Você está na página 1de 3

MATERIAL DE APOIO

EXAME DE ORDEM

Curso: Intensivo Semanal| Disciplina: Direito Administrativo


Aula: 03 |

ANOTAÇÃO DE AULA

EMENTA DA AULA

1) ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Conceito
O direito administrativo cuida de função administrativa (prestar serviço público).

PRINCÍPIOS QUE REGEM O DIREITO ADMINISTRATIVO


3.1) Princípios basilares
a) Supremacia do interesse público sobre o particular: em um eventual conflito de interesses em
que tenha de um lado o interesse público e do outro lado o interesse particular / privado, há de
prevalecer o interesse público.

b) Indisponibilidade do interesse público: ele é indisponível, irrenunciável. O interesse não está à


disposição do administrador público, porque não é deles, o interesse é da coletividade.

3.2) Princípios expressos (artigo 37, caput, CF)


a) Legalidade: a administração pública só pode fazer o que a lei permite ou o que a lei determina,
portanto, a administração pública está subordinada a lei.
É diferente a legalidade pública com a legislação aplicada a nós que se estuda em direito civil, que diz
que os particulares podem fazer tudo aquilo que a lei não proíbe, é a não contradição a lei (artigo 5, II,
CF).
Se não tiver lei para a administração pública, ele não pode fazer. Já no particular, se não tiver lei
proibindo é porque está permitindo.

b) Impessoalidade: ele pode ser entendido sobre 2 aspectos:


1° sobre a figura do administrativo, o administrador tem que ter uma conduta neutra, impessoal. Ele
não pode utilizar suas obras para autopromoção. Ex. viaduto feito pelo prefeito, e coloca uma placa com
o nome de quem fez.
2° sobre a figura dos particulares, estes devem ser tratado de forma impessoal, sem discriminação.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

Ex. quem passa no concurso público? O 1° colocado. Quem vence a licitação? Quem ganhar a licitação.

Toda discriminação em matéria de concurso público é ilegal?

Está errado. Existe discriminação que é permitida, que é quando existe pertinência lógica, quando tem
haver o fator de discriminação com o desempenho do cargo.

Ex. salva vidas, discriminar que não aceita com alguma deficiência, é uma discriminação permitida.

c) Moralidade: ética, boa fé, honestidade, moralidade administrativa. Não é o que as pessoas acham
moral. O que se busca é a moralidade administrativa, é necessário perseguir o interesse público
coletivo.

d) Publicidade: administração dê ampla divulgação das suas obras, seus contratos, o administrador
público tem que cortar aquilo que faz, sem autopromoção.
É da publicidade / conhecimento que começa a contar prazo.

Exceções: art. 5, XXXIII, CF.


As pessoas não vão saber das informações que o sigilo é imprescindível a segurança do Estado /
sociedade.
Ex. decisão em caso de guerra.

e) Eficiência: a administração pública faz o melhor com os recursos disponíveis (técnicos, humanos,
financeiros etc).
BENS PÚBLICOS
5.1) Conceito
São 2 posicionamentos.

1° artigo 98, C.C. são bens públicos aqueles que pertence as pessoas jurídicas de direito público. 2° são
aqueles que pertencem as pessoas jurídicas de direito público ou mesmo que pertence a pessoa jurídica
de direito privado está afetado por serviços públicos (destinado a prestação de serviços públicos).

Exame de Ordem
Damásio Educacional
2 de 3
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

5.2) Regime jurídico


O bem público vai ser imprescindível, impenhorável, inalienável.

a) Imprescindível: ele não pode ser objeto de ação de usucapião. Cuidado: a administração pública
não perde bens por usucapião mas ela pode usucapir (adquirir bens por usucapião).

b) Impenhorável: os bens da administração são impenhoráveis. Artigo 100, CF – os precatórios que


garantem o pagamentos dos débitos.

c) Inalienável: é relativa. As vezes é possível alienar bem público, se você cumprir os requisitos do
artigo 17, lei 8666/93.

5.3) Classificação dos bens públicos Critério:


destinação / afetação.
Artigo 99, C.C.

a) Uso comum do povo: são aqueles de uso indiscriminado por qualquer um do povo. Ex. rios,

mares, estradas...

Posso cobrar pelo uso?

Sim, ex. zona azul, pedágio...

O uso pode ser a título gratuito ou oneroso.

b) Uso especial: é aquele que vai servir como estabelecimento dos entes públicos ou os afetados a
prestação de serviço público. Ex. biblioteca.

c) Dominicais: são desafetados, eles pertencem a categoria de bem público, mas não tem
destinação.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
3 de 3