Você está na página 1de 10

27/05/2017

MKT-MDL-05 MKT-MDL-05
Versão 00 Versão 00

DIVIDIR A TURMA

• SUS
SUS • ADVOGADOS DE DEFESA
• POVO
PROFª KAMILA MACHADO
• ADVOGADOS DE ACUSAÇÃO
E-MAIL: KAMILASB.SMSCARUARU@HOTMAIL.COM • JUÍZ
• JURI

MKT-MDL-05 MKT-MDL-05
Versão 00 Versão 00

INTRODUÇÃO DIREITO Á SAÚDE NO BRASIL

IMPOSTOS • BRASIL COLÔNIA (1500 – 1889)


POVO ESTADO
FALTA TOTAL DE SANEAMENTO
POUCOS MÉDICOS
DEVER SAÚDE: CURANDEIROS, ÍNDIOS E AFRICANOS
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
PÚBLICOS POUCOS HOSPITAIS

ART. 6º DIREITOS SOCIAIS

1
27/05/2017

MKT-MDL-05
Versão 00

BRASIL MODERNO

IMPLANTAÇÃO DO SUDS – SISTEMA UNIFICADO E


DESCENTRALIZADO DA SAÚDE

CONVÊNIO DO INAMPS COM O ESTADO E OS


MUNICIPIOS PARA ELABORAÇÃO DOS ARTIGOS 196 A 200
DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

2
27/05/2017

MUDANÇA DE PARADIGMA

ANTES DE 1988 DEPOIS DE 1988


• SAÚDE SÓ QUEM TINHA • SAÚDE É UM DIREITO DE
INAMPS – CARTEIRA TODOS E DEVER DO
ASSINADA – OS ESTADO
TRABALHADORES

Como seria o país perfeito ?

3
27/05/2017

1990

O INAMPS FOI INCORPORADO AO MINISTÉRIO DA SAÚDE

CRIAÇÃO DO SUS POR MEIO DA LEI 8080\90 ( LEI


ORGÂNICA DA SAÚDE)
Muita coisa foi vetada principalmente VERBAS E CONTROLE
SOCIAL

Eleição de Fernando Collor de Melo era conservador e


neoliberal não realizou a regulamentação dos temas da
constituição

4
27/05/2017

SUS Lei 8142 de Dez 1990

Lei complementar

• Institui as conferências e • Complementariedade do


conselhos de saúde como setor privado
instâncias de controle
social (Brasil,2015)
Em 2000 FHC cria a ANS
( Agência Nacional de
Saúde Suplementar ) que
regula e fiscaliza a
atividade do setor planos
de saúde.

Princípios do SUS

Segundo a LOS,
O SUS tem princípios • Doutrinários =
doutrinários e
organizativos filosofia do sistema

• Organizativos =
operacionalização

5
27/05/2017

DOUTRINÁRIOS

Norteiam os organizativos orientam o funcionamento

UNIVERSALIDADE

INTEGRALIDADE

EQUIDADE

DOUTRINÁRIOS EQUIDADE

UNIVERSALIDADE
“ ASSEGURAR AÇÕES E SERVIÇOS DE TODOS OS NÍVEIS DE
• SAÚDE COMO DIREITO DE • DIREITO À SAÚDE ACORDO COM A COMPLEXIDADE QUE CADA CASO REQUEIRA,
CIDADANIA • DIREITO À ASSISTÊNCIA MORE O CIDADÃO ONDE MORAR, SEM PRIVILÉGIOS E SEM
BARREIRAS “ (Brasil,1990c).
• TODO CIDADÃO
INDEPENDENTE DE
CONTRIBUIÇÃO OU • CONSTRUCTOR DA . Assegura a justiça – princípio de Justiça social
DINSTINÇÃO DE QUALQUER CIDADANIA
NATUREZA TEM DIREITO DE • BASEADO NA SEGURIDADE . Equidade não é Igualdade
ACESSO AO SISTEMA SOCIAL
. Intervenções diferenciadas que buscam compensar
desigualdades

6
27/05/2017

ORGANIZATIVOS -
INTEGRALIDADE
DESCENTRALIZAÇÃO
• MAIS LIGADO AS PRÁTICAS DA SAÚDE
• descentralização da gestão e das políticas da saúde no país – feita de

• “ (...) O Reconhecimento na prática dos serviços de que: forma integrada entre a União, estados e municípios – é um dos
• cada pessoa é um todo indivisível e integrante de uma princípios organizativos do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo
comunidade; com este princípio, o poder e a responsabilidade sobre o setor são
• As ações de promoção, proteção e recuperação da saúde formam distribuídos entre os três níveis de governo, objetivando uma
também um todo indivisível e não podem ser
compartimentalizados; prestação de serviços com mais eficiência e qualidade e também a
• As unidades prestadoras de serviço, com seus diversos graus de fiscalização e o controle por parte da sociedade
complexidade, formam também um todo indivisível configurando
um sistema capaz de prestar assistência integral “( Brasil,1990c).

PARTICIPAÇÃO POPULAR

Princípio organizativo do SUS, a Constituição Federal de 1988


apontou para a relevância da inserção da população brasileira na
formulação de políticas públicas em defesa do direito à saúde.
Além disso, atribuiu importância a instâncias populares na
fiscalização e controle das ações do Estado, considerando as
especificidades de cada região brasileira.A participação social é
também denominada “participação comunitária” no contexto da
saúde, sendo estabelecida e regulada pela Lei nº 8.142/90, a
partir da criação de Conselhos de Saúde e Conferências de Saúde

7
27/05/2017

REGIONALIZAÇÃO HIERARQUIZAÇÃO

Diz respeito à possibilidade de organização das unidades segundo grau


de complexidade tecnológica dos serviços, isto é, o estabelecimento de
A regionalização dos serviços implica a delimitação
uma rede que articula as unidades mais simples às unidades mais
de uma base territorial para o sistema de saúde que
leva em conta a divisão político-administrativa do complexas, através de um sistema de referência e contra-referência de

país, mas também contempla a delimitação de usuários e de informações. O processo de estabelecimento de redes
espaços territoriais específicos para a organização das hierarquizadas pode também implicar o estabelecimento de vínculos
ações de saúde, sub-divisões ou agregações do espaço específicos entre unidades (de distintos graus de complexidade
político-administrativo. tecnológica) que prestam serviços de determinada natureza, como por
exemplo, a rede de atendimento a urgências/emergências, ou a rede de
atenção à saúde mental.

8
27/05/2017

Antes e depois do SUS


Antes do Sus Depois do Sus
Direito Legal de acesso a Trabalhadores formais Todos os cidadãos
Saúde (carteira assinada) UNIVERSALIDADE

Modelo Assistêncial Curativo INTEGRALIDADE


( Pessoal – Individual) ( Preventivo e Curativo)

Gestão DESCENTRALIZAÇÃO
Ministério da Previdência ( Gov. Federal, estadual e
Social ( Gov. Federal) Municipal)

Natureza dos prestadores Setor Público e cotrole social


Setor privado

Equidade Apenas os que possuíam Saúde com Justiça social


acesso formal

MKT-MDL-05
Versão 00

PARA PENSAR...

9
27/05/2017

MKT-MDL-05
Versão 00

Observações dos dados

10