Você está na página 1de 5

Unidade 1 – Revolução Americana, uma revolução fundadora

1.1. Nascimento de uma nação sob a égide dos ideais iluministas


Influência dos ideais iluministas Efeitos da Guerra dos Sete anos
- Direitos do Homem
- Sobrecarga fiscal
- Soberania Nacional
- Falta de liberdade comercial
- Divisão dos poderes

Nascimento de uma nação


- Contestação dos colonos aos impostos
- Guerra da independência
- Declaração de Independência
- Instituição da República Federal dos Estados Unidos da América (1787)

1.1.1. Antecedentes: um conflito económico entre a metrópole e as


colónias
As colónias Inglesas na América do Norte:
 Eram 13 (habitadas por ingleses – fugitivos das perseguições politicas e religiosas
-, irlandeses e espanhóis;
 Tinham em comum: a língua, a religião, os costumes e a dependência de
Inglaterra;
 As colónias do Norte e Centro (Norte: N. Hampshire, Massachusetts e
Connecticut; Centro: N. Iorque, N. Jérsia, Pensilvânia e Delaware): mais
desenvolvidas, predominavam os minifúndios, viviam do comércio, da criação
de gado, da pesca, da indústria, as manufaturas de madeira, o papel, os têxteis
e a metalurgia, faziam comércio com Antilhas, havia liberdade e não entendiam
a aderência ao esclavagismo;
Conceitos: Revolução Liberal - Conjunto de mutações políticas e sociais ocorridas na sequência do legado
ideológico da Revolução Francesa e já prenunciadas na Revolução Americana. Representaram o fim das
estruturas do Antigo Regime, no que concerne à classe dominante (que passa a ser a burguesia), às
instituições (surgem as monarquias constitucionais), à ordem internacional (dá-se a independência de
uma série de territórios), etc.; Constituição – texto fundamental que regula os direitos e garantias dos
cidadãos e a organização política de um Estado; Época Contemporânea - período específico atual da
história do mundo ocidental, iniciado a partir da Revolução Francesa (1798). Está marcada de maneira
geral, pelo desenvolvimento e consolidação do regime capitalista no ocidente e, consequentemente pelas
disputas das grandes potências europeias por territórios, matérias-primas e mercados consumidores.
 As colónias do Sul (Maryland, Virgínia, Carolina do Norte, Carolina do Sul,
Geórgia): vivam da agricultura, onde trabalhavam, em grande número, escravos
negros (tabaco, café, anil e algodão) eram mais conservadores e menos
povoadas e apoiavam o esclavagismo.

Os Estados Unidos foram colonizados, a partir do século XV,


por colonos ingleses sujeitos a perseguições religiosas ou em busca
de melhores condições de vida.
No século XVIII, a coroa inglesa devido a uma grave crise
económica, causada pela Guerra dos Sete Anos, resolveu decretar
vários impostos a pagar pelos colonos à metrópole.
Esse facto levou à revolta dos colonos americanos, ao
surgimento do processo de independência e à criação de uma
constituição e governo próprios.

Os colonos ingleses da América do Norte estavam


descontentes por várias razões:
 A Guerra dos Sete Anos (1756 -1763) opôs Inglaterra e França. A Inglaterra
precisava de dinheiro para pagar as despesas das guerras, por isso aumentou as
taxas aduaneiras (impostos) sobre bens de 1ª necessidade como o chá, o açúcar,
o papel selado, o melaço (fabrico de rum), vidro e chumbo;
 Não tinham direitos políticos;

 Havia sido assinado um acordo que não permitia aos colonos expandir os seus
territórios a Oeste sem o consentimento do governo inglês;

Conceitos: Revolução Liberal - Conjunto de mutações políticas e sociais ocorridas na sequência do legado
ideológico da Revolução Francesa e já prenunciadas na Revolução Americana. Representaram o fim das
estruturas do Antigo Regime, no que concerne à classe dominante (que passa a ser a burguesia), às
instituições (surgem as monarquias constitucionais), à ordem internacional (dá-se a independência de
uma série de territórios), etc.; Constituição – texto fundamental que regula os direitos e garantias dos
cidadãos e a organização política de um Estado; Época Contemporânea - período específico atual da
história do mundo ocidental, iniciado a partir da Revolução Francesa (1798). Está marcada de maneira
geral, pelo desenvolvimento e consolidação do regime capitalista no ocidente e, consequentemente pelas
disputas das grandes potências europeias por territórios, matérias-primas e mercados consumidores.
 Existia o Exclusivo Comercial (só podiam praticar o comércio com os ingleses);
 Imposto do Selo sobre documentos legais e publicações;
 Proibição de construção de fábricas nas colónias.

1.1.2. A reação das colónias: da contestação aos impostos à Declaração


de Independência
Os colonos, cansados de tudo, tomaram medidas e organizaram a “Festa de Chá
de Boston”.
O “Boston Tea Party” representa a reação dos colonos às taxas lançadas pela
Grã-Bretanha sobre as importações de chá.
(Acontecimento datado de 16 de dezembro de 1773, quando um grupo
de jovens disfarçados de índios lançaram ao mar a carga de chá transportada
pelos navios da Companhia das Índias).

Precipitação dos Acontecimentos


O rei Jorge III ordenou o encerramento do porto de Boston e exigia uma
indemnização do carregamento de chá destruído e o aquartelamento de tropas na
cidade de Boston.
A esta prepotência inglesa, surge a reação baseada na divulgação dos ideais
iluministas por Thomas Jefferson, Samuel Adams, Richard Lee e Benjamin Franklin.
Estes, com o auxílio de outros, organizaram o Primeiro Congresso Continental da
Filadélfia, no ano de 1774. Neste Congresso estavam os representantes das colónias que
resolveram suspender o comércio com Inglaterra.

Em Lexington (1775), perto de Boston, soldados ingleses foram atacados pela


população quando se preparavam para apreender armas ilegais. Jorge III enviou tropas

Conceitos: Revolução Liberal - Conjunto de mutações políticas e sociais ocorridas na sequência do legado
ideológico da Revolução Francesa e já prenunciadas na Revolução Americana. Representaram o fim das
estruturas do Antigo Regime, no que concerne à classe dominante (que passa a ser a burguesia), às
instituições (surgem as monarquias constitucionais), à ordem internacional (dá-se a independência de
uma série de territórios), etc.; Constituição – texto fundamental que regula os direitos e garantias dos
cidadãos e a organização política de um Estado; Época Contemporânea - período específico atual da
história do mundo ocidental, iniciado a partir da Revolução Francesa (1798). Está marcada de maneira
geral, pelo desenvolvimento e consolidação do regime capitalista no ocidente e, consequentemente pelas
disputas das grandes potências europeias por territórios, matérias-primas e mercados consumidores.
para esmagar a insurreição americana.
Em 1776 ocorre o Segundo Congresso Continental da Filadélfia, de caráter
separatista.
A 4 de julho de 1776 foi publicada a Declaração de Independência, redigida por
Thomas Jefferson, e que continha uma Declaração dos Direitos do Homem.
(A Declaração da Independência é um documento com
princípios iluministas, defendendo a liberdade, igualdade, tolerância,
e justiça perante todos os Homens. Foi concedido aos colonos o direito
de voto, o que lhes permitia escolher o seu governante.)

Mentores da Revolução Americana: George Washington (militar); Benjamin Franklin


(político, cientista e escritor) e Thomas Jefferson (filósofo político)

1.1.3. Da guerra da independência à criação da República Federal dos


Estados Unidos da América
Entre 1776 e 1783 os Estados Unidos enfrentavam a Inglaterra, na chamada
Guerra de Independência, onde os norte-americanos eram comandados por George
Washington. No ano de 1783, a Inglaterra reconhece a independência dos EUA com a
assinatura do Tratado de Versalhes.
A Constituição dos Estados Unidos da América foi promulgada em 1787 e
determinava a criação de uma República federativa e presidencialista, a existência de
três poderes (executivo - Presidente, legislativo - Congresso e judiciário – Supremo
Tribunal) independentes entre si. No ano de 1789, George Washington foi eleito o
primeiro presidente dos Estados Unidos.

Conceitos: Revolução Liberal - Conjunto de mutações políticas e sociais ocorridas na sequência do legado
ideológico da Revolução Francesa e já prenunciadas na Revolução Americana. Representaram o fim das
estruturas do Antigo Regime, no que concerne à classe dominante (que passa a ser a burguesia), às
instituições (surgem as monarquias constitucionais), à ordem internacional (dá-se a independência de
uma série de territórios), etc.; Constituição – texto fundamental que regula os direitos e garantias dos
cidadãos e a organização política de um Estado; Época Contemporânea - período específico atual da
história do mundo ocidental, iniciado a partir da Revolução Francesa (1798). Está marcada de maneira
geral, pelo desenvolvimento e consolidação do regime capitalista no ocidente e, consequentemente pelas
disputas das grandes potências europeias por territórios, matérias-primas e mercados consumidores.
Conceitos: Revolução Liberal - Conjunto de mutações políticas e sociais ocorridas na sequência do legado
ideológico da Revolução Francesa e já prenunciadas na Revolução Americana. Representaram o fim das
estruturas do Antigo Regime, no que concerne à classe dominante (que passa a ser a burguesia), às
instituições (surgem as monarquias constitucionais), à ordem internacional (dá-se a independência de
uma série de territórios), etc.; Constituição – texto fundamental que regula os direitos e garantias dos
cidadãos e a organização política de um Estado; Época Contemporânea - período específico atual da
história do mundo ocidental, iniciado a partir da Revolução Francesa (1798). Está marcada de maneira
geral, pelo desenvolvimento e consolidação do regime capitalista no ocidente e, consequentemente pelas
disputas das grandes potências europeias por territórios, matérias-primas e mercados consumidores.

Você também pode gostar