Você está na página 1de 3

Administração em bolus por via EV ou IV

► Recursos:
 Resguardo
 Almofada
 Luvas de procedimento
 Garrote
 Seringa com fármaco identificado
 Antisséptico
 Compressas esterilizadas
 Curita
 Contentores cortantes/perfurantes
 Saco de sujos
► Procedimento:
 Levar recursos para junto do doente
 Lavar as mãos (tipo de lavagem: fricção alcoólica)
 Instruir sobre o procedimento
 Abrir todo o material
 Observar a veia a puncionar e a área circundante
 Fossa cubital
 Veia basílica
 Veia cefálica
 Veia intermédia do braço
 Veia intermédia do cotovelo
 Direto ou esquerdo não faz diferença
 Não pode ter lesões no braço
 Posicionar doente de acordo com o local de inserção
 Aplicar garrote 5-10 cm acima do local de punção (um palmo)
 Posicionar o membro em abdução
 Pedir ao doente para abrir e fechar a mão, várias vezes
 Inspecionar visualmente o local
 Calçar luvas
 Palpar veia
 Desinfetar a área a puncionar (15-30s) e limpar com compressa
 Remover capsula da seringa – com bisel para cima
 Com mão não dominante, fazer tensão na pele até por seringa
 Puncionar veia com mão dominante (45°-30° agulha - bisel virado para
cima)
 Verificar se sai sangue (aspirar ligeiramente)
 Desfazer angulo para 15°e voltar a verificar se sai sangue
 Tirar garrote
 Administrar medicação (verificar se esta na veia a meio da
administração)
 Tempo de administração depende se é bolus rápido ou lento
 Tirar seringa
 Com compressa fazer pressão 2 min – pedir ao doente se este estiver
consciente
 Colocar curita

NOTA:

 Seringa com fármaco – 19 – 21G


 Diferença entre artéria e veia
 Artéria
 Mais espessa porque tem maior pressão
 É pulsátil
 É mais profunda
 Veia
 Se colapsar
 Mais superficial
 Corre de cima
 Fave – fístula arterio-venosa

Administração em bolus por cateter

► Recursos:
 Álcool
 Luvas de procedimento
 2 seringas com 2-5ml de soro identificado
 1 seringa com o fármaco identificado
 Compressas
 Saco sujos
 Contentor cortantes/perfurantes
► Procedimento:
 Levar recursos para junto do doente
 Lavar as mãos (tipo de lavagem: fricção alcoólica)
 Instruir sobre o procedimento
 Abrir todo o material
 Desinfetar obturador com álcool (deixar evaporar)
 Administrar 1 seringa de soo para testar permeabilidade (1º aspirar e
depois inserir)
 Inserir fármaco (e fica fármaco no cateter)
 Flush com a 2º seringa com soro para limpar o cateter
 Passar compressa para limpar resíduos

Você também pode gostar