Você está na página 1de 18

INSTITUTO AVANÇADO DE EDUCAÇÃO, CULTURA, PESQUISA, TECNOLOGIA E

MEIO AMBIENTE – IESPIMA.


CURSO DE BACHAREL EM SERVIÇO SOCIAL

LUCILENE FIGUEIREDO SARAIVA

CONSCIENTIZAÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA AS MÃES DE


ESTREITO-MA

Estreito - MA
2018
LUCILENE FIGUEIREDO SARAIVA

CONSCIENTIZAÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA AS MÃES DE


ESTREITO-MA

Trabalho de conclusão de curso apresentado ao


Instituto IESPIMA, como requisito parcial à
obtenção do grau de Bacharel em Serviço Social.

Orientador: Prof. Me. Daniel Bueno Amorim

Estreito-MA
2018
LUCILENE FIGUEIREDO SARAIVA

CONSCIENTIZAÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA AS MÃES DE


ESTREITO-MA

Trabalho de conclusão de curso apresentado ao


Instituto IESPIMA, como requisito parcial à
obtenção do grau de Bacharel em Serviço Social.

Orientador: Prof. Me. Daniel Bueno Amorim

Este Trabalho de Conclusão de Curso foi julgado adequado para obtenção do Grau
em Bacharel em Serviço Social do Curso de Serviço Social do Instituto IESPIMA e
aprovado em sua forma final em: ____ de Maio 2018.

Apresentado à Banca Examinadora composta pelos professores:

_________________________________________________________________
EXAMINADOR: PROF ME.: DANIEL BUENO AMORIM
INSTITUTO IESPIMA

________________________________________________________________
EXAMINADOR(A): PROF(a) ESP.: CRISTIANE MARIA DE ARAÚJO FONSCECA
INSTITUTO IESPIMA

_______________________________________________________________
ORIENTADOR (A): PROF(a): DANIEL BUENO AMORIM
INSTITUTO IESPIMA
15

CONSCIENTIZAÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA AS MÃES DE


ESTREITO-MA

AWARENESS OF BREASTFEEDING FOR MOTHERS OF ESTREITO - MA


Lucilene Figueiredo Saraiva1
Daniel Bueno Amorim (Or.)2

RESUMO

Este tem o objetivo de trabalhar na conscientização do quanto é


importante a amamentação, pelo o menos até o sexto mês de vida de crianças
na cidade de Estreito-MA, para garantir uma boa saúde à mãe que amamenta
quanto para o bebê. Neste será visto, propostas de políticas de incentivos à
amamentação do bebê, pois muitas mães não tomam os devidos cuidados, e
com isso há a ausência do leite materno, que é fundamental nessa faixa etária
de até seis meses de vida do bebê. No início será feito um trabalho de
conscientização para as interessadas na cidade de Estreito-MA e dos familiares.
Nesse sentido acredita-se que, será primordial para o desenvolvimento saudável
da criança no município. Através de estudos é comprovado que muitas mães
têm dificuldades na amamentação, de fornecer o leite materno até um período
aconselhável para manter-se com uma boa saúde, mas algumas delas não
conseguem amamentar até o período de pelo o menos seis meses, devido
alguns fatores como: culturais, biológicos, psicológicos, sociais dentre outros.
Portanto é preciso o envolvimento de políticas voltadas para ajudar nessa
questão. Tanto a mãe quanto a família precisam de orientações, através de
profissionais capacitados, desde o pré-natal, para que através de incentivos se
tenha efeito e ajude a melhorar nessa perspectiva. Este irá procurar envolver
além de gestores, diversos profissionais, inclusive o assistente social,
secretarias, que podem fornecer ajuda para essas pessoas, dentre outros. Todos
trabalhando, envolvidos na conscientização do aleitamento materno para as
mães e os bebês se manterem saudáveis.

1 Graduanda em Serviço Social no Instituto IESPIMA.


2Bacharel (2011) em Ciências Contábeis e Mestre (2015) em Administração Estratégica pela
Pontifícia Universidade Católica de Goiás – PUC - GO, Goiânia (GO). Professor do Curso de
Serviço Social do Instituto IESPIMA em Estreito (MA). E-mail: danielbuenoa93@gmail.com
16

Palavras Chaves: Amamentação. Mães. Aleitamento.


17

ABSTRACT

The goal is to work on awareness of how important breastfeeding is


for at least the sixth month of life of children in the city of Estreito-MA to ensure
good health for the breastfeeding mother and for the baby. In this will be seen,
proposals of policies of incentives to breastfeeding the baby, since many mothers
do not take the necessary care, and with this there is the absence of breast milk,
which is fundamental in this age group up to six months of the baby's life. At the
beginning, awareness-raising work will be done for those interested in the city of
Estreito-MA and their families. In this sense, it is believed that it will be
paramount for the healthy development of the child in the municipality. Through
studies it has been proven that many mothers have difficulties in breastfeeding,
from providing breastmilk until a period advisable to remain in good health but
some of them can not breastfeed until the period of at least six months due to al-
factors such as cultural, biological, psychological, social, among others. It is
therefore necessary to involve policies to help with this. Both the mother and the
family need guidance, through trained professionals, from prenatal care so that
through incentives it takes effect and helps to improve in this perspective. This
will seek to involve, besides managers, several professionals, including the social
worker, secretaries, who can provide help to these people, among others. All
working, involved in awareness of breastfeeding for mothers and babies to stay
healthy.

Key Words: Breastfeeding. Mothers. Breastfeeding.

1 INTRODUÇÃO
Através de Estudos e informações em diversos meios de pesquisas
será visto as principais vantagens da amamentação na cidade de Estreito-MA,
principalmente quando a mãe tem o cuidado de amamentar até o sexto mês de
vida. É uma medida que além de manter a saúde da mãe e do bebê, ajudará na
redução da taxa de mortalidade infantil.
Neste será visto que, para as mães mais experientes não resta dúvida
que o leite materno traz muitos benefícios tais como: é rico em água, proteínas,
18

vitaminas, minerais, fácil de ser digerido, protege contra infecções, previne de


alergias, dentre outros.
A contribuição do trabalho contínuo de conscientização, será para as
mães primárias, quanto para as mães que já tiveram filhos, ou que seja pela
segunda vez, terceira vez e assim por diante, exclusivamente da cidade de
Estreito-MA. Através deste mostrar os benefícios e cuidados necessários que as
mesmas deverão ter, com implantação de políticas públicas voltadas para o
aleitamento com qualidade, e para o atendimento adequado para essas pessoas
que estão amamentando.
Por meio deste, será envolvido vários profissionais que podem atuar e
contribuir nessa questão, pois o aleitamento correto e tomado os devidos
cuidados, evitarão muitos problemas na comunidade de Estreito-MA. É função
do assistente social atuar no campo de fornecer informações, orientar tanto as
mães como também aos familiares dos bebês, para se ter uma boa saúde entre
mãe e filho, fator este importante no início da vida da criança recém-nascida.
Este será dividido em capítulos e subdividido em subcapítulos como
tópicos relacionados ao aleitamento materno. No primeiro será feito uma
pequena introdução sobre o assunto. No segundo será pautado sobre
Importância e vantagens do aleitamento materno, técnicas de amamentar, e
como terminar a amamentação. No terceiro capítulo será visto os fatores que
levam ao desmame precoce. No quarto e último capítulo será discutido sobre a
boa alimentação que começa a partir da amamentação, fato este que muitas
mães deixam a desejar, sendo que é um meio muito mais barato de sustento do
bebê, pois o mesmo é de graça.
19

2 IMPORTÂNCIA E VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO

Para acontecer uma amamentação saudável, necessita precisamente


que a mãe esteja preparada, orientada, e muito bem alimentada, para o
aleitamento materno cumprir com os resultados esperados, como também
depois da gestação. Sabe-se que, é visto todos os dias nos noticiários os
incidentes que ocorrem diariamente de bebês que morrem recém-nascidos, na
cidade de Estreito-MA não é diferente, mãe e bebês sofrem, quando não são
tomados os devidos cuidados desde o início tanto do pré-natal, quanto depois do
parto. Muitas vezes os mesmos adoecem e não se sabe o porquê daquela
doença.
Para o leite materno atender os requisitos nutricionais, imunológicos,
psicológico e o perfeito crescimento com qualidade de uma criança pelo o
menos até os seus primeiros meses de vida é preciso que a mãe siga todos os
cuidados necessários e esteja bem de saúde para amamentar.
O reconhecimento de que o leite humano não é apenas uma fonte de
nutrientes e sim um valioso alimento funcional é cada vez maior, tendo em vista
as evidências crescentes dos efeitos fisiológicos benéficos e das repercussões
positivas no estado nutricional e saúde no curto e longo prazo. Sua composição,
além de única e bem balanceada em termos de macro e micronutrientes, inclui
fatores protetores e diversas substâncias bioativas que favorecem a maturação
do organismo e o crescimento e desenvolvimento da criança (EUCLYDES, 2005,
p. 263).
O leite materno é alimento completo, contêm vitaminas, minerais,
gorduras, proteínas, açúcares, tem todos os nutrientes necessários para o bom
desenvolvimento do bebê. Além disso, possui substâncias de defesa contra
doenças, onde não é encontrado no leite de vaca como também em nenhum
leite. A mãe por sua vez deve se conscientizar que o leite materno é adequado,
completo, suficiente para amamentar seu filho, é alimento ideal, e que não venha
com argumentos que o seu leite é fraco, inadequado para amamentar o bebê.
Enquanto a proteção contra as doenças o mesmo fornece substâncias que
protege contra diarreia, que dependendo da mesma pode chegar até o bebê vim
20

a falecer em decorrência de uma desidratação ou desnutrição e vim a óbito.


Além de muitas outras como pneumonia, alergia, infecção de ouvido, etc.
Ao amamentar a mãe deve fornecer um leite limpo e pronto, sem
sujeira, quando o leite não é próprio da mãe às vezes fica sujeiras na
mamadeira, e o bebê está sujeito à mesma, além de outras vantagens, possui
temperatura ideal, estando pronto a qualquer hora, e o melhor não precisa ser
comprado.
O crescimento saudável é alcançado com uma alimentação
adequada. Na fase inicial da vida, o leite humano é indiscutivelmente o alimento
que reúne as características nutricionais ideais, com balanceamento adequado
de nutrientes, além de desenvolver inúmeras vantagens imunológicas e
psicológicas, importantes na diminuição da morbidade e mortalidade infantil. A
amamentação é, então, importante para a criança, para a mãe, para a família e
para sociedade em geral (MARQUES et al., 2006, p. 99).
A ação de amamentar é um ato de amor e carinhoso, é um meio de
maior aproximação entre mãe e bebê, evita problemas dentários e também na
fala, tem um melhor desempenho no crescimento, e serve como água e chá
principalmente nos seis primeiros meses de vida.

2.1 TÉCNICAS DE AMAMENTAR


Posicionar o bebê na forma correta no peito é fundamental para o
aleitamento, principalmente quando o peito estiver muito cheio, a mãe deve fazer
massagens e espremer a região da aréola, onde há maior acumulação do leite,
para retirá-lo um pouco o excesso, além de deixar a região mais macia facilitará
a amamentação do bebê.

Figura 1 Figura 2

Figura 3 Figura 4
21

Observando-se nas figuras


1, 2, 3 e 4 algumas técnicas corretas de amamentação. Quando a mãe oferecer
o peito ao bebê, deixar o bebê à vontade para mamar, quanto mais ele
desmamar o leite da mãe, a mesma produzirá maior quantidade o peito.
Oferecer um peito ao bebê e depois oferece o outro, sem interrupção da
mamada, deixar até ele soltar o peito, pois o leite mata a sede além da sua
proteção.

2.2 COMO TERMINAR AMAMENTAÇÃO

A mãe deve deixar o bebê mamar até soltar o peito de forma


espontânea, podendo também colocar o dedo mindinho na boca do mesmo afim
dele soltar o peito.

Figura 4 – Retirando o peito com a


ponta do dedo mindinho
Figura 5 – Posição de arroto de
bruço

Figura 6 – Posição de arroto de


costa

É importante que a mãe não use sabão, sabonete, cremes ou


pomadas nos mamilos, pois pode afetar o bebê, não espremer o peito no
22

período da gestação, vale ressaltar que o uso do sutiã irá contribuirá para a
sustentação do peito.
3 FATORES QUE LEVAM AO DESMAME PRECOCE

Muitas mães alegam os fatores que levam ao desmame


precocemente, que o leite materno não é suficiente para alimentar o seu bebê,
introduzindo assim outros alimentos, que a mãe possui deficiência orgânica, que
o bebê já nasceu com problema, algumas são influenciadas por outras pessoas,
e assim são vários fatores. Outras dificultam a amamentação devido possuir a
mama rachada, sendo que essa ocorrência pode ter sido causada pelo o
posicionamento errado quando a mãe estava amamentando, fator este que
poderia ter sido evitado caso a mesma procurasse orientações corretas.
[...] mesmo com as deficiências que ainda existem sobre o
aleitamento materno, os profissionais parecem estar convencidos do seu papel
na promoção do aleitamento, pois a maioria das mães acredita que o conselho
de um profissional de saúde é de suma importância para aumentar o índice do
aleitamento materno. (FALEIROS et al., 2006, pág.627).
Uma das dúvidas em relação o desmame precoce é que o bebê não
está suficientemente nutrido, além de que algumas são obrigadas ao
compromisso do trabalho para se sustentarem ou até mesmo os estudos, esses
dentre outros fatores provocam o desmame mais cedo das mães com seus
bebês.
A má técnica da amamentação provoca também o desmame precoce,
algumas mães dão chupetas para o bebê e outros alimentos com objetivo de
melhor alimentá-los, e pelo o contrário esta ideia provoca é o desmame mais
cedo. Vale lembrar que muitas mães não são orientadas no preparo das mamas
para alimentar seus bebês, e que normalmente encontram dificuldades,
principalmente quando são mães pela a primeira vez, devem esvaziar as
mamas, evitando assim complicações maiores, como alguma inflamação ou
infecção. Portanto o incentivo ao aleitamento materno e inúmeros cuidados
desta prática para a prevenção de doenças, quanto aos prejuízos causados
tanto para a mãe quanto para a criança devido a falta de informações e
despreparo de muitas delas resulta em grandes problemas futuros. É importante
23

que essas mães procurem profissionais que possam acompanhar todo o


processo desde o período do pré-natal, durante a gestação até pelo o menos os
seis meses de idade. Na cidade de Estreito-MA alguns profissionais
acompanham no próprio ambiente público que o HME (Hospital Municipal de
Estreito), por outro lado o assistente social pode estar fazendo visitas, pois
muitas mães não querem se deslocarem de suas residências até ao hospital
para pedir orientações sobre o assunto, a qual precisam tanto de incentivos à
pratica de amamentação, os cuidados necessários, os métodos corretos enfim
variadas informações importantes para a prevenção de doenças decorrentes da
não amamentação ou do aleitamento precoce.
“O desmame precoce apresenta-se atualmente como um dos grandes
problemas de saúde pública, pois é crescente o número de mães que optam por
outros tipos de alimento em detrimento ao leite materno, caracterizando a
magnitude do problema”. (ANDRADE e RIBEIRO, 2005, pág.157).
A insistência de mães por escolherem outros alimentos para
oferecerem aos seus bebês, é o resultado de inúmeras doenças que a cada dia
vem aumentando não só na cidade de estreito que é a referência deste, mas em
todo o país, sendo que o leite materno é o mais adequado pelo o menos até os
seis primeiros meses de vida do mesmo.

4 A BOA ALIMENTAÇÃO COMEÇA COM A AMAMENTAÇÃO

Quando a mãe tem todas as informações necessários de como


amamentar seu bebê é mais fácil para desenvolver na prática, pois esta é ciente
de que tanto a mesma quanto o bebê ficarão saudáveis. O processo de
conscientização para o aleitamento materno é importante no mínimo até os seis
primeiros meses de vida, embora que a mãe passa por vários obstáculos, a
mesma deve manter, e necessita do apoio de muitas pessoas, tanto da família,
quanto de profissionais da saúde. É importante o assistente social atuar nesse
trabalho de conscientização, pois na cidade de Estreito-MA a demanda é
bastante grande quando se trata dessa questão.
Esse problema social tem se alastrado na cidade e precisa-se de
apoio não só por parte dos profissionais e sim de toda a sociedade. O leite
24

materno é bom, forte e adequado para o bebê, o mesmo não precisa de outro
alimento pelo o menos até os seis meses de idade, depois desse período o bebê
continua se amamentando, mas já começa o acompanhamento de outros
alimentos.

Figura 7 – Pessoas induzindo mãe,


oferecendo outra alimentação, antes dos
6 meses de idade.

Até esse período o principal alimento é o leite materno para a boa


saúde, o mesmo terá que ser exclusivo, outro tipo de alimentação complementar
poderá contrair doenças como obesidade, diabetes, hipertensão, dentre outras.
Tudo isso devido a facilidade que os pais têm com o acesso aos produtos
industrializados. Por isso é necessárias ações de conscientização que se a mãe
seguir tomando todos os cuidados e orientações durante todo esse processo,
não irá existir outro alimento melhor para amamentar o seu bebê. O profissional
de serviço social poderá trabalhar junto com profissionais da saúde e orientar
mães, as famílias sobre essa questão, é um campo que necessita de trabalhos
neste sentido.

CONCLUSÃO

A ação de amamentar é muito mais do que saciar a fome do bebê,


traz muitos benefícios tanto para a mãe como também para o recém-nascido. A
de extrema importância até os 6 (seis) meses de vida da criança. Onde ao longo
dos anos houve várias discussões sobre o leite materno e o industrializado, em
25

decorrência de inúmeras doenças que surgiram devido escolhas erradas, ou


seja, a troca do leite materno por outros produtos.
Com vários fatos citados durante este comprovou que o leite materno
é a melhor escolha, é ideal para a criança nos primeiros meses de vida, sem
haver a necessidade de outro tipo de alimento, pois o mesmo é completo com
todos os nutrientes que o bebê irá precisar, que além de ser mais barato, cria um
vínculo, uma afetividade entre mãe e filho, sem se falar que a criança irá correr
menos risco de morte.
Portanto, para que se tenha uma prática de amamentação com
quantidade e qualidade na cidade de Estreto-MA, é necessário o empenho de
vários profissionais, não somente os da saúde, como também o próprio
assistente social, é um trabalho de conscientização, onde deve haver ações,
repassando informações, fazendo visitas e acima de tudo conquistando a
confiança e credibilidade dessas mães que amamentam. Embora que seja seu
trabalho da pessoa que atua na área de serviço social, mas que este profissional
deverá atuar além do lado profissional, agir como ser humano e repassar toda
orientação para muitas mães que às vezes são leigas e não se preocupam com
as consequências do desmame precoce.
Conclui-se, neste que o sucesso do aleitamento depende de um
trabalho conjunto e baseado mais pelo o lado voluntário, de pessoas que
compreendem a necessidade de mães, em receberem auxilio para não
enfrentarem problemas futuros.
26

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANDRADE, B. B.; RIBEIRO. V. G. Vantagens do Aleitamento Materno


nos bebês nos seus primeiros seis meses de vida no Município de Ivaté no ano
de 2001. Arquivos de Ciências de Saúde da UNIPAR, v.6, n.3, p.157-164,
set/dez 2002. Disponível em:
<https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3367.pdf>. Acesso em:
19 jan. 2018.

CURY, M. T. F. Nutrição em Obstetrícia e Pediatria. Sermograf Artes


Gráficas e Editora LTDA. Petrópolis/RJ., 2002. Disponível em:
https://www.nescon.medicina.uf
mg.br/biblioteca/imagem/3367.pdf. Acesso em: 30 de nov. 2017.

EUCLYDES, M. P. Nutrição do Lactente. 3. ed. Viçosa/MG: Suprema


Gráfica, 2005. Disponível em:
<https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/33
67.pdf>. Acesso em: 17 de jan. 2018.

FALEIROS et al. Aleitamento materno: fatores de influência na sua


decisão e duração. Rev. Nutr., Campinas, v.19, n.5, out., 2006. Disponível em:
<https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3367.pdf>. Acesso em:
19 jan. 2018.

MARQUES et al. O crescimento de crianças alimentadas com leite


materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida. Jornal de Pediatria, Rio de
Janeiro, v. 80, n.2, p.99-105, 2004. Disponível em:
<http://www.scielo.br/pdf/jped/v80n2/v80n2a05.pdf>. Acesso em: 30 nov. 2017.

REGO, J. D. Aleitamento Materno. 2º ed. São Paulo: Atheneu, 2006.


Disponível em:
https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3367.pdf. Acesso em:
28 de nov. 2017.
27

VIEIRA, G. O., et al.. Indicadores do aleitamento materno na cidade


de Feira de Santana, Bahia. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v.74, n. 1, p.
11-16, 1998. Disponível em:
<https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3367.pdf>. Acesso em:
19 jan. 2018.

ANEXO
28

TRABALHO DE CONSCIENTIZAÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO ATÉ OS


06 (SEIS) PRIMEIROS MESES DE VIDA DO BEBÊ

POR QUE É TÃO


IMPORTANTE
AMAMENTAR?

 Diminui o risco de doenças como: asma,


diabetes e obesidade no bebê;
 Ajuda no crescimento e
desenvolvimento do recém-nascido;
 Proporciona boa respiração
 Desenvolve a fala da criança;
 Além de muitos outros benefícios.

Ninguém pode fazer por você.


Todos podem fazer junto com você.
29