Você está na página 1de 84

!

PORTUGUÊS
!
Português Carlos Zambeli

Índice

Acentuação.............................................................................................................................2
Classes de Palavras ...............................................................................................................12
Concordância Verbal ..............................................................................................................24
Concordância Nominal ............................................................................................................31
Regência Verbal .....................................................................................................................39
Crase......................................................................................................................................48
Pontuação...............................................................................................................................56
Ortografia ..............................................................................................................................67
Ultimas provas da CEF ............................................................................................................71

1
Português Carlos Zambeli

ACENTUAÇÃO

Regras de acentuação

1) Proparoxítonas – Todas as proparoxítonas recebem acento.


Ex.: lâmpada – rápido – córrego – rígido – pânico

2) Paroxítonas – São acentuadas as paroxítonas terminadas em:

a) DITONGO CRESCENTE (seguidas ou não de “s”)


Ex.: sábio – régua – farmácia – espontâneo – mágoa

b) Ã, ÃS, ÃO, ÃOS


Ex.: ímã – órfãs – órgão – bênçãos

c) EI, EIS
Ex.: jóquei – pônei – fósseis – úteis

d) I, IS
Ex.: táxi – biquíni – lápis – júri – íris

e) ON, OM, ONS


Ex.: Nélson – rádom – próton – nêutrons

f) L, N, R, X, PS
Ex.: sensível – hífen – caráter – tórax – bíceps

g) UM, UNS, US
Ex.: Ônus, álbum, médiuns

ATENÇÃO: NÃO se acentuam os vocábulos paroxítonos terminados em EM, ENS: item, homem,
itens, hifens, homens.

3) Oxítonas – São acentuadas as oxítonas terminadas em: A, E, O (seguidas ou não de “s”),


EM, ENS.
Ex.: sofá – café – cipó – você – porém
4) Hiato - Acentuam-se o I e o U tônicos, quando formam sílabas sozinhos ou com “s” e vêm
precedidos de vogal.
Ex.: saída – faísca – feiúra – uísque – influí – reúne – egoísta – destruí-lo – baú – Quarai –
juízes

2
Português Carlos Zambeli
OBSERVAÇÕES:
Não se acentuam o I e U quando seguidos de NH: rainha, bainha, ladainha.
Não se acentuam o I e U quando formarem sílabas com outra letra que não seja “s”: cairmos, juiz,
ruim, defini-lo.
Não se acentuam o I e U quando formarem ditongo: gratuito, fluido, fortuito, intuito.
ATENÇÃO:

Nova regra

As palavras paroxítonas que têm i ou u tônicos precedidos por ditongos não serão mais acentuadas.
Desta forma, agora escreve-se feiura, baiuca, boiuno, cauila.

Essa regra não vale quando se trata de palavras oxítonas; nesses casos, o acento permanece.
Assim, continua correto Piauí, teiús, tuiuiú.

5) Ditongo aberto - Acentuam –se os ditongos tônicos e abertos ÓI, ÉU, ÉI.
Ex.: anzóis – assembléia – chapéu
ATENÇÃO:

Nova regra

O acento agudo foi eliminado nos ditongos abertos "ei" e "oi" de palavras paroxítonas, como
assembleia, boleia, epopeia, ideia, jiboia, paleozoico, paranoia, onomatopeia.

As palavras oxítonas terminadas em éi, éu e ói continuam acentuadas: chapéu, herói, corrói, remói,
céu, véu, lençóis, anéis, fiéis, papéis, Ilhéus.

6) Hiato OO/EE - Coloca-se o acento circunflexo na Ի vogal dos hiatos OO/EE, QUANDO ELA
FOR TÔNICA.
Ex.: vôo – enjôo – perdôo – vêem – relêem – crêem
ATENÇÃO

Nova Regra

Foram eliminados os acentos circunflexos nos hiatos OO / EE:

oo – enjoo, perdoo, magoo, voo, abençoo;


ee – creem, deem, leem, releem, veem, preveem

7) Trema – Coloca-se trema nos grupos QÜE – QÜI – GÜE – GÜI


Ex.: tranqüilo – agüenta

3
Português Carlos Zambeli
ATENÇÃO
Nova regra

O trema foi abolido de todas as palavras da língua portuguesa.

Porém, o trema é mantido em nomes próprios estrangeiros e suas derivações, como Bündchen,
Schönberg, Müller e mülleriano, por exemplo.

8) Acento diferencial – Diferencia a intensidade de alguns vocábulos com relação a seus


homógrafos átonos.
Pára (verbo) / para (preposição)
Pôr (verbo) / por (preposição)
Pélo(a) (verbo) / pêlo(s) (substantivo) / pelo(s), pela (preposição)
Pôde (pret. perf. ind.) / pode (pres. ind.)
ATENÇÂO
Nova Regra
Ele deixa de existir nos seguintes casos:

Para (verbo), que se diferenciava da preposição para;


Pelo (substantivo), que se diferenciava da preposição pelo;
Polo (substantivo), que se diferenciava da preposição polo;
Pera (substantivo), que se diferenciava da preposição pera

9) Acento agudo sobre o U


Quando o U for tônico, coloca-se acento agudo.
averigúe
apazigúe

ATENÇÃO
Nova regra
A letra u não será mais acentuada nas sílabas que, qui, gue, gui dos verbos como arguir, apaziguar,
averiguar, obliquar. Assim, temos apazigue (em vez de apazigúe), argui (em vez de ele argúi),
averigue, oblique. Pode-se também acentuar desta forma esses verbos: ele apazígue, averígue,
oblíque.

Exercícios
1) Classifique as palavras destacadas nas frases abaixo, de acordo com a posição da sílaba tônica:

a) Ninguém sabia o que fazer.


b) Era uma pessoa sábia.
c) Vivo querendo ver o tal sabiá que canta nas palmeiras.
d) Anos antes ele cantara no Teatro São Pedro.
e) Anunciaram que ele cantará no teatro.
f) Não contem com a participação dele.
4
Português Carlos Zambeli
g) Ele alega que nosso movimento contém interesses particulares.
h) Tudo não passou de um equívoco.
i) Raramente me equivoco.

2) Marque as opções em que as palavras são acentuadas seguindo a mesma regra. (regras antigas)
a) ( ) magnífico - básica
b) ( ) português - saí
c) ( ) gaúcho – renúncia
d) ( ) eliminatória – platéia
e) ( ) rápido – assédio
f) ( ) cipó – após
g) ( ) distribuído – saísse
h) ( ) realizará – invés
i) ( ) européia – sóis
j) ( ) alguém – túnel
l) ( ) abençôo – pôr
m) ( ) ânsia - aluguéis
n) ( ) prevêem - soubésseis
o) ( ) imbatível – efêmera

3) Acentue ou não (regras antigas)


a) Sauva , sauvinha, gaucha, gauchinha, viuvo, bau, bauzinho, feri-la, medi-la, atrai-los,
b) sos, le-la, reu, odio, sereia, memoria, itens, pires, tenue
c) America, obito, coluna, tulipa, cinico, exito, panico, penico
d) pendulo, pancreas, bonus, impar, item, libido, ravioli, traduzi-la, egoista

QUESTÕES:
1) Observe a acentuação gráfica das palavras abaixo e marque a alternativa em que os acentos
gráficos não têm a mesma justificativa.
(A) católica – étnica
(B) marquês – Sapucaí
(C) caráter – nível
(D) luxúria – espontânea
(E) álcool – espírito

2) Assinale a alternativa em que a acentuação das palavras justifica-se, respectivamente, da


mesma forma que na ordem: retém, angústia, cardíaca
(A) porém, ânsia, nódoa
(B) mantém, planície, supérflua .
(C) detém, glória, carícia
(D) entretém, rústica, pública
(E) armazém, gêmea, dúvida

5
Português Carlos Zambeli
3) Indique a alternativa que nenhuma palavra é acentuada:
(A) lapis, canoa, abacaxi, jovens
(B) ruim, sozinho, traiu, item
(C) orquidea, biquini, album,
(D) flores, açucares, virus
(E) jovens, caiu, orquidea

4) A única alternativa correta em relação à acentuação de palavras é:


(A) as palavras idéia e agência são acentuadas em virtude da mesma regra.
(B) as palavras tecnológico, através e própria são acentuadas devido ao timbre aberto das
vogais tônicas.
(C) a ausência de acento nos vocábulos imaginária e distância não os transformaria em verbos.
(D) se a vogal tônica do verbo pode fosse acentuada (com acento circunflexo), não ocorreria
mudança semântica no texto.
(E) o verbo têm somente será acentuado se o seu sujeito estiver flexionado no plural.

5) Qual das seguintes palavras perderia o acento gráfico se fosse passada para o singular?
(A) Cenários. (B) Raízes. (C) Automóveis. (D) Indústrias.
(E) Países.

6) A frase que apresenta erro de acentuação é:


(A) As espécies sacrificadas em experiências científicas devem, conforme o caso, ser repostas.
(B) Os chamados autotransplantes mantêm freqüentemente a vida do indivíduo.
(C) Fiéis a suas posições, cientistas sairam às ruas em protesto contra o corte de verbas para
pesquisa.
(D) Para o estudo do funcionamento dos órgãos, foram utilizados protótipos.
(E) É bastante provável que hipóteses científicas hoje consideradas meros vôos da fantasia sejam
amanhã defendidas com veemência.

7) Considere as seguintes afirmações sobre acentuação gráfica:

I – A palavra Zoólogos recebe acento gráfico devido à presença de hiato.


II – Caso raiz aparecesse no plural, seriam criadas as mesmas condições de acentuação da palavra
babuíno.
III – A ausência de acento gráfico em dúvida provocaria mudança na sua pronúncia.

Quais estão corretas?


(A) Apenas I (D) Apenas II e III
(B) Apenas II (E) I, II e III
(C) Apenas I e II

8) Indique, dentre os grupos de palavras abaixo, aquele cuja sílaba tônica das palavras esteja na
mesma posição da sílaba tônica de: corpos, abolido e funerais, respectivamente:
(A) erudito, item, recém;

6
Português Carlos Zambeli
(B) sutil, tulipa, juiz;
(C) doutor, rubrica, poder;
(D) glória, enxergar, decisão.
.

9) Ambas as palavras exigem acento gráfico em:

(A) tabu - heroicamente


(B) subtraiu - subtrairam
(C) refem - refens
(D) magoou - civel
(E) logaritmos – seqüenciais

10) Todas as palavras abaixo têm um equivalente em língua portuguesa sem acento
gráfico, à exceção de:
(A) agência (B) é (C) às (D) acúmulo (E)
hábitos

11) Assinale a alternativa em que a acentuação das palavras ocorre por motivo idêntico ao
da seqüência:
reconhecê-lo – suicídio – destruída
(A) contê-lo – biquíni – prejuízo
(B) enfrentá-la – geográfica – raízes
(C) até – equilíbrio – científico
(D) crêem – provável – maníaco
(E) revê-la – ciência – juízo

12) Assinale a opção cuja palavra não deve ser acentuada:


(A) Todo ensino deveria ser gratuito.
(B) Não ves que eu não tenho tempo?
(C) É difícil lidar com pessoas sem carater.
(D) Saberias dizer o conteudo da carta?
(E) Veranópolis é uma cidade que não para de crescer.

13) Assinale a alternativa correta quanto à acentuação.


(A) Educá-las e têm são acentuadas pela mesma razão.
(B) Estímulos e paciência são acentuados porque são palavras proparoxítonas.
(C)Gênios e competência são acentuadas por serem palavras proparoxítonas.
(D)Competência e paciência são acentuadas por serem palavras paroxítonas terminadas em ditongo
crescente.
(E) Têm e é são monossílabos tônicos, por isso devem ser acentuados.

14) A única palavra que deve receber acento gráfico é:


(A) itens (B) bisturi (C) juiz (D) proibe (E)
possuirmos

7
Português Carlos Zambeli

15) As palavras daí, pronúncia e arco-íris são acentuadas segundo as mesmas regras
que levam a acentuar, respectivamente:
(A) beduíno – idôneo - idéia
(B) país – celulóide - lápis
(C) lingüística – renúncia – cútis
(D) jesuíta – Cláudio - oásis
(E) víbora – circunstância - Aloísio

16) A opção em que todas as palavras levam trema é:


(A) água – cinquenta
(B) equestre – pinguim
(C) aguamento – aguapé
(D) frequente – aguardente
(E) quinteto – frequente

17) Assinale a série em que todos os vocábulos devem receber acento gráfico:
(A) Troia, item, Venus (D) nivel, orgão, tupi
(B) hifen, estrategia, albuns (E) pode (pret. perf.),
obte-las, tabu
(C) apoio (subst.), reune, faisca

8
18) Faltam acentos gráficos em:
(A) O telespectador para e analisa os programas que os canais mantem quase iguais.
(B) A programação deve ser de grande valor para aquela emissora, pois a tem mantido apesar das
pressões.
(C) Para alegria do telespectador, as emissoras locais mantinham a programação nativa.
(D) Encaminhou-se para aquele shopping que manteve a redução de preços.
(E) Para os telespectadores que mantiveram fidelidade a uma emissora, importava uma boa e
variada programação.

19) Assinale a opção que não apresenta o fonema /g/:


(A) jejum (B) guerreiro (C) geada (D) garagem (E) gelo

20) O vocábulo “mendicância” é acentuado pela mesma razão que;


(A) libertá-lo (B) miserável (C) dá-se (D) após (E)
perpétua

21) O período em que a colocação do acento na forma verbal destacada depende do sentido que
se quer dar à frase é
(A) As delícias da culinária alemã e italiana da Serra gaúcha estão tão difundidas que muitos
vem ao Sul para conferir.
(B) Os turistas que tem preferência por esportes radicais podem divertir-se na região serrana.
(C) A ocorrência de baixas temperaturas convem aos empresários do setor de turismo da
Região das Hortênsias.
(D) O turista para à beira da estrada e aprecia com encantamento o espetáculo da neve
precipitando-se sobre o vale.
(E) O desenvolvimento do turismo na Região das Hortênsias pode ser creditado à ação
conjunta de vários segmentos da sociedade.

22) Os vocábulos preferível, idéias e destruída são acentuados, respectivamente, pelo mesmo
motivo que
(A) hífen, jóias, viúva (D) móveis, alcalóide, eles vêem
(B) revólver, Lísias, Taís (E) Vênus, rapé, argúis
(C) solúvel, miosótis, enjôo

23) Em todas as alternativas, as palavras foram corretamente acentuadas, exceto em


(A) Eles têm muita coisa a ensinar.
(B) Estude os dois primeiros ítens do programa.
(C) As crianças acreditam muito no que vêem.
(D) Solicita-se pôr rubrica neste papel.
(E) A lei proíbe a discriminação racial.

24) Todas as palavras estão acentuadas adequadamente, EXCETO:


a) Piauí
b) reúne
c) substituído
d) aínda

9
25) O vocábulo “fazê-lo” é acentuado pela mesma razão que:

(A) guaraná (B) construí-lo (C) daí (D) sensível (E)


26) Assinale o par em que a palavra da segunda coluna, pertence à mesma família da palavra da
primeira, NÃO deve receber acento gráfico.

(A) Gaúcho – gauchada


(B) momento – momentaneo
(C) relato – relatorio
(D) automóvel – automobilistico
(E) dias – diarios

27) Qual das palavras abaixo recebe sinal gráfico de acentuação por motivo que não está
relacionado com sua sílaba tônica?

(A) só
(B) média
(C) péssima
(D) cinqüenta
(E) sensível

28) Considere as seguintes afirmações sobre acentuação.

I – A palavra juiz receberia acento gráfico em sua forma plural.


II – A palavra acessíveis deixaria de receber acento gráfico caso fosse passada para o singular.
III – A palavra lençol receberia acento gráfico em sua forma plural.

Quais estão corretas?

(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas I e III.
(E) I, II e III.

29) A alternativa em que a segunda palavra é acentuada pela mesma regra que preceitua o uso de
acento na primeira é

(A) água – gás


(B) saúde – mínimas
(C) você – magnésio
(D) está – cálcio
(E) carbônico – química

10
30) Embora o verbo construir não seja acentuado no infinitivo, muitas de suas outras formas
deverão receber acento, como construído. Assinale a alternativa em que a forma verbal aparece
incorretamente acentuada.

(A) constróem
(B) constrói
(C) construía
(D) construído
(E) construíste

GABARITO
1B 7D 13 D 19 B 25 A
2E 8A 14 D 20 E 26 A
3B 9C 15 D 21 E 27 D
4E 10E 16 B 22 A 28 D
5B 11E 17 B 23 B 29 E
6C 12 A 18 A 24 D 30 A

11
Classes de Palavras e seus empregos.

I. SUBSTANTIVO
Definição tradicional (e suas falhas)

Tradicionalmente, o substantivo é definido como vocábulo que designa os seres (pessoas,


animais ou coisas): TIJOLO, FLORESTA, PINGÜIM, etc. Contudo, também pode designar
qualidade (HONRAREZ, LEALDADE) ou ações (SUBTRAÇÃO, VIAGEM,
ASSESSORAMENTO). Ora, isso leva muitos alunos a confundirem estes substantivos de
qualidade com o ADJETIVO (“é a palavra que exprime qualidade”) e os de ação com os
VERBOS (“é a palavra que designa ação”). Neste caso, você deverá ficar atento para outros
fatores que nos possibilitam melhor reconhecer o substantivo.

II. ADJETIVO
Todo adjetivo exprime algo atribuível a um substantivo: pacote pesado, casa verde, homem
forte, atitude firme, etc.
Característica flexional: o adjetivo é obrigado a concordar em gênero e número com o
substantivo a que se refere.
Exs.: livro moderno, obra moderna, livros modernos, obras modernas.
Características morfológicas
Se você examinar os advérbios em -MENTE, verá que todos eles são formados na seguinte
fórmula:

ADJETIVO + MENTE

III. ADVÉRBIO
Palavra invariável que modifica um verbo, adjetivo ou outro advérbio, indicando uma circunstância.

Hoje, aqui, lentamente.

12
EXERCÍCIOS I

Sublinhe os adjetivos da lista abaixo.


a) feroz
b) inocência
c) duvidoso
d) frugal
e) vontade
f) pressão
g) puro
h) esperto
i) crucial
j) brusco
k)sensível
l) parco
f) legal
g) tristeza
h) honra
i) favorável
j) esforço
l) esforçado
m) mundo
n) mundial
o) aridez
p) claro
q) clareza
EXERCÍCIOS II – Semântica
Assinale as frases em que ocorre mudança de sentido.
( ) Por ALGUM dinheiro ele seria capaz de fazer isso /Por dinheiro ALGUM ele seria capaz de
fazer isso.
( ) Nádia é uma LINDA mulher. / Nádia é uma mulher LINDA.
( ) Sem dúvida, ela é uma GRANDE mulher. / Sem dúvida, ela é uma mulher GRANDE.
( ) Aquela POBRE menina tem muitos problemas./ Aquela menina POBRE tem muitos
problemas.
( ) Vendi um BONITO terno. / Vendi um terno BONITO.
( ) O alto traficante assusta a polícia. / O traficante alto assusta a polícia.
( ) O velho amigo é que me visitou. / O amigo velho é que me visitou.
EXERCÍCIOS III
Classifique a classe gramatical das palavras destacadas (substantivo, adjetivo, advérbio)
a) A cerveja que desce redondo.
b) A cerveja que desce gelada.
c) Ele é um rapaz bom.
d) O bom da vida é o cantar dos pássaros
e) Carlos está no meio da sala.
f) Comeu meia banana.

13
g) Aquelas jovens são meio nervosas.
h) Ela mexe bonito.
i) Não faltam pessoas bonitas aqui.
j) O bonito desta paisagem é o verde.
k) Comprei um bonito tênis verde.
1. PREPOSIÇÃO
A, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre

5. ARTIGO
Definidos – o, os , a, as
Indefinidos – um, uns, uma, umas

OBS.:
Classes do A
a. Artigo Definido
b. Pronome Pessoal Oblíquo
c. Pronome Demonstrativo
d. Preposição

Classifique o A nas frases abaixo de acordo com o código.


a) Artigo Definido
b) Pronome Pessoal Oblíquo
c) Pronome Demonstrativo
d) Preposição
a) Ele havia prometido que a ( ) ajudaria a ( ) encontrar a ( ) amiga.
b) A ( ) que trouxer a ( ) encomenda receberá a ( ) caixa de presentes.
c) Entregue a ( ) revista a ( ) este rapaz.
d) As ( ) amigas prometeram que as ( ) viriam ver antes de as ( ) férias terminarem.
e) A ( ) mulher referia-se a ( ) uma pessoa que a ( ) cumprimentou.
f) A ( ) que vier agora deve ser a pessoa escolhida para a ( ) campanha!

14
6. NUMERAL
Cardinal – um, dois, três

Ordinal – primeiro, segundo, terceiro

7. INTERJEIÇÃO
Expressa um sentimento.
Ai!, ui!, epa!
8. PRONOMES
Substituem ou acompanham nomes.
Tua dedicação é perceptível a todos.
PRONOMES DEMONSTRATIVOS
São pronomes que situam o ser no espaço e no tempo, tomando como ponto de referência as três
pessoas gramaticais . Essa localização pode se dar no tempo, no espaço ou no próprio texto.

VARIÁVEIS INVARIÁVEIS
este, esta, estes, estas Isto
esse, essa, esses, essas Isso
aquele, aquela, aqueles, aquelas Aquilo

Para empregar os pronomes demonstrativos adequadamente, é necessário considerar as pessoas

do discurso e aquilo que se fala ou se escreve.

• Em relação ao espaço

Este (s), esta (s)


Esse(s), essa (s)
Aquele (s) , aquela (s)

• Em relação ao tempo

Este (s), esta (s)


Esse(s), essa (s)

Aquele (s) , aquela (s)


• Em relação ao falado ou escrito ao que se vai falar ou escrever

Este (s), esta (s)


Esse(s), essa (s)
Este e aquele

15
EXERCÍCIOS

1) Substitua os asteriscos das frases seguintes pelos pronomes demonstrativos adequados:

a) (*) caneta que eu tenho em minhas mãos foi um presente


b) Por que você nunca lava (*) mãos?
c) Observe (*) que tenho (*) caixa aqui: são frutas que colhi (*) pomar ali adiante.
d) Você consegue ver (*) rapazes lá do outro lado da rua?
e) Por favor, traga-me (*) livro que está aí do seu lado.
f) Por favor, ajude-me a carregar (*) caixas aqui.

9. VERBOS
Indicam ação, estado, fato ou fenômeno da natureza.
Cláudio passeava pelas ruas do centro.
A garota está enferma.
Geou muito na serra.
10. CONJUNÇÕES
Ligam orações ou, eventualmente, termos.
Compareceu à reunião, embora estivesse doente.

Exercícios

1) Classifique as palavras destacadas, usando este código:

(A) – Numeral
(B) - Artigo indefinido

a) Um dia voltarei para te rever. ( )


b) Você quer uma ou duas folhas de papel? ( )
c) Você só conseguiu fazer um exercício? ( )
d) Uma pessoa apenas é capaz de fazer este trabalho. ( )
e) Tenho pouco lápis. Pegue um só para você. ( )
f) Hoje de manhã, um menino procurou por você. ( )
g) Somente um aluno não logrou êxito. ( )
h) Com apenas um tiro, acertou. ( )
i) Recebeu apenas uma das cartas. ( )

2) Classifique as palavras destacadas, usando este código:

(A) – Pronome pessoal do caso oblíquo


(B) - Artigo definido

( ) ( ) Pegue o jornal e coloque-o sobre a mesa.


( ) ( ) Ele leu a carta e devolveu-a
( ) ( ) Dê-me as revistas e as fotos que estão na pasta.
( ) ( ) Onde estão as crianças? Eu ainda não as vi.

16
( ) ( ) Ela decorou a história e contou-a para o filho.
( ) ( ) Pegue a camisa e entregue-a ao rapaz.

Menina alérgica tem choque anafilático após beijar namorado

01O incidente ocorreu no mês passado, após a adolescente ter encontrado seu namorado antes de
ir à aula na escola Harlington 02UpperSchool. "Foi apenas um beijo amigável para dizer 'oi'. Nada
fora do comum, nada apaixonado, apenas um breve toque de 03lábios", disse. Kukic foi
diagnosticada com grave alergia quando tinha três anos de idade e tem de andar sempre com seu
04autoinjetor de adrenalina (conhecido como EpiPen) para onde for.
05Sua alergia é tão forte que qualquer contato com nozes, por menor que seja, pode gerar uma
reação severa. Seu rosto incha, sua 06garganta fecha e é difícil para ela respirar. "Eu não tinha
percebido nada, mas meu namorado pôde ver meu rosto inchando, a 07ponto de minha cabeça
parecer nitidamente maior." "Aí ele disse: 'Comi cereais com avelãs, mas isso foi há cerca de uma
hora e 08eu escovei meus dentes e tomei algo, com certeza não vai ter problema.'" "Aí ele disse:
'Sua cabeça parece estar mais gorda, com 09certeza você não pode ser tão sensível.'"
10Kukic notou que após beijá-lo também tomou um gole de sua lata de refrigerante, que pode ter
sido também contaminada com 11um pequeno vestígio de avelã.

Marque verdadeiro (V) ou falso (F)

( ) A palavra “incidente”(linha 1) é classificada como substantivo.


( ) “amigável” (linha 2) poderia ser trocada por “ de amigo”
( ) “breve” (linha 2) poderia ser deslocada para depois de “lábios” (linha3)
( ) “grave” (l. 3) poderia ser deslocada para depois de “alergia” (l. 3)
( ) “severa” (l. 5) poderia ser descolada para antes de “reação” (l.5)
( ) “difícil” (l. 6) poderia ser alterada por “impossível”
( ) “inchando” (l.6) poderia ser alterada por “dilatando”
( ) poderia ser inserida a palavra “o” antes da palavra namorado no título.
( ) “de refrigerante” (l. 10) é classificado como loução adjetiva.
( ) “algo” (l. 8) é um pronome indefinido.
( ) a palavra “com” (l. 7) pode ser trocada pela palavra “e”
( ) “breve” (linha 2) poderia ser substituída por “ligeiro”
( ) a palavra “que”(o 2º. linha 10) pode ser trocada por “a qual”.
( ) “nitidamente” (l. 7) é um advérbio.

17
QUESTÕES
Observe o fragmento:
“(...) quando perde o controle e libera seus instintos animais primitivos.”
1. Identifique o período em que as palavras sublinhadas têm, respectivamente, a mesma classe
de “controle” e “animais” do fragmento proposto.

a)É preciso que você controle os animais.


b)Ele conseguiu manter o controle de suas inclinações animais.
c)O controle dos animais não deve ser descuidado.
d)Há necessidade de que ele controle os impulsos animais.
e)Não há controle dos animais primitivos.

2. O período a seguir apresenta cinco segmentos sublinhados, um dos quais NÃO faz parte da
classe dos substantivos. Identifique-o, assinalando a letra correspondente:
“Numa aparente contradição à famosa lei da oferta e da procura, o livro no Brasil é caro porque o
brasileiro não lê”.
a) contradição
b) oferta
c) procura
d) caro
e) brasileiro

3. As palavras seguintes, apesar de inventadas, respeitam as regras da língua portuguesa,


“Se as blugatides olvasse trúnfides apocolinas, então groncemente predimaríamos os xinfolames
de frelhões”.
Considere as três afirmações seguintes:
I. A palavra “groncemente” é um advérbio.
II. A palavra “predimaríamos” é um verbo conjugado na 1a pessoa do plural do futuro do pretérito.
III.Não é possível determinar, pelo texto, o gênero da palavra “xinfolames”.
Quais as afirmações corretas:
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) I, II e III.

I. "Essa atitude de certo modo religiosa de 'um' homem engajado no trabalho..."


II. Queria ler algo, então Pedro comprou 'um' jornal
III. "Maria mora no apartamento 'um'."
IV. "Quantos namorados você tem?" 'Um'.

4. A palavra "um" nas frases acima é, no plano morfológico, respectivamente:

a) artigo indefinido em I e numeral em II, III e IV.


b) artigo indefinido em I e II e numeral em III e IV.
c) artigo indefinido em I e III e numeral em II e IV.
d) artigo indefinido em I, II, III e IV.
e) artigo indefinido em III e IV e numeral em I e II.

18
QUESTÕES DE CONCURSO a) Levantou-se, saindo da mesa, quando
CLASSES GRAMATICAIS o delegado entrou.

Uma mesa de tampo de bronze lavrado


01. (Técnico Judiciário – TRT 4ª Região) foi o móvel mais caro do leilão.
Assinale, dentre as palavras abaixo, a que
pode ser flexionada para o grau b) Tudo sob controle, doutor.
superlativo.
Não suporto que minha mãe me
a) nobre controle o dia inteiro.
b) novela
c) quando c) As perícias já foram feitas, e eu mandei
d) perde desinterditar os locais.
e) estes
Os jogadores locais abusaram da
02. (Contínuo – Prefeitura de violência durante a partida.
Alvorada/RS) A frase em que ambas as
palavras sublinhadas, de acordo com o d) Botei aqui nestas folhas tudo o que o
contexto, são classificadas como senhor precisa para o registro.
substantivos é
A informação precisa só pode ser
a) O apelido foi instantâneo. encontrada no Jornal da Perícia.
b) Variava a pronúncia, mas a língua era
uma só. e) Botei aqui nestas folhas tudo o que o
c) Disse o gordo Jorge, que era o que senhor precisa para o registro.
mais implicava com o novato.
d) O pai não viu a sinaleira fechada Cometo erros de ortografia sempre que
e) Mas de onde viera aquela estranha registro uma ocorrência.
palavra?
05. (Advogado) A palavra que NÃO pode
03. (MP/RS – Assinale a alternativa em que ser flexionada em gênero, número ou grau
a palavra sublinhada, considerando o é
contexto que ocorre, NÃO é classificada
como substantivo. a) precisava
b) todos
a) compatriotas famintos c) apenas
b) produção agrícola d) sensação
c) evasão escolar e) o
d) novo governo
e) caráter assistencialista
06. (Advogado – SULGÁS/RS) Assinale a
04. (Auxiliar de Perícias – IGP/RS) alternativa que apresenta o plural correto
Assinale a alternativa em que a palavra para as palavras difícil e mártir.
destacada é da mesma classe gramatical
em ambas as frases. a) difices -mártis
b) difíciles -mártirs
c) difíceis - mártires

19
d) difíceis - martires 11. Assinale a palavra que aceita flexão de
e) difícies - mártirs gênero.

07. (Advogado – SULGÁS/RS) A palavra a) estudo


que aceita flexão em gênero e em grau é b) atividade
c) engrandecimento
a) distorcido d) colaborador
b) menos e) material
c) se
d) sempre 12. Qual das palavras abaixo, retiradas do
e) aparecem texto, pode sofrer o mesmo processo
flexional ocorrido em muitíssimo?
08. Há palavras que dependendo do contexto
em que ocorrem, pertencem ora a uma classe a) presença
gramatical, ora a outra. Este NÃO é o caso de b) isso
c) meio
a) São d) conhecido
b) Vão e) artéria
c) Escuta
d) Massas Observe o fragmento:
e) Entre

09. Na frase gostariam de ter um manual


mágico, a palavra mágico expressa. A notícia saiu No “The Wall Street
Journal”: a “ansiedade superou a depressão
a) um tempo. com problema de saúde mental
b) uma ação. predominante nos EUA”. Para justificar
c) um modo. o absurdo, o autor da matéria recorre a um
d) uma qualidade psicoterapeuta e a um sociólogo. O
e) um desejo. primeiro descreve “ansiedade como
condição dos privilegiados que, livres de
10. Em São, na melhor hipótese, ameaças reais, se dão ao luxo de “olhar
gerentes regionais da grande empresa para dentro” e criar medos irracionais; o
do império americano. E, na pior segundo diz que “vivemos na era mais
hipótese, feitores de escravos, as duas segura da humanidade” e, no
frases apresentam estruturas semânticas e entanto, “desperdiçamos bilhões de
sintáticas paralelas, de tal forma que foi dólares em medos bem mais ampliadas do
possível para o autor omitir, na segunda que seria justificável”. Sem meias palavras,
frase, por semelhança com a primeira os peritos dizem algo mais ou menos
assim: os americanos estão nadando
a) um advérbio. em riqueza e, como não têm do que se
b) um adjetivo. queixar, adquiriram o costume neurótico
c) um substantivo. de desentocar medos irracionais para
d) um verbo. projetá-los no admirável mundo novo ao
e) uma preposição. redor (...).
Os candidatos à ansiedade são, assim,
bem mais numerosos e bem menos ociosos

20
do que pensam o psicoterapeuta e o c) pela ênfase no gênero masculino, que no
sociólogo. caso representa um sexo determinado.
d) pelo objetivo de cercar o substantivo
"homem" de uma atmosfera afetiva.
(Adaptado de:COSTA J.F. A ansiedade da
e) pela posição sintática da expressão "o
opulência. Folha de São Paulo. 19 de
homem" na oração.
março de 2000.)
15. Associe as palavras sublinhadas na
13. (UFRGS) Considere as seguintes segunda coluna com as atribuições que a
afirmações acerca do uso de artigos. elas são conferidas, enumeradas na
primeira coluna.
a) Caso tivéssemos uma condição em vez de
condição, não haveria alteração no sentido (1) Acompanha um nome e indica posse.
global da frase. (2) Nomeia um ser.
b) O artigo indefinido uns poderia substituir o (3) Expressa uma qualidade.
definido os em os americanos(...), sem (4) Expressa uma ação.
que houvesse alteração no sentido da (5) Expressa uma circunstância.
frase em questão.
c) As duas ocorrências do artigo definido o ( ) A palavra humor vem do latim
anteposto às palavras psicoterapeuta e ( ) que se movimenta internamente
sociólogo no final do texto poderiam ser ( ) O mau humor, em geral, é maior do que
substituídas por um indefinido sem mudar nossa consciência
o sentido da frase. ( ) Com bom humor criamos novas soluções
( ) modificamos o ambiente
Quais estão corretas?
a) Apenas l. A seqüência numérica correta, na segunda
b) Apenas ll. coluna, de cima para baixo, é
c) Apenas l e lll.
d) Apenas ll e lll. a) 2 - 5 – 1 – 3 – 4.
e) l, ll e lll.
b) 3 – 4 – 2 – 5 – 1.
c) 4 – 3 – 5 – 1 – 2.
Não existe nada que o homem mais tema do d) 5 – 1 – 4 – 2 – 3.
que ser tocado pelo desconhecido. Ele quer e) 1 – 2 – 3 – 4 – 5.
saber quem o está agarrando; ele o quer 16. Assinale a opção em que a mudança de
reconhecer ou, pelo menos, classificar. O gênero da palavra sublinhada implica sua
homem sempre evita o contato com o alteração semântica.
estranho. De noite ou em locais escuros o
terror diante de um contato inesperado pode (A) O estudante não quis acreditar em seu
converter-se em pãnico. desempenho.
(B) O dentista solicitou uma radiografia
14. O uso do artigo definido na expressão "o panorâmica.
homem" pode ser explicado. (C) O adolescente não demonstra
responsabilidade.
a) porque, no caso, trata-se de um ser (D) O moral foi afetado pelas atitudes
específico dentro de seu grupo. daquele individuo.
b) pela intenção de que o substantivo por ele (E) O gerente do banco não quis visar o
determinado se refira à totalidade de um cheque.
grupo.

21
17. “A mãe dirige-se ao filho de vinte anos: (B) doutor
- Filhinho, venha cá!” (C) estudante
(D) criança
O diminutivo de filho denota: (E) capital

(A) tamanho
(B) ironia
(C) forma
(D) ênfase
(E) afetividade

18. Assinale a frase em que o uso do artigo é


facultativo:

(A) Ele não conhece a casa dos irmãos.


(B) Nunca se referiu à Roma dos césares.
(C) Cinema é o meu assunto preferido.
(D) Todos os convidados se retiraram.
(E) Todas as pessoas presentes à reunião
falaram.

19. Assinale a opção em que o termo grifado,


quando posposto ao substantivo, muda de
significado e passa a pertencer a outra classe
de palavras.

(A) complicada solução


(B) certos lugares
(C) inapreciável valor
(D) engenhosos métodos
(E) extraordinária capacidade

20. Assinale a opção em que os dois


elementos não admitem flexão de gênero.

(A) Inglesa pálida


(B) criatura semelhante
(C) jovem leitor
(D) moça ideal
(E) alguns mestres

21. (FDRH) A palavra Especialista tem uma


única forma para designar tanto seres do
sexo masculino como do sexo feminino,
podendo ser usada tanto com o artigo o
quanto com o artigo a. Esse também é o caso
da palavra
(A) indivíduo

22
CLASSES GRAMATICAIS

01. A
02. B
03. C
04. A
05. C
06. C
07. A
08. D
09. D
10. D
11. D
12. D
13. A
14. B
15. A
16. D
17. E
18. C
19. B
20. B
21 C

23
CONCORDÂNCIA

Concordância verbal

Regra geral da concordância verbal

• Verbos impessoais

1) Verbo Haver

O verbo haver é impessoal ( permanecendo na 3o. pessoa do singular) quando significa : existir,
acontecer, ocorrer. Formando locução com outro verbo, a impessoalidade a ele se estenderá.
Ex.: Comentam que vai haver trocas na direção!
Havia vinte interessados.
Aqui houve mudanças.

2) Verbo Fazer
Esse verbo é impessoal, mantendo-se na 3o. pessoa do singular e não apresentando sujeito,
quando indicar: tempo e temperatura. A impessoalidade será transmitida para o outro verbo,
quando houver locução.
Ex.: Está fazendo trinta anos que me formei.

Faz dois meses que recebemos a carta.

.
3) Verbo Ser
É impessoal quando se refere a Horário, Data e Distância. Nesses casos, não há sujeito, e a
concordância será feita com o predicativo.
Ex.: Hoje são 29 de abril.
Hoje é dia 29 de abril.
Eram duas horas em Porto Alegre.
Daqui até Caxias do Sul são 230 km.

4) Verbos que indiquem fenômeno da natureza:

Choveu ontem.
Ventou demasiadamente.

Quando a frase possuir sentido figurado, haverá sujeito, e o verbo concordará com
ele:Choveram papeizinhos coloridos sobre os soldados que desfilavam. Sujeito simples:
papeizinhos coloridos
O vento soprava muito forte naquela tarde. Sujeito simples: o vento

24
• A voz passiva sintética

Em expressões do tipo “vendem-se casas”, o verbo deve concordar com a palavra que o
acompanha, porque ela é o sujeito, a menos que venha precedida de preposição.
Assim, na frase vendem-se casas, a palavra casa não é objeto direto, como se poderia
pensar ao primeiro exame, mas sujeito. A frase deve ser entendida assim:

Casas são vendidas.

Observe os exemplos a seguir:


Aluga-se uma casa.
Alugam-se duas casas.
Consertam-se relógios.

Se o termo que acompanha o verbo vier preposicionado, não será sujeito (porque o sujeito
não pode ser preposicionado), e o verbo ficará no singular:

Precisa-se de funcionários

Às vezes, aparece junto ao verbo uma expressão preposicionada, e o sujeito vem mais
afastado:

Vêem-se, desta janela, os raios do sol. = Os raios do sol são vistos desta janela.

• Casos especiais

1) Expressões fracionárias ou partitivas == o verbo poderá ficar no singular ou ir para o plural.


Ex.: A maioria desses acidentes pode ( podem ) ser evitado ( evitados ).
Três quintos do teste foi ( foram ) de questões objetivas.
Mais da metade dos professores utiliza ( utilizam ) o quadro-branco.

2) Expressões de tratamento = verbo 3o. pessoa


Ex.: Vossa senhoria, queremos parabenizá-la pela sua nova conquista.
Criado por zambeli
3) Sujeito posposto ao verbo ( faltar, restar, sobrar, existir, ocorrer, acontecer, bastar, etc..)
Ex.: Faltam poucas vagas para o simulado.
Existem pessoas desagradáveis nesta turma!

Exercícios

1-Assinale a opção que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

1. _____________ (Existia OU existiam) muitos problemas para resolver.


2. _____________ (Havia OU haviam) muitos problemas para resolver.
3. _____________ (Deve OU devem) existir dúvidas.

25
4. _____________ (Deve OU devem) haver dúvidas.
5. _____________ (Aconteceu OU aconteceram) alguns incidentes.
6. _____________ (Houve OU houveram) alguns incidentes.
7. No próximo concurso, _______________ (haverá OU haverão) muitos inscritos.
8. No próximo concurso, _____________ (vai OU vão) haver muitos inscritos.
9. Ninguém acreditava que ___________ (houvesse OU houvessem) tantos inscritos.
10. Ninguém acreditava que ___________ (pudesse OU pudessem) haver tantos inscritos.
11. Ninguém acreditava que ___________ (houvesse OU houvessem) ocorrido tantos
acidentes.
12. Ele não imaginava que ____________ (tivesse OU tivessem) existido tantas dúvidas.
13. Eles disseram que __________ (havia OU haviam) feito o possível.
14. A verdade é que não _______ (há OU hão OU existe OU existem) mais dúvidas a respeito
do caso.
15. O fato é que ____________ (houve OU houveram OU aconteceu OU aconteceram) dois
acidentes.
16. Só nos veremos daqui _____ (a OU há) duas semanas.
17. Não nos vemos _______ (a OU há OU hão) duas semanas.
18. Não nos vemos _______ (faz OU fazem) duas semanas.

19. ______________ (Conserta-se OU consertam-se) eletrodomésticos.


20. ______________ (Procura-se OU procuram-se) os culpados.
21. O governo é favorável a que se __________ (taxe OU taxem) as propriedades
improdutivas.
22. Ainda não se __________ (fez OU fizeram) os estudos solicitados.
23. Ainda não se __________ (atingiu OU atingiram) as metas estabelecidas pelo governo.
24. Numa final não se ___________(admite OU admitem) erros desse tipo.
25. __________ (Devem-se OU deve-se) evitar discussões inúteis.
26. _____________ (Precisa-se OU precisam-se) de atendentes.
27. Não se _______________ (necessita OU necessitam) mais de todos esses documentos.
28. Não se __________ (pode OU podem) acreditar em tantas mentiras.
29. __________ (Deve-se OU devem-se) aspirar a cargos mais altos.
30. Nestas terras se _________ (morre OU morrem) de frio e de fome.
31. Nas cidades do sul se _______ (vive OU vivem) melhor.

2) Classifique

1 – se – partícula apassivadora
2 – se – índice de indeterminação do sujeito

a) Aspira-se a um bom cargo público. ( )


b) Não se viram certas pessoas na festa ( )
c) Dorme- se mal neste quarto. ( )
d) Joga-se futebol no sábado. ( )
e) Aqui se caminha rápido! ( )
f) Debateram- se essas questões na palestra. ( )
g) Venderam-se vacas coloridas neste leilão. ( )
h) Acredita-se nos políticos. ( )
i) Necessitava-se do gabarito da prova. ( )

26
Questões

01) Assinale a frase em que há erro de concordância verbal:


(A) Um ou outro escravo conseguiu a liberdade.
(B) Não poderia haver dúvidas sobre a necessidade da imigração.
(C) Faz mais de cem anos que a Lei Áurea foi assinada.
(D) Deve existir problemas nos seus documentos.
(E) Choveram papéis picados nos comícios.

02) ............ anos que não se colhem bons frutos; ........ pragas a assolarem os pomares.
(A) faz – deve haver (D) faz – devem de haver
(B) fazem – deve haver (E) faz – devem haverem
(C) fazem – devem haver

03) “ Quando ......... os técnicos contratados espera-se que a direção das empresas .....as
providências necessárias para hospedá-los.”
(A) chegaram – tomem (D) chegarem – tomem
(B) chegar – tomem (E) chegarem – tome
(C) chegar – tome

04) Fardas militares de guerrilheiros amazônicos passeiam pelos “shoppings”. Mas é curioso:
essa mesma fabricação imaginária que santifica a natureza contribui para agravar ainda mais
a selvageria nas cidades.
Considere as seguintes sugestões de substituição de palavras dos períodos acima.
I. Substituição da palavra fardas ( linha 1) por uniforme.
II. Substituição da expressão fabricação imaginaria (linha 1) por mitos fabricados.

Tais substituições acarretariam ajustes de concordância nas frases em que ocorressem. Assinale
a alternativa que apresenta o número de outras palavras que deveriam ser obrigatoriamente
modificadas nos casos I e II, respectivamente.
(A) 1- 2 (B) 1- 3 (C) 2-3 (D) 2 – 4 (E) 4 – 4

05) No trecho “ Todo esse discurso pró-MPB seria vazio se vários dos CDs lançados pelo CPC-
Umes não fossem muito bons”, se colocarmos no plural o substantivo discurso, quantas
outras palavras teriam que adequar sua concordância?
(A) três (B) quatro (C) duas (D) cinco (E) seis

06) Na frase “Não há enciclopédias sem erros”, a forma verbal assinalada poderia ser
substituída, sem prejuízo da correção gramatical, por
(A) pode existir. (B) pode haverem. (C) podem haver. (D) podem existir. (E)
podem existirem.

07) Assinale a única alternativa em que a concordância verbal atende à norma culta da língua:
(A) Pode haver leituras menos otimistas sobre o assunto.

27
(B) Já faziam vários anos que não se publicavam dados sobre a expansão demográfica
brasileira.
(C) Houveram censos que indicaram aceleração na taxa de escolaridade.
(D) Existe dados que confirmam “performances” animadoras.
(E) É fundamental que hajam mecanismos capazes de garantir qualidade e eficiência ao nosso
ensino.

08) “Com sorte, a pessoa podia apaixonar-se depois de casada.” Se substituíssemos a apalavra
“pessoa” por “noivos”, quantas outras palavras sofreriam ajustes de concordância?
(A) Uma (B) Duas (C) Três (D) Quatro (E) Cinco
09) “Umas dizem que as crianças bombardeadas por horas diárias de televisão violenta e
pornográfica formam-se à sua imagem e semelhança e por isso são bandidas,
insubordinadas e avessas ao estudo, em escala realmente crescente.”
No trecho acima, se substituíssemos as crianças por “o adolescente”, quantas outras palavras
sofreriam ajustes de concordância?
(A) 4 (B)5 (C) 6 (D) 7 (E) 8

10) Considere as frases abaixo.


I. Houve protesto em várias capitais.
II. Não se tolera falta ao serviço.
III. Restou, depois do incêndio, apenas objeto imprestável.
Pluralizando a palavra ou expressão sublinhada, o verbo passaria para o plural na (s) frase (s)
(A) I e II. (B) II e III. (C) I e III (D) III (E) II.

11) Indique a opção correta, no que se refere à concordância verbal, de acordo com a norma
culta:
(A) Haviam muitos candidatos esperando a hora da prova.
(B) Choveu pedaços de granizo na serra gaúcha.
(C) Faz muitos anos que a equipe do IBGE não vem aqui.
(D) Bateu três horas quando o entrevistador chegou.
(E) Fui eu que abriu a porta para o agente do censo.

12) Assinale a opção em que há concordância inadequada:


(A) A maioria dos estudiosos acha difícil uma solução para o problema.
(B) A maioria dos conflitos foram resolvidos.
(C) Deve haver bons motivos para a sua recusa.
(D) De casa à escola é três quilômetros.
(E) Nem uma nem outra questão é difícil.

13) Considere as frases abaixo:


1. Dá-se aula de natação.
2. Precisa-se de político honesto.

28
3. Está havendo abuso no preço dos remédios.
Pluralizando-se a palavra ou expressão sublinhada nas frases acima, o verbo passaria para
o plural:
(A) nas frases 1 e 3. (C) nas frases 2 e 3. (E) apenas na frase
3.
(B) nas frases 1 e 2. (D) apenas na frase 1.

14) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto na seqüência em


que elas aparecem. “O avanço do conhecimento é normalmente concebido como um processo
linear, inexorável, em que as descobertas são aclamadas tão logo venham à luz, e no qual as
novas teorias se _____ com base na evidência racional. _____ os entraves da religião desde o
século 17, o conhecimento _____ florescendo de maneira livre, contínua.”
(A) impõem – Afastados – vêm (D) impõe – Afastado – vem
(B) impõem – Afastado – vêm (E) impõem – Afastados – vem
(C) impõe – Afastados – vêm

15) Se substituíssemos Os negros por O povo africano, quantas outras palavras da frase
deveriam ser modificadas para fins de concordância? (Os negros, porém, ao longo de todo o
período colonial, tentaram superar a diversidade de culturas que os dividia, juntando
fragmentos das mesmas mediante procedimentos diversos, entre eles a formação de
quilombos e a realização de batuques e calundus.)
(A) Nenhuma. (B) Uma. (C) Duas. (D) Três. (E) Quatro.

16) Obviamente, esse processo acontecerá progressivamente, mas nem por isso deverá
ocorrer sem a nossa vigilância e a nossa participação ativa. Haveremos de estar atentos todas
as vezes em que se cometerem disparates nesse setor.

Caso o segmento esse processo (linha 08) fosse substituído por “tais transformações”, alguns
ajustes de concordância seriam necessários no período. Deveriam sofrer ajuste, nesse caso,
(A) uma forma verbal, apenas.
(B) duas formas verbais, apenas
(C) três formas verbais, apenas.
(D) uma forma verbal e um advérbio.
(E) duas formas verbais e um advérbio.

17) As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadas na frase:


(A) O olhar dos velhinhos que ficam horas nas janelas sempre expressaram seu interesse pelo
mundo.
(B) Pouca coisa, em meio a tantas novidades da vida moderna, são capazes de deixar
perplexas as crianças de hoje.
(C) Ninguém fica tanto tempo nas janelas das casas sem matutarem sobre o sentido do que
vêem.
(D) Não importa o que sejam, se um cachorro ou o planeta Marte, qualquer imagem são
capazes de atrair as atenções do nosso olhar.
(E) Suspeitamos sempre que as riquezas que nos oferece o mundo parecem exceder o limite
da nossa compreensão.

29
18) O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se no plural para preencher
corretamente a lacuna da frase:
(A) Nunca ...... (deixar) de nos afetar o que virmos pelas janelas abertas para o mundo.
(B) Sempre me ...... (afetar) as imagens do mundo que estiver observando, não importa de
qual janela.
(C) Não ...... (costumar) atemorizar as crianças aquilo que elas vêem nas janelas da Internet.
(D) A mudança das janelas de uma casa para as da Internet ...... (implicar) profundas
transformações nos hábitos das pessoas.
(E) Não ...... (convir) às crianças ficar um tempo demasiadamente longo diante de um
monitor.

19) Quanto à concordância verbal, a frase inteiramente correta é:


(A) Atribuíam-se às águas da Fonte da Juventude o poder de rejuvenescimento de quem delas
se servisse.
(B) Quanto mais tende a ganhar expansão os limites da juventude, mais tendem os homens a
subestimar a experiência dos mais velhos.
(C) Preconceitos contra os velhos sempre houveram, sobretudo a partir da excessiva
valorização dos atributos da juventude.
(D) Não se condenem os moços por essa idolatria que, embora os favoreça, não nasce como
iniciativa deles.
(E) Destacam-se entre as conseqüências dessa idolatria a exclusão dos velhos, injustamente
vistos como improdutivos.

20) As formas verbais havia saído e tivessem encontrado preenchem corretamente as


lacunas da frase:
(A) Se ela já ...... , não era possível que você ou eu a ......... .
(B)) Tua irmã já ...... , e eles lamentaram muito que não a ...... .
(C) Mesmo que ela ...... , se eles corressem provavelmente a ........ .
(D) Imaginando que ela ...... , eles foram ao parque para que a ......... .
(E) É possível que ela ...... , e se eles a procurassem provavelmente a ...... .

1–D 6–D 11- C 16- B


2- A 7–A 12- D 17- E
3–E 8–C 13-D 18- B
4–D 9–C 14-E 19- D
5–B 10 - B 15-C 20- B

30
CONCORDÂNCIA NOMINAL

Regra geral

Os artigos, os pronomes, os numerais e os adjetivos concordam com o substantivo a que


eles se referem.

Casos especiais

1) Adjetivo + substantivos de gênero diferente: concordância com o termo mais próximo.


Ex.: Zambeli conheceu belos caminhos e ruas em Roma
Zambeli conheceu belas ruas e caminhos em Roma.

2) Substantivos de gênero e número diferentes mais adjetivo: concordância com o termo mais
próximo ou uso do masculino plural.
Ex.: Aluno e aluna compreensivos.
Aluno e aluna compreensiva.

Atenção

3) ANEXO

Seguem anexos os contratos.

4) SÓ

Joana ficou só em casa. (sozinha)

Lúcia e Lívia ficaram sós. (sozinhas)

Depois da guerra só restaram cinzas. (apenas)

Eles queriam ficar só na sala. (apenas)

Observação

A locução adverbial a sós é invariável.

5) OBRIGADO

“muito obrigada”, disse a aniversariante aos convidados!

31
6) BASTANTE

Recebi bastantes flores.


Estudei bastante.

7) TODO, TODA, TODO O , TODA A

Todo aluno tem dificuldades nos estudos.


Todo o clube comemorou a chegada do jogador.

8) É BOM, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO, É PERMITIDO

Vitamina C é bom para saúde.

É necessária muita paciência.

9) MEIO

Tomou meia garrafa de champanhe.

Isso pesa meio quilo.

A porta estava meio aberta.

Ele anda meio cabisbaixo.

Outras palavras

Exercícios

1. Complete as lacunas com a opção mais adequada:


a) É _____________ (proibido OU proibida) entrada de estranhos.
b) É _____________ (proibido OU proibida) a entrada de estranhos.
c) Não é _______________ (permitido OU permitida) a afixação de cartazes.
d) Saída a qualquer hora, nesta empresa, não é _____________ (permitido OU permitida).
e) Aqui, bebida não é ______________ (permitido OU permitida).

32
f) Demissão em massa não é ____ (bom OU boa) para o governo.
g) Bebeu um litro e _________ (meio OU meia) de conhaque.
h) Respondeu tudo com __________ (meio OU meias) palavras.
i) Ela ficou ___________ (meio OU meia) nervosa.
j) Ela estava ___________ (meio OU meia) estressada.
k) São alunos _________ (meio OU meios) irrequietos.
l) Eles comeram ______________ (bastante OU bastantes).
m) Os atletas saíram ______________ (bastante OU bastantes) cansados.
n) Já temos provas _______________ (bastante OU bastantes) para incriminar o suspeito.
o) Os opositores ficam _____ (só OU sós).
p) _____ (Só OU Sós) os opositores saíram da sala.
q) _____ (Só OU Sós) vocês duas não irão à festa.
r) _____ (Só OU Sós), vocês duas não irão à festa, arranjem companhia.

Questões
1) “Queremos bem __________ nossa opinião e nossos argumentos, deixando _______, sem
possibilidade de outra interpretação, as palavras _____ expressam.”
(A) claro – escrito – o
(B) clara – escritas – os
(C) claros – escrito – as
(D) clara – escrito – o
(E) claros – escritas – as

2) Considere as frases que seguem com relação à concordância nominal:


I. A aplicação do dinheiro não foi bem explicado.
II. Ainda hoje será divulgado pelo rádio uma nota explicativa.
III. Ao meio-dia e meia partirá a comitiva.

Quais estão corretas?


(A) apenas I
(B) apenas II
(C) apenas III
(D) I e III
(E) I, II e III

3) Observe as frases:
I - É proibida a entrada.
II - É proibido entrada.
III - É proibido a entrada.

Está (ao) certa (s) :


(A) I
(B) II
(C) III
(D) I e II
(E) todas

33
4) "Toda a verdade dos fatos_______________ainda que_____as revelações".
(A) será apurado, doa
(B) será apurados, doa
(C) serão apurados, doa
(D) serão apurada, doam
(E) será apurada, doam

5) Quanto à concordância nominal e verbal, assinale:


I – Todos estavam meios cansados, porque já era meio-dia e meia e fazia muito calor.
II – Fazem 30 anos que nos conhecemos.
III – Nenhum dos presentes à festa souberam dizer se houveram tiros dentro ou fora da casa,
durante o assalto.

(A) Apenas I está correta


(B) Apenas II e III estão corretas
(C) Se todas estão corretas
(D) Apenas II está correta
(E) todas estão incorretas

6) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas da frase apresentada: “ A


apostila e o caderno de atividades____ são ______ didáticos, mas ainda é _____ a reformulação
de alguns testes.”
(A) nova – bastantes – necessárias
(B) novas – bastante – necessária
(C) novos – bastante – necessária
(D) novos – bastantes – necessário
(E) novo – bastantes – necessário

7) Assinale a única alternativa correta quanto à concordância nominal prescrita pela norma
culta da língua.
(A) Não temos a mínima idéia do quão equivocada algumas dessas concepções podem ser.
(B) As contradições entre as atitudes dos médicos e o respeito à criança passam, em geral,
despercebida.
(C) A busca do bom senso na educação tornou-se um grande desafio a ser enfrentada pelos
educadores e pais.
(D) Ao negarmos alguns direitos básicos da criança, em nome da sua proteção, a falta de
bom senso na nossa relação com elas é ampliada.
(E) Por enquanto, muitos pais e professores não são capaz de garantir autonomia para as
crianças.

8) Sempre _____ ao homem as medidas que ele julga ____ para deixar o relacionamento entre
as pessoas mais ______ .
(A) cabe - necessário – solidários
(B) cabe - necessárias - solidárias
(C) cabem - necessárias - solidário

34
(D) cabe - necessário - solidário
(E) cabem - necessário - solidário

9) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas.


(I) Correm _______ aos processos vários documentos.
(II) São ______ inteligentes.
(III) É ______ entrada de pessoas estranhas.

(A) anexo – bastante – proibida


(B) anexos – bastante – proibido
(C) anexos – bastantes – proibida
(D) anexos – bastantes – proibido
(E) anexo – bastantes – proibida

10) Ele ____ irá mandar ___ ao boletim ____ provas.


(A)mesmo – anexos – bastantes
(B) mesmos – anexo – bastante
(C) mesmas – anexo – bastante
(D) mesmo – anexas – bastantes
(E) mesmas – anexos – bastante

11) É ________ discussão entre alunos e alunas ____ ao mesmo ideal. Mesmo que essa
atividade seja ____ confusa, dela saem ____ idéias interessantes.
(A) necessário – voltados – meio – bastantes
(B) necessário – voltadas – meia – bastante
(C) necessária – voltadas – meio – bastantes
(D)necessária – voltados – meia – bastante
(E) necessário – voltadas – meia – bastantes

12) O caso de concordância nominal inaceitável aparece em


(A) Nunca houve divergências entre mim e ti.
(B) Ele tinha o corpo e o rosto arranhados.
(C) Recebeu o cravo e a rosa perfumado.
(D)Tinha vãs esperanças e temores.
(E) É necessário certeza.

13) Indique a frase em que a palavra só é invariável.


(A) Eles partiram sós, deixando-me para trás aborrecida e bastante magoada.
(B) Chegaram sós, com o mesmo ar exuberante de sempre.
(C) Sós, aquelas moças desapareceram, cheias de preocupações.
(D)Aqueles jovens rebeldes provocaram sós essa movimentação.
(E) Depois de tão pesadas ofensas, prefiro ficar a sós a conviver com essa agressiva
companhia.

14) Assinale a alternativa incorreta:


(A) Todo o homem é racional.

35
(B) Todas as pessoas ficaram apavoradas.
(C) Todo o prédio soube do fato.
(D) É permitida a entrada de guardiões.
(E) O sapato e a blusa preta estavam manchados de sangue.

RESPONDA ÀS QUESTÕES DE 15 A 27, TENDO EM VISTA A CONCORDÂNCIA DAS PALAVRAS.


ASSINALE PARA CADA QUESTÃO:

(A) se apenas I e II estiverem corretas


(B) se apenas I e III estiverem corretas
(C) se apenas II e III estivem corretas
(D) se I, II e III estiverem corretas

QUESTÃO 15
I. Alguns de nós sabíamos das alterações do programa.
II. Os Estados Unidos promoveram uma revolução no combate ao terrorismo.
III.Pai e mãe compreensivo.
QUESTÃO 16
I. Há pessoas meio apreensivas com a crise atual.
II. Julgaram desonestas sua atitude e seu envolvimento com os funcionários.
III. É necessário liberdade para promovermos o bem comum.

QUESTÃO 17
I. Como estava meio agitada com os fatos, foi dispensada do serviço.
II. As certidões anexas deverão ser encaminhadas ainda hoje.
III. O comentário entre os candidatos foi que os resultados foram os mais transparentes
possíveis.

QUESTÃO 18
I. As pessoas têm conhecimento de si mesmas.
II. Disseram-me que faltou gráficos e desenvolvimento na elaboração da monografia.
III.A garotinha tinha bastantes qualidades, mas nunca ficava entre as mais bem colocadas.

QUESTÃO 19
I. Só agora se estabeleceu novas metas da atuação.
II. Deve fazer meses que ele me procurou.
III.A verdade é que não podem existir soluções para esses problemas.

QUESTÃO 20
I. Eu estou quite com a vida! Opa! Nós estamos quites!
II. Realizadas as audiências e ouvidas as partes, o juiz deu a sentença.
III.Tinha menos coragem do que eu.

QUESTÃO 21
I. Elas estavam bastantes zangadas.
II. Luana e Patrícia só querem namorar homens mais maduros.
III. Ele comeu duas meias fatias de bolo.

36
QUESTÃO 22
I. A prudência é necessária em qualquer atividade.
II. As irmãs estavam sempre sós.
III. Eles próprio seriam os beneficiários.

QUESTÃO 23
I. Comprei laranjas e uma melancia maduros.
II. Tivemos um dia e uma noite agitada.
III.Ganhou sapatos e um chapéu novo.

QUESTÃO 24
I. Mostrou invulgar dinamismo e inteligência na execução da tarefa.
II. Vinham pela calçada uma jovem e um cachorrinho vira-lata.
III.Havia jornais e revistas espalhadas por toda sala.

QUESTÃO 25
I. Ele vestia camisa e paletó escuros.
II. Ele vestia camisa e paletó escuro.
III. Ele vestia camisa e paletó escuras.
QUESTÃO 26
I. Ela tem marido e filho dedicado.
II. Ela tem marido e filho dedicados.
III. Enviamos jornais e revistas ilustrados

QUESTÃO 27
I. Realizado o trabalho, todos saíram..
II. Cumpridas as exigências, ela pode fazer a prova.
III. Vossa Alteza é muito bondoso.

Gabarito
1- B 4 – E 7 – D 10 – D 13 – E 16- B 19- C 22- A 25- A
2 – C 5 – E 8 – C 11 – A 14 – A 17- D 20- D 23- C 26- D
3 – D 6 – C 9 - B 12 – C 15- A 18- B 21- C 24- D 27- D

37
Regência Verbal

Transitivos Diretos – exigem um complemento sem preposição, chamado de objeto direto.


Ex.: Zambeli ganhou uma agenda nova.
Transitivos Indiretos – exigem um complemento preposicionado, chamado de objeto
indireto.
Ex.: A cidade resistiu ao bombardeio.
Transitivos Direto e Indireto – exigem um objeto direto e um objetos indiretos.
Ex.: Enviou um e-mail ao professor Zambeli!

DICA ZAMBELIANA :
! as preposições que geralmente introduzem o objeto indiretos são: de, com,
por , em, a, para.
! No caso de você hesitar em classificar em verbo como transitivo direto ou
indireto, lembre-se de que SÓ os diretos têm passiva.
! É bom lembrar que os pronomes oblíquos O, A, OS, AS funcionam como
objeto direto

Regência de alguns verbos:

1) Aspirar
(A) = respirar – é VTD. Ex.: Ele aspirou o gás.
(B) = desejar, pretender – é VTI. Ex.: Alexandre aspira ao sucesso!

2) Assistir
(A) = ver – é VTI. Ex.: Eu assisto ao filme.
(B) = socorrer – é VTD. Ex.: Assistimos o rapaz acidentado!

3) Esquecer / lembrar
(A) quando desacompanhados de pronome oblíquo, são VTD
Ex.: Esqueceste os faróis acesos.
Lembramos o recado do professor
(B) quando acompanhado de pronome oblíquo, são VTI
Ex.: Tu te esqueceste do compromisso.
Eu me lembrei de você ontem!

4) Agradar
(A) = ser agradável, contentar – é VTI. Ex.: O governo estadual tomou medidas que agradaram à
população.
(B) =fazer carinho – é VTD. Ex.: Quando a mãe agradou o filho, nós nos emocionamos.

5) Implicar
(A)= acarretar – é VTD. Ex.: Esta medida implica novos sacrifícios.
(B)= embirrar, ter implicância. É VTI. Ex.: Implicas muito com tua sogra ?

6) Pagar/perdoar
(A) Paga-se o que se deve. Perdoa-se alguma coisa.
Ex.: Paguei o empréstimo. Perdoa nosso erros.

38
(B) Paga-se a quem se deve. Perdoa-se a alguém.
Ex.: Ana jamais perdoará ao seu namorado!
Zambeli pagou ao banco sua dívida.
7) Obedecer/ desobedecer
VTI = prep. A – Ex.: Zambeli nunca obedece ao sinal de trânsito.

8) Constar
(A) No sentido de “ ser composto de”, constrói-se com a preposição DE:
Ex.: A prova do concurso constará de trinta questões objetivas.
(B) No sentido de “estar incluído, registrado”, constrói-se com a preposição EM:
Ex.: Seu nome consta na lista de aprovados do concurso!

9) Preferir - VTDI
Prefere-se A a B ( não “ mais A do que B”)
Ex.: Prefiro o chocolate quente à cerveja gelada.

10) Responder
VTI = responde-se A alguma coisa.
Ex.: Respondi ao questionamento do policial.

11) Obedecer – VTI


Ex.: Obedeça ao patrão. = obedeça-lhe.

12) Querer
(A) VTD = no sentido de “desejar”
Ex.: Quero minha liberdade de expressão!

(B) VTI = no sentido de “ gostar de, amar, querer bem”


Ex.: Eu quero muito ao amor da minha vida!

13) Namorar
VTD – Ex.: Namoro Ana há cinco anos!

14) Usufruir
VTD- Ex.: Usufrua os benefícios da fama!

15) Atender
(A) VTD – quando se refere a pessoas
Ex.: Atenda o cliente, Cleuza!
(B) VTI- quando se refere a pessoas ou “coisas”
Ex.: Atenda ao telefone!

16) Chegar/ ir –
VI – não precisa de complemento; ao significarem deslocamento de um lugar a outro, por
meio de movimento próprio, são regidos pela preposição “a”.
Ex.: Na hora marcada, chegue ao local combinado!

39
17) Visar –
(A) VTD – quando significa “mirar”
Ex.: O atirador visou o alvo certo!
(B) VTI – quando significar “ almejar, ter por objetivo”
Ex.: Visamos ao sucesso no vestibular de verão!
(C) VTD- quando significa “assinar”
Ex.: Você já visou o chegue?
18) Morar
VI – porém regido pela preposição “em”
Ex.: Todos sabiam que ele morava na rua de baixo!

19) Proceder
VTI (a) – iniciar, dar andamento. Ex.: Logo procederemos à reunião.
VTI (de) – originar-se. Ex.: Ele procede de boa família.
VI – ter lógica. Ex.: Teus argumentos não procedem

EXERCÍCIOS

1) Coloque V para verdadeiro ou F para falso, observando a regência verbal das orações
abaixo.
a) ( ) Ricardo simpatizava com o colega.
b) ( ) O gerente visou o cheque.
c) ( ) Fomos assistir à peça teatral.
d) ( ) Voltamos da praia ontem.
e) ( ) O atirador visou o alvo e acertou na mosca.
f) ( ) O médico assistiu a paciente.
g) ( ) Lembraste Carla. Sim, lembrei-me dela
h) ( ) O candidato visava à vaga.
i) ( ) Eu quero muito bem aos meus alunos.
j) ( ) Os filhos muitas vezes não obedecem os pais.
l) ( ) Prefiro ser punido do que obedecer o curso.
m)( ) Mais tarde iremos no curso.
n) ( ) Ninguém se lembrou daquele colega.
o) ( ) Estudar implica esforço.
p) ( ) Ele agiu sem visar a um reconhecimento.
q) ( ) O advogado informou seus clientes a mudança nos honorários.
r) ( ) Depois de passar no concurso, pretendo usufruir das minhas férias.
s) ( ) Paulo não perdoou o amigo.

2) Utilize o pronome oblíquo adequado (o, a, os, as, lhe, lhes), adaptando-o se
necessário.
a) Ela não ___ amava, mas não ___ desobedecia.
b) Queremos convidar-___ para uma viagem inesquecível.
c) Desde que ___ vi, minha vida não é mais a mesma.
d) Perdoei-___ no mesmo dia, pois é meu grande amigo.
e) Informo-___ de que deve sair agora.

40
f) Informo-___ que deve sair agora.
g) Todos ___ odiavam.
h) Incumbiram-___ de tarefas muito difíceis.
i) Quem ___ autorizou a entrada neste setor?
j) Quando ___ encontro, não ___ cumprimento.
l) Não desejava incomodar-___.
m)Cientifique-___ que os horários foram modificados.
n) Cientifique-___ de que os horários foram modificados.
o) A professora não ___ respondeu satisfatoriamente.
p) Todos ___ querem muito bem.

3) Complete com a preposição adequada, se preciso.


a) Precisamos de um chefe ___ cujas ordens todos obedeçam.
b) Vou apresentar-lhe a pessoa ___ cuja casa me hospedei.
c) É pelo estudo que conquistarás o posto ___ que aspiras.
d) A fazenda ___ que fomos ontem pertence a um amigo.
e) Os livros ___ que preciso são estes.
f) O debate ___ que procedemos vai ser extenso.
g) O jogo ___ que assistimos foi movimentadíssimo.
h) Esta é a mulher _________ que acredito.
i) O colega ___ quem desconfio não veio à aula hoje.
j) Este é o prédio ___ onde moram os meus pais.
l) Os fiscais constataram ___ que as normas não foram cumpridas.
m)A pessoa ___ quem lhe falei há pouco está aqui.
n) As teses ___ que me mantenho fiel são muito polêmicas.
o) O cargo ___ que ele visa é difícil de ser conquistado.
p) Este é o doce ___ que mais gosto.

Questões
1) Quanto ao amigos, prefiro João............Pedro, ......... quem sinto..........simpatia.
(A) a – por – menos
(B) do que – por – menos
(C) a – para – menas
(D) do que – com – menos
(E) do que – para - menas

2) As preposições sublinhadas na seqüência “ a impossibilidade de depender de uma só


carreira – às vezes aquela da qual mais se gosta”. São exigidas, respectivamente, por:
(A) impossibilidade e aquela
(B) depender e gosta
(C) impossibilidade e gosta
(D) depender e carreira
(E) depender e aquela.

41
3) Eis o livro...... a crítica faz elogios e ...... o estudante pode retirar informações válidas.
(A) a que – do qual
(B) a que – o qual
(C) de que – no qual
(D) em que – do qual
(E) que – no qual

4) Regência imprópria:
(A) Não o via desde o ano passado.
(B) Fomos à cidade pela manhã.
(C) Informou ao cliente que o aviso chegara.
(D) Respondeu à carta no mesmo dia.
(E) Avisamos-lhe de que o cheque foi pago.
5) A frase que não apresenta problema(s) de regência, levando-se em consideração a língua
escrita, é:
(A) Prefiro sair antes do que ficar até o fim da peça.
(B) O cargo a que todos visavam já foi preenchido.
(C) Lembrou de que precisava voltar ao trabalho.
(D) As informações que dispomos não são suficientes para esclarecer o caso.
(E) Não tenho duvidas que ele chegará em breve.

6) Apontar a frase com erro de regência verbal.


(A) Eu visitei a casa que você morou.
(B) Eu visitei a casa de que você foi desapropriada.
(C) Eu visitei a casa que você comprou.
(D) Eu visitei a casa a que você se referia.
(E) Eu visitei a casa em que ocorreu a assinatura do contrato.

7) Sempre ...... desobedeceu, embora..... quisesse muito, porque não suportava que
ninguém .......orientasse.
(A) o – o – o
(B) lhe- lhe – lhe
(C) lhe – o – o
(D) lhe – lhe - o
(E) o – lhe – o

8) Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma
culta da língua:
(A) Os sertanejos aspiram a uma vida mais confortável.
(B) Obedeceu rigorosamente ao horário de trabalho do corte de cana.
(C) O rapaz presenciou o trabalho dos canavieiros.
(D) O fazendeiro agrediu-lhe sem necessidade.
(E) Ao assinar o contrato, o usineiro visou, apenas, ao lucro pretendido.

9) O Departamento Pessoal ...... que julgou suficientes os conhecimentos ....o candidato


dispõe.

42
(A) informa-lhe – de que
(B) informa-o – a que
(C) informa-lhe de – que
(D) informa-o de – a que
(E) informa-lhe de – de que

10) A frase em que a expressão grifada contraria a norma culta é:


(A) Nada o demovia de seus propósitos.
(B) O jovem músico pretendia a ser um ótimo compositor.
(C) Seu gosto por música erudita é conhecido por todos.
(D) A discoteca referida consta de muitas centenas de Cds.
(E) Proibiram-no de executar sua irreverente composição.

11) Assinale a opção que completa corretamente as lacunas das frases:


I. O lugar ____ moro é muito pequeno.
II. Esse foi o número ____ gostei mais.
III. O filme ____ enredo é fraco, tem dado grande prejuízo.

(A) onde – que – cujo


(B) em que – de que – cujo o
(C) que – que – cujo o
(D) em que – de que – cujo
(E) no qual – do qual – cujo o

12) O “que” devidamente empregado só não seria regido de preposição na opção:


(A) O cargo ....... aspiro depende de concurso.
(B) Eis a razão ....... não compareci.
(C) Rui é o orador ....... mais admiro.
(D) O jovem ....... te referiste foi reprovado.
(E) Ali está o abrigo ....... necessitamos

13) "Ele não ..... viu". não cabe na frase:


(A) nos
(B) te
(C) lhe
(D) o
(E) me

14) Alguns demonstram verdadeira aversão ..... exames, porque nunca se empenharam o
suficiente ..... utilização do tempo ..... dispunham para o estudo.
(A) com - pela - de que
(B) por - com - que
(C) a - na - que

43
(D) com - na - que
(E) a - na - de que

15)Isso ..... autorizava ..... tomar a iniciativa.


(A) o - à
(B) o – a
(C) lhe – a
(D) lhe – de
(E) o - de

16) Observe o verbo que se repete: "aspirou o ar" e "aspirou à glória". Tal verbo:
(A) apresenta a mesma regência e o mesmo sentido nas duas orações
(B) embora apresente regências diferentes, ele tem sentido equivalente nas duas orações
(C) poderia vir regido de preposição também na primeira oração sem que se modificasse o
sentido dela
(D) apresenta regência e sentidos diferentes nas duas orações
(E) embora tenha o mesmo sentido nas duas orações, ele apresenta regência diferente em cada
uma delas

17) Emprego indevido de o:


(A) O irmão o abraçou.
(B) O irmão o obedeceu.
(C) O irmão o encontrou.
(D) O irmão o ouviu.
(E) O irmão o atendeu.

18) Assinale a opção em que as duas frases se completam corretamente com o pronome
lhe:
(A) Não ..... amo mais. / O filho não ..... obedecia.
(B) Espero-..... há anos. / Eu já ..... conheço bem.
(C) Nós ..... queremos muito bem. / Nunca ..... perdoarei, João.
(D) Ainda não ..... encontrei trabalhando, rapaz. / Desejou-..... felicidades.
(E) Sempre ..... vejo no mesmo lugar. / Chamou-..... de tolo.

19)Assinale a alternativa gramaticalmente correta:


(A) Não tenham dúvidas que ele vencerá.
(B) O escravo ama e obedece o seu senhor.
(C) Prefiro estudar do que trabalhar.
(D) O livro que te referes é célebre.

44
(E) Se lhe disserem que não o respeito, enganam-no.

20)Sendo o carnaval uma das festas ..... mais gosto, achei preferível ir ao baile ..... viajar para
a praia.
(A) que - à
(B) de que - a
(C) que - do que
(D) de que - do que
(E) das quais - que

21) Marque a alternativa incorreta quanto à regência verbal:


(A) Na verdade, não simpatizo com suas idéias inovadoras.
(B) Para trabalhar, muitos preferem a empresa privada ao serviço público.
(C) Lamentavelmente, não conheço a lei que te referes.
(D) Existem muitos meios a que podemos recorrer neste caso.
(E) Se todos chegam à mesma conclusão, devem estar certos.

22) Assinale a alternativa que completa convenientemente as lacunas abaixo:


I - Certifiquei ............ de que o prazo esgotara-se.
II - Recebi ............ em meu escritório.
III - Informo ............ que as notas fiscais estão rasuradas.
IV - Avisei ............ de que tudo fora resolvido.

(A) o - o - lhe – o
(B) o - lhe - lhe - o
(C) o - o - o - o
(D) lhe - lhe - o - o
(E) lhe - lhe -lhe- o

23) Assinale a alternativa que apresenta incorreção quanto à regência:


(A) Nós nos valemos dos artifícios que dispúnhamos para vencer.
(B) Ele preferiu pudim a groselha.
(C) O esporte de que gosto não é praticado no meu colégio.
(D) Sua beleza lembrava a mãe, quando apenas casada.
(E) Não digo com quem eu simpatizei, pois não lhe interessa.

24) Indique a alternativa que completa, respectivamente, as lacunas das frases abaixo de
acordo com a norma culta.
É uma situação _____ nunca nos esqueceremos.
A situação _____ chegamos é impar.
A reportagem, ____ teor discordei, foi censurada.
É uma revelação ____ os fatos merecem uma análise detalhada.
É uma situação _____ se deve evitar.

(A) que – em que – de cujos – que – que


(B) na qual – a que – cujo – cujos – que
(C) de que – a que – cujo – cujos – que
(D) na qual – em que – cujo – cujos – a que

45
(E) de que – a que – de cujo – em que – que

25) “É preciso____ haja mais escolas!” bradou o político. Seu assessor corrigiu-___ as
palavras, ___ pé do ouvido, dizendo “é preciso ____ haja mais escolas, excelência!”
(A) que – o – no – de que
(B) de que – lhe – ao – que
(C) que – lhe – no – que
(D) que – o – ao – de que
(E) de que – o – no – de que

26) Joaquim Nabuco desenvolveu uma análise do Brasil a partir do fenômeno da escravidão.
Caso a expressão a partir fosse substituída por apoiando-se, a preposição de
deveria ser substituída por em. Todas as palavras abaixo também poderiam substituir a
expressão a partir acarretando a mesma troca de preposição, à exceção de
(A) baseando-se
(B) fundamentada
(C) centrada
(D) investigando
(E) inspirando-se

27) A frase em que falta uma preposição é


(A) Os homens desejam uma paz estável.
(B) Milhões de criaturas têm o mesmo objetivo: a paz.
(C) As novas gerações querem uma segurança solidária.
(D) A paz estável consiste o entendimento universal.
(E) O mundo merece uma era de justiça.

28) A tese contesta a visão de “festa eterna” na Bahia e mostra que 51% da população atua
no mercado informal. A indústria do turismo incorporou a imagem da preguiça para vender
uma idéia de lazer permanente.

Considere as seguintes afirmações quanto à crase.


I. caso a forma verbal contesta fosse substituída por opõe-se, seriam criadas no contexto
da oração, as condições para a crase.
II. Caso a forma verbal atua fosse substituída por dedica-se, seriam criadas no contexto da
oração, as condições para a crase.
III. Caso a forma verbal incorporou fosse substituída por recorreu, seriam criadas no
contexto da oração, as condições para a crase.

Quais estão corretas?


(A) apenas I
(B) apenas II
(C) apenas III
(D) apenas I e III
(E) todas

46
29) A moça ____ feições me lembro, encontrava-se à porta ____ me referi.
(A) cujas – à qual
(B) de cujas – a que
(C) de cujas – a qual
(D) cujas – a que
(E) de cujas – à que

30) De seus ídolos os adolescentes querem apenas a diversão.


As cincos formas verbais abaixo poderiam substituir querem. Assinale aquela que exigiria a
troca da preposição de.
(A) desejam
(B) encontram
(C) esperam
(D) exigem
(E) pedem

31) Está adequado o emprego da expressão sublinhada na frase:


(A) Se tudo aquilo de que tememos acontecer, estaremos perdidos.
(B) As pessoas em cujas depositávamos nossa confiança acabaram por nos trair.
(C) Os projetos das quais não há consenso somente serão apreciados amanhã.
(D) Todos os artigos acerca de cujos haja controvérsia serão analisados depois.
(E))As medidas sobre as quais não pairam dúvidas serão tomadas imediatamente.

32) Está correto o emprego do elemento sublinhado em:


(A) De todo e qualquer réu assiste o direito da ampla defesa.
(B) O único apoio de que um acusado sem recursos pode contar é o de um defensor público.
(C) Encerrou-se um processo cujo o mérito sequer foi avaliado.
(D) Foi uma sentença estranha, cuja acabou por provocar grande descontentamento.
(E) É um rito tortuoso, de cuja burocracia os espertos tiram proveito.

GABARITO
1-A 7–D 13 – C 19 –E 25 – B 31- E
2–B 8–D 14 – E 20 –B 26 – D 32- E
3–A 9–A 15 – B 21 –C 27 – D
4 – E 10 – B 16 – D 22 –A 28 – D
5 – B 11 – D 17 – B 23 –A 29 – B
6 – A 12 – C 18 – C 24 -E 30 – B

47
Crase

Crase é a fusão da preposição A com o artigo definido A(s), com os pronomes demonstrativos
AQUELE(s), AQUELA (s), AQUILO (s), A(s) ou com o pronome relativo A(s) qual (quais).

Crase obrigatória

1) Antes de nomes femininos que admitem o artigo A ou As e quando o verbo pede a preposição
A
Ex.: Vamos à escola. (vamos a a escola)
O menino não obedeceu à professora. ( ao professor)

2) Na marcação das horas ou de partes do dia.


Ex.: Encontramo-nos à uma hora.
Chegaste às 15h.
Sairemos à tardinha.

3) Nas locuções

Adverbiais: Conjuntivas Prepositivas


Às escuras, às claras, às beça À medida que, à proporção que À vista de, à procura de, à cata
às escondidas, às pressas, à de.
espera, às vezes, à disposição,
à vista, à vontade, à direita

Ex.: Às vezes distraímo-nos.


Ele saiu às pressas.
À medida que uns entravam, outros saíam.

4) Antes de nomes masculinos ou femininos, quando se subentendem palavras como moda,


maneira, forma ou termo anteriormente citado.
Ex.: O soldado estava vestido à paisana.
O professor de Língua Portuguesa poetava à Fernando Pessoa.
Li este livro da página 20 à 150. (à página 150)

5) Diante de pronomes possessivos femininos que estiverem no plural.


Ex.: Voltamos às nossas origens.

6) Com a letra A dos demonstrativos


Ex.:
a) Aquele: Refiro-me àquele rapaz.
b) Aquela: Dei as flores àquela moça!
c) Aquilo: Refiro-me àquilo que me contastes.

7) Crase com os pronomes relativos “que” e “qual”


Ex.: A situação em que me encontro é igual À QUE suportaste.
( O problema em que me encontro é igual AO QUE suportaste.)

48
Esta é a situação À QUAL aspiro.
( Este é o momento AO QUAL aspiro.)

Crase Proibida

1) Diante de nomes masculinos.


Ex.: Ando sempre a pé. Não sabemos andar a cavalo.

2) Antes de palavra feminina que não aceite artigo.


Ex.: Irás a Santa Catarina.

3) Diante de verbos
Ex.: A mocinha pôs-se a chorar.

4) Antes de expressões de tratamento.


Ex.: Fiz um convite a Vossa Senhoria.

5) Quando tiver o A (singular) antes de palavra no plural.


Ex.: Não assistimos a cenas violentas.

6) Antes de pronomes indefinidos: alguma, nenhuma, tanta, certa, qualquer, toda, tamanha.
Ex.: A certa altura todos falaram sobre o problema.
Não faço menção a nenhuma pessoa!

7) Antes dos pronomes demonstrativos Esta e Essa


Ex.: Ninguém respondeu a esta questão.

8) Diante de pronomes pessoais retos ou oblíquos:


Ex.: Escrevi um poema a ela.
Ela nunca escreveu a mim!

9) Entre palavras repetidas: face a face, cara a cara, lado a lado, frente a frente, gota a gota,
etc..
Ex.: No altar eles ficaram lado a lado.
O medico recomendo-me tomar o remédio gota a gota.

10) Depois de preposição


ex.: Ontem compareci perante a banca examinadora.

11) Diante do artigo indefinido UMA.


Ex.: Levei o carro a uma oficina.

12) Antes da palavra casa, significando lar, residência, domicílio(próprio), terra, tomada em
sentido indeterminado e distância também tomada em sentido indeterminado.
Ex.: Vou a casa buscar meus livros.
Os marinheiros voltaram a terra.
Vimos um carro a distância.

49
CRASE FACULTATIVA

1) Diante de um nome próprio feminino


Ex.: Enviei um presente a/ à Cláudia.

2) Após a preposição até


Ex.: Cheguei até a / à rua.

3) Diante dos pronomes possessivos femininos que estiverem no singular.


Ex.: Dirija-se a/à sua casa.

No entanto, se o pronome possessivo feminino substituir um nome, a crase será


obrigatória.
Ex.:

EXERCÍCIOS

1) Utilize o acento indicativo de crase, quando necessário.


a) Fez referência a alguém na platéia.
b) Estamos a espera de atendimento.
c) A matéria está sujeita a alterações.
d) A servidora gestante ficam garantidos todos os direitos trabalhistas.
e) Não temos direito a vale-transporte.
f) Ele se sentiu a vontade, falando as claras a respeito do crime.
g) Sempre que podia, ele se dirigia aquela cidade, a procura de sossego.
h) Neste ano, minha renda será inferior a que obtive no ano passado.
i) Servimos comida a quilo.
j) Não venderemos a prazo a partir de setembro.
l) Essa é a ponte que une preço a qualidade.
m) Os ataques a propriedade são quase tão deploráveis como os atentados a vida humana.
n) Não houve resistência a nossa idéia.
o) A loja estava as moscas quando chegamos, as quatro horas.
p) Prefiro isto aquilo.
q) Chegou a uma e meia, sem a carta.
r) No feriado, iremos a Gramado.
s) Levei o assunto do chefe a presidência.
t) Orgulhava-se do auxilio prestado aquela família.
u) Sairemos a passeio e chegaremos após as dez horas.
v) Ninguém obedece a minha vontade.
x) Os acionistas compareceram a assembleia e analisaram as dispensas caso a caso.
z) A obra está a disposição de todos.

50
Questões

1) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas. “Mas acreditar ou não em Deus
liga-se ....... algo muito antigo. Apesar de toda ..... liberdade, não há resposta humana
ainda...... perguntas cruciais.”
(A) à – a – à (D) a – a - as
(B) à – a – as (E) à – à – às
(C) a – a- às

2) A frase em que falta o acento indicativo de crase é:


(A) Aquela jornalista é surpreendida pela repercussão da notícia.
(B) Aquela jornalista é atribuída a melhor versão do fato.
(C) Aquele jornalista é auxiliado pela comunidade.
(D) Aquela jornalista é elogiada por seu trabalho.
(E) Aquele jornalista é destacado por sua imparcialidade.

3) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto na ordem em que


aparecem. “ Quando tratavam de maneiras_______ mesa, os animais.../... porém novas
prescrições se acrescentam ____ antigas./ Em geral, elas desenvolvem _____ idéia de
limpeza.../... antes de ser tocado com os próprios talheres e levado_____ boca.”
(A) à – às – à – a (C) à – as – a- à (E) a- as – à – à
(B) a – a – à – a (D) à – às – a – à

4) Quais são as formas que completam, pela ordem, as frases abaixo?


_____ meses não vejo meus parentes.
Assistimos ____ cerimônia de formatura do nosso amigo.
Informem _____ ela: sábado não atenderemos ____ encomendas.
Viu um banco vazio e confiou o corpo_____ nádegas.
(A) A – à – à – a - às (C) Há – à – a – a – às (E) A – à – à – a – as
(B) Há – a – à – a – as (D) À – à – a – à – às

5) Marcar a opção em que ocorre erro no acento indicativo de crase:


(A) À noite, exatamente às dez horas, mataram o felino À tiros.
(B) As criticas eram endereçadas a pessoas ausentes.
(C) Fiz referências a V. S.ª e não à senhora que o acompanha.
(D) Eu já conhecia a fazenda, por isso fui à cidade apreciar as praças.
(E) Ficaram frente a frente, a se olharem, pensando no que dizer uma à outra.

6) Identifique a alternativa cujo verbo, ao substituir “sugere”, determinaria crase ( ser feliz o
tempo todo de certa forma sugere a insipidez daqueles adesivos com rostos sorridentes que
foram moda nos anos setenta.)
(A) determina
(B) lembra
(C) insinua
(D) reflete
(E) leva

51
7) Atente para as alterações afetuadas.

I “ E mesmo quando podem chegar ____ escola, o tempo disponível é insuficiente.


II “ O trabalho não prejudica a escolarização, mas auxilia o acesso ____ instituições escolares.
III “ mas também que se dê especial atenção _____ classe trabalhadora.

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas:


(A) a – à – à (D) a – as – à
(B) à – à – a (E) à – a – à
(C) à – à –à

8)
“ A comunicação se faz ____ perfeição, sem quaisquer ruídos...”
“ Se passa 23 horas e 10 minutos _____ dizer “tu viu” , “ eu vi ela”, ...
“ A força coercitiva da escola é pouca para opor-se ____ avalanche que vem de fora.”

A seqüência correta do preenchimento das lacunas do texto é:


(A) a – à – à
(B) à – a – à
(C) a – à – a
(D) a – a – à
(E) à – a – a

9) A seguir são apresentadas cinco possibilidades de substituição da expressão “se limita” ( Ao longo
de 180 páginas, relata o seu cotidiano, que se limita, aqui, ao próprio quarto, à biblioteca do pai,
à sala e à casa da mãe.). Qual delas manteria as crases?
(A) Consiste
(B) Se constitui
(C) Compreende
(D) Não ultrapassa
(E) Se restringe

10) “ ____ alunas iam partir _____22 de janeiro. As estudantes ___ quem os professores se
referiam estavam aptas ____experiência.
(A) As – a – a - a (D) Às – à – à – a
(B) Às – a – a – à (E) As – à - à – a
(C) As – a – a – à

11) Ainda ____ pessoas no mundo que vêem muito pouco ____ própria vida!
(A) há – à (B) há – a (C) a – a (D) a – à (E) há – há

12) Assinale a alternativa correta quanto à ocorrência ou não da crase:


(A) Juliana enviou os papéis à secretaria, que os encaminhou à gerência.
(B) Devido a morte do pai, deixou de comparecer à solenidade.
(C) Passaram-se três meses até que Lucas atendesse à qualquer cliente.
(D) O médico costumava atender de segunda à sexta-feira, das 14h as 18h.
(E) Trouxera a mão várias armas, que lançou as costas dos inimigos.

13) (Consulplan) Assinale a alternativa em que o acento da crase foi usado pela mesma razão
que, em “... em que são necessárias à conservação das frutas”, EXCETO:
A) “...fique vulnerável à ação de substâncias...”
B) “... para então devolvê-la à câmara fria”.
C) “... muitos apresentam resistência às novidades...”
D) As frutas ficam, às vezes, muitas horas sob baixa temperatura.
E) Os cientistas se dedicam à técnica de refrigeração.

14) O aluno recorreu ___ escondidas ______ várias autoridades, para chegar ____ situação mais
cômoda.
(A) as – a – àquela (C) às – a – àquela (E) as – à – àquela
(B) as –à – aquela (D) às – à – aquela

15) O aluno fará ___ tempo as correções relativas ____ respostas dadas ao examinador.
(A) há – as (B) à – às (C) a – às (D) há – às (E) a – as

16) Assinale a alternativa que completa a frase: Trouxe ....... mensagem ....... Vossa Senhoria e
aguardo ....... resposta, ..... fim de levar ....... pessoa que me enviou.
(A) a, a, à, a, a (B) a, à, a, à, a (C) à, à, à, à, a (D) a, a, a, a, à
(E) à, a, a, a, a

17)....... noite, todos os operários voltaram ....... fábrica e só deixaram o serviço ....... uma hora da
manhã.
(A) Há, à, à (B) À – à - à (C) À, a, há (D) A, a, a (E)
A, à, a

18) Assinale a opção incorreta com relação ao emprego do acento indicativo de crase:
(A) O pesquisador deu maior atenção à cidade menos privilegiada.
(B) Este resultado estatístico poderia pertencer à qualquer população carente.
(C) Mesmo atrasado, o recenseador compareceu à entrevista.
(D) A verba aprovada destina-se somente àquela cidade sertaneja.
(E) Veranópolis soube unir a atividade à prosperidade.

19) Assinale a opção em que o A sublinhado nas duas frases deve receber acento grave indicativo
de crase:

(A) Fui a Lisboa receber o prêmio. / Paulo começou a falar em voz alta.
(B) Pedimos silêncio a todos. Pouco a pouco, a praça central se esvaziava.
(C) Esta música foi dedicada a ele. / Os romeiros chegaram a Bahia.
(D) Bateram a porta fui atender. / O carro entrou a direita da rua.
(E) Todos a aplaudiram. / Escreve a redação a tinta.

20) Fique ....... vontade; estou ....... seu inteiro dispor para ouvir o que tem ....... dizer.
(A) a - à - a (B) à - à – à (C) à - a - a D) a - a – à (E) à - à - a

21) A frase que exige acento indicativo de crase é

(A) O jovens têm-se dedicado a outras atividades, além das escolares.


(B) A adesão a uma atividade alternativa durante as férias é privilégio de poucos.
(C) Muitos compreendem melhor o mundo em que vivem a medida que conhecem outras realidades.
(D) O adolescente referiu-se a sua viagem com entusiasmo.
(E) A experiência anterior levou a jovem a voltar ao projeto como monitoria.

22) Quanto ..... suas exigências, recuso-me ..... levá-las ..... sério.
(A) às - à - a (B) à - a - à (C) a - a - a (D) as - a – a (E)
as - à - à

23) Já estavam ..... poucos metros da clareira, ..... qual foram ter por um atalho aberto ..... foice.
(A) à - à - a (B) à - a - à (C) a - à - a (D) à - à – à (E) a - a - à

24) Entregue a carta ..... homem ..... que você se referiu ..... tempos.
(A) aquele - à - á (B) àquele - à – à (C) àquele - à - há (D) àquele - a - há (E)
aquele - a - a

25) Somente ..... longo prazo será possível ajustar-se esse mecanismo ..... finalidade ..... que se
destina.
(A) a - à - a (B) à - a - a (C) à - a – à (D) à - à - a (E) à - à - à

26) Há crase:
(A) Responda a todas as perguntas.
(B) Avise a moça que chegou a encomenda.
(C) Volte sempre a esta casa.
(D) Dirija-se a qualquer caixa.
(E) Entregue o pedido a alguém na portaria

27) Preencha as lacunas da frase abaixo e assinale a alternativa correta:


"Comunicamos ..... Vossa Senhoria que encaminhamos ..... petição anexa ..... Divisão de
Fiscalização que está apta ..... prestar ..... informações solicitadas."
(A) a, a, à, a, as (B) à, à, a, à, às (C) à, a, à, a, às (D) à, a, à, à, as
(E) a, à, a, à, as

28) Disse ..... ela que não insistisse em amar ..... quem não ..... queria.
(A) a - a - a (B) à - à – à (C) a - a - à (D) a - à - à (E) à - a - a

29) Garanto ....... você que compete ....... ela, pelo menos ....... meu ver, tomar as providências
para resolver o caso.
(A) a, a, a (B) a, à, a (C) à, à, a (D) à, a à (E) a, à, à
30) Se você fosse....... sala e dirigisse a palavra .... madrinha, certamente ela viria...... nossas
festas.
(A) a- à- à (B) a- à- a (C) à- a- a (D) à- à- a
(E) à- à- à

31) (FDRH) O período em que devem ser utilizados dois acentos indicativos de crase é
(A) A despeito da falta de técnicos especializados entre nós, o mercado tende a valorizar o
profissional de formação mais genérica.
(B) Quem está a par do que acontece na economia brasileira fica a espera de uma ação mais
enérgica das autoridades.
(C) O articulista não faz menção apenas aquilo que acontece nas grandes potências, mas também
a situação de países em desenvolvimento, como o Brasil.
(D) As empresas também cabe zelar pela qualidade da educação a que os filhos de seus
funcionários têm acesso.
(E) A formação direcionada a áreas especializadas pode não ser bem sucedida se a ela não se
integrar um conhecimento mais amplo do mundo e das pessoas.

32) (FCC) Quanto à necessidade do uso do sinal de crase, a frase inteiramente correta é:
(A) Não se sabe à partir de quando as janelas perderam a sua condição de posto de observação
do mundo.
(B) Já não interessa à muita gente ficar olhando a vida a partir da janela de uma casa.
(C) Os velhinhos ficavam assistindo à tudo das janelas, para onde levavam as almofadas.
(D) Das janelas assistia-se à vontade à movimentação das pessoas na rua.
(E) Antigamente, à despeito de não haver muito o que fazer, as pessoas pareciam mais dispostas
à observar os detalhes do mundo.

33) (FCC) O respeito ...... uma série de regras foi fundamental ...... organização dos grupos
sociais, permitindo, dessa forma, ......
evolução da humanidade.
As lacunas da frase acima estarão corretamente preenchidas, respectivamente, por:
(A) à - à - a
(B) a - à - à
(C) à - a - a
(D) a - a - à
(E) a - à – a

Gabarito

1 C 7E 13 D 19 D 25 A 31 C
2 B 8B 14 C 20 C 26 B 32 D
3 D 9E 15 C 21 C 27 A 33 E
4 C 10 C 16 D 22 C 28 A
5 A 11 B 17 B 23E 29 A
6 E 12 A 18 B 24 D 30 D
Pontuação

Emprego da Vírgula

Na ordem direta da oração (sujeito + verbo + complemento(s) + adjunto adverbial),

NÃO use vírgula entre os termos. Isso só ocorrerá ao deslocarem-se o predicativo ou o adjunto

adverbial.

Ex.: Todos os alunos entregaram as redações ao professor no término da aula.

Todos os alunos entregaram ao professor as redações no término da aula.

Ao professor todos os alunos entregaram as redações no término da aula.

As redações entregaram todos os alunos ao professor no término da aula.

Entre os termos da oração

* para separar itens de uma série. (Enumeração)

Ex.: Alegrias, tristezas, fracassos e êxitos fazem parte da vida.

* para assinalar supressão de um verbo.

Ex.: Ele prefere cinema; eu, teatro.

* para separar o adjunto adverbial deslocado.

Ex.: Naquele exato momento, lembrou o nome dela.

Obs.: Se o adjunto adverbial for pequeno, a utilização da vírgula não é necessária, a não ser que

se queira enfatizar a informação nele contida.

Ex.: Ontem lembrou o nome dela.

* para separar o aposto.


Ex.: Naziazeno, personagem do romance “Os Ratos”, precisava arrecadar dinheiro para pagar o

leiteiro.

* para separar o vocativo.

Ex.: Senhores passageiros, desliguem os celulares.

* para separar expressões explicativas, retificativas, continuativas, conclusivas ou

enfáticas (aliás, além disso, com efeito, enfim, isto é, em suma, ou seja, ou melhor,

por exemplo, etc).

Ex.: Falar ao celular no cinema é, em suma, manifestação de falta de respeito.

Entre as orações

* para separar orações coordenadas assindéticas.

Ex.: Deu a volta na quadra, encontrou a vaga, estacionou o carro.

* para separar orações ligadas por conjunções coordenativas (exceto e).


Ex.: Ela queria muito o presente, entretanto não ganhou.

* para separar orações coordenadas sindéticas ligadas por “e”, desde que os sujeitos
sejam diferentes.
Ex.: Estacionou o carro, e logo o guarda infligiu a multa.

* para separar orações adverbiais, especialmente quando forem longas.


Ex.: Em determinado momento, ele ficou bastante estressado, porque não encontrava vaga para

estacionar.

* para separar orações adverbiais antepostas à principal ou intercaladas, tanto


desenvolvidas quanto reduzidas.
Ex.: Quando terminou a prova, sentiu-se aliviado.

Terminada a prova, sentiu-se aliviado.


* para isolar orações subordinadas adjetivas explicativas.
Ex.: A telefonia móvel, que facilitou a vida do homem moderno, provocou também situações
constrangedoras.

Orações Subordinadas Adjetivas

Podem ser:
* Restritivas – delimitam o sentido do substantivo antecedente (sem vírgula). Encerram uma
qualidade que
não é inerente ao substantivo.
Ex.: Os concurseiros que estudaram obtiveram ótima classificação.

* Explicativas – explicações ou afirmações adicionais ao antecedente já definido plenamente


(com vírgula).
Encerram uma qualidade inerente ao substantivo.
Ex.: O homem, que é racional, percebe a verdade.
Obs.: A oração adjetiva explicativa é pouco freqüente.

Exercícios

1) Determine a classificação das orações subordinadas adjetivas. Especifique quais


DEVEM ser
explicativas ou restritivas e quais PODERIAM apresentar as duas classificações.
a) Os presidentes brasileiros cujo mandato é de quatro anos são eleitos pelo povo.

b) Os funcionários que aderiram à greve receberam uma advertência.

c) As pessoas que são honestas destacam-se na sociedade.

2) Classifique as orações abaixo, colocando vírgulas quando necessário. 1 –


explicativa / 2 – restritiva.
( ) O cão que é o melhor amigo do homem merece a nossa estima.
( ) Cão que late não morde.
( ) O leão que é o rei dos animais tem porte majestoso.
( ) Os leões que vivem em circos acostumam-se com pessoas.
( ) As crianças que estavam descalças morriam de frio.
( ) O marido que estava viajando ignorava suas travessuras.
( ) Os vulcões que se encontram em atividade são preciosos como objeto de estudo.
( ) Os vulcões que são nosso meio de contato com o interior da terra podem trazer-nos
informações
valiosas.
( ) O homem que trabalha vence na vida.
( ) Os golfinhos que são mamíferos precisam emergir para respirar.
( ) O Brasil que é o pais do carnaval está entre exportando alegria.
( ) As mulheres preferem os rapazes que são tímidos.

Emprego do Ponto-e-Vírgula

* para separar orações que contenham idéias opostas ou independentes entre si.

Ex.: A partida não seria um desastre; via-se que os jogadores estavam preparados para vencer.

Aproximei-me; todos continuavam calados.

* para separar orações que contenham várias enumerações já separadas por vírgula
ou que encerrem comparações e contrastes.
Ex.: Os jogadores estavam suados, nervosos, procurando a vitória; os espectadores gritavam,
incentivavam o time, exigiam resultados; o treinador angustiava-se, projetava substituições.

* para separar orações em que as conjunções adversativas ou conclusivas estejam


deslocadas.
Ex.: Sem dúvida, jogaram bem; não conseguiram, no entanto, a vitória.

Emprego dos Dois-Pontos

* para anunciar uma citação.


Ex.: Os eleitores desabafam: “Não agüentamos mais ouvir promessas de campanha.”

* para anunciar uma enumeração, um aposto, uma explicação, uma conseqüência ou


um esclarecimento.
Ex.: Encontramos vários amigos: alguns da infância e outros atuais.
Não há motivo para preocupações: tudo já está resolvido.

Observações

* É possível substituir vírgulas que isolem apostos, adjuntos adverbiais ou orações adverbiais
deslocados por travessões ou parênteses, conferindo maior ênfase à informação.
Ex.: Os vestibulandos – depois da prova – comentaram sobre o tema da redação.

* Também é possível substituir a vírgula que isola o aposto terminativo por dois-
pontos.
Ex.: Precisamos ficar atentos a um detalhe: o olhar.

* A vírgula após as conjunções adversativas ou conclusivas em início de período é facultativa.


Ex.: Portanto, não desistimos. / Portanto não desistimos.

* Não se usa vírgula após as conjunções adversativas “mas” e “porém”.


Ex.: Porém não concordamos com qualquer idéia.

* Os parênteses podem ser utilizados para destacar expressões, frases explicativas,


reflexões, digressões, pensamentos subentendidos, etc.
Ex.: O primeiro beijo (creio) é dado com os olhos.

* As aspas podem destacar citações, neologismos, gírias, expressões populares,


afirmações irônicas, etc.
Ex.: Eu “adoro” fazer redações.

Exercício
1) Pontue estas frases:
a) Na praia pela manhã comemos muitos lanches cachorro-quente queijo assado e acarajé.
b) Nós bebemos refrigerantes eles caipirinha.
c) Ingerir bastante líquido fundamental para a hidratação é nosso hábito quando vamos à praia.
d) É proibido trafegar pelo acostamento estacionar pode.
e) Parecíamos uns pimentões o protetor solar não havia sido suficiente e sentíamos frio.
f) Já em Porto Alegre aonde chegamos por volta das 2 horas da manhã fazia frio e chovia.
g) O mar estava tranqüilo as ondas eram pequenas o vento soprava refrescante.

2) Pontue agora estas outras:


a) Aos convidados os anfitriões oferecerão uma lembrança após a festa.
b) Assustado o candidato preenchia a folha de respostas.
c) Tu gostarias de falar sobre política por exemplo?
d) Levei bastante tempo. Mas finalmente terminei de ler “O Tempo e o Vento”.
e) Na Páscoa com muito amor e carinho Paulo entregou o presente à namorada.
f) Porto Alegre capital do pôr-do-sol é hospitaleira.
g) Se os homens soubessem o valor que têm as mulheres viveriam de joelhos a seus pés.
h) Vamos comer gente?
i) O dia da festa estava próximo e as obras ainda não haviam terminado.
j) Organizamos a festa e conseguimos patrocinadores.
l) Ao perceber a confusão saíram correndo.
m) Quem não quer raciocinar é um fanático quem não sabe raciocinar é um tolo quem não ousa
raciocinar é um escravo.
n) Como já havia tomado a sua decisão fez a inscrição no TRE.
o) Poucos compareceram ao evento embora a imprensa o tenha divulgado insistentemente.
p) Eram frustradas insatisfeitas perversas.
q) As mulheres levarão os doces os homens os salgados.
r) O homem inventou a máquina e ela passou a escravizá-lo.
s) Resolvido o assunto todos saíram.
t) Fiz a inscrição e não participei do congresso.
u) Nós o encontraremos não fique pois estressado.

Questões
1) “Consta que ao iniciar uma das palestras,(1) durante sua mítica visita ao Brasil,(1) Jaen-Paul
Sartre encarou a platéia, vasculhou o recinto com os olhos incertos e disparou a pergunta: “onde
estão os negros?”(...) “Ou melhor, fez a pergunta certa, (2) mas no local errado. Deveria tê-la
feito mais adiante,(3) quando fosse jantar, no restaurante.”(...) “ Já no restaurante, ele
perceberia, com muito mais surpresa, que igualmente não havia negros – e não entre os clientes,
nisso não haveria nada de surpreendente, mas entre o próprio pessoal de serviço, (4)ou seja,(4)
entre garçons.” (...) “Tudo o que se precisa ler é o cardápio. E no entanto,(5) salvo exceções,(5)
não há negros entre os garçons no Brasil. Eis a discriminação no seu ponto mais cruel.”
As afirmativas abaixo referem-se ao emprego de vírgulas no texto. Assinale com V as afirmações
verdadeiras e com F as falsas.
( ) As vírgulas de número 1 isolam um adjunto adverbial.
( ) A vírgula de número 2 marca a separação de orações coordenadas.
( ) A vírgula de número 3 marcam a separação de orações subordinadas.
( ) As vírgulas de número 4 delimitam uma expressão explicativa.
( ) As vírgulas de número 5 sinalizam um aposto explicativo.
A seqüência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo é
(A) V – V – V – V – F
(B) F – F – V –V – F
(C) F – V – F – F – V
(D) V – F – V – V – V
(E) V – V – F – V – V

2) Assinale a letra que corresponde ao período de pontuação correta:


(A) Prezados colegas deixemos agora a boa conversa, de lado!
(B) Prezados colegas deixemos agora, a boa conversa de lado!
(C) Prezados colegas, deixemos agora, a boa conversa de lado!
(D) Prezados colegas deixemos agora a boa conversa de lado!
(E) Prezados colegas, deixemos agora a boa conversa de lado!
3) Aponte a alternativa em que a pontuação está correta.
(A) Manter sob controle as emoções que nos afligem, é fundamental para o bem-estar, os
extremos – emoções que vêm de forma intensa e que permanecem por muito tempo – minam
nossa...
(B) Manter sob controle as emoções, que nos afligem, é fundamental para o bem-estar; os
extremos: emoções que vêm de forma intensa e que permanecem por muito tempo minam
nossa...
(C) Manter sob controle as emoções que nos afligem é fundamental para o bem-estar; os
extremos, emoções que vêm de forma intensa e que permanecem por muito tempo, minam
nossa...
(D) Manter sob controle as emoções que nos afligem é fundamental para o bem-estar. Os
extremos: emoções que vêm de forma intensa e que permanecem por muito tempo, minam
nossa...
(E) Manter sob controle as emoções que nos afligem é fundamental, para o bem-estar, os
extremos; emoções que vêm de forma intensa e que permanecem, por muito tempo, minam
nossa...
4) Assinale a alternativa correta quanto à pontuação.
(A) Fazer juízos rigorosos e inflexíveis sobre as pessoas, é, de acordo com as regras sócias
condenável.
(B) As pessoas perversas que aliás, não são poucas no mundo envergonham o criador.
(C)A crítica impiedosa é uma prática social; não deixa, por isso, entretanto, de ser condenável.
(D) Não faças julgamentos radicais que podes te arrepender.
(E) Fechar os julgamentos pode ser uma atitude condenável; é, não obstante comportamento
corriqueiro.
5) “Em São Paulo, uma turma de jovens resolveu pensar em cultura como gente grande e está
colhendo bons resultados.” A vírgula após a expressão Em são Paulo justifica-se por:
(A) Separar termos coordenados assindéticos.
(B) Separar vocativo.
(C) Marcar omissão de um termo.
(D) Indicar a presença de uma oração intercalada.
(E) Marcar um adjunto adverbial deslocado.
6) “Uma das coisas mais bonitas que Deus criou foi o livre-arbítrio”, disse à VEJA o pastor Valdir
Raul Steuernagel, diretor do centro de formação teológica da Igreja Luterana.
A expressão “diretor do centro de formação teológica da Igreja Luterana” deve ser
necessariamente precedida por vírgula por tratar-se de:
(A) adjunto adverbial
(B) vocativo
(C) complemento nominal
(D) aposto
(E) predicativo do sujeito
7) Assinale a alternativa que está com a pontuação correta:
(A) Citando o dito da rainha da Navarra, ocorre-me que entre o nosso povo, quando uma pessoa
vê outra pessoa arrumada, costuma perguntar-lhe:
“Gentes, quem matou seus cachorrinhos?”
(B) Citando o dito, da rainha da Navarra, ocorre-me que entre o nosso povo quando, uma pessoa
vê outra pessoa arrumada costuma perguntar-lhe:
“Gentes, quem matou seus cachorrinhos?”
(C) Citando, o dito da rainha da Navarra, ocorre-me que entre o nosso povo, quando uma pessoa,
vê outra pessoa arrumada, costuma perguntar-lhe:
“Gentes quem matou seus cachorrinhos?”
(D) Citando o dito da rainha da Navarra, ocorre-me que entre o nosso povo, quando uma pessoa
vê outra pessoa arrumada, costuma perguntar-lhe:
“Gentes quem matou seus cachorrinhos?”
(E) Citando o dito, da rainha da Navarra, ocorre-me, que, entre o nosso povo, quando uma
pessoa, vê outra pessoa arrumada, costuma perguntar-lhe:
“Gentes, quem matou seus cachorrinhos?”

8) Aponte a alternativa pontuada corretamente:


(A) Para mim ser é admirar-me de estar sendo.
(B) Para mim, ser é admirar-me de estar sendo.
(C) Para mim ser, é admirar-me de estar sendo.
(D) Para mim ser é admirar-me de, estar sendo.
(E) Para mim ser, é admirar-me de estar, sendo.
9) Assinale a opção que apresenta erro de pontuação:
(A) Sem reforma, social, as desigualdades entre as cidades brasileiras, crescerão sempre...
(B) No Brasil, a diferença social é motivo de constante preocupação.
(C) O candidato que chegou atrasado fez um ótimo teste no IBGE.
(D) Tenho esperanças, pois a situação econômica não demora a mudar.
(E) Ainda não houve tempo, mas, em breve, as providências serão tomadas.

10) Assinale a seqüência correta dos sinais de pontuação que devem ser usados nas lacunas da
frase abaixo. Não cabendo qualquer sinal, O indicará essa inexistência: Aos poucos .... a
necessidade de mão-de-obra foi aumentando .... tornando-se necessária a abertura dos portos ....
para uma outra população de trabalhadores ..... os imigrantes.
(A) O - ponto e vírgula - vírgula - vírgula
(B) O - O - dois pontos - vírgula
(C) vírgula, vírgula - O - dois pontos
(D) vírgula – dois pontos - O - dois pontos
(E) vírgula - dois pontos - vírgula - vírgula
11) Assinale a seqüência correta dos sinais de pontuação que devem preencher as lacunas da
frase abaixo. Não havendo sinal, O indicará essa inexistência. Na época da colonização ..... os
negros e os indígenas escravizados pelos brancos ..... reagiram ..... indiscutivelmente ..... de
forma diferente.
(A) O - O - vírgula - vírgula
(B) O - dois pontos - O - vírgula
(C) O - dois pontos - vírgula - vírgula
(D) vírgula - vírgula - O - O
(E) vírgula - O - vírgula - vírgula
12) Assinale a alternativa cuja frase está corretamente pontuada:
(A) O sol que é uma estrela, é o centro do nosso sistema planetário.
(B) Ele, modestamente se retirou.
(C) Você pretende cursar Medicina; ela, Odontologia.
(D) Confessou-lhe tudo; ciúme, ódio, inveja.
(E) Estas cidades se constituem, na maior parte de imigrantes alemães.
13) (BB) "Os textos são bons e entre outras coisas demonstram que há criatividade". Cabem no
máximo:
(A) 1 vírgula
(B) 2 vírgulas
(C) 3 vírgulas
(D) 4 vírgulas
(E) 5 vírgulas
14) (TTN) Das redações abaixo, assinale a que não está pontuada corretamente:
(A) Os candidatos, em fila, aguardavam ansiosos o resultado do concurso.
(B) Em fila, os candidatos, aguardavam, ansiosos, o resultado do concurso.
(C) Ansiosos, os candidatos aguardavam, em fila, o resultado do concurso.
(D) Os candidatos ansiosos aguardavam o resultado do concurso em fila.
(E) Os candidatos aguardavam ansiosos, em fila, o resultado do concurso

15) No seguinte trecho: “A casa da minha avó também foi, Luana.”; percebemos, no termo
sublinhado, um dos termos de oração estudados na sintaxe. Assinale a opção em que o mesmo
tipo de termo pode ser encontrado:
A) Espere, homem!
B) Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, é cidade populosa.
C) Entravam pela janela os raios solares.
D) Este trabalho foi feito por mim.
E) O jogador foi expulso pelo juíz.
16) Instrução: para responder à questão 16, analise as afirmativas sobre a pontuação do texto.
I - Os parênteses, em “34 milhões de brasileiros (um terço as população acima de 18 anos) com
dificuldades de controlar”, poderiam ser substituídos por travessões sem alterar o sentido ou a
correção da frase.
II - A vírgula , em “Depois de algum tempo, a necessidade de se entregar ao impulso volta.”, isola
um adjunto adverbial deslocado.
III - As vírgulas, em “As atrações da vida moderna, porém, têm feito...”, isolam uma conjunção
adversativa deslocada.
Pela análise das afirmativas, conclui-se que somente estão corretas
(A) I.
(B) I e II
(C) II e III.
(D) I e III
(E) I, II e III.
17) Assinale o período em que foi inserida uma oração subordinada adverbial entre o sujeito e o
verbo da oração principal.
(A) O destinatário, quando ler a reportagem, descobrirá o melhor programa gráfico.
(B) O empregado admitido, que colocava vídeos em computadores, lerá a reportagem.
(C) Se levar em contas as características dos celulares, o leitor fará a melhor opção.
(D) O empregado, com muito esforço, colocou vídeos em computadores.
(E) Seguindo as sugestões da revista, o empregado, sem problemas, montou um negocio em
computação.
18) A alternativa com pontuação correta é:
(A) Tenha cuidado, ao parafrasear o que ouvir. Nossa capacidade de retenção é variável e muitas
vezes inconscientemente, deturpamos o que ouvimos.
(B) Tenha cuidado ao parafrasear o que ouvir: nossa capacidade de retenção é variável e, muitas
vezes, inconscientemente, deturpamos o que ouvimos.
(C) Tenha cuidado, ao parafrasear o que ouvir! Nossa capacidade de retenção é variável e muitas
vezes inconscientemente, deturpamos o que ouvimos.
(D) Tenha cuidado ao parafrasear o que ouvir; nossa capacidade de retenção, é variável e - muitas
vezes inconscientemente, deturpamos o que ouvimos.
(E) Tenha cuidado, ao parafrasear o que ouvir. Nossa capacidade de retenção é variável - e
muitas vezes inconscientemente - deturpamos, o que ouvimos.

19) No texto abaixo foram substituídos sinais de pontuação por números. Assinale a seqüência de
sinais de pontuação que devem ser inseridos nos espaços indicados para que o texto se torne
coerente e gramaticalmente correto.
Desconsidere a necessidade de transformar letras minúsculas em maiúsculas.
“Os seres humanos sofrem sempre conflitos de interesse com os ressentimentos, facções,
coalizões e instáveis alianças que os acompanham (1) no entanto, o que mais interessa nesses
fenômenos conflituosos não é o quanto eles nos separam, mas quão freqüentemente eles são
neutralizados, perdoados e desculpados. Nos seres humanos (2) com seu extraordinário dom
narrativo, uma das principais formas de manutenção da paz é o dom humano de apresentar (3)
dramatizar e explicar as circunstâncias atenuantes em torno de violações que ameaçam introduzir
conflito na habitualidade da vida(4) o objetivo de tal narrativa não é reconciliar, não é legitimar,
nem mesmo desculpar, mas antes (5) explicar.”
(Jerome Bruner. Atos de significação, com adaptações)
(A) ; , . : ,
(B) ; - ; . ;
(C) , ; - ; :
(D) . , ; ; :
(E) . , , . ,
20) As abelhas são 3 mil; borboletas e lagartas, 1.800. Em uma única árvore da Amazônia já
foram encontradas 95 espécies de formigas – 10 a menos do que em toda a Alemanha.
Considere as afirmativas seguintes sobre os sinais de pontuação empregados no segmento
transcrito.
I. O ponto-e-vírgula pode ser substituído por dois-pontos, sem alteração do sentido original.
II. A vírgula assinala a ausência do verbo na frase, cuja repetição é desnecessária, por ser o
mesmo da frase anterior.
III. Uma vírgula pode ser empregada em substituição ao travessão, sem alterar o sentido original.
Está correto o que se afirma em
(A) I, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) I, II e III.
21) É preciso suprimir a(s) vírgula(s) da frase:
(A) Tão logo analisada, a medida gerou uma cadeia de diferentes reações.
(B) Discussões e polêmicas, como se sabe, são inerentes à vida democrática.
(C) Em muitos outros países, como no nosso, a medida alcançou grande repercussão.
(D) A decisão do presidente venezuelano causou extraordinária repercussão, indiscutivelmente.
(E) Não há como não esperar, que haja tantas reações a uma medida tão intempestiva.
22) Está inteiramente correta a pontuação da seguinte frase:
(A)) Não deixa de ser cômico olharmos os assaltantes passeando livremente pela rua, enquanto
estamos atrás das grades, presos em nossas casas...
(B) Se nas prisões, há uma área de segurança máxima, para os detentos mais perigosos, também
no condomínio, havia uma para os mais ricos.
(C) Para a segurança ser completa resolveu-se que, ninguém mais, entraria ou sairia do
condomínio; inclusive os próprios condôminos!
(D) Quando se diz que: a guarda foi obrigada a agir com energia, deve-se entender que: os
condôminos, teriam sido duramente reprimidos?
(E) As tentativas de fuga, passaram a ocorrer pois os condôminos, sentindo-se prisioneiros, em
suas próprias casas amotinavam-se.
23) Está inteiramente correta a pontuação da seguinte frase:
(A)O mundo continua sendo, como talvez seja para sempre um elemento intrigante, para o
homem, esse bicho curioso.
(B)O mundo continua, sendo como talvez seja, para sempre, um elemento intrigante para o
homem, esse bicho, curioso.
(C)O mundo continua sendo – como talvez seja para sempre –, um elemento intrigante, para o
homem esse bicho curioso.
(D)O mundo continua sendo, como talvez seja para sempre: um elemento intrigante, para o
homem, esse bicho curioso.
(E)O mundo continua sendo, como talvez seja para sempre, um elemento intrigante para o
homem, esse bicho curioso.
24) Leia os períodos que seguem.
a. Como diz a velha marchinha de carnaval, “pimenta nos olhos dos outros é refresco”.
b. Em épocas de paz, nunca se viu ninguém ridicularizando ninguém. Nas outras – menos calmas,
mais vigiadas – o humor burla a proibição.
c. ... burla a proibição com irreverência e com a subversão de costumes (nem tão comportados
assim).
Observe as afirmativas a respeito do emprego da pontuação utilizada nas frases.
1. As aspas foram usadas para assinalar a citação.
2. Os travessões foram usados para indicar a mudança de interlocutor.
3. Os parênteses foram usados para encaixar um comentário paralelo com um tom de ironia.
Está(ão) correta(s):
(A) Apenas 1.
(B) Apenas 2
(C) Apenas 1 e 2.
(D) Apenas 1 e 3.
(E)Apenas 2 e 3.
25) Os dois-pontos da linha 22 e a vírgula da linha 30 foram empregados, respectivamente,
(l. 22) Não valorizamos a aprendizagem do jogo que é a vida desde a largada, e sim seu
resultado, que só pode ser um: ganhar.
(l.30) Ser melhor do que o outro, ganhar do outro ou, então, se _______ a ser inferior a ele.
(A) para introduzir um esclarecimento e para marcar a antecipação de um adjunto adverbial.
(B) para introduzir um esclarecimento e para separar elementos de uma enumeração.
(C) para introduzir uma citação e para separar elementos de uma enumeração.
(D) para introduzir uma conseqüência e para marcar a antecipação de um adjunto adverbial.
(E) para introduzir uma citação e para marcar a antecipação de um adjunto adverbial.
26) A vírgula da linha 21 e as vírgulas da linha 36 são usadas, respectivamente, para
(l.21) O que lastimo é a necessidade de condenar a velhice a uma condição indigna, que deve ser
banida de um ambiente saudável.
(l.36) Mas, se nos respaldarmos nas evidências responsáveis, teremos as bases para constituir um
grande movimento que marcará uma posição vanguardista na luta “pró-envelhecimento
saudável”.
(A) separar uma oração subordinada adjetiva explicativa e isolar uma oração subordinada
adverbial.
(B) separar uma oração coordenada assindética e isolar uma oração subordinada adverbial.
(C) separar uma oração subordinada adverbial e isolar uma oração intercalada.
(D) separar uma oração subordinada adjetiva explicativa e isolar uma oração coordenada
assindética.
(E) separar uma oração intercalada e isolar uma oração subordinada adverbial.

GABARITO
1-A 4–C 7–A 10 – C 13 – B 16 – E 19- E 22- A 25- B
2–E 5–E 8–B 11 – E 14 – B 17 – A 20- D 23- E 26- A
3-C 6–D 9–A 12 – C 15 – A 18 – B 21- E 24- D
ORTOGRAFIA

Uso dos porquês

POR QUE à equivale a “pelo qual” ou as variações dessa expressão: pelos quais, pela qual e
pelas quais. Também ocorre quando se pode acrescentar as palavras “razão” ou “motivo”.
Ex.: Não sei por que (razão) ela não veio.
A situação por que (pela qual) passaste não foi fácil.

POR QUÊ à assim como o porquê acima, pode-se acrescentar a palavra “razão” ou “motivo”,
o acento é justificado por anteceder um ponto (final ou de interrogação).
Ex.: Eles não foram ao jogo e não sabemos por quê.
(motivo)
Poucos estudam. Por quê? (razão)

PORQUE à é uma conjunção, equivalendo a “pois”.

Ex.: Não saiam da aula, porque o professor já vem.

PORQUÊ à é um substantivo, equivalendo a “razão”, “motivo” e normalmente aparece


antecedida de palavra determinante (artigo, por exemplo).
Ex.: Dê-me ao menos um porquê para sua atitude.
É importante o uso dos porquês.

1. Complete com os porquês.


a) Esta é a pior fase ___________________ passei.
b) Não concluí o trabalho, ________________ tive um compromisso.
c) Filosofar é procurar os ________________ de tudo.
d) Ficou furiosa e ninguém entendeu ________________.
e) Não saíste comigo ___________________ estás zangado ?
f) Todos nos empenhamos _________________ queríamos a vitória.
g) Qual o ________________ da sua revolta ?
h) As cidades ______________ passamos eram muito pobres.
i) Ficaremos aqui _________________ ele precisa da nossa ajuda.
j) Um __________________ pode ser escrito de quatro modos.
l) Não há _________________ pensarmos nisso agora.
m) São grandes as transformações ______________ está passando a sociedade brasileira.
n) _____________ caminhos estávamos andando, ninguém sabe.
o) Pense bem, _______________ é fácil enganar-se.
p) O ministro explicou ___________________ concordava com a medida.
q) Eis a razão ________________ o progresso é pequeno.
r) Não há ________________ pensarmos nesse assunto agora.
s) A obra foi interrompida ________________?
t) Não importa saber ________________ brigaram as duas famílias.
u) Indaga-se, em vão, o ________________ de tantas experiências.
v) Estranhamos todos; ________________ não vieste?
x) Vá cedo ao teatro, ________________ há poucos lugares.
z) Estranhei a maneira ________________ ele reagiu.
2) Empregue os porquês.

a) Pode sair briga, ________________ os ânimos estão exaltados. ‘


b) Se não fui, não é ________________ me tenha esquecido.
c) ________________ eles estão voltando? Será ________________ os professores entraram
em greve?
d) São nobres as causas ________________ lutamos.
e) Ele, ultimamente , anda muito triste, mas ninguém sabe ________________.
f) Ninguém atinava com o ________________ daquela ocasião.
g) São grandes as transformações ________________ a sociedade está passando.
h) Estou aflito, ________________ ela disse que voltaria logo.
i) Se sabem tanto, ________________ não obtêm notas melhores?
j) Já descobri as razões ________________ me ocultaram o fato.
k) Querem, certamente, saber o ________________ de minha decisão.
l) E ________________ você mesma não falou com ele?
m) Pense bem, ________________ é fácil enganar-se.
n) A crise ________________ estamos passando há de acabar logo.
o) Eles vivem brigando. ________________?
p) Não há ________________ se lastimar.
q) Acho que Pedro está doente, ________________ está magro, pálido.
r) ________________ você não foi à festa? Será ________________ não queria rever sua
ex-namorada?

Questões

1) Assinale a frase gramaticalmente CORRETA.


(A) Não sei por que discutimos.
(B) Ele não veio por que estava doente.
(C) Mas porque não veio ontem?
(D) Não respondi porquê não sabia.
(E) Eis o porque da minha viagem.

2) Estude os trechos abaixo.


I. Gostei do livro, mas não saberia explicar por quê.
II. “Eu canto porque o instante existe / e a minha vida está completa. / Não sou alegre
nem sou triste: / sou poeta” (Cecília Meireles)
III. Não posso avaliar o porque de suas dúvidas.
Assinale a opção correta, considerando as expressões sublinhadas.
(A) I e III estão corretos. (D) Apenas I e II estão corretos.
(B) I, II e III estão corretos. (E) Nenhum dos trechos está correto.
(C) Apenas I está correto.

3) Em que alternativa a expressão sublinhada está incorretamente grafada?


(A) A chamada atrai nossa atenção, uma vez que pagamos preços altos aos hospitais sem saber
por quê.
(B) Exame procura levantar as razões de os hospitais serem tão caros. Você sabe por quê?
(C) A reportagem de Exame é justificável, por que, realmente, os hospitais são caros.
(D) Exame propõe-se a discutir o porquê de os hospitais serem tão caros.
(E) Exame revela por que os hospitais são tão caros.

4) Convém que ................... as causas ................. existem tantas empresas à beira da


falência.
(A) analizem – porque
(B) analisem – por que
(C) analizem – por que
(D) analisem – porque
(E) analizem por quê

5) Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas.


“Daqui ......... dois dias, poderei dizer que, ......... dois meses não o vejo. O amor e o ódio podem
tornar-se sentimentos ............ / ........... paciência para agüentar as suas reclamações!”
(A) há – a – a fins – Haja
(B) há – há – a fins – Aja
(C) a – a – afins – Haja
(D) a – há – a fins – Haja
(E) a – há – afins – Haja

6) Assinale a alternativa em que as formas completam corretamente as lacunas das seguintes

frases.

• A atitude do cantor causou ....-estar na platéia.


• De quem sempre foi ........., espera-se todo ..........
• Fale mais alto, pois ela é .......... surda.
• Gostaria de saber ......... ficaram perplexos.
(A) mal – mau – mal – meio – por que
(B) mau – mal – mau – meia – porque
(C) mal – mau – mau – meio – porque
(D) mau – mau – mal – meia – porque
(E) mal – mau – mal – meia – por que

7) Assinale a frase gramaticalmente incorreta.


a) Não sei por que discutimos.
b) Ele não veio por que estava doente.
c) Mas por que não veio ontem?
d) Não respondi porque não sabia.
e) Eis o porquê da minha viagem.

8) Assinale a opção que preenche as lacunas corretamente.


“Nenhum de nós soube dizer ............. o ............ cidadão portou-se tão .............”
a) porque – eminente – mau
b) porque – iminente – mau
c) por que – eminente – mal
d) por que – iminente – mal
e) porquê – iminente – mau

Gabarito

1-A 3- C 5- E 7- B

2-D 4–B 6-A 8- C

ORTOGRAFIA

01. Assinale a alternativa correta.

a) assintosamente – pretensioso – lassiva


b) ascintosamente – pretensioso – lassiva
c) acintosamente – pretencioso – laciva
d) acintosamente – pretensioso – lasciva
e) ascintosamente – pretencioso – lasciva

02. Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas das frases abaixo.

Para ele, a expressão seria equivalente a __________ um casebre, e nada mais; já para nós a
mesma expressão designa a compra de mantimentos ou de suprimentos em geral.

Por sinal, com acento _________ o que era apenas um prefixo virou um substantivo.

Os dicionários disponíveis não registram o nosso uso – nem mesmo os regionalistas (salvo o
Dicionário de Porto Alegrês, modéstia _________). Por isso não __________ explicação
documentada sobre a origem do uso.

a) construír – porque – a parte – há


b) construir – por que – à parte – a
c) construír – por que – a parte – a
d) construir – porque – à parte – há
e) construír – porque – à parte – há

03. Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas pontilhadas das
frases abaixo

Suprimi-la indiscriminadamente com analgésicos, dizem alguns estudiosos, pode fazer mais
.................. do que bem.

Mas eis que, numa madrugada, o alarme começa a soar estridente, tirando-o enfim da cama
num .................
A resposta óbvia a essa situação é o primeiro passo para se compreender ............ alguns
estudiosos estão preocupados com o hábito do homem moderno de suprimir a dor
indiscriminadamente, sem procurar saber sobre suas causas.

a) mau – sobressalto – por que


b) mal – sobressalto – por que
c) mal – sobressalto – porque
d) mau – sobressalto – porque
e) mal – sobresalto – por que

04. Alternativa correta

a) enxergar – queicho – inxado


b) enchergar – queicho – inxado
c) enxergar – queixo – inxado
d) enchergar – queixo – inchado
e) enxergar – queixo – inchado

05. Assinale a alternativa correta que preenche correta e respectivamente as lacunas com traço
contínuo das frases abaixo.

________ alguns, e não a maioria, passam ao banditismo pesado?

Não há apenas um ___________.

Se o criminoso decide agir é ________ mentalmente chegou à conclusão de que tem chances
de sair ileso e, em caso de ser preso, pagar um preço não exorbitante à sociedade.

a) Porque – porquê – por que


b) Por que – porquê – porque
c) Por que – porquê – por que
d) Por que – por quê – por que
e) Porque – por quê – porque

06. Na frase A princípio ninguém estranha muito quando os jovens passam a freqüentar
a igreja apenas em datas cerimoniais, a expressão A princípio poderia ser substituída no
contexto em que ocorre, sem mudar o sentido da frase, por

a) Em tese.
b) Inicialmente.
c) Logicamente.
d) Em síntese.
e) Corriqueiramente.
07. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das frases abaixo na seqüência
em que elas aparecem.

Animais sociais cujo comportamento se pauta, em larga escala, pelo contexto cultural, os
humanos não podem prescindir, todavia, de um vasto repertório de atributos biológicos,
selecionados ao longo do processo de ...................

Estudos nesse sentido ............... sido realizados principalmente por etólogos de orientação
darwiniana, a despeito das críticas ferozes que lhes são dirigidas pelos que consideram os
humanos criaturas imunes aos mecanismos evolutivos.

As teses do autor ..............-se numa concepção de instinto apropriada à nossa espécie, a de


primatas dotados de um elenco inato de “predisposições par aprender”, em meio a um
universo de seres mais submissos à inflexibilidade de “programas genéticos imutáveis”.

O cérebro humano teria sido evolutivamente dotado de aptidões que ........... habilitam a lidar
com a reciprocidade , a intercambiar favores e a colher benefícios do convívio social.

a) hominização – têm – enraizam – lhe


b) hominisação – tem – enraízam – lhe
c) hominização – têm – enraízam – o
d) hominissação – têm – enraízam – os
e) hominização – tem – enraizam – os

08. Assinale a alternativa correta.

a) concenso – previnir – algozes


b) concenso – prevenir – algozes
c) consenso – prevenir – algozes
d) consenso – previnir – algoses
e) concenso – previnir – algoses

09. Assinale a alternativa correta, que preenche respectivamente as lacunas das frases abaixo.

Toda pessoa ficaria ____________ entediada se nada de diferente ou desafiador jamais


acontecesse em sua vida.

Um _______ nível de stress pode afetar a saúde e o bem-estar, assim como interferir no
trabalho e na vida social das pessoas.

.... pode auxiliar a diminuir os efeitos do desequilíbrio gerado pelo _______ de stress.

a) extremamente – auto – excesso


b) extremamente – alto – excesso
c) estremamente – alto – excesso
d) estremamente – alto – escesso
e) estremamente – auto – escesso
10. Assinale a alternativa correta.

a) essencial – botijão – composição


b) ecencial – botijão – composição
c) essencial – botijão – conposição
d) ecencial – butijão – composição
e) essencial – butijão – conposição

11. O termo porquê deve ser grafado em uma só palavra na alternativa

a) Os avanços tecnológicos por que a globalização se torna possível são vertiginosos.

b) A tecnologia democratiza a informação por que facilita a comunicação entre as pessoas.

c) Muitos questionam por que ainda existem tantas mazelas.

d) Os exemplos utilizados no texto mostram por que a globalização se aproxima.

e) A divisão ideológica por que foi marcado o século 20 é do conhecimento geral.

12. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto, na ordem em que
aparecem no seguinte trecho.

É uma velha pergunta: _______ os primos do norte são bem-sucedidos enquanto a gente pena
tanto?
Infelizmente é uma retórica que imobiliza e ______ : como corrigir, punir e investigar de maneira
eficaz se nos acreditamos corruptos, sem-vergonhas, etc.
Portanto, são cheios de si e prontos para _______ as falhas.

a) porque – deprimi – consertar.


b) porque – deprime – consertar.
c) por que – deprime – consertar.
d) por que – deprimi – concertar.
e) por que – deprime – concertar.

13. As palavras que preenchem de forma correta e respectivamente as lacunas do trecho abaixo
são:

Talvez por isso sua obra em muito se ______ das de seus colegas estrangeiros que vinham ao
Brasil para conhecer a ______ natureza do Novo Mundo, mas que, na maioria das vezes,
conseguiam imprimir a suas representações apenas um olhar distante, frio.
Desenhou as boleadeiras, o chiripá, as ceroulas, o chapéu e o poncho no corpo dos peões, _____
e escravos.

a) distinga – majestosa – estâncieiros.


b) distingua – magestosa – estâncieiros.
c) distinga – magestosa – estancieiros.
d) distingua – majestosa – estâncieiros.
e) distinga – majestosa – estancieiros.

14. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto, respectivamente.

Tinha – teve, tem – um sabor esquisito que intensificava o encanto da arte e da personalidade do
moço do ______ [...].
Ele se sentia perfeitamente _____ vontade entre seus colegas, na maioria brancos” [...].
No final da década – sobretudo _______ o impacto de Jimi Hendrix – Gil vestiu a máscara do
negro com consciência racial.
ele encontrava africanidades em suas ______ domésticas e revolta contra os aspectos raciais da
injustiça da sociedade brasileira.

a) video – à – sob – reminicências.


b) vídeo – à – sob – reminiscências.
c) vídeo – à – sobre – reminiscencias.
d) video – a – sobre – reminiscências.
e) video – a – sob – reminiscências.
15. Assinale a alternativa cujas palavras preenchem, correta e respectivamente, as lacunas com
traço contínuo do trecho abaixo.

Quantas vezes não somos pegos num humor insuportável, sem termos a menor noção do _____
desse estado? O mau humor, em geral, é maior do que nossa consciência.
De outro lado, se a distância necessária é mantida, toda a ______ nos gestos e atitudes pode dar
lugar a um sorriso.
A importância do senso de humor está no fato de ele nos proteger da vaidade e do orgulho
_____.

a) porque – tensão – excessivos.


b) por que – tenção – exessivos.
c) porquê – tensão – escessivos.
d) porquê – tensão – excessivos.
e) por quê – tenção – ecessivos.

ORTOGRAFIA

01. D 06. B 11. B


02. D 07. C 12. C
03. B 08. C 13. E
04. E 09. B 14. B
05. B 10. A 15. D
PARÔNIMOS

Acender: pôr fogo


Ascender: subir

Acento: sinal gráfico


Assento: local para se sentar

Acerca de: a respeito de, sobre


A cerca de: a aproximadamente
Há cerca de: faz aproximadamente

Acidente: desgraça
Incidente: episódio

Afim: semelhante
A fim de: para, com intuito de

A princípio: no início
Em princípio: em tese

Amoral: indiferente à moral


Imoral: contrário à moral

Ao encontro de: favorável


De encontro a: contra

À – toa: sem-vergonha
À toa: sem rumo

Caçar: perseguir
Cassar: anular

Casual: por acaso


Causal: que expressa causa

Cavaleiro: homem a cavalo


Cavalheiro: homem gentil

Censo: contagem
Senso: juízo

Cessão: cedência
Seção ou secção: parte de um todo
Sessão: reunião de pessoas

Cerrar: fechar
Serrar: cortar
Conjetura ou conjectura: hipótese, suposição
Conjuntura: momento, situação

Concerto: sessão musical


Conserto: ato de arrumar

Delatar: denunciar
Dilatar: ampliar

Descrição: ato de descrever


Discrição: modéstia

Descriminar: inocentar
Discriminar: separar, segregar, discernir

Despensa: divisão da casa, armário ou construção separada em que ficam os mantimentos


Dispensa: isenção, licença

Emergir: vir à tona


Imergir: afundar

Eminente: elevado, célebre


Iminente: próximo

Emigrar: sair da pátria


Imigrar: entrar em país estranho

Estada: permanência de pessoa


Estadia: permanência paga de um navio no porto

Espectador: que assiste a um espetáculo


Expectador: que está na expectativa

Espiar: observar secretamente, espionar


Expiar: tornar(-se) puro de (crimes ou faltas), levar a culpa

Flagrante: evidência
Fragrante: aromático

Incipiente: iniciante
Insipiente: ignorante

Infligir: aplicar pena


Infringir: transgredir

Mandado: ordem judicial


Mandato: delegação de poder
Prescrever: ordenar, regular, determinar, estabelecer, preceituar
Proscrever: desterrar, abolir, extinguir, proibir

Ratificar: confirmar
Retificar: corrigir

Sustar: suspender
Suster: manter

Tachar: Acusar de defeito, censurar


Taxar: regular o preço

Tráfego: movimentação de veículos


Tráfico: negócio ilícito

Mal: advérbio
Mau: adjetivo

Exercício

1) Preencha as lacunas corretamente.

a) Essas hipóteses _________ das circunstâncias (emergem - imergem) ;


b) Nunca o encontro na _________ em que trabalha (sessão - seção)
c) O prazo já estava _______ (prescrito - proscrito);
d) Prenderam o rapaz em ______________ (flagrante – fragrante)
e) A recessão econômica do país faz com que muitos _________ (emigrem - imigrem);
f) Antes de ser promulgada, a Constituição já pedia muitos ________ (consertos - concertos);
g) A ditadura _________ muitos políticos de oposição; (caçou - cassou);
h) Ao sair do barco, o assaltante foi preso em___________ (flagrante - fragrante);
i) O sapato velho foi restaurado com a aplicação de algumas ________ (tachas-taxas);
j) Sílvio foi na _________ das 19h do cinema (seção- sessão)
l) Para impedir a corrente de ar, Luís _______ a porta (cerrou-serrou);
m) Bonifácio ________ pelo buraco da fechadura (expiava-espiava);
n) Quando foi realizado o último ________ ? (censo-senso).
o) A polícia federal combate o _________ de cocaína (tráfego-tráfico);
p) No Brasil é vedada a ________ racial; embora haja quem a pratique (discriminação-
descriminação);
q) Você precisa melhorar seu __________ de humor (censo-senso);
r) O balão, tremeluzindo _________ para o céu estrelado (acendeu-ascendeu).
Penúltima prova da CEF

Texto para as questões de 1 a 3


1 Especialistas apostam que hoje há 32 milhões de

brasileiros com potencial para planejar uma boa


aposentadoria. São jovens das classes A e B, com emprego
4 formal, moram em grandes cidades do Sul e do Sudeste, e

são
o público-alvo principal das empresas de previdência
privada.
“Se você começa a investir nisso com 20, 25 anos, tem
7 condições de chegar à aposentadoria com uma reserva

financeira grande”, resume um dos sócios de uma das cinco


maiores consultorias de benefícios e gestão empresarial do
10 país.

A aposentadoria — mesmo a minguada quantia


mensal paga pelo Instituto Nacional do Seguro Social
(INSS)
13 — é a principal renda fixa do idoso paulistano. Segundo o

estudo Síntese de Indicadores Sociais — Uma Análise das


Condições de Vida da População Brasileira, publicado em
16 2009 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística,

55,9% dos velhinhos paulistanos são aposentados e 12,8%,


pensionistas. Do total, 6,2% usufruem do duplo benefício.
19 É o caso de Maria Sonia, de 75 anos de idade.

Costarriquenha radicada no Brasil desde os 20 anos — com


passagens por Rio, Natal e Avaré – SP — ela aposentou-se
22 com 60 anos. Ganha, com isso, cerca de R$ 1,2 mil. Com a

morte do marido, alguns anos depois, passou a acumular o


benefício da pensão (cerca de R$ 1 mil). Entretanto, não
parou
25 de trabalhar. Empresária, está à frente de uma pousada no

bairro do Paraíso, a quatro quadras de sua casa —


aumentando sua renda mensal em cerca de R$ 4 mil. “Chego
28 a trabalhar até 11 horas por dia”, afirma, com ar vitorioso.

“Você tem a idade que você sente.”


Um benefício que não reflete diretamente no bolso
31 das pessoas da terceira idade — mas pode melhorar sua

condição de vida — é a criação, em janeiro, do Fundo


Nacional do Idoso. “Quando regulamentado, receberá
doações
34 de pessoas físicas para financiar programas para os idosos,

mediante abatimento fiscal”, diz Cláudia Beré, promotora do


Atendimento ao Idoso do Ministério Público Estadual. “A
lei
37 federal que o criou também permite a regulamentação de

fundos estaduais e municipais. Já enviamos ofício ao


governo
do estado e à prefeitura para saber quais são os planos de
40 implementação.”
Edison Veiga, Filipe Vilicic e Vitor Hugo Brandalise. De olho no
futuro, jovens planejam aposentadoria. In: O Estado de S.Paulo,
4/4/10, p. C4. Internet: <www.estadao.com.br> (com adaptações).
Texto para as questões de 4 a 8
1 Ao lado do vinho, a região do Mediterrâneo tem uma

cesta de produtos nobres cujo consumo nos países em


desenvolvimento, até recentemente, era restrito às classes
4 altas. Nos últimos cinco anos, porém, artigos como frutas

secas, vinagre balsâmico, nozes e castanhas começaram a


ganhar mercado nos emergentes. Nos quatro maiores, os
7 BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China), nenhum avançou

mais
rápido que o azeite. Desde 2005, as vendas do produto
nesses
países tiveram, em média, crescimento de 235%. Nos
Estados
10 Unidos da América (EUA), o segundo maior mercado

mundial
de azeite, atrás apenas da União Europeia, o número ficou
na
casa dos 20%. Dois fatores ajudam a entender a difusão do
13 óleo de oliva nos BRICs. O primeiro é a expansão da

renda:
uma classe média maior gasta mais, tanto em volume quanto
em qualidade. Tão importante quanto isso, no entanto, foi o
16 fato de que os fabricantes de azeite entenderam que cada

lugar
tem as suas especificidades. Na Índia, por exemplo, o
produto
passou a ser vendido na seção de produtos de beleza dos
19 supermercados. Além de nutrir os cabelos das indianas, ele

é
usado na pele, para prevenir estrias.
Entre os integrantes dos BRICs, o Brasil é o que tem,
22 de longe, o maior mercado de azeite: o consumo deverá

atingir
50.000 toneladas em 2010. Como o país tem forte influência
espanhola, italiana e portuguesa (os mais importantes
25 produtores mundiais), o hábito de usar o óleo em pizzas e

saladas é mais comum do que nos outros do grupo — e as


empresas do ramo praticamente não mudam suas táticas de
28 venda no mercado brasileiro. Na China, o comércio do

produto varia conforme o calendário. Em datas festivas, as


pessoas trocam vidros de azeite como presente. As empresas
31 se preparam para essa época e fazem embalagens

especiais, já
que a finalidade do produto é enfeitar as estantes das casas.
“Os chineses quase não comem salada. Tivemos de
encontrar
34 maneiras alternativas para vender lá”, diz David Prats,

presidente do grupo espanhol Borges, um dos maiores


fabricantes de azeite do mundo. A companhia, que há quinze
37 anos vende seus produtos no Brasil por meio de

importadoras,
decidiu no ano passado abrir uma filial no país. “O mercado
brasileiro está fervilhando. Enquanto as nossas vendas
ficaram
40 estáveis em alguns países, no Brasil elas subiram 30% em

2009”, completa o espanhol.


Última prova CEF
Texto para as questoes de 1 a 8
1 Especialistas concordam que é papel do ensino
fundamental e médio — e não apenas da universidade —
cooperar de alguma forma com o processo de
4 formação dos futuros profissionais. Isso não
implica ensinar jovens estudantes a mexer com planilhas
de cálculos ou a empreender um novo negócio. Requer,
sim, dar-lhes recursos
7 para lidar com a realidade e, por exemplo, com a
competição que um dia virá. Então, a dúvida que
permanece é: nossas escolas de fato cumprem essa
tarefa?
10 Carlos Alberto Ramos, professor do Departamento
de Economia da Universidade de Brasília, aponta falhas
nessa missão. Ele identifica um abismo na transição
entre o sistema
13 escolar e o mercado de trabalho. “Nosso modelo
educacional é muito segmentado, e os conhecimentos de
línguas e matemática, por exemplo, são muito diferentes
dos valores
16 compreendidos durante a vida profissional”,
defende. O despreparo dos jovens, portanto, é patente.
“Desde cedo, é preciso ensinar as crianças a pensar e a
se adequar a 19 novas realidades”, diz Ramos. “Elas
contam, inclusive, com uma vantagem para isso: são
mais flexíveis a mudanças e estão sempre abertas a
novas tecnologias”. Infelizmente, conclui o
22 especialista, não é isso o que acontece nas
escolas. O mais curioso é que, a despeito de qualquer
discussão sobre o dever das escolas, ajudar no 25
desenvolvimento do aluno com vistas à sua
colocação no mercado de trabalho é um fundamento no
país, estabelecido pela Lei de Diretrizes e Bases da
Educação Nacional, conjunto 28 de normas que dá o
norte ao sistema educacional brasileiro. Portanto, tal
tarefa cabe a todos os níveis do ensino básico, dos
cinco aos 17 anos. 31 Para Claudio de Moura Castro,
especialista em
educação, as escolas de ensino infantil e fundamental
oferecem
aos estudantes, geralmente, a proposta correta para a
34 capacitação para a vida profissional. Isso significa:
ensinar a ler, escrever e falar adequadamente já durante
a alfabetização infantil. O problema, segundo o
especialista, aparece no ensino 37 médio. “Nesse nível, as
escolas são desmotivadoras, oferecendo conteúdos
específicos para que os alunos estejam preparados para
o vestibular”, afirma. “Mas, na verdade, não
40 preparam o estudante para nada”. Moura Castro
aponta três habilidades fundamentais
aos profissionais de hoje e do futuro. Elas são
decorrentes da 43 boa leitura, da boa escrita e da
capacidade de comunicar-se bem. “Todos os
profissionais precisam saber resolver problemas, falar em
público e trabalhar em equipe”, sentencia. 46 “É nesse
momento de aprendizado que se dissolve a fronteira
entre o que é acadêmico — ensinado na escola — e o
que é
profissional e prático para o mercado de trabalho.”
Marina Dias. Bom profissional se faz na escola, 4/9/2009. Internet: <veja.abril.com.br> (com
adaptações).