Você está na página 1de 21

UEL 2013 As transformações sociais possibilitam novas formas de constituição familiar.

O
desenvolvimento científico e tecnológico consegue ajudar casais a terem filhos, recorrendo
à reprodução assistida. Nesse contexto e supondo que um casal constituído por duas
mulheres deseje ter um bebê, considere as afirmativas a seguir.
I. A célula-ovo será resultante de um óvulo retirado de uma das mães que foi fecundado
por um espermatozoide e implantado no útero de uma mulher ou no de uma das mães.
II. A fusão dos núcleos dos óvulos das mães dará origem a um embrião do sexo feminino, o
qual apresenta genes de ambas as genitoras, portanto com características haploides de
cada uma delas.
III. O embrião formado, gerado in vitro, foi implantado no útero de uma “mãe de barriga de
aluguel” para que o bebê tivesse características dela.
IV. O bebê será do sexo feminino, porque o núcleo diploide que lhe deu origem é resultante
da fertilização do óvulo de uma das mães com o espermatozoide haploide com
cromossomo X de um homem.
Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.


b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.
FUVEST 2013 - B.01
Nas mulheres, uma ovogônia diferencia-se em ovócito primário, que sofre a divisão I da meiose.
Dessa divisão, resultam o ovócito secundário e outra célula, chamada primeiro corpúsculo polar. Ao
final da divisão II da meiose, o ovócito secundário origina duas células – o óvulo e o segundo
corpúsculo polar.

a) Quantos cromossomos existem na ovogônia, no óvulo e no segundo corpúsculo polar?


b) Admitindo que a quantidade de DNA da ovogônia é X, quanto DNA existe no ovócito primário, no
ovócito secundário, e no primeiro e no segundo corpúsculos polares?
c) Quantos gametas resultam de uma ovogônia?
Resolução:
a) O número de cromossomos encontrados na ovogônia (2N), no óvulo (N) e no segundo corpúsculo
polar (N) é, respectivamente: 46, 23 e 23.
b) Considerando a quantidade X de DNA da ovogônia em G1, o teor de DNA no ovócito primário e no
secundário será 2X e X, respectivamente, pois o ovócito primário é diploide com cromossomos
duplicados, enquanto o ovócito secundário é haploide, com cromossomos duplicados. Já no primeiro e
no segundo corpúsculos polares espera-se encontrar quantidade X e X/2, respectivamente, pois ambos
são haploides, mas o primeiro apresenta seus cromossomos duplicados, e o segundo não.
c) Obtém-se apenas 1 gameta funcional (óvulo)
FUVEST 2012
As figuras ao lado mostram os ciclos ovariano e
uterino e as variações dos hormônios
hipofisários relacionadas com esses ciclos, na
mulher. Em cada figura, a representação dos
eventos se inicia em tempos diferentes.
As figuras estão reproduzidas na página de
resposta.
a) Nas linhas horizontais abaixo das figuras A e
B, indique, com a letra M, o início da
menstruação.
b) Na linha horizontal abaixo da figura C,
indique, com a letra O, o momento da ovulação.
c) Na gravidez, o que ocorre com a produção
dos hormônios representados na figura C?
UNICAMP 2012
A maior parte dos copinhos de café, copos de água e mamadeiras é feita de policarbonato com bisfenol
A, substância que é liberada quando algum líquido quente é colocado nesses recipientes. O bisfenol A é
um composto químico cuja estrutura molecular é muito semelhante à do hormônio estrógeno. A
ingestão do bisfenol A pode resultar em alterações do ciclo menstrual e também causar alterações no
amadurecimento sexual principalmente em adolescentes do sexo feminino.
a) Considerando a semelhança do bisfenol A com o estrógeno e a sua presença em adolescentes,
explique como o bisfenol A poderia influenciar no amadurecimento sexual desses adolescentes e no
espessamento do endométrio no início do ciclo menstrual.
a) Como o bisfenol tem uma estrutura semelhante ao estrógeno, em doses aumentadas no
organismo poderia
acelerar o processo de amadurecimento sexual, fazendo com que ocorresse precocemente.
Também causaria um
aumento do espessamento de endométrio no início do ciclo menstrual.
b) Embora o amadurecimento sexual ocorra para meninos e meninas em torno dos 12 anos, no sexo
feminino a divisão celular meiótica começa muito antes e pode durar décadas. Quando esse processo
de divisão começa no sexo feminino e por que essa divisão pode ser tão longa?
b) Esse processo começa ainda na vida intrauterina. É um processo bastante longo, porque,
embora as etapas
iniciais ocorram ainda antes do nascimento, a meiose fica interrompida até que ocorra o estímulo
hormonal para
que a ovulação aconteça, o que se dá a partir da adolescência. Esse processo só vai se completar
quando ocorrer
a fecundação, ou seja, pode levar bastante tempo.

UFRN 2012 Questão 31


Para um grande número de mulheres, a camisinha feminina e o diafragma vaginal representam a
conquista da liberdade de escolha para fazer o sexo seguro, sem depender da iniciativa masculina.
Ambos dispositivos apresentam uma relativa eficiência como métodos contraceptivos e na prevenção
de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), entretanto, têm seu uso corrente limitado por razões
decusto econômico e cuidados especiais quanto ao uso correto. Na tomada de decisão para a escolha
entre esses dois métodos, é preciso considerar que o diafragma vaginal

A) dispensa o uso de espermicidas e previne as DSTs.


B) precisa ser retirado logo após o término do ato sexual.
C) impede a ovulação e a implantação do zigoto.
D) apresenta uma menor proteção contra as DSTs.

Comentário : Uma questão acessível ao médio aluno, nível médio. Para responder o candidato
precisava saber a relação do contraceptivo e as DSTs. A camisinha feminina é uma "bolsa" feita de um
plástico macio, o poliuretano, que é um material mais fino que o látex do preservativo asculino.Essa
bolsa recebe o líquido que o homem libera na relação sexual, impedindo o contato direto dos
espermatozóides com o canal vaginal e com o colo do útero da mulher, evitando assim a transmissão
de doenças sexualmente transmissíveis, a transmissão do HIV, e prevenindo a gravidez não planejada.
O O diafragma é um pequeno anel flexível recoberto por uma película de borracha ou silicone que é
colocado pela mulher dentro da vagina até cinco horas antes da relação sexual. O papel do diafragma é
obstruir completamente o colo(entrada) do útero, impedindo que os espermatozóides atinjam o órgão e
conseqüentemente fertilizem o óvulo. Ao contrário do preservativo, que só pode ser utilizado uma vez, o
diafragma pode ser reutilizado diversas vezes. Após ocorrer a relação e o homem ejacular, a mulher
deve esperar de 6 a 24 horas para retirar o diafragma, que deve ser lavado com sabão neutro, secado e
guardado em recipiente próprio. O ideal é que ele seja usado com um espermicida, creme a ser
aplicado de 15 a 20 minutos antes da relação. Protege o colo do útero contra eventuais lesões e
infecções durante a relação sexual. Oferece proteção inclusive contra algumas DST de forma bastante
reduzida e, anda, reduz a incidência de câncer de colo uterino. Portanto, a resposta é a letra D
UERJ 2012 2ª. ETAPA
Observe, na ilustração, os tipos celulares da linhagem germinativa presentes nos túbulos
seminíferos.

Cite o tipo de divisão celular que ocorre na transformação de espermatócito primário para
espermatócito secundário e nomeie a célula resultante da espermiogênese.

Meiose
Espermatozoide
25. UERJ 2012 1ª. ETAPA Durante o ciclo menstrual, as concentrações sanguíneas de hormônios
hipofisários e ovarianos sofrem notáveis variações. Os gráficos abaixo ilustram essas variações,
ocorridas durante um ciclo de 28 dias.

O gráfico que representa o hormônio progesterona, em um ciclo menstrual normal, está indicado pela
seguinte letra:
(A) W
(B) X
(C) Y
(D) Z
UNIOESTE 2011 7. O gráfico abaixo mostra as variações dos hormônios FSH (Hormônio Folículo
Estimulante), LH (Hormônio Luteinizante), Progesterona e Estrógeno ao longo de ciclo ovariano de 28
dias de uma mulher sadia e que não faz uso de nenhuma medicação. Analise as afirmativas e assinale
a alternativa correta.

I. No dia 14, por influência do pico de LH, ocorre a menstruação.


II. O aumento de Estrógeno induz o pico de LH que estimula a ocorrência da ovulação
aproximadamente dois dias após este pico.
III. A Fase 1 ou proliferativa, caracteriza-se pela multiplicação das células do endométrio, influenciada
pelo Estrógeno, promovendo a regeneração desta camada do útero após a menstruação anterior; nesta
fase ocorre também o desenvolvimento folicular, influenciado pelo FSH.
IV. Se ocorresse uma gravidez, em situação normal, observaríamos um aumento nos hormônios
Estrógeno e Progesterona na metade da Fase 2 ou secretora.
V. O início da Fase 2 ou secretora, caracteriza-se pela diminuição do suprimento sanguíneo no
endométrio causando isquemia e consequente escamação desta camada, resultando na liberação de
fragmentos deste tecido com sangue, através do fluxo menstrual que ocorre na metade da Fase 2.

A. Apenas as afirmativas I e VI estão corretas.


B. Apenas as afirmativas III, IV e V estão corretas.
C. Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
D. Apenas as afirmativas II e V estão corretas.
E. Todas as afirmativas estão corretas.
UFTM 2010 68 A
Paula não toma qualquer contraceptivo e tem um ciclo menstrual regular de 28 dias exatos. Sua última
menstruação foi no dia 23 de junho. No dia 06 de julho, Paula manteve uma relação sexual sem o uso
de preservativos. No dia 24 de julho, Paula realizou um exame de urina para verificar se havia
engravidado. Em função do ocorrido, pode-se dizer que, no dia 06 de julho, Paula
a) talvez ainda não tivesse ovulado, mas o faria um ou dois dias depois. Considerando que o
espermatozóide pode permanecer viável no organismo feminino por cerca de dois dias, há a
possibilidade de Paula ter engravidado. O exame de urina poderia confirmar essa hipótese, indicando
altos níveis de gonadotrofina coriônica.
b) já teria ovulado, o que teria ocorrido cerca de dois dias antes. Contudo, considerando que depois da
ovulação o óvulo permanece viável no organismo feminino por cerca de uma semana, há a
possibilidade de Paula ter engravidado. O exame de urina poderia confirmar essa hipótese, indicando
redução no nível de estrógenos.
c) já teria ovulado, o que teria ocorrido há cerca de uma semana. Portanto não estaria grávida, o que
poderia ser confirmado pelo exame de urina, que indicaria altos níveis de estrógenos e LH.
d) estaria ovulando e, portanto, é quase certo que estaria grávida. Com a implantação do embrião no
endométrio, ocorre um aumento na secreção de LH e diminuição nos níveis de gonadotrofina coriônica,
o que poderia ser detectado pelo exame de urina já na semana seguinte à nidação.
e) ainda não teria ovulado, o que só iria ocorrer dias depois. Portanto, não estaria grávida, o que
poderia ser confirmado pelo exame de urina, que indicaria altos níveis de gonadotrofina coriônica.
Resolução
Num ciclo de 28 dias, a ovulação ocorre, aproximadamente, 14 dias após o início da menstruação. O
espermatozoide pode permanecer viável, no corpo feminino, por cerca de dois dias. Em caso de gravidez, o exame
de urina, feito com alguns dias de atraso menstrual, mostra níveis elevados de gonadotrofina coriônica (HCG).
UFMG 2010
Um estudo chinês vem anunciando resultados promissores para o desenvolvimento de um
anticoncepcional para homens. O tratamento, com eficácia de 99%, consiste em aplicar-se, no
interessado, uma injeção mensal de testosterona.
Folha de S.Paulo, 8 maio 2009. (Adaptado)
Analise estas figuras:

Legenda:
• FSH - Hormônio foliculoestimulante
• GnRH - Hormônio liberador de gonadotrofinas
• LH - Hormônio luteinizante

Considerando-se essas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que
a testosterona injetada

A) age sobre os túbulos seminíferos, inibindo a espermatogênese.


B) bloqueia diretamente as funções das células de Leydig.
C) inibe a liberação dos hormônios LH e FSH pela hipófise.
D) reduz a produção de gonadotrofinas na glândula pineal.
UFPI 2010 16. Sobre reprodução humana, assinale V, para verdadeiro, ou F, para falso.
1 ( ) O útero é um órgão oco formado por músculo, denominado miométrio; a porção mais afilada
do órgão, o colo uterino, é rica em tecido conjuntivo fibroso e tem consistência mais firme que o
restante do útero.
2 ( ) O processo de formação dos gametas femininos chama-se ovulogênese e tem início antes do
nascimento da mulher; as células precursoras desses gametas são os ovócitos primários.
3 ( ) O epidídimo é uma estrutura localizada acima dos testículos e tem como função armazenar os
espermatozóides até o momento de sua liberação.
4 ( ) As glândulas bulbo uretrais eliminam diretamente na uretra, durante a excitação sexual, um
líquido incolor que tem como função limpar o canal da uretra antes da passagem do esperma.

UFPA 2010 Questão 33


As pílulas anticoncepcionais contêm combinações de hormônios que

(A) inibem a ovulação por estimularem a produção de gonadotrofinas.


(B) estimulam a produção do hormônio luteinizante (LH), que inibe a ovulação.
(C) inibem a produção de progesterona impedindo a formação da placenta.
(D) inibem as gonadotrofinas e, consequentemente impedem a maturação dos folículos e a ovulação.
(E) bloqueiam a ação dos estrógenos sobre o endométrio, impedindo a fixação da blástula.

UNESP 2010 Leia o texto.


Esqueci a pílula! E agora? Tomo pílula há mais de um ano e nunca tive horário certo. Em geral, tomo
antes de dormir, mas, quando esqueço, tomo de manhã ou, na noite seguinte, uso duas de uma só vez.
Neste mês, isso aconteceu três vezes. Estou protegida?
(Carta de uma leitora para a coluna Sexo & Saúde, de Jairo Bouer, Folha de S.Paulo, Folhateen,
29.06.2009.)
Considerando que a pílula à qual a leitora se refere é composta por pequenas quantidades dos
hormônios estrógeno e progesterona, pode-se dizer à leitora que
(A) sim, está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, ainda que em baixa dosagem, induzem a
produção de FSH e LH e estes, por sua vez, levam à maturação dos folículos e à ovulação. Uma vez
que já tenha ocorrido a ovulação, não corre mais o risco de engravidar.
(B) sim, está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, ainda que em baixa dosagem, induzem a
produção de FSH e LH e estes, por sua vez, inibem a maturação dos folículos, o que impede a
ovulação. Uma vez que não ovule, não corre o risco de engravidar.
(C) não, não está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, em baixa dosagem e a intervalos não
regulares, mimetizam a função do FSH e LH, que deixam de ser produzidos. Desse modo, induzem a
maturação dos folículos e a ovulação. Uma vez ovulando, corre o risco de engravidar.
(D) não, não está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, em baixa dosagem e a intervalos não
regulares, inibem a produção de FSH e LH os quais, se fossem produzidos, inibiriam a maturação dos
folículos. Na ausência de FSH e LH ocorre a maturação dos folículos e a ovulação. Uma vez ovulando,
corre o risco de engravidar.
(E) não, não está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, em baixa dosagem e a intervalos não
regulares, não inibem a produção de FSH e LH os quais, sendo produzidos, induzem a maturação dos
folículos e a ovulação. Uma vez ovulando, corre o risco de engravidar.

E
UFAL 2010 Durante a fase reprodutiva da mulher, a cada vinte
e oito dias, aproximadamente, seu organismo prepara-se
para a reprodução, que consiste na produção de óvulo
e no desenvolvimento do revestimento da parede uterina, para
receber o embrião que eventualmente se forme. Se a
fecundação não ocorre, o revestimento do endométrio é
eliminado, pela menstruação, e o organismo reinicia outro
ciclo de preparação. Com relação aos hormônios que
participam desse processo, analise as figuras e as
proposições apresentadas.

1) Durante o período da menstruação, a hipófise começa a


aumentar a produção do hormônio FSH (1), o qual induz o
desenvolvimento de alguns folículos ovarianos. A taxa de
estrógeno (3) se eleva na circulação sanguínea.
2) A presença do hormônio (3) no sangue começa a induzir o
espessamento do endométrio. Quando a taxa desse hormônio
atinge um determinado nível, a hipófise é estimulada a liberar
grande quantidade de gonadotrofinas (1) e (2).
3) O hormônio LH (2), presente no sangue em taxas elevadas
desde a ovulação, induz as células do folículo ovariano
rompido a se transformarem no corpo amarelo.
4) Os hormônios sexuais, estrógeno (3) e progesterona (4),
atuam em conjunto sobre o útero, continuando sua preparação para uma eventual gravidez. A elevação
da taxa desses hormônios exerce um efeito inibidor sobre a hipófise que diminui a produção dos
hormônios (1) e (2).
Estão corretas:
A) 1 e 2 apenas.
B) 2 e 3 apenas.
C) 3 e 4 apenas.
D) 1, 2 e 3 apenas.
E) 1, 2, 3 e 4.

Resposta: E
Justificativa: Todos os conteúdos contidos nas cinco alternativas estão corretos.

UFAL 2009 Com relação a atuação dos hormônios no ciclo menstrual feminino, é correto afirmar que::
A) o aumento de progesterona estimula a ovulação.
B) o aumento de estrógeno estimula a formação do corpo lúteo (amarelo).
C) o aumento do hormônio progesterona inibe a produção de hormônio folículo estimulante (FSH)
e de hormônio luteinizante (LH).
D) o aumento do hormônio luteinizante (LH) estimula a produção de estrógeno no início do ciclo
menstrual.
E) o aumento de estrógeno no sangue estimula a menstruação.

Resposta: C
Justificativa:
O aumento de LH e FSH induz a ovulação. As células do folículo ovariano rompido formam corpo lúteo que produz grande
quantidade de progesterona e, junto com o estrógeno, induzem a hipófise a diminuir a produção de LH e FSH. As demais
alternativas estão erradas, pois:
A) FSH e LH estimulam a ovulação;
B) LH estimula a formação de corpo lúteo;
D) FSH estimula o aumento de estrógeno no início do ciclo;
E) O aumento de estrógeno induz aumento da camada endometrial.
Mackenzie 2010 Questão nº 45
A respeito dos hormônios envolvidos no controle do ciclo ovulatório humano, é correto afirmar que
a) os testes de gravidez se baseiam na identificação de um hormônio conhecido como gonadotrofina
coriônica, ou β-HCG, que pode ser filtrado pelos rins e ser eliminado pela urina.
b) a pílula anticoncepcional é composta por hormônios que agem estimulando a secreção de hormônios
hipofisários.
c) durante a gravidez, as taxas de progesterona e de estrógeno são mantidas baixas.
d) a produção de hormônios ovarianos é controlada por hormônios da neurohipófise.
e) os hormônios ovarianos provocam a maturação de folículos e a ovulação.

Resposta – A

UNIFAL 3009 2. Responda as questões propostas sobre a reprodução e o desenvolvimento


embrionário humano.
a) O que é e onde ocorre a fecundação?
b) O que é a nidação?
c) Qual é a função da placenta?

RESPOSTA a): É a fusão do espermatozóide com o óvulo, com formação do zigoto. Ocorre no terço
inicial do oviduto.
RESPOSTA b): É o processo de implantação do embrião no útero.
RESPOSTA c): A placenta serve para realizar as trocas de substâncias entre a mãe e o filho: alimento e
gás oxigênio passam do sangue da mãe para o filho, enquanto excreções e gás carbônico fazem o
caminho inverso.

UEPG 2009 17 – A respeito da gametogênese, processo de formação dos gametas, assinale o que for
correto.
01) Nos animais, o gameta masculino recebe o nome de espermatozóide. Trata-se, na maior parte das
vezes, de uma célula fla-gelada que possui grande mobilidade em meios líquidos. Pode também
assumir a forma amebóide.
02) Os espermatozóides originam-se de células diplóides especiais denominadas células germinativas,
que se localizam em ór-gãos denominados gônadas. As gônadas masculinas recebem o nome de
testículos.
04) A partir da quinta semana de vida, um embrião já tem células germinativas primitivas em suas
gônadas. Aos sete anos de ida-de, aproximadamente, as células germinativas realizam inúmeras
mitoses, dando origem a células chamadas espermatogô-nias, que são diplóides.
08) Na adolescência, algumas espermatogônias evo-luem para um outro tipo de célula, o espermatócito
primário. Estes sofrem a meiose I, transformando-se em espermatócitos secundários, os quais então
sofrem meiose II, originando as espermátides, que são haplóides.
16) Por meio de um processo denominado espermiogênese, as espermátides passam por profundas
transformações, evoluindo finalmente para espermatozóides.

( )

1+2+4+8+16
UEPG 2009 18 – A fecundação ocorre no momento em que o material genético masculino funde-se com
o material genético feminino, originando uma nova vida. Sobre este assunto, assinale o que for correto.
01) A cada 28 dias, aproximadamente, a mulher elimina um óvulo produzido em um de seus dois ová-
rios. Ao ser expulso do ová-rio, o óvulo interrompe a divisão meiótica na metáfase II e é captado pelas
fímbrias existentes na extremidade das tubas uteri-nas, que o transportam em direção ao útero.
02) Uma vez transposta por um ou mais espermatozóides, a zona pelúcida sofre alterações físico-
químicas que neste ponto a tor-nam impermeável a qualquer outro gameta masculino. Está iniciada a
fecundação.
04) A primeira barreira a ser transposta pelos espermatozóides são as células que compõem a corona
radiata. Esta é atravessada graças à ação de enzimas presentes no acrossomo, também necessárias
para que o espermatozóide atravesse a zona pelú-cida.
08) Os espermatozóides eliminados no canal vaginal nadam ativamente para o interior uterino e, ao
atingi-lo, seguem em direção às tubas até encontrar o futuro gameta feminino. Os que sobrevivem ao
trajeto iniciam então uma tentativa de fecundá-lo.
16) Uma vez formado, o zigoto sofre uma primeira divisão mitótica, em cuja metáfase os cromossomos
paternos e maternos em-parelham-se, regenerando o número cromossômico característico da espécie.
( )
04+08+16

UNIRIO 2009

a) Na fase final da espermatogênese quando ocorre o processo em que os espermatozóides ganham


motilidade.
b) A vasectomia torna o homem estéril, mas não interfere na produção de hormônios masculinos nem em
seu desempenho sexual. Impede apenas a liberação de espermatozóides, não influenciando na produção
de esperma.
UFOP 2010 27. Vários testes de gravidez disponíveis no mercado têm a finalidade de detectar a presença de
um hormônio cuja produção está elevada no sangue da mulher no início da gestação.
Marque a alternativa que cita esse hormônio.

A) Gonadotrofina Coriônica Humana.


B) Estrógeno.
C) Hormônio Folículo Estimulante.
D) Progesterona.
UFPR 2009 03 - “O tic-tac do relógio biológico feminino – que marca a diminuição da fertilidade e fica
mais forte à medida que a mulher alcança a meia idade – está profundamente arraigado na cultura
popular. (...). Mas será que os homens sofrem do mesmo problema? (...). Para manter os níveis do
sêmen, as chamadas células germinais devem continuar se dividindo. Afinal de contas, os homens
dispõem de muitas formas de produzir esperma e, uma vez ejaculados, os espermatozóides só
sobrevivem por alguns dias. Por volta dos 50 anos, essas células germinais terão se dividido 840 vezes.
E em cada divisão há uma chance de que algo saia errado.
(Relógio biológico dos homens. Será que a fertilidade masculina tem data de validade? Anne
Casselman. Scientific American Brasil, jul. 2008.)

a) O que são células germinais (ou germinativas)?


b) No homem, como são chamadas as células germinativas e onde são encontradas?
c) As células germinativas masculinas e femininas se multiplicam por mitose. A fase de multiplicação
dessas células ocorre ao mesmo tempo no homem e na mulher? Justifique.

a) são células que originam os gametas masculino e feminino


b) espermatogônias e se localizam no testículo (túbulos seminíferos).
c) Não, pois as espermatogonias se multiplicam pela vida toda e as ovogonias na vida intra-
uterina

UFRJ 2009 O gráfico a seguir mostra as fases do ciclo ovariano que ocorre ao longo do ciclo de
menstruação de uma mulher.

Sabe-se que um óvulo pode viver até 48 horas e os espermatozóides podem viver até cinco dias no
ambiente uterino.
Indique o dia do ciclo em que ocorre a ovulação e o período em que existe chance de ocorrer uma
gravidez.

RESPOSTA - A ovulação ocorre no décimo quarto dia do ciclo. A gravidez pode ocorrer entre
cinco dias antes e dois depois do dia da ovulação.

8ª Questão UNIRIO 2005


Em algumas tribos indígenas do Brasil é habitual o casamento poligâmico, onde um cacique pode ter
até mais de cinco esposas. As jovens índias são consideradas mulheres, prontas para o casamento,
assim que ocorre a primeira menstruação.
Em entrevista à imprensa, muito orgulhoso de sua intensa atividade sexual, um cacique afirmou ter
mais de cem filhos e que algumas de suas esposas menstruaram apenas uma vez em toda a vida.
Considerando que a afirmativa do índio é verdadeira, e que as esposas eram saudáveis, quais
condições biológicas justificariam a ausência das menstruações após o casamento?

Resposta: As índias estariam grávidas ou amamentando.


34)UNIRIO 2007 Pílula Anticoncepcional Muitos anos de pesquisas ajudaram a desenvolver pílulas
anticoncepcionais seguras e eficientes. As pílulas anticoncepcionais já foram consideradas um dos
símbolos da liberação feminina, um instrumento para a ascensão da mulher em todos os setores da
sociedade. Mesmo assim, carregaram por muito tempo a fama de trazer riscos para a saúde. Tanto que,
mesmo considerando-se seus aspectos positivos (evitar uma gravidez inoportuna, por exemplo), as
pílulas eram vistas como um mal necessário.
Fonte: http://www.sabermulher.com.br

As pílulas anticoncepcionais femininas possuem substâncias que


a) alteram o pH vaginal, inibindo o batimento flagelar dos espermatozóides.
b) impedem a ocorrência do fenômeno da ovulação.
c) provocam a morte dos espermatozóides após a entrada no colo do útero.
d) irritam a mucosa tubária, provocando a obstrução das tubas uterinas.
e) bloqueiam a penetração do espermatozóide no óvulo.
B

Questão 02 UFSC 2007


A perpetuação da vida em nosso planeta deve-se à característica mais típica dos seres vivos: sua
capacidade de se reproduzir.

Sobre os mecanismos de reprodução, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01. Os gametas são formados por divisão meiótica; a gametogênese feminina dá origem a quatro
óvulos e a gametogênese masculina dá origem a quatro espermatozóides.
02. A reprodução assexuada dá origem a clones de um indivíduo e pode ser observada em
bactérias, algas, fungos, plantas e animais.
04. A reprodução assexuada dá origem a clones de um indivíduo e só acontece em bactérias, algas
e fungos.
08. A reprodução sexuada é importante porque promove a variabilidade genética da descendência.
16. A clonagem de seres vivos é uma técnica muito recente, que só pôde ser concretizada com o
avanço da biotecnologia.
32. Gêmeos monozigóticos podem de maneira bem simples, ser considerados clones um do outro.
64. A fertilização in vitro (técnica para a formação de bebês de proveta) é um tipo de clonagem.

2+8+32 = 42
Questão 03 UFSC 2007
As anomalias cromossômicas são bastante freqüentes na população humana; um exemplo disso é que
aproximadamente uma a cada 600 crianças no mundo nasce com síndrome de Down. Na grande
maioria dos casos, isso se deve à presença de um cromossomo 21 extranumerário. Quando bem
assistidas, pessoas com síndrome de Down alcançam importantes marcos no desenvolvimento e
podem estudar, trabalhar e ter uma vida semelhante à dos demais cidadãos.

Sobre as anomalias do número de cromossomos, é CORRETO afirmar que:

01. podem ocorrer tanto na espermatogênese quanto na ovulogênese.


02. ocorrem mais em meninas do que em meninos.
04. ocorrem somente em filhos e filhas de mulheres de idade avançada.
08. estão intimamente ligadas à separação incorreta dos cromossomos na meiose.
16. ocorrem ao acaso, devido a um erro na gametogênese.
32. ocorrem preferencialmente em populações de menor renda, com menor escolaridade e pouca
assistência médica.
64. podem acontecer devido a erros na duplicação do DNA.

1+8+16=25

Questão 05 UFSC 2007


As DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) constituem um dos grandes problemas de saúde
pública mundial. É direito e dever de todo cidadão manter-se informado sobre as doenças sexualmente
transmissíveis, de forma a se proteger do contágio e evitar a sua transmissão.

Sobre elas, é CORRETO afirmar que:

01. caso uma gestante tenha DST, seu filho não corre perigo de contrair a doença, pois não há contato
entre o sangue da mãe e o do bebê.
02. a AIDS (em português, síndrome da imunodeficiência adquirida) sempre causa lesões nos órgãos
genitais.
04. a grande maioria das DSTs pode ser prevenida com o uso de preservativo (camisinha) durante a
relação sexual.
08. as DSTs ocorrem apenas em pessoas que mantêm relações sexuais.
16. toda DST causa lesão nos órgãos genitais.
32. a AIDS pode ser transmitida através do contato direto com o paciente, como um aperto de mão, ou
através do contato indireto, como o uso dos mesmos pratos, copos e talheres.
64. a AIDS é causada pelo vírus HIV (em português, vírus da imunodeficiência humana), que ataca as
células do sistema imunológico diminuindo a capacidade do organismo de reagir às infecções mais
comuns.

4+64=68
10 UFPR 2008 - Usualmente, denomina-se a célula liberada pelas mulheres durante a ovulação de
“óvulo”, mas o termo correto é “ovócito secundário”, pois a meiose ainda não foi completada. Sobre o
assunto, considere o relato a seguir.
Quatorze dias após a última menstruação de Maria, um ovócito secundário foi liberado de um de seus
ovários, seguindo pela tuba uterina. Como Maria tivera relação sexual há alguns minutos, havia uma
quantidade considerável de espermatozóides no interior da tuba uterina. Considerando que o ovócito e
os espermatozóides não apresentam nenhum tipo de alteração morfológica ou genética, assinale a
alternativa correta.

A) Poderia ocorrer fecundação, havendo a fusão dos núcleos diplóides do ovócito secundário e do
espermatozóide, formando um zigoto triplóide.
B) Poderia ocorrer fecundação, formando o zigoto, que iniciaria uma série de divisões mitóticas,
denominadas clivagens, para formar um embrião multicelular.
C) Não ocorreria a fecundação, pois isso só acontece quando óvulo e espermatozóides se encontram
no útero.
D) Não ocorreria fecundação, pois o ovócito secundário não está ainda pronto para receber o
espermatozóide.
E) Poderia ocorrer a fecundação, se o espermatozóide penetrasse completamente no ovócito
secundário e seu flagelo fosse a seguir digerido pelos lisossomos do ovócito para a formação do zigoto.
Resposta correta: B
COMENTÁRIO: A fecundação ocorre, normalmente, na tuba uterina, com a entrada de um
espermatozóide haplóide no ovócito secundário. O ovócito secundário finaliza a meiose, formando o
segundo glóbulo polar e, o agora pró-núcleo feminino haplóide, une-se ao pró-núcleo masculino,
formando o zigoto que imediatamente inicia o processo de clivagem. Assunto importante e que
relaciona os aspectos da gametogênese humana com o ciclo ovulatório, a fertilização e a segmentação.
3a QUESTÃO:UFF 2008
Após a 2ª guerra mundial se observou que o índice de natalidade da população afetada aumentou de
forma significativa como se representasse um recomeço da nossa espécie, um evento denominado
babyboom. Na população humana, o processo de reprodução, que envolve o aparecimento de
caracteres sexuais secundários e a formação de gametas, depende da ação seqüencial de alguns
hormônios.
A) Observe o esquema e preencha os espaços 1, 2, 3, 4 e 5 com os nomes dos hormônios
correspondentes.
RESPOSTA

B) Supondo que ocorra a fecundação após a ovulação, como ficarão os níveis dos hormônios 4 e 5
durante a gravidez? Justifique.
Resposta: O nível do hormônio 4 (estrogênio) diminui, pois não ocorrerá ovulação durante a gravidez.
O nível do hormônio 5 (progesterona) permanecerá elevado, visto que a placenta irá secretar o
hormônio gonadotropina coriônica (HCG) que estimulará o corpo lúteo a produzi-lo.
C) Identifique as fases, dos ciclos ovariano e uterino, respectivamente, nos quais uma mulher, que
nãoestá grávida, se encontra no período entre o vigésimo e o vigésimo quinto dia do ciclo menstrual
regular (28 dias).
Resposta: A mulher estará na fase lútea e na fase secretora respectivamente.

87 FUVEST 2008 Com relação à gametogênese humana, a quantidade de DNA

I. do óvulo é a metade da presente na ovogônia.


II. da ovogônia equivale à presente na espermatogônia.
III. da espermatogônia é a metade da presente no zigoto.
IV. do segundo corpúsculo polar é a mesma presente no zigoto.
V. da espermatogônia é o dobro da presente na espermátide.
São afirmativas corretas apenas:
a) I e II
b) IV e V
c) I, II e V
d) II, III e IV
e) III, IV e V

RESPOSTA C
9 PUC-RJ 2004 Após a fecundação, durante o desenvolvimento embrionário, células se dividem e se
especializam a partir de uma única célula inicial (célula-ovo), apresentando formas e funções diferentes
entre si no ser formado. A diferenciação durante a embriogênese ocorre porque:
(A) diferentes genes do indivíduo são mantidos sob forma de heterocromatina em diferentes células.
(B) os mesmos genes de um indivíduo são mantidos sob forma de heterocromatina, em diferentes
células.
(C) diferentes células de um mesmo indivíduo têm patrimônio genético diferente.
(D) cada um dos pais doa metade da informação genética do indivíduo, formando-se, nas células deste,
um mosaico.
(E) todos os genes se mantêm ativos em todas as células.

9- Resposta: (A) diferentes genes do indivíduo são mantidos sob forma de heterocromatina em
diferentes células.
Todas as células de um indivíduo multicelular são originadas de uma mesma célula ovo e
portanto têm o mesmo patrimônio genético. Entretanto, durante a embriogênese alguns genes
se mantêm ligados e outros são desligados, de forma desigual nas diferentes células,
permitindo diferenciação dos tecidos por elas originados.

FUVEST 2003 A gravidez em seres humanos pode ser evitada,


I. impedindo a ovulação.
II. impedindo que o óvulo formado se encontre com o espermatozóide.
III.impedindo que o zigoto formado se implante no útero.
Dentre os métodos anticoncepcionais estão:
A) as pílulas, contendo análogos sintéticos de estrógeno e de progesterona.
B) a ligadura ( ou laqueadura) das tubas uterinas. Os métodos A e B atuam, respectivamente, em
a) I e II. b) I e III. c) II e I. d) II e III. e) III e I.
Resolução
A - A pílula evita a ovulação, porque inibe a secreção de FSH e LH pela hipófise.
A laqueadura evita a fecundação, isto é, a união dos gametas, porque interrompe as tubas uterinas.

UFRN Maria ia iniciar sua vida sexual. Como não queria engravidar, consultou a sua ginecologista, que
indicou o uso de pílulas anticoncepcionais. A ginecologista deu informações a Maria sobre o
funcionamento da pílula. Como Maria ainda continuava com dúvidas, fez algumas perguntas à
ginecologista.
Faça o papel da ginecologista e tire as dúvidas de Maria.
A) “Como a pílula impede a gravidez?”
B) “Mesmo tomando a pílula, continuarei menstruando? Por quê?”

A) A pílula impede a gravidez porque interrompe a ovulação. A pílula contém estrógeno e


progesterona que, em concentrações elevadas no sangue, inibem a liberação de FSH e LH.
B) OPÇÃO 1: Sim. Embora não caracterize uma menstruação típica, ao final de cada cartela de
pílulas haverá uma queda da concentração de progesterona no sangue, fazendo com que o
endométrio sofra uma descamação.
OPÇÃO 2: Não. Para que ocorra menstruação, a concentração de progesterona no sangue deve
cair. Se não houver intervalo de alguns dias entre uma cartela de pílulas e outra, o nível de
progesterona não cai e a descamação do endométrio não acontece
UFRN A vasectomia, um dos mecanismos de controle de natalidade disponíveis atualmente, promove a
esterilização masculina, pois interrompe o trajeto dos espermatozóides entre os testículos e a
próstata.
Responda aos seguintes subitens, que tratam dessa temática:
A) O homem vasectomizado ainda ejacula? Justifique sua resposta.
B) Anos após ter sido vasectomizado, um homem que pretendia vir a ser pai biológico soube que seria
impossível a reversão da cirurgia. Como ele não havia armazenado esperma antes da vasectomia, sua
pretensão poderia tornar-se realidade? Justifique sua resposta.

A) Sim. A ejaculação continua, pois o líquido ejaculado é produzido na próstata e na vesícula


seminal, que não são atingidas na cirurgia.
B) Poderá, pois os espermatozóides continuam a ser produzidos. Mas, nesse caso, vai depender
de fertilização assistida, porque é necessário coletá-los diretamente no epidídimo (ou no
testículo).

UFRJ 2008 A figura ao lado mostra como é


feita a vasectomia, um procedimento cirúrgico
simples que envolve a interrupção dos vasos
deferentes. Essa interrupção impede que os
espermatozóides produzidos nos testículos
atinjam a uretra, tornando os homens inférteis.
A vasectomia não inibe o ato
sexual. Para que um homem se mantenha
sexualmente ativo, é preciso que haja
produção e secreção do hormônio
testosterona. A testosterona, que também é
produzida nos testículos, é responsável pela
indução do desejo sexual (libido) e é também
necessária para que ocorra a ereção do pênis.

Por que a vasectomia não bloqueia os


efeitos da testosterona, uma vez que esse hormônio também é produzido nos testículos?

QUESTÃO 9
Porque a testosterona é liberada diretamente no sangue; por esse motivo, ela continua atuando normalmente sobre as células
mesmo após a interrupção (corte) dos vasos deferentes.