Você está na página 1de 2

Público Alvo:

Itaipu Binacional e Fundação Parque Tecnológico


O público alvo são os empreendedores públicos e
Itaipu (FPTI), cujo objetivo da iniciativa foi
privados que lidam com barragens ou instituições
desenvolver ações de comunicação, difusão,
empreendedoras de grande número de
mobilização social, capacitação e educação para
barragens. O candidato deverá ter formação de
a gestão de recursos hídricos no Brasil e demais
nível superior em uma das seguintes áreas:
países da América Latina.
UFBA - UNIVERSIDADE FEDERAL DA Engenharia Civil, Engenharia Ambiental,
BAHIA Engenharia Mecânica ou Hidráulica, Geologia ou
A Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A.
DEA – Departamento de Engenharia formação cujas atividades envolvem a atuação na
(Embasa) também está apoiando o curso por sua
Ambiental elaboração de projetos, construção, operação e
experiência com a UCE – Universidade
manutenção, estudos de impacto ambiental e
Coorporativa da Embasa.
ESPECIALIZAÇÃO gestão de barragens e reservatórios.
LATO SENSU Justificativas:
Objetivo:

Contribuir na formação de profissionais aptos


A falta de capacitação na área de segurança de
para o desempenho de atividades de analise de
barragens no território brasileiro e o número
projetos, procedimentos construtivos,
expressivo de estruturas de barramentos
procedimentos de operação, manutenção e de
existentes, de valor estratégico para o
avaliação de segurança de barragens;
atendimento da demanda de água para o
capacitando-os para analisar criticamente
abastecimento humano e animal, irrigação e
relatórios e/ou pareceres técnicos de inspeção de
produção de alimentos, além de geração de
barragens tendo em vista a Política Nacional de
energia; justifica a necessidade de participação
Segurança de Barragens e a consequente
Barragem de Santa Helena - BA da academia na implementação de curso para
fiscalização, implantação de instrumentos de
formação e qualificação de profissionais que
SEGURANÇA
gestão de risco e de gestão do SNISB, definido na
atuam na qualidade de fiscalizadores e
Lei No 12.334/2010.
empreendedores responsáveis pela operação,

DE BARRAGENS: manutenção e segurança de barragens, com a


função de preencher esta lacuna. Acrescente-se
Estruturação do Conteúdo:
Aspectos Técnicos e Legais a isso, as obrigações decorrentes da Lei No
12.334 / 2010 - Política Nacional de Segurança de O curso foi estruturado em 20 (vinte) disciplinas,
PERÍODO: Novembro/ 2017 - Janeiro/ 2019 Barragens. os conteúdos técnicos que estão estabelecidos no
A participação da Agencia Nacional de Água curso foram selecionados de acordo com as
CARGA HORÁRIA: 425 horas
(ANA) apoiando o curso é pela experiência no legislações vigentes, levando em consideração,
LOCAL: Escola Politécnica da UFBA curso “Segurança de Barragens”, parte do prioritariamente, o que estabelece a Lei. No.
Rua Aristides Novis, 2 - 4º. “Projeto Água: conhecimento para gestão”, 12.334/2010:
Andar - Federação - Salvador – BA resultado de um convênio entre a ANA,
Disciplinas e Professores
• Instrumentação de Barragens Avaliação:
Prof. MSc. Luis Edmundo P. Campos
• Metodologia da Pesquisa Aplicada • Inspeções Técnicas Regulares e A avaliação do aluno inclui critérios de frequência
MSc. Alzira Mota Especiais às aulas, participação na plataforma do curso
• Diretrizes, Legislação e Dra. Josiele Patia entre os fóruns a atividades programadas,
Regulamentação de Segurança de • Análise e Gestão de Riscos elaboração de trabalhos ou provas sobre temas
Barragens Prof. Dr. Roberto B. Guimarães propostos pelos professores nas disciplinas,
Prof. Dr. Carlos H. Medeiros • Plano de Ação de Emergência – PAE participação nos seminários, nas dinâmicas de
• Aspectos Gerais da Segurança de MSc. Diego Balbi grupo e elaboração final de monografia. A
Barragens • Fiscalização de Barragens frequência do aluno será imprescindível para sua
Prof. Dr. Carlos H. Medeiros MSc. Teresa Cristina Fusaro aprovação.
• Aspectos de Projeto, Construção, • Relatórios, Pareceres e Laudos
Operação e Manutenção de Barragens Técnicos
Eng. Francisco Andriolo Eng. Ruben José Cardia
• Barragens e seus Impactos • Visita Técnica de Campo Informações:
Socioambientais. MSc. Silvia Frazão - Dra. Josiele Patia
Sociol. Gold Stifelman e Prof. MSc. José Telefone: (71) 3283-9786 / (71) 99605-2875
Maurício Souza Fiuza E-mail: cursobarragem@gmail.com
Módulo Especial
• Noções de Hidrologia de Barragem Barragem de Rejeito
Profa. Dra. Yvonilde Medeiros
Dra. Teresinha Espósito e MSc. Luiz Paniago Valor do Investimento:
• Noções de Hidráulica de Barragem
Prof. Dr. André Simões
1ª. mensalidade de R$ 2.000,00 + 8 parcelas de
• Equipamentos Hidromecânicos Projeto Supervisionado / Monografia R$ 2.000,00 ou R$ 15.000,00 à vista
Prof. MSc. Carlos Alberto Lima da Silva
Apresentação de Monografia
• Aspectos Geológicos e Geotécnicos
Geól. Ricardo Abraão Apoio:
• Barragens de Terra e Enrocamento
ANA – Agência Nacional de Águas
Eng. Ricardo Aguiar Magalhães Metodologia:
• Barragens de Concreto CBDB – Comitê Brasileiro de Barragens
Prof. Dr. José Marques Filho O curso de especialização tem carga horária total
• Deteriorações em Barragens de de 425 horas, direcionados a disciplinas teóricas FPTI - Fundação Parque Tecnológico Itaipu / CEASB –
e práticas. Como este curso atinge o interesse de Centro de Estudos Avançados em Segurança de
Concreto
Barragens
Dr. Selmo C. Kuperman pessoas em várias regiões do país, e mesmo
• Deteriorações em Barragens de Terra internacionalmente, ele foi estruturado para ser UCE - Universidade Corporativa da Embasa - Empresa
e Enrocamento desenvolvido através da modalidade presencial e Baiana de Águas e Saneamento S.A.
Prof. Dr. Alberto Ferraz Sayão de Ensino à Distância. O EAD será desenvolvido
por meio da plataforma MOODLE.