Você está na página 1de 44

CARÁTER DE DEUS

RHEMABRASIL
MÓDULO 2A
caráter de deus

CARÁTER DE DEUS

Gostaríamos de iniciar esta temática afirmando que, em


parte alguma, a Bíblia busca provar a existência de Deus
mediante provas formais. Reconhece-se a Sua existência
como fato autoevidente e como crença natural do homem.
Em parte alguma de seus textos a Bíblia propõe uma série
Hebreus 11:6 – “...
de provas da existência de Deus como algo preliminar a fé
porquanto é necessário
(ver Hebreus 11:6). que aquele que se apro-
xima de Deus, creia que
Sendo Deus um ser infinito, é impossível que qualquer ele existe e que se torna
criatura o conheça exatamente como Ele é. No entanto, o galardoador dos que
Pai bondosamente revelou-se fazendo uso de uma lingua- o buscam.”
gem compreensível para nós. Essa revelação é a Bíblia. Por
exemplo, Deus diz acerca de Si mesmo: “Eu sou santo”, por-
tanto, podemos afirmar: Deus é santo. A santidade, então, é
um atributo de Deus.

— Myer Pearlman

DEFINIÇÕES
Caráter: Firmeza de vontade, constância e estabilida-
de relativas a maneira de agir e reagir; feitio moral; índole;
cunho; impressão traçada; conjunto de qualidades que dis-
tinguem uma pessoa, um povo.

3
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

Atributo: Propriedade intrínseca ao sujeito pela qual ele


pode ser distinguido ou identificado. É o que é próprio de um
ser. Qualidade atribuída, marca de personalidade.
Pelo conhecimento do caráter de Deus e de Seus atri-
butos, podemos ter segurança daquilo que podemos espe-
rar Dele.

PODEMOS MESMO CONHECER A DEUS?


Podemos conhecer a Deus através do nosso espírito, pois
as coisas espirituais são discernidas espiritualmente. Não é
possível ao homem, portanto, conhecer a Deus por meio da
mente natural ou por meio dos cinco sentidos.
“Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito
a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de
Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem,
senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também
as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito
de Deus. Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo,
e sim o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o
que por Deus nos foi dado gratuitamente. Disto também fa-
lamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana,
mas ensinadas pelo Espírito, conferindo coisas espirituais
com espirituais. Ora, o homem natural não aceita as coisas
do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode en-
tendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Porém
o homem espiritual julga todas as coisas, mas ele mesmo
não é julgado por ninguém. Pois quem conheceu a mente
do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente
de Cristo” (1 Coríntios 2:10-16).

A mente e os sentidos físicos fazem parte do processo


de compreensão da pessoa de Deus, pois através da Bíblia
Sagrada obtemos recursos por meio dos quais podemos co-
nhecer os atributos divinos (tanto a Sua divindade, quanto
o Seu poder). No entanto, é no espírito humano que a mais
profunda relação com Deus se estabelece.
Existe ainda uma revelação limitada de Deus expressa
na Sua Criação, como vemos na passagem a seguir:
“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anun-
cia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e
uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há lin-

4
caráter de deus

guagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum


som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as Salmos 8:1 – “Ó Senhor,
suas palavras, até aos confins do mundo. Aí pôs uma tenda Senhor nosso, quão mag-
nífico em toda a terra é o
para o sol” (Salmos 19:1-4).
teu nome! Pois expuseste
nos céus a tua majestade.”
Ver também Salmos 8:1 e Romanos 1:20.
Romanos 1:20 – “Porque
No entanto, a Bíblia afirma que: “Mas o que é espiritual os atributos invisíveis de
discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem Deus, assim o seu eterno
conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós poder, como também a sua
temos a mente de Cristo” (1 Coríntios 2:15-16). própria divindade, clara-
mente se reconhecem, desde
Deus é espírito, e a comunhão mais profunda com Deus o princípio do mundo, sen-
é desenvolvida espiritualmente (ver João 4:24). Por essa ra- do percebidos por meio das
zão, apenas o homem que foi regenerado pelo Espírito Santo, coisas que foram criadas.”
através do novo nascimento, pode ter acesso ao conhecimen- João 4:24 – “Deus é espí-
to das coisas espirituais (ver João 3:3), pois este tem a mente rito; e importa que os seus
de Cristo. adoradores o adorem em
espírito e em verdade.”
João 3:3 – “A isto,
QUAL A IMPORTÂNCIA DE respondeu Jesus: Em

CONHECER A DEUS?
verdade, em verdade te
digo que, se alguém não
nascer de novo, não pode
1. É a vontade de Deus ser conhecido. ver o reino de Deus.”

Durante toda a História, Deus sempre procurou se revelar Atos 14:17 – “... con-
tudo, não se deixou ficar
ao homem de várias maneiras (ver Atos 14:17; leia também
sem testemunho de si
Romanos 1:19-20). Esta é a maior evidência de que Ele de mesmo, fazendo o bem,
fato deseja ser conhecido: Ele deixou a Sua Palavra com o in- dando-vos do céu chuvas
tuito de que o conheçamos por meio dela. O propósito do Se- e estações frutíferas,
nhor nunca foi omitir Sua presença, Seu caráter e Seu poder, enchendo o vosso coração
pois Ele não tem prazer em ser visto como um “mistério”, mas de fartura e de alegria.”
em se fazer conhecer (ver Hebreus 1:1-2 e 1 Timóteo 2:4). Hebreus 1:1-2 – “Ha-
vendo Deus, outrora,
“Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria,
falado, muitas vezes e
nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas de muitas maneiras, aos
suas riquezas, Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me pais, pelos profetas, nes-
conhecer e saber que eu sou o Senhor e faço misericórdia, tes últimos dias, nos falou
juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz pelo filho...”
o Senhor” (Jeremias 9:23-24).
1 Timóteo 2:4 – “O
qual (Deus) deseja que
2. A Palavra nos incentiva a conhecê-lo. todos os homens sejam
salvos e cheguem ao
“Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como pleno conhecimento
a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a da verdade.”
chuva, como chuva serôdia que rega a terra” (Oseias 6:3).

5
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

O conhecimento que se pode ter de Deus é algo contí-


Daniel 11:32 – “Aos nuo, ininterrupto (ver Daniel 11:32).
violadores da aliança, ele,
com lisonjas, perverterá, “Feliz o homem que acha sabedoria, e o homem que adqui-
mas o povo que conhece re conhecimento; porque melhor é o lucro que ela dá do
ao seu Deus se tornará que o da prata, e melhor a sua renda do que o ouro mais
forte e ativo.” fino” (Provérbios 3:13-14).

“Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do


conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juí-
zos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, co-
João 8:32 – “E nheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro?”
conhecereis a verdade, e a (Romanos 11:33-34).
verdade vos libertará.”
3. O conhecimento liberta (ver João 8:32; Isaías 5:13 e Pro-
Isaías 5:13 – “Portanto,
o meu povo será levado vérbios 11:9).
cativo, por falta de
entendimento; os seus 4. A vida eterna consiste em conhecer a Deus (ver João 17:3).
nobres terão fome, e a
sua multidão se secará 5. A graça e a paz são multiplicadas nas nossas vidas (ver
de sede.” 2 Pedro 1:2).
Provérbios 11:9 – “O
ímpio, como a boca, 6. Deus é a fonte da vida e do sustento (ver Atos 17:28).
destrói o próximo, mas os
justos são libertados “... todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são to-
pelo conhecimento.” das as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus
Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele”
João 17:3 – “E a vida (1 Coríntios 8:6).
eterna é esta: que te
conheçam a ti, o único
7. Rejeitar os enganos e as tradições humanas.
Deus verdadeiro, e a Jesus
Cristo, a quem enviaste.”
Quando conhecemos a Deus, não somos mais enganados
2 Pedro 1:2 – “Graça por argumentos e palavras que induzem ao erro. Conhecendo
e paz vos sejam o que é verdadeiro, podemos nos desviar do que é falso e per-
multiplicadas, no pleno manecer na sã doutrina. Porém, se não conhecemos a verdade
conhecimento de Deus e da Palavra, qualquer argumento melhor elaborado pode fazer
de Jesus, nosso Senhor.” com que nos desviemos.

Atos 17:28 – “... pois “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são pre-
nele vivemos, e nos ceitos de homens. Negligenciando o mandamento de Deus,
movemos, e existimos, guardais a tradição dos homens” (Marcos 7:7-8).
como alguns dos vossos
poetas têm dito: Porque “Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno co-
dele também
nhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à me-
somos geração.”
dida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais
sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e

6
caráter de deus

levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artima-


nha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro”
(Efésios 4:13-14).
Efésios 5:1 – “Sede,
pois, imitadores de Deus,
8. Ficar mais parecido com o Pai (ver Efésios 5:1 e 1 Pedro como filhos amados...”
1:15-16).
1 Pedro 1:15-16 – “Pelo
“E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como contrário, segundo é
por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de santo aquele que vos cha-
mou, tornai-vos santos
glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor,
também vós mesmos em
o Espírito” (2 Coríntios 3:18). todo o vosso procedimen-
to, porque escrito está:
9. É pelo conhecimento de Deus que tomamos posse do Sede santos, porque eu
que ele nos deu: sou santo.”

“Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas
todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo
conhecimento completo daquele que nos chamou para a
sua própria glória e virtude. Pelas quais nos tem sido doa-
das as suas preciosas e mui grandes promessas, para que
por elas vos torneis coparticipantes da natureza divina,
livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo”
(2 Pedro 1:3-4).

COMO CONHECER A DEUS?


1. Através da Sua palavra

Nós conhecemos o caráter de Deus através da Sua Pala-


vra, pois ela expressa o que Ele é e a Sua vontade para nós.
Aceitar o testemunho da Palavra de Deus é aceitar Jesus Cris-
to e a vida eterna. A Palavra de Deus é o próprio Deus falando João 5:39 – “Examinais
as Escrituras, porque
conosco (ver João 5:39). julgais ter nelas a vida
eterna, e são elas mesmas
“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino,
que testificam de mim.”
para a repreensão, para a correção, para a educação na jus-
tiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeita-
mente habilitado para toda boa obra” (2 Timóteo 3:16-17).

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o


Verbo era Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós,
cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória
como do unigênito do Pai” (João 1:1,14).

7
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

2. Através da Pessoa de Jesus Cristo (ver João 1:18 e


João 1:18 – “Ninguém João 14:9)
jamais viu a Deus; o Deus
unigênito, que está no “Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas
seio do Pai, é quem maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos
o revelou.” falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as
coisas, pelo qual também fez o universo. Ele, que é o res-
João 14:9 – “Disse-lhe
Jesus: Filipe, há tanto plendor da glória e a expressão exata do seu Ser, susten-
tempo estou convosco, e tando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de
não me tens conhecido? ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da
Quem me vê a mim vê Majestade, nas alturas” (Hebreus 1:1-3).
o Pai; como dizes tu:
Mostra-nos o Pai?” Jesus é a própria revelação do caráter e da vontade de
Deus. Quando conhecemos Jesus, conhecemos o Pai. Tudo o
que Jesus fez sobre a terra foi manifestar o caráter do Pai
para que o conhecêssemos por meio Dele. E, por isso, Jesus
disse: “Então, lhes falou Jesus: Em verdade, em verdade vos digo
que o Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo
que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também
semelhantemente o faz” (João 5:19).
Em vários momentos, vemos Jesus testemunhando que
só falava aquilo que ouvia o Pai falar e só fazia as obras que
via o Pai fazer. Jesus revelou o Pai para que todos o conheces-
sem por meio do Filho.

3. Através da pessoa do Espírito Santo

Já que as coisas espirituais são discernidas espiritual-


mente, precisamos estar em comunhão com Deus para co-
nhecê-lo. O novo nascimento regenerou o nosso coração (o
1 Coríntios 2:10 – nosso espírito), o qual agora é habitado pelo Espírito Santo.
“Mas Deus no-lo revelou Ele nos ensina sobre Deus, pois perscruta (averigua minu-
pelo seu Espírito; porque ciosamente) até as Suas profundezas (ver 1 Coríntios 2:10
o Espírito a todas as
e João 14:26).
coisas perscruta, até
mesmo as profundezas “Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes perma-
de Deus.” nece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos
ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de
João 14:26 – “Mas o
Consolador, o Espírito
todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei
Santo, a quem o Pai nele, como ela também vos ensinou” (1 João 2:27).
enviará em meu nome,
esse vos ensinará todas as
coisas e vos fará lembrar
de tudo o que vos
tenho dito.”

8
caráter de deus

OS ATRIBUTOS DE DEUS João 4:24 – “Deus é espí-


rito; e importa que os seus
Deus é Espírito: Deus é puramente espírito, autocons-
adoradores o adorem em
ciente, autodeterminativo, sem corpo físico, não é percebido espírito e em verdade.”
por nossos sentidos (ver João 4:24).
1 Reis 8:27 – “Mas, de
Deus é Pessoal: tem personalidade, inteligência e é pos- fato, habitaria Deus na
suidor de faculdades racionais e morais. terra? Eis que os céus,
e até o céu dos céus não
1. Atributos de natureza: te podem conter, quanto
menos esta casa que eu
tenho edificado.”
Atributos inerentes apenas a Deus e não compartilhados
com os homens. Salmos 147:5 – “Grande
é o Senhor nosso e mui
• Infinitude: Deus é infinito. A infinitude de Deus é vis- poderoso; o seu entendi-
ta de duas maneiras: mento não se pode medir.”
Jeremias 23:24 –
a. Em relação ao espaço: IMENSIDADE (ver 1 Reis “Ocultar-se-ia alguém
8:27; Salmos 147:5 e Jeremias 23:24). em esconderijos, de modo
que eu não o veja? — diz
o Senhor; porventura,
Deus está presente de modo igual em todo o espaço infi-
não encho eu os céus e a
nito. Nenhuma parte escapa à Sua presença e influência. terra? — diz o Senhor.”
b. Em relação ao tempo: ETERNIDADE. Salmos 90:2 – “Antes
que os montes nascessem
Ele não tem princípio nem fim de existência. Ele é eterno, e se formassem a terra e
o mundo, de eternidade a
seja no passado ou no futuro. A natureza de Deus não está
eternidade, tu és Deus.”
sujeita à lei do tempo, Deus não está no tempo, Ele fez o
tempo existir. O tempo, como o conhecemos, é uma grandeza 1 Timóteo 1:17 – “As-
sim, ao Rei eterno, imortal,
de caráter físico e sua existência está intimamente associada
invisível, Deus único, hon-
à criação do mundo. A realidade de Deus é atemporal, não ra e glória pelos séculos
há sucessão de momentos para Ele. O passado, o presente e dos séculos. Amém!”
o futuro são “um eterno agora” (ver Salmos 90:2; 1 Timóteo
Êxodo 15:18 – “O Senhor
1:17; Êxodo 15:18; Deuteronômio 33:27 e Salmos 102:24). reinará por todo o sempre.”
“Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eterni- Deuteronômio 33:27
dade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e san- – “O Deus eterno é a tua
to lugar, mas habito também com o contrito e abatido de habitação e, por baixo
espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o de ti, estende os braços
eternos; ele expulsou o
coração dos contritos” (Isaías 57:15).
inimigo de diante de ti e
disse: Destrói-o.”
• Autoexistência: Aquele que simplesmente é (O “Eu
Salmos 102:24 – “Dizia
sou o que sou” – Yaweh ou Jeová). eu: Deus meu, não me leves
na metade de minha vida;
Antes de tudo, Deus é. Ele não foi criado ou gerado por tu, cujos anos se estendem
coisa alguma, Ele sempre existiu e tudo o que foi criado tem por todas as gerações.”
Nele a sua primeira origem. A autoexistência de Deus está

9
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

implícita no próprio nome Jeová – Yaweh, que quer dizer o


existente. O nome hebraico do qual se originou a palavra Jeo-
vá ou Javé é uma composição do verbo ser no presente, passa-
do e futuro. É comumente traduzido também por “eterno” em
algumas bíblias. Sua autoexistência também pode ser reco-
Êxodo 3:14 – “E disse
Deus a Moisés: EU SOU nhecida na expressão bíblica “Eu sou o que sou”, que significa
O QUE SOU. Disse mais: que Deus simplesmente é (ver Êxodo 3:14).
Assim dirás aos filhos
de Israel: EU SOU me A autoexistência de Deus está intimamente relacionada
enviou a vós outros.” à Sua eternidade.
Leia também: Gênesis 1:1; João 1;1-4, Hebreus 11:3.
Tiago 1:17 – “Toda
a boa dádiva e todo o • Imutabilidade: Aquele em quem não há mudan-
dom perfeito são lá do ça, nem sombra de variação (ver Tiago 1:17 e
alto, descendo do Pai Malaquias 3:6).
das luzes, em quem não
pode existir variação ou O homem está sujeito a mudanças porque não é perfeito,
sombra de mudança.” nem tem conhecimento absoluto, podendo mudar de opinião.
A imutabilidade de Deus está intimamente relacionada à Sua
Malaquias 3:6 – perfeição e onisciência. Deus não muda porque é perfeito no
“Porque eu, o Senhor, Seu caráter (não há nada que Ele possa melhorar ou aper-
não mudo; por isso vós,
feiçoar em si mesmo) e possui todo o conhecimento (não há
ó filhos de Jacó, não sois
consumidos.” coisa alguma que Ele não saiba e possa ser acrescentado ao
seu conhecimento).
Deus é imutável em:

• Sua natureza (ver Tiago 1:17).

• Seus atributos:

“Rendei graças ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua


misericórdia dura para sempre. Rendei graças ao Deus dos
deuses, porque a sua misericórdia dura para sempre. Rendei
graças ao Senhor dos senhores, porque a sua misericórdia
dura para sempre; ao único que opera grandes maravilhas,
porque a sua misericórdia dura para sempre; àquele que
com entendimento fez os céus, porque a sua misericórdia
dura para sempre; àquele que estendeu a terra sobre as
águas, porque a sua misericórdia dura para sempre; àquele
que fez os grandes luminares, porque a sua misericórdia
dura para sempre; sol para presidir o porquê a sua miseri-
córdia dura para sempre; a lua e as estrelas para presidi-
rem a noite, porque a sua misericórdia dura para sempre;
àquele que feriu o Egito nos seus primogênitos, porque a
sua misericórdia dura para sempre; e tirou a Israel do meio

10
caráter de deus

deles, porque a sua misericórdia dura para sempre; com


mão poderosa e braço estendido, porque a sua misericórdia
dura para sempre; àquele que separou em duas partes o
mar Vermelho, porque a sua misericórdia dura para sempre;
e por entre elas fez passar a Israel, porque a sua miseri-
córdia dura para sempre; mas precipitou no mar Vermelho
a Faraó e ao seu exército, porque a sua misericórdia dura
para sempre; àquele que conduziu o seu povo pelo deserto,
porque a sua misericórdia dura para sempre; àquele que fe-
riu grandes reis, porque a sua misericórdia dura para sem-
Isaías 14:24 – “Jurou
pre; e tirou a vida a famosos reis, porque a sua misericórdia o Senhor dos Exércitos,
dura para sempre; a Seom, rei dos amorreus, porque a sua dizendo: Como pensei,
misericórdia dura para sempre; e a Ogue, rei de Basã, por- assim sucederá, e, como
que a sua misericórdia dura para sempre; cujas terras deu determinei, assim
em herança, porque a sua misericórdia dura para sempre; se efetuará.”
em herança a Israel, seu servo, porque a sua misericórdia
Isaías 40:28 – “Não
dura para sempre; a quem se lembrou de nós em nosso sabes, não ouviste que o
abatimento, porque a sua misericórdia dura para sempre; eterno Deus, o SENHOR, o
e nos libertou dos nossos adversários, porque a sua mi- Criador dos fins da terra,
sericórdia dura para sempre; e dá alimento a toda carne, nem se cansa, nem se fati-
porque a sua misericórdia dura para sempre. Oh! Tributai ga? Não se pode esquadri-
louvores ao Deus dos céus, porque a sua misericórdia dura nhar o seu entendimento.”
para sempre” (Salmos 136).
João 4:24 – “Deus é
Espírito, e importa que os
• Seus decretos (ver Isaías 14:24 e Isaías 40:28). que o adoram o adorem
em espírito e em verdade.”
• Sua espiritualidade: Deus é um ser cuja essência é
espiritual (ver João 4:24 e Lucas 24:39). Lucas 24:39 – “Vede as
minhas mãos e os meus
pés, que sou eu mesmo;
Deus é Espírito e, como espírito, tem personalidade. Ele
apalpai-me e verificai,
pensa, sente e fala. porque um espírito não
tem carne nem ossos,
Sua pessoa não é composta por nenhum elemento mate-
como vedes que eu tenho.”
rial e não está sujeita às condições da existência natural. Ele
não pode ser visto com os olhos naturais, nem apreendido Deuteronômio 6:4 –
pelos sentidos físicos — a não ser em momentos extraordiná- “Ouve, Israel, o SENHOR
rios divinamente concedidos. nosso Deus é o
único SENHOR.”
Deus é uma pessoa real, mas de natureza tão infinita que
não se pode apreendê-lo plenamente pelo conhecimento hu- João 17:3 – “E a vida
mano, nem tampouco satisfatoriamente descrevê-lo em lin- eterna é esta: que te
conheçam a ti, o único
guagem humana.
Deus verdadeiro, e a Jesus
Cristo, a quem enviaste.”
• Sua unidade: Deus é o único Deus (ver Deuteronô-
mio 6:4 e João 17:3).

11
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

Para podermos entender que Deus é um único Deus, sem


parecer haver contradição com a Divina Trindade, devemos
compreender que existem duas qualidades de unidade: uma
absoluta e uma composta.
Uma pessoa pode ser um exemplo de uma unidade ab-
soluta. Quando, porém, lemos em Gênesis 2:24 que homem e
mulher serão “uma só carne”, vemos que aí há uma unidade
composta.
Em Deuteronômio 6:4, a palavra usada para “nosso Deus”,
no hebraico, é o plural Elohim (que traduzido “ao pé da letra”
significa Deuses). Isso nos indica uma unidade composta, e a
essa unidade composta chamamos de trindade.
Leia também: Deuteronômio 4:35-39; 2 Samuel 7:22; 1
Reis 8:60; Isaías 42:8; 44:6-8; Neemias 9:6; 1 Timóteo 1:17.

2. Atributos Ativos: O que Deus é em relação ao


universo.

• Onipotência: Qualidade daquele que tem todo o po-


der, o Todo-Poderoso.

A onipotência é um atributo que se refere ao fato de


Deus reter em si toda e qualquer fonte existente de poder.
A palavra onipotência deriva de dois termos latinos, om-
nis e potentia que, juntos, significam todo poder. Esse atributo
de Deus mostra que Seu poder é ilimitado, ou seja, Ele não
deixaria de fazer alguma coisa que quisesse por falta de po-
der para efetuá-la. No entanto, isso não significa que Ele agi-
ria indiscriminadamente menosprezando princípios por Ele
mesmo estabelecidos ou que agiria em contrariedade à Sua
própria natureza.
Em suma, a onipotência de Deus significa duas coisas:

1. Sua liberdade e Seu poder para fazer tudo o que


esteja em harmonia com a Sua própria natureza.

2. Seu controle e sabedoria sobre tudo o que exis-


te ou pode existir.

“Quando atingiu Abrão a idade de noventa e nove


anos, apareceu-lhe o S enhor e disse-lhe: Eu sou o Deus
Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito”
(Gênesis 17:1).

12
caráter de deus

A expressão no Antigo Testamento traduzida como To-


do-Poderoso é EL Shadday. A origem dela está associada Apocalipse 1:8 – “Eu
sou o Alfa e Ômega, diz o
à imagem de um animal com seios suficientes para ali-
Senhor Deus, aquele que
mentar todos os seus filhos. O entendimento é que Deus é é, que era e que há de vir,
capaz de suprir a qualquer um que se achegue a Ele (ver o Todo-Poderoso.”
Apocalipse 1:8).
Tito 1:2 – "...na espe-
Leia também: Gênesis 35:11; Êxodo 6:3; Jeremias 32:17; rança da vida eterna
Isaías 40:10-15; Ezequiel 10:5; Amós 4:13; Zacarias 12:1; Ma- que o Deus que não pode
teus 19:26; Apocalipse 11:17; 15:3; 19:6. mentir prometeu antes
dos tempos eternos."

O que a onipotência de Deus não é: 2 Timóteo 2:13 – "... se


somos infiéis, ele perma-
A onipotência de Deus não significa o exercício de Seu nece fiel, pois de maneira
poder para fazer aquilo que é incoerente com os Seus atri- nenhuma pode negar-se a
si mesmo."
butos e com a Sua natureza, como, por exemplo, fazer com
que um acontecimento histórico passado volte a acontecer 3 João 11 – "Ama-
ou fazer um homem ficar grávido. Fazer tais coisas não de- do, não imites o que é
monstraria poder, mas incoerência de princípios e falta de mau, senão o que é bom.
controle no planejamento do que é normal e natural. Isso não Aquele que pratica o bem
procede de Deus; aquele
seria poder, mas incapacidade e falta de ordem.
que pratica o mal jamais
Toda forma de poder de Deus é exercida em harmonia viu a Deus."
com Sua própria natureza, pelo Seu poder. O Senhor somente Tiago 1:13 – "Ninguém,
realiza aquilo que está de acordo com o Seu próprio caráter. ao ser tentado, diga: Sou
As aparentes incoerências vêm da nossa capacidade limitada tentado por Deus; porque
de entender os caminhos e pensamentos de Deus. Deus não pode ser tenta-
do pelo mal e ele mesmo
Ainda sobre o conceito da onipotência de Deus, é impor- a ninguém tenta."
tante lembrar que as Escrituras nos ensinam algumas coisas
que Deus não pode: Tiago 1:17 – "Toda boa
dádiva e todo dom perfeito
são lá do alto, descendo
§§ Mentir (ver Tito 1:2).
do Pai das luzes, em quem
não pode existir variação
§§ Negar a si mesmo — Seus atributos e natureza ou sombra de mudança."
(ver 2 Timóteo 2:13).
Romanos 2:11 – "Por-
que para com Deus não
§§ Fazer o mal (ver 3 João 11; Tiago 1:13). há acepção de pessoas."

§§ Mudar (ver Tiago 1:17). Salmos 119:89 –


"Para sempre, ó SE-
§§ Fazer acepção de pessoas (ver Romanos 2:11). NHOR, está firmada a
tua palavra no céu."

§§ Quebrar a própria lei (ver Salmos 119:89).

13
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

• Onisciência: Qualidade daquele que tem todo o co-


nhecimento.

A palavra onisciência deriva de duas palavras latinas, om-


nis, que, como já vimos, significa tudo, e scientia, que significa
conhecimento. Assim, o conceito da onisciência de Deus está
relacionado com a capacidade que somente Ele tem de tudo
Hebreus 4:13 – “E saber. De fato, as Escrituras ensinam do começo ao fim que
não há criatura que não Deus é onisciente, que Sua compreensão é infinita e que Sua
seja manifesta na sua
presença; pelo contrário,
inteligência é perfeita (ver Hebreus 4:13 e Mateus 6:6).
todas as coisas estão
Não há coisa alguma que o Senhor não saiba, o Seu co-
descobertas e patentes
aos olhos daquele a quem nhecimento é absoluto, ou seja, Ele tem conhecimento a res-
temos de prestar contas.” peito de toda e qualquer coisa, não importando em que tem-
po esteja (passado, presente ou futuro). Não é necessário que
Mateus 6:6 – “Tu, Deus raciocine (tenha uma sucessão de pensamentos para
porém, quando orares,
chegar a uma conclusão lógica) para compreender, pois Ele
entra no teu quarto e,
fechada a porta, orarás vê tudo de uma só vez.
a teu Pai, que está em
Com base na ideia da onisciência de Deus, alguns se per-
secreto; e teu Pai, que vê
em secreto, guntam se o fato de Ele saber quem se perderá faz disso
te recompensará.” um decreto de condenação na vida dessas pessoas. Todavia, a
presciência de Deus a respeito das escolhas do homem não
faz de Deus o responsável pelas coisas que Ele sabe.

Leia também: Gênesis 16:13; 1 Crônicas 28:9; Salmos


94:9,11; 139:1-6; 147:4-5; Provérbios 15:3; Jeremias 1:4-5;
Daniel 2:22,28; Atos 15:8-18; 1 João 3:20.

• Onipresença: Qualidade daquele que está em todo


lugar.

Onipresença é a capacidade de estar presente em to-


das as partes ao mesmo tempo. Apenas Deus a possui. A
palavra onipresença deriva de dois vocábulos latinos, om-
nis, que significa tudo, e praesum, que significa estar próxi-
mo ou presente.

A diferença entre onipresença e imensidade é que a


imensidade é a presença de Deus em relação ao espaço, en-
quanto a onipresença é a Sua presença considerada em rela-
ção às criaturas, nas seguintes maneiras:

1. Em glória: para as hostes adoradoras do céu (Isaías


6:1-3):

14
caráter de deus

“No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado


sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes en-
chiam o templo. Serafins estavam por cima dele; cada um
tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os
seus pés e com duas voava. E clamavam uns para os outros,
dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda
a terra está cheia da sua glória.”

2. Eficazmente: na ordem natural (Naum 1:3-5):

“O Senhor é tardio em irar-se, mas grande em poder e ja-


mais inocenta o culpado; o Senhor tem o seu caminho na
tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus
pés. Ele repreende o mar, e o faz secar, e míngua todos os
rios; desfalecem Basã e o Carmelo, e a flor do Líbano se
murcha. Os montes tremem perante ele, e os outeiros se
derretem; e a terra se levanta diante dele, sim, o mundo e
todos os que nele habitam.”
Salmos 68:7 – “Ao
3. Providencialmente: com os homens (ver Salmos 68:7). saíres, ó Deus, à frente do
teu povo, ao avançares
4. Atentamente: aos que o buscam (ver Atos 17:27). pelo deserto...”.

Atos 17:27 – “Para


5. Judicialmente: na consciência dos ímpios (ver buscarem a Deus se,
Gênesis 3:8): porventura, tateando, o
possam achar, bem que
“[Ao mestre de canto. Salmo de Davi. Cântico] Levanta-se não está longe de cada
Deus; dispersam-se os seus inimigos; de sua presença fo- um de nós...”.
gem os que o aborrecem. Como se dissipa a fumaça, assim
tu os dispersas; como se derrete a cera ante o fogo, assim Gênesis 3:8 – “Quando
à presença de Deus perecem os iníquos” (Salmos 68:1-2). ouviram a voz do Senhor
Deus, que andava no
jardim pela viração do
6. Corporalmente: em Jesus (ver Colossenses 2:9).
dia, esconderam-se da
presença do Senhor Deus,
7. Espiritualmente: na Igreja (Efésios 2:12-22): o homem e sua mulher,
por entre as árvores
“Naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comu- do jardim.”
nidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não
tendo esperança e sem Deus no mundo. Mas, agora, em Colossenses 2:9 –
Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproxima- “Porquanto, nele, habita,
dos pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, o qual corporalmente, toda a
de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação plenitude da Divindade.”
que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua carne, a
lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que
dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo
a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus,

15
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.


E, vindo, evangelizou paz a vós outros que estáveis longe e
paz também aos que estavam perto; porque, por ele, am-
bos temos acesso ao Pai em um Espírito. Assim, já não sois
estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e
sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento
dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a
pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cres-
ce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também
vós juntamente estais sendo edificados para habitação de
Deus no Espírito.”
Mateus 28:18-19 –
“Jesus, aproximando-se, 8. Poderosamente: com Seus obreiros (ver Mateus
falou-lhes, dizendo: Toda
28:18-19).
a autoridade me foi dada
no céu e na terra. Ide,
portanto, fazei discípulos “Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei
de todas as nações, da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no infer-
batizando-os em nome no a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar
do Pai, e do Filho, e do as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Espírito Santo.” até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá”
(Salmos 139:7-10).

Leia também: Jeremias 23:23-24: 1 Reis 8:27; Gêne-


sis 28:15-16; Provérbios 15:3,11; Isaías 66:1; Amós 9:2-4;
Atos 7:48,49.

• Soberania: Qualidade daquele que tem toda a


autoridade.

Soberania é o direito absoluto de governar sobre tudo.


Significa que Deus reina inconteste, que não há quem possa
rivalizar com Ele. Soberano é o “que exerce o poder supremo,
tem autoridade; que exerce poder ou autoridade, sem restri-
ção nem neutralização; que detém o poder; dominador, in-
fluente; que impõe decisão, que define; decisivo, poderoso
ou potente nos seus atos e feitos; poderoso, infalível; que
ocupa o primeiro lugar; que atinge o mais alto grau, excelen-
te no seu gênero; excelso, notável, magnífico, supremo; que
tem saber e presença absolutos, e, em consequência, conduz,
protege, rege, domina”.

Ele possui esse direito devido a Sua infinita superiorida-


de, a Sua posse absoluta de todas as coisas e da dependência
delas perante Deus para continuarem a existir.

16
caráter de deus

Contudo, a soberania do Pai não anula o livre-arbítrio do


homem. Ela fala da extensão de Sua autoridade e não o que
Ele fará com ela. Deus criou tudo como quis e foi Ele mesmo
quem deu ao homem o direito de escolher entre o bem e o
mal. A despeito da Sua soberania, Ele não interfere no livre-
-arbítrio do homem, porque não pode ir contra Sua própria
palavra, ou seja, não pode negar a si mesmo nem pode mentir.

De fato, é ato expressivo da soberania de Deus deter-


minar que o homem criado à Sua imagem tenha liberdade
de escolha, independentemente do que Ele julga ser ou não
proveitoso para a vida humana. Por um ato de Sua livre e
soberana escolha, Deus quis que fosse assim. Ele pode não
concordar com as escolhas humanas, mas respeita a sua indi- Salmos 103:19 – “Nos
vidualidade (ver Salmos 103:19). céus, estabeleceu o Se-
nhor o seu trono, e o seu
Leia também: Daniel 4.34-35; Mateus 20:15; 1 Crônicas reino domina sobre tudo.”
29:11, 12.

• Sabedoria: Qualidade daquele que detém toda a


sabedoria.

Sabedoria é sempre mais que conhecimento. A sabedoria


é o conhecimento aplicado da forma mais proveitosa pos-
sível. Homens podem ter muito conhecimento, mas são in-
capazes de o aplicarem de forma sensata. Deus, por outro Salmos 104:24 – “Que
lado, é conhecedor de tudo e é o detentor da mais profunda variedade, Senhor, nas
sabedoria (ver Salmos 104:24). tuas obras! Todas com sa-
bedoria as fizeste; cheia
“... para que o coração deles seja confortado e vinculado está a terra das
juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da tuas riquezas.”
forte convicção do entendimento, para compreenderem
plenamente o mistério de Deus, Cristo, em quem todos os
tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos”
(Colossenses 2:2,3).

Leia também: Provérbios 3:19; Jeremias 10:12; Daniel 2:20-


21, Romanos 11:33, 1 Coríntios 1:24-25.

3. Atributos Morais: O que Deus é em relação aos seres


morais.

• Santidade: Deus é santo.

A santidade de Deus diz respeito a Sua perfeita excelên-


cia moral e espiritual. Deus é perfeitamente puro, imacula-
do e justo em si mesmo. Ele não se contamina pelo mal ou

17
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

pecado, Ele é irrepreensível. A santidade é o fundamento de


todos os outros atributos morais de Deus. Ela o faz aborrecer
o pecado e, portanto, provoca Sua justiça e juízo.
Somente Deus é santo em si mesmo. Denominam-se san-
tos os templos, alguns objetos e o Seu povo porque Ele os
fez santos e os tem santificado. O sentido original da palavra
santo é separado, e diz-se santo de tudo aquilo que é separa-
do para o serviço de Deus, sejam pessoas ou coisas.
A santidade de Deus traz glória e harmonia a todos os
outros atributos que Ele possui. É a santidade inerente a pes-
soa de Deus que dignifica Seus outros atributos. Por causa
de Sua natureza sublime e distinta, Seu conhecimento e Seu
poder são desejáveis e aprazíveis e não penosas imposições
pessoais de um tirano intransigente.

Isaías 6:3 – “E Nenhum outro atributo é mencionado com tanta soleni-


clamavam uns para os dade e frequência pelos anjos (ver Isaías 6:3):
outros, dizendo: Santo,
santo, santo é o Senhor “E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respec-
dos Exércitos; toda a terra tivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e
está cheia da sua glória.” por dentro; não têm descanso, nem de dia nem de noite,
proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o
Salmos 89:35 – “Uma Todo-Poderoso, aquele que era, que é e que há de vir”
vez jurei por minha (Apocalipse 4:8).
santidade (e serei eu falso
a Davi?).”
Deus separa esse atributo como penhor de Seus jura-
Isaías 6:3 – “E mentos (ver Salmos 89:35; Isaías 6:3; 1 Pedro 1:16).
clamavam uns para os Leia também: Oséias 11:9; Levítico 11:44; Josué 24:19; 1
outros, dizendo: Santo,
Samuel 2:2; Salmos 99:5; Isaías 43:3.
santo, santo é o Senhor
dos Exércitos; toda a
terra está cheia da • Justiça: Deus é justo.
sua glória.”
Justiça é a virtude de dar a cada um aquilo que é seu. É a
1 Pedro 1:16 – “... faculdade de julgar segundo o direito e melhor consciência.
porque escrito está: Sede É o atributo pelo qual, ao tratar com as pessoas, Deus age em
santos, porque eu conformidade com as normas e exigências de perfeição da
sou santo.” Sua própria natureza. Esse atributo está intimamente relacio-
nado ao da santidade.
Podemos dizer que a justiça do Senhor é a Sua santidade
em ação. A santidade de Deus é também manifesta no tra-
tamento justo que ele dispensa às Suas criaturas. A ira Dele
contra o pecado decorre de Sua santidade e do Seu amor à
justiça (aquilo que é reto e verdadeiro). A justiça do Pai não
diverge do Seu amor, pelo contrário, foi para satisfazer a Sua

18
caráter de deus

justiça que Ele enviou Jesus a este mundo, como Sua dádiva
de amor (ver João 3:16; Salmos 119:142 e Salmos 89:14). João 3:16 – “Porque
Deus amou ao mundo de
Leia também: 1 João 4:9-10; Deuteronômio 32:4; 1 João tal maneira que deu o seu
1:9; Gênesis 18:25; Romanos 3:26. Filho unigênito, para que
todo o que nele crê não
• Amor: Deus é amor. pereça, mas tenha
a vida eterna.”
Deus manifesta amor em todas as Suas ações porque
Salmos 119:142 – “A
Deus é amor. Não há nada que possa vir Dele que não seja tua justiça é justiça eter-
baseado nesse atributo, pois isso faz parte da Sua essência. na, e a tua lei é a
Em toda a Bíblia, podemos ver testemunhos do amor do Pai. própria verdade.”
A própria justiça é uma manifestação do Seu infinito amor.
A vinda de Jesus à terra foi a maior expressão de amor que Salmos 89:14 – “Justiça
e direito são o fundamen-
Deus poderia nos dar. Olhando para a cruz de Cristo, podemos
to do teu trono; graça e
ter ideia do quanto o nosso Pai nos ama. verdade te precedem.”
O amor não é simplesmente um atributo de Deus, é a Sua 1 João 4:8 – “Aquele que
própria essência (ver 1 João 4:8). não ama não conhece a
Deus; porque Deus
Leia também: João 3:16; Romanos 5:6-9; Efésios 1:4-6; Je- é amor.”
remias 31:3; Tito 3:3-5.

• Bondade: Deus é bom.

Deus é perfeitamente bom. E é por causa de Sua bon-


dade incondicional que Ele faz as suas bênçãos alcançarem
a todos os homens, sem acepção de pessoas. É importante
lembrar que quando falamos de bênçãos incondicionais não
estamos falando sobre salvação ou livramento do fogo eter-
no, mas de todas as coisas boas criadas por Deus pelas quais
Ele mesmo tem dado testemunho de Si mesmo ao longo dos
anos de história.

“... o qual, nas gerações passadas, permitiu que todos os po-


vos andassem nos seus próprios caminhos; contudo, não se
deixou ficar sem testemunho de si mesmo, fazendo o bem,
dando-vos do céu chuvas e estações frutíferas, enchendo o
vosso coração de fartura e de alegria” (Atos 14:16,17).

Deus não é evangélico e não limita o usufruto das Suas


bênçãos a um grupo seleto de pessoas. Embora as Escritu-
ras ensinem que há diferença entre o que serve e o que não
serve, e que o destino final da vida de ambos demonstrará o
valor da comunhão com o Senhor, a Bíblia também ensina
que tudo que Deus criou de bom é para todos os homens.

19
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

Através desse atributo, Ele abençoa os homens com a


1 Coríntios 4:7 – vida e com tudo mais. Não há nada que homem algum possua
“Pois quem é que te faz que não o tenha recebido de Deus. Como diz a Bíblia:
sobressair? E que tens tu
que não tenhas recebido? “Nem é servido por mãos humanas, como se de alguma
E, se o recebeste, por que coisa precisasse; pois ele mesmo é quem a todos dá vida,
te vanglorias, como se o
respiração e tudo mais; de um só fez toda a raça huma-
não tiveras recebido?”
na para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado
Romanos 5:7,8 – “... os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua
dificilmente, alguém habitação; para buscarem a Deus se, porventura, tateando,
morreria por um justo; pois
poderá ser que pelo bom
o possam achar, bem que não está longe de cada um de
alguém se anime a morrer. nós; pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como
Mas Deus prova o seu amor alguns dos vossos poetas têm dito: Porque dele também
para conosco pelo fato de somos geração” (Atos 17:25-28).
ter Cristo morrido por nós,
sendo nós ainda pecadores.” Ver também 1 Coríntios 4:7.
Romanos 2:4 – “Ou
É também o testemunho que Deus dá através de Sua
desprezas a riqueza da
sua bondade, e tolerância,
bondade que atrai o homem ainda pecador para os braços do
e longanimidade, Pai, fazendo-o aceitá-lo como tal (ver Romanos 5:7,8; Roma-
ignorando que a bondade nos 2:4 e Salmos 107:8).
de Deus é que te conduz
ao arrependimento?” Leia também: Salmos 25:8; Naum 1:7; Salmos 145:9; Ma-
teus 5:45; Salmos 31:19.
Salmos 107:8 – “Rendam
graças ao Senhor por
• Misericórdia: Deus se compadece do homem.
sua bondade e por suas
maravilhas para com os
O Novo Dicionário da Bíblia define misericórdia como
filhos dos homens!”
“compaixão para com alguém que sofre necessidade ou está
Efésios 2:4-5 – “Mas em angústia desesperada ou em dívida, e não pode solicitar
Deus, sendo rico em
tratamento favorável”. Receber a misericórdia divina é não ser
misericórdia, por causa do
grande amor com que nos punido, é não receber aquilo que merecemos porque Deus se
amou, e estando nós mortos compadece da nossa condição. É a divina bondade em ação
em nossos delitos, nos deu com respeito à miséria do homem, favorecendo-o, provendo
vida juntamente com Cristo, alívio e demonstrando paciência longânime quando alguém
– pela graça sois salvos.” é tido por culpado. Seu livramento e absolvição não pode-
Lamentações 3:22 – “As riam ser considerados um ato de misericórdia se a pessoa em
misericórdias do Senhor questão merecesse ser absolvida.
são a causa de não sermos
consumidos, porque as suas A misericórdia procede do amor e resulta em graça (ver
misericórdias não têm fim.” Efésios 2:4-5). Isso quer dizer, na prática, que Deus se compa-
Salmos 57:10 – “Pois a dece das nossas misérias e então nos dá graça para que pas-
tua misericórdia é grande semos dessa condição para uma melhor (ver Lamentações
até aos céus, e a tua 3:22; Salmos 57:10).
fidelidade até as nuvens.”
Leia também: Salmos 107, Tito 3:5, Daniel 9:9, Jeremias
3:12, Salmos 32:5, Isaías 49:13, 54:7.

20
caráter de deus

• Veracidade: Deus é a verdade.


João 1:1 – “No princípio
Deus e a Sua palavra são um (ver João 1:1). Ambos são era o Verbo, e o Verbo es-
verdadeiros e perfeitamente íntegros. Deus não pode mentir, tava com Deus, e o Verbo
pois Ele é santo, portanto, a Sua palavra é completamente era Deus.”
verdadeira (ver Jeremias 10:10; Tito 1:2 e João 17:17). Jeremias 10:10 – “Mas
o Senhor é verdadeira-
• Fidelidade: Deus é fiel. mente Deus; ele é o Deus
vivo e o Rei eterno; do seu
Deus, sendo verdadeiro, cumpre aquilo que promete, sem furor treme a terra, e as
exceção. Podemos confiar e descansar em Suas promessas, nações não podem supor-
pois Ele é absolutamente digno de toda confiança. Obvia- tar a sua indignação.”
mente, ao dizer isso, não estamos incluindo o cumprimento Tito 1:2 – “... na es-
de quaisquer promessas condicionais que dependam de es- perança da vida eterna
colhas das Suas criaturas (ver Jeremias 1:12; 2 Timóteo 2:13 que o Deus que não pode
e Hebreus 10:23). mentir prometeu antes
dos tempos eternos.”
Leia também: 1 Timóteo 4:9; João 17:17; Lamentações 3:23.
João 17:17 – “Santifica-
-os na tua verdade; a tua
• Vida: Deus é vida.
palavra é a verdade.”
Deus é a fonte de toda a vida, e essa é uma dádiva do Jeremias 1:12 – “Disse-me
Senhor às Suas criaturas (ver Atos 17:25 e Gênesis 2:7). o Senhor: Viste bem, porque
eu velo sobre a minha pala-
• Deus é luz: (1 João 1:5) – “Ora a mensagem que, da vra para a cumprir.”
parte dele ouvimos, temos ouvido e vos anunciamos: 2 Timóteo 2:13 – “... se
que Deus é luz, e não há nele trevas nenhuma.” somos infiéis, ele perma-
nece fiel, pois de maneira
• Deus é Galardoador: (Hebreus 11:6) – “De fato, sem nenhuma pode negar-se a
fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário si mesmo.”
que aquele que se aproxima de Deus creia que ele exis- Hebreus 10:23 – “Guar-
te e que se torna galardoador dos que o buscam.” demos firmes a confis-
são da esperança, sem
• Deus é fogo: (Hebreus 12:29) – “Porque o nosso Deus vacilar, pois quem fez a
é fogo consumidor.” promessa é fiel.”
Atos 17:25 – “Nem é ser-
vido por mãos humanas,
como se de alguma coisa
precisasse; pois ele mesmo
é quem a todos dá vida,
respiração e tudo mais...”
Gênesis 2:7 – “Então,
formou o Senhor Deus ao
homem do pó da terra e
lhe soprou nas narinas o
fôlego de vida, e o homem
passou a ser alma vivente.”

21
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

A TRINDADE
A Trindade nos revela três pessoas eternas, coexistentes,
perfeitamente unidas em Seus atributos, caráter, propósitos,
pensamentos e com poder para formar a plenitude da divin-
dade. A existência da Trindade é uma realidade eterna, no
entanto, o registro histórico de sua manifestação atribui ati-
Atos 1:7 – “Respondeu- vidades distintas a cada uma das pessoas da divindade (ver
lhes: Não vos compete
Atos 1:7; Mateus 20:23; Mateus 24:36 e João 10:18).
conhecer tempos ou épocas
que o Pai reservou pela sua “Se alguém proferir alguma palavra contra o Filho do Ho-
exclusiva autoridade.”
mem, ser-lhe-á isso perdoado; mas, se alguém falar contra
Mateus 20:23 – “Então, o Espírito Santo, não lhe será isso perdoado, nem neste
lhes disse: Bebereis o meu mundo nem no porvir” (Mateus 12:32).
cálice; mas o assentar-se
à minha direita e à minha Distinção de atividades na Trindade:
esquerda não me compete
concedê-lo; é, porém,
para aqueles a quem está
• O Pai teve a preeminência na Criação, ainda que o
preparado por meu Pai.” Filho e o Espírito Santo tenham cooperado.

Mateus 24:36 – “Mas • O Filho tem a preeminência na redenção, mas o Pai e


a respeito daquele dia e o Espírito Santo cooperam conjuntamente.
hora ninguém sabe, nem
os anjos dos céus, nem o
Filho, senão o Pai.” • O Espírito Santo tem a preeminência na santificação,
ainda que o Pai e o Filho também cooperem.
João 10:18 –
“Ninguém a tira de De fato, é importante compreender que a palavra Trinda-
mim; pelo contrário, eu de não aparece na Bíblia, é apenas uma expressão teológica
espontaneamente a dou. usada para descrever a Divindade.
Tenho autoridade para a
entregar e também para 1. A Trindade manifesta no Antigo Testamento
reavê-la. Este mandato
recebi de meu Pai.” Embora a Trindade não fosse explicitamente citada, sem-
pre que um hebreu pronunciava o nome de Deus (Elohim),
ele estava realmente dizendo “Deuses”, pois é uma palavra
no plural.

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, confor-


me a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes
do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésti-
cos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam
pela terra” (Gênesis 1:26).

Podemos observar que os termos no plural revelam a


Trindade.

22
caráter de deus

Todos os membros da Trindade são mencionados no An-


tigo Testamento: Isaías 63:16 – “Mas tu
és nosso Pai, ainda que
Ø O Pai (ver Isaías 63:16 e Malaquias 2:10). Abraão não nos conhece, e
Israel não nos reconhece;
Ø O Filho ou Messias (ver Isaías 9:6): tu, ó Senhor, és nosso Pai;
nosso Redentor é o teu
“Eu, porém, constituí o meu Rei sobre o meu santo monte nome desde a antiguidade.”
Sião. Proclamarei o decreto do Senhor: Ele me disse: Tu és
meu Filho, eu, hoje, te gerei... Beijai o Filho para que se não Malaquias 2:10 – “Não
irrite, e não pereçais no caminho; porque dentro em pouco temos nós todos o mesmo
se lhe inflamará a ira. Bem-aventurados todos os que nele Pai? Não nos criou o
mesmo Deus? Por que
se refugiam” (Salmos 2:6,7,12).
seremos desleais uns para
com os outros, profanando
“O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre, cetro de equi-
a aliança de nossos pais?”
dade é o cetro do teu reino. Amas a justiça e odeias a
iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com o Isaías 9:6 – “Porque um
óleo de alegria, como a nenhum dos teus companheiros” menino nos nasceu, um
(Salmos 45:6-7). filho se nos deu; o go-
verno está sobre os seus
“Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos ombros; e o seu nome
nos seus punhos? Quem amarrou as águas na sua roupa? será: Maravilhoso Con-
Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é selheiro, Deus Forte, Pai
da Eternidade, Príncipe
o seu nome, e qual é o nome de seu filho, se é que o sabes?”
da Paz...”.
(Provérbios 30:4).

“Eis que vêm dias, diz o Senhor, em que levantarei a


Davi um Renovo justo; e, rei que é, reinará, e agirá sa-
biamente, e executará o juízo e a justiça na terra. Nos
seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será
este o seu nome, com que será chamado: Senhor, Justiça
Nossa” (Jeremias 23:5,6).
Gênesis 1:2 – “A terra,
porém, estava sem forma
Ø O Espírito Santo (ver Gênesis 1:2):
e vazia; havia trevas so-
“Repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o Espírito de bre a face do abismo, e o
Espírito de Deus pairava
sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de
por sobre as águas.”
fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor.
Chegai-vos a mim e ouvi isto: não falei em segredo desde
o princípio; desde o tempo em que isso vem acontecendo,
tenho estado lá. Agora, o Senhor Deus me enviou a mim e
o seu Espírito.
O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor
me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, en-
viou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar
libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados;

23
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

Mas eles foram rebeldes e contristaram o seu Espírito San-


to, pelo que se lhes tornou em inimigo e ele mesmo pelejou
contra eles” (Isaías 11:2; 48:16; 61:1; 63:10).

2. A Trindade manifesta no Novo Testamento

“Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abri-


ram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como
pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que di-
zia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”
(Mateus 3:16-17).

Leia também: Mateus 28:19; João 14:16,17,26; 15:26; 2 Co-


ríntios 13:13; Gálatas 4:6; Efésios 1:3,13; 2:18, 1 Pedro 1:2.
Lucas 1:35 –
“Respondeu-lhe o anjo: 3. A distinção da Trindade (ver Lucas 1:35 e Mateus 28:19)
Descerá sobre ti o
Espírito Santo, e o poder
do Altíssimo te envolverá 4. A unidade da Trindade
com a sua sombra; por
isso, também o ente santo “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim
que há de nascer será de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade,
chamado Filho de Deus.” que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o co-
nhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará
Mateus 28:19 – “Ide, em vós... Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai
portanto, fazei discípulos enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e
de todas as nações,
vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.
batizando-os em nome
do Pai, e do Filho, e do Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da
Espírito Santo...”. parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse
dará testemunho de mim;
Mas ele lhes disse: Meu Pai trabalha até agora, e eu tra-
balho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais pro-
curavam matá-lo, porque não somente violava o sábado,
mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-
-se igual a Deus. Então, lhes falou Jesus: Em verdade, em
verdade vos digo que o Filho nada pode fazer de si mes-
mo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo
o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz.
Porque o Pai ama ao Filho, e lhe mostra tudo o que faz,
e maiores obras do que estas lhe mostrará, para que vos
maravilheis. Pois assim como o Pai ressuscita e vivifica
os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem
quer. E o Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo
julgamento, a fim de que todos honrem o Filho do modo
por que honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra
o Pai que o enviou. Em verdade, em verdade vos digo:

24
caráter de deus

quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou


tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da mor-
te para a vida. Em verdade, em verdade vos digo que vem a
hora e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho
de Deus; e os que a ouvirem viverão. Porque assim como
o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho
ter vida em si mesmo. E lhe deu autoridade para julgar,
porque é o Filho do Homem. Não vos maravilheis disto,
porque vem a hora em que todos os que se acham nos
túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o
bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem pratica-
do o mal, para a ressurreição do juízo. Eu nada posso fazer
de mim mesmo; na forma por que ouço, julgo. O meu juízo
é justo, porque não procuro a minha própria vontade, e
sim a daquele que me enviou. Se eu testifico a respeito de
mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro. Outro
é o que testifica a meu respeito, e sei que é verdadeiro o
testemunho que ele dá de mim. Mandastes mensageiros
a João, e ele deu testemunho da verdade. Eu, porém, não
aceito humano testemunho; digo-vos, entretanto, estas
coisas para que sejais salvos. Ele era a lâmpada que ardia
e alumiava, e vós quisestes, por algum tempo, alegrar-vos
com a sua luz. Mas eu tenho maior testemunho do que
o de João; porque as obras que o Pai me confiou para
que eu as realizasse, essas que eu faço testemunham a
meu respeito de que o Pai me enviou. O Pai, que me en-
viou, esse mesmo é que tem dado testemunho de mim.
Jamais tendes ouvido a sua voz, nem visto a sua forma.
Também não tendes a sua palavra permanente em vós,
porque não credes naquele a quem ele enviou. Examinais
as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são
elas mesmas que testificam de mim” (João 14:16,17; 26;
15:26; 5:17-39).

Percebemos a unidade e concordância do Pai, do Filho e


do Espírito Santo nesses textos do evangelho de João. Tudo o
que Jesus fazia era o que o Pai também fazia, Eles estão em
perfeita concordância.

Uma ilustração da Trindade:


É de conhecimento geral que todo raio de luz na verdade
se compõe de três raios: primeiro, o actínio, que é invisível;
segundo, o luminoso, que é visível; terceiro, o calorífico, que
produz calor, o qual se sente, mas não se vê. Onde há esses

25
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

três, ali há luz; onde há luz, temos esses três. João disse: “Deus
é luz”. Deus, o Pai, é invisível; Ele se tornou visível em Seu
Filho e opera no mundo por meio do Espírito, que é invisível,
no entanto, eficaz.

Doutrina da Procedência:
O Pai

• Cabeça de Cristo (1 Coríntios 11:3).

• Não procede de ninguém nem é gerado por ninguém


(Salmos 90:2).

• É revelado pelo Filho (João 1:18).

O Filho

• É gerado pelo Pai (Atos 13:33).

• Revela o Pai (João 1:18).

• É glorificado pelo Espírito Santo (João 16:13-14).

O Espírito Santo

• Procede do Pai (João 14:16,26).

• Procede do Filho (João 15:26).

• Toda blasfêmia contra Ele não tem perdão (Mateus


12:31,32).

Erros a respeito da Trindade:


1. É errado pensar que o Pai, o Filho e o Espírito Santo
se referem a três manifestações de apenas uma pes-
soa divina.

2. É errado pensar que o Pai é a única pessoa divina da


Trindade, pois os três são divinos.

26
caráter de deus

3. É errado pensar que Deus é formado por três pes-


soas em uma pessoa só, ou seja, três pessoas divinas João 1:1 – “No princípio
em uma. era o Verbo, e o Verbo es-
tava com Deus, e o Verbo
4. É errado pensar que o Pai, o Filho e o Espírito Santo era Deus.”
são partes separadas de um ser divino, como o ho- João 14:6 – “Respon-
mem que é feito de espírito, alma e corpo. deu-lhe Jesus: Eu sou o
caminho, e a verdade, e a
vida; ninguém vem ao Pai
5. É errado pensar que a Trindade é tão complexa que
senão por mim.”
é impossível de ser compreendida. De fato, Deus co-
locou tudo a Seu respeito na Sua Palavra, e Ele quer João 17:17 – “Santifi-
ca-os na verdade; a tua
que a compreendamos. A Bíblia revela o caráter, os
palavra é a verdade.”
atributos e a natureza de Deus.
Apocalipse 19:11 – “Vi
o céu aberto, e eis um
6. É errado pensar que a Trindade não se encontra no
cavalo branco. O seu
Antigo Testamento. cavaleiro se chama Fiel
e Verdadeiro e julga e
7. É errado pensar que Jesus é o Pai, o Filho e o Espírito peleja com justiça.”
Santo. Jeremias 1:12 – “Disse-me
o Senhor: Viste bem, porque
eu velo sobre a minha pala-
O DEUS DA PALAVRA vra para a cumprir.”
Números 23:19 – “Deus
• A Palavra e Deus sempre estiveram juntos (ver não é homem, para
João 1:1). que minta; nem filho
de homem, para que se
• Jesus e a Palavra são um: a Verdade (ver João 14:6; arrependa. Porventura,
João 17:17 e Apocalipse 19:11). tendo ele prometido, não
o fará? Ou, tendo falado,
não o cumprirá?”
• Deus engrandeceu a Sua Palavra acima de tudo.
Isaías 40:8 – “... seca-se
“Prostrar-me-ei para o teu santo templo e louvarei o teu a erva, e cai a sua flor, mas
a palavra de nosso Deus
nome, por causa da tua misericórdia e da tua verdade, pois
permanece eternamente.”
magnificaste acima de tudo o teu nome e a tua palavra”
(Salmos 138:2). Salmos 119:89 –
“Para sempre, ó Senhor,
está firmada a tua pala-
• Deus cumpre Sua Palavra (ver Jeremias 1:12; Núme- vra no céu.”
ros 23:19 e Isaías 40:8).
Salmos 119:96 – “Te-
nho visto que toda per-
• A Palavra de Deus é eterna e está firmada nos céus feição tem seu limite;
(ver Salmos 119:89). mas o teu mandamento
é ilimitado.”
• A Palavra de Deus está acima da perfeição (ver Sal-
mos 119:96).

27
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

• Todo engano é anulado pela Palavra de Deus:

“Porque, embora andando na carne, não militamos segun-


do a carne. Porque as armas da nossa milícia não são
carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas,
anulando nós sofismas e toda altivez que se levante con-
tra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pen-
samento à obediência de Cristo, e estando prontos para
punir toda desobediência, uma vez completa a vossa sub-
missão” (2 Coríntios 10:3-6).

• Deus envia Sua Palavra com um propósito:

“... assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará
para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará na-
quilo para que a designei” (Isaías 55:11).

• Deus revela Sua Palavra com fidelidade e retidão:

“As obras de suas mãos são verdade e justiça; fiéis, todos os


seus preceitos. Estáveis são eles para todo o sempre, insti-
tuídos em fidelidade e retidão” (Salmos 111:7-8).

O DEUS DA CRIAÇÃO
Deus tudo criou pela Sua Palavra. Isso está descrito em
Gênesis 1:1 e também é citado pelo escritor de Hebreus, que
testemunhou: “Pela fé, entendemos que foi o universo formado
pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das
coisas que não aparecem” (Hebreus 11:3).

Esse fato, como diz o texto, só pode ser compreendido


e aceito pela fé. A Palavra diz que “o visível veio a existir
das coisas que não aparecem”. Deus criou todo o universo,
chamando à existência aquilo que ainda não se via, desde
os céus e a terra, até os animais terrestres. Ele é o Deus de
toda a Criação.

Devemos fazer como Deus, chamar à existência as coisas


que não existem. Esse é o espírito da fé: “cri, por isso falei”.
Devemos pensar, projetar, planejar, confessar e fazer coisas
tão grandes quanto o nosso Deus.

28
caráter de deus

O DEUS DO SOBRENATURAL
O termo sobrenatural é definido como aquilo que ultra-
passa as forças da natureza; fora das leis naturais. Deus é o
Deus do sobrenatural, embora nem todo o sobrenatural pro-
ceda Dele:
“Com efeito, o mistério da iniquidade já opera e aguarda
somente que seja afastado aquele que agora o detém; en-
tão, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus
matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela mani-
festação de sua vinda. Ora, o iníquo é segundo a eficácia de
Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira...”
(2 Tessalonicenses 2:7-9).

Quando criou o homem, Deus o fez de modo que o


homem pudesse viver uma vida sobrenatural, dominando
sobre toda a natureza e tendo comunhão com Ele. No en-
tanto, ao pecar, o homem perdeu o acesso à vida sobrena-
tural que Deus havia lhe conferido, para viver uma vida
basicamente natural.
A obra redentora de Jesus Cristo restaurou a nossa po-
sição diante de Deus e hoje podemos viver no sobrenatural
novamente, andando pela fé e não por “vista” (pelo natural).
Ao longo de toda a Bíblia, podemos ver Deus se mani-
festando sobrenaturalmente. Tanto no Antigo Testamento
quanto no Novo Testamento, podemos observar a Palavra
testemunhando acerca das maravilhas que Deus fez com o
propósito de Se fazer conhecer.
Atos 1:8 – “... mas
Jesus operou diversos milagres quando estava atuando
recebereis poder, ao des-
no Seu ministério terreno, com o objetivo de revelar Deus cer sobre vós o Espírito
e abençoar o povo para que cresse Nele. Ele subiu para o Santo, e sereis minhas
Pai, porém, concedeu poder (ver Atos 1:8) e autoridade (ver testemunhas tanto em
Marcos 16:17) para a Igreja realizar as mesmas obras sobre- Jerusalém como em toda
naturais que Ele realizou e ainda outras maiores. Ele disse: a Judéia e Samaria e até
“Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim aos confins da terra.”
também fará as obras que eu faço e outras maiores fará, porque
eu vou para junto do Pai” (João 14:12).
Marcos 16:17 – “Estes
A Palavra de Deus diz que “segundo ele é, também nós sinais hão de acompa-
somos neste mundo” (1 João 4:17). Por isso, devemos andar nhar aqueles que creem:
como Ele andou, fazendo as mesmas obras: curando enfer- em meu nome, expelirão
demônios; falarão
mos, expulsando demônios, ressuscitando mortos, pois “os
novas línguas.”
sinais seguirão os que crerem”. Dessa forma, expressaremos o
Caráter de Deus para que outras pessoas, por meio das nos-

29
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

sas obras sobrenaturais de fé, reconheçam que Jesus está


vivo em nós, Sua amada Igreja, o Corpo de Cristo.

O DEUS DE AMOR
O nosso Deus não apenas tem amor, Ele é o próprio amor.
Isso significa que Deus, Sua natureza e Seu ser, é amor. João
diz isso no capítulo 4, versículos 8 e 16, da sua primeira epís-
tola: “Deus é amor”. Essa é a revelação da Bíblia da qual o
homem mais necessita:
“Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é
amor. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em ha-
ver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para
vivermos por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que
nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e
enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.
Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós
também amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus;
se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o
seu amor é, em nós, aperfeiçoado. Nisto conhecemos que
permanecemos nele, e ele, em nós: em que nos deu do seu
Espírito. E nós temos visto e testemunhamos que o Pai en-
viou o seu Filho como Salvador do mundo. Aquele que con-
fessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele,
e ele, em Deus. E nós conhecemos e cremos no amor que
Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no
amor permanece em Deus, e Deus, nele”.

O amor de Deus agiu em favor da humanidade. Ele nos


amou desde a fundação do mundo (Efésios 1:4-5) e “... de tal
maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que
nele crê, não morra, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).
“... assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do
mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e
em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos,
por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua von-
tade...” (Efésios 1:4-5).

O amor de Deus foi manifesto através de uma ação: dar


Jesus em favor do mundo. Talvez, o maior problema do mun-
do seja acreditar que Deus sempre pensa mal do homem.
É comum a ideia de que Deus faz exigências severas, e que
é rigoroso e mesquinho. Influenciado por essa crença, o ho-
mem tem dúvidas a respeito do amor de Deus e de Seu amor

30
caráter de deus

pelo mundo. Mas a Palavra nos dá garantias de que Deus é


amor: Ele não só amou ao mundo: “Mas Deus prova o seu pró-
prio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós,
sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5:8).
Jesus ter morrido por nós foi a prova e a genuína expres-
são do amor de Deus para conosco.
Esse mesmo amor que Deus expressou ao entregar Seu
Filho para que pudéssemos ser salvos — o amor Ágape — “...
é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi
outorgado” (Romanos 5:5). Isso significa que nós fomos ca-
pacitados, ao nascer de novo, para amar como Deus nos ama,
pois o amor de Deus foi derramado em nossos corações. Nós
podemos expressar esse amor.
Este é o novo mandamento de Deus:
“Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros;
assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos
outros” (João 13:34).

O DEUS DA VIDA
Há quatro palavras diferentes traduzidas por vida no
Novo Testamento:

§§ Zoe: Vida de Deus. Vida Eterna.


§§ Psuche: Vida natural ou humana.
§§ Bios: Modo de Vida.
§§ Anastrophe: Comportamento, procedimento.

Todo tipo de vida que nós recebemos vem de Deus. Não


há nenhum tipo de vida que não venha Dele. Ele é a própria 2 Coríntios 5:17-18 –
vida. No entanto, ao pecarmos, perdemos a Zoe, que é a pró- “E, assim, se alguém está
pria vida de Deus. Foi essa vida que Jesus veio nos oferecer em Cristo, é nova cria-
por meio do novo nascimento. Não importa que modo de vida tura; as coisas antigas
ou comportamento nós tenhamos adotado, se não tivermos a já passaram; eis que se
vida eterna, isso não nos servirá para coisa alguma. fizeram novas. Ora, tudo
provém de Deus, que nos
A vida eterna é “Deus comunicando toda a Sua natureza, reconciliou consigo mes-
substância e ser aos nossos espíritos”, como diz Kenneth E. Ha- mo por meio de Cristo e
nos deu o ministério
gin. Hoje, temos acesso a Zoe graças ao sacrifício vicário de
da reconciliação.”
Jesus Cristo. Ela é um dom de Deus que recebemos pela fé
(ver 2 Coríntios 5:17-18).

31
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

O DEUS DA SALVAÇÃO
A palavra grega traduzida como salvação é sozo, que
significa libertação, cura, segurança, preservação, proteção
e perfeição.

Deus é o Deus da nossa salvação. Ele enviou Jesus para


que Ele mesmo se fizesse maldição no nosso lugar e a salva-
ção nos alcançasse.

A maioria dos cristãos tem uma ideia errada a respeito


da salvação, vinculando essa palavra apenas à vida eter-
na. Porém, a salvação, dada gratuitamente por Deus aos
que creem em Jesus Cristo, abrange muito mais que a Vida
Eterna. Por meio da salvação, fomos livres da maldição da
1 Timóteo 2:3-4 – “Isto Lei e não estamos mais sujeitos à miséria, à enfermidade
é bom e aceitável diante
de Deus, nosso Salvador,
e à morte espiritual. Temos a própria vida de Deus em nós,
o qual deseja que todos porque Ele nos deu a salvação pela fé em Jesus Cristo. Fo-
os homens sejam salvos mos resgatados!
e cheguem ao pleno
conhecimento da verdade.” A salvação é a maior bênção que alguém pode receber.
Ela está disponível para todos os homens (ver 1 Timóteo
Filipenses 2:12 – 2:3-4), pois “Deus não faz acepção de pessoas” (Atos 10:34).
“Assim, pois, amados Através da salvação, não só temos segurança de um porvir
meus, como sempre
com o Senhor, como também temos a porta para a mani-
obedecestes, não só na
minha presença, porém, festação do sobrenatural de Deus em toda a sua plenitude.
muito mais agora, Entretanto, é necessário desenvolvê-la para que experimen-
na minha ausência, temos a plenitude do que Deus nos oferece por meio dela
desenvolvei a vossa (ver Filipenses 2:12).
salvação com temor
e tremor.” Desenvolvemos a nossa salvação quando recebemos,
meditamos e praticamos a Palavra, crescendo espiritualmen-
Lucas 3:38 – “Cainã, te e sendo abundantes em toda boa obra.
filho de Enos, Enos, filho de
Sete, e este, filho de Adão,
filho de Deus.”
O DEUS PAI
Hebreus 12:9 – “Além Deus criou o homem à Sua imagem e semelhança, por
disso, tínhamos os nossos
isso, na genealogia de Jesus o homem é chamado de filho
pais segundo a carne,
que nos corrigiam, e de Deus (ver Lucas 3:38). As Escrituras ensinam que Deus é
os respeitávamos; não o Pai dos espíritos (ver Hebreus 12:9). A parábola do filho
havemos de estar em pródigo fala sobre o homem e o seu desvio ao deixar a casa
muito maior submissão do seu pai espiritual. O filho pródigo estava perdido, estava
ao Pai espiritual e, morto, mas reviveu. Assim também, quando o homem nasce
então, viveremos?”
de novo, é o filho pródigo de Deus que está voltando ao seu
verdadeiro lar.

32
caráter de deus

Quando nascemos de novo, a Palavra de Deus diz que “o


próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos
de Deus. Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdei-
ros de Deus e coerdeiros com Cristo; se com ele sofremos, tam-
bém com ele seremos glorificados” (Romanos 8:16,17).
Ao nascermos de novo espiritualmente, voltamos à casa
do nosso pai e voltamos a ter nossa posição privilegiada de
filhos de Deus. Não somos apenas servos de Deus, somos fi-
lhos. E é justamente por causa da posição de filhos que temos
direitos e privilégios no Reino como herdeiros de Deus.
Jesus veio revelar que o Deus a quem Israel conhecia
apenas como Criador e Governador queria, agora, mediante
uma Nova Aliança, acolhê-los como Pai. Hoje, como filhos, po-
demos usufruir da paternidade de Deus, que está disponível
para todo aquele que crê em Jesus.
Deus, como Pai amoroso, deseja ter comunhão conosco e
participar da nossa vida. Portanto, devemos orar ao Pai, em nome
de Jesus, para termos todas as nossas necessidades supridas.

O DEUS DA PROVISÃO
Deus é o Jeová Jiréh – O Senhor que provê.
Desde o princípio, Deus se mostrou como aquele que
supre cada uma das necessidades do homem. Quando criou
Adão, Deus lhe deu autoridade para que dominasse sobre
tudo, ou seja, colocou toda a natureza à sua disposição para
que não lhe faltasse nada.
Com o advento de Jesus, voltamos a ter comunhão com Filipenses 4:19 – “E
Deus, somos recolocados em nossa posição original, uma po- o meu Deus, segundo a
sição de justiça. Podemos então usufruir da provisão do Pai sua riqueza em glória,
há de suprir, em Cristo
para as nossas vidas em qualquer tempo (ver Filipenses 4:19).
Jesus, cada uma de vos-
sas necessidades.”
O DEUS DA CURA Hebreus 2:3 – “...
Deus é o Jeová Rafá – O Senhor que cura. como escaparemos nós,
se negligenciarmos tão
Como já aprendemos na matéria Cristo, Aquele que grande salvação? A qual,
Cura, Jesus “levou sobre si as nossas dores e enfermidades, o tendo sido anunciada
castigo que estava sobre Ele é a razão pela qual nós temos a inicialmente pelo Senhor,
foi-nos depois confirmada
paz. Por suas feridas nós fomos sarados” (leia Isaías 53:4,5).
pelos que a ouviram.”
Ele sofreu a nossa enfermidade para que pudéssemos ser
curados (ver Hebreus 2:3).

33
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

Devemos sempre nos lembrar de que não temos uma


promessa de cura para a Igreja, nós temos a cura! Jesus nos
curou quando estava na cruz, tomando sobre Ele nossas do-
res e enfermidades. Isso quer dizer que tudo o que precisa-
mos fazer é receber a nossa cura pela fé na obra de salvação
que Jesus fez.

Jesus curou a todos quantos quiseram ser curados e, an-


Lucas 10:19 – “Eis aí tes de voltar para o Pai, nos deu a autoridade que está no Seu
vos dei autoridade para nome para usarmos sobre enfermidades e doenças, assim
pisardes serpentes e como sobre todos os demônios (ver Lucas 10:19).
escorpiões e sobre todo
o poder do inimigo, e A Palavra é saúde para o nosso corpo (ver Provérbios
nada, absolutamente, vos
4:20-22). Para que alcancemos resultados verdadeiramente
causará dano.”
sobrenaturais, é necessário meditar na Palavra e confessá-la,
Provérbios 4:20-22 – perseverando em todo tempo e fortalecendo nossa fé, pois é
“Filho meu, atenta para por meio dela que temos acesso às bênçãos espirituais em
as minhas palavras; Cristo, e a cura é apenas uma delas.
aos meus ensinamentos
inclina os ouvidos. Não
os deixes apartar-se dos DEUS: UMA PESSOA
teus olhos; guarda-os
no mais íntimo do teu
1. Que possui sentimentos.
coração. Porque são vida
para quem os acha e
saúde, para o seu corpo.” Angústia: “... então, se arrependeu o Senhor de ter feito o
homem na terra, e isso lhe pesou no coração” (Gênesis 6:6).

Indignação: “Tendo, pois, ouvido o Senhor as vossas pala-


vras, indignou-se e jurou, dizendo” (Deuteronômio 1:34).

Arrependimento: “... então, se arrependeu o Senhor de


ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração”
(Gênesis 6:6).

É preciso fazer uma observação aqui, pois, como já disse-


mos acima, Deus é imutável e perfeito, o que o impede que
Ele se arrependa de qualquer uma de Suas obras. Temos que
entender, entretanto, que o homem é a única “obra” de Deus
que é um agente livre. Ele não necessariamente segue os de-
cretos de Deus e cumpre Sua vontade.

Dessa forma, o homem pode trazer desgosto a Deus. Isso


não quer dizer que o arrependimento de Deus aqui deve ser
entendido com reconhecer um erro e voltar atrás, pois Deus
não desistiu do homem, ao contrário, o restaurou.

34
caráter de deus

De qualquer forma, apresentamos outras versões do ver-


sículo anterior que se encaixam melhor com a doutrina bíbli-
ca da imutabilidade:

NTLH – “... ficou muito triste por haver feito os seres huma-
nos. O Senhor ficou tão triste e com o coração tão pesado.”

KJA – “Então o Senhor se entristeceu muito por haver criado


os seres humanos sobre a terra, e esse sentimento feriu pro-
fundamente seu coração.”

Ciúmes: “Desse modo, satisfarei em ti o meu furor, os meus


ciúmes se apartarão de ti, aquietar-me-ei e jamais me indig-
narei” (Ezequiel 16:42).

Aborrecimento: “Seis coisas o Senhor aborrece, e a sétima a


sua alma abomina” (Provérbios 6:16).

Amor: “Cada um contribua segundo tiver proposto no cora-


ção, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama
a quem dá com alegria” (2 Coríntios 9:7).

Compaixão: “Como um pai se compadece de seus filhos, assim


o Senhor se compadece dos que o temem” (Salmos 103:13).

Prazer: “Agrada-se o Senhor dos que o temem e dos que


esperam na sua misericórdia” (Salmos 147:11). Isaías 55:8 – “Porque
os meus pensamentos não
são os vossos pensamen-
2. Que possui pensamentos (ver Isaías 55:8). tos, nem os vossos cami-
nhos, os meus caminhos,
3. Que possui uma imagem (ver Gênesis 1:27). diz o Senhor.”

O sentido original da palavra traduzida por imagem é Gênesis 1:27 – “Criou


descrito como aparência, sombra. Deus criou o homem à Deus, pois, o homem à
Sua imagem, conforme a Sua semelhança; há a conotação sua imagem, à imagem
de Deus o criou; homem e
de “cópia”. mulher os criou.”
4. Que possui uma forma (ver João 5:37). João 5:37 – “O Pai, que
me enviou, esse mesmo é
Costas: “Depois, em tirando eu a mão, tu me verás pelas que tem dado testemunho
costas; mas a minha face não se verá” (Êxodo 33:23). de mim. Jamais tendes
ouvido a sua voz, nem
visto a sua forma.”
Mãos: “Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob
seus pés tudo lhe puseste” (Salmos 8:6).

35
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

Boca: “Boca a boca falo com ele, claramente e não por enig-
mas; pois ele vê a forma do Senhor; como, pois, não temestes
falar contra o meu servo, contra Moisés?” (Números 12:8).

Lábios e língua: “Eis o nome do Senhor vem de longe, ar-


dendo na sua ira, no meio de espessas nuvens; os seus lá-
bios estão cheios de indignação, e a sua língua é como fogo
devorador” (Isaías 30:27).

Pés: “E viram o Deus de Israel, sob cujos pés havia uma


como pavimentação de pedra de safira, que se parecia com
o céu na sua claridade” (Êxodo 24:10).

Olhos: “Assim que retribuiu-me o Senhor conforme a minha


justiça, conforme a pureza de minhas mãos perante os seus
olhos” (Salmos 18:24).

Ouvidos: “Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei por


socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz,
e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos” (Salmos 18:6).

Voz: “A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é cheia de


majestade” (Salmos 29:4).

OS NOMES DE DEUS NO
ANTIGO TESTAMENTO
1. El (Deus) – Palavra que indica singular e revela força, po-
der, autoridade, grandeza e que opera milagres. EL, que
aparece mais de 2500 vezes na Bíblia, é a palavra raiz
Hebreus 11:3 – “Pela de Elohim e descreve a grandeza e a glória de Deus. Três
fé, entendemos que foi o características divinas formam essa palavra: poder total,
universo formado pela plena sabedoria e absoluta capacidade criadora. Há um
palavra de Deus, de poder inimaginável envolvido na força criadora de Deus
maneira que o visível veio
(ver Hebreus 11:3 e Gênesis 1:1).
a existir das coisas que
não aparecem.”
a. Elohim (Deus) – Palavra hebraica no plural, o que
Gênesis 1:1 – “No evidencia a Trindade Divina na Criação (Colossenses
princípio, criou Deus os 1:16; Gênesis 1:26,27). Deus é o arquiteto; Jesus, o
céus e a terra.”
construtor; e o Espírito Santo, o sopro de vida provin-
do de Deus sobre tudo o que foi criado.

36
caráter de deus

b. El Shaddai (Deus Todo-Poderoso) – Basicamente


este nome se deriva da palavra campo, que nos dá a
ideia de abundância. Também é traduzida por seio
ou aquele que tem muitos seios, o que significa ali-
mentação e produtividade. Deus está então nos di-
zendo: “Eu sou mais do que suficiente para satisfa- Gênesis 17:1-2 –
zer suas necessidades em toda e qualquer situação”. “Quando atingiu Abrão
El Shaddai toma os fatos naturais e os transforma a idade de noventa e
em milagres sobrenaturais (ver Gênesis 17:1-2). nove anos, apareceu-lhe
o Senhor e disse-lhe: Eu
c. El Eliom (Deus Altíssimo) – Significa O Deus Altís- sou o Deus Todo-Podero-
so; anda na minha pre-
simo ou O Poderoso Altíssimo. Esse nome provém
sença e sê perfeito. Farei
do radical alah, que significa estar acima, exaltar, su- uma aliança entre mim
bir (Números 24:16; Gênesis 14:18-20; Salmos 7:17; e ti e te multiplicarei
83.18; Efésios 1.20-23). extraordinariamente.”

d. El Olam (O Deus Eterno) – Esse nome revela o Deus que


não tem começo nem fim (Salmos 90:2; Isaías 40:28).

2. Jeová (Yahweh) – Derivado do termo hebraico CHAVAH,


que significa viver. A palavra JEOVÁ contém vida em Isaías 49:15 – “Acaso,
abundância. Na versão ARA, está registrado como Se- pode uma mulher esque-
nhor. Significa ser ou existência ou o Deus que se revela cer-se do filho que ainda
como pessoal e íntimo, que está ao nosso lado (ver Isaías mama, de sorte que não
49:15). Esse nome revela o Deus Auto-Existente, que re- se compadeça do filho do
vela a Si mesmo, que não tem princípio nem fim de exis- seu ventre? Mas ainda
tência, indicando a natureza eterna e imutável de Deus. que esta viesse a se esque-
cer dele, eu, todavia, não
me esquecerei de ti.”
a. Jeová Jireh – “O Senhor que vê e provê”. Trata-se do
primeiro nome composto de Jeová que aparece no
Antigo Testamento. Ao denominar-se Jeová-Jiré, Ele
está dizendo: “Eu não mudo; meus caminhos não
mudam. Portanto, desejo suprir suas necessidades,
assim como fiz com os filhos de Israel no deserto”
(leia Gênesis 22:8; 14).

b. Jeová Nissi – “Senhor, meu estandarte ou minha


bandeira”. Aparece pela primeira vez em Êxodo
17:15. A palavra estandarte sugere a forma de uma
bandeira, mas, naquela época, não era assim. Tra-
tava-se de um simples bastão em cuja extremida-
de ficava um ornamento brilhante, que reluzia ao
sol quando levantado. Quem é Jeová Nissi? Ele é o
Senhor da nossa vitória. A vara na mão de Moisés
representava a luta em nome de Deus.

37
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

“Com isso, ordenou Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e


sai, e peleja contra Amaleque; amanhã, estarei eu no cimo
do outeiro, e o bordão de Deus estará na minha mão. Fez
Josué como Moisés lhe dissera e pelejou contra Amaleque;
Moisés, porém, Arão e Hur subiram ao cimo do outeiro.
Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quan-
do, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. Ora,
as mãos de Moisés eram pesadas; por isso, tomaram uma
pedra e a puseram por baixo dele, e ele nela se assentou;
Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um, de um lado, e o
outro, do outro; assim lhe ficaram as mãos firmes até ao
pôr-do-sol. E Josué desbaratou a Amaleque e a seu povo a
fio de espada. Então, disse o Senhor a Moisés: Escreve isto
para memória num livro e repete-o a Josué; porque eu hei
de riscar totalmente a memória de Amaleque de debaixo do
céu. E Moisés edificou um altar e lhe chamou: O Senhor É
Minha Bandeira” (Êxodo 17:9-15).

c. Jeová Rafá – “O Senhor, aquele que cura” ou “O Se-


nhor é a tua saúde”. A Palavra de Deus é o nosso
atestado de saúde (Provérbios 4:21-22). Moisés des-
frutou de vitalidade e saúde até o dia da sua morte,
por causa da sua proximidade com Deus (Deuteronô-
mio 30:20; 32:40). Davi conhecia Jeová-Rafá (Salmos
103:1-3), e Jesus é Jeová-Rafá manifesto (Lucas 4:18-
19; Isaías 53:4).

d. Jeová Shalom – “O Senhor é a nossa paz”. Aparece


na Bíblia 170 vezes. No Novo Testamento, é EIRENE
(grego) que significa viver a vida da melhor manei-
ra possível. Significa também nada quebrado, nada
faltando, completo, bem-estar, prosperidade, har-
monia (Filipenses 4:6-7; Isaías 26:3; João 14.27-28 e
Mateus 11.28).

e. Jeová Tsidkenu – “O Senhor é a nossa Justiça” (Je-


remias 23:6). Justo é alguém que foi justificado por
Deus e que se identifica com Sua justiça. A palavra
hebraica TSEDEK significa, originalmente, ser firme
e reto (Salmos 119:142,144). A identidade de justos
nos foi dada através de Jesus Cristo (1 Coríntios 1:30;
Efésios 4.24-25).

38
caráter de deus

f. Jeová Raah ou Rohi – “O Senhor é o meu pastor”.


O significado básico da palavra Raah é alimentar.
Jesus é o nosso bom pastor (João 10:11-16; Hebreus
13:20; 1 Pedro 2:25; Salmos 23).

g. Jeová Shamah – “O Senhor está aqui”. É promes-


sa e compromisso de Deus estar sempre presente.
Ele disse que sempre estaria ao nosso lado (Mateus
28:20). Jeová-Shamah habita em nós (1 Coríntios
3:16; 2 Coríntios 6:16).

h. Jeová Tsebaô ou Tsabaoth – “O Senhor dos Exércitos”


(1 Samuel 1:11). Deus dispõe de um exército podero-
so e eficiente que está sempre pronto para entrar em
ação mediante um único comando (Salmos 103:21;
Hebreus 1:14).

i. Jeová Gmolá – “O Senhor que recompensa”. Deus é


galardoador dos que o buscam. A nossa vida, assim
como o nosso trabalho, no Senhor, não é vão, por-
que Ele é o Deus das recompensas (Jeremias 51:56;
Hebreus 11:6).

j. Jeová M’kadesh – “O Senhor que santifica” (Levítico


20:8). É Deus quem nos santifica e nos separa para
a obra (1 Coríntios 6:11). Andar de modo digno é ex-
pressar a santidade de Deus em nossa vida (1 Pedro
1:15-16; Efésios 4.1; Tessalonicenses 4:3).

k. Jeová Eloai / El Eloé Israel / Jeová Eloenu – Respec-


tivamente: “o Senhor meu Deus”, “o Deus pessoal de
Israel” e “o Senhor é nosso Deus” (Isaías 43:2; Josué
7:7-8; Salmos 16:2; Gênesis 33:18-20; Deuteronômio
2:33-36; Deuteronômio 29:29).

3. Adonai – “Senhor, dono, possuidor, governante”. Esse


nome nos leva a pensar em nossa responsabilidade
como seus servos. Aparece mais de 300 vezes no Antigo
Testamento. Deus, como nosso ADONAI, assume a fun-
ção de dono. Somos Sua propriedade por Ele redimida
(1 Pedro 2:9,10). Jesus submeteu Sua vontade à vontade
do Pai (Lucas 22:42-44; Filipenses 2:5-7). Somos filhos
com coração de servos (Salmos 123.2; 1 Coríntios 6:20).

39
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

OS NOMES DE DEUS NO NOVO TESTAMENTO:


João 1:1 – “No princípio
era o Verbo (Logos) e o 1. Teos – É a palavra geralmente usada para Deus no Novo
Verbo estava com Deus Testamento (ver João 1:1).
(Teos), e o Verbo era
Deus (Teos).”
2. Kurios – A palavra Kurios é similar a Adonai no Antigo
Filipenses 2:11 – “E Testamento, e significa Senhor no Novo Testamento (ver
toda língua confesse que Filipenses 2:11).
Jesus Cristo é Senhor
(Kurios), para glória de 3. Pater–É a palavra usada para se referir a Deus como Pai
Deus (Teos) Pai (Pater).” no Novo Testamento (ver Mateus 6:9 e Romanos 8:15).
Mateus 6:9 – “Portanto,
vós orareis assim: Pai
(Pater) nosso, que estás DOUTRINAS ERRADAS ACERCA DE DEUS
nos céus, santificado seja
o teu nome.” • Ateísmo – Nega a existência de Deus.
Romanos 8:15 –
“Porque não recebestes
• Dualismo – Crê na existência de dois reinos opostos:
o espírito de escravidão, um espiritual e outro material.
para viverdes, outra
vez, atemorizados, mas • Agnosticismo – Não nega a existência de Deus, mas
recebestes o espírito de nega a capacidade de conhecê-lo.
adoção, baseados no
qual clamamos: Aba, • Materialismo – Nega a existência de espíritos ou de
Pai (Pater).” seres espirituais. Para o materialista, toda a realida-
de é o que se pode ver ou apreender por meio dos
cinco sentidos.

• Panteísmo – Confunde Deus com a natureza. Para o


panteísta, tudo é Deus.

• Politeísmo – Acredita na existência de vários deuses,


não apenas um.

• Deísmo – Crê em um Deus pessoal, que tudo criou,


mas abandonou a criação para ser regida pelas
leis naturais.

40
caráter de deus

DESENVOLVENDO O CARÁTER DE DEUS EM 2 Pedro 1:4 – “... pelas


NOSSA VIDA DIÁRIA quais nos têm sido doadas
as suas preciosas e mui
Desenvolver é fazer progredir. grandes promessas, para
que por elas vos torneis
Nós temos a natureza de Deus (ver 2 Pedro 1:4). Isso coparticipantes da natu-
reza divina, livrando-vos
quer dizer que estamos capacitados a ser como o nosso Pai da corrupção das paixões
é. Deus disponibilizou a graça de Jesus Cristo e o poder do que há no mundo...”.
Espírito Santo para nos ajudar nessa tarefa. A Palavra nos Efésios 5:1 – “Sede,
exorta a sermos imitadores de Deus (ver Efésios 5:1; 1 João pois, imitadores de Deus,
2:6 e Mateus 5:48). como filhos amados.”
1 João 2:6 – “Aquele que
A nossa vida cristã deve ser um exemplo a ser seguido diz que permanece nele,
(ver 1 Timóteo 4:12). também deve andar assim
como ele andou.”
“Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras. No ensi-
Mateus 5:48 – “Portanto,
no, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irre- sede vós perfeitos como per-
preensível, para que o adversário seja envergonhado, não feito é o vosso Pai celeste.”
tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito” 1 Timóteo 4:12 – “Nin-
(Tito 2:7-8). guém despreze a tua
mocidade; pelo contrário,
Para podermos progredir nesse propósito, é necessário: torna-te padrão dos fiéis, na
palavra, no procedimento,
a. Renovar a mente com a Palavra (ver Romanos 12:2). no amor, na fé, na pureza.”
Romanos 12:2 – “E não
Conformar (“suschematizo” no grego) significa acomodar- vos conformeis com este
-se a um modelo ou padrão, “tomar a forma”. século, mas transformai-
-vos pela renovação da
Como temos visto em várias disciplinas, o processo da vossa mente, para que
experimenteis qual seja a
renovação da mente é vital para que nos distanciemos dos boa, agradável e perfeita
conceitos mundanos e nos conformemos com nosso Pai ce- vontade de Deus.”
lestial. O nosso corpo, por sua vez, deve ser controlado (ver 1 1 Coríntios 9:27 –
Coríntios 9:27), ou na linguagem de Romanos 12:1, apresen- “Mas esmurro o meu
tado como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. corpo e o reduzo à
escravidão, para que,
b. Ter uma vida de oração (ver Judas 1:20). tendo pregado a outros,
não venha eu mesmo a
ser desqualificado.”
É essencial para o desenvolvimento do caráter de Deus
em nós orar no espírito. Essa oração é basicamente aquilo Judas 1:20 – “Vós,
porém, amados, edifi-
que a Bíblia chama de “oração em outras línguas”, ainda que, cando-vos na vossa fé
em uma parcela menor, também possa ser assim chamada a santíssima, orando no
oração que se faz em um idioma desconhecido sob a inspira- Espírito Santo.”
ção do Espírito Santo.

41
RHEMABRASIL - MÓDULO 2A

c. Viver em santidade:

“Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões


que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo con-
trário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos
santos também vós mesmos em todo o vosso procedimen-
to, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo”
(1 Pedro 1:14-16).

Ser santo é ser separado do mundo para Deus. As pes-


soas comprometidas com a santidade de Deus dizem “não”
às exigências da carne e vivem de acordo com a vontade de
Deus. A fonte da santidade é um relacionamento com Jesus e
não com um sistema de regras e proibições.

42
caráter de deus

PERGUNTAS
1. Defina caráter e atributo.

2. É possível conhecer a Deus?

3. Qual é a importância do Conhecimento de Deus?

4. Como conhecer a Deus?

5. Defina atributos de natureza.

6. Explique os dois parâmetros de infinitude.

7. Quais são os atributos ativos?

8. O que Deus não pode?

9. Defina a Soberania Bíblica.

10. O que significam os atributos morais?

11. Defina o atributo santidade.

12. Explique a Trindade.

13. O que prova que Deus é uma Pessoa?

14. Quais são as principais distorções filosóficas sobre a


divindade?

43

Você também pode gostar