Você está na página 1de 394

QUESTÕES SAÚDE DA MULHER-

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO
PARTO/ABORTO
1-Nomenclatura obstétrica designada à mulher grávida, que se encontra
em trabalho de parto:
a)Nulípara.
b)Puérpera.
c)Multípara.
d)Parturiente.
2-Acerca do cuidado à gestante, assinale a alternativa que indica a melhor
posição para que possamos orientar a gestante a permanecer quando
estiver deitada, durante o trabalho de parto:
a)Posição prona
b)Decúbito dorsal
c)Decúbito ventral
d)Decúbito lateral esquerdo
e)Posição de Trendelemburg
3-A dequitação corresponde ao terceiro período clínico do parto, se
caracteriza por ser:
a)O período de dilatação total do colo, cabeça do bebê visível, contrações
de expulsão ou esforço materno ativo.
b)O período que as contrações uterinas ainda possuem intensidade e
frequência mínimas.
c)A primeira hora após ao nascimento da criança.
d)O momento desde o nascimento da criança até a expulsão da placenta e
membranas.
e)O período de dilatação cervical quase total (9cm) até a saída do feto.
4-A duração do trabalho de parto ativo nas primíparas é em média de:
a)5 horas e é pouco provável que dure mais que 12horas.
b)4 horas e é pouco provável que dure mais que 10 horas.
c)3 horas e é pouco provável que dure mais que 7 horas.
d)8 horas e é pouco provável que dure mais que 12 horas.
e)8 horas e é pouco provável que dure mais que 18 horas.
5-Abortamento é a interrupção de uma gravidez, espontânea ou
provocada, que ocorre até:
a)a 18ª ou 20ª semana e o embrião pesa menos que 500 g.
b)a 20a semana e o produto da concepção pesa mais que 500 g.
c)a 20ª ou 22ª semana e o produto da concepção pesa menos que 500 g.
d)a 22ª semana e o produto da concepção pesa mais que 500 g.
e)a 24ª semana e o feto pesa menos que 500 g.
6-A atonia uterina é uma das causas de hemorragia pós-parto que pode
colocar em risco a vida da mulher.

Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) em


relação ao assunto.

( ) A massagem uterina rotineira durante o período de Greenberg é


recomendada para a prevenção da atonia uterina.
( ) Após a dequitação, o útero se encontra acima da cicatriz umbilical.
( ) O manejo ativo do terceiro período do parto é recomendado para a
prevenção de hemorragia pós-parto.
( ) O risco aumentado de atonia uterina ocorre nas gestações gemelares, no
polidrâmnio e na macrossomia.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.


a)V • V • F • V
b)V • F • F • F
c)F • V • V • F
d)F • V • F • V
e)F • F • V • V
7-Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F )
com relação à assistência à mulher em processo de abortamento.

( ) Na ameaça de abortamento, o orifício interno do colo uterino encontra-se


fechado; o volume do útero é compatível com a idade gestacional.
( ) No abortamento cirúrgico, a aspiração a vácuo intrauterina é a técnica de
escolha para a interrupção da gravidez de 12 a 14 semanas de gestação.
( ) No abortamento retido, ocorre regressão dos sinais e sintomas da
gestação; o colo uterino encontra-se dilatado e há perda sanguínea.
( ) O abortamento é considerado habitual quando ocorre perda espontânea
e consecutiva de três ou mais gestações antes da 22a semana.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.


a)V • V • V • V
b)F • V • V • F
c)V • V • V • F
d)F • V • F • V
e)V • V • F • V
8-“Gestante chega ao pronto-socorro com sangramento intenso
associado à dor em baixo ventre. Trata-se de uma primigesta com 35
semanas de gestação. Relata que a dor iniciou de maneira abrupta.”
Dentre as situações apresentadas, assinale a mais compatível com
este quadro clínico.
a)Trabalho de parto.
b)Síndrome de HELLP.
c) Trabalho de parto prematuro.
d)Descolamento prematuro de placenta.
9-O Ministério da Saúde em 2016 estabeleceu a Diretriz Nacional de
Assistência ao Parto Normall, que visa orientar as mulheres brasileiras,
os profissionais de saúde e os gestores, nos âmbitos público ou privado,
sobre importantes questões relacionadas às vias de parto, suas
indicações e condutas, baseadas nas melhores evidências científicas
disponíveis. Essa Diretriz deverá servir de referência e orientação para a
assistência a:
I. Gestantes com ruptura prematura de membranas no termo ou
imediatamente antes do parto.
II. Parturientes que apresentarem eliminação de mecônio imediatamente
antes ou durante o trabalho de parto.
III. Anormalidades ou complicações mais comuns encontradas na
assistência ao trabalho de parto e parto em todas as suas fases.
IV. Recém-nascido normal imediatamente após o parto e nas primeiras
horas de vida.
V. Nas mulheres em trabalho de parto a termo, espontâneo ou induzido,
com complicações da gestação tais como desordens hipertensivas,
diabetes, gravidez múltipla, restrição de crescimento fetal, etc.
Estão corretos os itens da alternativa:
a)II, III
b)I, III, IV,
c)II, III, IV,
d)I, II, III, IV
e)I, II, III, IV, V
10-Durante o período expulsivo do parto, um fator importante é a
velocidade do desprendimento do pólo cefálico, isto é, quanto maior essa
velocidade, maior o risco de laceração perineal. Com intuito de reduzir a
velocidade de desprendimento do pólo cefálico, recomenda-se a
realização da manobra de:
a)Valsava
b)Kristeller
c)Shultze
d)Ritgen
e)Duncan
11-O abortamento é uma síndrome da primeira metade da gestação
com interrupção da mesma antes de atingir a viabilidade fetal.
Considerando o abortamento, leia as frases abaixo e, a seguir,
assinale a alternativa correta.
I. Considera-se a perda do concepto de até 22ª semanas completas, 500
gramas de peso ou 16,5 cm de comprimento.
II. A dor revela sinais de contração uterina.
III. É o sangramento de origem uterina, antes das 28 semanas de gestação,
sem contrações uterinas, sem dilatação da cérvice e sem expulsão dos
produtos da concepção.
IV. Para o abortamento retido, o tratamento é o esvaziamento uterino por
meio da aspiração manual intrauterina (AMIU) ou curetagem cirúrgica ou
aspirativa.
a)As frases I, II e IV estão corretas
b)As frases III e IV estão corretas
c)Apenas a frase I está correta
d)Apenas a frase III está correta
e)Apenas a frase II está correta
12-Não é uma indicação de episiotomia:
a)Feto não-reativo
b)Bolsa rota
c)Uso de fórceps
d)Fetos grandes
e)Período expulsivo prolongado
13-Considerando a anestesia regional em obstetrícia, assinale a
alternativa correta.
a)Produz alívio completo da dor, o que não ocorre com os opioides
empregados em analgesia sistêmica
b)Apresenta maior risco de aspiração pulmonar de conteúdo gástrico em
relação a analgesia sistêmica
c)Apresenta maior risco de complicações e depressão fetal, mesmo que
realizada por profissional treinado
d)Interferência máxima na evolução do trabalho de parto
e)As técnicas contínuas, com uso de cateter, não podem ser utilizadas
durante todo o trabalho de parto
14-O abortamento é uma das condições clínicas mais frequentes que se
apresentam com hemorragias do primeiro trimestre de gestação.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o abortamento se
caracteriza como perda do concepto de _______, _____ de peso ou
_______ de comprimento. Preencha as lacunas e a seguir assinale a
alternativa correta.
a)Até 12 semanas completas; 300 gramas; 12,5 centímetros
b)Até 22 semanas completas; 500 gramas; 16,5 centímetros
c)Até 16 semanas incompletas; 400 gramas; 14,5 centímetros
d)12 a 20 semanas completas; 300 a 500 gramas; 12,0 a 16,0 centímetros
e)Até 24 semanas completas; 1000 gramas; 30,0 centímetros
15-Considerando a assistência de enfermagem da gestante com trabalho
de parto prematuro (TPP), leia as frases e a seguir assinale a alternativa
correta.
I. Idade, raça negra e baixo peso materno são considerados fatores de risco
para desenvolver o trabalho de parto prematuro.
II. Na ameaça de TPP, uma das recomendações é o repouso em decúbito
lateral esquerdo.
III. O objetivo da assistência deve ser antecipação do parto para diminuir o
risco de sofrimento fetal e mortalidade neonatal, administrando ocitocina.
IV. Iniciar esquema com nifedipina, se persistirem as contrações ou se
ocorrerem modificações cervicais.
a)As frases I, II e IV estão corretas.
b)Apenas as frases I e II estão corretas.
c)Apenas a frase IV está correta.
d)Apenas frases II e III estão corretas.
16-Após parto ocorrido no ambulatório, com bebê nascido a termo e sem
reanimação ao nascimento, de acordo com a American Heart
Association(2015), a clipagem do cordão umbilical deve ser realizada
a)imediatamente.
b)em até 10 segundos.
c) entre 10 e 20 segundos.
d)após 30 segundos.
e)até 30 segundos.
17-No que se refere à assistência da equipe no primeiro estágio do parto
sob o modelo obstétrico e neonatal do HumanizaSUS, julgue o item que
se segue.
No manejo da dor da parturiente, a analgesia peridural ou a combinação de
analgesias raquidiana e peridural devem ser os métodos farmacológicos de
escolha, que só podem ser adotados após se obter o consentimento da
mulher, que deve receber orientação detalhada sobre os riscos e benefícios
e possíveis implicações de cada um desses métodos para o parto.
 Certo
 Errado
18-No que se refere à assistência da equipe no primeiro estágio do
parto sob o modelo obstétrico e neonatal do HumanizaSUS, julgue o
item que se segue.
A imersão em água no primeiro estágio do trabalho de parto pode aumentar
o conforto da parturiente, favorecendo maior relaxamento e maior
capacidade para suportar o estresse e as contrações.
 Certo
 Errado
19-O enfermeiro pode suspeitar de que há hemorragia pós-parto
secundária, diante dos seguintes indícios:

1) pirexia e taquicardia.
2) subinvolução do útero.
3) dor de baixa intensidade.
4) lóquios de aspecto vermelho-vivo.

Estão corretos:
a)1 e 4, apenas.
b)1, 2 e 4, apenas.
c)2 e 3, apenas.
d)2 e 4, apenas.
e)1, 2, 3 e 4, apenas.
20-O protocolo de Classificação de Risco em Obstetrícia é uma
ferramenta de apoio à decisão clínica e uma forma de linguagem universal
para as urgências obstétricas.
Qual situação ou queixa NÃO guarda correspondência com a indicação da
cor vermelha?
a)Contrações uterinas
b)Queixas urinárias
c)Dor de cabeça
d)Dor abdominal
e)Falta de ar
21-O sulfato de magnésio é usado nos casos de pré-eclâmpsia grave e
eclâmpsia, na profilaxia e no controle da crise convulsiva.
Antes de administrar a dose prescrita, o enfermeiro deve verificar se há:
a)midríase bilateral, pulso menor que 60 batimentos por minuto e pressão
arterial maior que 140x90 mmmHg
b)temperatura menor que 37 °C, reflexo pupilar fotomotor e diurese maior
que 200 mL/h nas 4 horas precedentes
c)temperatura menor que 36 °C, reflexo patelar ausente e diurese maior
que 200 mL/h nas 4 horas precedentes
d)reflexo de Babinski, pulso menor q
23-No pré-parto, na sala de parto e no pós-parto, algumas intercorrências
podem acometar a mãe e/ou o feto. Para evitar essas ocorências o
enfermeiro deve atuar avaliando a evolução clínica do parto e o
comportamento fetal para intervir adequandamente sempre que
necessário. Assinale a seguir a alternativa que contém informações
corretas sobre essas intercorrências.
a)A Oligo-hipossistolia resulta em diminuição da frequência com aumento
da intensidade das contrações uterinas. Os batimentos cardiofetais devem ser
monitorados a cada 1 hora.
b)As hemorragias pós-parto precisam ser rastreadas pelo enfermeiro
através da avaliação dos lóquios e da quantidade de perda sanguínea nas
primeiras 24 horas. A infusão de 20 U de ocitocina em 500 ml de soro
glicosado a 5% a 20-30 gotas por minuto é uma das intervenções que devem
ser providenciadas.
c)Diante de sinais de sofrimento fetal, o enfermeiro deve providenciar à
gestante a oxigenoterapia e a manutenção do decúbito dorsal.
d)Nos casos de desproporção cetopélvica relativa (quando há inadequação
da apresentação fetal), a realização de movimentos rotatórios da pelve estão
contra-indicados.
e)Nas emergências hemorrágicas obtétricas relacionadas à atonia uterina,
as drogas de escolha são duas: no primeiro momento, utiliza-se a ocitocina
(para estimular as contrações) e posteriormente a Terbutalina (inibidor das
contrações) diluídas em frascos do soro glicosado a 5%.
24-S.R.C., 24 anos, casada, nulípara, deu entrada no Centro Obstétrico
com colo apagado e dilatado para 5 cm, bolsa íntegra e, à palpação, foi
identificado feto único em situação longitudinal, posição esquerda e
apresentação pélvica.
Para a ausculta dos batimentos cardíacos fetais (BCF) desse feto, o
técnico de enfermagem deve posicionar o estetoscópio de Pinard no(a)
a)fundo uterino
b)quadrante inferior direito
c) quadrante inferior esquerdo
d) quadrante superior esquerdo
e)região suprapúbica
25-S.R.C., 24 anos, casada, nulípara, deu entrada no Centro Obstétrico
com colo apagado e dilatado para 5 cm, bolsa íntegra e, à palpação, foi
identificado feto único em situação longitudinal, posição esquerda e
apresentação pélvica.
Para avaliação e controle da dinâmica uterina (DU) de S.R.C., deve ser
observado o número de contrações que ocorrem em
a) 5 minutos
b)10 minutos
c)15 minutos
d)30 minutos
e)60 minutos
26-O modelo de Acolhimento e Classificação de Risco obstétrico em
maternidades impõe mudanças assistenciais no(a)
a)serviço de arquivo e documentação
b)alojamento conjunto
c)centro obstétrico
d)sala pré-parto e parto
e)
sala de admissão hospitalar
27-As indicações obstétricas de parto cesáreo são classificadas em
absolutas e relativas. Constitui indicação absoluta, na seguinte situação:
a)prolapso de cordão
b)psicopatia
c)macrossomia fetal
d)feto não reativo em trabalho de parto
28-Trabalho de parto prematuro constitui situação de risco gestacional,
sendo indicado o encaminhamento para centro de referência. Está
frequentemente relacionado a infecções urinárias e vaginais,
principalmente, a:
a)cistite
b)vaginose bacteriana
c)candidíase
d)tricomoníase
29-A fase latente é uma das três fases do primeiro período clínico do
parto e quando essa fase torna-se prolongada ocorre um padrão anormal
de trabalho de parto. Em uma nulípara, a fase de latência prolongada é
diagnosticada quando a fase de latência ultrapassa
a)6 horas.
b)10 horas.
c)14 horas.
d)20 horas
e)24 horas.
30-A apresentação fetal é a parte do feto que entra primeiro no estreito
superior da pelve e passa pelo canal do parto durante o trabalho de parto.
A parte apresentada é a parte do feto sentida pelos dedos durante o toque
vaginal. Na apresentação cefálica fletida, a parte apresentada é:
a)Fronte.
b)Mento.
c)Glabela.
d)Bregma.
e)Occipito.
31-O lóquios pode ser definido como corrimento vaginal que ocorre após
o parto, formado por sangue, fragmentos de decídua, leucócitos, muco e
algumas bactérias. Sempre ocorre nas primeiras três semanas de após o
parto. Sobre isso, assinale a alternativa correta:
a)Os lóquios são, em geral, descritos como rubros, serosos ou brancos. O
lóquios rubros são considerados como corrimento serossanguinolento marrom-
róseo, com odor de carne e que ocorre entre 4 a 9 dias após o parto.
b)Os lóquios variam tipicamente de vermelhos a castanho-róseo até
branco-cremoso ou incolores. Uma alteração súbita na coloração, por exemplo,
para vermelho brilhante, após estarem róseos, sugere novo sangramento ou
fragmentos retidos de placenta.
c)O fluxo do lóquios pode ser pequeno, mas nunca ausente. O aleitamento
materno e esforço físico podem diminuir o fluxo de lóquios.
d) Embora varie, o fluxo do lóquios pode ser comparado com o fluxo
menstrual. A saturação de um absorvente higiênico em menos de 4 horas é
considerada excessiva, e exige uma avaliação.
32-A toxemia gravídica é um quadro multissistêmico que ocorre
habitualmente no final da gravidez e caracteriza-se por manifestações
clínicas associadas à hipertensão, edema e proteinúria. Dentre suas
complicações, a disfunção hepática mais grave é a síndrome HELLP, que
é caracterizada por
a)trombocitopenia, hipoglicemia e diminuição das enzimas hepáticas.
b)hemólise, uremia e trombocitose.
c)elevação das enzimas hepáticas, hipernatremia e hiperglicemia.
d)hemólise, elevação das enzimas hepáticas e trombocitopenia.
e)distúrbio hidroeletrolítico, redução das enzimas hepáticas e
trombocitopenia.
33-Segundo a Organização Mundial de Saúde (2014), a hemorragia pós
parto é a principal causa primária de quase um quarto de todas as
mortes maternas no nível global. Sobre a hemorragia pós parto, é
correto afirmar que:
a)Sua ocorrência é tarde, frequentemente na segunda semana após o
parto.
b)Para sua prevenção, indica-se gestão ativa da terceira fase do parto, a
qual inclui o clampeamento precoce do cordão umbilical e a tração controlada
do cordão.
c)Toras as parturientes devem receber uterotônicos durante a terceira fase
do parto para sua prevenção.
d)A ergotamina é a droga de primeira escolha para sua prevenção, por ser
mais barata e efetiva.
e)Recomenda-se a massagem uterina continua em sua prevenção,
especialmente se a parturiente recebeu ocitocina profilática.
Responder
34-O Caderno HumanizaSUS volume 4, publicado pelo Ministério da
Saúde em 2014, trata da humanização do parto e nascimento. No contexto
da humanização, assinale a alternativa correta sobre o objetivo principal
da assistência materna de qualidade, centrada na mulher e na família:
a)Favorecer experiência positiva para a mulher e sua família, manter a sua
saúde física e emocional, prevenir complicações e responder às emergências.
b)Favorecer a comunicação entre a equipe e entre esta e a mulher e sua
família, garantindo o acompanhamento com psicólogo no momento do parto.
c)Garantir à mulher apoio constante da equipe assistencial, viabilizando
que a família aguarde nas proximidades da maternidade a evolução do parto.
d)Viabilizar a elaboração de protocolos que contribuam com a garantia de
cumprimento das normas e rotinas institucionais.
e)
Promover cuidado especializado, que viabiliza alta precoce da maternidade
após parto.
35-O centro de nascimento ou centro normal, ligado a um hospital (intra-
hospital ou peri-hospital) ou independente, mas com referência (extra-
hospitalar), constitui opção existente quanto ao local do nascimento.
assinale a alternativa correta:
a)Nesses serviços, mulheres com baixo ou alto risco de complicações
podem vivenciar o processo de nascimento em uma atmosfera semelhante ao
domicílio, com assistência obstétrica no nível primário.
b)Nesses serviços a mulher se sente em um ambiente familiar e
emocionalmente seguro, condição que pode trazer influências
psicologicamente positivas, contribuindo para que o parto transcorra com
menos complicações e intervenções.
c)Nesses serviços as mulheres são geralmente assistidas por médicos
obstetras e têm a opção da presença de familiares, assim como a liberdade
para adotarem a posição que desejarem durante o trabalho de parto e no parto.
d)Apenas nos Centros de Nascimento peri ou intra-hospitalares os
profissionais estão autorizados a admitir mulheres independentemente de sua
classificação de risco.
e)Nesses serviços as mulheres podem dar à luz na mesma cama em que
foram admitidas na internação e que permanecerão no puerpério, por isso, são
aconselhadas a adotarem posição de litotomia.
36-A Classificação de risco pode evitar a peregrinação de mulheres nos
serviços de atenção obstétrica. Viabiliza o acesso qualificado e o
atendimento com resolutividade, em tempo adequado para cada caso.
Assinale a alternativa correta sobre essa Classificação;
a)Parturientes com rebaixamento do nível de consciência ou alteração
importante do estado mental devem ser classificadas nas cores
laranja/amarela.
b)Parturiente com perda de líquido amniótico espesso e esverdeado deve
ser classificada na cor verde.
c)Multíparas no período expulsivo devem ser classificadas na cor amarela.
d)Gestante de terceiro, com relato de ausência de movimentos fetais nas
últimas 12 horas deve ser classificada na cor verde.
e)Gestantes que buscam o serviço de saúde para solicitar licença
maternidade ou trocar exames ou receitas devem ser classificadas na cor azul.
37-Na busca por evidências quanto a melhor posição para mulher no
segundo estágio do parto foi realizada metanálise envolvendo 22 estudos
randomizados controlados, com 7.280 mulheres. Assinale a alternativa
correta sobre os resultados encontrados:
a)As mulheres devem ser encorajadas a darem à luz na posição que for
mais confortável para elas.
b)As mulheres devem ser encorajadas a darem à luz deitadas, pois facilita
para os profissionais, o que torna essa posição mais segura.
c)Das à luz de pé reduz significativamente a perda de sangue, quando se
compara essa com outras posições.
d)Dar à luz deitada, em posição litotômica, diminui significativamente a
chance de necessitar de episiotomia ou fórceps.
e)Dar à luz em decúbito dorsal horizontal diminui significativamente a
chance de ocorrer laceração perineal.
38-Assinale a alternativa correta. Evidências científicas sobre a
episiotomia em partos vaginais indicam que:
a)A episiotomia mantém-se indicada rotineiramente para mulheres
primigestas, mas não para multíparas.
b)Mulheres submetidas à episiotomia de rotina têm menos trauma perineal
posterior que as mulheres não submetidas a esse procedimento.
c)Mulheres submetidas à episiotomia de rotina têm menos dor no períneo
que as mulheres não submetidas a esse procedimento.
d)Mulheres submetidas à episiotomia de rotina têm vários benefícios,
quando comparadas àquelas submetidas à episiotomia com indicação precisa.
e)A realização de episiotomia não protege as mulheres da incontinência
urinária ou dispareunia futuras.
39-Revisão Cochrane foi realizada, sobre os banhos mornos na primeira
faze do trabalho de parto, é correto afirmar que:
a)Provocam aumento na duração do trabalho de parto, mas diminuem a
dor.
b)Diminuem a duração do trabalho de parto, mas aumentam a
necessidade de anestesia peridural.
c)Reduzem a necessidade de analgesia peridural, sem afetar
negativamente a duração do trabalho de parto.
d)Reduzem as taxas de parto cirúrgico, mas aumentam a necessidade de
analgesia peridural.
e)Diminuem a duração do trabalho de parto e as taxas de parto cirúrgico.
40-Na medida em que mais mulheres passaram a dar à luz em hospitais,
em vez de terem partos domiciliares, diminuiu o apoio contínuo durante o
trabalho de parto. Assim, essa prática tem se tornado exceção em vez de
regra. Assinale a alternativa correta sobre o resultado de Revisão
Sistemática Cochrane sobre o apoio contínuo durante o trabalho de parto:
a)O apoio durante o trabalho de parto inclui oferecer suporte emocional,
medidas de conforto, informações e intermediação voltada a facilitar e
minimizar o trabalho da equipe de saúde.
b)A presença de uma pessoa de escolha da mulher durante o trabalho de
parto ajuda o processo fisiológico do trabalho de parto e se desenvolver, mas
reduz a sensação de controle e de competência das parturientes.
c)O tipo de apoio mais benéfico parece ser aquele que é oferecido por
familiares, devendo-se usar pessoas que não sejam do vínculo familiar da
parturiente apenas quando nenhum familiar estiver disponível.
d)O apoio contínuo durante o trabalho de parto aumenta as chances de se
evoluir para parto vaginal espontâneo, não provoca danos, e as mulheres ficam
mais satisfeitas.
e)A presença do marido durante o trabalho de parto tende a provocar
aumento na necessidade de intervenções obstétricas.
41-Assinale a alternativa correta. São evidências científicas, obtidas a
partir de Revisão Sistemática Cochrane, sobre a posição materna e
mobilidade durante o primeiro estágio do parto:
a)Manter-se de pé no primeiro estágio do trabalho de parto aumenta a
chance de complicações, como a parada secundária da dilatação.
b)Manter-se em posições verticais no primeiro estágio do parto reduz o
tempo total de duração do trabalho de parto.
c)Manter-se em posições verticais no primeiro estágio do parto aumenta a
chance de necessitar de anestesia peridural.
d)Manter-se em posições verticais no primeiro estágio do parto repercute
no segundo estágio do parto, aumentando significativamente sua duração.
e)Manter-se em posições verticais no primeiro estágio do parto repercute
no segundo estágio do parto, diminuindo significativamente sua duração.
42-Assinale a alternativa correta. Evidências científicas sobre o consumo
de alimentos e bebidas durante o trabalho de parto indicam que:
a)Em geral, as mulheres de baixo risco preferem manter-se em jejum
durante o trabalho de parto, cabendo à equipe insistir para que se alimente
regularmente.
b)Em mulheres de baixo risco, o jejum associa-se a trabalhos de partos
mais curtos, embora por vezes mais dolorosos.
c)O jejum durante o trabalho de parto de mulheres de baixo risco garante
que o estômago esteja vazio e a diminuição na acidez estomacal no momento
do parto.
d)Não há benefícios ou malefícios na restrição de alimentos e bebidas
durante o trabalho de parto em mulheres com baixo risco de necessitar de
anestesia.
e)Em mulheres de baixo risco, o jejum está associado a trabalhos de parto
mais longos, embora menos dolorosos.
43-Partograma é um formulário que objetiva proporcionar resumo sobre o
trabalho de parto, de forma a alertar aos profissionais sobre qualquer
intercorrência com a mãe ou o feto. Revisão sistemática Cochrane sobre
partograma incluiu seis ensaios clínicos controlados e aleatorizados e
7706 mulheres em trabalho de parto espontâneo a termo. A partir desta
revisão, é correto afirmar que:
a)Várias vantagens foram identificadas no grupo de mulheres
acompanhadas no trabalho de parto com partograma, especialmente a redução
na duração total do trabalho de parto.
b)Embora nenhuma vantagem materna tenha sido identificada em
mulheres acompanhadas com partograma no trabalho de parto, houve
vantagem para os recém-nascidos, que tiveram maiores índices no Boletim de
Apgar.
c)Existem diferentes tipos de partograma e apenas metade deles foi
efetivamente capaz de predizer riscos materno-fetais.
d)É possível que os partogramas sejam úteis em localidades com mais
recursos assistências, especialmente nos países europeus.
e)Não se confirmou a redução nas taxas de cesárea com o uso do
partograma, comparando-se seu uso com a assistência habitual sem este
instrumento.
44-Diversas técnicas têm sido propostas para proteção perineal durante o
trabalho de parto normal. Considerando-se as evidências científicas
sobre essas técnicas, pode-se afirmar:
a)A massagem perineal intraparto pode reduzir em 90% a ocorrência de
trauma perineal no parto.
b)A massagem com lubrificante é significativamente melhor que a
compressa morna na prevenção do trauma perineal.
c)A decisão de se utilizar ou não uma técnica de proteção perineal deve
ser tomada pelos profissionais, visando o conforto materno.
d)Os fatores que realmente são efetivos para aumentar a integridade
perineal são evitar a episiotomia e o parto instrumental.
e)Quando indicado o parto instrumental, deve-se dar preferência ao
fórceps, sendo indicada a vácuo-extração em situações excepcionais.
45-Assinale a alternativa correta. De acordo com a Organização
Mundial de Saúde, são práticas demonstradamente úteis no parto e
que, por isso, dever ser estimuladas:
a)Plano individual determinando onde e por quem o nascimento será
realizado, feito em conjunto com a mulher durante a gestação e compartilhado
com seu marido/companheiro/família; monitoramento do bem-estar físico e
emocional da mulher durante trabalho e parto e ao término do processo de
nascimento.
b)Avaliação do risco gestacional durante o pré-natal, reavaliado a cada
contato com o sistema de saúde e no momento do primeiro contato com o
prestador de serviços durante o trabalho de parto, e ao longo deste último;
revisão uterina (exploração manual) rotineira após o parto.
c)Monitoramento do bem-estar físico e emocional da mulher durante o
trabalho de parto e ao término do processo de nascimento; exame retal de
rotina ao término do parto.
d)Respeito à escolha da mulher sobre o local do parto, após ter recebido
informações; uso rotineiro de comprimidos orais de ergometrina no 3º estágio
do trabalho de parto, com o objetivo de evitar ou controlar hemorragias.
e)Fornecimento de assistência obstétrica no nível mais periférico onde o
parto for viável e seguro e onde a mulher se sentir segura e confiante; uso
rotineiro de posição supina (decúbito dorsal) durante o trabalho de parto.
46-Segundo a Organização Mundial de Saúde, os distúrbios hipertensivos
da gravidez são causa importante de morbidade grave, incapacidade
prolongada e morte entre as mães e seus bebês. Na América Latina,
aproximadamente um quarto de todas as mortes maternas tem sido
associado a esses distúrbios. Entre os distúrbios hipertensivos que
complicam a gravidez, a pré-eclampsia e a eclampsia se destacam como
principais causas de mortalidade e morbidade materna e perinatal.
Assinale a alternativa correta sobre o manejo dos casos de eclampsia e
pré-eclampsia:
a)A suplementação individual ou combinada de vitamina C e vitamina E
durante a gravidez deve ser recomendada para prevenir o desenvolvimento da
pré eclampsia e suas complicações.
b)Recomenda-se a prescrição de dose baixa de ácido acetilsalicílico
(aspirina, 75 mg) para a prevenção da pré-eclampsia em mulheres que têm
risco elevado de desenvolver essa condição.
c)Diazepam é o anticonvulsivante de escolha para a prevenção da
eclampsia em mulheres com pré-eclampsia grave, enquanto que o sulfato de
magnésio é recomendado para tratamento da eclampsia, em detrimento de
outros anticonvulsivantes.
d)Entre os diuréticos, particularmente as tiazidas são recomendadas para
a prevenção da pré-eclampsia e suas complicações.
e)Recomenda-se aconselhar repouso em casa como intervenção para a
prevenção primária de pré-eclampsia em mulheres que apresentam risco de
desenvolver essa condição.
47-A ressuscitação de bebês prematuros com menos de 35 semanas
de gestação.
a)Deve ser iniciada com alta taxa de oxigênio (acima de 65%).
b)Deve ser iniciada com alta taxa de oxigênio (acima de 95%).
c)Deve ser iniciada com 50% de oxigênio e aumentando gradativamente
até chegar a 100%.
d)Deve ser iniciada com pouco oxigênio (21 a 30%).
e)Não deve ser iniciada com oxigênio.
48-O abortamento farmacológico é a utilização de fármacos para indução
do abortamento ou abreviação do abortamento em curso. Para
esvaziamento uterino no 1º, 2º ou 3º trimestre gestacional, é indicado o
uso de:
a)Misoprostol.
b)Ergometrina.
c)Metilergometrina.
d)Meperidina.
e)Metroclopramida.
49-O médico ou enfermeiro que deixar de comunicar à autoridade
competente os casos de que tenha conhecimento envolvendo suspeita ou
confirmação de ____________ contra criança ou adolescente poderá
sofrer pena de __________. Por deixar de __________ o neonato e
parturiente, por ocasião do parto, bem como deixar de realizar os exames
de que trata esta Lei no art. 10, poderá o profissional médico ou
enfermeiro sofrer pena de ___________.

Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas


do texto acima, no que se refere ao Estatuto da Criança e do Adolescente.
a)discriminação – multa de 6 a 40 salários de referência – receber
corretamente – detenção de dois a oito anos
b)negligência – detenção de dois a oito anos – identificar corretamente –
multa de 6 a 40 salários de referência
c)maus tratos – detenção de seis meses a dois anos – medicar
corretamente – multa de 3 a 20 salários de referência
d)discriminação – detenção de seis meses a dois anos – medicar
corretamente – multa de 3 a 20 salários de referência
e) maus tratos – multa de 3 a 20 salários de referência – identificar
corretamente – detenção de seis meses a dois anos
50-Uma funcionária entrou em trabalho de parto no local de trabalho e foi
levada ao serviço médico da instituição. A equipe de enfermagem
precisou fazer o parto, que correu dentro da normalidade. Após a
expulsão do bebê, iniciou-se o processo de dequitação da placenta. Logo
que foi possível a apreensão bimanual da placenta, a enfermeira realizou
a manobra de Jacob-Dublin, que consiste em:
a)tracionar o cordão umbilical;
b)puxar a placenta com força moderada;
c)pressionar a parte inferior do abdômen;
d)puxar a placenta de forma suave;
e)fazer a rotação da placenta entre as mãos.
51-Com relação à assistência de enfermagem à mulher no ciclo gravídico-
puerperal e no climatério, julgue o seguinte item.

Na amamentação, a mãe deve receber da equipe de enfermagem a


orientação de que, para garantir a “boa pega", os lábios do bebê não
devem encobrir a aréola que circunda o mamilo.
 Certo
 Errado
52-Considera-se parto prematuro quando a gravidez termina antes da 37ª
semana. Os fatores que contribuem para que ele ocorra são:
a)hipertensão arterial, infecções maternas, diabetes gestacional, doença
renal materna.
b)anomalia uterina, uso abusivo de cigarros, placenta prévia, gravidez
múltipla.
c)descolamento prematuro da placenta, doença cardíaca materna, história
de partos prematuros anteriores, incompatibilidade de fator Rh.
d)má nutrição, uso abusivo de drogas ilícitas, mães portadoras de
nanismo, mães portadoras de asma crônica.
e)idade materna acima de 35 anos, mães que sofreram traumas
abdominais, mães com deficiência de ácido fólico, mães que sofreram abortos
espontâneos anteriores.
53-O parto e o nascimento são acontecimentos de cunho familiar,
social, cultural e preponderantemente fisiológico. Assim, a atenção
materna e neonatal deve ser organizada com base em princípios que
levem em consideração a humanização da atenção, em todas as
práticas de atenção e de gestão da saúde. As equipes dos serviços de
atenção materna e infantil devem estabelecer protocolos, normas e
rotinas técnicas em conformidade com a legislação vigente e com as
melhores evidências científicas. Para tanto, devem seguir as
recomendações descritas nas alternativas a seguir.
A esse respeito, assinale a alternativa em que todas as recomendações
aplicam-se CORRETAMENTE.
a)Na recepção à mulher, o serviço deve garantir: ambiente confortável;
avaliação inicial imediata da saúde materna e fetal, para definir atendimento
prioritário com avaliação e classificação do risco gestacional e definição do
nível de assistência necessário na consulta inicial; privacidade da mulher e de
seu acompanhante com assistência em quartos / suítes PPP; realização de
testes de triagem neonatal e imunização, conforme normas e legislação
vigentes.
b)Durante o trabalho de parto, o serviço de atenção materna e neonatal
deve: garantir a privacidade da mulher e de seu acompanhante com
assistência em quartos / suítes PPP; proporcionar condições que permitam a
deambulação e a movimentação ativa da mulher, desde que não existam
impedimentos clínicos; proporcionar acesso a métodos não farmacológicos e
não invasivos de alívio à dor; garantir à mulher condições de escolha de
posições e livre-movimentação, desde que não existam impedimentos clínicos.
c)Na assistência ao período expulsivo do parto e pós-parto imediato, o
serviço deve: garantir à mulher condições de escolha de diversas posições,
desde que não existam impedimentos clínicos; realizar avaliação inicial
imediata da saúde materna e fetal, para definir atendimento prioritário com
avaliação e classificação do risco gestacional; estimular o contato imediato,
pele-a-pele, da mãe com o recém-nascido; adotar o Método Canguru, quando
indicado; possibilitar o controle de luminosidade, de temperatura e de ruídos no
ambiente.
d)Na assistência ao puerpério, o serviço deve: garantir que o atendimento
imediato ao recém-nascido seja realizado no mesmo ambiente do parto, sem
interferir na interação mãe e filho, exceto em casos de impedimento clínico;
permanência da parturiente, quando necessária, em ambiente apropriado para
observação e reavaliação; estimular o contato imediato, pele-a-pele, da mãe
com o recém-nascido; avaliação inicial imediata da saúde materna e fetal, para
definir atendimento prioritário.
54-Sobre o abortamento, assinale a alternativa que apresenta a
classificação INCORRETA.
a)Ameaça de abortamento ou aborto evitável caracteriza-se pela
integridade do ovo, com útero compatível com a idade da gravidez e colo
impérvio. Há presença de sangramento vaginal discreto ou moderado, sem que
ocorra modificação cervical, geralmente com sintomatologia discreta ou
ausente (dor do tipo cólica ou peso na região do hipogástrio).
b)Aborto inevitável caracteriza-se por perda da integridade do ovo,
sangramento fluido, colo uterino impermeável, dor em cólica de intensidade
leve e redução do volume uterino em relação à idade gestacional, com
permanência do produto conceptual na cavidade uterina.
c)Aborto retido caracteriza-se pela interrupção da gestação com
permanência do produto conceptual na cavidade uterina. Pode ocorrer discreto
sangramento, com colo impérvio, regressão dos fenômenos gravídicos e
redução do volume uterino em relação à idade gestacional.
d)Aborto infectado caracteriza-se por quadro infeccioso materno, com
presença de ovo íntegro ou quadro hemorrágico variável. Associa-se,
habitualmente, à manipulação uterina. Pode apresentar secreção fétida
endovaginal, dor pélvica intensa à palpação, calor local e febre, além de
comprometimento variável do estado geral. Na dependência do estádio clínico,
pode ser dividido em Grau 1, Grau 2 ou Grau 3.
55-As principais causas de hemorragia pós-parto são atonia uterina,
retenção de fragmentos placentários e lacerações do canal de parto.

Assinale a alternativa que apresenta fatores de risco associados à principal


causa de hemorragia pós-parto.
a)Retenção placentária; acretismo placentário; lacerações do canal de
parto; parto instrumentado.
b)Ruptura uterina; remoção manual da placenta; história prévia de
trombose venosa; infecção de trato urinário.
c)Lacerações irreparadas do canal de parto; sofrimento fetal; baixo peso
pré-gravidez.
d)Ruptura uterina; sofrimento fetal agudo; extremos de idade reprodutiva;
diabetes gestacional.
56-A ausculta intermitente é um método recomendado para avaliação fetal
no trabalho de parto de mulheres classificadas como de risco habitual. É
geralmente mais confortável para a parturiente, porque possibilita maior
liberdade de movimentação, é menos dispendioso e invasivo, quando
comparado a outros métodos de avaliação, e exige uma relação individual
com a enfermeira, durante sua realização.
Utilizando a ausculta intermitente para avaliação da condição fetal, a
enfermeira pode avaliar:
a)a frequência e a duração aproximada das contrações uterinas.
b)a Frequência Cardíaca Fetal (FCF), ritmo e aumento e diminuição da
linha de base.
c)a frequência, a duração e a intensidade da atividade uterina.
d)o intervalo de tempo estimado até o momento do parto.
57-As três fases do parto espontâneo de um feto em apresentação
cefálica, de vértice, compreendem a passagem da cabeça, dos ombros e,
em seguida, do corpo e das extremidades. Ao assistir o parto normal, a
enfermeira pode utilizar uma abordagem de espera (hands off).

Considerando essa abordagem, assinale a alternativa CORRETA.


a)Nessa abordagem, as mãos não são utilizadas sobre o períneo, como
também não são utilizadas para ajudar a passagem dos ombros ou do corpo.
b)Trata-se de uma abordagem intervencionista, geralmente associada à
maior incidência de lacerações de terceiro grau e episiotomias.
c)Nessa abordagem, além da utilização das mãos para o controle da
passagem da cabeça fetal, incentiva-se a mãe a realizar respirações rápidas,
curtas e superficiais.
d)A manobra de Rigtgen modificada é frequentemente utilizada.
58-O Ministério da Saúde publicou o manual Parto, aborto e puerpério:
assistência humanizada à mulher com o objetivo de disseminar conceitos
e práticas da assistência ao parto entre os profissionais de saúde
(BRASIL, 2001). Nesse manual, o Ministério da Saúde apresentou uma
classificação das práticas durante o parto normal, segundo critérios de
utilidade, eficácia e risco.

A esse respeito, assinale a alternativa que apresenta práticas no parto


normal claramente prejudiciais ou ineficazes e que devem ser eliminadas.
a)Uso rotineiro da posição supina durante o trabalho de parto; uso rotineiro
da posição de litotomia; manobra de Kristeller ou similar; uso liberal de
episiotomia.
b)Controle da dor por analgesia peridural; monitoramento eletrônico fetal;
amniotomia precoce de rotina no primeiro estágio do parto; estímulo para o
puxo quando se diagnostica dilatação cervical completa, antes que a própria
mulher sinta o puxo.
c)Métodos não farmacológicos de alívio da dor durante o trabalho de parto,
ervas, imersão em água e estimulação de nervos; massagem e distensão do
períneo durante o segundo estágio do trabalho de parto; revisão (exploração
manual) rotineira do útero após o parto.
d)Liberdade de posição e movimento durante o trabalho de parto;
prevenção da hipotermia do bebê; monitoramento fetal por meio de ausculta
intermitente e vigilância das contrações uterinas por palpação abdominal.
59-O técnico de enfermagem deve atentar para a possibilidade de
grandes hemorragias, principalmente por atonia uterina no seguinte
período do parto:
a)quarto
b)terceiro
c)segundo
d)primeiro
60-As gestantes com pré-eclâmpsia leve, de preferência, devem ser
hospitalizadas para avaliação diagnóstica inicial. Nesta situação, dentre
outros cuidados, o técnico em enfermagem deve:
a)verificar sinais vitais e orientar quanto à dieta hipossódica e ao repouso
absoluto.
b)administrar anti-hipertensivo de ação rápida e colher urina de 24 horas.
c)
manter cabeceira e membros inferiores elevados, administrar
anticonvulsivantes.

d)manter em dieta zero, registrar queixas de enjoos e sangramentos e


preparar para parto cesário.
e)verificar pressão arterial de 4 em 4 horas, oferecer dieta normossódica e
manter repouso relativo.
61-Sobre a Resolução Normativa - RN nº 368, de 6 de janeiro de 2015 que
entrará em vigor 06/07/2015, é INCORRETO afirmar que
a)o partograma é um documento gráfico no qual são feitos os registros do
desenvolvimento do trabalho de parto, das condições maternas e fetais.
b)pode ser utilizado qualquer modelo de partograma, desde que contenha
os dados mínimos indicados pela OMS.
c)nos casos em que o partograma não for utilizado este deverá ser
substituído por um relatório médico detalhado.
d)o preenchimento do partograma é considerado parte integrante do
processo para pagamento do procedimento parto.
e)o partograma é um instrumento que deve ser utilizado quando há
necessidades clínicas, sendo assim, o documento não é de uso obrigatório.
62-Assinale a alternativa INCORRETA, em relação ao trabalho de parto.
a)O terceiro estágio é o período de Greenberg.
b)O primeiro estágio leva à dilatação do colo do útero em até 10 cm.
c)O segundo estágio se inicia com a dilatação máxima e termina com a
expulsão do feto.
d)No terceiro estágio, ocorre o desprendimento da placenta e membranas.
e)O quarto período, que ocorre na primeira hora pós-parto, objetiva a
parada do sangramento genital.
63-Sobre episiotomia, assinale a alternativa correta.
a)Sua realização de rotina pode ser recomendada.
b)A recomendação atual da Organização Mundial de Saúde (OMS) é
proibir a episiotomia.
c)A episiotomia só deve ser realizada com o consentimento pós-
informação da parturiente.
d)A episiotomia pode ser indicada somente por complicações maternas,
especificamente para evitar lacerações.
e)O profissional pode realizar a episiotomia sem o consentimento da
parturiente.
64-Assinale a alternativa correta sobre distocias do trabalho de parto
identificadas no partograma.
a)Fase ativa prolongada: Nota-se dilatação completa do colo e demora na
descida e expulsão do feto.
b)Parada secundária da dilatação: A dilatação do colo uterino ocorre
lentamente, em uma velocidade menor que 1cm/hora
c)Parto precipitado: É diagnosticado quando o parto ocorre em um período
de 4 horas ou menos
d)Período expulsivo prolongado: É diagnosticada por dois toques
sucessivos, com intervalo de 2 horas ou mais.
e)Parada do período expulsivo: É diagnosticada por quatro toques
consecutivos, com intervalo de 2 horas ou mais.
65-Assinale a alternativa correta sobre as formas clínicas de
abortamento.
a)O aborto evitável caracteriza-se pela interrupção da gestação com
permanência do produto conceptual na cavidade uterina.
b)O aborto infectado caracteriza-se por perda da integridade do ovo e
sangramento moderado a acentuado, contendo coágulos e/ou restos ovulares,
colo uterino permeável e dor em cólicas de forte intensidade.
c)No aborto evitável, ocorre sangramento discreto a moderado e dor em
cólicas.
d)O aborto inevitável caracteriza-se por quadro infeccioso materno, com
presença de ovo íntegro ou não e quadro hemorrágico variável.
e)O aborto retido é caracterizado como ameaça de abortamento e
caracteriza-se pela integridade do ovo.
66-Denomina-se atitude fetal a
a)relação entre os grandes eixos longitudinais fetal e uterino.
b)relação das diversas partes do feto entre si.
c)região fetal que se loca na área do estreito superior.
d)relação do dorso fetal com o lado direito ou esquerdo materno.
e)relação entre os eixos maternos.
67-Analise a figura a seguir, e assinale a alternativa que apresenta de
forma correta a variedade de posição e a apresentação,
respectivamente.

a)ODT, córmica.
b)OP, cefálica.
c)OS, córmica.
d)ODT, cefálica.
e)OP, pélvica.
68-O partograma a seguir indica:

a)período pélvico prolongado.


b)parto precipItado.
c)parada secundária da dilatação.
d)parada secundária da descida.
e)fase ativa prolongada.
69-Dentre as alterações fisiológicas que acompanham a dor, podem se
destacar:
a)aumento do consumo de oxigênio, aumento progressivo do débito
cardíaco materno, aumento dos níveis de adrenalina, noradrenalina, cortisol e
ACTH.
b)aumento do consumo de oxigênio, diminuição do débito cardíaco
materno, aumento dos níveis de adrenalina, noradrenalina, cortisol e ACTH.
c)diminuição do consumo de oxigênio, aumento progressivo do débito
cardíaco materno, aumento dos níveis de adrenalina, noradrenalina, cortisol e
ACTH.
d)aumento do consumo de oxigênio, aumento progressivo do débito
cardíaco materno, diminuição dos níveis de adrenalina, noradrenalina, cortisol
e ACTH.
e)diminuição do consumo de oxigênio, diminuição do débito cardíaco
materno, diminuição dos níveis de adrenalina, noradrenalina, cortisol e ACTH.
70-Sobre os diversos fatores de risco que indicam encaminhamento à
urgência/emergência obstétrica, assinale a alternativa INCORRETA
a)Síndromes hemorrágicas.
b)Suspeita de pré-eclâmpsia.
c)Amniorrexe prematura.
d)Isoimunização Rh.
e)Infecção urinária.
71-O abortamento é a expulsão das membranas e do feto antes que ele
tenha condições de sobrevivência por si só. Geralmente isso ocorre antes
de 25 semanas de gestação. A gestação normal (ou a termo) dura 38 a 40
semanas. Sobre os sinais e sintomas de abortamento, assinale a
alternativa CORRETA:
a)Taquiesfigmia.
b)Saída de partículas de pequeno ou grande tamanho pelo canal vaginal.
c)Todas alternativas acima estão corretas.
d)Nenhuma das alternativas está correta.
72-As manobras de Leopold (palpação obstétrica) são importantes porque
ajudam a determinar a posição e apresentação do feto. Essas manobras
são sistemáticas, divididas em tempos ou fases específicos.

Em relação ao que se apresenta na figura, o tempo correspondente é:


a)tempo 0 – reconhecimento da posição fetal;
b)1º tempo – delimitação do fundo uterino e identificação da parte que o
ocupa;
c)2º tempo – identificação do dorso e membros fetais;
d)3º tempo – exploração da mobilidade do polo fetal;
e)4º tempo – certificação do tipo de apresentação fetal.
73-Nas primeiras 24 horas após o parto, considera-se normal que o fundo
uterino esteja situado
a)à altura da cicatriz umbilical, firmemente contraído.
b)à altura do escavado gástrico, com consistência firme.
c)cinco centímetros acima da cicatriz umbilical, amolecido.
d)dentro da cavidade pélvica, impalpável.
e)abaixo da cicatriz umbilical, com consistência pastosa.
74-São características comuns do recém-
nascido de mãe diabética observadas ao nascimento, EXCETO:
a) Agitação.
b) Policitemia.
c) Hipoglicemia.
d)Macrossomia.
75-Observe a figura a seguir e identifique a Apresentação Fetal.

a)Pélvica
b)Cefálica
c)Longitudinal
d)Transversa
e)Córmica
76-Em relação aos tempos dos mecanismos do parto, assinale a
alternativa correta.
a)Insinuação é quando a cabeça migra até as proximidades do assoalho
pélvico.
b)Descida é quando termina o movimento de rotação e o suboccipital
coloca sob a arcada púbica a sutura sagital e orienta-se em sentido
anteroposterior.
c)Insinuação é a passagem da maior circunferência da apresentação
através do anel do estreito superior.
d)Desprendimento é a passagem da maior circunferência da apresentação
através do anel do estreito superior.
e)Descida é a passagem da maior circunferência da apresentação através
do anel do estreito superior.
77-O diagnóstico do trabalho de parto pode ser considerado de forma
esquemática como
a)contrações dolorosas que duram de 20 a 40 segundos, e perda do
tampão mucoso.
b)contrações dolorosas, rítmicas (no mínimo 2 em 10 minutos) com
duração de 50 a 60 segundos. Colo apagado, nas primíparas e dilatado para 2
cm, nas multíparas semi-apagado e com 3 cm de dilatação. Formação da bolsa
das águas. Perda do tampão mucoso.
c)perda do tampão mucoso, colo apagado e dilatado e contrações uterinas.
d)formação da bolsa das águas, colo dilatado em 1 cm e contrações
dolorosas com duração de 30 segundos.
e)colo dilatado nas primíparas e apagado nas multíparas e contrações
dolorosas.
78-Sobre Placenta prévia, assinale a alternativa correta.
a)A placenta prévia é a separação intempestiva da placenta implantada no
corpo do útero, antes do nascimento do feto.
b)A Placenta prévia-total é quando alguma porção da placenta está
implantada no segmento inferior e se estende ao orifício interno cervical, mas
não o ultrapassa.
c)A Placenta prévia-marginal ocorre quando o orifício interno cervical está
completamente cerrado pela placenta.
d)A placenta prévia é a implantação de qualquer parte da placenta no
inferior do útero, e pode ser classificada como placenta prévia-total, placenta
prévia-parcial e placenta prévia-marginal.
e)Placenta prévia-parcial é quando o orifício interno cervical está
completamente coberto pela placenta.
79-Considere o partograma a seguir e aponte a alternativa que
apresenta o diagnóstico correto.

a)Parada Secundária da Descida.


b)Parada Secundária da Dilatação.
c)Período Pélvico Prolongado.
d)Parto Precipitado.
e)Fase Ativa Prolongada.
80-Para a construção do partograma, algumas observações são
necessárias. Sobre elas, aponte a alternativa correta.
a)Inicia-se o registro gráfico quando a parturiente estiver na fase ativa do
trabalho de parto (duas contrações eficientes em 10 minutos, dilatação cervical
mínima de 1 cm).
b)Em cada toque deve-se avaliar a dilatação cervical. A altura da
apresentação, a variedade de posição e as condições da bolsa das águas e do
líquido amniótico são avaliadas somente na USG obstétrica.
c)Inicia-se o registro gráfico quando a parturiente estiver na fase ativa do
trabalho de parto (cinco contrações eficientes em 5 minutos, dilatação cervical
mínima de 4 cm).
d)Inicia-se o registro gráfico quando a parturiente estiver na fase ativa do
trabalho de parto (duas a três contrações eficientes em 10 minutos, dilatação
cervical mínima de 3 cm).
e)Por convenção, registra-se a dilatação cervical com uma circunferência e
a apresentação e respectiva variedade de posição são representadas por um
triângulo.
81-Segundo a Portaria Nº 11, de 7 de Janeiro de 2015, parto normal é
considerado como o
a)trabalho de parto de início espontâneo, sem indução, sem aceleração,
sem utilização de intervenções como fórceps ou cesariana e sem uso de
anestesia geral, raquiana ou peridural durante o trabalho de parto e o parto.
b)trabalho de parto de início espontâneo, podendo ser induzido se
necessário.
c)trabalho de parto de início espontâneo, sem indução. Se necessário, uso
de anestesia geral, raquiana ou peridural durante o trabalho de parto e o parto.
d)trabalho de parto de início espontâneo, sem indução. Se necessário,
acrescentar aceleração, sem utilização de intervenções como fórceps ou
cesariana.
e)trabalho de parto de início espontâneo. Se necessário indução,
aceleração, utilização de intervenções como fórceps ou cesariana, uso de
anestesia geral, raquiana ou peridural durante o trabalho de parto e o parto.
82-Em relação ao manejo da dor no parto humanizado, assinale a
alternativa INCORRETA.
a)O alívio pode ser obtido apenas com um suporte físico e emocional
adequado.
b)A deambulação deve ser restrita, pois não contribui com o alívio da dor e
aumenta o risco do nascimento do bebê fora do centro obstétrico.
c)Quando for constatada a necessidade, ou houver solicitação da mulher,
os métodos farmacológicos de alívio da dor devem ser utilizados.
d)As massagens corporais também devem ser utilizadas para alívio da dor.
e)Os banhos, de chuveiro ou imersão, também devem ser utilizados para o
alívio da dor.

83-As anormalidades que podem complicar a evolução natural das etapas


do parto são chamadas de distócias. Uma distócia da etapa de contração
é:
a)hipotonia;
b)acretismo;
c)retenção placentária;
d)desproporção cefalopélvica;
e)deflexão do polo cefálico.
84-As perdas que ocorrem no período puerperal e que incluem na sua
composição restos de membranas, coágulos e secreções são
denominadas lóquios.

No 2º dia do pós-parto, esses lóquios têm aspecto


a)marrom.
b)esbranquiçada.
c)acastanhada.
d)serossanguinolento.
e)vermelho vivo.
85-A administração da imunoglobulina anti-Rh após o parto, com o
objetivo de proteger o próximo filho (gestações futuras) da
eritroblastose fetal, é uma conduta que deve ser realizada quando:
a)mãe e filho forem Rh positivo;
b)a mãe for Rh positivo e o filho Rh negativo;
c)mãe e filho forem Rh negativo;
d)o pai for Rh negativo e a mãe Rh positivo;
e)a mãe for Rh negativo e o filho Rh positivo.
86-Ao prestar assistência a uma mulher que ingressa no hospital, com
aborto espontâneo de repetição, o enfermeiro, dentre outros,
a)orienta que suspenda quaisquer métodos contraceptivos, a de fim
protegê-la do sofrimento psicológico relacionado à proibição de engravidar,
evitando consequências físicas futuras.
b)orienta que a recuperação da fertilidade pode ser quase que imediata
após o abortamento e que, por conseguinte, a anticoncepção deve iniciar-se
também de imediato, até que ela seja encaminhada a um serviço
especializado.
c)expõe que a anticoncepção é opcional e, caso a mesma opte pelo DIU,
explica que a inserção deste deve ser realizada no início do esvaziamento
uterino por curetagem
d)incentiva a mesma, enquanto aguarda o encaminhamento a um serviço
especializado, a manter o padrão de vida sexual habitual, a fim de não criar
nenhuma barreira psicológica relacionada à concepção.
e)enfatiza que, caso reinicie sua vida sexual até 45 dias pós abortamento,
não há necessidade de se proteger por algum método anticoncepcional.
87-No parto, o período de eliminação da placenta e membranas
denomina-se:
a)Delivramento
b)Expulsão
c)Dilatação
d)Coroamento
88-Gestantes que procuram a maternidade quando se iniciam as
contrações uterinas ao final da gravidez, devem ser internadas para
acompanhamento, mesmo que se encontrem em uma fase inicial do
trabalho de parto.
 Certo
 Errado
89-Nas situações de abortamento, os cuidados prestados à mulher
incluem a observação do material eliminado pela via vaginal e a presença
de sinais e/ou sintomas de infecção.
 Certo
 Errado
90-Nas situações de abortamento, os cuidados prestados à mulher
incluem a observação do material eliminado pela via vaginal e a presença
de sinais e/ou sintomas de infecção.
 Certo
 Errado
91-O enfermeiro, para auxiliar na descida e rotação do feto que se
encontra em variedade posterior e direita persistente, e também para
diminuir o edema de colo, poderá incentivar a gestante a ficar na seguinte
posição:
a)quatro apoios
b)decúbito dorsal
c)litotômica
d)ortostática
92-A avaliação pós-parto realizada pela enfermagem inclui a verificação
do padrão de cuidados específicos. Assinale a alternativa que apresenta
uma das etapas de verificação.
a)Realizar a massagem fúndica se o útero estiver firme.
b)Avaliar a episiotomia, utilizando o acrônimo MUBILERS.
c)Deixar a verificação das mamas aos cuidados da família.
d)Monitorar os sinais vitais a cada 4 horas no período de 24 horas.
e)Evitar o estímulo à deambulação da paciente.
93-O enfermeiro obstetra dispõe de várias tecnologias de cuidado para a
promoção, relaxamento e conforto do parto normal humanizado. Assinale
a alternativa que apresenta a técnica mais utilizada na manutenção da
dor.
a)Exercício respiratório.
b)Deambulação.
c)Infusão de ocitocina.
d)Postura de agachamento.
e)Decúbito lateral esquerdo.
94-A indução do parto é indicada quando a continuação da gravidez não é
mais aconselhável na seguinte circunstância clínica:
a)placenta prévia
b)prolapso de cordão
c)insuficiência útero-placentária.
d)herpes genital ativo.
e)sofrimento fetal agudo.
95-Sobre o uso da ocitocina na indução do parto, informe se é verdadeiro
(V) ou falso (F) o que se afirma e assinale a alternativa com a sequência
correta.

( ) Uma das contraindicações absolutas no uso da ocitocina é gestante


com história prévia de cesariana.

( ) Deve-se iniciar ocitocina em intervalo inferior a 4 horas após a última


dose de misoprostol nas gestantes que o estiverem utilizando para
maturação cervical.

( ) Os dados vitais maternos (pulso, temperatura e pressão arterial) devem


ser avaliados a cada 4 horas.

( ) A ocitocina só deve ser utilizada quando o colo apresentar condições


favoráveis, ou seja, escore de Bishop ≥ 6.
a)F - F - V - V
b)F - F - V - F.
c)V - V - F - F.
d)V - F - V - F.
e)V - V - F - V.
96-É contraindicação à candidatas ao parto vaginal/ trabalho de parto que
tiveram parto cesáreo anterior:
a)pós-datismo
b)macrossomia fetal suspeita (peso fetal estimado entre 4.000 e 4.500g).
c)placenta prévia ou apresentação fetal anômala
d)gestação gemelar
e)parturiente com diabetes mellitus.
97-Estados e municípios necessitam dispor de uma rede de serviços
organizada para a atenção obstétrica e neonatal, com mecanismos
estabelecidos de referência e contra-referência, considerando os
seguintes critérios, EXCETO
a)vinculação de unidades que prestam atenção prénatal às maternidades/
hospitais, conforme definição do gestor local.
b)garantia dos recursos humanos, físicos, materiais e técnicos necessários
à atenção pré-natal, assistência ao parto e ao recém-nascido e atenção
puerperal, com estabelecimento de critérios mínimos para o funcionamento das
maternidades e unidades de saúde.
c)captação precoce de gestantes na comunidade.
d)garantia de atendimento a algumas gestantes que procurem os serviços
de saúde
e)garantia da realização dos exames complementares necessários.
98-São princípios gerais e diretrizes para atenção obstétrica e
neonatal:
a)incentivo ao parto cesárea com a redução da cesárea desnecessária.
b)garantia de acompanhante apenas durante o trabalho de parto e no
parto.
c)transferência da gestante e/ou do neonato em transporte adequado,
mediante vaga assegurada em outra unidade, quando necessário.
d)garantia de atendimento das intercorrências obstétricas e neonatais
apenas quando do parto normal.
e)garantia de atendimento a algumas parturientes e recém-nascidos que
procurem os serviços de saúde e garantia de internamento, sempre que
necessário.
99-A assistência de enfermagem é importante durante todo o período
do parto e pós-parto. Com relação ao quarto período, podemos afirmar
que
a)denomina-se quarto período do parto (ou de Greenberg) ao período de
pós-parto imediato, após a dequitação. Não há na literatura consenso sobre
sua duração exata, entretanto, inicia-se após a dequitação da placenta.
b)é período de menor risco materno, com possibilidade de pequenas
hemorragias, principalmente por atonia uterina
c)os sinais vitais, especialmente pressão arterial e pulso, devem ser
mensurados a cada quatro horas. Da mesma forma, deverá ser feito controle
praticamente contínuo da retração uterina e do sangramento.
d)nesta fase, devem-se considerar as seguintes questões: verificação
constante da contração uterina (a cada quatro horas), revisão do canal de parto
sendo desnecessária a reparação das lesões porventura existentes, por tornar
o processo mais traumático
e)a remoção da puérpera para a sala de recuperação (quando necessária)
e enfermaria de alojamento conjunto somente deverá ser efetuada durante o
quarto período.
100-Entende-se por parto natural aquele realizado sem intervenções ou
procedimentos desnecessários durante todo o período de trabalho de
parto, parto e pós-parto, e com o atendimento centrado na mulher.
Também pode ser chamado de “parto humanizado”, devido a todo o
respeito e ternura com que são tratados a mulher e o bebê neste período.
Sobre o parto natural, é incorreto afirmar que
a)para alívio da dor durante o trabalho de parto e parto, pode-se realizar
massagens, banhos de chuveiro e, na banheira de hidromassagem, utilização
de música e outras técnicas de relaxamento.
b)a alimentação da parturiente deve ser suspensa durante o trabalho de
parto, para evitar a ocorrência de náusea e vômitos, mas deve-se fornecer
água de forma livre, visando manter a hidratação.
c)as caminhadas durante o trabalho de parto são estimuladas,
proporcionando maior conforto e liberdade à parturiente.
d)durante o trabalho de parto e no parto, é permitida a escolha da melhor
posição de parto pela própria mulher.
e)a presença de um acompanhante durante o trabalho de parto e parto,
além de benéfico para a parturiente, é garantida por lei.
101-Com relação à Manobra de Leopold, assinale a alternativa correta.
a)A situação fetal encontrada pode ser longitudinal, transversa ou oblíqua.
b)A apresentação fetal encontrada pode ser longitudinal ou transversa.
c)A posição fetal encontrada pode ser longitudinal, transversa ou oblíqua.
d)A situação fetal encontrada pode ser cefálica ou pélvica.
e)A posição fetal encontrada pode ser esquerda, direita ou transversa.
102-De acordo com a Resolução RDC ANVISA n°. 36/2008, o Serviço de
Atenção Obstétrica e Neonatal deve dispor de materiais e equipamentos
para alívio não farmacológico da dor e de estímulo à evolução fisiológica
do trabalho de parto, tal como
a)Pinard.
b)Eletroestimulador.
c)Espirômetro.
d)Escada de Ling.
e)Banheira terapêutica.
103-A indução do parto implica a utilização de métodos que
desencadeiem contrações uterinas, objetivando o início do trabalho de
parto, para assegurar o nascimento da criança em um tempo apropriado,
quando se avalia que ela estará mais segura fora do útero do que dentro
dele, ou para melhorar o prognóstico materno. Este procedimento é
indicado quando a continuação da gravidez não é mais aconselhável nas
seguintes circunstâncias clínicas:
a)sofrimento fetal agudo, cicatriz segmentar de repetição e apresentações
fetais anômalas.
b)desproporção cefalopélvica absoluta, placenta prévia e gestação acima
de 41 semanas.
c)prolapso de cordão, poli-hidrâmnio e síndromes hipertensivas
descompensadas.
d)carcinoma invasivo do colo, gestação múltipla e herpes genital ativo.
e)isoimunização Rh, restrição do crescimento intrauterino e corioamnionite.
104-Em obstetrícia, o''sinal de rebote'' se caracteriza:
a)pelo movimento do feto contra os dedos do examinador, após ser
empurrado para cima, quando da realização do exame ginecológico.
b)pela contração uterina indolor, que começa no início da gestação,
tornando-se mais notável à medida que esta avança.
c)pela vibração ou tremor abdominal, perceptível por volta da 20ª semana
de gestação, decorrente do movimento fetal.
d)pelas modificações do comportamento sexual da gestante, com
diminuição ou aumento da libido ou alteração da autoestima, frente ao corpo
modificado.
e)pelos batimentos cardíacos fetais detectáveis por estetoscópio de Pinard
ou por um aparelho amplificador denominado sonar Doppler.
105-O hormônio que provoca a contração uterina, muito utilizado para
auxiliar no trabalho de parto, pois atua nas fibras do miométrio
provocando contrações, é o(a):
a)progesterona.
b)ocitocina.
c)estrogênio.
d)prostigmine.
e)prolactina.
106-Acerca de saúde reprodutiva da mulher, julgue o item seguinte.

Durante o trabalho de parto, a parturiente deve ser colocada em


posição ginecológica, posicionamento que diminui o peso do útero
gravídico sobre a veia cava e a aorta abdominal, favorecendo a
circulação sanguínea do bebê e da mulher.
 Certo
 Errado
107-B.R.R., 24 anos, gestante, deu entrada em uma unidade hospitalar.
Ela se encontra no 3º período do trabalho de parto, o que corresponde a
um período:
a)expulsivo;
b)de dequitação;
c)de rotação externa;
d)de rotação interna;
e)de dilatação.
108-Segundo a Atenção Humanizada ao Abortamento (Norma Técnica,
2011), define-se por abortamento a interrupção da gravidez até a ____
semana e com produto da concepção pesando _____.

As lacunas ficam corretamente preenchidas respectivamente por:


a)13ª / menos de 500g;
b)20ª / 600g;
c)22ª / menos de 600g;
d)13ª / menos de 400g;
e)20ª ou 22ª / menos de 500g.
109-Na prevenção de lesões perineais durante o parto, dois fatores são
importantes: a posição materna e a velocidade de desprendimento do
polo cefálico. Para reduzir a velocidade de desprendimento, recomenda-
se a realização da manobra de:
a)Rotação.
b)Ritgen.
c)Kristeller.
d)Valsalva.
110-Medicações de emergência fazem parte do material que deve estar
disponível em todos os partos. Cada membro da equipe de ressuscitação
neonatal deverá saber quais as medicações utilizadas, ação, indicações,
dose, via de administração e como administrá-la. Analise as afirmações a
seguir e assinale a alternativa correta.
I. Sangue, soro fisiológico e ringer lactato são expansores de volume
utilizados em caso hipovolemia, resultando em aumento do volume
circulante, aspecto relevante para a boa perfusão tecidual.
II. A Adrenalina é um estimulante cardíaco, capaz de aumentar a frequência
e a força de contração do coração. Pode ser administrada por via
endovenosa ou traqueal uma única vez durante o procedimento de
reanimação.
III. O bicarbonato de sódio é utilizado em casos de reanimação para corrigir
a acidose metabólica. Sua administração deve ser lenta.
IV. Medicações de emergência são usadas quando a frequência cardíaca
do neonato mantém-se abaixo de 60 batimentos por minuto, apesar de ter
sido instituída ventilação por pressão positiva e compressão cardíaca
externa.
Estão corretas as afirmativas:
a)I, II e III apenas.
b)II, III e IV apenas.
c)I, II e IV apenas.
d)I, III e IV apenas.
111-Na assistência humanizada ao parto natural, deve-se estimular a
parturiente a
a)dar preferência à posição vertical, deambulando durante o trabalho de
parto.
b)permanecer em repouso absoluto.
c)evitar alimentar-se durante o trabalho de parto.
d)evitar banhos de imersão.
112-A secreção eliminada pela vagina tem aspecto sanguinolento nos
primeiros dias após o parto, devendo-se observar seu volume e suas
características, como aspecto e odor.
 Certo
 Errado
113-Para que a paciente possa conseguir deambular sem restrições,
deve- se orientá- la a permanecer no leito, independentemente do tipo de
parto, até que as dores cessem.
 Certo
 Errado
114-Logo após o nascimento da criança, as mamas da mãe devem
estar semitúrgidas e secretar o colostro, que não pode ser oferecido à
criança caso a mãe seja soropositiva para HIV.
 Certo
 Errado
115-De acordo com Nettina (2012), são consideradas complicações
obstétricas, EXCETO:
a)Descolamento prematuro da placenta.
b)Prolapso do cordão umbilical.
c)Mola hidatiforme.
d)Oligoidramnia.
116-Durante o atendimento inicial em uma emergência obstétrica à
trabalhadora na 32a semana de gestação, em trabalho de parto prematuro,
deve-se mantê-la, quando possível, em
a)tratamento medicamentoso por meio da corticoterapia, que devido à
atividade antitrofoblástica diminui a probabilidade de ocorrer doença
trofoblástica.
b)posição de Trendelemburg, objetivando melhorar a irrigação cerebral da
mãe e do feto.
c)decúbito lateral esquerdo, a fim de evitar a compressão da veia cava
inferior pelo útero.
d)tratamento medicamentoso com Misoprostol por via vaginal, objetivando
evitar o descolamento prematuro da placenta.
e)posição de Depage com oxigenoterapia, a fim de facilitar a circulação
placentária.
117-O medicamento injetável usado nos casos de convulsões em pré-
eclampsia e eclampsia é o
a)carbolítium.
b)cloreto de sódio.
c)dopamina.
d)sulfato de magnésio.
e)flumazenil.
118-Para a efetiva humanização da assistência à mulher em seu ciclo
gravídico puerperal são necessárias adequações da estrutura física das
unidades de saúde, aquisição e manutenção de equipamentos, mudança
da postura/atitude dos profissionais e das gestantes diante do fenômeno
do parto e do controle da dor. É considerado um instrumento de
importância fundamental no diagnóstico dos desvios da normalidade,
durante o trabalho de parto,
a)Cartão de pré natal.
b)Partogama.
c)Cristeler.
d)Prontuário.
e)Ultrassonografia.
119-Analise o quadro abaixo:
“A ocorrência de Iacerações perineais é frequente, especialmente em
primíparas. Lacerações de primeiro grau, às vezes, não necessitam
sutura; as de segundo grau, em geral, podem ser suturadas com
facilidade sob analgesia local e, em regra geral, cicatrizam sem
complicações. As Iacerações de terceiro grau podem ter consequências
mais sérias e sempre devem ser suturadas para prevenir problemas de
fístula ou incontinência fecal”
Segundo o Manual de Parto, aborto e puerpério, é CORRETO afirmar em
relação à episiotomia, como cuidado de enfermagem, deve(m)-se aplicar
a)compressas quentes na região e higiene no sentido posterior anterior,
após urinar ou defecar.
b)bolsa de gelo na região e a higiene deve ser realizada no sentido, após
urinar ou defecar.
c)compressas quentes e frias na região, alternadamente, e a higiene
restrita, devido à sutura.
d)compressa fria na região perineal e a higiene deve ser realizada no
sentido anteroposterior, após urinar ou defecar.
e)compressas quentes na região e a higiene, exclusivamente, através de
banhos de assento.
120-O enfermeiro que atua em um Centro Obstétrico deve reconhecer as
características, a evolução do trabalho de parto e quais são as condutas e
os procedimentos a serem adotados frente a elas.
Leia as proposições a seguir:
1- Respiração mais facilitada, o aumento da lordose e das secreções das
glândulas cervicais caracterizam o período premonitório do parto.
2- O diagnóstico do trabalho de parto em primíparas é feito quando o colo
encontra-se semi-apagado, dilatado para 3cm e, no mínimo, quatro
contrações em 60 segundos.
3- O 3º período clínico do parto inicia-se com a dilatação completa do colo
e encerra-se com a saída do feto.
4- A amniotomia está contra-indicada em caso de parturiente HIV positivo.
Estão CORRETAS, apenas, as proposições:
a)1, 2 e 4.
b)2, 3 e 4.
c)2 e 4.
d)1 e 4.
e)1 e 3.
121-Um dos principais quadros de emergência da obstetrícia consiste na
doença hipertensiva específica da gestação (DHEG). Segundo o Ministério
da Saúde, o quadro hipertensivo associado às convulsões tônico-
clônicas em mulher na gravidez, no parto ou no puerpério imediato, são
características de:
a)Amniorrexe.
b)Gravidez tubária.
c)Eclâmpsia.
d)Epilepsia
e)Histeria.
122-A Rede Cegonha, proposta pelo Ministério da Saúde, visa
assegurar à mulher o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção
humanizada da gravidez, do parto e do puerpério, bem como garantir à
criança o direito ao nascimento seguro e ao desenvolvimento
saudável. Com relação a esse assunto, assinale a opção correta com
base na Portaria GM/MS n.º 1.459/2011.
a)Na referida portaria, é previsto o custeio de centros de parto normal,
conforme padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde (cinco quartos de pré-
parto, parto e pós-parto para cada centro), com valores mensais fixos.
b)Para aderir à Rede Cegonha, o município deve ter uma população maior
que 150 mil habitantes.
c)A Rede Cegonha deve garantir atenção à saúde da criança de zero a
doze meses, segundo a necessidade da criança e a gravidade do quadro
clínico apresentado.
d)O município interessado em aderir à Rede Cegonha será beneficiado
com repasse dos recursos da União, após celebrar pacto com o colegiado de
gestão estadual.
e)Os municípios que não contam com serviços próprios de atenção ao
parto e ao nascimento, incluídos os exames especializados na gestação, não
poderão aderir à Rede Cegonha no componente pré-natal.
123-O parto é um dos momentos mais significativos para a parturiente,
recém-nascido e familiares, sendo um processo que depende de horas e
de profundas mudanças fisiológicas e psicológicas, que nos propiciam,
enquanto profissionais de enfermagem, a oportunidade de exercer as
habilidades inerentes ao processo de cuidar. Portanto, considerando a
assistência de enfermagem à mulher neste contexto parto, marque, a
opção correta.
a)O processo de trabalho de parto envolve forças de explulsão (apenas
contrações uterinas), trajeto (pelve óssea materna e tecidos moles maternos),
objeto (feto) e posição materna.
b)São considerados sinais do início do trabalho de parto: explusão,
insinuação, contrações de Braxton-Hicks, lombalgia, sinal de sangue, ruptura
espontânea das membranas, explosão de energia e perda de peso.
c)Durante o segundo estágio do trabalho de parto, que envolve os esforços
maternos de explusão e o movimento do feto pelo canal do parto, devem ser
desconsiderados mudanças de posição aos esforços de explusão.
d)O terceiro estágio do trabalho de parto envolve a separação e expulsão
da placenta. O cuidado deve manter-se centrado na mulher à medida que a
placenta é expulsa.
e)As acelerações na frequência dos batimentos cardíacos fetais são
sinônimo de atividade fetal e resultam do estímulo do nervo vago pela
compressão da cabeça fetal durante o trabalho de parto.
124-O conhecimento do enfermeiro sobre as fases do parto é de extrema
relevância para um acompanhamento adequado e seguro da mulher.
Dessa forma, na primeira hora após a eliminação da placenta, um cuidado
primordial no sentido de prevenir complicações é
a)verificar a presença de sangramento, sudorese e hipotensão.
b)inspecionar o tamanho do útero, edema e cloasma gravídico.
c)banhar a paciente, verificar pressão arterial e pulso.
d)inspecionar o tamanho do útero, mamas e pulso.
e)questionar sobre fome e sede.
125-Na classificação da placenta prévia, não há diferenças significativas
entre placenta prévia total placenta prévia parcial e implantação baixa da
placenta ou placenta marginal.
 Certo
 Errado
126-Nos casos de descolamento prematuro da placenta, uma das
condutas de enfermagem consiste em cateterizar veia e administrar
líquidos parenterais ou sangue total, para repor volume sanguíneo e
evitar o choque.
 Certo
 Errado
127-Segundo a classificação da DHEG, a pré-eclâmpsia distingue-se da
eclâmpsia pela medição da pressão sistólica, pressão diastólica,
proteinúria, diurese, além da presença do edema.
 Certo
 Errado
128-O diferencial, na classificação do abortamento, não está nas
manifestações clínicas, mas nos fatores predisponentes do abortamento.
 Certo
 Errado
129-As complicações, nos casos de abortamento, são as grandes
hemorragias, perfurações uterinas por sondas ou cânulas, ulcerações de
colo ou vagina por comprimidos de permanganato de potássio e
infecções (endometrite, salpingite, pelviperionite, septicemia).
 Certo
 Errado
130-O óbito fetal intrauterino é também diagnosticado através de
exame clínico e pela ausência de BCF e movimentos fetais ao sonar ou
ultrassonografia.
 Certo
 Errado
131-A assistência de enfermagem no parto normal inicia-se durante a 1ª
fase do parto e permanece até a 4ª fase, quando a paciente deverá ser
retirada da mesa e encaminhada à sala de recuperação por 1 ou 2 horas.
 Certo
 Errado
132-O mecanismo do parto compreende um conjunto de fenômenos ou
movimentos passivos que o feto sofre na sua passagem pelo canal pelve-
genital denominado de insinuação ou encaixamento; descida e
progressão; rotação interna da cabeça; desprendimento da cabeça;
rotação externa da cabeça e desprendimento do tronco.
 Certo
 Errado
133-Durante o trabalho de parto normal, a 2ª fase é o período
expulsivo, etapa que vai desde a dilatação até a expulsão do feto.
Considerando as características desse período, julgue
a proposição seguinte:

A paridade dura de 20 a 50 minutos, se é primigesta ou multípara.


 Certo
 Errado
134-Durante o trabalho de parto normal, a 2ª fase é o período expulsivo,
etapa que vai desde a dilatação até a expulsão do feto. Considerando as
características desse período, julgue a proposição seguinte:

É o período em que a parturiente deve ser colocada na posição de


litotomia ou se houver outra que a mesma desejar.
 Certo
 Errado
135-Durante o trabalho de parto normal, a 2ª fase é o período expulsivo,
etapa que vai desde a dilatação até a expulsão do feto. Considerando as
características desse período, julgue a proposição seguinte:

É a fase em que deve ser realizado o toque para avaliar a dilatação do


colo.
 Certo
 Errado
136-Durante o trabalho de parto normal, a 2ª fase é o período
expulsivo, etapa que vai desde a dilatação até a expulsão do feto.
Considerando as características desse período, julgue
a proposição seguinte:

É a etapa de evolução da intensidade das contrações uterinas, que


duram de 1 hora a 24 horas.
 Certo
 Errado
137-Durante o trabalho de parto normal, a 2ª fase é o período
expulsivo, etapa que vai desde a dilatação até a expulsão do feto.
Considerando as características desse período, julgue a proposição
seguinte:
É a fase em que a parturiente deverá ser colocada em decúbito lateral
direito (DLD).
 Certo
 Errado
138-De acordo com a Portaria Ministerial nº 569, de 1º de junho de 2000,
que instituiu o programa de saúde do parto humanizado, julgue
a proposição seguinte:

É direito da parturiente ter o companheiro na sala de parto.


 Certo
 Errado
139-De acordo com a Portaria Ministerial nº 569, de 1º de junho de 2000,
que instituiu o programa de saúde do parto humanizado, julgue
a proposição seguinte:

O apoio prestado à parturiente na sala de parto inclui relaxamento, apoio


psicológico, banho morno, procedimentos essenciais para a melhoria no
cuidado de enfermagem.
 Certo
 Errado
140-De acordo com a Portaria Ministerial nº 569, de 1º de junho de 2000,
que instituiu o programa de saúde do parto humanizado, julgue
a proposição seguinte:

A portaria normatiza a criação de centros para parto humanizado com


estrutura própria para as ações e cuidados recomendados.
 Certo
 Errado
141-De acordo com a Portaria Ministerial nº 569, de 1º de junho de 2000,
que instituiu o programa de saúde do parto humanizado, julgue
a proposição seguinte:

O parto humanizado é um dever da mulher, segundo a Organização


Mundial da Saúde (OMS-2000).
 Certo
 Errado
142-De acordo com a Portaria Ministerial nº 569, de 1º de junho de
2000, que instituiu o programa de saúde do parto humanizado, julgue
a proposição seguinte:

A humanização no parto restringe-se à realização de procedimentos


para minimizar a dor na parturiente, com técnicas de conforto e
massagem.
 Certo
 Errado
143-Nos casos de AIDS/HIV, a transmissão vertical se dá
a)quando os parceiros infectados são do mesmo sexo.
b)por meio da transmissão do vírus pelo pai, de forma indireta.
c)por meio da transmissão do vírus da mãe infectada para seu bebê,
durante a gestação e o parto.
d)pela falta de uso de preservativos.
e)pelo uso de drogas injetáveis.
144-São características clínicas específicas de gestantes que
apresentam pré-eclâmpsia,
a)hipotensão arterial e hiponatremia.
b)hipertensão arterial acompanhada de proteinúria.
c)alterações neurovegetativas e distócia uterina.
d)hipertensão arterial e endometriose.
e)hipotensão arterial e hiperpotassemia.
145-O controle pré-concepcional no casal portador de HIV pressupõe a
redução da carga viral circulante para níveis indetectáveis, de modo a
permitir a amamentação no pós-parto.
 Certo
 Errado
146-A lei penal brasileira exige alvará ou autorização judicial para a
realização do abortamento em casos de gravidez decorrente de
violência sexual.
 Certo
 Errado
147-Em relação à saúde da mulher, julgue os itens seguintes.
A humanização do parto e do nascimento, que é vista como um
processo compreendido desde a pré-concepção até o puerpério, em
que as pessoas que o estão vivenciando influenciam e são
influenciadas pelo contexto sociocultural, pode ser entendida como o
conjunto de condutas e procedimentos que visam a promoção do
parto e nascimento saudáveis e a prevenção da morbimortalidade
materna, fetal e perinatal, com a utilização de tecnologia apropriada.
 Certo
 Errado
148-Considerando que o programa de saúde pré-natal objetiva prestar
assistência ao binômio mãe-filho em todas as suas necessidades,
visando garantir a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida, julgue os
próximos itens com base nos princípios teóricos e nas ações
recomendadas por esse programa.

Os sinais e sintomas que indicam trabalho de parto incluem: emissão de


tampão mucoso, dilatação e apagamento do colo do útero, mais de duas
contrações uterinas por minuto.
 Certo
 Errado
149-O trabalho de parto prematuro é definido pelo início das contrações
do parto, independente do peso fetal, entre as seguintes semanas de
gestação:
a)18 e 30.
b)20 e 37.
c)22 e 28.
d)22 e 38.
e)25 e 42.
150-Assinale os critérios clínicos para classificar o abortamento
espontâneo.
a)IG = 20 semanas e peso fetal > 500 gramas
b)IG < 20 semanas e peso fetal > 500 gramas
c)IG > 20 semanas e peso fetal < 500 gramas
d)IG = 20 semanas e peso fetal < 500 gramas
e)IG < 20 semanas e peso fetal < 500 gramas
151-O segundo estágio do trabalho de parto é descrito como
a)pós-parto imediato.
b)período do início das contrações até a dilatação completa.
c)saída da placenta.
d)período entre a expulsão completa até a expulsão fetal.
e)período do início das contrações até a saída da placenta.
152-Como esquema de tratamento para casos de pré-eclâmpsia, temos
o Sulfato de Magnésio.
Quando a paciente apresentar os sinais de torpor e diminuição de
reflexo patelar, devemos utilizar de imediato a seguinte medicação:
a)sulfato de protamina.
b)gluconato de cálcio.
c)cloreto de potássio.
d)nitroprussiato.
e)nifedipina.
153-A assistência de enfermagem à gestante deve ser prestada
prontamente, pois em cada solicitação considera-se, no mínimo, duas
vidas a serem assistidas.

I. A pré-eclâmpsia, eclâmpsia e síndrome de HELLP são condições graves


caracterizadas por hipertensão, edema generalizado e perturbações
visuais, na gestante e puérpera. A presença de convulsão favorece a
diferenciação entre as três patologias, pois, é condição específica
somente na eclâmpsia.
II. Dor abdominal tipo cólica e sangramento vaginal estão presentes na
vigência de descolamento prematuro da placenta, trabalho de parto
prematuro, abortamento.
III. No atendimento à parturiente é prioritário avaliar a dinâmica uterina,
perdas vaginais, antecedentes obstétricos como realização de consulta
pré-natal, número de gestações e paridade.
IV. São sinais de trabalho de parto: descida do útero, perda de tampão
mucoso, ruptura das membranas, contrações uterinas, dequitação.
V. Os cuidados imediatos com o recém-nascido (RN) incluem: avaliar o
estado geral, secar e providenciar aquecimento, manter o RN junto à mãe,
se possível.

Estão corretas as associações contidas em


a)II, III e V, apenas.
b)I, II, IV e V, apenas.
c)I, II, III, IV e V.
d)IV e V, apenas.
e)V, apenas.
154-A partir dessa situação hipotética e com relação à assistência de
enfermagem, julgue os próximos itens.

Os dados relativos aos sinais vitais maternos e os batimentos cardíacos


fetais, devem ser rigorosamente avaliados a fim de se detectar
complicações.
 Certo
 Errado
155-A partir dessa situação hipotética e com relação à assistência de
enfermagem, julgue os próximos itens.

A supervisão no pós-parto deve ser rigorosa a fim de detectar sinais de


complicações, como atonia uterina.
 Certo
 Errado
156-A partir dessa situação hipotética e com relação à assistência de
enfermagem, julgue os próximos itens.

Deve-se orientar a puérpera a diminuir a ingesta hídrica a fim de


promover oliguria que, indiretamente, minimiza riscos de necrose
tubular aguda.
 Certo
 Errado
157-De acordo com o CP, a realização do aborto é permitida em duas
situações: quando a mãe corre risco de morte ou quando a gestação é
decorrente de estupro. Por outro lado, o CEPE dispõe que é vedado aos
profissionais de enfermagem provocar aborto ou cooperar em prática
destinada a interromper a gestação. Assim, nos casos de aborto previstos
no CP, a participação do profissional de enfermagem no ato abortivo fica
a critério do próprio profissional.
 Certo
 Errado
GABARITO
1-D 2-D 3-D 4-E 5-C 6-E 7-E 8-D 9-E 10-D 11-
A 12-B 13-A 14-B 15-A 16-D 17-C 18-C 19-B
20-B 21-E 23-B 24-D 25-B 26-E 27-A 28-B 29-
D 30-E 31-B 32-D 33-C 34-A 35-B 36-E 37-A
38-E 39-C 40-D 41-B 42-D 43-E 44-D 45-A 46-
B 47-D 48-A 49-E 50-E 51-E 52-A 53-B 54-B
55-A 56-B 57-A 58-A 59-A 60-E 61-E 62-A 63-
C 64-C 65-C 66-B 67-D 68-E 69-A 70-E 71-C
72-C 73-A 74-A 75-B 76-C 77-B 78-D 79-A 80-
D 81-A 82-B 83-A 84-E 85-E 86-B 87-A 88-E
89-C 90-C 91-A 92-D 93-A 94-C 95-A 96-C 97-
D 98-C 99-A 100-B 101-A 102-D 103-E 104-A
105-B 106-E 107-B 108-E 109-B 110-D 111-A
112-C 113-E 114-C 115-B 116-C 117-D 118-B
119-D 120-D 121-C 122-A 123-D 124-A 125-E
126-C 127-E 128-E 129-C 130-C 131-C 132-C
133-C 134-C 135-E 136-C 137-E 138-C 139-E
140-E 141-E 142-E 143-C 144-B 145-E 146-E
147-C 148-C 149-B 150-E 151-D 152-B 153-A
154-C 155-C 156-E 157-C
QUESTÕES SAÚDE DA MULHER-
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO
PUERPÉRIO
1-A infecção puerperal é compreendida como qualquer infecção do trato
genital ocorrida durante o puerpério, podendo acarretar importantes
complicações para a mulher ou até mesmo a sua morte. Uma paciente
com suspeita de infecção puerperal pode apresentar, entre outras
manifestações, a febre puerperal, conceituada por temperatura axilar
maior ou igual a 38°C, com duração mínima de dois dias, manifestada:
a)Após a apojadura.
b)Após 7 dias do parto.
c)Após 24 horas do parto.
d)Imediatamente após o parto.
2-Dentre os cuidados ao recém-nascido, está o correto posicionamento
do mesmo no berço. Este cuidado deve ser reforçado pela equipe de
saúde a todos os pais e família, como forma também de prevenir a morte
súbita do recém-nascido.

Considerando o exposto, a correta posição do bebê no berço deve ser:


a)Posição prona.
b)Decúbito dorsal.
c)Decúbito ventral.
d)Decúbito lateral direito.
e)Decúbito lateral esquerdo.
3-Sobre assistência à mulher no ciclo gravídico-puerperal, analise as
afirmativas abaixo:

I. Uma gestante com sangramento vivo de repetição não deve ser tocada,
uma vez que o toque pode aumentar o sangramento.
II. Após o parto, deve-se incentivar a puérpera para deambular após 2h,
com a finalidade de prevenir tromboembolismo.
III. O risco de desenvolver diabetes gestacional diminui à medida que a
idade da mulher avança.

Está CORRETO o que se afirma em


a)I e II, apenas.
b)I, II e III.
c)II, apenas.
d)II e III, apenas.
e)I e III, apenas.
4-O objetivo da vacina dTpa para mulheres quando administrada no
puerpério é
a)promover a transmissão de anticorpos contra meningite ao recém-
nascido.
b)reduzir a incidência do câncer de colo de útero e de vulva.
c)diminuir a incidência de caxumba na próxima gestação.
d)evitar que a mãe possa transmitir a coqueluche para o recém-nascido.
e)aumentar a proteção da puérpera e do recém-nascido contra o Zika
Vírus.
5-A suplementação de ferro: 40mg/dia de ferro elementar após o parto,
para mulheres sem anemia diagnosticada, deve ser feito até:
a)42 dias após o parto.
b)Dois meses após o parto.
c)Um mês após o parto.
d)Seis meses após o parto.
e)Três meses após o parto.
6-A Hemorragia Pós-Parto (HPP) é uma das principais causas de morte
materna.

No que se refere à prevenção da HPP:

1. Todas as parturientes devem receber uterotônicos durante a 3ª fase do


parto, sendo a ocitocina recomendada como o fármaco preferencial.
2. A massagem uterina contínua é recomendada para prevenir a HPP em
mulheres que receberam ocitocina profilática, pois reduz a perda de
sangue.
3. O clampeamento precoce do cordão umbilical (< 1 minuto após o
nascimento) não é recomendado, a menos que o neonato esteja asfixiando
e precise ser reanimado.
4. A avaliação do tônus uterino abdominal pós-parto para a identificação
precoce da atonia uterina é recomendada somente para as multíparas.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.


a)São corretas apenas as afirmativas 1 e 2.
b)São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
c)São corretas apenas as afirmativas 2 e 3.
d)São corretas apenas as afirmativas 2 e 4.
e)São corretas apenas as afirmativas 3 e 4.
7-Consideram-se causas de traumas mamilares, exceto:
a)Falta de hidratação dos mamilos com pomadas e cremes.
b)Mau posicionamento e pega incorreta.
c) Amamentação com aréola distendida e endurecida.
d) Técnica incorreta de retirar do peito.
e)Monilíase.
8-Sobre o período puerperal, considere as assertivas e indique a
alternativa correta.
I) Para prevenção da hemorragia pós-parto, deve-se ter observação
criteriosa da coloração da pele, do tônus uterino e o sangramento, verificar
os sinais vitais e comunicar o médico imediatamente sobre qualquer
anormalidade.
II) Para a puérpera que recebe a administração de sulfato de magnésio
para tratamento de pré-eclâmpsia e eclâmpsia, os principais cuidados são
controle da frequência respiratória, controle de diurese, controle do reflexo
patelar e, no caso de alterações nesses controles, a administração poderá
ser suspensa.
III) Para estimular a amamentação nas mulheres que tiveram os recém-
nascidos admitidos em unidade de terapia intensiva ou semi-intensiva,
deve-se iniciar precocemente o estímulo à lactação, realizando massagem
e ordenha mamária.
IV) Para o tratamento do ingurgitamento mamário, aplicar compressas
mornas antes da ordenha manual.
a)Apenas a IV está incorreta.
b)Todas estão corretas.
c)Apenas a I e a II estão corretas.
d)Apenas a I e a IV estão corretas.
e)Apenas a I e a III estão corretas.
9-Puérpera chega à unidade referindo estar com “pouco leite” para
amamentar seu bebê. O profissional de enfermagem pode orientá-la com
algumas medidas uteis para aumentar a produção leite. Sobre isso,
considere as alternativas abaixo e assinale a incorreta.
a)Oferecer mamadeira e chupeta.
b)Massagear a mama durante as mamadas ou ordenha.
c)Aumentar a frequência das mamadas.
d)Melhorar o posicionamento e a pega do bebê.
Parte inferior do formulário
10-Durante a amamentação uma puérpera queixou-se de dores
semelhantes a cólicas. O técnico de enfermagem deve orientá-la,
explicando que essas dores são devidas
a) à produção de leite.
b)a infecção urinária.
c)a complicações do parto.
d) à presença de lóquio.
e)à involução uterina.
11-A infecção puerperal é qualquer isolamento de microrganismo na
cavidade uterina, elevação de temperatura igual a 38°C no período
após o parto recente (excluindo o 1º dia), presença de taquicardia
consistente e súbita, drenagem uterina purulenta e dor abdominal
acompanhada de hipersensibilidade do útero, útero amolecido e
hipoinvoluído. Inúmeras são as causas que predispõem a infecção
puerperal. Alguns fatores aumentam o risco da complicação no pós-
parto, como:
a)Idade materna maior que 40 anos
b)Uso de técnicas assépticas
c)Trabalho de parto prolongado
d)Histórico de Diabetes Insipidus
e)Parto Vaginal
12-Após o nascimento, o corpo da mulher passa por alterações
significativas em todos os sistemas para que possa retornar ao estado
pré-gravídico. Considerando os fenômenos involutivos e adaptações
fisiológicas maternas na fase do puerpério, leia as afirmativas abaixo e a
seguir assinale a alternativa correta.
I. O colo retorna tipicamente ao seu estado pré-gravídico até 12 a semana
do período pós-parto.
II. Os lóquios rubros duram de 1 a 3 dias; depois são lóquios serosos de 4 a
10 dias; e por último lóquios brancos, que duram de 10 a 14 dias até 6
semanas. A persistência dos lóquios sanguinolentos pode significar
involução uterina e levar à suspeita de infecção por retenção de restos
placentários.
III. O sistema cardiovascular tem modificações quanto ao débito cardíaco e
volume sanguíneo. Com a perda de líquidos durante o parto, o volume
sanguíneo diminui imediatamente, o que leva à redução do débito cardíaco
e taquicardia, concomitante.
IV. O útero volta ao seu tamanho normal, devido à supressão de hormônios
produzidos pela placenta (estrogênio e progesterona).
a)As afirmativas I, II, III e IV estão corretas
b)Apenas a afirmativa IV está correta
c)Apenas a afirmativa I está correta
d)As afirmativas II e IV estão corretas
e)As afirmativas II e III estão corretas
13-Analise as afirmativas abaixo com relação aos
cuidados/orientações à gestante e puérpera na Atenção Básica.
1. O retorno da mulher ao serviço de saúde, entre 7 a 10 dias após o parto,
deve ser orientado desde o pré-natal.
2. A mulher que quiser engravidar novamente, deve ser orientada para que
aguarde cerca de três anos, visando diminuir os riscos tanto para a mãe
quanto para a criança.
3. O acompanhamento da mulher no ciclo grávido-puerperal deve ser
iniciado o mais precocemente possível e só se encerra após o 42º dia de
puerpério.
4. Para reduzir a pirose, a gestante deve ser orientada a evitar o consumo
de frituras, café e chá preto.
5. Para a prevenção do cloasma gravídico, a gestante deve ser orientada a
não expor seu abdômen ao sol.
Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.
a)São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
b)São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 4.
c)São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 4.
d)São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 5.
e)São corretas apenas as afirmativas 3, 4 e 5.
14-Durante a assistência de enfermagem no puerpério imediato, a
avaliação da perda sanguínea vaginal (lóquios) deve considerar da
maior relevância:
a)queixas de cólicas ocasionais.
b)a variação no volume eliminado.
c)o progressivo escurecimento da cor.
d)a falta de regularidade na eliminação.
e)a eliminação de coágulos sanguíneos.
15-Secreção sero-sanguinolenta que sai pela vagina durante o puerpério,
apresenta comumente os seguintes tipos:

I - Vermelho ou rubro.
II - Serosos ou cor rosada.
III - Amarelo ou flava.
IV - Branco ou alba.

Verifica-se que estão corretos:


a)I, II, III e IV.
b)I e III, apenas.
c)II, III e IV, apenas
d)II e III, apenas.
e)I e IV, apenas.
16-As manobras realizadas em quatro tempos consecutivos na mulher
grávida, que têm por finalidade a identificação da situação e a
apresentação fetal por meio de palpação obstétrica são conhecidas como
manobras de:
a)Ruault.
b) Fowler.
c)Leopold.
d)Giordano.
e)Blumberg.
17-Após o parto, a mulher passa por grande estresse fisiológico e
psicológico. Nesse período de alterações físicas, o puerpério pode ser
classificado em 4 fases distintas:
a)imediato (primeiras 24 horas pós-parto), mediato (das 24 às 72 horas
pós-parto), tardio (de 72 horas até 11 dias pós-parto) e remoto (após 12 dias
em diante).
b)imediato (primeiras 2 horas pós-parto), mediato (da 2ª hora até o 10º dia
pós-parto), tardio (do 11º até o 42º dia pós-parto) e remoto (do 42º dia em
diante).
c)imediato (primeiras 3 horas pós-parto), mediato (de 3 horas até 7 dias
pós-parto), tardio (de 7 dias pós-parto até o 30º dia pós-parto) e remoto (após
30 dias em diante).
d)imediato (primeiras 2 horas pós-parto), mediato (da 2ª hora até o 15o dia
pós-parto), tardio (do 15º dia até o 35º dia pós-parto) e remoto (do 35o dia em
diante).
e)imediato (primeiras 24 horas pós-parto), mediato (do 2º até o 16º dia
pós-parto), tardio (do 17.º até o 50º dia pós-parto) e remoto (do 51º dia pós-
parto em diante).
18-O pós-parto pode ser considerado um período de risco psiquiátrico
elevado na vida da mulher. Sobre este assunto, leia as afirmativas a
seguir e assinale a alternativa correta.
I. O blues pós-parto é um quadro que se inicia nos primeiros dias após o
nascimento e que apresenta remissão espontânea.
II. A etiologia do blues pós-parto é multifatorial, sendo influenciada pelos
aspectos biológicos, sociais e psicológicos.
III. A depressão pós-parto pode prejudicar a estimulação adequada o bebê
pela mãe, acarretar desnutrição da criança, maus-tratos ou até infanticídio.
IV. A disforia puerperal tende a facilitar o desenvolvimento de problemas
cognitivos, comportamentais e sociais durante fases mais tardias da vida da
criança.
Estão corretas as afirmativas:
a)I e III, apenas.
b)I, II, III e IV.
c)II e IV, apenas.
d)II, III e IV, apenas.
e)I, II e III, apenas.
19-Sempre que as condições da mãe e do recém-nascido permitirem,
estes devem permanecer juntos após o parto. O alojamento conjunto vem
sendo recomendado e valorizado desde a década de 70. Assinale a
alternativa incorreta em relação ao alojamento conjunto.
a)O alojamento conjunto aumenta o risco de infecção hospitalar pela
proximidade do binômio mãe-filho.
b)O alojamento conjunto possibilita maior interação entre a mãe e sua
família e os profissionais de saúde responsáveis pela atenção à criança.
c)O alojamento conjunto possibilita a troca de experiências com outras
mães quando compartilham o mesmo quarto, em especial com mães mais
experientes que também estão cuidando dos seus filhos.
d)O alojamento conjunto possibilita maior envolvimento dos pais e/ou de
outras pessoas significativas no futuro cuidado com a criança.
20-O cuidado de enfermagem no período pós-parto deve concentrar-se no
apoio da adaptação fisiológica e emocional da mulher e deve ser
orientado ao seu bem-estar, assim como a organização dos cuidados
maternos deve considerar o recém-nascido e sua família. Avaliações
contínuas são realizadas durante todo o período de internação, no
alojamento conjunto, buscando-se identificar sinais de complicações
potenciais.

Assinale a alternativa em que são apresentados sinais de complicações


potenciais do período puerperal imediato.
a)Aumento de turgidez mamária; sons intestinais audíveis em todos os
quadrantes do abdome; edema nos membros inferiores.
b)Sinal de Homans negativo; lochia rubra; hipotensão ortostática.
c)Temperatura axilar 38 ºC nas primeiras 24 horas após o parto; sinal de
Homans negativo; hipotensão ortostática.
d)Temperatura axilar > 38 ºC no segundo dia após o parto; sons
respiratórios crepitantes; eritema e ingurgitamento do tecido mamário.
21-O puerpério é dividido em períodos, cada período tem características
próprias e os cuidados de enfermagem devem ser direcionados para cada
um deles. É importante para o técnico em enfermagem entender essa
ordem cronológica visando prestar um cuidado qualificado. As primeiras
24 horas após o parto é denominado:
a)puerpério fisiológico.
b)puerpério mediato.
c)puerpério remoto.
d)puerpério tardio.
e)puerpério imediato.
22-Ao orientar uma nutriz o técnico de enfermagem deve informar que a
produção de leite é controlada prioritariamente por:
a)aumento da ingesta de líquidos
b)sucção do bebê
c)massagens
d)canjica
23-Diante de uma puérpera com diagnóstico de HIV ou AIDS, o técnico
em enfermagem deve:
a)isolar a paciente até o terceiro dia de uso do antirretroviral.
b)inibir a lactação por meio do enfaixamento das mamas com ataduras.
c)orientar sobre planejamento reprodutivo e encaminhá-la ao programa de
laqueadura tubária.
d)oferecer kit específico para assistência às parturientes portadoras do HIV
e aos seus recém-nascidos expostos.
e)manter a mãe e seu filho separados até ser iniciada a quimioprofilaxia do
recém-nascido.
24-Conforme a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetricia
(FEBRASGO), pode-se afirmar que
a)no puerpério imediato domina a crise genital, prevalecem os fenômenos
catabólicos e involutivos das estruturas hipertrofiadas ou hiperplasiadas na
gravidez.
b)o puerpério tardio é o período no qual encerra-se a recuperação genital.
c)o puerpério remoto é o período de duração precisa, (encerra-se em 30
dias) independente da amamentação.
d)as mães que amamentam integralmente têm o retorno da menstruação,
em média de 2 a 4 semanas.
e)a amamentação de curta duração ou parcial são mais eficientes para
prolongar a amenorreia pós-parto.
25-Sobre o puerpério, assinale a alternativa correta.
a)Nas primíparas, o ritmo da involução uterina parece ser mais lento do
que nas multíparas, que têm o útero mais volumoso
b)Os lóquios são o processamento da involução uterina e da regeneração
da ferida placentária e das demais soluções de continuidade sofridas pela
genitália, vinculadas à eliminação de exsudatos e transudatos.
c)Nos primeiros dias pós-parto, os lóquios são serossanguíneos.
d)Depois de 3 a 4 dias, os lóquios tornam-se vermelho vivo.
e)por volta do 10º dia, os lóquios apresentam-se de cor acastanhada.
26-Pode-se, didaticamente, dividir o puerpério em:
a)rápido (1° ao 9° dia), tardio (10° ao 40° dia) e lento (até 43° dia).
b)imediato (1° ao 5° dia), tardio (6° ao 40° dia) e remoto (a partir do 41°
dia).
c)imediato (1° ao 10° dia), tardio (11° ao 42° dia) e remoto (a partir do 43°
dia).
d)rápido (1° ao 15° dia), tardio (16° ao 42° dia) e lento (a partir do 43° dia).
e)imediato (1° ao 12° dia), tardio (12° ao 40° dia) e remoto (até 45° dia).
27-Ao retornar da licença maternidade, uma trabalhadora procura o
ambulatório da empresa solicitando orientações sobre os cuidados de
saúde ao filho lactente, bem como em relação aos serviços de saúde
disponíveis também para ela.

A rede temática de atenção à saúde à qual essa trabalhadora será


inserida é a seguinte:
a)Cegonha
b)de Atenção Psicossocial
c)de Urgência e Emergência
d)de Cuidados à Pessoa com Deficiência
e)de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas
28-Sobre os sinais e sintomas da infecção puerperal, assinale a
alternativa CORRETA.
a)Febre, cefaleia, dor na região uterina, taquicardia e agitação.
b)Febre, lóquios fétidos, anorexia, taquicardia e cefaleia.
c)Febre, lóquios fétidos, dor na região uterina, taquicardia e agitação.
d)Febre, anorexia, lóquios fétidos, diarreia e taquicardia.
e)Febre, dor abdominal, diarreia e cefaleia.
29-São competências do técnico de enfermagem no cuidado pré-natal
e no puerpério as apresentadas a seguir, EXCETO:
a)verificar o peso, a altura e a pressão arterial e anotar os dados no cartão
da gestante.
b)fornecer medicação, mediante receita médica, ou medicamentos
padronizados para o programa.
c)aplicaz vacina antitetânica.
d)realizar coleta de exame citopatológico.
30-O profissional de enfermagem deve orientar a puérpera a respeito da
perda de sangue, muco e tecido (lóquios) via vaginal, que ocorre nos
primeiros dias após o parto, explicando suas características e sua
intensidade. Nos primeiros 3 dias de um pós-parto que correu dentro da
normalidade, esses lóquios terão um aspecto
a)sanguinolento.
b)acastanhado.
c)seroso.
d)amarelado.
e)serossanguinolento.
31-O ingurgitamento mamário, uma das complicações que podem
ocorrer no puerpério, caracteriza-se.
a)por afecções inflamatórias das mamas o que provoca dor e desconforto.
b)pelo surgimento de infecções devido à baixa imunidade da mãe.
c)pela falta de elasticidade da mama, ocasionando rachaduras nos
mamilos.
d)pelo excesso de produção láctea e/ou deficiência no esvaziamento.
e)por ferimentos que surgem nos mamilos decorrentes da sucção do bebê.
32-No ingurgitamento mamário, devemos evitar o uso de compressas
frias, por um tempo prolongado, devido à seguinte consequência do
efeito rebote:
a)aumento de fluxo sanguíneo compensando a redução da temperatura
local
b)diminuição de fluxo sanguíneo compensando a redução da temperatura
local
c)vasoconstrição temporária pela hipotermia, levando à redução do fluxo
sanguíneo
d)vasodilatação temporária pela hipotermia, levando à redução do fluxo
sanguíneo
33-Algumas puérperas que estão amamentando produzem um volume de
leite além da necessidade do bebê, o que possibilita que sejam doadoras
de leite humano. Ao ser questionado sobre as orientações, o técnico de
enfermagem deve saber que:
a)a limpeza do frasco de armazenamento do leite materno coletado deve
ser feita com glutaraldeído.
b)o tempo de transporte do leite coletado até o banco de leite é de até 60
minutos.
c)a fumante de mais de 10 cigarros por dia não está impedida de ser
considerada apta a nutriz de leite humano.
d)o frasco com o leite retirado deve ser armazenado no congelador ou
freezer por até 15 dias.
e)sendo feita no ambiente doméstico, a retirada do leite é precedida da
lavagem simples das mãos, em ambiente fechado e sem aeração.
34-O sucesso da amamentação está intimamente ligado ao apoio e
orientação fornecido pela equipe de enfermagem no período pós-parto.
Para isso, o enfermeiro capacitado deverá
a)oferecer o máximo de informações sobre amamentação no período
imediato pós-parto.
b)estar atento e interferir somente quando a mãe pedir auxílio.
c)fornecer informações teóricas com embasamento científico a despeito
dos conhecimentos prévios das nutrizes.
d)oferecer apoio verbal às lactentes e aos familiares, bem como
informações escritas quando necessário.
e)oferecer informações verbais completas, pois evita novas dúvidas.
35-O conhecimento do enfermeiro sobre as etapas do parto é de extrema
importância para um acompanhamento adequado e seguro. Na
assistência de enfermagem ao paciente durante a primeira hora após a
eliminação da placenta, é importante:
a)Verificar a presença de sangramento, sudorese e hipotensão.
b)Questionar sobre fome e sede.
c)Inspecionar o tamanho do útero, mamas e pulso.
d)Inspecionar o tamanho do útero, edema e cloasma gravídico.
e)Banhar a paciente, verificar pressão arterial e pulso.
36-Avalie se as seguintes afirmações podem estar relacionadas à
hemorragia puerperal:

I. A puérpera relata troca frequente de absorvente higiênico, porém


sempre com pouca perda e odor fétido.
II. A puérpera apresenta alteração do estado geral, hipotensão e palidez.
O útero encontra-se amolecido e a loquiação é abundante.
III. A puérpera apresenta hipertensão e a episiorrafia encontra-se
edemaciada, abaulada e com sangramento.
IV. A puérpera apresenta sudorese e dispneia.

Neste sentido, estão corretas as afirmativas:


a)II e IV, apenas;
b)III e IV, apenas;
c)III, apenas;
d)I e II, apenas;
e)I, II, IV.
37-No que se refere à Infecção Puerperal, avalie as afirmativas a seguir:

I. É uma infecção localizada nos órgãos genitais e que ocorre após o


parto ou abortamento recente.
II. É a principal causa de morbidade e mortalidade materna.
III. Se o quadro febril da paciente não melhora e não há indicação
cirúrgica, há possibilidade de estar ocorrendo tromboflebite pélvica que
vai acarretar o uso de heparina como teste terapêutico.
IV. São fatores predisponentes a desnutrição e a nuliparidade.
V. Morbidade febril puerperal é a temperatura de, no mínimo, 38ºC durante
dois dias quaisquer dos primeiros 10 dias pós-parto, excluídas as 24
horas iniciais.

Estão corretas as afirmativas:


a)I e V, apenas;
b)II e III, apenas;
c)I, II e IV, apenas
d)III, IV e V, apenas;
e)I, II, III, IV e V.
38-São ações de enfermagem junto ao programa da dengue, EXCETO:
a)participar das atividades de assistência básica, realizando procedimentos
regulamentados para o exercício de sua profissão;
b)realizar tratamento supervisionado, quando necessário, conforme
orientação do enfermeiro e/ou médico;
c)realizar assistência domiciliar, quando necessária;
d)notificar somente os casos confirmados de dengue para não haver
hipernotificação;
e)encaminhar ao setor competente a ficha de notificação da dengue,
conforme estratégia local.
39- O puerpério é um período em que ocorre as manifestações involutivas
e de recuperação do organismo da mulher após o parto. Em relação à
assistência de enfermagem no puerpério, leia as frases abaixo e marque
(F) se a afirmativa for falsa e (V) se for verdadeira. Em seguida, assinale a
alternativa que contém a sequência correta.
( ) Orientar a mulher a eliminar diurese de 6 a 8 horas após o parto, pois a
distensão vesical é uma das causas de hemorragia nesse período.
( ) Avaliar a quantidade de lóquios quanto à cor, odor e presença de
coágulos.
( ) Incentivar o aleitamento materno exclusivo, incluindo as mães portadoras
do vírus da imunodeficiência humana (HIV).
( ) Evitar a deambulação nas primeiras 48 horas para favorecer a involução
uterina e evitar o risco de tromboflebite.
a)F,V,V,F.
b)V,V,V,V.
c) V,V,V,F.
d)V,V,F,F.
40-Vínculo pode ser definido como uma relação única entre duas pessoas
que perdura com o tempo. Nesse contexto, talvez a mais forte expressão
de vínculo seja aquela estabelecida entre uma mãe e seu filho a partir da
descoberta da gravidez. Inúmeros fatores estão envolvidos em seu
desenvolvimento e, no contexto hospitalar, pode-se adotar postura
facilitadora ou, ao contrário, dificultadora. Analise as afirmações a seguir
e assinale a alternativa correta.
I. O contato precoce entre mãe e bebê tem benéfico e significativo efeito no
estabelecimento de vínculo entre eles.
II. Doença materna ou da criança e a adoção de práticas hospitalares
restritivas dificultam o estabelecimento do vínculo mãe-bebê.
III. Se o contato precoce é impossível devido às condições de saúde da
mãe e/ou da criança, então, o vínculo não será estabelecido.
IV. Incentivar os pais a olhar, tocar e, sempre que possível, pegar no colo
seus filhos são atitudes que facilitam o estabelecimento do vínculo.
Estão corretas as afirmativas:
a)I, II e III apenas.
b)II, III e IV apenas.
c)I, II e IV apenas.
d)I, III e IV apenas.
41-Ao prestar assistência de enfermagem a mulheres no puerpério,
deve-se observar

I. sinais vitais e presença de contrações uterinas.


II. presença de dor ao urinar e aspecto do sangramento vaginal.
III. aspecto das mamas e mamilos e a produção de leite.

É correto o que está contido em


a)I, II e III.
b)I e II, apenas.
c)II e III, apenas.
d)I e III, apenas.
42-Na possibilidade de amamentação deve- se orientar a mãe quanto à
melhor posição da criança, cuja barriga deve ser mantida junto ao
corpo da mãe. Além disso, para uma pega correta, a criança deve
abocanhar toda a região mamilo areolar.
 Certo
 Errado
43-Sobre os principais problemas relacionados à amamentação, assinale
a alternativa correta.
a)Quando, por alguma razão, o bebê não estiver sugando ou a sucção é
ineficaz, e a mãe deseja amamentá-lo, ela deve ser orientada a estimular a sua
mama regularmente (no mínimo cinco vezes ao dia) por meio de ordenha
manual ou por bomba de sucção.
b)É importante diferenciar o ingurgitamento fisiológico, que é normal, do
patológico. O patológico é discreto e representa um sinal positivo de que o leite
está “descendo”, não sendo necessária qualquer intervenção. O fisiológico a
mama fica excessivamente distendida, o que causa grande desconforto, às
vezes acompanhado de febre e mal-estar.
c)A infecção da mama no puerpério por Gardnerella é bastante comum. A
infecção pode atingir só a pele do mamilo e da aréola ou comprometer os
ductos lactíferos. São fatores predisponentes a umidade e lesão dos mamilos e
uso, pela mulher, de antibióticos, contraceptivos orais e esteroides.
d)A Mastite é uma isquemia intermitente causada por vasoespasmo, que
usualmente ocorre nos dedos das mãos e dos pés, também pode acometer os
mamilos. Em geral ocorre em resposta à exposição ao frio, compressão
anormal do mamilo na boca da criança ou trauma mamilar importante.
e)O fenômeno de Raynaud é um processo infamatório de um ou mais
segmentos da mama (o mais comumente afetado é o quadrante superior
esquerdo), geralmente unilateral, que pode progredir ou não para uma infecção
bacteriana.
44-A hemorragia puerperal, ainda, é uma causa que contribui para o
agravamento das condições clínicas da mulher no puerpério imediato,
podendo, inclusive, levar à morte.
São cuidados que evitam a hemorragia e suas complicações:
a)recomendar, no pré-natal, suplementação alimentar com sulfato de ferro
e ácido fólico.
b)manter a parturiente com hidratação venosa por todo o período do
trabalho de parto.
c)auxiliar a dequitação com manobras que promovam o seu rápido
descolamento.
d)avaliar a presença do globo de segurança de pinard e a manutenção da
contração uterina, observando, atentamente, as primeiras 24 horas.
e)oferecer líquidos e alimentos, durante o primeiro período do parto, caso a
mulher deseje.
45-O Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) prevê o diagnóstico
de quatro doenças. Uma delas está relacionada aos erros inatos do
metabolismo em que a criança poderá apresentar uma deficiência
intelectiva grave, quando o diagnóstico não é realizado precocemente. A
doença em questão é a
a)síndrome de Down.
b)microcefalia.
c)parafilia.
d)fenilcetonúria.
e)síndrome de Turner.
46-O puerpério é o período compreendido desde o parto até a volta do
organismo materno às condições normais antes da gravidez.
Considerando as características do puerpério e os cuidados indicados à
paciente nesse período, julgue a proposição seguinte:

O alojamento conjunto é a técnica de acomodação dos recém-nascidos


ao lado da mãe, e deve ser evitado no puerpério imediato.
 Certo
 Errado
47-O puerpério é o período compreendido desde o parto até a volta do
organismo materno às condições normais antes da gravidez.
Considerando as características do puerpério e os cuidados indicados à
paciente nesse período, julgue a proposição seguinte:

No puerpério, é comum a presença de lóquios, que apresentam coloração


vermelho viva, até o 4º dia, e cor Alba, ao final do período.
 Certo
 Errado
48-O puerpério é o período compreendido desde o parto até a volta do
organismo materno às condições normais antes da gravidez.
Considerando as características do puerpério e os cuidados indicados à
paciente nesse período, julgue a proposição seguinte:

A apojadura é a descida do leite, e ocorre entre 48 e 72 horas após o


parto.
 Certo
 Errado
49-O puerpério é o período compreendido desde o parto até a volta do
organismo materno às condições normais antes da gravidez.
Considerando as características do puerpério e os cuidados indicados à
paciente nesse período, julgue a proposição seguinte:

A puérpera deve ser orientada a não alternar as mamas durante a


amamentação.
 Certo
 Errado
50-O puerpério é o período compreendido desde o parto até a volta do
organismo materno às condições normais antes da gravidez.
Considerando as características do puerpério e os cuidados indicados à
paciente nesse período, julgue a proposição seguinte:
Para evitar mamilos traumatizados, a puérpera deve ser orientada a lavar
os mamilos com sabão neutro a cada mamada.
 Certo
 Errado
51-São vantagens do aleitamento materno para mãe e criança o que se
encontra descrito em:

Mãe / Criança
a)Colabora na produção de ocitocina e consequente redução do
sangramento uterino. / Diminui a incidência de cáries e problemas na fala,
garantindo melhor crescimento e desenvolvimento da criança.
b)Reduz o risco de câncer de colo de útero. / Reduz a produção de
vasopressina, prevenindo a hipertensão arterial infantil.
c)Colabora com a estética da mama, pois ajuda a manter a rigidez do
músculo esternoclidomastoídeo. / Evita o aparecimento do refluxo
gastroesofágico e consequente aspiração do alimento ingerido.
d)Colabora com a produção de hormônios paratireoideanos, reduzindo o
peso alcançado na gestação./ Reduz o risco para leucemia mieloide, pois
provoca o aumento dos leucócitos T.
e)Reduz os laços afetivos e o envolvimento do pai e familiares. / Possibilita
a proteção contra a tuberculose, evitando-se a vacinação da BCG.
52-Assistir as mulheres no momento do parto e do nascimento com
segurança e dignidade é um grande desafio. Em função disso, o
Ministério da Saúde publicou o Manual sobre parto, aborto e puerpério,
visando a assistência humanizada do binômio mãe e filho.

Tendo em vista o papel da equipe de enfermagem na assistência


humanizada à mãe e ao filho, no puerpério, marque a
alternativa INCORRETA.
a)No puerpério imediato, do 1o ao 10o dia, a deambulação deve ser
estimulada o mais precocemente possível, e a genitália deve ser inspecionada
sistematicamente com atenção especial aos lóquios.
b)Os membros inferiores devem ser avaliados com vistas a pesquisar
sinais de trombose venosa profunda, observando queixas de dores e sinais
flogísticos principalmente durante o puerpério imediato.
c)Após iniciada a deambulação, o banho deverá ser feito no chuveiro. No
caso de parto cesariana, aconselha-se proteger a cicatriz cirúrgica com curativo
oclusivo até 30 dias pós-parto, evitando-se infecções.
d)A contracepção no puerpério poderá ser feita utilizando-se o método
lactação e amenorreia. Neste, a combinação da amamentação exclusiva a livre
demanda, até seis meses do parto, e a ausência de menstruação nesse
período podem proporcionar uma efetividade de até 98% para evitar uma nova
gravidez.
53-Nos primeiros dias do pós-parto, a puérpera passa por uma série de
situações que podem deixá-la muito vulnerável. Acerca desse tema,
assinale a opção correta.
a)O puerpério imediato vai do momento do parto até o 10º dia pós-parto.
b)As infecções respiratórias são as complicações mais comuns nesse
período do puerpério.
c)As cólicas e os lóquios, com coloração vermelho-viva nos primeiros
quatro dias após o parto, indicam sérias complicações e devem ser
prontamente atendidos.
d)É importante verificar os sinais vitais, estar atento para a atonia uterina e
para o nível de consciência da puérpera e observar a coloração das mucosas.
54-A orientação mais importante no pós-parto imediato a ser
recomendada a uma gestante portadora do vírus HIV em
acompanhamento na Unidade Básica de Saúde, com vistas a evitar a
transmissão vertical do vírus, é:
a)contraindicar o aleitamento materno, orientando quanto à utilização e à
disponibilidade de fórmulas lácteas pelo Sistema Único de Saúde.
b)afastar o recém nascido da mãe, evitando assim o contato com o vírus
transmissor da doença.
c)manter o recém nascido e a mãe na Unidade de Terapia Intensiva
Obstétrica.
d)estimular o aleitamento materno como forma de elevar a imunidade.
e)Coletar exames anti-HIV, carga viral e reticulócitos no recém-nascido,
monitorando a doença.
55-A puérpera apresenta um estado de fragilidade e hiperemotividade
transitória (choro fácil, irritabilidade, tristeza ou hipersensibilidade) que
não é considerado depressão pós-parto. O manejo adequado inclui uma
orientação sobre a sua frequência e transitoriedade, o estímulo à
manifestação de sentimentos e a aceitação de apoio. O enunciado refere-
se
a)à depressão gestacional.
b)a transtorno de ansiedade.
c)à esquizofrenia puerperal.
d)a transtorno afetivo bipolar.
e)a baby blues.
GABARITO
1-C 2-B 3-A 4-D 5-E 6-B 7-A 8-A 9-A 10-E 11-
C 12-D 13-C 14-E 15-A 16-C 17-B 18-A 19-A
20-D 21-E 22-B 23-B 24-A 25-B 26-C 27-A 28-
C 29-D 30-A 31-D 32-A 33-D 34-D 35-A 36-E
37-D 38-D 39-D 40-C 41-A 42-C 43-A 44-D
45-D 46-E 47-C 48-C 49-E 50-E 51-A 52-C 53-
D 54-A 55-E
Saúde da mulher- DST
1-“Em abril de 2017 foi divulgado no canal UOL Notícias, a explosão de
casos de sífilis congênita na região da baixada fluminense. De acordo com
o site, ‘o Rio de Janeiro é o Estado com a maior taxa de infecção no país,
com 12,4 casos a cada mil nascimentos’. Este dado corresponde ao dobro
da média nacional.”

(Disponível em: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-


noticias/redacao/2017/04/12/baixada-fluminense-enfrenta-explosao-de-
sifiliscongenita.htm.)

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível e nos casos de sífilis


congênita podem surgir sérios problemas de saúde na criança. Sabendo
que a assistência de enfermagem inclui a educação do paciente e seus
familiares em relação à doença, é necessário que a enfermagem conheça
bem essa patologia. Afirma-se corretamente que a transmissão da sífilis
congênita ocorre:

a) Durante o parto.
b) Por via transplacentária, em qualquer fase da gestação.
c) Por via transplacentária, somente no terceiro trimestre da gestação.
d) Por via transplacentária, somente no primeiro trimestre da gestação.
2-As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) são aquelas que
podem ser adquiridas durante o contato sexual. “Infecção causada por
bactéria, no homem e/ou na mulher, dias após o contato sexual,
podendo surgir uma pequena ferida indolor (úlcera) nos órgãos genitais
(pênis, vagina, colo do útero, reto).” É possível que essa doença seja:

a) Sífilis.
b) Gonorreia.
c) Candidíase.
d) Tricomoníase.
3-Sobre as doenças sexualmente transmissíveis, é INCORRETO afirmar:

a) A sífilis é uma doença infecciosa sistêmica, de evolução aguda, causada


pelo Treponema pallidum, um espiroqueta, de transmissão sexual ou vertical,
que pode produzir, respectivamente, as formas adquirida e congênita da
doença.
b) A investigação de sífilis congênita será realizada em crianças nascidas
de mãe com sífilis, diagnosticada durante a gestação, parto ou puerpério e em
indivíduos com menos de treze anos que apresentem suspeita clínica e/ou
epidemiológica de sífilis congênita.
c) O cancro mole é uma afecção de transmissão exclusivamente sexual,
mais frequente no sexo masculino, provocada pelo Haemophilus ducreyi, que
se caracteriza por lesões múltiplas ou únicas e habitualmente dolorosas.
d) O herpes genital é uma virose transmitida predominantemente pelo
contato sexual, mas pode-se dar, também, pelo contato direto com lesões ou
com objetos contaminados.
e) O cancro duro é uma lesão erosada ou ulcerada, geralmente única,
indolor, com bordas endurecidas, fundo liso, brilhante e secreção serosa
escassa e que aparece entre dez e noventa dias, após o contato sexual
infectante.
4-Sobre as doenças sexualmente transmissíveis, é INCORRETO afirmar:
a) O HIV é transmitido por contato sexual ou por injeção percutânea de
sangue contaminado ou ainda, da mãe infectada para o feto.
b) As mulheres com infecção por N. gonorrhoeae podem apresentar
sintomas de infecção do trato urinário ou vaginite.
c) A sífilis é uma doença transmissível que, ao ser diagnosticada, em
qualquer instituição de cuidado de saúde, deve ser notificada aos órgãos
competentes.
d) As infecções tanto por C. trachomatis, quanto por N.
gonorrhoeae frequentemente não produzem sintomas em mulheres, mas
quando existem, o sintoma mais frequente consiste em cervicite mucopurulenta
com exsudatos no canal endocervical.
e) A transmissão da sífilis não é reduzida pelo uso de preservativos.
5-Clinicamente, a sífilis desenvolve-se em três estágios, caracterizados por
diferentes sintomas. Na fase latente da doença, o paciente apresenta
a) proliferação de treponemas nas lesões, o que justifica a titulação
elevada nos exames sorológicos realizados nesta fase.
b) uma ou mais erupções indolores na pele e na mucosa, denominadas
cancros duros, com secreção serosa escassa e de curta duração.
c) sinais subclínicos da doença, que, nesse estágio, é diagnosticada por
meio de testes sorológicos, tais como o de imunofluorescência indireta.
d) múltiplas lesões ulceradas, que provocam dor prolongada e intensa e
apresentam base endurecida e fundo liso e brilhante.
e) alta carga bacteriana no sangue, comprovável em exames sorológicos
do tipo ELISA (enzyme-linked immunosorbent assay).
6-As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)
a) apresentam-se sempre de maneira sintomática na mulher, o que diminui
o risco de complicações graves.
b) são assim denominadas por transmitirem-se exclusivamente por via
sexual, como é o caso do papilomavírus humano (HPV).
c) são insuscetíveis de transmissão da mãe infectada ao feto, tanto
durante a gestação quanto no parto.
d) podem, em alguns casos, evoluir para complicações graves e levar à
morte, caso não sejam diagnosticadas e tratadas a tempo.
e) devem ser prevenidas, primariamente, por meio do uso de preservativos
durante as relações sexuais extraconjugais.
7-Doença infecciosa aguda e crônica, causada pelo
espiroqueta Treponema pallidum. É contraída por meio de contato sexual
e pode ser de origem congênita:
a) Gonorreia.
b) Tricomoníase.
c) Candidíase.
d) HIV.
e) Sífilis.
8-As doenças sexualmente transmissíveis podem evoluir sem sintomas, e
qualquer demora no diagnóstico e no tratamento é potencialmente
prejudicial, visto que o risco de complicações para o indivíduo infectado e
o risco de transmissão para outras pessoas aumentam com o passar do
tempo. Nas mulheres com infecção por Chlamydia trachomatis e Neisseria
gonorrhoeae, as possíveis complicações serão:
a) Gravidez tubária, câncer de colo de útero, ovários policísticos e câncer
de mama.
b) Câncer de mama, infertilidade, amenorreias e endometriose.
c) Meningite gonocócica, doença inflamatória pélvica, dispareunia e artrite
reumatoide.
d) Doença inflamatória pélvica, gravidez ectópica, endometrite e
infertilidade.
e) Aortite sifilítica, infertilidade, artrite reumatoide e dispareunia.
9-No Brasil, a prevalência de sífilis em gestantes é de 1,6%. É uma
doença de transmissão sexual ou materno-fetal com caráter sistêmico e
de evolução crônica. Em mulheres grávidas, ela pode causar aborto,
parto prematuro, má-formações e morte fetal. A sífilis é uma infecção
causada pelo
a) Treponema pallidum.
b) Chlamydia trachomatis.
c) Trichomonas Donne.
d) Neisseria gonorrheae.
10-Em março de 2014, o Ministério da Saúde, juntamente com as
Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, iniciou a vacinação contra
o Papilomavírus Humano – HPV. Sobre esta vacina e o agente causador
da doença, analise as afirmativas a seguir.
I. A única via de transmissão do HPV é pela via sexual através do contato
genital-genital.
II. Os tipos virais HPV 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos
de câncer do colo do útero.
III. A vacina está disponível também nos Centros de Referência para
Imunobiológicos Especiais (CRIE) para indivíduos imunodeprimidos de
ambos os sexos na faixa etária entre 9 e 18 anos.
IV. Os principais objetivos da vacinação da população masculina são
colaborar com a redução da incidência do câncer de colo de útero e vulva
nas mulheres, por ser a responsável pela transmissão do vírus para suas
parceiras e prevenir o câncer de testículo.
Está(ão) correta(s) apena(s) a(s) afirmativa(s)
a) II.
b) IV.
c) I e III.
d) III e IV.
11-“Paciente chegou ao serviço de saúde com queixa de corrimento
vaginal. Ao exame físico apresentou odor fétido e corrimento de
coloração acinzentada.” O procedimento correto é realizar
a) notificação e tratamento após resultado de sorologia.
b) notificação compulsória somente sem necessidade de tratamento.
c) exames para confirmação de diagnóstico e após este realizar notificação
e tratamento correto.
d) tratamento empírico, pois esta doença faz parte das DSTs que
necessitam de tratamento para sintomáticos.
12-“Em entrevista dada em outubro de 2016 ao site UOL Notícias, o Ministro
da Saúde, Ricardo Barros, relatou que o país vive uma epidemia de sífilis.
Naquela ocasião, a Secretaria de Vigilância em Saúde firmou um pacto com
vários setores da sociedade para a erradicação da sífilis no Brasil em um
prazo inferior a dois anos.”
(Disponível em: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-
noticias/estado/2016/10/20/ministro-da-saude-admite-que-brasil-vive-
umaepidemia-de-sifilis.htm.)

Acerca desta doença, na sua fase inicial (chamada de sífilis primária –


quando ocorre o aparecimento da ferida, geralmente única, no local de
entrada do agente etiológico: pênis, vulva, vagina, colo uterino, ânus,
boca, ou outros locais da pele –, que aparece entre 10 a 90 dias após o
contágio), assinale a alternativa correta.
a) O agente etiológico da doença é uma bactéria.
b) O tratamento de escolha é a penicilina cristalina aquosa.
c) A transmissão vertical ocorre apenas durante a gestação.
d) A ferida tem como característica secreção purulenta e prurido.
13-A prevenção combinada das doenças sexualmente transmissíveis,
HIV/AIDS e hepatites virais B e C abrange, além do uso da camisinha
(masculina ou feminina), outras ações. São elas, EXCETO:
a) Testagem para hepatite B.
b) Imunização para hepatite C.
c) Prevenção da transmissão vertical do HIV.
d) Diagnóstico e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis.
14-O Ministério da Saúde lançou recentemente a Campanha de Combate
à Sífilis Congênita. Durante a orientação a um grupo de gestante é
fundamental que o técnico de enfermagem, enquanto integrante da
equipe de saúde, ressalte que o teste de sífilis
a) é contraindicado no primeiro trimestre de gestação.
b) não pode ser realizado em gestantes com mais de 40 anos.
c) é contraindicado em gestantes portadoras do vírus HIV.
d) precisa ser realizado tanto pela gestante como pelo parceiro sexual.
e) em gestantes adolescentes, necessita da autorização dos pais ou
responsáveis.
15-Considere as afirmativas sobre a sífilis.
I. É uma infecção sexualmente transmissível causada pelo Bacilo de Koch.
II. Pode ser transmitida da mãe infectada para a criança durante a gestação
ou o parto.
III. Na sífilis primária, a ferida que surge no local da entrada pela bactéria é
dolorida, com secreção purulenta e prurido.
IV. Na sífilis secundária, surgem manchas no corpo, principalmente nas
palmas das mãos e plantas dos pés.
Está correto o que consta em
a) II, III e IV, apenas.
b) I e III, apenas.
c) I, II e III, apenas.
d) I, II, III e IV.
e) II e IV, apenas.
16-Mulher de 36 anos, casada, compareceu à Unidade Básica de Saúde
para coleta de exame citopatológico. Durante a coleta, a enfermeira
observa corrimento vaginal amarelo-esverdeado, bolhoso e fétido e edema
de vulva. O pH vaginal da paciente estava > 4,5, dessa forma, seguindo
abordagem sindrômica, a enfermeira optou pelo tratamento de
a) gonorreia.
b) tricomoníase.
c) clamídia.
d) herpes vaginal.
e) candidíase vulvovaginal.
17-Mulher de 39 anos compareceu ao serviço de saúde com queixas de dor
genital durante a relação sexual. Relatou que, embora a dor seja mais
frequente durante o ato sexual, às vezes, ocorre após o intercurso da
relação sexual. Qual é o nome dado a esse quadro?
a) Parafilia.
b) Dispareunia.
c) Vaginismo.
d) Anorgasmia.
e) Criptorquidia.
18-Após a leitura do enunciado apresentado a seguir, identifique a
afirmação correta:
A respeito de programas, de prevenção à AIDS e de outras doenças
sexualmente transmissíveis (DSTs), julgue os itens que se seguem.
I. O tratamento das DSTs tem como principal objetivo interromper a cadeia
de transmissão da enfermidade.
II. O atendimento e o tratamento de DSTs são gratuitos nos serviços de saúde
do Sistema Único de Saúde (SUS).
III. A sífilis congênita é uma doença de notificação compulsória.
IV. A sífilis adquirida não é uma doença de notificação compulsória.
V. A sífilis congênita e a sífilis adquirida, são doenças de notificação
compulsória.
A sequência correta é:
a) Apenas as assertivas II, III e V estão erradas.
b) Apenas as assertivas I, II, III e V corretas.
c) Apenas as assertivas I e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas I, II, III e IV estão corretas.
19-As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os
problemas de saúde pública mais comuns no Brasil e em todo o mundo,
sendo, atualmente, consideradas o principal fator facilitador da
transmissão sexual do HIV. Algumas DST, se não diagnosticadas e
tratadas a tempo, podem evoluir para complicações graves e até mesmo
para o óbito. Acerca das DST e do HIV, julgue o item que se segue.
Os serviços de atenção básica à saúde devem realizar uma abordagem
centralizada nos pacientes, deixando as ações de promoção, prevenção
e assistência a seus familiares e à comunidade.
Parte superior do formulário
Certo
 Errado
20-As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os problemas
de saúde pública mais comuns no Brasil e em todo o mundo, sendo,
atualmente, consideradas o principal fator facilitador da transmissão
sexual do HIV. Algumas DST, se não diagnosticadas e tratadas a tempo,
podem evoluir para complicações graves e até mesmo para o óbito. Acerca
das DST e do HIV, julgue o item que se segue.
As unidades básicas de saúde (UBS) são resolutivas e de fácil acesso, e são
capazes de promover um forte impacto na epidemia do HIV/AIDS e na
incidência das DST no Brasil.
 Certo
 Errado
21-As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os
problemas de saúde pública mais comuns no Brasil e em todo o mundo,
sendo, atualmente, consideradas o principal fator facilitador da
transmissão sexual do HIV. Algumas DST, se não diagnosticadas e
tratadas a tempo, podem evoluir para complicações graves e até mesmo
para o óbito. Acerca das DST e do HIV, julgue o item que se segue.
Aconselhamento é um diálogo embasado em uma relação de confiança
que visa proporcionar à pessoa condições para que ela avalie seus
próprios riscos, tome decisões e encontre maneiras realistas de
enfrentar seus problemas relacionados a DST/HIV/AIDS.
 Certo
 Errado
22-A Sífilis Congênita é um grave problema de saúde pública que ocorre
quando há transmissão vertical do Treponema pallidum da gestante
infectada para seu concepto. Em relação à prevenção e tratamento da
Sífilis Congênita, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada
recomendação a seguir:
(..) A prevenção da Sífilis Congênita na criança tem início no pré-natal,
com a realização de exames e acompanhamento até o nascimento.
(..) As consequências da ausência do tratamento do recém-nascido
podem acarretar sequelas irreversíveis, como surdez, cegueira e retardo
mental.
(..) A transmissão do agente Treponema pallidum presente no sangue
contaminado da mãe para o feto ocorre apenas na 3ª fase da gestação,
por via transplacentária, e em qualquer estágio da doença. Marque a
alternativa que apresenta a ordem correta.
a) V, F, F.
b) V, V, F.
c) F, V, F.
d) V, V, V.
23-Com relação às DST, assinale VERDADEIRO ou FALSO nas afirmativas
e marque a alternativa CORRETA correspondente:
( ) O Papilomavírus humano (HPV) causa verrugas genitais e recebe o nome
de condiloma acuminado.
( ) O cancro mole, assim como a candidíase, não é considerado DST.
( ) Secreção purulenta (corrimento), prurido (coceira) e disúria (ardência
miccional) são características comuns da gonorreia.
( ) Sífilis é uma DST que não apresenta fases distintas, e sua manifestação
patológica, quando instalada, não é possível de cura.
( ) HIV (Human Immunodeficiency Vírus), SIDA (Síndrome da
Imunodeficiência Adquirida) ou paciente soro positivo são sinônimos que
podem ser determinados para caracterizar a AIDS.
( ) A hepatite B também pode ser considerada uma doença sexualmente
transmissível.
a) V, F, V, F, V, F.
b) F, V, F, V, F, V.
c) V, F, V, V, V, F.
d) F, V, F, V, V, F.
e) V, F, V, F, V, V.
24-A sífilis é uma doença causada pela bactéria Treponema pallidum e pode
se apresentar sob três formas distintas: primária, secundária e terciária.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o sorológico da sífilis
deve ser feito em duas etapas. Em relação às metodologias usadas para
diagnóstico da sífilis, assinale a alternativa correta.
a) VDRL ( Veneral Disease Research Laboratory) e ELISA (Enzyme-Linked
Immunosorbent Assay)
b) Imunofluorêscencia e ELISA (Enzyme-Linked Immunosorbent Assay)
c) VDRL ( Veneral Disease Research Laboratory) e Imunoprecipitação
d) VDRL (Veneral Disease Research Laboratory) e FTA-ABS (Fluorescent
Treponmal Antibodies,Absorbed)
e) FTA-ABS (Fluorescent TreponemalAntibodies,Absorbed) e ELISA
(Enzyme-Linked Immunosorbent Assay)
25-A sífilis congênita é transmitida ao feto pela gestante infectada pelo
a) Trichomonas vaginalis.
b) Giardia lamblia
c) Plasmodium vivax.
d) Treponema pallidum.
e) Papiloma Vírus Humano.
26-A questão da saúde de adolescentes e jovens relacionada à DST e AIDS
é uma preocupação constante nos serviços de saúde, de tal forma que o
Ministério da Saúde propõe as Diretrizes Nacionais para a Atenção Integral
à Saúde de Adolescentes e Jovens na Promoção, Proteção e Recuperação
da Saúde (BRASIL, 2010), baseadas na Política Nacional de Atenção
Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens. Neste sentido, analise a
situação-problema a seguir apresentada, avaliando, entre as condutas
descritas nos itens abaixo, as que devem ser adotadas pela enfermeira
durante a consulta de enfermagem a esse adolescente. Adolescente do
sexo masculino, de 16 anos de idade, chega sozinho e muito preocupado
à Unidade Básica de Saúde da Família, sendo encaminhado à enfermeira.
No decorrer da consulta de enfermagem foi detectado que o paciente
adolescente não usa preservativo em suas relações sexuais e que tem o
sexo oral como prática sexual habitual. Ao examinar a cavidade oral, a
enfermeira verifica várias cáries dentárias e aftas, identificando fatores que
contribuem para o aumento da vulnerabilidade às DST/HIV/AIDS, entre os
quais o desconhecimento da transmissão das DST e do sexo seguro, além
de exposição a fatores de agravos para sua saúde.

I. Orientar o adolescente a evitar o consumo de alimentos ácidos, para não piorar


as aftas; reforçar a necessidade de higienização oral, visando à prevenção de
cárie e encaminhá-lo para tratamento odontológico.

II. Entregar materiais educativos sobre DST/AIDS; prescrever medicamentos


sintomáticos para dor e para as aftas; acompanhar a evolução dos problemas
detectados, e solicitar comparecimento do responsável para conclusão do
atendimento.

III. Convidar o adolescente a participar de atividades educativas desenvolvidas


na comunidade e na Unidade Básica de Saúde.

IV. Orientar sobre as DST/HIV/AIDS e hepatites virais, com enfoque nas formas
de transmissão, sinais e sintomas, comportamentos e atitudes de risco e formas
de prevenção, com ênfase no sexo seguro.
Assinale a alternativa em que todas as afirmativas estão CORRETAS:
a) Apenas I, II, III.
b) Apenas I, II, IV.
c) Apenas II, III, IV.
d) Apenas I, III, IV.
e) I, II, III, IV.
27-Sobre a Sífilis, assinale a alternativa correta.
a) A Sífilis Adquirida não é uma doença de notificação compulsória
b) A Sífilis Congênita é uma doença de notificação compulsória com
periodicidade de notificação semanal
c) A Sífilis em gestante é uma doença de notificação compulsória imediata
(com periodicidade de notificação menor que 24 horas)
d) O tratamento da Sífilis primária é realizado com Penicilina G benzatina,
4.800.000UI, IM, 1 vez por semana, 2 semanas (dose total de 9.600.000UI)
e) O tratamento da Sífilis tardia (latente e terciária) é realizado com
Penicilina G benzatina, 2.400.000UI, IM, dose única
28-De acordo com Calendário Nacional de Vacinação, a vacina Papiloma
Vírus Humano (HPV) deve ser administrada em:
a) Dose única
b) Uma dose e um reforço a cada 10 anos
c) Uma dose ao nascer e uma dose aos 12 meses de idade
d) Duas doses (com intervalo de 0 e 6 meses)
e) Três doses (com intervalo de 0, 6 e 60 meses)
29-O Herpes Genital é uma infecção causada pelo vírus herpes simples
(HSV). São sinais e sintomas dessa doença:
a) Corrimento amarelo-esverdeado, bolhoso e fétido e escoriações
b) Corrimento mucopurulento escasso, prurido uretral e dor pélvica
c) Secreção branco acinzentada com mal cheiro, sem prurido e irritação
d) Disúria, mal estar, febre, corrimento vaginal intenso e sangramento
vaginal, sensação de ardor,prurido, queimação, formigamento e dor
e) Prurido, disúria eventual, dispareunia, corrimento branco em grumos
30-A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima 1 milhão de casos de
sífilis por ano entre as gestantes e preconiza a detecção e o tratamento
oportunos destas e de seus parceiros sexuais portadores de sífilis,
considerando que a infecção pode ser transmitida ao feto, com graves
implicações. Assinale a alternativa correta.
a) A sifilis é causada por bactérias que integram o complexo
Mycobacterium sifiolosis
b) A sífilis é uma doença infecciosa sistêmica de evolução crônica, cujo
agente etiológico é o treponema pallidum, uma bactéria gram negativa, do
grupo das espiroquetas, de alta patogenicidade
c) A sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST) considerada um
grande problema de saúde pública pela OMS, a transmissão horizontal é a
principal preocupação da OMS
d) O modo de transmissão predominante é a aerossol. A transmissão
ocorre de forma mais eficiente nas fases primária e secundária da doença
e) A bactéria causadora de sífilis quando presente na circulação sanguínea
da gestante, não consegue atravessar a barreira placentária evitando a
transmissão vertical
31-A ocorrência de infecção pelo HPV (papilomavírus humano) aumenta
o risco de desenvolvimento de qual tipo de câncer?
a) Reto.
b) Ovário.
c) Bexiga.
d) Sigmoide.
e) Colo uterino.
32-Considerando a transmissão das doenças sexualmente transmissíveis
(DST), leia as frases e a seguir assinale a alternativa correta.
I. Usar preservativos em todas as relações sexuais (oral, anal e vaginal) é o
método mais eficaz para a redução do risco de transmissão das DST, em
especial do vírus da Aids (o Vírus da Imunodeficiência Humana - HIV).
II. A Aids e a Sífilis também podem ser transmitidas da mãe infectada, sem
tratamento, para o recém-nascido durante a gravidez, o parto e a
amamentação.
III. As DST são transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso
de preservativo com uma pessoa que esteja infectada.
IV. Outra forma de infecção pode ocorrer pela transfusão de sangue
contaminado ou pelo compartilhamento de seringas e agulhas,
principalmente no uso de drogas injetáveis.
a) Apenas as frases I e II estão corretas.
b) Apenas as frases I e III estão corretas.
c) As frases I, III e IV estão corretas.
d) Apenas as frases II e IV estão corretas.
33-Segundo o Manual de Doenças Sexualmente Transmissíveis do
Ministério da Saúde, as DST’s estão entre os problemas de saúde pública
mais comuns em todo o mundo. Em 1999, a Organização Mundial de Saúde
(OMS) estimou um total de 340 milhões de casos novos por ano de DST
curáveis em todo o mundo, entre 15 e 49 anos, 10 a 12 milhões destes casos
no Brasil. Assinale a alternativa que contenha somente exemplos de DST
causadas por vírus.
a) HIV, Sífilis e Gonorreia.
b) Herpes, Clamídia e Candidíase.
c) Tricomoníase, Cancro Mole e Condiloma.
d) Herpes, Condiloma e HIV.
34-Em trabalho educativo sobre a prevenção do câncer de colo de útero, o
auxiliar de enfermagem deve orientar ao colaborador da Assembleia
Legislativa de Mato Grosso do Sul que
a) a vacinação contra o HPV é destinada às mulheres de 21 a 50 anos não
portadoras de HIV, sendo três doses, com intervalo de 2 meses cada dose.
b) o exame preventivo, Papanicolau, é contraindicado em mulheres já
vacinadas contra o HPV.
c) a vacinação contra o HPV deve ser realizada também em mulheres
grávidas e naquelas acometidas por doenças agudas de origem hematológica.
d) o exame ginecológico, incluindo o citopatológico de colo de útero e
vulva, deve ser feito anualmente, em mulheres a partir de 21 anos não
vacinadas contra o HPV.
e) o rastreamento populacional é recomendado, prioritariamente, para
mulheres de 25 a 64 anos, por meio do exame de Papanicolaou, a cada três
anos, após dois exames consecutivos normais com intervalo de um ano.
35-No atendimento ambulatorial, ao colaborador com hipótese diagnóstica
de herpes zoster, encaminhado pela equipe da Estratégia de Saúde da
família, como medida de precaução de transmissão por aerossóis indica-
se o uso de máscara
a) cirúrgica pelos profissionais de saúde e administrativos; e máscara
PFF2 (N-95) pelo paciente.
b) cirúrgica dupla pelos profissionais de saúde e administrativos; e
máscara PFF1 (N-96) pelo paciente.
c) PFF2 (N-95) pelo paciente, profissionais de saúde e funcionários
administrativos do ambulatório.
d) PFF2 (N-95) pelos profissionais de saúde e administrativos; e máscara
cirúrgica pelo paciente.
e) cirúrgica pelos profissionais de saúde, administrativos e pelo paciente.
36-Considere um paciente com sífilis que está realizando o seguimento da
resposta terapêutica. Qual é o método laboratorial utilizado para esse
acompanhamento?
a) A imunofluorescência de campo escuro.
b) O teste de PCR.
c) A FTA-abs
d) A identificação do Treponema pallidum.
e) A reação de VDRL.
37-Uma jovem de 25 anos foi diagnosticada com Sífilis, tendo seguido
corretamente o tratamento recomendado. Foi solicitado que, após 06
meses do término do tratamento, a jovem realizasse novamente um
teste sorológico, sendo mais indicados, para seguimento, os testes não
treponêmicos como
a) VDRL.
b) teste de imunofluorescência indireta.
c) ELISA.
d) aglutinação passiva.
e) FTA-Abs.
38-Acerca da saúde sexual e reprodutiva da mulher, julgue o item
subsequente.
A sífilis ou cancro duro, doença infectocontagiosa sistêmica causada
pelo Treponema pallidum, é transmissível por relação sexual (vaginal,
anal e oral), por transfusão de sangue contaminado e por via
transplacentária.

Certo

Errado
39-A terminologia Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passa a
ser adotada, em substituição à expressão Doenças Sexualmente
Transmissíveis (DST), em consonância com a utilização internacional
empregada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pela
Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), pela sociedade científica
e por alguns países. Assinale a alternativa INCORRETA sobre as IST.
a)A notificação é obrigatória no caso de sífilis adquirida, sífilis em gestante,
sífilis congênita, hepatite viral B, AIDS, infecção pelo HIV, infecção pelo HIV em
gestante, parturiente ou puérpera e criança exposta ao risco de transmissão
vertical do HIV.
b)A hepatite viral A é uma infecção de transmissão parenteral,
predominantemente, pela via sexual. A transmissão vertical também pode
ocorrer, e ocasiona uma evolução desfavorável com maior chance de
cronificação.
c)A síndrome do corrimento uretral masculino não consta na lista de
notificação compulsória
d)Sífilis latente é uma das variantes clínicas da sífilis em que não se
observam sinais e sintomas clínicos.
e)O tratamento das IST deve ser realizado com medicamentos,
considerando-se eficácia, segurança, posologia, via de administração, custo,
adesão e disponibilidade.
40-São alguns sinais e queixas que indicam o surgimento de Doenças
Sexualmente Transmissíveis (DST) em meninas, EXCETO:
a)Corrimento vaginal.
b)Coceira e ardência.
c)Dor durante o ato sexual.
d)Corrimento uretral (pinga-pinga).
e)Dor no baixo ventre.
41-Apresenta mais risco de contrair DST:
a)Qualquer um pode contrair DST – solteiro, jovem, adulto, rico ou pobre,
com exceção dos casados.
b)Quem tem relações sexuais com camisinha / preservativo.
c)Pessoas que usam drogas injetáveis e compartilham seringas
d)Parente de usuários de drogas injetáveis que compartilham seringas.
e)Pessoas que receberam transfusão de sangue testado.
42-Nos últimos anos, principalmente após o início da epidemia de AIDS, as
DST readquiriram importância como problemas de saúde pública. Embora
as DST sejam causadas por microorganismos distintos, estes apenas
determinam um número limitado de síndromes. Dentre as DST, a sífilis é
uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum. Uma
vez diagnosticada o tratamento da sífilis deve ser iniciado imediatamente
e, para tal, o medicamento de primeira escolha é
a)Penicilna G Benzatina.
b)Doxiciclina.
c)Azitromicina.
d)Ceftriaxona.
e)Espectinomicina.
43-Nos últimos anos, as infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)
readquiriram maior importância como relevante questão de saúde pública.
A prevenção e a estratégia básica para o controle da transmissão das IST
e do HIV, dar-se-á por meio da constante informação à população e por
meio do desenvolvimento de atividades educativas que priorizem:

I - percepção de risco;
II - mudanças no comportamento sexual;
III - promoção e adoção de medidas preventivas com ênfase na utilização
adequada do preservativo.

Está correta a alternativa:

a)I e III, apenas.


b)I, II e III.
c)I e II, apenas.
d)II, apenas.
e)III, apenas.
44-Um técnico em enfermagem tem a convicção que a sua paciente
apresenta doença infecciosa, de transmissão frequentemente sexual,
também conhecida como condiloma acuminado ou crista de galo. O
profissional conclui que trata-se:
a)Infecção subclínica pelo HPV na genitália.
b)Mulheres infectadas pelo HIV
c)Infecção pelo papilomavírus humano.
d)Úlcera genital.
e)Vaginose.
45-O corrimento vaginal pode ser algo completamente normal ou um sinal
de doença ginecológica. Marque a opção que apresentam causas
patológicas para o corrimento vaginal.
a)Mioma,candidíase e clamídia
b)Câncer de rim, vaginose bacteriana e gonorreia
c)Clamídea, vaginose citolítica e tricomoníase
d)Tricomoníase, mucorreia e candidíase
e)Mucorreia, câncer de colo de útero e gonorreia
46-Assinale a alternativa correta em relação ao seguinte texto: “É uma
doença infecciosa de transmissão exclusivamente sexual, caracterizada
pela presença de bubão inguinal, com período de incubação entre 3 e 30
dias”.
a)Herpes
b)Condiloma Acuminado
c)Sifilis Secundária
d)Linfogranuloma Venéreo
e)Nenhuma alternativa está correta.
47-As vulvovaginites manifestam-se por meio de leucorreias de
aspectos e consistências distintas, segundo as características do
agente infeccioso, do grau de infestação e das condições clínicas da
mulher. O corrimento amarelo ou amarelo esverdeado, com presença de
bolhas e odor fétido semelhante a “peixe podre”, entre outros sintomas
está presente na seguinte afecção ginecológica:
a)vaginose bacteriana
b)tricomoníase genital
c)candidíase vulvovaginal
d)bartholinite
48-O surgimento de pequenas verrugas nas regiões genital e perianal que
aparecem após relação sexual desprotegida, com indivíduo portador do
vírus HPV, é característica da seguinte doença:
a)gonorreia
b)condiloma acuminado
c)linfogranuloma venéreo
d)herpes genital
49-As hepatites virais causam grande impacto de morbidade e mortalidade
no Sistema Único de Saúde no Brasil. As hepatites virais agudas e crônicas
são provocadas por cinco vírus: o vírus da hepatite A, o vírus da hepatite
B, o vírus da hepatite C, o vírus da hepatite D e o vírus da hepatite E. Nem
todos os tipos de hepatites são classificados pelo Ministério da Saúde
como Infecção Sexualmente Transmissível (IST). Este(s) é(são):
a)A.
b)E.
c)C.
d)D e C.
e)B e D.
50-Assinale a alternativa correta. A prevenção, estratégia básica para o
controle da transmissão das doenças sexualmente transmissíveis e do HIV,
dar-se-á por meio da constante informação para a população geral e das
atividades educativas que priorizem:

a)A percepção de risco, as mudanças no comportamento sexual e a


promoção e adoção de medidas preventivas com ênfase na utilização
adequada do preservativo.
b)A percepção de risco, as mudanças no comportamento sexual e o
desincentivo a utilização adequada do preservativo.
c)Não existe orientação a ser dada a esses pacientes.
d)Não existe tratamento para essas doenças. Logo as orientações de
prevenção não são úteis.
e)Hábitos sexuais e informação sobre doenças não possuem importância
no contexto apresentado.
51-Assinale a alternativa correta. Infecção pelo papilomavírus humano
(HPV) é conceituada como uma doença infecciosa, de transmissão
frequentemente sexual, também conhecida como condiloma acuminado,
verruga genital ou crista de galo. Tem como agente etiológico:
a)O mesmo vírus da hepatite P (HPV).
b)O Papilomavírus Humano (HPV) é uma bactéria não cultivável do grupo
das sexualmente transmissíveis. Atualmente são conhecidos mais de 100 tipos,
20 dos quais podem infectar o trato genital.
c)O Papilomavírus Humano (HPV) é um DNAvírus não cultivável do grupo
papovavírus. Atualmente são conhecidos mais de 100 tipos, 20 dos quais
podem infectar o trato genital.
d)A transmissão parenteral é a principal forma de transmissão da doença,
via Aedes aegypti.
e)O vírus da gripe (vírus influenza) transmitese facilmente de pessoa para
pessoa através das gotículas emitidas com a tosse ou os espirros.
52-São doenças que tem transmissão por via sexual, exceto:
a)Hepatite B.
b)HIV.
c)Sífilis.
d)Febre amarela.
e)Gonorreia.
53-Quanto à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs),
trata-se de orientações adequadas a serem dadas a paciente, EXCETO:
a)Esclarecer a paciente acerca das possíveis DSTs, sua prevalência e seu
modo de transmissão.
b)Incentivar a automedicação com analgésicos, a fim de impedir o
progresso da doença até que seja procurado atendimento médico.
c)Alertar a paciente sobre as complicações da blenorragia e da infecção
por clamídia.
d)Ensinar a proteção contra as DSTs por meio de abstinência, relações
monogâmicas, uso de preservativos femininos e masculinos.
54-Pode ser assintomática, porém frequentemente causa condiloma
acuminado ou verrugas genitais.
O exposto acima diz respeito à infecção pelo(a):
a)HSV do tipo 2.
b)Diplococo Gram-positivo Neisseria gonorrhoeae.
c)Fungo Candida albicans.
d)Papilomavírus humano (HPV).
55-Há grande proporção de mulheres, em particular as de maior
vulnerabilidade social, que, por dificuldade de acesso aos insumos de
prevenção e serviços, falta de conhecimento, questões de gênero e
relacionamentos estáveis, não adota medidas de proteção em relação
às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e à Gravidez.
Das alternativas abaixo é INCORRETO afirmar:
a)As DST podem causar complicações e sequelas decorrentes da
ausência de tratamento, já que, apesar de algumas serem curáveis, a maioria
dessas doenças apresenta infecções subclínicas ou pode ser assintomática
durante muito tempo.
b)Diante do fenômeno de feminização, juvenização e pauperização da
epidemia de Aids, o planejamento reprodutivo tem que ser trabalhado
juntamente com a prevenção das DST/HIV/Aids.
c)Os serviços de saúde não devem garantir atendimento aos adolescentes
e jovens antes do início de sua atividade sexual e reprodutiva, pois podem
estar incentivando comportamentos e a inicialização precoce da sua vida
sexual.
d)O aumento da prevalência e da infecção pelo HIV, a gravidade das
consequências das DST e sua frequente ocorrência entre mulheres mostram a
necessidade de uma abordagem dessas questões sob a perspectiva de
gênero.
e)Além do tratamento medicamentoso, os serviços devem contar com a
oferta de atividades de orientação preventiva, de disponibilização de insumos
de prevenção e de mecanismos para tratamento dos parceiros.
56-As doenças sexualmente transmissíveis (DST) têm importante
repercussão no ciclo gravídico puerperal, podendo resultar em
abortamento, infecções intrauterinas e neonatais, malformações ou óbito
por complicações. Em relação ao tema, assinale a alternativa correta.
a)O enfermeiro tem por obrigação realizar a função de orientar para a não
gestação em mulheres em risco social e que apresentam alguma DST.
b)Ações com prescrição e de educação para o uso de medicação devem
ser realizadas pelo enfermeiro.
c)Ações de educação em saúde realizadas pelo enfermeiro contemplam o
direcionamento para tratamento medicamentoso à gestante em ambiente
hospitalar controlado.
d)Ações de educação quanto ao uso de medicamentos em gestantes
portadoras de DST podem ser transferidas do enfermeiro para o técnico de
enfermagem.
e)Ações que demonstrem conhecimento, sensibilidade e compreensão
cultural em determinadas comunidades podem ajudar o enfermeiro nos
encaminhamentos à gestante com DST.
57-A jovem M.A.S., 21 anos, solteira, procurou a Unidade de Saúde da
Família do seu município, queixando-se de lesões múltiplas, difusas,
localizadas no períneo e região perianal. A paciente, relatou vida sexual
ativa com vários parceiros. A técnica de enfermagem do serviço realizou
as orientações de prevenção às DSTs e encaminhou a jovem à
ginecologista. Considerando o quadro clínico da paciente, trata-se de
a)clamídia.
b)papilomavírus humano.
c)cancro mole.
d)candidíase.
e)herpes.
58-No Brasil, o controle da sífilis é uma prioridade, sobretudo na Atenção
Básica e na Vigilância em Saúde. Para ampliar o diagnóstico precoce e o
tratamento da gestante/parceiro, foram implantados pelo Ministério da
Saúde, respectivamente,
a)ampliação de unidades-sentinela e o tratamento no pré-natal, no parto e
no puerpério.
b)ações de assistência ao parto e vigilância da sífilis no puerpério.
c)o teste rápido e o tratamento com penicilina nas unidades básicas de
saúde (UBS).
d)o teste rápido e uma quarta droga no esquema terapêutico.
59-A prevalência de infecções sexualmente transmissíveis em situação
de violência sexual é elevada. A medicação usada na profilaxia da
gonorreia visando ao controle de doenças sexualmente transmissíveis,
é:
a)nistatina.
b)metronidazol.
c)cefalotina.
d)amoxicilina.
e)ceftriaxona.
60-A vaginose bacteriana tem como características clínicas:
a)corrimento abundante, amarelo ou amarelo esverdeado bolhoso.
b)prurido, disúria, polaciúria, dor abdominal, presença de pápulas
circunscritas.
c)hiperemia da mucosa ( colpite difusa e/ou focal com aspecto de
framboesa).
d)corrimento vaginal branco, grumoso e com aspecto caseoso (“leite
coalhada”).
e)corrimento vaginal branco-acizentado de aspecto fluido ou
cremoso, algumas vezes bolhoso.
61-A sífilis é uma doença infectoacontagiosa sistêmica, de evolução
crônica, com manifestações cutâneas temporárias, provocadas por uma
espiroqueta. Em relação a sífilis, assinale a alternativa correta.
a)O tratamento da sífilis recente, secundária e latente é penicilina G
benzatina, 2.400.000 UI, IM, 1 vez por semana, 3 semanas (dose total de
7.200.000 UI).
b)O agente etiológico da sífilis é o Haemophilus ducrey, espiroqueta de
alta patogenicidade.
c)A transmissão da sífilis da gestante para o feto, ocorre, exclusivamente,
no terceiro trimestre da gestação.
d)A sífilis primária caracteriza-se por apresentar lesão nodular, única ou
múltipla de localização subcutânea denominada cancro mole.
e)A sífilis secundária, a lesão mais precoce, é constituída por exantema
morbiliforme não pruriginoso: a roséola. Posteriormente, podem surgir lesões
papulosas palmoplantares, placas mucosas, adenopatia generalizada e os
condilomas planos.
62-A enfermagem, com seus olhares e saberes, é uma das profissões
indispensáveis no processo do cuidar. Suas ações vão além da
assistência, lidando também com a prevenção de doenças e a promoção
da saúde. Com relação às doenças transmissíveis e às doenças
sexualmente transmissíveis (DSTs), assinale a alternativa correta.
a)A vacina contra o papilomavírus humano (HPV) foi introduzida no
calendário de vacinação de 2016 para os meninos adolescentes após
resultados de ensaios clínicos.
b)A escabiose é uma parasitose da pele causada por um ácaro (Sarcoptes
scabiei) e tem como período de incubação de um dia a catorze semanas.
c)Na fase bacilífera da tuberculose, uma das medidas de biossegurança
que o profissional de enfermagem deve usar é a máscara cirúrgica.
d)A precaução de contato é indicada para a rubéola devido a sua
transmissibilidade ocorrer por meio de secreções das lesões na pele.
e)O contágio da gonorreia ocorre por meio da bactéria gonococo,
provocando inflamação da uretra, podendo atingir outros órgãos, e
desencadeando complicações, como artrite, meningite e problemas cardíacos.
63-Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, os agentes
etiológicos da sífilis, do linfogranuloma venéreo e do condiloma
acuminado.
a)papilomavírus humano, Treponema pallidum e Chlamydia trachomatis
b)Chlamydia trachomatis, papilomavírus humano e Treponema pallidum
c)Treponema pallidum, Chlamydia trachomatis e papilomavírus humano
d)Chlamydia trachomatis, Treponema pallidum e papilomavírus humano
e)papilomavírus humano, Chlamydia trachomatis e Treponema pallidum
64-Com relação às doenças sexualmente transmissíveis, considere as
afirmações a seguir.

I. O cancro duro é uma lesão erosada ou ulcerada, geralmente única, indolor,


com bordos endurecidos, fundo liso, brilhante e secreção serosa escassa.
II. A sífilis é uma doença infecciosa sistêmica, de evolução crônica, sujeita a
surtos de agudização e períodos de latência quando não tratada. É causada
pelo Treponema pallidum, um espiroqueta, de transmissão sexual ou vertical,
que pode produzir, respectivamente, as formas adquirida ou congênita da
doença.
III. A transmissão do vírus da hepatite B (HBV) se faz por via parenteral e,
sobretudo, pela via sexual, sendo considerada doença sexualmente
transmissível, entretanto, a transmissão vertical não é causa de
disseminação do vírus.
IV. A herpes genital é uma virose transmitida predominantemente pelo
contato sexual. A transmissão pode se dar, também, pelo contato direto com
lesões ou objetos contaminados.

É CORRETO o que se afirma APENAS em


a)I e IV.
b)II e III.
c)II e IV.
d)I, II e IV.
e)I, II e III.
65-Assinale a sentença que diz respeito somente a doenças sexualmente
transmissíveis
a)HIV, filariose, cisticercose e hepatite B
b)Hepatite A, filariose, HIV e cirrose hepática
c)Sífilis, hepatite B, herpes simples e papiloma vírus humano
d)Sífilis, papiloma vírus humano, candidíase e filariose
e)Gonorreia, cisticercose, esquistossomose e HIV
66-__________________________ é uma doença infecto-contagiosa
sistêmica, de evolução crônica, com manifestações cutâneas temporárias,
provocadas por uma espiroqueta. Sua evolução é dividida em recente e
tardia. A transmissão adquirida é sexual, na área genitoanal, na quase
totalidade dos casos. Na transmissão congênita, há infecção fetal por via
hematogênica, em qualquer fase gestacional ou estágio clínico da doença
materna.
O espaço em branco da definição acima é corretamente preenchido pela
a)sífilis.
b)hepatite B.
c)herpes simples.
d)AIDS.
e)cólera.
67-Um paciente compareceu até a UBS, pois estava com receio de ter
contraído uma doença sexualmente transmissível (DST) e gostaria de
passar por uma consulta. Quando o profissional de saúde inclui no
atendimento desse paciente a atenção dos parceiros, o aconselhamento e
a educação sobre redução de risco, a adesão ao tratamento e o
fornecimento e orientação para utilização adequada de preservativos, ele
está realizando
a)uma abordagem sindrômica.
b)um acolhimento de alto risco.
c)uma estratificação de risco habitual.
d)uma abordagem aleatória.
e)uma classificação de Framingham.
68-Assinale a alternativa correta. Na investigação sorológica de
paciente com quadro suspeito de sífilis secundária os testes que
apresentam melhor sensibilidade diagnóstica são:
a)Pesquisa direta por microscopia de campo escuro e teste de triagem
com antígenos não treponêmicos.
b)Testes confirmatórios com antígenos treponêmicos e pesquisa direta por
microscopia de campo escuro.
c)Pesquisa direta por microscopia de campo escuro; teste de triagem com
antígenos não treponêmicos e testes confirmatórios com antígenos
treponêmicos.
d)Teste de triagem com antígenos não treponêmicos e testes
confirmatórios com antígenos treponêmicos.
e)Pesquisa direta por microscopia de campo escuro e testes confirmatórios
com antígenos treponêmicos.
69-A sífilis é uma doença infectocontagiosa sistêmica, de evolução
crônica, causada pelo Treponema pallidum. Sobre esta doença, analise
as afirmativas abaixo, de valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) e assinale
a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
( ) O homem é o único reservatório.
( )0 modo de transmissão pode ser sexual, vertical ou sanguíneo.
( ) A suscetibilidade à doença é universal e os anticorpos produzidos em
infecções anteriores são protetores. Portando, o indivíduo não vai adquirir
sífilis se exposto ao T. pallidum novamente.
( )Em gestantes, a sífilis pode ser transmitida para o concepto por via
transplacentária, em qualquer fase da gestação: média de 100% na fase
primária, 90% na fase secundária e 30% na fase latente.
a)V,V,F,V.
b)V,V,V,V.
c)F,V,V,F.
d)V,V,V,F.
e)V,V,F,F.
70-Homem de 48 anos apresenta erupções cutâneas em forma de
máculas em tronco, lesões eritemo-escamosas em palma da mão e
planta de pés, perda da sobrancelha, febre e mal-estar. Após avaliação
médica, é diagnosticada sífilis secundária. Sobre essa patologia,
assinale a alternativa correta.

a)A Sífilis é uma infecção viral.


b)Após a infecção, pode ocorrer uma longa fase de latência da doença.
c)Não há riscos de transmissão vertical.
d)É uma doença já erradicada no Brasil.
e)Dificilmente há casos de coinfecção entre HIV e sífilis.
71-O HPV é uma doença fortemente associada ao carcinoma de colo
uterino. Sobre essa doença, é correto afirmar que
a)todas as infecções são sintomáticas.
b)a transmissão vertical é sua principal forma de contaminação.
c)ainda não foram desenvolvidas vacinas que colaborem na prevenção
dessa doença.
d)sua manifestação clínica mais comum são verrugas.
e)trata-se de uma infecção bacteriana.
72-Acerca da assistência de enfermagem em saúde coletiva, julgue o item
subsequente.

O Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN), do Ministério da


Saúde, carece de uma lista específica de doenças sexualmente
transmissíveis para notificação simplificada, a despeito da grande
importância que essa relação teria para a área epidemiológica.
 Certo
 Errado
73-A tricomoníase é uma doença sexualmente transmissível causada por
um protozoário, cujo período de incubação é em média, de 10 a 30 dias.
Sobre esta doença, é correto afirmar:
a)somente a mulher contrai tricomoníase, sendo esta a principal causa de
vulvovaginites.
b)no caso das gestantes, devem ser tratadas já no primeiro semestre de
gestação.
c)o tratamento para tricomoníase da mulher é exclusivamente local.
d)há três estágios para a tricomoníase: primário, secundário e terciário.
e)o aparecimento de pápulas eritemato-acastanhadas nas mãos é comum
no início da infecção.
74-A gonorreia é uma doença sexualmente transmissível (DST) que pode
acometer homens e mulheres. Sobre esta DST é correto afirmar, EXCETO:
a)é uma doença de notificação compulsória nacional.
b)a prevenção de novas ocorrências pode ser feita por meio de ações de
educação em saúde.
c)recém-nascidos podem apresentar conjuntivite gonocócica devido à
contaminação no canal de parto.
d)no caso da gonorreia, o uso de preservativo é aconselhável, mas não é
um método eficaz na sua prevenção.
e)as complicações e sequelas da gonorreia incluem: esterilidade, gravidez
ectópica e dor pélvica crônica.
Parte inferior do formulário
75-Grande parte dos crimes sexuais ocorre durante a idade reprodutiva
da mulher. O risco de gravidez decorrente dessa violência varia de 0,5 a
5%, considerando-se a aleatoriedade da violência em relação ao período
do ciclo menstrual bem como se a violência foi um caso isolado ou se é
uma violência continuada (BRASIL, 2012). Sobre a Anticoncepção de
Emergência (AE), considere as seguintes afirmações.

I A AE deve ser prescrita para todas as mulheres e para as adolescentes


expostas à gravidez, através de contato certo ou duvidoso com sêmen,
independentemente do período do ciclo menstrual em que se encontrem, de
já terem menstruado pela 1ª vez e não estarem na menopausa.
II AE hormonal, em caso de violência sexual, constitui o método de eleição
devido ao seu baixo custo, boa tolerabilidade, eficácia elevada e ausência de
efeitos adversos. III A AE é necessária ainda que a mulher ou a adolescente
esteja usando regularmente método conceptivo de elevada eficácia no
momento da violência sexual, a exemplo do anticoncepcional oral ou injetável
ou do DIU.
IV A inserção do dispositivo intrauterino (DIU) de cobre, como AE, não é
recomendada devido ao risco potencial de infecção genital agravado pela
violência sexual.

Das afirmações, estão corretas


a)I e IV.
b) I e II.
c) II e III.
d)III e IV.
76-Para interromper a cadeia de transmissão das Infecções Sexualmente
Transmissíveis (IST), é fundamental que os contatos sexuais dos
indivíduos infectados sejam tratados. No caso do não comparecimento das
parcerias sexuais convidadas, outras atividades poderão ser
desenvolvidas, conforme a disponibilidade de cada serviço. Contudo,
qualquer método de comunicação dos parceiros deve ser baseado no(s)
princípio(s) de:
a)Presença de coerção.
b)Proteção na territorialização.
c)Confidencialidade.
d)Avaliação clínica.
e)Todas estão corretas.
77-A sífilis latente é uma das variantes clínicas da sífilis em que não se
observam sinais e sintomas clínicos. O diagnóstico da sífilis latente é
realizado exclusivamente por meio de testes sorológicos. Desta forma, a
sífilis latente pode ser classificada de acordo com o tempo de infecção em:
a)Sífilis latente tardia (mais de um ano de infecção)
b)Sífilis latente recente (somente até seis meses de infecção)
c)Sífilis latente recente (somente até nove meses de infecção)
d)Sífilis latente tardia (somente após dez anos de infecção)
e)Todas estão corretas.
78-Um paciente do sexo masculino compareceu ao serviço de saúde
relatando que, há três semanas, surgiu um caroço muito pequeno no seu
pênis. Hoje, ele relata que neste local apareceu uma ferida e que há
presença de secreção purulenta e deformidade local. Qual das seguintes
DSTs o paciente pode estar apresentando?
a)Clamídia.
b)Linfogranuloma venéreo.
c)Gonorreia.
d)Tricomoníase.
e)Infecção pelo Vírus T-linfotrópico humano (HTLV).
79-Um paciente procurou o serviço de saúde com queixa de úlcera genital,
possivelmente oriunda de uma doença sexualmente transmissível (DST).
Qual das alternativas a seguir condiz com este quadro?
a)Candidíase.
b)Cervicite.
c)Tricomoníase.
d)Infecção por clamídia.
e)Cancro mole.
80-O Papiloma vírus Humano (HPV) é um DNA vírus do grupo papavavírus,
com mais de 100 tipos reconhecidos atualmente, 20 dos quais podem
infectar o trato genital. Sobre o HPV é correto afirmar:
a) Trata-se de uma doença sexualmente transmissível, porém, não há a
transmissão vertical.
b)Caracteriza-se pelo aparecimento de lesões papilares, as quais, ao se
fundirem, formam massas vegetantes de tamanhos variáveis, com aspecto de
couve-flor.
c)Doença que desenvolve apenas nas mulheres.
d)Métodos indicados de prevenção: uso de preservativo durante a relação,
ter mais de um parceiro, exame ginecológico anual, vacinação contra HPV.
81-A Gonorreia é uma doença infecto contagiosa classificada como doença
sexualmente transmissível. Sobre a Gonorreia é incorreto afirmar:
a)Doença caracterizada pela presença de abundante secreção purulenta
pela uretra no homem e vagina na mulher, e/ou uretra da mulher.
b)A transmissão se dá através de relação sexual com parceiro
contaminado, o risco de transmissibilidade do vírus é superior a 90%.
c)Uso de preservativos nas relações e higienização pós-coito são formas
de prevenção.
d)O agente transmissor da Gonorreia é o Haemophilus ducreyi.
82-Dentre as orientações quanto a infecção causada pelo papilomavírus
humano (HPV), considera-se que
a)a infecção subclínica por HPV apresenta lesões macroscópicas,
produzindo infecção contínua, perdurando por aproximadamente 2 anos.
b)a forma de transmissão do HPV é pelo contato direto com o sangue
contaminado.
c)a infecção pelo HPV tem potencial para causar o câncer, no colo do
útero, vagina, vulva, ânus, pênis, orofaringe e boca.
d)as mulheres vacinadas contra o HPV são dispensadas do exame
preventivo Papanicolaou.
e)o vírus ataca o sistema imunológico e as células mais atingidas são os
linfócitos TCD4+.
83-Em um Programa de Educação em Saúde sobre doença sexualmente
transmissível, o Técnico de Enfermagem orienta que
a)quando um teste de HIV é feito durante o período da janela imunológica,
há a possibilidade de apresentar um falso resultado positivo.
b)após o nascimento, a mãe soropositiva para HIV deve amamentar seu
filho, pois o AZT administrado antes do parto protege o bebê da transmissão do
vírus.
c)a transmissão da hepatite C é evitada utilizando-se a vacina preconizada
pelo Plano Nacional de Imunização.
d)a sífilis é transmitida de uma pessoa para outra durante o sexo sem
camisinha com alguém infectado, por transfusão de sangue contaminado ou da
mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto.
e)a infecção por tricomoníase causa a oftalmia neonatal, sendo necessária
a aplicação de uma gota de colírio próprio em cada olho do bebê ao nascer.
Parte inferior do formulário
84-A respeito da assistência aos pacientes com doenças sexualmente
transmissíveis (DST), julgue o próximo item.

A maioria dos indivíduos com infecção aguda por HIV apresenta carga
viral elevada, o que aumenta a chance de infecção de seus parceiros.

 Certo
 Errado
85-A respeito da assistência aos pacientes com doenças sexualmente
transmissíveis (DST), julgue o próximo item.

O tratamento da infecção por papilomavírus humano é capaz de remover


as lesões condilomatosas e impedir a transmissão da doença, porém não
leva à cura dos pacientes.

 Certo
 Errado
86-A respeito da assistência aos pacientes com doenças sexualmente
transmissíveis (DST), julgue o próximo item.

O objetivo do atendimento ao paciente com DST é prover diagnóstico,


tratamento e aconselhamento adequados em uma única consulta, sendo
dispensável a avaliação laboratorial.

 Certo
 Errado
87-A respeito da assistência aos pacientes com doenças
sexualmente transmissíveis (DST), julgue o próximo item.

Entre as formas de transmissão do vírus da hepatite B (HBV) estão as


transmissões por relação sexual e por via parenteral.

 Certo
 Errado
88-A respeito da assistência aos pacientes com doenças sexualmente
transmissíveis (DST), julgue o próximo item.

Não deverão receber a imunoprofilaxia para hepatite B indivíduos que


tenham sofrido violência sexual de forma repetida pelo mesmo agressor,
que seja comprovadamente vacinado, situação frequente em casos de
violência sexual intrafamiliar.

 Certo
 Errado
89-Em relação às ações de controle das Doenças Sexualmente
Transmissíveis, assinale a alternativa correta.
a)Promover o uso de preservativos, aconselhamento e orientações ao
paciente, fazendo com que ele observe as possíveis situações de risco em
suas práticas sexuais, e desenvolva a percepção da importância do seu
tratamento e de seus parceiros sexuais.
b)O profissional de enfermagem deve orientar que não é necessário o uso
de preservativos entre o casal HVI positivo, uma vez que ambos já estão com a
doença instalada.
c)Orientar a gestante HIV positivo sobre a importância de se optar pelo
parto normal, uma vez que o parto cesáreo oferece maior risco de
contaminação entre mãe e filho.
d)As DSTs, HIV e Sífilis adquiridas devem ser notificadas imediatamente
junto às autoridades sanitárias para fim de adoção de medidas de intervenção
e controle da doença.
e)O profissional de saúde deve orientar a puérpera portadora de Hepatite
B que em hipótese alguma deve amamentar, uma vez que o HBV é transmitido
verticalmente.
90-
A sífilis é uma doença infectocontagiosa de evolução crônica sendo consi
derada recente em qual período de evolução após a contaminação?
a)Até um ano.
b)Até um mês.
c)Até seis meses.
d)Até quatro meses.
91-
A candidíase é uma micose que, ao acometer a mucosa oral, se apresenta
mais frequentemente sob a forma clínica:
a)Atrófica.
b)Intertrigo.
c)Mucocutânea.
d)Pseudomembranosa.
92-Sobre a Sífilis, assinale a alternativa INCORRETA.
a)A sífilis é uma doença infecciosa sistêmica, de evolução crônica, sujeita
a surtos de agudização e períodos de latência quando não tratada.
b)É causada pelo Treponema pallidum, um espiroqueta de transmissão
sexual ou vertical, que pode produzir, respectivamente, as formas adquirida ou
congênita da doença.
c)O risco de infecção em um intercurso sexual é 60% nas lesões de cancro
duro e condiloma plano.
d)Sífilis adquirida recente é caracterizada por menos de um ano de
evolução.
e)A sífilis adquirida tardia é caracterizada por menos de 1 ano de duração
e pode ser classificada como primária, secundária e latente recente.
93-Sobre Vaginose Bacteriana, assinale a alternativa INCORRETA.
a)É caracterizada por um desequilíbrio da flora vaginal normal, devido ao
aumento exagerado de bactérias, em especial as anaeróbias.
b)Suas características clínicas incluem corrimento vaginal transparente
sem odor fétido e presença de prurido mais acentuado durante o período
menstrual.
c)Está associada a uma ausência ou diminuição acentuada dos
lactobacilos acidófilos.
d)Não se trata de infecção de transmissão sexual, apenas pode ser
desencadeada pela relação sexual em mulheres predispostas, ao terem
contato com sêmen de pH elevado.
e)A Gardnerella vaginalis é um tipo de Vaginose Bacteriana.
94-Embora as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) sejam causadas
por muitos micro-organismos diferentes, estes apenas determinam um
número limitado de síndromes. Dentre as alternativas citadas a seguir,
assinale aquela que apresenta uma doença que causa Úlcera genital.
a)Síflis.
b)Tricomoníase.
c)Vaginose bacteriana.
d)Ureoplasma.
e)Infecção por clamídia.
95-São síndromes que têm o sexo como principal forma de transmissão,
EXCETO
a)tricomoníase.
b)herpes genital.
c)linfogranuloma.
d)candidíase.
e)uretrite gonocócica.
96-Qual é o principal agente do condiloma?
a)Klebsiella granulomatis.
b)Papiloma Vírus Humano.
c)Chlamydia trachomatis.
d)Trichomonas vaginalis.
e)Neisseria gonorrhoeae.
97-Sobre a cervicite por clamídia é INCORRETO afirmar que
a)é a inflamação da mucosa endocervical (epitélio colunar do colo
uterino).
b)uma cervicite prolongada, sem o tratamento adequado, pode estender-se
ao endométrio e às trompas, causando Doença Inflamatória Pélvica (DIP).
c)se não tratada pode ocasionar sequelas, sendo a esterilidade, a gravidez
ectópica e a dor pélvica crônica as principais sequelas.
d)alguns sintomas genitais leves, como corrimento vaginal, dispareunia ou
disúria, podem ocorrer na presença de cervicite mucopurulenta.
e)durante o exame ginecológico, em nenhum momento há alterações no
colo uterino.
98-Os princípios básicos para atenção às Infecções Sexualmente
Transmissíveis (ISTs), como em qualquer processo de controle de
epidemias, são:
a)tratar os casos suspeitos e confirmados e notificar as incidências.
b)promover educação continuada aos usuários de drogas e profissionais
do sexo
c)interromper a cadeia de transmissão e prevenir novas ocorrências.
d)priorizar regiões vulneráveis e população masculina, maiores
transmissores de ISTs
99-A vacina HPV, para prevenção de infecções por papilomavirus humano,
segundo as recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações
(SBim), deve
a)ser aplicada apenas em mulheres
b)ser aplicada nas meninas, em duas doses, a partir de 9 anos de idade.
c)ser composta por 2 ou 4 tipos de vírus
d)estar disponível no Brasil em 3 diferentes composições.
e)produzir imunidade cruzada para o HIV.
100-O atendimento imediato de uma DST não é apenas uma ação curativa
é também uma ação preventiva da transmissão e do surgimento de outras
complicações. Ao agendar a consulta para outro dia, pode ocorrer o
desaparecimento dos sintomas, desestimulando a busca por tratamento.
Como consequência, a infecção pode evoluir para formas crônicas graves
e se mantém a transmissão. Serão considerados parceiros, para fins de
comunicação ou convocação, os indivíduos com quem o cliente
relacionou-se sexualmente entre 30 e 90 dias. O ideal é que os parceiros
sejam trazidos para aconselhamento, diagnóstico e tratamento pelos
próprios clientes. No caso da condição clínica Sífilis Latente, deverão ser
convocados e notificados todos os parceiros sexuais no tempo de contato
de
a)6 meses.
b)1 ano.
c)60 dias.
d)90 dias.
e)4 meses.
101-Cancro mole é uma afecção de transmissão exclusivamente sexual,
provocada pelo Haemophilus ducreyi, mais frequente nas regiões
tropicais. Caracteriza-se por lesões múltiplas (podendo ser única) e
habitualmente dolorosas, muito mais frequentes no sexo masculino.
Denomina-se também de cancroide, cancro venéreo ou cancro de Ducrey.
A este respeito, é correto afirmar que o período de incubação do cancro é
geralmente
a)de 3 a 5 dias, podendo se estender por até 2 semanas.
b)de 5 a 10 dias, podendo se estender por até 4 semanas.
c)de até 7 dias, podendo se estender por até 3 semanas.
d)de 7 a 15 dias, podendo se estender por até 8 semanas.
102-A Doença Inflamatória Pélvica (DIP) pode ser causada por várias
bactérias que atingem os órgãos sexuais internos da mulher. Essa infecção
pode ocorrer por meio de contato com as bactérias após a relação sexual
desprotegida. A este respeito, é correto afirmar que a maioria dos casos
ocorre em mulheres que têm outras DSTs, principalmente,
a)herpes e sífilis não tratadas.
b)gonorreia e sífilis não tratadas.
c)clamídia e herpes não tratadas.
d)gonorreia e clamídia não tratadas.
e)sífilis e clamídia não tratadas.
103-As doenças sexualmente transmissíveis (DST) continuam sendo um
problema de saúde pública e de difícil abordagem entre idosos, adultos
e jovens. Acerca dessas patologias, assinale a alternativa CORRETA.
a)A revolução sexual e o uso dos métodos anticoncepcionais foram os
principais fatores responsáveis pelo aumento dos índices das DSTs em idosos.
b)Todas as DSTs podem ser transmitidas durante a gravidez, porém a
sífilis, a gonorreia, o herpes e a AIDS raramente são transmitidos no momento
do parto.
c)A transmissão do vírus HIV é realizada através das vias sexual e
sanguínea, da transmissão vertical, dos objetos pérfuro-cortantes
contaminados e da amamentação.
d)A sífilis pode ser diagnosticada como congênita, quando transmitida da
mãe para o feto, no último trimestre da gestação.
e)As DSTs contaminam o indivíduo uma única vez, fato explicado pela
presença de anticorpos contra o microrganismo após a primeira infecção.
104-O cancro mole é uma doença sexualmente transmissível. Trata-se de
uma infecção causada por uma bactéria gramnegativa e anaeróbica.
Assinale a alternativa que indica o agente etiológico responsável pelo
cancro mole.
a)Neisseria gonorrhoeae
b)Serratia marcescens
c)Haemophilus ducreyi
d)Chlamydia trachomatis
e)Mycoplasma hominis
105-A gonorreia é uma doença sexualmente transmissível (DST), cujo
agente etiológico é a Neisseria gonorrhaeae. Os principais métodos de
diagnóstico da gonorreia são a bacterioscopia e a cultura. Assinale a
alternativa que apresenta o melhor meio de cultura utilizado na
identificação da Neisseria gonorrhaeae.
a)Thayer-Martin modificado (TMM)
b)Agar Macconkey
c)Löwenstein Jensen
d)Meio de Rugai
e)Agar Cled
106-Para que se rompa a cadeia de transmissão das DST (Doenças
sexualmente transmissíveis), é fundamental que os contatos sexuais dos
indivíduos infectados sejam tratados.

O profissional de saúde deve aconselhar o paciente sobre os tópicos


listados a seguir, EXCETO:
a)a natureza confdencial de suas informações
b)a possibilidade de parceiros sem sintomas estarem infectados.
c)na impossibilidade de evitar contato sexual, a necessidade de uso
consistente do preservativo.
d)o não exercício de profssões relacionadas a saúde.
107-Segundo estudos de prevalência, mulheres com Doenças Sexualmente
Transmissíveis (DSTs) apresentam lesões precursoras do câncer do colo
do útero cinco vezes mais frequentemente do que aquelas que procuram
outros serviços médicos. Analise abaixo quais são as ações que o
profissional de saúde deve realizar no atendimento a uma mulher com
Doença Sexualmente Transmissível:

I. Avaliar o resultado da última citopatologia e há quanto tempo foi


realizada.

II. Oferecer sorologias anti-HIV, VDRL, hepatite B e C.

III. Realizaraanamnesedapaciente,aidentificação das diferentes


vulnerabilidades e o exame físico, que se constituem nos principais
elementos diagnósticos das DSTs.

IV. Orientar a suspensão do tratamento da DST assim que os sintomas


cessarem.

V. Realizar imediatamente a coleta da colpocitopatologia, que não tem


interferências pela presença de DSTs.

Estão corretas as ações:


a)Apenas I, II, III e IV
b)Apenas I, II, III e V
c)Apenas I, II e IV
d)Apenas I, II e III
e)I, II, III, IV e V
108-A respeito da sífilis, assinale a alternativa INCORRETA:
a)A sífilis tem como principal via de transmissão o contato sexual, seguido
pela transmissão vertical para o feto durante o período de gestação de uma
mãe com sífilis não tratada ou tratada inadequadamente, além de ser
transmitida por transfusão sanguínea.
b)Quando não tratada, a sífilis pode evoluir para formas mais graves,
podendo comprometer o sistema nervoso, o aparelho cardiovascular, o
aparelho respiratório e o aparelho gastrointestinal.
c)Adquirir sífilis não interfere com o risco de aquisição de outras doenças
sexualmente transmissíveis, como a Aids, por exemplo.
d)A triagem para sífilis faz parte do exame pré-natal e deve ser realizada
no início da gravidez, e repetida no início do 3º trimestre.
e)A sífilis congênita é doença de notificação compulsória.
109-O condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital,
é uma doença sexualmente transmissível causada pelo seguinte vírus:
a)Treponema pallidum.
b)Haemophilus ducreyi.
c)Papilomavírus humano (HPV).
d)T-linfotrópico humano (HTLV).
e)Trichomonas vaginalis.
110-As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) estão entre os
maiores problemas de saúde pública. Considerando o controle das DSTs,
analise as afirmativas abaixo:

I. Evidências revelam que não há correlação entre a difusão das DSTs


convencionais e a transmissão do Vírus da Imunodeficiência Humana
(HIV), tendo sido descoberto que as DSTs não aumentam o risco de
transmissão do HIV por via sexual.

II. O diagnóstico e tratamento das DSTs em fase inicial podem evitar graves
complicações e sequelas, incluindo infertilidade, perda fetal, gravidez
ectópica, morte prematura, infecções em recém-nascidos e lactentes.

III. As ações devem estar direcionadas à conscientização da população


quanto à necessidade do uso de preservativos em todas as relações
sexuais e atividades íntimas.

IV. As ações devem estar direcionadas, exclusivamente, a populações em


risco, como trabalhadores sexuais de ambos os sexos, adolescentes e
prisioneiros.

Assim, verifica-se que


a)apenas I está correta.
b)apenas II e IV estão corretas.
c)apenas I, II e III estão corretas.
d)I, II, III e IV estão corretas.
e)penas I e III estão corretas.
111-Na Abordagem Sindrômica, o atendimento do paciente com DST visa
curar as infecções possíveis, cessar os sintomas, colaborando para evitar
as complicações advindas da(s) DST além de
a)orientar sobre o uso de anticoncepcionais hormonais.
b)interromper a cadeia de transmissão da doença.
c)identificar os principais agentes etiológicos envolvidos na doença.
d)orientar que pode ser mantida relação sexual com parceiro/a durante o
tratamento.
112-Acerca do diagnóstico da sífilis, assinale a alternativa correta.
a)A identificação direta do Treponema palidum é de difícil determinação,
com alta incidência de falso-positivos.
b)Na sífilis secundária, é costumeiro o teste para diagnóstico diferencial da
Aids.
c)O teste mais comumente utilizado é o VDRL, teste treponêmico de
hemaglutinação.
d)Na sífilis congênita, é feito diagnóstico diferencial para outras infecções,
como toxoplasmose, rubéola e herpes.
e)A precisão do VDRL permite excluir a possibilidade de sífilis congênita
em recém-nascidos.
113-Assinale a alternativa que indica a infecção genital causada por
bactéria denominada Haemophilus ducreyi.
a)Linfogranuloma venéreo.
b)Donovanose.
c)Cancro mole.
d)Cancro duro.
e)Tricomoníase genital.
114-Quanto às doenças sexualmente transmissíveis, é correto afirmar
que aquela transmitida pelo Treponema pallidum é a(o)
a)gonorreia.
b)HPV.
c)herpes.
d)sífilis.
e)candidíase.
115-Sobre a candidíase vulvovaginal, informe se é verdadeiro (V) ou falso
(F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa que apresenta a
sequência correta.

( ) É uma infecção causada por um fungo cuja principal forma de


transmissão é sexual (o risco de transmissão por ato sexual é de 60% a
80%) e que infecta a vagina e a uretra.

( ) A gestação predispõe o aparecimento de candidíase vaginal e dentre os


sintomas estão: prurido, corrimento branco, grumoso e inodoro e
dispareunia.

( ) O tratamento na gestação deve ser realizado preferencialmente com


medicação por via oral, sendo indicado fluconazol 150 mg em dose única.

( ) Este microrganismo pode fazer parte da flora endógena em até 50% das
mulheres
a)V - V - F - F.
b)F - V - F - V
c)V - F - V - F.
d)F - F - V - V.
e)V - V - V - F.
116-Doença infecciosa sistêmica, de evolução crônica,sujeita a surtos de
agudização e períodos de latência quando não tratada. É causada
pelo Treponema pallidum,um espiroqueta de transmissão sexual ou
vertical, que pode produzir, respectivamente, as formas adquirida ou
congênita da doença. Estamos falando de
a)Candidíase.
b)Sindrome da imunodeficiência adquirida.
c)Gonorréia
d)Papiloma vírus.
e)Sífilis.
117-São consideradas doenças sexualmente transmissíveis:
a)Cancro mole, herpes, sífilis, lúpus e HIV.
b)Lúpus, herpes, sífilis, linfogranuloma venéreo e HIV.
c)Lúpus, hepatite C, sífilis, linfogranuloma venéreo e HIV.
d)Cancro mole, herpes, sífilis, linfogranuloma venéreo e HIV
e)Cancro mole, lúpus, sífilis, linfogranuloma venéreo e HIV.
118-Sobre as vulvovaginites, assinale a alternativa correta.
a)Considera-se como vulvovaginite toda manifestação inflamatória e/ou
infecciosa do trato genital feminino inferior, ou seja, vulva, vagina e epitélio
escamoso do colo uterino.
b)As vulvovaginites se manifestam por meio de corrimento vaginal e
apenas mais um sintoma que é o prurido vaginal
c)Considera-se como vulvovaginite toda manifestação inflamatória e/ou
infecciosa do trato genital feminino inferior, ou seja, vulva, vagina com exceção
do epitélio escamoso do colo uterino.
d)As vulvovaginites se manifestam por meio de corrimento vaginal e
apenas mais um sintoma que é a disúria
e)As vulvovaginites somente acomete mulheres com diversos parceiros
sexuais e profissionais do sexo.
119-São sinais e sintomas da candidíase vulvovaginal, EXCETO
a)prurido vulvovaginal
b)ardor ou dor à micção.
c)corrimento branco, grumoso, inodoro e com aspecto caseoso.
d)fissuras e maceração da pele.
e)vagina e colo recobertos por placas esverdeadas, aderidas à mucosa.
120-As doenças sexualmente transmissíveis são um problema de saúde
pública que merecem atenção dos profissionais de enfermagem, pois
são importantes fatores de risco para a infecção de HIV. Diante desse
assunto, correlacione as colunas abaixo e, em seguida, assinale a
alternativa que apresenta a sequência correta.

Doença Agente etiológico/Características

1. Gonorreia. A. Treponema pallidum/ Apresenta-se de 3


tipos: primária, secundária
ou terciária.
2. Sífilis. B. HPV/ Apresenta verrugas de tamanhos
variados, isoladas ou
múltiplas indolores, com ou sem prurido,
que se disseminam
rapidamente em área úmidas.
3. Vaginose C. Neisseria gonorrohoeae/ Causa
abundante secreção amarelo-
bacteriana esverdeada, espessa, disúria e
prurido, mas pode ser assintomática
em até 70% dos casos.
4. Condiloma D. Gardnerella vaginallis (mais comum)/
Causa corrimento vaginal
acuminado. fluido, fétido, acinzentado, mais
acentuado após relações sexuais.

a)1-B/ 2-A/ 3-C/ 4-D


b)1-C/ 2-A/ 3-D/ 4-B
c)1-C/ 2-D/ 3-B/ 4-A
d)1-A/ 2-D/ 3-C/ 4-B
e)1-D/ 2-B/ 3-A/ 4-C
121-Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) com
relação às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

( ) Mulheres com infecções não tratadas por gonorreia e/ou clamídia podem
desenvolver doença inflamatória pélvica, sendo que cerca de 25% se tornarão
inférteis.
( ) Abortos espontâneos, natimortos, recém- -nascidos com baixo peso ao
nascer, infecção congênita e perinatal estão associados às DSTs não tratadas
em gestantes.
( ) Entre todas as DSTs, a sífilis em gestantes e sífilis congênita não são agravos
de notificação compulsória.
( ) Entre homens, a clamídia também pode causar infertilidade e o HPV pode
causar carcinoma de pênis.
( ) O Ministério da Saúde brasileiro não recomenda a “abordagem sindrômica”
para o tratamento das DSTs.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a)V – V – V – F – F
b)V – V – F – V – F
c)V – F – V – V – V
d)F – V – F – V – V
e)F – F – V – F – V
122-São doenças sexualmente transmissíveis (DST):
a)Gonorreia.
b)Clamídia.
c)Todas alternativas estão corretas.
d)HPV.
123-São chamadas de doenças sexualmente transmissíveis (DST) aquelas
causadas por vírus, bactérias ou micróbios e que são transmitidas,
principalmente nas relações sexuais. Conhecida popularmente
por DST são patologias antigamente conhecidas como doenças venéreas.
As principais situações que aumentam o risco de se pegar uma DST são:
a)Pessoas que usam drogas injetáveis, compartilhando agulhas e
seringas, isto é, duas ou mais pessoas usando as mesmas agulhas e seringas.
b)Pessoas que têm relações sexuais sem usar camisinha.
c)Pessoas cujo companheiro ou companheira tem relação sexual com
outras pessoas sem usar caminha.
d)Todas as alternativas estão corretas.
124-São doenças sexualmente transmissíveis (DST):
a)Clamídia.
b)Gonorréia.
c)HPV.
d)Todas alternativas estão corretas.
125-Segundo o Ministério da Saúde, em recém-nascido de mãe com sífilis
não tratada ou inadequadamente tratada, que apresenta alterações clínicas
ou sorológicas, deverá ser iniciado tratamento com:
a) Cloranfenicol.
b)Lincomicina.
c)Tetraciclina.
d)Penicilina.
126-Um governo estadual tem como meta eliminar a sífilis congênita até
2015. Para alcançar essa meta, o Plano Operacional para a Redução da
Transmissão Vertical da Sífilis, entre outros aspectos, deve considerar:
a)a transmissão vertical do treponema ocorre na fase secundária da
infecção materna, com baixo percentual de ocorrência na fase primária da
doença.
b)o leite materno é uma importante fonte de transmissão vertical.
c)o parto cesariana é a melhor opção para a gestante infectada porque a
infecção fetal ocorre, principalmente, por via vaginal durante o trabalho de
parto.
d)a transmissão vertical do treponema ocorre na fase primária da infecção
materna, inexistindo nas fases secundária e tardia da doença.
e)a sífilis congênita e a sífilis em gestante como sendo doenças de
notificação compulsória.
127-Segundo o Manual de Controle das Doenças Sexualmente
Transmissíveis (DST) é CORRETO afirmar que
a)o estudo de 2004 citado nesse manual, revelou que o uso de
preservativo na primeira relação sexual foi referido/mencionado por apenas
10% dos entrevistados.
b)a prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) é
classificada em primária (uso de preservativo) e secundária (diagnóstico e
tratamento).
c)é de total responsabilidade do governo federal a disponibilização
contínua dos medicamentos padronizados para portadores de DST.
d)a prevenção, especificamente dirigida ao controle de HIV, se resume na
distribuição de preservativos.
128-Assinale a alternativa correta com relação às Doenças Sexualmente
Transmissíveis – DSTs.
a)O HIV é transmitido através das vias sexual e sanguíneas, de
transmissão vertical, dos objetos perfuro-cortantes contaminados e da
amamentação.
b)A sífilis congênita é transmitida da mãe ao feto durante o último trimestre
da gravidez.
c)A sífilis, a gonorreia, o herpes e a AIDS são DSTs que podem ser
transmitidas durante a gravidez, mas raramente por meio do parto.
d)A pílula anticoncepcional minimizou o surgimento das DSTs.
e)A partir da contaminação com o micro-organismo de determinada DST, o
indivíduo passa a ser imune a essa mesma DST.
129-É causado pelo vírus papiloma, que se manifesta através do
surgimento de verrugas, aglutinadas ou não, na região genital, tanto do
homem quanto da mulher. É uma doença altamente contagiosa, que infecta
65% dos parceiros após o contato sexual:
a)Gonorreia.
b)Condiloma acuminado.
c)Sífilis.
d)Candidíase.
e)Herpes.
130-Dentre as doenças infectoparasitárias, a sífilis é uma doença relevante,
podendo haver transmissão vertical. Seu agente etiológico é:
a)Trichomonasvaginalis.
b)Taeniasolium.
c)Tripanossomacruzi.
d)Treponema pallidum.
e)Toxoplasma gondii.
131-As pesquisas apontam que as vulvovaginites são as responsáveis pela
maior parte das consultas ginecológicas que, em sua grande maioria, não
são consideradas graves, mas causam desconfortos e incômodos que
levam as mulheres a procurar o serviço médico. As mais frequentes são:
candidíase, tricomoníase e vaginose bacteriana. Ainda que essas afecções
não sejam consideradas graves, devem ser tratadas a fim de evitar
complicações, que segundo estudos, pode levar à esterilidade, causada
pela:
a)Doença Inflamatória Cândida.
b)Doença Inflamatória Pélvica.
c)Doença Inflamatória do Vestibular.
d)Doença Inflamatória Vúlvica.
132-Às clientes portadoras de vulvovaginites recidivantes, é
imprescindível que o auxiliar de enfermagem oriente quanto ao/à:
a)higiene íntima com ácido acético e ingestão de vitamina A.
b)tratamento da dismenorreia via sistêmica e terapêutica tópica vaginal.
c)uso de duchas após relação sexual e troca de roupa íntima.
d)uso de preservativo e tratamento do parceiro.
e)lavagem das mãos antes e após as eliminações, suspendendo uso de
anticoncepcional.
133-Doença infecciosa que apresenta uma lesão inicial, que é o cancro
duro, é sexualmente transmissível, causada por uma bactéria chamada
Treponema pallidum. Trata-se da:
a)Doença de Chagas
b)Toxoplasmose
c)Sífilis
d)Antraz
e)HIV
134-Alguns vírus podem transformar uma célula hospedeira em tumor ou
célula cancerígena, por exemplo. O Papilomavírus humano (HPV) pode
causar:
a)câncer do pulmão.
b)câncer do colo uterino.
c)linfoma.
d)adenocarcinoma ovariano.
e)hepatoma.
135- exame preventivo do câncer do colo de útero deve ser reali
zado por toda mulher que tem, ou já teve, vida sexual e que está entre
25 e 64 anos. De acordo com as orientações do Ministério da S
aúde, quando o resultado do exame acusar infecção pelo HPV, a m
ulher deverá ser orientada a repeti-lo
a)após 6 meses.
b)após 1 ano.
c)imediatamente.
d)após 2 anos.
e)após 3 meses.
136- sífilis é uma doença infecciosa de transmissão sexual ou materno-
fetal, de evolução crônica, sujeita a surtos de agudização e períodos
de latência clínica de menor ou maior tempo de duração.
No que se refere à classificação dessa doença, assinale a afirmativa
correta.
a)Sífilis secundária é a forma da sífilis adquirida na qual não se observam
sinais e sintomas clínicos e, portanto, tem o seu diagnóstico feito apenas
por meio de testes sorológicos.
b)Sífilis terciária caracteriza-
se pela presença de lesão erosada ou ulcerada, geralmente única, pouco d
olorosa, com base endurecida, fundo liso, brilhante e pouca secreção serosa.

c)Sífilis latente é aquela na qual os sinais e sintomas geralmente apa


recem de 3 a 12 anos ou mais após o início da infecção.
d)Sífilis congênita precoce caracteriza-
se pelo surgimento dos sintomas tais como baixo peso, hepatomegalia e
osteocondrite até o segundo ano de vida.
e)Sífilis primária geralmente caracteriza-
se pela presença de lesões cutâneo-
mucosas, de 6 a 8 semanas após o aparecimento do cancro duro.
137-O Programa Nacional de DST e Aids do Brasil é reconhecido como uma
das melhores respostas governamentais perante a epidemiologia de Aids
no mundo. Entretanto, existem diversos desafios importantes no combate
à epidemia, na área da infância e da adolescência. Considerando esses
desafios, leia as frases e assinale a alternativa que corresponde à resposta
correta.

I. Um dos desafios é a prevenção da transmissão vertical do HIV e da sífilis.

II. Um dos desafios é a prevenção da transmissão sexual entre


adolescentes e a garantia dos direitos das crianças e adolescentes vivendo
e convivendo com HIV/Aids.

III. O teste anti-HIV e o exame da sífilis (VDRL) fazem parte de um pré-natal


de qualidade, sendo um direito de toda gestante.

IV. Para poder prevenir a transmissão vertical da sífilis é importante que as


gestantes façam no mínimo quatro exames de sífilis durante o pré-natal.

Estão corretas as frases:


a)Apenas as frases I, II e III estão corretas.
b)Apenas as frases III e IV estão corretas.
c)Todas as frases estão corretas.
d)Apenas as frases II e IV estão corretas.
138-Um enfermeiro orienta um grupo de mulheres sobre métodos
contraceptivos, anticoncepção de emergência (AE) e prevenção de
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)/HIV. Durante as orientações,
surgem muitas dúvidas sobre a AE, para as quais o enfermeiro esclarece
que
a)o mecanismo de ação principal da AE é invariável, dependendo,
minimamente, do momento do ciclo menstrual em que a mesma é
administrada.
b)a AE é considerada um método adicional de proteção para as DST/HIV.
c)o conceito de fecundação é sinônimo de gravidez, pois a fecundação
ocorre imediatamente após a relação sexual.
d)a AE tem como meta principal atuar após a fecundação, impedindo a
implantação do embrião.
e)a segurança da AE, para a mulher, é explicada, dentre outros, pela dose
hormonal administrada.
139-Uma mulher que participa de um grupo, recebe orientações sobre
doenças sexualmente transmissíveis e o risco de se adquirir ou transmitir
o HIV. Esta relata ao enfermeiro que utiliza espermicida em suas relações
sexuais e que, recentemente, surgiu um processo inflamatório no local,
diagnosticado como vaginite química. Nesta situação, o enfermeiro
explica, dentre outros, que
a)o processo inflamatório é fator de risco para o aparecimento de
candidíase no local e de proteção para o HIV.
b)o processo inflamatório está relacionado com o aumento da imunidade
ao HIV.
c)a vaginite química é caracterizada por um tipo de ectopia que confere
proteção para HIV.
d)a vaginite química, como processo inflamatório, favorece a transmissão
do HIV.
e)a vaginite química é um fator de risco para a transmissão do HIV, apenas
quando associada a uma infecção.
140-Após a perícia em uma gestante, as orientações quanto à proteção e
prevenção de doenças transmissíveis, de acordo com a Secretaria de
Estado da Saúde do Estado de São Paulo, incluem a indicação das
seguintes vacinas:
a)dupla adulto, febre amarela e influenza.
b)sarampo-caxumba-rubéola, hepatite B e febre amarela.
c)dupla adulto, hepatite B e influenza
d)BCG, hepatite B e influenza.
e)meningocócica C, hepatite B e dupla adulto.
141-Na realização de exame pericial em adolescente, verificou-se a
existência de doença sexualmente transmissível. De acordo com a
Resolução COFEN 311/2007, com relação ao sigilo profissional, entre as
responsabilidades e deveres da equipe de enfermagem consta:
a)franquear o acesso a informações e documentos para pessoas que não
estão diretamente envolvidas na prestação da assistência
b)divulgar aos pais do envolvido, independentemente de seu
consentimento, de forma que possa ser autorizado o tratamento.
c)em atividade multiprofissional, o fato sigiloso poderá ser revelado quando
necessário à prestação da assistência
d)o profissional de enfermagem deverá divulgar às autoridades judiciais e
sociedade civil o segredo ora omitido.
e)divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos de forma que os
envolvidos possam ser identificados.
142-Assinale a opção em que são apresentadas as manifestações clínicas
da infecção causada pelo agente
a)prurido vulvovaginal, corrimento branco, grumoso, com aspecto caseoso,
acompanhado de fissuras e maceração da pele
b)secreção vaginal amarelada, acompanhada de lesões exofíticas (crista
de galo), dor pélvica intensa e polaciúria
c)secreção vaginal em pequena quantidade, com odor assemelhado a odor
de peixe, associada a sintomas de poliúria
d)prurido, dor, área infectada edemaciada e lesões vesiculares que
coalescem em formato de crosta
e)secreção vaginal abundante, espumosa, de coloração amarelada a
amarelo-esverdeada, irritativa, de odor fétido, acompanhada de sintomas
urinários e hiperemia de mucosa
143-Em relação a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), assinale a
opção correta.
a)A sífilis congênita não pode ser considerada um indicador no processo
de avaliação de qualidade da assistência à gestante.
b)As lesões das fases primária e secundária da sífilis apresentam baixa
infectividade, o que torna dispensável o uso de luvas pelo profissional de saúde
durante a manipulação das lesões.
c)A vigilância epidemiológica das DSTs tem como base a notificação
tardia, procedimento que se completa com o estado de prevalência nos grupos
de risco.
d)A gonorreia acomete apenas as regiões dos órgãos genitais.
e)A doença infecciosa causada pelo papilomavírus (HPV), conhecida como
condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo, é transmitida
frequentemente por meio de contato sexual.
144-As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) estão entre os
maiores problemas de saúde pública. Considerando o controle das DSTs,
leia as afirmativas abaixo e assinale a alternativa que corresponde à
resposta correta.

I. Evidências revelam que não há correlação entre a difusão das DSTs


convencionais e a transmissão do Vírus da Imunodeficiência Humana
(HIV), tendo sido descoberto que as DSTs não aumentam o risco de
transmissão do HIV por via sexual.

II, O diagnóstico e tratamento das DSTs em fase inicial podem evitar graves
complicações e sequelas, incluindo infertilidade, perda fetal, gravidez
ectópica, morte prematura, infecções em recém-nascidos e lactentes.

III. As ações devem estar direcionadas à conscientização da população


quanto à necessidade do uso de preservativos em todas as relações
sexuais e atividades íntimas.

IV. As ações devem estar direcionadas exclusivamente a populações em


risco como trabalhadores sexuais de ambos os sexos, adolescentes e
prisioneiros.
a)Apenas as frases II e IV estão corretas
b)Apenas as frases I, II e III estão corretas.
c)I,II,III e IV estão corretas.
d)Apenas as frases I e III estão corretas
145-Assinale a alternativa que apresenta DSTs causadas por vírus.
a)condiloma e sífilis
b)condiloma e cancro mole
c)herpes e sífilis
d)condiloma e herpes
e)herpes e cancro mole
146-Relacione a 1.ª coluna com a 2.ª.

1. Saúde Sexual
2. Sexo seguro
3. Sexualidade
4. Saúde reprodutiva

I - É muito mais do que sexo. Ela é um aspecto central da vida das pessoas
e envolve sexo, papéis sexuais, orientação sexual, erotismo, prazer,
envolvimento emocional, amor e reprodução.
II - É a habilidade de mulheres e homens para desfrutar e expressar sua
sexualidade, sem riscos de doenças sexualmente transmissíveis, de
gestações não desejadas e livre de imposições, violência e
discriminações.
III - Consiste no uso da camisinha masculina ou feminina em todas as
relações sexuais para proteção, ao mesmo tempo, de DST/HIV/AIDS e de
gravidez não planejada.
IV - É um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não
somente de ausência de doença, em todos os aspectos relacionados ao
sistema reprodutivo e às suas funções e processos. Envolve a capacidade
de desfrutar de uma vida sexual satisfatória e sem riscos, e a liberdade para
a pessoa decidir se quer ter ou não ter filhos, o número de filhos que deseja
ter e em que momento da vida.
Marque a alternativa que contenha a sequência CORRETA de cima para
baixo.
a)1, 4, 2, 3.
b)2, 4, 1, 3.
c)3, 1, 2, 4.
d)4, 3, 2, 1.
147-Qual das síndromes clínicas que acometem o sistema reprodutor
feminino, relacionadas a seguir, tem a presença de úlceras?
a)Vaginose Bacteriana.
b)Herpes.
c)Condiloma
d)Gonorreia.
e)Tricomoníase.
148-O agente farmacológico que o enfermeiro espera que seja prescrito
para a mulher dignosticada com herpes genital é, provavelmente,
a)azitromicina.
b)ofloxacina.
c)oxacilina.
d)metronidazol.
e)aciclovir.
149-Ao orientar um grupo de adultos jovens sobre a sífilis, o enfermeiro
deve enfatizar que
a)a sífilis adquirida recente caracteriza-se pelo surgimento de cancro duro
pruriginoso, que desaparece em 4 meses.
b)a administração intramuscular de Penicilina G Benzatina, uma vez por
semana, durante 3 semanas, é indicada no tratamento da sífilis latente e tardia.
c)é considerada doença de notificação compulsória para todos os tipos de
sífilis: adquirida, adquirida recente, adquirida tardia e congênita.
d)as sinonímias das sífilis são Lues, doença de Gália e paludismo.
e)o exame diagnóstico é, rotineiramente, realizado com amostra de
secreção genital em esfregaço com tintura de Wright.
150-No aconselhamento aos indivíduos com sorologia positiva para sífilis
deve-se informar que
a)é uma doença infecciosa sistêmica, de evolução crônica, de transmissão
sexual e vertical.
b)pode ser transmitida por meio do aleitamento materno.
c)a barreira placentária impede a passagem do agente etiológico quando
presente na corrente sanguínea da gestante.
d)a complicação mais frequente no sistema cardio- vascular é a
miocardiopatia chagásica.
e)a transmissão vertical ocorre exclusivamente no primeiro trimestre da
gestação.
151-O Ministério da Saúde considera que toda doença sexualmente
transmissível constitui evento sentinela para busca de outra DST e HIV.
Com o propósito de reduzir a incidência das DST, preconiza, nesses
atendimentos, a
a)abordagem sindrômica do cliente.
b)introdução da poliquimioterapia.
c)imunização contra Clostridium tetânico.
d)pesquisa de fatores alergênicos.
e)introdução do soro anticrotálico.
152-A interrupção da cadeia de transmissão das doenças sexualmente
transmissíveis ocorre efetivamente com:
a)( ) aconselhamento e triagem dos infectados
b)( ) exames físicos e laboratoriais
c)( ) detecção e tratamento dos casos
d)( ) distribuição de preservativo e comunicação aos parceiros
153-Uma usuária referindo desconforto e dor pélvica foi atendida no
Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) de uma unidade
básica de saúde e, após a realização da anamnese e exame clínico-
ginecológico, o profissional de saúde não constatou evidências de
sangramento vaginal ou atraso menstrual e nem quadro abdominal grave;
contudo, durante o exame a cliente relatou dor à mobilização do colo e ao
toque vaginal. Diante do caso e conforme as recomendações do Programa
Nacional de DST/AIDS, a conduta do profissional deve ser:
a)iniciar o tratamento para DIP; agendar retorno para avaliação após 3 dias
ou antes, se necessário.
b)tratar Vaginose Bacteriana; oferecer anti-HIV e VDRL; agendar retorno
para avaliação após 7 dias ou antes, se necessário.
c)iniciar o tratamento para Tricomoníase Genital; solicitar sorologia para
HPV; agendar retorno para avaliação após 5 dias ou antes, se necessário.
d)tratar Candidíase Vulvovaginal, avaliar risco; agendar retorno para
avaliação após 7 dias, ou antes, se necessário.
154-São doenças que podem ser transmitidas através da relação
sexual, EXCETO:
a)Toxoplasmose.
b)Hepatite B.
c)AIDS/HIV.
d)Sífilis.
e)HPV.
155-A transmissão vertical da Sífilis pode levar em até 40% das mortes do
feto e do neonato, sendo sua prevenção, diagnóstico e tratamento precoce
uma prioridade na atenção básica e na média complexidade, devendo-se
Assinale a alternativa CORRETA.
a)Somente I, III e IV estão corretas.
b)Somente I, II e V estão corretas.
c)Somente III e V estão corretas.
d)Somente I e V estão corretas.
e)Somente II, III e IV estão corretas.
156-Doença transmissível adquirida por contato sexual, por transmissão
vertical e aleitamento materno:
a)Carbúnculo.
b)Febre do Nilo ocidental.
c)Febre de Malta.
d)AIDS.
e)VDRL.
157-A patologia transmitida por meio de relação sexual sem preservativo
caracterizada por vesículas, sobre base eritematosa, cujo aparecimento é
precedido por aumento da sensibilidade, ardência, prurido, principalmente
com história de recorrência da lesão, é
a)condiloma acuminado.
b)cancro mole.
c)sífilis.
d)herpes.
e)gonorreia.
158-Relacione as colunas e, em seguida, assinale a alternativa que
apresenta a sequência correta.

1. Úlcera Genital
2. Corrimento Vaginal

( ) Tricomoníase

( ) Cancro mole

( ) Herpes

( ) Sífilis

( ) Gonorreia
a)2 – 1 – 1 – 2 – 2.
b)2 – 1 – 1 – 1 – 2.
c)2 – 2 – 1 – 2 – 2.
d)2 – 1 – 2 – 1 – 2.
e)1 – 2 – 1 – 1 – 2.
159-No atendimento à mulher com doença sexualmente transmissível, o
conjunto de ações essenciais inclui
a)orientação e entrega de preservativo, mediante prescrição médica.
b)incentivo a adesão ao tratamento e vacinação, se maior de 35 anos de
idade.
c)orientação do tratamento, mesmo com o desaparecimento dos sinais e
sintomas.
d)agendamento do retorno, a cada três dias, para avaliação e
acompanhamento.
e)coleta de material para pesquisa de Machado Guerreiro.
160-As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) estão entre os
problemas de saúde pública mais comuns no Brasil e em todo o mundo,
sendo atualmente consideradas o principal fator facilitador da transmissão
sexual do HIV. Algumas DST, quando não diagnosticadas e tratadas a
tempo, podem evoluir para complicações graves e até mesmo para o óbito.

Considerando a importância da equipe de enfermagem na orientação,


controle, prevenção e tratamento das DST, analise as seguintes afirmativas
acerca das DST e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) A sífilis é uma doença infecciosa de transmissão sexual ou materno-


fetal. Quando o agente causador da doença está presente na corrente
sanguínea da gestante, atravessa a barreira placentária atingindo o feto.

( ) As principais formas de transmissão do vírus HIV causador da síndrome


da imunodeficiência humana são: sexual, sanguíneo, vertical (materno-
fetal) e ocupacional, ocasionada por acidente de trabalho em profissionais
de saúde.
( ) A transmissão do vírus da hepatite B (HBV) se faz por duas vias: a via
oral e a via sexual e, por causa dessa última forma de transmissão citada,
é considerada uma doença sexualmente transmissível.

( ) O HPV é responsável pela doença infecciosa, de transmissão


frequentemente sexual, também conhecida como verruga genital ou crista
de galo.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência de letras CORRETA.


a)(F) (V) (V) (F)
b)(F) (F) (F) (V)
c)(V) (F) (V) (F)
d)(V) (V) (F) (V)
161-O papiloma vírus humano
a)é uma doença sexualmente transmissível e todos os tipos de vírus
possibilitam o surgimento do câncer de colo de útero.
b)transmite-se por contato, direto ou indireto, com a pele infectada por
meio de relações sexuais, podendo causar lesões na vagina, pênis e ânus.
c)é fator impeditivo para a realização de parto normal, com a necessidade
de programação do parto cesárea.
d)pode ser tratado cirurgicamente com laser ou via tópica, dependendo do
tipo de lesão.
e)é passível de imunização em qualquer faixa etária, independentemente
de idade, sexo ou atividade sexual.
162-As doenças sexualmente transmissíveis são consideradas um grave
problema de saúde pública, pois os sinais e sintomas podem ser de difícil
identificação, tornando fundamental o diagnóstico precoce e acesso ao
tratamento correto.

I. A sífilis manifesta-se inicialmente como uma pequena lesão nos órgãos


sexuais, denominada cancro duro, além do aumento dos gânglios
linfáticos na região inguinal, após a exposição à situação de risco, com
pessoa infectada.
II. O HPV provoca lesões com aspecto de couve-flor e de tamanhos
variáveis nos órgãos genitais. Nas mulheres, pode ser assintomático. A
maior gravidade é relacionada ao aparecimento de alguns tipos de câncer,
principalmente no colo do útero, vulva, pênis e reto, pois toda infecção pelo
HPV causa câncer.
III. O condiloma acuminado pode ser tratado de forma local, com uso da
cauterização, de produtos cáusticos, quimioterapia ou radioterapia. O
parceiro também deve ser submetido ao tratamento.
IV. O teste Elisa é o mais utilizado para o diagnóstico da AIDS, por meio da
detecção de anticorpos anti- HIV no sangue, em resposta à infecção pelo
HIV. Para a confirmação, pode ser empregado o teste de Western Blot.
V. Janela imunológica é o termo que designa o intervalo entre a infecção
pelo vírus da AIDS e a detecção de anticorpos anti-HIV no sangue da
pessoa infectada, por meio de exames laboratoriais específicos. Nesse
caso, a detecção de HIV tem possibilidade de um resultado falso-positivo.

É correto o que se afirma em


a)I, II, III, IV e V.
b)I, II, III e IV, apenas.
c)I e IV, apenas.
d)II, III e IV, apenas.
e)IV e V, apenas.
163-O aumento do número de casos de mulheres contamina- das pelo
H.P.V. é preocupante por ser uma doença sexualmente transmissível
relacionada diretamente com o surgimento de
a)epicondilite necrosante.
b)mioma.
c)ovário policístico.
d)câncer no colo do útero.
e)fibrossarcoma mamário.
164-Com relação à sífilis e seus aspectos diferenciais, quando comparados
às demais D.S.T.'s, é correto afirmar:
a)Os exames VDRL treponêmico e o imunohisto- químico do exsudato
confirmam o diagnóstico.
b)A presença de cancro mole e corrimento vaginal de cor esverdeada e
bolhoso confirmam o diagnóstico nas mulheres.
c)As pequenas verrugas sinalizam o início da doença e podem evoluir para
grandes massas com aspecto de couve-flor.
d)As mulheres não transmitem a doença ao bebê por via vertical.
e)Os sinais e sintomas variam de acordo com a fase da doença (primária,
secundária e terciária).
165-Assinale a opção correta acerca das doenças sexualmente
transmissíveis.
a)O condiloma acuminado provoca o surgimento de verrugas genitais, é de
difícil diagnóstico e é causado por uma bactéria.
b)O gonococo que causa a gonorréia provoca sintomas de dor ao urinar e
limita-se a uma infecção superficial local, pois não é capaz de migrar para
outros sítios.
c)A sífilis, causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum, pode
atingir qualquer órgão e evoluir cronicamente.
d)O herpes genital é causado pelo mesmo microrganismo da donovanose
e tem o tratamento semelhante à base de antibióticos.
166-Logo após sofrer violência sexual, uma mulher é atendida no recurso
de saúde. Uma das recomendações para estabelecer a eventual presença
de DST, HIV ou hepatite B e C é a coleta imediata de
a)conteúdo vaginal para exame bacterioscópico e de cultura e,
eventualmente, biologia molecular, com investigação endocervical para o
gonococo, clamídia e HPV.
b)sangue e, após respeitar o período da janela imunológica de cada
doença, de amostra da secreção e do epitélio vaginal.
c)amostra da secreção e do epitélio vaginal e de sangue para exame de
hemograma, coagulograma, transaminases e do ácido vanil-mandélico se for
iniciar a profilaxia com anti-retrovirais.
d)amostra da secreção e do epitélio vaginal e, após respeitar o período da
janela imunológica de cada doença, de sangue.
e)sangue, urina, secreção vaginal e epitélio anal, de acordo com o
fluxograma de detecção de anticorpos anti-HIV, independentemente do
consentimento da mulher ou dos familiares.
167-O aumento do número de casos de mulheres contaminadas pelo HPV
é preocupante por ser uma doença sexualmente transmissível, relacionada
diretamente com o surgimento de
a)mioma.
b)câncer no colo do útero.
c)sarcoma de Wills.
d)fibrossarcoma neural.
e)epicondilite necrosante.
168-As infecções de transmissão sexual, adquiridas durante o estupro,
quando não tratadas, podem levar a quadros de doença inflamatória
pélvica e esterilidade, dentre estas pode estar a infecção pelo HIV. Em
virtude das complicações destas infecções adota-se além da profilaxia
para o HIV e a antibioticoprofilaxia para Doenças Sexualmente
Transmissíveis (DST) não virais. Os medicamentos de primeira escolha
para a profilaxia das DST não virais para adultos e adolescentes com mais
de 45 anos, vítimas de violência sexual, são:
a)Vancomicina, Ciprofloxacina, Tetraciclina, Clavulinato.
b)Amoxacilina, Ceftriaxone, Tetraciclina, Tienam.
c)Penicilina B Benzatina, Ciprofloxacina, Azitromicina, Metronidazol.
d)Cefalexina, Amicacina, Azitromicina, Penicilina.
e)Ampicilina, Sulfametoxazol, Tetraciclina, Tienam.
GABARITO DST

1-B 2-A 3-A 4-E 5-C 6-D 7-E 8-D 9-A 10-A 11-
D 12-A 13-B 14-D 15-E 16-B 17-B 18-B 19-E
20-C 21-C 22-B 23-E 24-D 25-D 26-D 27-B 28-
D 29-D 30-B 31-E 32-C 33-D 34-E 35-D 36-E
37-A 38-C 39-B 40-D 41-C 42-A 43-B 44-C 45-
C 46-D 47-B 48-B 49-E 50-A 51-C 52-D 53-B
54-D 55-C 56-E 57-B 58-C 59-E 60-E 61-E 62-
E 63-C 64-D 65-C 66-A 67-A 68-D 69-A 70-B
71-D 72-E 73-B 74-D 75-A 76-C 77-A 78-A 79-
E 80-B 81-D 82-C 83-D 84-C 85-E 86-E 87-C
88-C 89-A 90-A 91-D 92-E 93-B 94-A 95-D 96-
B 97-E 98-C 99-C 100-B 101-A 102-D 103-C
104-C 105-A 106-D 107-D 108-C 109-C 110-B
111-B 112-D 113-C 114-D 115-B 116-E 117-D
118-A 119-E 120-B 121-B 122-C 123-D 124-D
125-A 126-E 127-B 128-A 129-B 130-D 131-B
132-D 133-C 134-B 135-A 136-D 137-A 138-E
139-D 140-C 141-C 142-E 143-E 144-A 145-D
146-C 147-B 148-E 149-B 150-A 151-A 152-C
153-A 154-A 155-B 156-D 157-D 158-B 159-C
160-D 161-D 162-C 163-D 164-E 165-C 166-A
167-B 168-C
SAÚDE DA MULHER-PLANEJAMENTO
FAMILIAR
1-Nos registros em saúde, é útil ter conhecimentos básicos de
terminologias médicas, de modo a se evitar equívocos nas informações.
O prefixo “A” usualmente significa “ausência” ou “perda”. Nesse sentido,
o registro sobre uma situação de “amenorreia” significa:
a)perda de cabelos.
b)ausência de diarreia.
c)ausência de menstruação.
d)ausência de ureia.
e)perda da fala.
2-Em relação à Política de Atenção à Saúde da Mulher, assinale a
afirmativa correta.
a)Apresenta como objetivos gerais: estimular a implantação e
implementação do planejamento familiar; promover a atenção obstétrica e
neonatal, qualificada e humanizada, incluindo a assistência ao abortamento em
condições inseguras.
b)Apresenta como objetivos específicos: promover a melhoria das
condições de vida e saúde; reduzir a morbimortalidade, especialmente por
causas evitáveis, e ampliar, qualificar e humanizar a atenção à saúde da
mulher no SUS.
c)A norma Técnica de “Prevenção e tratamento de agravos resultantes da
violência sexual contra mulheres e adolescentes” garante a qualidade e
ampliação de serviços de atenção ao abortamento previsto em lei, como forma
de atenção humanizada ao abortamento.
d)A promoção da atenção à saúde da mulher negra e da saúde das
trabalhadoras do campo não são contempladas na Política de Atenção á Saúde
da Mulher, pois são atendidas em programas específicos.
3-Sobre a anticoncepção na adolescência, é incorreto afirmar-se que
a)os anticoncepcionais hormonais combinados, compostos de estrogênio e
progestogênio (anticoncepcionais orais combinados, injetável mensal, adesivo
anticoncepcional transdérmico e anel vaginal), não devem ser usados na
adolescência, pois, em geral, há várias restrições ao uso.
b)o diafragma é um ótimo método para adolescentes motivadas a usá-lo e
bem orientadas.
c)o DIU deve ser usado com cuidado e com acompanhamento rigoroso da
menarca até 19 anos de idade, em jovens nulíparas. Há preocupações pelo
risco de expulsão e de infecções em mulheres muito jovens.
d)os métodos comportamentais (tabela, muco cervical, temperatura basal,
entre outros) são pouco recomendados para adolescentes.
e)deve ser estimulado o uso da camisinha masculina ou feminina em todas
as relações sexuais, por ser o único método que protege contra as
DST/HIV/Aids.
4-Com relação aos métodos contraceptivos, é correto afirmar:
a)A laqueadura tubária em gestantes primíparas é realizada,
prioritariamente, durante o parto, pois trata-se de um método eficaz no controle
da natalidade.
b)A vasectomia está contraindicada, por se tratar de um procedimento
mais difícil e inseguro, em relação à esterilização feminina.
c)A anticoncepção oral de emergência é recomendada como método
regular de uso diário, no caso de adolescentes que mantém relações sexuais
desprotegidas.
d)A camisinha associada a outro método anticoncepcional fornece dupla
proteção, incluindo as doenças sexualmente transmissíveis.
e)O DIU é um método indicado para as adolescentes com mais de um
parceiro que não usam camisinha em toda relação sexual.
5-Os métodos comportamentais anticoncepcionais, também
conhecidos como métodos de abstinência periódica, ou métodos
naturais, se baseiam em evitar as relações sexuais vaginais no período
fértil do ciclo. São exemplos de métodos comportamentais:
a)Método do Dispositivo Intra-uterino ou Método do Espermicida.
b)Método do Calendário (tabelinha) ou Método da Temperatura corporal
basal.
c)Método do Dispositivo Intra-uterino ou Método do Muco Cervical.
d)Método do Muco Cervical ou Método do Espermicida.
6-Assinale a alternativa correta sobre a pílula do dia seguinte:
a)Deve ser utilizado como método de contracepção frequente.
b)É um método totalmente seguro contra as DSTs.
c)É contraceptivo de emergência.
d)Só pode ser utilizado por mulheres que ainda não tiveram filhos.
7-O planejamento familiar é parte integrante do conjunto de ações de
atenção à mulher, ao homem ou ao casal, dentro de uma visão de
atendimento global e integral à saúde. O planejamento familiar é direito de
todo cidadão, observado o disposta Lei 9.263 de 12 de janeiro de 1996. De
acordo com esta lei, somente é permitida a esterilização voluntária nas
seguintes situações:
a)Em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de trinta
anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos.
b)Risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado
em relatório escrito e assinado por dois médicos.
c)Em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de trinta
anos de idade ou, pelo menos, com três filhos vivos.
d) Risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado
em relatório escrito e assinado pelo médico e pelo cônjuge autorizando o
procedimento cirúrgico.
8-O conceito de saúde sexual e reprodutiva vem sendo discutido pelos
movimentos feministas e de direitos humanos há várias décadas. O
conceito de direitos reprodutivos e sexuais tem sua formulação inicial
nas décadas de 80 e 90, no âmbito dos movimentos gay e lésbico
europeus e norte-americanos, produzindo-se, em seguida, uma sinergia
com os segmentos mundiais. As alternativas abaixo discutem alguns
conceitos apresentados no caderno de atenção básica: saúde sexual e
reprodutiva.
I. Entende-se que a saúde reprodutiva é um estado de completo bem-estar
físico, mental e social, em todos os aspectos relacionados com o sistema
reprodutivo e as suas funções e processos, e não de mera ausência de
doença ou enfermidade.
II. Relacionamentos igualitários entre homens e mulheres não existem,
sempre vão ocorrer diferenças entre os sexos que podem ser justificadas
pela biologia e pela cultura.
III. Os direitos humanos das mulheres incluem seu direito a ter controle e
decidir livre e responsavelmente sobre questões relacionadas à sua
sexualidade, incluindo a saúde sexual e reprodutiva, livre de coação,
discriminação e violência.
IV. A saúde reprodutiva implica que a pessoa possa ter uma vida sexual
segura e satisfatória, tendo autonomia para se reproduzir e a liberdade de
decidir sobre quando e quantas vezes deve fazê- lo.
V. Nas questões referentes às relações sexuais e à reprodução, não
requerem respeito mútuo, consentimento e divisão de responsabilidades
sobre o comportamento sexual e suas consequências.
Assinale a alternativa em que todas as afirmativas estão CORRETAS:
a)I, II, III, IV e V.
b)Apenas III e IV.
c)Apenas III e V.
d)Apenas I, III, IV e V.
e)Apenas I, III e IV.
10-O Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher, do Ministério
da Saúde (PAISM/MS), teve como ponto de partida o debate sobre a
questão do planejamento familiar. Sobre o assunto, assinale a alternativa
que corresponde à clientela prevista para acompanhamento no
planejamento familiar.
a)Gestantes no acompanhamento pré-natal.
b)Puérperas no acompanhamento puerperal.
c)Casais em que um dos cônjuges apresenta transtorno mental
d)Mulheres infectadas pelo zika vírus ou que apresentem HIV positivo,
durante os primeiros seis meses de gestação.
e)Casais que desejam evitar a gravidez ou aqueles que desejam
engravidar, mas que por alguma razão não conseguem.
11-A Lei do Planejamento Familiar de 1996 e as Portarias 144/97 e 48/99
do Ministério da Saúde normatizam procedimentos, permitindo que o
Sistema Único de Saúde (SUS) os realize em acesso universal. Os
critérios legais para a realização da esterilização cirúrgica pelo SUS são:
possuir capacidade civil plena, ter filhos vivos ou uma idade mínima,
independentemente do número de filhos. Assinale a alternativa que
apresenta o número de filhos vivos e a idade mínima da mãe exigidos
para a realização de esterilização cirúrgica.
a)1 filho e 18 anos.
b)2 filhos e 20 anos.
c)2 filhos e 25 anos.
d)3 filhos e 30 anos.
e)5 filhos e 30 anos.
12-Considerando os anticoncepcionais orais apenas de progestogênio,
leia as frases abaixo e a seguir assinale a alternativa correta.
I. São anticoncepcionais que contêm uma dose muito baixa de
progestogênio.
II. São chamados de minipílulas, que contêm uma alta dosagem de
progestogênio e uma pequena dosagem de estrogênio.
III. São anticoncepcionais mais apropriados para a mulher que amamenta.
Entretanto, mulheres que não estão amamentando não podem usá-los.
IV. Algumas das formulações disponíveis no Brasil são: Noretisterona e
Desogestrel.
a)As frases I e IV estão corretas.
b)Apenas a frase I está correta.
c)As frases II, III e IV estão corretas.
d)As frases II e IV estão corretas.
e)Apenas a frase III está correta.
13-No que diz respeito à assistência de enfermagem aplicada à saúde
sexual e reprodutiva da mulher, assinale a opção correta.
a)Para garantir maior proteção contra contracepção e doenças
sexualmente transmissíveis, o casal deve utilizar simultaneamente
preservativos masculino e feminino.
b)Cabe ao profissional de enfermagem instruir a paciente sob o correto uso
do diafragma como método anticoncepcional, orientando-a a respeito da
possibilidade de colocá-lo imediatamente antes das relações sexuais e de
retirá-lo logo após o coito.
c)Por não apresentar interação farmacológica com os medicamentos
antirretrovirais, o método levonorgestrel (da AE) é indicado para as mulheres
vítimas de estupro que pretendam utilizar o método de anticoncepção de
emergência (AE) para evitar a gravidez e os antirretrovirais para a profilaxia da
infecção pelo HIV.
d)A mulher que utiliza o preservativo feminino deve ser orientada a colocá-
lo pelo menos doze horas antes das relações sexuais, para a prevenção
completa contra todas as doenças sexualmente transmissíveis, como HIV/AIDS
e vírus do condiloma genital (HPV).
e)Para se evitar gravidez indesejada, o método Yuzpe de AE é o de uso
mais indicado em um período de até setenta e duas horas após a relação
sexual, em caso de atraso menstrual.
14-Os anticoncepcionais hormonais orais, também chamados de
pílulas anticoncepcionais, são esteroides utilizados isoladamente ou
em associação com a finalidade básica de impedir a concepção. São
instruções que os profissionais de saúde devem repassar às usuárias
das pílulas anticoncepcionais:
a)A usuária deve suspender o uso da pílula anticoncepcional e procurar o
serviço de saúde para identificar gravidez, caso não ocorra a menstruação no
intervalo entre o uso das cartelas, de comprimidos.
b)Nos casos de vômitos e/ou diarreias, com duração de dois ou mais dias,
as relações sexuais devem ser evitadas ou o uso de métodos de barreira
devem ser instituídos.
c)No primeiro mês de uso, ingerir o 1° comprimido no 5° dia do ciclo
menstrual ou, no máximo, até o 10° dia, e usar preservativo durante o uso da
1ª cartela de comprimidos.
d)A usuária deve ingerir um comprimido por dia, até o término da cartela,
preferencialmente no turno da manhã e utilizar minipílula durante o período
menstrual.
15-Em relação à saúde sexual e reprodutiva,
a)o uso de anticoncepcional hormonal combinado possui restrições em
casos de câncer de ovário, endometriose, mioma, tromboflebite e Síndrome da
Imunodeficiência Adquirida.
b)o cancro mole é uma doença sexualmente transmissível causada por
Chamydia trachomatis e apresenta como características clinicas lesões
indolores na região genital e linfonodos palpáveis na região inguinal.
c)o Dispositivo Intrauterino de Cobre é contraindicado em casos de
gravidez confirmada ou suspeita, doença inflamatória atual recente e
antecedente de gravidez ectópica e de cirurgia pélvica.
d)o herpes genital, a sífilis e a donovanose são doenças sexualmente
transmissíveis caracterizadas pelo aparecimento de úlceras genitais, quando
nos casos sintomáticos das doenças
16-Em um Programa de Saúde da Mulher, as orientações do Técnico de
Enfermagem, quanto aos métodos contraceptivos incluem
a)abstenção de relações sexuais no período fértil, para maior eficácia no
método Ogino Knaus.
b)desconsiderar o uso do preservativo masculino ou feminino, quando
associar o método do muco cervical.
c)indicar a vasectomia e a ligadura de trompas, em homens e mulheres
com capacidade civil plena, a partir de 18 anos de idade ou com pelo menos
um filho vivo.
d)usar a pílula anticoncepcional de emergência, em até 10 dias após a
relação sexual desprotegida.
e)considerar o diafragma como método eficiente, quando retirado da
vagina, em até 30 minutos após a relação sexual.
17-É um sinal de presunção de gravidez:
a)parede vaginal aumentada
b)batimento cardíaco fetal
c)atraso menstrual
d)movimento fetal
18-Para a realização do Teste Imunológico de Gravidez (TIG) o técnico de
enfermagem precisa orientar que a mulher deve ter o atraso menstrual,
em dias, de no mínimo:
a)7
b)10
c)15
d)20
19-Relacione, no quadro a seguir, os métodos contraceptivos e as
características descritas.

Método contraceptivo Características


Diafragma A. Aumenta a eficácia se utilizado
em conjunto com outros
métodos contraceptivos.
Geleia espermicida B. Não é indicado para mulheres
com múltiplos parceiros sexuais
porque eleva o risco de doença
inflamatória pélvica.
DIU C. Pode ser colocado na hora da
relação sexual ou, no máximo,
até duas horas antes e retirado
de 6 a 8 horas após a última
relação sexual.
Está correta a relação estabelecida entre

a)Diafragma e as características descritas em A e C.


b)Diafragma e as características descritas em B.
c)Geleia espermicida e as características descritas em B.
d)DIU e as características descritas em C.
e)DIU e as características descritas em A.
20-Durante a realização de uma atividade de grupo com gestantes, várias
participantes relataram que vinham apresentando azia. Frente a essa
situação, o técnico de enfermagem deve orientar as gestantes a
a)dar preferência ao consumo de chás e café pela manhã e à noite.
b)ingerir líquidos em abundância, ao longo de todo o dia.
c)consumir dieta fracionada, evitando frituras.
d)evitar o uso de travesseiros ao repousar deitada.
e)fazer uso contínuo de medicamentos antiácidos, de 2/2 horas.
21- A atenção no planejamento familiar contribui para a redução da
morbimortalidade materna à medida que:
I. Diminui o número de gestações não desejadas e de abortamentos
provocados.
II. Aumenta o número de ligaduras tubárias por falta de opção e de acesso
a outros métodos anticoncepcionais.
III. Aumenta o intervalo entra as gestações, contribuindo para a diminuição
de bebês de baixo peso.
IV. Possibilita planejar a gravidez com mulheres adolescentes ou com
patologias crônicas descompensadas, tais como diabetes, hipertensão
dentre outros.
Assinale a alternativa correta.
a)I e III.
b)I, II e III.
c)I, III e IV.
d)II, e IV.
e)I, II, III e IV
22-Logo após a ovulação, as células da granulosa, sob influência do LH,
hipertrofiam-se acentuadamente e enchem a cavidade cística com
conteúdo hemorrágico, transformando-a em estrutura granulosa, tingida
por um pigmento amarelo denominado
a)Estrogênio.
b)Corpo Lúteo.
c)Progesterona.
d)Oócito.
e)Gonadotrofina Coriônica Humana.
23-Em relação à promoção dos direitos sexuais e reprodutivos da
população LGBT, assinale a alternativa INCORRETA.
a)A Política Nacional de Saúde Integral de Gays, Lésbicas, Bissexuais,
Travestis e Transexuais tem o objetivo de promover a saúde integral,
humanizando e qualificando a atenção em todos os níveis,
b)É importante que os profissionais de saúde acolham a família que vive
esse tipo de situação, buscando mediar conflitos entre os seus membros.
c)A política tem como missão a redução das iniquidades em saúde e o
enfrentamento do preconceito e da discriminação ainda persistente no SUS.
d)As equipes de Saúde da Família precisam estar atentas ao agrupamento
das pessoas em novas configurações familiares, como as famílias
homoafetivas, que devem ser acolhidas e acompanhadas da mesma forma que
as famílias tradicionais.
e)O ministério da saúde vem se preocupando em formular uma política
para essa população, porém ainda não há nada implantado.
24-Sobre a Anticoncepção de Emergência, assinale a alternativa
correta.
a)Consiste na utilização de pílulas contendo apenas progestogênio depois
de uma relação sexual desprotegida, para evitar gravidez.
b)Consiste na utilização de pílulas contendo apenas estrogênio depois de
uma relação sexual desprotegida, para evitar gravidez.
c)Pode ser usada de forma regular, substituindo outro método
anticoncepcional
d)A pílula anticoncepcional de emergência – a pílula apenas de
progestogênio (levonorgestrel) – pode ser abortiva.
e)Não disponibilizar a anticoncepção de emergência fere os direitos
sexuais e os direitos reprodutivos das pessoas e a Lei federal nº 9.263, que
regulamenta o planejamento familiar.
25-Qual é o nome da Rede que assegura às mulheres o direito ao
planejamento reprodutivo, a atenção humanizada à gravidez, parto,
abortamento e puerpério e às crianças o direito ao nascimento seguro,
crescimento e desenvolvimento saudáveis?
a)Rede Cegonha.
b)Rede Bebê Seguro.
c)Rede Mãe Protegida.
d)Rede Aleitamento Materno.
e)Rede Bebê de Risco.
26-Em relação ao planejamento reprodutivo é correto afirmar que
a)o termo planejamento reprodutivo é sinônimo de controle de natalidade.
b)o controle de natalidade baseia-se no respeito aos direitos sexuais e aos
direitos reprodutivos.
c)o planejamento reprodutivo implica imposições do governo sobre a vida
reprodutiva de homens e mulheres.
d)o governo brasileiro pauta-se pelo respeito e garantia dos direitos
sexuais e dos direitos reprodutivos e, nesse sentido, coloca-se claramente a
favor da política com caráter controlista da natalidade.
e)os profissionais de saúde devem procurar compreender as expectativas
das pessoas no que diz respeito à reprodução e ajudá-las a concretizarem
essas expectativas, respeitando suas escolhas.
27-O diafragma é um método vaginal de anticoncepção que consiste
em um capuz macio de látex ou de silicone côncavo, com borda
flexível, que recobre o colo uterino. Sobre o diafragma é correto
afirmar:
a)Apresenta tamanho único e se adéqua à parede vaginal de cada mulher.
b)A durabilidade é de aproximadamente dois a três meses, após esse
período deverá ser lavado.
c)Pode ser usado durante a menstruação e ser retirado 30 minutos após a
relação sexual.
d)Previne algumas DST e complicações por elas causadas, especialmente
gonococos e clamídia.
e)Deve ser colocado um dia antes da relação sexual ou, no máximo, vinte
horas antes.
28-Assinale a opção que corresponde a um método anticoncepcional
que não pode ser usado por mulheres que estão amamentando.
a)Camisinha masculina ou feminina.
b)Anticoncepcional injetável trimestral.
c)Dispositivo intrauterino – DIU.
d)Anticoncepcional hormonal oral combinado.
e)Anticoncepcional hormonal oral de progesterona.
29-Segundo o Caderno de Atenção ao Pré-Natal de Baixo Risco (2012)
são sinais de probabilidade da gravidez:
a)paredes vaginais aumentadas, com aumento da vascularização e
pulsação da artéria vaginal nos fundos de sacos laterais.
b)aumento do volume das mamas, hipersensibilidade nos mamilos,
tubérculos de Montgomery e saída de colostro pelo mamilo.
c)náuseas, vômitos, tonturas, salivação excessiva, mudança de apetite,
aumento da frequência urinária e sonolência.
d)presença dos batimentos cardíacos fetais (BCF) e percepção dos
movimentos fetais.
e)coloração violácea vulvar, Sinal de Halban, aumento do volume
abdominal, cianose vaginal e cervical.
30-Observe o quadro a seguir referente a questão :

De acordo com as características dos métodos contraceptivos (eficácia,


efeitos secundários, aceitabilidade, disponibilidade, facilidade de uso,
reversibilidade, proteção a Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e
infecção pelo HIV), os mais passíveis de uso no SUS são:
a)Métodos Definitivos.
b)Métodos Hormonais.
c)Métodos de Barreira.
d)Dispositivos Intrauterinos (DIU).
e)Métodos de Abstinência Natural e Periódica.
31-Dados os itens sobre aconselhamento durante o planejamento familiar,
I. Identificação e acolhimento da demanda do indivíduo ou casal,
entendida como suas necessidades, dúvidas, preocupações, medos e
angústias entre outras, relacionadas às questões de planejamento
familiar e prevenção das DST/AIDS.
II. Avaliação de risco individual ou do casal, para a infecção pelo HIV e
outras DST.
III. Reconhecimento pelo profissional de que o sucesso a ser alcançado
depende da ação conjunta dos interlocutores (profissional e indivíduo ou
casal). verifica-se que está(ão) correto(s)
a)I, II e III.
b)I e II, apenas.
c)III, apenas.
d)II, apenas.
e)I, apenas.
32-Os adolescentes e os jovens têm direito de ter acesso a informações e
à educação em saúde sexual e reprodutiva, e a meios e métodos que os
auxiliem a evitar uma gravidez não planejada.

1. Os anticoncepcionais hormonais combinados, compostos de estrogênio e


progestogênio, podem ser usados desde a menarca.
2. O DIU pode ser usado sem restrições desde a menarca, em jovens
nulíparas.
3. A anticoncepção oral de emergência é um método muito importante para os
adolescentes, devido ao maior risco de manter relações sexuais desprotegidas.
4. O diafragma é um método contraindicado para adolescentes, pois nessa
fase é difícil determinar o tamanho.
5. Os métodos contraceptivos comportamentais são pouco recomendados para
adolescentes.
Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.
a)São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
b)São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 5.
c)São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 5.
d)São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.
e)São corretas apenas as afirmativas 3, 4 e 5.
33-Durante as ações educativas sobre planejamento familiar, uma
trabalhadora faz a seguinte pergunta: “Qual o momento indicado para
a colocação do DIU?”

A resposta correta do enfermeiro deverá ser:


a)- preferencialmente, durante a menstruação.
b)- obrigatoriamente, nos três primeiros dias após a menstruação.
c)- obrigatoriamente, cinco dias antes do ciclo menstrual.
d)- preferencialmente, na fase estrogênica, entre o 5° e o 14° dia de um
ciclo menstrual de 28 dias.
e)- habitualmente, na fase de aumento do nível de progesterona, entre o
15° e o 20° dia do ciclo menstrual de 28 dias.
34-Ao orientar sobre métodos contraceptivos para um grupo de jovens,
o auxiliar de enfermagem explica que
a)na fase da pré-menopausa, os métodos contraceptivos mais eficazes
são o muco cervical e a temperatura basal.
b)as injeções anticoncepcionais são esteroides antagônicos aos hormônios
femininos e de excelente eficácia para mulheres acima de 35 anos.
c)o diafragma é uma das melhores escolhas para adolescentes, pois
protege também contra doenças sexualmente transmissíveis.
d)a pílula anticoncepcional hormonal impede a ovulação e modifica o muco
cervical, dificultando a passagem dos espermatozoides.
e)o DIU é contraindicado para mulheres com idade inferior a 25 anos.
35-A regulamentação do planejamento familiar no Brasil, por meio da Lei
n.º 9.263/96, foi conquista importante para mulheres e homens no que diz
respeito à afirmação dos direitos reprodutivos. Porque a atenção em
planejamento familiar contribui para a redução da morbimortalidade
materna e infantil?
a)Diminui os longos intervalos entre as gestações, contribuindo para elevar
a frequência de bebês a termo com peso normal.
b)Possibilita a prevenção e/ou postergação de gravidez em mulheres
adolescentes ou com patologias crônicas.
c)Acompanha as gestações de alto risco e orienta para realização de
cesáreas.
d)Diminui o número de gestações não desejadas e regulamenta a
realização de abortamentos de casos previstos em lei.
e)Aumenta o número de cesáreas realizadas para fazer a ligadura
tubária.
36-Pesquisas mostram que as adolescentes que engravidam são, em
sua maioria, as que têm baixa autoestima, logo a gestação não deixa
de ser uma forma de serem “vistas” pela sociedade e, por essas
razões, a gravidez se torna desejável. É pelas mesmas razões que já
não se utiliza a expressão “Gravidez Indesejada” e sim:
a)“Gravidez Não Quista”
b)“Gravidez Não Esperada”
c)“Gravidez Surpresa”
d)“Gravidez Não Planejada”
37-Um dos princípios científicos nos quais se baseia a determinação do
período fértil da mulher é:
a)os espermatozoides, após sua deposição no canal vaginal, têm
capacidade para fecundar um óvulo até o período de 24 a 36 horas
b)a ovulação costuma acontecer 10 dias antes da próxima menstruação.
c)a prolactina, enzima produzida pela córtex uterina, é a responsável pela
inibição da ovulação
d)os ciclos menstruais irregulares são determinantes na identificação do
período fértil.
e)o óvulo, após a ovulação, tem uma vida média de 24 horas.
38-A anticoncepção hormonal de emergência (AE) está inserida no
contexto da Rede Cegonha (Ministério da Saúde, 2011). Assinale a
alternativa que contém um dos ítens do protocolo da AE.
a)Para a dispensação da AE não será exigida a receita médica, podendo
os enfermeiros disponibilizarem o medicamento na ausência do médico.
b)Está contraindicado o uso da AE quando ocorrer esquecimento
prolongado do anticonceptivo oral ou atraso do injetável.
c)Está indicado o uso da AE até no máximo 2 dias após a relação sexual.
d)Será disponibilizada a AE para todas as mulheres acima de 21 anos de
idade que desejarem.
e)O medicamento de escolha para a anticoncepção hormonal de
emergência é o Etinilestradiol.
39-Durante o período da amamentação, é possível evitar uma nova
gravidez com a combinação entre a prolactina e progesterona com uso de
a)anéis medidores.
b)filoquinona.
c)dispositivo intrauterino.
d)anticoncepcional injetável quinzenal.
e)minipílula.
40-Acerca de saúde reprodutiva da mulher, julgue o item seguinte.

Uma mulher que utiliza o anticoncepcional oral como método de


contracepção deve ser orientada, caso se esqueça de tomar uma
pílula, a tomá-la assim que se lembrar de fazê-lo e a continuar o uso do
anticoncepcional como de costume.
 Certo
 Errado
41-Avalie se a atenção em planejamento familiar contribui para a redução
da morbimortalidade materna e infantil pelas seguintes razões:

I. Diminui o número de cesáreas realizadas para fazer a ligadura tubária.


II. Aumenta o número de ligaduras tubárias por falta de opção e de acesso
a outros métodos anticoncepcional.
III. Aumenta o intervalo entre as gestações, contribuindo para diminuir a
frequência de bebês de baixo peso e para que eles sejam adequadamente
amamentados.
IV. Possibilita planejar a gravidez em mulheres adolescentes ou com
patologias crônicas compensadas tais como: diabetes, cardiopatias,
hipertensão, portadoras do HIV, entre outras.

Estão corretos apenas:


a)I, II e III;
b)II e IV;
c)III e IV;
d)I e IV;
e)I e III.
42-São métodos contraceptivos comportamentais:
a)Ogyno-Knauss, temperatura basal, muco cervical, sintotérmico, coito
interrompido e a relação sexual sem penetração vaginal.
b)Ogyno-Knauss, temperatura basal, muco cervical, sintotérmico, coito
interrompido e diafragma.
c)Ogyno-Knauss, temperatura basal, muco cervical, sintotérmico, relação
sexual sem penetração vaginal e diafragma.
d)Ogyno-Knauss, temperatura basal, sintotérmico, coito interrompido,
relação sexual sem penetração vaginal e diafragma
e)Ogyno-Knauss, muco cervical, sintotérmico, coito interrompido, relação
sexual sem penetração vaginal e diafragma.
43-No que se refere a anticoncepção de emergência (AE), assinale a
opção correta.
a)O método de Yuzpe, que utiliza anticonceptivos hormonais combinados,
é o mais indicado como AE.
b)O enfermeiro que prescrever AE estará sujeito às sanções previstas no
código de ética da categoria.
c)É cientificamente comprovado que a utilização desse método pode
resultar em aborto.
d)Há contraindicações para o uso de AE em adolescentes, devido aos
aspectos de maturidade do útero nessa faixa etária, o que restringe a sua
prescrição a essa população.
e)O prazo para início da AE pode ser ampliado até o quinto dia após
relação sexual, não devendo, portanto, ser limitado ao período de 72 horas
após a relação.
44-Assinale a opção correta acerca da saúde reprodutiva e sexual
humana.
a)Os locais mais adequados para um homem portar uma camisinha
masculina são a carteira ou o bolso.
b)O diafragma pode ser retirado transcorridas cinco horas da última
relação sexual mantida pela mulher, tempo necessário para que os
espermatozóides que tinham permanecido na vagina morram.
c)A ligadura de trompas e a vasectomia voluntárias podem ser feitas,
respectivamente, em mulheres e homens acima de trinta e cinco anos de
idade, com capacidade civil plena e, pelo menos, um filho vivo, desde que
obedecido prazo mínimo de quarenta dias contados desde a manifestação da
vontade do(a) paciente.
d)As pílulas combinadas podem ser utilizadas no período de
amamentação.
e)O conceito de saúde reprodutiva envolve a capacidade de a pessoa
desfrutar da vida sexual saudável e a liberdade de ter ou não filhos, quantos e
quando quiser.
45-O Planejamento Familiar é um conjunto de ações em que são
oferecidos todos os recursos, tanto para auxiliar a ter filhos quanto
para prevenir uma gravidez indesejada. Sobre esse recurso é correto
afirmar que
a)aumenta o intervalo entre uma gravidez e outra contribuindo para
diminuir o nascimento de bebes de baixo peso e para que eles sejam
adequadamente amamentados
b)aumenta o número de ligaduras tubárias por falta de acesso a outros
métodos anticoncepcionais naturais
c)assegura a livre decisão da pessoa sobre ter ou não ter filhos e o
profissional de saúde impõe o tipo de métodos anticoncepcionais que será
adotado.
d)é voltado especificamente para as adolescentes no sentido de abolir a
gravidez indesejável, pois todos os métodos oferecem 100% de eficácia
46-O planejamento familiar é regulamentado no Brasil pela Lei 9263/93
e refere-se aos direitos reprodutivos através de ações da regulação da
fecundidade. Entre os métodos anticoncepcionais abaixo, aquele que
forma uma barreira física sobre o colo do útero chama-se:
a)contraceptivos orais.
b)espermicidas.
c)tabela.
d)diafragma.
47-Uma mulher, em tratamento quimioterápico após a retirada do
quadrante da mama, deve ser orientada para
a)restringir a hidratação e, consequentemente, a excreção urinária, de
forma a manter elevado os níveis séricos do quimioterápico o maior tempo
possível.
b)expor-se ao sol, sem o uso de protetores solares, para proteger a pele
contra a agressão química do medicamento.
c)utilizar, para a higiene dental, escovas macias e cremes dentais com
produtos branqueadores e abrasivos.
d)utilizar métodos anticoncepcionais, de acordo com a indicação médica,
porque pode ocorrer ovulação e conse- quentemente, gravidez.
e)tomar o banho muito quente, de forma a facilitar a retirada dos produtos
de excreção aderidos à pele.
48-Julgue os próximos itens, relativos à enfermagem na saúde da
mulher.
A amamentação contribui para o aumento do intervalo entre partos, previne
a osteoporose nas mulheres e diminui a incidência de icterícia e alergias
nas crianças.
 Certo
 Errado
49-De acordo com o Programa de Saúde da Mulher, o anticoncepcional de
emergência
I. pode ser também denominado minipílula (norestradiona 0,35 mg).
II. deve ser aplicado por via intramuscular trimestralmente.
III. não substitui outros métodos contraceptivos.
IV. deve ter uso iniciado em até cinco dias, após relação sexual
desprotegida.
É correto o que consta em
a)I, apenas.
b)I e III, apenas.
c)I, II, III e IV.
d)III e IV, apenas.
e)I, III e IV, apenas.
50-O método de contracepcão que oferece á mulher maior autonomia,
garantindo sua proteção, independentemente do parceiro, é assegurado
com o uso de:
a)( ) espermicida
b)( ) dispositivo intrauterino
c)( ) preservativo feminino
d)( ) diafragma
51-Considerando os métodos de planejamento familiar, tanto os voltados
para a concepção de filhos quanto os voltados para a prevenção da
gravidez, julgue os próximos itens.

A reprodução assistida não se inclui na programação de planejamento


familiar proposta pelo Ministério da Saúde.
 Certo
 Errado
52-Considerando os métodos de planejamento familiar, tanto os voltados
para a concepção de filhos quanto os voltados para a prevenção da
gravidez, julgue os próximos itens.

Entre os efeitos colaterais da injeção hormonal como método


contraceptivo, incluem-se: enjoo, vômitos, sangramento ou marca de
sangue entre menstruações, ausência de menstruação, aumento de peso,
dor de cabeça leve, dor nas mamas, tonteira e mudança de humor.
 Certo
 Errado
53-Considerando os métodos de planejamento familiar, tanto os voltados
para a concepção de filhos quanto os voltados para a prevenção da
gravidez, julgue os próximos itens.
Segundo dados recentes publicados pelo Ministério da Saúde, o
dispositivo intrauterino (DIU) não provoca aborto, porque atua antes da
fecundação do óvulo, inativando ou matando os espermatozoides.
 Certo
 Errado
54-Considerando os métodos de planejamento familiar, tanto os voltados
para a concepção de filhos quanto os voltados para a prevenção da
gravidez, julgue os próximos itens.

Usada como método contraceptivo masculino, a vasectomia é pouco


frequente na população porque requer internação do paciente por 24
horas e afastamento das atividades laborais durante quatro dias.
 Certo
 Errado
55-O Diafragma é um método contraceptivo de barreira, que se baseia na
obstrução da passagem dos espermatozóides para o interior do útero,
impossibilitando, assim, o seu encontro com o óvulo. Sobre esse método,
podemos afirmar que
a)recobre a parede vaginal e a vulva e, portanto, eleva a proteção contra
todas as DST/AIDS.
b)pode ser colocado minutos ou horas antes da relação sexual e não deve
ser retirado de 6 a 8 horas após a última relação sexual.
c)para aumentar ao máximo sua efetividade, somente deve ser retirado
24h após a última relação sexual.
d)devido à eficácia desse método ser restrita e dependente da
regularidade menstrual, só têm lugar enquanto os ciclos permanecerem
regulares.
56-De acordo com a Constituição Federal de 1988, ?[...] Fundado nos
princípios da dignidade da pessoa humana e da paternidade
responsável, o planejamento familiar é livre decisão do casal,
competindo ao Estado propiciar recursos educacionais e científicos
para o exercício deste direito, vedada qualquer forma coercitiva por
parte de instituições oficiais ou privadas?.

Considerando-se que os profissionais da saúde, especialmente da


enfermagem, têm como papel a educação/orientação dos pacientes,
analise as seguintes afirmativas relacionadas ao planejamento familiar
e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) Ter acesso ao planejamento familiar significa o direito à informação,


à assistência especializada e ao acesso aos recursos que permitam
optar livre e consciente- mente por ter ou não filhos, o número, o
espaçamento entre eles e a escolha do método anticoncepcional mais
adequado, sem coação.
( ) Dentre os métodos naturais para prevenção da gravidez aprovados
pelo MS, podem-se citar: muco, tabela, espermaticida e dispositivo
intrauterino (DIU)

( ) Dentre as contraindicações para o uso do diafragma, método de


barreira, encontram-se as mulheres que nunca tiveram relações
sexuais, que têm infecção urinária de repetição e que têm posição
anormal do útero.

( ) As pílulas anticoncepcionais são comprimidos feitos com


substâncias químicas diferentes dos hormônios encontrados no corpo
da mulher e têm como ação impedir a migração do óvulo fecundado
até o útero.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência de letras CORRETA.


a)(V) (F) (F) (V)
b)(V) (F) (V) (F)
c)(F) (V) (F) (V)
d)(F) (V) (V) (F)
57-Com a progressiva antecipação do início da puberdade e o
consequente decréscimo na idade da menarca, a capa- cidade reprodutiva
se instala mais cedo, com maior expo- sição à maternidade precoce,
considerada pela OMS como aquela que ocorre antes dos 20 anos. De
acordo com a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher, a
gravidez na adolescência pode ser efetivamente prevenida por meio de
a)planejamento familiar.
b)aumento do nível socioeconômico.
c)redução do número de parceiros.
d)incentivo ao trabalho.
e)aumento do grau de escolaridade.
58-Planejamento familiar é o direito que toda pessoa tem à informação, à
assistência especializada e ao acesso aos recursos que permitam optar
livre e conscientemente por ter ou não ter filhos. O número, o
espaçamento entre eles e a escolha do método anticoncepcional mais
adequado são opções que toda mulher deve ter, na escolha de forma livre
e por meio da informação, sem discriminação, coerção ou violência. (MS)

Os métodos anticoncepcionais recomendados pelo Ministério da Saúde,


nas ações de educação em saúde e orientações no planejamento familiar
são
a)métodos comportamentais: Billings, Tabela, Temperatura, exceto o
método Sintotérmico.
b)métodos de barreira: Camisinha masculina e feminina, Diafragma, exceto
o uso de Espermaticida.
c)anticoncepcionais hormonais: orais (pílula) e injetáveis, exceto o uso de
dispositivo intra-uterino (DIU).
d)métodos cirúrgicos: laqueadura e vasectomia utilizados para a
esterilização definitiva.
e)métodos químicos: esponja vaginal, ducha e irrigação intra-vaginal.
59-Uma mulher colocou o diafragma (método contraceptivo de barreira)
às 06 horas e teve relação sexual às 08 horas. O horário mais próximo no
qual o diafragma poderá ser retirado é:
a)10 horas;
b)12 horas;
c)14 horas;
d)16 horas;
e)18 horas.
60-Julgue os itens a seguir, que tratam de aspectos ligados à saúde da
mulher durante o período do climatério.
Podem ser utilizadas várias vias de administração de estrogênio para
terapia de reposição, como a oral, a transdérmica, a percutânea, a
nasal, a subcutânea ou a vaginal.
 Certo
 Errado
61-Uma mulher de 43 anos, fumante, diabética e com hipertensão arterial
procura o serviço de planejamento familiar para ser ajudada na escolha
do método anti-concepcional. Nesta situação clínica, contra-indica-se
a)o método do muco cervical.
b)o método da determinação do período fértil.
c)a colocação do diafragma.
d)a colocação do DIU.
e)o uso da pílula combinada de estrogênio e progesterona.
62-No Brasil, é possível a atuação de serviços suplementares aos de
saúde pública, podendo o cidadão contratar diretamente uma
operadora privada de serviços de saúde. Tendo em vista a
importância desse setor, a Lei n.º 9.656/1998 estabelece a
organização legal para a atuação de empresas que oferecem esses
serviços no país. Considerando essa lei, cada um dos itens que se
seguem apresenta uma situação hipotética, seguida de uma
assertiva a ser julgada.
Um casal que vem tentando a concepção de seu primeiro filho há mais de 5
anos, sem sucesso, tomou conhecimento de um novo método de
inseminação artificial, disponível em uma clínica de reprodução humana no
município em que o casal mora. Nessa situação, o casal não poderá
recorrer ao seu plano de saúde privado para o custeio de tal tratamento,
pois a operadora não está obrigada a oferecer tal serviço.
 Certo
 Errado
GABARITO
1-C 2-C 3-A 4-D 5-B 6-C 7-B 8-E 10-E 11-C
12-A 13-C 14-B 15-D 16-A 17-C 18-C 19-A 20-
C 21-C 22-B 23-E 24-E 25-A 26-E 27-D 28-D
29-A 30-C 31-A 32-C 33-A 34-D 35-B 36-D 37-
E 38-A 39-E 40-C 41-E 42-A 43-E 44-E 45-A
46-D 47-D 48-C 49-D 50-C 51-E 52-C 53-C 54-
E 55-B 56-B 57-A 58-D 59-C 60-C 61-E 62-C
SAÚDE DA MULHER-ASSISTÊNCIA AO
PRÉ-NATAL
1-Considerando-se a relevância do Diabetes Mellitus Gestacional (DMG),
tanto por sua prevalência como pelas consequências para o binômio
materno-fetal, analise as afirmativas abaixo e coloque V nas Verdadeiras e
F nas Falsas.

( ) Em situações de viabilidade financeira e/ou disponibilidade técnica parcial,


todas as gestantes devem realizar a glicemia de jejum no início do pré-natal
para diagnóstico de Diabetes Mellitus Gestacional. O ideal é que esse exame
apresente valores inferiores a 95mg/dL.
( ) Recomenda-se o diagnóstico universal, independentemente da ausência
ou presença dos indicadores que estejam associados com maior risco de
hiperglicemia na gravidez.
( ) Caso o resultado da glicemia de jejum apresente valor normal no primeiro
trimestre de gestação, deve-se repetir o exame com 30 semanas de
gestação, para que sejam identificados os casos de Diabetes Mellitus
Gestacional.
( ) O valor de referência para o diagnóstico de Diabetes Mellitus Gestacional,
a partir da glicemia de jejum, é de 92 mg/dL, ou seja, independentemente da
idade gestacional em que tenha sido realizado o exame, se o resultado foi
igual ou acima deste, será confirmado o diagnóstico.
( ) O teste recomendado por apresentar a melhor sensibilidade/especificidade
para o diagnóstico de Diabetes Mellitus Gestacional é a glicemia pós-
prandial.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.


a)V-V-F-V-V
b)F-F-F-V-V
c)V-F-V-F-V
d)F-V-F-V-F
e)V-V-F-V-F
2-Sobre a fisiologia e o diagnóstico da gestação, analise as afirmativas
abaixo e coloque V nas Verdadeiras e F nas Falsas.

( ) São sinais de presunção de gravidez: atraso menstrual, náuseas, vômitos


e presença de batimentos cardíacos fetais.
( ) São sinais de certeza de gestação: batimentos cardíacos fetais; percepção
dos movimentos fetais, visualização do saco gestacional.
( ) Positividade da fração beta do HCG no soro materno, a partir do oitavo ou
nono dia após a fertilização, vômitos e presença de batimentos cardíacos
fetais são sinais de certeza de gestação.
( ) Manifestações clínicas, como náuseas, vômitos, tonturas, salivação
excessiva, mudança de apetite, aumento da frequência urinária e sonolência,
são sinais de probabilidade de gravidez.
( ) Cardiopatias, nefropatias graves e abortamento habitual são fatores, que
indicam ser a gestação de alto risco.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.


a)V-F-V-F-V
b)F-V-V-V-F
c)F-F-V-F-F
d)F-V-F-V-V
e)V-V-V-F-F
3-Uma das intercorrências no pré-natal é a pré- eclâmpsia, que se
caracteriza por:
a)aparecimento de hipertensão arterial sistêmica e proteinúria após a 20ª
semana de gestação em mulheres previamente normotensas.
b)convulsões que não podem ser atribuídas a outras causas anteriores.
c)sangramento vaginal, súbito, de cor vermelho-vivo, de quantidade
variável, indolor. É episódica, recorrente e progressiva.
d)pressão arterial sistólica atingindo valor ≥ 140 mmHg e/ou a pressão
arterial diastólica atingindo valor ≥ 90 mmHg, em duas medidas com intervalo
de pelo menos quatro horas.
e)presença de sangramento vaginal intermitente, de intensidade variável,
indolor e, por vezes, acompanhado da eliminação de vesículas.
4-De acordo com o Ministério da Saúde, na classificação de risco em
obstetrícia, o atendimento à mulher deve ser realizado segundo a cor
atribuída:

Na classificação vermelha, o atendimento deve ser ; ................; na laranja,


em ............. min; na amarela, em ............. min; na verde, até .......... min e na
azul, o atendimento não é prioritário, podendo ser realizado
encaminhamento, de acordo com a pactuação.

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas do texto.


a)urgente • 15 • 30 • 90
b)imediato • 10 • 30 • 120
c)imediato • 15 • 30 • 120
d)em 5 min • 10 • 20 • 120
e)em 5 min • 15 • 45 • 120
5-Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) com
relação ao Descolamento Prematuro de Placenta (DPP) e à Placenta Prévia
(PP).

( ) Na PP marginal ocorre a implantação total ou parcial da placenta no


segmento inferior do útero, que recobre o colo uterino.
( ) Um dos principais fatores de risco para PP é a cicatriz uterina por
cesariana anterior.
( ) Na PP o sangramento é indolor e pode ocorrer no segundo ou terceiro
trimestre.
( ) A sobredistensão uterina (polihidrâmnio ou gestação gemelar) e a
hipertensão são fatores de risco para o DPP.
( ) O DPP com sangramento vaginal é responsável pela apoplexia útero-
placentária ou “útero de Couvelaire”.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.


a)V • V • V • F • F
b)V • F • V • F • F
c)F • V • V • V • V
d)F • V • V • V • F
e)F • V • F • V • F
6-Analise as afirmativas relacionadas com as síndromes hipertensivas
da gravidez:

1. A síndrome HELLP é o quadro clínico caracterizado por hemólise, elevação


de enzimas hepáticas e plaquetopenia, que decorre do agravamento do
quadro de pré-eclâmpsia.
2. Nas gestantes que fazem uso do Sulfato de Magnésio, é indispensável
manter sempre à mão o gluconato de cálcio que atua como antídoto no caso
de eventual parada cardíaca.
3. Na pré-eclâmpsia para a avaliação das condições fetais, são preconizadas
a contagem de movimentos fetais, a avaliação do crescimento fetal e do
líquido amniótico e a cardiotocografia basal.
4. Os níveis séricos diminuídos de ácido úrico correlacionam-se com restrição
de crescimento fetal intrauterino.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.


a)São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
b)São corretas apenas as afirmativas 1 e 4.
c)São corretas apenas as afirmativas 2 e 3.
d)São corretas apenas as afirmativas 2 e 4.
e)São corretas apenas as afirmativas 3 e 4.
7-O pré-natal de baixo risco pode ser realizado pelo enfermeiro, desde que
essa gestante também seja acompanhada pelo médico em algumas
consultas. Na primeira consulta do pré-natal o enfermeiro deve solicitar os
seguintes exames, de acordo com o preconizado nos protocolos da
Atenção Básica: Saúde das Mulheres - Ministério da Saúde, 2016:
a)hemoglobina, hematócrito, tipo sanguíneo, fator RH, eletroforese de
hemoglobina, glicemia em jejum, urina tipo I, parasitológico de fezes, teste
rápido para sífilis ou VDRL, teste rápido para HIV ou sorologia, sorologia para
hepatite B, toxoplasmose IgM e IgG, urocultura e antibiograma.
b)hemoglobina, hematócrito, tipo sanguíneo, fator RH, glicemia em jejum,
urina tipo I, parasitológico de fezes, teste rápido para sífilis ou VDRL, teste
rápido para HIV ou sorologia, sorologia para hepatite B, toxoplasmose IgM e
IgG, sorologia para citomegalovírus e rubéola.
c)hemoglobina, hematócrito, tipo sanguíneo, fator RH, eletroforese de
hemoglobina, glicemia em jejum, urina tipo I, teste rápido para sífilis ou VDRL,
teste rápido para HIV ou sorologia, sorologia para hepatite B, toxoplasmose
IgM e IgG, teste rápido de proteinúria.
d)hemoglobina, hematócrito, tipo sanguíneo, fator RH, eletroforese de
hemoglobina , glicemia em jejum, urina tipo I, parasitológico de fezes, teste
rápido para sífilis ou VDRL, teste rápido para HIV ou sorologia, sorologia para
hepatite B, toxoplasmose IgM e IgG, sorologia para citomegalovírus e rubéola
e)hemoglobina, hematócrito, tipo sanguíneo, fator RH, eletroforese de
hemoglobina, glicemia em jejum, urina tipo I, teste rápido para sífilis ou VDRL,
teste rápido para HIV ou sorologia, sorologia para hepatite B, toxoplasmose
IgM e IgG, urocultura e antibiograma.
8-Numa Unidade de Estratégia Saúde da Família (UESF), uma usuária de 23
anos de idade chega para ser atendida pela enfermeira com um exame de
Beta HCG positivo, atraso menstrual e com queixas comuns de gestação.
Dentre o processo de cuidar em enfermagem foi feito o seguinte
diagnóstico: “Gravidez Confirmada”. Diante do caso supracitado, quais as
intervenções que o enfermeiro prescreveria em uma UESF?
a)Solicitar exames de hemograma, incentivar o aleitamento materno, fazer
um exame físico em busca de poliúria, podidipsia, polifagia, prurido vulvar,
atividade sexual, e solicitar também a hemoglobina glicada.
b)Iniciar o pré-natal, fazer o cadastro da mulher no Sisprenatal Web,
preencher a ficha de gestante, preencher o cartão de gestante, solicitar os
demais exames, fazer orientações gerais sobre a gestação, ofertar preservativo
e realizar todo o histórico e exame físico determinado para a primeira consulta.
c)Iniciar o pré-natal pedindo exames de hemograma, colesterol,
triglicerídeos, e fazer a palpação obstétrica com orientação para o parto que
poderá ser normal ou cesáreo.
d)Solicitar os demais exames de hormônios e encaminhar para o médico
ginecologista.
e)Verificar os sinais vitais, encaminhar para ginecologista da unidade de
saúde para rastreamento de infecções, parasitas, enquanto está no primeiro
trimestre.
9-“Funcionária chegou ao serviço com queixa de dor epigástrica há 6
horas. A mesma relata estar gestante de 32 semanas, sendo esta a terceira
gestação. Ao examiná-la o enfermeiro se depara com os seguintes sinais e
sintomas: PA 180 x 130 mmHg FC 90 bom Fr 22 ipm e apresenta escotomas
e edema de MMII.” Baseado nesta avaliação prévia, é correto afirmar que
esta gestante apresenta:
a)AVCI.
b)Taquiarritmia.
c)Pré-eclâmpsia.
d)Cólica intestinal.
10-O objetivo da assistência ao pré-natal é assegurar o desenvolvimento
da gestação, permitindo o parto de um recém-nascido saudável, sem
impacto para a saúde materna. Desta maneira, o pré-natal (captação
precoce) na Atenção Primária à Saúde deve ser iniciado até na
a)décima semana de gestação.
b)décima primeira semana de gestação.
c)décima segunda semana de gestação.
d)décima quarta semana de gestação.
11-Uma gestante de 30 anos, na 24ª semana de gravidez chegou ao serviço
de saúde se queixando de cefaleia, epigastralgia e escotomas. Apresentou
também pressão arterial de 170x110 mmHg e o resultado da proteinúria foi
de +++ (fita). A paciente informou ter urinado pouco durante o dia e nunca
teve episódio anterior de hipertensão. O quadro descrito acima é sugestivo
de:
a)eclâmpsia.
b)pré-eclâmpsia moderada.
c) pré-eclâmpsia grave.
d)HELLP síndrome.
e)pré-eclâmpsia leve.
12-A gravidez causa alterações anatômicas e fisiológicas em diversos
sistemas do organismo da gestante. Essas mudanças alteram o padrão
de possíveis lesões e podem tornar a avaliação da gestante vítima de
trauma. Sobre as alterações na gestante e a repercussão na avaliação
do socorrista, analise as afirmativas abaixo:
I- A frequência cardíaca da gestante diminui cerca de 15 a 20 batimentos por
minuto abaixo do normal no terceiro trimestre.
II- Se houver indicação de imobilização de coluna, deve ser elevado o lado
direito da prancha de 10 a 15cm, mantendo-a inclinada.
III- O peristaltismo fica diminuído, de modo que a comida pode ficar no
estômago por muitas horas após a alimentação, aumentando o risco de
vômito seguido de aspiração.
IV- A reanimação adequada da mãe é a chave para a sobrevivência da mãe
e do feto.

Estão CORRETAS as afirmativas.


a)I e II apenas.
b)II e III apenas.
c)II, III e IV apenas.
d)I, II, III e IV.
13-Assinale a alternativa correta que contemple um exemplo de
presunção de gravidez.
a)Amolecimento da cérvice uterina, com posterior aumento do seu volume
b)Paredes vaginais aumentadas, com aumento da vascularização (pode-se
observar pulsação da artéria vaginal nos fundos de sacos laterais)
c)Percepção dos movimentos fetais (de 18 a 20 semanas)
d)Presença dos batimentos cardíacos fetais (BCF), que são detectados
pelo sonar a partir de 12 semanas e pelo Pinard a partir de 20 semanas
e)Atraso menstrual
14-Sobre a técnica para medida da altura uterina, analise
as afirmativas abaixo, dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) e assinale a
alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
( ) Posicione a gestante em decúbito lateral esquerdo, com o abdome
descoberto.
( ) Delimite a borda superior da sínfise púbica e o fundo uterino.
( ) Por meio da palpação, procure corrigir a comum dextroversão uterina.
a)V,V,V
b)V,F,V
c)F,V,F
d)F,V,V
e)V,V,F
15-A Sífilis Congênita é um grave problema de saúde pública que ocorre
quando há transmissão vertical do Treponema pallidum da gestante
infectada para seu concepto. Em relação à prevenção e tratamento da
Sífilis Congênita, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada
recomendação a seguir:
(..) A prevenção da Sífilis Congênita na criança tem início no pré-natal,
com a realização de exames e acompanhamento até o nascimento.
(..) As consequências da ausência do tratamento do recém-nascido
podem acarretar sequelas irreversíveis, como surdez, cegueira e retardo
mental.
(..) A transmissão do agente Treponema pallidum presente no sangue
contaminado da mãe para o feto ocorre apenas na 3ª fase da gestação,
por via transplacentária, e em qualquer estágio da doença. Marque a
alternativa que apresenta a ordem correta.
a)V, F, F.
b)V, V, F.
c)F, V, F.
d)V, V, V.
16-As síndromes hipertensivas na gestação acarretam expressiva
morbimortalidade tanto materna quanto fetal. Na conclusão diagnóstica da
Pré-eclâmpsia, condição clínica caracterizada pela elevação dos níveis
pressóricos após a 20ª semana gestacional, a hipertensão associa-se
melhor com:
a)Convulsão.
b) Perda de peso.
c) Anemia.
d) Glicosúria.
e)Proteinúria.
17-Em uma consulta de enfermagem, o enfermeiro verificou que a data da
última menstruação de uma gestante foi em 13/09/2016, e utilizando a Regra
de Naegele, calculou a data provável do parto. Assinale a alternativa que
contemple essa data provável do parto calculada.
a)27/06/2017
b)13/06/2017
c)01/06/2017
d)06/06/2017
e)20/06/2017
18-Assinale a alternativa que contemple um exemplo de fator de risco que
permite a realização do pré-natal pela equipe de atenção básica.
a)Cardiopatias
b)Síndromes hemorrágicas ou hipertensivas
c)Pneumopatias graves
d)Alterações genéticas maternas
e)Tuberculose
19-Sobre os fatores relacionados à gestação múltipla, leia as afirmativas
a seguir e assinale a alternativa correta.
I. Maior idade materna (entre os 15 e os 35 anos, há um aumento de mais de
quatro vezes).
II. Raça Negra.
III. Nuliparidade.
IV. História Familiar pelo lado paterno.
Estão corretas as afirmativas:
a)I, II, III e IV
b)I e II, apenas
c)II apenas
d)II e III, apenas
e)I, III e IV, apenas
20-Uma gestante, 19 semanas, foi admitida na unidade hospitalar com
suspeita de Tuberculose Pulmonar. Nesse caso, a equipe deve adotar:
a)Precauções para transmissão de gotículas
b)Precauções para transmissão de aerossóis
c)Precauções para transmissão de contato
d)Isolamento total
e)Aguardar confirmação diagnóstica médica e laboratorial para tomar uma
conduta
21-Considerando a epidemiologia e as principais recomendações para
parto vaginal e operação cesariana, assinale a alternativa correta.
a)O trabalho de parto/parto vaginal não é recomendado para mulheres
com cicatriz uterina longitudinal de operação cesariana anterior, casos em que
há maior comprometimento da musculatura do útero, aumentando o risco de
sua ruptura no trabalho de parto
b)A operação cesariana é recomendada como forma rotineira de
nascimento de feto de mulheres obesas
c)A operação cesariana é recomendada como forma de prevenção da
transmissão vertical em gestantes com infecção por vírus da hepatite B e C
d)A operação cesariana não é recomendada em mulheres que tenham
apresentado infecção primária do vírus Herpes simples, durante o terceiro
trimestre da gestação
e)Considerando as características do Brasil, a taxa populacional de
operação cesariana de referência ajustada pelo instrumento desenvolvido pela
OMS é entre 70% e 80%
22-Considerando o exame físico obstétrico durante a consulta de
enfermagem, assinale a alternativa correta.
a)Os batimentos cardíacos fetais (BCF) podem ser percebidos a partir da
8a semana de gestação
b)O toque retal pode ser unidigital, bidigital ou manual, sendo realizado,
exclusivamente, no período do trabalho de parto
c)A circunferência abdominal é avaliada acima do nível da cicatriz
umbilical, sendo que a gestante a termo, não obesa, tem cerca de 100 a 112
cm
d)A altura uterina é estimada tendo o cuidado de reconhecer a resistência
óssea do púbis e delimitar, sem comprimir, o fundo do útero, com a borda
cubital da mão. A fita métrica mede o arco uterino
e)
Durante a gestação são observadas as contrações fisiológicas chamadas de
metrossístoles regulares. No momento do parto, ocorrem as contrações de
BraxtonHicks, traduzindo a atividade uterina do trabalho de parto
23-O tratamento da hiperglicemia gestacional deve ser: cuidados com a
alimentação, com a atividade física, com medicamentos e monitorização
metabólica e obstétrica continuas. São contraindicações absolutas à
prática de exercícios durante a gestação:
a)Anemia (Hb <25 g/dL)
b)Gestação gemelar > 20 semanas
c)Placenta prévia > 28 semanas
d)Distúrbio alimentar
e)Diabete tipo 1 compensado
24-Durante a consulta de enfermagem, a mulher DRS, 30 anos, informou
que sua última menstruação foi em 10 de setembro de 2016. De acordo com
a regra de Näegele para cálculo da data provável do parto (DPP), é correto
afirmar que a DPP será em:
a)10 de junho de 2017
b)03 de julho de 2017
c)17 de junho de 2017
d)03 de junho de 2017
e)25 de junho de 2017
25-Segundo as modificações sistêmicas na mulher ocorridas na
gravidez, assinale a alternativa correta.
a)Uma das alterações renais é a diminuição no fluxo plasmático renal
b)Uma das alterações hematológicas é a diminuição do número de
hemácias
c)Uma das alterações respiratórias é o aumento da capacidade residual
funcional
d)Uma das alterações de pele e fâneros é a hipotricose
e)Uma das alterações cardiovasculares é o aumento da resistência
periférica
26-O início precoce do pré-natal é uma das estraté- gias para que seja
realizada uma assistência adequada. Identifique abaixo as afirmativas
verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ), em relação ao assunto.
( ) As consultas de pré-natal devem ser mensais até a 30 a semana,
quinzenais entre 30 a e 36a semanas e semanais no termo.
( ) Quando o parto não ocorre até a 41 a semana, a gestante deve ser
encaminhada para a avaliação do bem-estar fetal (índice do líquido amniótico
e monitoramento cardíaco fetal).
( ) A captação precoce da gestante para iniciar a atenção pré-natal na
Atenção Básica deve ser até a 16 a semana de gestação.
( ) Um dos 10 Passos para o pré-natal de qualidade na Atenção Básica é
garantir o direito do parceiro a realizar consultas, exames e ter acesso a
informações antes, durante e depois da gestação.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a)F • V • F • V
b)V • F • V • V
c)F • V • F • F
d)V • F • F • F
e)F • F • V • V
27-Em todas as consultas em gestantes a partir da 10ª a 12ª semana de
gestação, fazse necessária a ausculta dos Batimentos Cardiofetais
(BCF). Sendo assim, é correto afirmar que
a)a escuta torna-se audível com uso de sonar doppler a partir da 6ª/7ª
semana.
b)a escuta torna-se audível com uso de estetoscópio de Pinard a partir da
12ª semana.
c)a frequência dos BCF esperada é de 110 a 160 bpm.
d)deve-se contar o número de BCF em quinze segundos.
e)a frequência dos BCF esperada é de 80 a 100 bpm.
28-O enfermeiro, no momento da consulta com a gestante, anotou no
prontuário que ela possuía um fator de risco indicativo de encaminhamento
ao pré-natal de alto risco. Qual fator o enfermeiro pode ter anotado no
prontuário?
a)Gestante com ganho ponderal inadequado.
b)Gestante com antecedente de trombose venosa profunda.
c)Gestante com infecção urinária.
d)Gestante com anemia.
e)Gestante com condições ambientais desfavoráveis.
29-Durante uma consulta de enfermagem, o enfermeiro deu a seguinte
orientação para a gestante: “Fazer alimentação fracionada, evitar
líquido durante as refeições e deitar-se logo após as refeições. Ingerir
líquido gelado durante a crise, elevar a cabeceira da cama ao dormir;
evitar frituras, café, chá mate e preto, doces, alimentos gordurosos e/ou
picantes e evitar álcool e fumo”. O enunciado se refere a qual das
queixas da gestante listadas a seguir?
a)Sialosquese.
b)Sialorreia.
c)Fraqueza.
d)Náuseas.
e)Pirose.
30-Com relação à assistência de enfermagem na atenção básica à gestante
no pré-natal de baixo risco, julgue o item a seguir.
A Rede Cegonha, instituída no âmbito do Sistema Único de Saúde, consiste
em uma rede de cuidados que visa assegurar à mulher o direito ao
planejamento reprodutivo e à atenção humanizada na gravidez, no parto,
no puerpério e nos casos de abortamento, bem como à criança o direito a
nascimento seguro e a crescimento e desenvolvimento saudáveis.
 Certo
 Errado
31-Com relação à assistência de enfermagem na atenção básica à gestante
no pré-natal de baixo risco, julgue o item a seguir.
Uma das atribuições do enfermeiro é solicitar exames complementares de
acordo com o protocolo local de pré-natal.
 Certo
 Errado
32-Com relação à assistência de enfermagem na atenção básica à gestante
no pré-natal de baixo risco, julgue o item a seguir.
Entre os sinais de presunção de gravidez está a positividade da fração beta
do HCG no soro materno a partir do vigésimo dia após a fertilização.
 Certo
 Errado
33-Adolescente A.M.M., 14 anos, gestante, comparece a UBS para consulta
pré-natal de rotina. Após a consulta, o técnico de enfermagem aborda a
paciente, realiza orientações sobre as medicações prescritas e a convida
para participar do “Grupo de Gestante” da Unidade de Saúde que acontece
mensalmente. A ação do técnico de enfermagem foi baseada em qual
princípio do Sistema Único de Saúde (SUS)?
a)Participação da comunidade.
b)Educação em saúde.
c)Integralidade.
d)Equidade.
e)Resolutividade.
34-A avaliação e classificação do risco gestacional deve ser um processo
contínuo ao longo do acompanhamento pré-natal. Devem ser iniciadas
no momento do diagnóstico da gestação e reavaliadas a cada consulta.
Sobre os fatores de risco, que devem ser encaminhados para pré-natal de
alto risco estão:
a)HAS com lesão de órgão-alvo e Infecção urinária.
b)Obesidade com comorbidade e baixa escolaridade.
c)Cardiopatia materna e fatores de riscos ocupacionais.
d)Neuropatias graves e aloimunização.
e)Anemia, nanismo, infecção urinária.
35-Situações de risco são aquelas em que uma pessoa ou grupo de
pessoas "corre perigo", isto é, tem maior possibilidade ou chance de
adoecer ou até mesmo de morrer. São exemplos de situações de risco:
a)Bebês que nascem com mais de dois quilos e meio.
b)Filhos de mães que não fumam, mas bebem bebidas alcoólicas e não
usaram drogas na gravidez.
c)Gestantes que fazem o pré-natal.
d)Gestantes com diabetes e/ou pressão alta.
e)Mulheres que iniciaram o pré-natal no primeiro mês de gestação.
36-A gravidez não é doença. A maior parte das gestantes não tem
complicações durante a gestação, algumas podem apresentar sinais
indicativos de problemas para a sua saúde e da criança.

Leia atentamente alguns destes sinais:

I. Perder líquidos ou sangue pela vagina;


II. Acordar com as pernas, mãos, braços e olhos inchados;
III. Ter contrações fortes na barriga antes do período previsto para o parto;
IV. A barriga parar de crescer ou crescer demais;
V. Se no último trimestre de gestação a mãe não sentir o bebê mexer por
mais de 24 horas.

Marque a opção que contém somente os sinais de risco na gravidez.


a)I, II e III.
b)I, II, III e IV.
c)I, III e IV.
d)II, III e IV.
e)I, II, III, IV e V.
37*-No planejamento da assistência ao pré-natal de baixo risco, um dos
exames fundamentais preconizados pelo Ministério da Saúde, a ser solicitado
na rotina do terceiro trimestre da gestação é o(a)

a)hemograma
b)tipagem sanguínea
c)translucência nucal
d)pelvimetria por radiografia
e)ressonância nuclear magnética fetal
38-Uma das complicações que podem ocorrer no período gravídico é a
separação intempestiva da placenta do seu sítio de implantação no corpo
uterino, antes do nascimento do feto, em uma gestão de 20 ou mais
semanas completas. É correto afirmar que esta definição se refere:
a)ao Trabalho de parte prematuro.
b)a Rotura prematura das membranas placentárias.
c)a Placenta Prévia.
d)ao Descolamento prematuro de placenta.
39-É papel do enfermeiro identificar informações da gestante que podem
indicar a necessidade de encaminhamento ao pré-natal de alto risco.
Assinale a alternativa correta sobre possíveis fatores de risco.
a)Ganho ponderal inadequado, infecção urinária e anemia.
b)Doenças psiquiátricas que necessitam de acompanhamento, como
psicoses, depressão grave etc.
c)Condições ambientais desfavoráveis e altura inferior a 1,45m.
d)Intervalo interpartal menor do que dois anos ou intervalo interpartal maior
do que cinco anos.
40-A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é a doença que mais
frequentemente complica a gravidez, acometendo de 5% a 10% das
gestações, sendo facilmente verificada durante o pré-natal. No que se
refere a essa complicação, assinale a alternativa correta.
a)A hipertensão gestacional é o estado hipertensivo registrado antes do
início da gestação no período que precede a 20ª semana de gravidez ou além
de doze semanas após o parto.
b)A hipertensão crônica refere-se ao aumento da pressão arterial que
ocorre após a 20ª semana de gestação, mais frequentemente perto do parto ou
no puerpério imediato, sem proteinúria.
c)A pré-eclâmpsia é caracterizada pelo aparecimento de hipertensão e
proteinúria (300mg ou mais de proteína em urina de 24h).
d)O ácido fólico eleva-se precocemente na pré-eclâmpsia e tem correlação
positiva com lesões de ateromatose do leito placentário.
41-O objetivo da ausculta dos batimentos cardiofetais é constatar a cada
consulta a presença, o ritmo, a frequência e a normalidade dos
batimentos cardíacos fetais (BCF). É recomendado que esta ausculta
deva ser realizada com o aparelho sonar após quantas semanas de
gestação?
a)20
b)8
c)12
d)15
e)22
42-Certa mulher, 23 anos, 5 meses de gestação, primeira gestação, chega
a Unidade de Saúde para consulta de rotina. Após a consulta é
encaminhada para sala de vacinas para verificar seu calendário de vacinas.
Em sua carteira de vacinas consta um reforço de difteria e tétano feita aos
17 anos e, não consta vacina de hepatite b. Segundo o calendário nacional
quais são as vacinas recomendadas neste caso:
a)Três doses de dt e três doses de hepatite b
b)Duas doses de dt e duas doses de hepatite b
c)Uma dose de dt e três doses de hepatite b
d)Uma dose de dt e duas doses de hepatite b
e)Uma dose de dt e uma dose de hepatite b
43-Para correta aferição da pressão arterial basal da gestante, é
incorreta a recomendação:
a)Deve ser mensurada com esfigmomanômetro calibrado há no máximo
seis meses.
b)O manguito deve ser de tamanho adequado para o diâmetro do
antebraço da paciente grávida que deve estar na posição sentada.
c)Deve-se manter a artéria braquial no nível do coração, e a mensuração
deve ocorrer em seis ocasiões distintas durante o tempo da consulta de
enfermagem.
d)Como marcador da pressão arterial diastólica deve-se utilizar a fase V de
Korotkoff (desaparecimento completo da bulha cardíaca).
44-A demanda fetal de ferro é suprida à custa do organismo materno. O
concepto é exigente e eficiente parasita, e o sinciciotrofoblasto é tecido
extremamente competente em extrair e sequestrar nutrientes da
circulação da mãe. As necessidades de ferro durante a gestação
totalizam cerca de:
a)400mg.
b)600mg.
c)800mg.
d)1000mg.
45-O enfermeiro deverá orientar as gestantes de baixo risco e suas
famílias sobre:
I - A importância do pré-natal, da amamentação, vacinação, preparo para o
parto; realizar consulta de pré-natal de gestação de baixo risco; solicitar
exames de rotina e orientar tratamento conforme protocolo do serviço;
orientar da periodicidade quinzenal das consultas até 30 semanas de
gestação e, a seguir, semanal; ser realizado um acompanhamento
multidisciplinar e multiprofissional.
II - Encaminhar gestantes identificadas como de risco para o médico;
orientar sobre a gestação de alto-risco não complicada que sugere-se, no
mínimo, uma consulta mensal com especialista indicado para o caso;
realizar exame ultrassonográfico obrigatório antes de 20 semanas e, após
26 semanas, a cada 15 dias.
III - Solicitar Dopplerfluxometria e/ou perfil biofísico fetal quinzenal, após 26
semanas, se possível intercalados com a ultrassonografia; solicitar em caso
de fluxo fetal centralizado e não havendo condições para interrupção da
gestação, doppler venoso e/ou perfil biofísico fetal; realizar atividades com
grupos de gestantes, grupos de sala de espera; fornecer o cartão da
gestante devidamente atualizado a cada consulta e realizar coleta de
exame citopatológico.
a)Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
b)Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
c)Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
d)Todas as afirmativas estão corretas.
46-“A gestante não deve engordar mais do que
____________________________________ durante a gestação. O ganho
muito rápido ou excessivo de peso é prejudicial a gestante e seu bebê
pois, entre outras complicações, pode ser fator desencadeante da
pressão alta específica da gravidez e/ou da diabetes gestacional, com
consequências ruins a ambos.” Completa corretamente a lacuna do
texto a alternativa:
a)Dez quilos.
b)Doze quilos.
c)Quinze quilos.
d)Vinte quilos.
47-No Calendário de Vacinação da Gestante, o Ministério da Saúde
preconiza a seguinte vacina:
a)tríplice viral
b)dTpa tipo adulto
c)tetraviral
d)pneumocócica 23 valente
48-Na gestação de alto risco, o quadro clínico caracterizado por
hemólise, elevação de enzimas hepáticas e plaquetopenia, sendo
considerado como agravamento do quadro de pré-eclâmpsia, é
conhecido como:
a)síndrome de HELLP
b)síndrome antifosfolipide
c)doença tromboembolica na gestação
d)hemoglobinopatia
49-Restrição de crescimento intrauterino, microcefalia e retardo mental
estão entre os agravos resultantes do acometimento da gestante, pela
seguinte doença:
a)sífilis
b)hepatite viral B
c)HIV
d)toxoplasmose
50-Durante a consulta do pré-natal com enfermeira da Clínica da Família,
gestante informou que a data de sua última menstruação foi 10/02/2016.
De acordo com a Regra de Näegele, a profissional calculou a data
provável do parto em:
a)10/11/2016
b)17/11/2016
c)17/10/2016
d)10/10/2016
51-A ausculta dos batimentos cardiofetais deve ser realizada a cada
consulta do pré-natal, com o objetivo de constatar a presença, o ritmo, a
frequência e a sua normalidade. É considerada normal a frequência
cardíaca fetal entre:
a)60 a 90 batimentos por minuto
b)60 a 120 batimentos por minuto
c)90 a 160 batimentos por minuto
d)120 a 160 batimentos por minuto
52-Na atenção ao pré-natal de baixo risco, o registro dos movimentos
fetais, com o objetivo de promover uma avaliação clínica do bem-estar fetal
na gravidez, deve ser realizado a partir da seguinte semana gestacional:
a)20ª
b)24ª
c)30ª
d)34ª
53-No tratamento da gestante com sífilis primária, recomenda-se
administrar o seguinte medicamento:
a)cefalexina
b)penicilina benzatina
c)estreptomicina
d)ciprofloxacina
54-Dentre as intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
identificadas no pré-natal, constitui uma das mais importantes situações
hemorrágicas, na segunda metade da gestação:
a)abortamento
b)gravidez ectópica
c)descolamento prematuro de placenta
d)mola hidatiforme
55-A presença de sangramento genital de pequena intensidade em
gestante, diagnosticado por exame ultrassonográfico, que não representa
quadro de risco materno e/ou ovular, cuja evolução em geral é boa, indica
uma complicação obstétrica denominada:
a)placenta prévia
b)descolamento cório-amniótico
c)oligoidrâmnio
d)polidrâmnio
56-A gravidez pode induzir hipertensão arterial em mulher, previamente,
normotensa ou ainda agravar uma hipertensão preexistente. De acordo
com as VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão, o aparecimento de
hipertensão e proteinúria (300 mg ou mais de proteína em urina de 24
horas), após 20 semanas de gestação, em gestante previamente
normotensa, é classificado como:
a)pré-eclâmpsia
b)eclâmpsia
c)hipertensão gestacional
d)hipertensão crônica
57-São fatores que podem contribuir para uma gestação de risco,
EXCETO:
a) Enjoos e vômitos.
b)Cirurgia uterina anterior.
c)Grávidas com mais de 35 anos.
d) Intervalo entre partos menor que dois anos.
e)Mulheres com uma altura menor que 1,45 m.
58-O início do período gestacional é calculado de acordo com o primeiro
dia do último ciclo menstrual. A partir daí, as 40 semanas que compõem a
gestação são fundamentais para a formação do bebê. Em relação às etapas
de gestação, associe adequadamente as colunas a seguir.
1. Primeiro mês.
2. Segundo mês.
3. Sexto mês.
4. Sétimo mês.
( ) O bebê mede cerca de 32 cm e consegue reconhecer sons externos,
especialmente a voz e a respiração da mãe. Lábios e sobrancelhas
começam a ficar mais visíveis e as pontas dos dedos apresentam sulcos
que se tornarão as impressões digitais.
( ) O bebê mede entre 35 cm e 40 cm. Dentro do útero, boceja, abre os
olhos, dorme e se movimenta. Os órgãos internos continuam crescendo e
ele ouve e reage a estímulos sonoros, como músicas e conversas.
( ) O coração bate de forma acelerada, aproximadamente 150 vezes por
minuto. É nessa fase que se inicia a formação do sistema nervoso e dos
aparelhos digestivo, circulatório e respiratório. Os olhos, a boca, o nariz, os
braços e as pernas também começam a se desenvolver.
( ) A fecundação – união entre o óvulo e o espermatozoide – dá origem ao
zigoto, que se instala no útero após uma série de divisões celulares. Nesse
momento, a placenta também começa a se formar, envolvendo o embrião
com o líquido amniótico, que auxilia na alimentação do embrião e o protege
caso a mãe sofra uma queda.
A sequência está correta em
a) 3, 4, 2, 1.
b) 2, 3, 4, 1.
c)1, 3, 4, 2.
d)4, 3, 1, 2.
e)1, 2, 3, 4.
59-As manobras realizadas em quatro tempos consecutivos na mulher
grávida, que têm por finalidade a identificação da situação e a apresentação
fetal por meio de palpação obstétrica são conhecidas como manobras de:
a)Ruault.
b) Fowler.
c)Leopold.
d)Giordano.
e)Blumberg.
60-“As manobras de Leopold (palpação obstétrica) têm por finalidade a
identificação da situação e a apresentação fetal. Tem como instrumento a
mão do avaliador e são realizadas em ____________ tempos consecutivos,
com a mulher posicionada em decúbito dorsal, procurando localizar os
polos cefálico, pélvico e o dorso fetal.” Assinale a alternativa que completa
corretamente a afirmativa anterior.
a)dois
b)três
c)quatro
d)cinco
61-No pré-natal, a gestante é orientada a realizar exames para proteger
sua saúde e prevenir a transmissão de doenças para seu bebê. E entre
essas doenças estão a sífilis, o HIV, a Hepatite B e o HTLV. Sobre esse
tema analise as alternativas abaixo e assinale a incorreta:
a)A transmissão do HIV de mãe para filho – transmissão vertical – pode se
dar durante a gestação, durante o trabalho de parto e no parto, e pela
amamentação.
b)O teste anti-HIV deve ser realizado com o consentimento da gestante, e
ela tem direito ao sigilo quanto ao resultado.
c)O diagnóstico e tratamento adequado da sífilis materna durante a
gestação não previne a sífilis congênita.
d)As gestantes que não realizaram o pré-natal, ou que apesar de terem
realizado não tenham sido testadas para o HIV, ou que embora testadas para o
HIV não tenham recebido o resultado sobre sua condição sorológica, deverão
ter ao final da gestação (3o trimestre) ou na hora do parto a oportunidade de
realizar esse diagnóstico com testes rápidos anti-HIV.
e)A realização do pré-natal, com oferecimento da testagem para o HIV e
do aconselhamento pré e pós-teste, amplia as chances da gestante ter um
bebê saudável, por possibilitar diagnóstico precoce e tratamento adequado da
gestante soropositiva para o HIV e de seu recém-nascido.
62-O pré-natal de alto risco abrange cerca de 10% das gestações que
cursam com critérios de risco, o que aumenta significativamente nestas
gestantes a probabilidade de intercorrências e óbito materno e/ ou fetal.
Atenção especial deverá ser dispensada às grávidas com maiores riscos,
a fim de reduzir a morbidade e a mortalidade materna e perinatal. Assinale
a alternativa que NÃO apresenta critérios que classifiquem a gestação de
alto risco:
a)Endocrinopatias (especialmente diabetes mellitus, hipotireoidismo e
hipertireoidismo).
b)Dependência de drogas lícitas ou ilícitas.
c)Morte intrauterina ou perinatal em gestação anterior, principalmente se
for de causa desconhecida.
d)Idade menor do que 15 e maior do que 35 anos.
63-A gravidez provoca grandes mudanças fisiológicas e modificações nas
relações anatômicas que afetam praticamente todos os órgãos do corpo
humano. Essas mudanças na estrutura e na função podem influenciar a
avaliação da gestante traumatizada. A este respeito, assinale a alternativa
INCORRETA:
a)Em virtude do aumento do seu volume intravascular, a gestante pode
perder uma parte significativa de seu volume circulante antes que ocorram
taquicardia, hipotensão e outros sinais de hipovolemia. Desta maneira, o feto
pode estar “chocado”, enquanto as condições hemodinâmicas da mãe
continuam estáveis.
b)Em torno da 20ª semanas de gestação, o útero alcança a cicatriz
umbilical. Entre a 34ª e a 36ªsemanas, atinge a reborda costal. A medida que o
útero aumenta, o intestino acaba deslocando-se cada vez mais para parte alta
do abdome. Como resultado, o intestino acaba sendo parcialmente protegido
no trauma abdominal contuso, enquanto que o útero e o feto se tornam mais
vulneráveis.
c)A compressão da veia cava pelo útero pode reduzir o retorno venoso ao
coração, diminuindo o débito cardíaco e agravando o choque. Portanto, a
menos que haja suspeita de trauma na coluna, a gestante deve ser
transportada e avaliada em decúbito lateral direito.
d)No trauma na gestante, a ruptura uterina é sugerida pelo achado de dor
abdominal, de defesa, de rigidez ou de descompressão brusca positiva. Outros
achados abdominais sugestivos de ruptura uterina incluem a posição do feto
(por exemplo, oblíqua ou transversa) e a facilidade de palpar partes fetais que
se exteriorizam através da ruptura do útero.
64-São alterações comuns na gestação, relacionadas com a alimentação e
o estilo de vida, EXCETO:
a)Hiperemese
b)Hemorroidas
c)Azia
d)Constipação
e)Polaciúria
65-Na fase gestacional, a hipertensão arterial sistêmica (HAS) pode ser um
agravante de risco à mulher. Sobre o assunto, considere as seguintes
afirmativas:
1. A HAS pode levar ao óbito fetal e da mãe, bem como resultar em
prematuridade do feto.
2. A HAS tende a se mascarar no período gestacional.
3. Com a evolução da doença, pode acontecer convulsão, coma e
doença hipertensiva gravídica, podendo aparecer proteinúria com
comprometimento renal.
4. É comum ocorrer na HAS polidramnia na 4.ª semana de gestação.
Assinale a alternativa correta.
a)Somente a afirmativa 4 é verdadeira.
b)Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
c)Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
d)Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
e)As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
66-Em relação à gestante diabética, assinale a alternativa correta.
a)Na gestação, o diagnóstico de diabetes é mais incomum, porque as
situações fisiológicas podem mascarar sinais e sintomas.
b)O rastreamento do diabetes mellitus gestacional é realizado entre a 20ª e
30ª semanas de gravidez.
c)Os sintomas clássicos de diabetes mellitus gestacional não estão
explícitos quando valores de glicemia de jejum são iguais ou superiores a 150
mg/dl.
d)Testes são considerados positivos quando a glicemia de jejum for = 85
mg/dl ou a glicemia uma hora após 50 g de glicose for = 140 mg/dl.
e)Testes de glicemia em jejum não devem sem aplicados às gestantes em
nenhuma situação.
67-De acordo com o Ministério da Saúde, toda mulher da área de
abrangência da unidade de saúde e com história de atraso menstrual de
mais de 15 dias deverá ser orientada pela equipe de saúde a realizar o Teste
Imunológico de Gravidez -TIG -, a fim de, que caso se confirme a gravidez,
deve-se iniciar precocemente o Pré-Natal. Alguns sinais e sintomas são
observados e, de acordo com a sua natureza, podem ser classificados,
como sinais de presunção, sinais de probabilidade e sinais de certeza de
gravidez. Assinale a alternativa em que encontramos apenas sinais de
probabilidade de gravidez.
a)Presença dos batimentos cardíacos fetais - BCF -, que são detectados
pelo sonar, a partir de 12 semanas e pelo Pinard, a partir de 20 semanas.
b)Modificações anatômicas, tais como: aumento do volume das mamas,
hipersensibilidade nos mamilos e saída de colostro pelo mamilo, coloração
violácea vulvar.
c)Positividade da fração beta do HCG, no soro materno, a partir do oitavo
ou nono dia, após a fertilização.
d)Manifestações clínicas, tais como: náuseas, vômitos, tonturas, salivação
excessiva, mudança de apetite, aumento da frequência urinária.
e)Ultrassonografia, evidenciando o saco gestacional, observado por via
transvaginal, com apenas 4 a 5 semanas gestacionais.
68-Em uma consulta de enfermagem à gestante, a avaliação do estado
nutricional e do ganho de peso gestacional tem o objetivo de acompanhar
o estado nutricional da gestante para identificar as gestantes em risco
nutricional (baixo peso, sobrepeso e obesidade) no início da gestação e
detectar as gestantes com ganho de peso baixo ou excessivo para a idade
gestacional. Para isso é importante realizar o cálculo do IMC na primeira
consulta e seguir acompanhando o peso da gestante nas consultas
posteriores. Com relação ao primeiro trimestre de gestação, a gestante
considerada com sobrepeso apresenta IMC:
a)entre 20-25
b)>25
c)>30
d)< 20
e)entre 28-32
69-As possíveis situações hemorrágicas da primeira metade da gestação
que podem acometer a mulher em seu período gravídico são:
a)abortamento, gravidez ectópica e neoplasia trofoblástica gestacional.
b)placenta prévia, descolamento prematuro da placenta e rotura da vasa
prévia.
c)anemia, neoplasia trofoblástica gestacional e abortamento.
d)placenta prévia, abortamento e descolamento prematuro da placenta.
e)rotura da vasa prévia, gravidez ectópica e hiperêmese.
70-A toxoplasmose causada pelo toxoplasma gondii (TG) adquire
especial relevância quando infecta gestantes, devido ao elevado risco
de acometimento fetal. Assim, recomenda-se para todas as gestantes a
triagem por meio da detecção de anticorpos da classe IgG e IgM na
primeira consulta de pré-natal. Sobre a interpretação de resultados dos
exames de IgG e IgM para toxoplasmose, é correto afirmar:
a)O IgG reagente e IgM reagente - gestante com infecção recente ou
toxoplasmose aguda, confirmar com teste de avidez de IgG.
b)Na presença de anticorpo IgG negativo e IgM positivo, considera-se a
gestante provavelmente imune. Recomenda-se continuar o pré-natal normal.
c)A infecção recente também se confirma quando a avidez de IgG para
toxoplasmose for alta (>80%).
d)O IgG não reagente e IgM reagente - gestante com infecção prévia ou
toxoplasmose crônica.
e)O IgG reagente e IgM não reagente - gestante com infecção recente ou
toxoplasmose aguda.
71-Considerando a Política Nacional de Atenção Obstétrica e Neonatal de
2005, entre as ações e procedimentos preconizados para a Atenção Pré-
natal, não se inclui:
a)Realização de, no mínimo, quatro consultas de pré-natal, sendo,
preferencialmente, uma no primeiro trimestre, uma no segundo trimestre e duas
no terceiro trimestre de gestação.
b)Realização de glicemia de jejum, um exame na primeira consulta e outro
próximo à trigésima semana de gestação.
c)Classificação de risco gestacional a ser realizada na primeira consulta e
nas subsequentes.
d)Identificação pelo nome da gestante e dos profissionais de saúde
responsáveis pelo atendimento.
e)Escuta da mulher e de seus acompanhantes, esclarecendo dúvidas e
informando sobre o que vai ser feito durante a consulta e as condutas a serem
adotadas.
72-Considerando as diretrizes da Rede Cegonha, assinale a incorreta:
a)Garantia do acolhimento com avaliação e classificação de risco e
vulnerabilidade, ampliação do acesso e melhoria da qualidade do pré-natal.
b)Garantia da atenção à saúde das crianças de zero a 48 meses com
qualidade e resolutividade.
c)Garantia de vinculação da gestante à unidade de referência e ao
transporte seguro.
d)Garantia das boas práticas e segurança na atenção ao parto e
nascimento.
e)Garantia de acesso às ações do planejamento reprodutivo.
73-A infecção do trato urinário é intercorrência comum na gestação,
ocorrendo em 17 a 20% de todas as gestações. Sobre o manejo das
infecções do trato urinário proposto no Manual Técnico de Gestação de
Alto Risco do Ministério da Saúde é correto afirmar que:
a)Não está indicada a realização de cultura de urina durante a gravidez,
visto o papel relevante dos exames de urina simples para diagnóstico de
infecções urinárias em gestantes.
b)Diferentemente da cistite, a conduta frente a um caso de bacteriúria
assintomática deve ser expectante, iniciando-se quando do aparecimento dos
primeiros sintomas.
c)A Klebsiella pneumoniae é o agente mais comumente relacionado à
infecção do trato urinário na gestação, estando presente em aproximadamente
80% dos casos.
d)A infecção do trato urinário associa-se a complicações como: rotura
prematura de membranas ovulares, trabalho de parto prematuro,
corioamnionite, sepse materna e infecção neonatal.
e)Gestantes com quadro de pielonefrite podem ser acompanhadas
ambulatorialmente, exceto se apresentarem febre alta, acima de 39ªC,
condição que índica a necessidade de internação.
74-Para gestante vacinadas com uma dose da vacina dupla tipo adulto (dT),
a conduta deve ser:
a)Administrar uma dose da Vacina Adsorvida Difteria, Tétano e
Coqueluche (Pertussis Acelular) Tipo adulto (dTpa).
b)Administrar as duas primeiras doses de dT e a última dose de dTpa,
preferencialmente entre 27ª e 36ª semanas de gestação.
c)Administrar uma dose de dT e uma dose de dTpa (entre 27ª e 36ª
semanas de gestação) com intervalo de 60 dias entre as doses, no mínimo de
30 dias.
d)Administrar três doses de vacinas contendo toxóides tetânico e diftérico
com intervalo de 60 dias entre as doses.
e)Administrar uma dose de dT ou uma dose de dTpa apenas após o
nascimento da criança.
75-Para o diagnóstico durante o pré-natal, a testagem para o HIV é
recomendada:
a)No primeiro trimestre de gravidez.
b)No segundo trimestre de gravidez.
c)No terceiro trimestre de gravidez.
d)Até o 15º dia da gravidez.
e)Apenas se houver suspeita de contaminação de vírus.
76-As possíveis situações hemorrágicas da primeira metade da
gestação que podem acometer a mulher em seu período gravídico são:
a)rotura da vasa prévia, gravidez ectópica e hiperêmese.
b)placenta prévia, abortamento e descolamento prematuro da placenta.
c)abortamento, gravidez ectópica e neoplasia trofoblástica gestacional
benigna.
d)anemia, neoplasia trofoblástica gestacional e abortamento.
e)placenta prévia, descolamento prematuro da placenta e rotura da vasa
prévia.
77-A ocorrência de convulsões em mulheres com pré-eclâmpsia
caracteriza o quadro de eclâmpsia e é uma emergência obstétrica. O sulfato
de magnésio é a droga de eleição para prevenir as convulsões recorrentes.
Com relação a essa medicação assinale a alternativa correta.
a)O sulfato de magnésio deve ser usado apenas durante o trabalho de
parto. Não sendo indicado seu uso no puerpério.
b)A administração da dose de manutenção deverá ser suspensa caso a
frequência respiratória tenha menos de 16 incursões por minuto, os reflexos
patelares estejam completamente abolidos ou a diurese seja inferior a 100mL
durante as 4 horas precedentes.
c)O sulfato de magnésio deve ser mantido por apenas 12 horas após o
parto se iniciado antes deste.
d)O gluconato de cálcio a 10% deve ser administrado juntamente com o
sulfato de magnésio para melhorar sua resposta em casos de convulsões
graves e persistentes.
e)A administração da dose de manutenção deverá ser suspensa caso a
frequência respiratória tenha menos de 21 incursões por minuto, os reflexos
patelares estejam completamente abolidos ou a diurese seja inferior a 500mL
durante as 4 horas precedentes.
78-Placenta prévia é definida como a placenta que se implanta total ou
parcialmente no segmento inferior do útero. O principal fator de risco para
placenta prévia é a
a)Gemelaridade.
b)Cesariana anterior.
c)Multiparidade.
d)Curetagem anterior.
79-Com base no Manual de Pré-natal e Puerpério do Ministério da Saúde,
considere os parâmetros abaixo para a atenção pré-natal e puerperal.

I. Atenção à mulher e ao recém-nascido na primeira semana após o parto,


com realização das ações da “Primeira Semana de Saúde Integral” e da
consulta puerperal, até o 42º dia pós-parto.
II. Imunização antitetânica: aplicação de vacina dupla tipo adulto até a dose
imunizante (segunda) do esquema recomendado ou dose de reforço em
gestantes com esquema vacinal completo há mais de 5 anos.
III. Realização de, no mínimo, cinco consultas de pré-natal, sendo,
preferencialmente, três no segundo trimestre e duas no terceiro trimestre da
gestação.
IV. Captação precoce das gestantes com realização da primeira consulta de
pré-natal até 140 dias da gestação.

É CORRETO o que se afirma APENAS em


a)I e II.
b)I e III.
c)II e IV.
d)III e IV.
e)II, III e IV.
80-Assinale a opção correta a respeito da intercorrência obstétrica
conhecida por crescimento intrauterino restrito (CIUR).
a)O peso fetal estimado com inclinação abaixo do percentil 90 para a idade
gestacional é o parâmetro diagnóstico mais adequado para a definição de
quadro clínico de CIUR, que deve ser complementado pelo resultado de
ultrassonografia realizada no último mês de gestação.
b)O CIUR consiste em morbidade materna que reflete no desenvolvimento
integral da criança, uma vez que todo recém-nascido considerado pequeno
para a idade gestacional sofreu de CIUR.
c)Mosaicismo placentar, doenças infecciosas e anomalias cromossômicas
numéricas (trissomias 13, 18 e 21) são algumas das causas maternas que
desencadeiam CIUR.
d)Não há possibilidade de bebês nascidos de mães com essa condição
serem considerados com desenvolvimento adequado para a idade gestacional.
e)O diâmetro cerebelar transverso do feto pode ser utilizado como
parâmetro para a avaliação da idade gestacional, já que este dado não sofre
alteração devido ao CIUR.
81-A ocitocina é um medicamento muito utilizado em serviços de
obstetrícia. A finalidade de sua administração é
a)controlar a pressão arterial em pré-eclampsia.
b)induzir ou aumentar o trabalho de parto.
c)inibir o trabalho de parto prematuro.
d)manter analgesia durante o trabalho de parto.
e)diminuir sangramento puerperal.
82-Gestante, com 20 semanas de gestação, chega ao serviço de
Emergência queixando-se de dor no baixo ventre e apresentando
pequeno sangramento vaginal. Em relação ao caso clínico, é correto
afirmar que
a)o prognóstico materno e do concepto melhora com o aumento da
intensidade do sangramento vaginal.
b)por se tratar de um sangramento vaginal pequeno, deve-se descartar a
possibilidade de ameaça de abortamento.
c)ante a suspeição de ameaça de abortamento, é importante observar os
antecedentes maternos, bem como o período e a intensidade do sangramento.
d)são sintomas comuns da gravidez molar ou mola hidatiforme, na qual o
óvulo fertilizado encontra-se implantado fora do útero.
e)os sintomas apresentados são normais entre as gestantes e não há
razão para se preocupar.
83-No acompanhamento imuno-hematológico de gestantes aloimunizadas
podemos afirmar:
a)Só é importante realizar a Pesquisa de Anticorpos Irregulares (PAI) em
gestantes RhD negativa a partir da 2agestação.
b)Na DHPN (doença hemolítica perinatal) por incompatibilidade Rh, o título
do anti-D sempre indica a severidade da doença.
c)Na avaliação do título de anticorpos maternos é importante realizar
paralelamente a titulação de anticorpos na amostra atual e na amostra
anterior.
d) Em caso de aloimunização RhD, a elevação do título de anticorpos não
afasta a possibilidade do feto ser RhD negativo.
e)DHPN (doença hemolítica perinatal) se caracteriza pela
incompatibilidade sanguínea entre mãe e feto, gerando anticorpos maternos da
classe IgM, os quais atravessam a barreira placentária e destroem os
antígenos eritrocitários fetais, que são de origem genética paterna.
84-Assinale a alternativa correta em relação às vacinas que compõem o
calendário nacional de vacinação para gestante.
a)Hepatite B, dupla adulto e vacina dTpa.
b)Duplo adulto, vacina HPV e vacina tríplice viral.
c)Febre Amarela, vacina HPV e vacina dTpa.
d)Hepatite B, febre amarela e dupla adulto.
85-Uma paciente foi diagnosticada com tuberculose durante o período
gestacional e precisou iniciar o esquema de tratamento. A droga que NÃO
é segura para tratamento durante a gestação, pois pode causar deficiência
auditiva do feto, é:
a)rifampicina;
b)isoniazida;
c)estreptomicina;
d)pirazinamida;
e)etambutol.
86-Ao calcular a data provável do parto (DPP) de uma gestante cuja data da
última menstruação foi no dia 13/09/04, o resultado obtido, com base na
Regra de Näegele, será:
a)13/05/05.
b)23/05/05;
c)13/06/05;
d)18/06/05;
e)20/06/05.
87-Durante o acompanhamento de pré-natal uma paciente na 22ª semana
de gestação, previamente normotensa, apresentou HAS e proteinúria (> 300
mg/24h).

Esses achados caracterizam um quadro de:


a)eclâmpsia;
b)pré-eclâmpsia;
c)hipertensão gestacional;
d)hipertensão arterial sistêmica crônica;
e)pré-eclâmpsia superposta à HAS crônica.
88-Com relação à assistência de enfermagem à mulher no ciclo
gravídico-puerperal e no climatério, julgue o seguinte item.

Durante a atenção pré-natal, a imunização antitetânica deve


ser administrada em dose única para reforço da imunidade da gestante,
independente do tempo do último esquema vacinal completo.
 Certo
 Errado
89-Segundo o Caderno de Atenção Básica nº 32 - Atenção ao Pré-natal
de Baixo Risco, a atenção em planejamento familiar contribui para a
redução da morbimortalidade materna e infantil na medida em que:
a)Aumenta o número de cesáreas realizadas para fazer a ligadura tubária.
b) Aumenta o número de gestações não desejadas e de abortamentos
provocados.
c)Possibilita planejar a gravidez em mulheres adolescentes ou com
patologias crônicas descompensadas.
d)Aumenta o número de ligaduras tubárias por falta de opção e de acesso
a outros métodos anticoncepcionais.
90-Durante a assistência pré-natal, é necessário verificar, periodicamente,
a pressão arterial das gestantes com o objetivo de detectar precocemente
estados hipertensivos. A técnica de verificação da pressão ou tensão
arterial, compreende algumas condutas, entre as quais
a)Localizar a artéria radial e colocar o manguito ao redor do braço da
gestante após repouso.
b)explicar o procedimento e solicitar à mulher que respire profundamente
durante o procedimento da verificação da pressão.
c)apoiar o antebraço da gestante em uma superfície com a palma da mão
voltada para cima, respeitando um período de repouso de, no mínimo, quinze
minutos.
d)certificar-se de que o aparelho de pressão (esfigmomanômetro) esteja
calibrado adequadamente.
91-Sobre as intercorrências clínicas mais frequentes durante a gestação, é
correto afirmar:
a)A hiperemese caracteriza-se por vômitos contínuos e intensos que
impedem a alimentação da gestante, ocasionando desde a desidratação e
oligúria até a perda de peso e transtornos metabólicos, com alcalose.
b)O abortamento é a morte ou expulsão ovular ocorrida antes de 22
semanas ou quando o concepto pesa menos de 500 g. É precoce quando
ocorre até a 8ª semana de gestação e tardio quando ocorre até a 22ª semana.
c)A placenta prévia corresponde a um processo patológico da segunda
metade da gravidez, em que a implantação da placenta, inteira ou
parcialmente, ocorre no segmento superior do útero.
d)O descolamento cório-amniótico caracteriza-se por sangramento genital
de pequena intensidade. É diagnosticado por exame ultrassonográfico e
representa um grave quadro de risco materno e/ou ovular.
92-P.L.S, de 25 anos, está grávida, sendo a sua segunda gestação. Ela
compareceu à Unidade Básica de Saúde para consulta de pré-natal no dia
5/3/2015. A enfermeira detectou que era a primeira consulta e perguntou
qual foi a data da sua última menstruação (DUM). A gestante informou que
foi em 9/1/2015 A data provável do parto, de acordo com a regra de Naegele,
será:
a)10/10/2015
b)14/10/2015
c)15/10/2015
d)17/10/2015
e)16/10/2015
93-Paciente apresentou a data da última menstruação no dia 03/03/2015.
Calcule a Data Provável do Parto (DPP), segundo Regra de Naegele.
a)10/12/2015
b)10/11/2015
c)10/01/2016
d)15/01/2016
e)15/12/2015
94-Ao verificar os Batimentos Cardiofetais (BCF) de uma paciente de 28
semanas, o enfermeiro da unidade de saúde observou que não estavam
audíveis. Dentre as condutas que deverão ser tomadas, assinale a
alternativa INCORRETA.
a)Verificar o erro da estimativa da idade gestacional.
b)Afastar as condições que prejudiquem uma boa ausculta, como:
obesidade materna e dificuldade de identificar o dorso fetal.
c)Manter o calendário mínimo de consulta, se houver percepção materna e
constatação objetiva de movimentos fetais e/ou se o útero estiver crescendo.
d)Agendar consulta médica ou fazer referência da paciente para o serviço
de maior complexidade, se a mãe não mais perceber movimentação fetal.
e)Encaminhar a mãe ao domicílio e orientar retorno em 7 dias para melhor
acompanhamento.
95-De acordo com o Ministério da Saúde, o enfermeiro pode acompanhar
inteiramente o pré-natal de baixo risco na rede básica de saúde, em
conformidade com a Lei do Exercício Profissional (LEPE) Nº 7.498/1986,
regulamentada pelo Decreto Nº 94.406/87. Para um bom acompanhamento
pré-natal, é necessária a utilização de procedimentos técnicos de forma
correta e uniforme, entre os quais a realização de exames clínicos e
obstétricos e exames complementares.

Assinale a alternativa que apresenta os exames complementares,


recomendados pelo Ministério da Saúde (BRASIL, 2010), para gestantes de
baixo risco no terceiro trimestre, considerando que todos os exames
complementares dos primeiro e segundo trimestre foram solicitados.
a)Hemograma; tipagem sanguínea e fator Rh; coombs indireto (se for Rh
negativo); glicemia em jejum; teste rápido de triagem para sífilis e / ou VDRL;
teste rápido diagnóstico anti-HIV e / ou anti-HIV; toxoplasmose IgM e IgG;
sorologia para hepatite B (HbsAg); urocultura + urina tipo I (sumário de urina –
SU); parasitológico de fezes (se houver indicação clínica).
b)Hemograma; tipagem sanguínea e fator Rh; teste de tolerância para
glicose com 75 g, se a glicemia estiver acima de 85 mg/dl ou se houver fator de
risco (realize este exame preferencialmente entre a 24ª e a 28ª semana);
coombs indireto (se for Rh negativo).
c)Hemograma; tipagem sanguínea e fator Rh; parasitológico de fezes;
glicemia em jejum; teste de tolerância para glicose com 75 g, se a glicemia
estiver acima de 85 mg/dl ou se houver fator de risco.
d)Hemograma; glicemia em jejum; coombs indireto (se for Rh negativo);
VDRL; anti-HIV; sorologia para hepatite B (HbsAg); exame de toxoplasmose,
se o IgG não for reagente; urocultura + urina tipo I (sumário de urina – SU).
96-O diagnóstico de gravidez baseia-se na história, no exame físico e
nos testes laboratoriais.
Assinale a alternativa que apresenta os sinais de probabilidade de gravidez.
a)Amenorreia, náusea, vômito e alterações da mamas.
b)Amenorreia, audição dos batimentos cardíacos fetais e visualização do
feto.
c)Sinal de Hegar, sinal de Chadwick e teste de gravidez positivo.
d)Teste de gravidez positivo, fadiga e audição de batimentos cardíacos
fetais.
97-Considere o caso clínico a seguir.
Jane, em sua primeira consulta pré-natal, relata para a enfermeira que,
mensalmente, registra em um calendário o dia em que se iniciou sua
menstruação, e, por isso, tem certeza do dia e do mês da última
menstruação, que ocorreu em 29 de janeiro de 2015. Com base nessa
informação e utilizando a regra de Naegele, a enfermeira informou a
Jane a data provável do parto (DPP).

Assinale a alternativa que corresponde a DPP dessa usuária.


a)05/10/2015
b)07/11/2015
c)05/11/2015
d)08/09/2015
98-Gestantes infectadas pelo HIV devem receber terapia antirretroviral
(Tarv) durante a gestação. A indicação de TARV na gestação tem como
finalidade a profilaxia da transmissão vertical ou tratamento da infecção
pelo HIV.
Nos casos de gestantes sintomáticas ou assintomáticas com contagem de
LT-CD4+ d 350 céls./mm³, pode-se afirmar:
a)Apresentam baixo risco de progressão para AIDS e não seriam
submetidas a um esquema antirretroviral caso não estivessem grávidas.
b)A terapia antirretroviral (TARV) tem como principal finalidade a
prevenção da transmissão vertical.
c)O início do esquema deve ser precoce e imediatamente suspenso logo
após o parto.
d)Apresentam critérios de início de tratamento, devendo iniciá-lo com o
objetivo de tratar a doença ou reduzir o risco de progressão.
99-Conceitua-se hipertensão arterial na gestação, a partir dos seguintes
parâmetros:
a)Níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que 140 mmHg de
pressão sistólica e iguais ou maiores do que 90 mmHg de pressão diastólica,
em uma única medida.
b)Níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que 90 mmHg de
pressão sistólica e iguais ou maiores do que 40 mmHg de pressão diastólica,
mantidos em medidas repetidas.
c)Níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que 140 mmHg de
pressão sistólica e iguais ou maiores do que 90 mmHg de pressão diastólica,
em medidas repetidas, preferencialmente no período da manhã.
d)Níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que 140 mmHg de
pressão sistólica e iguais ou maiores do que 90 mmHg de pressão diastólica,
mantidos em medidas repetidas, em pelo menos três ocasiões.
100-Uma atenção pré-natal e puerperal de qualidade e humanizada é
fundamental para a saúde materna e neonatal. O principal objetivo da
atenção pré-natal é acolher a mulher desde o início da gravidez,
assegurando no fim da gestação o nascimento de uma criança saudável
e a garantia do bem estar materno.
Assinale a alternativa correta que condiz com os fatores de risco para
uma gravidez atual:
a)Altura menor que 1,45 m e peso menor que 45 kg ou maior que 75 kg.
b) Escolaridade de nível superior.
c) Condições ambientais favoráveis.
d) Idade maior que 15 anos e menor que 35 anos.
101-Após a confirmação da gravidez em consulta médica ou de
enfermagem, dá-se início ao acompanhamento da gestante, com seu
cadastramento no SISPRENATAL. De acordo com o calendário das
consultas do Manual de Pré-natal e Puerpério, é correto afirmar:
a)As consultas de pré-natal poderão ser realizadas somente na unidade de
saúde e nunca em visitas domiciliares
b)Deverá ser realizado o número mínimo de 4 consultas,
preferencialmente, uma no primeiro trimestre, uma no segundo trimestre e três
no último trimestre.
c)A maior frequência de visitas no final da gestação visa à avaliação do
risco perinatal e das intercorrências clínico-obstétricas mais comuns nesse
trimestre.
d) Nas gestações em que o estado de saúde da mulher e do bebê estão
bons, sem intercorrências, é possível que se dê a alta do pré-natal à gestante.
102-A consulta de enfermagem à gestante é uma atividade independente,
realizada privativamente pelo enfermeiro, e tem como objetivo propiciar
condições para a promoção da saúde da gestante e a melhoria na sua
qualidade de vida, mediante uma abordagem contextualizada e
participativa. O profissional enfermeiro pode acompanhar inteiramente o
pré-natal de baixo risco na rede básica de saúde, de acordo com o
Ministério de Saúde e conforme garantido pela Lei do Exercício
Profissional, regulamentada pelo Decreto nº 94.406/87. São atribuições do
enfermeiro durante a assistência de pré-natal de baixo risco exceto:
a)Realizar o cadastramento da gestante no SisPré-Natal e fornecer o
Cartão da Gestante devidamente preenchido; o cartão deve ser verificado e
atualizado a cada consulta.
b)Realizar exame clínico das mamas e coleta para exame citopatológico
do colo do útero, apenas no primeiro trimestre de gestação.
c)Prescrever medicamentos padronizados para o programa de pré-natal,
orientar as gestantes sobre a periodicidade das consultas e realizar busca ativa
das gestantes faltosas.
d)Solicitar exames complementares de acordo com o protocolo local de
pré-natal e realizar testes rápidos.
103-Na sífilis congênita, há infecção fetal por via hematogênica, em geral a
partir do:
a)Primeiro mês de Gestação
b)Segundo mês de Gestação
c)Terceiro mês de Gestação
d)Quarto mês de Gestação
104-Na gestante a profilaxia do Tétano deverá ser realizada com a
aplicação da vacina dupla (contra tétano e difteria) ou na sua falta, com
a vacina anti tetânica, no seguinte esquema:
a)1ª dose: a partir do 2º mês de gestação, 2ª dose: 30 dias após a 1ª
(mínimo 30 dias após), 3ª dose: 45 dias após a 2ª ( mínimo 30 dias após).
b)1ª dose: a partir do 3º mês de gestação, 2ª dose: 40 dias após a 1ª
(mínimo 30 dias após), 3ª dose: 60 dias após a 2ª ( mínimo 30 dias após).
c)1ª dose: a partir do 4º mês de gestação , 2ª dose: 60 dias após a 1ª
(mínimo 30 dias após), 3ª dose: 60 dias após a 2ª ( mínimo 30 dias após).
d)1ª dose: a partir do 5º mês de gestação, 2ª dose: 90 dias após a 1ª
(mínimo 30 dias após), 3ª dose: 45 dias após a 2ª ( mínimo 30 dias após).
105-Em relação às orientações de enfermagem à gestante no 3º
trimestre. Considere as seguintes recomendações:

I. Incentivar exercícios diários, como a caminhada.

II. Estimular uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes.

III. Orientar o repouso em decúbito dorsal, para promover a circulação


sanguínea e o conforto físico.

IV. Deitar em decúbito lateral esquerdo para proporcionar melhor


perfusão da placenta.
Com base nas afirmativas acima, deve-se recomendar à gestante:
a)somente os itens II e III.
b)somente os itens I, II e IV.
c)somente os itens II, III e IV.
d)somente os itens I, II e III.
e)somente os itens I e IV.
106-Mulher de 22 anos, primigesta, na 24ª semana de gestação, com quadro
de pressão arterial 140 × 90 mmHg, proteinúria, edemade face, mãos e pés.
Os sinais e sintomas apresentados são sugestivos de,
a)gravidez ectópica.
b)toxemia gravídica.
c)hiperemese gravídica.
d)infecção do trato urinário.
e)placenta prévia.
107-No atendimento a gestante que chega ao ambulatório com intensa
palidez cutânea e hipotensão, o Técnico de Enfermagem deve
a)colocar a paciente em decúbito lateral esquerdo.
b)manter a paciente em decúbito elevado a 90 graus.
c)realizar compressões torácicas no hemitórax direito.
d)colocar a paciente em decúbito lateral direito.
e)providenciar o material para coleta de gasometria arterial.
108-Nota Informativa Conjunta nº 002/2014 (informa sobre a importância do
diagnóstico da malária nas consultas de pré-natal e inclusão do exame da
gota espessa na caderneta da gestante). A abrangência desta nota
compreende;
a)Todos os Estados da Federação;
b)Somente o Estado do Pará;
c)Somente o Estado do Amazonas;
d)Os Estados da Região Norte;
e)Os Estados da Região Amazônica;
109-Considerando-se uma gestante cujo primeiro dia da última
menstruação foi em 27/01/2015, a data provável do parto, segundo regra de
Näegele, será em:
a)27/09/2015.
b)31/10/2015.
c)20/10/2015.
d)03/11/2015.
e)10/11/2015.
110-Durante os cuidados no pré-natal, é importante que a equipe de saúde
converse com a gestante sobre as vantagens da amamentação e a oriente
quanto:
a)à importância do banho de sol nas mamas por 15 minutos, ou banhos de
luz com lâmpadas de 40 watts, à distância aproximada de um palmo.
b)a evitar o uso de sutiã, durante o primeiro trimestre da gestação, para
garantir a formação dos canais de produção do leite.
c)à necessidade do uso constante de sabões, cremes ou pomadas no
mamilo para evitar dor ou rachaduras durante a amamentação.
d)à retirada do colostro, durante a gestação, através da expressão do peito
ou ordenha.
e)à presença de achatamentos dos contornos da mama e de assimetrias,
por serem sinais de normalidade no processo de preparação fisiológica para
amamentação.
111-O Ministério da Saúde estabelece critérios para a atenção ao pré-natal
de baixo risco. Assinale a alternativa correta:
a)As consultas deverão ser mensais até a 30ª semana, quinzenais entre
31 e 36 semanas e semanais à partir da 37ª semana.
b)Quando o parto não ocorre até a 40ª semana, é necessário encaminhar
a gestante para a avaliação do bem-estar fetal, incluindo avaliação do índice do
líquido amniótico e monitoramento cardíaco fetal.
c)Captação precoce é aquela que ocorre até a 20ª semana, período em
que toda gestante deve iniciar seu pré- natal.
d)Os enfermeiros estão habilitados para atender ao pré-natal, aos partos
normais sem distócia e ao puerpério em hospitais, centros de parto normal,
unidades de saúde ou em domicílio. Caso haja alguma intercorrência durante a
gestação, os referidos profissionais devem encaminhar a gestante para o
médico continuar a assistência.
112-Paciente feminina multípara, que procurou a Unidade Básica de Saúde
queixando-se de atraso menstrual, apresentou exame positivo de gravidez.
Durante a anamnese verificou-se que a Data da Última Menstruação (DUM)
foi em 02/01/2015. Utilizando a regra de Nagele, qual é a Data Provável do
Parto (DPP) (considere a data de hoje como 06/05/2015)?
a)09/10/2015
b)13/10/2015
c)09/09/2015
d)12/09/2015
e)10/10/2015
113-Sobre a altura uterina, é correto afirmar que
a)visa verificar a posição fetal à detecção precoce de alterações.
b)durante a técnica para medida da altura uterina, deve-se a gestante em
decúbito lateral, com o abdome descoberto.
c)deve ser realizada com sonar, após 12 semanas de gestação.
d)a extremidade inicial da fita métrica deve ser fixada no fundo do útero
com uma das mãos, passando-a entre os dedos indicador e médio até chegar a
sínfise púbica.
e)durante a técnica deve-se fixar a extremidade inicial da fita métrica,
flexível e não extensível, na borda superior da sínfise púbica com uma das
mãos, passando-a entre os dedos indicador e médio.
114-Sobre as consultas do pré natal, assinale a alternativa INCORRETA.
a)As consultas de pré-natal poderão ser realizadas na unidade de saúde
ou durante visitas domiciliares.
b)Quando o parto não ocorre até a 41ª semana, é necessário encaminhar
a gestante para avaliação do bem-estar fetal.
c)O total de consultas deverá ser de, no mínimo, 5 (cinco), com
acompanhamento intercalado entre médico e enfermeiro.
d)A maior frequência de visitas no final da gestação visa à avaliação do
risco perinatal e das intercorrências clínico-obstétricas mais comuns nesse
trimestre.
e)as consultas devem ser realizadas conforme o seguinte cronograma: Até
28ª semana – mensalmente; da 28ª até a 36ª semana – quinzenalmente; da
36ª até a 41ª semana – semanalmente.
115-Sobre rastreamento de câncer de colo uterino em gestantes, é
correto afirmar que
a)gestantes apresentam menor risco que não gestantes de apresentarem
câncer do colo do útero ou seus precursores.
b)o achado destas lesões durante o ciclo grávido puerperal pode prejudicar
a saúde fetal.
c)o rastreamento em gestantes deve seguir as recomendações diferentes
de periodicidade e faixa etária das demais mulheres.
d)o exame de citologia oncótica cervico-vaginal é proibido em gestantes,
pois aumenta o risco de aborto.
e)a procura ao serviço de saúde para realização de pré-natal deve sempre
ser considerada uma oportunidade para o rastreio.
116-Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna.
Durante a gravidez a ___________ , se caracteriza pela presença de edema,
hipertensão arterial, cefaléia occipital, tonteiras, perturbações visuais e
nervosas, crise convulsiva.
a)Hemossalpingite.
b)Eclampsia.
c)Hiperemese gravídica.
d)Polidramnia.
117-De acordo com a regra de Näegele, uma mulher cuja data da última
menstruação foi 25.10.2014 terá como data provável do parto
a)15.06.2015.
b)02.07.2015.
c)17.07.2015.
d)25.07.2015.
e)01.08.2015.
118- No grupo educativo sobre planejamento familiar com gestantes
adolescentes, a enfermeira organizou as cadeiras em semicírculo e sentou
na cadeira do meio, de onde podia ver e ser vista por todas as participantes.
Ao escolher essa posição, ela se colocou na linha do olhar das
adolescentes, favorecendo o estabelecimento da confiança mútua. No
campo da relação paciente/profissional, a redução da distância entre os
interlocutores é um dos sinais característicos da comunicação
a)verbal.
b)não verbal.
c)simbólica.
d)formal.
e)informal.
119-No atendimento pré-natal, fazem parte da vacinação de rotina para
as gestantes:
a)vacina dupla do tipo adulto – dT (difteria e tétano) e vacina contra
influenza (fragmentada).
b)vacina contra hepatite B e febre amarela (atenuada).
c)vacina contra influenza (fragmentada) e febre amarela (atenuada).
d)vacina tríplice viral e vacina contra hepatite B.
e)vacina contra tétano e vacina tríplice viral.
120-Considerando o programa de atenção ao pré-
natal de baixo risco desenvolvido pelo Ministério da Saúde, qual o total m
ínimo de consultas que a gestante deve realizar na unidade básica de saú
de ou durante as visitas domiciliares?
a) 4.
b) 5.
c) 6.
d) 7.
121-Os fatores de risco que permitem a realização do pré-natal pela
equipe de atenção básica são fatores relacionados às
a)características individuais e às condições sociodemográficas
desfavoráveis como: idade menor que 15 e maior que 35 anos.
b) condições prévias como: situação familiar insegura e não aceitação da
gravidez, principalmente em tratando-se de adolescente
c)características individuais e às condições sociodemográficas
desfavoráveis como: cardiopatias.
d)características individuais e às condições sociodemográficas
desfavoráveis como: ginecopatias.
e) às condições prévias como: alterações genéticas maternas.
122-Sempre que possível, a frequência das consultas de pré-natal deve ser
realizada:
a) até 28ª semana – semanalmente; Da 28ª até a 36ª semana –
mensalmente; Da 36ª até a 41ª semana – diariamente.
b)até 28ª semana – apenas 1 consulta; Da 28ª até a 36ª semana –
quinzenalmente; Da 36ª até a 41ª semana – mensalmente.
c)até 28ª semana – mensalmente; Da 28ª até a 36ª semana –
quinzenalmente; Da 36ª até a 41ª semana – semanalmente.
d)até 28ª semana – mensalmente; Da 28ª até a 36ª semana –
mensalmente; Da 36ª até a 41ª semana – mensalmente.
e)até 28ª semana – mensalmente; Da 28ª até a 36ª semana –
semanalmente; Da 36ª até a 41ª semana – semanalmente.
123-A pré-eclampsia é caracterizada
a)pelo aparecimento de HAS e proteinúria (> 300 mg/24h) após a 20ª
semana de gestação em mulheres previamente normotensas.
b)por convulsões que não podem ser atribuídas a outras causas.
c)pela elevação aguda da PA, a qual se agregam proteinúria,
trombocitopenia ou anormalidades da função hepática, em gestantes
portadoras de HAS crônica com idade gestacional superior a 20 semanas.
d)por hipertensão registrada antes da gestação, no período que precede a
20ª semana de gravidez ou além de doze semanas após o parto.
e)por HAS detectada após a 20ª semana, sem proteinúria, podendo ser
definida como transitória (quando ocorre normalização após o parto) ou crônica
(quando persistir a hipertensão).
124-Uma mulher grávida de seis semanas deu entrada numa unidade de
saúde para realizar sua 1ª consulta para o pré- natal. Após preenchimento
da ficha de acompanhamento da gestante, alguns testes foram realizados.
Houve resultado positivo para o teste anti-HIV. Mediante este resultado, em
que momento o uso de antirretrovirais é indicado a fim de reduzir o risco
de transmissão vertical?
a)Indicado o tratamento com antirretrovirais imediatamente.
b)Indicado o tratamento com antirretrovirais na 14ª semana de gestação.
c)Indicado o tratamento com antirretrovirais no 3º trimestre de gestação.
d)Indicado o tratamento com antirretrovirais somente na hora do parto.
e)Indicado o tratamento com antirretrovirais na 13ª semana de gestação.
125-A cardiopatia apresenta um fator de risco que pode indicar
encaminhamento ao pré-natal de
a)baixo risco.
b)risco intermediário.
c)alto risco.
d)risco mediano.
e)nenhum risco gestacional.
126-Segundo o Ministério da Saúde, as consultas de pré-natal poderão ser
realizadas na unidade de saúde ou durante visitas domiciliares. O total
deverá ser de, no mínimo,
a)6 (seis) consultas com acompanhamento médico e 4 consultas do
enfermeiro.
b)9 (nove) consultas com acompanhamento intercalado entre médico e
enfermeiro.
c)4 (quatro) consultas médicas.
d)4 (quatro) consultas com enfermeiro.
e)6 (seis) consultas com acompanhamento intercalado entre médico e
enfermeiro.
127-Senhora de 25 anos, DUM 05/12/2014. Assinale a alternativa que
corresponde a Data Provável do Parto (DPP).
a)DPP - 05/09/2015.
b)DPP - 15/10/2015
c)DPP - 20/09/2015.
d)DPP - 12/09/2015
e)DPP – 20/10/2015.
128-Conceitua-se hipertensão arterial na gestação a partir dos seguintes
parâmetros:
a)observação de níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que
140mmHg de pressão sistólica e iguais ou maiores do que 90mmHg de
pressão diastólica, mantidos em medidas repetidas, em condições ideais, em
pelo menos três ocasiões.
b)aumento de 50mmHg ou mais na pressão sistólica e/ ou de 15mmHg ou
mais na pressão diastólica.
c)observação de níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que
170mmHg de pressão sistólica e iguais ou maiores do que 100mmHg de
pressão diastólica, mantidos em medidas repetidas, em condições ideais, em
pelo menos três ocasiões.
d)aumento de 30mmHg ou mais na pressão sistólica e/ ou de 25mmHg ou
mais na pressão diastólica.
e)observação de níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que
150mmHg de pressão sistólica e iguais ou maiores do que 95mmHg de
pressão diastólica, mantidos em medidas repetidas, em condições ideais, em
pelo menos três ocasiões.
129-Observe a figura a seguir e identifique a Apresentação Fetal.

a)Pélvica
b)Cefálica
c)Longitudinal
d)Transversa
e)Córmica
130-É considerada normal a frequência cardíaca fetal entre
a)80 a 100 batimentos por minuto.
b)60 a 110 batimentos por minuto
c)100 a 120 batimentos por minuto.
d)90 a 150 batimentos por minuto.
e)120 a 160 batimentos por minuto.
131-Sobre o esquema de vacinação DT na gestante, assinale a
alternativa correta.
a)Gestante sem nenhuma dose registrada: iniciar o esquema vacinal o
mais precocemente possível com 3 doses, com intervalo de 60 dias ou, no
mínimo, 30 dias.
b)Gestante sem nenhuma dose registrada: iniciar o esquema vacinal o
mais precocemente possível com 2 doses, com intervalo de 30 dias ou, no
mínimo, 15 dias.
c)Gestante com menos de 3 doses registradas: completar as 2 doses o
mais precocemente possível, com intervalo de 60 dias ou, no mínimo, 30 dias e
o reforço em até 24 horas após o parto.
d)Gestante com esquema vacinal completo e última dose há menos de
cinco anos: é necessário vaciná-la imediatamente.
e)Gestante com esquema vacinal completo, sendo a última dose há mais
de 10 anos não é necessário vaciná-la.
132-J.S.R. 32 anos, primigesta, DUM 15/07/2014.
Assinale a alternativa que apresenta a idade gestacional considerando a
data de hoje como 02/02/2015.
a)27 semanas e 5 dias.
b)25 semanas.
c)28 semanas e 6 dias.
d)29 semanas e 3 dias.
e)30 semanas.
133-A Síndrome da Rubéola Congênita é uma complicação da infecção pelo
vírus da rubéola durante a gestação, principalmente no 1° trimestre,
podendo comprometer o desenvolvimento do feto e causar abortamento,
morte fetal ou anomalias congênitas. Sobre esta síndrome é correto
afirmar:
a)O feto infectado produz apenas anticorpos e specíficos IgG para rubéola
antes do nascimento. A presença desse anticorpo no feto é evidência de
infecção congênita.
b)Tendo em vista a frequência e o aparecimento precoce de alterações
ósseas, a avaliação radiológica de ossos longos apresenta grande importância
diagnostica.
c)Caso sejam observados sinais clínicos com patíveis com a infecção
treponêmica congênita, deve-se proceder a repetição dos exames sorológicos.
d)O tratamento efetivo se dá através de doses de penicilina G cristalina
intramuscular, a cada 12 horas, por um período de uma semana a 10 dias
consecutivos.
e)As principais manifestações clínica s no recém-nascido são: catarata ,
glaucoma, microftalmia, retinopatia, cardiopatia congênita, surdez, microcefalia
e retardo mental.
134-O enfermeiro deverá constatar a cada consulta de pré-natal a presença,
o ritmo, a frequência e a normalidade dos batimentos cardíacos fetais
(BCF). É considerada normal a frequência cardíaca fetal entre quantos
batimentos por minuto?
a) 60 a 100
b)120 a 160
c)100 a 140
d)80 a 120
e)140 a 180
135-Assinale a opção que indica um exame complementar de rotina que
deve ser solicitado no segundo trimestre de gestação.
a)Hemograma
b)Tipagem sanguínea
c)Toxoplasmose IgM e IgG
d)Glicemia em jejum
e)Coombs indireto (se a gestante for Rh negativo)
136-Durante uma consulta de pré-natal, uma gestante, que relatou níveis
de PA normais antes da gestação, apresentou aumento variável menor
que 140/90 mmHg.

Com base nesse achado, analise as afirmativas a seguir.

I. O profissional deve repetir a medição após um período de repouso,


remarcar a consulta para 7 ou 15 dias e orientar a gestante para
sintomas como cefaleia, edema, presença de “espuma" na urina e
redução dos movimentos fetais.

II. A gestante deve ser imediatamente encaminhada ao pré-natal de alto


risco ou à unidade de referência hospitalar.

III. Deve ser orientado repouso, principalmente pós-prandial, e


solicitada proteinúria por meio de fita urinária ou dosagem em urina de
24 horas.

Assinale:
a)se somente a afirmativa I estiver correta.
b)se somente a afirmativa II estiver correta.
c)se somente a afirmativa III estiver correta.
d)se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
e)se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
137-Durante a primeira consulta de enfermagem de pré-natal, a adolescente
gestante relata que sua última menstruação ocorreu em 25/06/2014. Então
a DPP (data provável do parto) será:
a)02/03/2015.
b)02/04/2015.
c)29/03/2015
d)05/03/2015
138-Considerando que o diagnóstico oportuno da infecção pelo HIV
durante a gestação é fundamental para a redução da transmissão vertical,
o Ministério da Saúde recomenda, em situações especiais, a realização do
teste rápido, que poderá ser realizado por
a)enfermeiros e técnicos de enfermagem, pois trata-se de um
procedimento de baixa complexidade.
b)técnicos e auxiliares de enfermagem sob supervisão do enfermeiro.
c)médico, privativamente, pois trata-se de um procedimento para detecção
e diagnóstico.
d)técnico de laboratório com certificação expedida pela Secretaria de
Saúde Regional.
e)enfermeiros devidamente capacitados para realização da metodologia.
139-No dia 24/08/14, compareceu na Unidade Básica de Saúde, para realizar
sua primeira consulta de prénatal a adolescente Juliana Santos de 16 anos,
considerando a DUM em 15/06/14. Calcule a Idade Gestacional e data
provável do parto de acordo com a Regra de Naegele, e assinale a
alternativa que apresenta a resposta correta, respectivamente.
a)10 semanas e 22/03/15.
b)11 semanas e 20/02/15.
c)12 semanas e 22/03/15.
d)10 semanas e 20/03/15.
e)12 semanas e 23/03/15.
140-O Ministério da Saúde (MS) tem como meta a eliminação da sífilis
congênita até 2015. Para alcançar esse objetivo, publicou, em dezembro de
2011, a Portaria 3242, que trata do fluxograma da sífilis. Nela, o MS
recomenda a realização de um teste não treponêmico e outro treponêmico
para confirmação do diagnóstico de sífilis em gestantes. Respeitando essa
recomendação, assinale a alternativa que contém a dupla de teste que
poderia ser utilizada.
a)VDRL e RPR
b)TPHA e ELISA
c)VDRL e Teste Rápido (TR)
d)FTA-abs e ELISA
e)TPHA e Teste rápido (TR)
141-São competências do técnico de enfermagem no cuidado pré-natal e
no puerpério as apresentadas a seguir, EXCETO:
a)verificar o peso, a altura e a pressão arterial e anotar os dados no cartão
da gestante.
b)fornecer medicação, mediante receita médica, ou medicamentos
padronizados para o programa.
c)aplicar vacina antitetânica.
d)realizar coleta de exame citopatológico.
142-A partir do caso abaixo, responda à questão.

M.S., 22 anos, primípara, com idade gestacional de 30 semanas e 2 dias,


com data da última menstruação em 13/03/2014, compareceu ao
ambulatório para consulta de pré-natal de gestação de baixo risco.
Queixou-se de cãibras, disúria, descanso noturno insatisfatório,
dificuldades na alimentação (recusa de alguns alimentos) e azia. Relata
contrações que trazem um certo incômodo (nega dor), não ritmadas e que
param com alguns movimentos do corpo.
Analise as afirmativas abaixo a respeito da assistência pré-natal:

I. Peso materno pré-gravídico insuficiente, baixa estatura da mãe e


aumento de peso insuficiente ou excessivo durante a gravidez são sinais
de alerta para aumento do risco gestacional.
II. O aumento insuficiente de peso materno predispõe à macrossomia fetal,
e pode estar associado ao crescimento intrauterino retardado.
III. Considera-se hipertensão arterial sistêmica na gestação o aumento de
30 mmHg ou mais na pressão sistólica e/ou de 15 mmHg ou mais na
pressão diastólica, em relação aos níveis tensionais previamente
conhecidos.
IV. É considerada normal a frequência cardíaca fetal na ausculta entre 90 a
120 batimentos por minuto, que pode ser realizada com estetoscópio de
Pinard a partir da 24ª semana de gestação.
V. A gestação ocasiona modificações, que favorecem as infecções do trato
urinário: estase urinária pela redução do peristaltismo ureteral, aumento
da produção de urina, glicosúria e aminoacidúria.

São verdadeiras as afirmativas:


a)Apenas I, III e V
b)Apenas I, II e V
c)Apenas I, III, IV e V
d)Apenas II, III e IV
e)I, II, III, IV e V
143-A partir do caso abaixo, responda à questão.

M.S., 22 anos, primípara, com idade gestacional de 30 semanas e 2 dias,


com data da última menstruação em 13/03/2014, compareceu ao
ambulatório para consulta de pré-natal de gestação de baixo risco.
Queixou-se de cãibras, disúria, descanso noturno insatisfatório,
dificuldades na alimentação (recusa de alguns alimentos) e azia. Relata
contrações que trazem um certo incômodo (nega dor), não ritmadas e
que param com alguns movimentos do corpo.

A respeito desta consulta de pré-natal, assinale a alternativa correta:


a)A data provável do parto é dia 20/01/2015.
b)Baseando-se na taxonomia da North American Nursing Diagnosis
Association (NANDA), são diagnósticos de enfermagem apresentados para
esta gestante: eliminação urinária prejudicada e risco de nutrição alterada para
menos que as necessidades corporais.
c)Devem ser solicitados exames de urina no primeiro e no terceiro
trimestre da gestação, apenas se houver queixas relacionadas à disúria.
d)As contrações relatadas pela paciente são chamadas de Braxton Hicks,
mais comuns no terceiro trimestre de gestação, e desencadeiam o trabalho de
parto.
e)A orientação sobre o aleitamento materno deve ser realizada após a 36ª
semana de gestação.
144-Durante o acompanhamento da gestação, deve-se constatar a
presença e a normalidade dos batimentos cardiofetais.

É considerada normal a frequência cardíaca fetal entre


a)60 e 80 batimentos por minuto.
b)80 e 120 batimentos por minuto.
c)120 e 160 batimentos por minuto.
d)160 e 180 batimentos por minuto.
e)180 e 200 batimentos por minuto.
145-Para o Ministério da Saúde, o objetivo principal do preparo da mulher
e seu acompanhante para o trabalho de parto e o parto é resgatar o
nascimento como um momento:
a)da mãe
b)da família
c)da enfermeira
d)do médico
e)da maternidade
146-Uma mulher de 21 anos grávida é atendida no ambulatório, com
pressão arterial de 130 × 80 mmHg, estatura de 1,48 m, relatando grande
ganho de peso durante a gestação. Tem antecedentes obstétricos de morte
neonatal e microssomia, apresentando, também, polidrâmnio. Tem história
de diabetes na família, em primos de segundo grau. Nesta situação, dentre
os principais fatores de risco, do Diabetes MellitusGestacional, citados
estão
a)a microssomia e a hipertensão arterial.
b)a idade inferior a 25 anos e a presença de polidrâmnio.
c)a hipertensão arterial e a obesidade.
d)a presença de polidrâmnio e o antecedente familiar de diabetes.
e)o antecedente obstétrico de morte neonatal e a estatura menor que 1,50
m.
147-Gestantes que procuram a maternidade quando se iniciam as
contrações uterinas ao final da gravidez, devem ser internadas para
acompanhamento, mesmo que se encontrem em uma fase inicial do
trabalho de parto.
 Certo
 Errado
148-Diante da queixa de polaciúria referida pela gestante, o Enfermeiro
deve explicar que isso ocorre devido ao aumento do útero e à compressão
da bexiga,orientando-a sobre a importância de diminuir a ingestão hídrica
para aliviar o desconforto.
 Certo
 Errado
149-Ao verificar que uma gestante possui fator Rh negativo e o parceiro
fator Rh desconhecido, o enfermeiro deverá solicitar o exame denominado:
a)Coombs direto
b)Coombs indireto
c)tipagem sanguínea
d)determinação do fator Rh
150-Infecção comum em mulheres jovens representa a complicação clínica
mais frequente na gestação, sendo conhecida como
a)Anemia.
b)Síndromes hemorrágicas.
c)Hipertensão arterial.
d)Infecção do trato urinário.
e)Varizes e tromboembolismo.
151-Complete as lacunas adequadamente, considerando as opções
abaixo:
A realização do teste ______________________ (sorologia para sífilis), no
início do terceiro trimestre de gestação, permite que o tratamento materno
seja instituído e finalizado até ________________ antes do parto, intervalo
mínimo necessário, para que o recém-nascido seja considerado tratado
intra-útero.
a)VDRL, 30 dias.
b)HIV, 30 dias.
c)VDRL, 60 dias.
d)HIV, 60 dias.
e)VDRL, 90 dias.
152-O Programa Nacional de Humanização no Pré-Natal e Nascimento
prevê
a)garantia da visita de familiares duas horas por dia.
b)atendimento digno e de qualidade no decorrer da gestação, parto e
puerpério.
c)permissão do acompanhamento do marido durante as amamentações.
d)identificação com três indicadores no período de sua internação.
e)garantia do registro do recém-nascido no próprio hospital.
153-
De acordo com o protocolo do Ministério da Saúde, assinale a opçã
o que indica o tratamento adequado para uma gestante que apresenta do
sagem de hemoglobina < 11g/dL e > 8g/dL.
a)100 mg de ferro elementar/dia.
b)5 mg/dia de ácido fólico.
c)120 a 240 mg de ferro elementar/dia.
d)60 mg/dia de ferro elementar.
e)30 mg/dia de acido fólico.
154-Considerando a assistência de enfermagem no pré-
natal, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) Na primeira consulta de pré-


natal, o enfermeiro deve solicitar, entre outros exames, a dosagem d
e hemoglobina e hematócrito, o grupo sanguíneo e o fator Rh, e
a sorologia para a sífilis.

( ) Uma forma de calcular a data provável do parto é somar sete dias


ao primeiro dia da última menstruação e subtrair três meses ao m
ês em que ocorreu a última menstruação.

( ) A gestante com três doses ou mais da vacina antitetânica, cuj


a última dose esteja dentro do prazo de 10 anos não precisa ser
vacinada.

As afirmativas são, respectivamente,


a)F, V e F.
b)V, V e F.
c)F, F e V.
d)V, F e V.
e)F, V e V.
155-Um recém-nascido prematuro é aquele que nasceu antes de completar
37 semanas de gestação. Acerca desse assunto, entre as complicações da
gravidez, é correto citar
a)hábito alimentar inadequado.
b)placenta prévia.
c)estresse.
d)exercício físico.
e)obesidade materna.
156-O sangramento vaginal no primeiro trimestre da gravidez é
relativamente comum, ocorrendo em, aproximadamente, 25% das
gestantes. Em muitas pacientes, o sangramento é autolimitado e deve-
se, provavelmente, à implantação ovular no endométrio decidualizado.
Se o sangramento não for autolimitado e for acompanhado de dores
fortes, quais as causas que podem provocar a hemorragia no primeiro
trimestre de gravidez?
a)Placenta prévia e meningite.
b)Abortamento e placenta prévia.
c)Diabetes gestacional e infecção.
d)Abortamento e gravidez ectópica.
e)Gravidez ectópica e placenta prévia.
157-A rede Cegonha, instituída pela Portaria GM/MS nº 1.459/11, inclui,
entre exames a serem feitos no pré-natal, os testes rápidos para os
seguintes exames:
a)HPV, leishmaniose e IgM para toxoplasmose.
b)sífilis, HPV e tracoma.
c)hepatite B, tuberculose e urina tipo I.
d)tuberculose, sífilis e HIV.
e)sífilis, HIV e proteinúria.
158-De acordo com os cadernos de atenção Básica de 2012 e com a
possibilidade de atuar plenamente na gestação de baixo risco, o enfermeiro
obstetra é responsável por solicitar os seguintes exames complementares
na primeira consulta de pré-natal, exceto:
a)teste rápido de diagnóstico anti-HIV.
b)toxoplasmose IgM e IgG.
c)sorologia para hepatite B (HbsAg).
d)citologia esfoliativa.
e)teste rápido de triagem para Sífilis.
159-Para fins de planejamento, a Rede Cegonha estima para cálculo de
gestantes de alto risco
a)1% das gestantes estimadas.
b)5% das gestantes estimadas.
c)25% das gestantes estimadas.
d)20% das gestantes estimadas
e)15% das gestantes estimadas
160-NÃO faz parte dos exames preconizados para as gestantes de baixo
risco, de acordo com a Rede Cegonha:
a)ultrassonografia com doppler
b)VDRL.
c)citopatológico cérvico-vaginal.
d)hemograma.
e)fator RH
161-Na gestação, o Programa Nacional de Suplementação de Ferro
consiste na suplementação profilática de ferro para
a)gestantes no terceiro trimestre de gestação, independentemente do
resultado do hematócrito, até 30 dias pós-parto, e na suplementação de
gestantes com ácido fólico
b)gestantes ao iniciarem o pré-natal, independentemente da idade
gestacional, até o terceiro mês pós-parto, e na suplementação de gestantes
com ácido fólico.
c)gestantes ao iniciarem o pré-natal, independentemente da idade
gestacional até o sexto mês pós-parto, e na suplementação de gestantes com
vitamina C
d)gestantes no segundo trimestre gestacional, com resultado de
hematócrito menor que 18, até o segundo mês pós-parto, e na suplementação
de gestantes com vitamina B12
e)gestantes a partir do primeiro trimestre, independentemente da idade
gestacional até 30 dias pós-parto, e na suplementação de gestantes com
vitamina C e ácido fólico.
162-No terceiro trimestre da gestação, são dados clínicos que durante o
pré-natal podem estar relacionados ao polidrâmnio, EXCETO
a)medida do fundo do útero maior do que a esperada para a idade
gestacional.
b)aumento exagerado da circunferência abdominal.
c)dificuldade de palpação das partes fetais.
d)dificuldade na ausculta dos batimentos cardíacos do feto
e)à ausculta, desacelerações variáveis da frequência cardíaca fetal,
decorrentes da compressão funicular.
163-Caracteriza-se pela presença de bactérias na urina sem
sintomatologia específica e recomendase a realização de cultura de
urina no primeiro e terceiro trimestres da gravidez, para a detecção de
a)pielonofrite.
b)cistite
c)bacteriúria
d)disúria.
e)hematúria
164-As apresentações fetais mais frequentes são a cefálica e a pélvica,
identificadas quando a situação é
a)transversa
b)córmica
c)oblíqua
d)longitudinal.
e)diagonal.
165-O acolhimento, em especial à gestante, objetiva fornecer não um
diagnóstico, mas uma prioridade clínica. Assim, considera-se fator de
risco que pode indicar encaminhamento ao pré-natal de alto risco:
a)gestante com antecedente de trombose venosa profunda
b)idade menor do que 15 e maior do que 35 anos
c)situação conjugal insegura
d)intervalo interpartal menor do que dois anos
e)gestante com infecção urinária
166-O pré-natal é o primeiro passo para cuidar da saúde da gestante e
do bebê. Assinale a alternativa correta frente à postura do agente
comunitário de saúde aos cuidados com a gestante:
a)Verificar o cartão de vacinação a fim de saber se a vacina antitetânica foi
realizada.
b)Acompanhar se a gestante está indo às consultas de pré-natal.
c)Realizar busca ativa da gestante faltosa às consultas de pré-natal.
d)Todas as alternativas estão corretas.
167-De acordo com o Programa de Humanização do Parto e Pré-natal, a
conclusão da assistência pré-natal, ocorre quando tiverem sido
realizadas:
a)Todas as consultas de pré-natal (seis consultas) e todos os exames
obrigatórios (ABO-Rh, VDRL, urina, glicemia de jejum, Hb/Ht), a imunização
antitetânica, a realização do parto e a consulta de puerpério.
b)Todas as consultas de pré-natal (seis consultas) e todos os exames
obrigatórios (ABO-Rh, VDRL, urina, glicemia de jejum, Hb/Ht), a realização do
parto e aleitamento materno.
c)Todas as consultas de pré-natal (seis consultas), todos os exames
obrigatórios (ABO-Rh, VDRL, urina, glicemia de jejum, Hb/Ht) e a imunização
antitetânica.
d)Todas as consultas de pré-natal (seis consultas) e todos os exames
obrigatórios (ABO-Rh, VDRL, urina, glicemia de jejum, Hb/Ht).
e)Todas as consultas de pré-natal (seis consultas) e todos os exames
obrigatórios (ABO-Rh, VDRL, urina, glicemia de jejum, Hb/Ht) e a realização do
parto.
168-No caso de uma gestante vacinada conforme calendário de vacinação
da Organização Mundial de Saúde na sua última gestação que foi há 3 anos,
como deve ser o esquema vacinal na gestação atual:
a)Dar uma dose de reforço.
b)Dar duas doses de reforço com intervalo vacinal de 60 dias.
c)Não é necessário vacinar.
d)Iniciar o esquema vacinal, o mais precocemente possível, com 3 doses,
intervalo de 60 dias ou, no mínimo, 30 dias.
e)Dar uma dose de reforço com intervalo de 30 dias.
169-Uma gestante, sem acompanhamento pré-natal e sem diagnóstico de
infecção por HIV, chega à maternidade em trabalho de parto, com 4 cm de
dilatação do colo uterino e bolsa amniótica íntegra. O enfermeiro realiza o
teste rápido anti-HIV, cujo resultado é positivo. Diante da situação, o
Ministério da Saúde recomenda:
a)iniciar terapia antirretroviral combinada, preferencialmente, com
esquema composto por zidovidina + lamivudina + lopinavir/r.
b)administrar AZT por via oral, com início, de preferência, nas primeiras
duas horas após o parto e orientar na adoção de práticas seguras.
c)que a gestante seja atendida com prioridade, de forma a iniciar o mais
brevemente possível a infusão endovenosa de AZT durante o trabalho de
parto.
d)que se proceda imediatamente o teste de “Reação de Mantoux” e, se
positivo, providenciar isolamento reverso.
e)priorizar o parto vaginal, coletar amostra para a realização de teste de
carga viral e, independentemente do resultado, iniciar imediatamente a terapia
antirretroviral
170-O vômito contínuo na mulher grávida, o qual pode comprometer o
seu estado nutricional, é denominado de:
a)vômica.
b)epistaxe.
c)melena.
d)me lasma gravídico.
e)hiperemese gravídica.
171-Durante o pré-natal, é recomendado que a mulher realize a testagem
para HIV no(a):
a)1º trimestre.
b)2º trimestre.
c)3º trimestre.
d)hora do parto.
e)puerpério.
172-Como medida de controle da sífilis toda gestante deve realizar o teste
de:
a)Coombs.
b)Allen.
c)HIV.
d)VDRL.
e)Ham.
173-O hemograma é um dos exames solicitados normalmente no 1º e no 3º
trimestre de gestação. De acordo com o que preconiza oMinistério da
Saúde para o pré‐natal de baixo risco, diante de umadosagem de
hemoglobina > 11g/dL a conduta a ser adotada é
a)suplementação de ferro a partir da 20ª semana.
b)referir a gestante ao pré-natal de alto risco.
c)suplementação de ferro a partir da 30ª semana.
d)tratar com 120 a 240mg de ferro elementar ao dia.
e)repetir a dosagem de hemoglobina em 30 dias
174- ausculta dos batimentos cardiofetais deve ser realizada a cada cons
ulta de pré-
natal para se constatar sua presença, ritmo, frequência e normalidade
. É considerada normal a frequência cardíaca fetal entre
a)90 a 120 batimentos por minuto.
b)100 a 140 batimentos por minuto.
c)110 a 150 batimentos por minuto.
d)120 a 160 batimentos por minuto.
e)130 a 170 batimentos por minuto.
175-Em 2012, o Ministério da Saúde definiu o diagnóstico da hipertensão
arterial na gravidez, considerando os valores absolutos de
a)PA sistólica maior que 140 mmHg e/ou diastólica maior que 80 mmHg,
sem medida seriada no pré-natal.
b)PA sistólica maior que 140 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
sem medida seriada no pré-natal.
c)PA sistólica maior que 140 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
com medida seriada no pré-natal.
d)PA sistólica maior que 130 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
sem medida seriada no pré-natal.
e)PA sistólica maior que 130 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
com medida seriada no pré-natal.
176-Uma gestante, com hipertireoidismo, abandonou o tratamento, e
apresentou, subitamente, hiperpirexia, taquicardia, confusão mental,
tontura, náuseas, diarreia, evoluindo com arritmia cardíaca. O enfermeiro,
diante desta emergência obstétrica, e ciente de que estes sinais e sintomas
estão associados a um alto índice de falência materna MS (2010)
compreende que um dos cuidados e/ou tratamento da crise tireotóxica
requer
a)manutenção da vias aéreas pérvias e o cuidado de não oferecer aporte
de oxigênio diante da baixa demanda metabólica tissular.
b)hidratação venosa e a restrição do uso de glicose, por esta elevar a
sobrecarga hepática de glicogênio, aumentada, nesta forma grave de
hipertireoidismo.
c)aplicação de compressas frias e a administração de antipiréticos, não
utilizando salicilatos por estes agravarem o hipermetabolismo.
d)aporte de calorias por via endovenosa e a não administração de
propiltiouracila (PTU), que acelera a conversão do T4 em T3.
e)administração de agentes simpatolíticos e de iodeto de sódio, este com o
objetivo de aumentar o débito de T4 a partir da tireoide.
177-A incidência de trauma em gestantes vem aumentando nos últimos
anos, e isso ocorre devido à crescente participação da mulher na
sociedade atual.
Sobre a avaliação e o atendimento, analise as assertivas e marque
a INCORRETA.
a)As alterações gastrointestinais como esvaziamento gástrico prolongado,
diminuição da pressão do esfíncter esofageano e consequente refluxo gastro-
esofageano aumentam o risco de broncoaspiração.
b)Os cintos de segurança abdominais são responsáveis pelo maior risco
de compressão uterina, com possível ruptura.
c)Os mecanismos de trauma na grávida são diferenciados em relação à
não-grávida e podem ser classificados em contusos e compressivos.
d)A avaliação primária da grávida prioriza a via aérea e a ventilação.
178-Para que uma unidade de saúde garanta assistência de pré-natal
efetiva, os seguintes procedimentos devem ser observados, EXCETO um.
Assinale-o.
a)discussão permanente com a população da área (em especial com as
mulheres) sobre a importância da assistência pré-natal na unidade de saúde e
nas ações comunitárias;
b)acolhimento imediato e garantia de atendimento a todos os recém-natos
e à totalidade das gestantes e puérperas que procurarem a unidade de saúde;
c)classificação do risco gestacional (em toda consulta) e encaminhamento,
quando necessário, ao pré-natal de alto risco à urgência/emergência obstétrica;
d)redução do parto normal e incentivo da cesárea;
e)avaliação do estado nutricional e acompanhamento do ganho de peso no
decorrer da gestação.
179-De acordo com o manual de pré-natal de baixo risco, o total de
consultas deve ser de no mínimo:
a)5 consultas;
b)8 consultas;
c)10 consultas;
d)7 consultas;
e)6 consultas.
180-A seguinte situação encontrada pelo profissional de saúde justificaria
o agendamento da primeira consulta pré-natal:
a)volume abdominal visivelmente aumentado;
b)útero palpável na região abdominal;
c)presença de batimentos cardíacos fetais;
d)movimentação fetal referida pela paciente;
e)atraso menstrual de pelo menos 15 dias com TIG positivo.
181-Com relação ao atendimento à gestante que não possui carteira de
vacinação ou qualquer registro de imunização contra o tétano, assinale a
alternativa que apresenta a conduta correta a ser adotada.
a)Administrar na gestante somente a primeira dose do esquema vacinal da
antitetânica, a fim de minimizar os riscos que a imunização pode oferecer ao
bebê.
b)Imunizá-la contra o tétano somente após o parto, pois a vacina oferece
riscos de má formação para o bebê.
c)Iniciar imediatamente o esquema vacinal, independentemente da idade
gestacional, tentando garantir que as 3 doses da vacina antitetânica sejam
administradas antes do parto.
d)A realização do esquema vacinal da antitetânica na gestante é
indiferente, pois o parto não oferece riscos de se contrair o tétano.
182-Considerando o Manual Técnico de Gestação de alto Risco, do
Ministério da Saúde (2012), sobre a hipertensão arterial na gestação, leia
as afirmativas e a seguir assinale a alternativa correta.

I. A pressão arterial deve ser mensurada com a gestante sentada, com o


braço no mesmo nível do coração e com um manguito de tamanho
apropriado.

II. Para a medida da pressão arterial recomenda-se o uso de aparelhos de


coluna de mercúrio, aneróides ou automáticos (digitais) para todas as
gestantes independente da situação clínica.

III. A Pré-eclâmpsia/eclâmpsia é observada antes de 20 semanas de


gestação, ou diagnosticada pela primeira vez durante a gravidez e não se
resolve até 12 semanas após o parto.

IV. A ocorrência de convulsões em mulheres com pré- eclâmpsia


caracteriza o quadro de eclâmpsia.
a)I,II,III e IV estão corretas
b)Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
c)Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.
d)Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
183-Uma jovem de dezessete anos de idade, grávida de doze semanas,
em sua primeira consulta de pré-natal, informou cansaço, perda de
apetite, febre e disúria. A paciente referiu não ter procurado o serviço
de saúde anteriormente por considerar-se saudável. Ao exame físico,
apresentava peso de 60 kg, altura de 1,58 m, pressão arterial de 125
mmHg x 90 mmHg e temperatura de 37, 9 ºC. O enfermeiro detectou
palidez palmar intensa. Não havia edemas em membros inferiores ou
superiores.

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde quanto à


classificação de risco durante a gestação, a paciente deve ser incluída
na classe
a)vermelha, que indica gestação de alto risco, devendo ser encaminhada a
um serviço de saúde de alta complexidade.
b)amarela, que indica gestação de médio risco, devendo ser encaminhada
para consulta médica.
c)vermelha, que indica gestação com risco iminente, devendo ser
encaminhada urgentemente a um hospital para atendimento médico e
tratamento.
d)verde, que indica gestação de alto risco, devendo ser encaminhada a
consulta com especialista.
e)verde, que indica gestação de baixo risco, devendo ser orientada a
retornar ao serviço após três semanas.
184-De modo geral, as alterações metabólicas que ocorrem na gestante
diabética são semelhantes às que ocorrem em gestantes normais: no início
da gravidez observa-se tendência a glicemias de jejum mais baixas e
discreta redução na necessidade de insulina exógena entre aquelas que
usam insulina regularmente. Com o evoluir da gestação se estabelece
quadro de resistência à insulina, sendo necessárias quantidades
progressivamente maiores de insulina exógena para o adequado controle
do diabetes. Analise as afirmações a seguir, relativas a associação entre
gravidez e diabetes e assinale a alternativa correta.
I. Gestantes diabéticas são mais propensas a processos infecciosos,
especialmente do trato urinário e a doença hipertensiva específica da
gravidez.
II. A incidência de abortamento em gestantes diabéticas aumenta à medida
que complicações vasculares, renais e retinianas surgem.
III. Oligo-hidrâmnio, associado ou não à restrição de crescimento intrauterino,
está entre as principais complicações das gestantes diabéticas.
IV. As duas principais complicações específicas do filho de mãe diabética são
os problemas respiratórios, principalmente a doença de membrana hialina e
a hipoglicemia.
Estão corretas as afirmativas:
a)I, II e III apenas.
b)II, III e IV apenas.
c)I, II e IV apenas.
d)I, III e IV apenas.
185-A associação entre hipertensão e gravidez é perigosa, relativamente
frequente e responsável por taxas elevadas de morbidade e mortalidade
perinatal e materna. Na mulher tal associação pode determinar crises
convulsivas, acidente vascular cerebral, edema agudo de pulmão,
insuficiência renal aguda e distúrbios de coagulação, entre outros
problemas. Considerando o feto/recém-nascido, as síndromes
hipertensivas da gestação podem provocar:
a)Macrossomia, sofrimento fetal agudo e crônico e nascimento pós termo.
b)Rotura hepática, macrossomia, prematuridade induzida e óbito
intrauterino.
c)Restrição de crescimento intrauterino, sofrimento fetal agudo e
nascimento pós termo.
d)Restrição de crescimento intrauterino, sofrimento fetal crônico e
prematuridade induzida.
186-Durante o período pré- natal, a mulher gestante deve receber cuidados
básicos, como a testagem de sífilis e HIV, ações educativas relativas às
consultas e à vacinação e o controle do peso corporal.
 Certo
 Errado
187-Uma gestante, 35 anos, procura atendimento numa Unidade Básica de
Saúde, com queixa de tosse com expectoração há 03 semanas, febre
vespertina e hemoptoicos. Realizou duas baciloscopias diretas do escarro
com resultados positivos. A afirmativa correta quanto à assistência a ser
realizada pelo Enfermeiro a essa gestante é:
a)Com apenas duas amostras positivas na baciloscopia direta do escarro
não é possível confirmar a tuberculose, sendo necessária a realização da prova
tuberculínia.
b)Convocar para investigação somente os contatos da paciente (pessoas,
parentes ou não, que coabitam com ela) sintomáticos respiratórios.
c)O potencial de transmissão de tuberculose por essa paciente é baixo
pois trata-se uma paciente não bacilífera.
d)Oferecer testagem para o HIV com aconselhamento pré e pós teste além
de encaminhamento ao pré-natal para investigação de outras doenças
sexualmente transmissíveis, como síilis e hepatite B.
e)Orientá-la quanto ao esquema de tratamento que será seguido e quanto
à interrupção imediata sem necessidade de consulta médica em caso de
intolerância gástrica até a melhora dos sintomas.
188-O acolhimento em especial à gestante objetiva oferecer-lhe prioridade
clínica, uma vez que essa condição pode desencadear uma evolução
desfavorável em consequência de fatores de risco presentes na gravidez.
A avaliação do risco gestacional deve ser permanente, durante todas as
consultas. É fator de risco de origem sociodemográfica e que requer que o
pré-natal seja realizado pela equipe de atenção básica:
a)idade menor que 18 e maior que 35 anos.
b)situação conjugal segura.
c)condição ambiental desfavorável.
d)baixa escolaridade, com menos de quatro anos de estudo regular.

189-

O preparo das mamas para amamentação deve ser iniciado no período pré-
natal, sendo recomendada a realização de manobras para aumentar e
fortalecer os mamilos, como esticar os mamilos com os dedos, esfregá-los
utilizando uma toalha mais áspera e o uso de conchas para alongar os
mamilos.
 Certo
 errado

190-

De acordo com o Programa Nacional de Humanização do Parto e


Nascimento, as gestantes têm assegurada a realização da primeira
consulta de pré-natal até o terceiro mês de gestação e a consulta de
puerpério até quarenta e dois dias após o nascimento do bebê.
 Certo
 Errado

191-

Exames de urina e o teste VDRL (veneral disease research laboratory)


devem ser realizados na primeira consulta de pré-natal e na trigésima
semana de gestação.
 Certo
 Errado
192-Qual a doença que a gestante pode desenvolver se apresentar altos
níveis tensóricos?
a)Eclampsia
b)Diabetes
c)Sífilis
d)Gravidez ectópica
e)Gravidez disforme
193-Durante o pré-natal, dentre as orientações à gestante so- bre a
alimentação, destaca-se que
a)as mulheres com sobrepeso ou obesidade devem estar atentas quanto
ao ganho de peso excessivo na gravidez.
b)o ganho de peso ideal independe do estado nutricional anterior à
gravidez, isto é, a necessidade de ganho de peso é a mesma, tanto para as
mulheres com pouco peso ou com sobrepeso.
c)a necessidade de consumo de proteínas de alto valor biológico como
minerais e vitaminas é menor para a gestante em relação à não-gestante.
d)nas diferentes fases da gravidez, as mulheres possuem necessidades
semelhantes.
e)o feto retira tudo o que precisa da mãe, por isso a gestante não precisa
se preocupar com a própria dieta.
194-Qual dos seguintes profissionais pertencentes à equipe de saúde da
família é responsável pela realização do Pré-Natal de alto risco?
a)Médico
b)Enfermeiro
c)Agente comunitário de saúde
d)Odontólogo
e)Técnico em enfermagem
195-Os exames pré-natais que a gestante realiza, são de extrema
importância para prevenção e tratamento de diversas doenças. Sobre a
interpretação do resultado e conduta do exame de toxoplasmose, preencha
a lacuna e assinale a alternativa correta. Recomenda-se, sempre que
possível, a triagem para toxoplasmose por meio da detecção de anticorpos
da classe __________ (Elisa ou imunofuorescência). Em caso de
positividade, significa doença ativa e o tratamento deve ser instituído.
a)IgA
b)IgE
c)IgG
d)IgO
e)IgM
196-De acordo com dados de estudos sentinelas, a infecção por HIV tem
prevalência em gestantes de 0,6%. O diagnóstico durante a gestação, ou
ainda no momento do trabalho de parto, com instituição de medidas
apropriadas, pode reduzir significativamente a transmissão vertical (da
mãe para o filho). Portanto, o teste anti-HIV deve ser oferecido na primeira
consulta de pré-natal e repetido próximo a qual semana de gestação?
a)20ª semana gestacional.
b)30ª semana gestacional.
c)10ª semana gestacional.
d)40ª semana gestacional.
e)5ª semana gestacional.
197-Várias modificações ocorrem no organismo da mulher durante a
gestação. A assertiva adequada é a seguinte:
a)O aumento do plasma, excedendo a produção de eritrócitos, ocasiona
uma diminuição nos valores normais da hemoglobina e do hematócrito,
caracterizando a anemia fisiológica da gestação.
b)O amolecimento e a compressibilidade do corpo do útero ocasiona uma
anteflexão uterina exagerada nos 3 primeiros meses de gravidez, resultando no
aumento da frequência urinária (polaciúria).
c)Bradicardia reflexa, débito cardíaco reduzidos, náuseas, vômitos e
sensação de desfalecimento em mulheres em decúbito dorsal são condições
da síndrome da hipotensão supina.
d)Nas alterações respiratórias, pode-se observar volume corrente,
aumentado em 30 a 40%, aumento do consumo de oxigênio, capacidade
inspiratória diminuída.
e)o aumento do hormônio melanotrófico da hipófise posterior responsável
pela hipergmentação do sistema tegumentar é considerado.
198-Acerca dos aspectos que envolvem o ganho de peso em gestantes
e a avaliação de seu estado nutricional, assinale a opção correta.
a)Na primeira consulta de pré-natal, o cálculo do índice de massa corporal
(IMC) é suficiente para o diagnóstico nutricional da gestante.
b)Após a avaliação nutricional, enquadra-se a gestante na classificação de
Omaha, que inclui as classes denominadas emagrecida, normal e obesa.
c)O diagnóstico inicial do estado nutricional da gestante baseia- se no IMC
pré-gestacional por ela informado ou no IMC calculado a partir de medição
realizada até a 13.ª semana gestacional.
d)Recomenda-se, independentemente de seu estado nutricional inicial, que
a gestante engorde 2 kg em cada trimestre da gestação.
e)Em todas as consultas de pré-natal, recomenda-se a aferição do peso e,
apenas na primeira consulta, a aferição da estatura de gestantes adultas e
adolescentes.
199-A assistência de enfermagem prioritária para uma gestante com
diagnóstico de síndrome HELLP é
a)monitorar a pressão liquórica.
b)preparar a gestante para o procedimento de paracentese abdominal.
c)estimular a ingesta de líquidos e alimentos ricos em sódio, hiperproteicos
e hiperlipídicos.
d)manter a gestante em repouso absoluto no leito e na posição de
Depage.
e)controlar frequentemente a pressão arterial.
200-Uma mulher jovem comparece ao pré-natal para sua primeira consulta.
Menciona que o primeiro dia da sua última menstruação foi em 2 de
dezembro. Usando a regra de Naegele, sua data provável do parto (DPP)
será em que dia de setembro?
a)2
b)5
c)9
d)12
e)30
201-Considerando a assistência de enfermagem à mulher no pré-natal, é
incorreto afirmar:
a)na avaliação da gestante devem ser considerados o exame físico
completo diante das mudanças fisiológicas, a data provável do parto, o exame
pélvico. São importantes: verificação de ABO e Rh da mãe, titulação da
rubéola, hemoglobina e análise de urina.
b)na história de saúde da gestante devem ser avaliados: história
menstrual, sexual, de doenças sexualmente transmissíveis, de gestações
anteriores, história médica e cirúrgica, de abuso, da infância, antecedentes
familiares, e uso de drogas, álcool e tabaco.
c)a maior presença de hormônios nas gestações (estrógeno, progesterona,
gonadotrofina coriônica humana, lactógeno placentário humano, relaxina e as
prostaglandinas) causa aumento e formigamento nas mamas, leucorreia e
alterações de humor neste período.
d)as alterações no sistema tegumetar restrigem-se às modificações no
abdome destacando-se a presença de estrias.
e)o retorno venoso prejudicado para as pernas e pelve pode resultar em
edema de extremidades inferiores, varicosidades e hemorroidas.
202-Em relação às complicações obstétricas, é incorreto afirmar:
a)a ocorrência de convulsões em mulheres com pré-eclâmpsia caracteriza
o quadro de eclâmpsia. A conduta clínica visa ao tratamento das convulsões,
da hipertensão e dos distúrbios metabólicos, além de cuidados e controles
gerais.
b)a Síndrome HELLP é um quadro clínico caracterizado por hemólise (H =
“hemolysis”), elevação de enzimas hepáticas (EL = “elevated liver functions
tests”) e plaquetopenia (LP = “low platelets count”) e embora acompanhe
outras doenças, em Obstetrícia, é considerada como agravamento do quadro
de pré-eclâmpsia.
c)entende-se por placenta prévia aquela placenta que se implanta total ou
parcialmente no segmento inferior do útero. Pode ser classificada de três
maneiras, de acordo com sua posição em relação ao colo do útero: baixa,
marginal e completa (centro-total).
d)o descolamento prematuro de placenta (DPP) é definido como a
separação da placenta da parede uterina antes do parto. Essa separação
ocorre de forma total sendo classificada em dois graus.
e)a vasa prévia é definida como sangramento dos vasos sanguíneos fetais
que atravessam as membranas amnióticas passando pelo orifício interno do
colo. Está associada à inserção anormal dos vasos fetais dentro das
membranas.
203-Na assistência de enfermagem a uma cliente com pré-eclâmpsia que
está recebendo sulfato de magnésio por via endovenosa, que achado
investigativo levaria o enfermeiro a suspeitar inicialmente de toxicidade
pelo magnésio?
a)Fraqueza muscular
b)Reflexo patelar ausente
c)Convulsões
d)Frequência respiratória de 18 rpm
e)Normotermia
204-Diversos fatores podem influenciar de forma negativa no
crescimento intrauterino do bebê e são denominados de fatores de risco
para baixo peso ao nascer, dentre os quais se encontra a idade materna
na seguinte faixa etária:
a)Menores de 19 anos e maiores de 35 anos.
b)Maior de 20 anos e menor de 30 anos.
c)Menor de 21 anos e maior de 30 anos.
d)Menor de 19 anos e menor de 35 anos.
205-O agente comunitário de saúde deve entre outras funções fazer o
acompanhamento domiciliar às gestantes, reforçando o vínculo entre as
mulheres grávidas e a unidade básica de saúde. Com base neste contexto
é correto afirmar que um dos sinais de risco da gravidez seria:
a)vômitos frequentes.
b)dores de cabeça esporádicas e leves.
c)no último trimestre não sentir o bebe mexer por mais de 72 horas.
d)aumento do peso materno em mais de 2 kg no 5º mês da gravidez.
206-Para evitar perda gestacional recorrente na forma de abortos tardios
ou partos prematuros, à gestante com insuficiência istmocervical
(incompetência cervical) recomenda-se a
a)cerclagem.
b)isoimunização.
c)caminhada ativa.
d)administração de oxitocina.
e)administração de sulfato de magnésio.
207-O aconselhamento consiste no diálogo baseado na relação de
confiança que proporciona ao paciente condições para que avalie seus
próprios riscos, tome decisões e encontre maneiras realistas de enfrentar
os problemas relacionados às DST HIV/AIDS. No aconselhamento, após
resultado positivo do teste anti-HIV em gestante, na 12a semana de
gestação, o técnico de enfermagem deve orientá-la que
a)a transmissão vertical do HIV pode ocorrer durante a gestação, no
trabalho de parto, no parto e pela amamentação.
b)é indicado parto normal, pois a transmissão do HIV durante esse tipo de
parto é um mito.
c)a amamentação deverá ser realizada pela mãe, pois o risco do recém-
nascido adquirir AIDS com as chamadas “amas de leite” é muito maior.
d)a terapia antirretroviral será realizada após o parto, na mãe e no filho, se
comprovado positividade no teste anti-HIV do filho.
e)toda criança, ao nascer, receberá o antirretroviral, se resultado de teste
anti-HIV positivo na mãe e no pai.
208-A assistência ao pré-natal deve iniciar-se o mais cedo possível,
visando ao controle de condições mórbidas ou de riscos e melhor
avaliação do desenvolvimento fetal. Considerando a conduta médica e de
enfermagem, na possibilidade de intercorrências clínicas na gestação,
julgue as assertivas abaixo:
Providenciar hospitalização da maioria das gestantes cardiopatas, vários
dias ou até mesmo semanas antes da data provável do parto, para avaliar e
prevenir sinais e sintomas de descompensação cardíaca.
 Certo
 Errado
209-A assistência ao pré-natal deve iniciar-se o mais cedo possível,
visando ao controle de condições mórbidas ou de riscos e melhor
avaliação do desenvolvimento fetal. Considerando a conduta médica e de
enfermagem, na possibilidade de intercorrências clínicas na gestação,
julgue as assertivas abaixo:
Fazer o acompanhamento ambulatorial em gestantes com diagnóstico de
anemia, observando a melhora das manifestações clínicas, repetindo a
pesquisa de HB e Ht a cada 30 dias aproximadamente.
 Certo
 Errado
210-A maioria das patologias obstétricas pode ser evitada com uma
adequada assistência pré- natal, diagnóstico e tratamento precoce da
doença. Com base no enunciado, julgue a assertiva abaixo:
Nos casos de Doença Hipertensiva da Gravidez (DHEG), deve-se controlar
a Temperatura, Pulso, Respiração, Pressão Arterial e Batimentos
Cárdiofetais (frequência determinada pela gravidade do estado clínico),
utilizando-se sempre o mesmo aparelho e registrando a qualidade do pulso
e da respiração.
 Certo
 Errado
211-O diagnóstico da Mola Hidatiforme é também determinado por
ausência de partes fetais à palpação, pela ultrassonografia ou
radiografia.
 Certo
 Errado
212-Durante a gestação, várias modificações fisiológicas ocorrem,
principalmente, no sistema cardiovascular da paciente. Com base nessa
afirmação, julgue cada uma das proposições seguintes:

A cardiopatia reumática e os defeitos cardíacos são as complicações mais


presentes na gestante.
 Certo
 Errado
213-Durante a gestação, várias modificações fisiológicas ocorrem,
principalmente, no sistema cardiovascular da paciente. Com base nessa
afirmação, julgue cada uma das proposições seguintes:

A dispneia é o único sinal de cardiopatia na gestante.


 Certo
 Errado
214-Durante a gestação, várias modificações fisiológicas ocorrem,
principalmente, no sistema cardiovascular da paciente. Com base nessa
afirmação, julgue cada uma das proposições seguintes:

A taquicardia mediante esforços é um sinal de sobrecarga do coração na


gestante.
 Certo
 Errado
215-Durante a gestação, várias modificações fisiológicas ocorrem,
principalmente, no sistema cardiovascular da paciente. Com base nessa
afirmação, julgue cada uma das proposições seguintes:

A assistência do técnico em enfermagem tem como única ação reconhecer


sinais de congestão pulmonar.
 Certo
 Errado
216-Durante a gestação, várias modificações fisiológicas ocorrem,
principalmente, no sistema cardiovascular da paciente. Com base nessa
afirmação, julgue cada uma das proposições seguintes:

As atividades físicas da gestante cardiopata devem ser restritas.


 Certo
 Errado
217-A Diabetes Mellitus Gestacional caracteriza-se pela intolerância à
glicose, em razão de hormônios antagônicos à insulina produzidos na
gestação. Nesses casos, na assistência à paciente, o técnico em
enfermagem realiza alguns procedimentos para controle da taxa de
glicemia. Considerando os procedimentos que devem ser realizados com
essa finalidade, julgue cada um dos itens abaixo:

Pesagem da paciente e restrição alimentar, em caso de peso elevado


 Certo
 Errado
218-A Diabetes Mellitus Gestacional caracteriza-se pela intolerância à
glicose, em razão de hormônios antagônicos à insulina produzidos na
gestação. Nesses casos, na assistência à paciente, o técnico em
enfermagem realiza alguns procedimentos para controle da taxa de
glicemia. Considerando os procedimentos que devem ser realizados
com essa finalidade, julgue cada um dos itens abaixo:

Avaliação glicêmica capilar (hemoglucoteste) da gestante deve ser


realizada sempre após as refeições.
 Certo
 Errado
219-A Diabetes Mellitus Gestacional caracteriza-se pela intolerância à
glicose, em razão de hormônios antagônicos à insulina produzidos na
gestação. Nesses casos, na assistência à paciente, o técnico em
enfermagem realiza alguns procedimentos para controle da taxa de
glicemia. Considerando os procedimentos que devem ser realizados com
essa finalidade, julgue cada um dos itens abaixo:

Verificação de sinais vitais para controle das complicações associadas à


Diabetes Mellitus gestacional.
 Certo
 Errado
220-Paciente, na 32ª semana de gestação, atendida no ambulatório do
Tribunal, apresenta mal-estar geral e pressão arterial de 200×100 mmHg. A
posição da gestante que não prejudica o fluxo sanguíneo uteroplacentário
é
a)decúbito lateral direito.
b)Trendelemburg.
c)decúbito lateral esquerdo.
d)posição supina.
e)posição de litotomia.
221-O enfermeiro, durante a consulta de pré-natal, deverá realizar a auscuta
dos batimentos cardiofetais, a fim de detectar possível
a)crescimento intra-uterino retardado.
b)sofrimento fetal.
c)deslocamento prematuro de placenta.
d)atonia uterina.
e)placenta prévia
222-Ao avaliar a caderneta de vacinação de uma adolescente, no segundo
mês de gestação, moradora no Estado do Amapá, o enfermeiro verifica a
ausência da vacina da febre amarela. Nesse caso, a conduta é
a)iniciar vacinação em esquema de três doses, após o terceiro mês de
gestação.
b)encaminhar a adolescente para realizar o exame de gota espessa antes
de iniciar a vacinação.
c)encaminhar a adolescente para avaliação médica, tendo em vista as
contraindicações para essa vacina em caso de gestantes.
d)realizar a prova do laço e iniciar a vacinação, sendo a 1a dose após os
três meses de gestação.
e)fazer o exame de BK para avaliação da presença ou não da doença e,
em caso negativo, aplicar uma dose da vacina.
223-A medicação que deve ser administrada no período pré-gestacional
para a prevenção de defeitos congênitos do tubo neural é
a)sulfato ferroso.
b)ácido fólico.
c)calciferol.
d)carbamazepina.
224-A pressão arterial da gestante nunca deverá ser verificada em
posição
a)decúbito lateral esquerdo.
b)supina.
c)decúbito lateral direito.
d)sentada.
225-A vitamina A é um nutriente que atua no sistema imunológico
auxiliando no combate às infecções. No Brasil, recomenda-se a
administração de uma megadose de 200.000 UI de vitamina A na mulher
a)no terceiro trimestre de gestação.
b)no primeiro trimestre de gestação.
c)no pós-parto imediato.
d)no puerpério tardio.
226-Julgue os próximos itens, relativos à enfermagem na saúde da
mulher.
Em condições normais de atendimento na atenção pré-natal e puerperal, os
exames laboratoriais de glicemia de jejum, VDRL e urina do tipo 1 devem
ser realizados na primeira consulta e repetidos próximo à trigésima semana
de gestação.
 Certo
 Errado
227-Gestante na terceira semana de gestação procura atendimento na
Unidade Básica de Saúde e verifica-se que não foi realizado o pré- natal.
Sendo assim, segundo o Ministério da Saúde quanto às medidas de
prevenção da transmissao vertical do vírus HIV, é recomendável orientar a
gestante a
a)iniciar o tratamento com a zidovudina (AZT) imediatamente.
b)realizar o teste VDRL (Venereal Disease Research Laboratory) para
identificar o vírus HIV.
c)procurar a UBS, três meses após o parto, para iniciar o tratamento com
zidovudina (AZT) no bebê.
d)amamentar o bebê, após o parto, se estiver tomando a zidovudina (AZT).
e)encaminhar a gestante, após o seu consentimento, para a realização do
teste rápido anti-HIV.
228-As gestantes diabéticas têm diversas contra indicações absolutas para
a prática de atividade física, inclusive na ocorrência de
a)anemia ferropriva.
b)retardo de crescimento intrauterino.
c)desnutrição recorrente.
d)gestação gemelar com mais de 28 semanas.
e)parto pré-termo em gestação anterior.
229-As consultas de prè-natal no Programa de Saúde da Família devem ser
agendadas quinzenalmente, após a 36ª semana de gestação, devido á
necessidade de
a)( ) diminuir o abandono no pré-natal
b)( ) prevenir o tétano neonatal
c)( ) adequar a coleta de dados
d)( ) evitar complicações
230-Considerando que o programa de saúde pré-natal objetiva prestar
assistência ao binômio mãe-filho em todas as suas necessidades, visando
garantir a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida, julgue os próximos
itens com base nos princípios teóricos e nas ações recomendadas por esse
programa.

Ao exame físico de uma gestante, o feto está em situação oblíqua quando


os dois maiores eixos, o fetal e o uterino, estão no mesmo sentido.
 Certo
 Errado
231-Considerando que o programa de saúde pré-natal objetiva prestar
assistência ao binômio mãe-filho em todas as suas necessidades,
visando garantir a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida, julgue os
próximos itens com base nos princípios teóricos e nas ações
recomendadas por esse programa.

A gestante sem intercorrências ou alterações clínicas deve receber, no


mínimo, sete atendimentos durante toda a gestação, espaçados de
intervalo não superior a cinco semanas.
 Certo
 Errado
232-Considerando que o programa de saúde pré-natal objetiva prestar
assistência ao binômio mãe-filho em todas as suas necessidades, visando
garantir a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida, julgue os próximos
itens com base nos princípios teóricos e nas ações recomendadas por esse
programa.

A frequência normal dos batimentos cardiofetais é de 120 bpm a 160 bpm.


 Certo
 Errado
233-O exame, que é feito na gestante com o objetivo de realizar análise dos
cromossomos, testes bioquímicos ou estudos de DNA, denomina-se
a)cordocentese.
b)amniocentese.
c)amostragem do vilo coriônico.
d)USG transvaginal.
e)toracocentese.
234-Uma das complicações metabólicas mais comuns nos casos de
hiperêmese gravídica inclui
a)acidose metabólica.
b)alcalose metabólica.
c)acidose respiratória.
d)alcalose e acidose metabólicas.
e)acidoses metabólica e respiratória .
235-Durante o pré- natal, são realizados diversos exames para avaliação
clínica da gestante.
Dentre eles, a triagem avalia a exposição materna a diversos agentes
patogênicos, EXCETUANDO-SE
a)sífilis.
b)rubéola.
c)caxumba.
d)toxoplasmose.
e)HIV.
236-A hipertensão arterial é um sinal indicativo preocupante quando
ocorre na gravidez, estando relacionada à doença denominada
a)hipertensão portal.
b)tríade de Beck.
c)doença hipertensiva específica da gravidez.
d)síndrome de Purkinje.
e)síndrome de Wolf Parkinson White.
237-Uma jovem de 18 anos de idade, no último trimestre da gravidez, que
desenvolveu doença hipertensiva específica da gravidez (DHEG), está
apresentando convulsão e hipertensão arterial.

A propósito dessa situação, assinale a opção correta.


a)Uma boa medida é acalmar a jovem, explicando que sua condição não
tem gravidade e que nas próximas gestações dificilmente esse problema
surgirá de novo.
b)A paciente pode estar apresentando desidratação, o que explica o
aumento da pressão arterial.
c)É necessário controlar a função renal, observando-se o volume de
diurese e a proteinúria.
d)Durante às crises convulsivas, deve-se tentar abrir a mandíbula da
paciente para facilitar a respiração.
238-Ao verificar os sinais vitais de uma gestante com IG=30 semanas, o
auxiliar de enfermagem observa que ela apresenta aumento de peso
significativo, edema de membros inferiores, cefaleia, distúrbios visuais e
níveis elevados de pressão arterial, mesmo em repouso. Em relação ao
quadro de sinais e sintomas, pode tratar-se de:
a)diabete gravídica.
b)óbito fetal.
c)hemorragia da gestação.
d)eclâmpsia grave.
e)pré-eclâmpsia.
GABARITO
1-E 2-D 3-A 4-C 5-D 6-A 7-E 8-B 9-C 10-C
11-C 12-C 13-E 14-D 15-B 16-E 17-E 18-B
19-B 20-B 21-A 22-D 23-C 24-C 25-B 26-A
27-C 28-B 29-E 30-C 31-C 32-E 33-C 34-D
35-D 36-E 37-A 38-D 39-B 40-C 41-C 42-C
43-C 44-D 45-D 46-B 47-B 48-A 49-D 50-B
51-D 52-D 53-B 54-C 55-B 56-A 57-A 58-A
59-C 60-C 61-C 62-D 63-C 64-E 65-B 66-D
67-C 68-B 69-A 70-A 71-A 72-B 73-D 74-C
75-A 76-C 77-B 78-B 79-A 80-E 81-B 82-C
83-C 84-A 85-C 86-E 87-B 88-E 89-C 90-D
91-A 92-E 93-A 94-E 95-D 96-C 97-C 98-D
99-D 100-A 101-C 102-B 103-D 104-C
105-B 106-B 107-A 108-E 109-D 110-A
111-D 112-A 113-E 114-C 115-E 116-B
117-E 118-B 119-A 120-C 121-A 122-C
123-A 124-B 125-C 126-E 127-D 128-A
129-B 130-E 131-A 132-C 133-E 134-B
135-E 136-A 137-B 138-E 139-A 140-C
141-D 142-A 143-B 144-C 145-B 146-E
147-E 148-E 149-B 150-D 151-A 152-B
153-C 154-B 155-B 156-D 157-E 158-D
159-E 160-A 161-B 162-E 163-C 164-D
165-A 166-D 167-A 168-C 169-C 170-E
171-A 172-D 173-A 174-D 175-C 176-C
177-C 178-D 179-E 180-E 181-C 182-C
183-C 184-C 185-D 186-C 187-D 188-C
189-E 190-E 191-C 192-A 193-A 194-A
195-E 196-B 197-A 198-C 199-E 200-C
201-D 202-D 203-B 204-A 205-A 206-A
207-A 208-C 209-C 210-C 211-C 212-C
213-E 214-C 215-E 216-C 217-E 218-E
219-C 220-C 221-B 222-C 223-B 224-B
225-C 226-C 227-E 228-B 229-D 230-E
231-E 232-C 233-C 234-B 235-C 236-C
237-C 238-E
Questões hanseníase
1- No ano de 2013, um determinado município registrou 50 novos cas
os de hanseníase, além dos 200 casos com tratamento em cur
so.

Esses dados mostram que, em 2013, esse município apresentou


a) prevalência de 50 casos de hanseníase.
b) incidência de 200 casos de hanseníase.
c) prevalência de 250 casos de hanseníase.
d) incidência de 150 casos de hanseníase.
e) prevalência de 150 casos de hanseníase.

2 Os principais troncos nervosos acometidos pela Hanseníase são:


a) Face: trigêmeo e facial; Braços: radial, ulnar e mediano; Pernas: fibular
e tibial.
b) Face: ocular e facial; Braços: radial, ulnar e troclear; Pernas: fibular e
acessório.
c) Face: ocular e acessório; Braços: radial e troclear; Pernas: fibular e
poplíteo.
d) Face: ocular e vago; Braços: ulnar e troclear; Pernas: tibial e acessório.
e) Face: vago e facial; Braços: radial, ulnar e troclear; Pernas: tibial e
acessório.

3 Nas orientações ao cliente com hanseníase, o enfermeiro deve


a) orientá-lo, no momento da cura, sobre a possibilidade do surgimento de
episódios reacionais.
b) restringir as respostas às perguntas sobre o tratamento e delegar ao
psicólogo e assistente social os demais questionamentos sobre o auto-cuidado.
c) restringir as explicações sobre a doença para os casos em que existe
risco de vida ao cliente.
d) dar uma informação que tranqüilize o cliente, mesmo que não
corresponda à verdade.
e) evitar informar ao cliente sobre o seu diagnóstico e prognóstico devido
ao estigma da doença.

4- Em relação à hanseníase, assinale a alternativa correta:

a) A Forma Indeterminada clinicamente oscila entre as manifestações da


forma tuberculoide e as da forma virchowiana. Pode apresentar lesões de pele,
bem delimitadas, com pouco ou nenhum bacilo, e lesões infiltrativas mal
delimitadas, com muitos bacilos. Uma mesma lesão pode apresentar borda
interna nítida e externa difusa. O comprometimento de nervos e os episódios
reacionais são frequentes, podendo esse paciente desenvolver incapacidades
e deformidades físicas.
b) A Forma Tuberculóide caracteriza-se clinicamente por manchas
esbranquiçadas na pele (manchas hipocrômicas), únicas ou múltiplas, de
limites imprecisos e com alteração de sensibilidade. Pode ocorrer alteração
apenas da sensibilidade térmica com preservação das sensibilidades dolorosa
e tátil. Não há comprometimento de nervos e, por isso, não ocorrem alterações
motoras ou sensitivas que possam causar incapacidades.
c) A Forma Virchowiana caracteriza-se clinicamente por lesões em placa
na pele, com bordas bem delimitadas, eritematosas, ou por manchas
hipocrômicas nítidas, bem definidas. Apresenta queda de pelos e alteração das
sensibilidades térmica, dolorosa e tátil. As lesões de pele apresentam-se em
número reduzido, podendo, também, ocorrer cura espontânea. O
comprometimento de nervos ocorre, geralmente, de forma assimétrica, sendo,
algumas vezes, a única manifestação clínica da doença.
d) A classificação operacional para fins de tratamento poliquimioterápico
(PQT), proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e adotada pelo
Ministério da Saúde (MS), baseia-se no número de lesões cutâneas. Casos
paucibacilares (PB): pacientes que apresentam até cinco lesões de pele; e
Casos multibacilares (MB): pacientes que apresentam mais de cinco lesões de
pele.

5- Em relação à Hanseníase, assinale a alternativa correta:


a) A vacina de BCG (Bacilo Calmette-Guerin), deverá ser aplicada nos contatos
intradomiciliares, sem presença de sinais e sintomas de Hanseníase, no momento da
avaliação, independentemente de serem casos de Paucibacilar ou Multibacilar.
b) O Enfermeiro deve fornecer orientação de que a BCG é uma vacina específica
para este agravo, sendo prioritária para os contatos intradomiciliares e portadores da
doença.
c) O tratamento com Rifampicina e Clofazimina pode acarretar ictiose, efeitos
cutâneos, gastrointestinais, hepáticos e hematopoéticos, sendo chamados de reações
hansênicas.
d) A ocorrência de reações hansênicas contraindica o início da
Poliquimioterapia/OMS e implica na sua interrupção.

6 O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo,


afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível,
econômica e eficaz intervenção para redução da morbimortalidade
infantil. Recomenda-se a interrupção temporária da amamentação na
seguinte situação materna:
a) tuberculose.
b) varicela
c) hanseníase.
d) hepatite B.
e) dengue.
7- Assinale, dentre as alternativas a seguir, aquela que corresponde a
uma doença transmissível erradicada.
a) Varíola.
b) Varicela.
c) Coqueluche.
d) Tuberculose.
e) Hanseníase.
8- É uma doença que deve ser notificada de forma imediata junto às
secretarias municipais, estaduais e ao Ministério da Saúde:
a) HIV.
b) Hanseníase.
c) Febre amarela.
d) Esquistossomose.

9- Em relação aos contatos de Hanseníase, o MS (2010) considera que


a) na incerteza de cicatriz vacinal da BCG-ID ao exame dos contatos
intradomiciliares adultos, não se recomenda aplicar uma dose da mesma porque essa
indicação limita-se aos contatos na faixa etária de zero a dois anos de idade.
b) todo contato de Hanseníase deve receber a orientação de que a BCG-ID é uma
vacina específica para este agravo.
c) contatos intradomiciliares de Hanseníase com menos de um ano de idade, que
já foram vacinados com a BCG-ID, não necessitam de aplicação de outra dose desta
vacina.
d) para todo contato de Hanseníase HIV positivo ou com AIDS se contraindica a
aplicação de imunobiológicos, inclusive a BCG-ID.
e) a vacina BCG-ID tem aplicação restrita nos contatos intradomiciliares com
presença de sinais e sintomas de Hanseníase, no momento da avaliação.

10- Na assistência a paciente portador de hanseníase, o enfermeiro deve

a) avaliar o grau de incapacidade global do paciente mediante utilização dos


indicadores de força muscular.
b) orientar o paciente a andar descalço e dar passos longos e rápidos.
c) recomendar ao paciente que realize exercícios passivos para ganhar massa
muscular.
d) realizar o teste de Schirmer para identificar possível ressecamento das córneas
do paciente.
e) utilizar a escala de SALSA (screening of activity limitations and safety
awareness) para avaliar o grau de comprometimento da pele do paciente bem como as
restrições às suas atividades.

11- Sobre o modo de transmissão da hanseníase, é correto afirmar que


a) o homem e o cão são considerados as únicas fontes de infecção da hanseníase.
b) a transmissão se dá por meio de uma pessoa doente (forma infectante da
doença - MB) sem tratamento, que elimina o bacilo para o meio exterior infectando
outras pessoas suscetíveis.
c) estima-se que 90% da população não tenha defesa natural contra o M. leprae,
e sabe-se que a susceptibilidade ao M. leprae não tem influência genética.
d) a principal via de eliminação do bacilo pelo doente e a mais provável via de
entrada deste no organismo são as vias aéreas superiores (aerossóis), através de
contato respiratório imediato.
e) a hanseníase também pode ser transmitida via congênita e nas relações
sexuais.
12- Aos trabalhadores segurados do Regime Geral da Previdência Social,
a doença que exclui a exigência de carência para a concessão de auxílio -
doença ou de aposentadoria por invalidez é a
a) asma
b) dermatose
c) hanseníase
d) estresse
e) síndrome de burnout

13- O diagnóstico de hanseníase na atenção básica de saúde é


essencialmente avaliação clínica dos sistemas:

a) Tegumentar e neurológico.
b) Hepático e renal.
c) Cardíaco e sanguíneo.
d) Respiratório e anexos.

14- As opções apresentadas abaixo condizem com as etapas da avaliação


neurológica para diagnóstico da hanseníase: EXCETO.
a) Inspeção;
b) Teste de Sensibilidade;
c) Teste VDLR;
d) Palpação dos nervos.

15- Assinale a alternativa que NÃO condiz com as etapas da avaliação


neurológica para diagnóstico da hanseníase.

a) Teste de sensibilidade.
b) Teste de força muscular.
c) Palpação dos nervos.
d) Inspeção.
e) Exame PPD.

16-A fonte de infecção e manutenção da cadeia epidemiológica da


hanseníase está relacionada às pessoas que constituem os casos

a) paucibacilares.
b) de reatividade positiva.
c) positivos ao teste de Vidigal.
d) pluricelulares.
e) multibacilares.

17- Em relação à Classificação do Grau de Incapacidade gerada pela


hanseníase, é INCORRETO afirmar que

a) Grau Zero - Nenhum problema com os olhos, mãos e pés devido à hanseníase.
b) Grau 1- Diminuição ou perda da sensibilidade nos olhos.
c) Grau 1 - Diminuição ou perda da sensibilidade nas mãos e /ou pés (não sente
2g ou tque da caneta).
d) Grau 2 - Olhos: lagoftalmo e/ou ectrópio; triquíase; opacidade corneana
central; acuidade visual menor que 0,1 ou não conta dedos a 6m.
e) Grau 1 - Mãos: lesões tróficas e/ou lesões traumáticas; garras; reabsorção;
mão caída.
18- Assinale a alternativa que indica o método de coloração que é o único disponível
para o diagnóstico da Hanseníase.

a) Verde Malaquita
b) Coloração de Gram
c) Coloração de Leishmann
d) Coloração de Ziehl-Neelsen
e) Coloração pelo lugol

19- Segundo a classificação operacional de casos de Hanseníase, assinale


a alternativa correta.

a) A baciloscopia positiva classifica o caso como multibacilar, independente do


número de lesões
b) Hanseníase Paucibacilar (PB) são casos com mais de cinco lesões de pele
c) Hanseníase Multibacilar (MB) são casos com até cinco lesões de pele
d) A baciloscopia de pele (esfregaço dérmico) não pode ser utilizada como exame
complementar para a classificação dos casos em Paucibacilar ou Multibacilar
e) O resultado negativo da baciloscopia exclui o diagnóstico de hanseníase

20- A hanseníase é uma doença infectocontagiosa de evolução lenta, que


se manifesta por acometimento dos nervos periféricos, sendo transmitida
por via respiratória.

A respeito do controle da hanseníase, é correto afirmar que:


a) todas as formas clínicas da hanseníase são consideradas contagiantes e,
portanto, passíveis de transmissão.
b) para o tratamento da hanseníase, é recomendado o uso dos medicamentos
rifampicina e dapsona para todos os pacientes durante seis meses.
c) a classificação do caso de hanseníase visando ao tratamento é baseada no
número de lesões cutâneas
d) é uma doença de notificação compulsória imediata.
e) o bacilo da hanseníase tem a capacidade de infectar poucas pessoas.

21- A Hanseníase é uma doença infecciosa, causada pelo


bacilo Mycobacterium Leprae, sendo endêmica na região Norte do Brasil,
causando um grande estigma relacionado a essa doença. O tratamento
para a hanseníase paucibacilar é:

a) Rifampicina – 1 dose mensal de 600mg (2 cápsulas de 300mg) com


administração supervisionada (6 meses); Dapsona – 1 dose mensal de 100mg
supervisionada e 1 dose diária auto administrada (critério de alta – 6 doses
supervisionadas em até 9 meses).
b) Rifampicina – 1 dose mensal de 200mg (2 cápsulas de 100mg) com
administração supervisionada (6 meses); Dapsona – 1 dose mensal de 300mg
supervisionada e 1 dose diária auto administrada (critério de alta – 6 doses
supervisionadas em até 9 meses).
c) Rifampicina – 1 dose mensal de 500mg (2 cápsulas de 250mg) com
administração supervisionada (6 meses); Dapsona – 1 dose mensal de 100mg
supervisionada e 1 dose diária auto administrada (critério de alta – 5 doses
supervisionadas em até 9 meses).
d) Rifampicina – 1 dose mensal de 800mg (2 cápsulas de 400mg) com
administração supervisionada (6 meses); Dapsona – 1 dose mensal de 300mg
supervisionada e 1 dose diária auto administrada (critério de alta – 6 doses
supervisionadas em até 9 meses).
e) Rifampicina – 1 dose mensal de 400mg (2 cápsulas de 200mg) com
administração supervisionada (6 meses); Dapsona – 1 dose mensal de 200mg
supervisionada e 1 dose diária auto administrada (critério de alta – 7 doses
supervisionadas em até 9 meses).
22- Considerando a Lista de Notificação Compulsória Imediata (LNCI)
referente às doenças, aos agravos e eventos de importância para a saúde
pública e de abrangência nacional em toda a rede de saúde pública e
privada, assinale a alternativa que apresenta uma doença que cons ta na
LNCI.

a) Leishmaniose Tegumentar Americana.


b) Leptospirose.
c) Tuberculose
d) Hanseníase.
e) Dengue com complicações.
23- De acordo com a Portaria n° 1.271/2014, que define a Lista Nacional de
Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública
nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional,
são consideradas doenças de notificação imediata com “suspeita de
disseminação intencional”:

a) febre tifoide e hanseníase.


b) ebola e difteria.
c) tularemia e variíola.
d) leptospirose e malária
24-A hanseníase é uma doença infecciosa, crônica, de grande
importância para a saúde pública devido à sua magnitude e seu alto
poder incapacitante. Com relação à hanseníase marque a opção que
apresenta a classificação do agente etiológico responsável pela doença e
sua forma de transmissão, respectivamente.
a) Vírus; via respiratória superior
b) Fungo; ingestão de alimento contaminado
c) Vírus; por relação sexual
d) Bactéria; via respiratória superior
e) Bactéria; contato com as manchas e pápulas características da doença
25- A hanseníase é uma doença infecciosa, crônica, de grande importância
para a saúde pública devido à sua magnitude e seu alto poder
incapacitante. Com relação à hanseníase, marque a opção que apresenta
a classificação do agente etiológico responsável pela doença e sua forma
de transmissão, respectivamente.

a) Bactéria; contato com as manchas e pápulas características da doença


b) Vírus; por relação sexual
c) Vírus; via respiratória superior
d) Fungo; ingestão de alimento contaminado
e) Bactéria; via respiratória superior
26As formas de manifestação da hanseníase dependem da resposta imune
do hospedeiro ao bacilo causador da doença. Em relação à forma clínica
Virchowiana, é correto afirmar que:

a) é a forma mais benigna e localizada, ocorre em pessoas com alta resistência ao


bacilo;
b) é a forma na qual a imunidade é nula e o bacilo multiplica-se muito, levando a
um caso mais grave;
c) é a forma inicial que evolui espontaneamente para a cura na maioria dos casos;
d) é a forma intermediária que é resultado de uma imunidade também
intermediária;
e) é a forma leve na qual as lesões são bem delimitadas e com ausência de
sensibilidade.
27- Ainda falando sobre a Hanseníase, a mesma pode ser diagnosticada através do exame
clínico do paciente, no entanto o diagnóstico laboratorial é:

a) a tomografia
b) a baciloscopia
c) a ressonância magnética
d) o raio X de face
e) a avaliação das plaquetas.
28- Em relação à prevenção e controle de infecções hospitalares, em um
ambiente hospitalar, deve ser utilizada a precaução para transmissão de
aerossóis nos casos de:
a) Tuberculose Pulmonar, Varicela e Sarampo.
b) Tuberculose Extrapulmonar, Hanseníase na forma Tuberculóide e Meningite
Bacteriana.
c) Tuberculose Pulmonar, Tuberculose Cutânea e Hanseníase na forma
Virchowiana.
d) Meningite Bacteriana, Caxumba e Rubéola.
29-Uma pessoa com hanseníase apresenta, aproximadamente, oito lesões
cutâneas ao longo do corpo e tem baciloscopia positiva para esta doença.
Visando o tratamento desta pessoa com poliquimioterapia, a mesma
recebe uma classificação operacional. Nesta situação, é possível verificar
que esta pessoa é classificada como

a) paciente paucibacilar.
b) paciente hansênico tipo I.
c) portador de hanseníase neural pura.
d) paciente multibacilar.
e) portador de eritema nodoso hansênico.
30-Para evitar a contaminação por algumas doenças (condições ou agentes
etiológicos) ou a sua propagação, recomendam-se algumas precauções.
Deve-se usar a precaução de contato somada à precaução-padrão em caso
de

a) hanseníase e histoplasmose.
b) hepatite tipo B.
c) malária e tétano.
d) pneumonia por clamídia.
e) rubéola congênita e impetigo.
31-Além do grave problema associado à dengue e ao vírus Zika, algumas outras doenças
também devem ser controladas a partir de eliminação de vetores. Assinale a alternativa
que associa corretamente a doença e a transmissão vetorial.

a) Hanseníase e ácaros murinos


b) Leishmaniose e mosquitos palha.
c) Malária e insetos conhecidos como barbeiros.
d) Doença de Chagas e insetos do Gênero Anopheles.
32-São doenças causadas por vírus:

a) Sarampo, Cólera e Sífilis


b) Varíola, Coqueluche e Histoplasmose
c) Caxumba, Hepatites e Raiva
d) Difteria, Tuberculose e Aspergilose
e) Hanseníase, Tétano e Paracoccidiodomicose
33- Segundo a Estratégia Global Aprimorada para Redução Adicional da
Carga da Hanseníase (2011-2015) e Diretrizes Operacionais (Atualizadas),
a graduação da incapacidade na hanseníase deve ser determinada por
meio do “grau de incapacidade". O grau de incapacidade e um dos
respectivos sinais dessa incapacidade estão correta e respectivamente
descritos e

a)
Grau de Incapacidade = Grau 2 (dois)
Sinal de incapacidade = Incapacidade de fechar os olhos completamente.

b)
Grau de Incapacidade = Grau 0 (zero)
Sinal de incapacidade = Perda da sensibilidade.

c)
Grau de Incapacidade = Grau 1 (um)
Sinal de incapacidade = Feridas e úlceras nas mãos e pés.

d)
Grau de Incapacidade = Grau 2 (dois)
Sinal de incapacidade = Nenhuma incapacidade foi encontrada.

e)
Grau de Incapacidade = Grau 1 (um)
Sinal de incapacidade = Deformidades como o pé caído ou a mão em garra.

34-Durante uma consulta de enfermagem em uma unidade básica de saúde,


um portador de hanseníase multibacilar, em tratamento regular há três
meses com a poliquimioterapia (PQT) queixou- se de rubor de face e
pescoço, prurido e rush cutâneo generalizado. De acordo com o Programa
de Controle da Hanseníase, esses sinais e sintomas podem ser
considerados como possíveis efeitos colaterais da

a) Talidomida.
b) Dapsona.
c) Clofazimina.
d) Rifampicina.
35- No Brasil, apesar da redução drástica no número de casos, a hanseníase
ainda se constitui em um problema de saúde pública que exige uma
vigilância resolutiva. Com relação a essa doença, assinale a
alternativa INCORRETA

a) É uma doença não-contagiosa, que se manifesta principalmente através de


sinais e sintomas dermatoneurológicos: lesões na pele e nos nervos periféricos,
principalmente nos olhos, mãos e pés
b) O comprometimento dos nervos periféricos é a característica principal da
doença, dando-lhe um grande potencial para provocar incapacidades físicas que
podem, inclusive, evoluir para deformidades.
c) É uma doença curável, e quanto mais precocemente diagnostica e tratada mais
rapidamente se cura o paciente
d) É causada pelo Mycobacterium leprae, ou bacilo de Hansen, que é um parasita
intracelular obrigatório.
e) O homem é reconhecido como única fonte de infecção (reservatório), embora
tenham sido identificados animais naturalmente infectadoS
37- No planejamento do ensino ao cliente com hanseníase, com vistas ao auto-cuidado,
deve-se prever orientações específicas para cada sinal e sintoma de comprometimento
neural. Uma dessas orientações consiste em:
a) na triquíase: piscar os olhos freqüentemente e realizar exercícios com as
pálpebras.
b) na saída de secreção sanguinolenta nasal: suspender a instilação nasal com
soro fisiológico.
c) no lagoftalmo: realizar a inversão dos cílios e a sua lubrificação.
d) nas úlceras e feridas nas mãos: limpar e hidratar as mãos, lixar as bordas das
úlceras, cobrir e colocar, por um determinado período de tempo, as mãos em repouso.
e) nos calos nos pés: mergulhar os pés numa bacia com água, hidratá-los e evitar
exame de sensibilidade tátil.
38-Mesmo que os indicadores apontem uma tendência da queda da
mortalidade por tuberculose e hanseníase no Brasil, seus números
absolutos ainda causam preocupação. A respeito desse tema, assinale a
alternativa correta.

a) A vacina BCG contra a tuberculose está indicada para crianças a partir de cinco
anos de idade, tendo como via de administração a subcutânea, que não causa efeitos
colaterais.
b) Ainda não há legislação que caracterize como acidente de trabalho o fato de o
profissional de saúde adquirir tuberculose no desempenho de suas funções, sendo
dispensável a notificação aos órgãos competentes.
c) Consideram-se como comunicantes de portadores de tuberculose, devido ao
tempo de convivência, apenas os familiares, excetuando-se o convívio em ambientes
de trabalho e escolas.
d) O portador de hanseníase apresenta, simultaneamente ou não, lesões de pele
com alteração de sensibilidade, acometimento de nervos com espessamento neural e
baciloscopia positiva, o que requer tratamento com quimioterapia.
e) A transmissão da hanseníase ocorre pelo contato direto da pele com as lesões
infectadas pelo bacilo.
39-Considera-se como recidiva na hanseníase todos os casos da doença, tratados
regularmente com esquemas oficiais padronizados e corretamente indicados, que
receberam alta por cura. São características da recidiva:

a) surgimento súbito, ausência de descamação e poucos nervos com alterações


sensitivo-motoras.
b) surgimento súbito, ausência de descamação e excelente resposta
medicamentosa.
c) surgimento súbito, ulcerações raras e lesões antigas, geralmente
imperceptíveis.
d) surgimento lento, poucas lesões recentes e resposta medicamentosa não
pronunciada.
e) surgimento lento, ulcerações raras e excelente resposta medicamentosa.

40-Recomenda-se a suspensão definitiva do aleitamento materno caso

a) a mãe seja portadora do bacilo da hanseníase.


b) a criança seja portadora do vírus da dengue.
c) a criança seja portadora de galactosemia.
d) a mãe seja tabagista.
e) a criança seja portadora do vírus da hepatite B
41- Os formulários abaixo se referem ao Sistema de Agravos de
Notificação (SINAN), exceto: (Manual do Sinan – Versão 5.0)

a) FIN – Ficha Individual de Notificação


b) FII – Ficha Individual de Investigação
c) Boletim de acompanhamento de surtos;
d) Boletins de acompanhamento de Hanseníase e Tuberculose;
e) Relatório de Gestão Municipal
42-Em qual das seguintes condições maternas, o aleitamento materno
NÃO deve ser contra- indicado em nenhum momento?

a) Doença de Chagas, na fase aguda da doença


b) Mães infectadas pelo HTLV1 e HTLV2.
c) Hanseníase.
d) Infecção herpética, quando há vesículas localizadas na pele da mama.
e) Criança portadora de galactosemia.
43-Em relação à Hanseníase, leia as frases abaixo e assinale a alternativa
que corresponde à resposta correta.

I. De acordo com o Ministério da Saúde, o modelo de intervenção para controle da


Hanseníase é baseado exclusivamente no tratamento oportuno de todos os casos
diagnosticados e prevenção de incapacidades.

II. O bacilo possui alta infectividade e baixa patogenicidade.

III. De acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), os


casos com até cinco lesões são considerados Paucibacilares (PB) e aqueles com mais
de cinco lesões são os Multibacilares (MB).

IV. A baciloscopia é o método mais utilizado por ser de alta sensibilidade e


especificidade, sendo considerado como critério de diagnóstico de Hanseníase.
Entretanto, é um procedimento de alto custo, que necessita ser realizado em
laboratórios especializados.

Estão corretas as frases:


a) Apenas as frases I, II e III estão corretas.
b) Apenas as frases I, III e IV estão corretas.
c) Apenas as frases II e IV estão corretas.
d) Apenas as frases II e III estão corretas.

44As lesões de pele relacionadas à hanseníase podem estar localiza


das em qualquer região do corpo, acompanhadas sempre pela alteração
da sensibilidade no local.
Considerando as características dessas lesões, assinale a afirmativa c
orreta.

a)
o nódulo é caracterizado pelo aumento da espessura e consistência da pele, com
menor evidência de sulcos, limites imprecisos e eritema discreto.
b) A placa é a lesão que se estende em superfície por vários centímetros,
podendo ser individual ou constituir aglomerado de placas.
c)As manchas discrômicas são lesões sólidas, circunscritas, elevadas ou não q
ue podem variar de 1 a 3 cm de tamanho.
d)A infiltração caracteriza-
se pela formação de pápula ou nódulo de tamanhos variados que evolui deixando
cicatriz.
e)
Os tubérculos são caracterizados pela ausência, diminuição ou aumento de melani
na ou depósito de outros pigmentos na pele.
45-Embora exista tratamento gratuito em todo o país, a hanseníase ainda é
uma doença que vem acometendo, segundo o Ministério da Saúde, muitas
pessoas no Brasil. Sobre essa doença, é CORRETO afirmar:

a) Possui um grau altamente incapacitante.


b) O seu tratamento é acompanhado nas unidades hospitalares.
c) As pessoas que vivem em contato com o doente deverão tomar 03 doses de
vacina e BCG.
d)Apresenta um curto período de incubação.
e) De acordo com sua classificação, é assim denominada: Tuberculóide,
Indeterminada e Wichouviana.
46-O M. leprae é um bacilo álcool-ácido resistente e gram-positivo, em forma de
Bastonete, causador da Hanseníase. É um parasita intracelular, sendo a única espécie
de micobactéria que infecta nervos periféricos, especificamente

a) as células de Schwann.
b) as células de Langerhans.
c) as células de Purkinge.
d) as células de Leydig.
e) as células de Setoli.
47- A hanseníase é uma doença infecciosa crônica que tem grande
importância para a saúde pública, em virtude da sua magnitude. É
proveniente da infecção causada pela Mycobacterium leprae que
apresenta alta infectividade, porém baixa patogenicidade. Esta última
característica denota que a M. leprae apresenta:

a) baixo poder invasivo das células nervosas periféricas


b) pouca possibilidade de causar doença em um hospedeiro susceptível
c) capacidade em promover poucas patologias incapacitantes nos doentes
d) propriedade de infectar quantidade pequena de indivíduos numa comunidade
48- A Hanseníase ainda constitui um relevante problema de saúde pública.
Nesse sentido, as ações preventivas, promocionais e curativas que vêm
sendo realizadas pelas equipes de saúde da família já evidenciam um forte
comprometimento com os profissionais de toda a equipe. É correto
afirmar, EXCETO:

a) Apresenta acometimento de nervo (s) com espessamento neural.


b) Apresenta lesão(ões) de pele com alteração da sensibilidade.
c) O diagnóstico precoce e o seu tratamento adequado não evitam a evolução da
doença.
d) O diagnóstico é realizado através do exame clínico, quando se buscam sinais
dermatoneurológicos da doença.
e) As lesões neurais aparecem nas diversas formas da doença, sendo frequentes
nos estados reacionais.
49- A hanseníase é uma doença crônica, infectocontagiosa, caracterizada
por alta infectividade e baixa patogenicidade. A forma desta doença, cujo
indivíduo apresenta lesões papulosas ou nodulares, únicas ou em pequeno
número, principalmente, na face, é denominada:

a) indeterminada
b) dimorfa
c) virchowiana
d) tuberculoide
50- A hanseníase é uma doença contagiosa, que geralmente leva de 3 a 5
anos para evidenciar os primeiros sintomas, podendo atingir qualquer
pessoa que tenha contato prolongado com o bacilo. O diagnóstico é
essencialmente clínico, tendo a forma virchowiana caracterizada por:

a) Manchas hipocrômicas de limites imprecisos e com alteração de sensibilidade


térmica.
b) Lesões cutâneas isoladas ou assimétricas, placas eritêmato-hipocrômicas ou
eritematosas, bem delimitadas, geralmente anestésicas.
c) Infiltrações de pele(face, lóbulos ou dorso), lesões papulosas ou nodulares,
distribuição simétrica.
d) Lesões de pele bem delimitadas, ou ao mesmo tempo, lesões infiltradas mal
delimitadas, com alteração de sensibilidade.
e) Apresentar bordas internas nítidas e externas difusas, lesões foveolares (favo
de mel), e não comprometimento neural ou visceral.
51-O Programa de Controle da Hanseníase tem como foco principal a
redução da morbidade e dos danos causados pela doença. Além da cura do
paciente, o tratamento também visa interromper sua cadeia de
transmissão. Pode-se considerar INCORRETO:
a) As formas indeterminada e tuberculóide são classificadas como paucibacilar e
as formas dimorfa e virchowiana são classificadas como multibacilar.
b) O tratamento para a classificação Paucibacilar é realizado com rifampicina e
dapsona.
c) O tratamento para a classificação Multibacilar é realizado com rifampicina,
isoniazida e dapsona.
d) O tratamento paucibacilar é concluído com seis doses supervisionadas em um
período máximo de 9 meses.
e) O tratamento multibacilar é concluído com doze doses supervisionadas em um
período máximo de 18 meses.
52-Em uma população estudada de 1.053 adultos da zona urbana de uma
cidade de MG, em 2000, detectaram-se 135 casos de hanseníase. Calcule
o coeficiente de prevalência dessa patologia, em que o 10 n = 100.000 hab.

a) 780 casos por 100.000 hab.


b) 7,8 casos por 100.000 hab.
c) 12,82 casos por 100.000 hab.
d) 1,28 casos por 100.000 hab.
53-Homem, 52 anos, com diagnóstico de hanseníase, com contração
muscular sem movimento em membro superior direito, receberá alta da
unidade hospitalar. Qual orientação para o autocuidado deve constar no
plano de alta desse paciente?

a) Exercícios ativos com resistência.


b) Exercícios ativos sem resistência.
c) Alongamento e exercícios ativos, com pouca resistência.
d) Alongamento e exercícios passivos, com ajuda da mão esquerda.
e) Alongamento e exercícios passivos, com ajuda da mão direita.
54- Na Hanseníase, a avaliação do grau de incapacidade, deve ser realizada,
obrigatoriamente, no momento do diagnóstico e na alta, e também a cada
seis meses no tratamento multibacilar (MB). Assinale a alternativa que
contemple a descrição da classificação de grau UM de incapacidade.

a) Lesões tróficas e/ou lesões traumáticas nos pés


b) Nenhum problema com os olhos, mãos e pés devido à hanseníase
c) Olhos: lagoftalmo e/ou ectrópio
d) Lesões tróficas e/ou lesões traumáticas nas mãos
e) Diminuição ou perda da sensibilidade nos olhos
55-O diagnóstico da Hanseníase é essencialmente clinico e epidemiológico,
realizado por meio da análise da história e condições de vida do paciente,
do exame dermatoneurológico, para identificar lesões ou áreas de pele
com alteração de sensibilidade e/ou comprometimento de nervos
periféricos (sensitivo, motor e/ou autonômico). É INCORRETO afirmar:

a) A baciloscopia de pele (esfregaço intradérmico), sempre que disponível, deve


ser utilizada como exame complementar para a classificação dos casos MB. A
baciloscopia positiva classifica o caso como MB, independentemente do número de
lesões. Observe-se que o resultado negativo da baciloscopia não exclui o diagnóstico
de hanseníase.
b) Os casos com suspeita de comprometimento neural, sem lesão cutânea
(suspeita de hanseníase neural pura) e aqueles que apresentam área (s) com alteração
sensitiva e/ou autonômica duvidosa e sem lesão cutânea evidente, deverão ser
encaminhados aos serviços de referência (municipal, regional, estadual ou nacional)
para confirmação diagnóstica. Recomenda-se que nessas unidades os casos sejam
submetidos novamente ao exame dermatoneurológico, à avaliação neurológica, à
coleta de material (baciloscopia ou histopatologia cutânea ou de nervo periférico
sensitivo) e, sempre que possível, a exames eletrofisiológicos e/ou outros mais
complexos para identificar comprometimento cutâneo ou neural discreto, avaliação
pelo ortopedista, neurologista e outros especialistas para diagnóstico diferencial com
outras neuropatias periféricas.
c) Em crianças, o diagnóstico da hanseníase exige exame ainda mais criterioso,
diante da dificuldade de aplicação e interpretação dos testes de sensibilidade.
Recomenda-se utilizar o “Protocolo Complementar de Investigação Diagnóstica de
Casos de Hanseníase em Menores de 15 Anos”
d) O diagnóstico de hanseníase deve ser informado ao paciente de modo
semelhante aos diagnósticos de outras doenças curáveis e se causar impacto
psicológico, tanto a quem adoeceu quanto aos familiares ou pessoas de sua rede
social, a equipe de saúde deve buscar uma abordagem apropriada da situação, que
favoreça a aceitação do problema, a superação das dificuldades e maior adesão aos
tratamentos. Esta abordagem deve ser oferecida desde o momento do diagnóstico,
bem como no decorrer do tratamento da doença e se necessário após a alta por cura.
e) A classificação operacional do caso de hanseníase, visando o tratamento com
poliquimioterapia é baseada no número de lesões cutâneas de acordo com os
seguintes critérios: Paucibacilar (PB) – casos com até 5 lesões de pele
e Multibacilar (MB) – casos com mais de 5 lesões de pele.

56- A hanseníase, o tétano e a tuberculose são algumas das doenças


transmissíveis prevalentes no cenário brasileiro. A respeito das ações de
controle e prevenção dessas doenças analise as afirmativas abaixo,
considerando V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsa(s):

( ) A vacinação das mulheres em idade fértil (10 a 49 anos), gestantes e não


gestantes, é medida essencial para a prevenção do tétano neonatal.
( ) A prova tuberculínica é aplicada por via intradérmica no terço médio da face
anterior do antebraço esquerdo, na dose de 0,1ml.

( ) No tratamento da hanseníase o esquema Multibacilar (MB) é formado por uma


combinação de rifampicina e dapsona.

A sequência correta é:

a)V – F – V;
b)F – V – F;
c)V – V – F;
d)F – F – V;
e)V – F – F.
57- A hanseníase é uma doença crônica, infectocontagiosa, cujo agente
Mycobacterium leprae tem capacidade de infectar grande número de
indivíduos, embora poucos adoeçam. Para efeito de tratamento, o
Ministério da Saúde (MS) divide os pacientes em dois grupos:
paucibacilares e multibacilares. De acordo com a Portaria nº 3.125/2010
do MS, o esquema padrão poliquimioterápico para um paciente adulto
recém-dignosticado com hanseníase apresentando cinco lesões cutâneas
consiste no uso de rifampicina, combinado com,

a) dapsona e de clofazimina, sendo o tratamento considerado concluído com seis


doses supervisionadas em até 09 meses.
b) dapsona e de clofazimina, sendo o tratamento considerado concluído com doze
doses supervisionadas em até 18 meses.
c) dapsona, sendo o tratamento considerado concluído com seis doses
supervisionadas em até 09 meses.
d) dapsona, sendo o tratamento considerado concluído com doze doses
supervisionadas em até 18 meses.

58-Constituem agravos à saúde do trabalhador de notificação compulsória em rede de


serviços sentinela específica,dentre outros,

a) as dermatoses ocupacionais e o câncer relacionado ao trabalho.


b) a talassemia e o acidente de trabalho fatal.
c) as lesões por esforços repetitivos e a condromalácia patelar.
d) a perda auditiva induzida por ruído e a hanseníase.
e) a extrofia de bexiga e o acidente com exposição a material biológico.
60- Na elaboração do manual dos procedimentos de enfermagem da
instituição, de acordo com o Ministério da Saúde e as legislações que
amparam a prática do exercício profissional da enfermagem, no âmbito da
equipe de enfermagem, é importante considerar que é privativo do
enfermeiro a realização de

a) coleta de urina para exames do paciente em uso de sonda vesical de demora.


b) testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatite.
c) teste de Mantoux (PPD).
d) teste de Mitsuda para diagnóstico de hanseníase.
e) coleta de material para colpocitologia oncótica, Papanicolau.

61-Existe uma vacina recomendada para ser aplicada, dependendo da


história vacinal, nos contatos intradomiciliares sem presença de sinais e
sintomas de hanseníase no momento da avaliação, independentemente de
serem contatos de casos paucibacilares (PB) ou multibacilares (MB). De
acordo com as Instruções Normativas referentes à Portaria Conjunta nº
125 de 2009 do Ministério da Saúde, a vacina em questão é a
a) tríplice acelular via oral.
b) Hib (Haemophilus influenzae tipo B) via oral.
c) antivaricela zoster intramuscular.
d) SRC (tríplice viral) subcutânea.
e) BCG (bacilo de Calmette-Guerin) intradérmica.

62-As lesões da hanseníase, geralmente, iniciam com hiperestesia - sensação de queimação,


formigamento e/ou coceira - no local, que evoluem para ausência de sensibilidade e, a partir
daí, não coçam e o paciente refere dormência - diminuição ou perda de sensibilidade ao
calor, a dor e/ou ao tato - em qualquer parte do corpo.
Dos sintomas e dos sinais abaixo, aquele NÃO observado é
a) diminuição e/ou perda de força nos músculos inervados por estes nervos,
principalmente nos membros superiores e inferiores e por vezes, pálpebras.
b) diminuição e/ou perda de sensibilidade nas áreas dos nervos afetados,
principalmente nos olhos, mãos e pés.
c) dor e/ou espessamento de nervos periféricos.
d) congestão feridas e ressecamento do nariz.
e) aumento do lacrimejamento dos olhos.
63-Julgue o item subsequente em relação às atribuições do enfermeiro
segundo as normas do Ministério da Saúde para atenção à saúde e consulta
de enfermagem.
Deve-se orientar o paciente acerca do tratamento com dose única de medicação
endovenosa específica e recém-desenvolvida para casos de hanseníase 666.

Certo

Errado

64-Julgue o item subsequente em relação às atribuições do enfermeiro


segundo as normas do Ministério da Saúde para atenção à saúde e consulta
de enfermagem.
É necessário orientar o paciente em tratamento da hanseníase a respeito das medidas
de autocuidado com os olhos, como: mantê-los limpos e lubrificados; realizar exercício
palpebral; usar óculos de sol; e realizar inspeção diária.

Certo

Errado

65- Um paciente foi diagnosticado com Hanseníase e apresenta: lesões em


placa na pele, com bordas bem delimitadas e eritematosas; queda de pelos
e alteração das sensibilidades térmica, dolorosa e tátil. As lesões de pele
apresentam-se em número reduzido e há comprometimento de nervos de
forma assimétrica. A baciloscopia de raspado intradérmico foi negativa.
Esse caso é compatível com a forma_____________. Assinale a alternativa
que completa corretamente a lacuna.
a)
Tuberculóide.

b)
Virchowiana.

c)
Dimorfa.

d)
Indeterminada.

66-O Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde


desenvolve um conjunto de ações que visam orientar a prática em serviço
em todas as instâncias e diferentes complexidades. Com base nas ações
de atenção e controle previstas nesse programa, analise as afirmativas a
seguir, considerando V para a verdadeira e F para a f alsa:

( ) A atenção à pessoa com hanseníase, a suas complicações e sequelas, deve s er


oferecida em toda a rede do Sistema Único de Saúde, de acordo com a necessidade
de cada caso.
( ) Os casos diagnosticados devem ser notificados em até 24h, utilizando -se a ficha
de notificação e investigação do Sistema de Informação de Agravos de
Notificação/Investigação – Sinan.
( ) A reação hansênica tipo 2 caracteriza-se pelo aparecimento de novas lesões
dermatológicas (manchas ou placas), infiltração, alterações de cor e edema nas
lesões antigas.

A sequência correta é:
a) V – F – F;
b) F – V - V;
c) V – F – V;
d) F – V – F;
e) V – V – F.

67-De acordo com o Decreto n o 3.048/1999, Regime Geral de Previdência


Social, as doenças ou afecções que excluem exigência de carência para a
concessão de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez são
a) hemofilia, paralisia irreversível e incapacitante e nefropatia grave.
b) estado avançado da doença de Paget, espondiloartrose anquilosante e aneurisa
cerebral.
c) doença de Parkinson, cardiopatia grave e lúpus eritematoso sistêmico.
d) cegueira, contaminação por radiação, com base em conclusão da medicina
especializada e hanseníase.
e) nefropatia grave, estado avançado da doença de Paget e hemofilia.

68-O Pacto pela Vida está constituído por um conjunto de compromissos


sanitários, expressos em objetivos de processos e resultados de ações
prioritárias que incluem entre outros:
a) ( ) reduzir a mortalidade por câncer de útero, pulmão, mama e próstata
b) ( ) reduzir a mortalidade por doenças emergentes e endemias como dengue,
tuberculose e hanseníase
c) ( ) reduzir a mortalidade por complicações decorrentes de diabetes mellitus e
hipertensão arterial
d) ( ) reduzir a mortalidade materna, infantil neonatal, infantil por doença
diarreica e por pneumonias

69-Assinale a alternativa que contenha as estratégias mínimas de Gestão


Plena da Atenção Básica Ampliada.
a) Controle da hepatite, do câncer de próstata e de eczemas.
b) Controle da tuberculose, eliminação da hanseníase, controle da hipertensão,
controle da Diabetes Melittus, ações de saúde bucal, ações de saúde da criança e
ações de saúde da mulher.
c) Controle da leishmaniose, de glaucoma, eliminação de carcinoma basocelular.
d) Ações de saúde do homem, controle da malária e controle da obesidade.

70--A Hanseníase é uma doença infecciosa, crônica, de grande magnitude e alto


poder incapacitante que atinge especialmente a faixa etária economicamente
ativa, sendo assim, ela é considerada um problema de saúde pública (BRASIL,
2007) Selecione as alternativas corretas relacionadas a esta patologia:

I - Os sintomas acometem apenas pele e os nervos periféricos, não há manifestações


que possam comprometer articulações, olhos, testículos, gânglios ou outros órgãos.

II - O alto potencial incapacitante da hanseníase está diretamente relacionado à


capacidade de penetração do Mycobacterium leprae na célula nervosa e seu poder
imunogênico.

III - Os exames dermatológicos consistem na identificação de lesões de pele por meio


de inspeção de toda a superfície corporal do paciente e realiza ção de pesquisa de
sensibilidade térmica, dolorosa e tátil nas lesões e/ou áreas suspeitas para verificar
qualquer alteração.

IV - Vários materiais podem ser utilizados para os testes da sensibilidade. Para avaliar
a sensibilidade ao calor, usar um tubo com água quente e fria; para usar sensibilidade à
dor, usar a cabeça de um alfinete; e para a sensibilidade ao tato, um chumaço de
algodão.

V - A principal via de eliminação do bacilo pelo doente e a mais provável via de entrada
deste no organismo são as vias aéreas superiores (mucosa nasal e orofaringe), através
de contato íntimo e prolongado, muito freqüente na convivência domiciliar. Por isso, o
domicílio é apontado como importante espaço de transmissão da doença. A hanseníase
não é de transmissão hereditária (congênita) e também não há evidências de
transmissão nas relações sexuais.
Marque as alternativas corretas
a) Todas estão corretas.
b) APENAS I, II e V estão corretas.
c) APENAS II e V estão corretas.
d) APENAS II, III, IV e V estão corretas.
e) APENAS III e IV estão corretas.

71- A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, e as manifestações clínicas


da doença estão diretamente relacionadas ao tipo de resposta ao M. leprae.
Temos então, as seguintes formas clínicas da doença:
I. Hanseníase Indeterminada: forma inicial, evolui espontaneamente para a cura na
maioria dos casos ou evolui para as chamadas formas polarizadas em cerca de 25% dos
casos, o que pode ocorrer em 3 a 5 anos. Geralmente, encontra-se apenas uma lesão,
de cor mais clara que a pele normal, com distúrbio da sensibilidade, ou áreas
circunscritas de pele com aspecto normal e com distúrbio de sensibilidade, podendo ser
acompanhadas de alopécia e/ou anidrose. Mais comum em crianças.
II. Hanseníase Tuberculoide: forma mais benigna e localizada, ocorre em pessoas
com alta resistência ao bacilo. As lesões são poucas (ou única), de limites bem definidos
e um pouco elevados e com ausência de sensibilidade (dormência). Ocorre
comprometimento simétrico de troncos nervosos, podendo causar dor, fraqueza e atrofia
muscular. Próximo às lesões em placa podem ser encontrados filetes nervosos
espessados. Nas lesões e/ou trajetos de nervos pode haver perda total da s ensibilidade
térmica, tátil e dolorosa, ausência de sudorese e/ou alopécia. Pode ocorrer a forma
nodular infantil, que acomete crianças em 1 a 4 anos, quando há um foco multibacilar
no domicílio. A clínica é caracterizada por lesões papulosas ou nodulares, únicas ou em
pequeno número, principalmente na face.
III. Hanseníase virchowiana (ou lepromatosa): nestes casos a imunidade celular
é nula e o bacilo se multiplica muito, levando a um quadro mais grave, com anestesia
dos pés e mãos que favorecem os traumatismos e feridas que podem causar
deformidades, atrofia muscular, inchaço das pernas e surgimento de lesões elevadas na
pele (nódulos). As lesões cutâneas caracterizam-se por placas infiltradas e nódulos
(hansenomas), de coloração eritematoacastanhada ou ferruginosa que podem se
instalar também na mucosa oral. Pode ocorrer inflitração facial com madarose superciliar
e ciliar, hansenomas nos pavilhões auriculares, espessamento a acentuação dos sulcos
cutâneos. Pode ainda ocorrer acometimento da laringe, com quadro de rouquidão e de
órgãos internos (fígado, baço, suprarrenais e testículos), bem como, a hanseníase
históide, com predominância de hansenomas com aspecto de quelóides ou fibromas,
com grande número de bacilos. Ocorre comprometimento de maior número de troncos
nervosos de forma simétrica.
IV. Hanseníase Dimorfa (ou Borderline): forma intermediária que é resultado de
uma imunidade também intermediária, com características clínicas e laboratoriais que
podem se aproximar do polo tuberculoide ou virchowiano. O número de lesões cutâneas
é maior e apresentam-se como placas, nódulos eritemato acastanhadas, em grande
número, com tendência a simetria. As lesões mais características nesta forma clínica são
denominadas lesões pré faveolares ou faveolares, sobreelevadas ou não, com áreas
centrais deprimidas e aspecto de pele normal, com limites internos nítidos e
externos difusos. O acometimento dos nervos é mais extenso podendo ocorrer neurites
agudas de grave prognóstico.
a) I, II, III
b) I, III, IV,
c) II, III, IV,
d) III, IV
e) I, II, III, IV
73-Geralmente a Hanseníase manifesta-se por meio de lesões de pele com
diminuição ou ausência de sensibilidade ou lesões dormentes, em
decorrência do acometimento dos ramos periféricos cutâneos.
Correlacione as lesões com as respectivas características, enumerando -
as de cima para baixo, e a seguir assinale a sequência correta:

(1) Manchas esbranquiçadas ou avermelhadas


(2) Pápulas
(3) Infiltrações
(4) Tubérculos
(5) Nódulos

( ) alteração na espessura da pele, de forma difusa.


( ) alteração na cor da pele, sem relevo.
( ) lesão sól ida, elevada (caroços externos).
( ) lesão sólida, com elevação superficial e circunscrita.
( ) lesão sól ida, mais palpável que visível (caroços internos).

a) 1,2,3,4,5.
b) 1,2,5,4,3.
c) 4,1,5,2,3.
d) 3,1,4,2,5.

74-Em relação aos cuidados com os pés de portadores de Hanseníase, leia as frases
abaixo e a seguir assinale a alternativa que corresponde a resposta correta:
I- Realizar a higiene dos pés com limpeza e secagem dos espaços interdigitais e cortar as
unhas.
II- Realizar hidratação e lubrificação dos pés.
III- Não realizar remoção dos calos, pois podem causar a úlcera plantar.
IV- Deve ser orientada a diminuição do tamanho dos passos e a velocidade da marcha,
diminuindo, assim, a fase de impulsão e as áreas de hiperpressão, incentivando o paciente a
andar descalço para evitar a úlcera plantar.

a) As frases I e II estão corretas.


b) Todas as frases estão corretas.
c) As frases III e IV estão corretas.
d) As frases I, II e IV estão corretas.

75-Sobre a Hanseníase, analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa


correta.

I. O modo de transmissão ocorre principalmente pelas vias respiratórias.


II. O período de incubação dura em média de 1 a 3 meses.
III. Os doentes considerados multibacilares, não são considerados importantes como
fonte de transmissão da doença devido à baixa carga bacilar.
IV. As pessoas com a forma paucibacilar, no entanto, constituem o grupo contagiante,
mantendo-se como fonte de infecção, enquanto o tratamento específico não for iniciado.
Estão corretas as afirmativas:
a) I, II, III e IV
b) I apenas
c) I, III e IV, apenas
d) III e IV, apenas
e) I e II, apenas

77- A Estratégia de Saúde da Família (ESF) vem se apresentando como um


novo modelo de reorientação da AB a partir do trabalho de equipes,
constituídas por profissionais de saúde e Agentes Comunitários de Saúde
(ACS), com a finalidade de executar as ações de promoção, proteção e
recuperação da saúde. Dentro das Ações de Vigilância à
Saúde,compreendendo o planejamento e as tomadas de decisões na
vigilância sanitária eepidemiológica, são consideradas ações do
enfermeiro:

a) Aquelas relacionadas à promoção e prevenção da saúde no meio ambiente,


individual.
b) Vigilância epidemiológica no seu território, busca ativa de casos suspeitos
dedoenças transmissíveis ou agravos à saúde individual e coletiva.
c) Resolutividade total no diagnóstico, tratamento e acompanhamento de
tratamento de hanseníase e tuberculose de usuários da sua área.
d) Acompanhamento do estado vacinal de cada usuário, intervindo de acordo com
suanecessidade, desconsiderando o calendário vacinal.
e) Elaboração das notificações de doenças e agravos em casos suspeitos, por
meio deboletins de notificação compulsória, seguindo a semana
epidemiológicaestabelecida.

78-De acordo com a Portaria n°. 104/2011, fazem parte da Lista de Notificação
Compulsória Imediata, surtos ou agregação de casos ou óbitos por:

a) Poliomielite; Raiva Humana; Sarampo; Rubéola; Tuberculose.


b) Febre Maculosa; Febre Tifoide; Hanseníase;Tétano; Cólera.
c) Botulismo; Hepatites Virais; Carbúnculo; Dengue; Síndrome da
Imunodeficiência Humana Adquirida.
d) Difteria; Doença Meningocócica; Doença Transmitida por Alimentos (DTA) em
embarcações ou aeronaves; Influenza Humana; Meningites Virais.
e) Febre Amarela; Febre do Nilo Ocidental; Hantavirose; Influenza humana por
novo subtipo; Peste.

79-Em relação à atribuição dos profissionais das Equipes de Saúde da


Família, analise as assertivas e, em seguida, assinale a alternativa que
apresenta a(s) correta(s).

I. É uma atribuição do Enfermeiro supervisionar e coordenar ações para capacitação


dos Agentes Comunitários de Saúde e de auxiliares de enfermagem, com vistas ao
desempenho de sua funções.

II. É uma atribuição do Enfermeiro cadastrar as famílias de sua área de abrangência


juntamente com o Agente Comunitário de Saúde, efetuando o mapeamento da área
de abrangência da Equipe .

III. É atribuição do Auxiliar de Enfermagem realizar busca ativa de casos, como


tuberculose, hanseníase e demais doenças de cunho epidemiológico.

IV. Não consta nas atribuições do médico da Estratégia Saúde da Família indicar
internação hospitalar, assim como verificar e atestar óbito.

a) Apenas I.
b) Apenas I, II e III.
c) Apenas I e IV.
d) Apenas I e III.
e) Apenas II e IV.
80- Ainda com base no manual de perícia oficial em saúde do servidor
público federal, assinale a opção correta.

a) A atividade pericial oficial em saúde pode ser executada por qualquer


profissional na área da saúde, desde que outros profissionais de saúde a subsidiem por
meio de parecer específico.
b) Aos portadores de doenças como a hanseníase, a nefropatia grave e as
neoplasias malignas é garantida a isenção de imposto de renda sobre proventos de
aposentadoria, reforma ou pensão.
c) Não serão equiparadas às doenças relacionadas ao trabalho as doenças
degenerativas e as inerentes a grupo etário, independentemente de suas causas.
d) A caracterização ou constatação da deficiência não é atribuição exclusiva do
médico perito, uma vez que, caracterizada a deficiência, o candidato aprovado passará
por avaliação de equipe multiprofissional.
e) O atestado médico deve ser apresentado à unidade competente do órgão ou
entidade no prazo máximo de quinze dias, contados da data da reintegração do
servidor ao serviço.

81 - A respeito da vacina BCG, é INCORRETO afirmar que:

a) a administração da vacina BCG deve ser adiada quando a criança apresentar


peso inferior a 2 kg.
b) crianças, filhos de mãe com HIV positivo, podem receber a vacina o mais
precocemente possível até os 18 meses de idade, se assintomáticos e sem sinais de
imunodeficiência.
c) para crianças que foram vacinadas com a vacina BCG que não apresentam a
cicatriz vacinai após 6 meses, deverão ser revacinadas apenas uma vez, mesmo que
não apresentem cicatriz novamente.
d) contato intradomiciliares de paciente com diagnóstico de Hanseníase com
menos de 1 ano de idade, mesmo que comprovadamente vacinadas, necessitam de
administração de outra dose de BCG.
e) o volume de cada dose corresponde rigorosamente a 0,1 mL.

82- A Hanseníase é uma doença infectocontagiosa, de evolução lenta, que


se manifesta principalmente através de sinais e sintomas dermatológicos
e neurológicos. Considerando os sinais e sintomas dermatológicos mais
comuns e suas características, correlacione as colunas, enumerando -as
de cima para baixo, e a seguir assinale a alternativa correta.
(1)Mancha pigmentar ou discrômica.
(2) Placa.
(3) Infiltração.
(4) Nódulo.

( ) aumento da espessura e consistência da pele, com menor evidência dos sulcos,


limites imprecisos, acompanhando-se, às vezes, de eritema discreto. Pela
vitropressão, surge fundo de cor café com leite.
( ) lesão sólida, circunscrita, elevada ou não, de 1 a 3 cm de tamanho. É proc esso
patológico que localiza-se na epiderme, derme e/ou hipoderme. Pode ser lesão
mais palpável que visível.
( ) é lesão que se estende em superfície por vários centímetros. Pode ser
individual ou constituir aglomerado de lesões.
( ) resulta da ausência, diminuição ou aumento de melanina ou depósito de outros
pigmentos ou substâncias na pele.

a) 3,4,2,1.
b) 1,2,3,4.
c) 4,3,2,1.
d) 1,2,4,3
83-Considerando a Portaria nº 648, de 28 de março de 2006, do Ministério da
Saúde, julgue as afirmativas abaixo, colocando V para as que forem
VERDADEIRAS e F para as FALSAS.

( ) A Atenção Básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito


individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de
agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde.
( ) Visando à operacionalização da Atenção Básica, definem-se como áreas estratégicas
para atuação em território estadual a eliminação da hanseníase, o controle da
tuberculose, o controle da hipertensão arterial, o controle do diabetes mellitus , a
eliminação da desnutrição infantil, a saúde da criança, a saúde da mulher, a saúde do
idoso, a saúde bucal e a promoção da saúde.
( ) Para a Unidade Básica de Saúde (UBS) com Saúde da Família em grandes centros
urbanos, recomenda-se o parâmetro de uma UBS para até 30 mil habitantes, sendo
localizada dentro do território pelo qual tem responsabilidade sanitária, garantindo os
princípios da Atenção Básica.

A sequência CORRETA de respostas, de cima para baixo, é:


a) V-V-V.
b) V-F-V.
c) F-F-F.
d) V-F-F.
e) F-V-V.
85-O Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde desenvolve um
conjunto de açoẽ s que visam orientar a prática, de acordo com os princípios do SUS. Identifique
abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) em relação ao assunto.

( ) Considera-se um caso de hanseniá se a pessoa que apresenta todos os sinais: lesaõ da pele com
alteração de sensibilidade; acometimento de nervo periférico, associado a alterações sensitivas e/ou
motoras e/ou autonômicas; e baciloscopia positiva de esfregaço intradér mico.
( ) A hanseníase é uma doença de notificação compulsória em todo o território nacional e de
investigaçaõ obrigatória. Os casos diagnosticados devem ser notificados, utilizando-se a ficha de
notificação e investigaçaõ do Sistema de Informação de Agravos de Notificação/ Investigação.
( ) O diagnóstico de hanseníase é realizado por meio da análise da história e das condiçoẽ s de vida do
paciente, do exame dermatoneurológico para identificar lesões ou áreas de pele com alteração de
sensibilidade e/ou comprometimento de nervos periféricos.
( ) O tratamento poliquimioterápico é contraindicado nas mulheres grávidas e nas puérperas que estão
amamentando, mesmo que a baciloscopia do esfregaço intradér mico seja positiva.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a)
V–V–F–V

b)
V–F–V–F

c)
F–V–V–F

d)
F–V–F–V

e)
F–F–V–V
Gabarito hanseníase
1-C 2-A 3-A 4-D 5-A 6-B 7-A 8-C 9-C 10-D 11-B
12-C 13-A 14-C 15-E 16-E 17-E 18-D 19-A 20-C 21-A 22-E
23-C 24-D 25-E 26-B 27-B 28-A 29-D 30-E 31-B 32-C 33-A
34-D 35-A 37-D 38-D 39-D 40-C 41-E 42-C 43-D 44-C 45-A
46-A 47-B 48-C 49-D 50-C 51-C 52-C 53-D 54-E 55-A 56-C
57-C 58-A 60-E 61-E 62-E 63-E 64-C 65-A 66-A 67-D 68-D
69-B 70-D 71-E 73-D 74-A 75-B 77-B 78-D 79-D 80-B 81-D
82-A 83-D 85-C
QUESTÕES TUBERCULOSE

1 O paciente Amaro apresenta doença infecciosa aguda há cinco dias,


com febre alta, associada a cefaleia, dor retro-orbitária, mialgia, artralgia
e prostração. Esses sintomas são clássicos de:
a) dengue.
b) tuberculose.
c) pneumonia
d) gastrite.
e) leishmaniose.

2 O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo,


afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível,
econômica e eficaz intervenção para redução da morbimortalidade
infantil. Recomenda-se a interrupção temporária da amamentação na
seguinte situação materna:
a) tuberculose.
b) varicela
c) hanseníase.
d) hepatite B.
e) dengue.

3 Assinale, dentre as alternativas a seguir, aquela que corresponde a


uma doença transmissível erradicada.
a) Varíola.
b) Varicela.
c) Coqueluche.
d) Tuberculose.
e) Hanseníase.

4- O Profissional da área da saúde pode adquirir ou transmitir infecções


para os pacientes e para outras pessoas, no ambiente de trabalho e fora
dele. Dentre as doenças transmitidas por sangue, imunopreveníveis e
reconhecidas como risco profissional está
a) a Hepatite C.
b) o HIV.
c) a Hepatite B.
d) o Sarampo.
e) a Tuberculose.

5- Ao orientar sua equipe sobre as indicações de precauções baseadas


na forma de transmissão, a enfermeira citou alguns exemplos de
doenças para cada tipo de precaução.

Uma doença na qual se utiliza precaução para gotículas é:


a) rubéola;
b) sarampo;
c) coqueluche;
d) tuberculose;
e) varicela.

6- Doença causada por amianto também e descrita como:


a) Silicose.
b) Asbestose.
c) Pneumoconiose.
d) Tuberculose miliar.

7- A prova tuberculínica está indicada no auxílio diagnóstico da


tuberculose por via
a) subcutânea, no terço inferior da face posterior do antebraço direito, na
dose de 0,5 mL.
b) intradérmica, no terço superior da face anterior do antebraço direito na
dose de 0,5 mL.
c) intradérmica, no terço médio da face anterior do antebraço esquerdo, na
dose de 0,1 mL.
d) subcutânea, no terço médio da face posterior do braço direito, na dose de
0,1 mL.
e) intradérmica, no terço inferior da face anterior do antebraço esquerdo na
dose de 0,5 mL.

8-É atribuição de Enfermeiro da Atenção Básica no controle da


tuberculose,
a) diagnosticar triquíase tracomatosa, importante complicação da
tuberculose extrapulmonar, por meio da identificação de sinais e sintomas, tais
como, sensação de corpo estranho, prurido e discreta fotofobia.
b) dar alta aos pacientes por cura e retirá-los do registro de casos em curso
de tratamento.
c) iniciar e acompanhar tratamento dos casos de tuberculose pulmonar com
baciloscopias negativas e dos casos de tuberculose extrapulmonar quando o
diagnóstico for confirmado após investigação em uma unidade de referência.
d) realizar consultas de enfermagem, solicitar exames complementares e
prescrever medicações, observadas as disposições legais da profissão e
conforme os protocolos ou outras normativas técnicas estabelecidas pelo
Ministério da Saúde.
e) realizar atividades malacológicas de captura e identificação dos bacilos
de Koch nos indivíduos sintomáticos respiratórios nos domicílios e na
comunidade.

9- Assinale a alternativa incorreta referente ao contágio da Tuberculose


(TB):
a) Doentes com TB no pulmão em cujo exame direto de escarro são
encontrados os bacilos de Koch (doentes bacilíferos), não são passíveis de
transmitir a doença;
b) Quem tem TB no pulmão sem ser bacilífero, isto é, se o exame de
baciloscopia de escarro é negativo, tem chance quase nula de contagiar outras
pessoas;
c) Quem tem TB em outras partes do corpo não transmite a doença, porque
não elimina bacilos de Koch pela tosse. A possibilidade de contágio por outras
vias, que não respiratória, é extremamente rara;
d) Crianças pequenas, mesmo tendo TB no pulmão, não eliminam bacilos
pela tosse devido às características das lesões da TB infantil.

10- Assinale a alternativa correta. A baciloscopia de escarro deve ser


realizada em, no mínimo, duas amostras: uma por ocasião da primeira
consulta e outra, independentemente do resultado da primeira, na manhã
do dia seguinte, preferencialmente ao despertar. A baciloscopia do
escarro, desde que executada corretamente em todas as suas fases,
permite detectar de:
a) 50 a 60 % dos casos de tuberculose pulmonar.
b) 60 a 80% dos casos de tuberculose pulmonar.
c) 30 a 50% dos casos de tuberculose pulmonar.
d) 80 a 90% dos casos de tuberculose pulmonar.
e) 20 a 45% dos casos de tuberculose pulmonar.
O- Uso obrigatório da máscara N95 é uma das medidas de proteção
adotada pelo enfermeiro na assistência a pacientes sob diagnóstico de
doenças transmitidas por partículas menores que 5 micras. É exemplo
dessas doenças
a) coqueluche.
b) impetigo.
c) tuberculose.
d) H1N1.
e) meningite Viral.

12- Em relação à prevenção e controle de infecções hospitalares, em um


ambiente hospitalar, deve ser utilizada a precaução para transmissão de
aerossóis nos casos de:
a) Tuberculose Pulmonar, Varicela e Sarampo.
b) Tuberculose Extrapulmonar, Hanseníase na forma Tuberculóide e
Meningite Bacteriana.
c) Tuberculose Pulmonar, Tuberculose Cutânea e Hanseníase na forma
Virchowiana.
d) Meningite Bacteriana, Caxumba e Rubéola.

O- Ministério da Saúde preconiza a realização de teste para


diagnóstico do HIV a todo indivíduo com diagnóstico estabelecido,
independentemente, da confirmação bacteriológica, da seguinte doença:
a) meningite
b) sífilis adquirida
c) tuberculose
d) condiloma acuminado

14- Em razão da imunodepressão, o portador da infecção pelo HIV


apresenta infecções oportunistas (IO), causadas por microrganismos
não considerados usualmente patogênicos, ou seja, não capazes de
desencadear doença em pessoas com sistema imune normal. Entre as
infecções as causadas por fungos está
a) o herpes simples.
b) a tuberculose.
c) o sarcoma de Kaposi.
d) a criptococose.
e) a toxoplasmose.

A- situação das doenças transmissíveis no Brasil apresenta um


quadro complexo, que pode ser resumido em três grandes tendências:
doenças transmissíveis com tendência descendente, doenças
transmissíveis com quadro de persistência e doenças transmissíveis
emergentes e reemergentes.

Uma doença transmissível com tendência descendente é:


a) malária;
b) coqueluche;
c) tuberculose;
d) leptospirose;
e) hepatites virais.

16-A mais antiga, mais grave e mais prevalente das doenças pulmonares
relacionadas à inalação de poeiras minerais é:
a) Silicose.
b) Pneumonia atípica.
c) Tuberculose pulmonar.
d) Toxoplasmose pulmonar.
17- Algumas doenças requerem proteção específica por parte do
profissional de saúde. O isolamento em quarto privativo e o uso de
máscara PFF2 (N95), dentre outros, são recomendados em casos de
precaução por aerossóis. Assinale a alternativa cuja doença requer esse
tipo de precaução.
a) Meningite bacteriana
b) Influenza
c) Caxumba
d) Tuberculose pulmonar
e) Coqueluche
18- Segundo a ANVISA, os dados sobre mortalidade de tuberculose e
câncer são pesquisados
a) nos registros de serviços médicos de morbidade ocupacional.
b) na notificação de incidência especial.
c) nos registros especiais de doenças.
d) na notificação compulsória especial.
e) na unidade notificadora especial.

19- Como medida de precaução, ao se administrar a vacina contra


tuberculose – BCG, deve-se:
a) adiar a vacinação até três meses após o tratamento com corticosteróides
em dose elevada;
b) diminuir a dose em pessoas com neoplasias malignas;
c) não vacinar quando o paciente apresentar temperatura acima de 37°C;
d) adiar a vacinação quando o peso ao nascer for inferior a 2.500g;
e) suspender a vacinação em portadores de doenças neurológicas crônicas.

21- Os exames empregados para detectar Doença de Chagas,


tuberculose e hepatite são, respectivamente,

a) Machado Guerreiro, Pesquisa de BK e HBs Ag.


b) Pesquisa de BK, Machado Guerreiro e VDRL.
c) Pesquisa de BK, VDRL e Machado Guerreiro.
d) Machado Guerreiro, Pesquisa de BK e HTs At.
e) Machado Guerreiro, VDRL e Pesquisa de BK.

22- Assinale a alternativa que não apresenta equipamentos de proteção


pessoal indicados para uso em laboratórios de tuberculose.

a) luvas de látex.
b) máscaras cirúrgicas.
c) batas de laboratório.
d) batas de proteção.
e) luvas de vinil.

23-O programa nacional de controle da tuberculose vem utilizando o


tratamento supervisionado DOTS, que consiste em um(a):

a) Esquema terapêutico novo dirigido para os casos de infecção por bacilo


resistente.
b) Esquema terapêutico baseado na descoberta de novas substâncias que
vêm apresentando eficácia.
c) Forma de tratamento baseada em observar o paciente engolir os
medicamentos, durante todo o tratamento.
d) Forma de tratamento, associando o esquema terapêutico tradicional com
o coquetel da síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS).
e) Redefinição dos critérios de alta e cura, utilizado no sistema de
informações do programa.

24- Sobre o tratamento atual da tuberculose no Brasil, instituído pelo


Ministério da Saúde, é correto afirmar que

a) o esquema básico para adultos é composto por três fármacos distintos.


b) pacientes coinfectados pelo vírus da Aids recebem tratamento
farmacológico distinto de pacientes não infectados.
c) na meningoencefalite tuberculosa deve ser associado coritcosteroide ao
esquema anti-TB durante todo o tratamento.
d) a responsabilidade da conduta terapêutica dos casos com qualquer
resistência aos medicamentos é da atenção primária em saúde.
e) recomenda-se a solicitação de cultura, identificação e teste de
sensibilidade para todos os casos com baciloscopia positiva ao final do segundo
mês de tratamento.

25- Em unidades hospitalares, são recomendadas as precauções


baseadas na transmissão por aerossóis para as seguintes doenças

a) Tuberculose Pulmonar e Sarampo.


b) Meningite Bacteriana e Tuberculose Pulmonar.
c) Rubéola e Varicela.
d) Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) e Rubéola.

26- Julgue o próximo item com relação às ações de vigilância


epidemiológica voltadas a tuberculose.
Atualmente, a tuberculose já não é mais considerada agravo de
notificação compulsória, pois suas formas de transmissão estão
controladas no Brasil.

Certo

Errado

27- Faz parte da competência do enfermeiro organizar o processo de


trabalho voltado às atividades de controle da tuberculose. Que condutas
são importantes no processo de trabalho do enfermeiro na prevenção e
tratamento da tuberculose:
a) Aguardar os sintomáticos respiratórios e contatos encaminhados pelos
agentes comunitários de saúde e auxiliar/técnico de enfermagem.
b) Encaminhar os casos suspeitos ao médico para solicitação das duas
amostras do exame baciloscópico.
c) Realizar consulta de enfermagem dos pacientes em tratamento,
observando o estado nutricional, padrão respiratório, conhecimento sobre seu
regime de tratamento e medidas de prevenção e controle da doença.
d) Delegar ao agente comunitário de saúde ou auxiliar/técnico de
enfermagem o acompanhamento dos casos em tratamento diretamente
observado.
e) Informar ao paciente que, após quinze dias de tratamento, a doença não
é mais transmitida.

28-O controle da tuberculose grave se dá por variadas medidas, porém a


vacinação é uma das mais eficazes para esse problema de saúde
pública. Em relação à vacina de controle da tuberculose, é correto
afirmar que é dada

a) ao nascer e é denominada BCG.


b) com seis meses de vida e é denominada SCR.
c) ao nascer e faz parte do complexo tríplice bacteriana.
d) aos doze meses e faz parte do complexo tríplice viral.

29- Um homem de 62 anos foi diagnosticado com tuberculose em


atividade, sendo que o mesmo já havia se tratado e recebido alta por
cura há três anos. No período que esteve em tratamento para
tuberculose deixou de comparecer à unidade de saúde por cinco dias
consecutivos após a data aprazada para seu retorno. Nesta situação,
para a adoção do esquema de tratamento adequado, considera -se que
este homem apresenta

a) caso novo.
b) abandono de tratamento.
c) tuberculose multidrogarresistente (TBMDR).
d) recidiva.
e) falência.

30- Considerando a Lista de Notificação Compulsória Imediata (LNCI)


referente às doenças, aos agravos e eventos de importância para a
saúde pública e de abrangência nacional em toda a rede de saúde
pública e privada, assinale a alternativa que apresenta uma doença que
consta na LNCI.

a) Leishmaniose Tegumentar Americana.


b) Leptospirose.
c) Tuberculose
d) Hanseníase.
e) Dengue com complicações.

31-O Programa Nacional de Triagem Neonatal compreende a realização


de procedimentos visando à detecção precoce dos casos suspeitos de
doenças como:

a) Cistecercose.
b) Tuberculose infantil.
c) Fibrose Cística.
d) Agenesia renal.
e) Síndrome de Down.

32- Entre as doenças relacionadas, NÃO necessita de notificação


compulsória:

a) Tricuríase.
b) Tuberculose.
c) Febre amarela
d) Doença de Chagas (fase aguda).

33- Assinale a alternativa que contemple um exemplo de fator de risco


que permite a realização do pré-natal pela equipe de atenção básica.

a) Cardiopatias
b) Síndromes hemorrágicas ou hipertensivas
c) Pneumopatias graves
d) Alterações genéticas maternas
e) Tuberculose

34- Sabe-se que a Tuberculose é transmitida de pessoa a pessoa,


principalmente, por meio do ar. A fala, o espirro e, principalmente, a
tosse de um doente de Tuberculose pulmonar bacilífera lança no ar
partículas, de tamanhos variados, contendo no seu interior o bacilo. Para
um paciente que é diagnosticado com Tuberculose Pulmonar internado
em uma Unidade Hospitalar:

a) Deve ser adotada a Precaução para transmissão por aerossóis.


b) Deve ser adotada a Precaução para transmissão por via oral-fecal.
c) Deve ser adotada a Precaução para transmissão por contato.
d) Deve ser adotada apenas Precaução-Padrão.
35- Acerca do Programa de Prevenção e Controle da Tuberculose, julgue
o item subsequente.
O controle da tuberculose deve envolver, predominantemente, ações de
alta complexidade, devido ao número crescente de casos dessa doença
em pacientes acometidos pelo vírus HIV.

Certo

Errado

36- Acerca do Programa de Prevenção e Controle da Tuberculose, julgue


o item subsequente.
Com relação às doenças de notificação compulsória, a lei prevê que as
secretarias municipais e estaduais de saúde devem notificar e investigar
os casos de doenças transmissíveis, entre as quais se inclui a
tuberculose.

Certo

Errado

37- Acerca do Programa de Prevenção e Controle da Tuberculose, julgue


o item subsequente.
As tuberculoses pulmonar e laríngea são de transmissão aérea e
requerem medidas administrativas e ambientais que diminuam o risco de
transmissão dessas doenças.

Certo

Errado

38- Julgue o próximo item com relação às ações de vigilância


epidemiológica voltadas a tuberculose.
Na investigação de indivíduos que estejam sob suspeita de tuberculose,
os exames para confirmação bacteriológica são facultativos, devendo - se
dar prioridade ao exame radiológico e ao PPD (purified protein derivative).

Certo

Errado

39- Julgue o próximo item com relação às ações de vigilância


epidemiológica voltadas a tuberculose.
Um sistema de informação confiável é a base essencial da vigilância e do
controle da tuberculose, tanto do ponto de vista epidemiológico quanto
operacional.

Certo

Errado

40-O Programa Nacional de Controle da Tuberculose recomenda a


realização de cultura com teste de sensibilidade, principalmente para
populações consideradas de maior risco de albergarem o bacilo da
tuberculose resistente. Assim, são consideradas populações com esse
risco:

a) pacientes em retratamento; pessoas que vivem com HIV/AIDS, contatos


sintomáticos de pessoas com tuberculose em tratamento.
b) pacientes com histórico de tratamento prévio; pessoas que vivem com
HIV/AIDS, contatos sintomáticos de pessoas com tuberculose resistente e
populações consideradas especiais para o programa.
c) pacientes com histórico de doenças crônicas; pessoas com dependência
química, contatos imunodeprimidos de pessoas com tuberculose e populações
consideradas especiais para o programa, como crianças.
d) pacientes com histórico de reinfecção; pessoas com dependência
química, contatos sintomáticos de pessoas com tuberculose resistente e
populações consideradas especiais para o programa.
41-O tratamento da tuberculose é extenso e pode apresentar reações
adversas menores, em que normalmente não é necessária a suspensão
do medicamento e as reações adversas maiores, que normalmente
causam a suspensão do tratamento. As reações adversas maiores do
tratamento da tuberculose são:
a)
suor/urina de cor avermelhada e insuficiência renal.

b)
exantema ou hipersensibilidade de moderada a grave e neurite óptica.

c)
crise convulsiva e dor articular.

d)
náusea, vômito e dor abdominal.

e)
exantema ou hipersensibilidade de moderada a grave e neuropatia periférica.

42-Homem, 46 anos, portador do vírus da imunodeficiência humana há


sete anos, com abandono do tratamento há dois anos, recebeu
diagnóstico médico recente de tuberculose pulmonar. São atribuições do
enfermeiro no atendimento ao paciente com tuberculose, EXCETO

a)
identificar os sintomáticos respiratórios.

b)
realizar assistência integral às pessoas e famílias na UBS e, quando indicado ou
necessário, no domicílio ou nos demais espaços comunitários.

c)
realizar consulta de enfermagem, conforme protocolos ou outras normativas
técnicas estabelecidas pelo gestor municipal, observadas as disposições legais
da profissão.

d)
solicitar exames (BAAR, raio-X de tórax, cultura, identificação e teste de
sensibilidade para BK, prova tuberculínica).

e)
dar alta por cura aos pacientes após o tratamento

43-O tratamento da tuberculose é extenso e pode apresentar reações


adversas menores, em que normalmente não é necessária a suspensão
do medicamento e as reações adversas maiores, que normalmente
causam a suspensão do tratamento. Marque a alternativa que apresenta
as reações adversas maiores do tratamento da tuberculose.

a)
Exantema ou hipersensibilidade de moderada a grave e neurite óptica

b) Crise convulsiva e dor articular

c) Suor/urina de cor avermelhada e insuficiência renal

d) Exantema ou hipersensibilidade de moderada a grave e neuropatia periférica

e) Náusea, vômito e dor abdominal

44- No controle da tuberculose no Programa de Saúde da Família, é


comum a todos os profissionais de saúde a seguinte atribuição:

a) ( ) sugerir alta aos pacientes

b) ( ) solicitar baciloscopia dos sintomáticos respiratórios

c) ( ) identificar os sintomáticos respiratórios

d) ( ) iniciar quimioprofilaxia para os comunicantes

45- No atendimento ao indivíduo com tuberculose na forma pulmonar


bacilífera, incluem-se, dentre as precauções padrões recomendadas pela
ANVISA:

a) higienização das mãos, uso de máscara cirúrgica e quarto privativo.

b) higienização das mãos, uso de luvas estéreis e máscara duplo filtro.

c) uso de luvas de procedimentos, de máscara N 95 e quarto comum.

d) higienização das mãos, uso de máscara PPF2 e quarto privativo.


e)u so de luvas de procedimentos, de máscara simples e quarto com pacientes
portadores da mesma doença.

46- Para o controle da tuberculose pulmonar, é importante a busca ativa


de novos casos. A medida mais efetiva e indicada é

a) identificar pessoas na comunidade que já tiveram a doença.

b) procurar, entre os profissionais de saúde, os que estejam apresentando febre


vespertina.

c) verificar, em instituições fechadas como asilos, penitenciárias, pessoas que


estão apresentando tosse por tempo igual ou superior a duas semanas.

d) identificar precocemente pessoas com tosse por tempo igual ou superior a três
semanas.

e) procurar, durante os atendimentos dos serviços de saúde da atenção básica,


pessoas de qualquer faixa etária que
47- Um dos critérios diagnósticos para tuberculose pulmonar é o Teste
Tuberculínico (PPD), cujo resultado relevante é maior ou igual a:

a) 04 mm (reator fraco)

b) 08 mm (reator fraco)

c) 10 mm (reator forte)

d) 14 mm (reator forte)

e) 16 mm (reator forte)

48- Paciente admitido na UTI, com diagnóstico de Tuberculose Pulmonar


e MR (multirresistente), precisa ser isolado. Qual é o tipo de precaução
recomendada para este paciente?

a) Realizar isolamento por aerossóis e respiratório.

b) Realizar isolamento por contato e respiratório.

c) Realizar isolamento por aerossóis e contato.

d) Realizar isolamento por aerossóis.

e) Realizar isolamento por contato.

49-A rede de atenção à Tuberculose no Brasil inclui atenção básica e


referências: secundária e terciária. Considera-se como uma das principais
competências da atenção básica:

a) Contrarreferenciar os casos (com resumo clínico e resultados de exames), após


avaliação, para início ou continuidade do tratamento na referência terciária.

b) Oferecer o teste anti-HIV exclusivamente as pessoas com tuberculose pulmonar


que ainda não o tenham realizado, junto com aconselhamento pré e pós-teste.

c) Realizar busca ativa de sintomáticos respiratórios.

d) Notificar e atualizar os tratamentos especiais no Sistema de Informação em


Tratamentos Especiais de Tuberculose (SITE-TB).

50- As ações de procura de casos de tuberculose estão voltadas para os


grupos de maior probabilidade de apresentar a doença, quais sejam

a) indivíduos infectados pelo HIV, com resultado à prova tuberculínica de 3 mm ou


mais de endurecimento.
b) pessoas com tosse e expectoração por três semanas.

c) indivíduos com resultado negativo à prova tuberculínica.


d) imunodeprimidos, com linfócito inferior a 3.500 cels/mm 3.

e) imunodeprimidos, com nível sérico de CD4 inferior a 1.000 cels/mm3.

51- Um usuário com tuberculose necessita ser orientado pela


enfermagem sobre o procedimento da coleta de escarro para
baciloscopia. Uma dessas orientações é

a) evitar a coleta no período da manhã, ao despertar.

b) coletar um volume de escarro compreendido entre 5 a 10 ml.

c) coletar o escarro obtido da faringe ou por aspiração de secreções nasais.

d) coletar amostra de saliva e de secreções da árvore brônquica e da faringe.

e) manter exposto a luz solar, por 1 hora, o frasco com a secreção coletada, antes
de entregá-lo no recurso de saúde.

52-A equipe de saúde da família da redenção não possuía caso de


tuberculose até 2009. Em dezembro, foi realizada uma mobilização na
comunidade e identificaram um jovem com 25 anos, A.L.S,
desempregado, recém-chegado na comunidade, apresentando os sinais
e sintomas de tuberculose. Após a realização da consulta e o ex ame de
escarro, foi confirmado o diagnóstico de tuberculose pulmonar.
Segundo o novo manual de tuberculose, qual esquema de tratamento
deverá ser utilizado?

a) 2 meses de Rifampicina, Isoniazida e Pirazinamida + 4 meses de Rifampisina e


Isoniazida.

b) 2 meses de Rifampicina, Isoniazida, Pirazinamida e Etambutol + 4 meses de


Rifampisina e Isoniazida.

c) 2 meses de Rifampicina, Isoniazida, Pirazinamida e Etambutol + 4 meses


de Rifampisina, Isoniazida e Etambutol.
d) 2 meses de Estrptomicina, Pirazinamida, Etambutol e Etionamida
Rifampicina, + 9 meses de Etambutol e Etionamida.

e) 2 meses de Rifampicina, Isoniazida, Pirazinamida + 4 meses de Rifampisina,


Isoniazida e Etambutol.

53- Quanto à manipulação de amostras contendo bacilos da tuberculose


é correto afirmar que ela demanda instalações de nível de segurança

a) NB-2 sempre.

b) NB-4 sempre.

c) NB-3 ou NB-4, dependendo da existência de aerossóis nas amostras.

d) NB-3 sempre.

e) NB-2 ou NB-3, dependendo da existência de aerossóis nas amostras.

54- Foi internado paciente FFD, 54 anos, sexo masculino, com suspeita
de Tuberculose Pulmonar. O paciente foi colocado em um quarto.

a) Privativo. A equipe deverá ser orientada para a necessidade de adoção de


precauções para transmissão de gotículas.

b) Privativo. A equipe deverá ser orientada para a necessidade de adoção de


precauções para transmissão de aerossóis.

c) Coletivo. A equipe deverá ser orientada para a necessidade de adoção de


medida de coorte, com distância de 1 (um) metro entre os leitos.

d) Coletivo. A equipe deverá adotar apenas precauções padrão, pois trata-se de


uma suspeita da doença e deverá aguardar confirmação laboratorial para isolamento do
paciente.
55- Paciente adulto, sexo masculino, apresenta coinfecção Tuberculose
(TB) / HIV. Em relação ao caso apresentado, assinale a alternativa
INCORRETA.

a) A rifampicina não é indicada para tratamento nos pacientes com coinfecção


HIV/TB por estar relacionada à interação medicamentosa incompatível com a terapia
antirretroviral.

b) É frequente a descoberta da soropositividade para HIV durante o diagnóstico de


tuberculose.

c) O tratamento da tuberculose em pessoas infectadas pelo HIV segue as mesmas


recomendações para os não infectados.

d) Taxas maiores de falência terapêutica e recorrência da tuberculose têm sido


demonstradas nos coinfectados pelo HIV.

e) Apresentação pulmonar atípica é frequente na coinfecção (TB/HIV) e é um sinal


sugestivo de imunodeficiência avançada.

56- Uma gestante, 19 semanas, foi admitida na unidade hospitalar com


suspeita de Tuberculose Pulmonar. Nesse caso, a equipe deve adotar:

a) Precauções para transmissão de gotículas

b) Precauções para transmissão de aerossóis

c) Precauções para transmissão de contato

d)isolamento
total

e) Aguardar confirmação diagnóstica médica e laboratorial para tomar uma


conduta

57-A notificação compulsória consiste na comunicação obrigatória à


autoridade de saúde, realizada pelos médicos, profissionais de saúde ou
responsáveis pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou
privados, sobre a ocorrência de suspeita ou confirmação de doe nça,
agravo ou evento de saúde pública, podendo ser imediata ou semanal.
Assinale a alternativa que denomina as doenças/agravos de notificação
compulsória imediata.

a) Varíola; Hantavirose; Febre Amarela.

b) Varíola; Influenza humana produzida por novo subtipo viral; Leishmaniose


Tegumentar Americana.

c) Leishmaniose Tegumentar Americana; Síndrome da Paralisia Flácida Aguda;


Tuberculose.
d) Tuberculose; Febre Amarela; Hantavirose.

e) Hantavirose; Leishmaniose Tegumentar Americana; Tuberculose.

58- Consideram-se doenças imunopreveníveis:

a) febre maculosa, raiva humana, tuberculose e coqueluche.

b) moléstia de Hansen V e D, meningite A, B e C.

c) caxumba, rubéola, febre tifóide e febre amarela.

d) leishmaniose, tuberculose, poliomielite e tétano.

e) sarampo, difteria, malária e esquistossomose.

59- Acerca do Programa de Prevenção e Controle da Tuberculose, julgue


o item subsequente.
Fatores como gênero e idade avançada não influenciam o risco de
desenvolvimento de tuberculose, mas o estado de competência do sistema
imunológico e o uso de medicamentos imunossupressores são
considerados fatores de risco para a aquisição dessa doença.

Certo

Errado

60- Julgue o próximo item com relação às ações de vigilância


epidemiológica voltadas a tuberculose.
Todos os suspeitos de tuberculose devem ser examinados prontamente.
No caso de confirmação do diagnóstico, deve-se iniciar o tratamento do
paciente o mais cedo possível, com vistas a minimizar a transmissão da
doença.

Certo

Errado

62- No Brasil, o Ministério da Saúde, por meio da Portaria n.º 104, de


25.01.2011, publicou a lista de doenças de notificação compulsória e a
lista de doenças de notificação imediata (caso suspeito ou confirmado).

São doenças de notificação compulsória imediata, entre outras:

a) poliomielite e rubéola
b) cólera e tuberculose

c) sarampo e esquistossomose.

d) varíola e hepatites virais.

e) peste e febre tifoide.

63- Trata-se de uma obstrução aguda, não totalmente oclusiva

no sistema coronariano. Antes de obter o acesso venoso,

administre nitroglicerina sublingual.


Diante dessa prescrição médica, o enfermeiro concluiu que o paciente
apresentava o seguinte problema de saúde:

a) varizes esofagianas

b) síndrome de Steve & Johnson

c) reação alérgica grave

d) angina instável

e) tuberculose pulmonar

64- São doenças causadas por vírus:

a) Sarampo, Cólera e Sífilis

b) Varíola, Coqueluche e Histoplasmose

c) Caxumba, Hepatites e Raiva

d) Difteria, Tuberculose e Aspergilose

e) Hanseníase, Tétano e Paracoccidiodomicose

65- Dentre as vacinas abaixo, qual possui menor tempo de validade após
abertura do frasco?

a) Vacina contra Febre Amarela.

b) Vacina contra Tuberculose.

c) Vacina Tríplice Viral.


e) Vacina Tríplice Bacteriana.

66- Quando o enfermeiro do Programa de Saúde da Familia (PSF) calcula


o número de casos conhecidos de tuberculose de uma população
definida, num intervalo de um ano, está utilizando o seguinte coeficiente:

a) ( ) mortalidade

b) ( ) morbidade

c) ( ) incidência

d) ( ) prevalência

67- De acordo com o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde,


assinale a opção que apresenta o esquema básico de tratamento da
tuberculose recomendado para um paciente adulto, com 55 Kg, na fase
de manutenção.

a) 600 mg de Rifampicina (R) + 400 mg de Isoniazida (H) ao dia.

b) 400 mg de Rifampicina (R) + 800 mg de Pirazinamida (Z) ao dia.

c) 300 mg de Rifampicina (R) + 200 mg de Isoniazida (H) ao dia.

d) 300 mg de Rifampicina (R) + 200 mg de Isoniazida (H) + 500 mg de Pirazinamida


(Z) ao ia.

e) 100 mg de Rifampicina (R) + 300 mg de Isoniazida (H) + 150 mg de Pirazinamida


(Z) ao dia.

68- Um paciente FFG, 52 anos, sexo masculino, internou na unidade de


internação com diagnóstico confirmado de Tuberculose Pulmonar. A
equipe de saúde deve adotar medidas para:

a) Precauções para transmissão de aerossóis, incluindo o uso de máscara N95


para profissionais de saúde.

b) Precauções para transmissão de contato, incluindo uso de luvas e avental.

c) Precauções para transmissão de gotículas, incluindo o uso de máscara cirúrgica


para profissionais de saúde.

d) Precauções-padrão, pois não há risco de transmissão aérea da doença.

69- Mesmo que os indicadores apontem uma tendência da queda da


mortalidade por tuberculose e hanseníase no Brasil, seus números
absolutos ainda causam preocupação. A respeito desse tema, assinale a
alternativa correta.

a) A vacina BCG contra a tuberculose está indicada para crianças a partir de cinco
anos de idade, tendo como via de administração a subcutânea, que não causa efeitos
colaterais.

b) Ainda não há legislação que caracterize como acidente de trabalho o fato de o


profissional de saúde adquirir tuberculose no desempenho de suas funções, sendo
dispensável a notificação aos órgãos competentes.

c) Consideram-se como comunicantes de portadores de tuberculose, devido ao


tempo de convivência, apenas os familiares, excetuando-se o convívio em ambientes de
trabalho e escolas.

d) O portador de hanseníase apresenta, simultaneamente ou não, lesões de pele


com alteração de sensibilidade, acometimento de nervos com espessamento neural e
baciloscopia positiva, o que requer tratamento com quimioterapia.

e) A transmissão da hanseníase ocorre pelo contato direto da pele com as lesões


infectadas pelo bacilo.

70- Um paciente foi diagnosticado com Tuberculose Pulmonar e


internado na Unidade de Internação de Doenças Transmissíveis.
Considerando os tipos de precauções de acordo com o modo de
transmissão, é correto afirmar que esse paciente:

a) Deverá permanecer em precauções para transmissão de contato

b) Deverá permanecer em precauções para transmissão de gotículas

c) Deverá permanecer em precauções para transmissão de aerossóis

d) Deverá permanecer em isolamento rigoroso

e) Deverá permanecer em isolamento respiratório e contato

71-A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo


Mycobacterium tuberculosis, que afeta prioritariamente os pulmões,
embora possa acometer outros órgãos e sistemas. A apresentação
pulmonar, além de ser mais frequente, é também a mais relevante para a
saúde pública pois é a principal responsável pela transmissão da
doença. Atualmente existem várias técnicas para o diagnóstico da
tuberculose. Assinale a alternativa em que a técnica é descrita como
padrão ouro para o diagnóstico da tuberculose.

a)
baciloscopia direta
b) Cultura para micobactéria

c) Prova tuberculínica

d) teste
rápido

f) Radiografia de tórax

72-Sobre a transmissão da doença Tuberculose, leia as afirmativas a


seguir e assinale a alternativa correta.

I. A tuberculose é uma doença de transmissão aérea: ocorre a partir da


inalação de aerossóis, produzidos pela tosse, espirro ou fala de doentes com
tuberculose de vias aéreas (tuberculose pulmonar ou laríngea).
II. Somente pessoas com tuberculose ativa transmitem a doença.
III. Os casos baculíferos, ou seja, que têm baciloscopia de escarro (exame de
microscopia que permite a visualização de bacilos diretamente no escarro)
positivo são os principais responsáveis pela manutenção da cadeia de
transmissão. Durante um ano, numa comunidade, uma pessoa com
baciloscopia de escarro positiva infecta, em geral, de 10 a 15 pessoas.
IV. Bacilos que se depositam em roupas, lençóis, copos e outros objetos se
dispersam em aerossóis e, por isso, desempenham papel importante na
transmissão da doença.
Estão corretas as afirmativas:
a) I, apenas

b) I, II, III e IV

c) I e III, apenas

d) I, II e III, apenas

e) I, III e IV, apenas

73-A notificação compulsória de caráter nacional é necessária em casos


de

a) influenza, cólera, tuberculose e infecção pelo vírus HPV.

b) febre purpúrica brasileira, surtos de parotidite infecciosa, botulismo e peste.


c) febre tifóide, síndrome da rubéola congênita, hepatite A e infecção pelo
vírus HPV.

d) hepatite B, criptococose, tétano e mononucleose.

e) linfogranuloma venéreo, meningite, raiva e tuberculose.

74- Os formulários abaixo se referem ao Sistema de Agravos de


Notificação (SINAN), exceto: (Manual do Sinan – Versão 5.0)

a) FIN – Ficha Individual de Notificação

b) FII – Ficha Individual de Investigação

c) Boletim de acompanhamento de surtos;

d) Boletins de acompanhamento de Hanseníase e Tuberculose;

e) Relatório de Gestão Municipal

75- As vacinas constituem meios eficazes para a redução da morbidade e


da mortalidade de uma população. Considerando que algumas doenças
podem ser adquiridas também nos locais de trabalho, assinale a
alternativa que condiz com as doenças imunopreveníveis.

a) rubéola, febre amarela e hepatite B

b) tuberculose, criptococose e bissinose

c) antracose, sarampo e varicela

d) hepatite C, difteria e febre maculosa


f) caxumba, leptospirose e siderose

76- Assinale a alternativa que apresenta patologias cuja precaução


indicada seja para gotículas.

a) Coqueluche, Caxumba, Rubéola.

b) Sarampo, Varicela, Rubéola.

c) Tuberculose, Meningococcemia, Caxumba.

d) Varicela, Coqueluche, Sarampo.

e) Herpes Zooster Disseminada, Rubéola, Varicela.

77-O Programa de Controle da Tuberculose é uma ferramenta importante


para prevenir o adoecimento e diagnosticar precocemente casos de
doença ativa na população. Sobre o processo de avaliação de contatos, é
correto afirmar que:

I. Contatos com história prévia de tuberculose, tratada anteriormente, com


quaisquer resultados da prova tuberculínica não devem ser tratados para
ILTB (tratamento da Infecção Latente de Tuberculose)
II. Assintomáticos - crianças ou adultos (incluindo pessoas vivendo com
HIV/AIDS) - deverão ter investigação diagnóstica ampliada com radiografia de
tórax, baciloscopia de escarro e/ou outros exames, de acordo com cada caso.
III. O caso índice deve ser entrevistado o quanto antes para identificação das
pessoas que serão consideradas contatos.
a) I, II e III estão corretos.

b) I e III estão corretos.


c) e II estão errados

d) e III estão corretos.

e) Apenas a III está correta.

78- Acerca da tuberculose, julgue as sentenças abaixo, marcando V para


as VERDADEIRAS e F para as FALSAS.

( ) A busca ativa dos Sintomáticos Respiratórios consiste na atividade de


saúde pública orientada a identificar precocemente pessoas com tosse por
tempo igual ou superior a quatro semanas, consideradas com suspeita de
tuberculose pulmonar, visando à descoberta dos casos bacilíferos.
( ) A busca ativa dos Sintomáticos Respiratórios deve ser realizada
permanentemente pelos serviços de saúde, no nível primário, exclusivamente,
estratégia recomendada internacionalmente.
( ) Cerca de 90% dos casos de tuberculose são da forma pulmonar e, desses,
60% são bacilíferos.
( ) Taxas de cura inferiores à meta preconizada de 85% e de abandono
superiores a 5% demonstram a necessidade de aumentar a qualidade na
cobertura do tratamento diretamente observado no país.

A sequência CORRETA de respostas, de cima para baixo, é:


a) F-F-V-V.

b) V-V-V-F.

c) V-F-F-V.

d) V-F-V-V.

e) F-V-F-V.

79- Acerca das orientações do programa nacional de imunização, julgue


os itens subsequentes.
Indivíduos de qualquer idade e HIV positivos sintomáticos podem ser
vacinadas, contra tuberculose, com a vacina BCG.


Certo

Errado

80- Um indivíduo infectado pelo HIV, em uso de terapia antirretroviral e


com suspeita de tuberculose, é submetido à prova tuberculínica,
apresentando enduração de 2 mm em antebraço esquerdo. Nesta
situação, dentre outros, é recomendável

a) introduzir a quimioprofilaxia, pois a prova tuberculínica, isoladamente, é


suficiente para o diagnóstico da tuberculose doença.

b) iniciar, imediatamente, a quimioprofilaxia com isoniazida, por este indivíduo


apresentar infecção latente.

c) fazer o teste após dois meses do início da terapia antirretroviral, por este
indivíduo estar em recuperação imune.

d) refazer o teste em 72 horas para confirmação do diagnóstico de tuberculose


ativa, para iniciar a quimioprofilaxia com isoniazida.

e)
fazer o teste seis meses após o início da terapia antirretroviral, devido à
possibilidade de restauração da resposta tuberculínica.
81- Um indivíduo infectado pelo HIV, em uso de terapia antirretroviral e
com suspeita de tuberculose, é submetido à prova tuberculínica,
apresentando enduração de 2 mm em antebraço esquerdo. Nesta
situação, dentre outros, é recomendável

a) introduzir a quimioprofilaxia, pois a prova tuberculínica, isoladamente, é


suficiente para o diagnóstico da tuberculose doença.

b) iniciar, imediatamente, a quimioprofilaxia com isoniazida, por este indivíduo


apresentar infecção latente.

c) fazer o teste após dois meses do início da terapia antirretroviral, por este
indivíduo estar em recuperação imune.

d) refazer o teste em 72 horas para confirmação do diagnóstico de tuberculose


ativa, para iniciar a quimioprofilaxia com isoniazida.

e) fazer o teste seis meses após o início da terapia antirretroviral, devido à


possibilidade de restauração da resposta tuberculínica.

82- Diagnosticar e tratar correta e prontamente os casos de Tuberculose


Pulmonar são as principais medidas para o controle da doença. A
pesquisa bacteriológica é de importância fundamental em adultos, tanto
para o diagnóstico quanto para o controle de tratamento, sendo o
método mais utilizado

a) o raio X de tórax.

b) a ressonância magnética.

c) a prova tuberculínica.

d) a baciloscopia direta do escarro.

e) a imunofluorescência.

83- Após o início do tratamento correto para Tuberculose, quando o


paciente não tem história de tratamento anterior nem outros riscos
conhecidos de resistência e havendo melhora clínica, pode-se
considerar que após quantos dias de tratamento o paciente pode ser
considerado não infectante?

a)
4 dias.

b)
06 dias.
c)
07 dias.

d)
12 dias.

e)
15 dias.

84- Um paciente com Tuberculose Multirresistente (TB-MDR) realiza o


tratamento medicamentoso recomendado, porém, no sexto mês de
tratamento, ainda apresenta baciloscopia e cultura positivas. Nesse
caso, tal paciente deve completar

a)
08 meses de tratamento.

b)
10 meses de tratamento.

c)
12 meses de tratamento.

d)
15 meses de tratamento.

e)
24 meses de tratamento.

Uma paciente foi diagnosticada com tuberculose durante o período gestacional


e precisou iniciar o esquema de tratamento. A droga que NÃO é segura para
tratamento durante a gestação, pois pode causar deficiência auditiva do feto, é:

a)
rifampicina;

b)
isoniazida;

c)
estreptomicina;

d)
pirazinamida;

e)
etambutol.
86- Paciente masculino, 56 anos, foi diagnosticado com tuberculose
pulmonar, tendo iniciado o tratamento há 04 meses. Sabendo que esse
paciente utiliza o esquema básico para o tratamento, nessa fase, as
medicações utilizadas são:

a) etambutol e isoniazida.

b) isoniazida, rifampicina e etambutol.

c) estreptomicina, pirazinamida e etambutol.

d) isoniazida e pirazinamida.

e) rifampicina e isoniazida.

87- Julgue o item subsequente em relação às atribuições do enfermeiro


segundo as normas do Ministério da Saúde para atenção à saúde e consulta
de enfermagem.
Para o diagnóstico de tuberculose, devem ser solicitadas duas amostras de
baciloscopia dos sintomáticos respiratórios.

Certo

Errado
88-A Organização Mundial de Saúde declarou a Tuberculose como uma
Emergência Global e lançou a estratégia DOTS como a forma mais eficaz e
de melhor custo-benefício de controle da doença em nível mundial. No Brasil,
qual a estratégia utilizada pelo Ministério da Saúde?

a) Plano terapêutico destinado a portadores do bacilo de Koch, na forma mutável.

b) Controle da transmissão no nível individual e, em restrito, onde o doente vive.

c) Tratamento que utiliza novas substâncias que vêm apresentando eficácia.

d)Tratamento, associando o esquema terapêutico tradicional com as novas


substâncias.

e) Plano terapêutico que consiste em entrega, observação e registro da ingestão


de cada dose da medicação.

89- No que se refere ao diagnóstico e tratamento da tuberculose, analise


as afirmativas a seguir:

I – A leitura da prova tuberculínica deve ser realizada 48 a 72 horas após a


aplicação, podendo ser estendida para 96 horas, caso o paciente falte à
leitura na data agendada;
II – A Pirazinamida e a Piridoxina são contraindicadas para o uso em
gestantes por serem altamente teratogênicas, devendo ser substituídas pela
Etionamida;
III - Os medicamentos utilizados no tratamento da tuberculose apresentam
interações entre si e com outros fármacos, o que aumenta o risco de
hepatotoxicidade.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) I;

b) II;

c)
II;

d)
I e II;

e)
I e III.

90- Para controle da tuberculose, uma das estratégias adotada pelo


Ministério da Saúde é a Directly Observed Treatment Short-course
(DOTS). Nela inclui-se:

I. o tratamento com fornecimento regular de medicamentos padronizados


com observação e monitoramento constante.

II. o sistema de registro e informação que assegure a avaliação do


tratamento.

III. o compromisso do governo priorizando o controle da tuberculose nas


políticas de saúde, por dois anos após a implantação da estratégia.

Está correto o que consta em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) e II, apenas.

d) e III, apenas.

e)
I, II e III.
91-Em relação ao tratamento da tuberculose, analise as afirmativas a seg
uir.

I. A transmissibilidade está presente desde os primeiros sintomas res


piratórios, caindo rapidamente após o início de tratamento efetivo.

II. O esquema básico de tratamento é indicado para casos novos em adult os


e adolescentes (> 10 anos), em todas as formas de tuberculose pulmon ar e
extrapulmonar (exceto a forma meningoencefálica).

III. O tratamento das formas extrapulmonares (exceto a meningoencef álica)


terá a duração de seis meses, assim como o tratamento dos paciente s
coinfectados com HIV.

Assinale:

a)
se somente a afirmativa I estiver correta.

b)
se somente a afirmativa II estiver correta.

c)
se somente a afirmativa III estiver correta.

d)
se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.

e)
se todas as alternativas estiverem corretas.

92-Em relação à tuberculose resistente, o trabalho sistematizado dos


profissionais de enfermagem tem o papel fundamental de garantir a
supervisão de todo o tratamento e evitar as intercorrências que
favoreçam o abandono, a recidiva e a falência da doença, assegurando a
adesão dos pacientes e um tratamento bem-sucedido. Acerca desse
assunto, julgue o item subsequente.
O tratamento diretamente observado da tuberculose fica sob a
responsabilidade de dois profissionais da equipe de saúde, em virtude da
possibilidade de ocorrência de licenças, férias e doenças.

Certo

Errado

93-A tuberculose continua sendo mundialmente um importante problema


de saúde, já que ainda obedece a todos os critérios de priorização de um
agravo em saúde pública, ou seja, de grande magnitude, transcendência
e vulnerabilidade, exigindo, portanto, o desenvolvimento de estratégias
para o seu controle e especial atenção dos profissionais de saúde e da
sociedade. Em relação ao controle e tratamento da tuberculose, analise
as afirmativas abaixo.

I Em todos os esquemas, a medicação é de uso diário e deverá ser


administrada preferencialmente em jejum em uma única tomada.

II A rifampicina interfere na ação dos contraceptivos orais, devendo as


mulheres, em uso deste medicamento, receberem orientação para utilizar
outros métodos anticoncepcionais.

III Devido ao risco de hepatotoxidade, se nos dois primeiros meses de


tratamento o paciente apresentar elevação dos níveis séricos das enzimas
hepáticas, será necessária a interrupção ou alteração do esquema
terapêutico.
IV A técnica do escarro induzido, utilizando – se nebulizador ultrassônico e
solução salina hipertônica (5mL de NaCl 3% a 5%), pode ser usada em
pacientes com forte suspeita de tuberculose pulmonar e sem adequado
material proveniente da árvore brônquica.

V Nos profissionais de saúde, a revacinação por BCG traz benefícios no


sentido de proteção contra a tuberculose, além de facilitar o monitoramento
das medidas de controle de infecção na interpretação de novas provas
tuberculínicas.

VI O tratamento da tuberculose em pessoas infectadas pelo HIV segue as


mesmas recomendações para os não infectados, tanto nos esquemas quanto
na duração total do tratamento.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a)
I, III e V.

b)
II, IV e V.

c)
III, IV e V

d)
I, III, V e VI.

e)
I, II, IV e VI.
94-A notificação negativa funciona como um indicador de eficiência do
sistema de informações e consiste em

a) notificação da ocorrência de casos de doenças transmissíveis em uma


determinada área.

b) envio dos instrumentos de coleta de notificação, mesmo na ausência de casos.

c) flexibilidade do envio de dados aos sistemas de notificação.


d) diminuição de número de casos de determinado agravo.

e) determinação das taxas de tuberculose de uma região de saúde.

96- No que se refere ao programa de atendimento de pessoas com


tuberculose, analise se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmativas a
seguir:

I– O Sinan tem por objetvo coletar, transmitir e disseminar dados gerados


rotineiramente pelo Sistema de Vigilância Epidemiológica das secretarias
municipais e estaduais de Saúde. A falta de informações do Sinan, pela
Secretaria de Saúde dos municípios, junto à Secretaria Estadual de Saúde,
implica em suspensão da transferência de recursos do Piso de Atenção
Básica, por dois meses consecutivos.
II– O Pacto pela Vida, de Gestão e em Defesa do SUS (BRASIL, 2006) e o
Pacto pela Vida para 2008 (Portaria no 325, de 21 de fevereiro de 2008) têm
compromissos com ações prioritárias no campo da saúde, sendo a
tuberculose uma das prioridades.
III– Previne-se a tuberculose congênita pelo diagnóstco precoce, devendo ser
feita a administração do tratamento da TB na mãe grávida para diminuir o
risco de transmissão ao feto e ao recém-nato. Nesse caso, a amamentação
está contra-indicada.

As afirmativas I,II e III são respectivamente:

a) F, V, V.

b)
F, V, F.

c)
V, V, F.

d)
V, F, V.
e)
V, V, V.
97- De acordo com MS (2013), dentre as medidas de controle da
transmissão da tuberculose encontram-se as medidas de proteção
individual, que consistem no uso correto de máscaras adequadas, por
profissionais de saúde, em situações e ambientes de maior risco. Nesta
situação, para a proteção efetiva dos profissionais da saúde, o tipo de
máscara indicada e uma das recomendações para a mesma constam em

a) Tipo de máscara - Máscara cirúrgica / Recomendação - Troca a cada


duas horas.

b) Tipo de máscara - PFF2 ou N95 /Recomendação - Necessidade de


treinamento especial para o uso.

c) Tipo de máscara -N95 ou máscara cirúrgica / Recomendação -


Identificação por meio do nome do profissional escrito a caneta na própria
máscara.

d) Tipo de máscara - PFF2 ou N95 /Recomendação - Armazenar em


sacos plásticos para conservação, se íntegras após o uso.

e) Tipo de máscara - Máscara cirúrgica dupla / Recomendação -


Armazenar, após o uso, em invólucros emborrachados, envoltos em envelopes
plásticos.

98- Em 2009, o Programa Nacional de Controle da Tuberculose,


juntamente com o seu Comitê Técnico Assessor, reviu o sistema de
tratamento da TB no Brasil e incorporou mudanças no sistema de
tratamento dessa doença. Dentre as mudanças introduzidas no Esquema
Básico de adultos e adolescentes, é correto afirmar que

a) A Fase Intensiva é constituída de comprimidos de doses variadas combinadas


dos três medicamentos (RHZ).

b) A Fase de Manutenção é constituída de comprimidos de doses fixas combinadas


dos três medicamentos (RHE).

c) A Fase Intensiva é constituída de comprimidos de doses fixas combinadas dos


quatro medicamentos (RHZE).

d- A Fase de Manutenção é constituída de comprimidos de doses fixas


combinadas dos quatro medicamentos (RHZS).

99- Segundo o Ministério da Saúde, as vacinas devem ser administradas


na idade cronológica recomendada, não se justificando adiar o início da
vacinação. Como exceção, a vacina contra a tuberculose (BCG), que
deve ser aplicada somente em recém- nascidos com peso corporal igual
ou maior que:

a)
1,5 kg

b)
1,8 kg

c)
1,6 kg

d)
1,9 kg

e)
2,0 kg

100-A transmissão por aerossóis ocorre através da eliminação de


minúsculas partículas por meio da tosse, respiração ou fala. Essas
permanecem em suspensão no ar, podendo contaminar diversos locais.
Sobre as doenças que devem estar em isolamento por aerossóis, analise.
I. Tuberculose pulmonar.
II. Herpes zoster.
III. Hepatite.
IV. Sarampo.
V. Varicela.
VI. Difteria.
Estão corretas as alternativas
a)
III e IV, apenas.

b)

IV e V, apenas.

c)
I, II e III, apenas.

d)
I, II, III, IV, V e VI.

e)
I, II, IV e V, apenas.

101- Diagnosticar
e tratar correta e prontamente os casos de
Tuberculose pulmonar são as principais medidas para o controle da
doença. Esforços devem ser realizados no sentido de encontrar
precocemente o paciente e oferecer o tratamento adequado,
interrompendo a cadeia de transmissão da doença. Assinale a alternativa
INCORRETA.

a) A baciloscopia do escarro, desde que executada corretamente em todas as suas


fases, permite detectar todos os casos de tuberculose pulmonar, o que é importante do
ponto de vista epidemiológico, já que os casos bacilíferos são os responsáveis pela
manutenção da cadeia de transmissão.

b) A baciloscopia de escarro deve ser realizada em, no mínimo, duas amostras:


uma por ocasião da primeira consulta e outra, independentemente do resultado da
primeira, na manhã do dia seguinte, preferencialmente ao despertar. Nos casos em que
há indícios clínicos e radiológicos de suspeita de Tuberculose e as duas amostras de
diagnóstico apresentem resultado negativo, podem ser solicitadas amostras adicionais.

c) A cultura é um método de elevada especificidade e sensibilidade no diagnóstico


da Tuberculose. Nos casos pulmonares com baciloscopia negativa, a cultura do escarro
pode aumentar em até 30% o diagnóstico bacteriológico da doença.

d) Momento da coleta e numero de amostras – O diagnóstico deve ser feito a partir


de, pelo menos, duas amostras de escarro, sendo a primeira geralmente coletada no
momento da consulta, para aproveitar a presença do doente. A segunda amostra deve
ser coletada no dia seguinte, preferencialmente ao despertar. Esta geralmente é
abundante, porque provém das secreções acumuladas na árvore brônquica durante a
noite.

e)Orientar o paciente quanto ao procedimento de coleta: ao despertar pela manhã,


lavar bem a boca, inspirar profundamente, prender a respiração, por um instante, e
escarrar após forçar a tosse. Repetir esta operação até obter três eliminações de
escarro, evitando que ele escorra pela parede externa do pote.

102- Paciente de 24 anos foi internado na Unidade de Clínica Médica do


Hospital São Geraldo, com diagnóstico médico de Tuberculose. A
enfermeira da CCIH foi comunicada e orientou a equipe de enfermagem
quanto ao caso. Nas alternativas a seguir estão algumas dessas
orientações, assinale a alternativa que apresenta a correta.

a) Deverão ser instituídas precauções respiratórias para gotículas.

b) Os profissionais responsáveis pelo cuidado do paciente deverão utilizar máscara


apropriada (tipo N95).

c) Caso haja necessidade de transportar o paciente, colocar máscara tipo N95 no


mesmo.

d) Liberar o isolamento após a 1ª baciloscopia negativa.

e) Usar máscara cirúrgica ao entrar no quarto e em distância inferior a 1 metro do


paciente.
103-A Portaria nº 104/2011 do MS lista os casos suspeitos ou
confirmados de notificação compulsória imediata. Alguns deles são:

a) intoxicações exógenas por substâncias químicas, esquistossomose, raiva


humana e eventos adversos pós-vacinação.

b) eventos adversos pós-vacinação, intoxicações exógenas por metais pesados,


tuberculose e esquistossomose.

c) intoxicações exógenas por agrotóxicos, doença de Chagas crônica, tularemia e


eventos adversos pós-vacinação.

d) intoxicações exógenas por gases tóxicos, raiva humana, síndrome do


corrimento uretral masculino e tuberculose.

e) doença de Chagas aguda, botulismo, tularemia e raiva humana.

104-O exame de Cultura do Bacilo de Koch (BK) NÃO está indicado na


seguinte situação:

a) Os casos suspeitos de tuberculose pulmonar positivos ao exame direto do


escarro.

b) O diagnóstico das formas extrapulmonares, como meningoencefálica, renal,


pleural, óssea ou ganglionar.

c) Os casos com suspeita de resistência bacteriana às drogas; nestes, deve ser


realizado o teste de sensibilidade.

d) Os casos com suspeita de infecção por microbactérias não-tuberculosas,


notadamente nos doentes HIV positivos ou com Aids, nos quais deverá ser realizada a
tipificação do bacilo.

e) Em pacientes com história de tratamento anterior para tuberculose, com imagens


radiológicas sugestivas, porém com baciloscopia persistentemente negativa; nestes
casos, o objetivo é de afastar a possibilidade de sequela.

105-Durante a leitura da prova tuberculinica, o enfermeiro deve observar o


seguinte aspecto:

a) ( ) fazer a leitura com régua decimetrada da área de endurecimento

b) ( ) interpretar com cautela a prova tuberculinica dos vacinados com BCG até dois
anos

c) ( ) realizar a leitura dos pacientes com história de tuberculose pulmonar 24 horas


após o teste
e) ( ) aplicar a injeção intradérmica da tuberculina nas proximidades da
inserção do deltoide

106-O Pacto pela Vida está constituído por um conjunto de


compromissos sanitários, expressos em objetivos de processos e
resultados de ações prioritárias que incluem entre outros:

a) ( ) reduzir a mortalidade por câncer de útero, pulmão, mama e próstata

b) ( ) reduzir a mortalidade por doenças emergentes e endemias como dengue,


tuberculose e hanseníase

c) ( ) reduzir a mortalidade por complicações decorrentes de diabetes mellitus e


hipertensão arterial

d) ( ) reduzir a mortalidade materna, infantil neonatal, infantil por doença diarreica e


por pneumonias

107- Dentre os fatores de deterioração da saúde das mulheres


trabalhadoras do campo, a exposição aos agrotóxicos, aguda ou crônica,
constitui-se em uma das especificidades relacionadas aos agravos de
saúde dessa população rural. Entre os danos mais comuns, incluem

a) hipertrofia celular e ocorrência de câncer, em especial da tireoide, e distúrbios


do sistema reprodutivo.

b) DST/AIDS, tuberculose e hipertensão arterial.

c) diabetes insípidus, dermatoses e transtornos mentais.

d) hepatite viral, traumas e leucemia.


e) diarreias infecciosas, distúrbios do sono e diabetes mellitus.

108- Atualmente, o transplante de órgãos e tecidos é alternativa


terapêutica segura e eficaz no tratamento de diversas doenças,
determinando melhoria na qualidade e na perspectiva de vida. A
identificação de potenciais doadores é o primeiro passo de todo o
processo de doação e transplante, e provavelmente aquele que traz
maior impacto no número final de doadores de órgãos, uma vez que o
baixo número de notificações é a principal causa da limitada taxa de
doadores e de transplantes no nosso país. A adequada avaliação clínica
e laboratorial do potencial doador de órgãos e tecidos é fundamental
para a obtenção de um enxerto de qualidade, assim como seja evitada a
transmissão de enfermidades infecciosas ou neoplásicas. Assinale a
alternativa em que a doença apresentada NÃO é considerada contra-
indicação absoluta para doação de órgãos.
a) Tumores malignos, com exceção dos carcinomas basocelulares da pele,
carcinoma in situ do colo uterino e tumores primitivos do sistema nervoso central.

b) Sorologia positiva para HIV ou para HTLV I e II

c) Sepse ativa e não controlada, tuberculose em atividade.

d) Hipertensão arterial severa, Sífilis.

109- Assinale a alternativa que contenha as estratégias mínimas de


Gestão Plena da Atenção Básica Ampliada.

a) Controle da hepatite, do câncer de próstata e de eczemas.

b) Controle da tuberculose, eliminação da hanseníase, controle da hipertensão,


controle da Diabetes Melittus, ações de saúde bucal, ações de saúde da criança e ações
de saúde da mulher.

c) Controle da leishmaniose, de glaucoma, eliminação de carcinoma basocelular.


d) Ações de saúde do homem, controle da malária e controle da obesidade.

110- Quanto às contraindicações ao aleitamento materno, é correto


afirmar que

a) mães portadoras do vírus HIV, lactentes com galactosemia, recém-nascido de


mãe portadora de hepatite B que recebeu imunoglobulina logo após o parto.

b) lactentes com galactosemia e mães portadoras de drogas ilícitas, recém-nascido


de mãe portadora de hepatite B que recebeu imunoglobulina logo após o parto.

c) mães portadoras do vírus do HIV, lactentes com galactosemia, recém-nascidos


doentes, mães usuárias de drogas ilícitas.

d) mães com tuberculose em atividade, mães portadoras de Hepatite B, lactente


com refluxo gastroesofágico, mães portadoras do vírus do HIV

e) mães portadoras do vírus do HIV, mães com tuberculose em atividade, lactentes


com galactosemia, usuárias de drogas ilícitas, recém-nascido de mãe portadora de
hepatite B e que não recebeu imunoglobulina logo após o parto.

112- Pacientes que não se curam após tratamento com os esquemas


padronizados pelo Programa Nacional de Controle da Tuberculose
podem ser portadores de bacilos resistentes aos tuberculostáticos. Em
relação a esses pacientes, o Ministério da Saúde (2010) recomend a,
dentre outras indicações, que:
I. a medicação deverá ser ministrada fracionada, em até seis doses e, quando
houver polirresistência, a medicação será administrada em dias alternados.

II. atenção especial deve ser dada ao tratamento dos grupos consid erados
de alto risco de intoxicação, como pessoas com mais de 60 anos, em mau
estado geral e alcoolistas.

III. a rifampicina é o medicamento de escolha para mulheres que utilizam


contraceptivos orais, por ser a única que não interfere na ação do
contraceptivo oral.

IV. o atendimento desses pacientes deverá ser realizado nas unidades de


urgência por equipe multiprofissional especializada, credenciadas ou não
pelas Coordenações Municipais e Estaduais de Tuberculose.

É correto o que consta em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I, II e III, apenas.

e) I, II, III e IV.

113- De acordo com o protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para


adultos vivendo com vírus da imunodeficiência humana (HIV)/Síndrome
da Imudeficiência Adquirida (AIDS), leia as afirmativas e a seguir
assinale a alternativa correta.

I. A infecção pelo HIV é acompanhada por um conjunto de manifestações


clínicas, denominado Síndrome Retroviral Aguda (SRA), que se apresenta
geralmente entre a primeira e terceira semana após a infecção. Os principais
achados clínicos de SRA incluem febre, adenopatia, faringite, exantema,
mialgia e cefaleia.

II. A infecção pelo HIV eleva o risco de desenvolvimento de tuberculose ativa


em indivíduos com tuberculose latente. Recomenda-se a realização da Prova
Tuberculínica anualmente, caso o exame inicial seja < 5mm.

III. Uma das medidas que deve ser sistematicamente realizada na atenção da
pessoa vivendo com HIV, destaca-se o aconselhamento do paciente a reduzir
as situações de risco relacionadas a exposições sexuais desprotegidas,
exceto práticas orais.

IV. Adultos e adolescentes que vivem com HIV não podem receber todas as
vacinas do calendário nacional, mesmo os que não apresentam deficiência
imunológica importante.

a) I,II,III e IV estão corretas.

b) Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.

c) Apenas as afirmativas III e IV estão corretas

d) Apenas as afirmativas I e II estão corretas

114-A hanseníase, o tétano e a tuberculose são algumas das doenças


transmissíveis prevalentes no cenário brasileiro. A respeito das ações de
controle e prevenção dessas doenças analise as afirmativas abaixo,
considerando V para a(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsa(s):

( ) A vacinação das mulheres em idade fértil (10 a 49 anos), gestantes e não


gestantes, é medida essencial para a prevenção do tétano neonatal.

( ) A prova tuberculínica é aplicada por via intradérmica no terço médio da


face anterior do antebraço esquerdo, na dose de 0,1ml.

( ) No tratamento da hanseníase o esquema Multibacilar (MB) é formado por


uma combinação de rifampicina e dapsona.

A sequência correta é:

a)
V – F – V;

b)
F – V – F;

c)
V – V – F;

d)
F – F – V;
e)
V – F – F.

115-Em relação à atividade de controle de contatos dos pacientes co


m tuberculose (TB), analise as afirmativas a seguir.

I. Todos os contatos devem ser convidados a comparecer à unidade de


saúde para serem avaliados. Essa avaliação consiste na realização de
criteriosa anamnese e exame físico.
II. Crianças assintomáticas devem realizar prova tuberculínica e radiografi a
de tórax na primeira consulta.
III. Contatos infectados pelo HIV deverão realizar tratamento para infe cção
latente da TB, independentemente do resultado da prova tuberculí nica.

Assinale:
a)
se somente a afirmativa I estiver correta.

b)
se somente a afirmativa II estiver correta

c)
se somente a afirmativa III estiver correta.

d)
se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.

e)
se todas as afirmativas estiverem corretas.

116- A epidemiologia tem contribuído de forma consistente para a


obtenção de respostas a perguntas e indagações relacionadas a diversos
problemas de saúde, como por exemplo, as doenças cardíacas, as
neoplasias, a tuberculose, o diabetes e os traumas. Quantificar ou medir a
frequência com que os problemas de saúde ocorrem em populações
humanas é um dos objetivos da Epidemiologia. Sendo assim, o conceito
epidemiológico fundamental que expressa o número de casos existentes
de uma doença em um dado momento é a
a)
incidência.

b)
prevalência.

c)
sobrevida.

d)
taxa de mortalidade.

e)
consistência.

119- Quanto maior o número de Unidades Básicas de Saúde (UBS) e de


profissionais capacitados desenvolvendo ações de controle da
tuberculose, mais abrangente será a busca, maior será a detecção de
casos, mais rápido o início do tratamento e mais eficiente a supervisão
do tratamento, o que favorece a cura e a quebra da cadeia de
transmissão.
A opção que apresenta, de forma INADEQUADA, as buscas de casos
que devem ser feitas, principalmente, em todas as categorias sugeridas
é a seguinte:
a) Imunodeprimidos por uso de medicamentos.

b) Sintomáticos respiratórios, isto é, portadores de tosse sem expectoração há,


pelo menos, três semanas.

c) Populações de risco: pessoas privadas de liberdade, asilos, instituições


psiquiátricas, abrigos.

d) Portadores de doenças debilitantes (diabetes, neoplasias).

e) Imunodeprimidos por infecções, como o HIV.

120- Em relação à Biossegurança e ao controle de infecção hospitalar,


coloque V nas afirmativas Verdadeiras e F nas Falsas.

( ) Todos os profissionais de saúde devem estar vacinados, apenas, contra a


hepatite B.
( ) Gotículas geradas por fonte humana têm diâmetro de até 5μ e se
dispersam até um metro de distância, quando se depositam nas superfícies. (
) Protetor respiratório é usado para proteger as vias respiratórias contra
poeiras tóxicas e vapores orgânicos ou químicos. É indicado para entrar em
quarto de isolamento de pacientes com tuberculose pulmonar, sarampo ou
varicela.
Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.
a)
V-F-V

b)
F-V-V

c)
V-F-F

d)
F-F-F

e)
V-V-V

121- Em relação à tuberculose resistente, o trabalho sistematizado dos


profissionais de enfermagem tem o papel fundamental de garantir a
supervisão de todo o tratamento e evitar as intercorrências que
favoreçam o abandono, a recidiva e a falência da doença, assegurando a
adesão dos pacientes e um tratamento bem-sucedido. Acerca desse
assunto, julgue o item subsequente.
Cabe ao enfermeiro orientar e realizar o monitoramento dos profissionais de
saúde ou de pessoas indicadas no preenchimento das informações da ficha de
acompanhamento da tomada diária da medicação.

Certo

Errado

122- Em relação à tuberculose resistente, o trabalho sistematizado dos


profissionais de enfermagem tem o papel fundamental de garantir a
supervisão de todo o tratamento e evitar as intercorrências que
favoreçam o abandono, a recidiva e a falência da doença, assegurando a
adesão dos pacientes e um tratamento bem-sucedido. Acerca desse
assunto, julgue o item subsequente.
De acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde do Ministério da
Saúde, as taxas de cura e de abandono do tratamento pelo doente são iguais,
principalmente nos casos em que um familiar fica responsável por acompanhar
o tratamento do doente na família.

Certo

Errado
123- Paciente de 20 anos, veio com quadro de tosse produtiva há 2
meses, perda ponderal e sudorese noturna. Foi realizada radiografia de
tórax, que evidenciou consolidação em ápice pulmonar direito, e
pesquisa de BAAR do escarro que foi positiva em +++. Após 10 dias do
diagnóstico de tuberculose pulmonar e de tratamento com esquema
RIPE, paciente retorna queixando-se de episódios de sudorese e urina
alaranjada. A principal hipótese diagnóstica nesse momento é

a) Hepatite medicamentosa.

b) Nefrite interticial por rifampicina.

c) efeito benigno da rifampicina.

d) Rabdomiólise por pirazinamida.

124-A Estratégia de Saúde da Família (ESF) vem se apresentando como


um novo modelo de reorientação da AB a partir do trabalho de equipes,
constituídas por profissionais de saúde e Agentes Comunitários de
Saúde (ACS), com a finalidade de executar as ações de promoção,
proteção e recuperação da saúde. Dentro das Ações de Vigilância à
Saúde,compreendendo o planejamento e as tomadas de decisões na
vigilância sanitária eepidemiológica, são consideradas ações
do enfermeiro:

a) Aquelas relacionadas à promoção e prevenção da saúde no meio ambiente,


individual.

b) Vigilância epidemiológica no seu território, busca ativa de casos suspeitos


dedoenças transmissíveis ou agravos à saúde individual e coletiva.

c) Resolutividade total no diagnóstico, tratamento e


acompanhamento de tratamento de hanseníase e tuberculose de usuários da
sua área.

d) Acompanhamento do estado vacinal de cada usuário, intervindo de acordo com


suanecessidade, desconsiderando o calendário vacinal.

e) Elaboração das notificações de doenças e agravos em casos suspeitos, por meio


deboletins de notificação compulsória, seguindo a semana epidemiológicaestabelecida.

125-A vacina Pentavalente, introduzida recentemente no calendário de


vacinação infantil, é indicada para imunização ativa de crianças a partir
de qual idade, e protege contra quais doenças?

a) 1 ano; protege contra difteria, sarampo; rubéola, rotavírus e doenças causadas


por Meningocócico do tipo c.
b) 3 meses protege contra tétano, meningite, sarampo, hepatite B e formas graves
de tuberculose em menores de 5 anos.

c) 6 meses; protege contra tétano, coqueluche, sarampo, poliomielite e doenças


causadas por Meningocócico tipo c.

d) 2 meses; protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e doenças


causadas por Haemophilus influenzae tipo b.

e)4 meses; protege contra sarampo, rubéola, caxumba, poliomielite e doenças


causadas por Haemophilus influenzae tipo b.

126-A contraindicação é entendida como uma condição do usuário a ser


vacinado que aumenta muito o risco de um evento adverso grave ou faz
que o risco de complicações da vacina seja maior do que o risco da
doença contra a qual se deseja proteger. Uma falsa contraindicação:

a) é a ocorrência de hipersensibilidade (reação anafilática) confirmada após o


recebimento da dose anterior.

b) são diagnósticos clínicos prévios de doença, tais como tuberculose, coqueluche,


tétano, difteria, poliomielite, sarampo, caxumba e rubéola.

c) é a história de hipersensibilidade a qualquer componente dos imunobiológicos.

d) são usuários que fazem uso de terapia com corticosteroides (dose


imunossupressora) e devem ser vacinados com intervalo de, pelo menos, três meses
após a suspensão da droga.

127- De acordo com a Portaria n°. 104/2011, fazem parte da Lista de


Notificação Compulsória Imediata, surtos ou agregação de casos ou
óbitos por:

a) Poliomielite; Raiva Humana; Sarampo; Rubéola; Tuberculose.

b) Febre Maculosa; Febre Tifoide; Hanseníase;Tétano; Cólera.

c) Botulismo; Hepatites Virais; Carbúnculo; Dengue; Síndrome da Imunodeficiência


Humana Adquirida.

d) Difteria; Doença Meningocócica; Doença Transmitida por Alimentos (DTA) em


embarcações ou aeronaves; Influenza Humana; Meningites Virais.

e) Febre Amarela; Febre do Nilo Ocidental; Hantavirose; Influenza humana por


novo subtipo; Peste.

128- De acordo com a ANVISA, em atendimento de pacientes que


apresentam doenças transmissíveis, o tipo de precaução baseado no
modo de transmissão e os equipamentos a serem utilizados pelo
profissional de saúde, estão, respectivamente, descritos em:

a) Doença transmissível = caxumba


Precaução = aerossóis
Equipamento de proteção individual = máscara N95

b) Doença transmissível = rubéola


Precaução = gotículas
Equipamento de proteção individual = máscara cirúrgica

c) Doença transmissível = zika


Precaução = contato
Equipamento de proteção individual = avental

d- Doença transmissível = tuberculose


Precaução = padrão
Equipamento de proteção individual = máscara cirúrgica

e- Doença transmissível = febre amarela


Precaução = contato
Equipamento de proteção individual = avental

129- Sobre administração de medicamentos em via subcutânea (SC),


assinale a alternativa correta.

a) O volume indicado para essa via é de 0,5 ml até 3,0 ml


b) Essa via deve ser usada quando o paciente tem doença vascular oclusiva

c) É uma via utilizada com frequência na aplicação de medicamentos em


tratamento de longa duração, em pós-operatórios, e na proflaxia de ocorrências
vasculares obstrutivas

d) Essa via é empregada, sobretudo para fns diagnósticos, quando se testam


alergias ou reação para tuberculose

e) Essa via resulta em pouca absorção sistêmica e produz efeito principalmente


local

130- Considerando as doenças infectocontagiosas e suas respectivas


características, faça a correlação da segunda coluna de acordo com a
primeira:
1- AIDS ( ) Doença viral grave, sem vacina em
nosso país.

2- Raiva ( ) Doença viral diagnosticada pela


diminuição do número de
plaquetas.

3- Ancilostomose ( ) Tipo de verminose que provoca anemia


nos doentes.

4- Hepatite C ( ) É considerada uma das doenças


bacterianas mais antigas.

5- Tuberculose ( ) Complicação de verminose.

6- Meningite bacteriana ( ) Doença extinta no Brasil.

7- Herpes Zoster ( ) Doença viral com apenas um caso de


sobrevivência registrado no
Brasil.

8- Varíola ( ) Doença viral que tem evidenciado

uma constante queda na


prevalência em virtude da descoberta
de novos medicamentos
efetivos.

9- Cisticercose ( ) Doença viral cujo tratamento envolve


medicação específica e
diminuição do estresse.

10- Dengue ( ) Doença bacteriana que permanece


com alta letalidade

A sequência CORRETA é:

a)
4, 3, 10, 9, 7, 2, 5, 8, 1, 6.

b)
3, 6, 4, 9, 2, 5, 8, 10, 1, 7.

c)
4, 10, 3, 5, 9, 8, 2, 1, 7, 6.

d)
3, 4, 9, 2, 5, 8, 10, 1, 7, 6.

e)
3, 10, 4, 9, 2, 5, 8, 1, 7, 6.

131-Em relação à atribuição dos profissionais das Equipes de Saúde da


Família, analise as assertivas e, em seguida, assinale a alternativa que
apresenta a(s) correta(s).

I. É uma atribuição do Enfermeiro supervisionar e coordenar ações para


capacitação dos Agentes Comunitários de Saúde e de auxiliares de
enfermagem, com vistas ao desempenho de sua funções.

II. É uma atribuição do Enfermeiro cadastrar as famílias de sua área de


abrangência juntamente com o Agente Comunitário de Saúde, efetuando o
mapeamento da área de abrangência da Equipe .

III. É atribuição do Auxiliar de Enfermagem realizar busca ativa de casos,


como tuberculose, hanseníase e demais doenças de cunho epidemiológico.

IV. Não consta nas atribuições do médico da Estratégia Saúde da Família


indicar internação hospitalar, assim como verificar e atestar óbito.

a)
Apenas I.

b)
Apenas I, II e III.

c)
Apenas I e IV.

d)
Apenas I e III.

e)
Apenas II e IV.

135-A Organização Mundial de Saúde define Assistência Domiciliar


como “a provisão de serviços de saúde por prestadores formais e
informais com o objetivo de promover, restaurar e manter o conforto, a
função e a saúde das pessoas em um nível máximo, incluindo cuidados
para uma morte digna. Serviços de assistência domiciliar podem ser
classificados nas categorias de preventivos, terapêuticos, reabilitadores,
acompanhamento por longo tempo e cuidados paliativos”. Com relação
à assistência domiciliar, assinale a alternativa correta.

a) Na assistência domiciliar, a equidade está relacionada ao atendimento à saúde


das pessoas de baixa renda, independentemente de vínculo empregatício.

b) A assistência domiciliar não deve ser interrompida pela mesma equipe de


assistência, mesmo que a família mude da área de abrangência.

c) Constitui exemplo de vigilância domiciliar o comparecimento de um profissional


da equipe de saúde à residência para realizar busca ativa de um portador de
tuberculose que abandonou o tratamento.

d) Em caso de óbito domiciliar ocorrido com paciente que era assistido pelo
Programa de Saúde da Família, a declaração de óbito deverá ser preenchida e
assinada por um médico do Instituto Médico Legal.

e) O Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) determina que o técnico de enfermagem


seja o seu responsável técnico, desde que esteja habilitado junto ao COREn.

136- São vantagens do aleitamento materno para mãe e criança o que se


encontra descrito em:

Mãe / Criança

a) Colabora na produção de ocitocina e consequente redução do sangramento


uterino. / Diminui a incidência de cáries e problemas na fala, garantindo melhor
crescimento e desenvolvimento da criança.

b) Reduz o risco de câncer de colo de útero. / Reduz a produção de


vasopressina, prevenindo a hipertensão arterial infantil.

c) Colabora com a estética da mama, pois ajuda a manter a rigidez do músculo


esternoclidomastoídeo. / Evita o aparecimento do refluxo gastroesofágico e
consequente aspiração do alimento ingerido.

d) Colabora com a produção de hormônios paratireoideanos, reduzindo o peso


alcançado na gestação./ Reduz o risco para leucemia mieloide, pois provoca o aumento
dos leucócitos T.

e) Reduz os laços afetivos e o envolvimento do pai e familiares. / Possibilita a


proteção contra a tuberculose, evitando-se a vacinação da BCG.

137- Em relação às doenças transmissíveis, infecciosas e parasitárias,


assinale a alternativa correta.

a) A Sífilis é uma doença sistêmica, infectocontagiosa, transmitida por via sexual e


congênita, causada pelo Treponema pallidum.
b) A janela imunológica é o período de tempo entre a exposição ao vírus até
a sua detecção por marcadores virais ou antivirais. Considera-se adequado
para a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), o período médio de
janela imunológica de 90 dias.

c) A Tuberculose é uma doença infecciosa, que atinge exclusivamente o pulmão. O


tratamento deve ser realizado em nível ambulatorial, porém, quando necessitar de
internação em unidade hospitalar, deverá ser adotada a precaução para transmissão de
gotículas.

d) A Doença Meningocócica é uma infecção bacteriana aguda das meniges, ocorre


geralmente na primeira infância. Durante a internação para tratamento, o paciente deve
permanecer em isolamento do tipo precauções para aerossóis e contato.

138- As precauções aéreas, para o Center of Disease Control and


Prevention (CDC), previnem a disseminação de doenças infeciosas
transmitidas por núcleos de gotículas de 5µm ou menores. Acerca das
precauções aéreas, assinale a alternativa correta.

a) Para a proteção eficaz contra a disseminação de infecções transmitidas pelo ar,


o paciente em isolamento precisa de um quarto com pressão positiva monitorada, com
porta mantida fechada.

b) O ar do quarto onde um paciente com rubéola, por exemplo, estiver deve passar
por 12 trocas por hora, tratando-se de construção nova, e o ar deverá ir diretamente
para fora do prédio ou passar por filtro de ar particulado.

c) Quando o paciente com tuberculose ativa precisa deixar o quarto para realizar
um procedimento, deverá usar máscara cirúrgica, cobrindo o nariz e a boca, pois, assim,
os funcionários, na área em que o receberão, não precisam tomar precauções.

d) No caso de precauções aéreas, os equipamentos semicríticos podem ser


compartilhados entre os pacientes de uma mesma enfermaria, pois o agente infecioso
geralmente é o mesmo.

139-A enfermagem, com seus olhares e saberes, é uma das profissões


indispensáveis no processo do cuidar. Suas ações vão além da
assistência, lidando também com a prevenção de doenças e a promoção
da saúde. Com relação às doenças transmissíveis e às doenças
sexualmente transmissíveis (DSTs), assinale a alternativa correta.

a) A vacina contra o papilomavírus humano (HPV) foi introduzida no calendário de


vacinação de 2016 para os meninos adolescentes após resultados de ensaios clínicos.

b) A escabiose é uma parasitose da pele causada por um ácaro (Sarcoptes scabiei)


e tem como período de incubação de um dia a catorze semanas.

c) Na fase bacilífera da tuberculose, uma das medidas de biossegurança que o


profissional de enfermagem deve usar é a máscara cirúrgica.

d) A precaução de contato é indicada para a rubéola devido a sua


transmissibilidade ocorrer por meio de secreções das lesões na pele.
e) O contágio da gonorreia ocorre por meio da bactéria gonococo, provocando
inflamação da uretra, podendo atingir outros órgãos, e desencadeando complicações,
como artrite, meningite e problemas cardíacos.

140-A infecção hospitalar, principalmente a causada por bactérias


multirresistentes, é um problema que vem crescendo diariamente. Sua
prevenção e controle exigem um Sistema de Controle de Infecção
Hospitalar equipado, atuante e competente, capaz de planejar e
implantar as medidas adequadas a cada situação. Quanto às precauções
e medidas de isolamento, assinale a alternativa correta.

a) Precauções Padrão – Devem ser estendidas a todos os pacientes internados,


independente do diagnóstico.

b) Precauções Contato - Indicadas para doenças transmitidas por partículas < 5µ


dispersas pelo ar em longas distâncias e por período prolongado, sendo alguns
exemplos os casos de tuberculose, sarampo e varicela.

c) Precauções Gotículas – Evita a transmissão de infecções cuja a


transmissão ocorre por meio de contato direto ou indireto, como a infecção
ou colonização por bactérias multirresistentes.

d) Precauções Aéreas – Indicadas para doenças transmitidas por “droplets”,


perdigotos e/ou gotículas (partículas > 5µ) expelidos na tosse, conversa, espirros, etc,
sendo alguns exemplos os casos de meningite, coqueluche e rubeola.

e) Precauções Expandidas – Devem ser estendidas a todos os pacientes


internados, independente do diagnóstico, substituindo as precauções-padrão.

141-O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem aborda aspectos


que direcionam a atuação desses profissionais frente a ações de preparo
e administração de medicamentos. (COREN-MG, 2003).

A administração de medicações é uma das funções mais frequentes da equipe


de enfermagem quando se trabalha com a assistência direta ao paciente.

A esse respeito, analise as seguintes afirmativas relacionadas às vias de


administração e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) A via oral, por ser extremamente simples, econômica e segura, não


apresenta outras contraindicações, a não ser quando se quer efeito imed iato
da droga.

( ) A via intradérmica é empregada sobretudo para fins diagnósticos, quando


se testam alergias ou reação para tuberculose e, ainda, para realização de
vacina BCG.
( ) Para a realização correta da técnica da administração de medicação por
via intramuscular, deve-se aspirar após a introdução da agulha no músculo
para verificação da presença de sangue.

( ) O efeito medicamentoso da droga é imediato quando se usa a via


endovenosa e, por isso, é a via de escolha em casos de emergência.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência de letras CORRETA.

a) (V) (F) (V) (F)

b) (V) (V) (F) (F)

c) (F) (F) (F) (V)

d) (F) (V) (V) (V)

142- Em relação às medidas de biossegurança, leia as frases e a seguir


assinale a alternativa que corresponde a resposta correta:

I- Lavar as mãos imediatamente após a retirada das luvas evita a


transferência de microorganismos a outros pacientes e materiais.
II- A máscara cirúrgica e o óculos de proteção são utilizados em
procedimentos e servem para proteger as mucosas dos olhos, nariz e boca de
respingos (gotículas) gerados pela fala, tosse ou espirro de pacientes ou
durante atividades de assistência e de apoio. Estas gotículas geradas por
fonte humana têm diâmetro de até 5μ e se dispersam até um metro de
distância quando se depositam nas superfícies. Elas podem ser de sangue,
fluídos corporais, secreções, excreções ou líquidos contaminados como
aquelas geradas durante a lavagem de materiais contaminados.
III- Para pacientes portadores de Tuberculose Pulmonar, em ambiente
hospitalar, os profissionais de saúde devem utilizar máscara N95 ao entrar no
quarto.
a) Apenas a frase I está correta.

b) Apenas as frases I e II estão corretas.

c) Apenas a frase II está correta.

d) As frases I,II e III estão corretas.


143- Considerando a Portaria nº 648, de 28 de março de 2006, do
Ministério da Saúde, julgue as afirmativas abaixo, colocando V para as
que forem VERDADEIRAS e F para as FALSAS.

( ) A Atenção Básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no


âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da
saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a
manutenção da saúde.
( ) Visando à operacionalização da Atenção Básica, definem-se como áreas
estratégicas para atuação em território estadual a eliminação da hanseníase,
o controle da tuberculose, o controle da hipertensão arterial, o controle do
diabetes mellitus, a eliminação da desnutrição infantil, a saúde da criança, a
saúde da mulher, a saúde do idoso, a saúde bucal e a promoção da saúde. (
) Para a Unidade Básica de Saúde (UBS) com Saúde da Família em grandes
centros urbanos, recomenda-se o parâmetro de uma UBS para até 30 mil
habitantes, sendo localizada dentro do território pelo qual tem
responsabilidade sanitária, garantindo os princípios da Atenção Básica.

A sequência CORRETA de respostas, de cima para baixo, é:


a) V-V-V.

b)
V-F-V.

c)
F-F-F.

d)
V-F-F.

e)
F-V-V.

144-O PNI - Programa Nacional de Imunizações - organiza toda a política


nacional de vacinação da população brasileira e é considerada uma das
principais e mais relevantes intervenções em saúde pública no Brasil.
Sobre o assunto, é correto afirmar que:

a) As vacinas são recursos usados na prevenção de doenças, constituídos de


antígenos mortos ou enfraquecidos (ou fragmentos de antígenos) que, uma vez no
organismo, estipulam a produção de anticorpos.

b) No final de 2015 e início de 2016 foram publicadas mudanças na administração


de algumas vacinas, a saber: alteradas doses de reforço para vacinas infantis contra
meningite que eram quatro doses, passando a três doses e pneumonia que eram três
passando a duas doses.
c) Pacientes em terapia com corticosteroides devem ser vacinados com intervalo
de, pelo menos, 15 dias após a suspensão da droga.

d) As vacinas contra sarampo, caxumba, rubéola, varicela, febre amarela, rotavírus


e poliomielite (oral) são exemplos de conjugadas. Já as vacinas BCG (contra
tuberculose) e contra a febre tifoide (oral) são atenuadas virais.

e) Mulheres entre 9 e 26 anos que vivem com HIV devem receber o esquema de
três doses da vacina HPV.

145-No ambulatório de atenção primária, o enfermeiro João de Paula


atende Maria José da Silva, de 50 anos de idade, casada, 4 filhos, que
refere quadro de febre vespertina baixa, sudorese, inapetência,
emagrecimento, dor torácica e tosse hemoptoica, há cerca de três
semanas. A coleta de dados na primeira etapa da consulta de
enfermagem deve incluir entrevista e exame físico, com especial atenção
para as seguintes possibilidades:

a) o conjunto de sintomas da paciente é sugestivo da influenza humana; a


entrevista deve buscar informações epidemiológicas e o exame físico deve atentar para
os sinais da síndrome respiratória aguda e grave – SRAG.

b) a paciente pode estar acometida por tuberculose, na forma pulmonar; a


entrevista deve considerar os aspectos clínicos, epidemiológicos e psicossociais, e o
exame físico deve pesquisar principalmente o aparelho respiratório.

c) o quadro de D. Maria José sugere uma pneumonia incipiente; a entrevista deve


verificar a exposição a fumo e poluentes, e o exame físico deve avaliar o estado geral e
buscar identificar sinais de infecção respiratória, como dispneia.

d) o quadro clínico deve ser investigado quanto a possível infecção pelo


bacilo da difteria; a entrevista deve investigar possíveis contatos, e o exame
físico deve focar a mucosa oral e a região da faringe, em busca de placas
branco- acinzentadas.

e) o quadro clínico é sugestivo de doença meningocócica bacteriana; a entrevista


deve investigar possíveis comunicantes, e o exame físico deve buscar sinais de rigidez
na nuca.

146-A avaliação de risco de agentes biológicos considera critérios que


permitem o reconhecimento, a identificação e a probabilidade do dano
decorrente destes, estabelecendo a sua classificação em classes de
risco distintas de acordo com a severidade dos danos. Os agentes
biológicos que afetam o homem, os animais e as plantas são distribuídos
em classes de risco assim definidas:

Classe de risco 1 (baixo risco individual e para a comunidade): inclui os


agentes biológicos conhecidos por não causarem doenças no homem ou nos
animais adultos sadios.
Classe de risco 2 (moderado risco individual e limitado risco para a
comunidade): inclui os agentes biológicos que provocam infecções no homem
ou nos animais, cujo potencial de propagação na comunidade e de
disseminação no meio ambiente é limitado, e para os quais existem medidas
terapêuticas e profiláticas eficazes.

Classe de risco 3 (alto risco individual e moderado risco para a comunidade):


inclui os agentes biológicos que possuem capacidade de transmissão por via
respiratória e que causam patologias humanas ou animais, potencialmente
letais, para as quais existem usualmente medidas de tratamento e/ou de
prevenção. Representam risco se disseminados na comunidade e no meio
ambiente, podendo se propagar de pessoa a pessoa.

Classe de risco 4 (alto risco individual e para a comunidade): inclui os agentes


biológicos com grande poder de transmissibilidade por via respiratória ou de
transmissão desconhecida. Até o momento não há nenhuma medida profilática
ou terapêutica eficaz contra infecções ocasionadas por estes. Causam
doenças humanas e animais de alta gravidade, com alta capacidade de
disseminação na comunidade e no meio ambiente.

Segundo essa distribuição, um paciente diagnosticado com tubercu lose se


enquadra em qual classe de risco?

147-As principais características do processo de transmissão da


Influenza Pandêmica (Vírus HInI) são:

a) Baixa transmissibilidade em relação à influenza A, maior gravidade entre os


idosos, crianças, imunodeprimidos, cardiopatas e pneumopatas; média variação
antigênica do vírus da influenza pandêmica e circulação dos vírus apenas entre aves
domésticas, como uma zoonose.

b) Alta transmissibilidade em relação à influenza A, maior gravidade entre os


idosos, crianças, imunodeprimidos, cardiopatas e pneumopatas; rápida variação
antigênica do vírus da influenza pandêmica; circulação dos vírus entre alguns animais
selvagens e domésticos, constituindo-se, assim, como uma zoonose.

c) Média transmissibilidade em relação à influenza A, maior gravidade entre os


idosos e as crianças, além de outros portadores de doenças como diabetes, hipertensão
arterial e tuberculose; além da média variação antigênica do vírus da influenza
pandêmica e circulação dos vírus apenas entre aves domésticas, como uma zoonose.

d) Alta transmissibilidade em relação à influenza A, média gravidade entre os


idosos; média gravidade entre portadores de diabetes e hipertensão e imunodeprimidos
como os portadores do HIV/AIDS; variação antigênica do vírus da influenza pandêmica e
circulação dos vírus apenas entre aves domésticas, como uma zoonose.

e) Média transmissibilidade em relação ao contágio populacional; maior virulência


em relação à gripe comum e é causa de preocupação entre estudiosos no assunto
devido à falta de informações populacionais.

149- Os efeitos adversos dos principais fármacos antituberculose são


classificados em menores e maiores. Dentre os maiores, que implicam
interrupção ou alteração do tratamento preconizado, constam, dentre
outros,

a) náusea, dor articular e prurido.

b) crise convulsiva, hipoacusia e vertigem.

c)
exantema leve, urina avermelhada e euforia.

d)
cefaleia, ansiedade e dor abdominal.

e)
vômito, insônia e suor avermelhado.

150- Na leitura da prova tuberculínica o resultado foi de 7 mm. Este


resultado classifica o cliente como

a) não reator.

b) reator médio.

c)
reator fraco.

d)
reator médio alto.

e)
reator forte.

151- No Brasil, a prova tuberculínica é aplicada por via intradérmica no


terço médio da face anterior do antebraço esquerdo, na dose de:

a)
0,5 ml

b)
0,2 ml

c)
0,1 ml

d)
1,0 ml
e)0,3 ml

152- Um paciente de 40 anos dá entrada no pronto atendimento com


queixas de tosse seca e persistente, mal-estar e febre. Relata perda de
peso, calafrios e sudorese no mês anterior. A radiografia do tórax
mostrou infiltrados difusos nos pulmões. A amostra do escarro do
paciente foi submetida a culturas bacterianas, fúngicas e
micobacterianas. Os resultados de todas as culturas foram negativos
após dois dias de incubação, entretanto a incubação por uma semana
adicional trouxe resultados positivos para qual dos microrganismos a
seguir?

a) Streptococus pneumoniae.

b) Haemophyllus influenzae.

c) Mycobacterium tuberculosis.

d) Neisseria meningitidis.

e) Treponema pallidum.

154-A Secretaria de Vigilância em Saúde MS (2013) estabelece as


diferenças programáticas da TB e HIV/AIDS, segundo a cultura, o
conceito e os valores de cada um deles, baseando-se nas características
específicas dos mesmos. As respectivas características para AIDS e TB,
constam em

a) Característica para AIDS - Grupos de adesão Característica para TB -


Tratamento supervisionado

b) Característica para AIDS - Execução de protocolos Característica para TB -


Aconselhamento

c) Característica para AIDS - Busca ativa Característica para TB - Busca


consentida

d) Característica para AIDS - Abordagem por linhas de esquema Característica


para TB - Individualização do tratamento

e) Característica para AIDS - Descentralização Característica para TB -Serviços


especializados
155-A quimioprofilaxia de recém-nascidos coabitantes de foco
tuberculoso ativo è realizada com o seguinte medicamento:

a) ( ) rifampicína

b) ( ) isomiazida

c) ( ) pirazinamida

d) ( ) etambutol
Gabarito tuberculose
1-A 2-B 3-A 4-C 5-C 6-B 7-C 8-D 9-A 10-B 11-
C 12-A13-C 14-D 15-B 16-A 17-D 18-C 19-A 21-
A 22-B 23-C 24-E 25-A 26-E 27-C 28-A 29-D
30-E 31-C 32-A 33-B 34-A 35-E 36-C 37-C 38-
E 39-C 40-B 41-B 42-E 43-A 44-C 45-D 46-D
47-C 48-C 49-C 50-B 51-B 52-B 53-E 54-B 55-
A 56-B 57-A 58-C 59-E 60-C 62-A 63-D 64-C
65-A 66-D 67-A 68-A 69-D 70-C 71-B 72-D 73-
B 74-E 75- A 76-A 77-B 78-A 79-E 80-E 81-B
82-D 83-E 84-E 85-C 86-E 87-C 88-E 89-E 90-C
91-E 92-C 93-E 94-B 96-C 97-B 98-C 99-E 100-
E 101-A 102-B 103-E 104-A 105-B 106-D 107-
A 108-D 109-B 110-E 112-B 113-D 114-C 115-
E 116-B 118-C 119-B 120-B 121-C 122-E 123-
C 124-B 125-D 126-B 127-D 128-B 129-C 130-
C 131-D 135-C 136-A 137-A 138-B 139-E 140-
A 141-D 142-D 143-D 144-E 145-B 146-C 147-
B 148-E 149-B 150-C 151-C 152-C 153-E 154-
A 155-B
QUESTÕES DIABETES
1-Considerando-se a relevância do Diabetes Mellitus Gestacional (DMG),
tanto por sua prevalência como pelas consequências para o binômio
materno-fetal, analise as afirmativas abaixo e coloque V nas Verdadeiras e
F nas Falsas.

( ) Em situações de viabilidade financeira e/ou disponibilidade técnica


parcial, todas as gestantes devem realizar a glicemia de jejum no início do
pré-natal para diagnóstico de Diabetes Mellitus Gestacional. O ideal é que
esse exame apresente valores inferiores a 95mg/dL.
( ) Recomenda-se o diagnóstico universal, independentemente da ausência
ou presença dos indicadores que estejam associados com maior risco de
hiperglicemia na gravidez.
( ) Caso o resultado da glicemia de jejum apresente valor normal no
primeiro trimestre de gestação, deve-se repetir o exame com 30 semanas
de gestação, para que sejam identificados os casos de Diabetes Mellitus
Gestacional.
( ) O valor de referência para o diagnóstico de Diabetes Mellitus
Gestacional, a partir da glicemia de jejum, é de 92 mg/dL, ou seja,
independentemente da idade gestacional em que tenha sido realizado o
exame, se o resultado foi igual ou acima deste, será confirmado o
diagnóstico.
( )O teste recomendado por apresentar a melhor
sensibilidade/especificidade para o diagnóstico de Diabetes Mellitus
Gestacional é a glicemia pós-prandial.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.


a)V-V-F-V-V
b)F-F-F-V-V
c)V-F-V-F-V
d)F-V-F-V-F
e)V-V-F-V-F
2-O diabetes é um grupo de doenças metabólicas caracterizado por níveis
aumentados de glicose no sangue, em decorrência de defeitos na
secreção ou na ação da insulina, ou em ambas. Após a ingestão de uma
refeição, a secreção de insulina aumenta e induz o movimento da glicose
do sangue para o músculo, o fígado e as células adiposas. Nas células, a
insulina exerce as seguintes funções, EXCETO:
a)Transporta e metaboliza a glicose para a produção de energia.
b)Sinaliza ao fígado para interromper a liberação de glicose.
c)Intensifica o armazenamento de lipídios dietéticos no tecido adiposo.
d) Estimula a degradação da glicose armazenada, da proteína e dos
lipídios.
e)Acelera o transporte de aminoácidos(derivados da proteína da dieta)
para dentro das células.
3-Segundo o Manual do pé diabético do Ministério da Saúde (2016), a
medida de maior impacto para a saúde da pessoa com Diabetes
Mellitus (DM) é:
a)Cessação do tabagismo.
b)Exames e cuidados com o pé diabético.
c)Controle da pressão arterial.
d)Tratamento com metformina.
e)Controle glicêmico.
4-A hipoglicemia e a hiperglicemia no adulto são alterações
metabólicas que possuem características distintas.

Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) em


relação ao assunto.

( ) Hipoglicemia é a diminuição dos níveis glicêmicos para valores abaixo de


70 mg/dL, mas os sintomas clínicos usualmente ocorrem quando a glicose
plasmática é menor que 60 mg/dl a 50 mg/dl.
( ) Fome, tontura, fraqueza, dor de cabeça, confusão, coma e convulsão
são sintomas neuroglicopênicos da hiperglicemia.
( ) A queda da glicemia leva a manifestações de liberação do sistema
simpático como sudorese, taquicardia, apreensão e tremor.
( ) A hiperglicemia pode ser causada pelo excesso de alimentação, carência
de exercícios físicos ou stress motivado por uma doença.
( ) A hipoglicemia matinal pode ser decorrente do chamado ‘fenômeno do
alvorecer’, em que hormônios contrarreguladores da madrugada reduzem a
liberação de glicose.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.


a)V • F • V • V • V
b)F • V • F • V • F
c)V • F • V • V • F
d)F • F • V • V • F
e)V • F • V • F • V
5-O pé diabético é uma das mais frequentes complicações do Diabetes
mellitus. Desta forma, torna-se imprescindível o exame periódico dos pés
a fim de propiciar a identificação precoce e o tratamento oportuno das
alterações encontradas, possibilitando, assim, a prevenção de um
número expressivo de complicações do pé diabético. Uma das estratégias
utilizadas também para este fim é a promoção do autocuidado. Acerca
das orientações para o autocuidado do pé diabético, analise as
alternativas a seguir.
I. Exercite-se regularmente.
II. As unhas devem estar lixadas até o limite dos dedos e suas bordas
devem ficar retas.
III. Aplique compressas quentes diariamente nos pés para estimular a
circulação.
IV. Após a lavagem dos pés, seque-os deixando-os levemente úmidos entre
os dedos para evitar rachaduras.
V. Esteja atento ao aparecimento de calos e sempre que aparecerem use
algum agente químico para removê-los, evitando objetos pontiagudos.
Estão corretas apenas as alternativas
a) I e II.
b) II e V.
c)III, IV e V.
d) I, II, III e IV.
6-Paciente de 55 anos deu entrada na emergência inconsciente,
apresentando respiração ruidosa e trabalhosa com amplas e rápidas
inspirações interrompidas por curtos períodos de apneia, após os quais
ocorrem expirações súbitas seguidas novamente de pequenas pausas de
apneia. Esse tipo de respiração é típico de pacientes com:
a)comprometimento do encefalo.
b)insuficiência cardíaca.
c)cetoacidose diabética.
d)acidente vascular cerebral.
e)traumatismo cranioencefálico.
7-Sobre o cuidado com o paciente com Diabetes Mellitus tipo 2, no
Sistema Único de Saúde, assinale a alternativa correta.
a)Quando indicado o tratamento medicamentoso, recomenda-se iniciar a
metformina em doses de 850mg duas vezes ao dia.
b)A maioria das pessoas que atingiram o controle glicêmico com
monoterapia não irão necessitar de associação de outra medicação dentro dos
próximos dez anos.
c)Casos de hiperglicemia severa (>300mg/dl) podem se beneficiar de
insulina NPH já no início do tratamento.
d)Não há contraindicação para o uso de metformina em pacientes com
insuficiência renal pronunciada.
e)Pessoa com DM diagnosticado com controle metabólico inadequado e
internações por complicações agudas nos últimos 12 meses são estratificadas
como risco moderado.
8-Úlceras dos pés e amputações nos membros inferiores são principais
responsáveis pela morbidade e gastos relacionados às complicações do
diabetes. NÃO é indicada para prevenção de lesão de pé diabético a
seguinte assistência de enfermagem:
a)Cortar as unhas em formato redondo, limpar o pé com água corrente,
depois deixar de molho e enxugar a pele sem causar atrito.
b)Ter noção do estágio do desenvolvimento clínico do diabetes.
c)Avaliar os calçados dos pacientes.
d)Ter definição do comprometimento vascular e neurológico dos pés.
9-Quanto às complicações renais e cardiovasculares associadas
ao Diabetes Mellitus, assinale a afirmativa INCORRETA.
a)A coexistência de diabetes e hipertensão, no mínimo, duplica o risco de
eventos cardiovasculares.
b)A doença cardiovascular é cerca de duas a quatro vezes mais comum na
população diabética, sendo responsável por aproximadamente metade das
mortes relacionadas ao diabetes.
c)A nefropatia diabética é a principal causa de doença renal terminal em
países de primeiro mundo, acometendo cerca de 35% dos diabéticos do tipo 1
e 10% a 40% dos pacientes diabéticos tipo 2.
d)Os pacientes diabéticos, devido à possibilidade de hipotensão postural
secundária à disautonomia, devem ter a pressão arterial medida, após no
mínimo 30 minutos de repouso em três posições diferentes.
10-As urgências endocrinológicas são vistas com frequência no pronto
atendimento e devem ser diagnosticadas de forma rápida e precisa. Em
relação a esse tema, analise as afirmativas.

I - A Cetoacidose Diabética (CAD) e o Estado Hiperglicêmico (EHH) são


complicações hiperglicêmicas e importantes causas de morte em pacientes
diabéticos.
II - Na CAD, a maior característica é a alcalose metabólica com a glicemia
geralmente menor que 800 mg/dL.
III - No EHH, há pouca ou nenhuma acidose, com glicemia frequentemente
maior que 1000 mg/dL, associada com alta osmolaridade plasmática (380
osmol/kg) e alterações neurológicas.
IV - Os fatores de risco menos importantes para o desenvolvimento da CAD
e o EHH são as infecções e a descontinuidade do uso correto da insulina,
sendo a miocardiopatia e a infecção do trato gastrointestinal comuns.

Estão corretas as afirmativas


a)II e III.
b)I e IV.
c)I e III.
d)II e IV.
11-Em relação ao manejo do controle glicêmico no ambiente
hospitalar, analise as afirmativas a seguir.

I - Os horários adequados para a verificação do nível de glicemia, o


consumo de alimentos e a dose de insulina são cruciais para o controle
glicêmico e evitar a hiperglicemia.
II - No ambiente hospitalar, prefere-se a utilização de agentes antidiabéticos
orais à insulina, para minimizar o risco de lesões cutâneas e infecção,
quando se utiliza a via subcutânea.
III - A equipe de enfermagem deve estar atenta aos níveis glicêmicos do
paciente, a fim de alcançar as metas glicêmicas estabelecidas pela
Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), que é de 100 a 180 mg/dL.
IV - De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), as medidas
de combate ao tabagismo auxiliam no controle do diabetes e na prevenção
de doenças cardiovasculares.

Está correto o que se afirma em


a)I e IV, apenas
b)I, III e IV, apenas.
c)II, III e IV, apenas.
d)I e II, apenas.
12-Sobre o teste de sensibilidade com monoflamento de 10g realizado
em paciente diabético, assinale a alternativa correta.
a)Recomenda-se que quatro regiões sejam pesquisadas: hálux (superfície
plantar da falange distal) e as 1º, 3º e 5º cabeças dos metatarsos de cada pé,
determinando uma sensibilidade de 90% e especifidade de 80%
b)A perda da sensação de pressão usando o monofilamento de 10 g é
pouco preditiva de ulceração futura
c)Qualquer área sensível indica perda da sensibilidade protetora (PSP)
d)O filamento é aplicado sobre a pele perpendicularmente, produzindo uma
curvatura no fio. Essa curvatura deve encostar-se à pele da pessoa, para
produzir estímulo extra. Áreas com calosidades também devem ser avaliadas
e)Mesmo que o filamento escorregue na pele no momento do toque, deve
ser considerado a resposta e não há necessidade de repetir o teste no mesmo
ponto
13-Sobre hipoglicemiantes orais e insulina, assinale a alternativa
correta.
a)No cuidado com o preparo e associação de insulinas, deve-se aspirar
primeiro a insulina de ação rápida ou ultrarrápida, que tem aspecto límpido e
transparente; em seguida, aspirar a insulina de ação intermediária (NPH) que
tem aspecto turvo, leitoso
b)Os hipoglicemiantes orais são derivados da insulina, mostram-se
ineficientes no tratamento de diabetes em adultos
c)Os hipoglicemiantes orais têm efeito satisfatório em jovens ou na
vigência de quadro infeccioso
d)Preferencialmente, guardar o frasco de insulina em geladeira (0 a 10o C),
podendo ser congelada
e)O tempo de ação da insulina intermediária no organismo é: início 10 a 20
minutos; pico 1 a 3 horas; e duração de 4 a 5 horas
14-O preparo e aplicação da insulina em pacientes diabéticos requer
alguns cuidados. Sobre este assunto, analise as afirmativas abaixo, dê
valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) e assinale a alternativa que apresenta
a sequência correta de cima para baixo.
( ) O frasco de insulina deve ser rolado gentilmente entre as mãos para
misturá-la, antes de aspirar seu conteúdo.
( ) Em caso de combinação de dois tipos de insulina, aspirar antes a
insulina de ação curta (regular) para que o frasco não se contamine com a
insulina de ação intermediária (NPH).
( ) Deve-se sempre limpar o local de aplicação com álcool.
( ) O local deve ser pinçado levemente entre dois dedos e a agulha deve ser
introduzida completamente, em ângulo de 90 graus.
a)V, F, V, V
b)V, V, F, V
c)V, V, V, V
d)V, F, F, V
e)F, V, V, F
15-Na consulta de enfermagem, baseado no protocolo do fluxograma da
linha do cuidado, para o atendimento de pacientes com diabetes
assintomático, com glicemia capilar de jejum = 110 mg/dl, o enfermeiro
deve
a)aplicar 10 unidades de insulina simples por via subcutânea.
b)encaminhar os pacientes para consulta médica, após a verificação da
adesão ao tratamento.
c)administrar 1 comprimido de metformina.
d)encaminhar o paciente para consulta médica após aplicar 5 unidades de
insulina NPH.
e)administrar 200 mg de Sulfoniluréia.
16-O Diabetes atinge a mulher grávida e todas as faixas etárias, sem
qualquer distinção de raça, sexo ou condições socioeconômicas,
apresentando prevalência, na população adulta, de 7,6% (BRASIL, 2001).
Em vista disso, é importante diagnosticá-lo precocemente e investir na
prevenção desta patologia. Em relação ao Diabetes mellitus, assinale a
alternativa INCORRETA:
a)O Diabetes mellitus tipo II apresenta forte componente hereditário.
b)O Diabetes mellitus tipo II sempre é caracterizado pelos sintomas
clássicos de hiperglicemia: poliúria, polidipsia, polifagia e emagrecimento.
c)O Diabetes mellitus tipo I apresenta maior incidência em crianças,
adolescentes e adultos jovens.
d)A glicemia capilar pode ser utilizada para rastreamento de Diabetes
mellitus, devendo-se confirmar o diagnóstico com glicemia plasmática.
e)O rastreamento do Diabetes mellitus Gestacional é realizado entre a 24ª
e a 28ª semanas de gravidez.
17-Sobre a conservação da insulina, segundo a Sociedade Brasileira de
Diabetes, analise as sentenças abaixo e assinale a alternativa correta.
I. Os fabricantes recomendam guardar a caneta recarregável em geladeira.
II. O frasco lacrado de insulina deve ser conservado sob refrigeração, entre
2ºC e 8ºC.
III. O frasco de insulina em uso poderá ser conservado em temperatura
ambiente de no máximo 30ºC.
a)I, II e III são corretas
b)Apenas II é correta
c)Apenas II e III são corretas
d)I, II e III são incorretas
e)Apenas I é correta
18-O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crônica não transmissível de
alta prevalência no Brasil e cujos fatores de risco e complicações
relacionadas impactam diretamente a saúde da população e serviços da
rede de atenção à saúde. Uma manifestação clínica comum é neuropatia e
para sua identificação o enfermeiro deve realizar:
I. exame clínico dos pés;
II. teste de sensibilidade protetora e dolorosa;
III. teste de sensibilidade vibratória;
IV. teste de sensibilidade tátil e térmica.
Dos itens, verifica-se que está(ao) correto(s)

a) I, II, III e IV.


b)II, III e IV apenas.
c) III e IV, apenas.
d)I e II, apenas.
e)I, apenas.
19-Os níveis de prevenção visam diminuir a morbidade e mortalidade de
diversas doenças, inclusive das crônicas e degenerativas.
Assim, pacientes portadores de diabetes melitus tipo II em tratamento com
insulinoterapia, que recebem cuidados referentes à prevenção e
reabilitação do pé diabético, caracterizam uma prevenção:
a)Primordial.
b)Primária.
c)Secundária.
d)Terciária.
e)Fundamental.
20-O enfermeiro do setor foi chamado para avaliar o grau de infecção
no pé de um paciente diabético. Depois da avaliação, ele a classificou
como sendo uma infecção leve. Sendo assim, o enfermeiro encontrou
qual situação?
a)Úlcera sem exsudato purulento.
b)Envolvimento de músculo, tendão, articulação ou osso.
c)Abscesso de tecidos profundos.
d)Celulite ultrapassando 2 cm do bordo da úlcera.
e)Infecção limitada à pele ou aos tecidos subcutâneos superficiais.
21-O enfermeiro, durante uma avaliação no pé de um paciente diabético,
teve como conduta orientar o paciente quanto ao uso de hidratante
comum após o banho, sempre cuidando para poupar os espaços
interdigitais, a fim de evitar o aparecimento de micoses. Essa conduta se
refere ao quadro de
a)xerodermia.
b)calosidades.
c)mácula.
d)exantema.
e)edema angioneurótico.
22-Julgue o próximo item, relativo à assistência de enfermagem a
pacientes com alterações das funções cardiovascular e circulatória.
O tratamento e acompanhamento de jovens portadores de diabetes melito
do tipo 2 pode ser realizado mediante a administração de metformina
como fármaco de primeira escolha, associada a um programa de
modificação de estilo de vida, como orientação nutricional e atividade
física.
 Certo
 Errado
23-A programação do atendimento para tratamento e acompanhamento
das pessoas com Diabetes Mellitus na Atenção Básica deverá ser
realizada de acordo com as necessidades gerais, previstas no cuidado
integral e longitudinal do diabetes, incluindo o apoio para mudança de
estilo de vida (MEV), o controle metabólico e a prevenção das
complicações crônicas. Sobre o assunto é correto afirmar que:
a)Recomenda-se que a consulta de rastreamento para a população-alvo,
definida pelo serviço de saúde, seja realizada pelo médico da UBS,
encaminhando para o enfermeiro em um segundo momento, a fim de confirmar
o diagnóstico dos casos suspeitos.
b)Existem três tipos de exames que podem ser utilizados no diagnóstico do
DM: glicemia casual, glicemia de jejum, teste de tolerância à glicose com
sobrecarga de 175 g em duas horas (TTG) e, em raros casos, hemoglobina
glicada (hba1c).
c)A consulta de enfermagem para o acompanhamento da pessoa com
diagnóstico de DM pode ser realizada por meio da aplicação da Sistematização
da Assistência de Enfermagem (SAE) e possui seis etapas inter-relacionadas
entre si: histórico, exame físico, diagnóstico das necessidades de cuidado,
planejamento da assistência, implementação da assistência e avaliação do
processo de cuidado.
d)É recomendada a monitorização da glicemia capilar apenas uma vez ao
dia a todas as pessoas com DM tipo 1 ou tipo 2 em uso de insulina em doses
múltiplas.
e)Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela redução da glicose
no sangue (hipoglicemia).
24-Diante de um paciente que apresente úlcera diabética em membro
inferior, durante seu atendimento é primordial que se defina o tipo de
lesão para que a melhor terapêutica seja estabelecida. Dessa forma, pode-
se classificar a úlcera diabética de três maneiras: neuropárica, isquêmica
ou mista. Quanto a característica do pé dos indivíduos com úlcera
diabética, levando em consideração as etiologias neuropáticas e
isquêmicas no diabetes mellitus, assinale a afirmativa incorreta.
a)Quanto à coloração, nas de origem isquêmicas, apresentam-se pálidos
ou cianóticos, rubor quando pendente em casos de grande comprometimento.
b)Quanto à pele, a etiologia isquêmica faz com que a pele fique seca, com
fissuras ou calosidades plantares.
c)A temperatura está diminuída nas de origem isquêmica.
d)A sensibilidade está diminuída ou ausente nas úlceras de origem
neuropática.
e)Os pulsos estão presentes nas úlceras, quando de origem neuropáticas.
25-Um adulto jovem, portador de diabetes, num atendimento de
emergência, informou ter tomado insulina acima da dose prescrita.
Qual sinal ou sintoma corresponde à reação ou choque hipoglicêmico?
a)Poliúria
b)Polidipsia
c)Dor abdominal
d)Hálito cetônico
e)Formigamento nas extremidades
26-No dia 07 de abril é comemorado o Dia Mundial da Saúde e o diabetes
foi escolhido como tema em 2016. De acordo com um panorama
apresentado no dia 07/04/2016 pela Representação da Organização Pan-
Americana da Saúde no Brasil, “o número de pessoas vivendo com
diabetes quase quadruplicou em 24 anos”. Para prevenir mortes e
complicações causadas por essa doença é necessário disponibilizar
serviços de saúde acessíveis com equipamentos para o diagnóstico e
monitoramento, além de outras medidas. Como é sabido, o diagnóstico
de diabetes baseia-se na detecção da hiperglicemia. Quando o paciente
requer diagnóstico imediato e o serviço dispõe de laboratório com
determinação glicêmica imediata ou de glicosímetro e tiras reagentes, a
glicemia casual é o primeiro exame a ser solicitado, pois fornece um
resultado na própria consulta. Neste caso e na presença dos sintomas
clássicos (poliúria, polidipsia, polifagia e perda inexplicada de peso), o
ponto de corte indicativo de diabetes, considerado pelo Ministério da
Saúde, é um resultado igual ou maior que:
a)110 mg/dl.
b)120 mg/dl.
c)150 mg/dl.
d)200 mg/dl.
e)220 mg/dl.
27-O diabetes mellitus é uma doença metabólica crônica, caracterizada
por hiperglicemia e responsável por índices elevados de
morbimortalidade perinatal, macrossomia fetal e malformações fetais.
O diabetes mellitus associado à gravidez pode ser classificado como
diabetes gestacional (diagnosticado durante a gravidez) ou diabetes pré-
gestacional (diabetes prévio à gravidez, de tipo 1, tipo 2 ou outros). Sobre
esta patologia na gestação, assinale a alternativa correta.
a)No teste oral de tolerância à glicose, os pontos de corte são > 110, 180 e
135, respectivamente, e os achados de dois valores alterados confirmam o
diagnóstico de Diabetes Gestacional.
b)É importante que essas mulheres diabéticas engravidem com níveis
glicêmicos adequados, com o objetivo de prevenir as malformações fetais
associadas à hiperglicemia periconcepcional.
c)São considerados fatores de risco nas mulheres para o desenvolvimento
de diabetes gestacional: idade igual ou superior a 35 anos, Índice de Massa
Corporal (IMC) > 18kg/m2, antecedente pessoal de diabetes gestacional e uso
de drogas hiperglicemiantes (corticoides, diuréticostiazidicos, etc.).
d)Duas glicemias plasmáticas de jejum ≥ 99mg/dL confirmam o diagnóstico
de diabetes gestacional, sem necessidade de teste oral de tolerância à glicose.
28- O diabetes mellitus é um grupo de doenças metabólicas
caracterizadas por níveis elevados de glicose no sangue, resultante de
defeitos na secreção de insulina e/ou na ação desta. Uma complicação do
diabetes que é causada por uma ausência ou quantidade acentuadamente
inadequada de insulina, resultando em distúrbios no metabolismo de
carboidratos, proteínas e lipídios, ocorre principalmente em pacientes
com DM tipo 1. Assinale a alternativa que corresponde à complicação do
diabetes descrita acima.
a)Neuropatias diabéticas.
b)Doença renal secundária ao diabetes.
c) Síndrome hiperglicêmica hiperosmolar não-cetótica.
d)Cetoacidose diabética.
30-A prevenção do pé diabético implica a adoção de um conjunto de
medidas preventivas. Sobre o assunto, considere as seguintes medidas:
1. Uso de sapatos sem meias.
2. Atenção ao surgimento de calos, rachaduras, alterações de cor ou
úlceras nos pés.
3. Caminhada com os pés descalços.
4. Uso de calçados que não apertem.
5. Lavagem diária dos pés, com água morna e sabão neutro.
6. Escalda-pés semanal, seguido da aplicação de cremes à base de
lanolina, atentando para a aplicação em quantidade maior entre os
dedos.
7. Corte de unhas de forma reta, horizontalmente.
8. Remoção de calos e unhas encravadas por conta própria.
São medidas para prevenção de complicações do pé diabético:
a)1, 3, 4 e 7 apenas.
b)2, 4, 5 e 7 apenas.
c)3, 5, 7 e 8 apenas.
d)1, 2, 4, 6 e 8 apenas.
e)2, 3, 5, 6 e 8 apenas.
31-A queimação, o formigamento, as pontadas tipo agulhadas ou choques
lancinantes, a alodinia, a hiperalgesia, a alternância de esfriamento e
aquecimento das extremidades e as cãibras acompanhadas de fraqueza
muscular constituem os sintomas da neuropatia diabética simétrica
sensitivo-motora distal.
Assinale a alternativa que corresponde ao significado de alodinia.
a)Sensação de dor ao receber um estímulo que normalmente não provoca
dor.
b)Grau leve de paralisia e parestesia associadas.
c)Perda total da capacidade tátil.
d)Complicação mais grave do diabetes mellitus, evoluindo para amputação
de membros inferiores.
e)Sensação dolorosa intensa após um estímulo álgico, representando uma
resposta exagerada à modalidade de estímulo aplicada.
32-No diabetes mellitus, os pacientes podem apresentar alterações
urinárias. Sobre o assunto, numere a coluna da direita de acordo com
sua correspondência com a coluna da esquerda.
1. Poliúria.
2. Oligúria.
3. Anúria.
4. Disúria.
( ) Volume urinário inferior a 50 ml em 24 horas.
( ) Dor ao urinar.
( ) Eliminação de grandes volumes urinários em 24 horas.
( ) Volume de urina inferior a 400 ml em 24 horas.
Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta da coluna da
direita, de cima para baixo.
a)3 – 4 – 1 – 2.
b)4 – 2 – 1 – 3.
c)1 – 3 – 4 – 2.
d)3 – 4 – 2 – 1.
e)1 – 2 – 4 – 3.
33-Em relação à gestante diabética, assinale a alternativa correta.
a)Na gestação, o diagnóstico de diabetes é mais incomum, porque as
situações fisiológicas podem mascarar sinais e sintomas.
b)O rastreamento do diabetes mellitus gestacional é realizado entre a 20ª e
30ª semanas de gravidez.
c)Os sintomas clássicos de diabetes mellitus gestacional não estão
explícitos quando valores de glicemia de jejum são iguais ou superiores a 150
mg/dl.
d)Testes são considerados positivos quando a glicemia de jejum for = 85
mg/dl ou a glicemia uma hora após 50 g de glicose for = 140 mg/dl.
e)Testes de glicemia em jejum não devem sem aplicados às gestantes em
nenhuma situação.
34-Em relação à gestante diabética, assinale a alternativa correta.
a)Na gestação, o diagnóstico de diabetes é mais incomum, porque as
situações fisiológicas podem mascarar sinais e sintomas.
b)O rastreamento do diabetes mellitus gestacional é realizado entre a 20ª e
30ª semanas de gravidez.
c)Os sintomas clássicos de diabetes mellitus gestacional não estão
explícitos quando valores de glicemia de jejum são iguais ou superiores a 150
mg/dl.
d)Testes são considerados positivos quando a glicemia de jejum for = 85
mg/dl ou a glicemia uma hora após 50 g de glicose for = 140 mg/dl.
e)Testes de glicemia em jejum não devem sem aplicados às gestantes em
nenhuma situação.
35-Existem 4 tipos de exames que podem ser utilizados no diagnóstico de
diabetes mellitus. Sobre esses exames é correto afirmar que:
a)no ttG 75g, uma glicemia de 2 horas pós-sobrecarga entre 90 mg/dL e
150 mg/dL indica tolerância à glicose diminuída.
b)a glicemia casual necessita de período em jejum de 12 horas para sua
realização.
c)no teste de tolerância à glicose (ttG) com 75g, o paciente recebe uma
carga de 75 g de glicose em jejum e a glicemia é medida antes e 120 minutos
após a ingestão. Uma glicemia de 2 horas pós-sobrecarga maior ou igual a 150
mg/dL é indicativa de diabetes.
d)a hemoglobina glicada (HbA1C), indica o percentual de hemoglobina que
se encontra ligada à glicose. Como ele reflete os níveis médios de glicemia
ocorrido nos últimos 2 a 3 meses, é recomendado que seja utilizado como um
exame de acompanhamento e de estratificação do controle metabólico. Não
necessita de períodos em jejum para sua realização.
e)quando a pessoa requer diagnóstico imediato e o serviço dispõe de
laboratório com determinação glicêmica imediata ou de glicosímetro e tira
reagente, a glicemia de jejum é o primeiro exame a ser solicitado. Nesse caso,
o ponto certo indicativo de diabetes é maior ou igual a 136 mg/dL.
36-As complicações crônicas do Diabetes Mellitus são:
a)hipoglicemia, cetoacidose e coma hiperosmolar.
b)hiperglicemia, pé diabético e retite.
c)nefrite glomerular, hipoglicemia e retinopatia.
d)retinopatia, nefropatia e a neuropatia diabética.
e)poliúria, sudorese e hipoglicemia.
37-Em relação à Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e ao
Diabetes Mellitus (DM), é INCORRETO afirmar:
a)A HAS e o DM são responsáveis pela primeira causa de mortalidade e
de hospitalizações no Sistema Único de Saúde e representam, ainda, mais da
metade do diagnóstico primário em pessoas com insuficiência renal crônica
submetidas à diálise.
b)Os fatores de risco para úlcera nos pés são: neuropatia periférica,
deformidade nos pés, doença vascular periférica, mau controle glicêmico e
tabagismo.
c)A alimentação inadequada, o excesso de peso, o sedentarismo, o
tabagismo e o uso excessivo de álcool são fatores de risco para HAS que
devem ser adequadamente abordados e controlados.
d)Os sinais e sintomas clássicos que levam à suspeita de DM são poliúria,
perda inexplicada de peso, fadiga e visão turva.
e)O diagnóstico de diabetes baseia-se na detecção da hiperglicemia.
Existem quatro tipos de exames que podem ser utilizados no diagnóstico do
DM: glicemia casual, glicemia de jejum, teste de tolerância a glicose com
sobrecarga de 75g em duas horas (TTG) e, em alguns casos, hemoglobina
glicada.
38-Assinale a opção correta relativa às estratégias de atenção básica
do Ministério da Saúde para a avaliação e o cuidado de pés de adultos
com diabetes melito (DM).
a)O rastreamento de ulceração nos pés é recomendado para todos os
adultos com DM, por meio do exame frequente dos pés.
b)Pés neuropáticos apresentam temperatura baixa, ao passo que pés
isquêmicos apresentam temperatura elevada.
c)O exame físico minucioso dos pés compreende exclusivamente as
avaliações epidérmica, muscular e vascular
d)A doença vascular periférica é o evento inicial mais importante entre os
fatores de risco e as condições que contribuem para a ulceração nos pés do
adulto com DM.
e)O estímulo ao autocuidado dos pés deve ser evitado, pois os pacientes
não estão preparados para executar essa tarefa.
39-Paciente, 6 anos, história de diabetes melito tipo I, com dificuldade de
adesão terapêutica, apresenta hiperglicemia, hálito cetônico, distúrbio
hidroeletrolítico, acidose metabólica e desidratação, com diagnóstico de
Cetoacidose Diabética. Durante o manejo desse paciente, o enfermeiro
deve estar atento para as principais complicações da Cetoacidose
Diabética. Assinale a alternativa que apresenta uma dessas
complicações.
a)Hipotensão intracraniana.
b)Edema cerebral e hipertensão intracraniana.
c)Coma hiposmolar cetótico.
d)Abdômen agudo.
e)Choque obstrutivo.
40-Sobre o tratamento medicamentoso do Diabetes Mellitus (DM), analise
as afirmativas abaixo, dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) e assinale a
alternativa que apresenta a sequencia correta de cima para baixo.
( ) Os antidiabéticos orais constituem-se a primeira escolha para o
tratamento do DM tipo 2 não responsivo a medidas não farmacológicas
isoladas, uma vez que promovem, com controle estrito, redução na
incidência de complicações, têm boa aceitação pelos pacientes,
simplicidade de prescrição e levam a menor aumento de peso em
comparação à insulina.
( ) Se a pessoa não alcançar a meta glicêmica em até três meses com as
medidas não farmacológicas, o tratamento preferencial é acrescentar a
metformina no plano terapêutico.
( ) A metformina diminui a captação da glicose e sua utilização na
musculatura esquelética, aumentando a resistência à insulina, e
aumentando a produção hepática de glicose.
( ) Recomenda-se iniciar metformina em doses baixas (500 mg ou 1/2
comprimido de 850 mg), única ou duas vezes ao dia, durante ou após as
refeições (café da manhã e/ ou jantar) para prevenir sintomas
gastrointestinais.
a)V,V,F,V.
b)V,V,V,V.
c)F,V,F,V.
d)V,F,V,F.
e)F,F,V,V.
41-A enfermeira da unidade de saúde da família (USF) está realizando
consulta de enfermagem de usuária, com 62 anos, portadora de diabetes
tipo II há 15 anos. No que diz respeito à presença de neuropatia diabética,
durante o exame físico, para a avaliação de sensibilidade dos pés da
usuária, é correto utilizar,
a)monofilamento de Semmes-Weinstein 10 gramas.
b)um pedaço de fio dental.
c)diapasão de 256 Hertz.
d)tubo contendo água quente.
e)tubo contendo água fria.
42-Assinale a alternativa correta em relação às
recomendações nutricionais para adultos com diabetes mellitus
que devem ser enfatizadas pelo enfermeiro na consulta de enfermagem.
a)Ao primeiro sinal de nefropatia diabética, deve ser orientada a ingestão
de dieta hiperproteica para pessoas portadoras de diabetes mellitus tipo 2.
b)O consumo de farelo de aveia, rico em fibras solúveis, acelera o trânsito
intestinal, causando diarreia, o que resulta em um quadro de hipoglicemia e,
por isso, deve ser desestimulado.
c)A ingestão de frutas mais maduras ou na forma de suco, bem como
vegetais cozidos, têm maior efeito sobre a glicemia.
d)A ingestão de alimentos ricos em potássio, como as castanhas, a ervilha
e o gérmen de trigo, previnem a instalação da nefropatia diabética.
e)Ao longo do dia, recomenda-se que a pessoa portadora de diabetes
mellitus tipo 2 deva ingerir de 6 a 11 porções de carboidratos, fracionadas em
três refeições.
43-O teste de hemoglobina glicada é utilizado nos pacientes diabéticos
tem por finalidade:
a) Dosar o nível de sequelas no organismo do paciente.
b) Identificar o parâmetro de risco cardiovascular.
c) Identificar altos níveis de glicemia durante períodos prolongados.
d)Identificar o padrão respiratório do paciente.
e)Mostrar indices de risco de outras patologias.
44-Pé diabético é a “infecção, ulceração e ou destruição dos tecidos
profundos associadas a anormalidades neurológicas e vários graus de
doença vascular periférica nos membros inferiores”. São características
do pé diabético neuropático, EXCETO,
a) artropatia de Charcot ou outra deformidade.
b)hiperextensão dos tendões.
c)acentuação do arco médio (pé valgo).
d)hipotrofia dos músculos interósseos.
e) pé frio com a coloração roxo.
45-A prevalência de uma úlcera nos pés é de 4 a 10% da população
diabética (SBD, 2008). São fatores de risco para desenvolver úlcera nos
pés, EXCETO,
a)uso de calçados inadequados.
b)biomecânica alterada.
c)amputação prévia.
d)insuficiência arterial.
e)controle glicêmico adequado.
46-O termo diabetes mellitus (DM) refere-se a um transtorno metabólico,
caracterizado por hiperglicemia e distúrbios no metabolismo de
carboidratos, proteínas e gorduras, resultantes de defeitos da secreção
e/ou da ação da insulina. Esta patologia vem aumentando entre a
população e está associada à dislipidemia e à hipertensão arterial. Assim
sendo, para considerar um paciente com DM tipo 1 a pessoa deve ter:
a)Duas glicemias de jejum, em que os resultados devem ser maiores dp
que 140 mg/dL.
b)Duas glicemias de jejum, em que os resultados devem ser maiores do
que 160 mg/dL.
c)Duas glicemias de jejum, em que os resultados devem ser maiores do
que 138 mg/dL.
d)Duas glicemias de jejum, em que os resultados devem ser maiores do
que 144 mg/dL.
e)Duas glicemias de jejum, em que os resultados devem ser maiores do
que 126 mg/dL.
47-Com o objetivo de alcançar melhores resultados nas intervenções de
enfermagem, o conhecimento a respeito dos diagnósticos de enfermagem
tem conduzido à busca do aperfeiçoamento do processo de trabalho em
enfermagem. Para o paciente diabético, os diagnósticos de enfermagem
mais comuns são, EXCETO:
a)Risco para padrão de sono prejudicado relacionado à ansiedade e
fadiga; déficit potencial de autocuidado relacionado a comprometimentos
físicos ou fatores sociais;
b)Risco para integridade da pele prejudicada relacionada à diminuição da
sensibilidade e da circulação para as extremidades inferiores; risco para
infecção relacionado a doença crônica;
c)Nutrição alterada menos do que as necessidades corporais relacionadas
à ingestão excessiva em relação às necessidades metabólicas; risco para
déficit de volume de líquidos relacionado à anúria e desidratação;
d)Risco de para intolerância à atividade física relacionado ao medo de
fraquezas e desmaios; risco lesão relacionado aos efeitos da insulina.
48-Uma mulher, professora universitária, tem uma filha de 6 anos que é
portadora de diabetes tipo 1. Ela pesquisou em sites da internet
orientações para entender a patologia de sua filha. Referente ao assunto,
assinale a alternativa que NÃO se enquadra como Diabetes tipo 1.
a)O termo diabetes tipo 1, indica o processo de destruição da células alfa
que leva ao estágio de deficiência absoluta de insulina.
b)A administração de insulina é necessária para prevenir cetoacidose.
c)A destruição das células beta é geralmente causada por um processo
autoimune.
d)O processo autoimune pode ser detectado por autoanticorpos
circulantes, como antidescarboxilase do ácido glutâmico, anti-ilhotas e anti-
insulina.
e)A destruição das células beta, em geral, é rapidamente progressiva,
ocorrendo principalmente em crianças e adolescentes, mas pode ocorrer
também em adultos.
49-Assinale a alternativa que apresenta sinais e sintomas clássicos
que levantam a suspeita de Diabetes mellitus.
a)Poliúria, cefaleia, perda inexplicada de peso e polifagia.
b)Poliúria, polidipsia, perda inexplicada de peso e dor abdominal.
c)Oligúria, polidipsia, perda inexplicada de peso e polifagia.
d)Oligúria, cefaleia, perda inexplicada de peso e anorexia.
e)Poliúria, polidipsia, perda inexplicada de peso e polifagia.
50-Nas complicações agudas do diabetes, a cetoacidose é uma
emergência endocrinológica decorrente da deficiência absoluta ou
relativa de
a)insulina.
b)hormônios tireoidianos.
c)cálcio.
d)glucagon.
e)glicose.
51-A terapia nutricional é importante na prevenção do diabetes mellitus
(DM) e no retardo das complicações associadas ao DM, integrando o
conjunto de medidas de autocuidado e educação em saúde. As
modificações na alimentação são reconhecidas como um recurso para o
controle glicêmico e redução do risco das doenças cardiovasculares.
Sobre as orientações nutricionais para o paciente portador de DM é
correto afirmar que:
a)O açúcar deve ser substituído pela frutose, pelo mel ou pelo açúcar
mascavo, pois estes contém menor valor calórico que o açúcar e são
recomendados para pessoas com DM. Se utilizados, a ingestão deverá ser
eventual e em pequenas quantidades.
b)Evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em carboidratos
complexos como pães, bolos, biscoitos, arroz, macarrão e batatas, o ideal é
consumir três porções diárias. Consumir frutas diariamente, o ideal são cinco
porções diárias. Para evitar o aumento da glicemia, prefira consumir as frutas
com casca ou bagaço, por possuírem maiores quantidades de fibras.
c)Realize 3 a 4 refeições diárias, evitando “beliscar" alimentos entre as
refeições e permanecer longos períodos sem se alimentar. A redução de 7% do
peso corporal mostra-se capaz de diminuir a resistência à insulina.
d)Os alimentos dietéticos podem ser recomendados, desde que se
conheça sua composição nutricional. Os produtos diet isentos de sacarose
podem ser bastante calóricos, além de conter gordura trans ou saturada como,
por exemplo, os chocolates, sorvetes e biscoitos. Os refrigerantes, sucos e
gelatinas dietéticas têm valor calórico próximo de zero, mas contêm uma
grande quantidade de sódio.
52-Sobre os aspectos relacionados à Diabetes Mellitus (DM),
a)a insulina de ação regular atinge seu pico de 30 a 60 minutos.
b)os indivíduos que possuem DM do tipo 1 apresentam tendência a ser
acometidos pelo estado hiperglicêmico hiperosmolar .
c)o tratamento da diabetes gestacional utiliza os hipoglicemiantes orais,
em virtude do efeito teratogênico da insulina.
d)as úlceras no pé da pessoa com DM podem ter um componente
isquêmico, neuropático ou misto.
53-J.F.L, portador de Diabetes mellitus (DM), foi à Unidade de Saúde com
prescrição de 20 unidades de insulina 70/30. Na Unidade de Saúde só
existem frascos de insulina NPH e insulina regular, separadamente.
Calcule a dose de insulina para NPH e IR e assinale a
opção correta abaixo.
a)5 unidades de insulina NPH e 6 unidades de insulina regular.
b)5 unidades de insulina NPH e 15 unidades de insulina regular.
c)14 unidades de insulina NPH e 8 unidades de insulina regular.
d)14 unidades de insulina NPH e 6 unidades de insulina regular.
e)10 unidades de insulina NPH e 18 unidades de insulina regular.
54-Um paciente diabético procurou uma unidade de saúde para obter
informações sobre os cuidados necessários para um armazenamento
seguro da insulina NPH. Dentre as orientações fornecidas pela equipe de
enfermagem, deve constar que,
a)as insulinas lacradas podem ser congeladas por um período inferior a 30
dias; após aberto, o frasco deve ser mantido refrigerado em temperatura entre
2 °C a 10 °C para evitar a formação de cristais.
b)as insulinas lacradas precisam ser mantidas refrigeradas entre 2 °C a 8
°C; após aberto, o frasco pode ser mantido em temperatura ambiente para
minimizar dor no local da injeção, entre 15 °C e 30 °C, ou também em
refrigeração, entre 2 °C a 8 °C.
c)após 15 dias do início do uso, a insulina perde sua potência,
especialmente se mantida na geladeira, por isso, é importante que o paciente
anote a data de abertura no frasco.
d)a insulina NPH possui uma aspecto cristalino, sendo necessário
descartar caso apresente um aspecto turvo.
e)quando necessário transportar a insulina, o frasco deve ser colocado em
bolsa térmica ou caixa de isopor, com gelo comum ou gelo seco; também pode
ser transportado em bolsa comum, desde que o frasco seja envolvido em
manta acrílica.
55-Algumas das queixas mais comuns nos serviços de atenção básica
estão ligadas à descompensação do Diabetes Mellitus. Analise se são
verdadeiras(V) ou falsas(F) as afirmativas a seguir:

Entre os fatores de risco para a hipoglicemia estão: o uso de altas doses


de insulina, história prévia, níveis menores de hemoglobina glicada, maior
duração da doença e sexo masculino.

Quadros graves de hipoglicemia incluem alteração de consciência ou do


comportamento, convulsões.

À noite é possível ocorrer casos graves, uma vez que a glicemia diminui
às 3h-4h da manhã.

Na unidade básica de saúde, a conduta para um quadro de hipoglicemia


leve inclui: Tabletes de glicose (15g), 150ml de suco de laranja ou
refrigerante comum, uma colher de sopa de açúcar ou mel e reavaliação
da situação.
As afirmativas são respectivamente:
a)F, V, V, V
b)F, V, V, F.
c)V, F, V, F.
d)V, V, V, F.
e)V, V, V, V.
56-O termo “diabetes mellitus" (DM) refere-se a um transtorno metabólico
de etiologias heterogêneas, vem aumentando sua importância pela sua
crescente prevalência e habitualmente está associado à dislipidemia, à
hipertensão arterial e à disfunção endotelial. Marque V (para afirmativas
verdadeiras) e F (para afirmativas falsas):

( ) Os sintomas de poliúria, polidipsia, polifagia e perda inexplicada de


peso geralmente são mais agudos no DM tipo II.

( ) A apresentação do diabetes tipo I é em geral abrupta, acometendo


principalmente crianças e adolescentes sem excesso de peso, o traço
clínico que mais define o tipo I é a tendência à hiperglicemia grave e
cetoacidose.

( ) O DM tipo II manifesta-se, em geral, em adultos com longa história de


excesso de peso e com história familiar de DM tipo II. A cetoacidose
nesses casos é comum e, quando presente, em geral é ocasionada por
infecção ou estresse muito grave.

( ) No DM tipo II, o início é insidioso e muitas vezes a pessoa não


apresenta sintomas. Frequentemente, a suspeita da doença é feita pela
presença de uma complicação tardia, como proteinúria, retinopatia,
neuropatia periférica, doença arteriosclerótica ou então por infecções de
repetição.

Assinale a alternativa correta de acordo com o preenchimento dos


parênteses:
a)V, V, F, F,
b)F, V, F, V.
c)F, V, V, F.
d)V, V, V, V.
57-A disfunção de vários órgãos, especialmente coração, cérebro, rins,
olhos e nervos, associada à hiperglicemia é:
a)a cirrose hepática.
b)a miocardiopatia.
c)a insuficiência cardíaca.
d)a úlcera duodenal.
e)o diabetes mellitus.
58-Quais são os sinais e sintomas esperados em uma criança
apresentando descompensação/coma diabético?
a)Poliúria, náuseas/vômitos, desidratação.
b)Hálito cetônico, sonolência.
c)Rigidez abdominal, dispneia, taquicardia.
d)Todas alternativas acima estão corretas.
59-O diabetes é uma doença que aflige milhares de brasileiros,
sendo uma das principais causas de insuficiência renal, amputação de
membros inferiores, cegueira e doença cardiovascular. A atenção básica
exerce um papel fundamental, pois o diagnóstico precoce, tratamento
oportuno e o autocuidado evitam a maioria das complicações e garantem
a qualidade de vida dos sujeitos. Em uma consulta de enfermagem, que
cuidados são fundamentais à prevenção do pé diabético?
a)O profissional deverá inspecionar os pés e calçados do paciente e
orientá-lo a, preferencialmente, andar descalço dentro de casa;
b)Recomendar o uso de calçados sem meias, pois as meias poderão
provocar o surgimento de bolhas ou arranhões;
c)Inspeção e exame regular dos pés e calçados pelo profissional,
identificação do paciente de alto risco, educação do paciente e da família para
a auto inspeção diária dos pés e uso de calçados adequados;
d)Orientar o paciente e sua família sobre a importância de lavar
regularmente os pés, secando-os cuidadosamente e, em caso de aparecimento
de alguma ferida, fazer o curativo em casa;
e)Proibir o uso de óleos e cremes lubrificantes nos pés, mesmo que o
paciente tenha pele seca, pois o uso de óleos e cremes poderá ocasionar
quedas nos pacientes.
60-Diabetes mellitus é uma doença crônica não transmissível, objeto de
polítca pública, que exige cuidados relativos ao estilo de vida e em muitos
casos, controle medicamentoso. A hipoglicemia é uma complicação que
deve ser tratada prontamente. De acordo com o preconizado no Caderno
de Atenção Básica do Ministério da Saúde no. 16, analise as afirmativas a
seguir:

I – a hipoglicemia acarreta sintomas neuroglicopênicos, caracterizados


por:fome, tontura, fraqueza, dor de cabeça, confusão, coma, convulsão.
II– na hipoglicemia, as manifestações de liberação do sistema simpátco
caracterizam-se por: sudorese, taquicardia, apreensão, tremor.
III– no paciente diabétco, a hipoglicemia se caracteriza por valores de
glicemia abaixo de 80 mg/dL.
IV – a hipoglicemia pode ser grave quando a secreção de hormônios
contra-reguladores é deficiente.

As afirmativas I,II,III e IV são respectivamente:


a)F, F, V, F.
b)V, V, F, F
c)F, F, V, V.
d)V, V, F, V.
e)V, V, V, F.
61-
O pé diabético é uma complicação crônica do Diabetes mellitus com gra
nde impacto socioeconômico, tendo como sintoma neuropático positiv
o:
a) Claudicação intermitente.
b) Ausência de pulso pedioso.
c) Sensação de formigamentos.
d)Palidez à elevação do membro inferior.
62-É uma emergência endocrinológica decorrente da deficiência absoluta
ou relativa de insulina, potencialmente letal, com mortalidade em torno de
5%. Ocorre principalmente em pacientes com Diabetes Mellitus tipo 1,
sendo, diversas vezes, a primeira manifestação da doença. O enunciado
refere-se à
a)hipoglicemia
b)hiperglicemia (glicemia capilar menor que 250 mg/dl).
c)cetoacidose.
d)síndrome hiperosmolar não cetótica.
e)dislipidemia.
63-Refete os níveis médios de glicemia, ocorridos nos últimos dois a
três meses, e é recomendado que seja utilizado como um exame de
acompanhamento e de estratificação do controle metabólico de
indivíduos diabéticos. O enunciado refere-se à
a)glicemia de jejum.
b)glicemia capilar.
c)glicemia pós-prandial.
d)hemoglobina glicada.
e)hemoaglutinação de glicose livre.
64-Os antidiabéticos orais constituem-se a primeira escolha para o
tratamento do Diabetes melitus tipo 2 não responsivo a medidas não
farmacológicas isoladas. As classes farmacológicas com suas
respectivas denominações genéricas dos hipoglicemiantes orais
disponíveis na Relação Nacional de Medicamento (Rename) de 2012 são:
a)insulina de ação rápida (regular) e insulina de ação intermediária (NPH).
b)antiadrenérgicos (metildopa) e antagonista da angiotensina (losartana
potásica).
c)betabloqueadores (propanolol e atenolol) e tiazílicos (hidroclorotiazida).
d) bloqueadores do canal de cálcio (Nifedipino) e sulfonamidas
(furosemida).
e)biguanidas (cloridrato de metformina) e sulfonamidas (glicazida e
glibenclamida).
65-As insulinas podem ser agrupadas em diversas categorias com base
no início, no pico máximo e na duração da ação.

De acordo com essas características, associe o tipo de insulina ao tempo


de ação correspondente.

1. Regular

2. NPH

3. Glargina

4. Lispro

( ) Ação intermediária, com duração de 16 – 20 horas.

( ) Ação rápida, com duração de 2 – 4 horas.

( ) Ação curta, com duração de 4 – 6 horas.

( ) Ação muito longa, com duração de 24 horas.

Assinale a opção que indica a relação correta, de cima para baixo.


a)2 – 1 – 3 – 4
b)2 – 4 – 1 – 3
c)3 – 1 – 4 – 2
d)1 – 2 – 3 – 4
e)4 – 3 – 2 – 1
66-Relacione os diagnósticos de enfermagem aos cuidados para paciente
com Diabetes.

1. Controle Ineficaz do Regime Terapêutico relacionado a conflitos de


decisão e familiar
2..Adaptação prejudicada relacionada à ausência de intenção de mudar de
comportamento e hábitos de vida.
3 Imagem Corporal perturbada relacionada à perda de falanges podálicas,
artrose palmar e retinopatia, evidenciada por expressão verbal
4. . Risco para Integridade da Pele Prejudicada relacionado a Retinopatia
e comprometimento circulatório em extremidades.

( ) Orientar o paciente sobre o seu estado clínico; Disponibilizar tempo e


espaço para que o paciente expresse seus sentimentos,dúvidas,
preocupações;Verificar os fatores familiares e outros, que impedem o
crescimento e a adesão do paciente ao tratamento.

( ) Encorajar o cliente a demonstrar como ele se vê, e exteriorizar suas


angústias pela perda de algum membro ou função biológica;
Proporcionar ao paciente ambiente favorável para que o mesmo faça
questionamentos sobre seu problema; Proporcionar maior número de
informações confiáveis possíveis; Orientar o paciente quanto às perdas
corporais para que ele transcenda a fase da raiva e chegue à
compreensão e melhor adaptação do seu estado

( ) Orientar o paciente e a família sobre o tratamento e informar sobre as


medidas que contribuem para uma melhor qualidade de vida; Orientar o
paciente para o auto-cuidado; Incentivar a realização de atividades
físicas, que melhoram o estado de saúde e favorece a auto-estima.

( )Examinar periodicamente a pele do paciente, nas consultas; Orientar o


paciente a cortar as unhas para evitar lesões ao coçar a pele;Informar ao
paciente sobre a importância de retirar móveis do percurso no ambiente
domiciliar e ter mais cuidado com objetos pontiagudos e outros;
Estimular a ingestão de líquidos para hidratar a pele, reduzindo o risco de
lesões.

A seqüência correta de cima para baixo é:


a)2, 1, 3, 4.
b)1, 3, 2, 4.
c)3, 4, 2, 1.
d)4, 1, 2, 3.
e)2, 4, 1, 3.
67-O diabetes mellitus (DM) é uma patologia importante devido à elevada
incidência na população mundial. De acordo com as recomendações
da American Diabetes Association, o diagnóstico e a avaliação
terapêutica do DM só devem ser estabelecidos após as seguintes
dosagens:
a)glicemia de jejum, glicemia pós-sobrecarga, hemoglobina glicosilada,
microalbuminúria e perfil lipídico.
b)glicemia de jejum, glicemia pós-prandial após uma refeição habitual do
paciente, colesterol total e frações.
c)glicemia de jejum, glicemia pós-prandial após uma refeição habitual do
paciente, perfil lipídico e hemoglobina glicosilada.
d)glicemia pós-prandial após sobrecarga, urinálise, ureia, creatinina, perfil
lipídico e hemoglobina glicosilada.
e)glicemia de jejum, colesterol total e frações, triglicerídeos, proteínas
totais e frações e frutosamina.
68-Segundo o Caderno de Atenção Básica nº16, assinale a alternativa que
apresenta o conceito de Diabetes Mellitus.
a)Uma doença em que se evidencia hiperglicemia frequente durante três
meses.
b)Um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia e
associadas a complicações, disfunções e insuficiência de vários órgãos,
especialmente olhos, rins, nervos, cérebro, coração e vasos sanguíneos.
c)Caracteriza-se por distúrbios nutricionais devido a alta ingestão de
glicose contida nos alimentos.
d)Resultado da destruição das células beta do fígado.
69-Os tipos de diabetes mellitus estão apresentados a
seguir, EXCETO:
a)Tipo 1.
b)Tipo 2.
c)Gestacional.
d)Insípidos.
70-Com relação à prevenção de Diabetes Mellitus, assinale a
alternativa CORRETA.
a)Em indivíduos com alto risco (com tolerância à glicose diminuída), pode-
se prevenir, ou ao menos retardar o aparecimento do diabetes tipo 2.
b)Dietas precárias de glicose associadas a exercícios físicos podem
prevenir diabetes tipo 1.
c)Durante a gravidez, o controle pressórico é essencial para a prevenção
de diabetes gestacional.
d)Para a prevenção de diabetes insípidos, é necessária baixa ingestão de
carboidratos.
71-Os principais sintomas da Diabetes Mellitus, conhecidos por 4P’s, são
os apresentados a seguir, EXCETO:
a)poliúria.
b)polidipsia.
c)pirose.
d)polifagia.
72-É indispensável uma abordagem multidisciplinar para o
acompanhamento dos pacientes diabéticos, voltada principalmente para
continuidade do tratamento em longo prazo e orientação. As
hospitalizações causadas por pé diabético são prolongadas e
recorrentes, exigindo grande número de consultas ambulatoriais e
necessidade de cuidado domiciliar. A respeito do paciente diabético e de
sua assistência, é INCORRETO afirmar:
a)São fatores de risco para o desenvolvimento de úlceras nos pés do
paciente diabético: neuropatia periférica, anormalidade estrutural do pé,
limitação da mobilidade articular e retinopatia.
b)Casos de pés diabéticos estão associados geralmente a pequenos
traumas originados por uso de calçados impróprios, dermatoses comuns,
manipulações incorretas dos pés ou unhas.
c)A neuropatia periférica constitui-se na causa mais comum dos casos de
pé diabético, conduzindo à lesão, podendo comprometer as fibras sensitivas,
as motoras e as autonômicas.
d)A neuropatia periférica, quando se instala, é reversível, por isso a
importância que pacientes diabéticos mantenham o controle glicêmico e
retomem seu tratamento quando com hiperglicemia.
e)A avaliação da sensibilidade periférica deve fazer parte da rotina do
exame físico das pessoas com diabetes, oportunidade em que o profissional
deve descalçar o paciente para examinar seus pés.
73-Uma mulher de 21 anos grávida é atendida no ambulatório, com
pressão arterial de 130 × 80 mmHg, estatura de 1,48 m, relatando grande
ganho de peso durante a gestação. Tem antecedentes obstétricos de
morte neonatal e microssomia, apresentando, também, polidrâmnio. Tem
história de diabetes na família, em primos de segundo grau. Nesta
situação, dentre os principais fatores de risco, do Diabetes
Mellitus Gestacional, citados estão
a)a microssomia e a hipertensão arterial.
b)a idade inferior a 25 anos e a presença de polidrâmnio.
c)a hipertensão arterial e a obesidade.
d)a presença de polidrâmnio e o antecedente familiar de diabetes.
e)o antecedente obstétrico de morte neonatal e a estatura menor que 1,50
m.
74-O tratamento com a insulinoterapia demanda cuidados especiais do
Enfermeiro para evitar complicações, como hiperglicemia matinal,
lipodistrofia e reações alérgicas locais e sistêmicas.
 Certo
 Errado
75-O tratamento com a insulinoterapia demanda cuidados especiais do
Enfermeiro para evitar complicações, como hiperglicemia matinal,
lipodistrofia e reações alérgicas locais e sistêmicas.
 Certo
 Errado
76-Uma mulher obesa, com 46 anos, confirmou o diagnóstico clínico de
diabetes mellitus tipo 2 e iniciará o tratamento fazendo uso de um
comprimido de metformina de 500 mg, duas vezes ao dia. A enfermeira
orientou-a sobre os possíveis efeitos colaterais causados pelo
medicamento, enfatizando que, entre as reações indesejáveis muito
comuns no início do tratamento, se encontra o seguinte distúrbio:
a)diarreia
b)poliúria
c)icterícia
d)hipoglicemia
77-A cetoacidose diabética é uma situação grave cujo principal sintoma
clínico é a:
a)hipercalcemia
b)desidratação
c)hipoglicemia
d)anúria
78-A etiologia do diabetes tipo 2 envolve hereditariedade, genética e
obesidade. Quanto à manifestação clínica dessa doença, assinale a
alternativa correta.
a)Disfagia.
b)Hematúria.
c)Polifagia.
d)Taquicardia.
e)Hipotensão.
79-O tratamento farmacológico para diabetes inclui a administração de
medicamentos antidiabéticos orais. Acerca do medicamento utilizado
para doença, assinale a alternativa correta.
a)Hidrocortison.
b)Sulfonilureias.
c)Diclofenaco.
d)Losartana.
e)Atenolol.
80-A cetoacidose diabética é definida como uma disfunção metabólica
grave causada pela deficiência relativa ou absoluta de insulina. Acerca
da cetoacidose diabética, assinale a alternativa INCORRETA.
a)Respiração acidótica.
b)Alteração do sensório.
c)Caracteriza-se clinicamente por desidratação.
d)Deficiência relativa ou absoluta dos hormônios contrarreguladores.
e)insulina presente em quantidade suficiente e utilizada apropriadamente.
81-Síndrome de etiologia múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da
incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos.
Caracterizase por hiperglicemia crônica com distúrbios do metabolismo
dos carboidratos, lipídeos e proteínas. Estamos falando da
a)pancreatite
b)diabetes mellitus.
c)hipertrofia ovariana
d)síndrome de runter
e)lupus.
82-Quando o paciente desconhece os sinais e sintomas da hipoglicemia,
sua condição pode se agravar, levando-o a procurar um serviço de
emergência.

Níveis de glicemia inferior a...... mg/dl podem causar taquicardia, tremores,


palpitações, sudorese e parestesias. Quando inferior a......... mg/ dl, o
paciente passa a apresentar manifestações neurológicas como sonolência,
ataxia, dificuldade de concentração, alterações de comportamento e
convulsão, podendo levar ao coma.

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas do texto.


a)35 ; 20
b)40 ; 30
c)55 ; 50
d)65 ; 40
e)70 ; 60
83-Acerca dos sinais e sintomas de hiperglicemia, analise.

I. Polidpsia, xerostomia e hálito cetônico.

II. Poliúria, visão turva e ganho de peso.

III. Sonolência, prostração e fadiga.

IV. Xerostomia, púrpura e fadiga.

Estão corretas as alternativas


a)I, II, III e IV.
b)I e III, apenas.
c)II e IV, apenas.
d)I, II e III, apenas.
e)I, III e IV, apenas.
84-Dentre as propostas terapêuticas no tratamento do diabetes tipo I,
destaca-se o uso da insulina, cujo manuseio e administração da
medicação requer cuidados, tal como:
a)administrar a insulina de ação ultralenta por via SC, IM e IV.
b)conservar a insulina regular em temperatura entre 0 e 2 °C.
c)administrar a insulina de ação rápida ou regular via ID, SC, IM e IV.
d)realizar rodízio dos locais de aplicação subcutânea da insulina para
evitar a lipodistrofia e a redução do efeito do medicamento.
e)promover o efeito hiperglicemiante, causado pela interação da insulina
com esteroides anabólicos ou pela ingesta de álcool.
85-O enfermeiro, na equipe de saúde, tem papel importante no
acompanhamento e controle do paciente hipertenso e diabético. Suas
ações devem estar direcionadas para:
a)Educar e orientar no controle metabólico para a eficácia e sucesso no
tratamento.
b)Evitar fazer avaliações rotineiras do tratamento.
c)Estabelecer uma relação de amizade com o paciente e a família.
d)Estabelecer um controle rígido dos cadastrados para evitar gastos
desnecessários.
e)Orientar para consultas de rotina e realização de exames.
86-O Diabetes Mellitus (DM) é hoje um dos maiores problemas de saúde
em todo o mundo. Atualmente, mais de 250 milhões de pessoas convivem
com a doença, estima-se que este número chegue a 380 milhões, em
2025. Apenas no Brasil, 12 milhões de pessoas têm diabetes, e muitas
ainda nem foram diagnosticadas. São sinais e sintomas relacionados a
complicações do DM, EXCETO:
a)Proteinúria e impotência sexual.
b)Ulcerações crônicas nos pés e retinopatia.
c)Doença vascular aterosclerótica e proteinúria.
d)Retinopatia e infecções urinárias de repetição.
e)Insuficiência renal e obesidade.
87-Para um cliente portador de Diabetes Mellitus foram prescritas 50 UI de
insulina NPH via subcutânea. Porém, a Unidade Hospitalar só dispõe de
frascos de 100 UI/mI e seringas de 3 mI. A quantidade, em mililitros, de
insulina a ser aspirada e aplicada é de:
a)5
b)2
c)1,5.
d)0,5.
e)0,3.
88-A doença caracterizada por uma deficiência absoluta de insulina
causada pela destruição das células β pancreáticas é denominada:
a)hipoparatireoidismo.
b)pancreatite.
c)bósio.
d)diabetes do tipo 1.
e)diabetes do tipo 2.
89-Um paciente diabético, após a ingestão demasiada de bebida
alcoólica, comparece no serviço de saúde com os seguintes sinais e
sintomas: sudorese, tontura, fraqueza, cefaleia e confusão mental.

Esses achados clínicos são compatíveis com


a)hiperglicemia
b)hipoglicemia.
c)cetoacidose diabética.
d)estado hiperosmolar hiperglicêmico.
e)coma alcoólico.
90-Um paciente está sendo atendido na Unidade Básica de Saúde e
apresenta sinais e sintomas de hiperglicemia. E, ao ser examinado,
apresenta sinais de gravidade como náuseas, vômitos, fraqueza
muscular, dor abdominal com defesa, sinais de desidratação, hipotensão,
taquipnéia, hálito cetônico, associado à hiperglicemia confirmada com a
glicemia capilar. Nesse caso, deve ser:
a) Iniciada a hidratação venosa com soro fisiológico 0,9% e providenciar
remoção do usuário para unidade de emergência, onde seja possível
realização do diagnóstico laboratorial.
b) Revista a medicação em uso e indicada a insulina regular ou NPH pelo
médico.
c)Realizado atendimento de emergência na própria unidade e observar o
paciente até sua melhora antes de liberá-lo para casa.
d)Realizada manobra de ressuscitação cardiopulmonar (RCP), iniciando
com ventilações torácicas.
91-Uma mulher apresenta cintura abdominal de 89 cm e Índice de Massa
Corporal - IMC de 28. A pressão arterial da mesma é aferida diariamente e
tem se mantido entre 128 a 130 mmHg (sistólica) e entre 84 a 86 mmHg
(diastólica), sendo que a glicemia de jejum é de 128 mg/dL e a glicemia
casual é de 190 mg/dL. Tem diagnóstico prévio da síndrome de ovários
policísticos, e no seu histórico familiar há um primo de segundo grau
paterno com Diabetes tipo 2.
O enfermeiro identifica nessa mulher fatores indicativos de maior risco
para Diabetes tipo 2,tais como
a)hipertensão arterial, glicemias de jejum e casual aumentadas.
b)sobrepeso e diagnóstico prévio da síndrome de ovários policísticos.
c)antecedente familiar de diabetes, glicemia casual e IMC aumentados.
d)idade, hipertensão arterial e a obesidade como um todo.
e)glicemia casual aumentada, antecedente familiar de diabetes e
hipertensão arterial.
92-Na assistência ao indivíduo portador de diabetes tipo 2, o enfermeiro
atenta, dentre outros, para o aumento de risco, nesses indivíduos, de
a)neuropatia autonômica, identificada pela alteração de percepção da
temperatura.
b)neuropatia simétrica sensitivo-motora distal, caracterizada pela
taquicardia em repouso.
c)bacteremia, em decorrência de infecções pneumocócicas.
d)neuropatia simétrica sensitivo-motora distal, percebida pelos episódios
de constipação.
e)retinopatia periférica, perceptível pela presença de disfunção
sudomotora.
93-A assistência de enfermagem deve estar pautada na excelência do
cuidado e nas práticas já validadas por estudiosos e profissionais em
instituições de cuidado à saúde, visando-se a melhor recuperação dos
sistemas fisiológicos. Acerca da assistência de enfermagem, julgue o
item a seguir.

As orientações para o cuidado com os pés de pacientes com diabetes


melito incluem a realização de inspeção diária dos pés, com auxílio de um
espelho, bem como a utilização de sapatos confortáveis e meias de
algodão sem costuras.
 Certo
 Errado
94-A Neuropatia diabética é a complicação mais comum do diabetes,
compreendendo um conjunto de síndromes clínicas que afetam o sistema
nervoso periférico sensitivo, motor e autonômico. Pacientes com diabetes
devem ser avaliados, anualmente, para presença de neuropatia periférica
distal, usando testes simples. Correlacione as colunas, enumerando de
cima para baixo, o tipo de sensação para cada teste. A seguir assinale a
alternativa correta.

Tipo de sensação

(1) Dolorosa.
(2) Táctil.
(3) Térmica.
(4) Vibratória.
(5)Motora.
(6) Limiar percepção cutânea

Teste

( ) Com diapasão 128 Hz.


( ) Com cabo de diapasão 128 Hz.
( ) Com pino, agulha ou palito.
( ) Com chumaço de algodão.
( ) Monofilamento 10-g.
( ) Com martelo.
a)6,5,4,3,2,1.
b)4,3,1,2,6,5.
c)1,2,3,4,5,6.
d)2,1,4,3,6,5.
95-Em um paciente com sintomas clássicos de hiperglicemia o
diagnóstico de diabetes pode ser estabelecido com:
a)Pelo menos duas determinações de glicemia com valores ≥200 mg/dl.
b)Pelo menos duas determinações de glicemia com valores ≥126 mg/dl.
c)Apenas uma determinação de glicemia com valores ≥126 mg/dl.
d)Apenas uma determinação de glicemia com valores ≥200 mg/dl.
96-Os três principais aspectos clínicos da Cetoacidose Diabética, de
acordo com Brunner & Suddarth (2009), são:
a)Acidose; desidratação e perda de eletrólitos; hálito cetônico.
b)Hiperglicemia; desidratação e perda de eletrólitos; acidose.
c)Acidose; hiperglicemia; neuropatia
d)Hiperglicemia; polidipsia; acidose.
97-A Retinopatia Diabética apresenta comportamento mais agressivo nos
pacientes insulinodependentes com risco de ocorrer, dentre as
complicações mais frequentes,
a)pterígio.
b)ceratocone.
c)ambliopia.
d)perda da visão.
e)descolamento do vítreo posterior.
98-Sobre o Diabetes, assinale a alternativa correta.
a)Está demonstrado hoje que indivíduos em alto risco (com tolerância à
glicose diminuída) não podem prevenir, nem ao menos retardar, o
aparecimento do diabetes tipo 2.
b)A terapia nutricional é parte fundamental do plano terapêutico do
diabetes, podendo reduzir a hemoglobina glicada entre 1-2% e baseia-se nos
mesmos princípios básicos de uma alimentação saudável.
c)O termo tipo 2 indica destruição da célula beta que eventualmente leva
ao estágio de deficiência absoluta de insulina, quando a administração de
insulina é necessária para prevenir cetoacidose, coma e morte.
d)A maioria dos casos de Diabetes tipo 1 apresenta excesso de peso ou
deposição central de gordura. Em geral, mostram evidências de resistência à
ação da insulina e o defeito na secreção de insulina.
e)A prática de atividade física é contra-indicada para pacientes com
Diabetes do tipo 1 por interferir no metabolismo da glicose e de proteínas,
podendo levar o paciente a um quadro agudo de hipoglicemia.
99-No serviço médico, um paciente diabético com DM recém-
descoberta, solicitou à enfermagem a aplicação de insulina, pois ainda
não sabia como administrá-la adequadamente.

Assinale a alternativa que apresenta as vias administração da insulina:


a)Subcutânea somente.
b)Intradérmica, subcutânea e endovenosa.
c)Intramuscular, intradérmica e subcutânea.
d)Subcutânea, intramuscular e endovenosa.
e)Somente intradérmica.
100-É importante o rastreamento do Diabetes do tipo 2 em pacientes que
possuam critérios de risco aumentado. A única opção que NÃO apresenta
um critério de risco é
a)Sobrepeso (Índice de Massa Corporal IMC >25).
b)Diagnóstico prévio de síndrome de ovários policísticos.
c)Colesterol HDL d”35 mg/dL e/ou triglicerídeos e”150 mg/dL
d)Obesidade central (cintura abdominal >102 cm para homens e >88 cm
para mulheres, medida na altura das cristas ilíacas).
e)Doenças auto-imunes (como a tireoidite de Hashimoto, a doença de
Addison e a miastenia gravis).
101-Assinale a alternativa que apresenta a responsabilidade e a ação
estratégica correspondente para o controle da Diabete Melittus.
a)Controle das incapacidades físicas – Atividades educativas.
b)Acesso a exames para diagnóstico e controle: laboratorial e radiológico –
Realização ou referência para baciloscopia.
c)Planejamento Familiar – Realização ou referência para exame
citopatológico.
d)Cadastramento dos portadores – Alimentação e análise dos sistemas de
informação.
102-Sobre Diabetes Mellitus tipo II, assinale a alternativa correta.
a)Glicemia ao acaso ≥ 200mg/dl associado a sintomas clássicos, em pelo
menos duas ocasiões, é critério diagnóstico para a doença.
b)As principais classes de drogas orais que causam hipoglicemia
iatrogênica são as sulfonilureias e as glitazonas.
c)O alvo pressórico no paciente diabético é uma pressão arterial inferior a
140 x 90 mmHg.
d)A metformina age aumentando a sensibilidade hepática à insulina e
reduzindo a glicogenólise e gliconeogênese.
103-Paciente diabético do tipo I, com infecção urinária, procura o
ambulatório médico com quadro inicial de cetoacidose, identificado pelas
seguintes manifestações:
a)hipoglicemia, anúria, dores na panturrilha, hematopoiese e cefaleia.
b)disúria, cefaleia, isquemia, vômitos e hemorragia gástrica.
c)vômitos, edema em membros inferiores, dor em flanco esquerdo e
fadiga.
d)poliúria, xeroftalmia, hipopotassemia, cianose de extremidades e
náuseas.
e)hiperglicemia, polidipsia, poliúria, visão turva, fadiga e náuseas.
104-Em orientação ao portador de diabetes, em insulinoterapia, que
iniciará a contagem de carboidratos, recomenda-se a automonitorização
da glicemia. Nessa situação, o enfermeiro explica que
a)a automonitorização domiciliar deve incluir quatro perfis glicêmicos,
sendo dois pré-prandiais e dois pós-prandiais realizados uma hora após
almoço e jantar.
b)as fibras insolúveis encontradas nos legumes, farelos de aveia e de
cevada, leguminosas são importantes no controle glicêmico.
c)a quantidade de insulina intermediária ou de ação lenta deve ser
estimada e administrada antes das refeições.
d)o açúcar poderá ser incluído no plano alimentar desde que o total de
carboidratos seja contabilizado dentro da proposta de uma alimentação
saudável.
e)o peso do alimento em gramas corresponde à quantidade de
carboidratos existentes nesses mesmos alimentos.
105-A fim de direcionar as intervenções e avaliar o prognóstico das
lesões em pessoas com Diabetes Mellitus, foi estabelecida uma
classificação de risco pelo Grupo de Trabalho Internacional sobre Pé
Diabético. Nesse sistema de classificação, destaca-se a avaliação
vascular periférica, que pode ser realizada, dentre outros, por meio da
a)investigação da presença de dor e do pulso “martelo d’água” ao
caminhar, principalmente no período da manhã.
b)investigação da presença de sinais de cetoacidose, como pele
hipertrofiada, quente e reluzente.
c)avaliação dos pulsos periféricos pediosos e tibiais posteriores e presença
de rubor de declive.
d)avaliação dos pulsos periféricos pediosos e da presença de som
timpânico ao exame de percussão.
e)investigação da presença de sinais de cetonúria, como o adelgaçamento
das unhas e ausência de pelos no dorso das extremidades.
106-Uma complicação comum em pacientes com diabetes é a nefropatia
diabética, e o melhor marcador disponível para identificar indivíduos em
risco de desenvolverem insuficiência renal é a microalbuminúria. De
acordo com o Ministério da Saúde (2006), faz-se necessário saber que
outras situações podem elevar a excreção urinária de albumina, como
a)repouso prolongado, hipotensão arterial severa e hipoglicemia.
b)piúria, hematúria e aumento da pressão arterial.
c)hipotermia prolongada, hipoglicemia matinal e infecção.
d)exercício físico intenso, diminuição severa da pressão arterial e
hiperglicemia.
e)insuficiência cardíaca, piúria e hipotensão arterial.
107-De acordo com a definição de Cetoacidose Diabética pela Sociedade
Brasileira de Diabetes, este desequilíbrio metabólico grave caracteriza-se
por meio de três anormalidades principais, como acidose
a)metabólica com anion gap diminuído, hipoglicemia e cetonúria.
b)respiratória com ausência de ácido lático, hiperglicemia e anasarca.
c)respiratória com aumento do pH sanguíneo, hipoglicemia e ausência de
glucagon.
d)metabólica com anion gap elevado, hiperglicemia e cetonemia.
e)respiratória, distensão da veia jugular por sobrecarga hídrica e
hiperglicemia.
108-A assistência ao pré-natal deve iniciar-se o mais cedo possível,
visando ao controle de condições mórbidas ou de riscos e melhor
avaliação do desenvolvimento fetal. Considerando a conduta médica e de
enfermagem, na possibilidade de intercorrências clínicas na gestação,
julgue as assertivas abaixo:
Avaliar as necessidades individuais de pacientes pré-diabéticos ou
diabéticas através da anamnese e exame físico completo sem a
interferência de outros profissionais.
 Certo
 Errado
109-Em relação às complicações do diabetes que contribuem para o
aumento do risco de problemas e infecções nos pés, considere:

I. a neuropatia sensorial leva a perda da sensação de dor e pressão.

II. a hipoglicemia prejudica a capacidade dos leucócitos de destruir a


bactéria.

III. a circulação deficiente nos membros inferiores contribui para a


inadequada cicatrização das feridas e para o desenvolvimento de
gangrena.

Está correto o que consta APENAS em


a)I.
b)II.
c)III.
d)I e II.
e)I e III.
110-Em relação aos diferentes procedimentos e recomendações de
enfermagem, julgue os itens de 76 a 82.
A hipoglicemia, que ocorre quando a glicose sanguínea cai abaixo de 50
mg/dL a 60 mg/dL, pode ser causada por uma quantidade excessiva de
insulina ou agentes hipoglicemiantes orais, quantidade muito pequena de
alimento ou atividade física excessiva. Na sua forma grave, pode incluir
comportamento desorientado, convulsões, dificuldade em despertar do
sono ou perda da consciência, para cujo tratamento imediato é indicada
uma injeção de 1 mg de glucagon por via subcutânea ou intramuscular.
 Certo
 Errado
111-Dentre as medidas educativas básicas para cuidar do pé diabético, é
adequada a seguinte orientação.
a)( ) utilizar talco antisséptico
b)( ) aplicar hidratante entre os dedos
c)( ) examinar os pés semanalmente
d)( ) cortar as unhas de forma reta
112-Indivíduos com diabetes mellitus, insulinodependentes, podem
apresentar hiperglicemia matinal por nível insuficiente de insulina,
relacionada a diversos fatores, sendo alguns deles:

a)

b)

c)
d)

e)

113

114-Os fatores predisponentes do diabetes tipo 2 associam-se a três


eixos etiológicos: genético, estilo de vida e envelhecimento. Na condição
de educador em saúde, com o intuito de atuar na prevenção primária para
minimizar a incidência dessa patologia, o enfermeiro deve avaliar o
cliente em relação ao
a)fator genético, pois o histórico de microssomia fetal é associado à
hiperglicemia.
b)estilo de vida, pois a hiperglicemia é consequente da hipocortisolemia
que ocasiona rebaixamento de humor.
c)fator genético, associado à etnia pela maior prevalência da doença entre
os afro-americanos, hispano-americanos, americanos nativos, americanos
asiáticos e islandeses do Pacífico.
d)estilo de vida, pois a obesidade central e visceral pode provocar
diminuição da resistência insulínica.
e)envelhecimento, pois a presença de cistos ovarianos não funcionais
afeta o sistema endócrino, diminuindo a resistência à insulina.
115-A prática regular da atividade física é indicada a todos pacientes com
diabetes. Na orientação dos exercícios, devem ser observados:

I. Os calçados devem ser confortáveis prevenindo a formação de bolhas e


calosidades.
II. Um dos exercícios mais recomendados para indivíduos com perda
significativa de sensibilidade nos pés são as caminhadas em esteira, por
evitar impacto.
III. Paciente com tratamento recente de retinopatia proliferativa deve dar
preferência a exercícios que aumentem a pressão intra-abdominal, a fim
de melhorar a circulação geral.
IV. O exercício deve ser iniciado de forma gradual, com caminhadas por 5
a 10 minutos em terreno plano.

Está correto o que se afirma em


a)I, II, III e IV.
b)I e IV, apenas.
c)II e IV, apenas.
d)II e III, apenas.
e)III e IV, apenas.
116-Em relação à Cetose e Cetoacidose, analise as assertivas e assinale a
alternativa que aponta as corretas.

I. A cetoacidose é uma complicação potencialmente letal, com índices de


mortalidade entre 5% e 15%. Estima-se que 50% dos casos possam ser
evitados com medidas simples de atenção.

II. A cetoacidose ocorre particularmente em pacientes com diabetes tipo


2, sendo algumas vezes a primeira manifestação da doença.

III. O quadro clínico consiste em polidipsia, poliúria, enurese, hálito


cetônico, fadiga, visão turva, náuseas e dor abdominal, além de vômitos,
desidratação, hiperventilação e alterações do estado mental.

IV. A cetose, que antecede a cetoacidose, pode ser manejada em casa,


desde que o paciente esteja habituado com o automonitoramento da
glicemia. Já a cetoacidose em evolução requer tratamento imediato no
local de atendimento usual ou em serviço de emergência.

V. O diabetes tipo 1, que mantém uma reserva pancreática de insulina,


raramente desenvolve essa complicação, mas isso pode ocorrer em
intercorrências como infarto, AVC ou infecção grave, em que há
elevada produção de hormônios contra-reguladores.
a)Apenas II, IV e V.
b)Apenas I, II e III.
c)Apenas I, III e V.
d)Apenas I, III e IV.
e)Apenas III, IV e V.
117-Cerca de metade da população com Diabetes não sabe que é
portadora da doença, algumas vezes permanecendo não diagnosticados
até que se manifestem sinais de complicações. Alguns fatores são
indicativos de maior risco para desenvolvimento do Diabetes, EXCETO
a)Hipertensão Arterial ( maior que 140/90 mmHg).
b)Obesidade Central (cintura abdominal maior que 102 cm para homens e
maior que 88 cm para mulheres, medida na altura das cristas ilíacas).
c)Idade maior que 45 anos.
d)Antecedente Familiar (pai ou mãe com diabetes).
e)Colesterol HDL maior que 40 mg/dl e triglicerídeos menor que 180 mg/dl.
118-O envelhecimento da população, a urbanização crescente e a adoção
de estilos de vida pouco saudáveis como sedentarismo, dieta inadequada
e obesidade são os grandes responsáveis pelo aumento da incidência e
prevalência do diabetes em todo o mundo. Considerando ser, portanto, o
diabetes uma doença crônica degenerativa, que, por vezes, invalida ou
mesmo leva à morte indivíduos acometidos por ela, torna-se
indispensável trabalhar a sua prevenção, controle e adesão a
tratamentos.

Dessa maneira, tendo em vista a necessidade de cuidados com a


diabetes, analise as seguintes afirmativas e assinale a
alternativa INCORRETA.
a)Dentre os fatores indicativos de maiores riscos para desenvolvimento do
diabetes tipo II, destacam-se: idade maior que 45 anos, sobrepeso, história
familiar (pai ou mãe) portadores de diabetes e história de hipertensão arterial
sistêmica.
b)Hipoglicemia é a diminuição dos níveis glicêmicos – com ou sem
sintomas – para valores abaixo de 60 a 70 mg/dL. Quando há manifestação
clínica desse estado, os mais comuns são: fome, tontura, fraqueza, dor de
cabeça, confusão mental, coma, convulsão, sudorese, taquicardia, apreensão e
tremor.
c)Embora a hipertensão arterial sistêmica afete a maioria dos diabéticos,
não representa, nesses casos, fator de risco para o desenvolvimento de
doenças coronarianas e doenças microvasculares.
d)As áreas do corpo mais propícias para aplicação da insulina são: braços,
região abdominal e glútea, alternando sempre os locais entre uma aplicação e
outra.
119-A descompensação do diabetes tipo I e as complicações tardias do
diabetes tipo II estão corretamente expressas em:

a)
b)

c)

d)

e)
120-

Tendo como referência o caso clínico apresentado acima, julgue os itens


a seguir.

Espera-se que o eletrocardiograma do paciente mostre ondas T elevadas


em pico ou em tenda, o que indica a necessidade de reposição do
potássio sérico.
 Certo
 Errado
121-

Tendo como referência o caso clínico apresentado acima, julgue os itens


a seguir.

Os sinais e sintomas esperados incluem: dor abdominal, poliúria,


polidipsia, respiração de Kussmaul e hálito cetônico.
 Certo
 Errado
122-

Tendo como referência o caso clínico apresentado acima, julgue os itens


a seguir.

A insulinoterapia deverá ser instituída com insulina regular, que poderá


ser administrada pela via intravenosa com infusão contínua ou em doses
fracionadas pela via intramuscular ou subcutânea.
 Certo
 Erra
123-Ao conversar com o usuário, o enfermeiro percebe que ele
apresenta o hálito com cheiro de "maçã podre". Esta situação deve ser
rapidamente notificada porque retrata
a)o aumento da taxa de fenilcetonúria.
b)a reação hipoglicêmica.
c)o diabetes do tipo "insípidus".
d)a hiperglicemia, com a glicose ultrapassando a 250 mg/dl.
e)a doença de Cushing diabética.
124-Pessoas com diabetes mellitus (DM) e alto risco de desenvolver
úlceras nos pés (Categoria 1 ou 2) devem receber algumas orientações
dos profissionais de saúde, tais como:
a)estimular o paciente a caminhar descalço.
b)utilizar permanganato de potássio para tratamento dos calos e ceratose.
c)indicar aos pacientes aquecedores dos pés (bolsa-d’água quente e
cobertores elétricos).
d)amaciar os sapatos novos com uso por pequenos períodos de tempo
antes de utilizá-lo.
e)proibir o uso de protetor solar nos pés.
125-A probabilidade de um indivíduo apresentar diabetes ou um estado
intermediário de glicemia depende da presença de fatores de risco.
Assinale a alternativa que NÃO se enquadra nos critérios para o
rastreamento de DM em adultos assintomáticos.
a)História de pai ou mãe com diabetes.
b)Hipertensão arterial (>140/90 mmHg ou uso de anti-hipertensivos em
adulto).
c)História de diabetes gestacional ou de recém-nascido com mais de 4 kg.
d)Dislipidemia.
e)Histórico de endometriose.
126-Em relação aos cuidados com os pés de portadores de Diabetes,
assinale a alternativa correta:
a)Orientar paciente para utilizar calçados abertos, de preferência
sandálias, para evitar calos e deformidades.
b)Orientar paciente para utilização de calçados adequados, fechados e
com solado firme.
c)A inspeção de pele e unhas deve ser realizada pelo paciente no mínimo
uma vez por mês.
d)Deve ser removido o calo com produtos químicos (calicidas) para evitar
úlceras nos pés.
127-Em relação ao Diabetes, assinale a alternativa correta:
a)O Diabetes tipo 1 tem como fatores de risco para o desenvolvimento da
doença: idade maior ou igual a 45 anos, excesso de peso, história familiar da
doença (pais e irmãos), inatividade física habitual, tolerância à glicose
diminuida ou glicemia de jejum elevada.
b)A prática de exercícios físicos não é recomendada para a paciente com
Diabetes Gestacional, pois aumenta o efeito indesejado da glicemia pós-
prandial.
c)O exame físico do paciente com Diabetes tipo 2 deve ser orientado para
determinação do peso e altura, medida de pressão arterial supina e ereta,
investigação de complicações (neuropatia e vasculopatia), inspeção da pele
dos pés e exame do fundo do olho.
d)
O exercício físico deve ser recomendado para o paciente com Diabetes,
substituindo o tratamento medicamentoso com hipoglicemiantes orais.
GABARITO
1-E 2-D 3-A 4-C 5-A 6-C 7-C 8-A 9-D 10-C 11-
A 12-A 13-A 14-B 15-B 16-B 17-C 18-A 19-D
20-E 21-A 22-C 23-C 24-B 25-E 26-D 27-B 28-
D 29 30-B 31-A 32-A 33-D 34-C 35-D 36-D 37-
D 38-A 39-B 40-A 41-A 42-C 43-C 44-E 45-E
46-E 47-C 48-A 49-E 50-A 51-D 52-D 53-D 54-
B 55-E 56-B 57-E 58-D 59-C 60-D 61-C 62-C
63-D 64-E 65-B 66-B 67-C 68-B 69-D 70-A 71-
C 72-D 73-E 74-C 75-C 76-A 77-B 78-C 79-B
80-E 81-B 82-C 83-B 84-D 85-A 86-E 87-D 88-
D 89-B 90-A 91-B 92-C 93-C 94-B 95-D 96-B
97-D 98-B 99-D 100-E 101-D 102-D 103-E 104-
D 105-C 106-B 107-D 108-E 109-E 110-C 111-
D 112-B 113-B 114-C 115-B 116-D 117-E 118-
C 119-C 120-E 121-C 122-C 123-D 124-D 125-
E 126-B 127-C
QUESTÕES HIPERTENSÃO
1-No cuidado da pessoa com hipertensão arterial sistêmica, é INCORRETO
considerar que
a)a hipertensão sistólica é muito comum em idosos, assim o objetivo do
cuidado é a redução gradual da pressão arterial (PA) para valores abaixo de
140/90 mmHg, mas quando os valores de pressão arterial sistólica estiverem
muito elevados, é aceito que se reduza, inicialmente, para níveis de até 160
mmHg.
b)a hipotensão ortostática é diagnosticada quando os níveis de pressão
sistólica diminuem 20 mmHg ou mais ou os níveis diastólicos diminuem 10
mmHg ou mais, um a três minutos após o paciente assumir a postura ereta.
c)durante a consulta de enfermagem, deve-se priorizar o cuidado dos fatores
de risco que influenciam o controle da hipertensão, ou seja, as mudanças no
estilo de vida, o incentivo ao sedentarismo, a redução do peso corporal e o
abandono do tabagismo.
d)pessoas com PA entre 130/85 mmHg e 139/89 mmHg devem fazer
avaliação para se identificar a presença de outros fatores de risco para doença
cardiovascular.
e)deve-se verificar e registrar a pressão arterial (PA) de todo adulto com
dezoito anos ou mais de idade, em consulta, em atividades educativas, em
procedimentos, de que não tiver registro no prontuário de ao menos uma
verificação da PA nos últimos dois anos.
2-Sobre Hipertensão Arterial, é CORRETO afirmar que
a)dos pacientes hipertensos diagnosticados, apenas 20% apresentam
hipertensão primária, ou seja, pressão arterial elevada cuja causa não é
identificada.
b)pacientes classificados com hipertensão arterial estágio apresentam
pressão arterial sistólica entre 139 e 140mmHg.
c)a obesidade é um dos fatores de risco comum para o desenvolvimento de
hipertensão arterial. O aumento da incidência da obesidade infantil é um
prenúncio do número crescente de adultos hipertensos.
d) o valor da diferença entre pressão arterial sistólica (PAS) e pressão
arterial diastólica (PAD) (Ex: PAS 170 x PAD 60mmHg. Pressão diferencial igual
a 90mmHg), em nenhuma situação, está associado a alterações
cardiovasculares.
e) toda hipertensão arterial vem acompanhada de sinais e sintomas desde
o momento em que a doença foi instalada.
3-Sobre Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), analise as afirmativas abaixo
e coloque V nas Verdadeiras e F nas Falsas.

( ) A Hipertensão Arterial representa a elevação dos níveis tensionais,


maiores do que os preconizados, como 140 mmHg para Pressão Arterial
Sistólica (PAS) e 90 mmHg para Pressão Arterial Diastólica (PAD).
( ) A Hipertensão Arterial pode ser classificada como primária ou essencial,
quando não se identifica a causa da alteração, e secundária ou não
essencial, quando ocorre devido a alterações em órgãos que influenciam a
manutenção dos valores pressóricos.
( ) A HAS é assintomática na maioria das vezes, e a única maneira de se
identificar a doença é por meio de aferição da pressão arterial periódica,
mesmo em crianças e adolescentes.
( ) Medidas não farmacológicas, como: restrição ao uso de sal, combate à
obesidade, aumento da atividade física, diminuição do estresse, restrição da
ingestão de gorduras saturadas e álcool, eliminação do tabagismo, são
eficazes na redução da pressão arterial.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.


a)V-F-F-V
b)F-V-F-F
c)V-V-F-V
d)V-V-V-V
e)F-F-F-V
4-Considera-se crise hipertensiva em adultos jovens, o aumento da
pressão arterial com risco de morte ou de lesão de órgãos-alvo. Divide-se
em urgência e emergência hipertensiva. Considera-se urgência
hipertensiva:
a)quando existe evidente dano agudo e progressivo vascular e de órgãos-
alvo, com rápida descompensação da função de órgãos vitais e com risco
iminente de morte ou de lesão orgânica irreversível, demandando início imediato
da redução dos níveis pressóricos.
b)importante elevação da pressão arterial (em geral PA diastólica ≥ 150
mmHg), sem sintomas graves e sem risco imediato à vida ou de dano agudo a
órgãos-alvo (cérebro, coração, pulmões e rins) ou comprometimento vascular,
mas que pode evoluir para complicações graves.
c)quando existe evidente dano agudo e progressivo vascular e de órgãos-
alvo, sem descompensação da função de órgãos vitais e com risco iminente de
lesão orgânica irreversível, demandando início imediato da redução dos níveis
pressóricos.
d)importante elevação da pressão arterial (em geral PA diastólica ≥ 140
mmHg), com sintomas graves, mas sem risco imediato à vida ou de dano agudo
a órgãos-alvo (cérebro, coração, pulmões e rins) ou comprometimento vascular,
mas que pode evoluir para complicações graves.
e)importante elevação da pressão arterial (em geral PA diastólica ≥ 120
mmHg), sem sintomas graves e sem risco imediato à vida ou de dano agudo a
órgãos-alvo (cérebro, coração, pulmões e rins) ou comprometimento vascular,
mas que pode evoluir para complicações graves.
5-O Ministério da Saúde recomenda através das estratégias para o cuidado
da pessoa com doença crônica hipertensão arterial sistêmica que o
enfermeiro, ao realizar a consulta de enfermagem, realize a educação em
saúde para o autocuidado. Para que sejam feitas as recomendações
nutricionais para as pessoas com pressão arterial limítrofe ou com
hipertensão arterial, além da investigação do consumo alimentar do
paciente, é necessário que realize também a investigação da condição
nutricional, pois ela indica quais caminhos o profissional deverá seguir.
Para tanto, o enfermeiro deve obter os seguintes dados antropométricos:
a)Peso e altura, apenas.
b)Peso e circunferência abdominal.
c)Índice de massa corporal, apenas
d)Índice de massa corporal e circunferência abdominal.
6-“Colaborador de empresa procurou o serviço de enfermagem do trabalho
para mensuração de pressão arterial. O mesmo relatou que está passando
mal, com cefaleia e visão turva. Após o exame, constata-se que a pressão
arterial deste senhor encontra-se a 150 x 90 mmHg.” Baseado nas novas
Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de
Cardiologia (2016), este senhor é classificado como:
a)Normotenso.
b) Crise hipertensiva.
c)Hipertensão estágio 1.
d)Hipertensão estágio II.
7-A medida da Pressão Arterial (PA) é simples e o método é fácil; porém,
exige certos cuidados e algumas recomendações devem ser seguidas
para que quaisquer erros sejam evitados. É recomendado pela
Sociedade Brasileira de Cardiologia que:
a)Sejam realizadas pelo menos três medições sem intervalo entre elas.
b)Sejam realizadas pelo menos duas medições sem intervalo entre elas.
c)A realização de apenas uma medição é suficiente para determinar o valor
da PA.
d)Sejam realizadas pelo menos duas medições com intervalo em torno de
um minuto entre elas.
8-“Sabe-se que a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é fator de risco para
várias doenças crônicas não transmissíveis. É uma doença caracterizada
pela elevação sustentada dos níveis pressóricos acima de limites
predefinidos. Os indivíduos pré-hipertensos têm maior probabilidade de se
tornarem hipertensos e maiores riscos de desenvolvimento de
complicações cardiovasculares quando comparados a indivíduos com
pressão arterial normal necessitando de acompanhamento periódico.”
(Sociedade Brasileira de Cardiologia, 2016.)

A pré-hipertensão caracteriza-se pela presença de pressão arterial


sistólica e diastólica nos limites, respectivamente, de:
a)121-129 e/ou 81-85 mmHg
b)121-139 e/ou 81-89 mmHg.
c)131-139 e/ou 81-89 mmHg
d)135-145 e/ou 85-95 mmHg.
9-As crises hipertensivas podem representar até 25% de todos os
atendimentos hospitalares de urgência e emergência, contribuindo com o
aumento das estatísticas em primeiros socorros. A respeito desse assunto,
julgue o item a seguir.
Tratando-se de urgência hipertensiva, é comum o aumento crítico da pressão
arterial do paciente, com quadro clínico grave e com progressiva lesão de
órgãos alvo, além de risco de morte. Nessa situação, exige-se a imediata
redução da pressão arterial com medicamentos por via parenteral.
 Certo
 Errado
10-As crises hipertensivas podem representar até 25% de todos os
atendimentos hospitalares de urgência e emergência, contribuindo com o
aumento das estatísticas em primeiros socorros. A respeito desse assunto,
julgue o item a seguir.
Nas pseudocrises hipertensivas, a pressão arterial elevada pode ser
consequência de outras situações clínicas, como quadros álgicos, ansiosos
e vertiginosos. Nesse caso, os pacientes devem receber medicamentos
sintomáticos e ser reavaliados posteriormente.
 Certo
 Errado
11-As crises hipertensivas podem representar até 25% de todos os
atendimentos hospitalares de urgência e emergência, contribuindo com o
aumento das estatísticas em primeiros socorros. A respeito desse assunto,
julgue o item a seguir.
Em se tratando de emergência hipertensiva, embora haja aumento
significativo da pressão arterial do paciente, a condição clínica é estável e
não há comprometimento de órgão alvo. Nessa situação, a pressão arterial
deve ser reduzida em até 24 horas, em geral com medicamentos
administrados por via oral.
 Certo
 Errado
12-Sobre a HAS (hipertensão arterial sistêmica), é falso revelar-se que
a)a redução de peso é a medida não farmacológica mais efetiva para
controlar a HAS.
b)o diagnóstico da HAS consiste na média aritmética da pressão arterial
(PA) maior ou igual a 140/90mmHg, verificada em, pelo menos, três dias
diferentes com intervalo mínimo de uma semana entre as medidas.
c)são fatores de risco para HAS: obesidade, abuso de bebidas alcoólicas,
predisposição familiar, uso de contraceptivos hormonais e transtornos do sono.
d)a primeira verificação da PA deve ser realizada em ambos os braços. Caso
haja diferença entre os valores, deve ser considerada a medida de menor valor.
O braço com o menor valor aferido deve ser utilizado como referência nas
próximas medidas.
e)sempre que possível, a medida da PA deverá ser realizada fora do
consultório, para esclarecer o diagnóstico e afastar a possibilidade do efeito do
avental branco no processo de verificação.
13-Considerando-se a classificação da pressão arterial (PA) preconizada
pelo Ministério da Saúde, um adulto maior de 18 anos que apresenta PA de
160/100 mmHg, em repouso, é
a) hipertenso estágio 1.
b) hipertenso estágio 3.
c) hipertenso estágio 2.
d) limítrofe.
e) normotenso.
14-A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica
multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão
arterial (PA). Considerando a aferição da pressão arterial, analise as
afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I. O paciente deve estar sentado, com o braço apoiado e acima da altura do


precórdio.
II. Palpar o pulso apical e inflar o manguito até 100mmHg acima do valor em
que o pulso deixar de ser sentido.
III. A pressão diastólica corresponde ao desaparecimento dos batimentos
(fase V).
IV. A pressão sistólica corresponde ao valor em que começarem a ser
ouvidos os ruídos de Korotkof (fase I).
a)Apenas as afirmativas III e IV estão corretas
b)Apenas as afirmativas I,II,III e IV estão corretas
c)Apenas as afirmativas I e II estão corretas
d)Apenas as afirmativas I e IV estão corretas
e)Apenas as afirmativas III está correta
15-Sobre o atendimento odontológico ao paciente hipertenso, analise as
afirmativas abaixo, dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) e assinale a
alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
( ) Para o usuário normotenso e/ou pressão arterial (PA) limítrofe, deve -se
realizar o atendimento odontológico convencional.
( ) Pessoas com PA limítrofe não necessitam fazer avaliação para identificar
a presença de fatores de risco para doença cardiovascular.
( ) Os usuários com níveis tensionais abaixo de 140/90mmHg, podem receber
qualquer tratamento odontológico.
( ) Os pacientes hipertensos no estágio I e II, na primeira sessão, devem ter
sua PA verificada novamente cinco minutos após a primeira aferição.
a)V,V,V,V
b)F,F,V,V
c)V,F,V,F
d)F,F,F,V
e)V,F,V,V
16-Sobre a atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus no Brasil,
é incorreto afirmar que:
a)A hipertensão arterial e o diabetes mellitus são doenças que apresentam
vários aspectos em comum, são doenças curáveis e requerem
acompanhamento eficaz e permanente.
b)O diabetes gestacional pode ocorrer durante as últimas fases da gravidez,
geralmente desaparece com o nascimento do bebê.
c)O diabetes gestacional favorece o acúmulo excessivo de líquido amniótico,
que pode distender demais a barriga da gestante, mortalidade fetal e
malformações.
d)Tanto o diabetes mellitus quanto a hipertensão arterial se correlacionam
com a dieta e merecem uma atenção especial. A pressão alta pede atenção para
a ingestão de sódio e o diabetes com as doses de açúcar na dieta.
17-A hipertensão arterial grave pode levar a situações de emergência
graves. Quais das situações clínicas abaixo não são consequências diretas
da hipertensão arterial.
a) Acidente Vascular Cerebral
b) Edema agudo de pulmão
c)Hipertensão pulmonar
d)Dissecção de aorta
e)Infarto agudo do miocárdio
18-Os distúrbios hipertensivos contribuem significativamente para a
morbidade materna e fetal em todo o mundo. A pré-eclâmpsia é um estado
hipertensivo exclusivo da gravidez humana e que precisa de um olhar
atento por parte da enfermagem (LOUWDERMILK, 2012). Em relação a essa
condição, afirma-se que:

I. A pré-eclâmpsia ocorre mais frequentemente em mulheres primíparas ou


multíparas com um novo parceiro.
II. As alterações patológicas que ocorrem na mulher com pré-eclâmpsia são
provocadas por interrupções da perfusão placentária e por disfunção das células
endoteliais.

III. O vaso espasmo generalizado provocado pela pré-eclâmpsia resulta em


perfusão tecidual deficiente em todos os sistemas orgânicos, redução da
resistência periférica, aumento da PA e aumento da permeabilidade das células
endoteliais.

IV. O exame físico da gestante é um importante instrumento para avaliação em


um caso de possível pré-eclâmpsia. É essencial a aferição precisa da pressão
arterial e a avaliação do edema, mesmo que sua presença não seja mais incluída
na definição dessa patologia, devendo ser avaliado em relação à sua
distribuição, grau e formação de cacifo.

V. Mulheres com pré-eclâmpsia grave devem ser internadas imediatamente para


uma avaliação completa da condição materno-fetal. Porém, para essas
avaliações maternas estão incluídos apenas o monitoramento da PA, do débito
urinário, do estado de consciência e sinais de trabalho de parto ou descolamento
prematuro da placenta.
Assinale a alternativa em que todas as afirmativas estão CORRETAS:
a)Apenas I, II.
b)Apenas II, III.
c)Apenas II, III, IV.
d)Apenas I, II, IV.
e)I, II, III, IV, V.
20-Infelizmente, no Brasil, a adesão dos pacientes ao tratamento do
Diabetes Mellitus e da Hipertensão arterial é muito baixa, com isso essas
doenças se tornam as duas principais causas da _____________________.
Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna.
a)Doença Renal Crônica
b)Osteoropose
c)Doença de Chagas
d)Síndrome de Cushing
e)Colite ulcerativa
21-O escore de Framingham revisado estima
a)probabilidade de câncer de colo de útero em mulheres acima de 40 anos.
b)determinantes sociais de pobreza.
c)risco de evento cardiovascular.
d)probabilidade de diabetes na população geral.
e)incidência de morte por causas externas.
22-Uma das doenças cardiovasculares mais frequente no Brasil,
responsável por complicações como a doença renal crônica terminal, é a
doença denominada
a)Arterite de Takayasu
b)Lupus Eritematoso Sistêmico
c)Angina instável
d)Rim Policístico
e)Hipertensão Arterial Sistêmica
23-J.M.S., 38 anos, portador de hipertensão arterial sistêmica, sofreu
traumatismo craniano contuso em acidente automobilístico, sendo
atendido em uma unidade de emergência onde realizou tomografia
craniana. Foi submetido a procedimento cirúrgico para inserção de cateter
intraventricular e encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva. Assinale
dentre as ações a seguir aquelas referentes à assintência de enfermagem
necessária ao paciente.
a)Mensurar a PIC (Pressão Intracraniana) e acompanhar os valores de
forma contínua, preferencialmente de 1 em 1 hora e quando houver alguma
elevação súbita de valor; Registrar sinais vitais de 2 em 2 horas e aumentar a
frequencia do registro se o paciente evoluir com instabilidade; Comunicar à
equipe médica quando a PIC estiver maior ou igual a 15mmHg.
b)Mensurar a PPC (Pressão de Perfusão Cerebral) e comunicar à equipe
médica quando esse valor estiver menor que 100mmHg; Avaliar a dor e medicar
conforme a prescrição médica.
c)Avaliar a PIC (Pressão Intracraniana) e acompanhar os valores em
intervalo mínimo de 2 em 2 horas, principalmente diante de elevação súbita de
valor; Manter leito zerado para favorecer o retorno venoso; Comunicar à equipe
médica quando a PIC estiver maior ou igual a 30mmHg.
d)Mensurar a PPC (Pressão de Perfusão Cerebral), comunicar qualquer
alteração à equipe médica; Avaliar a sedação empregando Escala de Glasgow.
e)Registrar a PIC (Pressão Intracraniana) com intervalo mínimo de 4 em 4
horas; Realizar mudança de decúbito a cada 2 horas durante toda a permanência
do cateter de PIC para evitar o surgimento de úlceras de decúbito.
24-Em relação à condição crônica da hipertensão arterial, dados os
fatores predisponentes,

I. Herança genética.
II. Estresse.
III. Sedentarismo.
IV. Aumento da longevidade.

Verifica-se que estão corretos:

a)I, II e IV, apenas


b)II, III e IV, apenas.
c)I e III, apenas
d)I, II, III e IV.
e)III, apenas.
25-A hipertensão arterial é uma doença crônica que, se não controlada,
pode ser causa de várias doenças, principalmente:
a)Da osteoporose e do câncer cerebral.
b)Do câncer cerebral e da diabetes mellitus.
c)Do acidente vascular cerebral (derrame) e do infarto.
d)Da diabetes mellitus e do câncer de intestino.
26-De acordo com as diretrizes atuais, a pressão arterial é considerada
limítrofe, ou seja, como pré-hipertensão, quando, ao ser medida
casualmente num atendimento, mostra-se na faixa de:
a)120-129 X 80-85 mmHg.
b)125-129 X 80-83 mmHg.
c)130-139 X 85-89 mmHg.
d)140-145 X 85-89 mmHg.
e)140-159 X 90-99 mmHg.
27-Estudos mostram que mesmo modestas reduções na quantidade
ingerida de sal são, em geral, eficientes em reduzir a pressão arterial. O
técnico em enfermagem, como integrante da equipe multiprofissional de
saúde, deve estimular os pacientes hipertensos e aqueles que apresentam
níveis de pressão arterial limítrofes quanto aos benefícios da redução no
consumo de sódio na dieta. De acordo com o Ministério da Saúde,
recomenda-se que a quantidade máxima para a ingestão diária do sal de
cozinha é de:
a)2 g.
b)4 g.
c)7 g.
d)9 g.
e)12 g.
28-A hipertensão pode acontecer quando nossas artérias sofrem algum
tipo de resistência, perdendo a capacidade de contrair e dilatar, ou então
quando o volume se torna muito alto, exigindo uma velocidade maior para
circular. Em relação aos efeitos da hipertensão sobre os órgãos, assinale
a afirmativa INCORRETA.
a)Pele: alterações da pele, tais como amarelecimento, escurecimento ou
vermelhidão, feridas que não cicatrizam ou alterações moles.
b)Cérebro: o acidente vascular cerebral, ou derrame cerebral, ocorre porque
a pressão do sangue rompe pequenas artérias do cérebro (AVC hemorrágico)
ou porque a pressão vai deteriorando as artérias terminais que entopem e
interrompem o fluxo sanguíneo (AVC isquêmico).
c)Rins e impotência sexual: urinar bastante não quer dizer que os rins
estejam funcionando adequadamente. A pressão alta, além de exercer efeitos
deletérios sobre os rins que vão perdendo a função a ponto de ser necessário
recorrer à diálise, pode provocar também impotência sexual.
d)Olhos: os vasos da retina são muito finos e delicados e a hipertensão pode
fazer com que se rompam ou entupam provocando a perda da visão. Quando a
pressão sobe rapidamente, isto é, durante a crise hipertensiva, há uma alteração
visual aguda provocada pelo inchaço do nervo que conduz os estímulos visuais.
e)Coração: quando submetido a níveis altos de pressão, o órgão torna-se
musculoso resultado do esforço maior que faz para bombear o sangue diante da
resistência oferecida pela circulação periférica. É como um esguicho com a ponta
fechada que se dilata com a força da água. Para piorar a situação, as coronárias
não acompanham o coração nesse crescimento. Músculo aumentado consome
mais oxigênio.
29-Assinale a alternativa correta sobre a doença em questão. A
hipertensão arterial é definida pelo ministério da saúde como:
a)Uma pressão arterial sistólica maior ou igual a 120 mmHg e uma pressão
arterial diastólica maior ou igual a 60 mmHg, em indivíduos que não estão
fazendo uso de medicação anti-hipertensiva
b)Uma pressão arterial sistólica menor ou igual a 120 mmHg e uma pressão
arterial diastólica menor ou igual a 60 mmHg, em indivíduos que não estão
fazendo uso de medicação anti-hipertensiva.
c)Uma pressão arterial sistólica menor ou igual a 140 mmHg e uma pressão
arterial diastólica menor ou igual a 90 mmHg, em indivíduos que não estão
fazendo uso de medicação anti-hipertensiva.
d)Uma pressão arterial sistólica maior ou igual a 160 mmHg e uma pressão
arterial diastólica maior ou igual a 100 mmHg, em indivíduos que não estão
fazendo uso de medicação anti-hipertensiva.
e)Uma pressão arterial sistólica maior ou igual a 140 mmHg e uma pressão
arterial diastólica maior ou igual a 90 mmHg, em indivíduos que não estão
fazendo uso de medicação anti-hipertensiva.
30-Assinale a alternativa correta sobre essa doença. O tratamento do
Diabetes mellitus e Hipertensão arterial sistêmica inclui as seguintes
estratégias: educação, modificações dos hábitos de vida e, se necessário,
medicamentos. O tratamento concomitante de outros fatores de risco
cardiovascular é essencial para a redução da mortalidade cardiovascular.
O paciente deve ser continuamente estimulado a adotar hábitos saudáveis
de vida como:
a)Atividade física, alto consumo de bebidas alcoólicas e fumo, alto consumo
de açucares.
b)Manutenção de peso adequado, prática regular de atividade física, manter
o hábito de fumar e do consumo de gorduras e de bebidas alcoólicas
c)Manutenção de peso adequado, prática regular de atividade física,
suspensão do hábito de fumar, baixo consumo de gorduras e de bebidas
alcoólicas.
d)Ingestão exclusiva de produtos do tipo diet.
e)Homens raramente desenvolvem essas doenças em virtude dos altos
níveis de hormônios.
31-Assinale a alternativa correta. Os objetivos da investigação laboratorial
do portador de hipertensão arterial são: confirmar a elevação da pressão
arterial; avaliar lesões em órgãosalvo (LOA); identificar fatores de risco
para doença cardiovascular e co-morbidades; diagnosticar a etiologia da
hipertensão. Quando possível, a avaliação mínima do portador de
Hipertensão arterial sistêmica deve constar dos seguintes exames:
a)Exame de urina (bioquímica e sedimento); Creatinina sérica; Potássio
sérico; Análise do escarro.
b)Somente eletrocardiograma.
c)Somente exame de urina (bioquímica e sedimento) e Análise do escarro.
d)Exame de urina (bioquímica e sedimento); Creatinina sérica; Potássio
sérico; Glicemia sérica; Colesterol total; Eletrocardiograma de repouso.
e)Avaliação do aumento de cálcio ósseo, exclusivamente.
32-A pressão arterial elevada crônica leva à lesão vascular, devido a
modificações na geometria das artérias, desde a diminuição da luz e
espessamento das paredes até rupturas, acarretando possíveis lesões
do coração, rins e cérebro. Assinale a alternativa que reúne somente
situações decorrentes de lesões cerebrais.
a)Hipertensão intraglomerular e intracraniana, trombose cerebral e
hemorragia cerebral.
b)Hipertrofia do miocárdio, isquemia cerebral e hipertensão intracraniana.
c)Microaneurisma de Charcot-Bouchard, rarefação da substância branca,
microinfartos cerebrais e demência.
d)Insuficiência renal crônica, insuficiência respiratória aguda e insuficiência
cardíaca congestiva.
e)Demência, microinfartos cerebrais e traumatismo craniano.
33-Na fase gestacional, a hipertensão arterial sistêmica (HAS) pode ser um
agravante de risco à mulher. Sobre o assunto, considere as seguintes
afirmativas:
1. A HAS pode levar ao óbito fetal e da mãe, bem como resultar em
prematuridade do feto.
2. A HAS tende a se mascarar no período gestacional.
3. Com a evolução da doença, pode acontecer convulsão, coma e
doença hipertensiva gravídica, podendo aparecer proteinúria com
comprometimento renal.
4. É comum ocorrer na HAS polidramnia na 4.ª semana de gestação.
Assinale a alternativa correta.
a)Somente a afirmativa 4 é verdadeira.
b)Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
c)Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
d)Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
e)As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
34-A hipertensão arterial sistêmica (HAS) e o diabetes mellitus (DM) são
considerados agravos de saúde pública. Sobre o assunto, identifique
como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:
( ) Complicações crônicas de HAS e DM podem ser evitadas ou
postergadas com tratamento e controle adequados.
( ) HAS e DM apresentam fatores de risco comuns, como obesidade,
dislipidemia e sedentarismo.
( ) HAS e DM são doenças distintas e que não apresentam aspectos
comuns.
( ) HAS e DM são doenças de difícil diagnóstico na população de forma
geral, porque dependem de controle rigoroso e exames especializados
para certificação.
Assinale alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para
baixo.
a)F – F – V – V.
b)V – V – V – F.
c)V – F – F – V.
d)F – F – F – V.
e)V – V – F – F.
35-Com o processo de envelhecimento, a hipertensão arterial sistêmica
e o diabetes melito têm sido fatos marcantes nas sociedades atuais,
configurando uma epidemia mundial somada aos fatores contribuintes,
como a crescente adoção de estilos de vida pouco saudáveis
(sedentarismo), dieta inadequada e obesidade. No que se refere à
hipertensão arterial e ao diabetes melito no idoso, assinale a alternativa
correta.
a)Constituem duas estratégias para o tratamento não farmacológico da
hipertensão arterial a redução do consumo de bebidas alcoólicas e o abandono
do tabagismo.
b)Em estudos já realizados, foi evidenciado que o diabetes não interfere na
sexualidade do idoso.
c)Quanto à classificação da pressão arterial no adulto, a hipertensão arterial
com valores de 160 x 100 mmHg é considerada como de Estágio 1.
d)Fome, tontura, fraqueza, sudorese, taquicardia e tremores compõem o
quadro clínico característico de um paciente com hiperglicemia.
e)O conjunto de seringa/agulha descartável para administração de insulina
pode ser reutilizado pela mesma pessoa por até dezesseis aplicações.
36-A pseudo-hipertensão está correlacionada com a idade e é
caracterizada por níveis pressóricos falsamente elevados. Sobre a pseudo-
hipertensão é correto afirmar:
a)É provocada pela perda de peso.
b)Ocorre devido ao uso de medicamentos e drogas que possam aumentara
pressão arterial.
c)Caracterizada quando, após a ausculta dos anos iniciais, ocorre o
desaparecimento dos sons e o seu reaparecimento em níveis pressóricos mais
baixos, o que subestima a verdadeira pressão sistólica.
d)Ocorre devido ao enrijecimento da parede arterial, que dificulta a oclusão
da artéria. É detectada por meio da manobra de Osler.
e)Ocorre exclusivamente em pessoas tabagistas.
37-A consulta de enfermagem para o acompanhamento da pessoa, com
diagnóstico de Hipertensão Arterial Sistêmica - HAS - é realizada por meio
da aplicação da Sistematização da Assistência de Enfermagem – SAE
(BRASIL, 2013). Sobre a consulta de enfermagem para pessoas com HAS,
assinale a alternativa CORRETA.
a)A consulta de enfermagem deve focar o exame físico e o enfermeiro
deverá solicitar exames laboratoriais que contribuirão para o diagnóstico, a
avaliação de risco para DCV e a decisão terapêutica.
b)A consulta de enfermagem deve focar a avaliação inicial de pessoas com
diagnóstico de HAS, a fim de identificar outros fatores de risco para doença
cardiovascular - DCV - e avaliar a presença de lesões em órgãos-alvo - LOA -.
c)A consulta de enfermagem deve focar os fatores de risco que influenciam
o controle da hipertensão, como por exemplo: mudanças no estilo de vida e o
incentivo à atividade física.
d)A consulta de enfermagem deve focar o exame físico e um dos aspectos
a serem considerados no supracitado exame é o de fundo de olho.
e)A consulta de enfermagem deve focar o exame físico e a implementação
da terapêutica medicamentosa, que pode ser iniciada com um diurético
associado a um inibidor da enzima conversora de angiotensina.
38-Em relação à Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e ao
Diabetes Mellitus (DM), é INCORRETO afirmar:
a)A HAS e o DM são responsáveis pela primeira causa de mortalidade e de
hospitalizações no Sistema Único de Saúde e representam, ainda, mais da
metade do diagnóstico primário em pessoas com insuficiência renal crônica
submetidas à diálise.
b)Os fatores de risco para úlcera nos pés são: neuropatia periférica,
deformidade nos pés, doença vascular periférica, mau controle glicêmico e
tabagismo.
c)A alimentação inadequada, o excesso de peso, o sedentarismo, o
tabagismo e o uso excessivo de álcool são fatores de risco para HAS que devem
ser adequadamente abordados e controlados.
d)Os sinais e sintomas clássicos que levam à suspeita de DM são poliúria,
perda inexplicada de peso, fadiga e visão turva.
e)O diagnóstico de diabetes baseia-se na detecção da hiperglicemia.
Existem quatro tipos de exames que podem ser utilizados no diagnóstico do DM:
glicemia casual, glicemia de jejum, teste de tolerância a glicose com sobrecarga
de 75g em duas horas (TTG) e, em alguns casos, hemoglobina glicada.
39-Segundo as orientações dos Cadernos de Atenção Básica de 2014, do
Ministério da Saúde, assinale a opção correta quanto ao rastreamento e ao
diagnóstico da hipertensão arterial sistêmica (HAS).
a)Indivíduos que apresentam pressão arterial (PA) anormal na monitoração
em consultório e PA normal na residência têm diagnóstico de hipertensão
mascarada.
b)A pressão arterial, em ordem crescente, pode ser classificada como
limítrofe, normotensão e HAS.
c)As estratégias de prevenção consideradas para a HAS são a populacional
e a dirigida a grupos de risco.
d)O controle e o tratamento da HAS são realizados com medicamentos que
apresentam muitos efeitos colaterais e baixa aplicabilidade.
e)Adultos com mais de dezoito anos de idade devem ter sempre a sua
pressão arterial aferida quando forem a uma unidade básica de saúde para
consultas.
40-De acordo com o fluxograma de rastreamento e diagnóstico de
Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), um adulto > de 18 anos que
comparece na UBS e possui PA 135/85mmHg (média das duas medidas
no dia), considerado como PA limítrofe, deve receber qual orientação?
a)Deve realizar consulta de enfermagem para mudança de estilo de vida.
b)Deve realizar consulta médica devido à crise hipertensiva.
c)Deve fazer uma reavaliação do caso em dois anos.
d)Deve ser encaminhado para consulta com especialista.
e)Deve realizar acompanhamento semanal na UBS devido à hipertensão.
41-A Hipertensão Arterial Sistêmica é a mais frequente das doenças
cardiovasculares. É também o principal fator de risco para as complicações
mais comuns como acidente vascular cerebral e infarto agudo do
miocárdio, além da doença renal crônica terminal. Os valores limites para
a hipertensão em indivíduos adultos que não estão fazendo uso de
medicação anti-hipertensiva são
a)120X80 mmHg.
b)140X90 mmHg.
c)100X60 mmHg.
d)110X70 mmHg.
e)160X100 mmHg.
42-Para o rastreamento da Hipertensão Arterial Sistêmica e para a medida
da Pressão Arterial − PA, o profissional de enfermagem deve saber que
a)o uso de cigarro e de bebidas com cafeína deve ser evitado nos 5 minutos
precedentes.
b)a primeira verificação deve ser realizada em ambos os braços, e se
discrepante, deve ser considerada a medida de menor valor.
c)o paciente deve estar sentado, com o braço apoiado à altura da região
umbilical, ou deitado com o braço apoiado sobre o abdome.
d)a média de duas aferições deve ser considerada como a pressão arterial
do dia; se os valores observados diferirem em mais de 5 mmHg, medir
novamente.
e)o manguito deve ser desinflado entre 7 a 10 mmHg por segundo.
43-Sobre o tratamento medicamentoso da hipertensão arterial sistêmica
(HAS), leia as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.
I. Os diuréticos são pelo menos tão eficazes quanto outras opções anti-
hipertensivas para prevenir eventos cardiovasculares em ampla gama de
condições, como gravidade de hipertensão, idade, gênero, raça e presença
de comorbidades (eventos clínicos prévios e diabetes mellitus).
II. Indica-se o uso de betabloqueadores como droga de primeira linha no
tratamento da HAS.
III. Com a redução de 5 mmHg na pressão diastólica ou 10mmHg na pressão
sistólica, há redução aproximada de 25% no risco de desenvolver cardiopatia
isquêmica e de 40% no risco de apresentar AVC (acidente vascular cerebral).
IV. Antes de substituir o anti-hipertensivo que se mostra ineficaz, deve-se
garantir o uso de doses adequadas.
V. A ocorrência de efeitos adversos significativos ou continuada ineficácia
não indicam a necessidade de substituição do medicamento, e sim o uso de
doses mais altas.
Estão corretas as afirmativas:
a)II e III, apenas.
b)I, II, III, IV e V.
c)I, III, IV, apenas.
d)II, IV e V, apenas.
e)I, II, III e IV, apenas.
44-A Hipertensão Arterial é agravada por:
a)Diabetes Mellitus.
b)Infarto Agudo do Miocárdio.
c)Acidente vascular Cerebral.
d)Insuficiência Renal Crônica.
45-De acordo com Brasil (2013), a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é
responsável por uma alta taxa de morbimortalidade e perda significativa da
qualidade de vida, o que reforça a importância do diagnóstico precoce. Seu
diagnóstico não necessita de alta tecnologia, e a doença pode ser tratada
e controlada com mudanças de hábito, com medicamentos de baixo custo
e de poucos efeitos colaterais, que são eficazes e de fácil aplicabilidade na
Atenção Básica. Acerca desse assunto marque a alternativa errada.
a)O diagnóstico da HAS consiste na média aritmética da PA maior ou igual
a 140/90mmHg, verificada em pelo menos três dias diferentes com intervalo
mínimo de uma semana entre as medidas, ou seja, soma-se a média das
medidas do primeiro dia mais as duas medidas subsequentes e divide-se por
três.
b)A constatação de um valor elevado em apenas um dia, mesmo que em
mais do que uma medida, não é suficiente para estabelecer o diagnóstico de
hipertensão.
c)A primeira verificação deve ser realizada em ambos os braços. Caso haja
diferença entre os valores, deve ser considerada a medida de menor valor. O
braço com o menor valor aferido deve ser utilizado como referência nas próximas
medidas.
d)As pessoas que apresentarem PA entre 130/85mmHg são consideradas
normotensas e deverão realizar a aferição anualmente.
e)A consulta de enfermagem para pessoas com pressão arterial limítrofe
tem o objetivo de trabalhar o processo de educação em Saúde para a prevenção
primária da doença, por meio do estímulo à adoção de hábitos saudáveis de vida
e também de avaliar e estratificar o risco para doenças cardiovasculares.
46-A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) pode ser traduzida como o
aumento dos níveis pressóricos acima do recomendado para uma
determinada faixa etária e condição clínica. Entre as classes de HAS, as
pseudocrises hipertensivas são
a)situações nas quais há uma elevação importante da pressão arterial, em
geral a diastólica > 120mmHg, causada por alguma condição de
comprometimento da saúde, porém são situações em que existe risco potencial
de lesão aguda de órgão-alvo.
b)situações em que ocorre progressiva lesão aguda de órgãos -alvo e risco
iminente de morte, as quais necessitam de redução imediata da pressão arterial,
não necessariamente para níveis normais.
c)episódios nos quais há apenas alteração dos níveis pressóricos sem
queixas dos pacientes e apresentam-se como um achado, nas verificações de
rotina.
d)episódios nos quais o aumento acentuado da pressão arterial é
desencadeado por dor (cólicas, cefaleia, fibromialgia), desconforto (tonturas,
mal-estar) e ansiedade ou por associação desses fatores. Esse grupo de
doentes é provavelmente o responsável pela maior procura por um atendimento
de urgência com PA acentuadamente elevada.
47-Na Clínica Médica de um hospital público, Dona Joana, técnica de
enfermagem, ficou responsável por cuidar dos pacientes com
diagnóstico de hipertensão arterial sistêmica (HAS). Considerando a
possibilidade de algum paciente vir apresentar Acidente Vascular
Cerebral (AVC), e Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), Dona Joana deve
estar atenta para:

( ) Administrar a medicação conforme seus conhecimentos técnicos


científicos

( ) Verificar os sinais vitais dos pacientes e registrar nos prontuários


nos horários prescritos.

( ) Observar pacientes que estiverem mantendo níveis pressóricos


elevados para evitar complicações.

( ) Administrar antiácidos aos pacientes que apresentarem dor


epigástrica.

( ) Comunicar em caráter de emergência o médico plantonista,


ocorrência de episódios de náuseas, vômitos e desvio da comissura
labial.

A sequência CORRETA, de cima para baixo, é:


a)V, V, V, F, V.
b)V, V, V, F, F.
c)F, V, V, F, V.
d)V, F, V, V, F.
e)F, F, F, V, V.
48-É INCORRETO afirmar sobre a prevenção primária da Hipertensão
Arterial Sistêmica (HAS):
a)Respeitando-se as características regionais, culturais, sociais e
econômicas dos indivíduos, Hábitos saudáveis de vida devem ser estimulados
para toda a população desde a infância;
b)Intervenções não medicamentosas são universalmente indicadas, apesar
de estudos que avaliam a eficácia das mesmas apontarem a existência de
limitações em algumas delas, e deverão fazer parte da consulta de enfermagem
já que constituem um conjunto de atividades identificadas como benéficas para
a prevenção das doenças não transmissíveis em geral;
c)A consulta de enfermagem faz parte da estratégia dirigida a grupos de
risco que propõe intervenção educativa em indivíduos com valores de PA
limítrofes, predispostos à hipertensão;
d)Consultas individuais ou coletivas para incentivar a mudança no estilo de
vida para adoção de hábitos saudáveis são recomendadas na prevenção
primária da HAS, notadamente nos indivíduos com Hipertensão estágio 3, pois
reduzem a PA e a mortalidade cardiovascular.
49-A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica
multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão
arterial (PA). Para tanto, recomenda-se sempre que possível a mensuração
da PA fora do consultório para esclarecimento do diagnóstico,
identificação da hipertensão do avental branco (HAB) e da hipertensão
mascarada (HM). As VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão recomendam
prazos para reavaliação da pressão arterial. Considerando essas Diretrizes,
é correto afirmar que, exceto:
a)PAS < 130 PAD < 85, reavaliar em 1 ano e estimular mudanças de estilo
de vida.
b)PAS 140–159 PAD 90–99, confirmar em 4 meses.
c)PAS 130–139 PAD 85–89, reavaliar em 6 meses e insistir em mudanças
de estilo de vida.
d)PAS 160–179 PAD 100–109, confirmar em 1 mês.
e)PAS ≥ 180 PAD ≥ 110, intervenção medicamentosa imediata ou reavaliar
em 1 semana.
50-A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica
multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão
arterial. Associa-se, frequentemente, às alterações funcionais e/ou
estruturais dos órgãos-alvo (coração, encéfalo, rins e vasos sanguíneos) e
às alterações metabólicas, com aumento do risco de eventos
cardiovasculares fatais e não fatais. O diagnóstico da HAS consiste na
média aritmética da PA maior ou igual a:
a)pressão de 130/90mmHg, verificada em pelo menos três dias diferentes
com intervalo mínimo de uma semana entre as medidas, ou seja, soma-se a
média das medidas do primeiro dia mais as duas medidas subsequentes e
divide-se por três.
b)pressão de 140/100mmHg, verificada em pelo menos três dias diferentes
com intervalo mínimo de uma semana entre as medidas, ou seja, soma-se a
média das medidas do primeiro dia mais as duas medidas subsequentes e
divide-se por três.
c)pressão de 140/90mmHg, verificada em pelo menos três dias diferentes
com intervalo mínimo de uma semana entre as medidas, ou seja, soma-se a
média das medidas do primeiro dia mais as duas medidas subsequentes e
divide-se por três.
d)pressão de 160/100 mmHg, verificada em pelo menos três dias diferentes
com intervalo mínimo de uma semana entre as medidas, ou seja, soma-se a
média das medidas do primeiro dia mais as duas medidas subsequentes e
divide-se por três.
e)pressão de 130/100mmHg, verificada em pelo menos três dias diferentes
com intervalo mínimo de uma semana entre as medidas, ou seja, soma-se a
média das medidas do primeiro dia mais as duas medidas subsequentes e
divide-se por três.
51-Preencha as lacunas e assinale a alternativa correta. A pressão
arterial (PA) é a resultante da força exercida pelo ________ nas paredes
das ________, do volume de sangue _________, da força de contração
do coração e da________ na parede dos vasos.

a)coração / artérias / circulante / força


b)sangue / artérias / circulante / resistência
c)fluido / varicoses / resistência / força
d)sangue / varicoses / circulante / repetição
e)coração / veias / circulante / repetição
52-Sobre a consulta de enfermagem para prevenção primária da
Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), é correto afirmar que
a)a consulta de enfermagem faz parte da estratégia dirigida a grupos de
risco que propõe intervenção medicamentosa em indivíduos com valores de PA
limítrofes, predispostos à hipertensão.
b)consultas individuais ou coletivas, para incentivar a Mudança de Estilo de
Vida para adoção de hábitos saudáveis, são recomendadas na prevenção
primária da HAS, notadamente nos indivíduos com PA limítrofe, pois reduzem a
PA e a mortalidade cardiovascular.
c)os hábitos saudáveis de vida devem ser estimulados para toda a
população a partir do momento em que esta torna-se hipertensa. Independente
das características regionais, culturais, sociais e econômicas, as orientações são
as mesmas.
d)a Mudança do Estilo de Vida tem como objetivo diminuir os fatores de risco
para Doença Cardiovascular e reduzir a pressão arterial. Para isso, deve-se
iniciar uma consulta médica para prescrição de medicamentos.
e)as medidas sugeridas terão impacto no estilo de vida e sua implementação
dependerá diretamente do enfermeiro.
53-São modificações no estilo de vida importantes para o manejo da
Hipertensão Arterial Sistêmica, EXCETO
a)redução de peso, mantendo IMC entre 18,5 e 24,9 kg/m2 .
b)alimentação rica em frutas e vegetais e pobre em gordura total e saturada.
c)atividade aeróbica, por 30 minutos pelo menos, na maioria dos dias da
semana.
d)introdução precoce da terapia medicamentosa anti-hipertensiva.
e)moderação no consumo de álcool.
54-Ao orientar a prática da atividade física à pessoa com Hipertensão
Arterial Sistêmica (HAS), o profissional de saúde deve estar atento a alguns
aspectos. Qual das alternativas a seguir apresenta uma situação em que
NÃO é recomendada a realização de atividades físicas intensas ou
anaeróbias?
a)Indivíduos em que a pressão arterial sistólica e/ou diastólica estiver
superior a 160 ou 105 mmHG, respectivamente.
b)Indivíduos em que a pressão arterial sistólica e/ou diastólica estiver
superior a 140 ou 80 mmHG, respectivamente.
c)Indivíduos em que a pressão arterial sistólica e/ou diastólica estiver
superior a 130 ou 80 mmHG, respectivamente.
d)Indivíduos em que a pressão arterial sistólica e/ou diastólica estiver
superior a 120 ou 80 mmHG, respectivamente.
e)Indivíduos em que a pressão arterial sistólica e/ou diastólica estiver
superior a 110 ou 70 mmHG, respectivamente.
55-São sintomas de uma crise hipertensiva, exceto:
a)Dor em membros inferiores.
b)Cefaleia.
c)Alterações visuais.
d)Dor precordial.
56-De acordo com o caderno 37 do Ministério da Saúde, a urgência
hipertensiva ocorre quando há elevação crítica da pressão arterial, porém
com estabilidade clínica, sem comprometimento de órgãos-alvo. Sobre
esta situação clínica, é correto afirmar que:
a)a administração do comprimido captopril deve ser por via oral (deglutição).
b)a administração sublingual do comprimido de captopril é fortemente
recomendada.
c)a administração sublingual de nifedipino de ação rápida é amplamente
utilizada para esse fim, pois não há descrição de efeitos adversos graves com
essa conduta.
d)nos casos de urgências hipertensivas, a pressão arterial deverá ser
tratada com medicamentos por via oral, buscando-se sua redução em até 48
horas.
e)urgências hipertensivas são tratadas somente com repouso; as
emergências hipertensivas é que são tratadas com medicamentos anti-
hipertensivos.
57-ulgue o item a seguir com relação a hipertensão arterial sistêmica
(HAS) e diabetes melito (DM).

A HAS em pacientes jovens está diretamente relacionada à história


familiar de acidente vascular encefálico, doença arterial coronariana
prematura (homens com idade abaixo de cinquenta e cinco anos e
mulheres de até sessenta e cinco anos de idade) e morte prematura e
súbita de familiares próximos.

 Certo
 Errado
58-Julgue o item a seguir com relação a hipertensão arterial sistêmica
(HAS) e diabetes melito (DM).
O diagnóstico de HAS é definido quando, em pelo menos três aferições de
pressão arterial realizadas em um intervalo mínimo de uma semana entre
cada medida, a média aritmética é maior ou igual a 140 mmHg × 90 mmHg.

 Certo
 Errado
59-Ao que se refere a prevenção primária da Hipertensão Arterial
Sistêmica(HAS) analise as afirmativas:

I- Consultas individuais ou coletivas para incentivar a mudança no estilo


de vida para adoção de hábitos saudáveis são recomendadas na prevenção
primária da HAS, notadamente nos indivíduos com Hipertensão estágio 3,
pois reduzem a PA e a mortalidade cardiovascular.

II- A prevenção primária da HAS não é efetiva quando realizada mediante


controle de seus fatores de risco.

III- A consulta de enfermagem faz parte da estratégia dirigida a grupos de


risco que propõe intervenção educativa em indivíduos com valores de PA
limítrofes, predispostos à hipertensão.

IV- Apesar de existirem limitações nos estudos que avaliam a eficácia de


algumas intervenções não medicamentosas, elas são universalmente
indicadas e deverão fazer parte da consulta de enfermagem porque
constituem um conjunto de atividades identificadas como benéficas para a
prevenção das doenças não transmissíveis em geral.

V- Hábitos saudáveis de vida devem ser estimulados para toda a população


desde a infância, respeitando-se as características regionais, culturais,
sociais e econômicas dos indivíduos.

Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas:


a)Apenas I, III e IV.
b)Apenas I, II e V.
c)Apenas III, IV e V.
d)Todas afirmativas estão corretas.
60-Sobre a hipertensão arterial (HA) crônica na gestação, assinale a
alternativa INCORRETA.
a)É a HA crônica de qualquer etiologia (idiopática, renal, feocromocitoma,
doença do colágeno) encontrada EM uma gestante antes da semana de
gravidez, não complicada com mola hidatiforme ou hipertireoidismo 20ª.
b)A HA encontrada após a 6ª semana de puerpério é também sugestiva de
um quadro crônico.
c)As características clínicas incluem evidências de nefropatia de base com
elevação dos níveis de ureia e creatinina, alterações de fundo de olho e/ou
presença de diabetes melito.
d)Em virtude da HA, há uma vasoconstrição das artérias radiais e espirais
do miométrio, resultando em placentas pequenas e precocemente senescentes.
e)É a ocorrência de um quadro hipertensivo induzido pela gravidez, que
ocorre no final da gestação, durante o trabalho de parto ou nas primeiras 24
horas de puerpério, desaparecendo nos primeiros 10 dias do pós-parto.
61-A hipertensão arterial é uma doença da regulação vascular na qual estão
alterados os mecanismos que controlam a pressão arterial dentro da faixa
da normalidade. A hipertensão prolongada lesiona os vasos sanguineos,
aumenta o risco de acidente vascular cerebral, angina, infarto, entre outros.
Analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa incorreta:
a)A hipertensão é uma das doenças crônicas mais prevalentes em todo
mundo e uma das causas mais importantes de doença renal crônica.
b)História familiar e ingestão excessiva de potássio são fatores de risco para
a hipertensão.
c)O paciente obeso e com estilo de vida sedentária tem risco aumentadao
para hipertensão.
d)Ingestão excessiva de álcool é fator associado a maior prevalência de
hipertensão arterial.
62-Em uma Unidade de Saúde da Família – USF, o técnico de enfermagem
(TE) faz grupos de orientação sobre prevenção de doenças para os
usuários que aguardam suas consultas. De acordo com o preconizado pelo
Ministério da Saúde (2006), no que diz respeito à hipertensão, o TE deve
recomendar que, para atingir o objetivo de baixar a pressão arterial e ajudar
no controle do peso, a atividade física seja realizada por
a)uma hora, em alta intensidade, uma vez por semana.
b)pelo menos 15 minutos, em intensidade leve, três dias por semana.
c)pelo menos 30 minutos, em intensidade moderada,cinco dias por semana.
d)no mínimo uma hora, em intensidade alta, associada a exercícios de
musculação, todos os dias.
e)15 minutos, em intensidade leve, todos os dias.
63-Em relação ao procedimento de aferição da pressão arterial (PA),
segundo recomendações da IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão
(2010), julgue as assertivas com V para VERDADEIRO ou F para FALSO:

( ) Durante a primeira avaliação, as medidas devem ser obtidas em


ambos os braços e, em caso de diferença, deve-se utilizar como
referência sempre o braço com o menor valor de PA para planejamento
de medidas subsequentes.
( ) É preconizado que seja aferida pelo menos três medidas da PA em
intervalo de, pelo menos, um minuto entre elas. A média das duas
últimas deve ser considerada a PA real.
( ) A pressão arterial diastólica (PAD) pode ser estimada a partir da
palpação da artéria radial. Para tanto, deve-se aplicar o manguito de PA
no braço da mesma maneira que para o método de ausculta, palpar a
artéria radial e insuflar o manguito de PA até 30mmHg acima do ponto
em que o pulso radial não possa mais ser palpado. Após a liberação da
válvula, logo que o pulso radial for palpável, a leitura do manômetro
indicará o valor da pressão arterial diastólica.
( ) Quanto ao preparo do paciente para aferição da PA, o enfermeiro ou
profissional de saúde deve explicar o procedimento ao paciente e deixá-
lo em repouso por pelo menos 5 minutos em ambiente calmo. Deve ser
instruído a não conversar durante a medida. Deve certificar-se que o
paciente não: está com a bexiga cheia; praticou exercícios físicos há
pelo menos 60 minutos; ingeriu bebidas alcoólicas, café ou alimentos e
fumou nos 30 minutos anteriores.
( ) Sabe-se que a pressão arterial não pode ser influenciada pelo ciclo
circadiano de um indivíduo.

A sequência CORRETA de respostas, de cima para baixo, é:


a)V, F, V, F, V.
b)V, V, V, F, V.
c)F, V, F, F, F.
d)F, V, F, V, F.
e)F, F, V, F, F.
65-A crise hipertensiva é uma situação grave que exige medidas
imediatas do profissional de saúde. Para uma boa avaliação do paciente,
é importante que o técnico de enfermagem conheça os valores normais
e os sinais de alerta que indicam a necessidade de encaminhamento. De
acordo com o Caderno de Atenção Básica no 37, o valor da pressão
arterial (PA) aferido no consultório que indica hipertensão é:
a)≥ 130/85.
b)< 140/90.
c)≥ 140/80.
d)≥ 130/90.
e)≥ 140/90.
66-O Ministério da Saúde, por meio do Caderno 37, que trata das
estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica -hipertensão
arterial sistêmica - orienta que nas situações de crise hipertensiva, fazem-
se necessárias medidas que visem controlar os valores da pressão arterial,
tendo em vista que valores elevados podem causar danos ao bom
funcionamento de órgãos vitais. As situações clínicas descritas
caracterizam-se como situações de emergência hipertensiva, EXCETO:
a)dissecção aguda da aorta.
b)síndromes isquêmicas miocárdicas agudas.
c)glomerulonefrite aguda.
d)uso de cocaína.
e)anticoagulação e transplante renal
67-A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica que se
caracteriza por níveis elevados e sustentados depressão arterial,
consistindo-se em um grave problema de saúde pública.Em razão disso,
é objeto de políticas e de programas de saúde pública. Sobre a atenção
voltada às pessoas com HAS, avalie as afirmativas a seguir:

I– A hipertensão arterial caracteriza - se por valores depressão arterial


(PA) ≥ 140/90 mmHg aferidos no consultório ou > 130/85 mmHg aferidos
namonitorização ambulatorial da PA de 24h.
II – Não se recomenda a administração sublingual do comprimido de
captopril nas urgências hipertensivas, mas sim, sua deglutição.
III – Recomenda-se exercícios anaeróbios para as pessoas que estejam
com a pressão arterial sistólica e/ou diastólica superior a 160 ou 105
mmHg,
IV – O edema agudo de pulmão pode ser uma manifestação clínica de
emergência hipertensiva.

Assinale a alternativa correta:


a)apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.
b)apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.
c)apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas.
d)apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
e)apenas as afirmativas I e IV estão corretas.
68-
São situações clínicas que diferenciam os casos de emergência hipertens
iva dos casos de urgência hipertensiva, EXCETO:
a)Eclâmpsia.
b) Hipertensão maligna.
c) Encefalopatia hipertensiva.
d)Edema agudo de pulmão devido à falência de ventrículo esquerdo.
69-Sobre hipertensão arterial sistêmica (HAS), analise as afirmativas.

I. O Diabetes mellitus não interfere no sistema cardiovascular de paci


entes hipertensos.
II. A prevalência de HAS em indivíduos de cor não branca é duas veze
s maior em relação aos de cor branca.
III. As mulheres são mais propensas a desenvolver a doença antes do
s 50 anos em comparação com os homens.
IV. O MAPA é um método de medida da pressão arterial num período d
e 24 horas ou mais, enquanto o paciente realiza suas atividades habit
uais.

Estão corretas apenas as afirmativas


a)I e III.
b) II e IV.
c)I, III e IV.
d) I, II e III.
70-Conceitua-se hipertensão arterial na gestação a partir dos seguintes
parâmetros:
a)observação de níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que
140mmHg de pressão sistólica e iguais ou maiores do que 90mmHg de pressão
diastólica, mantidos em medidas repetidas, em condições ideais, em pelo menos
três ocasiões.
b)aumento de 50mmHg ou mais na pressão sistólica e/ ou de 15mmHg ou
mais na pressão diastólica.
c)observação de níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que
170mmHg de pressão sistólica e iguais ou maiores do que 100mmHg de pressão
diastólica, mantidos em medidas repetidas, em condições ideais, em pelo menos
três ocasiões.
d)aumento de 30mmHg ou mais na pressão sistólica e/ ou de 25mmHg ou
mais na pressão diastólica.
e)observação de níveis tensionais absolutos iguais ou maiores do que
150mmHg de pressão sistólica e iguais ou maiores do que 95mmHg de pressão
diastólica, mantidos em medidas repetidas, em condições ideais, em pelo menos
três ocasiões.
71-Sobre o assunto, assinale a alternativa INCORRETA.
a)A Pré-eclâmpsia é caracterizada pelo aparecimento de HAS e proteinúria
(> 300 mg/24h) após a 20ª semana de gestação em mulheres previamente
normotensas.
b)A eclâmpsia corresponde à pré-eclâmpsia complicada por convulsões que
não podem ser atribuídas a outras causas.
c)Pré-eclâmpsia superposta à HAS crônica é definida pela elevação aguda
da PA, à qual se agregam proteinúria, trombocitopenia ou anormalidades da
função hepática, em gestantes portadoras de HAS crônica com idade
gestacional superior a 20 semanas.
d)Hipertensão arterial sistêmica crônica é definida por hipertensão
registrada antes da gestação, no período que precede à 20ª semana de gravidez
ou além de doze semanas após o parto.
e)Hipertensão gestacional é caracterizada por HAS detectada após a 30ª
semana, com proteinúria, podendo ser definida como “transitória" ou “crônica".
72-São fatores de risco para Hipertensão Arterial Sistêmica, os citados a
seguir, EXCETO
a)mulheres com idade menor que 40 anos.
b)ingestão excessiva de sódio.
c)excesso de peso corporal e obesidade.
d)sedentarismo.
e)ingestão de álcool por períodos prolongados.
73-A pessoa com Pressão Arterial (PA) ótima, menor que 120/80mmHg,
deverá verificar novamente a PA em até
a)quatro anos.
b)três anos.
c)dois anos.
d)cinco anos.
e)seis anos.
74-A hipertensão é uma condição de anormalidade dos pequenos vasos do
sistema arterial, ocorrendo elevação na pressão sistólica e na diastólica.

Na fase pré-hipertensiva, ocorre elevação dos níveis pressóricos para


a)diástole, acima de 100 mmHg com insônia
b)diástole, acima de 180 mmHg com irritabilidade
c)sístole, acima de 100 mmHg com hemorragia nasal
d)sístole, de 140 mmHg; e para diástole, de 90 mmHg com vertigem
e)sístole, de 200 mmHg; e para diástole, de 100 mmHg com cefaleia
75-A crise hipertensiva pode surgir em qualquer idade e representa o
desencadeamento da hipertensão de causas variadas. Pode ser dividida
em urgência hipertensiva e emergência hipertensiva. A respeito da
emergência hipertensiva, analise os itens abaixo.

I. Dissecção aguda de aorta.

II. Eclâmpsia.

III. Infarto agudo do miocárdio.

IV. Edema agudo de pulmão.

É correto afirmar que essa situação representa risco imediato à vida devido
a lesões de órgãos-alvo com complicações encontradas em
a)I e II, apenas.
b)I, II, III e IV.
c)I, III e IV, apenas.
d)III e IV, apenas.
e)II, apenas.
76-Paciente adulto classificado como hipertenso moderado apresenta o
seguinte nível tensional:
a)120 x 70 mmHg.
b)160 x 100 mmHg.
c)140 x 80 mmHg.
d)150 x 90 mmHg.
e)130 x 80 mmHg.
77-Sobre as principais recomendações não medicamentosas para
prevenção primária da HAS, assinale a alternativa INCORRETA.
a)Alimentação saudável.
b)Consumo controlado de sódio e álcool.
c)Redução da ingestão de potássio.
d)Combate ao sedentarismo e ao tabagismo.
78-Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, sobre a classificação
da pressão arterial de acordo com a medida casual no consultório (eletivo)
para maiores de 18 anos, assinale a alternativa INCORRETA.
a)Pressão arterial sistólica < 120mmHg e pressão arterial diastólica <
80mmHg – Classificação ÓTIMA.
b)Pressão arterial sistólica = 140mmHg e pressão arterial diastólica =
90mmHg – Classificação HIPERTENSÃO SISTÓLICA ISOLADA.
c)Pressão arterial sistólica 130-139 mmHg e pressão arterial diastólica 85-
89 mmHg – Classificação NORMAL.
d)Pressão arterial sistólica =180mmHg e pressão arterial diastólica =
110mmHg – Classificação HIPERTENSÃO ESTÁGIO 3.
79-Um paciente internado na clínica médica é portador de Hipertensão
Arterial Sistêmica. Ao mensurar os SSVV, o Técnico de Enfermagem
identificou um nível tensional que corrobora a hipertensão arterial
moderada. Qual nível arterial foi encontrado?
a)140 x 90 mmHg
b)150 x 100 mmHg
c)180 x 110 mmHg
d)170 x 100 mmHg
e)150 x 90 mmHg
80-O Caderno de Atenção Básica nº 37 (Ministério da Saúde, 2013)
apresenta as estratégias para o cuidado da pessoa com Hipertensão
Arterial Sistêmica(HAS) e reforça a importância do diagnóstico precoce.
Em relação a essa temática analise as afirmativas a seguir:

I - O diagnóstico da HAS consiste na média aritmética da pressão arterial


maior ou igual a 140/90 mm Hg, verificada em pelo menos três dias
diferentes, com intervalo mínimo de duas semanas entre as medidas.

II - Todo adulto com 18 anos ou mais de idade, quando vier à Unidade


Básica de Saúde para consulta, procedimentos, entre outros, e não tiver
registro no prontuário de ao menos uma verificação da pressão arterial nos
últimos dois anos, deverá tê-la verificada e registrada.

III - Sempre que possível, a medida da pressão arterial deverá ser realizada
fora do consultório médico para esclarecer o diagnóstico e afastar a
possibilidade do efeito do avental branco no processo de verificação.
Assinale a alternativa correta:
a)apenas a afirmativa I está correta.
b)apenas as afirmativas I e II estão corretas.
c)apenas as afirmativas I e III estão corretas.
d)apenas as afirmativas II e III estão corretas.
e)todas as afirmativas estão corretas.
81-A equipe mínima de Saúde da Família é constituída por um médico, um
enfermeiro, um a dois auxiliares de enfermagem e quatro a seis agentes de
saúde, devendo atuar, de forma integrada e com níveis de competência
bem estabelecidos. Dados os itens sobre as atribuições do agente
comunitário de saúde, nos casos de hipertensão arterial,
I. Esclarecer a comunidade sobre os fatores de risco para as doenças
cardiovasculares, orientando-a sobre as medidas de prevenção.
II. Rastrear a hipertensão arterial em indivíduos com mais de 20 anos, pelo
menos, uma vez ao ano, mesmo naqueles sem queixa.
III. Encaminhar à consulta de enfermagem os indivíduos rastreados como
suspeitos de serem portadores de hipertensão.
IV. Verificar o comparecimento dos pacientes hipertensos às consultas
agendadas na unidade de saúde.
verifica-se que está(ão) correto(s)
a)II, apenas.
b)IV, apenas.
c)I e II, apenas
d)III e IV, apenas.
e)I, II, III e IV.
82-Doenças crônicas são aquelas que demoram meses ou até anos para se
manifestar; surgindo às vezes, complicações. Deve-se identificar e mapear
com a equipe de saúde, quais são as doenças crônicas mais frequentes no
território de atuação da equipe e oferecer estratégias para a sua
abordagem. Assinale como o agente comunitário de saúde pode atuar em
relação às pessoas com diagnóstico de hipertensão arterial.
a)Prescrever uma dieta saudável.
b)Aferir a pressão arterial em toda visita domiciliar.
c)Não permitir que os pacientes faltosos continuem no programa.
d)Orientar quanto à medicação correta, alterando-a, se necessário.
e)Identificar os hipertensos de sua área de atuação e preencher a ficha B-
HA do SIAB (Sistema de Informação de Atenção Básica).
83-Os distúrbios hipertensivos da gravidez (pré-eclampsia e eclampsia)
são considerados os distúrbios mais comuns da gestação. Acerca
desse assunto, assinale a alternativa que apresenta o diagnóstico
correto para pré-eclampsia é PA sistólica
a)superior a 140 mmhg ou diastólica maior ou igual a 90 mmhg, associada
à proteinúria igual ou superior a 2 g em 24 horas.
b)superior a 120 mmhg ou diastólica maior ou igual a 90 mmhg.
c)superior a 140 mmhg ou diastólica menor que 90 mmhg, associada à
proteinúria superior a 3 g em 24 horas.
d)superior a 150 mmhg ou diastólica superior a 110 mmhg sem necessidade
de dosagem de proteína.
e)inferior a 140 mmhg e diastólica menor que 90 mmhg, associada à
proteinúria.
84-A hipertensão é uma doença de grande impacto na sociedade atual,
necessitando de atenção por parte dos profissionais de enfermagem. São
exemplos de cuidados para a aferição correta da pressão arterial, exceto:
a)a largura da bolsa de borracha do manguito deve corresponder a 60% da
circunferência do braço e seu comprimento deve envolver pelo menos 40% do
braço.
b)30 minutos antes da aferição da pressão arterial, deve-se evitar atividade
física, alimentação, fumo, ingestão de bebida alcoólica ou café.
c)durante a aferição, o paciente deve estar com a bexiga vazia e não deve
conversar.
d)se o paciente estiver na posição sentada, deve permanecer com o tronco
apoiado e relaxado no encosto da cadeira, pernas relaxadas e descruzadas, o
braço onde será aferida a PA deve estar apoiado em suporte, ao nível do
coração, livre de roupas, palma da mão voltada para cima e cotovelo
ligeiramente fletido.
e)o manguito deve ser posicionado acima da fossa anticubital, por volta de
2 a 3cm, centralizando a bolsa de borracha sobre a artéria braquial.
85-A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é um problema grave de saúde
pública no Brasil e no mundo. Identifique abaixo as afirmativas
verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) em relação ao assunto.

( ) A posição recomendada para a medida da pressão arterial (PA) é a sentada.


Entretanto, a medida da PA na posição ortostática deve ser feita pelo menos na
primeira avaliação, especialmente em idosos, diabéticos, e pacientes em uso de
medicação anti-hipertensiva.
( ) A investigação clínico-laboratorial do paciente hipertenso objetiva: confirmar
a elevação da PA e firmar o diagnóstico, avaliar a presença de lesões em orgãos-
alvo, identificar fatores de risco para doenças cardiovasculares e risco
cardiovascular global.
( ) Durante a avaliação diagnóstica e decisão terapêutica na HAS, considera-se
pré-hipertensão a pressão sistólica de 140- 159mmHg e diastólica de 90-99
mmHg, sendo recomendada mudança de estilo de vida.
( ) Para os hipertensos com excesso de peso, a meta é alcançar um índice de
massa corporal (IMC) inferior a 30 kg/m2 e circunferência da cintura inferior a
120 cm para homens e 90 cm para mulheres.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a)V – V – V – F
b)V – V – F – F
c)V – F – V – F
d)F – V – F – V
e)F – F – V – V
86-A pressão arterial é consequência da força que o sangue faz contra as
paredes das artérias para conseguir circular pelo sistema circulatório. A
hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial
caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial (PA).
Nos adultos maiores de 18 anos, a pressão arterial pode ser classificada
da seguinte forma:
a)Estágio 1 (leve), sistólica: 140 a 159 mmHg e diastólica de 90 a 99 mmHg.
/ Estágio 2 (moderada), sistólica: 160 a 179 mmHg e diastólica de 100 a 109
mmHg. /Estágio 3 (grave), sistólica: 180 mmHg ou mais e diastólica de 110
mmHg ou mais.
b)Estágio 1 (leve), sistólica: 140 a 149 mmHg e diastólica de 80 a 89 mmHg.
/ Estágio 2 (moderada), sistólica: 150 a 169 mmHg e diastólica de 100 a 109
mmHg. / Estágio 3 (grave), sistólica: 180 mmHg ou mais e diastólica de 110
mmHg ou mais.
c)Estágio 1 (leve), sistólica: 140 a 159 mmHg e diastólica de 90 a 99 mmHg.
/ Estágio 2 (moderada), sistólica: 160 a 179 mmHg e diastólica de 100 a 109
mmHg. / Estágio 3 (grave), sistólica: 170 ou mais e diastólica de 110 ou mais.
d)Estágio 1 (leve), sistólica: 140 a 159 mmHg e diastólica de 90 a 99 mmHg.
/ Estágio 2 (moderada), sistólica: 160 a 179 mmHg e diastólica de 100 a 119
mmHg. / Estágio 3 (grave), sistólica: 180 mmHg ou mais e diastólica de 120
mmHg ou mais.
e)Estágio 1 (leve), sistólica: 139 a 149 mmHg e diastólica de 89 a 99 mmHg.
/ Estágio 2 (moderada), sistólica: 160 a 179 mmHg e diastólica de 110 a 119
mmHg. / Estágio 3 (grave), sistólica: 190 mmHg ou mais e diastólica de 120
mmHg ou mais.
87-A hipertensão arterial sistêmica secundária à síndrome
de Cushing apresenta os principais sinais e sintomas, EXCETO:
a)Fraqueza muscular, cansaço fácil e hirsutismo.
b)Obesidade central, fáscies em lua cheia e pletora.
c)Inchaço das mãos, fraqueza muscular e macroglossia.
d)Estrias abdominais, aumento de peso e distúrbios emocionais.
e)Afilamento dos braços e das pernas, aumento de peso e fraqueza
muscular.
88-No caso de medicação via sublingual, em medicações com ação anti-
hipertensiva, deve-se verificar a pressão arterial a cada:
a)10 minutos por 1 hora em média.
b)15 minutos por 2 horas em média.
c)30 minutos por 2 horas em média.
d) 60 minutos por 3 horas em média.
89-Acerca da hipertensão arterial, podemos afirmar que é um dos
principais fatores de risco para ocorrência de:
a)Acidente vascular cerebral.
b) Infarto agudo do miocárdio.
c) Aneurisma arterial.
d)Todas estão corretas.
90-No caso de medicação via sublingual, em medicações com ação anti-
hipertensiva, deve-se verificar a pressão arterial a cada:
a)10 minutos por 1 hora em média.
b)15 minutos por 2 horas em média.
c)30 minutos por 2 horas em média.
d)60 minutos por 3 horas em média.
91-Acerca da hipertensão arterial, podemos afirmar que é um dos
principais fatores de risco para ocorrência de:
a)Acidente vascular cerebral.
b) Infarto agudo do miocárdio.
c)Aneurisma arterial.
d)Todas estão corretas.
92-O enfermeiro, na equipe de saúde, tem papel importante no
acompanhamento e controle do paciente hipertenso e diabético. Suas
ações devem estar direcionadas para:
a)Educar e orientar no controle metabólico para a eficácia e sucesso no
tratamento.
b)Evitar fazer avaliações rotineiras do tratamento.
c)Estabelecer uma relação de amizade com o paciente e a família.
d)Estabelecer um controle rígido dos cadastrados para evitar gastos
desnecessários.
e)Orientar para consultas de rotina e realização de exames.
93-Para desenvolver uma pesquisa sobre o estilo de vida do cliente
hipertenso e sua adaptação ao tratamento, o enfermeiro deve:
a)submeter a proposta/protocolo de pesquisa à apreciação de um Comitê
de Ética em Pesquisa.
b)admitir que os dados obtidos a partir dos sujeitos da pesquisa poderão ser
usados para outros fins que os não previstos no protocolo de pesquisa.
c)julgar que toda pesquisa que tenha como objeto de estudo o estilo de vida
de um indivíduo ou coletividade não envolve risco/dano imediato ou tardio.
d)reconhecer que na pesquisa deverá prevalecer as probabilidades dos
riscos previsíveis sobre os benefícios esperados.
e)solicitar ao pesquisado a assinatura da folha de consentimento livre e
esclarecido, na qual consta o valor da remuneração, definido pelo Conselho
Nacional de Saúde, pela participação na pesquisa.
94-De acordo com as VI Diretrizes Brasileiras de Hiperten- são, a
emergência hipertensiva exige imediata redução da pressão arterial com
medicamentos aplicados por via parenteral. O Técnico de Enfermagem,
baseado nessas diretrizes, deve saber que um destes medicamentos com
um dos efeitos adversos e uma das precauções, respectivamente, consta
em
a)

b)

c)

d)

e)
95-Em 2012, o Ministério da Saúde definiu o diagnóstico da hipertensão
arterial na gravidez, considerando os valores absolutos de
a)PA sistólica maior que 140 mmHg e/ou diastólica maior que 80 mmHg,
sem medida seriada no pré-natal.
b)PA sistólica maior que 140 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
sem medida seriada no pré-natal.
c)PA sistólica maior que 140 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
com medida seriada no pré-natal.
d)PA sistólica maior que 130 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
sem medida seriada no pré-natal.
e)PA sistólica maior que 130 mmHg e/ou diastólica maior que 90 mmHg,
com medida seriada no pré-natal.
96- Um paciente, com 48 anos, sexo masculino foi atendido na Unidade de
Saúde e, após verificar a pressão arterial, apresentou uma pressão sistólica
de 155 mmHg e diastólica de 98 mmHg. De acordo com a Sociedade
Brasileira de Cardiologia, a pressão arterial desse paciente pode ser
classificada como:
a)Hipertensão Arterial Isolada.
b) Limítrofe.
c)Hipertensão estágio 1.
d) Hipertensão estágio 3.
97-Com relação ao tratamento não medicamentoso para a hipertensão
arterial, as VI Diretrizes de Hipertensão Arterial, estabelecem que a
abordagem multiprofissional deve considerar, dentre outros:

I. A ingestão de aveia determina discreta diminuição da pressão arterial em


obesos devido à presença de betaglucano, efeito não observado em
indivíduos com peso normal.
II. Os polifenóis contidos no café e em alguns tipos de chás têm potenciais
propriedades vasoprotetoras, entretanto, os riscos de elevação da PA
causados pela cafeína, em doses habituais, são elevados.
III. A ingestão de óleo de oliva pode reduzir a PA, principalmente devido ao
elevado teor de ácido oleico.
É correto o que se afirma em
a)II e III, apenas.
b)I, II e III.
c)I e II, apenas.
d)I, apenas.
e)I e III, apenas.
98-A restrição de ingestão de sal constitui uma das medidas não
farmacológicas para controle da pressão arterial, porém a atividade física
é contraindicada devido ao risco de aumento dos níveis pressóricos.
 Certo
 Errado
99-A monitoração ambulatorial da pressão arterial (MAPA) permite o
registro indireto e intermitente da pressão arterial por um período de vinte
e quatro horas.
 Certo
 Errado
100-Hipertensão arterial é caracterizada pelo aumento da pressão que o
sangue faz na parede das artérias, para realizar uma circulação eficiente,
ficando muito forte, acima dos valores normais. Nas emergências
hipertensivas, recomenda-se controlar a pressão mais rapidamente,
enquanto nas urgências hipertensivas o controle pode ser gradual, num
período de até 24 horas. São consideradas situações que caracterizam
emergências hipertensivas.
a)Encefalopatia Hipertensiva, Transplante Renal e Anticoagulação
b)Pré-eclâmpsia, Angina Estável e Sangramento Pós- operatório.
c)Infarto Agudo do Miocárdio, Angina Instável e Pré- Eclâmpsia.
d)Edema Agudo de Pulmão, Infarto Agudo do Miocárdio e Encefalopatia
Hipertensiva.
101-Hipertensão arterial é definida como pressão arterial sistólica maior ou
igual a 140 mmHg e pressão arterial diastólica maior ou igual a 90 mmHg,
em indivíduos que não estejam fazendo uso de medicação anti-
hipertensiva. Acerca da hipertensão arterial, assinale a opção correta.
a)Quadros clínicos de pacientes que tenham a pressão arterial rapidamente
reduzida em salas de emergência devem ser diagnosticados como urgência ou
emergência hipertensiva.
b)A urgência hipertensiva pode ser tratada com administração de tratamento
medicamentoso tradicional.
c)A prevalência de hipertensão arterial em diabéticos é pelo menos duas
vezes menor do que na população em geral.
d)A hipertensão arterial severa é uma das principais causas da doença renal
crônica no Brasil.
e)Existem valores pressóricos fixos que, acompanhados de situações
predefinidas, constituem um delimitador diagnóstico.
102-A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma condição clínica
multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão
arterial (PA). Associa-se frequentemente a alterações funcionais e/ou
estruturais dos órgãos-alvo (coração, encéfalo, rins e vasos sanguíneos) e
a alterações metabólicas, com consequente aumento do risco de eventos
cardiovasculares fatais e não fatais. Considerando a responsabilidade da
equipe de enfermagem orientar o paciente, leia as frases abaixo e assinale
a alternativa que corresponde à resposta correta.

I. Reduzir a quantidade de sal no preparo dos alimentos e retirar o saleiro


da mesa – ingestão de até 12g de sal por dia.
II. Limitar ou abolir o uso de bebidas alcoólicas.

III. Incentivar a prática de atividade física regular.

IV. Inserir na dieta bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces


e outras guloseimas, como também estimular o consumo de alimentos
industrializados
a)Apenas as frases II e III estão corretas
b)Apenas as frases I, II e III estão corretas.
c)Apenas a frase I está correta.
d)I,II,III e IV estão corretas.
103-Leia as frases abaixo e a seguir assinale a alternativa que corresponde
à resposta correta.

I. Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é a elevação persistente da pressão


arterial (PA) sistólica e/ou diastólica, observada em duas ou mais medidas
em pelo menos duas ocasiões distintas.
II. O valor máximo da PA admitido para adultos com mais de 18 anos, para a
diastólica, é de 140 mm/Hg e, para a sistólica, de até 90 mm/Hg.
III. A HAS secundária tem etiologia relativamente bem definida, sendo
importante sua identificação, pois pode ser curada apenas por cirurgia.
IV. A nefrosclerose ocorre com o envelhecimento normal, mas é exacerbada
pela hipertensão arterial e/ou pela presença de outras doenças, como, por
exemplo, o diabetes mellitus.
a)I,II,III e IV estão corretas.
b)Apenas as frases I e IV estão corretas.
c)Apenas as frases II e III estão corretas.
d)Apenas as frases I e III estão corretas.
104-Sua empresa está interessada em diminuir os risco de hipertensão
arterial e colaborar no tratamento de hipertensos e inicia um programa de
orientação nutricional com esse objetivo. Analise os itens abaixo sobre
orientação nutricional para os fins citados e assinale a alternativa correta.

I. Reduzir o consumo de sal


II. Comer muitas frutas e hortaliças
III. Diminuir o consumo de laticínios

É (São) correta(s):
a) I apenas
b)I,II e III
c) I e II apenas
d) III apenas
105-Acerca do atendimento de paciente em situações de emergências
relacionadas aos sistemas respiratório e circulatório, julgue os itens a
seguir.

Os quadros de hipertensão arterial leve, ou seja, pressão arterial diastólica


acima de 130 mmHg, associados a alterações na retina, insuficiência renal,
alterações neurológicas, anemia e insuficiência ventricular não são
considerados crises hipertensivas.
 Certo
 Errado
106-A hipertensão arterial, manifesta- se comumente no período
gestacional, sendo dispensável o relato desse tipo de ocorrência à equipe
de saúde.
 Certo
 Errado
107-As principais recomendações não medicamentosas para prevenção
primária da hipertensão arterial sistêmica são a realização de atividade
física rotineira, o controle do tabagismo e a manutenção de uma
alimentação composta de alimentos ricos em gordura saturada, mas com
baixa quantidade de sódio.
 Certo
 Errado
108-Assinale a alternativa que respeita as recomendações das VI
Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial (2010), para a medida da
pressão arterial.
a)A interpretação dos valores de pressão arterial obtidos em crianças e
adolescentes deve levar em conta a idade, o sexo, o peso e a altura.
b)O paciente não deve ser informado sobre os valores obtidos da pressão
arterial.
c)Em gestantes, a pressão arterial também pode ser medida no braço
esquerdo na posição de decúbito lateral esquerdo em repouso, e esta não deve
diferir da posição sentada.
d)Certificar-se de que o paciente não ingeriu bebidas alcoólicas, café,
alimentos ou fumou até 10 minutos antes da aferição.
e)Em braços com circunferência superior a 50 cm, onde não há manguito
disponível, pode-se fazer a medida na perna, e o pulso auscultado deve ser o
pedioso.
109-De acordo com as VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial
(2010), os valores pressóricos que indicam a hipertensão no estágio 1 são:
a)Sistólica 160 – 179 / diastólica 100 – 109
b)Sistólica 140 – 159/ diastólica 90 – 99
c)Sistólica > 140 / diastólica < 90
d)Sistólica < 130 / diastólica < 85
e)Sistólica 130 – 139 / diastólica 85 – 89
110-De acordo com Linhas de cuidado: hipertensão arterial e
diabetes (OPAS, 2010), as intervenções preventivas de doenças renais
específicas a pacientes portadores de diabetes e hipertensão têm como
metas:
a)controle gradual da PA até níveis inferiores a 140/90 mmHg, uso de AAS
e fármacos como betabloqueadores e diuréticos
b)manutenção de hemoglobina glicada <7% a cada 03 meses, glicemia de
jejum entre 90 e 130 mg/dl e evitar episódios de hipoglicemia
c)realizar mapeamento da retina, testes neurológicos sensitivos, manter PA
140/90 mmHg em pacientes idosos
d)rastrear pacientes com histórico familiar de doença arterial coronariana,
hipercolesterolemia, obesidade e estresse psicossocial
e)manutenção da PA <130/80 mmHg, glicemia entre 80 e 120 mg/dl, evitar
uso excessivo de laxantes e antibióticos aminoglicosídios
111-De acordo com o VI Diretrizes Brasileiras para Hipertensão (2010), a
pseudo-hipertensão em idosos é uma situação especial para medida da
pressão arterial e pode ser detectada pela manobra de:
a)Valsalva
b)Ruault
c)Sellick
d)Ortolani
e)Osler
112-A hipertensão arterial é uma das doenças de maior prevalência na
população. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH)
estima que haja 30 milhões de hipertensos, cerca de 30% da população
adulta. Com relação a essa patologia, marque a alternativa INCORRETA.
a)O paciente considerado hipertenso é aquele que apresenta a sua pressão
arterial elevada frequentemente e durante vários períodos do dia.
b)Um dos grandes problemas da hipertensão arterial é o fato de ser
assintomática até fases avançadas. Não existe um sintoma típico que possa
servir de alarme para estimular a procura por um médico.
c)A hipertensão arterial raramente tem cura e o objetivo do tratamento é
evitar que órgãos como coração, olhos, cérebro e rins, chamados de órgãos-
alvo, sofram lesões que causem outras doenças.
d)Para se dar o diagnóstico de hipertensão arterial, são necessárias três
aferições elevadas, realizadas em dias diferentes, com um intervalo menor que
um mês entre a primeira e a última aferição.
113-Qual dos seguintes medicamentos é um diurético usado por
hipertensos?
a)Glibenclamida
b)Hidroclorotiazida
c)Escopolamina
d)Dipirona
e)Ácido acetilsalicílico
114-São orientações importantes para o paciente hipertenso, exceto:
a)Dieta hipossódica
b)Dieta hipersódica
c)Exercício físico
d)Medicação regular
e)Medicação no horário correto
115-Assinale qual dos Programas fornece gratuitamente os medicamentos
para os pacientes hipertensos e diabéticos cadastrados?
a)Tuberculose
b)Hanseníase
c)HIPERDIA
d)DST/AIDS
e)Pré-Natal
116-Em relação ao programa nacional de hipertensão,
é INCORRETO afirmar que
a)a hipertensão é duas a três vezes mais comum em usuárias de
anticoncepcionais orais, especialmente entre as mais idosas e obesas. Em
mulheres com mais de 35 anos e fumantes, o anticoncepcional oral está contra-
indicado.
b)hipertensão arterial e obesidade, em especial a obesidade central, com
acúmulo de gordura visceral, frequentemente associadas à dislipidemia e à
intolerância à glicose, compõe a chamada síndrome metabólica, que, também,
é acompanhada de resistência à insulina e hiperinsulinemia. Redução do
excesso de peso, em pelo menos 5%, restrição dietética de sódio e prática de
atividade física regular são fundamentais para o controle pressórico, além de
atuarem, favoravelmente, sobre a tolerância à glicose e ao perfil lipídico.
c)a prevalência de hipertensão arterial em crianças e adolescentes pode
variar de 2% a 13%, sendo obrigatória a medida anual da pressão arterial, a
partir de cinco anos de idade. Além da avaliação habitual em consultório,
recomenda-se a medida rotineira da PA no ambiente escolar.
d)os estudos mostram que o tratamento da hipertensão no idoso reduz a
incidência de déficit cognitivo.
e)estudos recentes em populações de indivíduos negros norteamericanas,
o uso de iECA se mostraram menos eficazes, especialmente na prevenção de
AVC, que outras classes de anti-hipertensivos, devendo, portanto, não serem
considerados de primeira escolha nesta população.
117-De acordo com a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais
(RENAME) 2010, a primeira escolha para o tratamento da Hipertensão
Arterial Sistêmica (HAS) na maioria dos pacientes é
a)o vasodilatador direto dinitrato de isossorbida.
b)o bloqueador de canais de cálcio nitroprussiato de cálcio.
c)o diurético tiazídico.
d)a catecolamina norepinefrina.
e)o bloqueador adrenérgico dobutamina.
118-A Hipertensão Arterial Sistêmica é a mais freqüente das doenças
cardiovasculares e pode levar a várias complicações, assim modificações
de estilo de vida são de fundamental importância no tratamento e na
prevenção da hipertensão. Constitui-se recomendação dietética para
hipertensos
a)Manter ingestão de sódio através dos alimentos, dando preferência aos
produtos lácteos e desnatados
b)consumir bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras
guloseimas duas vezes por semana
c)Optar por alimentos com reduzido teor de gordura e limitar ou abolir o uso
de bebidas alcoólicas
d)Aumentar a quantidade de ingestão de suco de frutas cítricas e
carboidratos
119-Ao trabalhador diabético de 50 anos, com queixa de cefaleia, mantendo
a pressão arterial de 150 × 110 mmHg, o consenso das VI Diretrizes
Brasileiras de Hipertensão recomenda como prioridade
a)mudar o estilo de vida e, na reavaliação após três meses, iniciar o
tratamento medicamentoso se necessário.
b)encaminhar o paciente à nutricionista para reavaliar a ingesta de
carboidratos para reduzir a pressão arterial.
c)iniciar o tratamento medicamentoso, mudar o estilo de vida, realizar
exercícios físicos moderados e manter alimentação saudável.
d)instalar máscara de pressão positiva duas vezes ao dia, se o paciente
apresentar ronco pulmonar.
e)reduzir a resistência à insulina com o uso de metformina e diurético
tiazídico.
120-A crise hipertensiva é a elevação súbita e acentuada da pressão arterial
e representa uma séria e grave ameaça à vida. Alguns fatores de risco
predispõem pessoas não hipertensas a terem crise hipertensiva.
a)glomerulonefrite e diabetes
b)glomerulonefrite e acalasia
c)infarto agudo do miocárdio e diabetes
d)infarto agudo do miocárdio e obesidade
e)retocolite e obesidade
121-“A hipertensão arterial sistólica (HAS) é uma condição clínica
multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão
arterial (PA). Associa-se frequentemente a alterações funcionais e/ou
estruturais dos órgãos-alvo (coração, encéfalo, rins e vasos sanguíneos) e
a alterações metabólicas, com consequente aumento do risco de eventos
cardiovasculares fatais e não fatais..”Com relação à hipertensão arterial,
marque a opção INCORRETA.
a)A mortalidade por doença cardiovascular (DCV) aumenta
progressivamente com a elevação da PA a partir de 115/75 mmHg de forma
linear, contínua e independente.
b)Estudos apontam uma associação da etnia, gênero e uso de álcool aos
fatores de risco.
c)Recomenda-se considerar o tratamento medicamentoso em todas as
condições de Hipertensão.

122-A Hipertensão Arterial é comprovadamente uma condição de risco


para doenças cardiovasculares. Ampliar o conhecimento com relação é
imprescindível para a abordagem junto à população na atenção preventiva
e curativa. Analise as alternativas e marque a opção INCORRETA:
a)Pode-se considerar como classifcação limítrofe valores de pressão
sistólica (130-139 mmHg) e valores de pressão diastólica ( 85-89).
b)A linha demarcatória que defne HAS considera valores de PA sistólica
&ge; a 145 mmHg e/ou de PA diastólica &ge; a 90 mmHg em medidas de
consultório.
c)O efeito do avental branco (EAb) é a diferença de pressão obtida entre a
medida registrada no consultório e fora dele, desde que essa diferença seja igual
ou superior a 20 mmHg na pressão sistólica e/ou de 10 mmHg na pressão
diastólica.
d)A hipertensão mascarada é defnida como a situação clínica caracterizada
por valores normais de PA no consultório (< 140/90 mmHg), porém com PA
elevada pela MAPA durante o período de vigília ou na MRPA.
123-Nas atividades de promoção à saúde, o técnico de enfermagem deve
saber que a hipertensão arterial associa-se a outras condições clínicas,
como a
a)doença renal crônica.
b)colecistite aguda.
c)hipotireoidismo.
d)hemofilia.
e)xeroftalmia.
124-A prevenção das doenças crônicas não transmissíveis engloba o
combate aos fatores de risco.

Qual é o fator considerado de maior risco para Hipertensão Arterial


Sistêmica e Diabetes Mellitus?
a)Estresse
b)Obesidade
c)Tabagismo
d)Osteoporose
e)Sedentarismo
125-Ao verificar a pressão arterial de um trabalhador com queixa de mal-
estar súbito pós-prandial, o técnico de enfermagem informou ao médico
o valor de 170/80 mmHg que indica
a)hipertensão sistólica
b)hipertensão arterial
c)hipotensão arterial
d)pressão diastólica
e)pressão convergente
126-Em relação ao tratamento não farmacológico da hipertensão arterial, o
enfermeiro realiza diversas estratégias de abordagem. Sobre essas
abordagens, assinale a alternativa correta.
a)A abordagem para a redução do excesso de peso é fator de grande
importância no tratamento não farmacológico da hipertensão, uma vez que a
redução em 5 a 10% do peso inicial pode ser capaz de provocar diminuição da
pressão arterial.
b)A atividade física não deverá constar na orientação do tratamento não
farmacológico do hipertenso, mesmo que seja assintomático para qualquer tipo
de doença cardiovascular, considerando o risco de infarto agudo do miocárdio
e/ou acidente vascular encefálico.
c)A redução de bebidas alcoólicas não é fator determinante na diminuição
da pressão arterial; considera-se que o hipertenso possa consumir diariamente
1420 ml de cerveja ou 480 ml de vinho ou 60 ml de bebida destilada.
d)A verificação da circunferência abdominal pode ser fator preditivo de
hipertensão arterial para valores acima de 120cm para homens e 100cm para
mulheres.
e)A orientação quanto à dieta deve preconizar um teor reduzido de sal,
menos que 2,4 g/dia, poucos cereais integrais e fibras, assim como a adição de
gorduras saturadas para, desta forma, melhorar o trânsito intestinal.
127-

A educação em saúde ao paciente com hipertensão arterial sistêmica


consiste na prevenção de complicações e melhor adesão para o tratamento
das alterações já instaladas no paciente. Em relação às estratégias de
educação em saúde relacionadas ao caso apresentado no texto, assinale a
alternativa correta.
a)Educação em saúde que visa à reabilitação do paciente com complicações
de hipertensão arterial sistêmica (por exemplo: acidente vascular cerebral e
infarto agudo do miocárdio) pode ser denominada como prevenção primária.
b)A prevenção secundária para João consiste em orientações em relação à
terapia medicamentosa, dieta pobre em cloreto de sódio, repouso no domicílio,
sem que ele possa realizar atividade física e atividades de trabalho.
c)A prevenção primária pode ser utilizada nos pacientes que ainda não
possuem diagnóstico de hipertensão arterial sistêmica, enfocando-se nos
aspectos da qualidade de vida e evitando-se a instalação do agravo de saúde,
como ocorre no estado de saúde atual de João.
d)A prevenção terciária consiste em eliminar os fatores de risco para
instalação da hipertensão arterial sistêmica; portanto, João deve receber ações
de prevenção terciária, já que não possui o agravo instalado.
e)A prevenção secundária consiste em evitar complicações do agravo já
instalado. Portanto, João necessita de ações que visem ao controle da
hipertensão arterial (eliminação dos agentes que podem piorar o agravo: tabaco,
álcool; busca de melhorias na adesão ao tratamento).
Parte inferior do formulário
128-

A classificação do estágio de HAS, segundo os valores de pressão arterial


sistêmica, fornece à equipe de saúde parâmetros para avaliar o risco de
complicações indesejáveis para o paciente com HAS. De acordo com o
Ministério da Saúde, em Cadernos de Atenção Básica (2006) – Hipertensão
Arterial Sistêmica, assinale a alternativa correta.
a)Pessoas com pressão arterial sistólica com valor maior que 120 mmHg e
pressão diastólica maior que 90 mmHg são classificadas dentro da faixa normal.
b)A faixa de pessoas com valor de pressão arterial sistólica entre 120 e 139
mmHg e pressão diastólica entre 80 e 89 mmHg pode ser considerada pré-
hipertensa.
c)A faixa normal compreende pessoas com pressão arterial sistêmica entre
140 e 150 mmHg e pressão arterial diastólica entre 90 e 120 mmHg.
d)Hipertensão estágio 1 abrange pessoas com pressão arterial sistólica com
valores menores que 110 mmHg e pressão arterial diastólica com valores iguais
ou inferiores a 80 mmHg.
e)Hipertensão estágio 2 abrange pessoas com pressão arterial sistólica com
valores menores que 130 mmHg e pressão arterial diastólica abaixo de 90
mmHg.
129-

O Ministério da Saúde preconiza o trabalho em equipe na assistência à


pessoa com hipertensão arterial sistêmica (HAS). Dessa maneira, orienta
que a equipe seja constituída, sempre que possível, por profissional
médico, enfermeiro, nutricionista, psicólogo, assistente social, professor
de educação física, farmacêutico e agentes comunitários de saúde.
Considerando o enfermeiro inserido no contexto da equipe
multiprofissional e interdisciplinar, para assistência integral à pessoa com
HAS, assinale a alternativa que apresenta atribuição do enfermeiro,
segundo o Ministério da Saúde.
a)Realizar, durante as consultas de enfermagem, apenas atribuições
referentes ao tratamento medicamentoso do paciente com HAS.
b)Atender os pacientes de maneira isolada, sem considerar a equipe
multiprofissional e interdisciplinar.
c)Capacitar os auxiliares de enfermagem e os nutricionistas.
d)Repetir a medicação de pacientes descontrolados e com problemas
relacionados à pressão arterial sistêmica.
e)Solicitar, durante a consulta de enfermagem, os exames mínimos
estabelecidos nos consensos e definidos como possíveis e necessários pelo
médico da equipe.
130-De acordo com as VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão, as
recomendações não medicamentosas para a prevenção primária da
hipertensão arterial sistêmica incluem
a)o consumo controlado de álcool, alimentação hiperproteica e prática de
exercícios aeróbicos.
b)o consumo controlado de potássio, prática de exercícios aeróbicos e
ingestão de bebidas estimulantes.
c)a ingestão de bebidas isotônicas, prática de exercícios físicos e consumo
controlado de potássio.
d)a alimentação saudável, consumo controlado de sódio e ingestão de
potássio.
e)o consumo liberado de sódio, consumo controlado de álcool e alimentação
saudável.
131-Cliente hipertenso em uso de betabloqueador apresenta, entre outras,
as seguintes reações adversas ao tratamento medicamentoso
a)hipoglicemia, taquicardia e disfunção sexual.
b)hipopotassemia, desidratação e fadiga.
c)hipomagnesemia, broncoespasmo e sonolência.
d)hipercolesterolemia, hipopotassemia e rubor facial.
e)broncoespasmo, bradicardia e disfunção sexual.
132-A hipertensão arterial e o diabetes melito, doenças crônicas não
transmissíveis, representam sérios problemas de saúde pública,
sendo a principal causa de hospitalizações no sistema público de
saúde. Acerca do Programa Nacional de Hipertensão Arterial e
Diabetes Melito, julgue os itens a seguir.
A campanha de prevenção, diagnóstico, tratamento e controle da hipertensão
para o ano de 2011 tem como tema Quem tem bom coração combate a
hipertensão Eu sou 12 por 8.

 Certo
 Errado
133-De acordo com a Associação Brasileira de Cardiologia, entre as
recomendações dietéticas para o tratamento da hipertensão arterial
deve-se
a)consumir livremente alimentos a base de polissacarídeos.
b)incluir na alimentação diária os oligoelementos como: ferro, cálcio e
vitaminas.
c)consumir alimentos fibrosos entre eles, frutas e hortaliças,
aproximadamente de oito a dez porcões por dia.
d)excluir da alimentação os ácidos graxos monoinsaturados (oleico) e
aumentar o consumo de timidina.
e)consumir alimentos a base de ácido desoxirribonucléico e aldeído
glicérico, tais como laticínios monoinsaturados.
134-Nas VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão, constam diversas
orientações para a verificação da pressão arterial em membro superior.
Recomendam também
a)estimar o nível de pressão diastólica pela palpação do pulso pedial.
b)colocar o manguito sem deixar folgas acima da região hipotenar e abaixo
da fossa cubital.
c)localizar a artéria radial no nível da fossa cubital e colocar o estetoscópio,
realizando compressão em cerca de 10 mmHg.
d)palpar a artéria braquial na fossa cubital e colocar a campânula ou o
diafragma do estetoscópio sem compressão excessiva.
e)determinar o valor estimado de pressão diastólica, obtido pela compressão
da artéria radial.
135-Dentre os fatores de risco para hipertensão arterial sistêmica,
segundo as VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial, são
considerados:
a)obesidade, sedentarismo, doença vascular encefálica e diabetes melito.
b)ingestão de bebidas alcoólicas, ingestão de fibras, diabetes melito e
obesidade.
c)consumo de sal, asma, gordura saturada e doença renal.
d)doença arterial coronária, fatores psicossociais, ansiedade e tabagismo.
e)etnia, tabagismo, excesso de peso, sedentarismo e etilismo.
136-

Com referência ao caso clínico acima apresentado e a aspectos a ele


correlacionados, julgue os itens a seguir.
Os dados evidenciam a presença hipertensão arterial grave, estágio três,
conforme a classificação feita no III Consenso Brasileiro de Hipertensão
Arterial, e adotada pelo Ministério da Saúde.
 Certo
 Errado
137-Durante uma visita domiciliar, o enfermeiro do Programa de Saúde da
Familia, ao realizar o exame fisico de um paciente hipertenso, utiliza as
seguintes técnicas básicas:
a)( ) percussão e histórico
b)( ) inspeção e ausculta
c)( ) palpação e avaliação
d)( ) implementação e aferição
138-O programa de controle de doenças crônico-degenerativas como a
hipertensão e o diabetes visa identificá-las precocemente, fazer a
respectiva prevenção, reduzir suas complicações, cuidar dos doentes e
desenvolver ações de promoção da saúde. Com relação à hipertensão e ao
diabetes, julgue os itens subsequentes.

A pressão arterial do adulto é considerada alta se, em repouso, na ausência


de uso de medicamentos ou drogas e sem estresse, a pressão sistólica for
superior a 90 mmHg.
 Certo
 Errado
139-A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é um problema grave de saúde
pública no Brasil e no mundo. Os profissionais de Saúde da rede básica
têm importante papel no controle da Hipertensão Arterial. No entanto, será
classificado em indiv íduo adulto com mais de 18 anos com Pré-
Hipertensão Arterial , quando este apresentar
a)PAS (mmHg) 140-159 e PAD (mmHg) 90-99.
b)PAS (mmHg) 120 - 139 e PAD (mmHg) 80 -89.
c)PAS (mmHg) = 120 e PAD (mmHg) = 80.
d)PAS (mmHg) <120 e PAD (mmHg) <80.
e)PAS (mmHg) = 160 e PAD (mmHg) =100.
140-Dentre as complicações a serem observadas em um paciente
portador de hipertensão porta, temos a
a)diverticulite.
b)perfuração do duodeno.
c)obstrução intestinal.
d)hemorragia esofageana.
e)gastroenterite.
141-No atendimento do paciente hipertenso, o auxiliar de enfermagem,
compõe a equipe multiprofissional de saúde, no acompanhamento deste
paciente, constitui atribuição desta categoria profissional, exceto:
a)Orientar as pessoas da comunidade sobre os fatores de risco
cardiovascular
b)Cuidar de equipamentos (tensiômetros e glicosímetros)
c)Proceder as anotações no prontuário após consultar ao paciente
d)Encaminhar as solicitações de exames complementares para serviços de
referência
e)Verificar os níveis de pressão arterial, peso, altura e circunferência
abdominal
142-A identificação e controle da hipertensão arterial sistêmica são
altamente relevantes para a redução de complicações relacionadas
a)às doenças cerebrovasculares, à fibrose pulmonar, à doença venosa
periférica, ao diabetes.
b)à insuficiência cardíaca, ao diabetes, à insuficiência renal aguda e crônica,
à dupla lesão valvar.
c)à doença renal crônica, à insuficiência cardíaca, à doença arterial
periférica e coronariana, às doenças cerebrovasculares.
d)à dupla lesão valvar, à doença arterial coronariana, à doença venosa
periférica, às doenças cerebrovas- culares.
e)à doença venosa periférica, à insuficiência renal crônica, à insuficiência
mitral e aórtica, ao diabetes.
143-Segundo as V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial, é
considerada hipertensão estágio I quando a pressão sistólica
a)é menor que 120 mmHg e a diastólica menor que 80 mmHg.
b)é maior que 130-135 mmHg e a diastólica menor que 90 mmHg.
c)é igual a 139 mmHg e a diastólica igual a 85 mmHg.
d)está entre 140-159 mmHg e a diastólica entre 90- 99 mmHg.
e)é maior ou igual a 140 mmHg e a diastólica menor que 90 mmHg.
144-Segundo a "V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial", dentre
os indícios da hipertensão arterial secundária, estão
a)o aumento da taxa de filtração glomerular estimada, o aumento da
creatinina sérica e fácies de hipertireoidismo.
b)a assimetria de pulsos femorais, os sintomas de apneia durante o sono e
o início da hipertensão antes dos 30 anos ou após os 50 anos de idade.
c)o uso de medicamentos e drogas que possam aumentar a pressão arterial,
biotipo de síndrome de Cushing e simetria de pulsos femorais.
d)a hiperpotassemia espontânea, a presença de massas ou sopros
abdominais e o uso de drogas que possam abaixar a pressão arterial.
e)a cianose após esforços físicos, a presença de proteinúria e as pupilas
anisocóricas.
145-A equipe de enfermagem tem a função de preparar o paciente para
exames e prestar cuidados de enfermagem que contribuam para o seu
tratamento.

Acerca desse assunto, julgue os itens a seguir.


No tratamento da hipertensão arterial, utilizam-se corticoides e hormônios.
 Certo
 Errado
146-Em relação à Hipertensão Arterial, analise as assertivas e, em
seguida, assinale a alternativa que apresenta as corretas.

I. A hipertensão arterial apresenta custos médicos e socioeconômicos


elevados, decorrentes principalmente das suas complicações, tais
como: doença cerebrovascular, doença arterial coronariana,
insuficiência cardíaca, insuficiência renal crônica e doença vascular de
extremidades.

II. Em indivíduos jovens, a hipertensão decorre, mais frequentemente,


apenas da elevação na pressão sistólica, enquanto a partir da sexta
década o principal componente é a elevação da pressão diastólica.

III. O método mais utilizado para medida da pressão arterial na prática


clínica é o indireto, com técnica auscultatória e esfigmomanômetro de
coluna de mercúrio ou aneróide, ambos calibrados.

IV. Na medida da pressão arterial do idoso pode haver menor frequência


de hiato auscultatório, que consiste no desaparecimento dos sons na
ausculta durante a deflação do manguito, geralmente entre o final da
fase I e o início da fase II dos sons de Korotkoff, tal achado pode
superestimar a pressão sistólica.

a)Apenas I, II e III .
b)Apenas III e IV.
c)I, II, III e IV .
d)Apenas II e IV.
e)Apenas I e III.
147-O diagnóstico de uma doença relacionada ao trabalho, dado pelo
médico do trabalho, tem implicações médico-legais e previdenciárias que
necessitam ser conhecidas e cumpridas pelos profissionais. Quanto às
doenças profissionais do trabalho e relacionadas ao trabalho, julgue os
itens de 77 a 85.
A hipertensão arterial sistêmica secundária não é considerada uma
doença ocupacional, pois está relacionada a fatores genéticos
individuais.
 Certo
 Errado
148-A hipertensão arterial sistêmica é a mais frequente das doenças
cardiovasculares, com aparecimento precoce em crianças e
adolescentes. Com relação a esse tema, julgue o item que se segue.
A pressão arterial é a pressão exercida pelo sangue na parede das
artérias. Ao verificá-la, o profissional de saúde deve dialogar com o
paciente para relaxá-lo.
 Certo
 Errado
149-A hipertensão arterial sistêmica é a mais frequente das doenças
cardiovasculares, com aparecimento precoce em crianças e adolescentes.
Com relação a esse tema, julgue o item que se segue.
Em indivíduos que fazem uso de anti-hipertensivo, a hipertensão arterial é
definida como pressão arterial sistólica maior ou igual a 140 mmHg e
pressão diastólica maior ou igual a 90 mmHg.
 Certo
 Errado
150-Segundo o Ministério da Saúde (MS) a Hipertensão Arterial Sistêmica
(HAS) é a mais frequente das doenças cardiovasculares. Sendo assim, é de
extrema importância que os casos de HAS sejam detectados, tratados e
controlados eficazmente.

Considerando as diretrizes do MS sobre HAS, analise as afirmativas abaixo


e marque a alternativa INCORRETA.
a)Na medida indireta de Pressão Arterial (PA), a pressão sistólica é
determinada a partir do aparecimento do primeiro som ao se realizar a deflação
do manguito.
b)Hipertensão arterial é definida quando a pressão sistólica for maior ou
igual a 140 mmHg e a diastólica for maior ou igual a 90 mmHg em indivíduos que
não estão fazendo uso de anti-hipertensivos.
c)Antes de aferir a PA, é necessário certificar-se de que o paciente não
esteja com a bexiga cheia, não tenha praticado exercícios físicos há 60-90
minutos, não tenha ingerido bebidas alcoólicas, café, alimentos ou fumado até
30 minutos antes.
d)Quando a pressão sistólica e a pressão diastólica se encontram em
categorias diferentes de classificação de PA, aquela com menor valor em mmHg
deve ser utilizada para classificação da PA.
151-Estima-se que 22% a 43% da população brasileira seja portadora de
hipertensão arterial sistêmica, variando de acordo com a região do país.
Segundo o Ministério da Saúde, a mudança do estilo de vida é um fator
preponderante para o controle da hipertensão arterial, apontando a
recomendação dietética que inclui
a)dar preferência a temperos naturais como limão, ervas, alho e comer duas
porções diárias de fruta de cores diferentes, sem ultrapassar essa meta.
b)optar por alimentos com baixo teor de gordura do tipo saturada, presente
nas fontes de origem vegetal, exceto óleo de dendê e coco.
c)utilizar formas saudáveis de preparar o alimento preferindo os assados, os
fritos, os cozidos em vapor e os in natura.
d)substituir bolos, biscoitos recheados, por outras gu- loseimas igualmente
calóricas.
e)restringir as fontes industrializadas de sal: temperos prontos, sopas,
embutidos como salsicha, linguiça, salame e mortadela, conservas, enlatados,
defumados e salgados de pacotes e fast-food.
152-A hipertensão arterial é um sinal indicativo preocupante quando
ocorre na gravidez, estando relacionada à doença denominada
a)hipertensão portal.
b)tríade de Beck.
c)doença hipertensiva específica da gravidez.
d)síndrome de Purkinje.
e)síndrome de Wolf Parkinson White.
153-A prevalência da hipertensão arterial sistêmica está cor-
relacionada diretamente com a idade, sendo que a pseu- do-hipertensão
pode ser
a)caracterizada pelo afrouxamento das paredes arteriais.
b)provocada pela osteoporose.
c)detectada por meio da manobra de Osler.
d)agravada pela perda de peso.
e)causada por medicamentos hipotensores.
154-Um cliente está recebendo Clonidina como forma de tratamento da
hipertensão arterial. Nesta situação, o enfermeiro deverá orientá-lo quanto
aos efeitos colaterais mais freqüentes, sendo um deles
a)aumento da libido.
b)zumbido.
c)diminuição da acuidade auditiva.
d)hipotensão postural.
e)hipotermia.
155-Disfunções circulatórias levam as pessoas a adoecerem. Elas podem
ser de origem congênita - a pessoa já nasce com a doença, como a
deficiência na formação de válvulas cardíacas -
ou infecciosa, quando são produzidas por bactérias que acometem as vias
aéreas superiores ou resultantes de doenças reumáticas infecciosas ou
crônico-degenerativas, que não apresentam causa definida e,
conseqüentemente, não têm cura, mas podem ser controladas. Tais
disfunções, quando não são controladas, geram complicações e se
transformam nas principais causas de morte no Brasil e no mundo. Julgue
os itens a seguir, relativos às
disfunções cardiovasculares.
A hipertensão sistêmica, que se caracteriza por não ter causa conhecida,
corresponde a 45% dos casos de hipertensão, enquanto os 55% restantes
correspondem à hipertensão secundária, situações em que é possível
identificar uma causa da hipertensão, como, por exemplo, problemas renais,
tumores de supra-renal e algumas doenças endócrinas.
 Certo
 Errado
156-Acerca dos cuidados de enfermagem recomendados em casos de
doenças cardiovasculares, julgue o seguinte item.
Os cuidados com pessoas hipertensas devem estar focados no controle da
pressão arterial, no uso correto da medicação prescrita e no incentivo à
prática de atividades físicas e mentais.
 Certo
 Errado
157-A prevenção primária da Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) pode ser
feita mediante controle de seus fatores de risco, como sobrecarga na
ingestão de sal, excesso de adiposidade, especialmente na cintura
abdominal, abuso de álcool, entre outros. Duas estratégias de prevenção
para HAS são:
a)a populacional e a dirigida a grupos de risco.
b)a regional e a dirigida a fatores de risco.
c)a longitudinal e a vertical.
d)a sazonal e a dirigida à população negra.
e)a individual e a dirigida aos idosos.
GABARITO

1-C 2-C 3-D 4-E 5-D 6-C 7-D 8-B 9-E 10-C 11-
E 12-D 13-C 14-A 15-A 16 17-A 18-D 20-A 21-
C 22-E 23-A 24-D 25-C 26-C 27-B 28-A 29-E
30-C 31-D 32-C 33-B 34-E 35-D 36-C 37-A 38-
D 39-C 40-D 41-A 42-B 43-C 44-A 45-C 46-C
47-D 48-B 49-C 50-D 51-B 52-B 53-D 54-A 55-
A 56-A 57-C 58-C 59-C 60-E 61-B 62-C 64-D
65-E 66-A 67-E 68-B 69-B 70-C 71-A 72-A 73-
E 74-E 75-B 76-B 77-C 78-C 79-D 80-D 81-E
82-A 83-E 84-A 85-B 86-A 87-C 88-C 89-D 90-
C 91-D 92-A 93-A 94-D 95-C 96-C 97-E 98-E
99-C 100-D 101-B 102-B 103-D 104-A 105-E
106-E 107-E 108-E 109-E 110-C 111-B 112-D
113-B 114-B 115-C 116-C 117-C 118-C 119-C
120-A 121-C 122-B 123-A 124-E 125-A 126-A
127-E 128-B 129-E 130-E 131-D 132-C 133-C
134-D 135-E 136-E 137-B 138-E 139-B 140-D
141-C 142-C 143-D 144-E 145-B 146-E 147-E
148-E 149-E 150-D 151-E 152-C 153-C 154-D
155-E 156-C 157-A