Você está na página 1de 22

6ª Aula Prática

“Permeabilidade dos Solos”

1 - Definição:
É a propriedade do solo capaz de permitir o
escoamento da d’água através dele, expresso
numericamente através do “coeficiente de
permeabilidade”.
2 - Utilização em Mecânica dos Solos:

Problemas práticos na Engenharia tais


como:
drenagem, rebaixamento do nível d’água,
recalques, etc.

3 - Coeficiente de Percolação:
É determinado baseado na Lei de Darcy
proposta em 1856. Qual seja velocidade
de percolação é diretamente proporcional ao
gradiente hidráulico.
É feita através da Lei de Darcy, de acordo com esta
a velocidade de percolação é diretamente proporcional
ao gradiente hidráulico. Considerando um regime
laminar. Matematicamente:
vp  k p  i
Onde:
v p - velocidade real de percolação da água;
k p - coeficiente de percolação;
i - gradiente hidráulico (h / L)
h - diferença de carga hidráulica;
L - espessura da camada de solo;
NA1
NA1

NA2
H H
L NA2

L
g
Solo
H
i
L= espessura de solo na direção do escoamento
L
H= diferença entre níveis d’água
Kp= Coeficiente de percolação (velocidade real média
de escoamento através dos vazios do solo quando i=1)
4 - Coeficiente de Permeabilidade:
É a velocidade média
aparente (V) de escoamento d’água
através da área total (sólidos + vazios)
da seção transversal do solo, sob um
gradiente hidráulico unitário ( i = 1 )

V  K i
V  K i V- Velocidade
Q Q - Vazão
Por outro lado: V
A A – Área Total

Vol.
V  K i 
Q Q  K i A Q
A tem.

Descarga total por um intervalo de tempo:

V ( Volume. ) = K i  A  t
5 - Coeficiente de Permeabilidade:
Para um mesmo solo ele varia em função:
• Temperatura
• Índice de vazios

Temperatura, Viscosidade, K

— Valor do K é geralmente referido a 20ºC.


6 - Coeficiente de Permeabilidade :
6.1Permeâmetro a carga constante (arenoso)
6.2 Permeâmetro a carga variável ( argiloso )

1) Permeâmetro Carga Constante

A fórmula H
QK A. t.
L
QL
K
A H t
Variações do coeficiente de permeabilidade
(SEGUNDO CASAGRANDE E FADUM)
NBR 13292
OBJETIVO: determinar o coeficiente de permeabilidade
à carga constante, com a água percolando através do
solo, em regime de escoamento laminar. A aplicação
deste método é restrita a solos granulares, contendo no
máximo 10%, em massa, de material que passa na
peneira de 0,075 mm.
O coeficiente de permeabilidade varia para os
diferentes tipos de solos e, para um mesmo solo,
depende essencialmente da temperatura e do índice
de vazios.
Quanto maior for a temperatura, menor é a
viscosidade da água e, portanto, mais facilmente ela
escoa pelos vazios do solo com o correspondente
aumento do coeficiente de permeabilidade. Este é
normalmente referido à temperatura de 20ºC:
T
k20C  kt   kt  Cv
 20C
T
k20C  kt   kt  Cv
 20C
Onde:
T - temperatura do ensaio;
T 20º C – temperatura de referencia
 - viscosidade da água (em T e em 20ºC);
Cv - relação entre as viscosidades;
K - permeabilidade do solo ( m/s)
CÁPSULAS 1 2 3

Solo úmido + cápsulas (g) 64,93 66,87 77,97

Solo seco + cápsulas (g) 58,50 61,29 71,42

Massa da cápsula (g) 11,33 14,78 14,46


Massa da água (g) 6,43 5,58 6,55

Massa do solo seco (g) 47,17 46,51 56,96

Umidade 13,6 % 12% 11,5%

Umidade média % 12,40%

3
hmed   hi
Pa
h  100
Ps i 1
DIÂMETRO cm 9.99 10,00 10,01 Dm

ALTURA cm (L) 42,98 43,00 43,02 10,00

ÁREA cm² A 78,54 (L)

VOLUME cm³ V 3,38 X 103 43,00

3
Dm   Di  D 2

i 1 A m

3 4
L   Li
i 1
V  A L
MASSA (g) p 6686,90

MASSA ESP ÚMIDA (g/cm³) gh 1,98

MASSA ESP SECA (g/cm³) gs 1,77

ÍNDICE DE VAZIOS e 0,53

GRAU DE SATURAÇÃO% S 62,7%

P hg g
gh  gg s 100
V e 1 e
gh gs
gs  g g  2,70 g / cm3
1 h
ENSAIO NÚMERO UN 1 2 3
DATA (DIA MÊS ANO) 07/05/12 07/05/12 07/05/12
Hora - minuto - segundo (inicio) 9:00:00 9:15:00 9:30:00
Hora - minuto - segundo (final) 9:03:35 9:18:17 9:33:49
Tempo decorrido (seg) t 215 197 229
Volume d'agua percolada Q 900 900 900
Altura da carga disponivel (cm) H 60 60 60
Coeficiente de permeabilidade
Kt 0,038 0,042 0,036
cm/s)
Temperatura d'agua (C) T 25ºC 25ºC 25ºC
Coeficiente de correção Ck 0,88 0,88 0,88
Coeficiente de permeabilidade (cm/seg) K20 3,4x10-² 3,7x10-² 3,2x10-²

Q L
KT  K20 médio = 3,4 x 10 -² m/s
A H  t
T C
K 20C  Kt   K t  Cv
 20C Cv  0,88 _(tabela )
 NBR 13292 - Determinação do coeficiente de
permeabilidade de solos granulares à carga constante ;
 Mecânica dos Solos e suas aplicações – Homero Pinto
Caputo;
 www.ufsm.br/engcivil/Material_Didatico/...solos/unidade_6.pdf -
UNIDADE 6 - PERMEABILIDADE DOS SOLOS 6.1 Introdução A ...