Você está na página 1de 91

2

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Copyright © 1998 by Emmanuel Sanchez

Direitos da primeira edição – já esgotada - reservados para o Núcleo Editorial


Realismo Fantástico – NERF
Segunda edição – ampliada e atualizada - direitos do Centro de Pesquisas Avançadas
Guarapuava-Paraná-Brasil

Sanchez, Emmanuel, 1962

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

1. Sanchez, Emmanuel, 1995 – 2. Ufologia. I. Título

Correspondência para o autor:


e-mail: institutoitec@yahoo.com.br – Guarapuava – PR

Correspondência para a editora da 1ª edição:


Caixa Postal nº 1366 – CEP 80011-970 – Curitiba – PR
e-mail: npubrasil@gmail.com

Registro na Biblioteca Nacional nº 100.942 livro 146, folha 19,


Protocolo 5249 de 18/08/1995

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


3

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

CONEXÃO
UMA NOVA VISÃO DA VIDA

2ª edição ampliada e atualizada retratando as


experiências do autor desde a formação do
grupo SAT-RAMA (Brasil e Argentina em
1983) até hoje com o Centro de Pesquisas
Avançadas.
Importante e agradável leitura
para todos os interessados em conhecer a
profundidade com que nossa vida sofre
interferências de fenômenos variados.

Foto: direitos do autor

Numa abordagem clara e muito atrativa, Emmanuel Sanchez,


engenheiro agrônomo, professor universitário e de ensino profissional,
conferencista e consultor sobre temas ambientais, tecnologias
sustentáveis e agroecologia, narra neste livro suas primeiras
experiências com outras realidades e a descoberta do
autoconhecimento como um caminho para a felicidade. Editado pela
1ª vez com o título Conexão Inuz, este livro esgotou-se rapidamente,
e agora, atendendo a centenas de correspondências recebidas, é
lançado em nova edição revisada, atualizada e ampliada, o que
permitiu inserir também informações sobre a extinção da Associação
Alfa-Ômega, os bastidores de uma realidade comunitária em ecovila e
dados complementares.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


4

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Prefácio da 1ª edição
Rafael Cury ( presidente da Associação Nacional dos Ufólogos do Brasil - 1998)

Fico muito honrado em prefaciar esta importante obra literária cujo enfoque sem dúvida nenhuma
me agrada muito. Emmanuel Sanchez tem prestado grande serviço à Ufologia com sua maneira simples e
objetiva de se comunicar, amigo de longa data, parceiro em ideais, e meu irmão por opção.
A Ufologia passa atualmente por um momento de reflexão, e nós que pesquisamos o Fenômeno
UFO nos deparamos com um dilema – Qual o futuro da Ufologia e conseqüentemente da humanidade?
As comprovações físicas da existência dos chamados discos voadores reunidas em todo o mundo
e até fora do mesmo, são incalculáveis e inquestionáveis, sendo assim o que falta então para o
reconhecimento oficial da Ufologia? O que falta então para o grande contato global entre os humanos e os
Ets? Eis aqui a reflexão necessária, durante muitos anos observamos o “eterno” confronto entre os
chamados ufólogos místicos e os científicos, ambos reivindicando serem portadores da única verdade na
questão UFO. Em nosso modo de pensar a Ufologia Científica tem seu papel fundamental na pesquisa e
divulgação do fenômeno, já a Ufologia Mística ou Espiritualista tem seu papel fundamental na formação do
indivíduo, ou seja, a Ufologia é indivisível, ela é uma só.
Sendo assim, tenho trabalhado para demonstrar que ambas dependem uma da outra, elas devem
caminhar lado a lado como um complemento. Cabe aos ufólogos atuais romperem estas divisões e não
segmentar a tão pobre ufologia, que carece sim de união e não de preconceitos, principalmente entre nós
mesmos, assim poderemos nos concentrar em aspectos mais importantes, como por exemplo, quais os
meios de conduzir nossa humanidade rumo ao contato final.
Para finalizar este breve prefácio, acredito que no momento que os ufólogos e conseqüentemente
a ufologia se enquadrarem dentro de processos mais objetivos, metodológicos e éticos, poderemos
colaborar para que a nossa humanidade se mobilize em um processo de conscientização para reavaliar o
verdadeiro sentido da vida, resgatar antigos valores éticos, morais e espirituais e assim voltarmos nossos
olhos para cima para percebermos nossos visitantes, e recebe-los de igual para igual.
Sem dúvida nenhuma, Emmanuel Sanchez neste livro, colabora com esse processo de
conscientização planetária, espero que todos que tenham este livro às mãos, possam também colaborar
com este processo. Uma boa leitura, reflexão e ação,...abraços....
Rafael Cury
20/03/1998

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


5

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Sumário

INTRODUÇÃO.............................................................................................06

I Reconstituição do início de minha experiência pessoal.............................08

II O Lento Despertar para a Componente Ufológica....................................23

III Rompem-se as barreiras do pensamento lógico tradicional....................35

IV Nossa tecnologia estuda cada pessoa da Terra......................................49

V O Resgate..............................................................................................61

VI Grupos de Contatos................................................................................69

VII O Encontro com o Novo e com o Inédito..............................................78

EPÍLOGO.....................................................................................................82

Referências .................................................................................................83

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


6

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Introdução
Nesta nova edição, revisada, corrigida e ampliada, gostaria de agradecer a todos
que colaboraram para que fosse possível, e também nos animaram a sempre prosseguir na
missão, em honra a nosso próprio compromisso assumido em 1981, e o apoio constante
dos nossos amigos e familiares mais próximos, dos irmãos de mesmo sendeiro, dos
amigos de longe e de todos os leitores que continuam em constante contato conosco.
Obrigado por esta força e mão amiga, sempre abençoada.

Relutei durante muito tempo em escrever e divulgar algum material que fosse aberto ao grande
público, saindo do restrito trabalho que é realizado com determinadas pessoas, pois minhas
experiências foram obtidas através de inúmeros meios e métodos durante vários anos, o que
dificulta o processo de organização de algo didaticamente cabível em nossos dias e com
linguagem simples e acessível a todos os leitores interessados.
Os amigos muito incentivaram a divulgação deste trabalho, originado desde nosso primeiro
grupo – SAT RAMA - para o aperfeiçoamento e estudo de nossas experiências de contatos
extrafísicos. Então, tentando superar as dificuldades para sua realização, aqui estou agora,
numa humilde casinha no sitio, com um computador e muita boa-vontade.
Que críticas sinceras sejam feitas, pois não tenho a intenção de que acreditem ou deixem de
acreditar neste conteúdo, apenas que algumas experiências ou dados fornecidos sirvam de
apoio para equipes de pesquisas ou pessoas interessadas nestes assuntos.
Quanto à forma de exposição, sabia previamente que deveria ser o mais clara e simples
possível, de preferência em primeira pessoa, o que dificultou muito meu trabalho, pois sempre
busquei tratar de todos os assuntos coletivamente, evitando sempre ser o dono da palavra ou
manifestações similares. Então decidi transformar parte das experiências vividas neste
pequeno depoimento, o qual permitiria o esclarecimento de vários assuntos e até fornecer
algum material prático para ser vivenciado pelo leitor interessado.
Este livro inicia com apresentação de experiências pessoais e evolui até a narrativa das
grupais, buscando assim introduzir o leitor progressivamente para uma melhor compreensão
do momento em que o, inicialmente desconhecido, Fenômeno UFO começa a esclarecer todas
as vivências que tivemos desde a mais tenra idade.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


7

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

De antemão, portanto, gostaria de frisar que este livro não tem intenções de alarmar pessoas
quanto a um possível fim de mundo, se assim fosse, perderia todo o sentido ao que se propõe.
Buscando ser o mais fiel e verídico em minhas narrativas, algumas vezes poderei ser mal
compreendido, pois cada indivíduo tem um universo de experiências dentro de si próprio, o que
dificulta haver um mesmo entendimento sobre estes temas controversos, ainda mais nos dias
de hoje em que proliferam os mais diferentes tipos de informações. O compromisso assumido
desde o início foi com o futuro do ser humano e com sua busca pela realidade individual, a sua
verdadeira identidade. Esta ligação que faz do homem um cidadão das estrelas em potencial, e
que precisa ser ativada conscientemente para que se possa viver uma realidade maior, mais
ampla, em perfeita comunhão com seres dos mais diversos confins.
Deixando de lado o sentido religioso ortodoxo que envolve tratar de uma possível fraternidade
cósmica, tentando compreender simplesmente a união de todos os caminhos em um re-ligare
com nossa natureza superior, aprimorando-se continuamente nesta caminhada, o leitor poderá
apreender o verdadeiro sentido de cada narrativa.
O que importa é conseguir viver esta realidade o mais breve possível, sentindo com lógica o
que nos é apresentado diariamente, descartando o que não nos cabe no momento, e que
talvez, nos sirva no futuro. Como disse Mestre Jesus no evangelho segundo São Tomé (7):
“Quem conhece o Universo, mas não possui a si mesmo, esse não possui nada!”
Iniciemos então nossa caminhada entre as linhas deste “mais um livro” que nos apresentam,
alertando para que, mesmo não acreditando em um Novo Tempo, devemos abrir bem nossos
olhos para conseguir perceber a real e a falsa realidade que nos envolve diariamente.
Dê a si próprio essa chance! Desta forma poderemos caminhar sempre evitando os extremos,
sendo capazes de dar ouvidos aos nossos irmãos que nos chamam, e também de fazer-nos
ouvir, quando precisarmos de uma mão amiga.

O Autor.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


8

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Reconstituição do início de
minha experiência pessoal

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


9

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Quebrando pedaços de tijolos, pedras e telhas, para que meu pai fizesse uma calçada de
acesso à garagem de seu velho “Ford”, lá estava eu, um menino de oito anos de idade
contribuindo com um trabalho que estava sendo elaborado com tanta dedicação e carinho que não
vi igual até hoje. Nossa casa era ao lado da Catedral no centro da cidade de Guarapuava, e os
principais sons que ouvia eram dos pássaros e dos sinos que badalavam precisamente em certas
horas.

Pelo que me lembro, foram nestes anos que se iniciaram minhas experiências, sendo que,
na época, mais eram para mim motivo de divertimento e prazer, do que experiências sensoriais
como são conhecidos estes fenômenos. Como não costumava sair com amigos na época, me
entretia observando muitas imagens que vinham à minha mente com tanta clareza, tudo tão
simples, que faziam parte ativa de meus dias. As imagens se alternavam, algumas como sendo
um simples observador e outras em que eu vivia dentro das imagens.

Generalizando, estas imagens que comumente apareciam espontaneamente se referiam à


desastres, terremotos, águas invadindo grandes centros com edifícios enormes. Lembro-me
inclusive que em uma delas, observava um casal de pessoas e mais um acompanhante, creio que
era filho deles. Estavam em pé, ao lado de uma camioneta vermelha, destas que existem hoje em
todo lugar, e contemplavam tranqüilamente uma cena que até me espantou. Ondas marinhas
enormes vinham em direção a eles, mas os mesmos estavam em um alto morro, vindo as águas
violentamente até os pés daquele lugar, bateram e retornaram transformando o vale em um
imenso oceano.

Esta cena me marcou muito porque, anos depois, em 1978, visitando o sítio de um amigo
no interior do Paraná, na Serra da Esperança, me deparei com o mesmo lugar. Lembro-me que
fiquei estático diante do que vi, as imagens daquele sitio se confundiam com as imagens que

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


10

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

estavam gravadas em minha memória há vários anos. Sei que experiências como estas muitas
pessoas já tiveram, mesmo que seja por sonhos, visões ou pela própria intuição.

Bem, para muitas experiências vividas na infância, somente nos últimos anos encontrei
respostas cabíveis. Estas respostas apareceram aos poucos e espontaneamente sem esforço,
pois não havia me dado conta ainda do valor real que tinham.

Enquanto criança, tudo corria normalmente bem, até que em determinado dia levei um
grande choque, que alterou muito o rumo dos acontecimentos. Descobri que aqueles fenômenos
não eram normais aos meus irmãos e a outras pessoas. Eu não compreendia, mas os outros não
viam. Neste momento começou um bloqueio consciente, pois não queria mais ver nada, era tudo
falso, pensava. Então o fenômeno regrediu, pois me esforçava constantemente para não colocar
minha consciência neles.

Os dias passavam, mas existia algo dentro de mim com muita força que me impelia a
reavaliar aquela postura, chegando ao ponto em que novamente possibilitei a continuação das
experiências, só que agora não eram mais vividas em grande intensidade, e sim, como mera
observação. Milhares de fatos e acontecimentos, tanto da atualidade quanto de lugares e tempos
indefinidos se sucederam então, muitos deles ainda registrados até hoje.

Continuando uma vida normal a todos, o tempo foi passando até que, no ano de 1976,
com 14 anos de idade, em meio às tantas outras diversões que tomavam meu tempo, comecei a
experimentar uma constante paralisia total em meu corpo antes de dormir. Em noites seguidas,
meu sono tinha o prelúdio de uma daquelas paralisias. Foram experiências fortíssimas, pois me
faziam transpirar constantemente de tanto esforço para movimentar algum membro do corpo.
Quando conseguia me liberar do sofrimento, ia correndo ao quarto de meus pais, e no meio dos
dois dormia tranqüilamente. A técnica que utilizava era rezar intensamente as orações que havia
aprendido no catecismo e que realmente surtiam um efeito imediato, impedindo o prosseguimento
do fenômeno.

Foram anos seguidos, tendo aquele tipo de fenômeno a perturbar minhas noites. Ninguém
sabia explicar o que ocorria, e eu também não fazia muita questão de saber respostas, queria
somente me livrar daquilo.

Três anos depois, devido a residir no interior do estado, foi preciso estudar em Curitiba, a
capital, para ter condições de prestar o tão almejado vestibular.

Viver naquele movimento enorme de pessoas e veículos todos os dias, com idas e vindas
de um cursinho pré-vestibular, pensava que enfim tudo havia se normalizado em minha vida.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


11

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Que gloriosa noite foi aquela, um grande marco em minha vida, pois ali, definitivamente
decidi pesquisar o fenômeno, iniciando uma nova fase de aprendizado, buscas, prazeres e
sofrimentos.

Deitado em minha cama, em um pequeno quarto da república de estudantes onde


morava, a experiência se repetiu, só que algo novo aconteceu...”eu caí no chão”! Dei-me conta de
que estava fora de meu corpo físico devido ao susto de ver meu corpo deitado na cama,
provocando um retorno rápido para o mesmo, ouvindo extremamente alto, entre o coração
tremendamente acelerado e o questionamento do ocorrido, inúmeros sinos pequenos a tocar
tomando conta de meus ouvidos, numa espécie de zumbido constante.

Quanta busca... aos poucos fui obtendo respostas que facilitavam minha compreensão e
tornavam as experiências mais interessantes a cada dia.

A primeira experiência em participar de um grupo de estudos próprio, sem vínculos


sectários ou ortodoxos, a não ser a busca da verdade de cada um, se deu quando já era
acadêmico de Agronomia em Lages, estado de Santa Catarina. Formamos uma república de
pessoas que buscavam estudar estes fenômenos, livres de qualquer dogmatismo, empreendendo
uma busca simples e verdadeira, por sinal, posso dizer que foram os anos de maior felicidade que
tive até aquela época.

Tínhamos aulas o dia todo, mas sempre havia tempo entre os intervalos e à noite, para
pesquisarmos mais. Foi uma troca de informações constante, de todos os níveis, pois neste
período também começávamos a militar na política estudantil, trabalhar com agricultura ecológica
e meio ambiente.

Em determinada tarde de 1980, repetiu-se a experiência de saída do corpo também


involuntariamente como das outras vezes. Havendo estudado o fenômeno e sabendo ser normal e
cabível a qualquer ser humano, não me amedrontei, somente não tinha controle de meu novo
corpo, que mais parecia um balão de festas cheio de ar, pulando sem controle dentro do recinto.
Sem domínio do que ocorria, fui de encontro à parede, mudando instantaneamente o local de
ação.

Estava agora observando do canto superior de uma grande casa, parecida a um templo
ou catedral, a passagem em linha indiana de nove seres. Pareciam monges, tendo suas vestes
cor verde escuro contornado com preto, que se estendia até os pés, deixando à mostra suas
sandálias cor marrom. Suas cabeças estavam cobertas com capuzes comuns, o que não permitia
ver suas faces.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


12

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Já estava ficando desesperado por não saber o que fazer, então com um esforço
descomunal, consegui descer e segurar-me em um deles. Pude olhar e contemplar sua face, que
era bem delineada, com nariz comprido e pele bem bronzeada. Não vi seus olhos, pois no
momento que ia observá-los, o suposto monge colocou sua mão em minha cabeça, fazendo-me
retornar instantaneamente ao corpo físico. Consegui registrar o retorno, que foi semelhante a um
vôo rente ao solo, até ver meu corpo deitado na cama. Levantei-me rapidamente, ouvindo aqueles
sininhos novamente durante alguns momentos. Foi um marco importante, pois vi que teria amigos,
guias, orientadores, ou algo parecido, para compreender melhor os fenômenos que aconteciam
comigo de forma involuntária.

Naquela época, Pedro Lagos (Pepe) me apresentou a um rapaz que dizia praticar o que
chamava de bilocação. Foi muito interessante e até nos motivou a trabalhar mais assiduamente
naquela prática, formando um grupo com mais dois amigos, o Daniel (Toquinha) e Renato
(Quarta). Nós quatro nos reuníamos constantemente para aperfeiçoar as experiências, numa
prática que denominamos de saída do corpo, e em pouco tempo já estávamos indo morar numa
outra república maravilhosamente instalada em frente à faculdade e cercada por um adorável
jardim com grande quantidade de árvores frutíferas. Um cenário tão belo que nos marca até os
dias de hoje, pois foi lá, juntamente com mais vários amigos, que conseguimos amadurecer
nossas experiências.

Através deste processo, após dominá-lo, conheci muitos amigos fora do corpo que me
auxiliaram com vivências e instruções, tendo contatos quase todos os dias. Se aqui houvesse
espaço, poderia narrar inúmeras das experiências vividas naqueles tempos, desde vôos
conscientes pelas cidades, até a descrição de fantásticos lugares e seres que conheci no decorrer
do processo, num verdadeiro mergulho em mundos e dimensões inimagináveis e que poderiam
ser mostrados e experimentados por outras pessoas que se vinculassem àquele trabalho ou
missão, o que originou outros grupos derivados daquele primeiro.

Espontaneamente aquelas saídas do corpo físico se originaram e todos os dias se


repetiam incontrolavelmente devido ao prazer que proporcionavam, principalmente quando pude
dominar a arte de voar e vencer grandes distâncias somente com o uso da vontade. Nem mesmo
as salas de aula eram barreiras naquele processo, ocorrendo desdobramentos em meio à vida
acadêmica num contínuo aperfeiçoamento e acesso a informações impossíveis de se obter a nível
físico.

Naquele período conheci três jovens nos planos sutis – Roberto, Márcia e Daniel – todos
brasileiros e que estavam passando pelo mesmo processo de aprendizagem induzida por seres ou
hierarquias que não conheciam, assim como no meu caso. Todos os dias tínhamos um encontro
marcado às 19 horas e 30 minutos na varanda que dava para o jardim de nossa inesquecível
casinha de Lages.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


13

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Partíamos todos juntos para ter experiências que eram determinadas muitas vezes por
uma vontade que não conhecíamos a origem, mas que já estava dentro de todos nós.

Num dos aprendizados iniciais, fomos levados até uma região riquíssima em matas
nativas repletas de musgos, liquens e samambaias. Um local realmente muito equilibrado, com
muitas espécies de animais e insetos, todos fazendo parte de um cenário tentador para um
relaxamento e meditação. Aquela vontade nos conduziu para uma clareira onde nos espantamos
com a quantidade de solo revolvido que lá havia, semelhante a um grande formigueiro e com
muitos túneis pequenos que entravam para o interior da terra.

Conduzidos por aquela força, fomos entrando no túnel de maiores dimensões, o qual ao
fundo deixava perceber uma tênue claridade. Márcia demonstrou um leve temor e pediu que
ficássemos todos juntos enquanto não tivéssemos vencido aquele percurso com cerca de 20
metros em declive suave.

Recebemos um impacto quando começamos a perceber formas familiares, mais


diminutas, iluminadas por aquela difusa luminosidade que descobrimos vir do Sol, por uma grande
abertura que se abria encima de um vale circular que abrigava uma pequena aldeia com casas e
ruas, tudo feito de pedras e madeiras. Certas casas tinham cobertura de palha e outras de argila
trabalhada.

Neste momento acercaram-se do grupo alguns homenzinhos pequenos como anões e


vestindo trajes comuns aos trabalhos rurais na idade média de nossa civilização. Não sabíamos
como reagir, pois descobrimos que estávamos diante dos chamados e temidos duendes ou
gnomos, então decidimos nos deixar levar pela experiência, tirando de nossa mente todos os
medos e receios sobre possíveis aprisionamentos e outras maldades que muitas pessoas
atribuem a estes queridos irmãos menores como viemos a descobrir posteriormente.

Nos conduziram para uma das casas de pedra, aonde através das janelas, vimos uma
senhora bem idosa a revolver um caldeirão cheio de água e ervas aromáticas, o que deixava uma
sensação agradável ao ambiente pela delicadeza dos aromas exalados – apresentou-se com o
nome de Guiomar.

Mergulhamos na magia daquele momento, nos entreolhamos surpresos quando aquela


senhora começou a nos relatar a história de seu povo e sua origem. Dizia que vieram de outro
mundo, trazidos para cá por determinação de seu Príncipe, para fazerem parte dos reinos que
colonizaram este mundo (Terra). Veio toda uma colônia através de estruturas que chamaram de
Portais.

Posteriormente realizamos pesquisas sobre estas Portas Dimensionais e descobrimos que


são pontos especiais existentes em determinados locais bem guardados e protegidos na
superfície da Terra, pelos quais se pode ter acesso a outras faixas vibratórias e paralelas a uma
determinada realidade. São através destes pontos que os seres habitantes de planetas
conseguem passar para outros níveis de consciência além dos limites das faixas vibratórias de
seu planeta de origem, seja isso no plano físico ou em planos mais sutis que este.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


14

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Os antigos iniciados tinham conhecimento disso, e somente quando os discípulos


alcançavam determinado grau de crescimento evolutivo, lhes eram revelados esses locais e como
se processava para ter acesso aos seus guardiões. Esses conhecimentos eram todos velados,
sendo acessíveis somente a poucos seres. Existem muitos relatos de pessoas que tiveram acesso
a portais entre os continentes e países da Terra marcados em muitas literaturas atuais, como na
obra “Passaporte para uma Outra Terra” de Jacques Bergier (8).

Agora nesta fase de evolução de nosso Planeta, esses portais, ou Meridianos (9) como
denomina Luiz Gonzaga Scortecci, estão como que se materializando nesses locais especiais. No
Brasil existem 28 pontos destes divididos em vários sub-pontos que, logo que ativados por
determinados processos, poderão inclusive dar passagem para corpos físicos de pessoas
despreparadas, pois em outros planos da existência isso é muito conhecido e as passagens são
uma constante.

Muitos dos canais da Terra estão obstruídos devido às experiências nucleares e


devastações provocadas por seus habitantes, o que nos coloca como entraves para determinadas
raças de seres que utilizam estes canais em suas missões de transporte.

Guiomar chamou outros gnomos para perto dela, e saímos todos juntos a caminhar pelas
pequenas ruas daquela estranha colônia, que mais parecia uma vila dos tempos medievais.

Mostraram-nos seus templos à natureza e aos Quatro Príncipes, explicando que os vários
mundos no passado se comunicavam constantemente com os humanos da Terra, mas se
afastaram através do fechamento dos Portais, pois eram muito danosas para eles as atitudes e
emanações agressivas dos homens.

Explicou que nestes tempos atuais já havia muitos humanos com sensibilidade suficiente
para re-conectarem-se com aqueles reinos, e assim poderiam construir pontes, ou como
chamaram, Pontos de Luz, sendo básico e fundamental o auxílio dos reinos da natureza. Sem
essa colaboração, qualquer tentativa se tornaria impossível de ser realizada na prática.

Dentro destas forças elementais, nos explicaram, estão os seres que cuidam da natureza,
compondo reinos, atuando todos dentro dos quatro elementos (Terra, Água, Fogo e Ar).

Nestes reinos da Natureza existem inúmeros seres que são comumente invisíveis aos
olhos físicos, mas que por vontade própria, estes podem permitir sua visibilidade, tendo por
missão básica o cuidado, proteção e manutenção da Harmonia da Natureza.

Um dos gnomos que nos acompanhavam, num gesto rápido e brusco nos fez parar e
alertou-nos sobre os trabalhos que eles ainda executam em nosso mundo, mas que estão
seriamente prejudicados, pois as intensas agressões ao ecossistema, principalmente com
imensas queimadas, monoculturas, agrotóxicos, poluição, cidades imensas, guerras, experiências
químicas e nucleares com pouco conhecimento real de suas conseqüências, afastavam estes
reinos cada dia mais de nossa realidade física.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


15

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Falou que estes abusos de poder estão levando nossa civilização a crer que tem total
domínio das forças da natureza, criando e destruindo, como bem estuda e realiza nossa idolatrada
ciência. A evolução tecnológica é muito importante e imprescindível para a evolução das
civilizações, mas somente quando estão em acordo e harmonia com as leis naturais, que
atualmente nos dão claros avisos de que as estamos transgredindo. Aquele anão parecia um
pouco irritado!

Guiomar tomou a palavra e disse que por pura intuição, os humanos podem harmonizar-
se com as forças da natureza e realizarem obras que beneficiem a todos que trabalham pela
evolução e equilíbrio do Planeta. Todos dependemos uns dos outros para compor a belíssima
sinfonia que proporciona a evolução conjunta e fraterna rumo à Perfeição. Era uma avalanche
contínua de informações, mas aquilo tudo tocou fundo em todos nós, mesmo não tendo tempo
para refletirmos. Ela continuou explicando que são responsáveis pelas plantas, lavouras, animais
e principalmente pela organização das outras forças elementais. São muito respeitados, e todos
os reinos reverenciam os chamados Quatro Príncipes que são seres que os governam e estão em
escala evolutiva pouco acessível aos humanos.

Continuamos a caminhar em direção a uma casa muito grande, toda trabalhada em


madeira e com cores muito vivas. Disseram ser ali a residência do seu Rei. Descobrimos então
que se agrupam numa espécie de monarquia, onde o Rei e a Rainha são o centro de equilíbrio da
sociedade. Este Rei geralmente mantém uma estreita ligação com os Quatro Príncipes, aos quais
serve com profunda devoção, e pode conectar-se também com alguns seres superiores, inclusive
humanos. Destes contatos são transferidos os trabalhos para os outros “elementais”.

Estávamos chegando quando a porta se abriu e por ela saiu um individuo com vestes
simples como os outros, mas demonstrando mais intimidade conosco fazendo-nos ficar mais à
vontade. Tinha olhos pequenos e penetrantes, com uma longa barba branca muito bem cuidada.

Guiomar nos apresentou e assustados soubemos que ele era o Rei. Diante de tanta
simplicidade daquela realeza, saudamos emocionados aquele carinhoso ser. Ele falou poucas
palavras, mas que até hoje estão vivas na recordação daquele momento:

- <<Meus irmãos, somos seus irmãos menores, situados em outro grau de


hierarquia que vocês, pois agimos mais a nível das emoções, com poucos de
nosso povo tendo acesso ao nível do intelecto e da mente, agindo mais
instintivamente. Nossa sensibilidade foi muito explorada por seus governantes
na antiguidade dos terrestres, o que resultou numa profunda mágoa em nosso
povo, pois percebemos tarde demais estarmos sendo manipulados e utilizados
para fins que não eram concordantes com a vontade de nossos Senhores. Com
muita dor vimos que nossos Irmãos Maiores, vocês, viviam numa realidade falsa
e sofrida por se desligarem de suas verdadeiras origens.>>

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


16

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

- <<Sempre temos muitos problemas para resolver em nosso reino,


principalmente irmãos que fazem atos terríveis à Natureza e seus semelhantes,
justificando-se estarem seguindo o exemplo dado pelos humanos terrestres,
achando com isso que seus atos são superiores e corretos. Devido a isso, o
contato entre nossos reinos ficou reduzido a poucas ocasiões, nos quais
pessoas especiais para nós são encaminhadas até aqui para passarmos as
instruções necessárias e conviverem conosco em momentos de muita paz e
equilíbrio.>>

- <<Haverá um tempo em que nossos reinos voltarão a trabalhar juntos em


harmonia. Vocês mesmos estão sendo preparados para possibilitarem a
materialização deste sonho futuro. Busquem se integrar com os Reinos da
Natureza e exercitem muito a intuição, pois ela será uma ferramenta básica para
descobrirem as maneiras corretas de agirem. Assim nosso sonho de trabalhar
juntamente com os humanos em Pontos de Luz se tornará real e possível, como
deveria ser desde a colonização deste mundo. Voltem outras vezes e nunca
esqueçam que vocês não conhecerão a solidão, pois sempre haverá algum de
nós observando seus trabalhos e com nossa sensibilidade poderemos confortar
seus corações com ternura e afeto nos momentos de sofrimento. Vocês nunca
estarão sós!>>

Aquelas palavras nos marcaram profundamente despertando algo latente que ainda não
conhecíamos.

Naquele momento comecei a ouvir um forte zumbido tendo as imagens ficando distantes
rapidamente, e mergulhando num êxtase, me vendo novamente no corpo físico. Após alguns
instantes, buscando apreender cada sentimento e faze-los prolongarem-se por mais tempo, tratei
de escrever a experiência para não correr os riscos de acreditar em minha memória.

Nos dias seguintes busquei me inter-relacionar mais com o jardim de casa,


mergulhando em meditações e contemplações diante daquelas maravilhosas árvores frutíferas,
todas florescidas naquele período, o que deixava um aroma agradável e o solo coberto de pétalas
brancas e rosadas, atraindo todo tipo de insetos e pássaros, para ajudar naquela fusão de minha
mente e meus sentimentos com aquela natureza, enquanto me sentava ao lado de um tapete de
flores amarelas de dentes-de-leão.

Na próxima manhã capturamos numa ameixeira um enxame de abelhas, o qual


colocamos em um caprichado caixote de maçãs, dando início a uma amizade com este incrível
inseto que perdura até hoje, com nossos apiários que são um guia interior a nos recordar o
compromisso assumido com a Natureza e seus guardiões.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


17

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Algumas semanas após aquele contato, que iniciou uma série de outras visitas
àquela curiosa aldeia, tivemos uma experiência até então inédita em nosso processo de
crescimento.

Fomos levados por aquela mesma vontade desconhecida a um local distante, pois
atravessamos todo o oceano atlântico em vôo contínuo até chegarmos numas montanhas
imensas, semelhantes aos Andes Peruanos aqui no sul da América, hoje sabemos tratar-se dos
Himalaias. Ainda voando por cima da região, fomos atraídos pela luz de uma fogueira nos pés de
uma cordilheira, defronte a uma caverna incrustada nas rochas. Tentamos nos aproximar, mas
não conseguimos, parecia existir uma força qualquer que protegia o local, onde ficamos somente
observando do alto.

Várias pessoas estavam sentadas em círculo, tendo ao centro aquela fogueira.


Notamos que próximo à entrada da caverna existiam três grandes gaiolas penduradas nas pedras
a alguns metros acima do solo. Levamos um susto ao perceber que dentro de uma delas estava
uma pessoa, que tentava aos gritos abrir aquelas grades. A cena nos chocou muito, então
tentamos de todas as maneiras nos aproximar, o que realmente era impossível. Não havia como
explicar o que estava ocorrendo, então como compreender os motivos da atração já conhecida
guiar-nos até aquele local? Alguns minutos depois de várias tentativas de explicação, aproximou-
se de nós um ser humano, todo vestido de branco, parecendo vir do alto das montanhas, e sem
cerimônias foi falando:

<<Meus filhos, sou o Hierofante de Araés*! Fui enviado até vós para lhes mostrar
uma pessoa aprisionada pelos magos servidores das forças das sombras.>>

<<Isso pode acontecer com aqueles que compactuam de algum modo com estes
seres ou com aqueles que ignoram sua existência e mergulham em locais perigosos pensando
serem possuidores de muito poder!>>

<<Existem duas irmandades que governam e monitoram tudo, tanto fisicamente


como nos planos sutis do Planeta, sendo conhecidos como Fraternidade Branca ou da Luz e
Fraternidade das Sombras ou da magia negra. Ambas não se manifestam abertamente, mas
dirigem secretamente a humanidade da Terra. Cada uma delas organizou seus meios para chegar
até o povo e encontrar seus adeptos, para incrementar suas forças.>>

<<A Fraternidade Branca é uma organização de perspectiva variada. Seus membros


guardam nos arquivos o conhecimento e os Ocultos Centros de Ensinamento e Evolução do
Mundo. Neste último século ocorreu uma maior abertura destes ensinamentos a nível mundial,
mas ainda se considera de uma maneira discreta quando comparado aos planos de divulgação e
envolvimento das massas para o futuro. >>

* Anos após aquele encontro descobrimos que se tratava do Sr. Udo Oscar Luckner, fundador do Monastério Teúrgico do Roncador
em Barra do Garças – MT.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


18

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

<< Se encarregam também de dirigir missões humanitárias referentes à Presença


de Seres de Outros Orbes e Universos e de manter o equilíbrio planetário com forças positivas,
para impedir uma rápida destruição desta humanidade tão sabotada pelos adoradores do
obscuro.>>

<<Compõe a Fraternidade Branca os Mestres, Sábios e Sacerdotes, os Lamas,


Mestres e Sábios do Oriente bem como Irmãos provindos de outros mundos e que articulam
muitos projetos em benefício do Planeta e sua humanidade.>>

<<A Fraternidade das Sombras, quer desequilibrar a polaridade na Terra,


buscando ganhar tempo em predomínios do caos e destruição. Sua missão se reduz a promover
guerras, fomentar negativismos, criar e manter a fome, a insaciabilidade e o consumismo, assim
eliminando a consciência do homem, rebaixando-a até um nível em que possam tornar-se
escravos manipulados completamente. Compõem estas irmandades todos os magos negros,
seitas obscuras e racistas, alguns cientistas e políticos, inclusive linhagens extraterrenas que
desempenham um papel fundamental na estruturação e manutenção destes indivíduos.>>

<<Trabalham mediante todos os órgãos de destruição como máfias, cartéis,


especulação, prostituição, escravidão, raptos de pessoas livres, meios de comunicação, etc. O
nosso mundo já tem muitas evidências do fortíssimo envolvimento desta irmandade na vida diária
das sociedades!>>

<< As fraternidades estão encarregadas de trabalhar para a tendência que tome a


humanidade da Terra, para agirem conforme a poderosa lei do livre-arbítrio, “daí a César o que é
de César”! Quanto mais forças empregadas em alguns destes caminhos, mais energia será
demandada como graça aos indivíduos praticantes. O predomínio obscuro não se deve a uma
força superior na sua totalidade, mas às sabotagens e ao domínio das massas que têm os que
atualmente dominam o mundo.>>

<<Uma possível destruição da humanidade não significaria uma vitória da


fraternidade obscura, pois o interesse de ambas as irmandades é manter as civilizações, uma para
promover sua evolução pela Paz, Fraternidade, Boa Vontade, e a outra pelo seu domínio e
manutenção energética perpétuos para fins duvidosos.>>

<<Este câmbio de fase ao qual possivelmente este mundo estará vivendo em


breve, é um processo natural da evolução do próprio Planeta, que também é um ser vivo e não um
simples substrato, para que suas vibrações passem para outra fase, mais rápida, mais acelerada,
trazendo consigo conseqüências várias para os seres que o habitam.>>

<<As metas da Fraternidade Branca são para auxiliar todos os seres que habitam
este mundo a restabelecer seu equilíbrio, estabelecendo assim a harmonia necessária para
sobreviver juntamente com a Terra, vivendo em novo equilíbrio sobre uma Terra Renovada.>>

<<Estes que vocês vêem agora, são magos desvirtuados que trabalham com o
aprisionamento de pessoas despreparadas, utilizando suas energias enquanto as mesmas estão
dormindo no plano físico. São uma espécie de sugadores de energia que manipulam forças dos

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


19

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

terrestres para uso em seus próprios planos mágicos, alheios aos desígnios da evolução e do
respeito individual. Esta mulher aprisionada, tem seu corpo físico adormecido, a qual no alvorecer
despertará muito cansada e depressiva, provavelmente sem lembranças dos seus sonhos.>>

<<Vocês receberão treinamento para superarem estas forças obscuras, e assim,


conscientemente levarem a cabo suas missões que lhes atribuiremos no decorrer de suas vidas
terrenas. Conduziremos até vocês ensinamentos e pessoas já treinadas, que lhes farão provar a
experiência da auto-defesa e proteção de pessoas. Mas nunca esqueçam, as forças da Paz, do
Amor, da Compreensão e sobretudo do Perdão, são superiores a quaisquer investidas destas
falanges predatórias. Cultivem sempre estas virtudes, assim seu aprendizado será em muito
facilitado.>>

Estendendo suas mãos, aquele ser nos abençoou fazendo-nos em seguida ouvir o
conhecido zumbido do retorno aos nossos corpos físicos.

Ainda com algum temor, busquei registrar tudo, sem saber que dentro de alguns meses
me encontraria com um grupo de argentinos, contatados e experientes nestes temas, os quais
foram enviados conscientemente para Lages, a fim de orientar aquele nosso humilde grupo.

Lembro-me claramente de várias experiências que passamos juntos nos dias seguintes,
tanto no grupo dos planos sutis como entre nós, estudantes do plano físico. Nesta época foi
perdido o contato com Márcia, pois numa das experiências fomos atacados por cachorros do
plano físico e ela, ingenuamente, se assustou temendo pela investida daqueles animais e saiu
voando rapidamente até parecer um pequeno ponto no horizonte. Percebemos que ela havia
voltado ao seu corpo físico devido ao temor, mas somente nas outras experiências soubemos que
ela havia bloqueado de alguma forma o seu potencial para realizar desdobramentos conscientes,
nos entristecendo muito. Mas este foi apenas o começo, pois nos dias seguintes tivemos choques
e traumas muito profundos, e daquele grupo somente eu continuei a realizar as experiências. Não
consegui ajudar aqueles amigos a saírem novamente de seus corpos físicos, pois passamos por
vivências que em mim considero como marcas bem profundas não superadas totalmente até hoje.

Diariamente trabalhando naquele lindo jardim, com suas árvores, flores e minhas amadas
amigas abelhas, esperava curar as feridas do passado. A dor da impossibilidade de ajudar
aqueles preciosos amigos tão especiais se mesclava com o prazer de ver os colegas de república
cada vez mais dedicados e obtendo êxito em suas próprias pesquisas e experiências nestas áreas
mais sutis da existência. Mas o contato com os chamados magos negros e aquelas novas
informações, agora comungada por todo o grupo, deixaram-nos absortos em seu estudo nos dias
que se seguiram àquelas experiências, principalmente pela descoberta de uma nova dimensão na

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


20

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

compreensão da vida humana como um todo. Conseguimos entender como todos são partes de
um processo no qual a grande maioria não tem controle de si próprio, sendo verdadeiros
instrumentos nas mãos de metas e planos de pessoas ou seres desconhecidos. Nossas mentes
são constantemente bombardeadas de informações e experiências variadas formando verdadeiros
consumidores insaciáveis, dando origem a variados tipos de doenças e psicoses, sendo o mais
difícil de aceitar, a verdade de haver por trás de tudo alguma mão desconhecida que conduz todos
os dias da humanidade, seja para um lado ou outro qualquer.

Pensar e meditar sobre este tema me conduziu num rumo interior no qual inevitavelmente
me deparei com várias vozes ou sentidos que lutavam pela condução de minha vida, tudo isso
dentro de minha própria mente. É como se você se sensibilizasse com experiências e informações
novas que tivessem o poder de te dar uma nova visão da vida, ou da sua própria realidade
quotidiana.

Num mergulho consciente para dentro de mim, comecei a analisar constantemente todos
os paradigmas e arquétipos que conduziam minha vida, os conceitos de bem e de mal, as vozes
interiores que buscavam conduzir-me, fazendo isso conscientemente por todos os locais,
analisando todas as reações, até o ponto em que após quatro dias, consegui localizar-me
percebendo minha vida sob uma nova ótica anteriormente nem sonhada.

Parecia que estava fora de mim mesmo e da vida que levava. Observando tudo de fora,
onde via constantemente meu corpo e mente serem conduzidos e agirem como uma marionete
em minhas mãos (consciência). As diferentes vozes ou “impulsos” continuavam interferindo e
tentando conduzir tudo através da mente que ficava ligada ao corpo físico, e eu, um tanto afastado
de tudo aquilo, somente analisava todas as opções que eram oferecidas ou injetadas, me
assustando às vezes com as determinações que eram tomadas quase roboticamente.

Em todos estes momentos sempre me senti forte e tranqüilo! Mas as agitações diárias
eram constantes, seja na faculdade ou em casa, me atrapalhando o discernimento diante de
tantas opções, sonhos, metas, objetivos, pedidos, diálogos e necessidades que as outras pessoas
apresentavam para mim.

Decidi então me isolar no quarto até poder esclarecer o que ocorria dentro de mim, e
poder dar mais um passo naquele estado estranho de me ver de fora da própria vida que levava.
Mas não num estado corriqueiro de estar pensando em outras coisas enquanto a rotina diária
acontece, mas na total consciência de que você está constantemente fora de seu próprio corpo,
mesmo enquanto dorme, e simplesmente analisa as ocorrências da realidade material em que
vive.

Já em total isolamento, decidi vivenciar aquele novo estado para onde me levasse,
correndo todos os riscos que dele poderiam derivar, e para tanto solicitei que não me
incomodassem em hipótese alguma e deixei de alimentar-me para que o mergulho fosse
completo.

Estranhas experiências me inundaram com muitas variações nos pensamentos e


sentimentos, bem como uma estranha alternância de calor e frio que se tornaram constantes.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


21

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Com muito esforço, após cerca de 52 horas, consegui separar as várias vozes dentro da
mente e reconhecer a origem de cada uma delas, sendo algumas não pertencentes a mim
mesmo, mas provenientes de outras pessoas, outras vidas e até mesmo daqueles seres
sugadores que utilizam grande parte das pessoas hoje em dia, sem que estas tenham
consciência.

Realmente foi uma verdadeira batalha dentro da minha mente, pois cada impulso daquele
deveria ser vencido pela própria vontade de me libertar, e conhecer quem de fato habitava esta
experiência por trás daquele complexo arranjo de impulsos e desejos alheios.

Foram momentos muito fortes onde o suor corria constantemente pelo meu corpo sem
que estivesse com calor ou frio, pois as temperaturas continuavam a se alternar constantemente.
Quando entro neste assunto ou quando converso com pessoas que já passaram pelo processo,
sempre utilizo a palavra batalha, pois é provocado uma verdadeira guerra dentro da pessoa, na
qual ela sai vitoriosa ou mergulha de retorno à antiga realidade, custando muito empreender
esforços novamente em direção àquele estado apto à mudança. É bom frisar que nestes
momentos a gente se sente muito bem, com uma serenidade profunda, vivendo intensamente
dentro de si mesmo, e as atitudes externas se houverem, serão também serenas e equilibradas,
nunca ocorrendo alguma espécie de catarse, surtos ou devaneios semelhantes que nada têm a
ver com esta reconquista da liberdade integral (verdadeira identidade), tratada aqui.

Neste ponto percebi que existiam agora somente duas vozes ou impulsos que ditavam os
rumos dentro da mente, mas também percebia que outro impulso participava de tudo atentamente
como um observador, percebendo-o por trás de tudo, inclusive da terceira voz que era eu mesmo
fora do corpo analisando tudo.

Sei que daria para escrever muito somente para narrar todo este processo no qual fui
inserido a viver espontaneamente, sem a indução de alguma pessoa, drogas ou linhas ocultistas e
espiritualistas, como me perguntaram várias vezes quando narrava o ocorrido. Na época não me
interessava por nada desta espécie de ensinos, pois as experiências pessoais eram tão
constantes e intensas que não justificava ficar comparando-as com algum rótulo do passado,
ditado por algum pensador através dos ensinamentos de suas escolas, seitas ou religiões. A
experiência era inédita e pura para mim, sem nenhum conceito pré-estabelecido que a ditasse ou
induzisse.

Sempre soube, desde o início de meus contatos com os planos sutis, que toda experiência
deve ser pessoal e o misticismo nestas horas criaria impulsos adicionais muito fortes e difíceis de
serem transpassados, impedindo o praticante de chegar a uma compreensão plena dos seus
resultados. Existe a necessidade de se ter uma simplicidade no modo de viver e pensar para que
se tenha êxito em qualquer empresa similar, pois isso deverá ser vivido por todo ser humano
algum dia. Então para que criar novas barreiras e conceitos dentro de nós mesmos, que na
realidade poderão ser pedras adicionais na difícil caminhada para o resgate de nossa liberdade, e
conseqüente conhecimento que dela deriva para nos conduzir até a plena felicidade?

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


22

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Naquele momento em que os três impulsos dominavam minha mente, dando três
diferentes matizes sobre cada questão, mergulhei num torpor suave que aqueceu constantemente
meu corpo, fazendo-me sentir uma fonte de calor dirigida, mas ainda muito suave e que tomava o
corpo todo. Parecia que tudo estava ficando mais iluminado e claro, pois foi se formando uma
espécie de neblina azulada, como a fumaça de cigarros, por todo o quarto. Não dava para ver se
aquela estranha névoa entrava por algum lugar específico ou se formava por si própria dentro do
recinto. Não dava para perceber nenhuma espécie de projeção de onde ela possivelmente se
originaria, e também porque o quarto estava todo trancado, inclusive as janelas, as quais somente
eram abertas durante o dia para ventilar e trocar o ar. Aquela estranha luminosidade parece ter me
colocado em outro local, ou num ambiente submerso ou algo parecido com isso, e permaneceu
durante toda a experiência, parecendo ser uma testemunha ou observadora do ocorrido.

Num grande esforço, caminhando nos limiares de cada impulso, sem deixar-me envolver
pelos mesmos, consegui separar cada um e me centralizei entre eles, momento em que pude
compreender o que se chama de EXTREMOS. Aqueles dois impulsos contraditórios e antagônicos
realmente guerreavam pela posse e domínio da mente, sendo dificílimo para mim não me enredar
nos meandros que cada um tentava me envolver, pois não podia discernir qual era o impulso
correto ou qual mais me atraia.

Após horas de ininterrupto esforço, quando parecia que a loucura tentava tomar conta de
minha razão, senti fortemente aquele calor aumentando vertiginosamente e me envolvendo num
estado onde levantou-se um grande medo da morte. Mas, sendo incontrolável naquele momento,
num último resto de consciência, num esforço muito grande, consegui separar claramente os
limites daqueles dois impulsos extremos e me localizar somente na consciência da terceira voz ou
impulso.

Uma sensação de expansão de dentro pra fora me tomou, e automaticamente me senti


intimamente conectado com meu corpo físico novamente e vendo tudo com os próprios olhos
físicos. Então uma fortíssima energia de calor começou a penetrar no alto de minha cabeça,
provocando uma dor muito aguda. Foi dando a sensação que rasgava ou queimava-me por
dentro, descendo lentamente até a altura do peito, onde provocou um calor mais intenso ainda,
que me fez suar por todos os poros e gritar de dor.

Então veio a clareza mental como jamais tinha sentido em minha vida, uma maravilhosa
sensação de liberdade e prazer que me mergulharam numa felicidade tão intensa, que não contive
mais os impulsos originados naquela fonte e sai do quarto para o jardim.

Envolvido naquela felicidade constante e transbordante, me vi fazendo parte de toda a


criação, sentindo um amor tão profundo e verdadeiro por tudo e por todos, que não conseguia me
separar de nada, vivendo conjuntamente com as pessoas o que elas próprias estavam
vivenciando, inclusive vendo com os olhos dos outros, o que eles viam. Era uma sensação de
fusão com tudo e da não separatividade de nada. Tudo na criação tornara-se uma coisa só,
sentimento alimentado pela força do AMOR incondicional e sem fronteiras.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


23

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Os opostos só existem onde o amor não reina, os paradigmas só existem onde o amor
não promove a liberdade, os sofrimentos só existem onde o amor não nos funde com sua
essência.

Percebi que uma pessoa que vive a força do amor real é intimamente livre, pois não tem
consciência de separatividade, é una com tudo. Um mundo que esteja aberto para o amor, cujos
portais dão acesso a este maravilhoso reino, não conhece a dúvida, as guerras, as doenças, a
velhice e a morte, pois estará sempre em fusão e sintonia com as leis naturais e cósmicas, que
também são baseadas no puro amor.

Aquele momento que se eternizou em minha vida, não pode ser compreendido
meramente por uma concepção intelectual, pois o intelecto nos declara que todas as formas de
vida são separadas e distintas uma das outras, não podendo haver unidade em meio a tanta
diversidade. Mas desta experiência, que vem das partes superiores da mente, vem a passagem e
vivência de uma UNIDADE que é a base de tudo, a despeito de toda a aparente diversidade.
Quando todos começarem a meditar sobre esta realidade, em pouco essa verdade será
compreendida e principalmente vivida num sentimento de que cada um de nós é apenas um
centro de consciência num grande oceano de vida – que cada um de todos os outros seres – são
todos unidos por filamentos ligados ao UNO, também denominado por PAI ou DEUS.

Perceberemos que a ilusão da separatividade é apenas uma ficção ativa deste universo,
como diz tão acertadamente um escritor, e que tudo é um enfim, e que a base de tudo é UM.¹¹

Este estado profundo de compreensão, derivado não sei se do esforço próprio ou de


alguma dádiva presenteada por algum Irmão Maior, permaneceu constantemente em mim por
uma semana contínua. Meus amigos aproveitaram para se deliciarem com aquela nova visão e as
vivências reais que dela derivaram, possivelmente devido à fortíssima energia que
constantemente emanava nos locais em que nos reuníamos, seja nos quartos, nas salas, no
jardim ou em cima de nossas ameixeiras repletas de frutas saborosas.

Após este período, aquela força foi controlada e se manifestava quando invocada em
reuniões e meditações com grupos de trabalho comuns, num contínuo ato de Servir
indistintamente, dando e demonstrando conhecimento e amor para que este se difundisse por
todos os cantos.

Nesta época começaram intensos contatos com muitos seres de variadas hierarquias, que
preparavam os grupos para o contato com seus povos e principalmente na lapidação interior
através da força AZUL, a qual, segundo eles, proporcionava o estado necessário para a
CONEXÃO de cada pessoa com a sua verdadeira identidade, característica que será melhor
esclarecida no decorrer deste depoimento.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


24

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


25

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

II

O LENTO DESPERTAR PARA A


COMPONENTE UFOLÓGICA

“Em um mundo que pertence a um universo em formação, todo tipo de coisas podem
ocorrer, podendo inclusive se transformar em prisão para seres livres que nele dedicam seu labor
pela evolução.”

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


26

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Naquele período de intensos contatos a nível sutil com vários seres que mais eram
mentores a nos guiar, do que simples amigos ou irmãos, como estes tentavam fazer-nos
compreender, nos esclareceram sobre um trabalho que deveríamos realizar na América do Sul,
em especial no Brasil, de buscar pessoas conscientes e já preparadas através de contatos,
sonhos, intuições, enfim, capacitadas a suportar as dificuldades para se formar o que eles
chamaram de Bases de Preservação e Pesquisas, Ecovilas ou Comunidades Rurais, num
empreendimento estruturado unicamente em zonas rurais, buscando a máxima independência dos
centros urbanos, onde afirmavam que teríamos uma relação muito mais próxima com eles,
fazendo-nos compreender verdadeiramente o significado de seu auxílio na humanidade.

Naquela época não tínhamos o discernimento de que aquelas pessoas seriam


extraterrestres ou algo similar ligado do Fenômeno UFO, até então não envolvido em nossas
relações e nem comentado pelos mentores.

Após muito relutarmos devido às implicações que este Projeto teria, começando por ainda
sermos acadêmicos , não tendo ainda o almejado “título profissional” que a sociedade exige tanto,
mas alguma coisa foi mais forte e venceu aqueles padrões.

De malas prontas e dispostos a tudo, dois de nós decidimos partir para Minas Gerais, nos
envolver num encontro de comunidades que na época lá ocorria, ligado do Projeto Alvorada, sem
perspectivas nem planos, a não ser deixar que a própria sincronicidade dos eventos conduzisse
nossos passos no rumo daquele Projeto.

Alguns dias antes da partida, como que por coincidência, conhecemos um grupo de
argentinos que estavam recentemente em Lages para trabalharem num projeto similar, tendo já
formado uma empresa¹¹ tendo sua base na produção e industrialização de produtos apícolas
(criação de abelhas de forma empresarial).

Foi uma transformação geral em nossos planos! Os seres por eles contatados inicialmente
na Província de Córdoba lhes haviam dito inclusive que, naquela cidade, encontrariam um grupo
semelhante e que teriam maiores chances de assim realizar o plano inicial, que era igual ao nosso
Projeto e estava também registrado na agenda de contatos deles. Decidimos trabalhar juntos, no
mesmo empreendimento.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


27

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Meses se passaram, aperfeiçoamo-nos muito mais ainda, pois convivíamos agora


integralmente para aquela causa maior. Crescemos muito economicamente e espiritualmente,
passando por todo tipo de experiências contando agora com um grupo bem maior de pessoas.

Naqueles tempos nosso grupo conduzia trabalhos e orientações aos interessados,


diversas práticas de clarividência, psicometria, meditações e consultas aos registros akáshicos,
sob orientação daqueles mentores que nos acompanham até hoje, período em que conhecemos a
importância e profundidade da palavra RAMA.

Em uma das práticas que eu estava conduzindo, o grupo participante era selecionado¹² e
haveria naquele dia um contato diretamente perceptível com um dos mentores. Fizemos um
círculo em posição de lótus (padmásana), e todos buscaram acalmar suas mentes e emoções
para poderem entrar num nível de percepção mais refinado, prática que exaustivamente já haviam
empreendido em outras ocasiões.

Aos poucos o intenso calor da energia AZUL – que todos já sabiam como manipular e
emitir conscientemente num processo prático e sem qualquer espécie de ritualismos, trabalhando
com a própria energia etérica que pode ser comprovada por qualquer participante – foi tomando
conta do recinto.

O ser que naquela ocasião começou a se manifestar no centro daquele círculo de pessoas
chamávamos de RAMA, emitindo uma intensa energia de calor, a qual criava uma atmosfera de
apreensão nos participantes, observada principalmente em virtude da respiração ofegante de
todos.

Para meu espanto, de repente fui tomado por uma intensa vibração e senti-me ser
arrancado pelas costas, de dentro do invólucro físico. Uma sensação muito forte de tremor e
enjôos envolveu-me durante alguns segundos. Pude perceber que estava sendo levado por outro
instrutor que chamamos de Traepius, o qual me puxava pelos ombros em um vôo vertiginoso em
direção ao desconhecido.

Já havia tido várias experiências de saídas do corpo físico de forma consciente e sempre
para algum aprendizado em locais especiais (retiros internos, templos, etc) ou comuns (cidades,
países, etc), mas nunca tive experiência desta forma, tão peculiar. Primeiro por ser arrancado sem
poder protestar em meio a uma reunião muito séria, e segundo por continuar existindo durante
todo momento da experiência uma ligação com meu corpo físico, o qual podia ser sentido e
visualizado assim que eu desejasse, porém sem haver possibilidade de executar qualquer
movimento do mesmo. Aquilo estava muito estranho, mas a confiança depositada nos Guias me
fazia sempre estar tranqüilo e disposto a aprender tudo.

Chegamos a um local com uma vegetação exuberante, em frente a uma pequena


caverna, aos pés de grandes montanhas. Ao lado daquela entrada tinha uma planta muito antiga
semelhante ao coqueiro ou palmeiras como são chamadas no sul do país.

Fui informado sobre aquele local e que o mesmo existia no plano físico, assim como toda
a experiência que teríamos, utilizando locais que se manifestam fisicamente no planeta.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


28

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Entramos naquela pequena caverna que aos poucos, conforme íamos penetrando,
alargava-se até chegar a uma espécie de salão com uma grande rocha retangular ao centro,
parecendo uma mesa. Passamos para o outro lado do recinto e continuamos a caminhar. Apesar
da entrada do corredor seguinte parecer estar bloqueada por pedras, passamos através dela
como por mágica. Mais à frente senti uma forte sensação de que estávamos passando por dentro
de grande quantidade de água. Podia-se sentir seu frescor e a forte sensação de falta de ar.

Adentramos em uma grande sala iluminada e brilhante, onde estavam sentados vários
seres em uma postura maravilhosa. Demonstrando poder e lucidez. Chegavam a parecer
belíssimas deidades ou estátuas, no entanto eram vivas! Sobre eles fui aprendendo muitas coisas
em outras experiências no mesmo local, onde descobri que são guardiões daquele local situado
em plena selva amazônica. Um local muito poderoso ao qual chamam genericamente de “Templo
Sagrado”.

Em seguida passamos para outro compartimento que ficava conectado ao anterior, em


cujo centro havia uma mesa redonda toda feita num bloco de pedra. Em cima da mesa havia um
imenso cristal girando continuamente, sendo parecido a um diamante ricamente lapidado, tão
transparente quanto uma gota d’água. Sua lapidação fora feita de tal maneira que uma
extremidade era curta e a outra comprida e pontiaguda, ficando esta última no meio da mesa, a
qual tinha seu centro mais baixo que as bordas. Este imenso cristal girava intensamente lançando
raios de todas as cores e em todas as direções, dando uma estranha sensação de liberdade e de
poderes incríveis. Em giro, a parte pontiaguda permanecia fixa no centro mais baixo da mesa de
pedra, enquanto a outra extremidade de lapidação curta percorria todo o contorno da mesa em um
giro constante ininterrupto. Estava tão absorto por aquele cenário e sensações estranhas a
percorrerem todo meu corpo, que levei um susto quando Traepius começou a explicar:

- <<Este é um dos cristais que polarizam todas as energias provenientes dos reinos
superiores, emitindo-as para os pontos de luz em toda a superfície e interior do planeta. Estas
forças são emitidas para todas as entidades existentes neste Orbe terrestre, sendo
importantíssimo na manutenção de toda a vida* . >>

<<Haverá um momento em que ele parará de girar e então a vida não mais terá condições
de ser mantida neste planeta. Como você sabe, os planetas com entidades vivas também morrem
um dia, e quando isso tiver que acontecer com a Terra não sobrará pedra sobre pedra, pois tudo
se transformará no pó dos corpos desabitados! >>”

<<Este processo natural de evolução se acerca das dimensões físicas deste mundo, e
para tanto estão sendo realizados há muitos milênios, projetos e medidas que permitam ao maior
número de seres vivos acompanharem a passagem em conjunto, deste mundo até sua próxima
dimensão existencial, que também é física, mas possuindo maior aceleração em seus
impulsos.>>

*Encontramos referências sobre o mesmo cristal anos depois, através do Monastério Teúrgico do Roncador-
MT, e dos livros da coleção “Mistérios do Roncador” - Ed. Imery – Goiânia – GO.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


29

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

<<Foram feitos planos também para interferir no processo evolutivo de seus habitantes
para que possam dar novo sentido ao seu apego ao plano que atuam e assim poderem ser
transportados para outros Orbes mais adequados ao seu desenvolvimento.>>

<<Dentro em breve haverá intensa transformação na superfície da Terra e não devereis


vê-la como castigo, mas sim com a naturalidade daqueles que já conquistaram sua Paz interna.
Somente assim poderá ser amainada a destruição aos teus olhos, e juntamente aos outros,
auxiliem no resgate dos mais necessitados.>>

<<Um novo tempo com novas leis de evolução serão vividos por todos vocês num curto
espaço de tempo do porvir. Busque seu desenvolvimento interior, pois este pode ser carregado
eternamente pelo seu portador, nada mais é infalível.>>

Naquele momento os Seres que estavam ao redor daquela mesa começaram a entoar
uma espécie de “mantra” ou prece contínua, de uma beleza indescritível, não imaginava como
aquele som poderia ser produzido com tanta facilidade e constância por simples cordas vocais.

Fizemos uma reverência até ao nível do solo diante do cristal e fomos aos poucos nos
afastando. No caminho de volta, Traepius continuou falando:

<<A rara experiência que lhe permitiram oportunidade de presenciar, poderá se repetir
sempre que estiver preparado e equilibrado para retornar pelos caminhos que já lhe foram
mostrados. Quando os guardiões não permitirem seu acesso, busque reformular algumas de suas
práticas para melhorar seu equilíbrio interno.>>

<<Este local encontra-se dentro da crosta terrestre e situa-se no plano físico, abaixo da
selva amazônica. Túneis como estes existem por toda a América do Sul e têm conexão com as
cordilheiras orientais. Não há necessidade de adentrá-lo em sua escuridão por milhares de
quilômetros para se conectar com os dois continentes, o que seria impraticável. Dentro destes
túneis existem estruturas que chamamos de Portais, os quais somente por métodos especiais dão
acesso aos corpos físicos e não-fisicos dos indivíduos, para que os mesmos possam penetrar nos
recintos subterrâneos, cidades e templos que ainda deverão permanecer herméticos para a
humanidade da superfície por mais alguns anos.>>

<<Haverá um momento na Grande Transição Planetária em que os povos dos


subterrâneos serão vistos por todos da superfície, com sua beleza e tecnologia, juntamente com
nossos irmãos do espaço celeste. Será um momento de muita força e beleza para alguns de seu
povo, e de medo e pânico para outros.>>

No momento seguinte, senti proximidade com o local da reunião e repentinamente fui


jogado dentro do corpo físico novamente, ouvindo zumbidos fortíssimos e muitos sininhos que me
deixaram num estado de torpor e completamente sem rumo.

O calor permanecia no local, e aos poucos, reconquistando meu equilíbrio, fui encerrando
a reunião e começando os relatos das experiências pessoais, as quais foram muito interessantes,
pois todos conseguiram sentir, ver ou se comunicar com Rama.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


30

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Este aprendizado foi muito importante para que pudéssemos compreender mais sobre os
trabalhos físicos e hiperfísicos, assim como estudarmos mais sobre possíveis mudanças que
poderiam acontecer neste planeta, de uma forma madura e sem alarmes irresponsáveis.

Há vários anos realizávamos trabalhos com energias buscando auxiliar na promoção da


Paz Mundial, onde a inserção de informações sobre apocalipse ou algo do gênero certamente
abalou o grupo todo. Ainda mais naquela época do ano de 1983, quando estivemos trabalhando
no auxílio dos flagelados pela grande enchente do ano, que alagou muitas cidades do sul do país,
destruindo parcialmente a cidade de Blumenau e deixando Lages completamente isolada com
acesso somente pelo ar. O interessante é que após três dias do isolamento, os mercados e
armazéns ficaram completamente vazios, restando somente doces, cosméticos e brinquedos.

Associando tudo, realmente começamos a viver um verdadeiro caos, perdemos muitas


colméias e ligamos as experiências daqueles dias em como seria uma possível transformação
planetária. Constatamos que nada, absolutamente nada pode ser feito a nível externo para auxiliar
as pessoas quando a natureza toma conta do cenário, somente esperar as calmarias para agir no
conserto dos estragos já realizados. Tudo que era feito parecia tão pouco.

Mas o sol sempre retorna, e assim foi que dias depois tudo voltou ao normal. Vivêramos
momentos importantes de crescimento e fraternidade, onde constatamos sem margem à dúvidas,
que numa catástrofe envolvendo todo o planeta ou parcela deste, nada adianta ser feito para
amenizar os efeitos, pois na prática já analisamos como se daria isso. Assim começamos a nos
dedicar intensamente num trabalho visando o bem-estar social, as curas alternativas, estudos
sobre autosuficiência, tecnologias alternativas, permacultura e o imprescindível autoconhecimento.

Foi neste período que tive outra experiência marcante, realizada juntamente com Raul, um
dos inesquecíveis participantes daquele grupo, inclusive sendo um dos poucos que restaram (na
ativa) daquela época e atualmente dedica-se a dirigir o grupo na Argentina.

Buscarei resumir ao máximo o texto, retratando os fatos importantes.

Fomos tirados do corpo e levados por Rama até um local que não conseguimos identificar,
notando somente que havia abundante vegetação e pequenas montanhas, uma das quais
abrigava uma caverna onde adentramos. Após alguns minutos chegamos numa gruta ampla,
trabalhada em rocha viva. Pensamos ser ali o destino daquela viajem, mas para nossa surpresa, o
mentor continuou a caminhar indo de encontro a uma das paredes, a qual parecia não existir,
sendo permeável para nós. Seguimos apressadamente até chegarmos a outro corredor todo
trabalhado e com alguns símbolos em baixo relevo, semelhantes aos produzidos pelos povos pré-
colombianos.

Ficamos impressionados com um lugar onde fomos sair. Uma pequena cidade cercada
por muita vegetação num grande vale subterrâneo. As casas eram envolvidas por plantas em

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


31

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

abundância, e todas interligadas por pequenos caminhos pavimentados por pedras similares aos
cristais de quartzo de todas as cores. Eram casas simples, mas com uma arquitetura estranha, um
tanto futurista para nós. Fomos conduzidos até o salão de uma das casas, o qual estava cheio de
poltronas brancas, parecendo um anfiteatro ou cinema. Estavam todas direcionadas para uma
grande parede, similar a um espelho, onde várias cenas iam se sobrepondo de modo que não
compreendíamos nada.

Sentamos confortavelmente, fomos instruídos a relaxar e somente observar as cenas que


se formariam naquela espécie de espelho. Vimos muitas pessoas caminhando pelas ruas de
grandes cidades, e muitos veículos de todos os modelos conhecidos em 1980, circulando numa
cidade litorânea. De repente, apareceu no horizonte marinho uma imensa onda a qual fazia toda a
água das praias irem a seu encontro, aumentando a largura das praias em centenas de metros.

A população da grande cidade viu aquilo e começou a correr sem direção provocando um
caos constante e desvairado até o momento em que as ondas chegaram tomando conta das ruas,
destruindo edifícios, varrendo casas e transformando tudo em mar. Aquilo nos chocou muito, mas
buscamos relaxar e ver as novas cenas que apareciam.

Algumas cidades ficaram totalmente destruídas, enquanto outras tinham as águas


retornando ao oceano, deixando atrás de si muita morte e desolação num grande mar de lama.
Algumas pessoas haviam sobrevivido e caminhavam sem rumo enquanto outras olhavam para os
céus, onde apareciam luzes se movendo rapidamente em pleno dia. Eram UFOs, grande
quantidade deles tomando conta do firmamento.

Pela primeira vez em nossas experiências nos deparamos com discos voadores,
extraterrestres ou algo similar. Neste momento iniciamos a aprender o que realmente estava
sendo feito conosco em todos aqueles anos, por seres que tratávamos equivocadamente por
mestres da antiguidade, anjos, guias espirituais, etc.

Uma cena chamou sobremaneira nossa atenção; um pequeno disco de cores laranja e
preto pousou perto da cidade e dele saíram dois seres loiros, cabelos compridos, altos, vestindo
macacões esverdeados e brilhantes, os quais abriram passagem para um terceiro que parecia um
terrestre normal, inclusive com uma pequena mochila nas costas. Ele passou entre os dois seres,
despediu-se com um leve aceno e desceu uma espécie de rampa, caminhando em direção à
cidade destruída.

Neste momento cessaram as imagens e fomos convidados a sair do recinto, enquanto


outras pessoas entravam, inclusive vários casais de mãos dadas, acompanhados por casais de
seres semelhantes ao nosso mentor. No momento não sabíamos se falávamos algo sobre o que
vimos, ou se calar seria a melhor decisão. Decidimos pela segunda alternativa, pois mudos,
deixávamos claro o nosso espanto, indignação e ignorância sobre aquelas cenas terríveis.

Fomos levados até um local subterrâneo, similar a uma gruta toda iluminada por luzes
brancas que partiam das próprias paredes, onde com muita reverência, aos poucos, fomos
adentrando com algum medo, pois lá haviam muitos corpos de pessoas semelhantes em aspecto
ao mentor, entre homens e mulheres. Todos estavam deitados em mesas cheias de baixos

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


32

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

relevos e instrumentos, muito similares a blocos maciços de mármore branco. Todos tinham uma
aparência saudável apesar de notarmos serem apenas corpos inanimados.

<< O que vocês vêem, são corpos de nossos irmãos em missão há muito tempo na
superfície do planeta>> - relatou-nos nosso Guia - <<Aqui, seus corpos originais são mantidos por
nossa tecnologia até o término de suas missões.>>

<<Atualmente alguns estão encarnados em corpos terrestres e outros atuando com suas
duplicatas físicas nas naves da Confederação. Estes corpos originais são a garantia que possuem,
de continuarem suas existências após realizadas as missões à eles incumbidas.>>

<<Nossa atuação é realizada em corpos duplicatas dos nossos corpos originais, mas
existem alguns casos em que irmãos tiveram de utilizar os processos conceptivos e de nascimento
dentro das leis deste planeta – mesmo sabendo que perderiam a memória e que incorreriam em
riscos muito grandes para retornarem a seus verdadeiros corpos – para realizarem suas tarefas, e
acabaram ficando presos dentro da rede de ignorância que envolve a todos. Estamos fazendo
todos os esforços para reeducá-los, numa busca de resgate progressivo antes do Grande Final.>>

<<Muitas pessoas da superfície na realidade fazem parte de povos distantes que vieram
aqui em missão de auxilio, exploração, aprendizagem ou colonização, e hoje estão esquecidas de
suas verdadeiras origens, de suas verdadeiras identidades.>>

<<Futuramente vocês saberão mais sobre nosso povo, mas por enquanto não podemos
exigir demais de suas mentes ainda confusas com as informações que lhes passei. Busquem
meditar sobre o que viram e ouviram, tirando suas próprias conclusões. Nos encontraremos para
avaliar os resultados prontamente.>>

Ele ergueu as mãos abençoando-nos, similar às bênçãos recebidas em igrejas e templos


cristãos, e, antes que pudéssemos fazer alguma pergunta, as quais proliferavam abundantemente
dentro de nós, e neste momento voltamos bruscamente para a sala em que nossos corpos físicos
permaneciam. Logo começamos a trocar experiências para que ficassem bem gravadas em
nossas memórias.

Lembro-me que na época ficamos muito chocados com a visão de UFOs na experiência.
Criou-se até problemas no grupo devido à narrativa, pois como os nossos “mestres e guias”
seriam talvez extraterrestres ou intraterrenos?

Isso não era compatível com os conceitos comuns naquela época, trabalhávamos com
muitos conceitos do Yoga, linhas Orientais, Cristãs e Teológicas, mas a persistência em aprender
sempre com liberdade e sem preconceitos venceu. Realmente, tínhamos muito a aprender de
agora em diante.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


33

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Novos conceitos se repetiram, muitos envolvendo o fenômeno UFO que aos poucos se
tornou familiar a todo o grupo, fazendo-nos dar um grande passo na compreensão de nossas
tarefas futuras, na origem e intenções de nossos mentores.

Mas, como é fato comum em todo empreendimento semelhante ao que conduzíamos em


Lages, com a Empresa Apícola, a ambição de um membro do grupo provocou o desastre
econômico total. Era o responsável pela tesouraria, e nem tinha envolvimentos com o grupo de
pesquisas. Bem, tivemos que vender inclusive maquinários para cobrir as despesas, sobrando-nos
somente o prédio e algumas caixas com abelhas para recomeçar. Desestimulados com tudo e já
um pouco exaustos da convivência com carências, nos separamos, indo uma parte do grupo para
a Argentina e a outra continuando no Brasil. Dois pontos pequenos e ativos, concluímos, seria
mais produtivo que tentar erguer novamente uma grande empresa para sustentar todo um grande
grupo com suas despesas.

Continuamos trabalhando da mesma maneira, só que nós, os brasileiros, decidimos


retornar para concluir a faculdade de engenharia agronômica, indo morar novamente naquela
nossa adorada casinha velha com um grande jardim de árvores frutíferas em frente à faculdade.

Muitos amigos sempre perguntaram o que seriam estes Guias e qual sua função ou
interesse para com o homem. Abaixo temos uma mensagem de um Guia que esclarece um pouco
esta questão.
"Um Guia Extraterrestre é um ser de outro mundo que por amor se solidariza
com a humanidade de vosso planeta, e que com consciência e responsabilidade está
disposto a servir a um plano maior, orientando aqueles seres humanos que
vibratóriamente tem a capacidade de entrar em sintonia com uma missão, que sirva
como uma reação em cadeia
despertando outras mentes e corações. Um Guia é um orientador, um emissário de altas
hierarquias, com as que por sua vez está em contato.
E assim, com semelhante inspiração mantém sua aproximação com os
missionários no mundo, encorajando-os em uma motivação contínua de conselhos
práticos, reflexões e pautas diversas.
Tem-se que saber distinguir entre um guia espiritual e um guia extraterrestre. Um
guia extraterrestre não é pessoal, senão coletivo. Há guias de grupos, cidades e paises. E
estão dedicados a orientar em função de missões de contato especificas, visando que a
humanidade desperte para um novo amanhecer na Luz."

Terminamos a faculdade, e com o título em mãos, conseguimos empregos onde fui


trabalhar para uma prefeitura. Creio que esta maneira simples de me expressar adquiri naqueles
anos de convívio com pequenos produtores rurais. Trabalhava em um programa que visava a
diversificação de produção e agricultura familiar, que considero como uma opção viável para a
agricultura nacional. Assim como a fixação do homem no campo, impediria este desumano êxodo

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


34

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

rural, dando-lhes opções para sobreviverem com suas famílias em seu próprio ambiente, sem ter
de aumentar as periferias das cidades, na busca de sonhos irreais motivados por propagandas
enganosas divulgadas pelos meios de comunicação.

Hoje, quanto escrevendo estas palavras, me vem na lembrança todos esses momentos.
Vejo o quanto foram importantes na formação de minha personalidade, bem como servindo de
treinamento para poder empreender as tarefas que tive de cumprir.

No ano de 1987 tive um contato físico inédito com o lado ufológico dos fenômenos que
ocorriam. Estava em meu quarto escrevendo uma matéria sobre apicultura para expor no dia
seguinte, quando se materializou diante de mim uma pequena criatura, todo branco, olhos
enormes, e com a pele lisa e pulsante similar à epiderme dos bichos-da-seda, de pequena
estatura (cerca de 1,20m), e aquela constante pulsação era similar a um coração em pleno
funcionamento.

Espantei-me diante daquilo, deixando cair o material de minhas mãos e abrindo as janelas
para os gatos saírem, pois estavam desesperados correndo de um lado ao outro do quarto.
Aquela pequena criatura me olhava de um modo suave, com aparente ternura, parecendo emanar
paz constantemente, e mesmo confuso senti-me muito bem naquele momento!

Ele começou um diálogo telepático – fenômeno que eu já conhecia e havia praticado


muito com Raul na Argentina, tendo pleno êxito – dizendo que no dia 17 de agosto haveria uma
grande aproximação de forças e naves em direção ao planeta, e que deveríamos formar um grupo
com o maior numero possível de pessoas, e em nosso sitio da Serra da Esperança, efetuar
determinada prática conjunta.

Perguntei quem ele era e não obtive resposta direta, somente veio à minha mente a
palavra Ying. Aos poucos ele foi se dissipando como fumaça, e assim como apareceu ele se foi.

Naqueles tempos já traçávamos planos para nosso sitio da família, reunindo pessoas
para meditação, conversas e realizar praticas variadas sobre temas transcendentais e vigílias
ufológicas, com avistamentos constantes de luzes e até verdadeiros esquadrões de ufos com
várias testemunhas. Realmente, observar 13 luzes no céu noturno, voando em linha indiana foi
algo que marcou todos nós, inclusive os ajudantes e operários que realizavam construções na
área. Mas levar pessoas e falar que um ET apareceu e nos incumbiu de fazer isso ou aquilo,
fugiria demais dos temas sempre tratados, e não seria proveitoso para ninguém, pois iria expor
nosso trabalho ao ridículo de um modo muito perigoso. Decidi então reservar ao máximo as
informações da experiência, comungando apenas com o Renato (Quarta).

No mês de agosto participamos da 1° Encontro Nacional da Era de Aquários em Curitiba.


Um grande evento que absorveu toda nossa atenção, mas começou a complicar-se no momento
em que uma pessoa muito conhecida por todos, Kao Rosmann, contatado e músico do então

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


35

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

grupo Serapis Bey, pegou o microfone e começou a falar de sua recente viagem aos EUA e do
encontro que teve com Shirley MacLaine.

Ficamos chocados com o relato, e assustados nos entreolhamos, parecendo questionar


um ao outro: “ você ouviu?...” Ele estava explanando sobre a chamada CONVERGÊNCIA
HARMÔNICA, movimento divulgado pela atriz, e que expunha exatamente o que o pequeno ser
havia instruído, inclusive com as mesmas datas de 23 de junho a 17 de agosto.

Buscamos pegar todos os dados possíveis, e entre eles, que o emissário havia sido um
ser de nome Te-Khan, representando o que chamava de 7 mestres ascencionados.

Pronto, sem duvida alguma, aquele contato com todas as afirmações, envolveu-nos mais
ainda com o fenômeno UFO, iniciando uma fase de muita busca por informações sobre o assunto.

O ser que chamamos de Ying manteve contato conosco por várias vezes, instruindo
basicamente sobre a estrutura do Universo e a evolução das raças dentro dele. Fizemos apostilas
e gravamos fitas K-7 sobre o assunto, reunindo pessoas para divulgar aquelas informações.
Inclusive no evento proposto no primeiro contato formou-se um grupo de 30 pessoas no sítio, onde
realizamos a devida prática e tivemos outra experiência com o referido ser, que até hoje é um
Guia de nosso trabalho. No próximo capitulo trataremos das informações passadas por ele, o que
aos poucos colocou-nos deparados com outra realidade. Uma realidade antes tocada apenas a
nível sutil (hiperfisico ou intuitivo), mas que agora eram vividos diretamente no plano físico, nada
de fenômenos “paranormais”.

Lembro-me que no dia seguinte ao primeiro contato com Ying, me dirigia com um veículo
do Centro Agropecuário Municipal em direção ao interior do distrito de Candói para realizar uma
palestra sobre associações rurais e apicultura.

No caminho, em pleno asfalto, enquanto refletia sobre como realizar a reunião, minha
atenção foi chamada para um intenso brilho provindo dos campos ao lado direito da pista. Eram
08h30min da manhã, e aquela região é constituída de campos e alguns aglomerados de pinheiros
araucárias, denominados na região por capões. O brilho era tão intenso que diminui a velocidade
para poder observar melhor, estacionando perto do local.

Ao lado da copa de um pinheiro, a uns 100 metros de distância e a uns 30 metros de


altura, de forma estática estava um UFO todo prateado com uns 20 metros de diâmetro e uma
característica estranha num dos lados, tinha uma estrutura com formato de “cauda de avião”.
Fiquei observando por vários minutos aquela inusitada aparição, totalmente tranqüilo, e
inesperadamente voltei para o carro e prossegui viagem normalmente.

Cerca de 80 km adiante, parei novamente o carro e fiquei indignado com minha atitude,
pois não compreendi por que havia saído daquele local. Como sempre carregava uma maquina

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


36

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

fotográfica, poderia ter tirado ótimas fotos. Depois de refletir durante alguns minutos e me
equilibrar novamente, conclui que fui afastado do local por algum motivo importante, no momento
do avistamento eu acreditava cegamente ser o UFO uma visão muito comum como o gado
pastando, carros no asfalto, etc. Constatei que minha mente fora manipulada, pois guardava
comigo as imagens de tudo, só não entendia minha atitude em afastar-me friamente do local.

Foi o curso de apicultura mais estranho que fiz, pois não tirava de minha lembrança
aquela imagem maravilhosa que não pude aproveitar, provocando muita cobrança interior por ter
sido manipulado daquela forma.

Quando retornava, parei novamente no local do avistamento com a escassa esperança de


vê-lo novamente, mas nada permanecia no local, nem marcas ou algo que pudesse ser
aproveitado. Anos depois, lendo uma “revista Planeta”, encontrei uma foto de um UFO idêntica
àquele, foi uma surpresa para todo o grupo ver que existiam mesmo naves com cauda de avião.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


37

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

III

ROMPEM-SE AS BARREIRAS DO PENSAMENTO


LÓGICO TRADICIONAL

“Quando os ÓVNIS pousam, os dogmas voam....”

Pe. Salvador Freixedo

“...não só os dogmas religiosos, mas também os científicos, econômicos, políticos, sociais,


etc., ou seja, seria a derrocada de tudo que cobre as necessidades psicológicas de segurança,
estabilidade, identidade, poder, hegemonia e status.”

Pesquisador Carlos Ortiz de La Huerta

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


38

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

“Um possível contato de nossa civilização com raças extraterrestres está muito
longe de ser algo simples ¹ ”

Com estas palavras Ademar Eugênio de Mello iniciou sua conferência no III CIUFO –
Congresso Internacional de Ufologia, e frisando a necessidade de evoluirmos ao ponto de
estarmos em condições para “manter um contato frente a frente com algumas das civilizações que
nos visitam.”

Esta temática ufológica é bastante interessante pois abre um imenso leque de


possibilidades dentro dos estudos do Fenômeno UFO como um todo, e até hoje provoca muitas
divisões de opiniões entre os ufólogos trazendo incertezas e dúvidas aos interessados em
pesquisar um pouco o porquê da existência dos discos voadores.

Desde junho de 1947 o mundo tenta compreender as aparições destes estranhos objetos
que desafiam todas as nossas leis físicas, com seus mirabolantes vôos e desmaterializações ,
para que hoje estejamos na realidade somente com um imenso emaranhado de ocorrências
casuísticas estudadas e outra quantidade atribuídas a fenômenos naturais. Uma resposta a estes
desafios impostos à humanidade ainda divide os pesquisadores, abrindo outras portas para mais
dúvidas, entre elas a clássica – “será que não deveríamos tentar ver “com outros olhos” as
mensagens que estes extraterrestres já deixaram para várias pessoas, fazendo uma triagem
e assim poder em tese, elaborar um plano de ação para compreendê-los ou manter contato
com eles?”

Este tipo de indagação simplesmente afasta todos os pesquisadores muito enraizados nos
aspectos ortodoxos do conhecimento de nossa civilização, mas estes mesmos se esquecem da grande
quantidade de projetos desenvolvidos pelos melhores cientistas do mundo para buscar o que chamam de
vida extraterrestre como o famoso “Projeto Ozma” e o “Projeto Seti”. Os governos indiscutivelmente
abrigam iniciativas de constante busca pelos extraterrestres, e não devemos nos iludir, as respostas que
eles já possuem dificilmente sairão do meio de alguns escolhidos das cúpulas. Grandes méritos têm os
ufólogos que buscam hoje insistentemente quebrar esta barreira que separa os governos dos
pesquisadores.

Mas qual seria a melhor maneira para buscar ter contato com estas civilizações? Qualquer
assertiva neste momento seria certamente muito irresponsável, pois não existem até hoje
comprovações suficientes para que se tenha uma visão clara dos fenômenos que envolvem toda a
Ufologia.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


39

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Muitas teorias sobre várias temáticas ufológicas são constantemente propostas, mas
sempre deixando de ter a costumeira prova, necessária para que possamos compreender algo
dentro dos padrões em que fomos educados na sociedade.

Alguns Projetos Ufológicos Secretos dos EUA

* MAJESTIC-12 ou MJ-12

* Majority Agency of Joint Intelligence ou MAJI

* Projeto GRUDGE

* Projeto PLATO

* Projeto AQUARIUS

* Projeto POUNCE

* Projeto SIGN

* Projeto REDLIGHT

* Projeto BLUE BOOK

Fonte: Revista UFO nº 14 e o livro UFOLOGIA - Uma Pesquisa Científica, Hynek, J. A.

Resta a opção de continuarmos buscando comprovações aceitáveis e que não deixem


margens a dúvidas. Mas somente isso poderia nos levar a não perceber e até rejeitar possíveis
informações preciosas provindas de contatados, devido a não poderem ser comprovadas quanto à
sua veracidade.

Buscando contornar este problema, mesmo continuando na busca da prova irrefutável,


nosso grupo buscou fazer uma triagem em várias comunicações atribuídas a extraterrestres pelos
mais diversos contatados, e assim poder estabelecer uma “coluna dorsal” com elaboração de uma
tese sobre o que desejam algumas das raças que se apresentam hoje neste planeta.

Da casuística mundial podemos resumir os tipos de comunicação já havidos entre


terrestres e extraterrestres da seguinte forma ² :

Mímica – Usada pelos extraterrestres para se comunicar conosco e ocorrido em alguns


raros casos conhecidos até hoje.

Línguas Estranhas – Faladas pelos Ets, mas que geralmente não são dirigidas ao
contatado ( são usadas para comunicação entre os seres).

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


40

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Uso de Aparelhos – de tradução para o nosso idioma, talvez com o auxílio de uma
espécie de computador pessoal ou de bordo.

Escritas Estranhas – entregues ao contatado, mas os estudos da maioria dos casos


demonstraram serem fraudulentas, salvo raras exceções como no caso Betty Hill, e do mineiro
Arlindo G. Santos.

Telepatia – ocorrem na maioria dos casos de 3º, 4º e 5º graus*. Este fenômeno já foi
verificado cientificamente.

Comunicações Transcendentais – como as que ocorreram com o pesquisador e


cientista James Hurtak, criador da Academia para Ciências Futuras na Califórnia.**

Buscamos analisar vários casos de contato em que ocorreram comunicações, os quais


genericamente tratamos por casos de contatos ou mensagens extraterrestres.

Dentre os casos estudados estão os famosos contatos já divulgados e realizados por


Antônio Nelson Tasca, General Uchoa, Paulo Landulfo Fernandes, Sixto e Carlos Paz Wells, Luiz
Gonzaga Scortecci de Paula, Paulo Kronemberger, Hermínio e Bianca, Eduard Méier, bem como
experiências vividas pelos membros de nosso próprio grupo, em contatos de vários graus.

Antes de nos referirmos às conclusões obtidas, gostaríamos de frisar a característica


transcendental que envolve o Fenômeno UFO, onde ocorrem fatos sempre ligados a algum plano
maior, o qual não se consegue delinear através de nenhuma pesquisa. Existe um total controle ou
domínio das situações que envolvem o contato, como exemplificamos narrando um trecho do
contato ocorrido nos anos 70 por Andrija Puharic ³ .

Para se ter uma idéia das comunicações que trocou com seus interlocutores
extraterrestres, Puharic perguntou: “Quando e porque eu fui notado por vocês?” A resposta foi:
“Em 1946. Nós estudamos cada pessoa da Terra; você foi notado como o homem ideal e perfeito
para esta missão.”

Andrija então cobrou: “E de que missão se trata?” e eles responderam: “Não pergunte. Ela
será revelada. Esteja preparado. Seja sensato, seja calmo. Tranqüilize-se. Há uma tarefa muito
pesada em seus ombros para os próximos cinqüenta anos.”

Afirmações como estas foram ouvidas, também nos anos 70, por vários contatados,
incluindo participantes deste nosso atual grupo de estudos e pesquisas.

Isto mostra as limitações que temos enquanto civilização para sequer compreender uma
afirmação destas, dita tão tranqüilamente por um “alienígena” a um cientista terrestre.

• - * ver definição adotada neste mesmo capítulo.

• - ** ver definição adotada no Cap. VI

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


41

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

No caso “Tasca”, o extraterrestre Cabalah (4) conversou telepaticamente com o mesmo,


designando condutas para ajudar a humanidade, que segundo eles, estava passando por
momentos difíceis. Assim, deu a Tasca uma mensagem para que ele divulgasse, tratando
basicamente de uma advertência aos povos da Terra, sobre uma iminente destruição planetária.

Esta mesma transformação planetária foi anunciada a vários contatados, não de uma
forma simbólica apelando para possíveis mitos e arquétipos subconscientes, mas diretamente
num claro discurso verbal ou telepático para todos eles e sem margens a dúvidas. Com o tempo
mensagens como estas foram distorcidas, manipuladas, ridicularizadas ou abafadas provocando
receios indevidos aos mais diversos contatados, quebrando-se assim a simplicidade, a
ingenuidade, a clareza e a confiança que estes poderiam ter em seus semelhantes numa tentativa
de compreender o que lhes ocorria.

Para facilitar o entendimento sobre o que eles anunciavam, os mesmos Ets informavam
ao contatado que deveria haver um preparo do homem terrestre, como apresenta o trabalho “A
Consciência Humana na Nova Era: Um Modelo de Experiências dos Contatados por OVNIs (5)”
elaborado como uma das mais importantes pesquisas científicas na área da Ufologia. Seu autor, o
Prof. Dr. R. Leo Sprinkle, notável e competente pesquisador conhecido em todo o mundo como
um dos maiores especialistas em contatos com Ets, apresentou uma síntese das afirmações de
148 contatados, obtidas em sessões hipnóticas, que podem ser descritas da seguinte forma:

1. Os contatados por UFOs têm sido escolhidos, não há nenhum contato com
UFOs que seja acidental.

2. Os contatados são pessoas comuns, com carinho ou simpatia pelo resto da


humanidade.

3. Os contatados têm uma experiência que pode ser vista como uma
manifestação de suas idéias sobre a realidade.

4. As experiências som UFOs incluem manifestações parafísicas, parabiológicas,


parapsicológicas e paraespirituais, as quais estão destinadas a influenciar o
“ponto de vista” dos contatados.

5. Os contatados recebem informações durante e depois de suas experiências


com ÓVNIS, as quais estão relacionadas com seus interesses na vida, ciências
naturais, ciências sociais, música e arte, civilizações antigas, fenômenos
psíquicos, reencarnação, metafísica, conhecimento espiritual, etc.

6. Os contatados são iniciados e mantidos dentro do quadro geral da perspectiva


da realidade dos contatados. “Então os contatos com UFOs podem ser vistos
como encontros cara a cara com seres de carne e ossos, ou experiências fora
do corpo físico, ou programação mental feita pelos extraterrestres. Esses
contatos podem ser vistos como sonhos, fantasias e ou idéias subconscientes
que se manifestam conscientemente sem estímulo externo.”

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


42

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

7. Os contatados são programados para uma variedade de “atividades futuras”,


incluindo a conscientização de seus próprios contatos e do desejo de
compartilhar suas mensagens e conhecimentos com outros contatados.

8. As vidas dos contatados se movem numa direção para maior consciência,


maior preocupação pelo bem estar do Planeta Terra e um sentido maior de
cidadania cósmica com outros seres do Universo.

9. A metamorfose pessoal dos contatados é o começo da transformação social da


consciência humana, que agora está levando a mudanças nas instituições
econômicas, educacionais, militares, políticas e religiosas das nações do orbe
terrestre: a “Nova Era” da ciência e espiritualidade.

Concluindo, as experiências com o Fenômeno UFO são um segmento de um Plano para


transformar aos terrestres, de pessoas planetárias a Cidadãos Cósmicos. Assim conclui o Dr.
Sprinkle, fazendo-nos refletir mais sobre as verdadeiras intenções dos extraterrestres.

Concluímos também, em nossas pesquisas, que aos contatados é salientado a


importância de se estabelecerem em locais afastados das cidades para este aprendizado. No caso
Méier, sabemos que ele foi instruído a preparar-se mais, o que levou-o a ir residir em sua fazenda
onde por onze anos realizou práticas para aperfeiçoar seu corpo e mente. Se isso não é
imprescindível, é óbvio que deve facilitar os contatos.

Quando Bianca (6) perguntou a Karran sobre um possível contato dela com eles
novamente, ouviu a seguinte resposta:

“Dirija-se para uma área rural e lá busque a paz interior e o equilíbrio de seus dias,
tratando da natureza e dos animais. Assim certamente sempre estaremos te visitando.” Promessa
esta que se efetivou, assim como em outros casos como o de Sixto e Carlos Paz, os quais sempre
estabeleceram uma relação muito íntima com os Ets quando realizam práticas em zona rural. Da
mesma forma o General Uchoa sempre era instruído a dirigir-se para o campo no curso das
experiências de contato de seu grupo de pesquisas.

Informações similares foram passadas pelos ufonautas para inúmeros grupos espalhados
pelo mundo, sendo que várias frisavam a importância de serem realizadas unidades rurais auto-
suficientes, onde os moradores viveriam em comunidade, facilitando assim a evolução conjunta
tanto internamente quanto no entendimento da relação entre as civilizações.

Desta forma, muitos grupos começaram a dirigir seus esforços para atender esta
solicitação dos extraterrestres, e com muita ousadia empreenderam comunidades rurais onde
seriam realizadas entre outras coisas, estudos multidisciplinares, principalmente voltados às
neociências como a Ufologia.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


43

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Neste meio tivemos a tentativa do sensitivo e contatado Luis Gonzaga Scortecci de Paula,
quando no início dos anos 80, propôs e divulgou o Projeto Alvorada, hoje atualizado e ampliado
com a denominação de Projeto Aurora. Na época um empreendimento bastante ousado, sendo
sua meta a construção de 12 estações interplanetárias de contato, auto-suficientes, situadas em
território brasileiro. Devido a inúmeras limitações este projeto original foi extinto.

Assim, seguindo estas orientações constatamos alguns pontos chave:

• Estamos constantemente sendo avisados sobre a conduta de nossa


humanidade, tanto nas relações sociais, quanto no trato de todo o ecossistema
planetário.

• É necessária uma evolução de nossa parte para que se possa estabelecer um


contato claro e que beneficie ambas as partes.

• As zonas rurais facilitam a realização destes empreendimentos.

• Se cada pessoa à analisada pelos Ets, cada qual terá contato com a respectiva
raça que lhe diz respeito, ou mais se aproxima por afinidade nas suas relações
de um Grande Plano, ainda desconhecido, em partes, por muitas pessoas.

• As intenções e planos variam dependendo dos seres da raça contatada, sendo


que alguns seguem conjuntamente um plano matriz ou Grande Plano.

Com estas constatações em mente, podemos entender cada contato dentro de uma ótica
mais clara e também empreender algum esforço para, com muita seriedade, trabalhar em zonas
rurais numa busca não somente da casuística local, mas no estabelecimento de um contato com
as raças que monitoram o desenrolar dos acontecimentos diários da vida de cada um de nós.

A ufologia clássica subdivide os avistamentos e contatos com UFOs de vários modos, mas
o que adotaremos aqui é o seguinte:

- Contato de 1° grau – é a observação de uma luz ou um objeto não identificado nos


céus.

- Contato de 2° grau - o objeto vem, desce e deixa marcas.

- Contato de 3° grau – é o contato físico com os tripulantes do UFO.

- Contato de 4° grau – chamado de abdução ou seqüestro com ou sem volta do


individuo.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


44

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

- Contato de 5° grau - é o chamado contato psíquico, onde os seres não necessitam


estarem presentes para ocorrer, comunicando-se por telepatia, psicografia, projeções, etc.

A primeira vez que se ouviu falar em contato de 5° grau foi em meados dos anos 50,
quando dois irmãos argentinos, Jorge e Napy Duclout, estavam entrando em contato com um ser
espiritual denominado “engenheiro”, e este tinha ligação com alguns seres do espaço (14). Foi
feito um livro sobre este contato – Los Platos Voladores” – que teve uma característica
importante, pois os seres marcaram um encontro e a imprensa esteve presente. Realmente, na
noite marcada, o OVNI veio e passou rápido, dando uma pane geral em toda a eletricidade de
Buenos Aires. Foi tudo amplamente registrado e divulgado no mundo, inclusive pela revista “ O
CRUZEIRO “ no Brasil. O primeiro contato que eles tiveram foi em janeiro de 1952, e é importante
mencionar que ambos eram sensitivos ou médiuns.

Casos semelhantes ocorreram em muitos lugares pelo mundo, como os contatos


telepáticos e psicográficos que levaram em 1974 vários rapazes a terem experiências de todos os
graus nos Andes e litoral peruanos. Estes contatos originaram o chamado Grupo RAMA ou
Missão RAMA, amplamente conhecido pelos ufólogos e interessados, pois eles tiveram o privilégio
de ter o famoso escritor J. J. Benitez como sua grande testemunha e divulgador inicial.

Assim foram os contatos do italiano Eugênio Siracusa, iniciando com um contato de 2º


grau e depois foi desenvolvido como os outros casos citados, o que aconteceu também com
outras pessoas dentro de toda a casuística ufológica mundial. Mas o importante é salientar que
estes contatos, assim como geralmente são os outros, nos mais diferentes graus, sempre acabam
sendo ridicularizados de algum modo, seja pelo próprio contatado ou por outras pessoas
especializadas em desinformação pública ou simplesmente ignorantes fazendo o que acham
correto sobre o assunto.

Qualquer pesquisa séria envolvendo os contatos ufológicos não deve esquecer um ponto
chave, “nossa civilização não tem nenhum preparo para ver ruir suas crenças e estruturas
psíquicas, sendo totalmente infantil quando trabalha com a sua própria psique”. Daí deriva a
célebre resposta de La Huerta à pergunta: Porque a intervenção extraterrestre no passado da
civilização não produziu as mesmas reações que hoje provoca? Sua resposta foi (15): “ – Por uma
poderosa razão, na psicologia dos povos primitivos havia a supremacia da convicção da existência
de realidades superiores. Por isso, a aparição de seres sobrenaturais na antiguidade era
interpretada como uma visita sobrenatural e não seria precipitação nossa supor que os
extraterrestres se apresentaram com a fachada de deuses, porque desta forma teriam mais
liberdade de ação, sem afetar os esquemas culturais e mentais dos homens primitivos. E não é só
isso, os contatados de então, também se sentiam orgulhosos porque os deuses se dignaram a
conviver com eles. Esses mesmos seres já não teriam lugar no mundo moderno, pois o psiquismo
humano os rechaçaria inconscientemente. Nunca poderiam vir como deuses e muito menos como
o que são na realidade.”

Devido a estas constatações podemos perceber a tendência geral da humanidade em


relação a uma comunhão contínua com o Fenômeno UFO. A maioria dos contatados acaba
transformando em deuses, como na antiguidade, os seres que nos visitam, transformando muitas

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


45

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

vezes algo seriamente comprometido com uma realidade maior e mais transcendente em
cultuações, apelando sempre para os mitos perdidos na mente humana para explicar a
transcendência de suas vivências.

Este é atualmente um dos maiores entraves na pesquisa ufológica envolvendo contatados


que continuamente encontram-se com esses seres. Neste momento entra a constatação do Dr.
Leo Sprinkle, “ as experiências com os UFOs são o segmento de um plano para transformar os
terrestres em cidadãos cósmicos.”

Mas, como poderemos resolver todos estes problemas dentro da própria mente humana,
para que possa ocorrer um verdadeiro intercâmbio entre as civilizações que se encontram ou
“reencontram”?

Neste trabalho não tencionamos dar uma única resposta cabível ou alguma fórmula rara.
Simplesmente escolhemos entre várias alternativas, e resolvemos empregar algumas delas na
prática para comprovar sua eficácia.

Começamos propondo aos ufólogos e interessados por todo o Brasil, em 1987, a


alternativa de formar um grupo coeso e experiente de sensitivos nestas áreas, e dirigir nossos
esforços em constituir residência em zonas rurais pré-determinadas, num esforço de nossa parte
para vivenciar uma possível troca cultural sem danos para nenhuma das partes, buscando
valorizar o conhecimento já adquirido por nós, terrestres, e que constitui uma bagagem
experimental, que inquestionavelmente pode ser muito útil para outras civilizações em
desenvolvimento.

Convocamos estas pessoas para um encontro em Campinas-SP em 1988, onde


definiríamos a estratégia a ser adotada. Como resultado tivemos a união de várias pessoas e a
integração de dois grupos conhecidos no país – Grupo UFO, União da Força Objetiva e o Grupo
de Estudos Avançados SAT-RAMA, do qual fazíamos parte na época, formando assim uma
Associação Rural na Serra da Esperança em Guarapuava, Paraná.

Devido ao novo caminho que se abria, saciando mais ainda todas as dúvidas existentes,
era impossível não comentar nomes de pessoas como Rafael Cury, Ademar Eugenio de Mello,
Paulo Kronemberger, Luiz Gonzaga Scortecci de Paula, Udo Oscar Luckner, Edison Hiroshi, Ana
Primavesi, Mário Sanchez, e tantos outros conhecidos e desconhecidos do grande público. Enfim,
foram pessoas que na década de 80 empreenderam muito esforço no desenvolvimento de
temáticas ligadas à Nova Compreensão do homem, frente aos inúmeros fenômenos que se
manifestavam em todas as áreas do conhecimento na época.

Era como se um imenso quebra-cabeças fosse aos poucos sendo montado, numa troca
de experiências constante, inclusive em temáticas que sabíamos serem bem reservadas e pouco
divulgadas. Assim demos um primeiro passo em direção ao campo, indo alguns de nós viver

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


46

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

diretamente naquele sítio que então denominamos de Projeto Alfa Ômega, um nome já utilizado
anteriormente em outros locais quando dos tempos do Projeto Alvorada. Posteriormente adotamos
o nome “bases de preservação de pesquisas”.

O próximo passo seria o treinamento de todos, iniciando com a escolha de um método


para promover um maior autoconhecimento e uma lapidação interior que julgamos necessária.
Iniciamos buscando adquirir uma maior compreensão do que seriam estes contatos mais sutis e
como estes poderiam influenciar o desenvolvimento do grupo.

Aproveitamos a clara compreensão que o eminente professor Huberto Rohden utilizou em


1969, e que deriva de uma mente muito livre e totalmente adogmática, exemplificar uma direção
para nossa conduta. Ele disse o seguinte quando se referia aos UFOs e ufonautas (16).

<<Schweitzer, Gandhi, Einstein, Oppenheimer e outros serviram de receptores e


retransmissores mentais a esses seres superiores; foram mentalmente influenciados, consciente
ou inconscientemente, e sem detrimento do seu livre arbítrio, para alertarem a humanidade
telúrica do perigo que a contaminação radioativa representa para nós e nossos vizinhos.>>

<<Mensagens mentais eram, ainda há pouco, objeto de crença. Hoje fazem parte da
parapsicologia. Mas essas mensagens sempre foram possíveis, e, para determinadas pessoas,
são reais. Depende do grau da receptividade cerebral.>>

<<O nosso planeta Terra parece ser uma espécie de escola primária, ou mesmo um
jardim de infância, em comparação com outras entidades, que talvez se achem no plano da
Universidade Cósmica.>>

<<Violências e doenças são sinais de evolução inferior.>>

<<Há no cosmos seres inteligentes que já aboliram todas as espécies de violência, e


alguns conseguiram também abolir ou reduzir a um mínimo as doenças.>>

<<Quanto mais um ser se cosmifica, mais se guia pela mente e pelo espírito, e tanto
menos pelos expedientes materiais.>>

<<Será que algum de nós tem certeza da paternidade exclusiva de suas idéias e das suas
intuições?>>

<<Será que nós não somos inspirados – mesmo sem ter relações conscientes com seus
colegas cósmicos?>>

<<Porque não poderiam as entidades extratelúricas servirem-se de habitantes telúricos


para realizarem os seus planos superiores, pelo bem da Humanidade Cósmica?>>

Assim ele terminou sua maravilhosa explanação, com tamanha clareza para a época, que
até hoje é uma realidade transparente quando se tenta definir nossa situação diante de mentes
superiores.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


47

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Aos poucos as nossas experiências do passado foram se aclarando, adquirindo uma


característica mais real, mais palpável, pois com os ensinos do professor Rohden, concluímos
que é necessário universalizar nossas mentes para que possamos compreender o transcendental.
Não tínhamos intenções infantis de querer ter mais contatos com os nossos mentores e guias, se
não tínhamos ainda clareza de estarmos suficientemente preparados para continuar este
confronto entre mentes totalmente diferentes em todos os aspectos.

Concluímos que a presença extraterrestre no planeta, devido a pressupor fazer parte de


um plano maior, deveria ser dividida em etapas lógicas, começando com uma aproximação
paulatina e progressiva para não ocasionar fortes impactos psicológicos. Assim, apareceriam
esporadicamente em distintos lugares da Terra, preparando um demorado aprendizado para a
humanidade como um todo, para um futuro contato coletivo em grande escala. Em continuidade,
já deveriam ter inspirado várias pessoas no decorrer ancestral da civilização, inspirando-as e até
mesmo utilizando duplicatas suas para ditar novos conhecimentos, novas teorias, visando um
maior desenvolvimento do ser humano, buscando sempre romper os padrões da extrema
racionalidade que sempre imperaram nas ciências e culturas dogmáticas. Todos nós hoje
seriamos então o resultado de uma grande experiência realizada por estas mentes,
transcendentes às nossas em compreensão da realidade. Como cita o Dr. Allen Hynek em seu
ótimo livro “Ufologia – Uma pesquisa científica” (17).

<< O Fenômeno UFO bem poderá ser uma destas áreas desafiadoras que despertam o
interesse, muito embora possa nos parecer deslocada de nosso mundo atual – tão inacreditável
para nós como teria sido a televisão para Platão. A pesquisa deste fenômeno tantas vezes
relatado, talvez nos ofereça uma visão tentadora do futuro e esteja apontando um dedo naquela
direção. Os filósofos, quase sempre, percebem as limitações do presente bem mais rápido do que
os cientistas, pois estes estão absorvidos nos seus problemas imediatos.>>

Desta maneira, pouco a pouco, foi se levantando o véu que encobre a presença
extraterrestre, pois quanto mais se fala em UFOs, maior penetração psicológica conseguem os
extraterrestres para que o homem comece lentamente a dedicar esforços em compreender os
fenômenos que envolvem esta aproximação.

Assim começamos a buscar compreender nossas vivências desde os primeiros contatos


que tivemos, iniciando pelos elementais, forças da natureza, etc. Que possível ligação estes
teriam com o Fenômeno UFO? Parece mais coisa de criança, malucos, nada tendo sentido ter
ligação aos UFOs, somente a mitos, lendas e histórias do passado.

Buscamos evidências na casuística e concluímos que nos anos 50, portanto no início dos
avistamentos registrados de UFOs em nossos céus, as aparições na maior parte dos casos eram
de pequeninos serezinhos colhendo materiais, água, pedras, terra, plantas, etc. Tudo indica que
estavam estudando o nosso Planeta, fazendo uma espécie de levantamento ecológico-ambiental,

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


48

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

mapeando nossos ecossistemas, que possibilitasse recriar uma biosfera artificial propícia aos
seres terrestres, inclusive o humano.

Temos um exemplo clássico na literatura, o da formação da comunidade de Findhorn no


norte da Escócia (18). Neste local, pequeninos seres, tratados como duendes e fadas, ensinaram
pessoas a plantarem um maravilhoso jardim exuberante num local onde só havia areia, e uma
temperatura próxima ao frio ártico. Hoje esta Ecovila é fonte de informações, disseminação e
geração de eco-tecnologias, reconhecida em todo o mundo. Dentro da casuística ufológica, esses
serezinhos, tipo duendes, poderiam ser perfeitamente agentes para contatos de 5° grau, pois
dentro de vários relatos, vemos com freqüência a presença de pequenos seres que acompanham
os contatos de 3°, 4° e 5° graus.

Lembramos ainda da afirmação obtida quando de nossa experiência com elementais,


narrada a princípio, em que eles se diziam fazerem parte de uma colônia, trazidos (por quem?)
para auxiliar nos processos de colonização deste mundo. Destas pequenas colônias iniciais,
derivaram outras e outras, formando uma civilização que evoluiu juntamente com o homem, sendo
sua função básica a manutenção dos ecossistemas. Assim visto, não se torna necessário tirar
aquele lado mágico da presença das fadas e duendes, eles realmente estariam por aí, presentes
nas áreas de preservação da natureza, compondo importante papel neste cenário maravilhoso de
fraternidade entre vários povos que habitam uma mesma biosfera multidimensional.

Estudar estes pequenos seres tornou-se fascinante e tão abrangente que tivemos de criar
um setor dentro de nosso antigo projeto, que se dedicou somente a estudá-los e comungar
conhecimentos. Desta interação surgiram muitas atividades, incluindo as terapias de cura com
ervas e flores, bem como alternativas agropecuárias totalmente agroecológicas que nos
acompanham até hoje em cursos que realizamos todas as semanas para grupos de agricultores,
ONG’s, universidades e alunos de colégios estaduais, o que nos tornou pioneiros nestes sistemas
de produção, com mais de 20 anos de práticas intensas no ramo.

Conseguimos separar bem as atividades que estes pequenos irmãos desenvolvem,


preservando-os ao máximo, e identificando vários ramos ou espécies que trabalham juntos. Com
estes procedimentos conseguimos compreender os seres que nos orientavam em variadas
experiências, como sendo também de outros mundos, em missão por aqui. Aos poucos foi se
formando em nós a idéia de uma enorme conjuntura de povos de diferentes características, tanto
de apresentação quanto de funções, num enorme plano delineado por “Alguém” superior em
evolução, talvez quem nós denominamos por Deus, onde nós, poderíamos também ocupar uma
posição de colônias de outros povos.

Segundo informações da Conexão que denominamos por “Guias”, existe um local onde os
seres do espaço se reúnem temporariamente, o Conselho dos 24, encarregados de transformar as
prioridades em metas, administrá-las e dirigir todas as operações, desde auxílio individual até a
coordenação de explorações e intervenções. Este conselho se reúne alternadamente em várias

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


49

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Bases, conforme as metas e decisões a serem tomadas, e é composto de 24 membros efetivos de


várias origens.

Uma das missões primordiais que estes seres chamados de Confederados realizam, é a
preparação das pessoas para o Resgate Interno, ou seja, auxiliar no resgate da verdadeira
identidade individual, assim como toda a história perdida de nossa civilização.

É uma preparação constante de pessoas e grupos para terem capacidade e


desenvolvimento suficiente para vir a compor uma Nova Civilização, a qual resgatará sua
identidade Cósmica e viverá em harmonia e comunhão constante com tudo e com todos. Dizem
que atualmente o humano terrestre manifesta muita violência em seus atos, principalmente
movidos por um profundo desgosto pelo sistema de vida que leva, constituindo-se assim no maior
problema de nossa civilização, caracterizado por uma total falta de SENTIDO em suas existências.

Esta mesma crise de SENTIDO faz com que as populações possam ser manipuladas por
mentes astutas e egoístas, muitas vezes, estas mesmas mentes são manipuladas por agentes
treinados por governos ocultos ao homem comum. Assim, as massas são levedadas por forças de
todos os tipos, algumas se aproveitando da situação caótica e disseminando mais violência,
desejos enganosos, corrupção, desinformação, enfim; e outras forças que buscam conscientizar o
ser humano que este é livre, tendo todo o potencial para reverter esta situação de crise, bastando
para isso buscar um maior autoconhecimento em direção à sua verdadeira origem, situando-se no
BEM e no HARMÔNICO, transcendendo os limites de compreensão generalizados neste corpo
celeste já tão machucado e necessitando de cuidados.

Quando começamos a relatar informações dadas pelos “Seres”, muitas vezes ouvimos
comentários como: - Isso parece coisa de ficção científica como guerra nas estrelas, etc... – Como
vocês podem provar isso?

Bem, quanto à prova, esta ainda ficará faltando, como em todos os grupos de contatados
do mundo, pois somente aqueles que estão preparados (por si mesmos) para aceitarem
determinadas provas poderão sentir-se satisfeitos com a visão de um UFO com hora e local pré-
determinados, ou a materialização de um “Ser”. Experiências como esta já vivemos várias vezes,
mas nunca é o suficiente para algumas pessoas, pois tão envolvidas estão no consumo constante
de informações, que não se dão conta das preciosidades que lhes são colocadas frente aos olhos.

Tivemos vários avistamentos de UFOs e sondas presenciados por grupos de estudantes,


assim como membros da equipe e pessoas ligadas que já viram pelo menos uma vez um mentor
em corpo físico, provocando algumas vezes uma fuga em pânico por presenciarem tal fenômeno.
Já vimos pessoas que estão sendo preparadas há dezenas de anos, presenciarem a visão de um
UFO imenso, e estas entrarem em gritos e choros incontroláveis. Não que estas reações sejam
nocivas, mas demonstram que estas experiências são muito marcantes, até mesmo por quem já
viveu similar em outros tempos, provocando reações muitas vezes incompreensíveis.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


50

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Experiências como estas não foram suficientes para firmar os pés de muitas pessoas
numa caminhada rumo ao seu interior, ou pelo menos, tentar reconhecer que são vivências
inéditas ou suficientes para buscarem contatar com estes Guias, dando um SENTIDO pelo menos
mais claro para suas vidas. Por isso, quanto a provas, acreditamos que são dadas a muitos, mas
aceitas individualmente, pois nem todos estão dispostos a dar um SENTIDO novo para suas vidas,
preferindo permanecer em seu “velho” desvario, sempre consumindo mais e mais informações
numa busca infindável dentro de sua própria falta de SENTIDO.

Quanto a acharem transcendentes ou ficção as informações provenientes destes Guias,


lembramos que os contatos com o desconhecido sempre são inéditos, portanto, demandando
informações geralmente inovadoras, desconhecidas das massas, mas muitas vezes já intuídas ou
percebidas pelas pessoas mais sensíveis e abertas ao novo.

Através dos estudos de grandes escritores como Daniken, Kolosimo, Tarade e outros, já
foram apontadas evidências suficientes sobre as interferências de extraterrestres em nosso
passado! Estes geralmente eram tratados como deuses, elohins, anjos e até duendes, contatando
antigos sacerdotes e reis, passando-lhes o Conhecimento, muitas vezes como troca pelas
interferências que deveriam ser promovidas em nossa evolução. Como vemos no livro de Enoch
uma citação: “... os filhos dos céus disseram uns aos outros, escolhamos mulheres da raça dos
homens e tenhamos filhos com elas...” Esta é uma típica interferência, e muito similar aos mais
recentes casos de abdução, ou seja, a pessoa raptada é inseminada e aos 4 meses de gestação,
os fetos são retirados do ventre materno, para continuarem seu crescimento em laboratórios
dentro das naves.

Mesmo na antiguidade como nos atuais contatos do tipo, tudo sempre permanece como
uma obra de ficção, ou no mínimo, sobrenatural. Mas isso tudo é real, concreto, fisicamente
comprovável, tanto que sempre deixam marcas e seqüelas nas pessoas abduzidas, sendo muito
estudados e divulgados dentro da Ufologia por pesquisadores como Budd Hopkins, Raymond
Fowler, Gilda Moura e muitos outros.

Mais incrível ainda são os casos chamados de “aparições Marianas”, onde testemunhas
comungam um contato com um ser que dizem ser Virgem Maria, e que esta lhes passa muitas
informações sobre a humanidade e uma necessária retomada da religiosidade. Mas até este ponto
tudo corre tranquilamente sem significativas novidades, até o momento em que sabemos de casos
como da aparição em Medjugore na Croácia Iugoslava, onde o nosso Astro Rei, o Sol,
aparentemente começou a saltar para todos os lados fazendo um verdadeiro balé celeste,
inclusive filmado e divulgado no mundo como um grande milagre.

Será que este tipo de ocorrência, só porque vem endossado por uma possível crença é
mais facilmente aceita? Ou será que todos perdemos os rumos da LÓGICA e desvairadamente
acreditamos mesmo que o Sol poderia se deslocar daquele modo sem “torrar” toda a vida neste
planeta? Bem, estudos de pesquisadores sérios ligados à Ufologia já comprovaram ser aquele
Disco Solar um UFO, o qual inclusive foi avistado por várias testemunhas que estavam afastadas
do local do contato e conseguiram ver claramente a Nave. Assim o “religioso” se torna “fato”, e é

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


51

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

maravilhoso poder vivenciar fenômenos chamados de “divinos” pelos antigos patriarcas, ainda
mais nos dias de hoje.

Esta falta de credibilidade e de lógica é aceitável em nossa sociedade, pois esta perdeu
seus rumos dentro de uma total crise de SENTIDO, a qual tornou-se a base dos trabalhos de
desenvolvimento das mentes terrestres, visto do ângulo de conhecimento destes Guias. Portanto,
o real e o irreal se mesclam dentro de uma enorme conjuntura arquetipal, onde imersas estão as
mentes de todos nós, algumas tentando romper as crostas endurecidas do conhecimento
ortodoxo, enquanto muitas outras nadam levadas pelas correntes deste imenso meio de cultura
consciencial, repleto das mais variadas egrégoras.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


52

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

IV

“NOSSA TECNOLOGIA ESTUDA


CADA PESSOA DA TERRA”

“Narrativa igual foi oferecida para vários contatados pelo mundo, e isto nos faz refletir
muito levando-nos a poder compreender inclusive a experiência que é realizada neste mundo.”

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


53

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Se estudarmos detidamente por algum tempo o funcionamento de uma célula


viva, com seu núcleo e protoplasma repleto de outras estruturas, todas executando o seu papel
especifico, nos daremos conta de que as ações de cada parte da célula não agem somente por
estímulos físicos e químicos, mas sim que existe um agente energético que não vemos nem
definimos, provocando estímulos e reações dentro de um papel pré-estimulado por alguma
inteligência ou mente que transcende a própria célula.

Analisando os comportamentos do ser humano, também vamos descobrir um


imenso universo de fenômenos, muitos dos quais só explicamos dando um titulo como
“paranormal” ou alem do normal conhecido, pois não chegamos ainda ao nível de compreender
muitos estados ou fenômenos que transformam nossas vidas a cada dia e hora.

Mas, será que tais acontecimentos são conduzidos por uma Mente Cósmica
consciente disso? Será esta a mecânica de formação, povoamento e extermínio de mundos e
sistemas inteiros?

Devido ao modo que fui induzido a viver experiências variadas em minha vida
desde seu alvorecer, as quais na época eram totalmente incompreensíveis fazendo-me sentir
muitas vezes como um fantoche guiado por mãos invisíveis, assim foram no passado a vida de
muitas pessoas espalhadas pelo mundo, algumas das quais conheço pessoalmente, outras
através de literatura. Em nossa CONEXÃO com estes Guias, fomos esclarecidos que, assim
como existem seres que possuem TOTAL DOMINIO SOBRE A MATERIA, existem também
mentes mais poderosas que controlam toda a criação, sendo portanto poderosíssimas “supra
mentes” praticamente inalcançáveis conscientemente pelo humano individualizado. Dizem
“praticamente” porque existem pouquíssimos seres individualizados que conseguiram comungar
por alguns momentos uma união com estas poderosas mentes e permanecerem mantendo sua
existência individual. Normalmente as mentes de inferior hierarquia acabam se fundindo nas
mentes mais poderosas, deixando de existir separadamente destas.

Explicaram-nos que muitos casos, senão todos que ocorreram em nosso mundo,
onde o humano comungou uma força superior comumente chamada de divina, foram ligações
intimas com a própria essência da verdadeira identidade daquele ser ou em outros casos, uma
comunhão momentânea com mentes superiores em nível de nosso próprio universo. Isso é devido
a uma lei universal que controla naturalmente todas as interferências onde uma mente pertencente
a outros universos deverá entrar em uma determinada sincronia para assim efetuar suas metas.
Assim sendo, toda comunhão divina será com mentes pertencentes à mesma hierarquia que
controla este nosso Universo, não existindo atalhos, desvios ou formulas que alterem este
mecanismo de preservação das individualidades.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


54

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Ainda dentro deste raciocínio, aprendemos que todas as missões extra-universais


em nosso auxilio, são efetuadas por seres que possuem duplicatas, vestimentas ou identidades
manifestadas neste nosso Universo, pois segundo a compreensão desta Lei, todos os níveis de
evolução são imprescindíveis, sendo inclusive o nível físico do nosso mundo, tão precioso quanto
qualquer outro rincão cósmico. Vemos então que cada um de nós é muito importante em toda a
estrutura de criação mesmo com nossas limitações, pois somos doadores de liberdade de atuação
para mentes superiores das quais fazemos parte como identidades manifestadas.

Dentro desta compreensão nos foi ensinado sobre a existência dos chamados
CASAIS PRIMORDIAIS. Que tentaremos expor agora.

Nos estudos com os guias extraterrestres que orientam o desenvolvimento das


pessoas ligadas a esta missão, foi-nos explicado que existem inúmeras raças ou grandes falanges
de seres por toda a criação material e transcendental, seja nos níveis físicos ou hiperfisicos. Estas
ocupam seu habitat especifico em cada local adaptado ou adaptável às suas experiências como
individualidades. Mas para que estas raças possam adquirir uma característica que eles chamam
de ETERNIDADE, precisam ter manifestações no nível físico dos planetas em alguma das fases
de suas existências, sendo esta a fase mais delicada e complicada em todo o processo.

Neste período é que são formados os seus corpos com energias mais “densas”,
ou seja, nos níveis de escala vibratória mais lenta. Assim são formadas as vestimentas (nome
utilizado para definir corpos sutis) e identidades físicas que permitem ao individuo existir em
qualquer nível da criação, tendo possibilidades infindáveis para sua manifestação, e
consequentemente podendo atuar em qualquer esfera, seja em missão ou simples instrução,
característica esta denominada por eles como “eternidade”. É a capacidade do individuo em se
deslocar por todos os espaços e tempos da criação utilizando uma vestimenta própria, moldada
pelos padrões únicos de sua existência, não existindo nada nem ninguém absolutamente igual.

Assim como para nós, algumas raças extraterrenas têm corpos físicos muito mais
aperfeiçoados que os nossos, estes então podem representar – não obrigatoriamente – o nosso
futuro. Assim prosseguindo, para esses mesmos Ets existem outros seres com corpos físicos
muito mais aperfeiçoados que o deles, continuando assim mesmo após penetrarmos nos confins
do Universo Transcendental, onde estes corpos físicos teriam características de imperecibilidade,
ao contrário, de seus ancestrais materiais.

A mesma mecânica evolutiva acontece com seres que decidiram (normalmente


chamados por guias espirituais) ou tiveram de existir somente nos níveis astrais, demonstrando
que a evolução deve ocorrer (e ocorre) em todos os planos das manifestações na criação,
atingindo desde os níveis materiais físicos, até os elevadíssimos níveis físicos de um Universo
Transcendental, o mesmo ocorrendo quer seja no físico, eterico, astral ou mental, pois em todos
eles existem manifestações individualizadas.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


55

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

O Planeta Terra seria um destes habitats onde, em especial e de maneira inédita,


esta sendo realizada uma experiência de Reconquista desta Eternidade por parte de 12 raças
originadas de vários planetas e sistemas, inclusive de outros universos. Estas falanges
estrangeiras se uniram, após as mesmas haverem sido completamente destruídas por várias
espécies de desastres em seus mundos originais atualmente impossibilitados de manter vida.

Então, através de uma missão específica, foi possível uma tentativa para a ligação
destas raças em planetas específicos, compondo um numero de 13 planetas em sete sistemas
solares distintos. Cada planeta destes tinha raças primitivas sobrevivendo em seu dorso, o que
permitiria um auxilio para a evolução das mesmas, assim como possibilitaria a reconquista das
manifestações físicas dos estrangeiros.

Assim foram povoados todos estes locais, constituindo-se uma experiência ainda
inédita em toda a criação, pois não se sabe até hoje de algum caso semelhante e de tamanha
envergadura e abrangência. Aos poucos estes povos foram entrando nos ciclos normais de
encarnação daqueles novos Planetas, ainda com tutoramento direto dos planejadores daquele
projeto de resgate, ...e os “deuses viviam entre os homens...”

Mas esta experiência teve inúmeros contratempos, sendo um deles os constantes


cataclismas e hecatombes naturais que periodicamente dizimavam aqueles planetas primitivos.
Estes constantes fenômenos alteraram totalmente os resultados almejados, prolongando toda a
adaptação dos colonos por mais alguns milhares de anos, mesmo com as constantes alterações,
mutações e hibridações genéticas que os confederados constantemente faziam, algumas vezes
como a ultima tentativa para adaptar aqueles novos corpos às características evolutivas que
genotipicamente e fenotipicamente deveriam manifestar.

Hoje, nossa atual civilização, é a resultante de todos os processos de intervenção


possíveis de serem executados em trabalhos ininterruptos, os quais estão atualmente em fase de
avaliação, pois se aproxima mais um período de intensas transformações na superfície do planeta
segundo informações dadas a um grande número de contatados por todo o mundo, mas
trataremos disso nos próximos capítulos.

Sendo cada um de nós únicos na criação e por fisicamente representarmos uma


mente ou identidade da qual perdemos a consciência, fica claro para todos, a importância que têm
nossas atitudes, procedimentos, atos e tentativas de retomar os caminhos do autoconhecimento,
assim resgatando nossa realidade maior, aquela que nos nutre diariamente para que executemos
todas as tarefas contínuas.

Mas como compreender o que seria esta verdadeira identidade?

Aprendemos que existe uma centelha ou chispa de energia pura e luminosa


dentro do corpo de cada ser vivo, a qual lhe da característica de consciência, e nas raças

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


56

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

superiores (como a humana) também a característica de individualidade. Esta mesma energia é


quem promove a existência da vida como conhecemos, pois sem a mesma ou quando esta é
retirada do corpo, a vida deixa de se manifestar retornando os elementos que compunham aquele
individuo à natureza do ambiente onde habita.

Sendo assim, toda a vida só e possível devido à existência desta centelha que
chamaremos de divina por suas características transcendentais. Tal fenômeno é característica
fundamental em todas as criaturas dos universos, sendo a mesma constituída fundamentalmente
de elementos mais refinados provenientes somente de um universo transcendental. Nos escritos
ocultos e iniciáticos da antiguidade, diz-se que esta chispa luminosa é facilmente perceptível e
visível por aquelas pessoas que possuem alguma sensitividade. Era chamada por um sem numero
de denominações como Cristo interno, Mestre interior, Espírito Santo, chama trina, espírito, luz
divina, etc., mas nós adaptaremos uma denominação védica devido à mesma exprimir melhor esta
qualidade transcendental inerente aos seres vivos. Chamamos de PARAM-ATMA, que significa a
suprema atma ou Alma Suprema porque ela é superior em qualidades que a própria atma
individual, sendo que somente ATMA utilizamos para definir a identidade real ou VERDADEIRA
IDENTIDADE DO SER INDIVIDUAL.

O PARAMATMA existe em toda a criação, sendo uma centelha de energias


divinas que promove a vida como conhecemos, inclusive é esta mesma centelha que dá a
característica de individualidade para a própria ATMA. Esta suprema energia provém do centro
gerador de todos os universos, sendo idêntica para todos os seres vivos, pois sua função e
simplesmente manter a vida, tornando seu gerador pleni-consciente ou onipresente em todos os
recantos de sua criação como um Observador Supremo ou Deus.

O ATMA seria o Eu real individual de todas as criaturas, ou seja, o somatório de


experiências evolucionárias de determinada centelha por todos os mundos onde esta teve vida,
constituindo-se assim a verdadeira identidade de cada um de nós, e que ocupa lugar em alguma
hierarquia dos universos com alguma função especifica. Cada manifestação deste atma nos
planos materiais constitui uma vestimenta, chamada por Ego.

O EGO é a atual vestimenta que a Atma utiliza neste mundo, formando o que
chamamos comumente de personalidade e que resulta de todas as experiências vividas desde o
nascimento. Ele só existe devido a ter um Atma e Param-atma que o alimenta constantemente,
pois quando termina o ciclo vital, este “ego” deixa de existir, indo o Atma formar outra vestimenta
em algum local num processo ininterrupto, até o momento em que determinado Ego se identifica
novamente com seu próprio Atma, constituindo-se assim uma consciência de não-separatividade
entre os mesmos. Este encontro com a verdadeira identidade resulta na reconquista da eternidade
dos seres, conforme dita o atual plano de resgate para esta humanidade. Importante frisar que o
Eu superior ou ATMA só se mantém individualizado enquanto for mantido pela PARAM-ATMA,
caso contrário haverá a fusão deste individuo na consciência do SUPREMO. Portanto, Deus
realmente existe!

Continuando a linha de raciocínio, aprendemos que cada pessoa manifestada


dentro dos Universos Materiais tem um poder muito grande e perigoso em suas mãos, eles

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


57

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

chamam de livre arbítrio. Isto dá possibilidades infindáveis a cada individuo, inclusive deste optar
por seguir um caminho de concordância ou não à evolução cósmica e suas leis.

Esta lei que permite a livre opção de alguém, mesmo que esteja imerso em total
ignorância, realmente concede poderes incomensuráveis, pois poderemos a partir desta lógica
mergulhar em verdades ou enganos devendo sofrer experiências para compreendê-las, ou seja,
permitirmos que seja aplicada outra Lei Universal denominada Lei do Sofrimento ou da Ação e
Reação, a qual norteia toda a evolução neste nosso Universo. Assim, justifica-se esta lógica com a
célebre frase: “... os homens penetram em meandros onde até mesmo os anjos temem se
aproximar...” e como já explicou o professor Rohden “quanto mais um ser se cosmifica, mais se
guia pela mente e pelo espírito, e tanto menos pelos expedientes materiais”, ou seja, tanto menos
tem de sofrer experiências para aprender algo.

Sendo assim, o céu ou o inferno são paradigmas que por nossa livre escolha
podem ser vivenciados. Desta forma, aprenderemos mais sobre a lei que diz o seguinte, “...somos
livres para semear, mas obrigados a colher os frutos...”! Este é o perigo da livre escolha evolutiva
permitida pela lei do livre arbítrio, mas ainda somos uma civilização que possui muito
desconhecimento quanto as Leis e a Evolução em toda a Criação, sendo natural passar por este
período de aprendizado experimental.

Isso não ocorre num Universo Transcendental, situado além das existências
materiais (física, etérica, astral e mental), pois ali só existem criações que agem em sincronicidade
com as Leis Naturais ou Universais, onde não haveria a necessidade de evoluir pelo sofrimento
das experiências, sendo a evolução contínua e ininterrupta num constante aprendizado dentro de
normas e leis que naturalmente envolvem todas as criaturas, e estas são conscientes de suas
próprias realidades indissociáveis dentro da sua sociedade. Seria o chamado Reino dos Céus, a
plenitude de comunhão entre o indivíduo e seu Criador. Mas mesmo assim, nestes locais é
permitido que se mergulhe em outros mundos para realizar tarefas, sendo comumente chamada
esta opção por aposta. Na realidade esta opção ocorre em todos os universos, e tal criatura
apostaria sua própria existência para realizar suas propostas, pois os Mundos Materiais ainda são
locais em formação, que não chegaram ainda num estágio de estabilidade dinâmica, podendo
aprisionar nos seus limites por infindáveis tempos, qualquer chispa que deseje explorar ou realizar
algum trabalho especifico em suas dimensões. Esta atitude é comumente tomada pelos chamados
Santos, Guias, Iluminados, Mestres e Seres de Luz que constantemente vêm em nosso auxílio,
pois adquiriram uma consciência tão ampla, que simplesmente em pronunciar seus nomes, já
estaremos invocando sua presença, de modo que “estão mais próximos de nós que nossos
próprios pés”.

Imersos dentro deste mundo material estamos todos nós, na realidade


aprisionados e inconscientes de nossa real identidade ou função dentro de Criação. Somente
existimos, tentamos alcançar a felicidade, alguns produzindo paz, outros discórdias, mas todos

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


58

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

juntos, indiscutivelmente juntos no dorso de um único planeta, o qual é visitado constantemente


por seres com um incompreensível poder em si mesmos, com suas aparições estranhas ou outros
em suas naves de transporte. Eles dizem terem muito ainda para aprenderem em toda a criação,
mas que para nós começarmos a aprender o que eles tem para ensinar deveríamos “começar
buscando resgatar nossa própria identidade” pois assim possibilitaria realizar os planos deles para
“elevar os homens, de planetários a cidadãos cósmicos”.

Trazendo para o plano físico a consciência de nossa realidade maior, abriríamos


caminho para um intercambio entre as civilizações que nos visitam, inclusive possuiríamos
conhecimentos únicos em relação à busca de uma identidade esquecida, conhecendo todos os
erros e defeitos que poderiam conduzir alguma civilização a destruir seu próprio mundo, como
atualmente estamos fazendo com a Terra. Enfim, teríamos em nós muitos resultados de mais esta
experiência, que nunca serão tirados de nós, e que carregaremos como marcas do
TESTEMUNHO do que se passou neste mundo.

Nesta convivência cósmica um dia poderemos ser levados a conhecer a nossa


origem, mas não a origem do Ego, pois já nos fundimos com ela, e sim a origem de nossa
verdadeira ATMA, a qual faz parte de uma raça especifica de seres com mentes poderosíssimas
que habitam no Universo Transcendental, os quais formam casais denominados de CASAIS
PRIMORDIAIS. Eles representam a origem das raças, seres que originaram todas as outras
ATMAS que temos ligação, num processo de expanção continua sempre no intuito de diversificar
cada vez mais a Divina Obra da Criação.

Mergulhado em reflexões sobre as informações que recebíamos constantemente


comecei a me lembrar de fatos que vivemos em nossa Ecovila da Serra da Esperança, alguns dos
quais buscarei narrar para vocês.

No dia 17 de novembro de 1990 realizávamos uma reunião com amigos ligados


ao nosso trabalho, aproveitando o feriado nacional deste período. Tinham pessoas de São Paulo,
Minas e Guarapuava, inclusive o conhecido ufólogo brasileiro Paulo Kronemberger.

Era um final de tarde às 18hs 30min quando recebemos em conjunto uma


comunicação intuitiva do mentor YING para nos dirigirmos a determinado local da propriedade
onde teríamos uma experiência importante. Prontamente informamos aos amigos que deveríamos
nos ausentar por alguns minutos e que regressaríamos breve. Pegamos nosso veiculo Brasília e
partimos em direção ao local.

Percorridos cerca de 100 metros da estrada interna da sitio, ouvimos gritos


parecendo pedidos de socorro ou algo do gênero. Instintivamente pensamos ser alguém picado
por cobras, abundantes na região, e parei numa porteira para ver de onde partiam. Ao longe,
cerca de 100 metros, subindo em direção a uma das casas de nosso Projeto, estavam residentes
da área gritando para nós. O tempo já havia passado e eram cerca de 19 horas quando paramos o

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


59

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

carro em frente à casa e para nosso espanto, muitos amigos vieram nos tirar do veículo às
pressas sem saberem exprimir o que realmente estava ocorrendo.

Chegamos à lateral da casa do Heródoto, que dava para o vale, onde está o
núcleo de casas do Projeto, e para nosso espanto, quase inacreditavelmente, estava uma Nave
imensa, parada acima das casas talvez a uma altitude de 90 a 100 metros ou menos, pois as
dimensões da nave eram tão grandes que não dava para definir muita coisa em respeito à
distância que a mesma estava do solo.

Era vista por baixo, com suas luzes contínuas percorrendo todo seu perímetro
circular enorme, inclusive seu anel menor, de sua parte inferior central. Calculamos sem muita
clareza que ela deveria ter pelo menos 200 metros de diâmetro, sendo vista do local onde
estávamos.

Naquele momento tudo era indefinível devido às proporções daquele objeto,


parado, imóvel, somente com suas luzes em funcionamento contínuo numa coloração esverdeada
brilhante. Mas não eram luzes em projeção, eram similares a enormes lâmpadas de néon
esverdeadas com as pontas arredondadas e que aos pares, circulavam pelo perímetro da nave.

Todas as testemunhas estavam atônitas, algumas sem voz, outras gritando


escandalosamente de espanto e felicidade, outras choravam continuamente dizendo “nunca
pensei que pudesse ver algo assim...”, enquanto eu ficava absorto pelo fenômeno, mas me ative
mais em verificar as reações das pessoas, quando aproveitei e fui até as outras residências e
chamei todos os residentes e visitantes para presenciarem aquele inédito fenômeno, não pela
aparição, mas pelas dimensões do UFO. Foram 15 testemunhas entre pesquisadores, visitantes e
inclusive o “caseiro” do sitio, o qual, talvez devido à sua simplicidade sertaneja, já presenciou
conosco várias experiências com os Guias, mas nunca nestas dimensões enormes. Era realmente
muito grande tudo que se via.

A Nave permaneceu somente 20 minutos parado acima das casas, o que por si só é um
tempo enorme em termos de ufologia, mas para nós parece que foram somente alguns segundos.
Tentei avisar todo mundo, mas quando cheguei à última casa onde estavam mais 8 pessoas, o ufo
já estava se deslocando lentamente e ainda voando na mesma altitude, sumindo ao longe no
horizonte sul e não em direção ao espaço celeste.

Era um período em que tínhamos poucos recursos, e ninguém possuía uma máquina
fotográfica que fixasse aquelas imagens noturnas, equipamento que só recentemente
conseguimos adquirir. Foi muito importante para o trabalho aquela aparição oportuna, pois ajudou
algumas pessoas a fixarem mais os pés, com determinação em aprender mais sobre nossos
visitantes do espaço.

No dia seguinte fomos percorrer locais próximos ao sítio para coletar informações sobre a
aparição. É incrível, mas todas as pessoas da região que indagamos haviam visto o fenômeno,
talvez devido às suas dimensões, e já estavam comunicado-se entre si, pois todos diziam a
mesma coisa, “...acreditamos que é Jesus anunciando sua volta”, outros falavam da “...anunciação
do fim do mundo...”, e relatos similares.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


60

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Através de experiências semelhantes, mas com UFOs de menores dimensões ou sondas (


caneplas ), mesmo que de maneira um tanto discreta, sempre tivemos o apoio dos Guias ao
trabalho que desenvolvemos. Hoje temos a certeza, devido a nossas constatações práticas, que
este tipo de aparições não constituem provas suficientes para muitas pessoas de que estas devem
se dedicar a tentar compreender o Fenômeno com lucidez e inclusive buscar ligar-se de algum
modo com pesquisadores e contatados com estes seres, inclusive dedicar tempo para muita
pesquisa, principalmente dos contatos telepáticos e nas análises da casuística mundial. Em nossa
experiência isto nunca se tornou algo forte o suficiente para colocar pessoas na busca de
respostas, pois com o passar dos meses, parece que aos poucos os avistamentos tornam-se
nebulosos e acabam se mesclando com as atividades cotidianas de consumo dentro das mentes
dos indivíduos. Claro que temos várias exceções com pessoas que buscaram mais energicamente
entregar-se nesta maravilhosa pesquisa, dedicando-se mais ainda ou começando a trabalhar
nestas idéias com muito afinco. Apenas seria importante deixar claro que ver UFOs, falar com
ETs, não muda ninguém obrigatoriamente. Existe o impacto, os traumas e as marcas, mas o
tempo tem o poder suficiente para mascará-las envolvendo-as em densa névoa na lembrança de
muitos.

Existem centenas de ocorrências na casuística ufológica mundial que informam sobre


pessoas abduzidas ou que tiveram contatos em outros graus e que simplesmente não se
lembravam do ocorrido. Estes foram os felizes casos que vieram à tona e puderam ser
pesquisados por profissionais competentes. Mas fica sempre a pergunta: “onde estão os possíveis
contatados que não aparecem para serem auxiliados e investigados?” Simplesmente estes têm
suas lembranças bloqueadas e completamente sem acesso, talvez manifestando sintomas que
somente pessoas próximas poderiam notar, mas que dificilmente lembrariam-se da possibilidade
de ser ligado ao Fenômeno UFO.

Neste mesmo processo, além dos casos em que os ETs bloqueiam as lembranças, existe
algo que denominamos por bloqueio inconsciente. Este seria um mecanismo de defesa do
indivíduo que é acionado inconscientemente encobrindo lembranças traumáticas ou que, como
costumamos falar geralmente, promovem uma “derrubada em suas prateleiras interiores”, ou,
“uma quebra drástica de paradigmas”. Mas o que seria isso?

Esta “derrubada” ocorre quando temos nossas crenças, dogmas, rotina, conhecimentos
armazenados, “verdades” ou costumes, jogados ao chão de uma só vez. Figurativamente estamos
constantemente “arrumando” em nossas “prateleiras interiores” todo o conhecimento e vivências
que adquirimos pelos nossos sentidos normais, e estes são analisados e colocados ao lado de
outros, já arrumados anteriormente, sendo alguns polidos e arrumados carinhosamente de novo, e
outros rechaçados ou trocados completamente, sendo retirados da “prateleira”. Este “local” muitas
vezes é denominado por “altar” ou “templo” interno pelos mais místicos.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


61

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Quando algum fenômeno ocorre que derruba tudo ao solo, de uma só vez, dizemos que
ficamos “sem onde por os pés” ou simplesmente “ficamos sem chão”, sem rumo, sem direção. E o
Fenômeno UFO provoca isso muitas vezes, como afirma o padre Freixedo, “quando os UFOs
pousam, os dogmas voam²¹ ”.

São poucas as pessoas que se predispõem a realizarem análises profundas sobre si


mesmas e aos valores que adquiriram na vida. E esta mesma falta de “treinamento” é que produz
efeitos colaterais aos choques violentos com a realidade dos UFOs. Assim, que os endeusadores
de UFOs tomem cuidado com os trabalhos que desenvolvem, pois já constatamos que a mente do
cidadão moderno, com exceções é claro, mas de maneira geral, não tem preparo suficiente para
encarar sadiamente um contato programado com estes seres ou suas naves. Com o tempo, uma
espécie de instinto de preservação começa a tomar os meandros internos do contatado, fazendo-o
começar a deturpar seus próprios conhecimentos e experiências adquiridos, geralmente
mistificando-os, ou em casos mais extremos, voltando-se contra tudo que se refere ao fenômeno.

Aprendemos pela nossa experiência a ter princípios claros, sendo o principal EVITAR OS
EXTREMOS, onde uma falsa interpretação pode mergulhar a pessoa no mais profundo abismo
interior, seja de sofrimento ou prazer, que poderá tirá-la do rumo certo do EQUILÍBRIO contínuo
no trato de fenômenos tão transcendentais à nossa cultura e sociedade. Nem místicos e nem
céticos, o equilíbrio diz que devemos ser simplesmente LIVRES. Livres totalmente, sem conceitos
cristalizados, sem prisões, sem dogmas, sem desejos angustiantes, sem inveja, sem ciúme,
simplesmente conscientes de que somos livres e que todas as experiências pelas quais passamos
são indicações a nos dar os rumos ao infinito de nós mesmos. Isso não é egoísmo, é
simplesmente aprender a SENTIR COM LÓGICA as experiências que esta vida nos proporciona,
com simplicidade, nobreza e veracidade suficiente para dar firmeza em todos os procedimentos
diários.

Assim, ficamos ainda com um questionamento: E se estes seres aparecerem de uma hora
para outra, de forma maciça na qual não houvessem margens para dúvidas, e o fenômeno fosse
físico o suficiente para ser considerado uma Intervenção Extraterrestre?

Claramente percebemos ser possível especular sobre os muitos possíveis eventos que
poderiam ocorrer derivados de tal iniciativa ainda possível no futuro da atividade ufológica.
Contudo, compomos o cenário a seguir, para ilustrar uma destas possíveis situações.

Nas principais capitais do mundo, perante toda a imprensa mundial, naves claramente
extraterrestres pousam suavemente nas praças centrais mostrando toda sua esplendorosa beleza
e poder, deixando todos estupefatos diante da supremacia exposta. As praças, com toda sua
beleza natural davam um fundo todo especial àqueles enormes aparelhos que, originados de
outros que de tão imensos ficavam flutuando acima dos prédios mais altos. A multidão aturdida
com o fenômeno se agitava por todos os lados, mas, aos poucos foram todos se acostumando
com aquela luminosidade, pois esta proporcionava um estado de paz e tranqüilidade que aos
poucos acalmou toda a multidão.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


62

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Os edifícios ficaram cheios de pessoas nos seus terraços e janelas. Multidões se


aglomeravam nas praças quando, para o choque geral, abriram-se portas num dos imensos
aparelhos, e delas projetadas luzes multicores que iluminavam tudo com os sete matizes do arco-
íris.

Um vulto então surge no meio das luzes e começa a descer da nave como que levitando,
vindo a pousar acima de uma grande e frondosa árvore, ficando assim diante de toda a multidão e
imprensa apreensiva, que documentava o fato transmitindo as imagens para o mundo inteiro.
Neste momento constatou-se algo incompreensível, pois todas as redes de comunicação
noticiavam ao mesmo tempo aquele fato, em todos os países do mundo, e tendo as mesmas
imagens. A mesma coisa, as mesmas naves, o mesmo indivíduo apareciam simultaneamente em
todo lugar...

Ouve-se então um som harmônico porém com uma força incrível, fazendo todos caírem
ao solo. Era a voz daquele lindo ser com formas humanas, cabelos claros e compridos, tendo
vestes brancas que lhe caiam aos pés, todo luminoso, que dizia:

- Meus irmãos! Venho ter com vocês por ordem de meu Senhor, meu Rei !!

Aos poucos a multidão foi se levantando, um silêncio total reinava no local, podia-se ouvir
o respirar das pessoas em volta. Continuou então a pronunciar suas palavras, notando-se que em
uma mesma multidão haviam pessoas de distintos países, e todos ouviam e entendiam, não
importando o idioma que usavam.

- Cumprindo promessas feitas, venho como enviado das Hierarquias a anunciar-lhes


grandes mudanças para esta humanidade. Ainda restam alguns anos de seu tempo para que isso
se concretize, portanto, aproveitem o resto de seus dias terrenos para buscarem suas próprias
identidades eternas, a qual habita no íntimo de seus corações. Esta será a garantia pessoal de
perpetuação, como muitos já anunciaram, mas poucos os ouviram. Venho ter com a humanidade
terrestre, anunciando em poder e glória que seu único governo deve ser o Amor !

A multidão começou a se movimentar e comentários variados se ouviam. Muitos


perguntavam: Quem é ele? Será que é enviado de Cristo ou do “Coisa Ruim”? Meu pastor sempre
disse que os discos voadores eram coisa do demônio...! Ele é o anjo do apocalipse...!

- Meus irmãos, suas crenças se corromperam dentro das ilusões criadas por suas
próprias mentes. Vocês abandonaram o caminho da Verdade, empreendendo uma busca
desenfreada por poder, com o intuito real de suprir suas infindáveis carências individuais. Isso se
tornou natural no meio que criaram para viver neste mundo, mas este poder na realidade é nocivo,
maligno, fruto de seus próprios desvios entre dominadores e dominados. Buscai então, em
profunda reflexão interior, lapidarem-se das agudas arestas até chegarem ao estado que permita
ao espírito da Verdade descender até vocês, lucificando suas mentes e conduzindo-os no caminho
da verdade e justiça, o qual só pode existir quando amalgamado com o mais puro Amor.

Muitas pessoas começaram a perverter o que ele dizia, pois não compreendiam que
lucificar se traduz por iluminar. Outros, crentes em suas religiões acima de tudo, viram nele um

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


63

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

grande destruidor, pois tentava desarrumar suas prateleiras interiores cheias de mitos, credos e
preconceitos.

- Assim saibam meus irmãos, que o reino do Supremo está dentro de vós. Buscai e
aguardai o dia de meu regresso. Ouvi quem tiver ouvidos para isso!

Luzes fortíssimas se acenderam deixando toda a multidão cega e prostrada ao chão.

Aos poucos a visão foi retornando, fazendo todos verem que não havia mais nada no
local, nem o ser e nem as naves, somente um silêncio que aos poucos foi quebrado pelos
comentários e assim dissipando a multidão. Alguns tentaram tomar a palavra e proferiam contra o
que havia ocorrido. Ele é filho de satanás: diziam, pois é contra a Igreja... foi alucinação coletiva...
é o nosso Senhor, Ele retornou... ele defende Lúcifer... que pode existir melhor que o poder e
dinheiro...?

Enfim, comentários vários se fizeram. Alguns poucos conseguiram ouvir tudo e


tranquilamente se dirigiram às suas casas, tratando de vender tudo que possuíam e se retiraram
para a vida calma e tranqüila do campo. Estes buscaram compreender a busca que aquele ser,
que se dizia irmão lhes havia pedido. E, sozinhos, mesmo sofrendo pressões enormes dos
familiares, partiram para um lugar tranqüilo no interior, onde seria possível levarem adiante uma
profunda lapidação interna, numa busca constante pela sua verdadeira identidade ou Eu interior.

O restante da multidão, devido ao choque da experiência, sofreu efeitos variados. Alguns


se esqueceram rapidamente de tudo e voltaram à rotina normal; outros enlouqueceram totalmente;
tiveram aqueles que criaram seitas, sendo seguidos por muitos; e os governos, com posse de toda
a documentação do ocorrido, enquadraram-na como segurança nacional tornando-a acessível a
poucos indivíduos das cúpulas.

E assim, com o passar dos meses e anos, aquele fato passou a ser esquecido pela
grande maioria, que, massificada pelos meios de comunicação, simplesmente aprenderam a
consumir aquilo tudo, do mesmo modo que as guerras, catástrofes ambientais, linchamentos,
massacres,....

Alguns grupos tentavam compreender a mensagem daquele estranho ser luminoso, mas
acabavam constatando que tinha sido enigmático demais, não conseguiam entender o que
realmente era pedido. Os intelectuais buscavam de toda maneira entender e aceitar o ocorrido,
mas tinham barreiras muito grandes a serem transpostas, o que causou desânimo e frustração do
propósito grupal.

A grande maioria das populações marginalizadas pela sociedade, acreditando fielmente


num final dos tempos de modo apocalíptico com inundações e hecatombes, aproveitaram-se da
situação para roubarem mais e mais, aumentando significativamente os saques e a violência
urbana. Transformaram num verdadeiro terror residir em grandes cidades.

A Lua e o Espaço foram contaminados com armas de todos os tipos, estações de refúgio
para as cúpulas dos governos e satélites monitoravam cada movimento tanto na Terra como no

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


64

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

espaço. Abrigos anti-atômicos foram construídos em todo lugar, com reservas de alimentos,
oxigênio e água para vários anos.

Assim o mundo se dividiu em três humanidades:

-Os que se esqueceram do fato ou enlouqueceram;

-Os que ouviram, construindo abrigos e armas de proteção;

-Os que ouviram e buscaram seguir as palavras daquele mensageiro.

Nosso Planeta virou uma verdadeira explosão de loucura. Aumentaram as guerras e a


violência por todo lado; os campos começaram a ser invadidos e saqueados; crianças e
adolescentes se prostituíam em troca de drogas, alimentos e proteção; as cidades viraram
verdadeiras fortalezas onde entrar era fácil, mas a saída impossível.

Este havia sido o resultado daquela intervenção extraterrestre, talvez motivada por boa
vontade e numa tentativa de ajudar a humanidade. Mas os resultados foram catastróficos e com
grandes possibilidades de ocorrer em nossos tempos atuais.

Com este ângulo para reflexão, poderemos compreender mais sobre a atuação dos UFOs
em nosso planeta e sobre uma Organização ou Hierarquia que norteia sua atuação. Mas será que
vai mesmo ocorrer uma intervenção maciça de extraterrestres em nosso mundo? Será que ela já
não está ocorrendo, seguindo leis próprias e do modo conveniente para ambas as partes?... Bem,
no próximo capítulo poderemos ter as respostas deste intrigante enigma da Ufologia.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


65

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

O RESGATE

“...outrossim, gostaríamos de vos dizes que muitas catástrofes vão ser vividas por todos
nós, ainda nesta geração.

...queremos união, queremos novamente todos juntos, dados as mãos! Dando as mãos
principalmente agora, em que os acontecimentos estão às portas! Rogamos às Hierarquias
Superiores que possamos intervir!”

Ashtar Sheran, por Paulo A.L.Fernandes – CEEAS²²

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


66

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Narrativas como estas são comuns na literatura ufológica mundial, seja ela científica ou
mística, e se tornam até repetitivos em mensagens deixadas por ETs, em contatos de 3º, 4º e 5º
graus. Mas o que seria esta informação catastrófica, no contexto da aproximação deles com nosso
mundo? Eles dizem serem estes fenômenos fatos concretos ou é uma apelação aos nossos mitos
e arquétipos ancestrais para fins desconhecidos?

Esta é uma temática incrivelmente controversa nos meios ufológicos mundiais, pois muitas
teses puderam ser levantadas quanto a estas informações, mas a chamada comprovação para
endossá-las nos meios científicos nunca aparece. São centenas de contatos em todo o planeta
que registram informações similares ou complementares, geralmente tratando de um Novo Tempo
ou Nova Era, provocando muita discussão e pouquíssimas conclusões.

O próprio relato de Milton W. Cooper, conhecido mundialmente pela divulgação da


poderosa organização para-governamental MAJESTIC-12, dizendo haver um pacto secreto entre
alienígenas e o governo dos EUA, já afirmou que estes ETs revelaram diretamente que a terceira
guerra mundial começaria no Oriente Médio, com a invasão de Israel pelas Nações Unidas
Árabes, usando armas convencionais que culminariam em um holocausto nuclear (24).

São informações assim que circulam pelos meios ufológicos, entre outras também
complicadas como as abduções de homens e mulheres para fins reprodutivos, que somam
milhares de pessoas com este tipo de experiência, e a ciência teme o assunto não reconhecendo
oficialmente. Um evento único até hoje realizou-se em junho de 1992 no Massachussetts Institute
of Technology (MIT), participando cientistas de várias áreas profissionais de saúde mental,
ufólogos e muitos abduzidos. Durante cinco dias os especialistas na área trocaram experiências
fascinantes, mas é claro, em caráter fechado. Uma das pesquisas divulgadas afirma que cerca de
3.700.000 pessoas americanas e adultas podem ser consideradas abduzidas dentro dos padrões
ufológicos (25).

São todas informações extraordinárias e que não podem ser simplesmente consumidas
como um filme de ficção, são relatos vivos de uma realidade atualíssima que envolve toda nossa
humanidade. Poderemos apelar para milhares de interpretações sobre estes fatos, mas não
passarão de meras especulações, pois nossa imensa capacidade cerebral tem se demonstrado
muito pequena sempre que envolve o Fenômeno UFO. Então tentaremos utilizar um pouco de
lógica para tentar clarear os horizontes de nossa percepção.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


67

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

É fato para todo pesquisador que as previsões apocalípticas que referem-se a datas, até
hoje sempre demonstraram-se falsas, pois do contrário não estaríamos aqui trocando
informações! As que falam de datas futuras à nossa atual não podemos afirmar nada, somente
usar um pouco de lógica para saber que, se realmente for acontecer algo catastrófico a toda vida
do planeta, será efetuado por forças descomunais e totalmente incontroláveis, seja pelas armas
nucleares ou pela própria natureza. Na prática sabe-se de muitos casos de intensas chuvas ou
inundações em que as mais altas tecnologias em engenharia não puderam impedir a destruição
causada pela força das águas. Assim são com os vulcões, terremotos, maremotos e outras
calamidades do gênero. Se tivermos de sofrer algum destes fenômenos no futuro, não adianta
querer construir edificações resistentes ou fugir para algum local especial, pois estes fenômenos
naturais pegarão de algum modo todos onde quer que estejam.

Quanto às armas nucleares, elas constituem um imenso entulho genocida que não pode
ser transformado em nada útil, mas ainda é fonte de poder para nossas sociedades ditas
evoluídas. É nosso dever com a vida, lutar contra o uso e fabricação destes artefatos, que podem
originar um possível final do mundo realmente, mas ainda é sujeito a mudanças pela conduta da
humanidade e de suas lideranças.

Sendo assim, nesta interpretação constatamos que seguramente só teremos um final


infeliz se algum paranóico acionar uma guerra nuclear, mas que ainda temos esperanças de
mudar, sendo possível seu controle antes do uso! Mas quanto às forças da natureza e epidemias
de novas doenças, não temos muitas condições de lutar. Nas epidemias existe a esperança de se
descobrir sua cura, mas os fenômenos naturais são implacáveis. Se a natureza agir, não haverá
nenhuma maneira de impedir as destruições por ela empreendidas, será realmente o Caos
Planetário e pode ocorrer de uma hora para outra, totalmente imprevisível, no máximo sendo
antecipado e sentido por pessoas com capacidades especiais.

Mas nossa análise se complica mais quando afirmamos que, em mensagens


extraterrestres, só conhecemos poucos casos que afirmam sobre uma iminente destruição por
armas atômicas ou similares, como nos relatos de Milton Cooper. Mas temos conhecimento de
centenas de casos em que as informações retratam uma destruição pelas forças da natureza, e
algumas afirmando inclusive que após a atuação destas, a humanidade restante poderá destruir-
se com artefatos nucleares.

Sendo assim, se estatísticamente as mensagens derivam para uma forma de destruição


que não teremos nenhum controle, nos resta a alternativa de dar a elas algum crédito e agir
seguindo as orientações dos mesmos informantes ou então, não dar valor, caracterizando-as
como invocação aos mitos interiores de nossa civilização. Saber de uma iminente destruição
provocaria a derrubada de muitas prateleiras interiores, como nos referimos nos capítulos
precedentes, abrindo espaço para a pessoa penetrar em outras áreas do conhecimento e
autoconhecimento. Mas sendo esta a correta, fica ainda uma dúvida. Se o Fenômeno UFO em si
mesmo já provoca invariavelmente esta derrubada, porque seria necessária uma informação
terrível como esta? É necessário ser mais catastrófico que aparecer do nada diante dos terrestres,
abalando todos os seus paradigmas, para atingir um mesmo fim?

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


68

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Creio que as respostas devam ser apresentadas por cada um, pois como já
demonstramos cada pessoa é única e vê com o seu próprio universo conceitual, a realidade que
acredita estar à sua volta.

Se aceitarmos a primeira alternativa, dando algum crédito a estas informações, não


poderemos agir com hipocrisia e separar o joio do trigo conforme nossas interpretações pessoais.
Aí entra o fator do ensinamento, o qual provém de alguém que diz conhecer um assunto e nos dita
maneiras de atuação nestes casos difíceis, como por exemplo, uma revolta da natureza.

Dentro de nossas pesquisas seguíamos as orientações dos Guias, nas quais sempre
buscamos confiar, mas também percebemos nas pessoas, profundas alterações quando
enfocamos temas associados. Ao mesmo tempo estas alternativas afastam ou aproximam
pessoas interessadas no tema, mas quando tratado somente em nível da segunda alternativa,
estas geralmente se desestimulam após algum tempo e não confiam numa interferência
extraterrestre num final de ciclo. Seria então um fenômeno semelhante aos véus que encobrem as
mentes que se relacionam muito tempo com o Fenômeno UFO, referido no capitulo IV, acabando
por colocá-las contra estes estudos avançados, retornando quase irremediavelmente para seus
casulos massificantes.

Atualmente, com toda a liberdade que possuímos, conseguimos interpretar essas


mensagens com a ajuda dos próprios Guias, e constatamos na prática que o mais coerente é
colocar em prova todas as informações excluindo as datas, e buscar encaixá-las dentro de um
quadro lógico e progressivo onde se agrupam as informações obtidas e simplesmente as
confirmamos com os fatos diários no mundo, ou descartamo-las. Assim aprendemos que na
realidade não tem muita importância, a não ser que tivéssemos o poder para mudar os rumos da
civilização, atendendo então a informação que diz: “as profecias terríveis que lhes são enviadas
são para que vocês trabalhem no sentido de que elas não ocorram. É para isso que elas são
enviadas!” Algum poder nós temos, mas é necessário a união de muitos para isso!

Quanto às informações sobre nossa conduta frente a estes períodos críticos, os Guias nos
orientaram realizar determinadas tarefas, entre as quais seria primordialmente necessário
estimular a organização de Áreas de Preservação, ecovilas ou pequenas comunidades rurais em
locais com altitude superior a 1.000 metros, com muita vegetação nativa e afastados das zonas
urbanas, preferencialmente em zonas serranas onde tivessem poucas águas nascentes e seu
acesso fosse protegido.

Seguindo estas orientações, criamos uma ecovila na Serra da Esperança - Paraná e com
o crescimento do trabalho, outras foram se consolidando em outros estados do país e uma na
Argentina. Nestes locais praticava-se agricultura orgânica, buscava-se auxiliar as populações
circunvizinhas, se estudavam curas alternativas, contatos programados com os Guias, Yoga e
autoconhecimento. Assim, repetimos, agíamos com muita liberdade e disponibilidade pessoal,
buscando sair dos meios especulativos e geralmente hipócritas, partindo para a realização de
propostas que visavam tão simplesmente sermos verazes conosco mesmos, trabalhando pelo
futuro de nossa humanidade e seguindo orientações de quem afirma e demonstra conhecer bem
mais do assunto, nossos “irmãos maiores”. Numa troca constante, onde não se aceita

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


69

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

simplesmente qualquer orientação, mas primeiramente a discutimos e vemos a sua lógica e


aplicabilidade juntamente com os Guias, para só depois acatá-las como objeto de pesquisa ou de
execução.

Dentro das diretrizes que determinam o procedimento a adotar quando de um possível


desastre em grande escala, os Guias já informaram através de vários contatados sobre um tema
bastante controvertido e muitas vezes ridicularizado pelos mais céticos, geralmente devido ao
endeusamento que os contatados mais místicos lhe conferem, pois estamos nos referindo ao
chamado Resgate ou Arrebatamento.

Religiões já foram criadas carregando esta bandeira, “a salvação pelos extraterrestres!”

Realmente, se os ETs estivessem envolvidos com algum plano destes, para resgatar
alguns escolhidos de determinadas religiões que eles mesmos endossariam, deveríamos nos
prevenir muito contra eles, pois demonstrariam um grau muito inferior de conhecimento e ética,
bastante primitivo para não dar outros adjetivos, e certamente fariam parte de raças hostis, as
quais não estariam de modo algum ligadas a Planos Maiores ou algo do gênero.

Na realidade, conforme estávamos sendo informados pelos Guias desde 1980, os


RESGATES já estavam ocorrendo naquela época! Existe um plano que determinadas raças são
imbuídas de levar adiante, que visa à preservação biológica dos seres humanos. Isso é
comprovado atualmente pela imensa casuística de abduções em todo mundo. Nestes casos são
utilizados homens e mulheres em hibridações de ambas as raças, numa verdadeira troca genética,
mas tendo um fator limitante que é a impossibilidade de sobrevivência dos nascidos por este
processo, quando em contato com nosso meio ambiente ou sociedade.

Como no caso Betty Andreasson, os ETs por ela chamados de observadores, dizem que
“os bebês não podem respirar o ar deste planeta...” e “... nós temos que fazer isso porque, com o
passar do tempo, a humanidade será estéril, sem capacidade de se reproduzir”. Ela conclui
definindo o papel desempenhado por aqueles ets quando diz, “são observadores que mantém a
semente do homem e da mulher para que a forma humana terrestre não se perca (26)”.

Afirmações como estas são extraordinárias em si mesmas, e esclarecem parcialmente o


que chamamos por resgate. Sabemos que faz parte de um plano que visa à preparação de novos
corpos avançados e que abrigarão a vida humana da Terra no seu próximo ciclo evolutivo, quando
o homem tornar-se um cidadão cósmico. Estes novos corpos servirão a membros de nossa
própria raça, encarnando e permitindo um maior potencial de manifestação. Dentro de nossas
experiências já tivemos contato com Guias que nos mostraram algumas pessoas já adultas desta
Nova Raça, as quais eram muito similares a nós, somente com uma pele muito mais clara e
delgada, uma caixa craniana mais desenvolvida sem ser desproporcional e uma beleza
indescritível mesclada a uma suavidade nos atos. Disseram-nos que estes novos indivíduos

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


70

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

habitarão o Novo Corpo Planetário de nossa Terra, pois assim estarão possibilitados de
acompanhá-la em sua própria evolução.

Mas isso não explica tudo, é apenas uma parte deste imenso contexto no qual se insere o
Resgate. Ainda tem outros procedimentos destas raças de cientistas, sendo um deles o de
inserção de um novo genótipo, ainda de um modo incompreensível para nós, no próprio ser
humano terrestre. Em certas pessoas, durante sua gestação, ocorrem manipulações genéticas
nos fetos, os quais nascem normalmente, mas com características especiais que lhes dão maior
capacidade de abstração, maior inteligência e desenvoltura com todos os tipos de problemas
racionais. São chamados de Nascimentos Especiais por pesquisadores como Márcia Villas Boas,
nos quais se inserem também os nascimentos de seres provenientes de outros orbes para cumprir
tarefas específicas em nossa civilização, muitas vezes inconscientes deste fato.

Estes casos abrigam seres em missão, os quais indiscutivelmente retornarão para suas
moradas pelo processo normal de troca de corpos, segundo os extraterrestres que se comunicam
com várias pessoas e grupos pelo mundo. Enquanto os novos corpos terrestres modificados,
pessoas com capacidades especiais, serão transportados por naves para um outro local, que os
abrigará temporariamente por comporem representativamente o que chamam de 12 raças
originais de todo este processo de evolução, ainda considerado inédito.

Ainda temos os inúmeros casos de pessoas desaparecidas inexplicavelmente em todas as


cidades do mundo. Este tema já foi apresentado inclusive pela Rede Globo de televisão em
horário nobre, pois constitui um dos enigmas que os investigadores policiais não encontram
solução de modo algum. Há 15 anos atrás já havíamos sido informados de que estes casos iriam
ocorrer em maior escala, inclusive que as pessoas, se abduzidas, seriam posteriormente
orientadas quanto às atividades destes ets, podendo cooperarem em suas missões de apoio à
humanidade, caso contrário, elas ficariam em suas bases ou postos avançados da confederação.
Estas pessoas são escolhidas por aptidões que possuam e que sejam úteis nos processos de
ajuda. É claro que nestes casos estão incluídos os raptos por seres chamados dissidentes, não
pertencentes à confederação, sobre os quais não pretendemos comentar sobre suas intenções
neste livro.

Finalizando, estaria um possível resgate massivo da população em um projeto ousado,


quase irreal, no qual estão comprometidos todos os povos ligados à Confederação de Mundos,
pois este é um projeto controlado diretamente pelos Conselhos Maiores.

Esta intervenção, devido a provocar mais danos psicológicos aos terrestres do que as
outras operações, é uma espécie de válvula de segurança, projetada justamente para o caso de
que algum incidente grave ocorra antes de finalizadas as operações de resgate já em curso. As
pessoas levadas por naves seriam de toda espécie, indistintamente. Já existem naves preparadas
para este gênero de atividade e estão conservadas em Bases da Confederação prontas para
agirem imediatamente numa espécie de última tentativa de se obter futuramente um novo gênero

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


71

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

de raça humana. Os problemas gerados pela possível execução desta operação seriam muitos,
principalmente pelo despreparo das massas para encarar uma situação dessas, onde haveriam
revoltas de toda espécie e outras tantas violências tipicamente terrestres e para as quais estes
denominados ets, teriam muita dificuldade para lidar. Existem hoje pessoas sendo treinadas
justamente para agirem nestes casos, pois sendo terrestres também, mais facilmente podem
compreender as reações dos indivíduos e acalmá-los.

Esta temática é realmente fantástica, parecendo mais um filme de ficção, mas é


exatamente o que os contatados de qualquer grau têm se deparado. São informações
complicadíssimas para que apreendamos seu conteúdo sem apelar para as fantasias, pois para
nós, é mais comum aceitarmos os paradigmas da sociedade que criamos, inclusive com seu lado
terrível de violência, guerras, drogas, corrupção, poluição, impactos ambientais, e a lista pode ir
longe! Tratar de assuntos planetários, ou sequer da existência de uma ordem em nosso sistema
solar, com suas hierarquias, é muito abstrato para nossos valores. Infelizmente já temos provas
que indicam não ser produtivo um ET se apresentar pessoalmente para alguém e dizer coisas
desta espécie, tão transcendentais. É mais fácil aceitar a casca grossa de nossa realidade diária e
tampar o sol com uma bela peneira, acreditando que tudo está ótimo em nosso despoluído mundo,
que os governos honestamente transformarão este mundo numa “estrela da liberdade”, melhor
das hipóteses com o nosso auxilio pessoal através da emissão de energia violeta que
transformará tudo num oceano de bem-aventurança...

Realmente às vezes a assertiva de um Guia se torna bem atual em relação à cultura e o


conhecimento de nossa humanidade. Ele diz que falta só uma coisa para as pessoas acordarem
de um sono inconsciente em que vivem imersas, “um pouco de LÓGICA”. Existem Irmãos nossos
que são realmente conscientes desta fraternidade e que são simples e práticos em suas atitudes,
às vezes tão simples que para nós se tornam problemas muito complexos. A realidade que nos
apresenta o Fenômeno UFO é tão simples, clara e prática que nossas mentes têm uma incrível
incapacidade de compreendê-la, talvez pela nossa bagagem milenar de conhecimentos
equivocados quanto às nossas origens, tudo isso transformado em uma complexa arte de
desinformação executada por aqueles que não têm interesse de que o homem terrestre PENSE.
Como disse nosso amado e querido General Uchoa: “...pelo amor de Deus gente, raciocinem que
esta perplexidade (em frente ao fenômeno UFO) decorre ainda da ignorância em que nós estamos
da VERDADE UNIVERSAL. Temos de ser antes de mais nada, HUMILDES, reconhecer que
estamos no princípio de uma verdadeira e divina caminhada. Se nós não nos abrir-mos assim,
com humildade, duvidando sempre, mas duvidando com inteligência de quem quer aprender, nós
ficaremos neste “terra a terra”, muito avançado é verdade, mas que culminou numa bomba
atômica que pode extinguir a própria pretensão humana, afundando esta pretensão em fogo, como
ela já foi afundada no passado no fundo das águas (27)”.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


72

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Desde o início de nosso contato, quando das primeiras saídas do corpo, já


contamos com centenas de experiências realizadas com informações e esclarecimentos sobre o
final de ciclo planetário, e que o mesmo seria prenunciado por transformações consideráveis na
superfície do Globo. Mas, talvez pela nossa simplicidade, nunca fomos tomados de assalto pelas
revelações obtidas, sempre agindo com muita cautela e buscando assentar bem o conteúdo em
nossa possibilidade de compreensão, escapando assim das fugas e motivos vários que levam os
menos avisados a perderem a sua estabilidade frente a estas declarações. Elas simplesmente
estão aí, não podem ser esquecidas ou colocadas em algum arquivo poeirento. Para empreender
uma caminhada nestas áreas é sempre muito bom ter cautela e equilíbrio, pois revelações tão
fortes e assustadoras, dadas por seres que comumente falam de fraternidade universal e amor
incondicional, geralmente são mal interpretadas e transformadas em bandeiras de seitas e
pseudoreligiões que na sua ignorância estão fazendo mais mal à humanidade de que imaginam, e
porque não, estão inconscientemente fazendo o jogo daqueles que desejam mesmo que todo o
Fenômeno UFO seja ridicularizado até perder toda sua estabilidade conseguida com muito esforço
pelo duro labor de pesquisadores independentes, que sem serem pagos para realizarem suas
pesquisas, dedicam suas vidas para descortinar aos poucos os véus que sempre escondem os
casos ufológicos. São estas ousadas pessoas que estão inaugurando uma nova compreensão da
realidade em nome de toda a humanidade, pois os limites deste fenômeno ainda não foram
delimitados, penetrando em todas as áreas do conhecimento humano e transcendendo-as. Graças
ao trabalho destes ecléticos irmãos podemos continuar a descortinar novos casos, novos contatos
e ter condições de mergulhar nos limites do imaginário, nos recônditos da psique humana, e
descobrir também lá, manifestações do Fenômeno UFO. Muitas vezes misturado com mitos e
formas arquetipais, mas sempre ele está lá, de algum modo norteando a conduta e evolução
humana.

Antigamente pensava que a palavra YOGA definia mais claramente o que ocorria nos
processos de aprendizagem em que fomos inseridos, pois esta palavra deriva do sânscrito e
significa UNIÃO, assim ela abrange todas as áreas do conhecimento humano. Mas, com o passar
do tempo, com as fantásticas experiências que presenciamos, dos limites que transpassávamos
dentro de nosso próprio conhecimento e das profundas noitadas de debates para compreender
melhor alguma informação, não poderíamos deixar de ver no termo “Fenômeno UFO” algo mais
significativo e que abrangia todas as áreas que estudávamos para melhor avançar em
entendimento com as constantes informações e experiências que vivíamos diariamente.

Assim percebemos que “nosso” Yoga estava inserido dentro de um contexto maior,
fazendo parte de uma fenomenologia mais abrangente que o conhecimento humano terrestre.
Também vimos que os ensinamentos propagados pelo mundo com a assinatura de alguma seita,
escola iniciática, religião, escola esotérica e grupos secretos tinham todos no seu âmago alguma
informação que tocasse em UFOs, Vimanas, portais, núcleos de conhecimento intraterrestre,
moradas celestes, enfim, toda a cultura, religião e porque não a ciência, têm uma inserção
ufológica que explica certos dogmas e crenças. Digo “ciência” embasado também na possibilidade
das invenções do passado serem inspirações de extraterrestres aos cientistas e sábios, para
ajudar a humanidade no seu evoluir, como já tratamos em capítulos anteriores.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


73

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Assim sendo, constatamos que as pessoas, para trabalharem com o fenômeno ufo, têm
que ser conhecedoras dos mais variados ramos do conhecimento humano, para assim embasar
seus estudos, mas também devem evitar ter limites às suas constatações, sempre deixando
margens para incorporar em suas conclusões, informações e fatos sempre novos, pois a evolução
de nossa civilização está diretamente relacionada com a evolução dos estudos deste intrigante
fenômeno que a cada dia atrai mais e mais interessados em percorrer seus obscuros meandros.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


74

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

VI

GRUPOS DE CONTATOS

“Existe uma Ciência Cósmica sendo praticada em nosso mundo. Uma ciência muito
simples, que não necessita laboratórios e nem equipamentos sofisticados. Suas resultantes são
tão extraordinárias que, quanto mais se conhece, mais deslumbrados ficamos.”

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


75

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Em capítulos precedentes foi narrado sobre atividades desenvolvidas numa Ecovila na


Serra da Esperança no Paraná! Para esclarecer melhor o leitor sobre isso, informamos nesta
edição (2008) que, após vários anos de trabalhos constantes no referido local, através da
Associação Alfa-Ômega, encerramos suas atividades e continuamos com nossos trabalhos de
contatos com os Guias num modelo mais abrangente e que pode envolver mais interessados,
inclusive em suas próprias cidades, não necessitando mudanças de endereço, alterações
profundas na rotina diária ou afastamento de suas famílias. Hoje desenvolvemos o mesmo
trabalho de modo mais amplo com grupos em funcionamento e atividade, onde reuniões coletivas
grupais periódicas são realizadas aqui em Guarapuava-PR, ou outro local que seja orientado pelos
Guias responsáveis pelo contato.

A nossa antiga Área de Preservação, fundada em 1988, funcionava num modelo


comunitário-ecológico, onde as famílias residiam em zona rural e trabalhavam pela manifestação
cada vez mais abrangente e profunda de nossas experiências. Mas com o passar de sete anos,
alguns grupos internos começaram a mistificar demasiadamente o trabalho, devido à perda da
visão clara da proposta inicial do Projeto - que priorizava o contato com os Guias, num processo
de autoconhecimento através do contato com a natureza, meditação, produções alternativas e
auxilio a população circunvizinha à área do Projeto - sendo que os Guias estavam nos preparando
para servir de algum modo no futuro em que a humanidade estaria integrando-se com as
hierarquias cósmicas.

Mas, mesmo com todas as experiências de contatos vividas, o tempo acabou fazendo
com que ocorressem disputas e dissidências que resultaram numa dissolução inevitável.
Tentamos o resgate da proposta inicial com todos, realizando uma importantíssima viagem ao
Peru (1995) e depois à Serra do Roncador (1996), marcos em nossas atividades grupais, mas
nem isso possibilitou o fim das divisões que contaminaram o grupo, dividindo-o. Um grupo
permaneceu com as idéias originais, atendendo às propostas dos Guias, mas com o custo de
perder tudo que tinham investido na Associação, inclusive suas terras, que foram entregues numa
sede de libertação de toda aquela competição por poderes místicos, rituais duvidosos e desvarios
criados por grupos dissidentes dos objetivos básicos e metas adotadas a principio, inclusive
definidas em Atas da Associação. Mas as forças envolvidas foram muito poderosas para que o
“grupo de contatos” continuasse ali, enquanto outros acabaram por formar trabalhos ritualísticos e
mistificando habilidades realmente inexistentes. Continuamos nossa missão em outro local, e as
pessoas restantes ficaram na Associação, que em menos de seis meses (2001) acabou por se
dissolver totalmente, indo cada um cuidar de suas vidas e vendendo a área para uma ONG
ambientalista de Prudentópolis-PR.

Registro aqui nossos sinceros agradecimentos a irmãos de caminhada que foram


fundamentais para a continuidade de nosso grupo, e termos ânimo e forças renovadas para
perseverar com a formação de novos grupos e divulgação do contato.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


76

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Ao amigo Sixto Paz Wells de Lima-Perú, pois foi o primeiro que nos amparou quando da
dissolução da Conexão Inuz, numa sintonia incrível, entrou em contato e compartilhou suas
experiências e deu seu voto de confiança a nós.

A amiga, irmã de caminhada e conselheira, Verônica Paz Wells, que em nosso encontro
grupal em Atibaia-SP, mostrou claramente ser o que vivemos, extremamente normal em grupos de
contatos e compartilhou suas experiências vividas. Explicou que este parece ser um modelo
comum nos trabalhos de grupos, onde ocorre a união, o contato, depois uma espécie de
“explosão” interna, e novas vivências surgem num processo contínuo de renovação e evolução. O
pessoal somente interessado em ver UFOs, viver algum fenômeno incomum ou experiências
místicas “poderosas”, nestas horas seguem outros rumos, ficando os realmente comprometidos
com a essência do contato que é a redescoberta de si mesmo.

Nosso grupo de contato, em 1998, recomeçou seus trabalhos num novo local perto de
Guarapuava, onde estamos até hoje. Nesta nova fase a composição poderia ser definida como a
formação de uma rede de interessados e de equipes que possam ter acesso a zonas rurais para
realizarem várias praticas de contatos, assim como reunirem-se em suas cidades, onde práticas
coletivas são executadas buscando um autoconhecimento individual e aprofundamento do contato
grupal com as hierarquias de aproximação, responsáveis por este momento do processo. O grupo
ideal é aquele composto de sete a dez pessoas realmente dispostas a se dedicar a um
entrosamento mútuo e com os Guias, onde a discrição é fundamental para o êxito dos contatos
iniciais.

Existem raças que se manifestam por vários meios e métodos, e em nosso caso, as
experiências se manifestam via telepatia ou técnica similar, saídas conscientes do corpo físico e
contatos físicos. É de fundamental importância que o grupo esteja ligado a pessoas já experientes
e com êxito nestes tipos de acordos informais com os Guias, para que não sejam prejudicados os
trabalhos futuros misturando-os com dogmas e conceitos místicos comuns de nossa sociedade. O
Fenômeno UFO e o que ele traz consigo transcende totalmente nossos conceitos adquiridos,
portanto não deve ser misturado com nenhum tipo de religião, dogmas esotéricos ou conceitos
filosóficos que traduzem somente as interpretações utilizadas pela humanidade no decorrer de seu
processo evolutivo, e portanto, é passível de mascarar as verdadeiras intenções dos Guias
dirigidas a nós. Devemos nos livrar dos preconceitos de toda a espécie, independente de etnia,
gênero, status, credo, tabus, nacionalidade, idade, profissão, e sentirmos a liberdade de poder
entrar em profunda meditação, alcançando uma paz inabalável, a qual nos conduzirá certamente
em direção ao mais profundo Amor por nós mesmos, pelos nossos semelhantes, pelos animais e
plantas, pela biosfera e por nossos Irmãos Maiores, agentes desta aproximação que busca
resgatar a liberdade do gênero humano dos grilhões criados pela própria humanidade em tantos
milênios de cultura, que atualmente está culminando numa possibilidade suicida para todo o
sistema planetário.

Os contatos, dentro de nosso aprendizado, poderiam ser subdivididos do seguinte modo:

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


77

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

- CONTATOS FÍSICOS – Seriam os de 1°, 2°, 3° e 4° graus, os contatos


interdimensionais através de materializações dos Guias através de Portais naturais ou artificiais
(Xendras) ou Bilocação dos mesmos a partir de suas bases ou naves.

-CONTATOS TELEPÁTICOS – São os chamados contatos de 5° graus, onde uma forte


impressão mental, envolvida com sensações variadas, traz frases, palavras ou impressões ao
contatado que as traduz em palavras verbais ou escritas.

-CONTATOS TRANSCENDENTAIS – São os blocos intuitivos, uma espécie de recepção


onde o contatado se vê absorvido por um bloco de informações, sensações (odor, sabor, calor ou
frio) e busca traduzir de algum modo (escrita, desenhos, pinturas, poemas, esculturas, etc) não se
contentando até que tenha traduzido todo o bloco.

-CONTATOS HIPERFÍSICOS – São os chamados contatos etéricos ou astrais, onde o


individuo recebe a visita dos Guias que aparecem ao mesmo através de clarividência, ou é
transportado fora do corpo físico para viver as experiências a ele destinadas. Nosso grupo
estimula muito este processo pois possibilita que cada um tenha suas próprias experiências,
vindo a contribuir muito mais com todos.

-CONTATOS VIA MEDIUNISMO – (não temos utilizado este tipo de contato, mas já
conhecemos algumas experiências interessantes) Ocorrem em médiuns que tenham a
possibilidade de atrair os Guias e que tenham energia compatível. Normalmente o médium é
também um contatado de nível físico e pode contatar os Guias através de seus atributos
mediúnicos. Mas deve ficar claro que não se trata de comunicações com “espíritos” ou pessoas já
falecidas, mas sim, com seres que têm corpos e possuem a capacidade de se transportarem ou
comunicarem-se com o respectivo médium. Muitas vezes as pessoas são orientadas por ETs em
seus “cultos” e não sabem disso.

Nos primórdios de nosso empreendimento, tivemos repórteres de várias emissoras de TV


e Jornais querendo publicar matérias para ajudar ao trabalho, e nossa experiência com isso
provou que, este tipo de divulgação é a assinatura de um grande e penoso possível fracasso do
trabalho, expondo geralmente ao ridículo toda a seriedade que se dá ao projeto. Se houver
interesse por parte do grupo, poderá divulgar alguma coisa através de boletins de circulação
dirigida, sites, livros, rádio ou publicações em revistas especializadas. Toda a discrição e cuidado
é pouco nestas áreas tão sujeitas a incompreensões por parte da população.

É importante também ficar claro para todos do grupo que ninguém estará envolvido com o
trabalho para salvar a própria pele, mas sim, estará assumindo um papel em sua própria vida no
sentido de trabalhar muito em seu próprio aperfeiçoamento enquanto ser humano, para assim
poder lograr estados de muita Paz e compreensão. Desta maneira a equipe poderá se dedicar
cada vez mais ao desenvolvimento de suas próprias potencialidades interiores, enquanto auxilia

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


78

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

amorosamente as pessoas que se aproximarem, numa atitude de amenizar as desigualdades


sociais que maltratam constantemente a todos, inclusive aos menos favorecidos economicamente.

Dentro desta organização deve estar prevista a formação de grupos internos que se
dedicarão ao estudo e experimentação dentro de diversas áreas do conhecimento envolvidas ao
contato, e que facilitem o entendimento das mensagens e o entrosamento maior com os Guias.
São vários os tipos de trabalhos paralelos para uma equipe assim constituída, pois muitas áreas
de estudos são novas, necessitando uma organização, catalogação, experimentações e pesquisas
para acabar se constituindo em algo palpável e aplicável inclusive pelos outros grupos.

Dentre as pesquisas empreendidas pelos grupos está a compreensão do funcionamento


dos portais, também chamados por outros autores como meridianos, sobre os quais faremos uma
introdução a seguir.

“Existem alguns universos que estão mais distantes de nós que a nebulosa mais afastada
e no entanto mais próximos do que nossas mãos e pés” (28) H.G.Wells

“Serão as portas induzidas (portais) responsáveis pelo desaparecimento de povoados


inteiros no sudoeste da Ásia, na América Central e em outras regiões do globo? O que aconteceu
com os construtores de Angkor? E com ao povos desaparecidos na América do Sul e do México?
Por que motivo abandonaram suas cidades e seus campos?”(29) Jacques Bergier

Enquanto a arqueologia, a astronomia e as ciências correlatas não tiverem dado respostas


claras a estas perguntas, será possível a elaboração das hipóteses mais fantásticas, entre elas a
primeira citação acima, feita por Wells, a qual define claramente uma das questões sempre
apresentadas pelos ETs sobre seus meios de transporte (ou de suas naves).

Eles informam que no deslocamento de suas naves utilizam estruturas naturais existentes
tanto nos planetas como no espaço, chamando-as de portais ou meridianos. Estes dão acesso a
faixas vibratórias hiperespaciais que transportam corpos, objetos e naves imensas para
determinados locais aos quais aquele ponto esteja conectado, seja entre planetas, sistemas,
galáxias e até universos (que eles afirmam existirem vários). Em mapeações espaciais e da
superfície dos planetas, os Guias têm o conhecimento dos locais específicos onde estas
estruturas se localizam e sabendo-se ativá-las, darão acesso aos seus destinos.

Assim sendo, quando têm acesso a determinado portal, estes serão transportados ao
destino, sendo cada portal relacionado a destinos específicos e por distâncias inimagináveis.
Como tudo relacionado a ETs é de certa forma fantástico, este assunto importantíssimo também o
é.

Em nossas pesquisas conhecemos diversas obras literárias, de célebres autores, que


falam deste assuntos, alguns nem sequer os associam ao fenômeno UFO, apenas narrando
ocorrências de desaparecimentos misteriosos de pessoas dos mais diversos locais do planeta em
pontos específicos, com conseqüente aparição à milhares de quilômetros de onde estavam.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


79

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

É um tema tão abrangente que poderia explicar muitos fatos estranhos que ocorrem em
nosso mundo, como no triângulo das bermudas, no deserto de Gobi, no Mar do Diabo (Japão) e
muitas outras, sendo atribuído aos mesmos a existência de mundos subterrâneos ou submarinos.
No século XIX o próprio Camille Flammarion teve a coragem de afirmar que as portas de outros
mundos abriam-se neste, e porque não falar dos já mitológicos aparecimentos do Conde de Saint
Germain na Europa em diversas décadas e sempre apresentando a mesma aparência física. Isso
para não narrar as extraordinárias experiências que o General Uchôa teve com El Morya com sua
aparição física em diversos locais do país, indo e voltando sempre do mesmo modo, simplesmente
se despedia e quando era menos notado simplesmente desaparecia em determinados locais. A
própria Gestapo procurava estas portas dimensionais para ter acesso a outros mundos na sua
incessante busca pelo poder, esclarecendo assim que muito se fala sobre esta temática desde os
alvores de nossa busca pelo desconhecido.

Nosso grupo buscou estudar mais a fundo esta questão devido às experiências que
tivemos, algumas trato de narrar a seguir para melhor introduzir o leitor em nossas afirmações e
explicações.

Era o ano de 1987 quando tivemos as primeiras informações sobre portais na Serra da
Esperança, os quais pudemos transpassar com abandono do corpo físico e guiados pelos
mentores, indo para diversos locais. “Mas ocorrer isso nos planos sutis ou hiperfisicos é simples”,
pode alegar o leitor menos informado sobre as proteções que estes locais possuem, impedindo
pessoas não interessantes de terem acesso a eles – mas nos deparamos com várias ocorrências
no plano físico que nos alertaram para a importância daquelas estruturas e sobre o conhecimento
de seu funcionamento.

Naquele mesmo ano conhecemos um fenômeno que ocorre muito num grande canyon em
forma de Y e delimitado por penhascos íngremes, situados na APA da Serra da Esperança.
Naquela época haviam moradores naquele vale, que aos poucos foram sendo retirados e
atualmente só tem um viveiro de mudas de erva-mate de uma grande empresa. Conhecemos o
chamado fenômeno da mãe-de-ouro, que aparenta ser uma grande bola de fogo com uma enorme
cauda incandescente que aparece de um lado do vale e penetra violentamente nas paredes
rochosas do outro lado.

Coletando mais informações, buscamos os moradores e ouvimos narrativas claras de que


aquele fenômeno ocorria constantemente quase em todas as luas cheias sendo muito comum
para todos, que diziam constantemente um dia ter coragem e tentariam chegar ao local específico
onde ela entrava nas íngremes rochas, e afirmavam que lá haveria muito ouro. Bem,
geologicamente aquela região não aparenta possuir riquezas minerais significativas, mas o
fenômeno sempre chamou a atenção dos colonos.

Se não bastasse isso, naquele local tivemos vários avistamentos de estruturas similares
às chamadas sondas, aquelas que comumente acompanham a fenomenologia ufológica,
adentrando no vale sobrevoando-o e depois de algumas manobras descerem vertiginosamente
em direção ao local onde entrava a mãe de ouro. Existem obras fantásticas que associam a mãe
de ouro com o fenômeno UFO, entre elas está “Discos Voadores e seres extraterrestres no

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


80

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

folclore brasileiro” do ufólogo Antonio Faleiro (30), na qual de maneira muito clara e responsável, o
autor cria paralelos entre o folclore tradicional e o Fenômeno UFO.

Há vários anos atrás já tentamos formar uma equipe para chegar ao referido local, mas
quando estávamos muito próximos, fomos terrivelmente atacados por um imenso enxame de
abelhas que nos fez cair morro abaixo, correndo até o rio que corre no vale e mergulharmos em
suas abençoadas águas. Após aquele evento não tivemos mais oportunidades para organizar uma
expedição ao local.

Em 31 de outubro de 1991, às 11 horas e 50 minutos tivemos outra aparição no mesmo


local, mas se tratava de um pequeno UFO e não de sondas (31).

Em determinado momento, enquanto realizávamos nossos afazeres diários, começamos a


sentir uma estranha vibração no ar e no solo, ouvindo um curioso som constante e similar a
trovões se aproximando. Aquele fenômeno foi aumentando em intensidade progressivamente,
fazendo muitas pessoas se desequilibrarem – algumas nem conseguiam ficar em pé. Os que
estavam dentro das casas saíram correndo e, para o espanto de todos, rapidamente passou
dentro do vale e a pouco mais de 200 a 300 metros de nossas casas, dois aviões Mirage da FAB.
Passaram tão perto que todos puderam inclusive ver claramente seus pilotos com acessórios e
equipamentos.

O mais incrível é que estas duas aeronaves não estavam simplesmente em manobras de
rotina como a FAB informou posteriormente. Estavam perseguindo um objeto em forma de disco
arredondado, que possuía na parte superior antenas que giravam constantemente e de forma
lenta. Seu diâmetro calculamos ser de 25% do comprimento dos aviões e sua velocidade era
incrível, parecendo deslizar no ar. Foi uma ocorrência muito rápida, mas com várias testemunhas.

O pequeno UFO estava em frente aos dois aviões e numa altitude mais baixa, quase
tocando a copa das árvores, razão pela qual pensamos que iria se chocar com os penhascos
juntamente com os aviões. No entanto, numa manobra quase imperceptível, o UFO simplesmente
desapareceu no vale, num dos locais onde entra a mãe-de-ouro, e os dois aviões, quase se
chocando com os paredões de rocha, numa manobra muito arriscada, conseguiram elevar sua
altitude e desapareceram aos poucos no horizonte, rumo ao sul.

Os moradores do vale nos informaram posteriormente que pouco antes do ocorrido seus
rádios se desligaram e, no momento exato da passagem das aeronaves, estes começaram a
produzir muitos sons de estática em alto volume, voltando ao normal logo após o pequeno UFO
desaparecer. O caso teve várias testemunhas por toda a região. Nossa primeira providência foi
relatar o incidente para o Núcleo de Pesquisas Ufológicas (NPU) em Curitiba, presidido pelo nosso
amigo Rafael Cury, que até hoje não conseguiu mais elementos para que se possa concluir algo
oficialmente sobre esta estranha perseguição. Por ser uma ocorrência de importância para a
pesquisa ufológica, tratamos de divulgá-la através da Revista UFO, mas até hoje estamos sem
nenhum resultado oficial, restando somente o relato das 16 testemunhas, entre profissionais
liberais, agricultores e trabalhadores da região.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


81

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Assim, este local misterioso que chamamos comumente de paraíso perdido ainda está
sendo pesquisado, entre outros pontos especiais na região, que tem uma casuística rica em
fenômenos similares.

Outra fonte de ocorrências incomuns é em frente a uma fonte de águas cristalinas. Aquele
local já abrigou muitas experiências hiperfísicas em que adentramos através de portais, tendo
dezenas de experiências importantes, mas buscaremos relatar agora somente os fatos fisicamente
vividos.

Naquele local funcionava uma pequena cervejaria que montamos como uma fonte extra
de renda e o aproveitamento daquela água maravilhosa. Lá eu passava dias inteiros preparando
deliciosas receitas com o mais puro malte da região, e alguns dias da semana contratava vizinhos
para a lavagem dos vasilhames. Quando era feita esta operação geralmente eu me ausentava,
pois sempre tive muita confiança nas pessoas que contratava e minha presença era dispensável.
Mas, com o passar do tempo percebi que ninguém mais queria lavar as garrafas no local,
solicitando outro local ou então que ficássemos todos juntos. Aquilo me causava muita apreensão,
pois não conseguia entender a reação daquelas pessoas, geralmente pais de família, fortes e
responsáveis. Importante frisar que nunca comentamos sobre nossas pesquisas com as pessoas
da região, as quais sabem que gostamos desses assuntos, mas nossa função era funcionar a
escola rural, atender aos doentes e produzir orgânicos.

Certo dia consegui que me revelassem os motivos, e me narraram que por várias vezes,
enquanto lavavam as garrafas, ouviam vozes que chamavam pelos seus nomes. Geralmente
pensando ser outro companheiro que brincava com eles, não davam muita importância. Mas, por
duas vezes em dias distintos, tiveram experiências que os amedrontaram, relacionados àqueles
chamados.

Na primeira vez, Antonio e José Irler ouviram serem chamados. José saiu para averiguar
do outro lado da casa se chegava alguém e nada encontrou. Ouviram novamente o chamado e
quando perceberam vinha de cima, automaticamente olharam para a sacada da casa, e lá estava
um homem alto, forte e “careca”, com roupas reluzentes e sorrindo para eles com um olhar
profundo. Os dois apavorados saíram correndo desabaladamente para cima do morro, que é onde
se situava a sede da propriedade.

Na outra vez estavam os mesmos realizando o mesmo trabalho, quando ouviram


novamente a estranha chamada pelos nomes. José saiu correndo pra me chamar e presenciar o
ocorrido, enquanto Antonio, sem medo aparente, ficou lá para testemunhar valentemente os fatos.
Quando íamos descendo a estrada, Antonio já estava subindo desesperado, dizendo lá estar um
homem alto, magro, com roupa azul reluzente e cabelos pretos e compridos. Corremos juntos para
o local e nada mais encontramos.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


82

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Com o tempo pudemos colher vários relatos similares na região, onde aparecem pessoas
com roupas estranhas e cabelos compridos, falando com os colonos e simplesmente
desaparecendo nas matas num momento seguinte. Nesta área de preservação é muito comum
estarmos andando e perceber que estamos sendo observados, mas em poucos casos deste
pressentimento, pesquisadores tiveram avistamentos destas entidades físicas.

Neste contexto aparentemente complexo vemos que estas portas dimensionais sobre as
quais os Guias explicaram o funcionamento, são comumente utilizadas como meio de transporte
entre as dimensões e locais físicos da Terra ou outros mundos. Informaram-nos também que
existem zonas na superfície do planeta onde estes meridianos existem em maior concentração,
tendo assim um maior número de portais e consequentemente dando acesso a uma diversidade
de possibilidades de destino mais abrangente. Estes locais são chamados e Pontos de Luz, mas é
importante saber que também existem os portais artificiais chamados por eles de Xendras,
induzidos através de sua tecnologia e utilizam para contatar os grupos na superfície e meio de
transporte.

Agora, neste momento do processo evolutivo da Terra, estes Pontos especiais estão com
os portais ativos, ou seja, estão ficando mais acessíveis. No Brasil existem 28 grandes pontos
destes, os quais são subdivididos em vários sub-pontos, e que logo após sua ativação por
processos conhecidos pelos Guias, poderão inclusive dar passagem para uma grande quantidade
de pessoas de uma só vez, se for acionado algum mecanismo emergencial.

Através desses pontos especiais são realizadas passagens físicas e não físicas de
pessoas e seres constantemente, de modo semelhante ao qual nós trocamos de canal em nossa
televisão, percorrendo espaços incomensuráveis e por tempos também distintos. Estes meridianos
ou portais são importantes não só para nós, como também para inúmeros seres que se utilizam
dos canais da Terra para terem acesso mais fácil a determinados pontos e lugares que
necessitem, de tempos em tempos, visitarem.

Muitos dos canais da Terra estão obstruídos devido a experiências nucleares e


devastações provocadas por seus habitantes, o que nos coloca às vezes como entraves para
determinadas raças que utilizavam estes canais em suas missões, e muitas destas raças inclusive
não têm ligação alguma com os planos da Confederação para este mundo, os quais somente
utilizavam como ponte de acesso aos seus destinos.

A incrível maravilha de ser transportado para qualquer local do universo em pouquíssimo


tempo ainda é um sonho para nossa ciência, a qual se baseia ainda em noções de distâncias de
forma linear conferindo medidas entre planetas com anos-luz, o que torna totalmente
incomprovável qualquer afirmação de que são possíveis as viagens extra-solares e mesmo dentro
de nosso próprio sistema solar. Os ufonautas estão aí para nos abrir a uma nova compreensão do
universo, para nos fazer compreender que é muito mais fácil visitar um planeta nos limites do
Universo do que se deslocar de carro até uma cidade vizinha.

Sendo um sensitivo com boas qualidades de clarividência ou projeção em meios


hiperfisicos, qualquer pessoa, desde que preparada devidamente e nutrindo constantemente um

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


83

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

equilíbrio a toda prova, poderá ter acesso a esta variada irmandade, a qual se apresenta
constantemente em pontos de luz. Nestes locais o sensitivo poderá acompanhá-los nos seus
ofícios ou até receber a visita de um deles em sua própria casa, desde que esteja num local
preservado e preparado, onde poderá descortinar incríveis mistérios da humanidade, os quais com
o tempo constituirão para ele somente um passado, um longínquo passado, dos tempos em que a
escuridão controlava sua vida, a incompreensão dominava sua lógica e a dúvida endurecia seu
coração tão repleto de amor incompreendido! Assim imerso na eternidade de seu próprio Ser,
conhecedor de seus próprios limites, de seus defeitos e virtudes, poderá ouvir cantos de seus
irmãos lhe dizendo ao coração a sinfonia dos seres libertos, livres peregrinos que caminham por
todas as moradas universais com suas próprias asas, com seu corpo renovado, potencialmente
amplificado em habilidades e tendo poder de conservar dentro de si a própria PAZ.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


84

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

VII

O ENCONTRO COM O NOVO


E COM O INÉDITO

“A Ufologia está ligada a tudo e como ela em si é uma área do conhecimento

Humano que tem de lidar com dados aparentemente absurdos,

Até que a evolução de nossas ciências atinjam uma compreensão

Tal que o mito se transforme em dado científico e o

Absurdo em lei matemática (32)!”

Ademar Eugênio de Mello

(saudades deste grande amigo – nota do autor)

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


85

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Dentro de todas as informações aqui expostas de maneira completamente verídica em


relação às experiências que tivemos durante estes anos de aprendizado com os contatos
constantes e com a guia de seres tão especiais, vemos que um mergulho dentro do Fenômeno
UFO é muito mais complexo que simplesmente estudar alguma ciência convencional, já rica em
formulários, conceitos, sistemas e padrões, que, quando adotados, obteremos seguramente
resultados. Estamos tratando de temas muito mais avançados do que se poderia supor dentro de
nossa própria ciência.

Do oriente veio a espiritualidade ao ocidente, só que em sua terra natal ela é natural e
intimamente mesclada com a ciência e a cultura daquele povo. Esta característica não é comum
aos ocidentais, que cresceram e evoluíram dentro de padrões e conceitos bem racionais, com
separação bem distinta entre os aspectos científicos e religiosos.

Nos dia de hoje, aparentemente conclusivos e com nossa sociedade acreditando cada vez
mais que chegou a seus próprios limites, aparece um fenômeno que provoca controvérsias entre
os mais sábios e cultos, sejam do ocidente ou do oriente, sejam cientistas ou religiosos. O oriental
sofrendo para compreender a tecnologia e a ciência apresentada pelos ETs, enquanto os
ocidentais mergulham em suas próprias incertezas para compreenderem os aspectos filosóficos,
espirituais e até religiosos apresentados pelos mesmos ETs.

Este paradoxo contemporâneo está fazendo ruir as mais sólidas estruturas, provocando
inclusive atritos sérios entre as cúpulas do conhecimento da sociedade, como os governos, as
religiões, as universidades e os meios de comunicação, mostrando para o homem atual que ele é
muito mais do que pensa, que seu potencial existencial é muitas vezes superior do que ele
acreditava, lançando-o de encontro aos seus próprios paradigmas numa reformulação total de sua
existência.

Estamos no caminho da conscientização de que somos SERES HUMANOS, não sendo


nem anjos e nem demônios, como tentam formular nossos arquétipos internos, criados durante
tantos séculos de opressão pela nossa própria ignorância.

A abertura deste novo modo de vida, deste novo conhecimento, desta clara visão de
nossa própria realidade, está colocado em frágeis mãos que atualmente lutam desesperadamente
fazerem-se compreender por seus irmãos. É nestas mãos, dos dedicados e sinceros buscadores
ligados ao Fenômeno UFO, que o cósmico está colocando a dura tarefa de inaugurar um novo
tempo. Um tempo em que não haverão mais divisionismos, onde a religião será uma com a
ciência, onde a espiritualidade será realmente compreendida como um modo sadio de viver.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


86

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Serão os pioneiros de um novo conhecimento o qual terá a característica de ser Cósmico,


transcendente e ao mesmo tempo imanente ao próprio potencial interno do ser HUMANO, aquele
que não busca as fronteiras, simplesmente vive em liberdade, completamente imerso numa
realidade tão clara e transparente que poderia ser definida como DIVINA.

Esta é a clara visão que nos passam os contatos extraterrestres pelo mundo, realizados
por seres que se dizem Confederados, e que têm isso por missão. Estes mesmos têm a função de
preservar, manter e resgatar a vida onde quer que ela se manifeste.

Existem outros extraterrestres, muito poderosos também, que certamente não têm essas
intenções tão belas e comprometidas com hierarquias superiores. São os chamados dissidentes
ou involutivos, os quais trabalham única e exclusivamente em seu próprio benefício, atuando de
diversas maneiras, principalmente utilizando-se de estruturas como definimos na experiência
sobre as duas fraternidades.

Mas este material não é dedicado a explicá-los, ficando para outra ocasião. Nosso
compromisso é com raças que visam o aperfeiçoamento e evolução do gênero humano terrestre
para transformá-lo em um cidadão cósmico, livre e consciente de sua própria potencialidade.

Este livro trata de uma ocorrência que a cada dia se torna mais comum em nossos dias, o
da inserção involuntária de pessoas com fenômenos que transformam totalmente suas vidas, os
quais só podem ser explicados coerentemente através do fenômeno UFO. Não se trata de
pessoas especiais, de enviados divinos, de mensageiros das estrelas ou qualquer absurdo do
gênero, mas envolve indivíduos completamente normais aos nossos padrões de análise, mas que
acabam tornando-se anormais pela própria incompreensão lhes dedicada pelos seus
semelhantes.

Sendo assim, trata-se de um fato que a cada dia necessita de maiores estudos e
aprofundadas pesquisas para que possa criar modos e alternativas para, não só auxiliar estes
contatados, mas poder consolidar hipóteses plausíveis no sentido de explicar a fenomenologia
para toda a sociedade. Para tanto a UFOLOGIA desempenha um papel destacado imprescindível
neste contexto, pois é uma neo-ciência que possibilita uma abrangência ilimitada de meios para
estudar os fenômenos, partindo dos registros da casuística, entrando em diversos setores do
conhecimento científico quer seja médico, físico, químico, sociológico... até chegar nos
complicados meandros que envolvem a psiquê humana e as meta-ciências, como a psicotrônica,
metafísica, parapsicologia, ufoarqueologia, projeciologia, astrologia, enfim, um complexo contexto
em que o pesquisador do fenômeno deve dedicar algum esforço para compreender.

O próprio nome já traduz, UFO (Unidentified Flying Objects) e LOGIA (estudo), formando o
“estudo dos objetos voadores não identificados” como originalmente foi definida esta ciência no
alvorecer da dedicação de alguns pesquisadores para compreendê-la. Atualmente não se pode
mais associar a Ufologia somente com as naves, sondas e aparelhos variados que percorrem
nossos céus, mas o estudo chegou a um ponto em que contatos com os próprios Ufonautas
tornaram-se uma constante principalmente nos casos da abdução. Isto tem provocado alterações
constantes na condução das pesquisas do fenômeno, induzindo os ufólogos a penetrarem em

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


87

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

estudos sobre meta-ciências variadas para conseguirem decifrar esta casuística, aproximando
automaticamente todos os ramos do conhecimento humano num só sentido, a explicação destas
ocorrências e informações que formam em conjunto o que chamamos de FENÔMENO UFO. Para
tanto, poderíamos definir a UFOLOGIA como a ciência que se dedica ao estudo do Fenômeno
UFO, fornecendo assim uma maior amplitude de trabalho para todos os pesquisadores que se
dedicam a trabalhar com este intrigante emaranhado de ocorrências fantásticas, que se
manifestam não somente num território, país ou estado político, mas sim em todo o nosso Planeta,
o qual carrega em seu dorso toda a humanidade.

Assim o trabalho que desenvolvemos é somente mais um ponto de apoio na tentativa de


explicar e compreender todo o universo que envolve a Ufologia, como a definimos anteriormente.
Sabemos que muitos trabalhos sinceros e seriamente comprometidos com a verdade estão sendo
realizados por todo o mundo, e é isso que dá créditos para que todos tenhamos cada vez mais
forças para continuarmos trabalhando, do mesmo modo como foi transmitido ao nosso querido e
saudoso General Uchôa pelos seus mentores:

<<Então, que se constitua em certeza para todos vocês que, ao se dedicarem ao trabalho
que assim os reúne, a esse tipo de serviço, estarão trabalhando no próprio campo de atuação das
hierarquias planetárias de seu próprio globo, do seu sistema, do seu mundo.

Também convém não esquecer que é essa uma obrigação elementar para aqueles que
acordaram para o ideal de servir à bondade, ao amor e à paz entre os humanos, não a paz
armada dos bombardeios e destruições inesperadas ou contínuas, mas aquela paz, que um dia,
talvez não tão distante, seja a que alcancem os mais humildes dessa difícil evolução terráquea,
como os mais responsáveis governantes de nações ou povos. Paz que seja tranqüilidade no
coração, iluminação na mente, a serviço de uma consciência em expansão, digna, nobre. Essa é a
PAZ, essa é a FELICIDADE pelas quais é tão positivo, tão elevado para vocês humanos,
trabalhar, trabalhar, trabalhar...>>

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


88

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

EPÍLOGO

<< A “conexão”

com sua

verdadeira identidade

é a função básica

de todos os seres,

é aquela missão fundamental

que todos sentem

em seus momentos de interiorização,

é o ponto de partida

para a auto-realização.>>

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


89

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

REFERÊNCIAS

1. Texto da conferência de Ademar Eugênio de Mello no III CIUFO – Congresso


Internacional de Ufologia.

2. Idem anterior.

3. Revista UFO do CBPDV – Agosto de 1990 – n° 11 – ano 3 – volume 3.

4. Arquivos de Irene Granchi – C.I.S.N.E - RJ.

5. “Curso Completo de Ufologia Científica e Avançada” nº 7 – Grupo UFO de


Petrópolis – 1987.

6. “As possibilidades do Infinito” – M.A.O. Bianca – Ed. Kópyon – 1987.

7. “O Quinto Evangelho” – Huberto Rohden – Fundação Alvorada – 1979.

8. “Passaporte para uma Outra Terra” – Jacques Bergier – Livraria Francisco


Alves Editora S.A. – 2ª Edição – 1978.

9. “Mensagens Extraterrestres” – Luiz Gonzaga Scortecci de Paula – volume I –


3ªEdição – 1984 – Editora Hyperespaço.

10. “Jnana Yoga – Yoga da Sabedoria” – Yogue Ramacharaca – Editora


Pensamento.

11. COEXPRAL – Companhia de Exportação de Produtos Apícolas – Área


Industrial – Lages – SC.

12. “Núcleo Cultural Bakti” - Escola de Yoga vinculada à Universidade Brasileira


de Yoga – Lages – SC

13. “A Intervenção Extraterrestre” – Carlos Ortiz de La Huerta

14. Conferência de Ademar Eugênio de Mello

15. Idem à ref. 1.

16. “Luzes e Sombras da Alvorada” – Huberto Rohden – Livraria Freitas Bastos


S.A. – RJ 1969.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


90

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

17. “Ufologia – Uma Pesquisa Científica” – J. Allen Hynek – Editorial Nórdica


Ltda. – Rio de Janeiro – 1980.

18. “A Vida Secreta das Plantas” – Peter Tompkins e Christopher Bird e “A


Comunicação dos Anjos e Devas” – Dorothy Maclean.

19. “Luzes e Sombras da Alvorada”- idem ref. 16.

20. Idem ref. 5

21. Idem ref. 13

22. “Mensagens Cósmicas” Paulo Antonio L. Fernandes – CEEAS – Salvador –


Bahia.

23. “Mensagens Extraterrestres” – Luiz Gonzaga Scortecci de Paula – vol I – 3ª


edição – Editora Hyperespaço – 1984.

24. Revista UFO nº 14 – ano 4 – vol. 4 – Grupo Editorial Paracientífico.

25. Revista UFO nº 21 – ano 06 – abril de 1993 – CBPDV

26. Revista UFO nº 36 – março de 1995

27. Fita áudio “ Contatos Imediatos ao Vivo – vol I “ de Irene Granchi e Kao
Rosmann – CISNE-RJ.

28. “Passaporte para Uma Outra Terra” – Jacques Bergier – 2ª edição – Livraria
Francisco Alves Editora S.A. – 1978.

29. Iden ref. 28

30. Coleção Biblioteca UFO – CBPDV.

31. Artigo publicado na Revista UFO nº 28 de março de 1994 – CBPDV.

32. Revista Ufologia Nacional e Internacional nº 06 – CBPDV – fev/1986.

33. “Mergulho no Hiperespaço” – Alfredo Moacyr Uchoa – 3ª edição, 1981 –


Horizonte Editora Ltda – Brasília.

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws


91

Conexão – Uma Nova Visão da Vida

Emmanuel Sanchez – www.terramae.ws