Você está na página 1de 20

Capítulo 11

USANDO CANDLESTICK PARA MELHORAR A ANÁLISE DAS ONDAS DE ELLIOTT

O que queremos são novas ideias que não contrariem as velhas ideias. Peter´s Almanac

A análise das Ondas de Elliot é uma das ferramentas de análise mais utilizadas no setor financeiro. Estima-se que 80 por cento de todos os investidores institucionais incluíram esta análise em seus programas operacionais. Isso tende a movimentar o mercado em uníssono, pois todos os investidores estão reagindo aos mesmos parâmetros. Este capítulo deve ser lido de acordo com duas perspectivas diferentes. Se você não estiver amplamente familiarizado com o conceito da análise das Ondas de Elliott, não gaste muito tempo tentando entender ou aprender as informações a seguir. Este capítulo descreve a história e princípios do programa de análise das Ondas de Elliott. É necessário ter muito tempo para compreender e tornar-se eficiente nesta análise. Este não é o melhor livro para atingir esse propósito. O mais importante é que, esta análise não é essencial para ser bem-sucedido em investimentos que usam o gráfico de Candlestick. No entanto, conhecendo o básico lhe ajudará na identificação de quando todos os seguidores das Ondas de Elliott estão esperando uma reversão. Além disso, o fato de que Elliott poderia razoavelmente identificar os movimentos de ondas nos veículos de investimento reforça o argumento de que a oscilação ocorre constantemente nos mercados de investimento. O objetivo principal deste capítulo é beneficiar os defensores das Ondas de Elliott. A combinação de sinais de Candlestick, incorporadas na análise das Ondas de Elliott, faz com que análise das Ondas Elliott seja menos subjetiva. O aspecto subjetivo - ser capaz de identificar a direção do ativo a ser operado – é a principal dificuldade da análise das Ondas de Elliott, por si só. O Candlestick elimina as variáveis de tal interpretação.

Histórico das Ondas de Elliott

Ralph Nelson Elliott formalizou sua descoberta do conceito das ondas no início do século XX. Suas afirmações eram relativamente simples. Os movimentos de preços eram compostos de cinco ondas de alta, seguidos de 3 ondas de baixa. Como mostrado na Figura 11.1, as ondas 1, 3 e 5 são chamadas de ondas de impulso. As ondas 2 e 4 são consideradas ondas de correção. A mesma análise é válida para um mercado de tendência de baixa, observado na Figura 11.2. As ondas de impulso representam as pernas descendentes, enquanto as ondas corretivas são os repiques para cima contra a tendência dominante. Elliott tem de ser elogiado pela pesquisa que ele realizou. Livros inteiros são dedicados aos conceitos desenvolvidos por ele. As informações anteriores do índice Dow Jones, até poucos anos atrás eram difíceis de obter. A sua coletânea e interpretação foi difícil e à custa de grandes esforços em 1930. As suposições de Elliott contribuíram para os atributos duradouros do investimento. Ele afirmou que tudo se movimenta no mesmo padrão das marés. Porque o mercado na sua forma mais verdadeira se mantém constante, o tempo não afeta o elemento. Para entender plenamente a importância do trabalho de Elliott, é importante entender os conceitos que ele introduziu:

Lei da Natureza.

 

O “Segredo do Universo”.

O princípio das ondas.

Cartas Intrepretativas do Mercado.

O uso das razões de Fibonacci.

Nos

escritos

de Elliott,

ele afirma,

"A

Lei da

Natureza adota o mais

importante de todos os elementos, o tempo. A Lei da Natureza não é um sistema, ou método de especular o mercado, mas é um fenômeno que aparece para marcar o progresso de todas as atividades humanas.

5 3 1 4 2
5
3
1
4
2
2 4 1 3 5
2
4
1
3
5

Figura 11.1 Ondas de Elliott num mercado de alta

Figura 11.2 Ondas de Elliott num mercado de baixa

Sua utilização para previsão é revolucionária. "Suas descobertas são baseadas na Lei da Natureza. Disse ele: "Esta lei subjacente ao mercado somente pode ser descoberta quando o mercado for visto à luz do próprio mercado e, em seguida, analisado com base nessa abordagem. Resumindo, o mercado de ações é criação do homem e, portanto, reflete as idiossincrasias humanas. "Isto é semelhante aos conceitos mostrados nos sinais Candlestick. As emoções humanas são os elementos primordiais que movem o mercado. Sua conceituação independente chegou próximo da abordagem do que os japoneses descobriram ao longo de centenas de anos de estudo da natureza hu- mana. Conforme subentendido tanto nas ondas de Elliott quanto no gráfico de Candlestick, a atividade do preço das ações tem movimentos previsíveis. O preço está baseado no sentimento psicológico dos investidores. A flutuação entre o medo e a ganância cria as oscilações nos mercados. O principal sustentáculo da análise das Ondas de Elliott é a capacidade de antecipar a magnitude de um movimento. A fraqueza da análise das ondas de Elliott é determinar a direção. Para dominar o conceito de onda Elliott é necessário anos de experiência. O motivo? A grande quantidade de subjetividade na determinação de qual “onda” está em vigor. O grau de precisão que é mostrado na análise das Ondas de Elliott tem sido convincente por muitos anos, desde que você tenha a capacidade de analisar o status da contagem das ondas corretamente. Seria lógico que se não houvesse credibilidade na sua capacidade, ela não existiria hoje. A capacidade de prever o futuro é a motivação de todos os investidores. Elliott fez grandes progressos na projeção do futuro. Ele afirmou:

"Todas as atividades humanas têm três características distintas, padrão, tempo e razão, podendo todos ser vistos na “Sequência de Fibonacci”. Isto o levou a sua interpretação das ondas, prevendo o movimento de preços futuros e a magnitude, através da identificação dos padrões. Esse método de projeção apoiou-se nas razões de Fibonacci. Esta declaração vai contra a Teoria do Caminho Aleatório que certa vez já foi popular e afirma que não existem padrões nos ativos operacionais. Dominar a técnica das Ondas de Elliott oferece operações altamente bem sucedidas. No entanto, para dominar este método de análise requer muitos anos de análise e experiência. E por uma boa razão. O conceito básico seria bom demais se os padrões de cinco ondas fossem coerentes e facilmente definíveis. Uma das mais importantes declarações de Elliott é que: "um padrão cíclico ou a medição da psicologia de massa é de 5 ondas de subida e de 3 ondas de descida, totalizando 8 ondas. Esses padrões têm valor de previsão - quando 5 ondas de subida forem concluídas, três ondas de queda se seguirão e vice-versa. "(Veja a Figura 11.3.) Esta é uma das poucas vezes em que Elliott fez uma regra definitiva com o valor de previsão. O mercado apresenta padrões que validam esta fórmula a uma enorme quantidade de tempo. Consistente com a análise de Elliott, o fim da quinta onda é uma área extremamente segura para investir fundos. Ocasionalmente, uma extensão da quinta onda dribla este colchão de segurança. (Veja a Figura 11.4.) Felizmente, este é o critério perfeito para o uso da análise de Candlestick. Ele pode verificar ou negar a probabilidade de que uma mudança de direção tenha ocorrido.

5 B 3 1 A 4 2
5
B
3
1
A
4
2

C

Figure 11.4

Cinco ondas para cima e três ondas para baixo.

5 3 1 4 2
5
3
1
4
2

Figura 11.4 Cinco ondas com a extensão na quinta onda.

Os períodos de tempo não afetam a observação das ondas. Você pode observar isso na análise do gráfico, seja intradia, diário, semanal ou mensal. Elliott criou três regras gerais sobre o movimento das cinco ondas:

  • 1. Na maioria das vezes, a Onda 5 é muito parecida com a Onda 1.

  • 2. As probabilidades indicam que a Onda 3 será a onda mais longa.

  • 3. A Onda 4 não deve tocar ou penetrar o topo da Onda 1 na tendência de alta.

Os Números de Fibonacci Prevendo o Final da Onda 5

As razões de Fibonacci têm um importante papel na projeção final da tendência de alta. Os dois números críticos são 1.618 e 0.618. Os objetivos dos preços podem ser calculados, mas antes disso acontecer, o tamanho da onda de impulso tem que estar definido. O movimento contínuo numa direção é chamado de swing. Em qualquer tendência, os preços vão oscilar em pequenos incrementos. O tamanho desses incrementos tem de ser definido. Um pequeno movimento na direção oposta tem que ser esclarecido como uma reversão ou como apenas uma parte do movimento na direção da onda em andamento. Um pequeno movimento na direção oposta, não precisa ser reconhecido. O desenvolvimento de critérios para estabelecer o que constituiu um movimento ajudará a eliminar o "ruído" de uma análise de tendência. A análise de Candlestick tem regras definidas que reduzem bastante a pre- ocupação do cálculo de correções insignificantes. Nem todo ziguezague terá um sinal de Candlestick envolvido. Ao observar uma correção de curto prazo durante uma tendência de alta, quando nenhuma reversão identificável de Candlestick tornou-se evidente e se o estocástico não estiver numa área que possa significar uma reversão, o analista de Candlestick poderia ter confiança que esta é uma correção temporária, e não uma reversão.

A Razão de Fibonacci de 1.618

Ao utilizar sua análise no mercado, Elliott raramente deu regras definitivas. Contudo, as regras foram estabelecidas ao longo dos anos para tornar o

conceito mais fácil para as operações. Quando um padrão de três ondas for

estabelecido, o topo da onda 5 pode ser calculada. O pico da onda

5 deve ser

0,618 vezes maior do que o total do movimento inicial da onda 1 ao topo da onda 3. O que define o pico da onda 3? Em primeiro lugar, a onda 3 deve ser mais longa do que a onda 1. Em segundo lugar, em uma tendência de alta , a

onda 4 não deve violar o fundo da onda 2. (Veja a Figura 11.5.) O principal problema, porém, é que existem poucos movimentos regula- res de cinco ondas. A fim de ajustar este conceito, Elliott tentou ilustrar todos os padrões de ondas possíveis. Isto incluía o ziguezague, bandeiras e triângulos, movimentos laterais duplos e triplos, e ondas com extensões. (Veja as Figuras 11.6, 11.7, e 11.8.) Os padrões das ondas podem ser completamente alterados quando o movimento dos preços ultrapassa certos pontos de resistência esperados. Para ser um defensor proficiente das ondas de Elliott requer fazer muitas interpretações subjetivas. O Candlestick sobreposto na análise das ondas Elliott, fornece uma ferramenta analítica muito poderosa.

As Premissas Básicas das Ondas de Elliot

De acordo com Ralph Elliott, "todas as atividades humanas têm três características distintas, padrão, razão e tempo, todos seguindo a sequência de Fibonacci”. Ele confirmou que um padrão de ondas está sempre em andamento. Ele foi bastante específico quando apresentou o seu conceito de ondas, descrevendo os ciclos do mercado como mercado de alta e mercado de baixa.

5 0,618 3 4 1 1,0 2 Figura 11.5 As razões de Fibonacci em uso.
5
0,618
3
4
1
1,0
2
Figura 11.5 As razões de Fibonacci em uso.
B A C
B
A
C

Figura 11.6 Correção menor de três ondas.

2 4 6 1 3 5 7 Figura 11.7 Uma correção lateral dupla com sete ondas.
2
4
6
1
3
5
7
Figura 11.7 Uma correção lateral dupla com sete ondas.
2
4
6
8
10
1
3
5
7
9
11

Figura 11.8 Uma correção lateral tripla com onze ondas.

Um mercado de alta é dividido em cinco grandes ondas. As ondas principais 1, 3 e 5 de um mercado de alta podem ser subdivididas em cinco ondas intermediárias cada. As ondas intermediárias 1, 3 e 5 podem ser subdivididas em cinco ondas menores. A correção consiste de três ondas: A, B e C. Como pode ser observado,

isto começa a criar uma possibilidade de alguma interpretação subjetiva. Que onda de que onda está sendo apresentada? Estamos na onda A de uma correção ou na terceira ou quarta onda de uma tendência de alta? O maior problema sobre

e acima desse problema de interpretação é que o desdobramento das cinco ondas tem pouca regularidade. O padrão perfeito de uma formação de cinco ondas é a exceção, não a regra. Para dar conta deste dilema, Elliott produziu uma série de padrões de mercado objetivando cuidar de quase todas as situações.

A Evolução das Cinco Ondas

Num padrão regular do ritmo do mercado, a onda 2 não pode recuar abaixo do início da onda 1 e a onda 4 não pode recuar abaixo do topo da onda 1. Se isso acontecer, a contagem da onda tem que ser repensada. (Ver Figuras 11.9 e

5
5
3 1 4 2 Figura 11.9 A contagem correta das ondas.
3
1
4
2
Figura 11.9 A contagem correta das ondas.
5 3 1 4 2
5
3
1
4
2

Figura 11.10 Uma contagem de onda errada.

Correções

As ondas corretivas 2

e

4

podem

ser subdivididas em três ondas de graus

menores. As ondas 2 e 4 alternam seus padrões. Se a onda

2 for um padrão

simples, onda 4 será um padrão complexo. Inversamente, se a onda 2 for complexa, a onda 4 será simples. Elliott, por meio dessas observações, conectou a Lei da natureza com o comportamento humano. A pinha e o abacaxi tem espirais que se alternam, primeiramente, no sentido horário, depois no anti-

horário. O mesmo padrão de alternância se repete nos aspectos corretivos das ondas 2 e 4. Mesmo Elliott descreveu alguns dos padrões como difíceis de se usar para previsão dos movimentos de preços futuros: “O estudante não pode ter certeza de que um triângulo está se formando até que a onda cinco tenha iniciado”, comentou ele, sobre a incerteza envolvida na interpretação do triângulo. Ele observou que os tipos de correções padrão não abrangem todas as possibilidades dos movimentos do mercado. Isso fez com que mais ilustrações fossem acrescen- tadas para correções mais complexas. Mais uma vez, isto deixou a determinação de um rompimento, ou um movimento de mercado, numa área bastante nebulosa. Elliott afirmou, "É possível, no entanto, saber quando a onda C estendida ocorrerá através do conhecimento da regra de alternância". Ainda assim não ficou muito claro de suas deduções que a onda C pode ser prevista com algum grau de precisão. Há um padrão de onda simples dupla ou tripla sendo formado e em que direção a tendência irá se movimentar no final da ação da onda? Como mencionado anteriormente, o grande número de variações de contagem de onda leva anos de estudo para que o analista perceba as configurações do movimento do mercado. Como mostrado em algumas páginas, o padrão simples de cinco ondas pode ter centenas de variações possíveis. A interpretação subjetiva é sempre necessária. Como essas páginas de ilustrações sao benéficas para o novato? O mais importante é saber o que os observadores das Ondas de Elliot estão esperando. Se você souber em que nível de preço um grande contingente de investidores estão antecipando uma possível mudança de direção, então você pode estar preparado para antecipar e se movimentar na direção das massas. Se todos estiverem comprando nos mesmos pontos, torna-se então uma profecia que se autorealiza. Apesar de todas as considerações nebulosas sobre a contagem das ondas de Elliott, ele forneceu algumas regras que devem ser lembradas. Seus princípios básicos sobre os movimentos de onda são razoavelmente confiáveis:

Um impulso ou correção do Ciclo do mercado tem pelo menos três ondas.

A onda 3 normalmente é a maior.

A interpretação das Ondas de Elliott tem a desvantagem de perder os parâmetros que foram estabelecidos inicialmente por ele. Em vez de ter um conjunto conciso de regras para a identificação da contagem da onda, parece que as novas regras foram adicionadas quando os padrões simples não se comportaram da maneira que era esperada. Isso fez crescer o número de possibilidades de como um padrão de onda poderia se movimentar, ampliando assim a quantidade de subjetividade requerida na análise. Felizmente, nesta era de computadores sofisticados, há muitos serviços excelentes que fornecem a interpretação das Ondas de Elliott. Usando os pontos de reversão como alvos para observar quando os sinais potenciais de Candlestick podem surgir acrescenta outro critério viável do ponto de reversão.

A utilização adequada do Candlestick, sobreposto nas avaliações das ondas de Elliott, fornece a direção da tendência mais recente. Isso permite que o analista das Ondas de Elliott faça uma melhor análise do potencial de configura- ções das ondas. Um excelente exemplo pode ser mostrado no muito utilizado nível das retrações de Fibonacci. As retrações têm três níveis mais prováveis de reversão: nas áreas de 38, 50, e 62 por cento. No entanto, em que ponto o movimento dos preços vai reverter? Esta questão é facilmente respondida quando o método de Candlestick é aplicado. Saber como e quando um sinal de Candlestick ocorrerá permite que o observador das Ondas de Elliott indentifiquem qual nível atuará como o ponto de reversão. Se o estocástico está se movimentando na direção da região sobre- vendida, quando os preços se aproximam do nível de 38 por cento, você deve ser prudente quanto a uma reversão de Candlestick. Inversamente, se o estocático parece ter mais espaço de queda e não há qualquer indício potencial de sinais de reversão se desenvolvendo, pode-se supor que os níveis de 50 e 62 por cento serão testados. Observe na Figura 11.11, representando a Elantec Semiconductor Inc., como o movimento ascendente parou exatamente no nível de 38 por cento. O investidor de Candlestick teria sido alertado para tirar vantagem do movimento quase no ponto de lucro máximo. O estocástico demonstrava que esta ação estava bem dentro da área sobrecomprada. Depois de uma tendência de alta nas últimas quatro semanas, o preço abriu com um gap de alta. Isto deve ter sido uma advertência vital indicando que o fim do nível de 38 por cento seria um ponto onde outros seguidores das Ondas de Elliott estariam realizando lucros, fornecendo um bom cenário que o preço não teria mais força suficiente para experimentar e testar os níveis 50 e 62 por cento.

A utilização adequada do Candlestick, sobreposto nas avaliações das ondas de Elliott, fornece a direção da

Figura 11.11 Está ocorrendo um sinal de venda no Candlestick no primeiro nível de retração, indicando que está é área de realização de lucros.

Figura 11.11 Está ocorrendo um sinal de venda no Candlestick no primeiro nível de retração, indicando

Figura 11.12 Nenhum sinal de fraqueza no Candlestick até o nível de 62% de retração.

A Carbo Ceramics Inc. gráfico na Figura 11.12 mostra como os preços estavam subindo até o nível de retração de 62 por cento sem parar nos níveis de 38 ou 50 por cento. Vamos analisar o estocástico. No nível de 38 por cento, o estocástico não estava mostrando qualquer sinal de virada, apesar de estar na área sobrecomprada. Além disso, o preço fechou acima do nível de 38 por cento. Isso proporcionou a percepção que o nível de 38 por cento não foi um nível de retenção, e que o nível de 50 por cento deveria ser o próximo nível a ser observado. Outro fator que teria contribuido para manter a posição é que a janela ocorreu no mesmo nível cerca de um mês antes. Assumindo que a maioria das janelas estão fechadas e que estavam parcialmente preenchidas ao fechar acima do nível de 38 por cento, deve ser razoável presumir que o gap estaria completa- mente fechado no dia seguinte. O próximo dia de negociação levou o preço quase acima do nível de 50 por cento. Mais uma vez, nem o estocástico nem qualquer formação do Candlestick deu qualquer indicação que os vendedores estavam entrando. No entanto, esta foi definitivamente a área de se estar alerta em relação à atividade do preço da ação. O dia seguinte abriu no nível de 50 por cento ou um pouco acima. Neste ponto, deve-se estar pronto para ser ágil. Como o preço se movimentou para cima, bem acima do nível de 50 por cento, você poderia

razoavelmente supor que o nível de 62 por cento seria um nível de resistência importante. Claro, duas coisas poderiam ter ocorrido nesse nível. Se parassem lá ou se tivessem outras coisas em mente, tal como quebrar esse nível e continuar subindo. Neste caso, vendo que a alta do dia parou bem ao nível de 62 por cento, deve ter sido um sinal convincente. Se isso não foi suficiente para confirmar que o nível de 62 por cento era o ponto final, o fato de que no dia seguinte subiu para aquele nível novamente e recuou, produzindo um Tweezer Top, deveria ter fornecido o incentivo para realizar lucros. Observe os outros aspectos das observações do Candlestick que estão incluídos neste gráfico. Observe como a magnitude da faixa de negociação diária se expande no final do movimento de tendência. Além disso, observe o fundo duplo. Tenha em mente que uma mudança de tendência drástica não reverte, de repente. Geralmente, leva algum tempo para convencer o outro lado – compradores ou vendedores – a sairem do caminho. Os sinais de Candlestick podem alertar os seguidores das ondas de Elliott quando a tendência atual fracassou. Observe na Figura 11.13, do Índice NASDAQ, como os pontos projetados não podem ser obtidos no ponto 3. Um Doji ocorrendo simultaneamente com o estocástico virando para baixo, dá a indicação de que a tendência está prestes a reverter. O ponto 4 deve ser o próximo alvo. Usando os pontos das Ondas de Elliott é uma forma de projetar a

razoavelmente supor que o nível de 62 por cento seria um nível de resistência importante. Claro,

Figura 11.13 Conhecer as regras simples das operações com o Candlestick fornece informações que maximizam os procedimentos de realização de lucros.

amplitude do movimento. Ao analisar este gráfico, uma janela (gap) está presente no mesmo nível que o ponto 4. Isso deve dar mais credibilidade ao movimento que está chegando nesta área. No nível em que a virada parece estar ocorrendo, um novo conjunto de pontos deverão ser calculados. As duas projeções do ponto 5 podem ter novos valores com a onda 3 não ficando tão alta como originalmente prevista. Este aviso prévio beneficia o investidor de Candlestick. Uma mudança de posições pelos seguidores da Ondas de Elliott poderá proporcionar um movimento poderoso a curto prazo. Ter o aviso prévio do sinal Candlestick produz mais oportunidades para explorar esse conhecimento.

O Padrão de Três Ondas

Os preços se movimentam em padrões. O método simplificado de operação utiliza o padrão de três ondas ao invés das Ondas de Elliott. Os padrões das Ondas de Elliott têm suas próprias complexidades. A maioria das operações não vai durar o suficiente para envolver qualquer contagem de onda maior do que um movimento de ondas do tipo um-dois-três. Isto é função da grande quantidade de critérios de investimentos da comunidade de investimentos. Quando um investidor coloca dinheiro numa posição, isto está baseado no objetivo de investimento do investidor. Considerando que um investidor pode estar comprando para longo prazo, o próximo investidor pode estar fazendo uma posição somente para uma operação mais curta. Seja qual for o motivo de um investidor disponilizar seus fundos para uma operação, o movimento dos preços de qualquer ativo será definido pelo sentimento do investidor de como o movimento dos preços reage. Simplificando, a magnitude do movimento dos preços vai criar mudanças no sentimento dos investidores. Um preço que se movimenta rápido demais para as expectativas normais fará com que a realização de lucros ocorra. Um preço que se movimenta de uma forma mais lenta e consistente terá um resultado diferente no sentimento dos investidores, provocando um padrão diferente. O fato de que os preços se movem em padrões/ondas é evidente na existência da análise técnica. O estocástico, a sequência de Fibonacci, a teoria das Ondas de Elliott, as linhas de tendência, e uma série de outros métodos técnicos foram desenvolvidos como resultado de preços se movimentando de forma previsível. O estudo mais predominante dos padrões das ondas veio da teoria das Ondas de Elliott. Há mais de 50 anos, R.N. Elliott observou que o movimento de preços se movia em uma série de padrões consistentes. Ele analisou que esses padrões estavam baseados na evolução natural da mudança do sentimento da psicologia do investidor. Estes padrões ou ONDAS ilustram as oscilações entre o medo e a ganância dos investidores. Elliott observou vários tipos de padrões de ondas. Sua pesquisa formulou dois tipos básicos de padrões de ondas. As ondas de impulso, que se movimentam na direção da tendência predominante do mercado, compostas por cinco ondas menores. As ondas de correção, que se movimentam contra a tendência principal, composta por três ondas menores. Infelizmente, esses dois

padrões de ondas são apenas a contagem básica das ondas. A maior dificuldade de análise das Ondas de Elliott é analizar e classificar corretamente qual é a contagem correta das ondas em andamento. É sempre difícil definir qual a contagem da onda que está em progresso. Os padrões das ondas na análise das Ondas de Elliott também podem ter variações em relação aos padrões básicos das onda, tendo contagens de ondas de sete ou nove. Mesmo R.N. Elliott reconheceu que com as inúmeras variações de contagens de ondas que poderiam ser aplicadas a uma tendência, cada tendência poderia ser analisada de forma diferente, dependendo da análise da onda inicial. Ele admitiu que a interpretação das contagens das ondas não poderia ser definida por regras rigorosas. Aparentemente, há estudantes da análise das Ondas de Elliott que foram capazes de adaptar o seu conhecimento ao funcionamento das ondas. Eles podem produzir lucros excelentes para os seus programas de investimento. O único fator consistente que os analistas das Ondas de Elliot bem-sucedidos mostram é que para ter sucesso na análise das Ondas de Elliott com lucratividade é necessário ter muitos anos de experiência. Isto é muito bom para aqueles que querem passar muitos anos aprendendo a como investir com sucesso. Para aqueles investidores que querem métodos de investimento que possam ser aprendidos e utilizados de forma eficaz num período muito curto de tempo, existem aspectos das ondas que são muito mais fáceis de utilizar. Usando os sinais de Candlestick num padrão de três ondas fica muito mais produtivo. Um padrão de três ondas pode ser definido como qualquer padrão de onda que começa no ponto em que uma nova onda ou tendência se torna evidente. Essa abordagem faz com que o padrão de onda seja um elemento de projeção versus um elemento de antecipação. Os sinais de Candlestick são a principal ferramenta analítica para a identificação de uma reversão de tendência. O padrão de três ondas torna-se uma ferramenta de projeção de como a nova tendência pode se comportar. Um padrão de três ondas tem alguns movimentos diferentes identificáveis. Como mostrado na Figura 11.14, a tendência pode ter um movimento ascendente e depois recuar. A terceira perna da tendência, agora volta a subir para testar ou exceder o topo anterior.

ONDA 3
ONDA 3
ONDA 1
ONDA 1

ONDA 2

Figura 11.14 Três Ondas Altista.

A tendência também pode se movimentar para cima, com a perna 2 seguinte se movendo lateralmente até que a perna 3 inicie a perna final do padrão (veja a Figura 11.15). Este movimento lateral, uma vez observado pode ter incluído alguns elementos de tempo. Este tempo pode ser o resultado da retração do estocástico para a condição sobrevendida e fazer a curva para cima. Em seguida, um sinal de compra de Candlestick surge no final de um período estável de negociação. O final da operação lateral também poderá ser correlacionado com o cruzamento de uma média móvel principal. O mais importante, é ser capaz de identificar visualmente a configuração do padrão de Três Ondas que permite que o investidor do Candlestick explore o momento adequado para voltar para operação. A mesma análise pode ser feita das tendências que estão no sentido descendente (veja a Figura 11.16). Uma perna na direção descendente será seguida por um repique para cima. Então, a perna final continua em baixa para testar ou violar a baixa recente.

ONDA 1
ONDA 1
ONDA 3
ONDA 3

ONDA 2

Figura 11.15 Três Ondas de Alta com uma consolidação lateral.

ONDA 1
ONDA 1

ONDA 2

ONDA 3
ONDA 3

Figura 11.16

Três Ondas de Baixa.

ONDA 1
ONDA 1
ONDA 2
ONDA 2

ONDA 3

Figura 11.17 Três Ondas de Baixa com consolidação lateral.

A tendência de baixa, um padrão de três vias, pode ser uma perna de baixa, uma área operacional lateral, seguida pela próxima perna de baixa (veja Figura 11.17). Antecipar como um padrão de onda está se desenvolvendo dá informações valiosas ao investidor de Candlestick, permitindo que ele visualize o potencial dos sinais de Candlestick em momentos específicos, sabendo que uma perna de um padrão de onda está se formando. Isto poderá parecer muito elementar. No entanto, saber que foi definido que os preços se movimentam em ondas, então estar preparado para um sinal de Candlestick e uma nova perna de um padrão de onda cria excelentes características de timing. O padrão de Três vias sempre se apresenta claramente? Nem sempre, mas frequentemente o suficiente para saber como começar a observar o próximo padrão. Tenha em mente que, os sinais de Candlestick são os principais parâmetros para entrar ou sair de uma operação. O padrão de onda fornece um plano do jogo para quando esses sinais aparecem. A vantagem proporcionada pelos sinais de Candlestick é na melhor definição dos pontos de reversão. Considerando que analistas das Ondas de Elliott podem querer manter uma posição através da onda 1 até a 5, o investidor de Candlestick tem a vantagem de vender no topo da onda 1, e então comprar novamente no final da onda 2, e assim por diante. Isto faz com que você utilize melhor os recursos investidos, não perdendo capital durante as correções. Mantenha a sua contagem das ondas de forma simples. Os lucros não são feitos com a contagem da onda de forma proficiente. Os lucros são feitos de forma eficaz pela compra e venda no momento adequado. Utilizando os sinais de Candlestick, e então, mesmo avaliando o que os movimentos das onda podem significar, vai melhorar significativamente a sua rentabilidade. A figura 11.18 mostra um padrão de três ondas. A onda 2, a correção no início de junho, a média móvel de 50 dias tem a probabilidade de um nível de

suporte claro. O sinal de Engolfamento de baixa formado em 2 de junho passa a ser o sinal de venda óbvio a medida que o estocástico finalmente sobe para a condição de sobrecomprado.

A onda 2 parou no suporte óbvio proporcionado pela média móvel.
A onda 2 parou no suporte óbvio proporcionado pela
média móvel.

Figura 11.18 Arch Coal Inc.

A média móvel de 50 dias é o alvo óbvio. Aquele alvo enfrenta alguns sinais de Candlestick indecisos em meados de Junho. O Doji/Harami, um pequeno Martelo que está abaixo da média móvel de 50 dias, em seguida fecha acima da média móvel de 50 dias, e o Martelo Invertido/Doji, todos operando na média móvel de 50 dias, proporciona uma avaliação visual de que os vendedores estão tendo um momento difícil para empurrar os preços para baixo desse nível. A confirmação de compra no dia seguinte fornece uma excelente indicação de entrada na operação. O fundo naquele dia, também alcançou a média móvel de 50 dias antes de mostrar que os compradores tinham entrado. Estes sinais, seguidos por um dia de operação de alta, provocando a virada para cima do estocástico, fornecem uma boa imagem visual do que o sentimento dos investidores está fazendo. Isso se torna uma área de "compra" quando se analisa aquela perna-3 do padrão de Três ondas que poderia estar desenvolvendo. A análise transforma-se na expectativa de que, se não houver resistência no topo recente, um bom e forte movimento de subida poderia estar ocorrendo a partir destes níveis. O potencial para cima é bom. O risco para baixo é mínimo. A queda dos preços e mínima. Um fechamento abaixo da média móvel de 50 dias a partir deste ponto seria o "estope". A figura 11.19 mostra um padrão de Três Ondas com um movimento lateral. Uma série de Dojis mostra que, embora a compra tenha parado, a pressão da venda não foi esmagadora. Um investidor pode não querer participar deste período até o fim e ter seu dinheiro exposto a uma possível correção. No entanto,

a vela de alta após o Doji final mostra de que maneira o sentimento do investidor quer se comportar após um período de negociação lateral de indecisão. Se a posi-

a vela de alta após o Doji final mostra de que maneira o sentimento do investidor

Figura 11.19 BioSante Pharmaceuticals Inc.

ção tivesse sido fechada durante os Dojis, então comprar novamente ao observar a nova força de compra seria mais fácil, prevendo que a terceira perna de um padrão de três ondas está começando. Estar apto a analisar um movimento lateral, depois de observar uma série de Dojis, permite que você tome uma decisão inteligente. O fim da série de Dojis mostraria que os investidores estão vendendo, criando um topo, ou um sinal altista poderia ser a formação de um padrão de três ondas. Nos dois casos, a decisão de investir poderia ser feita com alta probabilidade de retorno. Esta análise não é nada mais do que estar mentalmente preparado para o que poderia ocorrer. Estando preparado mentalmente cria a oportunidade de aproveitar o próximo movimento de preços. A execução da próxima operação pode ser feita de forma rápida e decisiva.

Sumário

A combinação dos dois métodos gera uma poderosa plataforma de investimento. A análise das Ondas de Elliott funciona bem na projeção da magnitude do movimento da tendência. A análise Candlestick funciona muito bem na identificação das reversões e da direção. Utilizando os dois em conjunto,

aumenta enormemente as probabilidades de execução de operações bem- sucedidas de longo prazo. Você consegue o melhor dos dois mundos. Com o passar do tempo, a inclusão da análise computacional poderá aprimorar essa combinação de negociação num grau ainda maior. A melhoria dos cálculos direcionais dá uma ferramenta valiosa ao defensor das Ondas de Elliott. Os lucros podem ser aumentados, ao saber quais os níveis que serão atingidos e qual a contagem das ondas que está sendo preparada para uma mudança. Os atributos de cada método podem aumentar a capacidade de um investidor de melhorar os lucros da carteira de forma significativa. Atualmente, testes estatísticos adicionais estão sendo realizados para melhorar ainda mais os retornos das operações, utilizando a combinação desses métodos bem sucedidos.