Você está na página 1de 2

SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO 4) Leia a tirinha abaixo e responda às questões

Escola Estadual Josias Pinto


Ensino Fundamental II e Ensino Médio
1º BIM - Ensino Médio
NÍVEIS DE LINGUAGEM:
LÍNGUA FORMAL E LÍNGUA INFORMAL
Área de atuação: Linguagens, códigos e suas tecnologias.
Disciplina: Língua Portuguesa
Professor: George Luiz M. Pereira

1) Leia o texto retirado do Orkut de um adolescente e responda as perguntas:


“E aí, moral! Tu vai p/ ksa do Paulin estudar hj?
Se for, chama o kbça tbm q ele disse q keria ir.
Vlw, muleq! Jo@o” Sobre a linguagem utilizada pelos personagens, podemos afirmar que
a) necessita de correções para ter valor.
A linguagem deste texto é considerada culta ou coloquial? b) é inadequada para uma situação informal.
b) Por que o autor desta mensagem escreveu para o colega usando essa escrita? c) é imprópria, porque não respeita a norma culta.
d) é adequada, pois registra uma fala regional.
c) Essa escrita pode ser usada nos trabalhos escolares? Por quê? e) é inaceitável em qualquer situação.

d) Essa escrita atrapalhou o seu entendimento do texto? 5)


Vício da fala
e) Reescreva essa mesma mensagem usando a norma culta da língua.
Para dizerem milho dizem mio
2) (ENEM-2005) As dimensões continentais do Brasil são objeto de reflexões expressas em diferentes
linguagens. Esse tema aparece no seguinte poema: Para melhor dizem mió
“(....) Que importa que uns falem mole descansado. Para pior pió
Que os cariocas arranhem os erres na garganta. Para telha dizem teia
Que os capixabas e paroaras escancarem as vogais? Para telhado dizem teiado
Que tem se o quinhentos réis meridional Vira cinco tostões do Rio pro Norte? E vão fazendo telhados.
Junto formamos este assombro de misérias e grandezas, Brasil, nome de vegetal! (....)” Oswald de Andrade
(Mário de Andrade. Poesias completas. 6. ed. São Paulo: Martins Editora, 1980.)
O texto poético ora reproduzido trata das diferenças brasileiras no âmbito Sobre o poema de Oswald de Andrade, um dos principais representantes da primeira
geração do modernismo brasileiro, é correto afirmar:
a) étnico e religioso.
b) linguístico e econômico. a) Oswald, como os demais modernistas da primeira fase, defendia o uso da coloquialidade
c) racial e folclórico. nos textos escritos como maneira de alcançar uma linguagem genuinamente brasileira,
d) histórico e geográfico.
linguagem que levasse em consideração os diferentes registros da língua portuguesa.
e) literário e popular.
b) O poema de Oswald tece uma crítica sobre o emprego da coloquialidade nos textos da
3) Causo de mineirinho literatura brasileira. De acordo com o poema, essa coloquialidade subverte a norma culta da
Sapassado, era sessetembro, taveu na cuzinha tomano uma pincumel e cuzinhano um língua, único registro capaz de representar adequadamente a linguagem poética.
kidicarne cumastumate pra fazer uma macarronada cum galinhassada. Quascaí dessusto
quanduvi um barui vindedenduforno, parecenum tidiguerra. A receita mandopô midipipoca c) O título “Vício da fala” remete à falha dos brasileiros ao reproduzir erradamente fonemas
denda galinha prassá. O forno isquentô, o mistorô e o fiofó da galinhispludiu! Nossinhora! complexos. Essa simplificação das palavras é prejudicial para o idioma, já que pode
Fiquei branco quinein um lidileite. Foi um trem doidimais! Quascaí dendapia! Fiquei sem vulgarizar a língua portuguesa.
sabê doncovim, proncovô, oncontô. Oiprocevê quelocura! Grazadeus ninguém semaxucô! d) Aqueles que subvertem a norma culta ao falar “mio”, em vez de milho, “mió” em vez
de melhor, “pió” em vez de pior, “teiado” em vez de telhado estão prejudicando o
a) O texto acima apresenta aspectos interessantes de variação linguística. Que dialeto é entendimento da mensagem, anulando a comunicação, sua principal finalidade.
utilizado para construir o humor do texto?

b) Observando a escrita de algumas palavras do texto, deduza: O que caracteriza esse


dialeto?
6) Relacione as funções de linguagem aos textos correspondentes de acordo com a d) ( )
numeração e abaixo explique o porquê de sua escolha.
“As várias finalidades de um texto”.
(1) . Função apelativa
(2) . Função fática
(3) . Função poética
(4) . Função referencial ou informativa
(5) . Função emotiva
(6) . Função metalinguística:

a) ( )
E assim, quando mais tarde me procure Explicação
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama e) ( )
Eu possa me dizer do amor (que tive): Pesquisa observou que, apesar de stress no trabalho aumentar o risco de doenças
Que não seja imortal, posto que é chama cardíacas, ter um estilo de vida saudável diminui essa chance.
Mas que seja infinito enquanto dure.
Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/saude/habitos-saudaveis-compensam-danos-do-stress-
Vinícius de Moraes no-trabalho>. Acesso em: 14 mai. 2013. 16h55min.
Explicação:
Explicação
b) ( )
f) ( )
Neologismo

Beijo pouco, falo menos ainda.


Mas invento palavras
Que traduzem a ternura mais funda
E mais cotidiana.
Inventei, por exemplo, o verbo teadorar.
Intransitivo:
Teadoro, Teodora.

Explicação

7) "Todas as variedades linguísticas são estruturadas, e correspondem a sistemas e subsistemas


Explicação: adequados às necessidades de seus usuários. Mas o fato de estar a língua fortemente ligada à
estrutura social e aos sistemas de valores da sociedade conduz a uma avaliação distinta das
características das suas diversas modalidades regionais, sociais e estilísticas. A língua padrão, por
c) ( ) exemplo, embora seja uma entre as muitas variedades de um idioma, é sempre a mais prestigiosa,
porque atua como modelo, como norma, como ideal linguístico de uma comunidade. Do valor
normativo decorre a sua função coercitiva sobre as outras variedades, com o que se torna uma
ponderável força contrária à variação."
Celso Cunha. Nova gramática do português contemporâneo. Adaptado.

A partir da leitura do texto, podemos inferir que uma língua é:

a) o conjunto de variedades linguísticas, dentre as quais uma alcança maior valor social e passa a ser
considerada exemplar.
b) sistema que não admite nenhum tipo de variação linguística, sob pena de empobrecimento do léxico.
c) a modalidade oral alcança maior prestígio social, pois é o resultado das adaptações linguísticas
produzidas pelos falantes.
d) A língua padrão deve ser preservada na modalidade oral e escrita, pois toda modificação é
prejudicial a um sistema linguístico.

Explicação: