Você está na página 1de 32

2015

Novembro/2015
03
CIÊNCIAS CONTÁBEIS

LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.


1. Verifique se, além deste caderno, você recebeu o Caderno de Respostas, destinado à transcrição das
respostas das questões de múltipla escolha (objetivas), das questões discursivas e do questionário de
percepção da prova.
2. Confira se este caderno contém as questões discursivas (D) e de múltipla escolha (objetivas), de formação
geral e do componente específico da área, e as relativas à sua percepção da prova. As questões estão
assim distribuídas:

Número das Peso das Peso dos


Partes questões questões no componentes no
componente cálculo da nota
Formação Geral/Discursivas D1 e D2 40%
25%
&ŽƌŵĂĕĆŽ'ĞƌĂůͬKďũĞƟǀĂƐ 1a8 60%
ŽŵƉŽŶĞŶƚĞƐƉĞĐşĮĐŽͬŝƐĐƵƌƐŝǀĂƐ D3 a D5 15%
75%
ŽŵƉŽŶĞŶƚĞƐƉĞĐşĮĐŽͬKďũĞƟǀĂƐ 9 a 35 85%
YƵĞƐƟŽŶĄƌŝŽĚĞWĞƌĐĞƉĕĆŽĚĂWƌŽǀĂ 1a9
3. Verifique se a prova está completa e se o seu nome está correto no Caderno de Respostas. Caso contrário,
avise imediatamente um dos responsáveis pela aplicação da prova. Você deve assinar o Caderno de Respostas
no espaço próprio, com caneta esferográfica de tinta preta.
4. Observe as instruções de marcação das respostas das questões de múltipla escolha (apenas uma resposta por
questão), expressas no Caderno de Respostas.
5. Use caneta esferográfica de tinta preta, tanto para marcar as respostas das questões objetivas quanto para
escrever as respostas das questões discursivas.
6. Responda cada questão discursiva em, no máximo, 15 linhas. Qualquer texto que ultrapasse o espaço
destinado à resposta será desconsiderado.
7. Não use calculadora; não se comunique com os demais estudantes nem troque material com eles;
não consulte material bibliográfico, cadernos ou anotações de qualquer espécie.
8. Você terá quatro horas para responder às questões de múltipla escolha e discursivas e ao questionário de
percepção da prova.
9. Quando terminar, entregue seu Caderno de Respostas ao responsável pela aplicação da prova.
10. Atenção! Você deverá permanecer, no mínimo, por uma hora, na sala de aplicação das provas e só poderá
ůĞǀĂƌĞƐƚĞĂĚĞƌŶŽĚĞWƌŽǀĂĂƉſƐĚĞĐŽƌƌŝĚĂƐƚƌġƐŚŽƌĂƐĚŽŝŶşĐŝŽĚŽdžĂŵĞ͘

*R0320151*
Ministério
da Educação
2015 FORMAÇÃO GERAL
QUESTÃO DISCURSIVA 1
A paquistanesa Malala Yousafzai, de dezessete anos de idade,
ŐĂŶŚŽƵŽWƌġŵŝŽEŽďĞůĚĂWĂnjĚĞϮϬϭϰ͕ƉĞůĂĚĞĨĞƐĂĚŽĚŝƌĞŝƚŽ
de todas as meninas e mulheres de estudar. “Nossos livros e
nossos lápis são nossas melhores armas. A educação é a única
solução, a educação em primeiro lugar”, afirmou a jovem
em seu primeiro pronunciamento público na Assembleia de
Jovens, na Organização das Nações Unidas (ONU), após o
atentado em que foi atingida por um tiro ao sair da escola, em
2012. Recuperada, Malala mudou-se para o Reino Unido, onde
estuda e mantém o ativismo em favor da paz e da igualdade
de gêneros.
ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬŵĚĞŵƵůŚĞƌ͘Ăďƌŝů͘ĐŽŵ͘ďƌх͘
Acesso em: 18 ago. 2015 (adaptado).

ƉĂƌƟƌĚĞƐƐĂƐŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐ͕ƌĞĚŝũĂƵŵƚĞdžƚŽĚŝƐƐĞƌƚĂƟǀŽƐŽďƌĞŽƐŝŐŶŝĮĐĂĚŽĚĂƉƌĞŵŝĂĕĆŽĚĞDĂůĂůĂzŽƵƐĂĨnjĂŝ
na luta pela igualdade de gêneros. Em seu texto, aborde os seguintes aspectos:
a) direito das jovens à educação formal; (valor: 5,0 pontos)
b) relações de poder entre homens e mulheres no mundo. (valor: 5,0 pontos)

RASCUNHO
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

2
*R0320152* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO DISCURSIVA 2

Após mais de um ano de molho, por conta de uma lei estadual que coibia sua realização no Rio de Janeiro,
os bailes funk estão de volta. Mas a polêmica permanece: os funkeiros querem, agora, que o ritmo
seja reconhecido como manifestação cultural. Eles sabem que têm pela frente um caminho tortuoso.
“Muita gente ainda confunde funkeiro com traficante”, lamenta Leonardo Mota, o MC Leonardo.
“Justamente porque ele tem cor que não é a branca, tem classe que não é a dominante e tem moradia que
não é no asfalto.” ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ƌŚďŶ͘ĐŽŵ͘ďƌх͘ĐĞƐƐŽĞŵ͗ϭϵĂŐŽ͘ϮϬϭϱ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘

Todo sistema cultural está sempre em mudança. Entender essa dinâmica é importante para atenuar
o choque entre as gerações e evitar comportamentos preconceituosos. Da mesma forma que é
fundamental para a humanidade a compreensão das diferenças entre povos de culturas diferentes,
é necessário entender as diferenças dentro de um mesmo sistema. Esse é o único procedimento que
prepara o homem para enfrentar serenamente este constante e “admirável mundo novo” do povo.
LARAIA, R. B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008 (adaptado).

ŽŵďĂƐĞŶĞƐƐĞƐĞdžĐĞƌƚŽƐ͕ƌĞĚŝũĂƵŵƚĞdžƚŽĚŝƐƐĞƌƚĂƟǀŽ͕ƉŽƐŝĐŝŽŶĂŶĚŽͲƐĞĂƌĞƐƉĞŝƚŽĚŽƌĞĐŽŶŚĞĐŝŵĞŶƚŽĚŽ
funkĐŽŵŽůĞŐşƟŵĂŵĂŶŝĨĞƐƚĂĕĆŽĂƌơƐƟĐĂĞĐƵůƚƵƌĂůĚĂƐŽĐŝĞĚĂĚĞďƌĂƐŝůĞŝƌĂ͘;ǀĂůŽƌ͗ϭϬ͕ϬƉontos)

RASCUNHO
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

3
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R0320153*
2015
QUESTÃO 1 QUESTÃO 2

ĂůĨĂďĞƟzação miĚŝĄƟĐĂĞŝŶĨŽƌŵĂĐŝŽŶĂůƚĞŵĐŽŵŽ A ideia segundo a qual todo ser humano, sem


proposta desenvolver a capacidade dos cidadãos ĚŝƐƟŶĕĆŽ͕ ŵĞƌĞĐĞ ƚƌĂƚĂŵĞŶƚŽ ĚŝŐŶŽ ĐŽƌƌĞƐƉŽŶĚĞ Ă
ĚĞ ƵƟůŝnjĂƌ ŵşĚŝĂƐ͕ ďŝďůŝŽƚĞĐĂƐ͕ ĂƌƋƵŝǀŽƐ Ğ ŽƵƚƌŽƐ ƵŵǀĂůŽƌŵŽƌĂů͘KƉůƵƌĂůŝƐŵŽƉŽůşƟĐŽ͕ƉŽƌĞdžĞŵƉůŽ͕
provedores de informação como ferramentas para a pressupõe um valor moral: os seres humanos
liberdade de expressão, o pluralismo, o diálogo e
têm o direito de ter suas opiniões, expressá-las e
a tolerância intercultural, que contribuem para
o debate democrático e a boa governança. Nos organizar-se em torno delas. Não se deve, portanto,
ƷůƟŵŽƐ ĂŶŽƐ͕ ƵŵĂ ĨĞƌƌĂŵĞŶƚĂĚĞŐƌĂŶĚĞǀĂůŝĂ ƉĂƌĂ obrigá-los a silenciar ou a esconder seus pontos de
o aprendizado, dentro e fora da sala de aula, têm vista; vale dizer, são livres. Na sociedade brasileira,
ƐŝĚŽ ŽƐ ĚŝƐƉŽƐŝƟǀŽƐ ŵſǀĞŝƐ͘ ŽŵŽ ƉƌŝŶĐŝƉĂů ŵĞŝŽ ŶĆŽ Ġ ƉĞƌŵŝƟĚŽ ĂŐŝƌ ĚĞ ĨŽƌŵĂ ƉƌĞĐŽŶĐĞŝƚƵŽƐĂ͕
de acesso à internet e, por conseguinte, às redes presumindo a inferioridade de alguns (em razão de
sociais, o telefone celular tem sido a ferramenta mais etnia, raça, sexo ou cor), suntentando e promovendo
ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞĚĞƵƟůŝnjĂĕĆŽƐŽĐŝĂůĚĂƐĚŝĨĞƌĞŶƚĞƐŵşĚŝĂƐ͕ a desigualdade. Trata-se de um consenso mínimo,
ĐŽŵ ĂƉƌŽƉƌŝĂĕĆŽ ĚĞ ƐĞƵ ƵƐŽ Ğ ƐŝŐŶŝĮĐĂĚŽ͕ ƐĞŶĚŽ͕ de um conjunto central de valores, indispensável à
assim, uma das principais formas para o letramento
ƐŽĐŝĞĚĂĚĞ ĚĞŵŽĐƌĄƟĐĂ͗ ƐĞŵ ĞƐƐĞ ĐŽŶũƵŶƚŽ ĐĞŶƚƌĂů͕
digital da população. Esse letramento desenvolve-se
Ğŵ ǀĄƌŝŽƐ ŶşǀĞŝƐ͕ ĚĞƐĚĞ Ă ƐŝŵƉůĞƐ ƵƟůŝnjĂĕĆŽ ĚĞ Ƶŵ cai-se na anomia, entendida como ausência de regras
ĂƉůŝĐĂƟǀŽĚĞĐŽŶǀĞƌƐĂĕĆŽĐŽŵĐŽůĞŐĂƐĂƚĠĂƵƟůŝnjĂĕĆŽ ŽƵĐŽŵŽƚŽƚĂůƌĞůĂƟǀŝnjĂĕĆŽĚĞůĂs.
ĞŵƚƌĂŶƐĂĕƁĞƐĮŶanceiras nacionais e internacionais. BRASIL.ƟĐĂĞŝĚĂĚĂŶŝĂ. Brasília: MEC/SEB, 2007 (adaptado).

WILSON, C. et al. ůĨĂďĞƟnjĂĕĆŽŵŝĚŝĄƟĐĂĞŝŶĨŽƌŵĂĐŝŽŶĂů: currículo para Com base nesse fragmento de texto, infere-se que a
formação de professores. Brasília: UNESCO, 2013 (adaptado).
ƐŽĐŝĞĚĂĚĞŵŽĚĞƌŶĂĞĚĞŵŽĐƌĄƟĐĂ
 ƉĂƌƟƌ ĚĞƐƐĂƐ ŝŶĨŽƌŵações, avalie as asserções a
seguir e a relação proposta entre elas. A ƉƌŽŵŽǀĞ Ă ĂŶŽŵŝĂ͕ ĂŽ ŐĂƌĂŶƟƌ ŽƐ ĚŝƌĞŝƚŽƐ ĚĞ
I. Uma pessoa letrada digitalmente tem minorias étnicas, de raça, de sexo ou de cor.
ĐĂƉĂĐŝĚĂĚĞ ƉĂƌĂ ůŽĐĂůŝnjĂƌ͕ ĮůƚƌĂƌ Ğ ĂǀĂůŝĂƌ B admite o pluralismo político, que pressupõe a
informação disponibilizada eletronicamente e promoção de algumas identidades étnicas em
para se comunicar com outras pessoas por meio detrimento de outras.
de Tecnologias de Informação e Comunicação.
C sustenta-se em um conjunto de valores
PORQUE
pautados pela isonomia no tratamento dos
II. No letramento digital, desenvolve-se a
ŚĂďŝůŝĚĂĚĞ ĚĞ ĐŽŶƐƚƌƵŝƌ ƐĞŶƟĚŽƐ Ă ƉĂƌƟƌ cidadãos.
de textos que se conectam a outros textos, D ĂƉŽŝĂͲƐĞ Ğŵ ƉƌĞĐĞŝƚŽƐ ĠƟĐŽƐ Ğ ŵŽƌĂŝƐ ƋƵĞ
por meio de hipertextos, links e elementos ĨƵŶĚĂŵĞŶƚĂŵĂĐŽŵƉůĞƚĂƌĞůĂƟǀŝnjĂĕĆŽĚĞǀĂůŽƌĞƐ͘
ŝŵĂŐĠƟĐŽƐĞƐŽŶŽƌŽƐ͘
E ĂĚŽƚĂ ƉƌĞĐĞŝƚŽƐ ĠƟĐŽƐ Ğ ŵŽƌĂŝƐ ŝŶĐŽŵƉĂơǀĞŝƐ
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta. ĐŽŵŽƉůƵƌĂůŝƐŵŽƉŽůşƟĐŽ͘
A As asserções I e II são proposições verdadeiras, e
Ă//ĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘ ÁREA LIVRE
B As asserções I e II são proposições verdadeiras,
ŵĂƐĂ//ŶĆŽĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘
C A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é
uma proposição falsa.
D A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma
proposição verdadeira.
E As asserções I e II são proposições falsas.

4
*R0320154* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 3

A percepção de parcela do empresariado sobre a necessidade de desenvolvimento sustentável vem gerando


uma postura que se contrapõe à cultura centrada na maximização do lucro dos acionistas. A natureza global de
algumas questões ambientais e de saúde, o reconhecimento da responsabilidade mundial pelo combate à
ƉŽďƌĞnjĂ͕ĂĐƌĞƐĐĞŶƚĞŝŶƚĞƌĚĞƉĞŶĚġŶĐŝĂĮŶĂŶĐĞŝƌĂĞĞĐŽŶƀŵŝĐĂĞĂĐƌĞƐĐĞŶƚĞĚŝƐƉĞƌƐĆŽŐĞŽŐƌĄĮĐĂĚĂƐĐĂĚĞŝĂƐ
de valor evidenciam que assuntos relevantes para uma empresa do setor privado podem ter alcance muito
mais amplo que aqueles restritos à área mais imediata onde se localiza a empresa. Ilustra essa postura
ĞŵƉƌĞƐĂƌŝĂůĂƉŝƌąŵŝĚĞĚĞƌĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐŽĐŝĂůĐŽƌƉŽƌĂƟǀĂĂƉƌĞƐĞŶƚĂĚĂĂƐĞŐƵŝƌ͘

ZĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐĮůĂŶƚƌſƉŝĐĂƐ
Promover a cidadania.

ZĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐĠƟĐĂƐ
ŐŝƌĐŽŵĠƟĐĂ͘

Responsabilidades legais
Obedecer à lei.

ZĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐĞĐŽŶƀŵŝĐĂƐ
Assegurar lucro.

ZZK>>͕͘͘dŚĞƉLJƌĂŵŝĚŽĨĐŽƌƉŽƌĂƚĞƐŽĐŝĂůƌĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝƚLJ͗ƚŽǁĂƌĚƚŚĞŵŽƌĂůŵĂŶĂŐĞŵĞŶƚŽĨŽƌŐĂŶŝnjĂƟŽŶĂůƐƚĂŬĞŚŽůĚĞƌƐ͘
ƵƐŝŶĞƐƐŚŽƌŝnjŽŶƐ. July-August, 1991 (adaptado).

ŽŵƌĞůĂĕĆŽăƌĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐŽĐŝĂůĐŽƌƉŽƌĂƟǀĂ͕ĂǀĂůŝĞĂƐĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘
I. ƌĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐŽĐŝĂůƉƌĞƐƐƵƉƁĞĞƐƚƵĚŽĚĞŝŵƉĂĐƚŽƐƉŽƚĞŶĐŝĂŝƐĞƌĞĂŝƐĚĂƐĚĞĐŝƐƁĞƐĞĂƟǀŝĚĂĚĞƐ
ĚĂŽƌŐĂŶŝnjĂĕĆŽ͕ŽƋƵĞĞdžŝŐĞĂƚĞŶĕĆŽĐŽŶƐƚĂŶƚĞăƐĂĕƁĞƐĐŽƟĚŝĂŶĂƐƌĞŐƵůĂƌĞƐĚĞƵŵĂŽƌŐĂŶŝnjĂĕĆŽ͘
II. ŵĞĚŝĚĂƋƵĞĂƌĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞĞĐŽŶƀŵŝĐĂĚĞƵŵĂŽƌŐĂŶŝnjĂĕĆŽĚŝŵŝŶƵŝ͕ĂƌĞƐƉŽŶƐĂďŝůŝĚĂĚĞƐŽĐŝĂů
ĐŽƌƉŽƌĂƟǀĂĂƵŵĞŶƚĂĞ͕ƉŽƌĐŽŶƐĞŐƵŝŶƚĞ͕ĂĞŵƉƌĞƐĂƉĂƐƐĂĂĂŐŝƌĐŽŵĠƟĐĂ͘
III.  ĐŽŶĐĞƐƐĆŽ ĚĞ ĮŶĂŶĐŝĂŵĞŶƚŽ ƉĂƌĂ ĂƟǀŝĚĂĚĞƐ ƐŽĐŝĂŝƐ͕ ĂŵďŝĞŶƚĂŝƐ Ğ ĞĐŽŶƀŵŝĐĂƐ Ġ ĨĂƚŽƌ ƌĞůĞǀĂŶƚĞ
para a redução da responsabilidade legal empresarial.
ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
A I, apenas.
B II, apenas.
C I e III, apenas.
D II e III, apenas.
E I, II e III.

5
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R0320155*
2015
QUESTÃO 4

DĂŝƐĚĞƵŵƋƵĂƌƚŽĚŽƐƉƌĞƐŽƐĚŽĞŶƚƌŽĚĞĞƚĞŶĕĆŽWƌŽǀŝƐſƌŝĂ;WͿĚĞWŝŶŚĞŝƌŽƐ/͕ŶĂnjŽŶĂŽĞƐƚĞĚĂ
capital paulista, havia morado nas ruas. Há alguns anos, percebe-se progressiva mudança da população
ĐĂƌĐĞƌĄƌŝĂ ĚŽƐ WƐ ĚĞ ^ĆŽ WĂƵůŽ͗ ĂůĠŵ ĚĂ ƚƌĂĚŝĐŝŽŶĂů ƉĂƌĐĞůĂ ĚĞ ĂĐƵƐĂĚŽƐ Ğ ĐŽŶĚĞŶĂĚŽƐ ƉŽƌ ĐƌŝŵĞƐ
patrimoniais com emprego de violência ou por tráfico de drogas, passou a integrar o quadro prisional
uma parcela da população sem histórico de violência, habitante, majoritariamente, das ruas do centro
da cidade. Nos últimos três anos, o número de presos provenientes das ruas da região central da capital
paulista aumentou significativamente; a maioria deles é presa pela prática de pequenos furtos e/ou
porte de drogas. Os casos são, em geral, similares: pessoas dependentes de crack que vivem nas ruas
e são flagradas furtando lojas ou tentando roubar transeuntes, sem o uso de armas. Como são crimes
leves, os acusados poderiam aguardar a conclusão do inquérito em liberdade.
ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬŝďĐĐƌŝŵ͘ũƵƐďƌĂƐŝů͘ĐŽŵ͘ďƌх͘ĐĞƐƐŽĞŵ͗ϮϱũƵů͘ϮϬϭϱ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘

dĞŶĚŽĞƐƐĞƚĞdžƚŽĐŽŵŽƌĞĨĞƌġŶĐŝĂĞĐŽŶƐŝĚĞƌĂŶĚŽĂƌĞůĂĕĆŽĞŶƚƌĞƉŽůşƟĐĂƐƉƷďůŝĐĂƐĚĞƐĞŐƵƌĂŶĕĂĞƌĞĂůŝĚĂĚĞ
social nas metrópoles brasileiras, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas.
I. A presença de policiais nas ruas das grandes cidades brasileiras atende, em geral, à solicitação de lojistas,
que constantemente se queixam da presença de moradores de rua dependentes de crack.
PORQUE
II. O encarceramento de moradores de rua viciados em crackƋƵĞƉƌĂƟĐĂŵƉĞƋƵĞŶŽƐĚĞůŝƚŽƐŶĆŽƌĞƐŽůǀĞ
os problemas que afetam a população, como os de segurança, violência, saúde, educação e moradia.

A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.

A ƐĂƐƐĞƌĕƁĞƐ/Ğ//ƐĆŽƉƌŽƉŽƐŝĕƁĞƐǀĞƌĚĂĚĞŝƌĂƐ͕ĞĂ//ĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘
B ƐĂƐƐĞƌĕƁĞƐ/Ğ//ƐĆŽƉƌŽƉŽƐŝĕƁĞƐǀĞƌĚĂĚĞŝƌĂƐ͕ŵĂƐĂ//ŶĆŽĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘
C A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
D A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
E As asserções I e II são proposições falsas.

ÁREA LIVRE

6
*R0320156* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 5

Ɛ ƚĂdžĂƐ ĚĞ ĞŵƉƌĞŐŽ ƉĂƌĂ ŵƵůŚĞƌĞƐ ƐĆŽ ĂĨĞƚĂĚĂƐ ĚŝƌĞƚĂŵĞŶƚĞ ƉŽƌ ĐŝĐůŽƐ ĞĐŽŶƀŵŝĐŽƐ Ğ ƉŽƌ ƉŽůşƟĐĂƐ ĚĞ
ŐŽǀĞƌŶŽƋƵĞĐŽŶƚĞŵƉůĂŵĂŝŶĐůƵƐĆŽĚĂƐŵƵůŚĞƌĞƐŶŽŵĞƌĐĂĚŽĚĞƚƌĂďĂůŚŽ͘KŐƌĄĮĐŽĂƐĞŐƵŝƌĂƉƌĞƐĞŶƚĂ
variações das taxas percentuais de emprego para mulheres em alguns países, no período de 2000 a 2011.

dĂdžĂƉĞƌĐĞŶƚƵĂůĚĞĞŵƉƌĞŐŽƉĂƌĂŵƵůŚĞƌĞƐĚĞϮϬϬϬĂϮϬϭϭ

75
Canadá
70

Grã-Bretanha
65
Estados Unidos
60 Alemanha

55 Japão
França

50

45

Itália
40

35
00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11
20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20
Disponível em: <ŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ŽĞĐĚͲŝůŝďƌĂƌLJ͘ŽƌŐх. Acesso em: 19 ago. 2015 (adaptado).

ŽŵďĂƐĞŶĞƐƐĞŐƌĄĮĐŽ͕ĐŽŶĐůƵŝͲƐĞƋƵĞ͕ĚĞϮϬϬϬĂϮϬϭϭ͕ĂƚĂdžĂĚĞĞŵƉƌĞŐŽƉĂƌĂŵƵůŚĞƌĞƐ
A manteve-se constante na Itália.
B manteve-se crescente na França e no Japão.
C ĂƟŶŐŝƵ͕ŶĂ'ƌĆͲƌĞƚĂŶŚĂ͕ƐĞƵǀĂůŽƌŵĄdžŝŵŽĞŵϮϬϭϭ͘
D aumentou mais na Alemanha que nos demais países pesquisados.
E manteve-se superior a 60% no Canadá, na Alemanha e nos Estados Unidos.

ÁREA LIVRE

7
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R0320157*
2015
QUESTÃO 6 QUESTÃO 7

Hoje, o conceito de ŝŶĐůƵƐĆŽ ĚŝŐŝƚĂů ĞƐƚĄ ŝŶƟŵĂŵĞŶƚĞ As projeções da Associação Brasileira da Indústria de
ůŝŐĂĚŽ ĂŽ ĚĞ ŝŶĐůƵƐĆŽ ƐŽĐŝĂů͘ EĞƐƐĞ ƐĞŶƟĚŽ͕ Ž Óleos Vegetais vêm indicando, para 2020, produção
computador é uma ferramenta de construção e entre 104 milhões e 105 milhões de toneladas de
aprimoramento de conhecimento que permite ƐŽũĂ͘ĄƌĞĂĚĞĐƵůƟǀŽĚĂƐŽũĂĚĞǀĞĂƵŵĞŶƚĂƌĐĞƌĐĂ
acesso à educação e ao trabalho, desenvolvimento de 6,7 milhões de hectares, chegando, em 2023,
pessoal e melhor qualidade de vida. a 34,4 milhões. Isso representa um acréscimo de
FERREIRA, J. R. et al. Inclusão Digital. In: BRASIL. O Futuro da
Ϯϰ͕ϯй ŶĂ ĄƌĞĂ ŵĞŶƐƵƌĂĚĂ Ğŵ ϮϬϭϯ͘ EŽ WĂƌĂŶĄ͕ Ă
/ŶĚƷƐƚƌŝĂĚĞ^ŽŌǁĂƌĞ͗ĂƉĞƌƐƉĞĐƟǀĂĚŽƌĂƐŝů͘ ĄƌĞĂĚĞĐƵůƟǀŽĚĞƐŽũĂƉŽĚĞĞdžƉĂŶĚŝƌͲƐĞƉĂƌĂĄƌĞĂƐĚĞ
Brasília: MDIC/STI, 2004 (adaptado). outras culturas e, no Mato Grosso, para pastagens
degradadas e áreas novas.
Diante do cenário high tech (de alta tecnologia),
ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ĂŐƌŝĐƵůƚƵƌĂ͘ŐŽǀ͘ďƌх͘
a inclusão digital faz-se necessária para todos. Acesso em: 19 ago. 2013 (adaptado).
As situações rotineiras geradas pelo avanço
tecnológico produzem fascínio, admiração, Considerando esses dados e os impactos do
euforia e curiosidade em alguns, mas, em ĂŐƌŽŶĞŐſĐŝŽ ŶĂ ƌĞĐŽŶĮŐƵƌĂĕĆŽ ĚŽ ĐĂŵƉŽ͕ ĂǀĂůŝĞ ĂƐ
outros, provocam sentimento de impotência, ĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘
ansiedade, medo e insegurança. Algumas I. A expansão das áreas de monocultura de
pessoas ainda olham para a tecnologia como um soja amplia a mecanização no campo e gera
mundo complicado e desconhecido. No entanto, a migração de trabalhadores rurais para
conhecer as características da tecnologia e sua centros urbanos.
linguagem digital é importante para a inclusão na II.  ŝŶƚĞŶƐŝĮĐĂĕĆŽ ĚĂ ŵŽŶŽĐƵůƚƵƌĂ ĚĞ ƐŽũĂ
sociedade globalizada. acarreta aumento da concentração da
estrutura fundiária.
EĞƐƐĞĐŽŶƚĞdžƚŽ͕ƉŽůşƟĐĂƐƉƷďůŝĐĂƐĚĞŝŶĐůƵƐĆŽĚŝŐŝƚĂů
III. ĞdžƉĂŶƐĆŽĚĂĐƵůƚƵƌĂĚĞƐŽũĂŶŽWĂƌĂŶĄĞŶŽ
ĚĞǀĞŵƐĞƌŶŽƌƚĞĂĚĂƐƉŽƌŽďũĞƟǀŽƐƋƵĞŝŶĐůƵĂŵ
DĂƚŽ'ƌŽƐƐŽƉƌŽŵŽǀĞƌĄŽĂǀĂŶĕŽĚŽƉůĂŶƟŽ
I. a inserção no mercado de trabalho e a geração de outras culturas.
de renda.
É correto o queƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
II. Ž ĚŽŵşŶŝŽ ĚĞ ĨĞƌƌĂŵĞŶƚĂƐ ĚĞ ƌŽďſƟĐĂ Ğ ĚĞ
automação. A I, apenas.
III. ĂŵĞůŚŽƌŝĂĞĂĨĂĐŝůŝƚĂĕĆŽĚĞƚĂƌĞĨĂƐĐŽƟĚŝĂŶĂƐ B III, apenas.
das pessoas. C I e II, apenas.
IV. a difusão do conhecimento tecnológico. D II e III, apenas.
ĐŽƌƌĞƚŽĂƉĞŶĂƐŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ E I, II e III.

A I e II. ÁREA LIVRE


B I e IV.
C II e III.
D I, III e IV.
E II, III e IV.

8
*R0320158* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 8

ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ƐƵďƐŽůŽĂƌƚ͘ĐŽŵх͘ĐĞƐƐŽĞŵ͗ϭϳũƵů͘ϮϬϭϱ͘

Assim como o break, ŽŐƌĂĮƚĞĠƵŵĂĨŽƌŵĂĚĞĂƉƌŽƉƌŝĂĕĆŽĚĂĐŝĚĂĚĞ͘KƐŵƵƌŽƐĐŝŶnjĞŶƚŽƐĞƐƵũŽƐĚĂƐ


cidades são cobertos por uma explosão de cores, personagens, linhas, traços, texturas e mensagens
ĚŝĨĞƌĞŶƚĞƐ͘KƐƵũŽĞŽŵŽŶſƚŽŶŽĚĆŽůƵŐĂƌĂŽĐŽůŽƌŝĚŽ͕ăĐƌŝĂƟǀŝĚĂĚĞĞĂŽƉƌŽƚĞƐƚŽ͘EŽĞŶƚĂŶƚŽ͕ĂĂƌƚĞĚĞ
ŐƌĂĮƚĂƌĨŽŝ͕ƉŽƌŵƵŝƚŽƚĞŵƉŽ͕ĚƵƌĂŵĞŶƚĞĐŽŵďĂƟĚĂ͕ƉŽŝƐĞƌĂǀŝƐƚĂĐŽŵŽĂƚŽĚĞǀĂŶĚĂůŝƐŵŽĞĐƌŝŵĞĐŽŶƚƌĂ
ŽƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽƉƷďůŝĐŽŽƵƉƌŝǀĂĚŽ͕ƐŽĨƌĞŶĚŽ͕ƉŽƌĐĂƵƐĂĚŝƐƐŽ͕ĨŽƌƚĞƌĞƉƌĞƐƐĆŽƉŽůŝĐŝĂů͘,ŽũĞ͕ĞƐƐĂƐŝƚƵĂĕĆŽ
ĞŶĐŽŶƚƌĂͲƐĞďĂƐƚĂŶƚĞĂŵĞŶŝnjĂĚĂ͕ƉŽŝƐŽŐƌĂĮƚĞĐŽŶƐĞŐƵŝƵůĞŐŝƟŵŝĚĂĚĞĐŽŵŽĂƌƚĞĞ͕ĐŽŵŽƚĂů͕ƚĞŵƐŝĚŽ
reconhecido tanto por governantes quanto por proprietários de imóveis.
SOUZA, M.L.; RODRIGUES, G.B. WůĂŶĞũĂŵĞŶƚŽƵƌďĂŶŽĞĂƟǀŝƐŵŽƐŽĐŝĂů͘^ĆŽWĂƵůŽ͗hŶĞƐƉ͕ϮϬϬϰ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘

ŽŶƐŝĚĞƌĂŶĚŽĂĮŐƵƌĂĂĐŝŵĂĞĂƚĞŵĄƟĐĂĂďŽƌĚĂĚĂŶŽƚĞdžƚŽ͕ĂǀĂůŝĞĂƐĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘
I. K ŐƌĂĮƚĞ ƉŽĚĞ ƐĞƌ ĐŽŶƐŝĚĞƌĂĚŽ ƵŵĂ ŵĂŶŝĨĞƐƚĂĕĆŽ ĂƌơƐƟĐĂ ƉĂƵƚĂĚĂ ƉĞůŽ ĞŶŐĂũĂŵĞŶƚŽ ƐŽĐŝĂů͕
porque promove a sensibilização da população por meio não só de gravuras e grandes imagens,
mas também de letras e mensagens de luta e resistência.
II. Durante muito tempo, o grafite foi marginalizado como arte, por ser uma manifestação associada
a grupos minoritários.
III. ĂĚĂ ǀĞnj ŵĂŝƐ ƌĞĐŽŶŚĞĐŝĚŽ ĐŽŵŽ ĂĕĆŽ ĚĞ ŵƵĚĂŶĕĂ ƐŽĐŝĂů ŶĂƐ ĐŝĚĂĚĞƐ͕ Ž ŐƌĂĮƚĞ ŚƵŵĂŶŝnjĂ Ă
paisagem urbana ao transformá-la.
ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
A II, apenas.
B III, apenas.
C I e II, apenas.
D I e III, apenas.
E I, II e III.

9
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R0320159*
2015 COMPONENTE ESPECÍFICO
QUESTÃO DISCURSIVA 3

KƐƌĞƐƵůƚĂĚŽƐĚŽƚƌĂďĂůŚŽĚĂƵĚŝƚŽƌŝĂ/ŶƚĞƌŶĂ͕ĂůĠŵĚĞĐŽŶƐƟƚƵşƌĞŵĂůŐŽƉƌĞĐŝŽƐŽƉĂƌĂŽƐŐĞƐƚŽƌĞƐĚŽ
ĂůƚŽ ĐŽŵĂŶĚŽ͕ ĨŽƌŶĞĐĞŵ ƌĞĐŽŵĞŶĚĂĕƁĞƐ ĐŽƌƌĞƟǀĂƐ Ğ ƉƌĞǀĞŶƟǀĂƐ ă ĞdžƉŽƐŝĕĆŽ ĚĂ ŽƌŐĂŶŝnjĂĕĆŽ ĨĂĐĞ ĂŽƐ
ƌŝƐĐŽƐ ĞŵƉƌĞƐĂƌŝĂŝƐ͕ ƋƵĞ ƉŽĚĞŵ ƐĞƌ ĚĞ ŶĂƚƵƌĞnjĂ ƐŝƐƚġŵŝĐĂ͕ ŽƉĞƌĂĐŝŽŶĂů͕ ĮŶĂŶĐĞŝƌĂ͕ ŵĞƌĐĂĚŽůſŐŝĐĂ͕ ĚĞ
tecnologia da informação, de recursos humanos, e de fatores externos que podem impactar os resultados
e estratégias globais da empresa.
ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ƉŽƌƚĂůĚĞĂƵĚŝƚŽƌŝĂ͘ĐŽŵ͘ďƌх͘ĐĞƐƐŽĞŵ͗ϲĂŐŽ͘ϮϬϭϱ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘

ĂƵĚŝƚŽƌŝĂŝŶĚĞƉĞŶĚĞŶƚĞĚĂƐĚĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐĐŽŶƚĄďĞŝƐĐŽŶƐƟƚƵŝŽĐŽŶũƵŶƚŽĚĞƉƌŽĐĞĚŝŵĞŶƚŽƐƚĠĐŶŝĐŽƐ
para a emissão de relatório/parecer a respeito da adequação com que estas representam a posição
ƉĂƚƌŝŵŽŶŝĂů Ğ ĮŶĂŶĐĞŝƌĂ͕ Ž ƌĞƐƵůƚĂĚŽ ĚĂƐ ŽƉĞƌĂĕƁĞƐ͕ ĂƐ ŵƵƚĂĕƁĞƐ ĚŽ ƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽ ůşƋƵŝĚŽ Ğ ĂƐ ŽƌŝŐĞŶƐ
Ğ ĂƉůŝĐĂĕƁĞƐ ĚĞ ƌĞĐƵƌƐŽƐ ĚĂ ĞŶƟĚĂĚĞ ĂƵĚŝƚĂĚĂ͕ ĐŽŶƐŽĂŶƚĞ ăƐ EŽƌŵĂƐ ƌĂƐŝůĞŝƌĂƐ ĚĞ ŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ Ğ Ă
ůĞŐŝƐůĂĕĆŽĞƐƉĞĐşĮĐĂŶŽƋƵĞĨŽƌƉĞƌƟŶĞŶƚĞ͘
ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ƉŽƌƚĂůĚĞĐŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ͘ĐŽŵ͘ďƌх͘ĐĞƐƐŽĞŵ͗ϲĂŐŽ͘ϮϬϭϱ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘

KƚƌĂďĂůŚŽĚĞĂƵĚŝƚŽƌŝĂĐŽŶƚƌŝďƵŝƉĂƌĂŽĂƵŵĞŶƚŽĚĂĐŽŶĮĂďŝůŝĚĂĚĞĚĂƐŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐĐŽŶƚĄďĞŝƐĂƉƌĞƐĞŶƚĂĚĂƐƉŽƌ
ƵŵĂĞŵƉƌĞƐĂ͘ƐƋƵĞƐƚƁĞƐĠƟĐĂƐĚĞǀĞŵƐĞƌŽďƐĞƌǀĂĚĂƐĞƌĞƐƉĞŝƚĂĚĂƐĚƵƌĂŶƚĞƚŽĚŽŽĂŶĚĂŵĞŶƚŽĚŽƐƚƌĂďĂůŚŽƐ͘
Žŵ ďĂƐĞ ŶĞƐƐĂƐ ŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐ͕ ƌĞĚŝũĂ Ƶŵ ƚĞdžƚŽ ĚŝƐƐĞƌƚĂƟǀŽ Ă ƌĞƐƉĞŝƚŽ ĚĂƐ ĐĂƌĂĐƚĞƌşƐƟĐĂƐ ĚĂ ĂƵĚŝƚŽƌŝĂ
interna e externa, apresentando:
ͻ duas diferenças entre auditoria interna e externa; (valor: 4,0 pontos)
ͻ ĚŽŝƐƟƉŽƐĚĞƌĞůĂƚſƌŝŽƐͬƉĂƌĞĐĞƌĞƐƋƵĞŽĂƵĚŝƚŽƌƉŽĚĞĞŵŝƟƌ͖;ǀĂůŽƌ͗ϯ͕ϬƉŽŶƚŽƐͿ
ͻ ĚŽŝƐŵŽƟǀŽƐƉĂƌĂĂƐĞŵƉƌĞƐĂƐĐŽŶƚƌĂƚĂƌĞŵĂƵĚŝƚŽƌŝĂŝŶĚĞƉĞŶĚĞŶƚĞ͘;ǀĂůŽƌ͗ϯ͕ϬƉŽŶƚŽƐͿ

RASCUNHO
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

10
*R03201510* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO DISCURSIVA 4

Uma empresa está atenta às mudanças que estão ocorrendo na contabilidade em razão da
ŝŶƚĞƌŶĂĐŝŽŶĂůŝnjĂĕĆŽ ĚĂƐ ƐƵĂƐ ŶŽƌŵĂƐ͘ ƐƐŝŵ͕ ŽďũĞƟǀĂŶĚŽ ĞƐƚƌƵƚƵƌĂƌ Ă ĞŵŽŶƐƚƌĂĕĆŽ ĚŽ ZĞƐƵůƚĂĚŽ
Abrangente (DRA), a empresa disponibilizou os seguintes dados referentes ao ano de 2014:
Lucro Antes do Resultado Financeiro R$ 37 800,00
Despesas com Vendas R$ 75 000,00
WĞƌĚĂƐĞƌŝǀĂĚĂƐĚĞŽŶǀĞƌƐĆŽĚĞĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐŽŶƚĄďĞŝƐĚĞKƉĞƌĂĕƁĞƐŶŽdžƚĞƌŝŽƌ R$ 6 000,00
Custo das Mercadorias Vendidas R$ 337 500,00
Lucro Líquido do Exercício R$ 24 300,00
Receitas de Vendas de Mercadorias R$ 750 000,00
'ĂŶŚŽƐŶĂZĞŵĞŶƐƵƌĂĕĆŽĚĞƟǀŽƐ&ŝŶĂŶĐĞŝƌŽƐŝƐƉŽŶşǀĞŝƐƉĂƌĂsĞŶĚĂ R$ 20 000,00
dƌŝďƵƚŽƐƐŽďƌĞŽƐ'ĂŶŚŽƐŶĂZĞŵĞŶƐƵƌĂĕĆŽĚĞƟǀŽƐ&ŝŶĂŶĐĞŝƌŽƐŝƐƉŽŶşǀĞŝƐƉĂƌĂsĞŶĚĂ R$ 6 800,00
Lucro Bruto R$ 186 300,00
ŽŵďĂƐĞŶŽƐĚĂĚŽƐĂĐŝŵĂĞŶŽƋƵĞĚĞĮŶĞĂEd'Ϯϲ;ZϮͿĂĐĞƌĐĂĚĂĂƉƌĞƐĞŶƚĂĕĆŽĚĂƐĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐ
Contábeis, faça o que se pede nos itens a seguir.
a) džƉůŝƋƵĞĂĮŶĂůŝĚĂĚĞĚĂZ͘;ǀĂůŽƌ͗ϰ͕ϬƉŽŶƚŽƐͿ
b) Žŵ ďĂƐĞ ŶĂ Z ĚĂ ĞŵƉƌĞƐĂ͕ ĞůĂďŽƌĂĚĂ Ă ƉĂƌƟƌ ĚŽƐ ĚĂĚŽƐ ĨŽƌŶĞĐŝĚŽƐ͕ ƉĂƌĂ Ž ĞdžĞƌĐşĐŝŽ ĮŶĚŽ Ğŵ
31/12/2014, determine:
ͻ o valor dos outros resultados abrangentes; (valor: 3,0 pontos)
ͻ o valor do resultado abrangente do período. (valor: 3,0 pontos)

RASCUNHO
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

11
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201511*
2015
QUESTÃO DISCURSIVA 5
WĞůĂƐĐĂƌĂĐƚĞƌşƐƟĐĂƐƋƵĂůŝƚĂƟǀĂƐĚĂŝŶĨŽƌŵĂĕĆŽĐŽŶƚĄďŝůͲĮŶĂŶĐĞŝƌĂƷƟů͕ƐĆŽŝĚĞŶƟĮĐĂĚŽƐŽƐƟƉŽƐĚĞŝŶĨŽƌŵĂĕĆŽ
ƋƵĞ ŵƵŝƚŽ ƉƌŽǀĂǀĞůŵĞŶƚĞ ƐĆŽ ƌĞƉƵƚĂĚŽƐ ĐŽŵŽ ŽƐ ŵĂŝƐ ƷƚĞŝƐ ƉĂƌĂ ŝŶǀĞƐƟĚŽƌĞƐ͕ ĐƌĞĚŽƌĞƐ ƉŽƌ ĞŵƉƌĠƐƟŵŽƐ Ğ
ŽƵƚƌŽƐĐƌĞĚŽƌĞƐ͕ĞdžŝƐƚĞŶƚĞƐĞĞŵƉŽƚĞŶĐŝĂů͕ƉĂƌĂĂƚŽŵĂĚĂĚĞĚĞĐŝƐƁĞƐĂĐĞƌĐĂĚĂĞŶƟĚĂĚĞƋƵĞƌĞƉŽƌƚĂĐŽŵďĂƐĞ
ŶĂŝŶĨŽƌŵĂĕĆŽĚĞƐĞƵƐƌĞůĂƚſƌŝŽƐĐŽŶƚĄďŝůͲĮŶĂŶĐĞŝƌŽƐ;ŝŶĨŽƌŵĂĕĆŽĐŽŶƚĄďŝůͲĮŶĂŶĐĞŝƌĂͿ͘
As demonstrações contábeis retratam os efeitos patrimoniais e financeiros das transações e outros
ĞǀĞŶƚŽƐ͕ƉŽƌŵĞŝŽĚĞƐĞƵŐƌƵƉĂŵĞŶƚŽĞŵĐůĂƐƐĞƐĂŵƉůĂƐĚĞĂĐŽƌĚŽĐŽŵĂƐĐĂƌĂĐƚĞƌşƐƚŝĐĂƐĞĐŽŶƀŵŝĐĂƐ͘
Essas classes são denominadas elementos das demonstrações contábeis. Os elementos diretamente
ƌĞůĂĐŝŽŶĂĚŽƐăŵĞŶƐƵƌĂĕĆŽĚĂƉŽƐŝĕĆŽƉĂƚƌŝŵŽŶŝĂůĞĮŶĂŶĐĞŝƌĂŶŽĂůĂŶĕŽWĂƚƌŝŵŽŶŝĂůƐĆŽŽƐĂƚŝǀŽƐ͕ŽƐ
ƉĂƐƐŝǀŽƐĞŽƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽůşƋƵŝĚo.
KD/dWZKEhE/DEdK^KEd/^͘ƐƚƌƵƚƵƌĂŽŶĐĞŝƚƵĂůƉĂƌĂůĂďŽƌĂĕĆŽĞ
ŝǀƵůŐĂĕĆŽĚĞZĞůĂƚſƌŝŽŽŶƚĄďŝůͲ&ŝŶĂŶĐĞŝƌŽ͗WϬϬ;ZϭͿ͘ƌĂƐşůŝĂ͕ϮϬϭϭ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘
Tendo como referência o exposto, suponha quĞƵŵĂŝŶĚƷƐƚƌŝĂĚĞĂůƚĂƚĞĐŶŽůŽŐŝĂƚĞŶŚĂĚĞƐĐŽŶƟŶƵĂĚŽ
Ă ƉƌŽĚƵĕĆŽ ĚĞ Ƶŵ ĐŽŵƉŽŶĞŶƚĞ ĞůĞƚƌƀŶŝĐŽ ƋƵĞ ĞƌĂ ǀĞŶĚŝĚŽ Ă ŽƵƚƌĂƐ ŝŶĚƷƐƚƌŝĂƐ ƉĂƌĂ Ă ĨĂďƌŝĐĂĕĆŽ
de microcomputadores e que a máquina instalada nessa linha de produção tenha sido concebida
especialmente para fabricar esse componente. Considere, ainda, que dada a impossibilidade do uso desse
componente em outras linhas de produção ou de sua venda no mercado de usados, o contador tenha
ďĂŝdžĂĚŽĂŵĄƋƵŝŶĂĚŽĂƟǀŽĚĂĞŵƉƌĞƐĂ͕ĐƵũŽǀĂůŽƌĐŽŶƚĄďŝůŶĂĚĂƚĂĚĂďĂŝdžĂĞƌĂĚĞZΨϭϯϬϬϬϬϬ͕ϬϬ͘
Com base na situação apresentada, faça o que se pede nos itens a seguir.
a) :ƵƐƟĮƋƵĞ Ă ĚĞĐŝƐĆŽ ĚŽ ĐŽŶƚĂĚŽƌ ĚĞ ďĂŝdžĂƌ Ă ŵĄƋƵŝŶĂ ĚŽ ĂƟǀŽ ĚĂ ĞŵƉƌĞƐĂ͕ ĨƵŶĚĂŵĞŶƚĂŶĚŽͲƐĞ ŶĂ
ĚĞĮŶŝĕĆŽĚĞĂƟǀŽƐĞŐƵŶĚŽĂƐŶŽƌŵĂƐĐŽŶƚĄďĞŝƐĂĚŽƚĂĚĂƐŶŽƌĂƐŝů͘;ǀĂůŽƌ͗ϱ͕ϬƉŽŶƚŽƐͿ
b) ^ƵƉŽŶĚŽ ƋƵĞ Ž ĐŽŶƚĂĚŽƌ ŶĆŽ ƟǀĞƐƐĞ ďĂŝdžĂĚŽ Ă ŵĄƋƵŝŶĂ ĚŽ ĂƟǀŽ͕ ĚĞƐĐƌĞǀĂ Ă ĐŽŶƐĞƋƵġŶĐŝĂ ƉĂƌĂ Ă
ƵƟůŝĚĂĚĞĞĂƋƵĂůŝĚĂĚĞĚĂƐŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐĐŽŶƚĄďĞŝƐƌĞƉŽƌƚĂĚĂƐƉĞůĂĞŵƉƌĞƐĂ͘ŵďĂƐĞƐƵĂƌĞƐƉŽƐƚĂŶĂƐ
ĂƌĂĐƚĞƌşƐƟĐĂƐYƵĂůŝƚĂƟǀĂƐ&ƵŶĚĂŵĞŶƚĂŝƐ͘;ǀĂůŽƌ͗ϱ͕ϬƉŽŶƚŽƐͿ

RASCUNHO
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

12
*R03201512* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 9 Yh^dKϭϬ

hŵ ĚŽƐ ŽďũĞƟǀŽƐ da Teoria Geral dos Sistemas é a As áreas do conhecimento embasam-se em
formulação de princípios válidos para os sistemas ƉƌĞƐƐƵƉŽƐƚŽƐ Ğ ŵĠƚŽĚŽƐ ĐŝĞŶơĮĐŽƐ ĚĞ ĚŝǀĞƌƐĂƐ
em geral, independentemente dos elementos que ĞƐĐŽůĂƐ ĚĞ ƉĞŶƐĂŵĞŶƚŽ͘ ƐƉĞĐŝĮĐĂŵĞŶƚĞ ŶĂ ĄƌĞĂ
os compõem e das relações ou forças existentes da contabilidade, as escolas de pensamento norte-
americana e italiana são as principais correntes
entre eles.
em que se fundamenta a contabilidade brasileira.
Considerando o exposto, avalie as asserções a seguir Acerca dessas escolas, assinale a opção correta.
e a relação proposta entre elas. A  ŝƚĂůŝĂŶĂ ĞŶĨĂƟnjĂ Ă ĂďŽƌĚĂŐĞŵ ŝŶĨŽƌŵĂĐŝŽŶĂů͕
I. hŵ ƐŝƐƚĞŵĂ Ġ ĐŽŶƐƟƚƵşĚŽ ƉŽƌ Ƶŵ ĐŽŵƉůĞdžŽ enquanto a escola norte-americana confere
de elementos em interação. ŐƌĂŶĚĞ ŝŵƉŽƌƚąŶĐŝĂ ă ƐŝƐƚĞŵĂƟnjĂĕĆŽ ĚŽ ƉůĂŶŽ
de contas.
PORQUE
B A norte-americana adota a visão estabelecida
II. Na teoria geral dos sistemas, a ênfase é dada pelo neopatrimonialismo, enquanto a escola
à inter-relação e interdependência entre italiana assume como principal foco a geração das
os componentes que formam um sistema, informações contábeis para seus diversos usuários.
que é visto como uma totalidade integrada, C A italiana prioriza as necessidades dos usuários
sendo impossível estudar seus elementos das informações contábeis, enquanto a
isoladamente. escola norte-americana demonstra excessiva
preocupação em caracterizar a contabilidade
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta. como ciência.
A As asserções I e II são proposições verdadeiras, e D A norte-americana considera prioritário o
Ă//ĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘ conhecimento da teoria das contas, enquanto
a escola italiana enfatiza a área de auditoria,
B As asserções I e II são proposições verdadeiras,
para garantir maior confiabilidade às
ŵĂƐĂ//ŶĆŽĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘ informações geradas.
C A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é E A norte-americana considera a contabilidade
uma proposição falsa. ƵŵĂ ĨŽƌŶĞĐĞĚŽƌĂ ĚĞ ŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐ ĞĐŽŶƀŵŝĐĂƐ
D A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma relevantes para os diversos usuários, enquanto
proposição verdadeira. a escola italiana defende que a contabilidade
deve estudar apenas os eventos que afetam o
E As asserções I e II são proposições falsas. ƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽĚĂƐĞŶƟĚĂĚĞƐ͘

ÁREA LIVRE ÁREA LIVRE

13
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201513*
2015
QUESTÃO 11 QUESTÃO 13

Em janeiro de 2015, uma empresa solicitou No quadro a seguir estão demonstradas operações
ĞŵƉƌĠƐƟŵŽ Ă ĚĞƚĞƌŵŝŶĂĚĂ ŝŶƐƟƚƵŝĕĆŽ ĮŶĂŶĐĞŝƌĂ com mercadorias de determinada empresa.
para pagamento em dez meses. Foi registrado na
ĐŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ Ž ǀĂůŽƌ ƌĞĐĞďŝĚŽ Ğŵ ĐŽŶƚĂ ĚŽ ƟǀŽ Data Descrição YƵĂŶƟĚĂĚĞ Valor unitário
e o valor total do empréstimo em conta do 2/4/2015 Compras 60 R$ 1,50
7/4/2015 Compras 90 R$ 1,80
WĂƐƐŝǀŽ͘KƐĞŶĐĂƌŐŽƐĮŶĂŶĐĞŝƌŽƐŝŶĐŝĚĞŶƚĞƐƐŽďƌĞŽ
25/4/2015 Vendas ? ?
ĞŵƉƌĠƐƟŵŽ ĨŽƌĂŵ ĚĞďŝƚĂĚŽƐ Ğŵ ƵŵĂ ĐŽŶƚĂ ƌĞĚƵƚŽƌĂ
ĚŽ WĂƐƐŝǀŽ͕ ĚĞŶŽŵŝŶĂĚĂ ͞ŶĐĂƌŐŽƐ &ŝŶĂŶĐĞŝƌŽƐ Ă ƉſƐ Ž ŝŶǀĞŶƚĄƌŝŽ İƐŝĐŽ͕ ƌĞĂůŝnjĂĚŽ Ğŵ ϯϬͬϰͬϮϬϭϱ͕
Transcorrer”, tendo sido essa conta posteriormente ǀĞƌŝĮĐŽƵͲƐĞ ŶĆŽ ƚĞƌ ŚĂǀŝĚŽ ƋƵĞďƌĂ ŽƵ ƉĞƌĚĂ ŶĂ
ĂƉƌŽƉƌŝĂĚĂƉĂƌĂĚĞƐƉĞƐĂƐĮŶĂŶĐĞŝƌĂƐ͕ŶŽƌĞƐƵůƚĂĚŽ͕ă ŵŽǀŝŵĞŶƚĂĕĆŽ Ğ ŽďƐĞƌǀŽƵͲƐĞ ƋƵĞ Ž ƐĂůĚŽ ĮŶĂů
medida do tempo transcorrido. correspondia a 20% do saldo de compras e que
o preço unitário de venda do produto havia sido
Nessa situação, esse registro contábil dos encargos ĚĞ ZΨ Ϯ͕ϬϬ͘  ĞŵƉƌĞƐĂ ƵƟůŝnjŽƵ͕ ƉĂƌĂ Ă ĂǀĂůŝĂĕĆŽ
ĮŶĂŶĐĞŝƌŽƐƚĞŵƉŽƌďĂƐĞŽƉƌŝŶĐşƉŝŽĚĂ de estoque, o critério denominado Custo Médio.
A ŶƟĚĂĚĞ͘ Nessa situação, o saldo da conta Estoque e o Custo
da Mercadoria Vendida (CMV), em 30/4/2015, são,
B WƌƵĚġŶĐŝĂ͘ ƌĞƐƉĞĐƟǀĂŵĞŶƚĞ͕ĚĞ
C ŽŶƟŶƵŝĚĂĚĞ͘ A R$ 50,40 e R$ 162,00.
D Competência. B R$ 50,40 e R$ 201,60.
E Atualização monetária. C R$ 90,00 e R$ 50,40.
D R$ 162,00 e R$ 90,00.
QUESTÃO 12
E R$ 162,00 e R$ 201,60.
No Brasil, as normas internacionais de contabilidade
ƟǀĞƌĂŵ ĐŽŵŽ ŵĂƌĐŽ ƌĞŐƵůĂƚſƌŝŽ ĂƐ ƉƵďůŝĐĂĕƁĞƐ ÁREA LIVRE
da Lei nº 11.638/2007 e da Lei nº 11.941/2009,
que determinaram a adoção inicial aos padrões
internacionais de contabilidade nas empresas
brasileiras.
EĞƐƐĞ ƐĞŶƟĚŽ͕ Ă ůĞŐŝƐůĂĕĆŽ ƐŽĐŝĞƚĄƌŝĂ ĚĞƚĞƌŵŝŶĂ
ƋƵĞ͕ŶŽĂůĂŶĕŽWĂƚƌŝŵŽŶŝĂů͕ŽƐĂƟǀŽƐĞŽƐƉĂƐƐŝǀŽƐ
decorrentes de operações de longo prazo devem ser
ajustados ao valor presente, e, os demais, ajustados
quando houver
A efeito relevante.
B provisões de perdas.
C reversão de reservas.
D ajuste de avaliação patrimonial.
E ƚĞƐƚĞĚĞƌĞĐƵƉĞƌĂďŝůŝĚĂĚĞĚĞĂƟǀŽƐ͘

14
*R03201514* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 14 QUESTÃO 15

ŽŶĨŽƌŵĞ Ž ĂƌƟŐŽ Ϯϰϴ ĚĂ >Ğŝ ŶǑ ϲ͘ϰϬϰͬϭϵϳϲ͕ Ɛ ĂƌĂĐƚĞƌşƐƟĐĂƐ YƵĂůŝƚĂƟǀĂƐ &ƵŶĚĂŵĞŶƚĂŝƐ͕
atualizado pela Lei nº 11.638/2007 e pela previstas na Estrutura Conceitual para Elaboração e
Lei nº 11.941/2009, os Investimentos em Apresentação das Demonstrações Contábeis, são a
Controladas, Coligadas e em outras sociedades ƌĞůĞǀąŶĐŝĂĞĂƌĞƉƌĞƐĞŶƚĂĕĆŽĮĚĞĚŝŐŶĂ͘
que façam parte de um mesmo grupo ou que
estejam sob controle comum serão avaliados pelo EŽƋƵĞĚŝnjƌĞƐƉĞŝƚŽĂĞƐƐĂƐĐĂƌĂĐƚĞƌşƐƟĐĂƐ͕ĂǀĂůŝĞĂƐ
DĠƚŽĚŽ ĚĞ ƋƵŝǀĂůġŶĐŝĂ WĂƚƌŝŵŽŶŝĂů͘ Ğ ĂĐŽƌĚŽ ĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘
com legislação vigente, para a determinação I.  ŝŶĨŽƌŵĂĕĆŽ ĐŽŶƚĄďŝůͲĮŶĂŶĐĞŝƌĂ Ġ ƌĞůĞǀĂŶƚĞ
do valor do investimento por esse método, quando capaz de fazer diferença, com valor
aplica-se o percentual de participação no ƉƌĞĚŝƟǀŽĞͬŽƵĐŽŶĮƌŵĂƚſƌŝŽ͕ŶĂƐĚĞĐŝƐƁĞƐ͘
II. A informação pode ser capaz de fazer diferença
A Capital Social sobre o valor do Lucro Líquido da
em uma decisão ainda que alguns usuários
Coligada e da Controlada, não se computando os
decidam não levá-la em consideração.
resultados não realizados.
III. WĂƌĂ ƐĞƌ ƌĞƉƌĞƐĞŶƚĂĕĆŽ ĮĚĞĚŝŐŶĂ͕ Ă ƌĞĂůŝĚĂĚĞ
B ĂƉŝƚĂů^ŽĐŝĂůƐŽďƌĞŽǀĂůŽƌĚŽWĂƚƌŝŵƀŶŝŽ>şƋƵŝĚŽ retratada deve ser completa e neutra, e estar
da Coligada e da Controlada, somando-se a esse livre de erro.
montante os resultados não realizados líquidos
ĚŽƐĞĨĞŝƚŽƐĮƐĐĂŝƐ͘ ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
C WĂƚƌŝŵƀŶŝŽ>şƋƵŝĚŽƐŽďƌĞŽǀĂůŽƌĚŽĂƉŝƚĂů^ŽĐŝĂů A I, apenas.
da Coligada e da Controlada, subtraindo-se desse B II, apenas.
montante os resultados não realizados líquidos
ĚĞĐŽƌƌĞŶƚĞƐĚŽƐĞĨĞŝƚŽƐĮƐĐĂŝƐ͘ C I e III, apenas.
D ĂƉŝƚĂů^ŽĐŝĂůƐŽďƌĞŽǀĂůŽƌĚŽWĂƚƌŝŵƀŶŝŽ>şƋƵŝĚŽ D II e III, apenas.
ĚĂ ŝŶǀĞƐƟĚŽƌĂ͕ ƐƵďƚƌĂŝŶĚŽͲƐĞ ĚĞƐƐĞ ŵŽŶƚĂŶƚĞ ŽƐ E I, II e III.
resultados não realizados decorrentes de negócios
com a Companhia, Coligadas ou Controladas. ÁREA LIVRE
E ĂƉŝƚĂů ^ŽĐŝĂů ƐŽďƌĞ Ž ǀĂůŽƌ ĚŽ WĂƚƌŝŵƀŶŝŽ
Líquido da Coligada e da Controlada, não se
computando os resultados não realizados
decorrentes de negócios com a Companhia,
Coligadas ou Controladas.

ÁREA LIVRE

15
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201515*
2015
QUESTÃO 16

Uma sociedade empresarial apresentou os sĞŐƵŝŶƚĞƐĚĂĚŽƐƌĞĨĞƌĞŶƚĞƐĂŽƐĞƵĂůĂŶĕŽWĂƚƌŝŵŽŶŝĂůĞŵϯϭͬϭϮͬϮϬϭϰ͗


Saldos em
Contas
ϯϭͬϭϮͬϮϬϭϰ;ZΨͿ
Obras de arte 15 000,00
Móveis e Utensílios 25 000,00
Assinaturas e anuidades a apropriar 1 500,00
Mercadorias para Revenda 26 000,00
Bancos C/ Movimento 9 300,00
Móveis e Utensílios – depreciação 2 500,00
Duplicatas a Receber (para recebimento em 6 meses) 50 000,00
ŵƉƌĠƐƟŵŽƐƉĂƌĂƐſĐŝŽƐ 7 500,00
Ajuste a valor presente de duplicatas a receber (para recebimento em 14 meses) 22 000,00
Duplicatas a Receber (para recebimento em 14 meses) 100 000,00
Direitos Autorais 5 100,00
/ŶƐƚƌƵŵĞŶƚŽƐĮŶĂŶĐĞŝƌŽƐƉĂƌĂŶĞŐŽĐŝĂĕĆŽŝŵĞĚŝĂƚĂ 10 000,00

ŽŵďĂƐĞŶŽƐĚĂĚŽƐĂƉƌĞƐĞŶƚĂĚŽƐ͕ĐŽŶĐůƵŝͲƐĞƋƵĞŽǀĂůŽƌĚŽƟǀŽEĆŽŝƌĐƵůĂŶƚĞĞŵϯϭͬϭϮͬϮϬϭϰĨŽŝĚĞ

A R$ 120 600,00.
B R$ 128 100,00.
C R$ 138 100,00.
D R$ 172 100,00.
E R$ 182 100,00.

QUESTÃO 17

hŵĂĞŵƉƌĞƐĂƋƵĞƵƟůŝnjĂŽŵĠƚŽĚŽĚĞĐƵƐƚĞŝŽĚĞĂďƐŽƌĕĆŽƉĂƌĂĂĂƉƵƌĂĕĆŽĚŽƐĐƵƐƚŽƐĚŽƐƉƌŽĚƵƚŽƐĨĂďƌŝĐŽƵ͕
em determinado período, 50 000 unidades de um dos produtos de sua linha, com custo total de produção de
ZΨϭϬϬϬϬϬϬ͕ϬϬĞĐƵƐƚŽƵŶŝƚĄƌŝŽǀĂƌŝĄǀĞůĚĞZΨϴ͕ϬϬ͘ĞŵƉƌĞƐĂĞƐƟŵĂƋƵĞ͕ƉĂƌĂŽƉƌſdžŝŵŽƉĞƌşŽĚŽ͕ŚĂǀĞƌĄ
ĂƵŵĞŶƚŽŶĂƉƌŽĚƵĕĆŽĚĞϮϬйĚŽƌĞĨĞƌŝĚŽƉƌŽĚƵƚŽ͕ŵĂŶƟĚĂĂĞƐƚƌƵƚƵƌĂĂƚƵĂůĚĞĐƵƐƚŽƐ͕ƐĞŵŶĞĐĞƐƐŝĚĂĚĞĚĞ
ŵŽĚŝĮĐĂĕĆŽĚĂĐĂƉĂĐŝĚĂĚĞĚĞƉƌŽĚƵĕĆŽũĄŝŶƐƚĂůĂĚĂ͘

EĞƐƐĂƐŝƚƵĂĕĆŽ͕ĚĂĚŽŽŶŽǀŽǀŽůƵŵĞĚĞƉƌŽĚƵĕĆŽ͕ŽĐƵƐƚŽƵŶŝƚĄƌŝŽĚĞƉƌŽĚƵĕĆŽ͕ŵĂŶƟĚŽŽŵĠƚŽĚŽĚŽ
custeio por absorção, será de

A R$ 8,00.
B R$ 9,60.
C R$ 18,00.
D R$ 20,00.
E R$ 21,60.

16
*R03201516* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 18

É muito importante que o empreendedor conheça o próprio negócio, para não deixar, nas mãos
de terceiros, cuidados essenciais como a boa gestão de custos. O conhecimento do assunto auxilia o
ƉƌŽƉƌŝĞƚĄƌŝŽĚŽŶĞŐſĐŝŽĂƚĞƌƵŵĂďŽĂŐĞƐƚĆŽĮŶĂŶĐĞŝƌĂ͗ĂĚŵŝŶŝƐƚƌĂƌĞĐŽŶƚƌŽůĂƌŽƐĐƵƐƚŽƐŐĞƌĂĚŽƐŶĂ
ƉƌŽĚƵĕĆŽĞĐŽŵĞƌĐŝĂůŝnjĂĕĆŽĚĞƐĞƌǀŝĕŽƐŽƵƉƌŽĚƵƚŽƐ͘KƉƌĞĕŽĮŶĂůĚĞƵŵƐĞƌǀŝĕŽƉƌĞƐƚĂĚŽŽƵƉƌŽĚƵƚŽ
ǀĞŶĚŝĚŽ ĚĞƉĞŶĚĞ ĚŽ ƋƵĂŶƚŽ Ġ ŝŶǀĞƐƟĚŽ ƉĂƌĂ ƋƵĞ ĞůĞ ĞdžŝƐƚĂ͘ ĂƐŽ Ă ŐĞƐƚĆŽ ĚĞ ĐƵƐƚŽƐ ŶĆŽ ƐĞũĂ ĞĮĐĂnj͕
corre-se o risco de a empresa cobrar valores que não condizem com a realidade, o que pode afetar as
margens de lucro, o volume de vendas ou o andamento geral do negócio.
ŝƐƉŽŶşǀĞůĞŵ͗фŚƩƉ͗ͬͬǁǁǁ͘ĞdžĂŵĞ͘Ăďƌŝů͘ĐŽŵ͘ďƌх͘ĐĞƐƐŽĞŵ͗ϮϳũƵů͘ϮϬϭϱ;ĂĚĂƉƚĂĚŽͿ͘

Considerando essas informações, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.
I. Quando o preço de venda de um produto ou serviço é determinado pelo mercado, a empresa só
ĂŵƉůŝĂƌĄƐƵĂŵĂƌŐĞŵĚĞůƵĐƌŽƉŽƌŵĞŝŽĚĂƌĞĚƵĕĆŽĚĞĐƵƐƚŽƐĞĂƵŵĞŶƚŽĚĂƉƌŽĚƵƟvidade.
PORQUE
II. WƌĂƟĐĂƌ ƉƌĞĕos acima do mercado, quando os produtos ou serviços não agregam valores que os
diferenciem de outros produtos similares disponíveis, provocará queda da demanda esperada, uma
vez que os consumidores tenderão a comprar dos concorrentes.
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
A ƐĂƐƐĞƌĕƁĞƐ/Ğ//ƐĆŽƉƌŽƉŽƐŝĕƁĞƐǀĞƌĚĂĚĞŝƌĂƐ͕ĞĂ//ĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘
B ƐĂƐƐĞƌĕƁĞƐ/Ğ//ƐĆŽƉƌŽƉŽƐŝĕƁĞƐǀĞƌĚĂĚĞŝƌĂƐ͕ŵĂƐĂ//ŶĆŽĠƵŵĂũƵƐƟĮĐĂƟǀĂĐŽƌƌĞƚĂĚĂ/͘
C A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
D A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
E As asserções I e II são proposições falsas.

ÁREA LIVRE

17
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201517*
2015
QUESTÃO 19

Uma empresa fez sua projeção de vendas para janeiro, fevereiro e março do próximo ano, conforme
tabela a seguir.

KƌĕĂŵĞŶƚŽĚĞǀĞŶĚĂƐ
Jan &Ğǀ Mar
ĞŵĂŶĚĂĞƐƉĞƌĂĚĂ;ƋƵĂŶƟĚĂĚĞͿ 10 000 12 000 15 000
WƌĞĕŽĚĞǀĞŶĚĂ;ZΨͿ 2,00 2,00 2,00
sĞŶĚĂƐƌƵƚĂƐ;ZΨͿ 20 000,00 24 000,00 30 000,00

Suponha que todas as vendas dessa empresa sejam parceladas da seguinte forma:

ͻ 1ª parcela (à vista), correspondente a 30% da venda;

ͻ 2ª parcela (prazo de 30 dias), correspondente a 30% da venda;

ͻ 3ª parcela (prazo de 60 dias), correspondente a 40% da venda.

ŽŶƐŝĚĞƌĂŶĚŽ Ă ƉŽůşƟĐĂ ĚĞ ƌĞĐĞďŝŵĞŶƚŽ Ğ ŽƐ ĚĂĚŽƐ ĂƉƌĞƐĞŶƚĂĚŽƐ͕ ǀĞƌŝĮĐĂͲƐĞ ƋƵĞ Ă ĞŵƉƌĞƐĂ ĞƐƉĞƌĂ
receber, no mês de março, o montante de
A R$ 8 000,00.
B R$ 22 200,00.
C R$ 24 200,00.
D R$ 29 600,00.
E R$ 30 000,00.

ÁREA LIVRE

18
*R03201518* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
Yh^dKϮϬ QUESTÃO 21

De acordo com as Normas Brasileiras de Tendo por base as Normas Brasileiras de Contabilidade
ŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ ƉůŝĐĂĚĂƐ ĂŽ ^ĞƚŽƌ WƷďůŝĐŽ ;E^WͿ͕ ƉůŝĐĂĚĂƐ ĂŽ ^ĞƚŽƌ WƷďůŝĐŽ ;E d ϭϲ͘ϭ Ͷ
as Demonstrações Contábeis devem ser elaboradas Conceituação, Objeto e Campo de Aplicação), avalie
e publicadas pelos entes da Federação, de modo ĂƐĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘
Ă ƉĞƌŵŝƟƌ Ğ ĞǀŝĚĞŶĐŝĂƌ Ă ĐŽŶƐŽůŝĚĂĕĆŽ ĚĂƐ ĐŽŶƚĂƐ I.  ŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ ƉůŝĐĂĚĂ ĂŽ ^ĞƚŽƌ WƷďůŝĐŽ
públicas em âmbito nacional. é o ramo da ciência contábil que aplica, no
processo gerador de informações, os princípios
A partir dessas informações, avalie as afirmações de contabilidade e as normas contábeis
a seguir. direcionados ao controle patrimonial de
I. O Balanço Orçamentário deve demonstrar ĞŶƟĚĂĚĞƐĚŽƐĞƚŽƌƉƷďůŝĐŽ͘
as receitas e despesas previstas, em II. KWĂƚƌŝŵƀŶŝŽWƷďůŝĐŽĠŽĐŽŶũƵŶƚŽĚĞĚŝƌĞŝƚŽƐ
confronto com as realizadas. e bens, tangíveis ou intangíveis, onerados
ou não, adquiridos, formados, produzidos,
II. O Balanço Financeiro deve evidenciar ƌĞĐĞďŝĚŽƐ͕ ŵĂŶƟĚŽƐ ŽƵ ƵƟůŝnjĂĚŽƐ ƉĞůĂƐ
as receitas e despesas orçamentárias, ĞŶƟĚĂĚĞƐ ĚŽ ƐĞƚŽƌ ƉƷďůŝĐŽ͕ ƋƵĞ ƉŽƌƚĞ ŽƵ
bem como os ingressos e dispêndios ƌĞƉƌĞƐĞŶƚĞ Ƶŵ ŇƵdžŽ ĚĞ ďĞŶĞİĐŝŽƐ͕ ƉƌĞƐĞŶƚĞ
extraorçamentários, conjugados com os ou futuro, inerente à prestação de serviços
saldos de caixa do exercício anterior e os que ƉƷďůŝĐŽƐ ŽƵ ă ĞdžƉůŽƌĂĕĆŽ ĞĐŽŶƀŵŝĐĂ ƉŽƌ
se transferem para o início do exercício seguinte. ĞŶƟĚĂĚĞƐĚŽƐĞƚŽƌƉƷďůŝĐŽĞƐƵĂƐŽďƌŝŐĂĕƁĞƐ͘
III.  ĞŵŽŶƐƚƌĂĕĆŽ ĚĂƐ sĂƌŝĂĕƁĞƐ WĂƚƌŝŵŽŶŝĂŝƐ III. O objeto da Contabilidade Aplicada ao Setor
ĚĞǀĞ ĞǀŝĚĞŶĐŝĂƌ ĂƐ ĂůƚĞƌĂĕƁĞƐ ǀĞƌŝĮĐĂĚĂƐ ŶŽ WƷďůŝĐŽĠŽWĂƚƌŝŵƀŶŝŽWƷďůŝĐŽ͘
ƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽ͕ƌĞƐƵůƚĂŶƚĞƐŽƵŝŶĚĞƉĞŶĚĞŶƚĞƐĚĂ IV. O campo de aplicação da Contabilidade
execução orçamentária, e indicar o resultado ƉůŝĐĂĚĂ ĂŽ ^ĞƚŽƌ WƷďůŝĐŽ ƌĞƐƚƌŝŶŐĞͲƐĞ ĂŽƐ
patrimonial do exercício. orgãos da administração direta.
IV. A Demonstração dos Fluxos de Caixa permite ĐŽƌƌĞƚŽĂƉĞŶĂƐŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
Ă ĂŶĄůŝƐĞ ĚĂ ĐĂƉĂĐŝĚĂĚĞ ĚĂ ĞŶƟĚĂĚĞ ĚĞ ŐĞƌĂƌ
caixa e equivalentes de caixa, e a análise da A I e II.
ƵƟůŝnjĂĕĆŽĚĞƌĞĐƵƌƐŽƐƉƌſƉƌŝŽƐĞĚĞƚĞƌĐĞŝƌŽƐ B II e IV.
ĞŵƐƵĂƐĂƟǀŝĚĂĚĞƐ͘ C III e IV.
ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ D I, II e III.
E I, III e IV.
A I, apenas.

B I e II, apenas. ÁREA LIVRE

C III e IV, apenas.

D II, III e IV, apenas.

E I, II, III e IV.

19
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201519*
2015
QUESTÃO 22

As informações apresentadas no balancete a seguir dizem respeito à execução orçamentária e


financeira de determinado ente federativo, no que se refere à mensuração e à execução do orçamento
público.

ĂůĂŶĐĞƚĞĚĞsĞƌŝĮĐĂĕĆŽZĞƐƵŵŝĚŽ;ĞŵZΨͿʹĞdžĞƌĐşĐŝŽĚĞϮϬϭϰ

Inversões Financeiras R$ 5 000,00


Receita Agropecuária R$ 3 000,00
WĞƐƐŽĂůĞŶĐĂƌŐŽƐ^ŽĐŝĂŝƐ R$ 8 000,00
Receita Industrial R$ 3 500,00
Transferências de Capital R$ 2 000,00
ŵŽƌƟnjĂĕĆŽĚĞŵƉƌĠƐƟŵŽƐ R$ 6 000,00
ŵŽƌƟnjĂĕĆŽĚĂşǀŝĚĂ R$ 3 800,00
Alienação de Bens R$ 5 000,00
/ŶǀĞƐƟŵĞŶƚŽƐ R$ 9 000,00
ZĞĐĞŝƚĂWĂƚƌŝŵŽŶŝĂů R$ 2 800,00
Juros e Encargos da Dívida R$ 5 000,00
Transferências Correntes R$ 5 000,00
Receitas de Impostos R$ 5 000,00
Operações de Crédito R$ 3 000,00
Receitas de Contribuições de Melhorias R$ 2 000,00
Outras Despesas Correntes R$ 6 500,00

WĞůĂƐŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐĂƉƌĞƐĞŶƚĂĚĂƐŶŽďĂůĂŶĐĞƚĞ͕ĐŽŶĐůƵŝͲƐĞƋƵĞ͕ĂŽĮŶĂůĚŽĞdžĞƌĐşĐŝŽĮŶĂŶĐĞŝƌŽĚĞϮϬϭϰ͕Ž
ǀĂůŽƌĚĂƐZĞĐĞŝƚĂƐŽƌƌĞŶƚĞƐĞĚĂƐĞƐƉĞƐĂƐĚĞĂƉŝƚĂůĨŽƌĂŵ͕ƌĞƐƉĞĐƟǀĂŵĞŶƚĞ͕ĚĞ

A R$ 37 300,00 e R$ 37 300,00.

B R$ 16 000,00 e R$ 19 500,00.

C R$ 18 500,00 e R$ 14 000,00.

D R$ 21 300,00 e R$ 17 800,00.

E R$ 12 000,00 e R$ 19 500,00.

20
*R03201520* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 23 QUESTÃO 24

K ŽďũĞƟǀŽ ƉƌŝŶĐŝƉĂů ĚĂ ĂƵĚŝƚŽƌŝĂ Ġ ĂƚƌŝďƵŝƌ ŵĂŝŽƌ O planejamento da perícia é a etapa do trabalho
ŐƌĂƵ ĚĞ ĐŽŶĮĂďŝůŝĚĂĚĞ ăƐ ĚĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐ ĮŶĂŶĐĞŝƌĂƐ pericial que antecede as diligências, pesquisas,
das empresas. No processo de obtenção de cálculos e respostas aos quesitos. Nessa etapa,
evidências para o trabalho de auditoria, o auditor o perito do juízo estabelece a metodologia dos
ƉŽĚĞ ƐŽůŝĐŝƚĂƌ ĐŽŶĮƌŵĂĕƁĞƐ ĞdžƚĞƌŶĂƐ͕ ĐŽŶĨŽƌŵĞ procedimentos periciais a serem aplicados,
ƚƌĂƚĂĂEdϱϬϱ;ŽŶĮƌŵĂĕƁĞƐdžƚĞƌŶĂƐͿ͘ƐƐĂƐ
ĞůĂďŽƌĂŶĚŽͲĂ Ă ƉĂƌƟƌ ĚŽ ĐŽŶŚĞĐŝŵĞŶƚŽ ĚŽ ŽďũĞƚŽ
ĐŽŶĮƌŵĂĕƁĞƐ ǀŝƐĂŵ ĂƵdžŝůŝĂƌ Ă ĂƵĚŝƚŽƌŝĂ ŶŽ ƉƌŽĐĞƐƐŽ
de elaboração de seu relatório em torno das da perícia.
ĚĞŵŽŶƐƚƌĂĕƁĞƐ ĮŶĂŶĐĞŝƌĂƐ ĚĂ ĞŵƉƌĞƐĂ ĂƵĚŝƚĂĚĂ͘ CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. EdWϬϭ:
perícia contábil. Brasília, 2015.
Žŵ ďĂƐĞ ŶĞƐƐĂƐ ŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐ͕ ĂǀĂůŝĞ ĂƐ ĂĮƌŵĂĕƁĞƐ
a seguir. ŶƚƌĞŽƐŽďũĞƟǀŽƐĚŽƉůĂŶĞũĂŵĞŶƚŽĚĂƉĞƌşĐŝĂ͕ŝŶĐůƵŝͲƐĞ
I.  ĞǀŝĚġŶĐŝĂ ĚĞ ĂƵĚŝƚŽƌŝĂ ŽďƟĚĂ ĚĞ ĨŽŶƚĞƐ I. ĐŽŶŚĞĐĞƌŽŽďũĞƚŽĞĂĮŶĂůŝĚĂĚĞĚĂƉĞƌşĐŝĂ͕Ă
internas, que representarão as informações Įŵ ĚĞ ƉĞƌŵŝƟƌ Ă ĂĚŽĕĆŽ ĚĞ ƉƌŽĐĞĚŝŵĞŶƚŽƐ
ƌĞƉŽƌƚĂĚĂƐ ŶŽƐ ƌĞůĂƚſƌŝŽƐ ĮŶĂŶĐĞŝƌŽƐ͕ Ġ ŵĂŝƐ que conduzam à revelação da verdade.
ĐŽŶĮĄǀĞůƋƵĞĂƐŽďƟĚĂƐĚĞĨŽŶƚĞƐĞdžƚĞƌŶĂƐ͘ II. ĚĞĮŶŝƌĂŶĂƚƵƌĞnjĂ͕ĂŽƉŽƌƚƵŶŝĚĂĚĞĞĂĞdžƚĞŶƐĆŽ
II. A administração pode não autorizar o envio dos procedimentos a serem aplicados, em
ĚĞƐŽůŝĐŝƚĂĕƁĞƐĚĞĐŽŶĮƌŵĂĕĆŽƉĞůŽĂƵĚŝƚŽƌ͘ consonância com o objeto da perícia.
III. ĂƐŽ ĂƐ ƉĂƌƚĞƐ ƌĞƐƉŽŶĚĂŵ ĂƐ ĐŽŶĮƌŵĂĕƁĞƐ
III. ŝĚĞŶƟĮĐĂƌ ĨĂƚŽƐ ŝŵƉŽƌƚĂŶƚĞƐ ƉĂƌĂ Ă ƐŽůƵĕĆŽ
solicitadas pelo auditor, este deve julgá-las
da demanda, de forma que não passem
como evidência de auditoria relevante e
despercebidos ou não recebam a atenção
ĐŽŶĮĄǀĞů͕ ŶĆŽ ƐĞŶĚŽ ŶĞĐĞƐƐĄƌŝĂƐ ŽƵƚƌĂƐ
evidências de auditoria. necessária.

IV. Caso não receba a resposta de solicitação ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ


enviada anteriormente, o auditor deve
A I, apenas.
descartar a evidência de auditoria da parte
não respondente, não sendo possível enviar B II, apenas.
ŶŽǀĂƐŽůŝĐŝƚĂĕĆŽĚĞĐŽŶĮƌŵĂĕĆŽ͘ C I e III, apenas.
V. As respostas recebidas eletronicamente (por
ŵĞŝŽ ĚĞ ĨĂdž ŽƵ ĐŽƌƌĞŝŽ ĞůĞƚƌƀŶŝĐŽͿ ĞŶǀŽůǀĞŵ D II e III, apenas.
ƌŝƐĐŽƐ ƌĞůĂĐŝŽŶĂĚŽƐ ă ĐŽŶĮĂďŝůŝĚĂĚĞ͕ ƉŽĚĞŶĚŽ E I, II e III.
ŽĐŽƌƌĞƌ ĚŝĮĐƵůĚĂĚĞƐ Ğŵ ĞƐƚĂďĞůĞĐĞƌ Ă ƉƌŽǀĂ
ĚĞŽƌŝŐĞŵĞĂƵƚŽƌŝĚĂĚĞĚĂƉĂƌƚĞƋƵĞĐŽŶĮƌŵĂ ÁREA LIVRE
ŽƌĞĐĞďŝŵĞŶƚŽĞĂŝĚĞŶƟĮĐĂĕĆŽĚĞĂůƚĞƌĂĕƁĞƐ͘
ĐŽƌƌĞƚŽĂƉĞŶĂƐŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
A II e IV.
B II e V.
C I, III e V.
D I, II, III e IV.
E I, III, IV e V.

21
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201521*
2015
QUESTÃO 25 QUESTÃO 26

KŐƌĄĮĐŽĂƐĞŐƵŝƌƌĞƉƌĞƐĞŶƚĂĂƐŝƚƵĂĕĆŽĚĞůŝƋƵŝĚĞnj Uma empresa optou pelo desconto do imposto de


de determinada empresa de 2010 a 2014, com os renda com base no lucro presumido no primeiro
valores dos indicadores de liquidez corrente e geral, trimestre de 2015. Da escrituração contábil foram
para esse período. extraídas as informações a seguir.

2,0
Receita Bruta de Vendas de Mercadorias R$ 500 000,00
1,5
Receita Bruta de Serviços R$ 100 000,00
1,0
:ƵƌŽƐƟǀŽƐ R$ 10 000,00
0,5
:ƵƌŽƐWĂƐƐŝǀŽƐ R$ 20 000,00
0,0
2010 2011 2012 2013 2014 ^ĂďĞŶĚŽͲƐĞ ƋƵĞ ŽƐ şŶĚŝĐĞƐ ƵƟůŝnjĂĚŽƐ ƉĂƌĂ Ž ĐĄůĐƵůŽ
Liquidez Corrente Liquidez Geral do lucro presumido são de 8% sobre a venda de
mercadorias e de 32% sobre a prestação de serviços,
ŽŵďĂƐĞŶŽŐƌĄĮĐŽ͕ĂǀĂůŝĞĂƐĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘ o valor da base de cálculo do lucro presumido é de
I.  ĞŵƉƌĞƐĂ ĂƉƌĞƐĞŶƚŽƵ ĨŽůŐĂ ĮŶĂŶĐĞŝƌĂ ĚĞ A R$ 102 000,00.
curto prazo de 2010 a 2014. B R$ 92 000,00.
II. Há tendência de melhora da liquidez corrente
para 2015. C R$ 82 000,00.
III. Há indícios de que, em 2014, a empresa D R$ 72 000,00.
tenha trocado dívidas de longo prazo por E R$ 62 000,00.
dívidas de curto prazo, ou de que recursos
recebíveis a curto prazo passaram a ser ÁREA LIVRE
recebíveis a longo prazo.
ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ
A I, apenas.
B III, apenas.
C I e II, apenas.
D II e III, apenas.
E I, II e III.

ÁREA LIVRE

22
*R03201522* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 27

KŐĞƐƚŽƌĚĞĚĞƚĞƌŵŝŶĂĚĂĞŵƉƌĞƐĂƉƌĞƉĂƌŽƵŽƐĐĄůĐƵůŽƐĚĞĂŶĄůŝƐĞǀĞƌƟĐĂůĚŽŐƌƵƉŽĚŽĂƟǀŽĐŝƌĐƵůĂŶƚĞ
ƉĂƌĂƐĞƌĞŵĚŝƐĐƵƟĚŽƐĞŵƵŵĂƌĞƵŶŝĆŽ͕ĐŽŶĨŽƌŵĞĚĞŵŽŶƐƚƌĂŽƋƵĂĚƌŽĂƐĞŐƵŝƌ͘

ϯϭͬϭϮͬϮϬϭϯ AV ϯϭͬϭϮͬϮϬϭϰ AV
ƟǀŽŝƌĐƵůĂŶƚĞdŽƚĂů ZΨϰϬϴϵϬϬϬ͕ϬϬ ϭϬϬй ZΨϰϭϱϵϬϬϬ͕ϬϬ ϭϬϬй
Caixa e Equivalentes de Caixa R$ 204 450,00 5% R$ 207 950,00 5%
Aplicações Financeiras R$ 613 350,00 15% R$ 623 850,00 15%
Contas a Receber de Clientes R$ 1 063 140,00 26% R$ 1 455 650,00 35%
:ƵƌŽƐĚĞĂƉŝƚĂůWƌſƉƌŝŽĂZĞĐĞďĞƌ R$ 163 560,00 4% R$ 41 590,00 1%
Estoques R$ 858 690,00 21% R$ 831 800,00 20%
ƟǀŽƐŝŽůſŐŝĐŽƐ R$ 449 790,00 11% R$ 374 310,00 9%
Impostos a Recuperar R$ 490 680,00 12% R$ 249 540,00 6%
ƟǀŽƐDĂŶƟĚŽƐƉĂƌĂĂsĞŶĚĂ R$ 40 890,00 1% R$ 83 180,00 2%
KƵƚƌŽƐƟǀŽƐ&ŝŶĂŶĐĞŝƌŽƐ R$ 81 780,00 2% R$ 124 770,00 3%
Outros Direitos R$ 122 670,00 3% R$ 166 360,00 4%

Após efetuar os cálculos, o gestor da empresa apresentou as análises a seguir.


I. ƋƵĞĚĂĚĞϯйĚĂĐŽŶƚĂ:ƵƌŽƐĚĞĂƉŝƚĂůWƌſƉƌŝŽĂZĞĐĞďĞƌĨŽŝĚĂŽƌĚĞŵĚĞZΨϭϮϭϵϳϬ͕ϬϬ͕ƉŽĚĞŶĚŽ
ƐĞƌ ŝŶƚĞƌƉƌĞƚĂĚĂ ĐŽŵŽ ƌĞĐĞďŝŵĞŶƚŽ ĚĞƐƐĞƐ ĚŝƌĞŝƚŽƐ͘ EĆŽ ƐĞ ƉŽĚĞ ŐĂƌĂŶƟƌ͕ ĂƉĞŶĂƐ ƉŽƌ ĞƐƐĂ ĂŶĄůŝƐĞ
ǀĞƌƟĐĂů͕ƋƵĞĞƐƐĂĚŝŵŝŶƵŝĕĆŽƌĞƉƌĞƐĞŶƚĞŵĂŝŽƌĨĂƚŽƌĚĞůŝƋƵŝĚĞnjƉĂƌĂĂĞŵƉƌĞƐĂ͘
II. No exercício de 2014, essa empresa apresentou variação de 9% na conta Contas a Receber de Clientes
ĐŽŵƵŵĂƵŵĞŶƚŽĚĞZΨϯϵϮϱϭϬ͕ϬϬ͘WĂƌĂƐĞĐŽŶƐŝĚĞƌĂƌĞƐƐĞĂƵŵĞŶƚŽĨĂǀŽƌĄǀĞů͕ƐĞƌŝĂŵĂŝƐƉƌƵĚĞŶƚĞ
analisar uma série maior de anos anteriores.
III. KĂŝdžĂĞƋƵŝǀĂůĞŶƚĞƐĚĞĂŝdžĂĚĂĞŵƉƌĞƐĂƐĞŵĂŶƟǀĞƌĂŵĞŵϱйĚŽŵŽŶƚĂŶƚĞĚŽƟǀŽŝƌĐƵůĂŶƚĞ͕
tendo apresentado um crescimento da ordem de R$ 3 500,00, o que provocou uma queda real de
potencial de recursos disponíveis.

ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ

A II, apenas.
B III, apenas.
C I e II, apenas.
D I e III, apenas.
E I, II e III.

23
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201523*
2015
QUESTÃO 28

No quadro a seguir, estão demonstradas as estruturas de capital de duas empresas, A e B, do mesmo ramo de
ĂƟǀŝĚĂĚĞ͕ƋƵĞĂƉƌĞƐĞŶƚĂŵ>ƵĐƌŽŶƚĞƐĚŽƐ:ƵƌŽƐĞ/ŵƉŽƐƚŽĚĞZĞŶĚĂ;>:/ZͿĚĞZΨϭϰϬϬϬ͕ϬϬĞƟǀŽƐdŽƚĂŝƐ
de R$ 100 000,00, tendo sido de 34%, para ambas, a alíquota do Imposto de Renda.

Empresa A Empresa B
&ŽŶƚĞƐĚĞ&ŝŶĂŶĐŝĂŵĞŶƚŽ
Taxa de Juros ĂƉŝƚĂů;ZΨͿ Taxa de Juros ĂƉŝƚĂů;ZΨͿ

ŵƉƌĠƐƟŵŽĂŶĐŽy 14% 10 000,00 16% 20 000,00

&ŝŶĂŶĐŝĂŵĞŶƚŽE^ 12% 40 000,00 11% 50 000,00

Debêntures 9% 20 000,00 13% 10 000,00

ĂƉŝƚĂůWƌſƉƌŝŽ 30 000,00 20 000,00

Total 100 000,00 100 000,00

ŽŵďĂƐĞŶĞƐƐĂƐŝŶĨŽƌŵĂĕƁĞƐ͕ĂǀĂůŝĞĂƐĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘
I. O Custo Médio de Capital de Terceiros da empresa A é inferior ao da empresa B.
II. KZĞƚŽƌŶŽƐŽďƌĞŽWĂƚƌŝŵƀŶŝŽ>şƋƵŝĚŽ;ZKͿĚĂĞŵƉƌĞƐĂĠŝŐƵĂůĂŽĚĂĞŵƉƌĞƐĂ͘
III. KƌŝƐĐŽĮŶĂŶĐĞŝƌŽĚĂĞŵƉƌĞƐĂ͕ĐƵũĂĞƐƚƌƵƚƵƌĂĠŵĂŝƐĚĞƉĞŶĚĞŶƚĞĚĞĐĂƉŝƚĂŝƐĚĞƚĞƌĐĞŝƌŽƐ͕ĠŵĂŝŽƌ
que o da empresa B.

ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ

A I, apenas.
B III, apenas.
C I e II, apenas.
D II e III, apenas.
E I, II e III.

ÁREA LIVRE

24
*R03201524* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 29 Yh^dKϯϬ

K ŐƌĄĮĐŽ Ă ƐĞŐƵŝƌ ilustra a situação de alavancagem WƌŽũĞĕƁĞƐ ĨƵƚƵƌĂƐ ďĂƐĞĂĚĂƐ Ğŵ ƚĞŽƌŝĂƐ
ĮŶĂŶĐĞŝƌĂ Ğ ĚĞ ĞŶĚŝǀŝĚĂŵĞŶƚŽ ĚĞ ƵŵĂ ĞŵƉƌĞƐĂ͕ probabilísticas são frequentemente utilizadas
de 2010 a 2014, estando nele representados o na contabilidade. Os setores públicos e privados
fazem previsões orçamentárias anuais e, até
Grau de Alavancagem Financeira (GAF) e o Grau de
ŵĞƐŵŽ͕ ƉůƵƌŝĂŶƵĂŝƐ ƉĂƌĂ ĞƐƟŵĂƌĞŵ ƐƵĂƐ ƌĞĐĞŝƚĂƐ Ğ
Endividamento (GE). O quociente de GAF e GE é a
fixarem suas despesas. Nesse contexto, considere
ƌĂnjĆŽ ĚŽ ĐĂƉŝƚĂů ĚĞ ƚĞƌĐĞŝƌŽƐ ƐŽďƌĞ Ž ƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽ
a seguinte situação hipotética.
líquido.
Uma empresa que atua no ramo de locação de
1,5
automóveis, pretendendo projetar seu orçamento
para o próximo semestre, deve analisar a
tabela a seguir, fornecida pelo departamento
1,0 de estatística, que evidencia a quantidade de
automóveis que a empresa locou no primeiro
ƐĞŵĞƐƚƌĞ ĚĞ ϮϬϭϱ͘ KƐ ĚĂĚŽƐ ĨŽƌĂŵ ŽďƟĚŽƐ ƉŽƌ
meio de pesquisa cadastral feita com 100 clientes
0,5
2010 2011 2012 2013 2014 escolhidos de forma aleatória.
GAF GE
YƵĂŶƟĚĂĚĞĚĞǀĞnjĞƐ
Frequência de clientes
ŽŵďĂƐĞŶĞƐƐĞŐƌĄĮĐŽ͕ĂǀĂůŝĞĂƐĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘ que aluga carro no
;ĮͿ
semestre (xi)
I. De 2012 a 2014, o aumento do endividamento 1 10
ƉƌŽĚƵnjŝƵ ĂůĂǀĂŶĐĂŐĞŶƐ ĚŽ ƉĂƚƌŝŵƀŶŝŽ ůşƋƵŝĚŽ͘ 2 20
II. De 2011 a 2012, o retorno do capital próprio 3 20
ĨŽŝŵĞŶŽƌƋƵĞŽƌĞƚŽƌŶŽĚŽƐĂƟǀŽƐ͘ 4 40
III. De 2012 a 2014, nota-se aceleração do GAF em 5 10

relação ao GE, efeito que pode ser resultado Total 100

de captações de recursos de terceiros com


Nessa situação, os valores da média, moda e mediana
juros cada vez menores. ĚĂƋƵĂŶƟĚĂĚĞĚĞǀĞnjĞƐƋƵĞŽƐĐůŝĞŶƚĞƐĂůƵŐĂŵĐĂƌƌŽƐ
ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ ŶŽƐĞŵĞƐƚƌĞƐĆŽ͕ƌĞƐƉĞĐƟǀĂŵĞŶƚĞ͕ŝŐƵĂŝƐĂ

A I, apenas. A 3,2; 4,0; 3,5.

B III, apenas. B 3,2; 4,0; 3,0.

C I e II, apenas. C 3,2; 3,5; 4,0.

D II e III, apenas. D 3,0; 3,5; 4,0.

E I, II, III. E 3,0; 4,0; 3,5.

25
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201525*
2015
Texto para as questões 31 e 32 QUESTÃO 32

K ſĚŝŐŽ ĚĞ ƟĐĂ WƌŽĮƐƐŝŽŶĂů ĚŽ ŽŶƚĂĚŽƌ͕ Considerando as determinações previstas nesse
código, avalie as condutas descritas a seguir.
aprovado em 1970, representou o alcance de
uma importante meta. Com a consolidação e o I. hŵ ƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů ĐŽŶƚĂĚŽƌ ƋƵĞ ĂƚƵĂ ĐŽŵŽ
ƉĞƌŝƚŽ ĨŽŝ ŝŶĚŝĐĂĚŽ ƉĂƌĂ ĞŵŝƟƌ ůĂƵĚŽ ĚĞ
ĂŵĂĚƵƌĞĐŝŵĞŶƚŽ ĚĂ ƉƌŽĮƐƐĆŽ͕ Ă ĂƚƵĂůŝnjĂĕĆŽ ĚĞ
apuração de haveres. No entanto, por não se
ĐŽŶĐĞŝƚŽƐĠƟĐŽƐŶĂĄƌĞĂĞŽĚŝĄůŽŐŽŝŶƚĞŶƐŽĐŽŵŽƐ
considerar capacitado para a tarefa, decidiu
diversos segmentos da comunidade contábil, após recusar o convite.
26 anos, a Resolução CFC nº 290/1970 foi revogada
II. hŵ ƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů ĐŽŶƚĂĚŽƌ ƋƵĞ ĂƚƵĂ ĐŽŵŽ
pela Resolução CFC nº 803/1996, que aprova o consultor recomendou a seus clientes,
ſĚŝŐŽĚĞƟĐĂWƌŽĮƐƐŝŽŶĂůĚŽŽŶƚĂĚŽƌǀŝŐĞŶƚĞĂƚĠ proprietários de microempresas ou de grandes
os dias atuais. ĞŵƉƌĞƐĂƐ͕ ƋƵĞ ŵĂŶƟǀĞƐƐĞŵ ĞƐĐƌŝƚƵƌĂĕĆŽ
contábil regular.
QUESTÃO 31 III. hŵ ƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů ĐŽŶƚĂĚŽƌ ƋƵĞ ĂƚƵĂ ĐŽŵŽ
ĂƵĚŝƚŽƌ ĚĞĐŝĚŝƵ ŶĆŽ ƉĂƌƟĐŝƉĂƌ ĚĞ ĞǀĞŶƚŽƐ
ŽŶƐŝĚĞƌĂŶĚŽ Ž ſĚŝŐŽ ĚĞ ƟĐĂ ǀŝŐĞŶƚĞ͕ ĂǀĂůŝĞ ĂƐ ƌĞůĂĐŝŽŶĂĚŽƐ Ă ĞĚƵĐĂĕĆŽ ĐŽŶƟŶƵĂĚĂ͕ ĐƵƌƐŽƐ͕
ĂĮƌŵĂĕƁĞƐĂƐĞŐƵŝƌ͘ congressos, nem de quaisquer outros eventos
I. EĆŽ Ġ ƉĞƌŵŝƟĚŽ ĂŽ ƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů ĚĂ ƌĞůĂĐŝŽŶĂĚŽƐăĂƚƵĂůŝnjĂĕĆŽƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů͘
ŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞŽĨĞƌĞĐĞƌƐĞƌǀŝĕŽƐƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂŝƐ K ĐſĚŝŐŽ ĚĞ ĠƟĐĂ ĞƐƚĄ Ğŵ ĐŽŶƐŽŶąŶĐŝĂ ĐŽŵ Ă;ƐͿ
mediante aviltamento de honorários. ĐŽŶĚƵƚĂ;ƐͿƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů;ŝƐͿĚĞƐĐƌŝƚĂ;ƐͿĞŵ
II.  ƉĞƌŵŝƟĚŽ ĂŽ ƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů ĚĂ ŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ
ƚƌĂŶƐĨĞƌŝƌ͕ƉĂƌĐŝĂůŵĞŶƚĞ͕ĂŽƵƚƌŽƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂů͕Ă A I, apenas.
execução dos serviços a seu cargo, mantendo B III, apenas.
como sua a responsabilidade técnica dos
C I e II, apenas.
serviços.
D II e III, apenas.
III. ƉĞƌŵŝƟĚŽĂŽƉƌŽĮƐƐŝŽŶĂůĚĂŽŶƚĂďŝůŝĚĂĚĞ
ƉƵďůŝĐĂƌ͕ĞŵƐĞƵŶŽŵĞ͕ƚƌĂďĂůŚŽĐŝĞŶơĮĐŽŽƵ E I, II e III.
ƚĠĐŶŝĐŽĚŽƋƵĂůƚĞŶŚĂƉĂƌƟĐŝƉĂĚŽ͘
ÁREA LIVRE
ĐŽƌƌĞƚŽŽƋƵĞƐĞĂĮƌŵĂĞŵ

A I, apenas.

B II, apenas.

C I e III, apenas.

D II e III, apenas.

E I, II e III.

26
*R03201526* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTÃO 33 QUESTÃO 34

Um perito contador precisa calcular os juros Uma empresa vende seu produto ao preço de R$ 7,00
moratórios sobre uma verba em liquidação ĂƵŶŝĚĂĚĞ͘KƐƌĞůĂƚſƌŝŽƐĮŶĂŶĐĞŝƌŽƐĂƉƌĞƐĞŶƚĂŵƵƐƚŽ
de sentença no valor de R$ 96 000,00. O juiz variável unitário de R$ 2,00 e Custo e Despesas Fixas
determinou a incidência de juros simples de 0,5%
de R$ 150 000,00, sendo a alíquota do Imposto de
ao mês, no período de 1/2/2015 a 30/9/2015.
Renda igual a 30%. Nessa situação, para obter um
Nessa hipótese, considerando-se o mês comercial de lucro líquido de R$ 31 500,00, a empresa deverá
30 dias, o total de juros será de vender o correspondente a
A R$ 3 360,00. A R$ 273 000,00.

B R$ 3 840,00. B R$ 210 000,00.


C R$ 4 320,00. C R$ 195 000,00.
D R$ 4 800,00. D R$ 150 000,00.
E R$ 5 280,00. E R$ 78 000,00.

ÁREA LIVRE ÁREA LIVRE

27
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201527*
2015
QUESTÃO 35

^ƵƉŽŶŚĂ ƋƵĞ ƵŵĂ ĞŵƉƌĞƐĂ ƚĞŶŚĂ ĚĞŵŝƟĚŽ Ƶŵ ĞŵƉƌĞŐĂĚŽ Ğŵ ϯϬͬϬϵͬϮϬϭϰ͕ ƋƵĞ ŚĂǀŝĂ ƐŝĚŽ ĂĚŵŝƟĚŽ Ğŵ
10/01/2014 e recebia salário líquido de R$ 1 200,00, tendo recebido, assim como os demais empregados,
antecipação de 50% do 13º salário em 30/06/2014.

Nessa situação, com base nas normas que regem as relações de trabalho entre empregador e empregado
ŶŽƌĂƐŝů͕ŽǀĂůŽƌƚŽƚĂůĂƐĞƌƉĂŐŽƉĞůĂĞŵƉƌĞƐĂĂŽĞŵƉƌĞŐĂĚŽĚĞŵŝƟĚŽƐĞƌĄĚĞ

A R$ 1 366,66.
B R$ 1 500,00.
C R$ 1 600,00.
D R$ 1 666,66.
E R$ 2 700,00.

ÁREA LIVRE

28
*R03201528* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
QUESTIONÁRIO DE PERCEPÇÃO DA PROVA
As questões abaixo visam levantar sua opinião sobre a qualidade e a adequação da prova que você acabou de realizar.
ƐƐŝŶĂůĞĂƐĂůƚĞƌŶĂƟǀĂƐĐŽƌƌĞƐƉŽŶĚĞŶƚĞƐăƐƵĂŽƉŝŶŝĆŽŶŽƐĞƐƉĂĕŽƐĂƉƌŽƉƌŝĂĚŽƐĚŽĂĚĞƌŶŽĚĞZĞƐƉŽƐƚĂƐ͘

YƵĂů Ž ŐƌĂƵ ĚĞ ĚŝĮĐƵůĚĂĚĞ ĚĞƐƚĂ ƉƌŽǀĂ ŶĂ ƉĂƌƚĞ ĚĞ As informações/instruções fornecidas para a resolução
Formação Geral? ĚĂƐƋƵĞƐƚƁĞƐĨŽƌĂŵƐƵĮĐŝĞŶƚĞƐƉĂƌĂƌĞƐŽůǀġͲůĂƐ͍
A Muito fácil. A Sim, até excessivas.
B Fácil. B Sim, em todas elas.
C Médio. C Sim, na maioria delas.
DŝİĐŝů͘ D Sim, somente em algumas.
EDƵŝƚŽĚŝİĐŝů͘ E Não, em nenhuma delas.

YƵĂů Ž ŐƌĂƵ ĚĞ ĚŝĮĐƵůĚĂĚĞ ĚĞƐƚĂ ƉƌŽǀĂ ŶĂ ƉĂƌƚĞ ĚĞ Você se deparou com alguma dificuldade ao responder
ŽŵƉŽŶĞŶƚĞƐƉĞĐşĮĐŽ͍ à prova. Qual?
A Muito fácil. A Desconhecimento do conteúdo.
B Fácil. B Forma diferente de abordagem do conteúdo.
C Médio. CƐƉĂĕŽŝŶƐƵĮĐŝĞŶƚĞƉĂƌĂƌĞƐƉŽŶĚĞƌăƐƋƵĞƐƚƁĞƐ͘
DŝİĐŝů͘ D&ĂůƚĂĚĞŵŽƟǀĂĕĆŽƉĂƌĂĨĂnjĞƌĂƉƌŽǀĂ͘
EDƵŝƚŽĚŝİĐŝů͘ EEĆŽƟǀĞƋƵĂůƋƵĞƌƟƉŽĚĞĚŝĮĐƵůĚĂĚĞƉĂƌĂƌĞƐƉŽŶĚĞƌ
à prova.

Considerando a extensão da prova, em relação ao tempo


total, você considera que a prova foi ŽŶƐŝĚĞƌĂŶĚŽ ĂƉĞŶĂƐ ĂƐ ƋƵĞƐƚƁĞƐ ŽďũĞƟǀĂƐ ĚĂ ƉƌŽǀĂ͕
A muito longa. você percebeu que
B longa. A não estudou ainda a maioria desses conteúdos.
C adequada. B estudou alguns desses conteúdos, mas não os aprendeu.
D curta. C estudou a maioria desses conteúdos, mas não os aprendeu.
E muito curta. D estudou e aprendeu muitos desses conteúdos.
E estudou e aprendeu todos esses conteúdos.

Os enunciados das questões da prova na parte de


&ŽƌŵĂĕĆŽ'ĞƌĂůĞƐƚĂǀĂŵĐůĂƌŽƐĞŽďũĞƟǀŽƐ͍ Qual foi o tempo gasto por você para concluir a prova?
A Sim, todos. A Menos de uma hora.
B Sim, a maioria. B Entre uma e duas horas.
C Apenas cerca da metade. C Entre duas e três horas.
DWŽƵĐŽƐ͘ D Entre três e quatro horas.
E Não, nenhum. E Quatro horas, e não consegui terminar.

Os enunciados das questões da prova na parte de


ŽŵƉŽŶĞŶƚĞƐƉĞĐşĮĐŽĞƐƚĂǀĂŵĐůĂƌŽƐĞŽďũĞƟǀŽƐ͍
A Sim, todos.
B Sim, a maioria.
C Apenas cerca da metade.
DWŽƵĐŽƐ͘
E Não, nenhum.

29
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201529*
2015
ÁREA LIVRE

30
*R03201530* CIÊNCIAS CONTÁBEIS
2015
ÁREA LIVRE

31
CIÊNCIAS CONTÁBEIS *R03201531*
2015

2015

Ministério
da Educação

32
*R03201532* CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Você também pode gostar