Você está na página 1de 5

Observação Clínica

Acupunctura e Fitoterapia Chinesa no Tratamento da


Asma – Relatório de um caso clínico
Sílvia Beviano
Clínicas Dr. Pedro Choy, Portugal (2007)

INTRODUÇÃO: A asma é uma das doenças crónicas mais comuns, afectando cerca de 150 milhões de
indivíduos em todo o mundo. Em Portugal calcula-se que afecte cerca de 600 mil pessoas, apresentando
uma prevalência de 11% na população infantil, e 5% na população adulta. A asma é um problema de saúde
pública nos países desenvolvidos, e em vias de desenvolvimento, onde a prevalência tem aumentado
significativamente, sendo causa importante de absentismo laboral e escolar. Representa um custo elevado
na despesa da saúde. Só na União Europeia, segundo o “European Allergy White Paper”, estima-se que
haja um custo anual na ordem dos 20 milhões de euros, sendo a doença respiratória que apresenta mais
gastos no seu tratamento, seguida da Rinite Alérgica com um custo anual rondando os 3 milhões de
euros. Contudo, e apesar do esforço financeiro, o número de mortes tem vindo a aumentar, cerca de 5 a
10% do total de mortes por causa respiratória, correspondendo a 1 milhão de mortes evitáveis em cada
década. O objectivo deste relatório é o de demonstrar que a Medicina Chinesa pode ser útil, sendo capaz
de fazer a diferença, no tratamento da asma. Nem sempre como alternativa mas frequentemente como
complementar, fazendo regredir a sintomatologia, estabilizando a doença.

1- CONCEITOS EM MEDICINA Etiologia


OCIDENTAL: Generalidades
Os factores que determinam o desenvolvimento e expressão
da asma são numerosos: factores genéticos, factores
Definição de asma desencadeantes extrínsecos – designadamente alguns
alergénios e substâncias irritantes –, factores desencadeantes
A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas, intrínsecos – como infecções virais ou bacterianas –. Outros
caracterizada pelo aumento da reacção brônquica, face factores determinantes estão relacionados com administração
a diversos estímulos, provocando sintomas geralmente de certos fármacos, é o caso de asma desencadeada pela
associados a uma obstrução grave dos brônquios. Esta aspirina, por anti-inflamatórios não esteróides, pela penicilina
situação patológica pode reverter espontaneamente ou após e pela morfina. Também o ambiente laboral pode contribuir
tratamento. Manifesta-se clinicamente por episódios recorrentes como factor desencadeante da asma, mais de 250 substâncias
de sibilação, dispneia, sensação de opressão torácica e tosse, químicas estão identificadas como susceptíveis de promover
particularmente no período da noite e da manhã. asma profissional. A terminar a lista de factores, ressalvando
o seu carácter não exaustivo, sabe-se que a asma pode
Fisiopatologia também ser desencadeada pelo exercício físico, pelo refluxo
gastroesofágico, pelo stress emocional, …
A asma é uma doença complexa, sendo a diminuição do
lúmen dos brônquios secundária à conjugação de três Sintomatologia
sinais patológicos precursores: Edema, hipersecreção de
muco pelas glândulas da mucosa, e espasmo brônquico. Os sintomas da asma manifestam-se frequentemente por
A asma envolve diversos tipos de células, nomeadamente crises paroxísticas, podendo ser precedidos por pródomos,
mastócitos, eosinófilos e linfocitos T, que libertam uma grande nomeadamente tosse e esternutações sucessivas. A crise de
variedade de mediadores inflamatórios, como a histamina e asma clássica classifica-se por dispneia expiratória sibilante,
os leucotrienos que provocam a contracção da musculatura com bradipneia, tosse, constrição torácica, expectoração
lisa da mucosa, estimulam o aumento de secreção de muco e mucosa e viscosa. A auscultação permite ouvir ralos sibilantes
a migração de certos glóbulos brancos. e paragem respiratória.

40 Journal of Traditional Chinese Medicine . Ano 6 . Nº 19 . 2008


Observação Clínica

2 – ABORDAGEM PELA MEDICINA


Contratura Muscular com Inflamação
CHINESA: Desenvolvimento

哮喘 Xiao Chuan

Contração e Asma em chinês designa-se por Xiao Chuan, podendo


Hipertrofia do também ser encontrada com a designação de Xiao Zheng
músculo liso
ou Xiao Ping. Em MTC, a asma pertence à categoria das
Luz diminuída doenças respiratórias obstrutivas.
pelo
broncoespasmo
Diagnóstico Energético e Tratamento

Proliferação
das células À semelhança do que sucede à luz da MO, em MC existem
da mucosa vários factores que podem ocasionar um ataque de asma,
desde uma agressão de energia perversa, perturbações
emocionais, uma alimentação desequilibrada ou uma doença
crónica. Contudo, a causa fundamental é um distúrbio da
Diagnóstico Estadiamento da Asma circulação de Qi e retenção de mucosidades no interior. O
normal funcionamento do metabolismo da água depende das
Observação clínica dos sinais e sintomas e recurso a exames funções de difusão e de descida do Pulmão, de transformação
complementares de diagnóstico, tais como provas funcionais e transporte do Baço, assim como das funções de regulação
respiratórias, verificação dos níveis de IgE plasmática, testes do Rim. (O Rim regula o metabolismo da água e controla e
cutâneos com diferentes alergénios, Rx torácico, entre promove a inspiração).
outros.
A asma pode dividir-se em 2 fases: fase aguda e fase crónica,
A asma pode ter vários graus de gravidade, consoante a contudo e para uma correcta diferenciação de Síndromes, a
frequência e intensidade dos sintomas e a necessidade de atitude deve focar-se na sua patogénese. Assim, definem-
administração de fármacos. Assim, considera-se quanto ao se dois grandes grupos: Plenitude ou Excesso e Vazio ou
grau de gravidade: Insuficiência.

■ Grau 1 – Asma intermitente 1- Síndrome de Excesso:


■ Grau 2 – Asma intermitente ligeira 1.1 Invasão do Pulmão por Vento-Frio.
■ Grau 3 – Asma persistente moderada 1.2 Invasão do Pulmão por Vento-Calor.
■ Grau 4 – Asma persistente grave 1.3 Invasão do Pulmão por Mucosidades.
As crises de asma podem ser ligeiras, moderadas ou graves.
2- Síndrome de Insuficiência:
Os doentes podem sofrer crises graves, seja qual for o grau
2.1 Insuficiência do Pulmão.
de gravidade da asma. No curso da doença, um mesmo
doente pode variar de grau de gravidade. 2.2 Insuficiência do Baço.

2.3 Insuficiência do Rim.


Terapêutica
1.1- Invasão do Pulmão pelo Vento-Frio
Em Medicina Ocidental, o principal tratamento da asma é o Devido à invasão do pulmão pelo Vento-Frio, o Qi do
tratamento preventivo. Os corticosteróides inalados são os pulmão deixa de ser capaz de se difundir e descer,
medicamentos mais eficazes na prevenção das crises de asma. fazendo com que o Qi circule em contra corrente, e
Que por vezes são associados a outros medicamentos, como que, em conjugação com a retenção de mucosidades
simpaticomiméticos β2 de longa duração, antileucotrienos e desencadeiam um ataque de asma. O paciente apresenta
nalguns casos a anti-histamínicos. aversão ao frio, febre, anidrose e ausência de sede, tosse

Journal of Traditional Chinese Medicine . Ano 6 . Nº 19 . 2008


41
Observação Clínica

e sibilação (ralos) proveniente da nasofaringe, respiração Mucosidade-Humidade. Também a ingestão de alimentos


curta e expectoração clara. A língua apresenta capa crus e uma alimentação rica em gorduras, afectam o Qi do
húmida e branca e o pulso é flutuante. Baço e do Estômago, resultando na presença de Mucosidades
Princípio Terapêutico: dispersar o Vento e o Frio, aquecer o no Aquecedor Médio que sabem e afectam o Pulmão
Pulmão e transformar as Mucosidades para parar a asma. desencadeando um ataque de asma. O paciente apresenta
asma, tosse com expectoração pegajosa de cor branca, fácil
Acupunctura: seleccionam-se os pontos Dazhui (14VG
de expectorar. A língua apresenta capa branca e gordurosa e
– DU24), Hegu (4GI – LI4), Lieque (7P – LU7), Fengmen
o pulso é escorregadio.
(12V – BL12), Feishu (13V- BL13) e o TianTu (22VC-Ren22),
segundo a técnica de dispersão, podendo recorrer-se à Princípio Terapêutico: dispersar o Vento e a Humidade,
moxibustão. O grupo de pontos acima referidos libertam a transformar as Mucosidades, reforçar e restaurar o Qi do
superfície, eliminam as Xie Qi, aquecem o Pulmão e param Pulmão para parar a asma.
a asma.
Acupunctura: seleccionam-se os pontos Hegu (4GI-LI)
Fitoterapia Chinesa: F.33B – Ding Chuan Tang Jia Jian,
e Leique (7P-LU7) (técnica Yuan-Luo), o Fengmen (12V-
que elimina a energia patogénica do Pulmão, elimina as
BL12), Feishu (13V-BL13) e o Fenglong (40E-ST40) como
Mucosidades-Calor e acalma a asma, associada à F.15 –
pontos principais. A punctura é efectuada segundo a técnica
Guo Min Bi Yan Tang, que dispersa o Vento-Frio, activa o Qi
de dispersão.
do Pulmão e descongestiona os oríficios nasais.
1.2- Invasão do Pulmão pelo Vento-Calor Fitoterapia Chinesa: a F.33B - Ding Chuan Tang Jia Jian
é a mais indicada devido as suas acções terapêuticas já
A invasão do pulmão pela Xie Qi Vento-Calor causa
anteriormente referidas.
disfunção das funções do Pulmão, desencadeando
um ataque de asma com tosse. O paciente apresenta 2.1- Insuficiência do Pulmão
expectoração amarela ou purulenta, febre e ligeira
São muitas as causas da insuficiência do Pulmão,
aversão ao vento e ao frio devido à estagnação da Wei
nomeadamente uma insuficiência do Qi primordial ou uma
Qi. A consumpção dos fluidos orgânicos pelo Vento-Calor
doença prolongada, que desencadeia uma fraqueza do
origina boca seca, respiração curta e rápida e sensação
sistema defensivo. Um ataque de asma por insuficiência
de plenitude torácica. A língua apresenta capa amarela
do Pulmão, manifesta-se por asma com respiração curta
e viscosa e o pulso é flutuante e rápido ou escorregadio
e rápida, a sintomatologia agrava ao esforço. O paciente
e rápido.
apresenta tosse pouco ruidosa e voz fraca, transpiração
Princípio Terapêutico: dispersar o Vento e o Calor, promover
espontânea, tez pálida. A língua apresenta-se pálida e o
as funções do Pulmão e transformar as Mucosidades para
pulso é fraco. Os ataques de asma são frequentes.
acalmar a asma.
Princípio Terapêutico: reforçar o Qi do Pulmão para parar
Acupunctura: como pontos principais são seleccionados os
a asma.
pontos Feishu (13V-BL13), Chize (5P-LU5), Yuji (10P-LU10)
e DingChuang (51PC), segundo a técnica de dispersão, não Acupunctura: como pontos principais seleccionam-se o
sendo recomendado o uso de moxibustão. FeiShu (13V-BL13), ZhongFu (1P-LU1), TaiYuan (9P-LU9),
Fitoterapia Chinesa: F.33B - Ding Chuan Tang Jia Jian, que TaiBai (3Rt-SP3), ZuSanLi (36E-ST36) e o JingQu (8P-
elimina a energia patogénica do Pulmão, elimina Mucosidades- LU8), segundo a técnica de tonificação podendo recorrer-se
Calor e acalma a asma, associada à F.218 - Xiao Qing Long à moxibustão. O grupo de pontos acima referidos tonifica o Qi
Tang, que liberta o Biao e purifica o Calor interno. do Pulmão e fortalece o Biao (superfície).

1.3- Invasão do Pulmão por Mucosidades Fitoterapia Chinesa: a F.33B - Ding Chuan Tang Jia Jian,
associada à F.190 – Ba Xian Shang Shou Tang, que alimenta
Devido à invasão do pulmão pelo Vento-Humidade, as
o Yin do Rim e do Pulmão, acalma a tosse e a asma, ou à
funções de descida e difusão do Pulmão são afectadas,
F.19A – Fei Shen Yin Xu Tang, que nutre o Pulmão e o Rim,
a acumulação dos fluidos orgânicos transformam-se em
acalma a tosse e a asma.

42 Journal of Traditional Chinese Medicine . Ano 6 . Nº 19 . 2008


Observação Clínica

2.2- Insuficiência do Baço Fitoterapia Chinesa: a F. 33B - Ding Chuan Tang Jia Jian,
a F. 190 – Ba Xian Shang Shou Tang, que alimenta o Yin do
Uma dieta imprópria ou cansaço por excesso de trabalho
Rim e do Pulmão, acalma a tosse e a asma, a F. 19 A – Fei
podem lesar o Qi do Baço e do Estômago, conduzindo
Shen Yin Xu Tang, que nutre o Pulmão e o do Rim, acalma
à insuficiência funcional de transporte e transformação
a tosse e a asma. São fórmulas indicadas no tratamento da
do Baço e consequente retenção de Mucosidades.
asma devida à insuficiência do Rim.
Manifestando-se por asma com expectoração profusa, voz
fraca, inapetência, fezes mole, cansaço e agravamento da
sintomatologia com o esforço. O paciente apresenta uma
língua com o corpo pálido e uma capa fina e gordurosa,
o pulso é escorregadio e fino ou fino e fraco.

Princípio Terapêutico: reforçar o Baço e o Pulmão e


transformar as Mucosidades para acalmar a asma.

Acupunctura: seleccionam-se os pontos Feishu (13VBL13),


PiShu (20V-BL20), ZhongFu (1P-LU1), ShanZhong (17VC-
Ren17), FengLong (40E-ST40), Dadu (2Rt-SP2) e o ZuSanLi
(36E-ST36), segundo a técnica de tonificação. O grupo de
pontos acima referidos tonifica o Baço e reforça o Pulmão.

Fitoterapia Chinesa: a F. 61 - Gui Pi tang, que reforça o Baço


Metodologia Terapêutica
e a F. 328 - Sheng Mai San, que tonifica o Qi, regenera os
líquidos orgânicos e tem uma acção antidiaforética poderão O tratamento da asma à luz da MTC é efectuado de acordo
ser prescritas neste caso. com a diferenciação de síndromes, estipulando-se para cada
quadro clínico o método terapêutico e a prescrição de pontos
2.3- Insuficiência do Rim
mais adequada, tal como foi referido anteriormente. Podendo,
O Rim em insuficiência não consegue controlar o em alguns casos, recorrer-se a técnicas adjuvantes, como à
“metabolismo da Água” e deixa de controlar e promover a moxibustão, electro-acupunctura ou à auriculopunctura.
inspiração, sendo também o Pulmão afectado pelo Fogo
Para além as fórmulas já referidas em cada síndrome, também
excessivo (“…o Rim e o Pulmão realizam a função da
se poderá recorrer à Gama Harmo (Harmo Pneum, Harmo
respiração…”). A insuficiência do Rim pode ser congénita,
Reno, Harmo Splen) ou à F.1003 - Zhi Ke Ling, que expulsa
ser provocada por uma doença prolongada, dever-se a
o Vento-Frio e o Vento-Calor, transforma as Mucosidades e
actividade sexual excessiva ou a idade avançada (Asma
difunde o Qi do Pulmão.
do idoso). O paciente apresenta asma acompanhada por
respiração curta, sibilação severa, lassidão e fraqueza, Os pontos da auriculoterapia que poderão ser usados no
membros frios e a sintomatologia piora com a actividade tratamento da asma são: o 31 PA – Ding Chuan, 42 PA –
física. Tórax, 51 PA – Ponto do Simpártico, 55 PA – Shen Men, 60 PA
– Ponto da Asma, 101 PA – Pulmão e o 102 PA – Brônquios.
Princípio Terapêutico: tonificar e promover as funções do
Rim, reforçar o Pulmão para acalmar a asma. O tratamento da asma à luz da MTC tem como objectivo con-
trolar os sintomas, melhorar a função pulmunar e prevenir as
Acupunctura: seleccionam-se como pontos principais o exacerbações das crises.
ShenShu (23V-BL23), FeiShu (13V-BL13), GuanYuan (4VC-
Ren4), QiHai (6VC-Ren6), ShanZhong (17VC-Ren17) e o
Caso clínico
GaoHuang (43V-BL43), segundo a técnica de tonificação
Doente do sexo feminino com quatro anos de idade,
podendo recorrer-se à moxibustão. O grupo de pontos acima
consultada pela primeira vez a 9 de Maio de 2007. A doente
referidos tonifica o Rim e reforça o Pulmão.
apresentava um quadro clínico de Asma Brônquica.

Journal of Traditional Chinese Medicine . Ano 6 . Nº 19 . 2008


43
Observação Clínica

Historial Clínico: A doente nasceu prematuramente com Tendo sido recomendado um ciclo de 10 tratamentos
1,235 gramas de peso. Aos três meses inicia infecções semanais, um por semana, um ciclo de 12 tratamentos
respiratórias com episódios de pieira e dispneia associados quinzenais, um a cada 15 dias, e um ciclo de tratamentos
a crises de tosse com predomínio matinal e nocturno. Por mensais, 1 a cada mês.
vezes a tosse apresentava-se produtiva. No último ano as Resultado Terapêutico: Ao 10º tratamento verificou-se uma
crises apresentavam um agravamento, havendo um registo diminuição da intensidade e da periodicidade das crises de
de crises mensais com duração de aproximadamente 10 asma, recorridas dez semanas após o início do tratamento,
dias. Há ainda a salientar o registo de otites de repetição registava-se uma crise de asma mais ligeira do que habitual-
e recente perda de apetite. Da consequente investigação mente. Na vigésima sessão terapêutica, e após 28 semanas
realizada na consulta de alergologia pediátrica, há a salientar: decorridas após a primeira consulta, registavam-se apenas 2
hemograma, bioquímica geral e proteína C reactiva – normais. crises de asma mais ligeiras e mais curtas. Salientando-se o
O estudo alergológico revelou-se negativo. Como terapêutica facto de a paciente ter efectuado, contrariamente ao aconsel-
profiláctica, a doente fazia diariamente o Serataide ®, uma hado aquando da 1ª consulta, uma redução na administração
da terapêutica profilática, para uma toma diária do Serataide®,
inalação de manhã e à noite; o Singulair ®, um comprimido ao
mantendo a toma diária do Singulair ®.
deitar; o Neufil ®, 6 ml duas vezes por dia e o Zyrtec ®, 2,5 ml
duas vezes ao dia. Como terapêutica de emergência recorria
Conclusão
ao Ventilan ® e ao Atrovent ® com nebulizador.

Diagnóstico à luz da MTC: Insuficiência congénita do Qi do A asma é uma patologia de características crónicas e com
Pulmão e do Rim, com afecção do Baço manifestada pela marcada prevalência na população infantil. É uma doença
recente perda de apetite. cuja terapêutica, à luz da MO, acarreta custos elevados, com
necessidade diária de aplicação de medidas preventivas e de
Princípio terapêutico: Tonificar o Pulmão e o Rim, medicação de controlo.
restabelecer a descida do Qi do Pulmão, fortalecer o Baço e
remover as Mucosidades para parar a asma. A MTC pode melhorar efectivamente a função pulmonar de
doentes asmáticos, controlar a sintomatologia prevenindo as
Acupunctura: seleccionaram-se os pontos Feishu (13V- exacerbações das crises e a obstrução irreversível a nível
BL13); Zhongfu (1P-LU1); Shenshu (23V-BL23); Yunmen dos brônquios. Com a vantagem de se tratar de uma terapia
(2P-LU2); e o Zusanli (36E-ST36) bilateralmente, o desprovida de efeitos secundários.
ShanZhong (17VC-Ren17); e unilateral o Hegu (4GI-LI) e
Leique (7P-LU7). O caso clínico apresentado é apenas um exemplo, que ilustra
uma situação clássica de asma brônquica, em cujos resul-
Fitoterapia Chinesa: a F. 190 - Ba Xian Shang Shou Tang e tados terapêuticos da associação da MO e da MTC foram
a F. 33B - Ding Chuan Tang Jia Jian. Tendo sido aconselhada claramente positivos. Sendo de salientar o elevado nível de
a continuidade da terapêutica profilática da MO. sucesso existente no controlo da asma através da MTC.■

Referências

• Traditional Chinese Internal Medicine, Edited by Beijing University of TCM


• Sebenta Diferenciação de Síndromes em MTC, Curso da APA-DA
• Clinical Acupuncture & Moxibustion, Tianjin Science & Technology Translation & Publishing Corporation
• Atlas de Semiologia da Língua, Instituto de MTC de Beijing (Roca)
• Dicionário Médico L.Manuila, P. Lewalle e M. Nicoulin (2ª Edição) Climepsi Editores
• Vademecum Clinique du diagnostic au traitement, V. Fattorusso/ O. Ritter (17ª Edição) Masson
• Grand Formulaire de Pharmacopée Chinoise, Eric Marié, Editions Paracelse
• Sebenta de Fitoterapia Tradicional Chinesa, Dr. Pedro Choy
• http://www.manualmerck.net
• www.ginasthma.com

44 Journal of Traditional Chinese Medicine . Ano 6 . Nº 19 . 2008