Você está na página 1de 21

CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL

UNINTER

LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

ALINE GISELE DA SILVA / 586521

ESTÁGIO SUPERVISIONADO:
DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

CURITIBA
2016
CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL
UNINTER

LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

ALINE GISELE DA SILVA / 586521

RELATÓRIO DE ESTÁGIO

Relatório de Estágio Supervisionado Docência


na Educação Básica: apresentando ao curso de
Licenciatura em Pedagogia do Centro
Universitário Internacional UNINTER.

CURITIBA
2016
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO............................................................................................................1

2 DESENVOLVIMENTO ETAPA 1: EDUCAÇÃO INFANTIL...............................2


2.1 UNIDADE ESCOLAR: CRECHE MUNICIPAL JARDIM CIDADE NOVA..........2
2.1.1 IDENTIFICAÇÃO...................................................................................................2
2.1.2 CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA E ORGANIZAÇÃO DA C.M. JARDIM CIDADE
NOVA................................................................................................................2
2.1.3 DESCRIÇÃO E ANALISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO
SUPERVISIONADO.........................................................................................................3
2.1.4 PLANO DE AÇÃO..................................................................................................4

3 DESENVOLVIMENTO ETAPA 1: ENSINO FUNDAMENTAL...........................8


3.1 UNIDADE ESCOLAR: EMEF JUDITH SIQUEIRA WEBER.................................8
3.1.2 CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA E ORGANIZAÇÃO.............................................8
3.1.3 DESCRIÇÃO E ANALISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO
SUPERVISIONADO.........................................................................................................9
3.1.4 PLANO DE AULA: ENSINO FUNDAMENTAL

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS.....................................................................................12

REFERÊNCIAS.............................................................................................................13

ANEXOS...........................................................................................................................I
FICHAS DE FREQUÊNCIA.............................................................................................I
1

INTRODUÇÃO

A educação possui um papel fundamental na construção de indivíduos


autônomos, críticos e dotados de valores sociais, moral e ética. Nessa
perspectiva, avaliamos sua importância para o desenvolvimento de uma
sociedade mais justa e solidária, formada por cidadãos responsáveis.
Assim, compreendemos também a importância dos profissionais da
educação, pois através das intervenções e mediações destes os educandos
são estimulados e se desenvolvem na educação formal/escolar. Sob este
aspecto, consideramos a seriedade da formação dos educadores, visto que a
preparação e capacitação dos mesmos para o exercício da profissão.
Desta forma, concluímos a importância das atividades do Estagio
Supervisionado para a formação de educadores melhor preparados e
capacitados para encarar as atividades da profissão de forma responsável e
excelente, a altura de sua importância.
2

2 DESENVOLVIMENTO ETAPA 1: EDUCAÇÃO INFANTIL

2.1 UNIDADE ESCOLAR: CRECHE MUNICIPAL JARDIM CIDADE NOVA

2.1.1 IDENTIFICAÇÃO

Creche Municipal Jardim Cidade Nova


Rua Lorena, 66
Bairro Morada dos Marques – Potim – SP
CEP 12525-000

2.1.2 CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA E ORGANIZAÇÃO DA C.M. JARDIM


CIDADE NOVA

A Creche Municipal “Jardim Cidade Nova” recebe aproximadamente 68


crianças de 6 meses até 2 anos de idade, em período integral, e é a única Unidade no
Município que atende turmas de Berçário. Por esta razão, possui uma grande lista de
espera de crianças aguardando vaga, para todo o município.
Recebeu o nome em representação ao bairro que se situava na data de sua
criação, entretanto, ao mudar de endereço, manteve a mesma nomenclatura. Saliento
que a creche funciona em casa, alugada, que foi adaptada para receber as crianças.
Contudo, ainda que adaptada, as instalações não possuem as mesmas qualificações que
um prédio construído para tal fim, como banheiro e bebedouros para alunos da faixa
etária.
Todos são muito atenciosos e cuidadosos. O grupo gestor é composto por:
Diretor e Assessor pedagógico. A Diretora encontra-se em Licença Maternidade, assim,
uma assessora pedagógica tem assumido a função até seu regresso. Funciona com um
docente por turma, uma funcionária da merenda, uma funcionária de limpeza,
estagiários que atuam como auxiliares em sala de aula e apenas 2 monitoras/auxiliares
de educação infantil efetivas. É importante dizer que, por tratar de crianças menores de
2 anos, a equipe é cuidadosamente selecionada, a fim de escolher as pessoas com maior
aptidão, paciência e delicadeza, pois bebês necessitam de maiores cuidados e não sabem
se expressar caso sejam agredidos de qualquer forma (física ou moral).
3

As orientações são dadas as Unidades Municipais de Educação Infantil pelo


Núcleo Pedagógico da Divisão Municipal de Educação. Isto favorece o mantimento de
padrão de qualidade da Educação Infantil Municipal. A Proposta Pedagógica da Rede
atende as legislações em vigor, bem como os referenciais estabelecidos pelo MEC.

2.1.3 DESCRIÇÃO E ANALISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO


SUPERVISIONADO

A Creche Jardim Cidade demonstrou organização. Na entrada dos alunos, os


professores aguardam nos espaços de aula/salas de aula, enquanto os pais levam as
crianças até eles. Os pequenos, em sua maioria, costumam chorar bastante na entrada,
pois não querem se separar dos mentores, entretanto, são necessários apenas alguns
minutos para que eles deixem o pranto pela brincadeira.
Se há uma palavra chave para a educação infantil, é a rotina. Rotina tranquiliza
as crianças, isto porque transmite segurança e dá consciência do tempo que vivencia na
escola, ou seja, elas já antecipam o que acontecerá no dia. Assim, foi possível notar que
os horários são claramente bem definidos para as turmas, que revezam entre si nos
espaços físicos da Creche (refeitório, área aberta e parquinho). Todos os dias cada
professor realiza a atividade inicial que planejou, seja esta uma música ou uma breve
oração rotineira. O roteiro diário desenvolve a autonomia dos alunos, sendo possível
perceber que os maiores já sabem para onde se dirigir quando é hora do lanche ou do
almoço, hora de dormir, ou ainda na hora da brincadeira (parque). As atividades
desenvolvidas também são orientadas para o desenvolvimento dos educandos, onde as
crianças que demonstram interesse e condições são estimuladas, por exemplo, a comer
com colher e escovar os dentes sozinhas.
A Escola cria condições para o desenvolvimento global, para adquirir
competências essenciais a vida e a socialização. Assim, são trabalhados cuidados
pessoais, higiene, boa alimentação, respeito, organização, compreensão dos
sentimentos, conhecimento do próprio corpo, entre outros. Letramento também é
ensinado, com momentos diários de pequenas leituras, onde os alunos se divertem com
a contação de histórias pelos educadores.
É notável que esta creche não tem caráter somente assistencialista (cuidar das
crianças para que os pais possam trabalhar), ela também tem caráter pedagógico (com
4

atividades bem planejadas), e é altamente orientada para a educação dos seus alunos
para a vida, convivência em sociedade, para serem críticos e proativos, e
principalmente, para serem felizes.

2.1.4 PLANO DE AÇÃO:

PLANO DE AÇÃO

1) IDENTIFICAÇÃO
Instituição: __________________________________________________________
Professor (a): ___________________ Educador (a): _____________________
Estagiário (a): ___________________________________________________
Turma: _Educação Infantil Etapa I___ Número de Alunos: _Aprox. 20 alunos_
Tempo de duração: __1 Bimestre_____

2) EIXO DE TRABALHO E CONTEÚDO:


Identidade e Autonomia: Comunicação; interação com os outros e com o meio;
reconhecimento da imagem do corpo, sons e sensações; situações que envolvam regras;
interesse progressivo nos cuidados com o corpo (lavar as mãos, escovar dentes);
iniciativa para pedir ajuda ou identificar situações de perigo; Respeito ao outro; cuidado
com materiais coletivos e pessoais.
Matemática: Sistema de numeração (contagem oral da quantidade de alunos na sala e
quantidade de pessoas na família), comparação de grandezas (eu sou maior ou menor).
Artes Visuais: Produção e comparação de marcas gráficas com materiais diversos
(tinta, canetinha, massinha); interação com os processos de produção dos colegas;
reconhecimento de sua marca/trabalho entre as demais produções.
Linguagem Oral e Escrita: Dramatização com fantoches ou brinquedos (imitar o
outro); pratica da oralidade (musicas, brincadeiras, adivinhas, cantigas, parlendas,
atividades com rima, poesias, compreensão de texto); pratica de escrita (listas); pratica
de leitura (Leitura de texto e Gibi).
Natureza e Sociedade: Valorização do Patrimônio cultural; explorar espaços coletivos
e meio ambiente (identificar problemas ambientais que afetam a vida; preservação);
brincadeiras referentes a cultura e tradição local; conhecimento do próprio corpo
(habilidades físicas, motoras e percepção sensorial); Respeito as diferenças (corpo,
5

gostos, interesses e necessidades); Conhecimento de espécie (contato com plantas e


animais)
Movimento: Brincadeiras de mímica e dramatização (Expressão corporal)
Música: Brincadeiras e jogos cantados e rítmicos; músicas como produção humana;
exploração de sons da voz, corpo e materiais e do silencio.

3) OBJETIVOS GERAIS:
Construir a Identidade e a autonomia, através do relacionamento com os colegas e com
a família, em situações que oportunizem o reconhecimento de sua história e de como
atuam no mundo.
Desenvolver o respeito às pessoas, animais e meio ambiente, bem como aos bens
coletivos.
Refletir sobre a importância do outro, despertando os valores para a boa convivência
(em sociedade/no grupo à qual pertence).
Oportunizar controle progressivo das suas necessidades, desejos e sentimentos em
situações cotidianas.

4) MATERIAIS UTILIZADOS/RECURSOS: Quadro branco, rádio, TV e DVD,


textos impressos, papéis diversos, massinha, canetinhas, lápis de cor, giz de cera, tinta
apropriada para crianças, cola, EVA brinquedos e fantoches.

5) FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA / SÍNTESE DO ASSUNTO:


As Crianças na faixa etária da Educação Infantil têm a necessidade de serem
despertadas quanto a presença do outro. Segundo a LDB 9394 “A educação escolar
deverá vincular-se ao mundo do trabalho e à prática social”, desta forma os valores para
uma melhor convivência e harmonia entre todos são essenciais para a formação do
cidadão para a sociedade. Para isso é necessário trabalhar de maneira prazerosa a
importância do respeito ao outro e a natureza, desenvolvendo espirito de amizade e
cooperação. Assim, propor reflexões e atividades sobre as virtudes da família, dos
amigos, o respeito ao próximo, meio ambiente e o resgate da cultura.
Trabalhar a identidade das crianças é essencial para que perceberem que eles têm uma
história de vida e são parte atuante no mundo em que vivem, para o desenvolvimento da
autonomia.
6

6) ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO:
Primeira Etapa: EU
- Leitura do Livro Fofinho, roda de entendimento e exploração do Livro;
- Confecção de crachá com foto da criança, e RG (Sem validade) com dados pessoais;
- Exploração do espelho: reflexo;
- Fazer comparações: semelhanças e diferenças físicas, maior e menor, nomes;
- Quantos nomes começam com a mesma letra;
- Quantas letras tem meu nome;
- Gráficos: Brinquedos favoritos, profissão almejada, preferências (comida, musica,
etc);
- Idade da Criança: quantos anos tem e quantos completará;
- Gênero: Menino e menina;
- Autorretrato;
- Musica: “A gente tem sobrenome” (Toquinho)
Segunda Etapa: OUTRO – MINHA TURMA
- Roda de Conversa: Ninguém é igual a ninguém – Trabalhar respeito as diferenças
(Daniel: O Tigre – capitulo sobre diferenças);
- Cooperatividade – trabalhar solidariedade – “Eu preciso de você, você precisa de
mim”, “Um por todos e todos por um” (filme Mickey e os Mosqueteiros).
- Confecção de Mural de Fotos ou cartaz;
- Cantigas que exploram nomes das crianças (A Canoa Virou)
- Observação e comparação das diferenças entre os alunos;
Terceira Etapa: MINHA FAMILIA
- Música “Família” Titãs
- Confecção Mural com fotos de família das crianças
- Levantamento de histórias de família
- Confecção do livro da família
Quarta Etapa: MINHA CASA
- Onde eu moro? Cidade? Bairro?
- Como foi feita minha casa?
- Como é minha casa?
- As pessoas e lugares perto da minha casa
- Musicas: “A Casa” Vinicius de Moraes. “Se essa Rua fosse minha”, outras.
7

A avaliação será contínua durante as etapas do Plano de Ação, onde será possível
perceber o desenvolvimento no comportamento dos alunos, em suas relações com o
meio e interações com os amigos, através das atitudes e diálogos.

7) REFERÊNCIAS:
REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL. Brasília:MEC/SEF, 1997.

LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL. Disponível em:


<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em maio/2017.

PROJETO IDENTIDADE – ME CONHECENDO MELHOR. Disponível em:


<projetospedagogicosdinamicos.com/projeto_identidade.html>. Acesso em: 14/05/2017.

NORONHA, Tereza. Livro Fofinho. 13ed. São Paulo: Ática.

Projeto “Eu e o Outro: Desenvolvendo a Identidade e Autonomia”. Potim: Creche Municipal Frei Arthur
Romano Salvatti, 2017.

Projeto Didático “Eu, você e o outro”. Potim: EMEI Sandra Aparecida dos Santos Teberga, 2017.
8

3 DESENVOLVIMENTO ETAPA 1: ENSINO FUNDAMENTAL

3.1 UNIDADE ESCOLAR: EMEF JUDITH SIQUEIRA WEBER

3.1.1 IDENTIFICAÇÃO

Escola Municipal Ensino Infantil e Fundamental “Profª Judith Siqueira Weber”


Rua Rio Grande do Sul, 45
Bairro Jardim Alvorada – Potim – SP
CEP 12525-000

3.1.2 CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA E ORGANIZAÇÃO

A EMEF “Professora Judith Siqueira Weber” ministra o Ensino Fundamental


do Ciclo I Regular, nos períodos da manhã e tarde. O funcionamento no período noturno
se dá para atendimento de alunos do Ensino Superior (EAD), convênio da APM da
EMEF “Profª Judith Siqueira Weber” com a UNIARARAS, e aos alunos da Educação
de Jovens e Adultos (EJA) dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental.
A equipe e direção escolar são muito atenciosas e voluntárias, e a escola
aparenta ser bem estruturada, do ponto administrativo e pedagógico. O grupo gestor é
composto por: Diretor, Vice-Diretor e dois Assessores pedagógicos para o Ensino
Fundamental Ciclo I – Regular, e um Assessor pedagógico para a EJA.
A Escola atende aproximadamente 700 alunos da comunidade local, com
idades de 6 a 10 anos. O município conta com mais 2 escolas com atendimento ao E.F.
Anos Iniciais, e busca matricular os alunos em escolas mais próxima de suas
residências.
O município conta com um núcleo Pedagógico, responsável pela orientação
das Unidades Escolares Municipais. Isso faz com que a educação em Potim seja
sistematizada em uma Rede Municipal, gerando um padrão de qualidade de Ensino. A
Proposta Pedagógica da Rede e da Escola as legislações e orientações em vigor, como a
Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/96), a Constituição Federal, o ECA, o
PCN, o Plano Nacional e Municipal de Educação, entre outros. Os HTPCs ocorrem
sempre as quintas-feiras na escola, e frequentemente são realizados “HTPCs Coletivos”
com os professores de todas as escolas, a fim de consonantizar os trabalhos.
9

A Escola segue os preceitos de “Educar para a vida”. O fundamento


educacional da escola é baseado na democracia, na construção da cidadania e de
indivíduos solidários, éticos e com valores morais e sociais, ou seja, a formação de
pessoas para a participação na vida em sociedade, para lidar com a diversidade e o
conflito nas relações humanas.

3.1.3 DESCRIÇÃO E ANALISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO


SUPERVISIONADO

É fácil perceber que todos têm o cuidado de estar de acordo com as orientações
do núcleo Pedagógico da Rede Municipal de Educação. Toda a equipe escolar é
receptiva, tanto com os alunos, quanto com a comunidade.
As atividades ocorreram na semana posterior a Páscoa, entretanto foi possível
observar que o tema central das atividades ainda estava voltado para a data
comemorativa. Sabe-se que o tema, é amplamente difundido pela religiosidade, mas
também é um assunto intrínseco a nossa cultura. De tal forma, a Páscoa foi trabalhada
nos símbolos e historicidade, mas de forma relativamente ecumênica, sendo apresentada
o significado pascal dentro de diversas religiões (católica, espírita, evangélica,
umbanda, judaica, islâmica, outras), ainda que maioritariamente enfatizando o
Cristianismo.
Os recursos utilizados foram recortes de livros didáticos com ilustrações infantis,
textos, informativos e trechos de reportagens jornalísticas tirados da internet, e histórias
relacionadas ao tema. Foi utilizado também um filme, para diversificar as atividades que
utilizaram em sua maioria leitura de texto. As atividades desenvolvidas foram variadas:
Acrósticos, produção de texto coletiva, produção de frases. Dentro da matemática, as
situações problemas envolviam ovos de pascoa e coelhos, para lembrar a páscoa. O ovo
de galinha virou objeto de arte e ganhou pintura, e as lembranças foram confeccionadas
pelos próprios alunos (por contenção de despesa, a Prefeitura não ofereceu ovos de
chocolate aos alunos em 2017). Alguns dos textos e atividades trabalhadas foram
fornecidos para toda a Rede, como os textos que trabalharam a diversidade religiosa e
os símbolos da Páscoa, e as atividades e demais foram sugeridas aos professores.
Como observação, o corpo docente busca organizar as aulas de forma dinâmica,
apesar dos poucos recursos disponíveis. Os alunos são sempre estimulados a participar e
10

a opinar, e produzem muito bem na coletividade. O respeito e a disciplina também são


abordados.

3.1.4 PLANO DE AULA: ENSINO FUNDAMENTAL

O Conteúdo desenvolvido para a semana de aula já havia sido previamente


desenvolvido, e desta forma não foi possível ministrar um Plano de Aula produzido para
o estágio. Entretanto, foi possível realizar uma adaptação, para atender ao que foi
aplicado pela docente (onde a ideia central era: introdução ao tema através de leitura,
roda de conversa, aplicação de questionário e produção textual/artística). A professora
domina a sala, e os alunos respondem as propostas de interações. Todas as atividades
planejadas foram desenvolvidas satisfatoriamente, e os alunos demonstraram interesse e
animação. Desta forma, a avaliação da mesma foi muito positiva.

PLANO DE AULA

IDENTIFICAÇÃO
Estagiário (a): _Aline Gisele da Silva Luz____________________________________
Escola: __EMEF Profª Judith Siqueira Weber_________________________________
Disciplina: __Língua Portuguesa e Artes_____________________________________
Turma: _3º Ano________________________________________________________
Professor (a) regente: ___Ana Paula________________________________________

CONTEÚDO
Leitura e interpretação de Texto, Roda de Conversa, Produção de Frase e Produção
artística.

OBJETIVOS
Trabalhar Leitura e interpretação de textos.
Estimular a organização e expressão de ideias, bem como o respeito aos pensamentos
dos colegas.
Desenvolver a escrita através da construção de frase simples.
Construir representações artísticas (pintura de ovos).
11

SÍNTESE DO ASSUNTO
A Páscoa é uma data comemorativa amplamente difundida em nossa cultura local. Desta
forma, tendo em vista a contextualidade dos temas trabalhados, é estudada por toda a
escola. De natureza cristã, aborda, além de religiosidade, a importância da vida e
sobressalta o respeito, o amor e a paz.

DESENVOLVIMENTO DA AULA
- Introdução ao tema com a Leitura do Texto “O Ovo Diferente” de Tereza Noronha,
com posterior questionário simples para estimular a reflexão e avaliar o entendimento
dos alunos do texto.
- Realização de Roda de conversa com o tema “Para você o que é a Pascoa? ”, a fim de
construir um conceito coletivo, e discutir opiniões pessoais, com respeito e tolerância.
- Construção de frase simples com o tema discutido na Roda de Conversa.
- Apresentação dos símbolos da Páscoa (a cruz, o sino, o cordeiro, o girassol, o coelho,
o pão e o vinho), representações simbólicas da data comemorativa.
- Pintura de ovo de galinha (ovo de páscoa).
Ao termino, os alunos levarão os ovos para casa.

RECURSOS
Impressos dos textos, Quadro Branco, ovos de galinha (cozidos), tinta guache, pinceis e
canetinhas.

AVALIAÇÃO
Será realizada de maneira contínua e qualitativa, através das ações dos alunos,
observando interesse, participação e realização das atividades escritas e práticas, bem
como as conversas entre eles.
12

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A educação possui um papel fundamental na construção de indivíduos


autônomos, críticos e dotados de valores sociais, moral e ética. Nessa perspectiva,
avaliamos sua importância para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e
solidária, formada por cidadãos responsáveis.
Assim, compreendemos também a importância dos profissionais da educação,
pois através das intervenções e mediações destes os educandos são estimulados e se
desenvolvem na educação formal/escolar. Sob este aspecto, consideramos a seriedade da
formação dos educadores, visto que a preparação e capacitação dos mesmos para o
exercício da profissão.
Desta forma, concluímos a importância das atividades do Estágio
Supervisionado para a formação de educadores melhor preparados e capacitados para
encarar as atividades da profissão de forma responsável e excelente, a altura de sua
importância.
13

REFERÊNCIAS

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para uma nova


profissão. In Pátio. Revista pedagogica (Porto Alegre, Brasil), n° 17, Maio-
Julho, pp. 8-12.

ALEGRIA EM ENSINAR EDUCAÇÃO. Disponível em < http://educacao-


ale.blogspot.com.br/2011/04/atividades-diversificadas-para-pascoa.html> data
do acesso 05/05/2017

ORGANIZAÇÃO DO TEMPO NA ESCOLA - A IMPORTÂNCIA DA ROTINA.


Portal Educação. Disponível em <https://www.portaleducacao.com.br/
conteudo/artigos/pedagogia/organizacao-do-tempo-na-escola-a-importancia-
da-rotina/42290>. Acesso em 05/05/2017.

VAMOS MUDAR A EDUCAÇÃO. W Pensar. Disponível em


http://blog.wpensar.com.br/comunicacao-escolar/a-importancia-da-rotina-
escolar/
I

ANEXOS: FICHAS DE FREQUÊNCIA


II
III
IV
V