Você está na página 1de 2

Escola Secundária de Paços de Ferreira

Ficha de Trabalho nº 6 – Matemática A


10º Ano 02/ fev/ 2018

1. Considera os polinómios seguintes:


𝐴(𝑥) = −3𝑥 ( + 𝑥 * − 1 ; 𝐵(𝑥) = −2𝑥 * + 3𝑥 e 𝐶 (𝑥) = 𝑥 + 1
1.1. Calcula e simplifica, apresentando o resultado na forma de um polinómio reduzido e ordenado.
a) 𝐴(𝑥) − 𝐵(𝑥) c) 3𝐵 (𝑥) − [𝐶(𝑥)]*
b) 𝐴(𝑥) + 𝐵(𝑥) × 𝐶(𝑥) d) 𝐴(𝑥) × 𝐵 (𝑥) − 𝐴(𝑥)
1.2. Determina o quociente e o resto da divisão de 𝐴(𝑥) por 𝐵(𝑥).
1.3. Recorrendo ao teorema do resto, determina o resto da divisão de 𝐴(𝑥) por 𝐶(𝑥).
1.4. Usando a regra de Ruffini, determina o quociente e o resto da divisão de 𝐵(𝑥) por 𝐶(𝑥).

2. Determina o quociente e o resto da divisão de 𝐴(𝑥) por 𝐵(𝑥), sendo:


2.1. 𝐴(𝑥) = 6𝑥 ( + 2𝑥 * − 3𝑥 + 2 e 𝐵(𝑥) = 𝑥 * − 1
2.2. 𝐴(𝑥) = 4𝑥 4 − 2𝑥 + 1 e 𝐵 (𝑥) = 𝑥 ( + 𝑥
2.3. 𝐴(𝑥) = 2𝑥 5 − 𝑥 ( + 2𝑥 e 𝐵(𝑥) = −4𝑥 * + 𝑥 + 1
2.4. 𝐴(𝑥) = −𝑥 4 + 2𝑥 − 1 e 𝐵(𝑥) = 4𝑥 ( + 1

3. Usando a rega de Ruffini, determina o quociente e o resto da divisão de 𝐴(𝑥) por 𝐵(𝑥), sendo:
3.1. 𝐴(𝑥) = 𝑥 4 − 1 e 𝐵(𝑥) = 𝑥 − 1
3.2. 𝐴(𝑥) = 2𝑥 ( − 3𝑥 + 1 e 𝐵 (𝑥) = 𝑥 − 2
3.3. 𝐴(𝑥) = 3𝑥 4 − 4𝑥 ( − 4𝑥 − 8 e 𝐵 (𝑥) = 𝑥 + 2
3.4. 𝐴(𝑥) = 𝑥 5 − 𝑥 + 1 e 𝐵 (𝑥) = 𝑥 + 1
3.5. 𝐴(𝑥) = 𝑥 ( + 2𝑥 * + 4𝑥 e 𝐵(𝑥) = 2𝑥 + 10

4. Determina p e q de modo que o polinómio 𝑃 (𝑥) = 𝑥 ( + 𝑝𝑥 + 𝑞 seja divisível por 𝑥 + 2 e por 𝑥 − 1.

5. Para cada um dos seguintes polinómios, determina os zeros e, em seguida, decompõe o polinómio num
produto de fatores de menor grau possível.
5.1. 𝑃 (𝑥) = 𝑥 ( + 𝑥 * − 5𝑥 − 5 , sabendo que -1 é zero de 𝑃(𝑥).
5.2. 𝑀(𝑥) = 6𝑥 ( + 𝑥 * − 46𝑥 + 15 , sabendo que 𝑀(𝑥) é divisível por (𝑥 + 3).
5.3. 𝑁(𝑥) = 𝑥 4 − 𝑥 ( − 3𝑥 * + 3𝑥 , sabendo que 𝑁(𝑥) é divisível por (𝑥 − 1).
5.4. 𝑆(𝑥) = 𝑥 4 + 3𝑥 ( − 11𝑥 * − 3𝑥 + 10 é divisível por 𝑥 * − 1.

6. Sabe-se que os polinómios: 𝐴(𝑥) = 𝑥 ( + 𝑥 * + 𝑎𝑥 + 𝑏 e 𝐵 (𝑥) = 𝑥 * − 𝑥 têm dois zeros comuns.


Determina os valores de a e b.

A
7. Sabendo que a é zero do polinómio 𝑃(𝑥) = 3𝑥 4 − 6𝑥 ( + 2𝑥 * − 6𝑥 + 3 , prova que B
, 𝑎 ≠ 0,
também é um zero de 𝑃(𝑥).
8. Determina, recorrendo a processos exclusivamente analíticos, os zeros de cada um dos polinómios.
8.1. 𝐴(𝑥) = 2𝑥 4 − 8𝑥 *
8.2. 𝐵(𝑥) = −3𝑥 ( + 5𝑥 * + 2𝑥

9. Seja 𝐴 o polinómio definido por: 𝐴(𝑥) = 𝑥 4 + 𝑥 ( − 2𝑥 * − 8𝑥.


Sabe-se que 2 é um zero de 𝐴.
9.1. Decompõe o polinómio 𝑥 4 + 𝑥 ( − 2𝑥 * − 8𝑥 num produto de três polinómios, sendo dois do 1º
grau e um do 2º grau.
9.2. Resolve, analiticamente, a inequação: 𝐴(𝑥) ≥ 0.

10. Seja 𝐵 o polinómio definido por: 𝐵 (𝑥) = −2𝑥 4 + 20𝑥 * − 18.


10.1. Recorrendo a processos exclusivamente analíticos determina os zeros de 𝐵.
10.2. Decompõe num produto de fatores do 1º grau o polinómio 𝐵(𝑥).

11. Resolve, analiticamente, cada uma das seguintes inequações.


11.1. (𝑥 − 3)* (𝑥 − 1) < 0
11.2. 𝑥 ( ≥ 6𝑥
11.3. 𝑥 5 + 𝑥 4 + 2𝑥 ( ≤ 0
11.4. 𝑥 ( + 2𝑥 * < 15𝑥
11.5. (𝑥 + 3)* (𝑥 − 10)( > 0
11.6. 𝑥 ( + 3𝑥 * − 2𝑥 − 6 ≤ 0 , sabendo que -3 é raíz do polinómio 𝑥 ( + 3𝑥 * − 2𝑥 − 6.

12. Considera o polinómio 𝐴 tal que 𝐴(−4) = 2 e que tem como zeros -1, 1 e 2. Determina uma
expressão analítica que possa definir 𝐴(𝑥).

13. Seja 𝐴(𝑥) = 𝑥 ( + 𝑥 * − 10𝑥 + 8. Recorrendo a processos exclusivamente analíticos, resolve a


inequação 𝐴(𝑥) > 0 , sabendo que um dos zeros de 𝐴 é 1. Apresenta o conjunto solução utilizando a
notação de intervalos de números reais.

14. Considera os polinómios definidos por:


𝐴(𝑥) = 𝑥 4 − 2𝑥 ( − 3𝑥 * e 𝐵(𝑥) = −2𝑥 ( + 5𝑥 * + 32𝑥 − 80
Relativamente a cada um dos polinómios:
14.1. Decompõe o polinómio num produto de fatores do menor grau possível.
14.2. Indica os intervalos onde são positivos e onde são negativos.

BOM TRABALHO!

Cristina Matos