Você está na página 1de 29

ANÁLISE SINTÁTICA

A NÁLISE SINTÁTICA

FRASE, ORAÇÃO, PERÍODO

Frase Enunciado de sentido completo. Pode ter um verbo, muitos verbos ou nenhum verbo.

Sem verbo: Olá!

Com um verbo: Amenheceu.

Com vários verbos: É importante sabermos decidir quando devemos começar as mudanças que nos

levam à evolução.

Com vários verbos: É importante sabermos decidir quando devemos começar as mudanças que nos levam à

FRASE QUANTO AO SENTIDO

Com base na entonação, a frase classifica-se quanto ao sentido em:

Frase quanto ao sentido Declarativa Interrogativa Exclamativa Imperativa Optativa
Frase quanto ao
sentido
Declarativa
Interrogativa
Exclamativa
Imperativa
Optativa
Afirmativa Júlio é bom. Júlio é bom? Júlio é bom ! Afaste-se por favor Tomara
Afirmativa
Júlio é bom.
Júlio é bom?
Júlio é bom !
Afaste-se por favor
Tomara que chova
Negativa Júlio não é bom. Júlio não é bom? Júlio não em bom! Não se
Negativa
Júlio não é bom.
Júlio não é bom?
Júlio não em bom!
Não se afaste por
favor
Oxalá não chova

IMPORTANTE!

1. A mesma frase pode acumular mais de um sentido:
1. A mesma frase pode acumular mais de um sentido:

Você não sabia mesmo?! (interrogativa, exclamativa, negativa)

2. As frases interrogativas têm uma variante a que se dá o nome de interrogativa
2. As frases interrogativas têm uma variante a que se dá o nome
de interrogativa indireta:

Não sei quem esteve aqui. (=Quem esteve aqui?) Não me deste teu endereço. (=Qual o teu endereço?)

3. As optativas muitas vezes são também exclamativas.
3. As optativas muitas vezes são também exclamativas.

Tomara que chova logo!

teu endereço. (=Qual o teu endereço?) 3. As optativas muitas vezes são também exclamativas. Tomara que

FRASE E ORAÇÃO

Frase nominal

É aquela que não tem verbo:

E ORAÇÃO  Frase nominal É aquela que não tem verbo:  Oração ou Frase verbal
E ORAÇÃO  Frase nominal É aquela que não tem verbo:  Oração ou Frase verbal

Oração ou Frase verbal É aquela que contém um verbo, expresso ou subentendido

1 2 . 1 2
1
2
.
1
2

.

que não tem verbo:  Oração ou Frase verbal É aquela que contém um verbo, expresso

IMPORTANTE

A oração pode ter sentido completo:

I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:
I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:

A oração pode ter sentido incompleto:

I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:
I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:
I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:
I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:
I MPORTANTE  A oração pode ter sentido completo: A oração pode ter sentido incompleto:

PERÍODO

Conjunto de sentido completo, que engloba uma ou mais orações. Pode terminar com ponto, ponto de exclamação, ponto de interrogação ou, às vezes, com reticências.

mais orações. Pode terminar com ponto, ponto de exclamação, ponto de interrogação ou, às vezes, com
mais orações. Pode terminar com ponto, ponto de exclamação, ponto de interrogação ou, às vezes, com

VAMOS PRATICAR!

1. Classifique as frases de acordo com o seguinte código:

A- Declarativa B- Interrogativa C-Exclamativa D-Optativa E- Imperativa

1-( 2-( 3-( 4-( ) Quem me dera ganhar na loteria. ) Quem tem medo
1-(
2-(
3-(
4-(
) Quem me dera ganhar na loteria.
) Quem tem medo de Virgínia Wolf?
) Preste atenção aos exercícios.
) Quanta beleza há no Brasil!
5-(
6-(
7-(
8-(
9-(
) Mandem-me flores, por favor.
) Quero que me mandem flores.
) Não fume nesta sala.
) Tomara que ela não me dê o cano.
) Não me disseste ainda como
) Não fume nesta sala. ) Tomara que ela não me dê o cano. ) Não

te chamas.

10-(

) Tudo certo?

) Não fume nesta sala. ) Tomara que ela não me dê o cano. ) Não

CONFIRA AS RESPOSTAS!

C ONFIRA AS RESPOSTAS ! 1-D 2-B 3-E 4-C 5-E 6-A 7-E 8-D 9-B 10-B

1-D

2-B

3-E

4-C

5-E

6-A

7-E

8-D

9-B

10-B

C ONFIRA AS RESPOSTAS ! 1-D 2-B 3-E 4-C 5-E 6-A 7-E 8-D 9-B 10-B

TERMOS DA ORAÇÃO

Sujeito e predicado

Observe este sintagma (conjunto de dois ou mais elementos inter-relacioandos).

Palavra Meninas chegaram. Classe gramatical substantivo verbo Função sintática sujeito predicado
Palavra
Meninas
chegaram.
Classe gramatical
substantivo
verbo
Função sintática
sujeito
predicado

“Meninas chegaram! É uma oração e tem sentido completo.

Divide-se em dois termos: sujeito e predicado.

predicado “Meninas chegaram! É uma oração e tem sentido completo. Divide-se em dois termos: sujeito e

SUJEITO

É so que se fala. Constitui-se de um substantito ou de uma palavra substantivada.

Palavra Elas chegaram. Pronome verbo Classe gramatical substantivo Função sintática sujeito predicado Palavra
Palavra
Elas
chegaram.
Pronome
verbo
Classe gramatical
substantivo
Função sintática
sujeito
predicado
Palavra
Três
chegaram.
Numeral
verbo
Classe gramatical
substantivo
Função sintática
sujeito
predicado
Palavra O amanhã chegou. Palavra verbo Classe gramatical substantivada Função sintática sujeito predicado
Palavra
O amanhã
chegou.
Palavra
verbo
Classe gramatical
substantivada
Função sintática
sujeito
predicado

Se o sujeito é algo de que se fala, esse algo deve ter um nome. A palavra que nomeia algo é o substantivo. Portanto a única palavra ou a principal palavra do sujeito deve ser um substantivo (Meninas), ou um pronome substantivo

(Elas), ou um numeral substantivo(Três), ou uma palavra

substantivada (O amanhã).

(Meninas), ou um pronome substantivo (Elas), ou um numeral substantivo(Três), ou uma palavra substantivada (O amanhã).

VAMOS PRATICAR!

1.

Assinale certo ou errado

1-(

)

Um pronome pode substituir um substantivo.

2-(

)

Um numeral pode substituir um substantivo.

3-(

)

Quando um pronome ou numeral substituem um

substantivo, chamam-se pronome substantivo.

2. Classifique morfologicamente o núcleo do sujeito:

A

Substantivo Numeral substantivo Pronome substantivo Palavra substantivada

B C D 4-( ) O futuro  chegou. 5-( ) Cinco  chegaram. 6-(
B
C
D
4-(
) O futuro  chegou.
5-(
) Cinco
 chegaram.
6-(
7-(
) Todos  chegaram.
) O depois  chegou.
sujeito  predicado
 chegou. 5-( ) Cinco  chegaram. 6-( 7-( ) Todos  chegaram. ) O depois
 chegou. 5-( ) Cinco  chegaram. 6-( 7-( ) Todos  chegaram. ) O depois

VAMOS PRATICAR!

3. Assinale certo ou errado:

Em “ O depois chegou.”

8-(

) O sujeito é “ depois”.

9-(

) O sujeito é “o depois”.

10-(

) O núcleo do sujeito é o advérbio substantivado “depois”

11-(

) O núcleo do sujeito é o advérbio depois. ) Se uma palavra na frase está substantivada, na frase ela é substantivo

12-(

núcleo do sujeito é o advérbio depois. ) Se uma palavra na frase está substantivada, na
núcleo do sujeito é o advérbio depois. ) Se uma palavra na frase está substantivada, na
núcleo do sujeito é o advérbio depois. ) Se uma palavra na frase está substantivada, na

CONFIRA AS RESPOSTAS!

C ONFIRA AS RESPOSTAS ! 1-C 2-C 3-C 4-A 5-B 6-C 7-D 8-C 9-C 10-C 11-

1-C

2-C

3-C

4-A

5-B

6-C

7-D

8-C

9-C

10-C

11- C 12 - C

C ONFIRA AS RESPOSTAS ! 1-C 2-C 3-C 4-A 5-B 6-C 7-D 8-C 9-C 10-C 11-

SATÉLITES DO SUBSTANTIVOS

A oração “Meninas chegaram” é uma mensagem de sentido vago, impreciso. Para aumentar a precisão da mensagem, acrescentam-se satélites ao núcleo do sujeito. Observe como a precisão do ato comunicativo vai aumentando à medida que se

acrescentam satélites aos núcleos.

as as nossas as nossas vinte meninas meninas meninas c
as
as nossas
as nossas vinte
meninas
meninas
meninas
c

SATÉLITES DO VERBO

Acrescentando-se satélites ao núcleo do predicado - no caso “chegaram” - , também se aumenta a

precisão do ato comunicativo. Veja:

cedo ontem cedo ontem cedo Chegaram Chegaram Chegaram Chegaram à praia
cedo
ontem
cedo
ontem
cedo
Chegaram
Chegaram
Chegaram
Chegaram
à praia

SATÉLITES DE SATÉLITE

Veja agora os termos muito e à beça, no esquema à seguir : satélite de satélite também é advérbio ou locução adverbial:

as nossas vinte à beça meninas ontem cedo loiras chegaram de óculos muito à praia
as
nossas
vinte
à beça
meninas
ontem
cedo
loiras
chegaram
de óculos
muito
à praia
ou locução adverbial: as nossas vinte à beça meninas ontem cedo loiras chegaram de óculos muito

ORAÇÕES SEM SUJEITO

Orações sem sujeito, como o próprio nome já diz, não possuem sujeito, apenas predicado.

E só acontecem nas seguintes situações:

1ª - com os verbos:

ser

estar

fazer

haver

Ir

 1ª - com os verbos: ser estar fazer haver Ir Hoje dia onze. Ainda está

Hoje dia onze. Ainda está cedo. Faz sete meses que Há três semanas Vai pra dez anos

2ª - Com os verbos que significam fenômenos naturais: chove, anoitece, geava, trovejou, entardecia

3ª - com verbo haver significando existir:

Nunca houve tantos interessados.

4ª - Com as construções verbais “Chega de

”,

“Basta de

existir: Nunca houve tantos interessados.  4ª - Com as construções verbais “Chega de ”, “Basta

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE!

Os verbos da oração sem sujeito são chamados impessoais e só são usados no singular, com exceção do verbo ser, que se comporta assim:

singular, com exceção do verbo ser, que se comporta assim: Hoje é dia onze. (concorda com

Hoje é dia onze. (concorda com a palavra dia, núcleo) Hoje são onze. (concorda com o numeral, núcleo)

Era uma hora. (concorda com a palavra hora, núcleo)

Eram três horas. (concorda com a palavra horas, núcleo)

Eram cinco da tarde. (concorda com o numeral, núcleo)

Eram três horas. (concorda com a palavra horas, núcleo) Eram cinco da tarde. (concorda com o

TIPOS DE SUJEITO

Sujeito expresso simples
Sujeito expresso simples

Está escrito e tem um só núcleo.

Sujeito expresso composto
Sujeito expresso composto

Está escrito e tem mais de um núcleo.

A lente dos óculos quebrou

composto  Está escrito e tem mais de um núcleo. A lente dos óculos quebrou A

A lente e os óculos quebraram.

composto  Está escrito e tem mais de um núcleo. A lente dos óculos quebrou A
composto  Está escrito e tem mais de um núcleo. A lente dos óculos quebrou A
composto  Está escrito e tem mais de um núcleo. A lente dos óculos quebrou A

TIPOS DE SUJEITO

Sujeito elíptico
Sujeito elíptico

Não está escrito, mas sabe-se quem é, pela determinação do verbo ou pelas orações anteriores.

Também

é conhecido como

oculto, subentendido ou implícito na desinência verbal.

Cheguei. Chegou. (eu) (ele) Os vizinhos chegaram e saíram. (os vizinhos)
Cheguei.
Chegou.
(eu)
(ele)
Os vizinhos chegaram e
saíram.
(os vizinhos)
Sujeito indeterminado
Sujeito indeterminado

1.

Não está escrito e não se sabe quem é, nem quanto são. Acontece

com:

Verbo na 3ª pessoa do plural (sem palavra escrita que possa ser sujeito, saiba que sujeito não começa com preposição e advérbio não pode ser sujeito.)

Acharam minha caneta (?)
Acharam minha caneta
(?)

2.

Verbo na 3ª pessoa do singular + a partícula se. (sem palavra escrita que possa ser sujeito.)

Vive-se bem naquela cidade. Fala-se muito das mudanças.
Vive-se bem naquela cidade.
Fala-se muito das mudanças.

“SE”

como

pronome

SE ?

é
é

apassivador

diferente

indeterminação de sujeito.

de

“SE”

como

índice

de

Pronome apassivador Na frase em que figura há sujeito expresso. Faz parte de frase em
Pronome
apassivador
Na frase em que
figura há sujeito
expresso.
Faz parte de frase
em que há sujeito
paciente
Falou-se uma
verdade.
• Sujeito NÃO começa com preposição Grave • Advérbio não pode ser sujeito isto! •
• Sujeito NÃO
começa com
preposição
Grave
• Advérbio não
pode ser sujeito
isto!
• TODA vez que
houver a
estrutura
verbo+se+algo
que possa ser
sujeito, esse algo
já é o sujeito.
Índice de indeterminação do sujeito Não há nada escrito na frase da qual faz parte
Índice de
indeterminação
do sujeito
Não há nada
escrito na frase da
qual faz parte que
possa ser sujetio
Figura em frase
cujo sujeito é
agente e
indeterminado.
Falou-se de você.

TIPOS DE SUJEITO

Sujeito oracional ou oração subjetiva
Sujeito oracional ou oração subjetiva

Este sujeito é quando uma oração é o sujeito de um verbo de outra oração.

Que você caminhe é bom.
Que você caminhe
é bom.
subjetiva  Este sujeito é quando uma oração é o sujeito de um verbo de outra

ADJUNTO ADNOMINAL ADJUNTO ADVERBIAL

Adjunto adnominal (adn)
Adjunto adnominal (adn)

Satélite do substantivo.

Só podem ser adn:

adjetivo, artigo, pronome adjetivo, numeral

adjetivo ou locução

adjetiva.

pronome adjetivo, numeral adjetivo ou locução adjetiva. Adjunto adverbial (advl)  Satélite do verbo, adjetivo
Adjunto adverbial (advl)
Adjunto adverbial (advl)

Satélite

do

verbo,

adjetivo ou advérbio.

Só podem ser advl:

Advérbio e locução adverbial

(advl)  Satélite do verbo, adjetivo ou advérbio.  Só podem ser advl : Advérbio e

ADJUNTO ADNOMINAL ADJUNTO ADVERBIAL

As nossas três meninas loiras
As
nossas
três
meninas
loiras

Pron.

adjetivo-

adn

Num.

adjetivo-

adn

Substantivo

de óculos

Adjetivo-

Locução

adn

adjetiva-

adn

Artigo -

adn

v o - Locução adn adjetiva- adn Artigo - adn ontem à praia muito chegaram cedo.

ontem

à praia

muito

chegaram

cedo.

adn Artigo - adn ontem à praia muito chegaram cedo. verbo a d v . advl.
adn Artigo - adn ontem à praia muito chegaram cedo. verbo a d v . advl.

verbo

adv.

advl.

loc. advl.

advl.

adv.

advl.

adv.

advl.

Muito

chocolate

d v . advl. loc. advl. advl. adv. advl. adv. advl. Muito chocolate Adn. Substantivo Falar

Adn.

Substantivo

d v . advl. loc. advl. advl. adv. advl. adv. advl. Muito chocolate Adn. Substantivo Falar

Falar

muito

pouco

advl.

verbo advl.
verbo
advl.
d v . advl. loc. advl. advl. adv. advl. adv. advl. Muito chocolate Adn. Substantivo Falar

VAMOS PRATICAR!

1- Assinale C (certo) ou E (errado):

1- (

2- (

PRATICAR ! 1- Assinale C (certo) ou E (errado): 1- ( 2- ( 3- ( 4-
PRATICAR ! 1- Assinale C (certo) ou E (errado): 1- ( 2- ( 3- ( 4-

3- (

4- (

5- (

6- (

) As palavras que podem funcionar como satélite de substantivo são: o artigo (as), o pronome adjetivo (nossas); o numeral adjetivo(vinte); o adjetivo (loiras); e a locução adjetiva (de óculos). ) Em síntese, os satélites de substantivo, ou adjuntos adnominais, são basicamente o artigo e o adjetivo (porque o pronome, o numeral e a locução só são adjuntos quando estão no papel de adjetivo). ) Na análise sintática os satélites do substantivos são os adjuntos adverbiais. ) As classes de palavras que podem funcionar como satélites de um verbo são o advérbio (cedo, ontem) e a locução adverbial (à praia). ) Na análise sintática, os advérbios e as locuções adverbiais chamam-se adjuntos adverbiais ) Na análise sintática, os satélites do substantivos são os adjuntos adnominais e os satélites do verbo são os adjuntos adnominais.

VAMOS PRATICAR!

2- Preencha os parênteses com:

A

B

para adjunto adnominal

para adjunto adverbial

7

8

9

(

(

(

– para adjunto adverbial 7 8 9 – ( – ( – ( 10 – (
– para adjunto adverbial 7 8 9 – ( – ( – ( 10 – (

10 (

11 (

12 (

) Ela era uma poetisa muito rica. ) Ela era uma poetisa muito rica. ) Ela era uma poetisa muito rica. ) Muitas visitas chegaram muito tarde. ) Muitas visitas chegaram muito tarde. ) Muitas visitas chegaram muito tarde.

CONFIRA AS RESPOSTAS!

C ONFIRA AS RESPOSTAS ! 1-C 2-C 3-E 4-C 5-C 6-C 7-A 8-A 9-B 10-A 11-

1-C

2-C

3-E

4-C

5-C

6-C

7-A

8-A

9-B

10-A

11- B 12 - B

C ONFIRA AS RESPOSTAS ! 1-C 2-C 3-E 4-C 5-C 6-C 7-A 8-A 9-B 10-A 11-