Você está na página 1de 11

Curso de Formação

INSTRUTORES E TERAPEUTAS QIGONG

PORTO ALEGRE – 16 de DEZEMBRO 2017 - AULA 10


TEMÁTICA: MAR DE MEDULAS - TEORIA E PRÁTICA

...a pureza de intenções é requisito fundamental para lograr elevar-se sobre tudo o
que poderia anuviar os propósitos de prosseguir. Em última instância é a
flexibilidade interna – a aceitação da sombra – que permite sobre ela se elevar. Ao
se alçar sobre a terra, o ser superior capta o raio luminoso, para poder então,
retornar com essa centelha iluminada ao próprio solo, repartindo-se entre seus
pares. Essa é a tarefa da pessoa honrada.
HEXAGRAMA 35 – JIN – I CHING – O LIVRO DAS MUTAÇÕES E SUA DINÂMICA ENERGÉTICA

ALAYDE MUTZENBECHER

Material elaborado pelo professor


Édison Fontoura - Acupunturista/ClinicalQigongPractitioner
051-984084490 -facebook: @sincronieenergia
OS MARES ENERGÉTICOS DE MEDULAS NA PRÁTICA CONDUZIDA DO QIGONG

A imagem clássica ao lado demonstra dois


praticantes montados, um no tigre, outro no
dragão. A tríplice fusão do caldeirão
representando a “essência” armazenada na água.
Os vapores saídos das entranhas de ambos os
animais míticos, reforça a ideia da alquimia
interna. Tomando a imagem como posicionada de
frente, à esquerda temos o Yang, à direita o Yin,
ou seja, “a mão esquerda agarra o dragão, a mão
direita agarra o tigre”.

O Dragão verde ancora a energia Yin através da


madeira a essência do coração pós-natal.

O Tigre branco ancora a energia Yang pelos


pulmões a essência da energia renal, pré-natal.

Na prática curativa é mister que a pessoa que se dispõe a conduzir algum trabalho de cura
em si mesmo(a) ou na condição de assistir aos demais, tenha o entendimento da forma como
a energia vital é mobilizada pelos condutos do corpo, veículo de manifestação da
consciência que está na porção terminal do contato.

Nas termos utilizados pelas obras clássicas está implícita a resposta, QiGong: habilidade de
manipular a energia vital. Manipular é usar as mãos, o chinês deixou oculta a informação de
que através do uso, da maestria, da prática, do fazer, da experimentação é possível
incorporar a energia vital em um centro (campo de força). Percebemos também que ao
incluir os dois canais Pulmão (metal) e Fígado (madeira) como elementos representantes de
Kan e Li, sinalizou que um dos canais inicia no pé (falange distal do hálux) e termina no
tórax no sexto espaço intercostal. O outro origina-se na região antêro-lateral do tórax no
primeiro espaço intercostal e termina na margem ungueal radial do polegar. Note que a
evolução humana facilita a motricidade e a utilização de instrumentos através do polegar
(fonte de metal), e o hálux é a estrutura no pé que orienta a pisada, energeticamente orienta
o equilíbrio.

Perceba que o hiato, se é que se pode dizer isso, o espaço de transição energética termina e
começa entre madeira e metal.

Material elaborado pelo professor


Édison Fontoura - Acupunturista/ClinicalQigongPractitioner
051-984084490 -facebook: @sincronieenergia
A VIA DUPLA - FLUIR E/OU VAPORIZAR- QI E/OU SANGUE

QI
O ALIMENTO VAPORIZA
QI SANGUE
O AR FLUI
PORTA CÍCLICA

F14 PALÁCIO CENTRAL

P1

espaço alquímico do quadrado mágico aplicado a corporalidade e a pressão Qi

Qual sua natureza,


Fluida ou Vaporizada?
Fluido ou Vapor Como Força ou Choque

A circulação de energia em madeira e metal polariza dóis padrões


específicos de tipologia no momento da anamnese na pratica do QiGong, as
pessoas apresentaram uma ou outra como choque ou força. Madeira é
predominante no gênero feminino, metal no gênero masculino. Porém nada
impede que essa lógica esteja invertida, o que também não constituirá
qualquer alteração patológica. A pessoa com fortaleza em fluídos terá uma
característica mais exacerbada na reatividade (emocionalidade), a de
característica em vapores, uma natureza propensa ao trabalho intelectivo ou
meditativo. Nenhuma das duas condições é excludente em relação a outra.
O eixo de treino vai priorizar a característica de Força, mesmo que em
alguns momentos ou circunstâncias a pessoa em questão apresente algum
processo de excesso em relação a sua tipologia predominante.

Há um cruzamento que podemos fazer utilizando Fluidos e Vapores:

Fluidez Yin: o elemento madeira na sua própria casa, mediando os


processos metabólicos no centro do corpo entre água e fogo, entre terra e
metal. Quando em choque vai apresentar estagnação de sangue na energia
do fígado, tornando a pessoa implosiva. Guarda emoções e memórias,
ressentimentos em excesso. Do quadril pra baixo (abaixo do quadrado
mágico corpóreo) há estase de energia e sangue deficiente. Combinação de
madeira com água, pessoa intuitiva e reflexiva. Quando em choque
demonstra teimosia e inflexibilidade emocional.

Fluidez Yang: o elemento madeira ascendente, pessoa com elevado nível


de energia Yang acima do gradil costal, acima do quadrado mágico
corpóreo. Pessoa com tendência a explosão, autoritária, hiperativa, falante,
muita afinidade pelo movimento corpóreo. Combinação de água com fogo,
pessoa que pensa rápido e planeja todos os movimentos e ações. Quando
em choque demonstra dificuldade de decidir-se diante das emoções que
sente, se deixa empolgar.

Vapores Yin: o elemento metal deslocado para baixo torna essa tipologia
no QiGong uma pessoa inquieta, mas com pouca energia, a voz é
embargada, os fluidos corpóreos são deficientes, tem uma dieta irregular
por se alimentar tarde da noite. A tensão física se encontra abaixo do gradil
costal por dificuldade de expandir a ventilação. Quando em órgão de força
traduz uma pessoa com capacidade de viver muitos anos, o vapor yin
direcionado adentra o Jing e a pessoa se torna sábia. Combinação de metal
com água. Capacidade de grandes idéias e pensamento filosófico profundo.

Vapores Yang: O elemento metal no seu próprio domicílio traduz essa


tipologia no QiGong como o sensitivo, quando em choque toda a
mediunidade ou sensibilidade espiritual trancada, pessoa que absorve
energia de ambientes e de toda a espécie de plano energético, também de
pessoas. Quando em Força, traduz uma capacidade de resiliência acima da
média, pessoa que se programam de uma vida para outra, planejando o
próprio corpo que irão utilizar. Imunidade corpórea acima da média,
capacidade de ler pensamentos e sentimentos com facilidade. Combinação
de metal com fogo, capacidade inventiva, criativa e artística.

Identificar Vapores e Fluidos na Prática do QiGong

Todos os praticantes de QiGong ao instruir seus atendimentos ou aulas irão


primeiramente observar a anamnese a partir dos seguintes fatores:

1. Capacidade ventilatória (presente e forte na tipologia vapor);


2. Disposição elevada (presente e intensa na tipologia fluido);
3. Imaginação fértil (presente no vapor);
4. Motricidade bem desenvolvida (presente no fluido);
5. Adaptabilidade rápida (presente no vapor);
6. Concentração (presente no fluido);
7. Boa conexão na postura do baú invertido (vapor);
8. Boa conexão na postura do baú dourado (fluido)
CONCENTRE
Recebe os vapores celestes pelo Pc8
O PONTO NA
Liberando o som que orienta o metal
POSTURA DO BAÚ
em sua viagem e distribuição de
energia pelo sistema. DOURADO

*/ CONCENTRE
Recebe os fluidos terrestres pelo R1
O PONTO NA
Liberando o som da madeira que
orienta a madeira em sua formação de POSTURA DO BAÚ
sangue no sistema INVERTIDO

Abrindo as Passagens Com os Nós dos Dedos

Os dedos são utilizados na medicina chinesa


como chaves de energia, tanto como
ferramentas que utilizamos para colocar o
Qi em movimento como para servir como
antena ou misturador.

Cada vez que você terapeuta for utilizar os


dedos para realizar uma manobra em si ou
nos outros, tenha em conta que cada dedo
da mão representa os princípios metal e
fogo. O fogo está duas vezes reproduzido
nas mãos, em imperial e ministerial porque
é pela sua obra, pelo que manipula que o ser
humano pode conscientizar-se.
Material elaborado pelo professor
Édison Fontoura - Acupunturista/ClinicalQigongPractitioner
051-984084490 -facebook: @sincronieenergia
Por antena (Yin) e misturador (Yang), Você irá usar seus dedos como
antena principalmente quando
entende-se toda e qualquer possibilidade das
aplicar em terceiros, animais ou
ações serem orientadas pelo Shen (4 canais pessoas. Usará seus dedos como
de fogo nos dedos das mãos). misturador quando atuar sobre
objetos ou locais.

Os Três Nós Básicos na Prática do QiGong Terapêutico

Os nós dos dedos são aplicados para


gerar a pressão necessária, os nós de
indicador e médio são utilizados em
pontos e áreas pequenas e precisas, o nó
dos três dedos que tem como ponto
central o dedo médio é utilizado quando a
área de abrangência exige uma
abrangência maior.

Prática:

Para estarmos aptos para os atendimentos é necessário


que todas as dobras estejam soltas, escolha um som de
órgão importante pra você nesse momento e reproduza a
postura da dança do macaco, por 10 minutos, até
coordenar a vibração dos dedos dos pés e das mãos
sincronicamente. Sacuda com vontade e ria enquanto
respira profundamente pelo abdômen.

Material elaborado pelo professor


Édison Fontoura - Acupunturista/ClinicalQigongPractitioner
051-984084490 -facebook: @sincronieenergia
Nós dos dedos Para Ativar a Rota Para o Mar de Medulas

Circulação do Qi mobilizado pela vontade


através de Du mai e Ren mai, situados na
linha central do tronco (Linha central
posterior e linha central anterior,
respectivamente), sincronizando ou não os
movimentos de subida e descida com a
respiração, subindo e descendo a energia
através desses dois canais.

“Na Prática Taoísta conhecida como


Shoshuten (algumas vezes chamadas de
Circulação da Luz), a energia Qi é levada
da extremidade do cóccix para o alto da
cabeça através do canal DuMai.”

Há 18 pontos importantes nessa órbita a


saber: Ren1, Ren2, Ren6, Ren8, Ren12,
Ren17, Ren22, Ren24, Du28, YinTang,
Du20, Du17, Du14, Du12, Du10, Du4,
Du3, Du1

Prática:

1- Escolha uma dupla


2- A primeira pessoa a receber o trabalho ficará deitada no solo.
3- O terapeuta vai fazer a leitura se habilitará fluidos ou vapores.
4- Caso seja fluidos o som exalado pela pessoa atendida é o som da madeira, caso
seja vapores é exalado o som do metal.
5- É pedido que a pessoa que está deitada deixe sair o som que o sistema quer fazer,
pra depois o(a) terapeuta orientar através da sua sensibilidade.
6- Se for fluidos aplicará a técnica com a pessoa em decúbito dorsal.
7- Para aplicação em decúbito dorsal a manobra de nó de dedos ocorre quando
inspiração da pessoa que está deitada.
8- Se for vapores aplicará a técnica em decúbito ventral.
9- Para aplicação em decúbito ventral da manobra de nó de dedos ocorre quando a
expiração da pessoa deitada acontece.
10- São 09 pressões de nós de dedos para cada ponto.
11- É pedido que a pessoa atendida visualize seu Qi espiralando dos órgãos até as
plantas dos pés, liberando todo excesso ou insuficiência.

12- a (o) terapeuta irá abrir as rotas do


trabalho através das extremidades
utilizando os pontos Ting (jing-poço)
de cada canal em extremidades. Se a
pessoa em atendimento tenha sido
diagnosticada como fluido, começa
pelo lado direito (mãos e pés), se for
vapor inicia pelo esquerdo. No lado
lado que inicia a pessoa que está
atendendo nomina:

1- Dedo mínimo da mão: abro suas


rotas de fogo imperial.
2- Dedo anelar: abro suas rotas de
sanjiao ministerial.
3- Dedo médio da mão: abro suas
rotas de pericárdio ministerial.
4- Dedo indicador: abro suas rotas
de metal Yang.
5- Polegar: abro suas rotas de metal
Yin.

Obs: na mão oposta quem aplica


apenas mentaliza os comandos.
Na abertura das rotas nos pés, o mesmo procedimento:

1- Quinto dedo do pé (mínimo): abro suas rotas de água Yang.


2- Quarto dedo do pé: abro as suas rotas de madeira Yang.
3- Segundo dedo do pé: abro suas rotas de terra yang.
4- Hálux: abro suas rotas de madeira Yin para abrir suas rotas de terra Yin.
5- Sola dos pés (R1): abro suas rotas da água Yin.

FLUIDIFICAR OU VAPORIZAR OS OSSOS

Para fluidificar ou vaporizar os ossos


você fazer toda a informação que
houver no sistema passar pela medula
óssea. Essa fase do trabalho só possível
se a pessoa passou pelas anteriores,
devido aos acúmulos, insuficiências e
excessos que estavam depositados no
sistema.

A medida que vai crescendo durante o


atendimento ou prática proposta na
ultima figura da página. Quem está
recebendo ou praticando, induz um
movimento de espiralação constante em
torno dos ossos.

O fortalecimento da medula óssea pela lavagem energética, melhora a


qualidade do sangue, e também a atividade cerebral, tendo por resultado
final um estado mental tranqüilo e suave.

Material elaborado pelo professor


Édison Fontoura - Acupunturista/ClinicalQigongPractitioner
051-984084490 -facebook: @sincronieenergia
Aplique os procedimentos de respiração e lavagem da medula em todas as posturas de
QigGong que achar necessário. Para utilizar a lavagem da medula em uma pessoa iniciante
em QiGong ofereça um bom suporte de respirações taoistas e práticas dos sons dos órgãos.

Prática:

1- Avanço Yin e Yang: avanço frontal com troca de base, recuo com troca de base.
2- Dobradura de vento: Soltando o som do coração e balançando o tronco

QUE O PRÓXIMO CICLO TE RESERVE PRECIOSAS PRÁTICAS

SÊ FELIZ!

Material elaborado pelo professor


Édison Fontoura - Acupunturista/ClinicalQigongPractitioner
051-984084490 -facebook: @sincronieenergia