Você está na página 1de 1

Autor: Estevan Rodrigues Vilhena de Alcântara - Professor de História na Escola Estadual Professor Morais

Tema: IMPÉRIO BIZANTINO

Império Bizantino Religiosidade


Durante o governo de Constantino, nos anos finais do Império Romano O cristianismo era a religião oficial do Império e o principal elemento
que entrava no período de decadência, a capital do império foi transferida de unificador entre os distintos povos que compunham seu universo, como gregos,
Roma para Bizâncio (pequena cidade no estreito de Bósforo, fundado por gregos egípcios, sírios e mesopotâmios, entre outros.
por volta de 657 a.C.), com intuito de ter controle sobre a porção que gerava O cesaropapismo ou cesaripapismo foi o sistema usado pelos
maior riqueza para o império, além de se distanciar das conspirações políticas de imperadores bizantinos, para acumular poderes e justificá-los. Este sistema
Roma. Investiu tempo e dinheiro para estruturar toda a cidade, tendo sua envolvia o poder do Estado (césar) e o religioso (papa), assumindo tanto o poder
designação de Constantinopla ou "Cidade de Constantino" durante a Idade político quanto sagrado nas mãos imperiais. Essa concentração de poder, não foi
Média. pacífica, visto que o "patriarca"(chefe da hierarquia eclesiástica) não aceitava o
domínio do imperador sobre os assuntos religiosos.
Recriando um Império A história bizantina é marcada por diversos movimentos religiosos, como
No fim do Império Romano, o mesmo foi divido em dois Oriente com a o "monofisismo" (Cristo tinha apenas uma natureza, a divina, negando a doutrina
capital em Constantinopla e Ocidente com capital em Milão. A porção ocidental da Santíssima Trindade) e o "iconoclastia" (contrários ao cultos de imagens dos
do império ruiu com as invasões bárbaras, fragmentação do poder político e a santos, surgidos nos séculos VI e VII, pregando a destruição de todas as estátuas
ruralização. Já a porção oriental centralizou nas mãos do imperador, reuniu a da igrejas).
cultura e língua grega. O movimento iconoclasta tomou tamanha proporção que o Papa
Constantinopla situava-se na principal rota comercial, tanto marítima protestou contra as novidades bizantinas. Nos séculos seguintes, conflitos entre
quanto terrestre, entre a Ásia e a Europa, favorecendo o desenvolvimento os papas e os imperadores e patriarcas bizantinos, levaram em 1054 ao episodio
econômico. Surgiram as corporações de ofícios, que eram "cooperativas" de conhecido como Cisma do Oriente, dividindo o mundo cristão em duas partes. A
artesãos de mesmo oficio. Igreja Católica Apostólica Ortodoxa (igreja ortodoxa) com sede em
Como descendente da cultura greco-romana, o império tinha Constantinopla e a Igreja Católica Apostólica Romana (igreja católica) com sede
características urbanas significativas, contudo o meio rural cresceu com em Roma.
influencias européias, feudalismo, mas não era sua principal forma de serviços e
produções. Declínio do Império
Durante os séculos, o império bizantino sofreu com ataques externos,
O Nascimento do Direito perdendo áreas principalmente para os árabes. Apesar de tudo, conseguiu se
Justiniano (527-565 d.C.) foi um dos mais importantes imperadores manter e prosperar. Mas em 1453, Constantinopla acabou sendo conquistada
bizantinos. Durante seu império, territórios do antigo Império do Ocidente fora pelos turcos otomanos (otomanos deriva do nome de seu líder, Otman), sendo
conquistados, em uma tentativa de restaurar a grandiosidade do Império este o marco mais comum para o fim da Idade Média.
Romano. Este domínio turco, influenciou a imigração dos intelectuais bizantinos
Durante seu reinado, o direito romano foi compilado e revisto por juristas para a península itálica, iniciando o movimento conhecido como Renascimento,
bizantinos, adaptando para as necessidades da nova sociedade cristã. Este como também o aumento dos impostos sobre os produtos importados da Ásia,
trabalho deu origem ao Corpus juris civilis (corpo de leis civis), uma extensa obra forçando os reinos europeus a buscarem uma alternativa com as navegações em
constituída de leis e normas, garantindo a unidade do império, assim como, o direção as Índias.
poder do imperador.

Você também pode gostar