Você está na página 1de 4

Atuadores Hidráulicos

Os atuadores têm por finalidade converter a energia do fluído em energia


mecânica. Podem ser cilindros, motores.

Cilindros Hidráulicos

Os cilindros permitem a obtenção de movimentos retilíneos alternativos. Podem


ser de simples ação ou de dupla ação.

Cilindros de dupla ação ou duplo efeito


Neste tipo de cilindro, o fluido é responsável pelo avanço e pelo recuo, sendo,
portanto, recomendado,para realizar trabalhos nos dois sentidos. São os cilindros
hidráulicos mais utilizados.

As principais partes de um cilindro são:


• Camisa (A): construída em tubo de latão ou alumínio, deve ser lisa e perfeitamente
circular para
impedir vazamentos entre as câmaras.
• Cabeçotes (B): fecham as extremidades do cilindro, proporcionando meios de apoio e
montagem,
podem ser montados com tirantes (C), rosqueados ou recravados na camisa. São
fabricados geralmente em ferro fundido ou alumínio.
• Retentores: previnem os vazamentos de uma câmara para outra do cilindro (D) e pela
haste (E) e possibilitam o amortecimento (F). Podem ser feitos de diversos materiais e
com diferentes formatos.
• Êmbolo (G) e haste (H): proporcionam a força oriunda do fluido sob pressão. O
êmbolo pode ser feito de ferro fundido ou alumínio e a haste é geralmente de aço SAE
1045, retificada e cromada.
Cilindros com êmbolo magnético possuem um anel de material magnético para acionar
fins de cursos magnéticos.
As áreas do êmbolos sob mesma carga estarão sujeitas a pressões diferentes, pois se
deve levar em conta a área da haste.
Cilindros de simples ação ou simples efeito

Nos cilindros de simples ação, apenas um dos movimentos, ou seja, o avanço ou


o recuo é executado por ação do ar comprimido. O segundo movimento será executado
por outro agente, que poderá ser ação de molas no próprio cilindro, ou um agente
externo no mecanismo no qual ele está atuando. São usados para trabalho em apenas um
sentido.

A figura acima mostra um cilindro de simples efeito com recuo por mola. O
fluido comprimido fará o avanço do cilindro. Quando o fluido é exaurido, a mola que
havia sido comprimida por ação do fluido, retorna à posição inicial, fazendo o recuo da
haste.

Na figura acima observamos um cilindro de simples ação com avanço por mola
Os cilindros de simples ação com retorno por mola são usados em operações de fixação,
marcação, rotulação, expulsão de peças e alimentação de dispositivos.
Os cilindros de simples ação com avanço por mola são empregados em alguns sistemas
de freios, segurança, posições de travamento e trabalhos leves em geral.
Possuem limitações mecânicas, devido à fadiga da mola e, no caso dos cilindros com
recuo por mola, também há limitação em relação à lubrificação da haste.

Cilindros com amortecimento

Quando volumes grandes e pesados são movimentados por um cilindro, deve


existir um sistema de amortecimento para evitar impactos secos e danificações. Antes
do êmbolo atingir a posição final, o escape de fluido é interrompido, deixando apenas
uma pequena passagem, geralmente regulável.
Cilindros Derivados

São chamados de cilindros derivados os cilindros de dupla ação de construção


especial para algumas aplicações industriais. Podemos citar: cilindros de haste dupla,
cilindros de múltiplas posições, cilindro de impacto, entre outros.

Cilindro de haste dupla

O cilindro de haste dupla ou de haste passante é melhor guiado devido aos dois
mancais de guia que possibilitam a admissão de uma ligeira carga lateral. Outra
característica é que as forças de avanço e de recuo são iguais.

Cilindro geminado

O cilindro geminado ou de múltiplas posições consiste em dois cilindros de


dupla ação, unidos entre si, possuindo cada um, entradas independentes, possibilitando a
obtenção de três ou quatro posições distintas com precisão. São aplicados em circuitos
de seleção, distribuição, posicionamento, comandos de dosagem e transporte de peças
para operações sucessivas.
Cilindros sem haste

São usados em locais onde o espaço é insuficiente para instalar o corpo do


cilindro. Isto geralmente ocorre quando se necessita de cilindros com curso muito
grandes. Existem diversas formas construtivas de cilindros sem haste.

Formas de fixação

O rendimento final, a regularidade no funcionamento, a duração de um sistema


dependem muito do posicionamento mecânico de cada um de seus componentes,
principalmente válvulas e cilindros.
Para posicionar corretamente um cilindro, é necessário examinar atentamente o
ponto
de aplicação da força produzida e os vários componentes derivados do movimento.
O tipo adequado de fixação de um cilindro fornece maior flexibilidade na sua
instalação, bem como auxilia a evitar o problema deflexão e flambagem da haste.

Você também pode gostar