Você está na página 1de 23

Cosméticos veganos

artesanais
FERNANDA PASSOS
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-2-

O curso
Descubra tudo sobre os cosmé-
ticos veganos: mitos e verdades,
como e quando utilizar, como
conservar, além de aprender a fa-
zer o seu kit básico multifuncio-
nal de cuidados veganos, que vão
tratar do fiozinho de cabelo até o
dedão do pé, literalmente. Tudo
natural, pelo bem do seu corpo,
dos animais e do planeta. Venha
aprender mais sobre esse mundo
naturalmente apaixonante com a
aromaterapeuta Fernanda Passos
e conquiste a liberdade de fazer
seus próprios cosméticos.

NÍVEL DO CURSO Iniciante

ACESSE PELO APP assista a


cursos ao vivo e acesse o catálogo
de seu smartphone ou tablet.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-3-

A expert
Fernanda Passos iniciou sua car-
reira na área da Propaganda e
Marketing, mas decidiu mudar
seus rumos para a Medicina Vete-
rinária, no que é formada há mais
de 15 anos. Desde a vida acadê-
mica, já nutria simpatia pelas te-
rapias naturais e na pós-gradua-
ção se especializou em homeopa-
tia. Porém, somente anos depois,
após perdas significativas e um
período longo de reflexão, deci-
diu voltar aos estudos, dessa vez
dedicando-se a cosmética natural
e aromaterapia. Possui a BATHS
desde 2013 e hoje também atua
como Terapeuta Complementar,
utilizando a Aromaterapia e a
Cosmética natural para auxiliar
no equilíbrio físico e emocional
das pessoas. Busca mostrar que
os cuidados e terapias naturais
são comprovadamente efetivos e
para todos, não apenas para vege-
tarianos ou veganos.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-4-

Sumário
INTRODUÇÃO..............................................................................5

COSMÉTICO VEGANO: QUE BICHO É ESSE?........................6

LENDO RÓTULOS........................................................................7

ÓLEOS ESSENCIAIS...................................................................11

EXTRATOS VEGETAIS..............................................................13

CONSERVANTES NATURAIS..................................................13

EMBALAGENS............................................................................14

FAZENDO SEUS COSMÉTICOS...............................................15

RECEITAS....................................................................................17

MANTEIGA MULTIFUNCIONAL.............................................18

BÁLSAMO LABIAL....................................................................19

ÓLEO PARA BARBA E CABELOS..........................................20

POMADA MULTIUSO................................................................21

ESFOLIANTE NATURAL...........................................................22

PARA FINALIZAR.......................................................................23

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..........................................23

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-5-

“Mas eu não sou vegana, nem vegetariana.


Que sentido faz usar cosméticos veganos?”
Essa é uma das perguntas que já me fizeram muito quando
comecei minha trajetória nos cosméticos naturais veganos.

E eu sempre respondo com outra pergunta: “Por que não?”

E na verdade, talvez você use muito mais cosméticos vega-


nos do que imagina. A diferença em optar por eles é que
você escolhe não colaborar com uma indústria que movi-
menta bilhões de dólares maltratando animais, enquanto
existem alternativas muito melhores para testar princípios
ativos. Mas, além disso, é escolher utilizar produtos que não
exploram os animais para a obtenção de componentes em
prol da saúde e beleza.

É possível ser uma pessoa em busca de uma maior consciên-


cia ambiental somente assim?

Não, não somente assim. Nossa consciência ambiental tem


que ser maior que isso:

- no consumo de alimentos orgânicos (inclusive carnes e de-


rivados animais);
- na preocupação com questões sociais;
- e, principalmente (e pra mim, a mais importante), na nossa
forma de viver com quem está mais próximo de nós – ami-
gos, familiares, a atendente da padaria, o funcionário dos
correios etc.

Eu acredito no equilíbrio e nas mudanças graduais.

Não somos, e jamais seremos, perfeitos. Mas podemos es-


colher por onde começar a mudança que queremos ver no
mundo.

Que tal começar cuidando de você, de quem você ama e da


natureza?

Bom curso!

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-6-

Cosmético vegano: que bicho é esse?


Não, não são bichos!

Cosméticos veganos são aqueles que não possuem compo-


nentes de origem animal em sua fórmula e que não realizam
testes em animais.

Já os cosméticos naturais são aqueles que não utilizam ne-


nhum ingrediente, ainda que não seja de origem animal,
que possa prejudicar o meio ambiente.

Então o que você vai aprender comigo é a Cosmética na-


tural vegana.

Cosmético natural, vegano e orgânico


No Brasil, não temos uma regulamentação oficial que deter-
mine o que são cosméticos naturais, veganos e orgânicos, o
que faz com que muitas marcas grandes utilizem sem o me-
nor pudor palavras como “natural” em seus rótulos, ainda
que sua composição diga justamente o contrário.

As indústrias que produzem cosméticos “verdes” utilizam as


normas de certificadoras particulares (geralmente estran-
geiras) para atestarem seus produtos. As mais famosas são
o IBD e a EcoCert.

Elas determinam as seguintes denominações:

COSMÉTICO NATURAL: precisa conter em sua fórmula, no mínimo, 95% de ingredientes natu-
rais e 5% de ingredientes orgânicos.
COSMÉTICO ORGÂNICO: precisam conter, no mínimo, 95% de matéria-prima orgânica em re-
lação à quantidade total de matérias-primas naturais usadas.
COSMÉTICO VEGANO: não pode conter nenhum componente de origem animal e nem
ser testado em animais. Podem ser naturais, orgânicos ou não.

Vamos lembrar que essas regras são válidas apenas para cos-
méticos industrializados. Em relação aos cosméticos artesa-
nais, o que vale é a nossa consciência e honestidade ao fazer.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-7-

Cosmético vegano é melhor que outros cosméticos?


Não necessariamente. Como vimos acima, um cosmético ve-
gano não é obrigatoriamente natural. Existem cosméticos
veganos cheios de componentes nocivos para a pele e que
poluem o meio ambiente.

Então, entre um cosmético industrializado vegano e um


cosmético não-vegano natural, eu prefiro sempre o cosmé-
tico natural, mesmo que ele contenha produtos de origem
animal, como própolis ou cera de abelha, pois ele é 100%
biodegradável.

Lendo rótulos
Você acha essa parte um pouco chatinha? Mas saiba que
essa etapa é de extrema importância se você quer ir em
busca produtos que fazem bem para sua pele. E isso vale
para sua alimentação também!

Os cosméticos, de maneira geral, podem conter inúmeros


componentes nocivos para a pele mas disfarçados de ben-
feitores. Por exemplo, o lauril sulfato de sódio, presente em
grande parte dos sabonetes, shampoos e detergentes. Ele
faz uma espuma linda, densa, que todo mundo ama, mas é
um tensoativo bastante agressivo. Isso quer dizer que ele
retira a camada de gordura da pele, deixando-a desprotegi-
da e mais propensa a reações alérgicas, o que causa irrita-
ções e pode agravar e/ou provocar dermatites.

E nem preciso dizer que toda essa espuma que desce pelo
ralo vai contaminar as águas e matar plantas e peixes, certo?

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-8-

Lista de substâncias nocivas para pele e meio ambiente

LAURIL Sodium Lauryl Agente tensoativo muito agressivo.


Sulfate, Sodium Laureth Retira camada lipídica da pele, deixando-a desprotegida. Pode
Sulfate, LESS causar irritações e reações alérgicas.

PARABENOS Conservantes.
Methylparaben, Ethylpa- Provocam envelhecimento cutâneo e potencializa a radiação
raben, Propylparaben, UV. Potencial alergênico alto. Estudos comprovam que pos-
Butylparaben, Isopropyl- suem atividade estrogênica, afetando o sistema endócrino de
paraben humanos e animais.

ÁLCOOIS GRAXOS Emulsificantes.


Methylpropyl, caprylyl-al- Têm a função de dar estabilidade a uma fórmula. São conheci-
cohol, hexadecanol, catyl al- dos por causarem reações alérgicas, urticária e eczemas.
cohol, polypropylene glycol

SILICONES Conferem textura lisa e macia à formulação.


Dimethicone, cyclohexa- São compostos inorgânicos, como um plástico. Não prejudicam
siloxane a pele, mas danificam o meio ambiente. Levam centenas de
anos para se decompor.

POLÍMEROS Dão sensação aveludada a cremes e demais formulações.


PEG-25 propylene glycol Assim como o silicone, são matéria plástica. Não causam danos à
stearate, PEG-75 pro- pele, mas tem grande impacto ambiental pois são obtidos atra-
pylene glycol stearate, vés de procedimentos químicos que poluem o meio ambiente
PEG-120 propylene e que podem conter impurezas, como metais pesados. Podem
glycol stearate, PEG-10 causar reações alérgicas, eczemas e outras dermatites.
propylene glycol, PEG-8
propylene glycol cocoa-
te, crosspolymer

FRAGRÂNCIAS SINTÉ- As fragrâncias sintéticas podem conter até 200 ingredientes em


TICAS Fragrance, par- sua formulação e não há como saber exatamente o que cons-
fum tituem esses compostos já que a descrição aparece somente
como “fragrância” ou “aroma sintético”. Podem causar alergias,
dores de cabeça, enjoos, além de irritações cutâneas.

AMINAS E ALCANOLA- Têm a função de corrigir o pH, agem também como espessante e
MIDAS Diethanolamine estabilizante de espuma. Podem causar irritações na pele e alergias.
(DEA), Monoethanolami- Quando combinadas com formaldeídos (veja abaixo) podem se tornar
ne (MEA), Triethanolami- cancerígenos. Nocivas para o meio ambiente e tóxicas se absorvidas
ne (TEA), Cocamide DEA, pela pele por períodos prolongados. Vêm sendo substituídas por pro-
Lauramide DEA dutos derivados da celulose, como Cocamide MEA e Lauramide MEA.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

-9-

(TEA), Cocamide DEA, Nocivas para o meio ambiente e tóxicas se absorvidas pela pele
Lauramide DEA por períodos prolongados. Vêm sendo substituídas por produ-
tos derivados da celulose, como Cocamide MEA e Lauramide
MEA.

FORMALDEÍDO Agente conservante.


Formaldehyde, Diazoli- Presente em produtos para endurecer as unhas e para escova
dinyl Urea, Imidazolidinyl progressiva. Segundo a “The American Academy of Dermatolo-
Urea, DMDM Hydantoin gy” é a causa principal de dermatite de contato.

PETROLATOS (ÓLEO Emoliente.


MINERAL, PARAFINAS Porém, apesar de ser usado como emoliente, pode justamente
E VASELINAS) ocasionar o contrário, ressecar e danificar a pele, pois desidrata.
Petrolatum, cera micro- Como vemos, é um derivado do petróleo, e é usado como lubri-
cristalina, mineral oil, ficante mecânico na indústria. Dá estabilidade às formulações
paraffin oil, paraffin wax e é usado para formar uma camada “protetora” na pele. O que
ou paraffin liquidum não se fala é que esse tipo de composto aumenta a produção
de radicais livres (portanto, acelera o envelhecimento da pele),
obstrui os poros e tem potencial alergênico alto. O descarte no
meio ambiente é desastrosamente prejudicial.

PROPILENOGLICOL É usado como diluente de outras substâncias.


Por ter características solventes, aumenta a permeabilidade da
pele, fazendo com que substâncias penetrem com mais facilida-
de na pele chegando até à corrente sanguínea.

BHT Antioxidante.
Butil Hidroxi Tolueno Retarda a oxidação de óleos e gorduras. É obtido a partir do cre-
sol (carvão mineral) e do isobutileno (um derivado do petróleo).
Proibido em cosméticos verdes.

TRICLOSAN Antibacteriano.
Encontrado em praticamente tudo: desodorantes, sabonetes,
creme dental, antissépticos, brinquedos, tintas, plásticos e to-
dos os produtos que contêm a palavra “antibacteriano” no ró-
tulo. O uso constante de antibacterianos fortalece as bactérias,
criando as superbactérias, além de enfraquecer o sistema imu-
nológico de humanos e animais. Não deve ser usado em mulhe-
res grávidas e em fase de amamentação, pois passa para o leite.
Seu descartado na natureza, altera o sistema imunológico e re-
produtor de animais. Altamente prejudicial.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 10 -

UREIA Apesar de ter origem natural, a ureia comumente utilizada é


Urea sintetizada industrialmente a partir da amônia e do dióxido de
carbono.Tem a capacidade de hidratar o interior das células. Se-
gundo a ANVISA, todo produto que contiver mais que 3% de
ureia em sua formulação deve conter no rótulo em destaque
“não utilizar durante a gravidez”. A ureia tem a capacidade de
permear a placenta e trazer danos ao feto.

BENZOFEÍNA, PABA E DE- Presentes nos filtros solares e bronzeadores.


RIVADOS DA CÂNFORA Altamente absorvidos pela pele, chegando à corrente sanguí-
Benzophenone, 3-4-me- nea. Podem se acumular nas células, podendo modifica-las e
thyl-benzylidene cam- causar alterações hormonais. O PABA é responsável por absor-
phor, octyl-methoxycin- ver as radiações UVB. É altamente alergênico e pode destruir o
namate, ácido parami- DNA e aumentar os riscos de câncer de pele.
nobenzóico

CARBOPOL Espessante.
Carbomer Muito utilizado em géis e sabonetes líquidos que contém partí-
culas como glíter. Contém benzeno e é altamente cancerígeno.
Tem sua fabricação proibida na Europa e EUA.

EDTA Antioxidante para componentes aquosos.


Disodium EDTA, triso- Tem origem sintética e pode causar alegrias.
dium EDTA, calcium diso-
dium EDTA

FTALATOS Fixador de fragrância.


Dibutilftalato (DPB) São tóxicos, provocam alterações hormonais, são carcinogêni-
cos e mutagênicos.

TOLUENO Presente em esmaltes e sprays de cabelo.


Toluene Pode afetar o sistema nervoso.

CHUMBO O chumbo é tóxico em qualquer forma.


Lead acetate Tem potencial cancerígeno e pode causar alterações hormonais.
É rapidamente absorvido pela pele, se deposita nos tecidos e
seu efeito é irreversível.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 11 -

Óleos essenciais
Óleos essenciais são substâncias produzidas pelas plantas
para que possam sobreviver. Possuem propriedades com-
provadamente terapêuticas.

Podem conter em sua composição mais de 300 componen-


tes químicos, por isso sua ação terapêutica é tão ampla.

Também são considerados “a alma das plantas”

Os “perigos” dos óleos essenciais


Sim, gosto de alarmar um pouco as pessoas porque muito
se fala dos óleos essenciais por aí e acabam banalizando
um composto químico que é bastante complexo e que tem
ações terapêuticas variadas. Mas que tem sim contraindica-
ções e pode causar danos quando usado de maneira leviana.

Para saber mais a respeito dos óleos essenciais (OEs) con-


sulte sempre um profissional da área ou faça cursos espe-
cializados. Sempre com profissionais sérios e com formação
específica. Aqui vou passar uma orientação muito básica e
superficial, apenas para que você consiga fazer seus cosmé-
ticos com segurança.

Mas, repito, cuidado com as informações que você encontra


na internet!

Busque sempre conhecimento em fontes confiáveis.

• Cuidado com os cítricos


Sabe quando fazemos caipirinha praia e ficamos com as
mãos manchadas?

As cascas das frutas cítricas estão repletas de óleos essen-


ciais e neles estão compostos químicos chamados furano-
cumarinas. Elas são as responsáveis por agredir e manchar
nossa pele quando há contato com o sol.

Portanto nunca utilize OEs cítricos e se exponha ao sol. Caso


queira formular algum cosmético que contenha OE cítrico,
lembre-se de utilizá-lo somente à noite.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 12 -

Observação: Alguns OEs de cítricos vêm com a inscrição


LFC (livre de furanocumarinas) no rótulo. Esses são seguros
para o uso mesmo com a exposição à luz. Consulte a empre-
sa fornecedora do seu OE.

• Como devo utilizar os óleos essenciais?


Os óleos essenciais NÃO DEVEM ser usados puros na pele,
salvo raras exceções e com supervisão de um profissional
qualificado para a indicação.

Na dúvida, sempre utilize os óleos diluídos a, no máximo,


1%. O que isso significa? Em 100 ml de óleo carreador (óleo
de oliva, óleo de abacate, óleo de castanhas etc) utilizar, no
máximo, 1 ml de óleo essencial.

Para facilitar o uso no dia a dia, vamos tomar a medida de OEs em gotas.
Adotamos a medida de 1 ml de OE = 22 gotas.
Temos então:
100 ml de óleo carreador = 22 gotas de OE.

Contraindicações
Alguns OEs podem ocasionar diversos problemas em grá-
vidas, inclusive aborto ou induzir parto prematuro. Outros
podem causar aumento da pressão arterial, entre outros
efeitos colaterais. Por isso, é muito importante consultar
um profissional antes de fazer uso dos OEs.
Indicarei alguns que podem ser usados com segurança.

OEs que podem ser usados em grávidas: camomila alemã


e romana, lavanda fina, gerânio, pau rosa, rosa, petitgrain,
patchouli, sândalo, jasmins, laranja, tangerina, mandarina,
limão, eucalipto globulus, tea tree (nada aos excessos),
manjerona e vetiver.

OEs que podem ser usados em bebês e crianças: tangerina,


funcho, lavanda, limão siciliano, laranja doce e bergamota.

Alguns problemas de saúde, como pressão alta, glaucoma,


epilepsia, distúrbios renais, pressão baixa, distúrbios de
coagulação do sangue, também merecem atenção quanto
ao uso de OEs. Consulte um aromaterapeuta.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 13 -

Extratos vegetais
Extratos vegetais são usados para agregar propriedades
aos cosméticos. Eles podem ser usados para potencializar a
ação de alguns óleos vegetais e óleos essenciais.

Como vimos anteriormente, nos cosméticos naturais não


utilizamos o propilenoglicol. Consequentemente, não utili-
zamos os extratos glicólicos vendidos comercialmente. Dê
preferência a fazer seus próprios extratos naturais.

Veja mais adiante, em Receitas, como fazer seus próprios


extratos.

Conservantes naturais
Como você viu, não vamos utilizar conservantes sintéticos.
Mas então como nossos cosméticos irão durar?

É imprescindível que você saiba uma coisa: cosméticos natu-


rais exigem mais cuidados do que cosméticos industrializados.

É importante:

• não deixar exposto ao sol e calor forte


• evitar exposição à luz intensa
• não deixar o frasco aberto e exposto
• higienizar muito bem mãos e utensílios antes de usar

Como conservantes naturais utilizo:


• oleoresina de alecrim
• vitamina E

Mas, mesmo com esses conservantes, é importante manter os


cuidados básicos de conservação e ter em mente que a dura-
bilidade é muito menor que um produto industrializado. Por
isso, é importante fazer os cosméticos sempre em pequenas
quantidades e manter os produtos sempre fresquinhos.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 14 -

Embalagens
Prefira, sempre que possível, embalagens de vidro ao invés
da de plástico.

Porém, em algumas situações, é interessante utilizar emba-


lagens plásticas:
• produtos que crianças têm acesso
• produtos que ficam no box do banheiro, pois o vidro pode
ser escorregadio em contato com a água, quebrar e oca-
sionar acidentes.

Vidros
• Lavar bem com água e detergente neutro.
• Levar ao fogo com água suficiente para cobrir recipiente e
deixar ferver por alguns minutos.
• Retirar o frasco da água quente e deixar virado com a boca
para baixo em cima de um pano limpo.
• Borrifar álcool de cereais após resfriar e deixar escorren-
do novamente até secar.

Plásticos
• Lavar bem com água e detergente neutro.
• Enxaguar e borrifar álcool de cereais em todo o frasco.
• Deixar sobre um pano limpo e seco com a boca virada para
baixo.
• Aguardar secar.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 15 -

Fazendo seus cosméticos


Para começar a fazer seus cosméticos naturais veganos,
você vai precisar de alguns materiais básicos.

A partir disso você vai sentindo suas necessidades e adqui-


rindo novos instrumentos, desenvolvendo sua própria me-
todologia de produção.

Material básico
• Fogão elétrico portátil
• Termômetro digital infravermelho
• Béquer de vidro
• Bastão de vidro
• Balança de precisão
• Espátula de silicone
• Tigelas de cerâmica, vidro ou plástico

Fornecedores
• Mercado Livre
www.mercadolivre.com.br
Fogão, balança, termômetro

• Comercial Poly – SP
R. Silveira Martins, 48 – Sé/SP
Béquer, bastões de vidro, materiais de laboratório, álcool
de cereais

• Lojas na região da R. Silveira Martins, em SP


Embalagens vidro e plástico

• Engenharia das Essências


Oleoresina de alecrim e vitamina E (apenas)

• Zona Cerealista – Centro de SP


Ervas, plantas e flores desidratadas.

• GM Ceras
www.gmceras.com.br
Cera de carnaúba

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 16 -

• Destilaria Bauru
www.destilariabauru.com.br
Óleos graxos, manteigas, óleos essenciais, glicerina vegetal

• Laszlo
www.emporiolaszlo.com.br
Óleos essenciais e óleos graxos

• By Samia
www.bysamia.com.br
Óleos essenciais

• Pria Aromaterapia
www.pria.com.br/shop
Óleos essenciais

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 17 -

Receitas
As receitas dos produtos estão com as quantidades em %
entre parênteses para que possam ser ajustadas de acordo
com a quantidade que você quiser fazer.

Não “dobre” a receita simplesmente. Faça os cálculos em por-


centagem para saber exatamente as quantidades corretas.

Extrato natural
Benefícios: você sabe exatamente o que tem dentro do seu
extrato natural.
Aqui vão 3 tipos de extratos que você pode fazer e utilizar
em seus cosméticos veganos.

OLÉO MACERADO
Pode ser usado para substituir o óleo vegetal nas formulações.
• 5 colheres de sopa de óleo vegetal de boa qualidade
• 1 colher da erva/planta seca e triturada da sua preferência
Coloque em um frasco de vidro escuro, tampe e agite. Man-
tenha por 30 dias, agitando todos os dias. Após 30 dias, coe
em pano limpo e guarde em local abrigado da luz e do calor.

INFUSÃO
Pode ser usada no lugar da água em preparações.
• 1 litro de água destilada ou deionizada
• 2 colheres de sopa da erva/planta
Deixe ferver por 2 minutos. Abafe e deixe repousar por 15
minutos. Coe e use instantaneamente.

GLICERINA VEGETAL
Pode ser usada para substituir a glicerina vegetal bidestila-
da nas formulações.
• 25g de erva/planta seca e triturada
• 110g de glicerina vegetal bidestilada
• 15g de álcool de cereais
Coloque tudo em frasco de vidro escuro e agite bem. Deixe
descansar por, no mínimo, 30 dias, agitando todos os dias.
Coar em pano limpo e armazenar em vidro abrigado do ca-
lor e da luz.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 18 -

Manteiga Multifuncional
Dica: no lugar do óleo de mamona puro,
experimente colocar um óleo macerado com
a planta que escolher.

BENEFÍCIOS
Hidratação profunda, regeneração da pele e nutrição
dos cabelos.

RENDIMENTO 150g SUGESTÕES DE USO


Corpo: colocar uma pequena quantidade na palma das
VALIDADE 8 meses mãos, esfregar para derreter e aplicar em todo o corpo,
principalmente áreas mais ressecadas. De preferência
após sair do banho, com a pele ainda quente.
Ingredientes Cabelos: colocar uma pequena quantidade na palma das
90g de manteiga de cupuaçu (60%) mãos, esfregar e aplicar nos cabelos secos, do compri-
5g de cera de carnaúba (3%) mento para as pontas. Deixar agir por até 2h e lavar nor-
55g de óleo de mamona (rícino) (37%) malmente.
22 gotas de OE de lavanda (1%)
MODO DE FAZER
0,3g de oleoresina de alecrim (0,2%)
• Em um béquer, derreta a manteiga de cupuaçu com a
cera de carnaúba.
• Assim que derreter, transfira para uma tigela, aguar-
de chegar em 30°C e acrescente o óleo de mamona, a
oleoresina e o OE.
• Leve à geladeira para resfriar e endurecer.
• Assim que estiver sólido, bata com uma batedeira até
ficar na consistência de manteiga, como a culinária.
• Envase em recipiente esterilizado.

Anotações:

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 19 -

Bálsamo labial
Dica: experimente usar um óleo macerado
no lugar do óleo de mamona puro e um
extrato de glicerina no lugar da glicerina
vegetal pura.

BENEFÍCIOS
Hidrata os lábios, previne e trata rachaduras, hidrata
cutí-ulas, ajuda em todos os processos que necessite
regene-ração da pele, ajuda a descongestionar o nariz. É
RENDIMENTO 20g unissex.

VALIDADE 6 meses FORMAS DE USO


Passar nos lábios, cutículas ou narinas.

Ingredientes MODO DE FAZER


9g de manteiga de cupuaçu (45%) • Derreta a manteiga de cupuaçu e a cera de carnaúba.
3g de cera de carnaúba (15%) • Dilua a glicerina vegetal bidestilada no óleo de mamo-
8g de óleo de mamona (40%) na e acrescente à mistura.
• Espere chegar em 30°C e acrescente o OE e a oleoresina.
5 gotas de OE de hortelã (1%)
• Envase imediatamente.
+- 1 gota de oleoresina de alecrim (0,2%)
0,2g de glicerina vegetal bidestilada

Anotações:

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 20 -

Óleo para barba e cabelos


BENEFÍCIOS
Amacia a barba, evitando o frizz. Pode ser usado
como finalizador tanto em barba quanto em cabelos.
Tem ação anti-inflamatória e pode ser usado após fazer a
barba tam-bém para hidratar e restaurar a pele do
rosto. Também pode ser usado após depilação.

SUGESTÃO DE USO
RENDIMENTO 30g Aplicar algumas gotinhas na palma das mãos, esfregar
e espalhar na barba ou no comprimento dos cabelos. Da
VALIDADE 6 meses mesma forma, pode ser aplicado no rosto após fazer a
barba/depilação.

Ingredientes MODO DE FAZER


15g de óleo de mamona (50%) • Em um frasco de vidro escuro, misture todos os ingre-
7,5g de óleo de castanha (25%) dientes e agite bem. Colocar a data.
7,5g de óleo de maracujá (25%)
3 gotas de OE de tea tree
(melaleuca) (0,5%)
3 gotas de OE de lavanda (0,5%)
0,3g de extrato de jaborandi
(glicerina vegetal bidestilada) (1%)
+- 2 gotas de oleoresina
de alecrim (0,2%)

Anotações:

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 21 -

Pomada multiuso
BENEFÍCIOS
Tem ação antibacteriana, bactericida, anti-
inflamatória e regeneradora da pele.

SUGESTÃO DE USO
Pode ser usada para qualquer lesão na pele, tais como
pequenos cortes, arranhões, queimaduras, picadas de
insetos e alergias.
RENDIMENTO 50g
MODO DE FAZER
VALIDADE 6 meses • Derreta a manteiga de cupuaçu com a cera de carnaú-
ba em um béquer de vidro.
• Espere esfriar um pouco até chegar em aproximada-
Ingredientes mente 30°C e acrescente o restante dos ingredientes.
22,5g de manteiga de cupuaçu (45%) • Envasar imediatamente e colocar a data.
7,5g de cera de carnaúba (15%)
20g de óleo macerado
de barbatimão (40%)
5 gotas de OE de tea tree + 5
gotas de OE de lavanda (1% OE)
0,1g de oleoresina de alecrim (0,2%)

Anotações:

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 22 -

Esfoliante natural
RENDIMENTO 150g Dica: o OE de grapefruit auxilia na drenagem
dos líquidos, amenizando celulites.
VALIDADE 4 meses
BENEFÍCIOS
Esfolia e hidrata a pele ao mesmo tempo, sem poluir
Ingredientes o meio ambiente. Estimula a circulação sanguínea.
115g de sal marinho (75%)
35g de óleo de maracujá (25%) SUGESTÃO DE USO
36 gotas de óleo essencial Aplique nas mãos e espalhe no corpo, durante o banho.
de grapefruit (1%) Espalhe com movimentos circulares. Enxague em seguida.
1,5g de extrato de gengibre (1%)
0,3g de oleoresina de alecrim (0,2%) MODO DE FAZER
• Em uma tigela, misture todos os ingredientes. Envase
em seguida.

Anotações:

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)
COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS

- 23 -

Para finalizar
• Lembre-se: você pode e deve alterar os ingredientes dos
seus cosméticos para conseguir outros resultados. Estu-
de bastante sobre as plantas, faça seus extratos, apren-
da sobre as propriedades dos óleos vegetais e enriqueça
seus cosméticos.
• Todas as receitas apresentadas nesse material foram tes-
tadas e formuladas com base na minha produção, no meu
dia a dia. Não me responsabilizo pelas alterações feitas
nas porcentagens apresentadas nessa apostila.
• Mantenha todo o seu material sempre muito limpo e es-
terilizado, diminuindo o risco de contaminações.
• Os produtos apresentados aqui não substituem os medi-
camentos. Consulte sempre um médico.
• Todos os produtos são para uso externo. Não entrar em
contato com mucosas.

Referências Bibliográficas
• BACCHINI, B. Apostila de cremes, pomadas, loções, man-
teigas e bálsamos. São Paulo. 52p. 2015.
• LASZLO FREGNER, Fabián. Fundamentos da Aromatolo-
gia. Belo Horizonte: Editora Laszlo, 2016. 232 p.
• WOLFFENBÜTTEL, Adriana Nunes. Base da química dos Óleos
Essenciais e da Aromaterapia: Abordagem Técnica e Científi-
ca. 2. ed. Belo Horizonte, MG: Editora Laszlo, 2016. 440 p.
• HAMPTON, Aubrey. Natural Organic Hair and Skin Care:
Including A to Z Guide to Natural and Synthetic Chemicals
in Cosmetics. [S.l.]: Organica Pr, 1990. 441 p.
• SYNTHETIC COSMETIC INGREDIENTS TO AVOID. Dispo-
nível em <https://www.handmadenaturals.co.uk/synthe-
tic_cosmetic_ingredients_to_avoid.php> Acessado em 08
de janeiro de 2018.
• MALUF, S. Aromaterapia. São Paulo, Editora do autor, 2008.
• LEONARD, A. The Story of Cosmetics. Disponível em < ht-
tps://storyofstuff.org/movies/story-of-cosmetics/> Aces-
sado em 08 de janeiro de 2018.

ESTE MATERIAL É PARTE INTEGRANTE DO CURSO ONLINE “COSMÉTICOS VEGANOS ARTESANAIS” DA EDUK (WWW.EDUK.COM.BR)
CONFORME A LEI Nº 9.610/98, É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL E PARCIAL OU DIVULGAÇÃO COMERCIAL DESTE MATERIAL SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO AUTOR (ARTIGO 29)