Você está na página 1de 5

PEA5769 - Tópicos de Regulação de Serviços Públicos de Energia

Aluno: Felipe Melo Rodrigues

Sally Hunt (1943 – 2010) - Making Competition Work in Electricity

1. Biografia
Sally Streiter Hunt nasceu em Woking, Inglaterra em 9 de setembro de 1943.
Frequentou uma escola primária estadual e, através de uma bolsa de estudos,
ingressou na Sutton High School e depois na Somerville College, em Oxford,
onde obteve diploma em filosofia, política e economia.
Hunt começou sua carreira na década de 1960 como assistente de pesquisa
na London School of Economics. Ela se casou com o americano, Richard
Streiter, e mudou-se primeiro para Paris e depois para Nova Iorque, onde
nasceram os dois filhos, Paul Streiter e Mark Streiter.
No final da década de 1960, ela se juntou ao Escritório de Orçamento da
Cidade de Nova Iorque, trabalhando primeiro na educação e depois na
poluição do ar e da água da cidade. Tornou-se comissária assistente para o
controle da poluição atmosférica e, durante a crise energética de 1973,
promovida a vice-diretora do recém-criado Escritório de Energia.
Aos 30 anos, foi trabalhar no NERA, uma empresa de consultoria econômica
com especialidade em energia. Ela logo se tornou vice-presidente, atuando em
assuntos regulatórios de energia em todo os Estados Unidos da América. Ela
foi a principal consultora econômica do caso do imposto de carvão de Montana,
um caso constitucional que foi para o Supremo Tribunal dos EUA.
PEA5769 - Tópicos de Regulação de Serviços Públicos de Energia
Aluno: Felipe Melo Rodrigues

Buscando experiência na indústria elétrica, Hunt foi para Con Edison como
economista corporativa no escritório do presidente, agindo sobre problemas
regulatórios.
Em 1988, NERA ganhou o contrato para assessorar o Central Electricity
Generating Board, na Inglaterra, sobre como privatizar a indústria elétrica e
introduzir a concorrência ao mesmo tempo. Sally então se mudou para
Londres, onde em 2 anos, ajudou a desenvolver um plano viável para o novo
modelo do sistema energético inglês.
Hunt retornou aos EUA como um dos grandes nomes na regulação do setor
elétrico, e eleita para o Conselho de Administração do NERA.
Nos anos seguintes, Sally Hunt assessorou diversos governos e membros
das indústrias sobre como introduzir a concorrência na eletricidade. Foi um dos
principais nomes na reestruturação do sistema elétrico na China, México e
Turquia.
Hunt escreveu com Graham Shuttleworth, o livro Competition and Choice in
Electricity (Wiley, London, 1996), seguido de Making Competition Work in
Electricity (Wiley, Nova York, 2002), duas obras marcantes na reestruturação
do setor elétrico para a introdução da concorrência.
Em 13 de Setembro de 2010, aos 67 anos, Sally Hunt faleceu de câncer no
estado do Havaí, Estados Unidos da América.

2. Principais Obras
Em seu trabalho sobre regulação no setor elétrico, destacam-se duas obras
referências no setor:
 Competition and Choice in Electricity (Wiley, London, 1996), de Sally
Hunt e Graham Shuttleworth
 Making Competition Work in Electricity (Wiley, Nova York, 2002);

3. Making Competition Work in Electricity1


Em 2002, Sally Hunt escreveu a sua principal obra, Making Competition
Work in Electricity. O livro é dividido em duas partes, a primeira aborda a

1
Link para o livro:
http://regulationbodyofknowledge.org/wp-content/uploads/2013/03/Hunt_Making_Competition_Work.pdf
PEA5769 - Tópicos de Regulação de Serviços Públicos de Energia
Aluno: Felipe Melo Rodrigues

regulação da indústria do setor elétrico genericamente, e na segunda parte


detalha a situação dos Estados Unidos da América sob a ótica da regulação
energética.
Nesta obra, Sally Hunt defende que a competição no mercado de energia
resulta em aumento de eficiência e qualidade no setor. Entretanto, uma vez
que a energia é diferente das demais comomodities, (é um produto que não
pode ser armazenado em grande escala e é transmitida em tempo real por um
sistema complexo de transmissão), não se pode desregular o seu mercado e
esperar que a competição resulte na eficiência desejada.
Sendo assim, Hunt apresenta as ferramentas necessárias para que a
competição possa ser estabelecida no setor elétrico.
Primeiro, Hunt define as atividades do setor elétrico em 6 funções: Geração,
Transmissão, Operação do Sistema, Distribuição, Comércio Varejista e
Comércio Atacadista de energia elétrica.
Uma vez compreendido o setor, são apresentadas as razões pelo qual
normalmente não há competição no mercado de energia, dentre elas estão:
 As atividades relacionadas à transmissão e distribuição de energia
são consideradas monopólios naturais uma vez que resulta em
economia de escala;
 Os desafios técnicos em coordenar as funções de geração com a
transmissão eram muito complexos para que fossem realizados de
forma independente, sendo facilitado quando tais funções eram
executadas por uma só companhia;
 O planejamento ao longo prazo da geração deve ser realizado em
conjunto com o planejamento da transmissão.
Para introduzir a competição no mercado de energia, é necessária a
reestruturação do mercado. Entretanto, não são em todas as áreas que deve
haver competição.
Segundo Hunt, as atividades que podem ser competitivas são a geração e o
comércio varejista e atacadista de energia. Enquanto que as funções de
transmissão, distribuição e operação do sistema devem permanecer como
monopólios e não podem ser discriminatórios com os demais agentes para
promover a livre competição.
PEA5769 - Tópicos de Regulação de Serviços Públicos de Energia
Aluno: Felipe Melo Rodrigues

Algumas funções devem ser exercidas por companhias independentes,


sendo imprescindível uma reforma na indústria elétrica.
Desta forma, Hunt define 4 modelos estruturais para a indústria de energia:
a) Monopólio verticalmente integrado
Não há competição neste modelo. Todas as funções da indústria são
agrupadas em um agente e reguladas.
b) Modelo de comprador único de geração
Mas todos são obrigados a vender energia para a empresa detentora do
monopólio local. Os preços que as empresas geradores praticam são
regulados e a competição deste modelo resume-se a construção e
operação das usinas geradoras..
c) Competição no mercado atacadista
O modelo estabelece a completa competição no setor de geração. Os
compradores de energia (distribuidores e grandes consumidores) tem a
livre escolha para a compra de energia de qualquer empresa geradora.
No entanto, as distribuidoras detém o monopólio de venda de energia e
serviço sobre os pequenos consumidores.
d) Competição no mercado varejista
O modelo define que todo o consumidor deve escolher seu fornecedor de
energia, ou seja, as empresas de geração podem vender energia para
qualquer consumidor.
O modelo estabelece a completa competição no setor de geração e
comercialização de energia.

Sally Hunt sustenta que a escolha de cada modelo depende das definições
políticas e devem ser acompanhadas de mudanças estruturais do setor. Ela
recomenda genericamente a implantação do Modelo de Competição no
Mercado Atacadista e, em seguida, prosseguir aos poucos com a liberalização
do mercado varejista, reduzindo gradualmente o tamanho dos clientes que
possam escolher o fornecedor de energia, até incorporar a competição a todos
os consumidores.
PEA5769 - Tópicos de Regulação de Serviços Públicos de Energia
Aluno: Felipe Melo Rodrigues

4. Considerações
Sally Hunt foi uma especialista de renome mundial no setor de eletricidade
que ajudou a planejar a privatização desse setor na Grã-Bretanha no final da
década de 1980 - uma tarefa que muitos consideravam impossível alcançar
com sucesso.
Em suas obras, ela define ferramentas para que a competição seja
estabelecida de forma eficiente no setor elétrico, as quais foram utilizadas
como referência na reestruturação do setor em diversos países.
Ela defende que a competição no mercado de energia resulta em aumento
de eficiência e qualidade no setor, mas que deve ser feita gradualmente e de
forma estruturada.

5. Referências Bibliográficas
[1] HUNT, Sally. Making competition working in electricity. John Wiley &
Sons, 2002 (link para o livro: http://regulationbodyofknowledge.org/wp-
content/uploads/2013/03/Hunt_Making_Competition_Work.pdf)
[2] AMARAL, Ana Paula Pavanello do. Regulação e concorrência: panorama
sobre o setor de energia elétrica brasileiro. 2014
[3] INDEPENDENT: http://www.independent.co.uk/news/obituaries/sally-
hunt-energy-expert-who-helped-mastermind-electricity-privatisation-in-britain-in-
the-1980s-2136934.html (Acessado em 22 de Outubro de 2017).
[4] http://www.nera.com (Acessado em 22 de Outubro de 2017)