Você está na página 1de 34

FTFaculdade

- ENC - UnBde Tecnologia – Engenharia Civil e Ambiental –Planejamento


UniversidadededeTransportes
Brasília - 166758

Planejamento de Transportes
166758

Aula 04
- Processo de Planejamento: Identificação de
Problemas
- Grupo Focal
Prof. Pastor W. Gonzales Taco, Dr.
pwgtaco@gmail.com

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Objetivo Geral
 Caracterização do contexto do planejamento de
transporte

Objetivos Específicos
 Levantamento das aspirações dos atores em relação
ao planejamento de transporte;

 Levantamento dos problemas de Transporte;

 Obter informações do transporte de Betel

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Casos de Estudo:

 Transporte Urbano na cidade de Brasília (problemas


do sistema de transporte coletivo urbano do eixo
Plano Piloto – Taguatinga); (Local)

 Cidade de Betel (problemas do sistema de transporte


e estrutura urbana); (Regional)

 Infraestruturas de Transporte no Brasil (problemas do


planejamento dos sistemas de transporte). (Nacional /
Internacional)

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Qual o meu papel na


conformação do
futuro?

Estamos Fazemos o suficiente


caminhando para para alcançá-lo?
onde queremos?

Qual a minha governabilidade como planejador?


Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Então...

O que é planejamento?

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Planejar é uma ação


essencialmente
racional, humana...

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

..o planejamento como um problema


entre os homens...
..... o homem “indivíduo”, que procura alcançar objetivos
particulares,
e o homem “coletivo” que busca uma ordem e direção
societária;

..... entre as distintas forças sociais,


nas quais se encarna o homem
coletivo, que lutam por objetivos
opostos.
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Elementos…

uma intenção, O objeto planejado,


O sujeito que planeja
e age expectativa, que muda
ou fim

Sujeito (Individual) Minha vida


Cidade
Transporte
Sujeito (Social)
PLANOS
OBJETIVOS
METAS

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758
Planejamento e Planejamento de Transporte

Planejamento

uma atividade humana

realização de um objetivo Baseado pelo


conhecimento
específico no futuro adquirido pelo
professional
avaliação das condições de
atuais e futuras planejamento
junto a meios
analíticos,
seleção de alternativas sistemáticos, e
científicos.
Considerando
prioridades e recursos
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

O que é Planejamento?

Planejar está
associado à idéia de
preparação e controle
do futuro a partir do
presente através da
reflexão sistemática
sobre a realidade a
enfrentar e os
objetivos a atingir.
(Matus, 1988)

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

PLANEJAMENTO...

• o Planejamento não diz respeito a decisões futuras,


mas às decisões presentes;

• o Planejamento é um processo sistemático e


constante de tomada de decisões;

• o Planejamento é um processo de ações inter-


relacionadas e interdependentes que visam ao alcance
de objetivos estabelecidos;

• o processo de Planejamento é muito mais importante


que seu produto final.

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Definição de Planejamento

“Método de aplicação, contínuo e permanente, destinado a


resolver, racionalmente, os problemas que afetam uma
sociedade situada em determinado espaço, em determinada
época, através de uma previsão ordenada capaz de
antecipar suas ulteriores consequências”
(Ferrari, 1979)

É, portanto, um processo continuado que segue métodos científicos


para a condução da análise e elaboração de soluções (Ferrari, 1979)

Deve ser:
Exeqüível, adequado, eficaz, coerente e politicamente aceitável
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Planejamento e Planejamento de Transporte

ABORDAGENS

•• Problema
Problema

• Decisão

• Objetivos

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Tradicionais Passos do Processo de Planejamento de Transporte

DEFINIÇÃO DO
PROBLEMA - Tecnológicos
Elementos
- Políticos
e
- Sociais
REQUISITOS PARA Recursos
- Econômicos
SOLUÇÃO

GERAÇÃO DE
ALTERNATIVAS

AVALIAÇÃO DE
ALTERNATIVAS
- Benefícios
Qualitativos
- Vantagens SELEÇÃO DA
/
- Desvantagens
Quantitativos MELHOR
- Limitações
ALTERNATIVA
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FTFT--ENC
ENC--UnB
UnB Planejamento de Transportes - 166758

Levantamento/Sistematização
de Problemas

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Casos de Estudo:

 Transporte Urbano na cidade de Brasília (problemas


do sistema de transporte coletivo urbano do eixo
Plano Piloto – Taguatinga); (Local)

 Cidade de Betel (problemas do sistema de transporte


e estrutura urbana); (Regional)

 Infraestruturas de Transporte no Brasil (problemas do


planejamento dos sistemas de transporte). (Nacional /
Internacional)

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

SISTEMA DE TRANSPORTE – ST

Conjunto de partes (veículos, vias, terminais, entre


outros) que interagem entre si de modo a promover o
deslocamento de pessoas e mercadorias, segundo a
vontade dos usuários e regras de controle pré-
estabelecidas

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Estrutura - Componentes
SISTEMA DE TRANSPORTES

Componentes Componentes
Físicos Lógicos

Estrutura Normativa
Infra-estrutura

Estrutura de Produção

Rede
Estrutura Funcional

Equipamentos Estrutura de Gestão

Estrutura Político-
Institucional

(Ceftru, 2007)
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Estrutura Demanda-Oferta
Sistema de Transporte
localidades onde os deslocamentos
são originados, terminados ou
simplesmente transferidos

componentes físicos do
sistema de transportes
construídos no espaço
geográfico sobre o qual o
veículo transita, flui ou é
proporcionado
Precisam ser
movimentado

(Rodrigue et al, 2006)


Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FTFT--ENC
ENC--UnB
UnB Planejamento de Transportes - 166758

Contexto do Planejamento de Transporte

Entendimento
do problema

Informações
Conhecimento
do Sistema
do Serviço
de Transporte

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

O que é um problema?

Problema é a existência de uma desigualdade


(distância) entre um estado atual de coisas e
uma expectativa ou referencial acerca de um
objeto

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

A Definição de Problema:
Problema é toda e qualquer situação vivida no espaço-tempo da intervenção e
da qual é desejada uma melhoria possível, e que afeta o alcance da sua
finalidade.

PROBLEMA é uma situação atual da qual se espera uma melhoria para a situação
desejada, o OBJETIVO.

Para isso temos que, mais tarde, encontrar as MEDIDAS necessárias para resolver
os PROBLEMAS identificados (atingir os OBJETIVOS)…
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Como identificar um problema?

• Diferença entre como as coisas são e como


se gostaria que fossem.

PROBLEMA

ATUAL DESEJADO

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Como identificar um problema?

PROBLEMA

ATUAL DESEJADO

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Regras para a formulação de PROBLEMAS

Temos 4 regras para a formulação de problemas:

REGRA 1:
Os problemas têm de ser CONCRETOS.

Por exemplo (numa empresa): Se existe a suspeita de que alguém rouba


dinheiro da caixa, isto não é PROBLEMA. PROBLEMA é: “Desfasamento
entre entradas e saídas de caixa” (que deve ser confirmado por dados
contabilísticos).
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

REGRA 2:

Os problemas têm de ser SUSTENTADOS:


Devemos procurar fontes de informação que nos permitam afirmar que se
trata de um PROBLEMA com impacto no funcionamento da realidade em
que estamos a intervir.

“0,001% de usuários insatisfeitos”

MUITA ATENÇÃO:

Por vezes não detemos fontes seguras (por exemplo, as empresas


nem sempre têm sistemas de colheita de informação estruturados
ou quando a intervenção é num ambiente social pouco estudado).
Para sustentar os PROBLEMAS, deve procurar sustentar os
problemas através da diversidade dos pontos de vista…
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

REGRA 3:

Os problemas têm de estar formulados na NEGATIVA.

Deve ser dada a carga negativa à situação encontrada, o PROBLEMA.

PROBLEMA é: “Gastos excessivos de tinta”

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

REGRA 4:

Os problemas devem estar formulados de forma SINTÉTICA.

“Alguns horários com muitos


usuários e outros sem nenhuns”

Como vamos apresentar os problemas nas suas relações de


causalidade, devemos ser sintéticos na sua formulação. Assim,
poderíamos ter: “Horários sobre-lotados”.

Esta regra também nos obriga a verificar se numa formulação não


estão representados dois PROBLEMAS. “Horários noturnos sobre-
lotados” e “Horários diurnos sub-lotados”.
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Técnicas de Representação de PROBLEMAS

1.- Diagrama de Ishikawa


Urbanísticos Segurança Trânsito e circulação
Alteração no uso do solo Conflitos de tráfego
Nº de acidentes Aumento do fluxo de
Impacto na paisagem urbana veículos, bicicletas e pedestres
Alteração na ocupação do solo Congestionamento Congestionamento
Alteração no sentido do
Impactos histórico-culturais Conflitos de tráfego tráfego, itinerário e percurso
Alteração no espaço destinado Áreas para estacionamento
Alteração no sentido Alteração na acessibilidade
a ciclistas e pedestres
de tráfego,itinerário e
Alteração no valor do solo percurso Nº de acidentes
Alteração na velocidade do tráfego
Impacto na configuração espacial Impactos
Tempo de viagem relacionados
à implantação
Níveis de emprego Poluição sonora e atmosférica e operação
Níveis de emprego e renda
e renda Impermeabilização do solo de PGVs
Equidade espacial
(aquecimento, enchentes)
Condições de vida Impactos fiscais
Impacto na paisagem urbana
Segregação urbana Alteração do valor Impactos histórico-culturais
Alteração no espaço destinado do solo Vibração
a ciclistas e pedestres Recursos e energia Ecossistemas terrestres
Recursos e energia
Recursos e energia
Coesão comunitária Comércio local
Nº de acidentes
Impactos histórico-culturais
Alteração na configuração
Atividades comuinitárias espacial
Saúde da população Alteração na ocupação
do solo
Sociais Econômicos Meio ambiente

CAUSA EFEITO
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

• Diagrama causa-efeito, diagrama espinha de peixe,


diagrama 4P, diagrama 6M.

• Ferramenta de grande utilidade, pois permite conhecer


os problemas cada vez mais a fundo.

• É útil quando se necessita identificar, explorar e


ressaltar todas as causas possíveis de um problema
ou situação específica.

• Pode ser usado individualmente.

• Discussão em grupo.

• Destaca as áreas mais significativas.


Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Como construir o diagrama?

1. Defina o problema de forma clara e objetiva.


2. Encontre o maior número de possíveis causas para o problema:
a. Através de um brainstorming da equipe envolvida;
b. Através de pesquisa e análise das folhas de verificação.
3. Construa o diagrama de causa e efeito:
a. Coloque o problema no quadro à direita;
b. Defina as categorias de causas mais apropriadas 4M, 6M, 4P,
outras…
c. Aplique os resultados do brainstorming;
d. Para cada causa questione “Por que isto acontece?” até 5
vezes, relacionando as respostas com a causa principal.
4. Analise o diagrama construído:
a. Identifique as causas que aparecem repetidamente;
b. Obtenha consenso do grupo, ou utilize a técnica de votação;
c. Colete e analise os dados para determinar a frequência relativa
das causas mais prováveis e selecionar as causas de maior
importância.
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Quem é o alvo da intervenção?

O alvo da intervenção é um contexto onde "vivem" indivíduos,


grupos e comunidades que também têm um perfil muito
específico.

O viver nesse cotidiano permite-lhe possuir um saber muito


específico que não é TÉCNICO-CIENTÍFICO, mas sim PRÁTICO
e INFORMAL.

O FOCUS GROUP

O “focus group” corresponde à criação de um espaço-tempo


de troca de informações em grupo, através da focalização dos
seus elementos num determinado assunto/tema. Permite-nos
recolher informação diversa e vasta.
Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

LEVANTAMENTO DE PROBLEMAS

RESUMO: Conhecer o procedimento para o Levantamento de Problemas.

OBJETIVO: Identificar os papéis dos diversos atores no Levantamento de


Problemas.

A participação no Levantamento de Problemas.

O Levantamento de Problemas é um espaço-tempo em que:

Há a PARTICIPAÇÃO ATIVA dos elementos que conhecem o cotidiano do


contexto da intervenção;

Há troca ativa de SABERES TÉCNICO-CIENTÍFICOS e outros SABERES


(culturais, informais, práticos).

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília
FT - ENC - UnB Planejamento de Transportes - 166758

Atividade para próxima aula:


- Listar os problemas da cidade Betel

Jesus é o Senhor
Faculdade de Tecnologia - Engenharia Civil e Ambiental - Universidade de Brasília