Você está na página 1de 31

Sistemas P.U.

Sistemas P.U.
E
Transformadores com relação não
nominal

Joinville, 7 de Março de 2013


Escopo dos Tópicos Abordados
‹ Sistema Por Unidade (P.U.)
‹ Transformadores com relação não nominal
‹ Exercícios

2
Sistema PU
‹ Normalização de grandezas do sistema - Sistema
p.u.:

3
Sistema P.U.
‹ Grandezas de base:
‹ Primárias:
– Potência base - definida para todo o sistema;
– Tensão base - que varia em função da tensão nominal
da região em análise.
‹ Secundárias – obtidas em função das grandezas
primárias:
– Corrente de base;
– Impedância de base;
– Ambas são calculadas em função da potência base
(definida para todo o sistema) e dos valores nominais de
tensão, utilizados como tensão base na região em 4
análise.
Sistema P.U.
‹ Realização da transformação p.u.:

5
Sistema P.U.
‹ Mudança de base:
2
Z VLBase 2
⎛ S3φ Base1 ⎞
2
Z puBase1 Z Base1 Z Base 2 S3φ Base 2⎛ VLBase 2 ⎞
= = = 2 =⎜ ⎟ ⎜⎜ ⎟⎟
Z puBase 2 Z Z Base1 VLBase1 ⎝ VLBase1 ⎠ ⎝ S3φ Base 2 ⎠
Z Base 2 S3φ Base1

6
Transformadores com relação não
nominal
‹ Finalidade:
– Possibilidade de controle de tensão no sistema – operação com
relação de transformação fora da nominal :

‹ Taistransformadores apresentam um enrolamento


especial provido de diversas derivações ou taps;
‹ Taps podem ser comutáveis sob carga ou não
– Quando a seleção da derivação é realizada sem carga, o dispositivo
é simples, pois uma chave seletora é operada quando o
transformador estiver desligado;
– Comutação sob carga: o dispositivo apresenta um comutador de
derivações em carga, operado por acionamentos motorizados;
– Possibilidade de comando local ou à distância, inclusive com 7
controle automático de tensão.
Transformadores com relação não
nominal
‹ Por norma, as derivações são numeradas por 1, 2,
3,..., sendo que a de menor índice corresponde ao
maior nível de tensão.

‹ Nestecaso, no interior do tanque, o equipamento


possui uma chave seletora que possibilita o ajuste
do tap (comutação) quando este estiver desligado.
– Exemplo para transformadores de distribuição:

8
Transformadores com relação não
nominal
‹ Exemplo para transformadores de distribuição:

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner. 9


Transformadores com relação não
nominal
‹ Para transformadores alocados na transmissão, a
comutação pode ocorrer sob carga.
‹ As derivações são realizadas no enrolamento de
maior tensão, visando operar com menores
correntes no comutador sob carga.

10

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal
‹ Transformadores com relação não nominal não
podem ser substituídos por curto-circuitos quando
representados em pu:
‹ Transformador com relação nominal:

11

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação
nominal
‹ Transformador com relação nominal:

12

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal
‹ Transformador com relação não nominal, leva a:
a ≠ anom

‹ Logo:

13

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal em fase
‹ Modelo de transformador ideal em fase:
– Consiste em um transformador ideal com as perdas no núcleo
desprezadas e com relação de transformação

1 : akm

14

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal em fase
‹ Modelo de transformador ideal em fase:
– Da figura, pode-se escrever as relações de corrente

15

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal em fase
‹ Modelo de transformador ideal em fase:
– As relações de transformação são:

– Substituindo nas equações, pode-se obter:


16

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal em fase
‹ Modelode transformador ideal em fase pode ser
representado pelo modelo π:

– Realizando análise nodal, chega-se nas equações de corrente:

17

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal em fase
‹ Comparando as equações:

‹ tem-se que:

18

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores com relação não
nominal em fase
‹O valor de “a” determina o valor e a natureza dos
componentes do modelo π do transformador:
equações:

‹ tem-se que:

19

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

20

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores
‹ Nestecaso, além dos dados dos transformadores
estarem na mesma base, a=anom, logo:

21

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores
‹ Neste
caso, apesar dos dados não estarem na
mesma base, a=anom, logo:

22

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores
‹ Neste
caso, além dos dados não estarem na
mesma base, “a” é diferente de anom:

‹ logo:

23

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

24

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores
‹ Nestecaso além de não estarem na mesma
base, a é diferente de anom, logo:

25

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

26

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

27

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

28

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

29

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Transformadores

30

‹Material aproveitado da apostila do Prof. Sérgio Haffner.


Sistema PU
‹ Tarefa: Trace o diagrama unifilar do sistema convertendo os valores de
impedância para: Sbase=30MVA e Vbase=13,8kV

31