Você está na página 1de 21

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.

com>

Central do Cidadão
21 de setembro de 2010
nao_responda@stf.jus.br <nao_responda@stf.jus.br>
12:50
Para: pliniomarcosmr@gmail.com

Protocolo de nº 44143
Ao Senhor

PLINIO MARCOS MOREIRA DA ROCHA

Prezado(a) Senhor(a),

Os dados informados são insuficientes para identificar o processo do seu interesse. O número
do processo no Supremo Tribunal Federal (STF), ou no tribunal de origem, ou, ainda, o nome
da parte que figura nos autos são informações necessárias para a pesquisa.

Portanto, para que possamos responder à sua consulta, solicitamos a complementação dos
dados .
A Central do Cidadão agradece o seu contato, em nome de Sua Excelência o Senhor Ministro
Cezar Peluso, Presidente do Supremo Tribunal Federal. Atenciosamente,

Supremo Tribunal Federal


Central do Cidadão e Atendimento
Edifício Anexo II - Térreo - Sala C-015 - Brasília (DF) - 70175-900
---------------------------------------------------

Nome: PLINIO MARCOS MOREIRA DA ROCHA


Recebido em: 20 de Setembro de 2010
Prezados,

Cumpre-me informar que efetivei o documento Formalização Petição CIDHOEA,


http://www.scribd.com/doc/37164908/Formalizacao-Peticao-CIDHOEA , onde estamos tentando
provocar uma discussão internacional sobre o provocado ao Supremo Tribunal Federal, através
de Mandato de Injunção, relacionado à Extinção do PTB, frente ao fato de estar sendo
Presidido Nacionalmente por um ex-filiado, em função do cancelamento de sua filiação por
inelegibilidade, que é conseqüência de cassação de mandato parlamentar.

Abraços,

Plinio marcos
Este é um e-mail automático. Por favor, não responda.
Para entrar em contato, utilize o Formulário Eletrônico do serviço "Central do Cidadão"
situado no endereço http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/mensagem.asp
Este é um serviço meramente informativo, não tendo, portanto, cunho oficial.
Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Comunicação de formalização de Petição através


de Carta Registrada
1 mensagem
14 de setembro de 2010
Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>
02:47
Para: cidhdenuncias@oas.org

Senhor Secretário Executivo


Comissão Interamericana de Direitos Humanos
Organização dos Estados Americanos,


A CARTA DEMOCRÁTICA INTERAMERICANA
(Aprovada na primeira sessão plenária, realizada em 11 de setembro de
2001)

Em seus artigos:

Artigo 4

São componentes fundamentais do exercício da democracia a


transparência das atividades governamentais, a probidade, a
responsabilidade dos governos na gestão pública, o respeito dos direitos
sociais e a liberdade de expressão e de imprensa.

A subordinação constitucional de todas as instituições do Estado à


autoridade civil legalmente constituída e o respeito ao Estado de Direito
por todas as instituições e setores da sociedade são igualmente
fundamentais para a democracia

Artigo 7

A democracia é indispensável para o exercício efetivo das


liberdades fundamentais e dos direitos humanos, em seu caráter universal,
indivisível e interdependente, consagrados nas respectivas
constituições dos Estados e nos instrumentos interamericanos e
internacionais de direitos humanos.

Artigo 8

Qualquer pessoa ou grupo de pessoas que considere que seus


direitos humanos tenham sido violados pode interpor denúncias ou
petições perante o sistema interamericano de promoção e proteção dos
direitos humanos, conforme os procedimentos nele estabelecidos.

Artigo 9

A eliminação de toda forma de discriminação, especialmente a


discriminação de gênero, étnica e racial, e das diversas formas de
intolerância, bem como a promoção e proteção dos direitos humanos dos
povos indígenas e dos migrantes, e o respeito à diversidade étnica, cultural
e religiosa nas Américas contribuem para o fortalecimento da democracia e
a participação do cidadão.


O 5º. Artigo da Constituição da República Federativa do Brasil,
promulgada em 1988, especifica: “Art. 5º Todos são iguais perante a lei,
sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos
estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à
liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos
seguintes: I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações,
nos termos desta Constituição”.

Sendo este Artigo Constitucional a implementação do princípio


básico de qualquer Sociedade Organizada, isto é, garante a ISONOMIA de
tratamento entre TODOS os Brasileiros e Estrangeiros Residentes no País,
bem como, ao ter apensos Tratados Internacionais, busca na medida do
possível e necessários transpor as barreiras Étnicas, Culturais, Sociais e
Políticas, portanto, seu princípio uma vez especificado É IMUTÁVEL, isto é,
qualquer esforço para alterá-lo deverá ser encarado como
INCONTITUCIONAL, o que de fato, GARANTE a existência e a
permanência em Nossa Constituição.

Tendo em vista a importância e relevância, dos questionamentos


feitos no Mandato de Injunção – Extinção do PTB, parte integrante da
Petição, ora objeto da comunicação de formalização, que foi enviado ao
Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Federal, bem como, seus
naturais, e necessários, desdobramentos, principalmente, quando
estamos às vésperas de um novo pleito.

Ressaltando, que tais questionamentos estão calcados na


ilegalidade e na ilegitimidade de um cidadão brasileiro, que por ter tido
Mandato Parlamentar cassado, esta INELEGÍVEL por 8 (oito) anos, desde
a citada cassação, isto é, perdeu parte de seus Direitos Políticos, razão
pela qual, desde então, não se encontra em PLENO GOZO de seus
Direitos Políticos. Algo que não só deveria impedir de continuar filiado,
mas principalmente, de exercer o cargo de Presidente Nacional de um
Partido Político (PTB), conforme o Direito Constituído estabelece e
determina.
Situação de um “SURREALISMO DANTESCO”, principalmente,
quando o Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, foi
formalmente notificado, de forma reiterada, através de Petições Sugestão,
para que envidasse esforços no sentido de que este ILÍCITO fosse
eliminado.

Venho, por meio deste email, comunicar que a Formalização da


Petição efetuada via internet no dia 06/09/2010 a Esta Comissão, foi
encaminhada, em 09 de Setembro de 2010, através da carta registrada
RJ359190033BR, conforme pode ser observado nos anexos, objeto do
documento Formalização Petição CIDHOEA, constante da página web
http://www.scribd.com/doc/37164908/Formalizacao-Peticao-CIDHOEA .

Por entender que o Processo Eleitoral DEVE ser pautado pelo ATO
JURÍDICO PERFEITO, uma vez que, sem o qual é NULO, estamos,
tentando, GARANTIR esta premissa.

Razão pela qual, acreditamos que, a importância e relevância, no


cenário Jurídico Internacional, Desta Comissão Interamericana de Direitos
Humanos da Organização dos Estados Americanos, possa vir a provocar,
no mínimo, uma manifestação, concreta e objetiva, sobre e com base, no
Direito Constituído, de alguma das Autoridades Brasileiras formalmente
envolvidas.

Por isso, solicito a gentileza de que V.S.ª dê à questão proposta, o


trâmite de urgência necessário, de forma a proporcionar a maior agilidade
possível, uma vez que, sem qualquer manifestação, concreta em contrário,
este ILÍCITO haverá de perdurar indeterminadamente, sem que,
qualquer NULIDADE plausível, em respeito, no mínimo, ao ATO JURÍDICO
PERFEITO, seja, efetivamente, DECLARADA, uma vez que, esta situação,
por si só, nos permite afirmar, que vivemos um “CAOS JURÍDICO”, onde o
“PURO FAZER DE CONTAS” é sua “PREMISSA BASE”.

Atenciosamente,
Plinio Marcos Moreira da Rocha

Analista de Sistemas, presumivelmente, único Brasileiro COMUM,


que mesmo não tendo nível superior completo (interrompi o Curso de
Executivo, com o primeiro semestre completo, em 1977), portanto, não
sendo Advogado, nem Bacharel, nem Estudante de Direito, teve suas
práticas inscritas na 6ª edição do Prêmio INNOVARE, calcadas no
CAOS JURÍDICO que tem como premissa base o PURO FAZER DE
CONTAS, reconhecidas, e DEFERIDAS pelo Conselho Julgador,
conforme documento INNOVARE - Um Brasileiro COMUM no meio Jurídico,
http://www.scribd.com/doc/24252669/INNOVARE-Um-Brasileiro-COMUM-
no-meio-Juridico
Carta Registrada RJ359190033BR postada em 09/09/2010

Organização dos Estados Americanos


Comissão Interamericana de Direitos Humanos
Senhor Secretário Executivo

Plinio Marcos Moreira da Rocha, Carteira de Identidade no.


x.xxx.xxx-x, emitida pelo Detran/RJ, em 22/03/2000, C.P.F. xxx.xxx.xxx/xx,
Carteira de Trabalho nº xxxxxxx, Série xxx-x Unidade da Federação RJ,
morador à Rua Gustavo Sampaio no. 112 apto. 603, no bairro do LEME, na
Cidade do Rio de Janeiro, no Estado do Rio de Janeiro, no País Brasil, vem

FORMALIZAR

Junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização


dos Estados Americanos, com sede na 1889 F Street, N.W.
Washington, D.C., 20006 U.S.A. representada pelo Secretário Executivo, a
Petição que foi enviada via internet no dia 06 de Setembro de 2010 às 08:45
horas.

Para tanto, envia os seguintes documentos em anexo:

1 – Impressão da citada Petição encaminhada via internet.:


2 – email resposta da Central do Eleitor do Tribunal Superior Eleitoral, a
comunicação de emissão do MANDATO DE INJUNÇÃO – Extinção do PTB
3 – Mandato de Injunção – Extinção do PTB e cópia Ampliada de seu
certificado de postagem
4 – Formalização de Petição Impedimento Jfferson ser Presidente do PTB à
Excelentíssima Procuradora Regional Eleitoral Silvana Batini César Góes
5 – Petição – Informações Desdobramentos de Petições Encaminhadas e cópia
AMPLIADA do recibo de sua postagem
6 – Petição Sugestão TSE Impedimento Roberto Jefferson Presidir
Nacionalmente o PTB e cópia AMPLIADA do Aviso de Recebimento (Frente e
Verso)
7 – Cópia da Carteira de Trabalho do Emitente.

Atenciosamente,

Plinio Marcos Moreira da Rocha


Analista de Sistemas
Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Central do Eleitor
6 de setembro de 2010
nao_responda@tse.jus.br <nao_responda@tse.jus.br>
14:35
Para: "pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com>

Protocolo de nº 4184
Ao Senhor

Plinio Marcos Moreira da Rocha

A Central do Eleitor confirma o recebimento de sua mensagem.

Informo a Vossa Senhoria que a missão da Central do Eleitor, segundo dispõe a Resolução-
TSE nº 23.268/2010, é servir de canal direto e efetivo de comunicação entre o cidadão e o
Tribunal Superior Eleitoral, com vistas a orientar e transmitir informações sobre o seu
funcionamento, visando à melhoria contínua do atendimento às demandas por esclarecimentos,
sugestões, reclamações e informações institucionais bem como elevar os padrões de
transparência, presteza e segurança das atividades desenvolvidas no Tribunal.

Esclareço a Vossa Senhoria que o Tribunal Superior Eleitoral somente pode atuar nos
processos que sejam da sua competência, definida no artigo 22 e 23 do Código Eleitoral, e
estejam devidamente autuados e em tramitação neste Tribunal.

A Central do Eleitor agradece em nome de Sua Excelência o Senhor Ministro Ricardo


Lewandowski, Presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

No dia da Eleição compareça ao seu local de votação das 8h às 17h e apresente seu título e
documento com foto!

Serão aceitos, juntamente com o título, carteira de identidade ou identidade funcional,


certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação com foto.

A campanha de esclarecimento está sendo veiculada nos meios de comunicação. O acesso à


campanha encontra-se disponível no endereço abaixo:

http://eleicoes2010.jus.br/

Tribunal Superior Eleitoral (TSE)


Central do Eleitor
Setor de Autarquias Sul - Praça dos Tribunais Superiores - Bloco C
Edifício Sede - 1º andar - sala nº 119 - Brasília (DF) - 70096-900
---------------------------------------------------

Nome: Plinio Marcos Moreira da Rocha


Recebido em: 6 de Setembro de 2010
Prezados,

Cumpre-me informar que efetivei o documento MANDATO DE INJUNÇÂO - Extinção PTB,


http://www.scribd.com/doc/36805328/MANDATO-DE-INJUNCAO-Extincao-PTB , onde estamos
formalizando junto ao Supremo Tribunal Federal MANDATO DE INJUNÇÃO para Extinção do
PTB frente ao fato concreto de que tem sido presidido nacionalmento por ex-filiado, em função
de sua inelegibilidade.

Tendo em vista, que o mesmo, faz referência a 2 (dois) outros documentos enviados ao
Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, para os quais, não foram emitidas
qualquer correspondências.

Abraços,

Plinio Marcos

Este é um e-mail automático. Por favor, não responda.


Para entrar em contato, utilize o Formulário Eletrônico do serviço
"Central do Eleitor" situado no endereço http://www.tse.jus.br/
Este é um serviço meramente informativo, não tendo, portanto, cunho
oficial.
E-mail não monitorado para novas solicitações de pesquisa.
Carta Registrada RJ359076095BR
postada em 02/09/2010
recebida em 08/09/2010
Seção de Protocolo Administrativo – GDOC/SDO
com o registro da Guia nº72467/10

MANDATO DE INJUNÇÂO

Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Federal

Eu, Plinio Marcos Moreira da Rocha, Brasileiro, Casado, Analista


de Sistemas, Título de Eleitor nº xxxxxxxx/xx, Zona xxx, Seção xxx,
emitido em 18/09/1986, CPF xxx.xxx.xxx/xx, Carteira de Identidade
x.xxx.xxx-x emitida pelo Detran/RJ, Carteira de Trabalho nº xxxxxxx
Série xxx-x UF RJ, residente na Rua Gustavo Sampaio nº 112 apto. 603,
no Bairro LEME, na Cidade do Rio de Janeiro, no Estado do Rio de
Janeiro, CEP – 22.010-010, dono do Telefone (21) 2542-7710, vem, MUI
RESPEITOSAMENTE, perante o Supremo Tribunal Federal, requerer
mandato de injunção, pelas razões de fato e de direito que passa a
expor:
1 – O reclamante é Eleitor no Estado do Rio de Janeiro, e reconhece a
importância do “ATO JURÍDICO PERFEITO”, e por isto, como Cidadão,
não aceita, não entende, que ainda hoje, um cidadão inelegível, por
isso, com parte de seus Direitos Políticos suspensos, seja Presidente
Nacional do Partido dos Trabalhadores do Brasil (PTB), em total afronta
ao Direito Constituído. De tal forma, que por sua gravidade, TORNA
NULO todos os atos por ele praticados como Presidente do PTB. Algo,
que o direito constituído assegura a TODOS os Cidadãos Brasileiros
conforme o art. 5°, XXXVI - a lei não prejudicará o direito adquirido, o
ato jurídico perfeito e a coisa julgada, da Constituição Federal,
situação IGNORADA, até a presente data, pelo menos, pelo
Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Eleitoral.

2 – O reclamante é Eleitor no Estado do Rio de Janeiro, e reconhece a


importância do “PLURIPARTIDARISMO”, e por isto, como Cidadão, não
aceita, não entende, que ainda hoje, um Partido Político que tenha
como seu Presidente Nacional, o sr. roberto jefferson, que por ter sido
cassado, é inelegível, e como determina a Lei, teve sua filiação
cancelada quando da cassação, ou seja, um Partido Político que é
Presidido NACIONALMENTE por um NÃO FILIADO, em total afronta
ao Direito Constituído. De tal forma, que por sua gravidade, EXTINGUE
o Partido Político. Algo, que o direito constituído assegura a TODOS os
Cidadãos Brasileiros conforme o art. 17º, IV - funcionamento
parlamentar de acordo com a Lei, da Constituição Federal, situação
IGNORADA, até a presente data, pelo menos, pelo Excelentíssimo
Presidente do Supremo Tribunal Eleitoral.

3 – O reclamante é Eleitor no Estado do Rio de Janeiro, e reconhece a


importância da “COLIGAÇÃO PARTIDÁRIA”, e por isto, como Cidadão,
não aceita, não entende, que ainda hoje, um PARTIDO POLÍTICO que
tenha como seu PRESIDENTE NACIONAL um Cidadão NÃO FILIADO,
possa participar de Coligações Partidárias, em total afronta ao Direito
Constituído. De tal forma, que por sua gravidade, por contaminação de
vício, EXTINGUE a Coligação Partidária. Algo, que o direito constituído
assegura a TODOS os Cidadãos Brasileiros conforme o art. 17º, IV, § 1º
É assegurada aos partidos políticos autonomia para definir sua estrutura
interna, organização e funcionamento e para adotar os critérios de
escolha e o regime de suas coligações eleitorais, sem
obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito
nacional, estadual, distrital ou municipal, devendo seus estatutos
estabelecer normas de disciplina e fidelidade partidária, da Constituição
Federal, situação IGNORADA, até a presente data, pelo menos, pelo
Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Eleitoral.

4 – O reclamante é Eleitor no Estado do Rio de Janeiro, e reconhece a


importância do “ESTADO DE DIREITO”, representado pela Constituição,
Leis e Instituições Democráticas, e por isto, como Cidadão, não aceita, não
entende, que ainda hoje, o Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior
Eleitoral, não tenha se dignado a avaliar, sobre e com base no Direito
Constituído, as Petições formalmente, a Ele, enviadas. De tal forma, que por
suas gravidades, EXTINGUE o Partido Político. Algo, que o direito
constituído assegura a TODOS os Cidadãos Brasileiros conforme o Art. 23.
É competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios: I - zelar pela guarda da Constituição, das leis e das
instituições democráticas e conservar o patrimônio público, o Art. 37. A
administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União,
dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios
de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e,
também, ao seguinte; da Constituição Federal, situação IGNORADA, até a
presente data, pelo menos, pelo Excelentíssimo Presidente do Supremo
Tribunal Eleitoral.

5 – O reclamante é Eleitor no Estado do Rio de Janeiro, e reconhece a


importância do “CÓDIGO DO CONSUMIDOR”, representado pelo Direito
consagrado Internacionalmente, e especificado no citado Código, de que o
CONSUMIDOR DEVE SER BEM INFORMADO, e por isto, como Cidadão,
não aceita, não entende, que ainda hoje, um PARTIDO POLÍTICO abra
espaço em seu horário de propaganda eleitoral gratuita para um ex-
FILIADO, se auto-proclamar “herói”. Principalmente, quando todos sabem
que “travestido” de denunciante, “teatralizou” uma chantagem ou extorsão,
no Plenário do Congresso Nacional, uma vez que, o fato motivador não foi
o arrependimento de participar do esquema, mas o não recebimento de
R$16.000.000,00 do valor total combinado no esquema, em total afronta ao
Direito Constituído. De tal forma, que por sua gravidade, EXTINGUE o
Partido Político. Algo, que o direito constituído assegura a TODOS os
Cidadãos Brasileiros conforme o art. 5º, XXXII - o Estado promoverá, na
forma da lei, a defesa do consumidor, da Constituição Federal, situação
IGNORADA, até a presente data, pelo menos pelo Excelentíssimo
Presidente do Supremo Tribunal Eleitoral.

6 - Até a presente data, a Petição Sugestão TSE Impedimento Roberto


Jefferson Presidir Nacionalmente o PTB (Anexo I), que foi enviada
formalmente ao Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior
Eleitoral, através de Carta Registrada, RA720660871BR entregue em
21/11/2007, não foi objeto de avaliação e manifestação pela Autoridade
provocada.

7 - Até a presente data, a Petição - Informações Desdobramentos de


Petições Encaminhadas (Anexo II), que foi enviada formalmente ao
Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, através de
Carta Registrada, RO554003088BR postada em 08/10/2008, não foi
objeto de avaliação e manifestação pela Autoridade provocada.

8 - Até a presente data, a Formalização de Petição Impedimento Jefferson


ser Presidente PTB (Anexo III), que foi pessoalmente entregue na
Procuradoria da República no Rio de Janeiro conforme o protocolo
Sistema Fênix PRR2-SEPROT – 5575 / 18-08-2010 MPF/PRR – 2ª
Região, que tem como protocolo definitivo nº 2010-08.199, que até a
presente data ainda se encontra sob avaliação da Excelentíssima
Procuradora Regional Eleitoral Silvana Batini César Góes, Algo natural
frente ao presumível volume de trabalho.

9 - Os direitos mencionados acima, TODOS assegurados na Carta


Magna, dependem, todavia de leis regulamentadoras, ainda não
editadas.
Em situação tal, só resta ao Requerente, valer-se do Mandado de
Injunção, como lhe assegura o artigo 5º, LXXI, da Lei Magna, verbis :
"ART.5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer
natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes
no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à
segurança e à propriedade, nos termos seguintes: LXXI - conceder-se-
á mandado de injunção sempre que a falta de norma regulamentadora
torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais e
das prerrogativas inerentes à nacionalidade, à soberania e à
cidadania;"

10 – O reclamante é Eleitor no Estado do Rio de Janeiro, e reconhece a


importância da “LEGITIMIDADE DO PLEITO A SE REALIZAR”, e por isto,
como Cidadão, não aceita, não entende, que qualquer questionamento
referente a mesma, possa em presumível possibilidade, vir a ser uma
REALIDADE, razão pela qual, antecipa-se a qualquer plausível atitude
da Excelentíssima Procuradora Regional Eleitoral Silvana Batini César
Góes, que, por sobrecarga de trabalho, possa vir a se manifestar
tardiamente.

11 – Pelo exposto, pede que, recebida e protocolada esta reclamação, a


ser enviada através de Carta Registrada pela Empresa de Correios e
Telégrafos, com aviso de recebimento, encaminha a mesma ao
Plenário do Supremo Tribunal Federal, em sua alta sabedoria, supra a
omissão e lhe assegure o gozo da plenitude do pleiteado:
• A declaração de NULIDADE de Todos os Atos praticados pelo sr.
roberto jefferson na qualidade ilegítima e ilegal de Presidente
Nacional do PTB.
• A extinção de TODA e qualquer Coligação Partidária, que tenha a
participação direta do ILEGÍTIMO Presidente Nacional do PTB,
seja na Assembléia que a deu sustentação, seja na assinatura de
qualquer documento de registro da mesma a qualquer Órgão
Oficial da República Federativa do Brasil.
• A Extinção do Partido dos Trabalhadores pelo “achincalhe” com
que tratou a Constituição, a Lei e as Instituições Democráticas,
ao IGNORAR todos os preceitos Legais e Morais, ao permitir que
um ex-filiado, pela inelegibilidade, não só continuasse com
status de filiado, mas, principalmente, por tê-lo alçado à
Presidente NACIONAL do Partido, e por tantos ANOS.
• A Inelegibilidade de TODOS os Responsáveis, em TODOS os
Níveis, pela Administração do Partido PTB, no mínimo, pela
omissão, quanto ao crime eleitoral, de permitir que um ex-filiado
exercesse, de forma ilegal e ilegítima, a Presidência do Partido.
• A impossibilidade de que qualquer novo registro partidário
possa utilizar a denominação Partido dos Trabalhadores do
Brasil, assim como, a sigla PTB, de tal forma, que fique claro, ser
inaceitável pelo judiciário Brasileiro que práticas ilegais, imorais,
indecorosas e abjetas serão, se quer, aceitas.

T. em que.
E. deferimento

Plinio Marcos Moreira da Rocha

Anexos:
I – Petição Sugestão TSE Impedimento Roberto Jefferson Presidir
Nacionalmente o PTB
II – Petição - Informações Desdobramentos de Petições Encaminhadas
III - Formalização de Petição Impedimento Jefferson ser Presidente PTB
IV – Cópia da Carteira de Trabalho (Frente e Verso)

Analista de Sistemas, presumivelmente, único Brasileiro COMUM, que


mesmo não tendo nível superior completo (interrompi o Curso de Executivo,
com o primeiro semestre completo, em 1977), portanto, não sendo Advogado,
nem Bacharel, nem Estudante de Direito, teve suas práticas inscritas na 6ª
edição do Prêmio INNOVARE, calcadas no CAOS JURÍDICO que tem como
premissa base o PURO FAZER DE CONTAS, reconhecidas, e DEFERIDAS
pelo Conselho Julgador, conforme documento INNOVARE - Um Brasileiro
COMUM no meio Jurídico,
http://www.scribd.com/doc/24252669/INNOVARE-Um-Brasileiro-COMUM-
no-meio-Juridico
Formalização de Petição Impedimento Jefferson ser Presidente
PTB
Ministério Público Federal
Procuradoria da República no Rio de Janeiro
Rua México 158, sala 707 - Centro
CEP 20.031-145
Rio de Janeiro, RJ
Tel. 3554-9300/3554-9185
Protocolo Definitivo 2010-08.199
Sistema Fênix
PRR2-SEPROT – 5575 / 18-08-2010
MPF/PRR – 2ª Região

Excelentíssima Procuradora Regional Eleitoral Silvana Batini César Góes,

Tendo em vista o que consta do site Ministério Público Federal –


Procuradoria no Rio de Janeiro, abaixo reproduzido.

http://www.prrj.mpf.gov.br/institucional_Procuradoria.html

O Ministério Público Federal fiscaliza o cumprimento das leis federais.


Atua como advogado da sociedade, defendendo os interesses coletivos.

O Ministério Público Federal oficia em diversas áreas da Justiça


Federal. A atuação judicial dos procuradores da República se sucede
perante a primeira instância da Justiça Federal. Na segunda instância,
perante os Tribunais Regionais Federais, o Ministério Público Federal é
representado pelos Procuradores Regionais da República.

A Constituição de 1988 (art. 127) define o órgão como instituição


permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe
a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses
sociais individuais indisponíveis. Além da Constituição Federal, a
atuação do Ministério Público Federal está regulada pela Lei
Complementar nº 75/93.

No exercício das funções de custos legis, o Ministério Público


Federal intervém como fiscal do cumprimento da lei em processos que
tramitam na Justiça Federal: mandados de segurança, usucapião,
desapropriação, ação popular, alimentos e todas as ações em que haja
interesse de incapaz ou seja de interesse público.
Venho, MUI RESPEITOSAMENTE, solicitar que a Procuradora
Regional Eleitoral no Estado do Rio de Janeiro, em nome do
Procurador-Geral da República, envida TODOS os esforços, utilizando-
se de TODOS os meios que dispuser, para que o cidadão roberto
jefferson, que teve seu mandato parlamentar cassado, em função da
concretização de chantagem, travestida em denúncia, seja impedido de
presidir o PTB – Partido dos Trabalhadores do Brasil, uma vez que, o
mesmo deve ter sua filiação, no mínimo, suspensa até voltar a estar
em situação de “pleno gozo de seus direitos políticos”, em
conformidade com o Direto Constituído.
1ª – Premissa Motivacional – Até a presente data, a Petição Sugestão
TSE Impedimento Roberto Jefferson Presidir Nacionalmente o PTB,
que foi enviada formalmente ao Excelentíssimo Presidente do
Tribunal Superior Eleitoral, através de Carta Registrada,
RA720660871BR entregue em 21/11/2007, não foi objeto de
avaliação e manifestação pela Autoridade provocada.
2ª – Premissa Motivacional – Até a presente data, Petição -
Informações Desdobramentos de Petições Encaminhadas, que foi
enviada formalmente ao Excelentíssimo Presidente do Tribunal
Superior Eleitoral, através de Carta Registrada, RO554003088BR
postada em 08/10/2008, não foi objeto de avaliação e manifestação
pela Autoridade provocada.

Tal, tem a pretensão, de PROVOCAR, o Ministério Público Federal,


através do Procurador-Geral da República, ora representado pela
Procuradora Regional Eleitoral no Rio de Janeiro, a no mínimo, avaliar e se
manifestar, SOBRE e COM BASE no Direito Constituído, quanto ao mérito
das questões, intrinsecamente, apresentadas e sugeridas, nos documentos
parcialmente reproduzidos em anexo.

Atenciosamente,

Plinio Marcos Moreira da Rocha


Rua Gustavo Sampaio nº 112 apto. 603
LEME – Rio de Janeiro - RJ
CEP 20010-010
Tel. (21) 2542-7710
Petição - Informações Desdobramentos de Petições
Encaminhadas
Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior Eleitoral
Praça dos Tribunais Superiores – Bloco C
Brasília – DF CEP 70096-900
Carta Registrada RO554003088BR postada em 08/10/2008

Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

Com Base na CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE


1988, TÍTULO II - Dos Direitos e Garantias Fundamentais, CAPÍTULO I -
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS, Art. 5º Todos são
iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos
brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à
vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos
seguintes: XXXIV - são a todos assegurados, independentemente do
pagamento de taxas: a) o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa
de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder,

Venho, mui respeitosamente, REITERAR AS PETIÇÕES, abaixo listadas, ja


encaminhadas a Esta Corte, de tal forma, que, se não em Respeito a Mim,
pelo menos à Constituição da República Fedrativa do Brasil, sejam,
efetivamente, objeto de avaliação e considerações resultantes. Afinal, o
mínimo possível, premente, necessário, seria a manifestação do Poder
Constituído, representado por Esta Corte, sobre, e com base, no Direito
Constituído, relacionado ao intrinsecamente provocado, pela formalização
das Sugestões.

- Impedimento Roberto Jefferson - encaminhada ao TSE


Carta Registrada RA720660871BR entregue em 21/11/2007
http://www.scribd.com/doc/2218374/Sugestao-TSE-Impedimento-
bobjeff

Aproveito para acrescentar à Petição acima as seguintes considerações que


respaldam, e substaciam ainda mais, de forma concreta e objetiva a
originalmente enviada.

Segundo a LEI Nº 9.096. de 19 DE SETEMBRO DE 1995, que Dispõe sobre


partidos políticos, regulamenta os arts. 17 e 14, § 3º, inciso V, da Constituição
Federal., CAPÍTULO IV - Da Filiação Partidária; Art. 16. Só pode filiar-se a
partido o eleitor que estiver no pleno gozo de seus direitos políticos; Art. 22.
O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se nos casos de: II -
perda dos direitos políticos;

Portanto, como alguem que deveria ter tido o cancelamento imediato da


filiação partidária, não só continua filiado, mas também, exerce a
Presidência Nacional de um Partido Político, como o PTB, bem como, faz uso
de Horário Eleitoral Gratuito ?

- Critério Substituição Renúncia - encaminhada ao TSE


Carta Registrada RA720660871BR entregue em 21/11/2007
http://www.scribd.com/doc/2218376/Sugestao-TSE-Substituicao-
Renuncia

- Atualização do Código Eleitoral - encaminhada ao TSE


Carta Registrada RA720660871BR entregue em 21/11/2007
http://www.scribd.com/doc/2218369/Sugestao-TSE-Atualizacao-
Codigo-Eleitoral

- Declarar NULAS as Candidaturas do PSDB / José Serra


Carta Registrada RC186064122BR entregue em 12/12/2007
http://www.scribd.com/doc/2218362/Sugestao-TSE-Anular-
Candidaturas-de-Jose-Serra

- PSDB – Propaganda ENGANOSA Saúde – Petção Encaminhada ao


TSE
Carta Registrada RC277097010BR entregue em 19/06/2008
http://www.scribd.com/doc/3429709/PSDB-Propaganda-ENGANOSA-
Saude-Petcao-Encaminhada-ao-TSE

Atenciosamente,

Plinio Marcos Moreira da Rocha


Rua Gustavo Sampaio no. 112 apto. 603
LEME – Rio de Janeiro CEP 22010-010
Tel. (21) 2542-7710 ou 2295-7208
Profissão – Analista de Sistemas
Petição Sugestão TSE Impedimento Roberto Jefferson Presidir
Nacionalmente o PTB

Excelentíssimo Presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

Com Base na CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE


1988, TÍTULO II - Dos Direitos e Garantias Fundamentais, CAPÍTULO I -
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS, Art. 5º Todos são
iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos
brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à
vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos
seguintes: XXXIV - são a todos assegurados, independentemente do
pagamento de taxas: a) o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa
de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder,

Venho, mui respeitosamente, SUGERIR que Esta Corte, reconheça de forma


contundente que, nenhum Partido Político possa ter entre seus integrantes
ATIVOS, um Cidadão com Direitos Políticos SUSPENSOS, pois, se não é uma
transgressão direta ao LEGAL especificado, com certeza, O é quanto á
LEGITIMIDADE e a Moral e os Bons Costumes, como exemplo cito, o Partido
dos Trabalhadores do Brasil (PTB) que atualmente é Presidido
NACIONALMENTE, por Roberto Jefferson, um Cidadão com seus Direitos
Políticos SUSPENSOS em função de Processo de Cassação de Mandato
Parlamentar, isto é, como entender e aceitar que alem de Presidir
Nacionalmente o PTB, seja permitida a sua participação em propaganda
eleitoral gratuita, uma vez que, ao efetuar a denúncia que culminou com a sua
cassação, a fez de forma dramática e teatral, ensejando em essência, a
“CONCRETIZAÇÃO” de uma chantagem, pois, assumiu na Tribuna do
Congresso Nacional, que estava tomando aquela atitude por não ter recebido,
em nome do PTB, R$16.000.000,00 (Dezesseis Milhões de Reais) dos
R$20.000.000,00 (Vinte Milhões de Reais) prometidos pelos denunciados, aqui,
aproveito a oportunidade para, também, SUGERIR a Esta Corte, que se
posicione sobre o último programa de propaganda eleitoral gratuita veiculada
pelo PTB, de forma a exigir, a necessária retificação, por exemplo, de que
Roberto Jefferson, de fato NÃO, foi um “Herói”, portanto, se assim entender,
que já no próximo programa a ser veiculado, referenciais inverídicos,
tendenciosos e manipuladores sejam retificados de forma a restabelecer a
VERDADE dos Fatos e garantir o perfeito entendimento destes pelos Eleitores,
lembrando que esta retratação deverá ter conteúdo e forma (tempo de duração,
intensidade e veemência) compatíveis, ao ora retratado, e que de preferência
seja feito pela própria pessoa responsável pelas declarações em retificação e
em esclarecimento.

1º. Desdobramento da Sugestão – Uma vez reconhecida a impossibilidade


do Cidadão Brasileiro, com Direitos Políticos SUSPENSOS, de exercer
qualquer atividade em Partido Político, durante a citada suspensão, estará
caracterizada de forma CONTUNDENTE, CLARA e OBJETIVA a extensão de
sua PUNIÇÂO.
2º. Desdobramento da Sugestão – Fica claro para TODOS que Esta Corte, a
partir do Poder Constituído, no Direito Constituído, poderá exigir, que
necessárias retratações sejam efetuadas, pelos seus Responsáveis a partir do
entendimento de que uma propagando eleitoral, veiculada em horário gratuito,
por ser “enganosa”, não refletir a clareza e a verdade dos fatos, deverá ter seu
devido esclarecimento através de retratação em similar conteúdo e forma,
utilizando para tanto, do princípio jurídico consagrado, de que ao Eleitor é
garantido o Direito de estar sempre BEM INFORMADO, onde manipulações
espúrias serão combatidas de forma contundente.

Atenciosamente,

Plinio Marcos Moreira da Rocha


Rua Gustavo Sampaio no. 112 apto. 603
LEME – Rio de Janeiro CEP 22010-010
Tel. (21) 2542-7710 ou 2295-7208
Profissão – Analista de Sistemas