de software. Opções:
indica que o programa em questão foi usado para o Central de ações: verifica status e soluciona
abrir vários arquivos recentemente. Basta problemas do computador;
posicionar o ponteiro do mouse sobre o item que o Firewall do Windows: gerencia o firewall do
automaticamente a coluna à direita se Windows;
transformará, mostrando a lista de arquivos mais o Sistema: apresenta varias informações
recentemente manipulados pelos programas Word importantes do sistema;
2007. o Backup e restauração: disponibiliza os
 Configurar menu iniciar: Podemos adicionar recursos de backup;
atalhos a pasta ou arquivos que abre com o Ferramentes administrativas: disponibiliza
frequencia e criar seus proprios grupos de varias ferramentas como limpeza,
arquivos e programas, ou remover itens do desfragmentação e até mesmo
menu iniciar. Como o menu iniciar é uma particionamento do disco rigido.
coleção de atalhos, remover um programa
desse menu não significa cancelar a instalação
ou remover o programa do computador. Para
isso podemos selecionar a opção barra de
tarefas e menu iniciar no painel de controle ou
selecionar o botão iniciar com o botão direito
do mouse e selecionar propriedades.
Figura 38: Comandos.

Ex.: 1: Um usuário do Windows 7, em sua Ex.: 1: O painel de controle do Windows dá


configuração padrão, predente ativar rapidamente acesso a opção como, por exemplo, instalar e
o menu iniciar por meio de um comando do desinstalar programas, que é a ferramenta de uso
teclado do seu computador. para tanto, ele deverá recomentado para se instalar ou remover um
acionar, ao mesmo tempo, as teclas CTRL e: programa adquadomente.
a. ALT; ( ) certo ( ) errado.
b. ESC; Errado: a opção programas e recursos, no paine
c. ENTER; de controle do windows 7 permite apenas
d. F10;
desinstalar um programa e permite instalar
e. TAB. componentes do widows, não os programs de
terceiros.
Ferramenta de pesquisa Resposta (c): Ao clicar numa prta da área do
Na parte inferior do menu iniciar, à esquerda do trabalho e escolher pesquisar, a pesquisa de
botão desligamento, há um campo de pesquisa. a arquivos sera realizado a partir deste ponto em
caixa de pesquisa executa uma busca rápida por diante, e não a partir de computador, envolvendo
programas e em todos as pastas da sua pasta todas as partes e sub-pasta. O item pesquisa do
pessoa (que inclui documentos, imagens, internet explore permite pesquisas no conteúdo da
músicas, área de trabalho entre outras própria página (localizar) ou em sites da internet
localizações comuns). Ela também pesquisará em (via serviços de busca), mas não pasta no
mensagens de email, mensagens instantaneas computador. o assistente de localização é usado
salvas, compromissos e contatar a localização para definir a posição em geo-referenciamento
exata dos itens não importa. (GPS). a barra de tarefas não posui a opção
Para usar a caixa de pesquisa basta ir digitando. localizar pasta.
Os resultados da pesquisa serão exibidas acima
da caixa de pesquinsa, no painel esquerdo do Ferramentas de sistema
menu iniciar. O Windows apresenta varios acessorios para a
Será exibido um programa, um arquivo ou uma manutenção dos dados armazenados. há mais de
pasta como resultado da pesquisa se: um caminho para termos acesso às ferramentas
 Alguma palavra no título corresponder ao de sistema.
termo pesquisado ou começar com ele; 1ª opção: Por meio do menu iniciar ⟶ todos os
 Algum texto no conteúdo de arquivo (como o programas ⟶ acessórios ⟶ ferramentas de
texto de um documento de processamento de sistema.
texto) corresponder ao termo pesquisado ou 2ª opção: Em meu computador ou Windows
começa com ele; explorer, clicar com o botão direito sobre o drive
 Alguma palavra numa propriedade do arquivo, desejado, selecionar propriedade e, na caixa de
como autor, corresponder ao temro dialogo, selecionar ferramentas.
pesquisado ou começar com ele;  Verificação de erros: No Windows 98 a
 Além de pesquisa programas, arquivos, pastas verificação era chamada de Scandisk.
e comunicações, a caixa da pesquisa, também atualmente é chamado de Checkdisk. Essa
examina seus favoritos da internet e o histórico ferramenta verifica erros em disco rigidos e
de sites visitados se algumas dessas páginas flexiveis e os corrige (na maior das vezes).
da web incluir o termo de pesquisa, ela quando executado, explora a unidade de disco
aparecerá num cabeçalho chamado arquivo. á procura de falhas. quando corrige um erro a
verificação de erros tenta recuperar os dados
armazenados na área danificada, movendo-se
Figura 39: Campo de Pesquisa do Menu Iniciar.
para uma área livre e não danificada.
opcionalmente, podemos escolher corrigir
Ex.: 1: Windows 7 permite, por meio da caixa de erros dos sistemas de arquivos e procura
pesquisa no menu iniciar localizar arquivos, setores defeituosos no disco tentando
pastas, programas e mensagens de email recuperá-lo. o comando CHKDSK digitado na
armazenados no computador com base no nome janela executar do menu inicia aciona a
do arquivo, na data de modificação e na extensão, verificação de erros.
não sendo possível, no entanto, localizar texto  Desfragmentação: No inicio do uso de um
dentro dos arquivos. disco rigido os arquivos são gravados de forma
( ) certo ( ) errado. organizada, ocupando setores contínuos um
Errado: após o outro. Mas ao longo do tempo de uso
dos discos, com o apagamento e regravações
Ex.: 2: No Windows, em sua coniguração padrão, do, dia a dia, os novos arquivos gravados vão
uma das formas de se localizar uma pasta ficando fragmentados, ou seja, ocupam
presente no disco do computador é: setores não adjacentes do disco. Essa
a. Clicando-se com o botão direito do mouse fragmentação faz com que a leitura desses
numa parte livre da área de trabalho e arquivos se torne mais lenta, pois estes têm de
selecionando-se a opção pesquisar; ser apanhados em diferentes lugares do disco.
b. Clicando-se no botão pesquisa pastas no O desfragmentador de disco verifica os
interne explorer; arquivos fragmentados e grava-os em setores
c. Clicando-se no botão pesquisa presente na contínuos tornando o acesso ao disco mais
barra de tarefas de computador; rápido e eficientes. no Windows, 2000 e XP,
d. Selecionando-se o assistenten de localização, realizamos essa operação disco por disco, no
fornecendo-lhe o nome da pasta a ser modo imperativo. Usuários avançados, no
localizada; entanto, realizam essas operações em todos
e. Selecionando-se o botão localizar pasta na os dicos usando comandos.
barra de tarefa;
 Backup, realização de cópias de segurança: Ex.: 1: No Windows 7, a execução do recurso
É comum confudirmos backup com uma limpeza de disco, desde que configurado, alem de
simples cópia. Na verdade podemos entender acarretar o apagamento dos arquivos temporarios
backu como copia de segurança. A realização e arquivos considerados desnecessários pelo
do backu nos permite criar copias dos arquivos sistema, também apagara os arquivos contidos na
armazenados transferindo-os para uma midia lixeira.
de armazenamento, não se trata de uma cópia ( ) Certo ( ) errado.
comum. Um backup reune varios arquivos num Certo: Deste que configurado, o recurso de
único arquivo que pode ser compatado, se limpeza do disco do Windows 7 possibilita o
desejado. A criação também pode ser apagamento dos arquivos temporários e arquivos
protegido por senha. Esses arquivos é, então, considerados desnecessários pelo sistema. ele
armazenados numa outroa midia, por também poderá apagar os arquivos contidos na
segurança. lixeira.

Ex.: 1: a ferramenta de backup do Windows 7


permite escolher a mídia em que as copias serão
gravadas. entretanto, quando a midia escolhidafor
CD ou DVD, não serão possível gerar backups
incrementais. nessas midias, sempre que houver a
necessidade de gerar uma copia de segurança ela
gera uma copia compla.
( ) certo ( ) errado.
Certo.

Ex.: 2: o Microsoft Windows 7 ultimate oferece


duas ferramentdas de backup: a de arquivos, que
permite fazer copias dos arquivos de dados dos
usuários; e a de imagem do sistema, que oferece
a capacidade de criar uma imagem do sistema.
( ) certo ( ) errado.
Certo: Em ambos os casos, se acontecer algum
problema com o computador, tando os dados do
usuário como os arquivos do sistema operacionais
seriam recuperados.

 Limpeza de disco: é muito útil para liberar


espaço em disco, pela exclusão de arquivos
não mais necessários. Esses arquivos podem
ser programas baixados na internet
(downloaded programns files), arquivos
temporários da internet (temporary internet
files), páginas da web que tenham sido salvas
como off-line, arquivos armazenados na lixeira
e os arquivos temporários do computador.
Adicionalmente, por meio da aba mais opções,
ainda podemos excluir todos os pontos de
restauração do sistema, exceto o último. Para
acionar a limpeza do disco sigamos o mesmo
procedimento usado para acessar as
ferramentas de sistema. E na janela
propriedades do disco, selecione a aba geral,
clicando, a seguir, no botão limpeza de disco.
Ícones Ex.: 2: No ambiente Windows, a criação de
São todos os pequenos símbolos gráficos que atalhos no desktop permite o acesso direto a um
representam objetos usados no Windows. São programa ou arquivo por meio de um ícone, sem
ícones que, quando abertos, iniciam programas, que seja necessário usar as entradas presentes
jogos, documentos etc. um ícone pode ser aberto no botão iniciar.
de várias formas: ( ) certo ( ) errado.
Aplicando um duplo clique nele; Certo: Um atalho é uma forma de alcançar um
Clicando uma vez nele e pressionando a tecla recurso de forma mais rápida, sendo assim,
ENTER; quando criamos um atalho no dekstop ele nos
Clicando no mesmo com o botão direito do mouse permite acesso diretamente um programa ou
e acionando o comando abrir. arquivo por meio de um ícone, sem que seja
preciso usar as entradas presentes no botão
iniciar. para criar um atalho de um programa ou
arquivo no desktop, basta clicar com o botão
direito do mouse sobre o recurso desejado e
selecionar a opção enviar para > área de trabalho
(criar atalhos).

Ex.: 3: Usando-se tanto o teclado quando o


Figura 5:alguns icones na area de trabalho. mouse, é possivel executar atalhos de comandos
de Windows, mas as teclas podem varias de
Ex.: 1: Ao se clicar uma vez, com o botão comando, conforme o aplicativo usado.
esquerdo do mouse, o ícone área de trabalho, é ( ) certo ( ) errado.
possivél visualizar todos os ícones associados a Certo: É possível usar tanto o teclado quanto o
arquivos e pastas que se encontram na área de mouse para executar atalhos de comandos do
trabalho do sistema em questão. Windows, porém, as teclas podem variar de
( ) certo ( ) errado. comando, conforme o aplicativo usado. por
Certo: O item selecionado no lado esquerdo do exemplo: No Microsoft Word para se negrito uma
Windows explorer (área de pastas) terá o seu palavra usamos o atalho de tecla do CTRL + N, já
conteúdo apresentado no laod direito (área de o LibreOffice Writer o atalho de teclado para
arquivos e pastas) quando clicarmos com o botão negrito é CTRL + B.
esquerdodo mouse. se clicarmos com o botão
direto, então o menu de contexto será mostrado Ex.: 4: no Windows, os ícones de atalho possuem
no lado da pasta. como caracteristica uma seta no canto inferior
esquerto, e a área de notificação apresenta ícones
 Criação de atalhos na área de trabalho: A que permanecem ativos em segunto plano.
maioria dos usuários gostam de ter, ( ) certo ( ) errado.
diretamente na área de trabalho, atalhos para Certo: os ícones de atalhos possuem uma seta no
os programas que o usuário mais usa. Sempre canto inferior esquerdo, e os itens que são
que instalamos um novo programa, do menu mostrados na área de notificação, são aplicativos
iniciar precisamos abrir o menu iniciar, ativos em segunto plano.
clicamos em todos os programas, apontar para
a entrada criada pelo programa e clicar para Ex.: 5: No Windows 7, o usuário tem a liberdade
executá-la. Para programas que executamos para c riar seus proprio atalhos para programs,
com bastante frequência, pode ser mais pastas ou arquivos especificos na área de trabalho
prático colocar um atalho para executar o ou em qualque outra pasta do seu computador.
programa, diretamente na área de trabalho, Toda via para manter a segurança não é possivel
podemos criar um atalho, arrastando a partir criar atalhos para outros computadores nem para
do menu todos os programas, diretamente na sitios da internet.
área de trabalho. ( ) certo ( ) errado.
Errado: Podemos criar atalhos para outros
arquivos, pastas unidades de discos e também
para sites de internet.

Figura 6: (a) documento d texto; (b) documento de texto-Atalho.


 Adicionar ou remover ícones comuns da Ex.: 1: No Windows explorer, quando se arrasta
área de trabalho: Ícones comuns da área de um arquivo de um local para outro disco diferente
trabalho incluem computador sua pasta do atual, uma cópia desse arquivo é criada no
pessoal, a lixeira, o painel de controle e a rede: novo local e a antiga permanece gurada no local
o Clique com o botão direito do mouse numa de origem.
parte vazia da área de trabalho e clique ( ) certo ( ) errado.
personalizar; Errado: Quem apresenta todas as opções, é o
o No painel esquerdo, clique em alterar ícones modo de visualização detalhas, após duplo clique
da área de trabalho; na pasta desejada, apresentado em forma de
o Em ícones da área de trabalho ou desmarque listagem.
a caixa de seleção referente a cada ícone que  Selecionando vários ícones: Para mover ou
deseja remover da área de trabalho. em excluir um grupo de ícones de uma só vez,
seguida, clique em ok. primeiro é necessário selecionar todos eles.
 Mover um arquivo de uma pasta para a área Clique num parte vazia da área de trabalho e
de trabalho: arraste o mouse. Contorne os ícones que
o Abra a pasta que contém o arquivo; deseja selecionar com retângulo que
o Arraste o arquivo para a área de trabalho; aparecerá. Em seguida, solte o botão do
o Para remover um ícone da área de trabalho. mouse. Agora podemos arrastar os ícones
 Remover um icone da área de trabalho: um grupo ou excluí-los.
o Clique com o botão direito do mouse no ícone
e clique em excluir. Se o ícone for um atalho,
smente ele será removido, e não o item
original.
 Movendo ícones: O Windows empilha os  Ocultando ícones: Para ocultar
ícones em colunas no lado esquerdo da área temporariamente todos os ícones da área de
de trabalho, mas não precisamos se prender a trabalho sem realmente remove-los, clique
essa disposição. podemos mover um ícone com o botão direito do mouse numa parte
arrastando-o para um novo local na área de vazia da área de trabalho, clique em exibir
trabalho. também podemos fazer com que o em marcar ícones da área de trabalho para
Windows organize automáticamente os ícones. apagar a marca de seleção para vê-los
Clique com o botão direito do mouse numa novamente, clique outra vez em marcar
parte vazia da área de trabalho, clique em ícones da área de trabalho.
exibir e em organizar os ícones
automaticamente. O Windows empilha os Renomear:
ícones no canto superior esquerdo e os  Permite a alteração de nomes de itens: Há
bloqueia nessa posição. para desbloquear os quatro formas de renomear itens no Windows
ícones e tornar a movê-los novamente, clique Explorer.
outra vez em organizar ícones  Selecione o item que será renomeado,
automaticamente apagando a marca de selecione a opção arquivos\renomear. digite o
seleção ao lado desta opção. por padrão, o novo nome desejado para o item.
Windows espaça ícones igualmente numa  Selecione o item que será renomeado:
grade visivel. Para colocar os ícones mais Clique novamente sobre o item e observe que
perto ou com mais precisçao, desative a grade. a área de edição é ativada. digite o novo nome
Clique com o botão direito do mouse numa desejado para o item.
parte vazia da área de trabalho, aponte para
 Selecione o item que será renomeado:
exibir e clique em alinhar ícones á grade.
Clique na tecla F2 e observe que a área de
Repita essas etapas para reativar a grade.
edição é ativada. digite o novo nome desejado
para o item.

Ex.: 1: No Windows Explorer, a ação de renomear


um arquivo pode ser realizado por meio da opção
renomear, que é acionado com o botão direito do
mouse, bem como por meio de um duplo clique
pausado.
( ) certo ( ) errado.
Figura 7: Para copiar ou mover um arquivo, arraste-o de uma
janela para outra. (a) pressionar e arrastar; (b) soltar.
Comando desligar Ex. 2: Ao se clicar o botão iniciar e selecionar a
Na parte inferior do menu iniciar, encontra-se a opção suspender, o sistema alterna para o estado
caixa de listagem dos comando de desligamento de economia de enrgia, interrompendo as tarefas
do Windows. É acionado normalmente por meio em execução. Esse estado permite que se volte
de uma caixa de listagem na parte inferior direito rapidamente para o status de energia plena, mas
do menu iniciar. Além do Comando Desligar é impossibilita voltar para o trabalho que se fazia
possível localizar, neste menu, outras opções. As antes da escolha.
opções apresentadas nesta caixa são: ( ) certo ( ) errado.
 Desligar: O computador será desligado; Errado: Ao suspender, o Windows copiar as
 Reiniciar: O computador será desligado e informações de maneiras RAM (volátil) para o
religado imediatamente; disco rigido (não volatil), desligando o computador.
 Suspender: Coloca o computador em estado ao ligar novamente o conteúdo retornar para
suspenso; memória RAM, e usuário pode continuar do ponto
 Hibernar: Grava todo o conteúdo da memória em que parou, sem probleasm.
principal num arquivo no disco rígido e, em
seguida, desliga o computador. Quando o Ex. 3: No Windows 7, ao se colocar o computador
computador for religado, o Windows vai ler o no estado de hibernação, os arquivos abertos são
conteúdo desse arquivo e jogá-lo na memória salvos e o computador é desligado como forma de
RAM, para que o computador reinicie do economizar energia.
mesmo ponto em que havia parado. ( ) certo ( ) errado.
 Fazer logoff: Solicita o fechamento de todos Certo: Os arquivos da memoria RAM, são
os programas ativos e desloca o usuário atual armazenadas no disco rigido e ele é desligado
sem desligar a máquina. O Windows retornará para economizar energia. quando for novamente
para a tela de logo; acionado, os dados do HD voltam para a memoria
 Bloquear: aciona a tela de bloqueio do RAM e o trabalho pode ser retomado.
computador. É uma tela semelhante à tela de
logon, pedindo senha do usuário atual. Neste
modo os programas são fechados, mas o
computador é bloqueado e fica esperando o
desbloqueio ou troca de usuário se estiver
disponível.
 Trocar usuário: permite que outro usuário
faça o logon no computador sem fechar ou
deslocar o usuário atual.

Figura 8: opção de desligamento do Windows 7.

Ex.: 1: Se o recurso hibernar tiver sido ativado,


quando o equipamento voltar a seu usado, a área
de trabalho precisará ser reinicializada e todos os
programas anteriore ativos estarão fechados e
deverão ser novamente inicializados.
( ) certo ( ) errado.
Errado: Hibernar salva a sua sessão e desliga o
computador. quando ligamos o computador
novamente o Windows restaurar a sessão.
Recurso Aero Ex.: 1: O Aero Shake é um recuros da área de
Existem novas funcionalidades do recurso Aero, trabalho que permite minimizar todas as janelas
tais como: abertas, de forma relativamente rápida, exceto a
 Snap; janela ativa, na qual se deseja trabalhar.
 Shake; ( X ) certo ( ) errado.
 Aero Peek;
 Gadgets. 3. Aero Peek: Permite visualizar rapidamente a
Estes recursos na área de trabalho facilitam a área de trabalho sem minimizar todas as
organização e o gerenciamento de várias janelas, janelas ou visualizar uma janela aberta
quando trabalhamos com muitos programas apontando para seu ícone na barra de tarefas.
abertos ao mesmo tempo. Com estes novos
recursos, podemos alternar facilmente em abrir
janelas abertas de modo que possamos nos
concentrar nos programas e arquivos importantes.
1. Snap: Permite ao usuário organizar e
redimensionar janelas na área de trabalho com
um único movimento do mouse. Usando ele,
podemos alinhar as janelas no lado da área de
trabalho, explaná-la verticalmente para ocupar
toda a altura da tela ou maximizá-la para que 4. Gadgets: A barra lateral do Windows foi
preencha a área de trabalho completamente, retirada e não está disponível no Windows 7.
este recurso pode ser últimas seguintes Você pode exibir Gadgets em qualquer lugar
situações, ao comparar dois documentos para da área de trabalho e usar os recursos de Aero
copiar ou mover arquivos entre duas janelas. Peer para ver temporariamente Gadgets de
Maximizar a janela em que está trabalhando área de trabalhos em minimizar nem maximizar
no momento ou expandindo documentos com as janelas com as quais estamos
longos para facilitar sua leitura e exigir menos trabalhando.
rolagem.

Figura 41: janela redimensionada, automaticamente, pelo Figura 42: Gadgets.


recurso Snap.

5. Aero flip 3D: O aero flip 3D organiza as


2. Shake: Ao usá-lo, podemos minimizar todas as janelas numa pilha tridimensional para permitir
janelas abertas na área do trabalho menos a que percorra rapidamente. Para usar o flip 3D:
janela com a qual desejamos trabalhar. Para  Mantenha pressionado a tecla do Windows e
isso, basta clicar na barra de título da janela pressione TAB para abrir o flip 3D;
que queremos manter aberta, manter o mouse
 Enquanto mantém pressionada a tecla do
pressionado e sacudir. Com isso todas as
Windows, pressione TAB repetidamente ou
demais janelas serão minimizadas, exceto a
gire a roda do mouse para percorrer as
que estivermos chacoalhando. Para restaurar
janelas abertas;
as janelas minimizadas, sacudamos a janela
 Solte a tecla do Windows para exibir a
aberta novamente.
primeira janela da pilha ou clique em
qualquer parte da janela na pilha para exibir
essa janela.

Figura 43: Aero flip 3D.


Janelas e seus elementos 6. Barra de status: Facilita o gerenciamento das
A cada aplicativo que abrimos no Windows 7 é janelas que estão abertas e principalmente
aberto em sua própria janela. Podemos ter vários facilita a alternância entre uma janela e outra.
aplicativos abertos simultaneamente, porém cada Para cada janela aberta, um botão é
um em sua própria janela. Para cada janela adicionado na barra de ferramentas.
aberta, um botão é adicionado na barra de tarefa.  Ex.: Se abrirmos o paint, um novo botão é
Os principais elementos de cada janela adicionado na barra de ferramentas.
continuam os mesmos, alguns deles são:  Ex.: se abrirmos o Word, um botão é
1. Barra de menu: Cada aplicativo apresenta adicionado na barra de ferramentas, e assim
uma barra de menus, na parte de cima da por diante. Nesta nova versão quando temos
janela. Os menus dão acesso a todos os duas ou mais janelas abertas, do mesmo
comandos do aplicativo. Para acessar um aplicativo, o ícone do aplicativo é exibido uma
determinado menu basta clicar com o mouse única vez.
no respectivo menu ou pressionar a tecla ALT  Ex.: Se tivermos duas ou mais janelas do
+ a letra que estiver sublinhada no nome do Word aberta, do mesmo aplicativo, o ícone do
menu. aplicativo é exibido uma única vez, na barra
 Ex.: Para abrir o menu no arquivo no Word de tarefas.
2003, basta pressionar ALT + A para abrir o Ao apontar o mouse para o ícone do Word, serão
menu e editar, basta pressionar ALT + E, exibidas miniaturas que foram abertas, ao apontar o
para abrir o menu exibir basta pressionar ALT mouse par o ícone do Word.
+ X e assim por diante.
2. Barra de títulos: Cada janela tem a sua
própria barra de títulos que ficam bem na
parte de cima da janela, normalmente acima
da barra de menus. Na barra de títulos é
exibido o nome do aplicativo e caso seja um
aplicativo que trabalha com arquivos, o nome
Figura 44: Janela do Bloco de Notas. (a) barra de menus; (b)
do arquivo é carregado, barra de títulos; (c) botão minimizar; (d) botão maximizar; (e)
 Ex.: no Word, a barra de título exibe o botão fechar; (f) barra de rolagem; (e) borda.
seguinte texto: Operações com janelas:
o INFORMÁTICA-Microsoft Word. Isto significa  Botão minimizar: Ao clicar neste botão a
que estamos trabalhando no Word e com o janela será minimizada, isto é, será retirado do
arquivo INFORMÁTICA carregado na nossa vídeo, o botão correspondente à janela
janela de trabalho. continua sendo exibida na barra de tarefas.
3. Barra de ferramentas: É a barra horizontal Podemos clicar no botão correspondente ao
que apresenta alguns botões de comandos aplicativo, na barra de tarefas, para que a
que acionam comandos existentes nos janela volte à posição e tamanho original,
menus. Os comandos desta barra antes de ter sido minimizado.
normalmente existem nos menus, mas é mais  Botão maximizar: Se a janela estiver
rápido executá-los por esse meio. maximizada, o botão maximizar é exibido,
4. Barras de rolagem: Se o arquivo que está botão com desenho de um pequeno quadrado.
sendo exibido num determinado aplicativo, for Ao clicar neste botão a janela será
maior que o tamanho que pode ser exibido na maximizada. Quando a janela está maximizada
tela, serão disponibilizados barras de rolagem. temos o botão restaurar, que é o botão com
Com as barras de rolagem podemos nos desenho de dois pequenos quadrados
deslocar através de documentos longos, tanto sobrepostos. Ao clicar neste botão a janela é
na vertical quanto na horizontal. restaurada ao tamanho que ele tinha, antes de
5. Bordas da janela: São usados para alterar o ser maximizada.
tamanho de uma janela. Para alterar o  Botão fechar: Ao clicar neste botão o
tamanho de uma janela não pode estar aplicativo será fechado. Se tivermos feito
maximizada. Para alterar a largura de uma algumas alterações em alguns arquivos
janela basta apontar o mouse para uma das carregados no aplicativo que está sendo
bordas laterais, quando o mouse trocar seu fechado e não tiver salvado as alterações, o
formato de uma seta com duas pontas, e ao Windows emite uma mensagem avisando que
clicar com o botão esquerdo do mouse, manter existem alterações a serem salvos e pede se
o botão do mouse pressionado e ir de uma você deseja salvar as alterações.
janela basta usar a borda superior ou a borda
inferior e repetir o processo descrito
anteriormente. Figura 9: (a) botão minimizar; (b) botão aumentar; (c)
botão fechar.
Ex.: 1: Assinale a alternativa que descreve a Resposta (c): o catactere representa qualquer
função do botão mostrado na figura abaixo, quantidade de caracteres. Num critério de
sabendo que ele aparece no lado superior direito pesquisa. Assim, os arquivos apresenta.pptx,
da janela dos programas que estão sendo usados correlato.dwg, recado,rtf, recato.xlsx,
dentro do Microsoft Windows 7, em sua relatório.docx, remesso.docx, remoto.xlsx e
configuração padrão. trepidar docx retornarão. como resultado
correlado.dwg, relatório.docxm remessa.docx.

a. Compactar a janela do programa; Ex.: 5: Os ícones reproduzidos na figura a seguir


b. Fechar o programa em utilização; aparecem no canto superior direito janelas dos
c. Maximizar a janela do programa; aplicativos do microsoft Windows 7, em sua
d. Minimizar a janela do programa. configuração padrão.
Resposta (c): não há botão para compactar a
janela do programa. O botão fechar é
representado pelo x vermelho. Para minimizar a Suas ações sobre os sitema janelas são
janela, clicamos no botão antes do maximizar. E respectivamente.
quando a tela está maximizada, no lugar do botão, a. Fechar, minimizar e restaurar;
aparecerão o botão restaurar. b. Fechar, restaurar e minimizar;
c. Minimizar, fechar e restaurar;
Ex.: 2: Assinale a alternativa que contém o nome d. Minimizar, restaurar e fechar;
do aplicativo disponível no Microsoft Windows 7 e. Restaurar, fechar e minimizar.
para visualização e administração de pasta e
diretórios. Ex.: 6: No Windows 7 (home basic) não se trata
a. Administrador de usuários; de um modo de exibição de arquivos, o modo.
b. Gerenciador de dispositivos; a. Detalhes;
c. Windows administrador; b. Lista
d. Windows manager; c. Lado a lado;
e. Windows explorer. d. Sobreposto;
e. Ícones extra grandes.
Ex.: 3: Para acionar o menu ferramenta do Resposta (c): As opções de visualização do
Windows explorer, a partir da imagem a seguir, do Windows 7 são ícones extra grandes, ícones
sistema operacional Microsoft Windows 7, em sua grandes, ícones-médios, ícones pequenos, listas,
configuração padrão, usando o teclado, deve-se detalhes, lado a lado e conteúdo.
pressionar simultaneamente.
Ex. 7: No windows explorer, a imagem a seguir
representa:

a. Alt + R;
b. Alt + F;
c. CTRL + E; a. Um arquivo;
d. CTRL + F; b. Uma pasta;
e. SHIFT + E. c. Uma impressora;
d. Um link para um site da internet;
Ex.: 4: Para localizar arquivos na pasta biblioteca e. Uma ferramenta.
de seuc omputador, um usuário está usando o Resposta (b): A imagem representa uma pasta no
aplicativo Windows explorer, que pertence ao computador (e está vazia, sem nenhum arquivo ou
Microsof Windows 7, em sua configuração padrão. subpasta).
sabe-se que os arquivos de nomes apreseta .pptx,
correlato.dws, recado.rtf, recotoxls; relatório docx,
remessa.docx, remoto. xlsx e trepdar. docx.
pertencem à porta em questão e que o critério
usado é mostrado na figura.

O número de arquivos encontrados nessa


pesquisa é:
a. 2;
b. 3;
c. 4;
d. 5;
e. 6.
Menu controle Windows explorer
Este fica na barra de títulos de aplicativo, É o aplicativo usado para acessar e trabalhar no
próximo ao canto superior esquerdo. É computador e também em drives de rede ou em
representado por uma pequena figura relacionada disquetes e CDs/DVD. Com o ele podemos
com o aplicativo em questão. Na janela do Word acessar o conteúdo das pastas existentes, criar
até a versão 2003, o menu controle é novas pastas, copiar arquivos entre pastas,
representado por um pequeno W azul, bem à renomear e excluir pastas e arquivos, formando
esquerda, na barra de títulos da janela do Word. disquetes, acessar o conteúdo dos drives de rede,
Ao clicar no menu controle são disponibilizadas acessar o conteúdo do drive de CD ou DVD,
opções para restaurar, mover, dimensionar, enfim, fazer todo o trabalho necessário com
minimizar, maximizar e fechar a janela. pastas e arquivos. Ao abrir o Windows Explorer, a
pasta biblioteca já vem selecionada no
computador, a opção que vem selecionada no
painel da esquerda é a opção computador e no
painel da direita, por sua vez ao abrir o
computador, e no painel da direita é exibido o
conteúdo do computador. Ao lado dos botões
Figura 10: Um único clique abrirá este menu.
voltar para e avançar para, existe um campo,
onde o Windows Explorer mostra em que local nos
Alternando entre janelas encontramos. Por exemplo, por padrão é aberta a
Se abrirmos mais de um programa ou documento, pasta biblioteca, do usuário logado. Se estivermos
a área de trabalho poderá ficar congestionada. A logado, por exemplo, com a conta marcos, ao abrir
barra de tarefas fornece uma maneira de o Windows Explorer, será, automaticamente,
organizar todas as janelas. Para alternar para aberto a pasta biblioteca, do usuário marcos.
outra janela, basta clicar no respectivo botão da Tela do Windows Explorer: essa tela é dividida
barra de tarefas. A janela aparecerá na frente de em três partes:
todas as outras, tornando-se a janela ativa, ou 1. Na parte superior: Estão as setas para a
seja, aquela na qual estamos trabalhando no navegação, a barra de endereço ou barra de
momento. Para identificar com facilidade uma navegação que é integrada com a do internet
janela, aponte para seu botão da barra de tarefas. explorer, a barra de localização, a barra de
Quando apontamos para um botão da barra de menus e a barra de ferramenta.
tarefas, aparece uma visualização em miniatura 2. Na parte esquerda: Estão todas estruturas do
dessa janela, seja um documento, uma foto ou até computador. Partindo de favoritos estão: a
mesmo um vídeo em execução. área de trabalho, já visto, locais que exibe os
locais disponiveis para o usuário corrente e
downloads que é o diretório padrão para o
downloads realizados na máquina.
 Depois demos as bibliotecas que são
vinculados ao perfil do usuário, partindo do
computador temos todas as unidades de disco
disponiveis e suas respectivas árvores de
diretórios.
 E partindo de redes temos as conexões de
Figura 54: Apontamos para um botão da barra de tarefas, rede disponives para aquele usuário, naquele
aparece uma visualização em miniatura dessa janela. momento.
Do lado esquerdo algumas pastas ou unidades de
Usando ALT+TAB, ou percorrer todas as janelas
abertas e a área de trabalho mantendo discos possuem um sinal de ou de .
pressionada a tecla ALT e pressionando o O sinal de : significa que o diretório possui
repetidamente a tecla TAB solte ALT para subdiretórios e que eles estão sendo exibido
mostrar. no momento, a árvore está recolhida;
o O sinal de : significa que o diretório
possui subdiretório e que eles estão sendo
exibidos no momento a arvore está
expandida.
o A ausencia de sinais significa apenas que o
Figura 55: Imagem que aparece quando usamos as teclas ALT + diretório não possui subdiretório; Os itens
TAB. compartilhados são representados com uma
figura de uma mão segurando-os.
3. Na parte direita é exibido o conteúdo de pasta
que estão selecionados no lado esquerdo.
Ex.: 1: considere as afirmativas a seguir sobre o Árvores de diretórios
Windows Explorer. O Windows Explorer exibe os arquivos e pastas
I. É uma ferramenta para navegar e acessar existentes em seu computador numa estrutura
informações na web; heirarquica, permitindo a navegação através
II. É uma ferramenta para criar e formatar deles, numa única janela. essa estrutura é
páginas web; chamada de árvore de diretórios. toda árvore de
III. É uma ferramenta para visualização a diretório começa numa raiz é uma unidade de
hierarquia das pastas do computador. disco.
Assinale a alternativa correta:
a. As afirmativas I e II estão corretas; Drives, pasta e subpastas
b. As afirmativas I e II estão corretas; Para armazenar informações, todo computador
c. As afirmativas II e III estão corretas; possui um disco flexível, e um ou mais discos
d. Apenas a afirmativas III está correta. rígidos. Toda e qualquer informação armazenada
Resposta: num computador fica gravada em um arquivo. Por
 Alternativa (a) incorreta: O Windows exemplo, quando criamos um relatório de
Explorer é uma ferramenta para navegar e atividades mensais temos que gravá-lo em um
acessar os arquivos e pastas do computador arquivo, além do mais esse arquivo deve ter um
e não na Web. nome. Por uma questão de organização, toda a
 Alternativa (b) incorreta: O Windows informação é dividida em pastas e subpastas.
Explorer é uma ferramenta para navegar e Por exemplo, podemos criar uma pasta chamada
acessar os arquivos e pastas do computador documentos no disco rígido C: e dentro desta
e não na web ou para criar e formatar páginas pasta criar subpastas para relatórios, memorando,
web. ofícios etc. O Windows 7, por padrão, é instalada
 Alternativa (c) incorreta: O Windows em uma pasta chamada Windows, dentro da qual
Explorer não permite a criação e formatação existem diversas outras subpastas acessórias ao
de página web. funcionamento do sistema. O programa que
 Alternativa (d) correta: O Windows Explorer usamos para trabalhar com pastas e arquivos é o
permite a visualização da hierarquia de Windows Explorer ou o Computador. Com o
pastas do computador. Windows Explorer ou com o computador,
podemos criar, renomear, mover e excluir pastas e
Ex.: 2: no Windows o Windows Explorer permite arquivos. Para podermos organizar todas
o gerenciamento da árvore de diretórios e tem informações do Windows, ele nos oferece o
como uma de suas funções organizar. conceito de pasta e subpastas, que nada mais são
a. Apenas pastas, no painel direito da janela; do que divisões lógicas do espaço do HD.
b. Apenas arquivos, no painel direito da janela; 1. Pastas e arquivos: Um arquivo é um item que
c. Arquivos e pasta no painel esquerdo da janela; contém informações, por exemplo, textos,
d. Apenas arquivos, no painel esquerdo da imagens ou músicas. Quando aberto, um
janela; arquivo pode ser parecido com um documento
e. Arquivo e pasta no painel direito da janela. de texto ou com uma imagem que poderíamos
Resposta: encontrar na mesa de alguém ou num arquivo
 Alternativa (a) incorreta: o Windows convencional no computador, os arquivos são
Explorer organiza patas e arquivo; representados por ícones. Isso facilita o
 Alternativa (b) incorreta: o Windows reconhecimento de um tipo de arquivo
explorer organiza pastas e arquivos; bastando olhar para o respectivo ícone.
 Alternativa (c) incorreta: o Windows
explorer organiza as pastas e arquivos no
painel da direita, ficando o da esquerda
reservado para a exibição da arvore de pasta;
 Alternativa (d) incorreta: o windows explorer
organiza pastas e arquivos; Figura 57: (a) contato; (b) imagem; (c) documento de texto.
Uma pasta vazia (à esquerda); uma pasta contendo arquivo (à
 Alternativa (e) correta: os arquivos e pastas direita).
podem ser organizados apartir do painel da Uma pasta é um contêiner que armazena
direita, do windows explorer. arquivos. As pastas também podem ser
armazenadas dentro de uma pasta chamada
subpastas.
Ex.: 1: As figuras abaixo representam cinco Exibindo e organizando arquivos e pastas: Para
ícones do Windows. alterar a aparência dos arquivos na janela. Talvez,
prefíramos ícones maiores ou uma exibição que
permita ver tipos diferentes de informações sobre
cada arquivo. Para fazer esses tipos de alterações
usamos modos de exibição na barra de
Cada um dos cinco ícones enumerados acima ferramentas. Quando clicamos no lado esquerdo
representa, respectivamente. do botão modo de exibição ele altera a maneira
a. Arquivo, arquivo compartilhado, atalho para como os arquivos e pastas são exibidos,
arquivo, atalho para pasta; alternando entre modos de exibição.
b. Pasta, atalho para pasta, pasta compartilhada,
arquivo, arquivo compartilhado;
c. Pasta. pasta compartilhada, atalho para pasta,
arquivo, arquivo compartilhado;
d. Arquivo, atalho para arquivo, arquivo
compartilhado, pasta, atalho para pasta.
Resposta:
 Alternativa (a) incorreta: o primeiro ícone
representa umas pasta e não um arquivo;
Figura 60: opções de modo exibição
 Alternativa (b) correta: o primeiro ícone
representa uma pasta, o segundo um atalho
para pasta, o terceiro uma pasta 3. Copiando e movendo arquivos e pastas: Às
compartilhada, o quarto um arquivo e o quinto vezes, precisamos alterar o local de um
um atalho para um arquivo; arquivo no computador. Por exemplo, talvez
queiramos mover os arquivos para outra pasta
 Alternativa (c) incorreta: o segundo ícone
ou copiá-los para mídia removível a fim de
representa um atalho para uma pasta e não
compartilhar com outra pessoa. Podemos usar
uma pasta compartilhada;
um método chamado arrastar e soltar.
 Alternativa (d) incorreta: o primeiro ícone
Começamos abrindo a pasta que contém o
representa uma pasta, e não um arquivo.
arquivo ou pasta que queremos mover, depois,
numa janela diferente, abra a pasta para onde
2. Biblioteca: No Windows Explorer podemos
desejamos mover o item. Posicione as janelas
visualizar as bibliotecas. A biblioteca é um
lado a lado na área de trabalho para ver
local de onde gerenciamos os documentos,
ambas e em seguida, arraste a pasta ou
músicas, imagens e outros arquivos. Podemos
arquivo da primeira para a segunda.
procurar arquivos da mesma forma como faz
4. Caixa de pesquisa: Está localizada na parte
em uma pasta ou exibir os arquivos
superior de cada janela. Para localizar um
organizados por propriedades como data, tipo
arquivo abra a pasta biblioteca mais provável
e autor. Para abrir as bibliotecas documentos,
como ponto de partida para sua pesquisa,
imagens ou música, clique no botão iniciar e,
clique na caixa de pesquisa e comece a digitar.
em seguida, em documentos, imagens ou
músicas.

Figura 61: caixa de pesquisa

5. Navegando por pastas e subpastas: O painel


da esquerda é dividido em duas partes. Na
parte de cima, temos uma lista de links
favoritos. Por padrão são exibidos links para
alterados recentemente, área de trabalhos
download, locais e público. Abaixo da lista de
favoritos, é exibida uma estrutura de
navegação chamada de pasta, através da qual
oferece atalhos rápidos para os itens:
Figura 59: (A) painel de navegação; (B) botões voltar e avançar; documentos, imagens, músicas e vídeos. E
(C) barra de ferramenta; (D) barra de endereço; (E) painel
biblioteca; (F) cabeçalho de coluna; (G) lista de arquivos; (H) logo abaixo vem a opção computador, a qual
caixa de pesquisa; (I) painel de detalhe. oferece acesso a todos os drivers locais e de
rede. E, por fim, a opção rede, a qual permite
acessar recursos nos demais computadores da
nossa rede local.
o Selecionar uma extremidade da sequência,
mantém a tecla SHIFT pressionado e
seleciona a outra extremidade da sequência;
o Selecionar uma extremidade da sequência,
mantém a tecla SHIFT pressionada e
movimenta-se com as setas de direção do
teclado.

Ex.: 1: para copíar um arquivo de uma pasta para


outra, dentro da mesma unidade (drive), pode-se
arrastar. o arquivo com o mouse da pasta de
origem para a pasta de destino, mantendo
presionada a tecla:
a. INSERT;
b. SHIFT;
c. CTRL;
Figura 62: Detalhe do Painel de Navegação. d. TAB;
e. ALT.
Observe que ao lado de alguns itens tem os Resposta:
desenhos de uma setinha para direita. Esta  Alternativa (a) incorreta: O insert tem função
setinha é equivalente ao sinal de positivo (+). A na copia ou transferência de arquivos;
setinha indica a existência de mais itens dentro do  Alternativa (b) incorreta: O ctrl faz com que
item ao lado do que está a setinha. Se clicarmos um arquivo seja movido e não copiado;
na setinha, o respectivo item será expandido e o  Alternativa (c) correto: O ctrl faz com que
seu conteúdo será exibido. Quando o item está um arquivo seja copiado quando movido de
fechado, a setinha é uma setinha cinza para a umas pasta a outra;
direita e sem inclinação. Quando um item está  Alternativa (d) incorreta: O tab não tem
aberto, a setinha indicada é uma setinha preta,
função na copia ou transferencia de arquivos;
levemente inclinada.
 Alternativa (e) incorreto: O alt cria um link
para o arquivo em seu local original quando
6. Criando pasta e subpastas: Para armazenar
este é arrastado para outra pasta.
informações de maneira permanente, devemos
gravar as informações em arquivos em um
disquete, no HD ou em um CD/DVD; toda
informação que temos no computador, ficam
gravadas no disco rígido (HD), em diversas
pastas e subpastas. No disco rígido é possível
gravar, alterar e, se for necessário, excluir
informações. Uma pasta é uma divisão
lógica/organizacional do disco rígido, divisão
usada para organizar as informações. Assim,
temos uma pasta na qual é instalada o Windows,
temos uma pasta arquivos de programas, dentro
da qual é criada uma subpasta para cada
programa instalado no computador, por exemplo
temos a subpasta C: arquivo de programa
Microsoft Office, onde são instalados os arquivos
de pasta e subpastas e organizar a informação
que está no disco rígido e facilitar a localização
de arquivos e pastas.
 Selecionar itens: Para executar ações com itens
no Windows Explorer, é preciso que esses itens
estejam selecionados. O usuários pode
selecionar um único item clicando sobre ele com
o botão esquerdo do mouse (um clique com o
botão direito também seleciona, mas já abre
imediatamente o menu pop-up referente ao item
e ao contexto). Podemos selecionar varios itens
não sequênciais, mantendo a tecla CTRL
pressionada e clicando sobre os itens desejados.
Podemos selecionar arquivos em sequências de
duas formas:
Criando pastas e subpastas 3. Endereços na árvore: Abaixo, a árvore que
Faça o logon do Windows 7 indica o endereço F:\casa\quarto2\bancada.
1. Abra o Windows Explorer: iniciar ⟶ todos os Sabemos que a bancada é subdiretório
programas ⟶ acessórios ⟶ windows explorer. (subpasta) de quarto 2. Esta, por sua vez, é
Para criar uma pasta ou um arquivo, certifique-se subpasta de casa. Casa, por fim, está dentro
de estar explorando a pasta ou unidade onde quer da unidade F:.
que o objeto seja criado. Acione o menu arquivo, Algumas pastas apresentam, à sua esquerda,
e, dentro dele, acione o submenu novo e, por fim, um triângulo e outras não apresentam esse
clique no nome do objeto que deseja criar. sinal. As pastas que possuem triângulo
possuem subpastas, já as pastas que não
possuem triângulo não possuem subpastas.
Um clique no triângulo branco fará a pasta em
questão ser expandida na própria árvore,
mostrando suas subpastas. Quando clicarmos
no triângulo preto, este fará a pasta em
questão ser contraída, escondendo novamente
suas subpastas nas árvores.

Figura 63: Criando uma pasta.

Após a seleção do tipo de objeto, o novo objeto


será criado na pasta local, mas ele ainda precisa
de um nome, basta digitá-lo e o objeto terá sido
confirmado.

Figura 64: Confirmando a criação da pasta (ENTER depois de


digitar o nome!).

2. Barra de endereços: perceba que a cada


nível, há uma seta entre ele e o anterior. Essa Figura 67: (a) O que significa F:\Casa\Quarto 2\Bancada; (b)
Pastas que contêm (com sinais) e não contêm (sem sinais)
seta não é só indicação de que há níveis entre subpastas; Expandir versus Contrair.
aqueles locais.
Ex.: 1: No Windows explorer, para se incluir uma
Figura 65: A barra de endereços. pasta numa biblioteca, basta clicar com o botão
direito sobre a pasta que se deseja selecionar,
Estamos, explorando a pasta quarto 2. Sempre escolher a opção incluir na biblioteca, e
estamos explorando o último nome mostrado na finalmente, clicar numa biblioteca (ex.: imagens).
barra. O quarto 2 está dentro de casa. Casa, por ( ) certo ( ) errado.
sua vez, dentro da unidade de disco F:, que está Certo: De fato, para incluir uma pasta a uma
dentro do item computador. Quarto 2 tem biblioteca no Microsoft Windows 7 dentro do
subpastas, porque se o ultimo nome estiver Windows Explorer, basta clicar com o botão direito
seguido de uma seta, é sinal de que a pasta em sobre a pasta que deseja selecionar e escolher a
questão, tem subpasta. opção incluir na biblioteca e, finalmente, clicar
numa biblioteca (Ex.: imagem).

Ex.: 2: Num computador com o sistema Windows


7 profissional, a pasta documento, localizada na
pasta biblioteca, no Windows Explorer, indica o
local fisico dentro do sistema operacional.
( ) certo ( ) errado.
Errado: As bibliotecas são pastas do sistema
Figura 66: Armário e Bancada são subpastas de Quarto 2.
operacional, e as pastas são estruturas lógicas do
sistema. As estruturas fisicas são os cluters,
trilhas e setores do disco.
Ex.: 3: No Windows Explorer, a opção Ex.: 8: Os arquivos, no Windows, representam os
propriedades, disponiveis no meio de um clique locais onde se armazenam os documentos, e as
com o botão direito do mouse sobre uma pasta, é pastas são os documentos propriamente ditas.
usada para apresentar o conteúdo de uma pasta, ( ) certo ( ) errado.
ou seja, quais e quantos arquivos existem dentro Errado: Os arquivos são informações, e os locais
dela, assim como os formatos dos arquivos. onde estas informações são gravadas são as
( ) certo ( ) errado. pastas e bibliotecas.
Errado: Quem apresenta todas estas opções, é o
modo de visualização detalhes após duplo clique Ex.: 9: Por organizar os arquivos e pastas de um
na pasta desejada, apresentado em forma de computador, o Windows 7 também usa bibliotecas
listagem. que podem reunir itens do próprio computador ou
de um disco rígido de outra máquina.
Ex.: 4: Diretórios ou pastas são, geralmente, ( ) certo ( ) errado.
implementadas pelos sistemas operacionais como Certo: As bibliotecas do Windows 7 servem para
arquivos especiais, capazes de agrupar arquivos. organizar itens no computador local. só é valido
( ) certo ( ) errado. um disco rígido de outra máquina se o computador
Certo: No Windows, execute o CMD e digite estiver num dominio configurado com roamin
DIR/AD. itens que possuam o atributo D, ou seja, profiler.
as pastas/diretórios, serão listados. como é no
Windows? DARSH onde: D é o atributo de Ex.: 10: A criação de novas pastas no Windows
diretório ( portanto, é um arquivo especial que Explorer pode ser feita pelo usuário, de modo a
permite agrupar ouros arquivos, é uma pasta, um facilitar a forma com que os arquivos possam ser
diretório). A é Archieve, atributo que indica que o armazenados.
item faz parte da pesquisa, é indexado e será ( ) certo ( ) errado.
desfragmentado. R é Read only, somente leitura, Certo: As pastas são criadas por qualquer usuário
e o item apresentará mensagens especificas caso em locais onde ele possui permissão com o
tentamos apagar. S é system, arquivo de sistema. objetivo de facilitar a organização das informações
H é Hidden, arquivos/pasta oculto. (arquivos) que possui. atalho: CTRL + SHIFT + N.

Ex.: 5: Um diretório é uma estrutura fisica que Ex.: 11: No programa Windows Explorer,
possibilita a organização de arquivos na memoria executando no sistema operacional Windows 7, ao
principal do computador. se acessar um diretório que contenha varios
( ) certo ( ) errado. arquivos de Word, Excel e PowerPoint, é possivel
Errado: quem apresenta todas estas opções, é o separar e agrupar esses arquivos de acordo com
mod de visualização detalhes após duplo clique na o tipo, por meio do seguinte procedimento: clicar
pasta desejada, apresentado em forma de com o botão direito do mouse, na lista
listagem. disponibilizada, selecionar a opção agrupar e,
finalmente, optar por tipo.
Ex.: 6: Numa pasta, é possivel armazenar ( ) certo ( ) errado.
arquivos e novas pastas, consideradas subpastas. Certo: Uma das mudanças do Windows 7 em
( ) certo ( ) errado. relação ao Windows XP. no Windows 7
Certo: pasta ou diretório são os locais onde escolhemos a opção agrupar, enquanto que no
organizamos nossos arquivos ou até mesmo Windows XP era organizar.
subpasta (pasta incutidas em outras pastas). Elas
servem para que possamos melhor estruturar
nossos programas e trabalhos.

Ex.: 7: No Windows 7, ao se apontar para a borda


superior de uma janela e arrastá-la para a parte
superior a essa tela, essa janela será expandida e
preencherá toda a área de trabalho.
( ) certo ( ) errado.
Errado: se arrastar a borda, a janela será
redimensionada. mas se arrasdar pela barra de
títulos, ela será maximizada. é o recurso Aero
Snap, para organização de janelas, onde as
bordas permitem encaixar a janela.
APLICATIVOS Desinstalação de um programa
São os programas de computador criados para É um processo simples, requer apenas que o
solucionar problemas dos usuários da informática. usuário localize o programa desinstalador e
Um processador de texto, uma planilha eletrônica, acione-o deixando tudo à cargo do próprio
um programa para construir mapa astral, são programa desinstalador. Outra forma é usar o
exemplos de aplicativos. ícone programa e recursos, do painel de central
do Windows. Esse componente apresenta uma
Tipos de aplicativos listagem de todos os programas instalados no
Há algumas classificações possíveis nos computador e registrados no sistema operacional
aplicativos: Windows.
 Processador de texto: Programa com a
função de permitir que o usuário construa os Ex.: 1: Ao se clicar em desinstalar um programa, o
mais trabalhados documentos de texto usuário será direcionado a uma nova tela em que
profissionais, destes cartas e bilhetes, será mostrado a opção de remoção automática de
passando por relatórios, apostilas e livros. todos os programas instalados no computador,
 Planilha eletrônica: Auxilia o usuário na tarefa exceto do sistema operacional.
de criar e manipular dados numéricos em ( ) certo ( ) errado.
tabelas. Esse programa fornece recursos para Errado: Ao se clicar em desinstalar, na nova tela,
a construção de gráficos a partir dessas o usuário deverá escolher o item que será
tabelas numéricas; desinstalado, alteraod ou reparado, e isto é
 Gerenciador de bancos de dados: É o manual, não automatico e também podemos, no
programa que manipula dados em estruturas lado esquerdo, escolher ativar ou desativar
organizadas chamados bancos de dados. É recurso do Windows, invalidando o final da
usado em sistema de controle de estoque e questão.
cadastro de clientes das empresas.
 Gerenciadores/editores de apresentação de Ex.: 2: Para desinstalar um aplicativo no
Slide: Permite a construção de apresentação computador, deve-se clicar, com o botão direito do
de slide, usada em palestra e aulas. mouse, sobre o bloco de aplicativo que deseja
remover, em seguida, clicar, na barra de
Instalação de um programa ferramenta que aparecerá na parte inferior da tela,
Quando um programa não pertence ao sistema a opção desinstalar.
operacional ele deve ser adicionado ao ( ) certo ( ) errado.
computador através de um processo chamado Certo: o Windows 8, facilitou a vida para remover
instalação. A instalação consiste em um processo um aplicativo neste ambiente podemos abrir a tela
de cópia de arquivos que formam o programa em inicial e localizar o programa a ser removido.
questão para o disco rígido do computador e, um agora, clique com o botão direot do mouse sobre
registro no sistema operacional sobre a existência este aplicativo e escolha a opção desinstatala.
do novo software. Depois de completo o processo
de instalação, o jogo estará copiado para o HD da Classificação quanto à licença
máquina em que foi instalado e o sistema Um programa pode ser classificado de algumas
operacional reconhece que o programa existe, maneiras, no que se refere ao direito de uso que
então ele pode ser usado sempre que o usuário o um determinado usuário tem sobre ele.
execute. Software: é uma classificação que envolve todo
tipo de programa, mas pode também, significar
Executando programas programas pagos.
Quando um novo programa é instalado,  Freeware: são os programas completos e
automaticamente será criada uma entrada na gratuitos que os programadores criam e
opção todos os programas do menu iniciar. Se o distribuem, sem custo.
programa que está sendo instalado é composto  Shareware: são programas distribuídos
por um conjunto de aplicativos será criado um gratuitamente, mas não são completos.
submenu e os atalhos para os aplicativos serão
colocados dentro deste submenu. Para
executarmos um programa, basta apontar o
mouse para o atalho referente ao programa e
clicar. Com o comando executar: iniciar. todos os
programas. acessórios . executar. Precisamos
digitar o comando completo para executar o
programa desejado, para os aplicativos que fazem
parte do windows não é necessário digitar o
caminho completo.
Teclas de atalho função Ctrl + Seta Abaixo: Move o cursor para o início do
Tecla Win + Seta Acima: Maximiza a janela próximo parágrafo;
aberta; Ctrl + Click: Altera os ícones fixados na barra de
Tecla Win + Seta Abaixo: Restaura ou minimiza a tarefas com outras janelas abertas;
janela atual; Ctrl + Tecla Win + Tab: Flip 3D persistente;
Tecla Win + Seta Esquerda: Move a janela atual Ctrl + Shift: com qualquer seta pressionada
para a porção esquerda do Documento; Seleciona um bloco de texto;
Tecla Win + Seta Direita: Move a janela atual Ctrl com alguma seta + Espaço Selecione
para a porção direita do Documento; individualmente múltiplos itens na janela ou no
Tecla Win + [número]: Ativa e executa os desktop;
programas no Taskbar do Windows 7, não Ctrl + Shift + Esc: Gerenciador de Tarefas;
afetando os outros programas em execução; Ctrl + Shift + N: Criar nova pasta.
Tecla Win + Home: Minimiza todas as janelas
Tecla Win + Espaço: Deixa todas as janelas Ex.: 1: em sistemas operacionais Windows 7
transparentes de forma que você consiga ver até o (configuração padrão), as teclas de atalho com
Desktop; suas funções descritas incorretamente são:
Tecla Win + Pause/Break: Abre as Propriedades a. tecla windows + E = abre o Windows
de Sistema; Explorer;
Tecla Win + Tab: Flip Aero 3D [aperte Tab para b. Tecla Windows + R = abre a ferramenta
alternar entre as janelas]; executar;
Tecla Win + B: Muda o focos para a trás de c. Tecla Windows + M = minimizar todas as
notificação (maior parte à direita na barra); janelas;
Tecla Win + D: Mostra/Esconde o desktop; d. tecla Windows + P = abre a ferramenta
Tecla Win + E: Windows Explorer; painel de controle.
Tecla Win + F: Busca; Resposta (e) correta: No Windows 7 a
Tecla Win + G: Mostra todos os Gadgets sobre as combinação Win + P abre a lista de projetores
janelas; conectados (saída somente no monitor, saída
Tecla Win + L: Bloquear Computador; somente no projetor conectado, ou saída em
Tecla Win + M: Minimiza todas as janelas; ambos).
Tecla Win + P: Abre o menu de projeção
(geralmente usado em laptops); Ex.: 2: Na organização de arquivos com o
Tecla Win + R: Comando Executar; Windows Explorer, assinale a alternativa que
Tecla Win + S: Ferramenta OneNote; descreve incorretamente a função de atalho.
Tecla Win + T: Mostra um preview dos aplicativos a. F5 = atualizar exibição;
em execução na barra de tarefas, um a um; b. F2 = renomear um arquivo selecionado;
Tecla Win + X: Central de Mobilidade; c. SHIFT + DELETE = excluir permanentemente
Tecla Win + #: Quick launch; um arquivo selecionado;
Tecla Win + = Lupa; d. DELETE = mover arquivo selecionado para a
Tecla Win + [+/-]: Ativa a lupa e amplia ou reduz o lixeira;
zoom; e. CTRL + T = selecionar todo o conteúdo do
Tecla Win + Shift + Seta Acima: Maximiza o diretório atual.
tamanho vertical; Resposta (e) correta: a combinação de teclas
Tecla Win+ Shift + Seta Abaixo: Restaura o CTRL + T seleciona tudo dentro do editor de texto
tamanho vertical; microsoft word. Num navegador de internet atual,
Tecla Win + Shift + Seta Esq: Ir para o monitor à ele abre novas guias para a navegação. No
esquerda; Windows Explorer, em organização de arquivos, a
Tecla Win+ Shift + Seta Direita: Ir para o monitor combinação para selecionar todo o conteúdo do
à direita; diretório atual é CTRL + A (all = tudo).
Tecla Win + Shift + M: Desfaz todas as janelas
minimizadas;
Tecla Win+ Shift + T: Alterna entre as janelas de
trás;
Tecla Win + Ctrl + F: Abre a caixa de localizar
computadores do Active Directory;
Ctrl + Seta Direita: Move o cursor para o início da
próxima palavra;
Ctrl + Seta Esquerda: Move o cursor para o início
da palavra anterior;
Ctrl + Seta Acima: Move o cursor para o início do
parágrafo anterior;
Ex.: 3: Para mover um arquivo de uma pasta para Arquivos
outra (recortar e colar), usando teclas de atalho É a menor unidade manipulada pelo usuário. Todo
padrão do Microsof Windows, usa-se as seguintes arquivo deve ter um nome que o identifica e este é
combinações, respectivamente. dividido em duas partes:
a. CTRL + V e CTRL + C;  Identificador: Que é o nome dado pelo
b. CTRL + C e CTRL + V; usuário, um ponto ( . ) que é obrigatório;
c. CTRL + X e CTRL + V;
d. CTRL + V e CTRL + X;  Extensão: Que indica o tipo de arquivo.
e. CTRL + C e CTRL + X. Formando a extrutura:
Resposta: o Identificador.extensão.
O nome do arquivo pode (todo o caminho) pode
 Alternativa (a) incorreta: as teclas CTRL + V
conter até 260 caractéres, incluindo espaços.
ativa a opção e não recortar;
entretanto não é recomendável criar nomes de
 Alternativa (b) incorreta: as teclas CTRL + X
arquivos tão longos. a maioria dos programas não
ativa a função copiar e não recortar;
pode interpretar nomes de arquivos que sejam
 Alternativa (c) correta: as teclas CTRL + x extremamente longos. os nomes dos arquivos não
ativam a função de recortar e as teclas CTRL podem ter os seguintes caracteres:
+ V a função de colar;
 Alternativa (d) incorreta: as teclas CTRL + V o \ / ? ? ´´ < > /*
ativam a função de colar e não de recordar; Extensões mais usadas
BMP, GIF, TIF, JPG,
 Alternativa (e) incorreta: as teclas CTRL + C
PCX, PCG, NMF, Imagens
ativam a função de copiar e não recortar. PCD, CPI.
AVI, QT Video clipe
Ex.: 4: os atalhos de teclados são combinações de WAV, MP3 Som
duas ou mais teclas que, ao serem pressiondas, FON Fontes
podem ser usadas para executar uma tarefa que MDB Bando de daos do
normalmente exigiria um mouse ou dispositivo
ms-acess
apontador. os atalhos de teclados podem facilitar
HLP Ajuda
a ionteração com o computador, poupando tempo
e esforço com o Windows e a internet. supondo
ICO Ícone
que precisamos abrir o menu iniciar, o mouse não
EXE Executável
funciona, e no teclado não existe a tecla Windows. TXT, DOC Texto e documents
a alternativa que possibilita o acesso ao menu INF Informações
iniciar por meio de um atalho de teclado é. HTM, HTML Internet
a. ALT + I; DOT Modelo do word
b. CTRL + I; INI Iniciação do Windows
c. CRTL + ESC; SCR Protetor de tela
d. F1; XLS Planilha eletrônica
e. ALT + TAB.
Resposta: Um arquivo pode ser classificado como arquivos
 Alternativa (a) incorreta: as teclas ALT + I de dados ou arquivo de programas. Os arquivos
não possuem nenhuma função no Windows; do Word e do Excel são arquivos de dados, mas o
 Alternativa (b) incorreta: as teclas CTRL + I próprio Word e o Excel são armazenados em
não possuem nenhuma função no Wintows; arquivos de programas. Que atribui a extensão ao
 Altenativa (c) correta: as teclas CRTL + ESC arquivo é próprio programa que o cria, como o
possibilita o acesso ao menu iniciar; Word e o Excel. Normalmente, no Windows, as
 Alternativa (d) incorreta: a tecla F1 inicia a extensões estão ocultas para o usuário, mas é
ajuda do Windows; possível solicitar ao programa que as mostre.
 Alternativa (e) incorreta: as teclas ALT +
TAB inciam o alternador de tarefa.

Figura 68: Alguns arquivos e suas extensões.

Extensões dos tipos de arquivos mais comuns no


Windows.
Extensão DOC (documento do Microsoft
Word)
São os arquivos criados pelo Microsoft Word.
Esses arquivos podem conter diversos tipos de
dados, como texto, figuras, tabelas, efeitos de
bordas e etc.

Extensão DOCX (Word 2007)


A nova versão do Word trouxe novidades. Uma
das principais diferenças é a mudança na
extensão do arquivo. O Word 2010 e o 2007
conseguem salvar e abrir arquivos no formato
DOC.

Extensão XLS (Microsoft Excel)


São arquivos criados pelo Excel, a descrição
desse tipo de arquivo é a pasta de trabalho do
Microsoft Excel. Planilha é nome dado a cada uma
das folhas que possuem colunas e linhas que
serão preenchidas por valores pelo usuário.

Extensão XLSX (Excel 2007)


Também foi alterado o formato do arquivo Excel
no Office 2007 e 2010. O arquivo XLSX não
consegue ser aberto por versões anteriores do
Excel.

Extensão PPS (Power Point)


Arquivo para apresentação de slide por E-mail.

Área de transferência
É uma área de armazenamento temporário de
informações que foi copiado ou movido de um
lugar. Podemos selecionar textos ou elementos
gráficos e, usar os comandos recortar ou copiar
para mover sua seleção para a área de
transferência, onde será armazenado até que
usemos o comando colar para inseri-la em algum
outro lugar. Por exemplo, copiamos uma seção de
texto de um site, e em seguida, colar esse texto
em uma mensagem de e-mail. A área de
transferência está disponível na maioria dos
programas do Windows.
Iniciador de caixa de diálogo
Alguns conjuntos de comandos da faixa de
opções também estão disponíveis no formato
tradicional de caixas de diálogos. Se houver uma
pequena seta no canto inferior direito de um
conjunto de comandos podemos clicar no iniciador
de caixa de diálogo do conjunto de comandos
fontes, na guia início do Excel, a caixa de diálogo
formatar células aparecem a guia fonte
selecionada.

Galerias
São uma das principais novidades do design da
nova interface do usuário, com elas, basta
selecionar e clicar para encontrar o layout que
desejamos. As galerias com poucas opções
geralmente são exibidas como parte de um
conjunto de comandos na faixa de opções; já com
muitas opções aparecem na forma de galerias
suspensas.

MICROSOFT OFFICE 2010


Faixas de opções
Aparece no topo da área de trabalho do Word. WORD 2010
Excel, Power Point e acess, e em algumas O Word faz parte do pacote de aplicativo Office, e
janelasdo Outlook, apresentando guias, comandos é considerado um dos principais produtos da
contextuais e outros recursos relacionados à Microsoft sendo a suíte que domina o mercado de
tarefa que estivermos executando no momento. A suítes de escritórios, mesmo com o crescimento
faixa de opções é uma junção de diversos de ferramentas gratuitas como o Google. O Word
componentes: apresenta sua área de trabalho como uma página
 Barra de ferramentas de acesso rápido e os em branco para ser preenchida.
ícones salvar, desfazer digitação e repetir
digitação; Interface
 Guias de comandos, localizadas abaixo da Na cabeça do documento temos a barra de título
barra de título da janela; do documento, que como é um novo documento
 Conjunto de comandos são comandos apresenta como título Documento1. Na esquerda
disponíveis guia selecionado à tarefa que temos a Barra de acesso rápido que permite
estamos realizando; acessar alguns comandos mais rapidamente como
 Comandos contextuais aparecem somente salvar e desfazer. Podemos personalizar essa
quando um objeto é selecionado. barra, clicando no menu do contexto (flecha para
baixo) à direita dela.
Guias comando
Relacionam-se com os passos, que iremos seguir Figura 69: Barra de Ferramentas de Acesso
ao criar um projeto em programa, por exemplo, no Rápido.
Office Excel 2010 as guias são início, inserir,
layout da página, formulas, dados, revisão e Mais à esquerda tem a ABA arquivos. Através
exibição. dela, podemos criar novos documentos, abrir
arquivos existentes, salvar documentos, imprimir,
Conjunto de comandos preparar os documentos. Os comandos para a
Dependendo da guia selecionada, diferentes edição de nosso texto agora ficam agrupados
comandos aparecem na faixa de opções. Se dentro desta guia. Dentro dela temos, por
clicarmos no início do PowerPoint 2010, um exemplo, na guia início, temos fonte, parágrafo e
conjunto de comando é exibido na faixa, se clicar etc. neste grupo fica visíveis para os usuários
na guia revisão, outros comandos são agrupados principais comandos, para acessar os demais
de acordo com a sua função. comandos deste grupo de ferramentas, alguns
destes grupos possuem pequenas marcações na
sua direita inferior. O Word possui também guias
contextuais quando determinados elementos
dentro de seu texto são selecionados, por
exemplo, ao selecionar uma imagem, ele cria na
barra de guias, uma guia com a possibilidade de
manipulação do elemento selecionado.

Figura 70: Janela do Word 2010.

Faixa de opções: Esse nome é dado à grande


área superior do Word, que contém todos os seus
comandos organizados na forma de ferramentas
de fácil acesso.

Figura 71: Faixa de Opções do Word 2010.

Guias: A faixa de opções está dividida em guias:


arquivos, início, inserir, layout de páginas,
referência, correspondências, revisão e exibição
são as guias do Word 2010.

Figura 72: Algumas guias da Faixa de Opções do


Word 2010.
Grupos: As guias da faixa de opções são
divididas em grupos de ferramentas ou Barra de status
simplesmente grupos, cada grupo é uma reunião É a barra horizontal, localizada na base da tela de
de ferramentas especificas para um determinado modo que se possa visualizá-lo completamente.
fim. Note que na parte inferior de cada grupo está Há barras de rolagem sempre que o conteúdo
seu nome. À direita do nome, há um pequeno total do documento não puder ser apresentado em
ícone este ícone dá acesso a uma janela com uma única tela. Podemos alterar a forma de
mais opções acerca daquele grupo. visualização de nosso documento. No rodapé a
direita da tela tem o controle de zoom: anterior a
Figura 73:(A) Alguns grupos da guia Página Inicial; este controle de zoom temos o botão de forma de
(B)Botão que dá acesso à janela Fonte. visualização de seu documento, que podem
também ser acessada pela ABA exibição. Os
Ferramentas: A cada botão, disponíveis nos cincos primeiros botões são os mesmo que temos
diversos grupos nas guias da faixa de opções em miniaturas no rodapé.
damos o nome de ferramentas.
Layout de impressão: formato atual de seu
Régua: As réguas apresentam uma forma simples documento é o formato de como seu documento
e rápida de medir a página e as informações do ficará na folha impressa.
documento a ser digitado. A régua horizontal Leitura em tela inteira: ele oculta as barras de
mostra as margens esquerda e direita da página seu documento, facilitando a leitura em tela,
que não poderão ser usadas pelo texto, e a régua observe que no rodapé do documento à direita,ele
vertical mostra as margens superior e inferior da possui uma flecha apontada para a próxima
página. página para sair desse modo de visualização,
clique no botão fechar no topo à direita da tela
Figura 74: (A) Réguas (horizontal e vertical) do
Word;(B)Detalhe da régua horizontal (extremidade
esquerda).

Controle do recuo especial:


Primeira linha: A seta fica logo abaixo, serve para
determinar o recuo deslocado consiste no
afastamento das outras linhas do parágrafo. Se o
usuário arrastar essa seta, ele irá causar
afastamento em todas as linhas do parágrafo
exceto na primeira. Quando esse triângulo é
arrastado, ele leva consigo o quadradinho abaixo
dele, mas não carrega a seta de cima.

Controle do recuo do parágrafo: à esquerda:


Abaixo de todos há um quadrado que, quando
arrastado, vai ajustar o recuo do parágrafo.
Quando esse quadrado é arrastado, ele move as
duas setas.
c) Selecionar a marca de tabulação: Na lateral
esquerda da régua, há um campo quadrado que
mostra um L. Esse campo controla a escolha de
marcas de tabulação.
d) Controle de recuo do parágrafo: à direita: Na
extremidade direita da régua horizontal, que não
pode ser vista na figura anterior, existe um
triângulo que aponta para cima. Ao arrastá-lo,
estaremos deslocando o recuo à direita.
Layout da web: a próxima seu texto de uma
visualização na internet, esse formato existe, pois
muitos usuários postam textos produzidos no
Word em sites e blogs na internet.
Rascunho: é o formato bruto, permite aplicar
diversos recursos de produção de texto, porém
não visualiza como impressão nem outro tipo de
meio.

Figura 75: Parte da barra de status do Word.


Com o cursor no meio da palavra:
Trabalhando com documentos Ao dar um clique o cursor se posiciona onde foi
Ao iniciarmos o Word temos um documento em clicado;
branco que é sua área de edição de texto. Ao dar um duplo clique, ele seleciona todo o
parágrafo;
Configuração dos documentos Ao dar um triplo clique ele seleciona todo o
No Word a ABA que permite configurar sua parágrafo.
página é a ABA layout da página. O grupo . Podemos também clicar, manter o mouse
configurar página permite definir as margens de pressionado e arrastar até onde se deseja
seu documento ele possui alguns tamanhos pré- selecionar.
definidos, como também personalizá-las. Podemos também clicar onde começa a
Ao personalizar as margens, é possível alterar seleção,
as margens superiores, esquerda, alguns pressionar e arrastar até onde se deseja
tamanhos pré-definidos, como também selecionar.
personalizá-los. Podemos clicar onde começa a seleção,
pressiona
Ao personalizar as margens, é possível alterar a tecla SHIFT e clicar onde termina a seleção. É
as margens superior, esquerda, inferiores e possível selecionar palavras alternadas.
direita, definir a orientação da página, se retrato Selecione
ou paisagem, configurar a fora de várias a primeira palavra, pressionar CTRL e vá
páginas, como normal, livro, espelho. Ainda selecionando as partes do texto que deseja
nessa mesma janela temos a guia papel. modificar.

Neste guia podemos definir o tipo de papel, e ABA ARQUIVO


fonte de alimentação do papel. A terceira guia Na extremidade esquerda da faixa de opções
dessa janela chama-se layout. A primeira opção encontra-se a guia arquivo. As opções contidas
dessa guia chama-se secção. Aqui se define na tela da guia arquivo estão localizadas na
como será uma nova seção do documento. Em coluna à esquerda da tela.
cabeçalhos e rodapés podemos definir se
vamos usar cabeçalhos e rodapés diferentes Comando de arquivos
nas páginas pares e ímpares, e se quero ocultar Na parte superior, encontramos os comandos
as informações de cabeçalho e rodapé da que podemos acionar para trabalhar com o
primeira página. arquivo:

Em página, pode-se definir o alinhamento do 1. Salvar: Consiste em armazenar seu o


conteúdo do texto na página. O padrão é o documento em forma de arquivo em nosso
alinhamento superior, mesmo que fique um bom computador, pendrive, ou outro dispositivo de
espaço em branco abaixo do que está editado. armazenamento. Para salvar nosso documento,
Ao escolher a opção centralizada, ele centraliza clique no botão salvar no topo da tela. Será
o conteúdo na vertical. aberta uma tela onde podemos definir o nome
A opção números de linha permite adicionar local e formato do nosso arquivo. Na janela de
numeração as linhas dos documentos. salvar que o Word procura salvar seus arquivos
Selecionando texto: Embora seja um processo na pasta documentos do usuário, podemos
simples, a seleção de texto é indispensável para mudar o local do arquivo a ser salvo, pela parte
ganho de tempo na edição de seu texto. O esquerda da janela. No campo nome do
través da seleção de texto pode mudar a cor, arquivo, o Word preenche o título do documento
tamanho e tipo de fonte, etc. quando o documento não possui um título, ele
Selecionando pelo mouse: pega os primeiros 255 caracteres e atribui
Ao posicionar o mouse mais à esquerda do como nome, é aconselhável colocar um nome
texto, o curso aponta à direita: menor e que se aproxima do conteúdo de seu
Ao dar um clique ele seleciona toda a linha; texto. A partir da versão 2010, os documentos
Ao dar um duplo clique ele seleciona todo o são salvos na versão DOCX, que não é
parágrafo; compatível com as versões anteriores. Para
Ao dar um duplo clique ele seleciona todo o salvarmos nossos documentos e manter ele
texto. compatível com versões anteriores do Word,
clique na direção dessa opção e mude para o
documento do Word 97-2003.
Figura 76: Guia arquivo, com a opção salvar 1. Colar: Colar insere, no texto, o último objeto
selecionada. que havia sido copiado ou recortado
recentemente. Ao clicar diretamente no botão
2. Salvar como: Sempre pede o nome do colar, será realizado a colagem do objeto que
arquivo a ser salvo e o local onde ele será estiver na área de transferência, mas ao clicar
salvo. Se, ao usar o comando salvar como, na seta baixo deste botão, opções para
indicaremos o mesmo nome e local do arquivo colagem serão apresentadas.
atualmente, ele será salvo por cima do anterior.
Figura 81: Opções de Colagem.
Figura 77: Guia arquivo, com a opção salvar
como selecionada. 2. Recortar: Este comando envia o objeto
selecionado para a área de transferência. De lá,
Abrindo: Para abrir um arquivo, precisamos pode ser colado quantas vezes quiser! A sua
clicar na ABA arquivo. Na esquerda da janela, o tecla de atalho é o CTRL+X.
botão abrir é o segundo abaixo de novo, ele 3. Copiar: Envia uma cópia do objeto
mostra uma relação de documento recente, selecionado para a área de transferência. A sua
nessa área serão mostrados os últimos tecla de atalho é o CTRL+C.
documentos abertos pelo Word facilitando a 4. Pincel de formatação: Copia o formato de
abertura. Ao clicar em abrir, será necessário fontes (cores, tipo, tamanho) e parágrafo de um
localizar o arquivo no local onde o mesmo foi trecho do texto para outro. Sua tecla de atalho
salvo. é o CTRL + SHIFT + C e depois, para aplicar
4. Fechar: este comando fechar o arquivo que efeito no trecho de destino, usa-se CTRL +
se está usando o programa Word, em si, SHIFT + V.
continua em execução, mas o arquivo que 5. Botão de controle: É o botão que acompanha
estava aberto passa a não ter mais; este grupo dá acesso recurso área de
transferência do Office 2010.
Figura 78: Guia arquivo com a opção abrir
selecionada. (A) opção fechar; (B) nova janela Figura 82: Área de Transferência Aberta.
aberta para selecionar o arquivo que se deseja
salvar. Esta área consegue armazenar até 24 objetos.
Podemos copiar ou recortar vários trechos
Recente: Apresenta uma lista com documentos diferentes e, então, colar qualquer um deles,
e locais recentemente manipulados; onde o ponto de inserção estiver.
Novo: Permite escolher tipos pré-definidos de
modelos para a criação de um novo documento Grupo fonte
na memória RAM. Quando criamos um novo Diz respeito ao tipo de letra, tamanho de letra,
arquivo, usamos CTRL+O. cor, espaçamento entre caracteres, etc. Para
formatar uma palavra, basta apenas clicar sobre
Figura 79: (A) Documentos recentemente ela, para duas ou mais é necessário selecionar
usados; opção novo. a letra. No grupo fonte, temos visível o tipo de
letra, tamanho, botões de aumentar fonte e
ABA INICIAL diminuir fonte, limpar formatação, negrito, itálico,
sublinhado, ao lado de sublinhado temos uma
Nesta aba estão as funções de edições de seta apontada para baixo, ao clicar nessa seta é
arquivos como copiar, recortar, entre outras, possível escolher tipo e cor de linha. Ao lado do
também de formatação do texto como fontes, botão sublinhado temos o botão fechado, que
parágrafos e estilo. coloca um risco no meio da palavra, botão
subscrito e o botão maiúsculo e minúsculos.
Área de transferência Podemos também clicar na faixa no subgrupo
Contém os principais recursos para fonte. A janela fonte contém os principais
recortar/copiar e colar objetos. comandos de formatação e permite que
possamos observar as alterações antes de
Figura 80: Grupo Área de Transferência (duas aplicá-las. Ainda nesta janela temos a opção
versões). avançado. Podemos definir a escala da fonte, o
espaçamento entre os caracteres que pode ser
Acima podemos ver duas formas de exibir o condensado ou comprimido, a posição é
grupo de área de transferência, dependendo da referente ao sobrescrito e subscritos, permitindo
largura da janela do Word usada, quanto mais que se faça algo como X2.
estreita menos informações serão mostradas.

1. Keming: É o acerto entre o espaço dentro das


palavras, pois algumas vezes acontece de as
letras ficarem com espaçamento entre elas de Figura 83: grupo fonte.
forma diferente. Uma ferramenta interessante
do Word é a ferramenta pincel, pois com ela Grupo parágrafo
podemos copiar toda a formatação de um texto A principal regra de formatação de parágrafos é
e aplicar em outra. Os comandos contidos neste que independentemente de onde estiver o
grupo dizem respeito às operações realizáveis cursor, a formatação será aplicada em todos os
com as letras (fontes), como efeito de negrito, parágrafos será necessário selecionar os
itálico etc. parágrafos a serem formatados. A formatação
2. Tipo de fonte: Permite escolher o tipo da de parágrafos pode ser localizada na ABA
fonte que será aplicado ao selecioná-lo. início, e os recuos também na ABA da página.
3. Tamanho da fonte: determina o tamanho que No grupo de guia início, temos a opção de
a letra vai ter. marcadores, diminuir e aumentar recuo,
4. Aumentar e diminuir fonte: esses dois botões classificação e botão mostrar tudo, na segunda
fazem o mesmo que o controle anterior, só que linha temos os botões de alinhamento:
apenas usando cliques. É possível fazer o esquerda, centralizada, direita e justificada,
mesmo via de atalho; CTRL+> (aumentar) e Espaçamento entrelinhas, observe que o
CTRL + < (diminuir). espaçamento entre- linhas possui uma seta
5. Maiúsculas e minúsculas: este botão abre para baixo, permitindo que se possa definir qual
uma listagem que apresenta opções para alterar o espaçamento a ser usado.
caixa do texto selecionado, oferecendo as
seguintes alternadas: Maiúsculas e minúscula. Comandos que diz respeito às operações que
6. Limpar formatação: retira todos os efeitos de podem ser realizadas com parágrafos inteiros,
formatação de um trecho selecionado, como alinhamento, recuos etc. A seta que fica
deixando-o no estilo normal. no canto inferior direito serve para abrir a janela
7. Negrito, itálico e sublinhado: Estes três de opções de parágrafos.
comandos aplicam efeitos distintos no trecho
selecionado. Negrito deixa o texto mais Marcadores: Os marcadores e numeração
encorpado, itálico deixa o texto inclinado e fazem parte do grupo parágrafo, mas devido a
sublinhado apresenta uma seta à direita do sua importância, merece destaque. Existem
botão, que permite escolha de alguns tipos de dois tipos de marcadores: símbolos e
sublinhados especiais. numeração. Os marcadores do tipo símbolo
8. Cor do texto: Este comando cria um efeito permite adicionar símbolos a frente de seus
parecido ao de marca-texto. Ao clicar na seta parágrafos.
que acompanha o botão, podemos ter acesso à
listagem de cores possíveis de serem aplicadas. Esse botão apresenta um ícone com três
9. Cor da fonte: Este comando tem a imagem da bolinhas e três linhas horizontais servem para
letra A e abaixo dela um retângulo na cor ligar ou desligar marcadores. Um clique no
selecionada que permite alterar a cor das letras botão aciona, ou desliga os marcadores atuais.
do texto. Para escolher outra cor, é preciso Um clique na seta ao lado deste botão permitirá
clicar na seta que fica à direita deste botão, escolher entre vários tipos de marcadores
teremos acesso a uma palheta de cores à existentes.
nossa disposição.
10. Tachado: É o botão do abc cortado por uma 2. Numeração: Serve para ligar ou desligar a
linha! Ele desenha uma linha no meio do trecho numeração, a seta à direita permite escolher
selecionado onde aplica o efeito. opções de numeração;
11. Subscrito e sobrescrito: Estes dois 3. Lista de Vários Níveis: Este botão,
comandos alteram a linha base dos trechos apresentado na forma de 1, a, i e três linhas que
selecionados, apresentando-o um pouco abaixo vão diminuindo de tamanho, permite ligar ou
ou um pouco acima da linha base do texto desligar a numeração de vários níveis
original. (numeração de tópicos/subtópicos), mais uma
12. Efeitos de texto: O botão que apresenta uma vez, a setinha à direita permite que se
letra A brilhante, quase transcendente é configurem mais opções deste recurso;
chamado efeitos de texto. Este comando 4. Diminuir ou aumentar o recuo: Alteram o
oferece formas de enfeitar o que se viam fazer recuo do parágrafo selecionado, no caso, estes
nas versões anteriores do Word. botões afetam o recuo à esquerda;
13. Botão de controle do grupo fonte: Uma seta 5. Classificar: Abre uma janela que permite
no final do grupo fonte, permite abrir a janela de ordenar os parágrafos do texto de acordo com
opções da fonte, que oferece uma gama maior os critérios de ordem alfabética ou numérica;
de efeitos que aqueles apresentados pela 6. Mostrar tudo: Este botão permite que o
ferramentas do grupo. usuário veja os caracteres não-imprimíveis.
Estes recursos podem ser ligados ou desligados
por esse botão;
7. Bordas: Este botão ao redor do trecho
selecionado a seta à direita permite a escolha
do tipo e espessura, bem como a localização
das bordas a serem inseridas ou retiradas.
8. Sombreamento: O botão de balde de tinta
serve para colorir o plano de fundo de um trecho
de texto. Este botão tem duas partes e se
clicarmos diretamente no botão, será aplicado à
cor de fundo já selecionado ao trecho já
selecionado ao trecho que receber o efeito. Se
clicarmos na seta ao lado dele, poderemos
escolher entre várias opções de cores;
9. Espaçamento de linhas e parágrafos: Tem o
formato de duas setas, ao lado de algumas
linhas horizontais, abre um pequeno menu que
apresentará opções de espaçamento entre
linhas e o espaçamento antes e depois de cada
parágrafo;
10. Alinhamento de parágrafo: São os quatro
primeiros botões da segunda linha do grupo são
os que têm várias linhas horizontais arrumadas
de formas diferentes;
a. Justificar (CTRL + J): alinha o parágrafo tanto
na margem esquerda quanto na direita,
deixando uma sensação de “retângulo” no texto.
Para fazer isso, esse recurso aumenta os
espaços entre as palavras, causando, algumas
vezes, efeitos bem desagradáveis de “lacunas”
no meio do texto.
b. Alinhar Texto à Direita (CTRL + G): alinha o
texto na margem direita da página, não
garantindo que ele ficará alinhado à margem
esquerda;
c. Centralizar (CTRL+J): a linha o parágrafo
tanto na margem esquerda quanto na direita,
deixando uma sensação de retângulo no texto;
d. Alinhar texto à esquerda (CTRL+Q): a linha o
texto na margem esquerda da página apenas,
sem garantir o alinhamento na margem direita;
Figura 84: Grupo parágrafo.

Grupo estilo
Permite que se apliquem, estilos de texto e de
parágrafo ao documento estilo são conjuntos de
definições, exemplo, o estilo Titulo que pode ser
configurado para ser: fonte arial, tamanho 18,
negrito, itálico, vermelho. Uma vez indicada esta
definição, sempre que se aplica o estilo Titulo a
um trecho, ele ficará deste jeito.

Um tipo de comando novo é apresentado neste


grupo: a galeria é um tipo de comando que
apresenta várias opções de formatação, onde
podemos apenas apontar o mouse para o efeito
desejado e ele é mostrado no texto. Ao tirar o
mouse do efeito na galeria, o trecho de texto
volta a mostrar-se como realmente é.
Podemos determinar, através do botão alterar
estilos, os conjuntos de cores e fontes para um
grupo de estilos.
Figura 85: Grupo Estilo.
Grupo edição

Contém comandos que antes existiam no menu


editar. Com os seguintes comandos:

1. Localizar: pode ser clicado diretamente ou na


sua
seta à direita, clicando direto no botão localizar,
abre-se um campo de pesquisa num painel à
esquerda serão marcados com uma tarja
amarela.

Clicando na seta ao lado, pode se escolher


entre as
opções:

2. Localizar avançado: abre uma janela para


permitir que o usuário salte para determinados ABA INSERIR
pontos no documento.
3. Ir para: abre uma janela para permitir que o Nela estão as funções de inserção de páginas,
usuário salte para determinados pontos no tabelas, links, cabeçalho e rodapé. Ilustrações
documento. com
4. Substituir: abre a mesma caixa de diálogo destaque, os elementos gráficos SmartArt que
dos permite a inserção de diagramas diversos
dois comandos acima, só que na guia substituir, possibilitando a formatação de sombra, efeitos
que permite, além de encontrar trechos, 3D,
substituí-los por outros trechos. disposição e tamanho.

Figura 88: Guia Inserir mais.


Figura 86: Grupo Edição

Grupo páginas
5. Selecionar: Este comando, com o símbolo do
ponteiro do mouse, necessariamente abre uma Ele possui apenas três comandos:
listagem com quatro opções:
a. Selecionar tudo: selecionar o texto todo do 1. Folha de rosto: Permite inserir, uma capa
documento; para
b. Selecionar objeto: transforma o mouse em o documento que será colocado com a página
uma seta branca que somente seleciona 1, empurrando as demais páginas para
objetos e não consegue selecionar texto. Um números seguintes.
clique novamente na ferramenta a desliga. 2. Página em branco: Ele insere uma página em
c. Selecionar texto com formatação branco no local onde o ponto de inserção
semelhante: selecionar todos os trechos do estiver. Caso o ponto de inserção esteja no
texto que está atualmente selecionado. meio da página 5, por exemplo, será criada uma
d. Painel de seleção: abre um painel à direita do página 6 e todo o texto que estiver após o ponto
documento para permitir a seleção de objetos de inserção irá para a página 7.
mais facilmente. Este recurso só serve se 3. Quebra de página: Este botão insere, na
houver figuras ou formas em seu documento. posição onde se encontra o ponto de inserção,
um caractere especial chamado quebra de
página, que empurra todo o texto que estiver
depois do ponto de inserção para a próxima
página. CTRL+ENTER.
Figura 87: comando Selecionar.

Figura 73: Grupo página.


Grupo tabela

Tem apenas uma única ferramenta, através


dela
grupo/botão, pode se inserir uma tabela no
documento. Um clique neste botão vai abrir uma
matriz de exemplo, além de algumas opções.

Figura 89: Grupo tabela

1. Inserir tabela: Abre uma janela com algumas


opções para a inserção da tabela. Esta janela é
mostrada logo a seguir:

Figura 90: Janela do comando Inserir Tabela.


2. Desenhar tabela: Transforma o ponteiro do a ser selecionado com o mouse após a
mouse em um lápis que permite determinar os execução
limites e divisórias da tabela a ser criada por do comando.
meio de simples arrasto do mouse.
3. Planilha Excel: Cria uma planilha do Excel,
passará a ser vista, no documento, com um
objeto especial. Para editar um objeto Planilha,
deve-se acionar duplo clique nele. Quando isso Figura 92: grupo ilustração.
acontece, o objeto é mostrado como sendo
parte do Microsoft Excel, mas dentro do
documento do Word.
Grupo links

Traz recursos de interatividade web. Com as


ferramentas deste grupo, é possível inserir no
Figura 91: Objeto Planilha do Excel dentro do documento.
documento do
Word. 1. Hiperlink: Cria um vínculo para qualquer
recurso acessível. Ele abre uma janela onde se
pode descrever o endereço para o qual o hiper
link apontará. CTRL+K;
4. Tabela rápida: Apresenta uma lista de 2. Indicador: Cria um nome para um ponto
modelos específico num documento quando o usuário
predefinidos e já preenchidos de tabelas para cria um indicador, aquele onde o indicador foi
serem inseridas. Basta clicar em qualquer um criado recebe o nome, que servirá para
dos modelos apresentados e ele será identificar o local especifico num link. Ou seja,
automaticamente inserido no documento. quando se cria um indicador, pode-se apontar
para aquele indicador usando um hiperlink;
3. Referência cruzada: Cria um vínculo entre
partes de documento, ex.: num texto que se
refere a uma figura. Um clique na referência
Grupo ilustração cruzada levará ao gráfico em questão.

Traz diversos comandos para a inserção de


figuras e
outros objetos gráficos no documento do Word.
Figura 93: Grupo links
1. Imagem: Esse botão permite que se insira no
documento uma imagem gravada na forma de
um
arquivo em seu computador; Grupo cabeçalho e rodapé
2. Clip-art: Esse botão dá acesso à galeria de
clip- Esse grupo apresenta ferramentas que
arts, se houver acesso à internet no momento manipulam
da cabeçalhos e rodapés nos documentos. O Word
execução do comando em questão, o Word sempre reserva uma parte das margens para o
permitirá acesso as galerias online; cabeçalho e rodapé. Para acessar as opções de
3. Formas: Permite a inserção de formas cabeçalho e rodapé, clique na ABA inserir,
geométricas simples, como círculo, setas, grupo
retângulos, balões etc. as formas poderão ser cabeçalho e rodapé. Ele é composto de três
alteradas em uma série de características, como opções: cabeçalho, rodapé e número de página.
cor, tamanho, efeito 3D, entre outros. Ao
4. Smartart: Permite que se desenhe, no clicar em cabeçalho o Word disponibiliza
documento, gráficos, fluxogramas, esquemas e algumas
diagramas visuais onde se podem inserir texto; opções que possamos digitar o texto. Ao clicar
5. Gráfico: Essa ferramenta abre a janela que em
permite a inserção de gráficos com o auxílio do editar cabeçalho o Word edita a área de
excel; cabeçalho
6. Instantâneo: Permite que se insira uma foto e a barra superior passa a ter comandos para
de alterações do cabeçalho. A área do cabeçalho é
dado ou uma foto de um trecho especifico da exibida em um retângulo pontilhado, o restante
tela, do
documento fica em segundo plano. Tudo o que
for
inserido no cabeçalho será mostrado em todas
as
páginas, com exceção se definirmos seções
diferentes nas páginas. Para aplicarmos
números
de páginas automaticamente em nosso
cabeçalho,
basta clicarmos em números de páginas,
apenas
tomando cuidado de escolher, o início da página
no
rodapé. Podemos também, aplicar cabeçalhos e
rodapés diferente dos documentos. O cuidado é
ao
aplicar o cabeçalho ou o rodapé. Desmarcar a
ação
vincular ao anterior. O funcionamento para o
rodapé é o mesmo para o cabeçalho, apenas
deve-
se clicar no botão rodapé.

1. Cabeçalho: Essa ferramenta insere conteúdo


no local do cabeçalho do documento. Tudo que
inserir nessa área especial será apresentado
em todas as páginas de uma mesma seção. Ao
clicar no botão cabeçalho, o rodapé repete-se
em todas as páginas de uma mesma seção.
Novamente, um clique nesta ferramenta dará
acesso a uma lista de opções de modelos pré-
definidos de rodapés.
2. Número de páginas: Insere um número Figura 95: Grupo texto.
automaticamente para as páginas do
documento
colocando tal informação na posição que o
usuário determinar ao clicar no botão, surge um Grupo símbolos
menu contendo as opções:
3. Início da página: insere número de páginas 1. Equação: Permite inserir e editar uma fórmula
no matemática com todos os recursos visuais
cabeçalho; possíveis.
4. Fim da página: insere números de páginas no 2. Símbolo: Insere símbolos. Símbolos são
rodapé nas laterais do documento; caracteres especiais existentes no tipo de fonte
5. Posição atual: insere o número da página instalados no Windows e normalmente não
atual acessível pelo teclado diretamente.
na posição em que o ponto de inserção estiver.

Figura 96: grupo simbolos.


Figura 94: Grupo cabeçalho e rodapé

ABA LAYOUT DE PÁGINA


Grupo texto
Nela temos as funções de configurações das
Trabalha com uma série de ferramentas que páginas do documento, permitindo os ajustes de
vão margens, tamanho do papel usado, planos de
permitir a inserção de recursos de texto no fundo, entre outras.
documento
em questão.

1. Caixa de texto: Insere uma caixa de texto, Grupo Plano de Fundo da Página
uma
moldura dentro da qual se pode escrever o Este grupo de comandos permite alterar as
texto. configurações visuais do fundo da página,
2. Parte rápidas: Insere conteúdo de texto como:
reutilizável, como as propriedade do documento
e 1. Marca D’água: Insere um texto (ou figura)
campo automático. bem
3. Word art: Insere um texto decorativo. São transparente atrás do texto do documento (em
pequenos trechos que podem ter efeitos todas as páginas do documento);
interessantes. 2. Cor da Página: É possível, sim, escolher uma
4. Letra capitular: Insere uma letra maiúscula outra cor para o “papel” no Word (esse recurso
grande no início do parágrafo, para dar-lhe a é particularmente útil quando se utiliza o Word
aparência jornalística; para criar páginas da Web!).
5. Linha de assinatura: Cria automaticamente 3. Bordas da Página: Esse recurso, que nas
uma versões anteriores era encontrado em
linha para o leitor poder assinar; Formatar/Bordas e Sombreamento, serve para
6. Data e hora: Insere a data e a hora atuais, criar uma borda ao redor das páginas do
podemos escolher várias formatos de data e documento.
hora
como: sexta-feira, 11 de janeiro de 2008,
11/01/2008; jan-08;
7. Objeto: Insere objetos no documento. Objeto
é Figura 97: grupo plano de fundo
qualquer recurso que o Windows consegue
atender. É possível qualquer tipo de coisa no
Word.
Grupo Temas

O grupo Temas reúne comandos relacionados


ao
ajuste de Temas no documento. Um tema é um
conjunto de definições de formatos para textos e documentos acrescentar numeração na
formas no documento. A partir da utilização de página
um dos documentos, o Word permite que
tema, pode-se mudar completamente a “cara” possamos fazer facilmente, clicando
do números
documento, incluindo tipos de letras, cores, de linhas. Ao clicar em opções de
efeitos numeração
de formas (como 3D e sombra), em apenas de linhas, abre-se a janela que
alguns vimos em layout;
cliques. 7. Hifenização: É um recurso útil,
de separação
Figura 98: grupo temas. Ferramentas temas e de sílabas. Esse recurso permite
efeitos de tema. que, em vez
de jogar uma palavra inteira para a
Grupo configuração da página próxima
linha quando ela não cabe, o Word
Reúne ferramentas relacionadas com faça a
o formado separação silábica.
da página em si, a seta inferior
desse grupo abre a
própria janela para configurar
página.
Figura 99: Grupo Configurar Página.
1. Margens: Configurar as margens
da página de
acordo com alguns modelos pré-
determinados, Grupo parágrafo
como estreita, espelhada, moderada,
entre 1. Recuar: Controle de recuo. Esse
outras... também permite que o recurso
usuário permite definir os recuos à
configure manualmente tais margens. esquerda e à direita
2. Orientação: Permite escolher do texto.
entre escrever 2. Espaçamento: Determina os
na página em pé ou deitada espaços que
(paisagem). serão dados antes e depois do
3. Tamanho: Configura o tamanho da parágrafo.
página e
podemos definir tamanhos
personalizados.
4. Colunas: Ao clicar em mais
colunas, é possível Figura 100: Grupo parágrafo.
personalizar as suas colunas, o
Word
disponibiliza algumas opções pré-
definidas,
mas podemos colocar em um número
maior da
coluna, adicionar linhas entre as
colunas, definir Grupo organizar
a largura e o espaçamento entre as
colunas. A São colocados as ferramentas que
opção colunas de mesma largura. trabalham com
5. Quebras: Insere quebras manuais os objetos do documento. Elas só
no texto. ficam disponíveis
Uma quebra é uma interrupção se algum objeto estiver
forçada no fluxo selecionado.
do texto, fazendo saltar o cursor
para o início do 1. Posição: Permite determinar em
próximo objeto quebrado. que posição,
6. Número de linha: É bastante em relação à página, o objeto
comum em selecionado
ficará;
2. Avançar: Coloca o objeto
selecionado a frente
dos demais objetos da página.
Podemos
escolher três opções:
. Avançar;
. Trazer para frente;
. Trazer para traz do texto.
3. Recuar: Coloca o objeto
selecionado atrás de
todos os demais objetos do
documento. Há três
opções neste comando:
. Recuar;
. Enviar para traz;
. Enviar para traz do texto.
4. Quebra de texto automático:
Determina como
uma figura vai se comportar em
relação ao texto
que a rodeia.
5. Alinhar: Permite organizar os
objetos entre si,
alinhados por sua linha de base ou
por sua linha
superior. Podemos alinhá-las pelo
seus centros
ou à esquerda; à direita.
6. Agrupar: Reúne vários objetos em
grupos,
para que possam ser manipulados
sempre
juntos. Dentro deste comando,
existem as
opções desagrupar este comando só
estará
selecionado ou se um grupo estiver
selecionado.
7. Girar: Permite que os objetos
selecionados
sejam girados ao redor de um ponto
específico.
Essa ferramenta permite, determinar
esse
ponto fixo ao redor do qual o
objeto vai girar.

Figura 101: grupo organizar


ABA REFERÊNCIA faz o Word remeter-se para a
próxima nota
Estão as funções de criação de existente no texto. O botão mostrar
índices legenda, notas faz o
notas, facilitando as referências Word exibir as áreas onde as notas
nos documentos de rodapé e de
editados. fim estão localizados.

Figura 102: Aba referência. Figura 104: Grupo nota de rodapé.

Grupo sumário Grupo citações e Bibliografia

Apresenta recursos relativo à Com as ferramentas desse grupo,


criação de sumário. podemos
É possível criar sumários gerenciar fontes bibliográficas
automático desde que se usadas para o seu
tenha definida uma estrutura de texto, bem como inseri-las da
estilos de tópicos. maneira adequada no
texto. Primeiro, usa-se o botão
Depois de pronta a estrutura gerenciar fontes
aplicada aos capítulos bibliográficas para determinar, num
do documento, basta acionar o botão banco de
Sumário para dados interno ao documento, quais
escolher e aplicar o estilo são as fontes
desejado do sumário. O de bibliografia consultadas para a
botão atualizar sumário permite que redação do
o Word reflita documento depois, é possível
no sumário qualquer alteração feita determinar citações
no documento. e inseri-las em pontos específicos
do documento.

Figura 103: Grupo sumário


Figura 105: Grupo citações e
Bibliografia.

Grupo notas de rodapé

É usado para configurar e aplicar Grupo legenda


as notas de
rodapé ou notas de fim. A seta no Reúne ferramentas relacionadas à
canto inferior gerencia da
direito abre uma janela de legenda das figuras e tabelas e
configuração de notas de podemos por meio
rodapé e de fim. Podemos inserir do botão inserir índice de
uma nota de ilustrações, criar um
rodapé em questão através do botão índice para as figuras no
inserir nota de documento.
rodapé. Essa nota é um pequeno
comentário que O botão referência cruzada permite
aparecerá no final da página onde a inserir num
indicação da determinado trecho do texto, um
nota estará presente. O botão link com outra
inserir nota de fim parte do documento.
serve para, inserir uma nota de
fim, uma nota do
documento inteiro. O botão próxima
nota de rodapé Figura 106: Grupo legenda
Grupo índice

Permite inserir índice remissivo.


Ele não permite a
criação de índices analíticos
(sumário) nem índices
de ilustrações.

Figura 107: Grupo índice


ABA CORRESPONDÊNCIA

Estão as funções de revisão do


documento, como
principal função a correção
ortográfica e gramatical,
permite inserir comentário no
documento e controle
deste.

Grupo criar

1. Envelope: Permite a criação de


envelopes, é
necessário que a impressora tenha
suporte a
envelopes para que o negócio
funcione.
2. Etiquetas: Permite a criação de
um documento
de etiquetas.

Figura 108: Grupo Criar.


ABA REVISÃO DE TEXTO

Reúne, em grupos, os comandos


Grupo mala direta relacionados com
o processo de revisão e correção de
Através dela se pode preencher uma texto, como a
série de correção ortográfica e gramatical,
documentos quase idênticos, que a tradução, os
variam apenas dicionários de sinônimos, os
em alguns pontos. comentários, o
controle de alterações, entre
outros.

Figura 109: Grupo iniciar mala


direta e suas principais
ferramentas. Grupo revisão de texto

Ortografia gramatical: Vasculha o


texto a procura
de erros gramáticos e ortográficos.

Pesquisar: Abre o painel pesquisas


para se
possam encontrar matérias sobre o
trecho
desejado. O texto é pesquisado em
vários materiais
de referência, como dicionários,
livros online,
serviço de tradução na internet
etc.

Dicionário de sinônimos: Sugere


sinônimo para a
palavra selecionada.
Contar palavras: Apresenta a
contagem de
caracteres, palavras, parágrafos e
outros itens do
texto.

Figura 110: grupo fonte: caixas de


diálogos: (A) Ortografia e
gramática; (B) Pesquisa; (C)
Dicionário de sinônimos; (D)
Traduzir.

Grupo idioma

Traduzir: Traduz o trecho


selecionado para outros
idiomas. Ao clicar nesta opção, é
possível traduzir
o trecho selecionado. Traduzir o
documento inteiro
ou ligar o minitradutor, que
apresentará uma dica
rápida de tradução para o idioma
selecionado
sempre que o mouse estiver em
alguma palavra.

Idioma: Defini para um trecho de


texto, qual é o
idioma que se está usando para que
o Word
proceda à forma adequada de
correção ortográfica
e gramatical.

Grupo comentário

Trabalha com comentários! Que são


lembretes que
o usuário pode anexar a um
documento. Ele serve
para dar recados, por exemplo, para
um coautor de
um livro.

Figura 111: grupo comentário e sua


caixa de diálogo.
Grupo controle e alterações

As ferramentas contidas nestes Figura 113: grupo comparar e suas


dois grupos principais caixas de
tratam das configurações e do uso diálogo.
de recurso
conhecido como controle de
alterações. Aqui
podemos configurar para, quando Grupo Proteger
alguma
alteração for feita no documento, Permite limitar o poder de
ela fica manipulação do arquivo
demonstrada no próprio documento, restringindo privilégios e autores.
como texto O botão restringir
adicionado serem colocados em abre um painel que aparece à
vermelho e direita do
sublinhado, ou texto excluídos documento. Neste painel, as opções
serem colocados em de restrição e
azul e fechados. As ferramentas do proteção se apresentam. É possível
grupo impedir que se
alterações permitem navegar entre escreva diretamente dentro do
as alterações documento,
do texto e aceitá-las ou rejeitá- permitindo só alterações dos
las. Através dos comentários.
botões aceitar e rejeitar, é
possível acatar uma
determinada alterações no trecho
selecionado ou Figura 114: grupo proteger e sua
até mesmo todas as alterações do caixa de diálogo.
documento.

Figura 112: grupo controle e


alterações ABA EXIBIÇÃO

Nela estão às funções para alterar


a forma de
Grupos comparar exibição do documento na tela do
computador
Oferece a capacidade de comparar como seleção de um modo de exibição
dois régua,
documentos do Word, gerando, ao zoom, janelas e macros.
final, um terceiro
apresentando as diferenças entre
eles como meras
alterações. Nelas podemos acionar o Grupo mostrar/ocultar
comando
combinar, que funde dois documentos É composto apenas de checkboxes,
do Word, em ou caixas de
um terceiro, contendo todo o verificação que permite definir o
conteúdo dos dois que será mostrado
documentos mesclados num único. na interface do Word e o que não
será. Vários
O comando mostrar documento de componentes podem ser exibidos ou
origem serve ocultados.
para exibir quais foram os dois
documentos que 1. Régua: permite mostrar/ocultar
deram origem aquele documento as réguas
comparada que horizontal e vertical do documento
se está visualizando naquele se o seu
momento. documento já está mostrando as
réguas, é
porque este checkbox está marcado.
2. Linha de grade: diz respeito as
linhas que
delimitam a estrutura de uma
tabela. Se não
aplicarmos nenhuma formatação de
bordas
numa tabela, ela aparecerá no
documento da
tela, em linhas cinza muito tênue.

Figura 115: grupo Mostrar/Ocultar

Grupo zoom

É a aproximação de documento em
relação ao
usuário. O zoom pode aproximar ou
afastar o
documento do usuário. É possível,
escolher entre
valores que permitam a visualização
de mais de
uma página simultaneamente. O zoom
também
pode ser conseguido em sua barra
deslizante, na
extremidade inferior direita da
janela do Word.

Figura 116:Grupo Zoom


Grupo janela

Traz uma série de ferramenta Grupo macros


relacionada ao trato
com várias janelas simultaneamente. Permite a manipulação de macro.
os recursos Macro é o nome
deste grupo servem para conseguir dado a um pequeno programa usando
visualizar duas, para
ou mais, partes de um mesmo automatizar tarefas no Word. Um
documento. Desta macro pode fazer
forma é possível digitar em um desta formatação automática até a
trecho especifico construção
consultando o que está escrito em inteira de documentos, tabelas,
outra parte do índices etc.
documento.

1. Nova janela: Abre uma janela


diferente, mas do Figura 118: Grupo Macros
mesmo documento, ou seja, será
possível ver
duas janelas de um mesmo conteúdo.
2. Dividir: Cria uma linha
divisória para separar a
janela em dois painéis. Os painéis
são
independentes e permitem visualizar
simultaneamente duas partes de um
mesmo
documento. Esse recurso serve para
o mesmo
objetivo do comando nova janela,
mas ele não
abre uma nova janela os dois
painéis criadas
ficam dentro de uma única janela.
3. Organizar tudo: Organizar a
exibição de todas
as janelas do Word abertas. As
janelas serão
redimensionadas de modo que na tela ABAS INTERATIVAS
do
computador se possa ser todas elas. Essas guias aparecem na faixa de
As janelas opções e só
abertas ficarão organizadas uma em ficam ativas e visíveis enquanto o
cima da objeto certo
outra! estiver selecionado.
4. Exibir lado a lado: Organiza
duas janelas de 1. Ferramenta de imagem: aparece
forma quebrada uma ocupe metade da quando uma
tela. As imagem for selecionada. Entram no
janelas ficam organizada uma do conceito de
lado da outra. imagem os arquivos com extensões
Quando este recurso está ativado, JPG, GIF,
habilitam-se TIFF, BMP, PNG, EMF, WMF e mais
os comandos rolagem sincronizada e alguns.
redefinir 2. Neste guia, é possível realizar
posição da janela. operações com
figuras, como determinar brilho,
contraste,
bordas especiais, sombra, efeito de
reflexo,
Figura 117: Grupo Janela. cortar a imagem determinar a
posição em
relação ao texto, entre outras
coisas.
3. Ferramentas de desenho: só se
torna Figura 119: (A) Guia Formatar, das
disponível quando desenho estiver Ferramentas de Imagem; (B)
selecionado. Nesta guia, podemos Guia Formatar, das Ferramentas de
inserir novas Desenho; (C) Guia Design,
autoformas, alterar sombra, efeitos das Ferramentas de Tabela; (D) Guia
3D, Design, das Ferramentas
organizar, girar, agrupar e de Equação. (E)Ferramentas de
desagrupar, cabeçalho e rodapé.
autoformas e objetos afins.
4. Ferramentas de tabela: contém
guias para
manipulação de tabelas e, só
aparece quando
alguma tabela estiver selecionada.
Há duas
guias em ferramentas de tabela:
design e
layout.
5. A guia design: é responsável
pelos efeitos
visuais da tabela, como opções para
excluir
linhas ou colunas, mesclar células,
distribuir
colunas ou linhas, classificar,
converter tabela
em texto, aplicar fórmulas etc.
6. Ferramentas de equação: Esse
conjunto de
comandos apresenta recursos
valiosíssimos
para edição de equações criadas
pelo Word
2010. Esta guia aparece quando
alguma
equação é selecionada.
7. Ferramentas de cabeçalho e
rodapé:
Aparece quando aplicamos duplo
clique no
cabeçalho rodapé. A guia ferramenta
de
cabeçalho e rodapé apresenta uma
série de
opções que podem inserir data hora,
números
de páginas e outros recursos na
parte superior
das páginas do documento.

Para voltar à área normal de


texto, basta aplicar
duplo clique em qualquer lugar na
área de texto de
documento ou simplesmente clicar no
comando
fechar cabeçalhos e rodapé, na
extremidade da
guia.

Você também pode gostar