Você está na página 1de 20

CET1231 - PROTEÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA

TRANSFORMADORES DE POTENCIAL

Introdução

Introdução

Introdução

Introdução Instalação de um TP, classe 230kV TP do grupo 1, classe 15kV TP dos grupos

Instalação de um TP, classe

230kV

Introdução Instalação de um TP, classe 230kV TP do grupo 1, classe 15kV TP dos grupos

TP do grupo 1, classe

15kV

Introdução Instalação de um TP, classe 230kV TP do grupo 1, classe 15kV TP dos grupos

TP dos grupos 2 ou 3, classe 230kV

Transformador de Potencial do Tipo Indutivo

O transformador de potencial do tipo indutivo são dotados de um enrolamento

primário envolvendo um núcleo de ferro-silício que é comum ao enrolamento secundário;

Funcionam com base na conversão eletromagnética entre os enrolamentos

primário e secundário;

São construídos em grande parte para utilização até a tensão de 138kV, por apresentarem custo inferior ao do tipo capacitivo;

Os transformadores de potencial indutivos são construídos segundo três grupos

de ligação previstos pela NBR 6855 - Transformadores de potencial - Especificação:

Grupo 1: são aqueles projetados para ligação entre fases. São basicamente

os do tipo utilizado nos sistemas de até 34,5 kV.

projetados para ligação entre fases. São basicamente os do tipo utilizado nos sistemas de até 34,5

TP do grupo 1

Transformador de Potencial do Tipo Indutivo

Núcleo do ferro X1 H 1 Enrolamento secundário Enrolamento X2 Aterramento
Núcleo do ferro
X1
H 1
Enrolamento
secundário
Enrolamento
X2
Aterramento

TP dos grupos 2 e 3

Núcleo de ferro X1 H 1 115 V Enrolamento primário 115/ 3V X2 Aterramento Enrolamento
Núcleo de ferro
X1
H 1
115 V
Enrolamento primário
115/ 3V
X2
Aterramento
Enrolamento

secundário

TP com derivação

Transformador de Potencial do Tipo Capacitivo

São construídos

normalmente para tensões iguais ou superiores a 138 kV e são

constituídos de um divisor capacitivo;

Uma derivação intermediária alimenta um grupo de medida de média tensão que compreende, basicamente, os seguintes elementos:

Um transformador de potencial ligado na derivação intermediária, através de um ponto de conexão e fornecendo as tensões secundárias desejadas;

Um reator de compensação ajustável para controlar as quedas de tensão e a defasagem no divisor capacitivo;

Um dispositivo de amortecimento dos fenômenos de ferro-ressonância.

de tensão e a defasagem no divisor capacitivo;  Um dispositivo de amortecimento dos fenômenos de
de tensão e a defasagem no divisor capacitivo;  Um dispositivo de amortecimento dos fenômenos de

Características Elétricas

RTP FCR r r  RTP RTP V   V s p  100%
RTP
FCR
r
r 
RTP
RTP V
V
s
p
100%
 p
V
p
%
 p
 100  FCR
RTP
p
p
RTP

FCR

r

100%

Características Elétricas

Classe 1,2 101,4 101,2 Classe 0,6 101,0 100,8 Classe 0,3 100,6 100,4 100,2 100,0 99,8
Classe 1,2
101,4
101,2
Classe 0,6
101,0
100,8
Classe 0,3
100,6
100,4
100,2
100,0
99,8
99,6
99,4
99,2
99,0
98,8
99,6
-70
-60
-50
-40
-30
-20
-10
0
+10
+20
+30
+40
+50
+60
+70
Atrasado
Adiantado
Ângulo de Fase (ß) em Minutos
Fator de Correção da Relação (FCR)

Características Elétricas

Erro de relação de transformação

Exemplo: Uma medição efetuada por um voltímetro indicou que a tensão no

secundário do transformador de potencial é de 112,9 V. Calcular o valor real da

tensão primária, sabendo-se que o TP é de 13.800 V, e que este apresenta um fator de correção de relação igual a 100,5%.

A relação de transformação nominal vale:

RTP

13.800

115

120

O valor da tensão não corrigida é de:

RTP V

s

120112,9 13.548V

Para um fator de correção de relação igual a 100,5%, tem-se:

p

100 100,5  0,5%

Logo, o verdadeiro valor da tensão é:

V

r

13.548

13.548

 

0,5

100

13.615V

Características Elétricas

  FCT FCR

p

26

p

'

   FCT  FCR p 26  p   '   

2699,4 100,631,2'

26100,6 99,431,2'

Classe 1,2 101,4 101,2 Classe 0,6 101,0 100,8 Classe 0,3 100,6 100,4 100,2 100,0 99,8
Classe 1,2
101,4
101,2
Classe 0,6
101,0
100,8
Classe 0,3
100,6
100,4
100,2
100,0
99,8
99,6
99,4
99,2
99,0
98,8
99,6
-70
-60
-50
-40
-30
-20
-10
0
+10
+20
+30
+40
+50
+60
+70
Atrasado
Adiantado
Fator de Correção da Relação (FCR)

Ângulo de Fase (ß) em Minutos

Características Elétricas

Classe de Exatidão

Os transformadores de potencial, segundo a NBR 6855, podem apresentar as

seguintes classes de exatidão:

Classe 0,1 utilizados em laboratório ou outras aplicações que requeiram elevada precisão dos resultados;

Classe 0,3 destinados a medição de energia elétrica com fins de faturamento;

Classe 0,6 utilizados no suprimento de aparelhos de proteção e medição de energia elétrica sem finalidade de faturamento;

Classe 1,2 são aplicados na medição indicativa de tensão.

Os transformadores de potencial com um único enrolamento secundário devem estar dentro de sua classe de exatidão quando submetidos as tensões entre 90% e 110% da tensão nominal ;

(%)

+0,6

+0,3

0

-0,3

-0,6

Classe 0,6 Classe 0,3 EM VAZIO CARGA NOMINAL 10 50 90 100 110 150 190%
Classe 0,6
Classe 0,3
EM VAZIO
CARGA NOMINAL
10 50
90
100
110
150
190% Vn
Classe 0,6 Classe 0,3 (min) +20 +10 EM VAZIO 0 CARGA NOMINAL -10 -20 10
Classe 0,6
Classe 0,3
(min)
+20
+10
EM VAZIO
0
CARGA NOMINAL
-10
-20
10 50
90
100
110
150
190% Vn

Características Elétricas

Classe de Exatidão Exemplo: No ensaio de um transformador de potencial de 13.800-115 V, grupo de ligação 1, foram anotados os seguintes resultados:

tensão primária aplicada: 13.800 V;

tensão secundária medida: 113,6 V;

erro do ângulo de fase: -24’.

Com base nestes resultados, determinar a classe de exatidão do transformador sob ensaio.

RTP

13.800

115

120

RTP

13.800

r 113,6

121,47

RTP

r 121,47

r RTP

120

FCR

1,01225

FCR

p

RTP

r

RTP

100 1001,01225 101,225%

p

100

FCR V V RTP

p

s

r

p

100 101,225 1,225% 113,6120 13.632V

V

p

13.800 13.632 168V

Logo, o transformador de potencial, de acordo com o paralelogramo de exatidão, é de classe 1,2%.

Características Elétricas

Classe de Exatidão Quando ao secundário de um TP é acoplada uma carga de valor elevado, ligada à extremidade de um circuito de grande extensão, pode-se ter uma queda de tensão de valor significativo comprometendo assim a exatidão da medida;

Considerando os efeitos simultâneos da resistência e reatância dos condutores secundários de um circuito de um TP, é importante calcular o fator de correlação de

relação de carga total secundária, dado por:

   

I

c

L

c

 

cos

 

sen

 

FCR

ct

FCR

r

V

s

R

c

X

c

 

3.438

I

L

 

cos

 

c

c

R

sen

X

 

 

ct

 

V

s

c

c

 X      ct   V s c c    FCT 

  FCT FCR

p

26

p

'

Características Elétricas

Tensões nominais

Características Elétricas Tensões nominais

Características Elétricas

Características Elétricas

Características Elétricas

Características Elétricas
Características Elétricas

Transformador de Potencial

Classe de Precisão - ABNT

Designa um TP, colocando em ordem a classe de exatidão e a potência térmica nominal.

Exemplo:

0,3P200: classe 0,3 para a carga de 200VA

Classe de Precisão ANSI e IEEE C57-13

Especifica

o

TP

colocando

em

ordem

a

correspondente à potência nominal.

classe

de

exatidão

e

a

letra

Exemplos:

0,3WX: classe 0,3 para as cargas de 12,5 e 25 VA;

0,6Y: classe 0,6 para a carga de 75VA;

1,2Z: classe 1,2 para a carga de 200VA.

Transformador de Potencial

Analogia entre um Transformador de Potencial e um Transformador de Corrente

Corrente:

TC: valor constante;

TP: valor variável;

Tensão:

TC: valor variável;

TP: valor constante;

A grandeza da carga estabelece:

TC: a tensão;

TP: a corrente;

Causa do erro de medida:

TC: corrente derivada em paralelo no circuito magnetizante;

TP: queda de tensão série;

Transformador de Potencial

Transformador de Potencial Polaridade
Transformador de Potencial Polaridade

Polaridade

Transformador de Potencial Polaridade

Transformador de Potencial

Potência térmica nominal

É a potência que o TP pode suprir continuamente, sem que sejam excedidos os limites de temperatura nominais;

Para os transformadores de potencial pertencentes aos grupos de ligação 1 e 2, a

potência térmica nominal não deve ser inferior a 1,33 vezes a carga nominal mais elevada, relativamente à classe de exatidão.

O valor da potência térmica de um transformador de potencial pode ser

determinado por,

P th

1,21

K

V

s

2

Z

cn

VA

de potencial pode ser determinado por, P th  1,21  K  V s 2
de potencial pode ser determinado por, P th  1,21  K  V s 2