Você está na página 1de 6

Jesus o nosso modelo de missões

Por: Jânio Santos de Oliveira

Presbítero e professor de teologia da Igreja Assembleia de Deus no Estácio

Rua Hadok Lobo, nº 92 - Pastor Presidente Gilson Menezes de Oliveira

As palavras de Jesus são ensinamentos de como podemos fazer missão, mas os


seus gestos nos ensinam como nos comportar e expressar verdadeiramente
amor pelas vidas e pela obra de Deus.
Estamos aprendendo:
Como posso ter meu coração preparado para fazer a missão?
Você já ganhou uma vida pra Jesus?

Quais atitudes podem ter para ganhar vidas como Jesus? Como posso fazer isso
na prática?

Veja a atitudes anti-misionárias dos homens: Lucas 9.51-62

v. 53, 54, 57, 59, 61.


A) NÃO RECEBER JESUS: v. 53 – eles não receberam Jesus. Quem não recebe
Jesus não pode ser missionário.

B) DESEJAR O MAL: v. 54 – achavam que eram melhores do que os outros por


isso desejaram o mal.

C) PRECIPITAÇÃO: v. 57 – as vezes até aceita mas não firma. É só da boca pra


fora.

D) PROCASTINAÇÃO: v. 59 – deixar as coisas para depois. Amanhã pode ser


muito tarde.

E) APEGO TERRENO: v. 61 – devemos colocar Cristo como prioridade em


nossas vidas.

Vejamos agora as quatro qualidades que devemos ter para podermos ser um
missionário de verdade:

TODO MISSIONARIO DEVE SEGUIR O EXEMPLO DE CRISTO

Vamos observar alguns textos bíblicos a onde podemos encontrar as quatro


qualidades que devemos ter para podermos ser um missionário de verdade
conforme o modelo de Cristo no seu ministério. (Mt 9.35-38)

I . TER COMPAIXÃO PELOS PERDIDOS. “...teve grande compaixão delas,


porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não tem pastor.”
1. O que significa ter compaixão?
1.1. Se colocar no lugar da outra pessoa
1.2. Sofrer a dor da outra pessoa
1.3. Sofrer com a outra pessoa.
1.4. Pesar que nos desperta a desgraça, a dor, de outrem.
2. Jesus sentia muita compaixão das multidões:
2.1. Se colocava no lugar delas
2.2. Sofria a dor delas
2.3. Sofria com elas
2.4. Interessava-se pela vida das pessoas, por seus sofrimentos, dores,
desgraça.
3. Quem se compadece não fica parado, a compaixão é demonstrada com
atitudes, veja o exemplo de Cristo (v. 35)
3.1. Percorria cidades e aldeias indo atrás das pessoas necessitadas
3.2. Pregava-lhes o Evangelho, o único remédio para curar as feridas.
3.3. Procurava resolver os problemas sociais das pessoas
3.4. Entregou sua vida por todos os que haveriam de crer em Seu nome (Jo
3.16)

4. Veja o exemplo de Paulo (1 Cor 11.1) Por muito tempo fiquei sem saber
como Paulo imitiu a Cristo, hoje descobri.
4.1. Paulo tinha compaixão por seus irmãos judeus
4.2. Paulo sentia dor por eles (Rm 9.1,2)
4.3. Paulo estava disposto a trocar sua salvação, pela salvação de seus irmãos
(Rm 9.3)
4.4. Não é por nada que ele diz que imitou a Cristo
5.1. O missionário precisa desenvolver a compaixão pelas pessoas perdidas,
pois sem a mesma não poderá ser bem sucedido, precisa imitar e obedecer a
Cristo (Jd 22-23)

II. TER VISÃO DA OBRA MISSIONÁRIA COMO UM TODO


“Vendo as multidões....”
1. Jesus visualizava a obra como todo:
1.1. Se ofereceu por todo o planeta terra(Jo 3.16; 11. 51-52)
1.2. Orou por todos os que haveriam de Crer nele(Jô 17.19-20)
1.3. Os discípulos não conseguiam ter a mesma visão de Cristo (Jo 4.35-36)
2. O missionário precisa ter a visão de Cristo:
2.1. Para ver os outros campos missionários além de Jerusalém (Judéia-
Samaria-confins da terra)
2.2. Para ver as portas abertas para pregação do Evangelho (1 Cor 16.8-9; 2
Cor 2.12; Cl 4.3)
2.3. Para ver a direção de Deus para o trabalho (At 16. 9; 18.9-11)

3. Reflexão:
3.1. Como anda nossa visão?
3.2. Será que conseguimos ver as portas abertas para a pregação do
Evangelho?
3.3. Temos visão para vermos e reconhecermos os candidatos a obra
missionária?
3.4. A nossa visão se limita apenas a nossas necessidades locais como igreja?
3.5. O crescimento de cada igreja local dependerá da visão que tenha acerca da
obra missionária.

TER COMPAIXAO PELOS PERDIDOS e TER A VISÃO DA OBRA COMO UM TODO.

Foram as duas qualidades desenvolvidas por Cristo na sua obra missionária, as


quais devemos imitá-las.

III . TENHA UMA EXATA COMPREENSÃO DAS DIFICULDADES.

“Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os
ceifeiros.”
1. Jesus tinha uma compreensão exata das dificuldades da obra missionária,
duas são apresentadas nessa passagem:
1.1. A complexidade da extensão da Seara: “A seara é realmente grande.....”
a). “O campo é o mundo...”(Mt 13.38)
b). E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura (Lc
16.15)
c). “...Fazer discípulos de todas as nações...”(Mt 28.19)
d). ...Em Jerusalém, judéia, samaria e aos confins da terra.”(At 1.8)
f). “E percorria Jesus todas as cidades e aldeias....”(Mt 9.35a)
1.2. A falta de obreiros: “...mas poucos são os obreiros.”
a). Ainda há milhões de ovelhas sem pastor. No nosso estado temos duas
congregações sem pastor.(1ª igreja em PVH e Rolim de Moura)
b). A Turquia, a maior nação não alcançada do mundo, com 99% muçulmanos
c). m muitos países da África há um pastor para cada 15 igrejas.
1.3. A necessidade dos perdidos:
a). São ovelhas sem pastor
b). Cansadas e aflitas
c). Sem rumo
1.4. A exortação de Cristo:
a). Peçam ao Senhor da Seara, ao Dono da raça pronta para colheita....
b). Que mande trabalhadores para Sua seara...
c). “mande” tem a ideia no original de urgência, ´precisamos de obreiros pra
ontem.
2. Outras dificuldades apresentadas por Cristo:
3.1. Depender unicamente do Senhor (Mt 10.10)
3.2. A falta de recepção (Mt 10.14)
3.3. Os perigos (Mt 10.16)
3.4. Traições (Mt 10.17)
3.5. Ódio (Mt 10.22)
3.6. Perseguição (Mt 10.23)

3. Reflexão:
3.1. Muitos entram na obra missionária com a ideia errada, pensam que Deus
vai colocar um tapete vermelho, enviar anjos para jogar rosas vermelhas, isso é
uma ideia errada.
3.2. Muitos dos colegas sabem do que estou falando, muitos enfrentam sérios
problemas e vão continuar enfrentando.
3.3. Faça como o apóstolo Paulo, ia para o campo, certo das dificuldades e
preparado para enfrenta-las.(At 21.10-13 confira 20.24)
Três qualidades de Cristo foram apresentadas, das quais devemos imitar:
1. TER COMPAIXÃO DOS PERDIDOS;
2. TER VISÃO DA OBRA MISSIONARIA COMO UM TODO;
3. TER UMA EXATA COMPREENSÃO DAS DIFICULDADES.

IV. PRIORIZAR O PRÓPOSITO DE DEUS NO SEU MINISTÈRIO

“Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me


enviou, e realizar a sua obra.”(Jo 4.34)
1. Jesus dava o real valor a missão ao qual o Pai lhe havia confiado, ela
ocupava a primazia em
Sua vida
1.1. Ele procurava realizar a vontade do Pai e não a Sua (Jo 5.30)
1.2. Ele colocava a vontade de Deus como objetivo de vida (Mt 3.13-15)
1.3. A comida de Cristo era fazer a vontade de Deus (Jo 4.34), mas importante
que suas necessidades físicas.
1.4. Ele se consumia para realizar a vontade de seu Pai. (cumprir, acabar,
trazer à consumação, completar aquela obra que foi começada pelo Pai)
Paulo é um exemplo vivo, ele se dedicou para cumprir o propósito de Deus em
sua vida.
2.1. Seu desejo era cumprir o propósito de Deus (At 20.24)
2.2. Não se importava com os perigos, embora estivesse cumprindo a vontade
de Deus.
(At 21.13-14)
2.3. Ele não vivia mais para si e sim para Cristo (Gl 2.20)
2.4. No fim de sua jornada pode dizer (combati o bom combati, completei a
carreira e guardei a fé)

3.Reflexão:
3.1. Você tem priorizado a missão que Deus tem lhe entregue?
3.2. Tem se desviado da missão se envolvendo com outras coisas?
3.3. Quais as prioridades tem ocupado sua vida? As suas ou as de Deus?
3.4. Não priorizar a missão de Deus é pecado e pode lhe custar muito caro.

Veja agora as Atitudes missionárias de Jesus: Lc 9 v.51,52,56,58,60,62

A) DECISÃO: v. 51 – Ele sabe o que quer tem firmeza de propósito. Não


desanima!

B) ENVIAR: v. 52 – Ele sempre envia alguém antes dele. (conf. Lucas 10.1)

C) COMPAIXÃO: v. 56 – Ele perdoa a ignorância das pessoas porque seu


propósito é salvar e não condenar.
Eles mereciam ‘fogo’? Sim. Jesus tinha poder para consumi-los? Sim. Mas
prevaleceu o amor.

D) INTINERÂNCIA: v. 58 – Ele foi ativo andava o tempo todo. Jesus está em


toda parte e em toda parte manda alguém para agir em seu nome.

E) DESPRENDIMENTO: v. 60 – não está apegado a nada nem ninguém que não


seja sua Missão.
F) PERSEVERANÇA: v. 62 – ele não olha para traz, nem aceita as desculpas das
pessoas.

Para você que deseja ou não ser um missionário vai aqui as seguintes dicas:

Dez motivos para não ser um missionário:


1. Você quer que as pessoas pensem que você é aventureiro, corajoso e nobre;
2. Você tem medo de compartilhar o evangelho com pessoas da sua própria
cultura;
3. Você deseja “civilizar” outras culturas, especialmente de acordo com a sua
própria civilização;
4. Você já tentou outras coisas e não sabe mais o que fazer;
5. Você pensa que isso finalmente te trará a satisfação e a paz que você tem
procurado;
6. Seus pais eram missionários e você quer continuar os negócios da família;
7. Você deseja ver o mundo;
8. Sua igreja é muito voltada para missões e você não quer parecer menos
espiritual por não fazer o que todo mundo também está fazendo;
9. Você gosta de construir casas para as pessoas;
10. Você pensa que isso te fará mais justo perante Deus.
Ø Dez motivos para ser um missionário:
1. Você adora Deus com todo o seu coração e é consumido pelo desejo de
anunciar sua Glória para todos os povos;
2. Você ama compartilhar o evangelho com os não crentes ao seu redor e
gostaria de fazer o mesmo em outra cultura;
3. Você deseja ver o arrependimento e a fé que vem de Deus salvando uma
cultura tão necessitada quanto a sua;
4. Você sente um chamado irresistível para pregar o evangelho e compartilhar o
amor de Deus em outro país, e amigos seus que são maduros na fé também
veem esse caminho para você;
5. Você sente tanta alegria e satisfação em Jesus que não consegue
simplesmente não querer servir os perdidos ao redor do mundo;
6. Deus usou seus pais missionários para fazer crescer em você um amor pelos
eleitos de Deus espalhados pelo mundo que nunca ouviram o evangelho;
7. Você quer ver o mundo cheio da alegria e da glória de Deus;
8. Sua igreja muito voltada para missões te convenceu que seus medos e seu
egoísmo estão te impedindo de perseguir sua vocação missionária;
9. Você gosta de plantar igrejas que ensinam e doutrinam seus próprios
membros para diversos serviços;
10. Você é justo perante Deus mediante Jesus Cristo e deseja compartilhar essa
mesma verdade com os outros.

Que Deus nos ajude a cumprir a ordem missionário de Deus em nome de


Jesus, amém!