Você está na página 1de 17

UERJ 2012 2ª.

ETAPA
Recentemente, no Rio de Janeiro, recrutas da Marinha foram contaminados por vírus influenza
tipo B. Esse vírus se replica de modo idêntico ao do vírus influenza tipo A, causador da
pandemia de gripe suína no ano de 2009.
Cite o tipo de ácido nucléico existente no vírus influenza tipo B e explicite seu mecanismo de
replicação.

RNA formado por hélice simples.


O RNA viral é transcrito em seu RNA complementar, utilizado pela célula como RNA mensageiro.

UNIVESP 2010 Recomenda-se que apenas os casos graves de gripe (influenza) causada pelo vírus A
(H1N1) sejam medicados com antiviral. Essa precaução leva em conta as altas taxas de mutação a que
os vírus de influenza estão sujeitos, pois

a) os medicamentos antivirais só são efetivos contra as formas altamente mutantes dos vírus, que
causam os casos mais graves da doença, estes os únicos que podem beneficiar-se do tratamento.
b) as mutações produzem diversidade genética e os vírus resistentes ao medicamento, que venham a
surgir, podem tornar-se predominantes, pois não são eliminados pelo tratamento.
c) as mutações tendem a originar indivíduos mais adaptados ao meio e, portanto, os vírus reagem ao
medicamento, tornando-se progressivamente resistentes ao tratamento.
d) os medicamentos antivirais têm como efeito colateral aumentar a taxa de mutação dos vírus que
passam a se multiplicar mais rapidamente e, assim, se tornam resistentes ao tratamento.
e) as mutações induzidas por medicamentos provocam especificamente aumento de resistência, e o
tratamento contra um vírus, que possui taxa de mutação elevada, tem alta probabilidade de originar
linhagens virais resistentes.

UNESP 2012 Em 2008, a Secretaria Estadual de Saúde e pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz,
ambas do Rio de Janeiro, confirmaram um caso de dengue adquirida durante a gestação. A mãe, que
havia adquirido dengue três dias antes do parto, deu a luz uma garotinha com a mesma doença. O
bebe ficou internado quase um mês, e depois recebeu alta.
Pode-se afirmar corretamente que esse caso
a) contradiz a hipótese de que a criança em gestação receba, por meio da barreira placentária,
anticorpos produzidos pelo organismo materno.
b) contradiz a hipótese de que a dengue e uma doença viral, uma vez que pode ser transmitida entre
gerações sem que haja a participação do Aedes aegypti.
c) confirma que a dengue e uma doença infectocontagiosa, que só pode ser transmitida de pessoa para
pessoa através de um vetor.
d) demonstra a possibilidade da transmissão vertical, de pessoa para pessoa, através do contato da
pessoa sadia com secreções da pessoa doente.
e) demonstra a possibilidade de o virus da dengue atravessar a barreira placentária, sem que seja
necessária a presença de um vetor para sua transmissão.

Resolução
O vírus da dengue pode atravessar a barreira placentária e passar do sangue da mãe para o
sangue da criança. Não ha necessidade de um vetor para que ocorra esta transmissão.
UNESP 2012 No filme Eu sou a lenda, um vírus criado pelo homem espalhou-se por toda a população
de Nova Iorque. As vítimas do vírus, verdadeiros zumbis, vagam à noite pela cidade, à procura de
novas vítimas. No filme, Robert Neville (Will Smith) é um cientista que, sem saber como, tornou-se
imune ao vírus. A obsessão de Neville é encontrar outros que, como ele, não estão infectados, e
possibilitar um mecanismo para a cura. A cura vem através do sangue: amostras de sangue de pessoas
doentes que melhoraram depois de infectadas pelo vírus, quando administradas a outros doentes,
podem promover a melhora.

Considerando-se o contido na sinopse do filme, pode-se inferir que, mais provavelmente, o princípio
biológico utilizado por Neville para debelar a doença é a administração de

(A) soro, composto de anticorpos presentes no sangue de pacientes contaminados.


(B) soro, composto de antígenos presentes no sangue de pacientes contaminados.
(C) vacina, composta de anticorpos presentes no sangue de pacientes contaminados.
(D) vacina, composta de antígenos presentes no sangue de pacientes contaminados.
(E) vírus atenuados, presentes no sangue de pacientes que melhoraram ou no sangue de pessoas
imunes.
UNESP 2010 67 C
Observe a tirinha, que alude à gripe Influenza A (H1N1).
(Jornal Unesp, n.o 246, julho 2009. Adaptado.)

Na tirinha, o personagem afirma que os vírus podem ser de DNA ou RNA e que estes não têm vida
própria fora das células. Esta última afirmação se justifica, pois os vírus de
a) DNA não apresentam genes para RNA mensageiro, ribossômico ou transportador, utilizando-se de
todos esses componentes da célula hospedeira.
b) DNA apresentam todos os genes que necessitam para sua replicação, utilizando-se apenas da
energia e nutrientes da célula hospedeira.
c) DNA apresentam apenas os genes para RNA mensageiro, e para sua replicação utilizam-se dos
demais elementos presentes na célula hospedeira.
d) RNA não apresentam nenhum gene, e por isso são incapazes de replicar seu material genético,
mesmo quando em uma célula hospedeira, utilizando-se desta apenas para obtenção de energia.
e) RNA são os únicos que apresentam seus próprios ribossomos, nos quais ocorre sua síntese proteica.
Utilizam-se da célula hospedeira apenas como fonte de nutrientes.

Resolução
Os vírus de DNA possuem apenas genes para RNA mensageiro, pois utilizam todos os demais elementos presentes
na célula hospedeira para sua replicação.

UNIVESP 2010 01 Considere as seguintes características dos seres vivos:


I. Capacidade de evoluir ao longo do tempo.
II. Organização celular.
III. Presença de material genético.
Dentre tais características, os vírus apresentam apenas
a) I.
b) II.
c) II e III.
d) I e II.
e) I e III.

Resposta - E
UFMG 2010
Em 2009, a população de todos os continentes viu-se alarmada com a notícia de uma pandemia de
gripe pelo vírus Influenza A (H1N1), que remeteu ao ocorrido entre 1918 e 1920, quando, devido à
chamada Gripe Espanhola, morreram cerca de 50 milhões de pessoas.

1. Depois de certo tempo, a frequência de uma doença pandêmica vai diminuindo, até esta se tornar
uma enfermidade rara.
EXPLIQUE, do ponto de vista biológico, essa afirmativa.

2. CITE dois mecanismos genéticos que permitem o aparecimento de novos subtipos virais, de
maior letalidade.

Mecanismo 1: _________________________________________________________________
Mecanismo 2: _________________________________________________________________

3. EXPLIQUE como o vírus Influenza A, cujo material genético é RNA, é capaz de se multiplicar
numa célula infectada.

1. O CONTATO COM O VÍRUS DESPERTA A RESPOSTA IMUNE COMPETENTE QUE PERMITE A LONGO
PRAZO MEMÓRIA IMUNOLÓGICA, POSSIBILITANDO A SELEÇÃO NATRUAL DE INDIVÍDUOS
RESISTENTES À INFECÇÃO.
2. MUTAÇÃO E RECOMBINAÇÃO GÊNICA
3. O RNA VIRAL É REPLICADO NA CÉLULA HOSPEDEIRA E PASSA A COMANDAR A SÍNTESE DE
NOVOS VÍRUS OBS. O VÍRUS INFLUENZA NÃO É UM RETROVÍRUS.

UFOP 2010 03. O caráter zoonótico de certas doenças, aquelas que circulam entre seres
humanos e animais, assim como as freqüentes mutações dos vírus associados a algumas
outras doenças, podem dificultar o sucesso das vacinas.
Considerando essa afirmação, faça o que se pede.
A) Dê exemplo de três dessas doenças.
zoonoses: febre amarela; raiva; leihmaniose; toxoplasmose; hidatidose; etc
Viroses: dengue; AIDS; febre amarela; rubéola; sarampo; etc
B) Cite qual das informações contidas no texto explica a falta de vacina eficaz.
As constantes mutações dos vírus
FUVEST 2010 56 Considere as seguintes características atribuídas aos seres vivos:
I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células.
II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código universal.
III. Quando considerados como populações, os seres vivos se modificam ao longo do tempo.
Admitindo que possuir todas essas características seja requisito obrigatório para ser classificado como
“ser vivo”, é correto afirmar que

a) os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos preenchem os requisitos I, II e III.
b) os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não preenchem o requisito I.
c) os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II e III, mas não o requisito I.
d) os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III, mas não os requisitos I e II.
e) os vírus não são seres vivos, porque não preenchem os requisitos I, II e III.

UFRJ 2010 Os gráficos a seguir apresentam o crescimento de uma espécie de bactéria e de um vírus
bacteriófago em ciclo lítico, ambos em ambientes sem limitação de recursos.

Identifique qual gráfico (A ou B) representa o crescimento das bactérias e qual representa


o crescimento dos bacteriófagos. Justifique sua resposta.

SOLUÇÃO
Bactéria, B; bacteriófago, A. As bactérias possuem divisão binária, por isso seu número dobra a
cada ciclo. Os bacteriófagos são vírus que infectam as bactérias e utilizam seu metabolismo
para formar novos vírus. A cada ciclo lítico, um único bacteriófago gera muitos outros .
28 UERJ 2010 1ª FASE A gripe conhecida popularmente como gripe suína é causada por um vírus
influenza A.
Esse tipo de vírus se caracteriza, dentre outros aspectos, por:
- ser formado por RNA de fita simples (-), incapaz de atuar como RNA mensageiro ou de sintetizar DNA
nas células parasitadas;
- os RNA complementares do RNA viral poderem ser traduzidos em proteínas pelo aparelhamento
celular.
Os esquemas a seguir apresentam um resumo de etapas dos processos de replicação de alguns dos
vírus RNA,
após penetrarem nas células.

O tipo de replicação encontrado no vírus infuenza A está representado no esquema de número:


(A) I
(B) II
(C) III
(D) IV

B
CEDERJ 2010

Resposta - D
UERJ 2009 Nas últimas décadas, os serviços de saúde têm voltado sua atenção para várias viroses
humanas até então desconhecidas e, ao mesmo tempo, se preocupam com o aumento do número de
casos de outras que pareciam já controladas. Essas doenças são conhecidas, respectivamente, como
emergentes e reemergentes.
Cite um exemplo de cada uma dessas viroses encontradas no Brasil e apresente um fator responsável
pela emergência e outro pela reemergência.

Uma das viroses emergentes:


• AIDS
• febre hemorrágica (Hantaviroses)
GRIPE H1N1
Fator para a emergência:
Mutações que levam ao surgimento de vírus desconhecido ou à transposição de vírus existente
em outra espécie.
Uma das viroses reemergentes:
• dengue
• febre amarela
Um dos fatores para a reemergência:
• condições deficientes de saneamento básico
• medidas insuficientes visando ao controle de vetores
• alterações ocorridas no meio ambiente, antropogênicas ou não
• baixos níveis socioeconômico e educacional de populações

01) UFSC 2003 “Do mesmo modo que os vírus de computador estragam programas inteiros e podem
comprometer seriamente o disco rígido, tornando-o imprestável, os vírus biológicos funcionam
como verdadeiros hackers da célula”. (UZUNIAM, A.; BIRNER, E. Biologia. São Paulo: Harbra,
2001. v. único, p. 267).
Em relação aos vírus biológicos, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01. Os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios em que a falta de hialoplasma e ribossomos
impede que os mesmos tenham metabolismo próprio.
02. Os vírus são organismos acelulares, constituídos por uma capa protéica envolvendo uma molécula
de ácido nucléico, que pode ser DNA ou RNA, e pequenos mesossomos, que realizam a síntese das
proteínas virais.
04. Existem vírus que infectam células animais penetrando nelas com a cápsula e o ácido nucléico.
08. Hepatite, esquistossomose e tuberculose são exemplos de doenças viróticas.
16. A dificuldade de produzir vacinas eficientes contra a gripe e outras viroses independe do elevado
grau de mutação do patrimônio genético dos vírus.
32. A capacidade reprodutiva dos vírus é assombrosa, considerando-se que um único vírus é capaz de
produzir, após algumas horas, milhões de novos indivíduos.

1+4+32 = 37
22.PUCPR 2008 V.rus . uma entidade biológica que pode infectar organismos vivos. Vírus são
parasitas intracelulares obrigatórios e isso significa que eles somente se reproduzem pela invasão e
controle da maquinaria de auto-reprodução celular. O termo vírus geralmente se refere .s partículas
que infectam eucariontes, enquanto o termo fago . utilizado para descrever aqueles que infectam
procariontes. Tipicamente, estas partículas carregam uma pequena quantidade de ácido nucléico
cercada por alguma estrutura protetora consistente de prote.na também conhecida como envelope viral
ou capsídeo; ou feita de proteína e lipídio. S.o conhecidas aproximadamente 3.600 espécies de vírus,
sendo que algumas s.o patogênicas para o homem.
Analise as proposições sobre os vírus:
I) Vírus com a enzima transcriptase reversa são possuidores de RNA como material genético e são
capazes de promover cópias de moléculas DNA a partir de moléculas de RNA.
II) Febre amarela, dengue, varíola, poliomielite, hepatite, hanseníase, Aids, condiloma, sarampo, sífilis e
caxumba são exemplos de viroses humanas.
III) Há vírus bacteriófagos capazes de realizar o ciclo lítico onde a célula infectada não sofre alterações
metabólicas e acaba gerando duas células filhas infectadas.
IV) Antibióticos como a penicilina, cefalexina e ampicilina não são indicados para o tratamento de
viroses pois os vírus devido a sua elevada capacidade mutagência desenvolvem rapidamente
resistência a esses medicamentos.
V) Normalmente, os vírus apresentam especificidade em relação ao tipo de célula que parasitam.
Assim, o vírus da hepatite tem especificidade pelas células hepáticas; os vírus causadores de verrugas
têm especificidade por células epiteliais; assim como os vírus que atacam animais são inócuos em
vegetais e vice-versa.
Estão corretas:
A) II, III e IV.
B) I, II e III.
C) apenas I e V.
D) I, IV e V.
E) apenas III e V.

C
6 PUC-RJ 2004 Com relação ao tamanho dos seres microscópios, é correto afirmar que:
(A) os vírus são menores que os protozoários.
(B) a maioria das bactérias é maior que as leveduras.
(C) a maioria dos vírus é maior que as bactérias.
(D) bactérias e protozoários têm o mesmo tamanho.
(E) protozoários são geralmente menores que as bactérias.

6- Resposta: (A) os vírus são menores que os protozoários.


Os vírus são partículas compostas somente por ácidos nucléicos e proteínas podendo ou não
apresentar cápsula lipoprotéica. São desprovidos de estrutura celular e de metabolismo, o que
contribui para seu tamanho bastante reduzido, menor do que qualquer célula.

1) (UNIMEP modificado) Alguns vírus atacam e destroem bactérias e por isso receberam o nome de
bacteriófagos ou simplesmente fagos. Com relação a esses vírus afirma-se que:
a) São constituídos quimicamente de moléculas de hidrocarbonetos
b) Possuem grandes quantidades de mitocôndrias e ergastoplasma essenciais para que se possam
reproduzir
c) São constituídos de uma cápsula protéica e ácido nucléico o DNA, sendo apenas o DNA injetado na
bactéria
d) São constituídos de nucleoproteína, e penetram inteiros dentro da bactéria, multiplicando-se, então,
por cissiparidade

2) (UFBA modificado) A caracterização do vírus como ser vivo está relacionada com a capacidade de:
a) Sobreviver em meios de cultura artificiais mantidos em laboratório
b) Realizar a síntese de proteínas, utilizando seus próprios ribossomos
c) Reproduzir-se e sofrer modificações nas suas características hereditárias
d) Fabricar o seu próprio alimento, quando em vida livre, e armazena-lo, para uso, quando cristalizado

3) (UFBA modificado) No mundo dos excessivamente pequenos, encontram-se os vírus, que se


caracterizam por serem:
a) De crescimento e multiplicação restritos ao interior das células que parasitam
b) Organismos vivos que se apresentam sob uma mesma forma
c) Estruturalmente semelhantes às células vegetais
d) Agentes infecciosos específicos de células animais

4) (UFMG - modificado) Assinale a opção que se refere a uma doença virótica:


a) Blenorragia
b) Coqueluche
c) Tétano
d) Febre amarela

5) (Med. UERJ modificado) A respeito do genoma bacteriano, torna-se lícito afirmar:


a) Que o DNA bacteriano encontra-se envolvido pela membrana nuclear
b) Que o DNA bacteriano é circular
c) Que o DNA nuclear é homólogo do DNA mitocondrial do microorganismo
d) Que o DNA é sensível à ação da desoxirribonuclease e ribonuclease
6) (ECP 2001) As cianobactérias foram, por muito tempo, consideradas cianofíceas. Respectivamente,
o que levou os pesquisadores a considerar estes organismos como algas unicelulares e,
posteriormente, a serem enquadrados no reino Monera?
a) A presença de clorofila e por não possuírem membrana nuclear
b) Realizarem a fotossíntese e possuírem plasmídeos
c) Serem aquáticos e procariontes
d) A presença de clorofila e serem microscópicos

7) (FUVEST modificado) Um antibiótico que atue nos ribossomos mata:


a) Bactérias por interferir na síntese de proteínas
b) Bactérias por provocar plasmólise
c) Vírus por alterar o seu material genético
d) Fungos por intervir na síntese de lipídios

8) (ECP 2001) Analise as afirmativas abaixo sobre o HIV:


I- é um vírus envelopado com o ácido nucléico o RNA
II- é um vírus que possui a enzima transcriptase reversa
III- a transcriptase reversa produz um DNA a partir do RNA viral
IV- é específico para o linfócito T
Estão CORRETAS as afirmações:
a) I, II e III
b) II, III e IV
c) I, III e IV
d) todas estão corretas

9) (Unip-SP modificado) O esquema mostra, de maneira simplificada, a replicação do vírus da AIDS


(HIV) pela seqüência de ácidos nucléicos.

Sabe-se que o AZT, empregado no tratamento da AIDS, inibe a transcriptase reversa, que no esquema
está representada em:
a) 1
b) 1 e 2
c) 2
d) 2 e 3

10) (Fatec-SP modificado) Em uma conferência relacionada à ecologia, referiu-se à existência de


organismos procariotos, cuja reprodução é assexuada e se faz através de estruturas especiais, os
hormogônios. Esses organismos são, também, capazes de fixar o nitrogênio atmosférico e fazer
fotossíntese. Sua clorofila, no entanto, está dispersa no citoplasma. Trata-se de:
a) Bactérias quimiossintetizantes
b) Cianofíceas
c) Algas
d) Traqueófitas

GABARITO: 1 C / 2 C / 3 A / 4 D / 5 B / 6 A / 7 A / 8 D / 9 A / 10 B
1. “Vitória realiza hoje o dia D contra a dengue”.

A Gazeta, 28 de fevereiro de 2002.

Em relação a dengue, responda:

a) Qual o agente transmissor do vírus da dengue?


________________________________________________________________

b) Cite três sintomas causados pelo vírus da dengue?


________________________________________________________________
________________________________________________________________

c) Cite três medidas profiláticas para se combater a dengue?


________________________________________________________________
________________________________________________________________

2. O PULSO – letra: Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Tony Bellotto.

O pulso ainda pulsa


O pulso ainda pulsa
Peste bubônica câncer pneumonia
Raiva rubéola tuberculose anemia
Rancor cisticercose caxumba difteria

O pulso ainda pulsa


O pulso ainda pulsa
Hepatite escarlatina estupidez paralisia
Toxoplasmose sarampo esquizofrenia
Úlcera trombose coqueluche hipocondria
Sífilis ciúme asma cleptomania

O corpo ainda é pouco


O corpo ainda é pouco
Reumatismo raquitismo cistite disritmia
Hérnia pediculose tétano hipocrisia
Brucelose febre tifóide arteriosclerose miopia
Catapora culpa cárie câimbra lepra afasia

O pulso ainda pulsa


O pulso ainda pulsa

Observando a letra da música responda:

a) Cite três viroses:


___________________________________________________________________
b) Cite três infecções bacterianas:
___________________________________________________________________

c) Existe alguma patologia que é prevenida com vacinas? Caso exista qual(is)?
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

3. (FUVEST–SP) – Um organismo unicelular pode se reproduzir de duas maneiras: cissiparidade e por


conjugação. Qual desses processos possibilita variabilidade genética? Por quê?
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

4. Cite duas importâncias ecológicas das bactérias?


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

5. (PUC–SP) - O vírus da AIDS deprime o sitema imunológico, porque:

a) fagocita as hemoglobinas
b) fagocita os leucócitos
c) parasita os linfócitos
d) inibe a diaspedese
e) confere resistência as bactérias

6. (UNIP–SP) – O esquema a seguir mostra, de maneira simplificada, a replicação do vírus da AIDS


(HIV), através da seqüência de ácidos nucléicos:

Sabe – se que o AZT, que o empregado no tratamento da AIDS, inibe a transcriptase reversa que, no
esquema proposto, está representada em:

a) 1
b) 2
c) 3
d) 1 e 2
e) 2 e 3

7. (UFRN–RN) – As tentativas de desenvolvimento de vacinas contra o vírus da AIDS tem sido


infrutíferas porque:

a) Ele é formado apenas por DNA


b) O seu material genético é altamente mutagênico
c) O vírus é um parasita intracelular obrigatório
d) Ele é formado apenas por RNA
e) O retrovírus usa o RNA como molde para a síntese de DNA

8. “SURTO DE CÓLERA ATINGE CENTENAS DE PESSOAS NA CIDADE PARANAENSE DE


PARANAGUÁ”.

Revista Época, 12 de abril de 2001


Em relação à cólera, responda:
a) Agente patológico causador da infecção?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
b) Cite duas formas de proteção contra esta doença.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

9. Cite duas características morfofisiológica das bactérias?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

GABARITO

1. a) O mosquito Aedes aegypti.


b) Dores musculares
Febre
Aparecimento de pintas vermelhas
Cefaléia (dor de cabeça)
c) Evitar que água se acumule em pneus ou qualquer vasilhame que possa armazenar água e servir
como meio de reprodução do mosquito
Eliminar o mosquito
Uso do fumacê
Uso de repelente e uso de tela nas janelas.

2. a) Raiva, sarampo e rubéola.


b) Tuberculose, tétano e pneumonia.
c) Sim. Tétano, tuberculose, rubéola, hepatite e paralisia.

3. Conjugação, pois ocorre uma "recombinação" de material genético da célula doadora com o da célula
receptora, tal fato permite a variabilidade genética.

4. Fixação de Nitrogênio.
Decomposição da matéria orgânica, permitindo a reciclagem de nutrientes.

5. c / 6. a / 7. b

8. a) V. cholerae (bactéria)
b) Saneamento básico.
Consumir água filtrada ou fervida.
Higiene com os alimentos a serem consumidos.

9. Procariontes - Ausência de carioteca.


Única organela - ribossomos.

FUVEST 2002 Os vírus


a) possuem genes para os três tipos de RNA (ribossômico, mensageiro e transportador), pois utilizam
apenas aminoácidos e energia das células hospedeiras.
b) possuem genes apenas para RNA ribossômico e para RNA mensageiro, pois utilizam RNA
transportador da célula hospedeira.
c) possuem genes apenas para RNA mensageiro e para RNA transportador, pois utilizam ribossomos
da célula hospedeira.
d) possuem genes apenas para RNA mensageiro, pois utilizam ribossomos e RNA transportador da
célula hospedeira.
e) não possuem genes para qualquer um dos três tipos de RNA, pois utilizam toda a maquinaria de
síntese de proteínas da célula hospedeira.
Resolução
D - Os vírus possuem genes apenas para RNA mensageiro, utilizando ribossomos e RNA transportador
da célula por eles parasitada.

QUESTÕES DISCURSIVAS:
1. (FAAP-SP) O que são, como se constituem e onde se reproduzem os vírus?
2. (Vunesp-SP) O vírus responsável pela Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é um
retrovírus.
Qual o tipo de ácido nucléico que constitui o material genético dos retrovírus?
A denominação retrovírus refere-se a que característica desse vírus?
3. (Fuvest-SP) Bacteriófagos foram tratados com fósforo e enxofre radiativos. Sabendo que o fósforo se
incorpora ao DNA e que o enxofre às proteínas virais, que tipo de radiatividade você espera encontrar
no interior de uma célula hospedeira desses vírus? Por quê?
4. (Fuvest-SP) Com o objetivo de promover a reprodução de certo vírus bacteriófago, um estudante
incubou vírus em meio de cultura esterilizada, que continha todos os nutrientes necessários para o
crescimento de bactérias. Ocorrerá a reprodução dos vírus? Por quê?
5. Alguns estudiosos consideram que os vírus são seres vivos. Em que se baseia essa ideia?
6. Os vírus se reproduzem por um processo de montagem nas células hospedeiras. Explique o
significado desse processo.
7. Cite cinco exemplos de viroses humanas.
8. "O vírus da AIDS destrói os linfócitos T, provocando a falência do sistema imunológico humano. O
HIV pode ser transmitido para uma pessoa através de relação sexual com parceiro contaminado pelo
vírus, por transfusão de sangue contaminado, pelo uso de seringa contaminada e também através de
abraço, aperto de mão, toalhas e utensílios domésticos (como talheres e pratos)." Você concorda com
todas as afirmações contidas nesta frase? Explique.
9. (PUC-SP) O esquema a seguir representa os principais componentes do vírus da AIDS, o HIV,
pertencente à família dos retrovírus:

a) Em qual dos componentes representados está localizada a "informação genética" desse vírus?
b) "Os doentes com AIDS apresentam maior sensibilidade às moléstias infectocontagiosas." Justifique
esta afirmação, relacionando-a com a função desempenhada pela célula parasitada pelo HIV.
10. (Vunesp-SP) A AIDS ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é uma doença causada pelo
HIV ou vírus da da imunodeficiência humana.
Pergunta-se:
a) O que significa cada uma das seguintes palavras: síndrome; imunodeficiência; adquirida?
b) Cite duas maneiras pelas quais se pode adquirir AIDS.
11. (Unicamp-SP) Um pouco alarmado com a elevada ocorrência de dengue transmitida pelo mosquito
Aedes aegypti, um morador de Campinas telefonou para a Sucen (Superintendência de Controle de
Endemias) e relatou que havia sido picado na mata, à noite, por um mosquito grande e amarelado.
Relatou também que, no dia seguinte, começou a ter febre e sentir dor nas articulações. O biólogo da
Sucen ao saber, ainda, que este senhor não tinha viajado para qualquer área endémica da doença,
tranqüilizou-o dizendo que certamente não teria contraído a dengue, embora fosse importante que ele
procurasse atendimento médico. Cite cinco fatos relatados acima que levaram o biólogo da Sucen a
concluir que essa pessoa não estava com dengue.
12. Cite três medidas de prevenção contra a AIDS e a dengue.
VÍRUS E ANTIBIÓTICOS:
Considerados como uma das maiores conquistas da ciência moderna, os antibióticos, juntamente com
as vacinas e os soros, têm salvado muitas vidas. Substâncias quimicamente muito diferentes entre si,
os antibióticos podem ser naturais — quando produzidos por seres vivos, como fungos e bactérias —
ou sintéticos— quando produzidos em laboratório a partir de produtos químicos. Os antibióticos atuam
de diferentes maneiras sobre as células bacterianas:
Podem bloquear a síntese da parede celular; desorganizar estruturalmente a membrana plasmática;
agir sobre a atividade dos ácidos nucléicos, quando inibem a duplicação do DNA ou interferem na
síntese de proteínas, bloqueando, por exemplo, a formação do RNA mensageiro (RNAm).
Mas os vírus são organismos acelulares; não possuem parede celular nem membrana plasmática e se
mostram absolutamente inertes quando fora de uma célula viva. Assim, os antibióticos não fazem
qualquer efeito sobre eles; os vírus são, pois, "imunes" à ação destas substâncias. Porém, graças à
natureza protéica da cápsula viral, que atua como antígeno, um organismo infectado pode se defender
contra os vírus produzindo anticorpos específicos, como acontece na gripe. Em alguns casos, a
produção de anticorpos específicos pode ser "incentivada" através do uso de vacinas; é o caso, por
exemplo, das vacinas anti-rábica e antipoliomielítica, de eficácia largamente comprovada.
13. Sobre o texto Vírus e antibióticos, responda:
a) Os antibióticos têm algum efeito sobre os vírus? Por quê?
b) Como nosso organismo pode se defender contra as viroses?

GABARITO:
1. São entidades ultramicroscópicas, constituídas basicamente de proteínas e ácido nucléico,
que pode ser DNA ou RNA. Os vírus só se reproduzem no interior de células vivas.
2. RNA. A denominação retrovírus refere-se ao fato de, nesses vírus, o RNA produzir DNA, que,
por sua vez, produz novas moléculas de RNA; nos demais seres vivos, é o DNA que produz RNA,
relacionado com a síntese proteica.
3. Como o vírus injeta o DNA na célula hospedeira, deve-se encontrar em seu interior o fósforo
radiativo. Já o enxofre, que se incorpora às proteínas, permanece fora da célula, uma vez que a
cápsula protéica normalmente não penetra na célula parasitada.
4. Não, porque os vírus são dependentes dos ribossomos e das enzimas da célula hospedeira
para a sua reprodução, uma vez que são destituídos desses componentes.
5. Baseia-se na presença de ácido nucléico no interior dó vírus (DNA ou RNA), fato que lhe
confere capacidade reprodutiva, embora a expensas da célula hospedeira.
6. O ácido nucléico virai, uma vez no interior da célula hospedeira, comanda a síntese de novos
vírus à custa da energia e do material bioquímico da célula infectada, por um processo de
montagem.
7. AIDS, poliomielite, gripe, dengue e sarampo.
8. Não. Atualmente não há nenhuma comprovação de que a convivência social, incluindo
abraços, apertos de mão e uso comum de toalhas e de utensílios domésticos possam transmitir
o vírus.
9. a) No RNA. b) O HIV destrói os linfócitos-T, células sangüíneas associadas à defesa do
organismo; logo, os doentes com AIDS apresentam maior sensibilidade às moléstias
infectocontagiosas.
10. a) Síndrome: caracteriza um conjunto de sinais e sintomas que pode ser produzido por mais
de uma causa. Imunodeficiência: indica que o sistema imunológico do indivíduo está debilitado.
Adquirida: tratando-se de doença, significa que o indivíduo a contraiu em qualquer época de sua
vida, sem nenhuma influência hereditária,
b) Através de relações sexuais com parceiro contaminado e de seringas contaminadas.
11. a) O Aedes aegypti possui hábitos diurnos (o morador disse que foi picado à noite),
b) O Aedes aegypti não é amarelo; sua coloração é escura,
c) O Aedes aegypti tem hábitos urbanos, vivendo dentro ou nas proximidades das habitações
humanas; o morador relatou que foi picado na mata.
d) O Aedes aegypti não tem grande porte; é um mosquito pequeno e delgado,
e) O período de incubação do vírus é de alguns dias; assim a doença normalmente não se
manifestaria no dia seguinte ao da picada do mosquito. Além das considerações acima, pode-se
também destacar o fato de o morador não ter viajado para qualquer área endêmica da doença.
12. AIDS: Uso de preservativos nas relações sexuais, utilização de sangue comprovadamente
não contaminado pelo HIV nas transfusões e esterilização de agulhas, seringas e materiais
cirúrgicos. Dengue: Eliminação de locais em que o mosquito transmissor possa se reproduzir;
uso de telas que
dificultem o acesso do mosquito às moradias; combate ao mosquito através de inseticidas
adequados.
13. a) Não, porque os vírus não possuem parede celular e nem membrana plasmática e
permanecem inertes quando fora de uma célula viva.
b) Através da produção de anticorpos específicos pelo organismo; essa produção pode
ser desencadeada através do uso de vacinas.