Você está na página 1de 19

Reduto do Bucaneiro

O Covil dos Reinos de Ferro

Search here...

CONTATO SOBRE NÓS REINOS DE FERRO RPG WARMACHINE HORDES MAIS JOGOS

ENCONTRE UM GRUPO

Translate »
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Algo Estranho… Infernalismo nos Reinos de Ferro

Author: Capitão Bucaneiro Janeiro 19, 2015 3 Comments

Infernal, Material de Suporte, Monstros

Por Douglas Seacat e Eric Cagle. Como visto na No Quarter 14. Tradução adaptada de J. Neves IV

Ele parecia um velho e gentil eremita quando implorou entrada e nós o recebemos na biblioteca de braços abertos.
Confiamos nele facilmente, muito rápido; nos deixamos levar por doces mentiras e sorrisos falsos. Descobrimos sua
depravação tarde demais. Esta confiança custou as almas de dois dos meus amigos. Uma de suas vítimas, uma
menina que não havia nem completado doze invernos, escapou e veio até nós, balbuciando incoerências. Nós
derrubamos sua porta, encontrando os diagramas profanos e tomos blasfemos, mas ele já tinha partido. Encontramos
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
um escrupulosamente limpo matadouro em sua adega, onde ele deixava suas vítimas antes de convocar seus mestres
sombrios. Eu não durmo uma noite inteira desde então. Eu não tenho ideia de quantas vidas e almas ele já roubou,
mas eu vou precisar prestar contas.

– Barefo Pagani, Guarda do Crisol, sobre o infame infernalista Khevre Lichko.

Infernalistas falam aos habitantes profanos dos reinos exteriores e acordam com estes para adquirir grande poder
arcano e conhecimento, num caminho mais rápido que o de seus pares. Nem todos os praticantes desta arte negra
começam seu caminho com intenções vis, muitos iniciam os estudos profanos com esperança de dobrar a vontade dos
poderes sombrios e usá-los contra o mal. Outros, cegos pela arrogância, tornam-se convencidos de que estão sempre
a um passo além das criaturas que estudam. Inevitavelmente, esta prática leva há caminhos escorregadios e perigosos
de moral comprometida e acordos insidiosos. Aqueles que dominam o infernalismo danam incontáveis inocentes e
usam almas imortais como moeda para bajular entidades profanas.

Infernalistas são bibliófilos de sombrio e oculto conhecimento, sempre procurando mais informações sobre outras
realidades e seus habitantes. De seus laboratórios escondidos, eles penetram na barreira entre os mundos e
comunicam-se com sociedades alienígenas famintas por almas mortais. Eles sequestram, matam, sacrificam
inocentes, ou ainda pior, em sua busca obsessiva por poder.

Infernalistas se mantém sigilosos, se têm algum amor por suas vidas, do contrário outros arcanistas associados ao
infernalista podem suspeitar da verdadeira natureza de seus trabalhos. Toda grande ordem de magia condena o
infernalismo e se recusa a aceitá-los, mas ocasionalmente grandes oficiais podem secretamente tolerar o patrocínio,
desde que não ponha a ordem em perigo. Alguns favores bem colocados podem ajudar o infernalista a não ser
desmascarado.

Convocar infernais é extremamente arriscado, leva tempo para dominar e requer do infernalista uma formidável força
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Convocar infernais é extremamente arriscado, leva tempo para dominar e requer do infernalista uma formidável força
arcana. Ele deve ter força de vontade, autoconfiança e prestar muita atenção aos detalhes. Infernais, algumas vezes,
contactam conjuradores que tem alguma experiência em convocações e conjurações.

Infernalistas: Não é para Qualquer Jogo

Jogadores infernalistas não funcionam em qualquer campanha. Essa carreira funciona melhor para formidáveis
adversários. Narradores ambiciosos podem apresentar o caminho da corrupção para arcanistas, conferindo se ele é
capaz de lidar com os poderes sombrios do além. O narrador deve manter os testes do infernalista em segredo,
para que o jogador não saiba exatamente como está sua relação nos contratos e negociações. Infernais podem
adicionar uma reviravolta única no jogo e clamar por seus poderes deve sempre representar um alto risco.

História e Métodos
O infernalismo tem uma história nebulosa e notória. Estudiosos teorizam
que os primeiro arcanistas a receber bençãos infernais, negociada por
aliados Thamaritas, impulsionaram os estudos arcanos e fizeram nascer a
feitiçaria. Depois de séculos de opressão Orgoth, estes desesperados
conspiradores agarraram-se a todas as armas disponíveis. A extensão total
da barganha feita nesta hora negra continua um mistério, mas alguns
acreditam que o preço da Rebelião ainda será cobrado.

O surgimento da feitiçaria e o subsequente desenvolvimento da mekânica


proveu o essencial para a Rebelião. Entretanto, a história envolvendo de
poderes de outro mundo deixou uma nuvem escura sobre os praticantes de
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
magia. Muitos arcanistas preferem esquecer esta história e simplesmente
manter infernalista longe. A despeito disso, através dos séculos inúmeros
ocultistas sucumbiram a tentação de buscar seus próprios objetos
relacionando-se com infernais.

Infernalistas trabalham em segredo, mantendo seus números e crimes difíceis de se confirmar, mas eventualmente as
autoridades atribuem algum crime horrendo ou série de assassinatos aos mesmos. Praticantes existem em números
bem pequenos em toda Immoren Ocidental, mas parecem ser numerosos em Cygnar. Se existe alguma cidade que
pode ser considerada o centro do infernalismo é Ceryl, onde os arcanistas originalmente surgiram. Ceryl esconde o
Arquivo Infernal, um secto de Thamaritas que se esforça em registrar todo o conhecimento sobre infernais e sua
sociedade.

Enquanto nem todos os infernalistas são devotos, ou mesmo adoradores da Irmã Sombria, a ética de buscar pelo
poder, não importando os meios ou as consequências combina, bem com a filosofia de Thamar, de modo que o estudo
cai no campo da influência da Prole Ekris, o primeiro a ascender no caminho da deusa. Cuidadosos seguidores da
Prole Ekris viveram em um tempo mais fácil negociando com infernais e seus textos seminais do assunto são
amplamente respeitados. A fé Thamarita possui sérias restrições ao negociar com infernais, como a de que o
Thamarita nunca deve oferecer sua própria alma à entidade. Infernalistas que violem estes termos perdem o
direcionamento de Thamar e suas Proles, além de qualquer benefício de sua patronagem, enquanto que os demais
continuarão acreditando que estes são Thamaritas.

Uma pessoa marcada como infernalista recebe uma sentença de morte. A difundida Igreja de Morrow demanda a
destruição de infernalistas confirmados e envia agentes da Ordem dos Iluminados para investigar rumores de atividade
infernal. Bem armados e preparados para lidar com ameaças sobrenaturais, os Iluminados podem ter confiança
demais, errando no julgamento e acabando por executar suspeitos, ainda sem uma confirmação exata. Assim, é mais
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
seguro praticar as artes em segredo, escondendo sua natureza como qualquer necromante ou Thamarita. Um
infernalista que espera sobreviver deve manter uma fachada de “respeitável” arcanista, sempre que possível. Sabe-se
apenas de humanos infernalistas.

O quê são Infernais?

Infernais são seres malignos advindos de um “reino” vasto e misterioso em algum lugar além de Caen, o reino dos
vivos, e Urcaen, o reino dos mortos. Os habitantes de Caen não tem contato algum, de certa forma, com estes
forasteiros, e mesmo os que se dizem especialistas mal entendem a natureza da ligação entre Caen, Urcaen e os
possíveis reinos infernais. O mais talentoso e dedicado infernalista não pode clamar ter total ciência da natureza
infernal, sua sociedade, política ou o entendimento se suas motivações alienígenas. Sabe-se apenas que são
sedentos predadores, e pagam bem, de almas mortais. Infernais vão a lugares distantes e oferecem poderes
tremendos para aqueles que trairão sua própria espécie ou outras criaturas inteligentes.

Aparentemente imortais e extremamente poderosos, “verdadeiros” infernais não possuem almas próprias. Eles não
experimentam uma pós-vida e sua morte os destruirá completamente. Já que as sociedades infernais estão em
guerra constante entre si pela supremacia, eles desenvolveram um sistema único que limita os riscos de sua
precária existência: Eles criaram guerreiros para lutar em seu lugar a partir roubadas dos mortais. Infernais
valorizam almas acima de qualquer outra moeda. Elas representam o poder e a força militar através da qual a
sociedade infernal resiste e sobrevive.

Infernalistas de Immoren Ocidental lidam principalmente com uma específica sociedade chamada Ordem de
Nonokrion. Através desta Ordem, mortais podem negociar almas com “verdadeiros” infernais chamados “curadores”
e até com seus mestres mais poderosos, os “executores”. Estes formidáveis arcanistas e negociantes controlam
legiões de servos guerreiros, chamados “conscriptus” e “deciconscriptus”, criados com almas. Enquanto curadores
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
e executores possuem formas bem humanas, conscriptos apresentam-se em atordoantes formas e tamanhos, dos
humanoides ceifadores umbrais aos monstruosos caçadores de almas, quelvitar, quavash, e outros ainda mais
hediondos. Cada conscriptus é uma arma viva, moldado para um propósito específico, ainda que alguns apresentem
uma afiada inteligencia.

Afortunadamente, infernais não podem se manifestar em Caen sem a cooperação de um mortal e parecem
completamente barrados em Urcaen. Infernais não podem ficar muito tempo em Caen sem reforçar sua forma física
com almas frescas e acordos especiais de cooperação com mortais. Isso evita o abate generalizado, limitando-o as
almas “marcadas” dos mortais ou àqueles oferecidos nas barganhas. Uma alma marcada não pode passar para
Urcaen. Ela fica presa em Caen, em tormento, até ser recuperada por um infernal. Isso é uma abominação aos
olhos dos deuses, que desdenham particularmente destes predadores de almas. Apenas Thamar e sua Primeira
Prole Ekris encoraja seus seguidores a tratar com infernais e apenas seguindo diretrizes restritas e estudadas.
Muitos acreditam que é a vontade dos deuses que impede uma invasão em massa para escravizar a humanidade.

Seja qual for sua natureza, mesmo o mais ignorante teme os infernais, devido ao perigo e a ameaça que eles
representam, indo muito além do físico. Muitos consideram a morte assustadora o bastante, mas nenhum homem
ou mulher são irá facilmente confrontar a ideia de perder sua alma imortal para a servitude eterna.

Bençãos
Bençãos são encantamentos, habilidades especiais e benefícios gerais adquiridos através da barganha com curadores
ou executores em troca das almas prometidas. O ganho de uma benção requer o contato do
infernalista com seu benfeitor infernal, não exatamente sua convocação, a não ser que seja
especificado o contrário. Desse modo, o interessado deve se manter em contato regular ou
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
em estrito acordo com as diretrizes do contrato, para se beneficiar das bençãos. Ele não
pode violar o acordo, ou perderá seus benefícios.

Com as bençãos pode-se:

Aprimorar um atributo: Melhorando as capacidades naturais do infernalista.

Segredos Arcanos: Onde o conjurador é presenteado com magias proibidas.

Sussurros Infernais: Onde o infernalista passa a ser “protegido”, avisado de perigos


iminentes.

Servo Infernal: O contratante recebe um servo menor para lhe ajudar e todo mortal morto
por esse servo tem a alma marcada, que não pode servir como moeda para acordos futuros.

Visão Infernal: O infernalista torna-se capaz de enxergar na plena escuridão.

Resistência Mágica: O conjurador se torna resistente às magias, exceto aquelas conjuradas pelo seu contato
infernal.

O Preço da Benção Infernal

Conforme o infernalista cresce em poder, ele adquire novas bençãos, representando “presentes” de seu patrono.
Estes benefícios vem com um custo, já que cada benção trás consigo uma marca negra na alma do infernalista,
com inúmeras consequências negativas. Cada nova consequência se acumula com a anterior.

1 Benção: Animais e criaturas de natureza mágica próximas ao infernalista sempre demonstram hostilidade.
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
2-3 Bençãos: Torna mais fácil para aqueles que conseguem rastrear Marcas Infernais encontrar o infernalista em
questão.

4 Bençãos: Magias e habilidades que afetem infernais e criaturas malignas passam a afetar também o infernalista
em questão.

NdT.: Para melhor emular os poderes concedidos pelos Infernais, aconselhamos olhar os Boons da matéria Corvis
Codex da NQ 57 e os Deathly Endowments do Specter no Monsternomicon. O Mestre do Jogo tem palavra final sobre
quais são permitidos ou não. Use também os Curses da NQ 57 para representar o Preço da Benção Infernal.

Acordos com o Demônio


Infernais sempre desejam compensação por seus serviços e conhecimento, negociar com eles é um negócio perigoso
que demanda mais talento artístico que cientifico. Além das bençãos e poderes, infernalistas podem negociar almas
mortais para ampliar suas capacidades além do que já seria “normal”. A possibilidade e extensão destes poderes
conseguidos através destas negociações não tem paralelo e devem ser utilizados com grande discernimento do
narrador.

Todo mortal, em teoria, pode contatar e barganhar com um infernal. Certas espécies infernais, como os ceifadores
umbrais, podem ser invocados por qualquer pessoa que siga os passos de seu ritual específico de convocação.
Normalmente estes atalhos condenam a alma do incauto invocador e apenas um arcanista com conhecimento de
invocar infernais pode fazê-lo sem colocar-se em perigo. Um conjurador pode aprender magias desse porte, mas ser
um infernalista verdadeiro lhe garante um pouco mais de segurança na barganha para manter sua liberdade.

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Infernais nãos se importam com o bem estar físico. Eles nunca aceitam dinheiro, gemas, ou qualquer outro material
como pagamento. Eles apenas aceitam almas, essência vital e podem barganhar serviços.

Quais Criaturas Tem Alma?

Todas as criaturas vivas (algumas até mortas vivas), teoricamente, possuem uma essência espiritual. Animais,
plantas, bestas, porém, não tem o tipo de essência espiritual valiosa para os infernais ou para os deuses – apenas
Dhunia e a Serpente Devoradora interage com esse tipo de essência primal.

Pagamento em Almas
Infernais valorizam almas mortais acima de qualquer outra coisa. Um infernalista bem preparado é ciente de que pode
negociar partes de uma alma inteira, não condenando outros completamente, ou a si mesmo. Normalmente Gaiolas de
Almas, itens profanos carregados pelos necrotécnicos de Cryx, ajudam os Thamaritas em suas negociações. Vender a
própria alma é extremamente perigoso, mas o infernalista pode empregar “parte” da mesma, até um limite, onde sua
forma imortal não mais poderá entrar em Urcaen depois da morte, destinada a servir seu patrono infernal.

Essência Vital
Além das almas propriamente ditas, o infernalista pode negociar essência vital em troca de favores. A essência vital
geraria uma condenação mais imediata do corpo e da mente da vítima, seja ela o próprio infernalista ou não, deixando a
pessoa com severas deformidades ou uma notável falta de cognição, ainda podendo ficar completamente louca e isolar-
se do mundo, após ter a vontade dilacerada por seres completamente alienígenas de um plano sombrio e envolto em
mistérios.

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
NdT.: Essência Vital é representada pelos atributos. Aconselho usar como negociar ponto de atributo Principal (FIS,
AGI e INT) somente esses podem ser negociados.

Serviços
Infernais com inúmeros contatos mortais podem fazer negociações utilizando-se das habilidades destes infernalistas.
Por exemplo, se um deles deseja do infernal algum tipo de artefato, este pode recorrer a outro dos seus contatos pelo
objeto, garantindo sua fonte de almas sem grande esforço.

O quê uma Alma Pode Comprar?


Você não pode simplesmente esfregar uma lâmpada e esperar que um infernal
apareça. Lidar com infernais pode gerar grandes benefícios e, na teoria, um
contrato infernal pode incluir qualquer coisa. Contudo, nada vem de graça, e o
infernal irá sempre trabalhar para ter o seu pagamento.

Infernais trabalham para cumprir sua parte do acordo, seja através de suas
próprias mãos ou as de um servo menor. Estes resultado nem sempre ocorre
instantaneamente. Tarefas fáceis, como prover informações que a entidade já
possui, ensinar magias específicas ou matar um adversário trivial, podem ser
realizadas mais rapidamente. Tarefas um pouco mais complexas, ainda que
simples, incluem um servo para proteção do conjurador por um curto período de
tempo, ou matar um adversário mais poderoso. Os preços mais altos estão
relacionados a trabalhos que demandam mais contato, mais contratos,
divididos em fases.

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Contatando Infernais para Informação
Um infernalista buscando informações pode entrar em contato com seu patrono para obter respostas simples, como
“possivelmente”, “é claro”, “sim” ou “não”. Perguntas mais longas e elaboradas podem demandar acordos com
diferentes infernais. As entidades sempre farão o possível para não resolver tudo de uma só vez, convenientemente
emitindo o que puder ser dito depois, através de um novo contrato.

Obtendo Respostas 2d6

Resposta Chance Afinidade forte/Gostaria de responder

Resposta Verdadeira 1-4 1-7

Resposta Parcial 5-6 8-9

Não Sabe 7-10 10-11

Deliberadamente Desvia a Questão 11-12 12

Arranjando Contratos com Infernais


Os arranjos contratuais com um infernal ocorre estabelecendo um diálogo com o curador ou executor usando as

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
magias de invocação. Os detalhes da proposta são determinados nesse estágio, antes da invocação propriamente dita.
O sábio infernalista vai escrever um rascunho de seus termos específicos e acordos para checar com a versão
preparada pelo patrono. Contratos nesse estágio ainda não estão selados, mas passam a ser quando o infernal é
invocado e ambos assinam o contrato inferna. Naturalmente, o invocador preparado sempre revisa a versão de seu
patrono, confirmando se não há nenhuma letra miúda que lhe desfavoreça.

Negociar com infernais é extremamente difícil e quanto maior for a exigência do conjurador, mais cobranças a entidade
pode colocar em seu caminho. Contratos de proteção precisam ser escritos com tempo de duração, que dificilmente
dura mais que 24 horas. Normalmente os infernais prefere o pagamento antecipado, mas isso pode variar, como
quando o infernalista coloca a própria alma como moeda, o que lhe rende uma marca infernal. Nos termos devem estar
listadas as almas que devem ser do infernal, caso estas vítimas ainda estejam vivas.

NOTA: Esta matéria, publicada na No Quarter 14 tinha regras para infernalistas como classe de prestígio no sistema
d20. Naturalmente não trouxemos as regras para cá, mas se ficou curioso, basta conferir a revista. Em breve traremos
mais material relacionado aos infernais. Fique ligado, ou vai colocar sua alma em risco?

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Copyright © 2013-2014 Privateer Press, Inc. Todas as marcas comerciais neste livro, incluindo Privateer Press®,
Reinos de Ferro, Immoren, Fantasia Forjada em Metal, WARMACHINE®, Cygnar, Cryx, Khador, Protetorado de
Menoth, Retribuição de Scyrah, HORDAS, Trolloide, Trolloides, Círculo de Orboros, Legião de Everblight, Sk orne,
gigante-de-guerra, conjurador de guerra, besta de guerra e seus respectivos logotipos, são propriedade de Privateer
Press, Inc.

Compartilhe isto:

Facebook Twitter 1 Google Email Imprimir

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Gostar disto:

Gosto
Be the first to like this.

Relacionado

Conto - Um Momento de Silêncio Como Diria Doug: Sendo Novo Monstro – Duelista
[Oficial] Marcado por Infernais Fantasma (NQ 59)
Em "Contos" Em "Como Diria Doug" Em "Monstros"

← Previous post Next post →

3 Comments
Capitão Bucaneiro (Post author) Janeiro 19, 2015 at 2:30 pm

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Jefferson Neves realmente regaçou com essa tradução sensacional!
Reply ↓

Jean Servolo Janeiro 21, 2015 at 9:39 pm

Ótima matéria,parabéns pela tradução,ficou massa.


Reply ↓

Capitão Bucaneiro (Post author) Janeiro 21, 2015 at 10:39 pm

Agradecido pelo apoio cara


Reply ↓

Deixar uma resposta


Escreva o seu comentário aqui...

Curta Nossa Página

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Reduto do Bucaneiro
1.298 gostos

Gostar da Página Partilhar

Sê o primeiro dos teus amigos a gostar


disto

Siga-nos no Twitter
My Tweets

open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
Comentários recentes
Jean Servolo em Customização de Armas de Fogo e Armas Corporais

Jean Servolo em Velocidade de Viajem e Combate de Veículos (Regras Resumidas)

Jean Servolo em Micro Conto Oficial – Lying in Wait

Jean Servolo em Adicionando Magia Orgoth ao Jogo

Jean Servolo em Micro Contro Oficial – Spread Thin

Arquivo
Arquivo

Seleccionar mês

Categorias
Categorias

Seleccionar categoria

Thank you for using this plugin. Please Add your locations or set plugin Settings.
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com
open in browser PRO version Are you a developer? Try out the HTML to PDF API pdfcrowd.com