Você está na página 1de 3

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Curso: Licenciatura em Química.


Componente Curricular: Química Orgânica Experimental II.
Discentes: Íngrede Silva, Naiara Patez, Thaís Menezes, Rômulo Cunha, Jhamile Pereira
e Regina Morais.
Docente: Anderson Marques.

Reação de Saponificação
Como se produz sabão?

Bruice (2006) define lipídios como sendo substâncias orgânicas solúveis em


solventes orgânicos não polares, encontradas em organismos vivos. O nome lipídio,
conforme Solomonset al. (2015), vem da palavra grega lipos, que significa gordura.
Ressalta-se que, diferentemente de carboidratos e proteínas, os lipídios não são
definidos em termos de suas estruturas, mas pela operação física que se utiliza para
isolá-los.
Apenas uma pequena parcela de lipídio total obtido pela extração com solvente
apolar consiste em ácidos carboxílicos de cadeia longa. Muitos ácidos carboxílicos de
origem biológica são encontrados como ésteres de glicerol, isto é, como triacilgliceróis.
O óleo de amendoim, o óleo de soja, o óleo de milho, o óleo de girassol, a manteiga, a
banha e o sebo são, portanto, triacilgliceróis.
A hidrólise alcalina de triacilgliceróis produz glicerol mais uma mistura de sais
de ácidos carboxílicos de cadeia longa. Esse processo, portanto, é conhecido como uma
reação de saponificação (Figura 1), segundo definição de Solomonset al. (2015). As
gorduras e óleos são fervidos em hidróxido de sódio aquoso até que a hidrólise esteja
completa. O sal de ácido carboxílico produzido com essa reação é o sabão.
Figura 1. Reação de Saponificação.

Um sabão tem fórmula geral R-CO-ONa, onde R é usualmente uma cadeia


carbônica contendo 12 a 18 átomos de carbono. Para Barbosa et al. (1995), a
característica mais importante de um sabão é a sua estrutura que apresenta uma
extremidade polar que é atraída pela água e uma outra parte apolar. Em geral, o sabão
comum é um sal de sódio. Esses sais são solúveis em água com a formação da micela.

Objetivo:
Compreender o mecanismo básico de uma reação de saponificação com a utilização de
óleo vegetal e hidróxido de sódio.

Materiais e Reagente:
 1 garrafa PET de 2 L;
 260 mL de água;
 150 mL de Hidróxido de sódio;
 1 L de óleo de soja;
 50 mL de álcool;
 Essência;
 Béquer 1000 mL;
 Luvas;
 Espátula.

Procedimentos:
a) Aqueça 260 mL e 1 L de óleo em recipientes separados.
b) Dissolva o hidróxido de sódio na água, adicionando a substância aos poucos.
c) Transfira o óleo para a garrafa PET. Adicione metade do hidróxido de sódio
dissolvido em água. Agite a garrafa, deixando o ar escapar do recipiente quando
necessário.
d) Adicione o restante da solução de hidróxido de sódio na garrafa, 50 mL de
álcool e a essência. Agite a garrafa por 20 minutos.
e) Despeje o conteúdo da garrafa em uma fôrma plana ou em recipientes pequenos.
Espere solidificar.

Referências:

BARBOSA, A. B. et al. Xampus. Química Nova na Escola, São Paulo, n. 2, p. 3-5,


1995.

BRUICE, P. Y. Química Orgânica. 4 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006; p.
487-490.

SOLOMONS, T. W. GRAHAM et al. Química Orgânica. 10 ed.; v. 2. Rio de Janeiro:


LTC, 2015.