Você está na página 1de 3

17/05/13 A criança, o brincar e o corpo: por que brincar na escola?

- ABCrianca - Revista para Pais e Educadores


Re v i s t a O nl i ne pa r a Pa i s e Educ a dor e s . I de i a s pa r a e duc a r , c ui da r e c r e s c e r f e l i z , dos 0 a os 1 2 a nos

pa i s e f i l hos
e duc a ç ã o

e s c ol a
e duc a ç ã o i nf a nt i l

a bc da c r i a nç a
pa i s e f i l hos

e duc a ç ã o
e s c ol a

e duc a ç ã o i nf a nt i l

Siga-nos »

Search

1ª PÁGINA | ESPECIAIS | ATIVIDADES | EDUCAÇÃO | PSICOLOGIA | SAÚDE | TEMPOS LIVRES | NEE | NOTÍCIAS | CONSULTÓRIO | SOBRE NÓS | LITERATURA

A criança, o brincar e o corpo: por que brincar na escola? RSS Feed


15/05/2013 0 Comments

Pensar a criança hoje é um grande desafio. Pais e educadores deparam-se com os pequenos cada vez
PUB
mais ativos, exploradores e curiosos, fruto do meio de múltiplas influências e necessidades, no qual
estamos integrados. É comum ouvir relatos que dizem: as crianças de hoje já não sabem brincar...
Por Daiana Camargo, professora

Neste sentido, dizemos que as crianças


sabem, e brincam, embora não seja da
mesma forma e com as mesmas
brincadeiras que fizemos enquanto
crianças, ou as brincadeiras realizadas
nos tempos dos nossos pais e avós. História de um gato e
de um rato que se
tornaram am igos
de Luis Sepúlveda
O ser humano é social, aprende e
reproduz o que vivencia e a ludicidade
faz parte da constituição humana, seja O Anjo da Guarda
de Robert Muchamore
relacionada ao prazer e ao lazer, a
qual se estrutura e vivencia de
diferentes formas durante toda a vida.
Brincar aprende-se. Leandro, Rei da Helíria
de Alice Vieira

E quem ensina as crianças a brincar


Joaska/Stock.x chng
hoje? Os ambientes mudaram, muitas
O Colar
das crianças já não desfrutam os mesmos espaços (dos pátios das casas para a convivência em de Sophia de Mello
Breyner Andresen
apartamentos e condomínios, redução da possibilidade de brincar na rua, espaços públicos, etc.) e nem as
mesmas vivências, pois convivem com menos irmãos (ou nenhum), menos primos, e estão experimentando
cada vez mais cedo a inserção das tecnologias (TV, computadores, internet, jogos, telemóveis) e é com estes Os Três Porquinhos
de Vários
aparatos tecnológicos que muitas das crianças hoje aprendem a brincar.

É preciso também compreender que esta criança está muito mais cedo inserida no ambiente escolar, que não
pode ignorar as suas especificidades, que vivencia diferentes formas lúdicas, aprendidas em diferentes O Principezinho
de Antoine de Saint-Exupéry
contextos, que pode variar desde a bola e a boneca, ao tablet.

Assim, este ambiente escolar deve estar organizado de forma a que a criança possa brincar, explorar seu
corpo em movimento, aprender e comunicar-se a partir de sua prática corporal, pois a criança pequena
relaciona-se com o mundo agindo sobre ele, explorando e experimentando, e desta ação organiza seu
Em Cham as
pensamento. de Suzanne Collins

A exploração do corpo e do movimento é a primeira forma de linguagem e de brincar da criança, e precisa ser
aproveitado na escola para a estruturação de uma aprendizagem efetiva, prazenteira e articulada às
Bloco de Jogos e
capacidades infantis. Atividades - 2/3 Anos

As pesquisas que realizamos em ambientes de Educação Infantil mostram-nos que o ensinar à criança
pequena a brincar se constitui em um dos grandes eixos neste nível de ensino, e observamos que o
entendimento dos professores quanto a ludicidade precisa compor elemento de estudo e reflexão nos cursos de
formação e no âmbito da prática pedagógica.
Artigos
Se o brincar é aprendido, a escola assume assim grande responsabilidade quanto as interações, tanto ao Todos
brincar pela exploração dos diferentes ambientes, quanto as situações de brincar propiciadas pelos * A Música Na
educadores, sejam elas livres ou dirigidas, com ou sem brinquedos, com cantigas, jogos, imitações, histórias ou Aprendizagem
exploração de aparatos tecnológicos. * Anúncios Mais Saudáveis
(e Educativos)
www.abcrianca.com/18/post/2013/05/a-criana-o-brincar-e-o-corpo-por-que-brincar-na-escola.html 1/3
17/05/13 A criança, o brincar e o corpo: por que brincar na escola? - ABCrianca - Revista para Pais e Educadores
(e Educativos)
A disponibilidade de brincar do educador é um fator importante para a efetivação do lúdico na prática * Aprender Inglês Desde
pedagógica, e precisa estar articulada a formação teórica sólida quanto aos componentes do processo ensino Bebé Com O Método Helen
aprendizagem, que perpassam a psicologia, por meio das teorias de desenvolvimento, aprendizagem; da Doron
sociologia, mediante o reconhecimento da criança e sua cultura; da biologia, relacionadas as estruturas físicas * Educar Para A Cidadania
e da didática, que permita ao educador reunir estes e demais elementos relacionados ao ensinar e a criança Global
para organizar um planejamento e efetivar uma prática educativa verdadeiramente articulada a ludicidade e a * Literatura E
aprendizagem e vinculadas as especificidades da criança hoje, bem como com as experiências do educador Desenvolvimento Infantil:
quanto ao brincar, revivendo situações lúdicas já vivenciadas e se apropriando de novas formas de brincar. Os Livros Mais Adequados
A Cada Idade
Compreendemos, assim, que uma prática pedagógica lúdica está relacionada a capacidade de exploração do * Norma Para AEC's E
brincar propostas pelos educadores, bem como as possibilidades estruturais propiciadas pela escola. Apoio à Família Em
Consulta Pública
O brincar, o corpo e o movimento devem integrar reflexões e práticas tanto na Educação Infantil quanto no O Brincar E O Corpo: Por
Ensino Básico, pois a alfabetização, eixo central dos primeiros anos de escolarização está diretamente Que Brincar Na Escola?
relacionada com a vivência corporal e as experiências com o brincar. * O NÃO Também Educa
* O Sujeito Que Educa; A
É importante refletir sobre as práticas relacionadas ao brincar na escola, diante da necessidade de romper as Importância Da Educação
amarras que se constituíram ao longo do tempo, na estruturação dos espaços escolares e das práticas Artística
pedagógicas, possibilitando a reflexão e a ação a partir do entendimento de que a criança brinca e aprende a * Revisão Da Estrutura
partir de seu corpo, de que a imobilidade, as rotinas e a disciplina constituída não é algo natural, e que pode, e Curricular Para O Ensino
deve ser rompida, para que possamos superar paradigmas e pensar na educação da criança real, que explora, Básico: Metas
age, sente e pensa a partir de seu corpo.
Arquivo
Tw eet 2 Like 12
Maio 2013
Novembro 2012
Outubro 2012

Setembro 2012
Julho 2012
Comments
Junho 2012
Maio 2012

Your comment will be posted after it is approved.

Leave a Reply

Name (required)

Email (not published)

Website

Comments

Notify me of new comments to this post by email Subm it

A B C r ia n ça - R e vis t a O n lin e p a r a Pa is e E d u ca d o r e s

I d e ia s p a r a e d u ca r , cu id a r e cr e s ce r fe liz - 2 0 1 3
V is itante s

+9
Recomendar 82 pessoas recomendaram isso.
Seja o primeiro entre seus amigos.

www.abcrianca.com/18/post/2013/05/a-criana-o-brincar-e-o-corpo-por-que-brincar-na-escola.html 2/3
17/05/13 A criança, o brincar e o corpo: por que brincar na escola? - ABCrianca - Revista para Pais e Educadores

T o d o s o s d ir e it o s r e s e r va d o s . Pu b lica çã o r e g is t a d a n a E R C co m o n º 1 2 6 2 45 . E s t a p u b lica çã o a d o t o u o n o vo a co r d o o r t o g r á fico p a r a a Lín g u a Po r t u g u e s a

© Youtoart PAIS E FILHOS, FAMÍLIA, EDUCAÇÃO, PORTUGAL PR I M AVE R A

www.abcrianca.com/18/post/2013/05/a-criana-o-brincar-e-o-corpo-por-que-brincar-na-escola.html 3/3