Você está na página 1de 2

Grupo I

ù 3p é ù 3p é
1. De dois ângulos, de amplitudes  e , sabe-se que a Î ú p, ê e b Î ú –2p, – ê .
û 2ë û 2ë
Então, pode afirmar-se que:
[A] sen   cos  > 0
[B] cos   tg  > 0
[C] sen  – sen  < 0
[D] sen  – cos  < 0

2. Considere, em , a equação trigonométrica 2 cos x = 1.

ù p é
Quantas soluções tem esta equação no intervalo ú – , 4p ê ?
û 4 ë
[A] 2
[B] 3
[C] 4
[D] 5

Grupo II

1. Tendo em conta as condições da figura, em que D pertence ao lado [CA] e, numa dada unidade, 𝐵𝐶 =
̂ 𝐶 = 45° e 𝐵𝐴̂𝐷 = 30°, resolva o triângulo [ABC].
1,8, 𝐵𝐷 = 2, 𝐵𝐷

Apresente as medidas dos comprimentos dos lados do triângulo e as medidas das amplitudes dos
ângulos arredondadas às décimas.
Sempre que em cálculos intermédios proceder a arredondamentos, conserve três casas decimais.

2. Considere a função f definida em [0, ] por f(x) = cos x + cos (2x).


Determine a área do polígono cujos vértices são os pontos de interseção do gráfico de f com os eixos
coordenados.

Expoente11 • Dossiê do Professor 3


3. Na figura está representado, num referencial o.n. Oxy, o círculo trigonométrico.

Os pontos A, B, C e D são os pontos de interseção da circunferência com os eixos do referencial.


Considere que um ponto P se desloca ao longo do arco BC, nunca coincidindo com B nem com C.
Para cada posição do ponto P, seja Q o ponto do arco CD que tem abcissa igual à abcissa do ponto P.
Seja  a amplitude, em radianos, do ângulo orientado que tem por lado origem o semieixo positivo Ox e

ùp é
por lado extremidade a semirreta OP , a Î ú , p ê .
û2 ë

3.1. Mostre que a área do triângulo [OPQ] é dada por –sen  cos .

æ 3p ö 1
3.2. Para uma certa posição do ponto P, sabe-se que cos ç – + a÷ = – .
è 2 ø 4
Determine, para essa posição do ponto P, a área do triângulo [OPQ].

Apresente o resultado na forma de fração irredutível.

4 Expoente11 • Dossiê do Professor